Issuu on Google+

Trabalho e Organização QUINTA-FEIRA

sgtnelsonohno@camarariopreto.com.br

Ano 01 . Nº 01 . São José do Rio Preto, 17 de DEZEMBRO de 2009

Prefeito

Valorizar o que é nosso

Projeto de lei de vereador garante espaço para os artistas de Rio Preto Fernanda Azzolini

S

ão José do Rio Preto é uma das cidades do interior que mais recebe eventos culturais e artísticos de caráter nacional e internacional. Shows, peças teatrais e exposições artísticas têm espaço reservado na agenda cultural da cidade. Mas, e os artistas riopretenses? São devidamente reconhecidos na própria cidade? Pensando nisso, o Vereador Sargento Nelson Ohno, PSB, lançou um projeto

de lei que assegura aos artistas locais o direito de participar de eventos nacionais e internacionais que ocorrerem na cidade. Nos shows m u s i c a i s , cantores e

grupos locais devem participar da abertura dos espetáculos. A lei apenas não se aplicaria às apresentações que acontecerem em recinto fechado com capacidade de lotação menor ou igual a mil pessoas. No caso de escritores, escultores e artistas plásticos é assegurado um espaço reservado em feiras e exposições. Ainda de acordo com o projeto do sargento, os organizadores do evento devem avisar sobre a apresentação com, no mínimo, trinta dias de antecedência e, caso infrinjam algum ar-

tigo da lei, ficam sujeitos a pagar uma multa em dinheiro. É de responsabilidade da Secretaria Municipal da Cultura organizar as apresentações e cabe aos artistas locais, interessados em participar, requerer seu espaço no evento. “A valorização pretendida não se restringe aos artistas, mas a própria comunidade em geral, que além de assistir aos shows de artistas consagrados, também terá a oportunidade de conhecer o trabalho do rio-pretense, de gente de nossa terra”, afirma o vereador Ohno. O projeto foi protocolado dia 23 de outubro deste ano e espera aprovação da Câmara.

Valdomiro Lopes faz um balanço do seu primeiro ano na administração de São José do Rio Preto. Ler mais p. 04

CEROL

“Brincadeira sem mortes, Pipas sem cortes” é o nome da semana educativa aprovada pela Câmara Municipal de Rio Preto. O projeto de lei foi proposto pelo vereador Sargento Nelson Ohno no iníco deste ano. Ler mais p.04

Uma proposta sustentável para o descarte do óleo Vereadores de Rio Preto se unem e propõem lei em favor do meio ambiente Você sabia que um litro de óleo de cozinha usado pode contaminar até um milhão de litros de água, o que equivale ao consumo de uma pessoa por 14 anos? Aquela velha história de que não se pode jogar óleo na pia porque entope, é verdade, mas o prejuízo é muito maior. Além de entupir o encanamento, aumentando 45% os custos de tratamento, o descarte incorreto do óleo, seja o de cozinha ou de óleos combustíveis, é muito prejudicial ao meio ambiente. Estima-se que 90% do óleo que polui os mares tem origem no continente e que os navios contribuem com apenas 10%. Para minimizar os danos do

Felipe Matos

Thaís Luquesi

descarte incorreto do óleo em São José do Rio Preto, o Vereador Sgt. Nelson Ohno e o Vereador Jorge Abdanur fizeram uma proposta de lei que visa dar a destinação correta a

esses resíduos. A medida prevê que os cidadãos e empresas sejam os responsáveis pelo descarte de seus resíduos de acordo com procedimentos que serão esta-

belecidos e recompensados. O óleo utilizado deverá ser encaminhado aos pontos de entrega de materiais recicláveis ou serviços de coleta seletiva. As possibilidades de recicla-

gem do óleo de fritura são muitas. Entre tantas finalidades, destacam-se a produção de resina para tintas, sabão, ração para animais e biodiesel, que é uma alternativa aos combustíveis convencionais por ser biodegradável e livre de enxofre, além de reduzir o aquecimento global. Não jogar óleo em fontes de água, na rede de esgoto ou no solo é uma questão de cidadania e por isso deve ser incentivada. A medida estimula um crescimento sustentável para nossa cidade. O substitutivo do projeto foi protocolado em 27 de outubro deste ano e aguarda para ser votado.

Endereço:

R. Profª Lucy Arruda Lemos Fochi, 230 Nova Redentora ao lado do

Hotel Saint Paul ABERTO 24H

3216 7292 17 3216 7293 17


2

DEZEMBRO DE 2009

JORNAL DO OHNO

Preocupação com o meio ambiente Assessoria

Boas Festas! OLÁ RIO-PRETENSES!

É com grande satisfação que venho cumprimentá-los ao final do meu primeiro ano de mandato. Nosso trabalho foi árduo, mas foi recompensado pelas inúmeras conquistas que obtivemos. Quero agradecer cada um dos cidadãos que depositou sua confiança em mim e acreditou que poderíamos melhorar a nossa cidade. Por isso fiz questão de mostrar o que já fizemos neste curto período. Nossas conquistas na área de segurança pública foram significativas para amparar nossos cidadãos no seu dia a dia. Nossos projetos de conscientização ao cerol e combate ao vandalismo nos darão muitos frutos positivos. E nossas leis, que homenagearam cultura e trabalho, servirão de incentivos evidentes em 2010. Feliz Natal e um excelente Ano Novo! Aproveite esse momento para refletir os erros e acertos do ano que passou e mentalizar as conquistas do futuro. Saibam que estarei aqui torcendo por cada um de vocês e trabalhando para que sua qualidade de vida melhore sempre. Entre erros por inexperiência e acertos por minha força de vontade, acredito que 2009 nos deu resultados muito positivos e que, por isso, deixa ainda mais esperanças ao ano que chega.

Vereador Sgt. Ohno planta mudas com crianças no “Dia da Árvore”

Consciência Ecológica No “Dia da Árvore”, 21 de Setembro, o Vereador Sgt. Nelson Ohno plantou 10 mudas de várias espécies nativas com alunos da Escola Infantil “Alfa e Ômega”. O objetivo era conscientizar as crianças sobre a importância do verde em nossa cidade e contribuir para a preservação do meio ambiente. Preservação e Economia No dia 25 de Setembro, Nelson Ohno protocolou uma

Sintam-se abraçados, Vereador Nelson Ohno e Famíla

indicação ao Prefeito Municipal solicitando estudos quanto a instalação de um sistema de captação de águas pluviais nos novos edificios dos órgãos públicos. A instalação desse sistema propicia a reutilização e economia à prefeitura, já que o sistema capta e armazena a água das chuvas. O conteúdo armazenado pode ser reutilizada em vasos sanitários, jardinagens e outras finalidades que não exigem água potável para

consumo. O Vereador também solicitou estudos para a substituição das torneiras convencionais por torneiras econômicas nos edifícios da Administração Pública. Com sua indicação, o prédio economizaria água, promovendo a proteção deste recurso natural, além de economizar os gastos da Prefeitura. Atendendo a este pedido, a Secretaria de Serviços Gerais incluirá os estudos nas diretrizes orçamentais de 2010.

Rio Preto homenageia a comunidade nipônica A comunidade nipônica é homenageada pela Câmara Municipal de Rio Preto com a lei que institui o dia 18 de junho como o Dia Municipal da Imigração Japonesa. A lei foi complementada no dia 04 de agosto na 26ª sessão extraordinária deste ano transmitida pela TV Câmara. A alteração, proposta pelo vereador Sargento Nelson Ohno, sugere ao poder público apoiar eventos ligados à comemoração da data, autorizando o uso de espaços públicos, por exemplo. “A lei visa à preservação dos valores culturais e das tradições rio-pretenses”, declara Ohno. “Uma vez que a colônia

Responsável: Felipe Matos Diagramação: Felipe Matos e Thaís Luquesi Textos: Felipe Matos, Thaís Luquesi e Fernanda Azzolini. Ilustrações: Felipe Matos Impressão: FullGraphics

Assessoria

Felipe Matos

Prefeito Valdomiro Lopes e Vereador Sgt. Ohno prestigiam Bon Odori

teve importância fundamental, especialmente, para a nossa agricultura”, completa. Para o Secretário Municipal de Cultura, Deodoro Moreira,

Rio Preto precisava reconhecer a

importância da colônia japonesa. “A cultura japonesa é muito importante para a própria cultura brasileira e, comemorações

como essas devem ser valorizadas”, afirma o secretário que prestigiou a festa japonesa, Bon Odori, ocorrida no dia 15 de agosto na Associação Nipo-

Brasileira de Rio Preto. O Bon Odori, que ocorre anualmente em Rio Preto, também contou com a presença do prefeito Valdomiro Lopes e do vereador Sgt. Nelson Ohno. Pedro Henrique Lopes, filho do prefeito, prestigiou o evento pela segunda vez. “Acho uma festa ótima e muito importante, pois mostra a ligação de nossa cultura com o Japão”, diz Pedro. Já para o comerciante Paulo Yamaguchi, 72, o Bon Odori é “muito importante para o universo”. “Além de ser uma festa muito bonita, é uma forma de homenagear nossos antepassados”, acrescenta Paulo. Quanto ao dia da imigração japonesa, o comerciante completa: “ Isso é muito merecido, com certeza”.


DEZEMBRO DE 2009

JORNAL DO OHNO

Felipe Matos

A câmara dos vereadores de Rio Preto aprovou, em 23 de outubro deste ano, o projeto de lei proposto pelo vereador Sargento Nelson Ohno que permite a entrada franca de policiais militares em alguns eventos culturais da cidade. A lei tem como finalidade assegurar aos integrantes da Polícia Militar o livre acesso às sessões de teatro, shows, eventos culturais e esportivos. Segundo o próprio vereador, os policiais estão 24 horas em exercício profissional e por isso estão suscetíveis a atenderem alguma ocorrência nesses locais. O benefício deve ser concedido mediante apresentação de identidade funcional dos profissionais e os beneficiários não poderão exceder 5% da lotação do evento.

A aprovação da lei é uma forma de prestigiar a categoria que se dedica à segurança dos cidadãos e à defesa do patrimônio público e uma forma de legitimar aquilo que já acontece na prática. O soldado Ismael Silva, que trabalha há 27 anos na Polícia Militar, acredita que a entrada franca não seja a melhor opção para homenagear os PMs, e alerta que outras m e didas deveriam ser tomadas. “A iniciativa do vereador foi positiva e mostrou sua força política, mas uma remuneração em dinheiro seria a melhor forma de beneficiar a todos”, completa. Segundo o vereador. já foi feita uma indicação ao prefeito para criação de uma gratidão em dinheiro aos policiais.

Ohno reivindica pro-labore aos Policiais Militares e Civis No dia 28 de Setembro, o Ver. Ohno protocolou uma indicação propondo ao Prefeito Valdomiro Lopes para que estude a possibilidade de apresentar Projeto de Lei que dispõe sobre a criação da GRADAT – Gratificação por Desempenho de Atividade Transito – a ser paga aos policias Militares e Civis que exercem atividade municipal delegada ao Estado de São Paulo.

finalidade Abranger a todos os Policiais Militares e Civis que trabalham no município de São José do Rio Preto em função delegada pelo Estado de São Paulo, pois existe uma lei mu-

nicipal (Lei n° 10369/09) que alterou o dispositivo da Lei 7026/98 que beneficia o pagamento de “pro-labore” apenas dois até três Policiais Militares, que trabalham na Secretaria de Transito, o que é ridículo pela grandeza de nossa cidade.

de modo correto O Vereador Sgt. Nelson Ohno propôs por meio de Indicação, já que somente cabe ao Prefeito Municipal apresentar este Projeto de Lei, já que o Executivo tem competência Exclusiva sobre a Matéria, assim não podendo Vereador apresentar este projeto de lei, já que seria inconstitucional.

Brigas em escola preocupam vereador Felipe Matos

PMs ganham entrada franca em eventos

Escola Adahir Fogaça, palco da agressão de um aluno com um ovo à sua professora de 51 anos

A

falta de segurança nas escolas públicas da cidade de Rio Preto é uma preocupação de muitos pais e professores. Depois de observar muitas ocorrências envolvendo alunos, o Vereador Sargento Ohno propôs em 02 de setembro desse ano uma lei à Câmara Municipal que visa proteger alunos e professores. No dia 03 de outubro, o Diário da Região publicou uma matéria sobre as brigas ocorridas em duas escolas públicas de Rio Preto. Dois alunos saíram feridos. Na escola estadual Daud Jorge Simão, no bairro Cidade Jardim, um aluno de 16 anos levou um soco depois de provocar outro aluno de 15. O aluno atingido foi levado para o Pronto-Socorro Central para ser medicado.

Belíssimo Ano Novo!

A outra briga ocorreu no mesmo dia na escola estadual Nair Santos da Cunha, na Vila Toninho. Segundo a matéria publicada, o desentendimento começou quando um aluno de 15 anos pegou o boné de outro estudante de 14 e acabou levando um soco no olho direito. Brigas como essas viraram rotina nas escolas públicas riopretenses, mas nem sempre só os alunos são agredidos. Em maio, uma professora de 51 anos foi atingida no rosto por um ovo enquanto dava aula na escola Adahir Fogaça no bairro Eldorado. O objetivo da lei proposta pelo vereador é alertar e debater os índices de violência contra os educadores e alunos. Com isso, pretende-se encontrar os possíveis motivos e facilidades para

Vandalismo Escolar Uma Audiência Pública sobre vandalismo foi realizada no último dia 23 de novembro pelo Vereador Sgt. Nelson Ohno. Toda a população, dirigentes e diretores de Escolas, delegados, comandantes da PM, os três poderes municipais e outras entidades ligadas ao tema foram convidados para o evento. No evento, os dirigentes escolares relataram os principais problemas que enfrentam dentro das instituições de ensino. A polícia também forneceu dados sobre as ocorrências en-

Loja 1: 17 3236-8766 Av. Domingos Falavinia, 2515 Jd Planalto

Deseja à sua Família Feliz Natal e

3

Loja 2: 17 3217-3103 Rua Joaquim Lopes da Silva, 30 Solo sagrado Loja 3: 17 3222-1368 Av Brasil, 1653 – Boa Vista

esse tipo de ocorrência. Ohno acredita que a solução seja elaborar formas de estímulo para a solidariedade, pacificação e respeito no ambiente escolar. “A instituição da escola vem perdendo seu caráter transformador e seu poder de antídoto da violência tornando-se palco de vandalismos e depredações”, acrescenta Ohno. Caso a lei seja aprovada, fica criada a Semana Municipal de combate ao Vandalismo e à Violência Escolar no Município de São José do Rio Preto. Também serão tomadas medidas preventivas, tais como: abertura de sindicância interna para apurar os fatos quando houver agressões; afastamento do educador quando estiver em risco; e transferência do aluno infrator para outra sala de aula. Segurança nas escolas

volvendo alunos. As discussões desenvolvidas na audiência demonstraram a importância do projeto de lei, desenvolvido pelo Vereador Ohno, para a prevenção e combate ao vandalismo escolar e à violência física e psíquica. O tema é complexo e de difícil solução, o que exige um longo período de trabalho. Mas o primeiro passo já foi dado, o projeto do Programa Interdisciplinar e de participação comunitária foi aprovado no dia 1º de dezembro.

O Vereador Sargento Nelson Ohno protocolou uma indicação solicitando ao prefeito estudos quanto à instalação de câmeras de monitoramento nas escolas municipais. A Secretária de Educação respondeu que está desenvolvendo um projeto para a instalação nas escolas de período noturno. Essa indicação visa promover maior segurança aos pais, alunos e funcionários, além de contribuir para a proteção do patrimônio público.




DEZEMBRO DE 2009

JORNAL DO OHNO

Balanço do primeiro ano de Governo Valdomiro Lopes 2009 termina com inaugurações e o início de importantes obras

Assessoria

No início de 2009, a Prefeitura implantou o Programa “Ganha Tempo Empresa”, um facilitador para aberturas de novas empresas em Rio Preto. Com esse programa, uma empresa pode ser aberta em até 48 horas. O Banco do Povo Prefeito Valdomiro Lopes de Rio Preto, prometa buscada pelo Gov- jeto que facilita empréstimos, erno de Rio Preto é tornar rendeu ao Prefeito Valdomiro as escolas, as unidades de saúde Lopes elogios do Governador e as obras públicas em serviços José Serra, já que Rio Preto foi de excelência para a população a cidade que mais fez finanrio-pretense. Por isso, muito foi ciamentos no estado de São feito em seu primeiro ano de Paulo. O Banco do Povo cobra a menor taxa de juros do país, mandato.

A

Guarda Municipal recebe atenção especial de Ohno Por meio de diversas indicações e requerimentos, o Vereador Sargento Nelson Ohno vem tentando melhorar as condições de trabalho da Guarda Municipal de Rio Preto. Segundo o vereador, a Guarda Municipal necessita de incentivos para desenvolver um trabalho bom. Por isso, indicou recentemente ao prefeito estudos para a formação de planos de cargos e carreira dentro dessa instituição. Dentro de uma hierarquia, haveria estímulos para o crescimento de cada profissional. O vereador indicou também estudos para o “regulamento

disciplinar próprio”, visando disciplinar a conduta dos integrantes da Guarda e nortear suas funções. Além disso, outras indicações de Ohno foram para a confecção e adoção de cédula funcional e implantação do armamento, a exemplo do que já existe em outras Guardas Municipais da região. Além disso, Ohno indicou ao prefeito a formação de uma Ouvidoria para a Guarda Municipal. Este órgão seria destinado a receber denúncias, reclamações e representações sobre atos considerados ilegais, arbitrários e desonestos praticados por integrantes da Guarda.

Balanço de 2009

Vereador Sargento Nelson Ohno

665 Indicações 81 Requerimentos 12 Projetos de Lei 312 Ofícios 1 Audiência Pública

que hoje é de 0,7% ao mês. Rio Preto também foi incluída este ano no PAC – Programa de Aceleração do Crescimento – na maior obra anti-enchente da história da cidade. Orçada em R$ 34,5 milhões, a obra promoverá a canalização do Rio Preto, com o alargamento da calha por uma extensão de 2.400 metros. No último mês de 2009, Valdomiro assinou o maior contrato do Estado de São Paulo para a construção de 2.491 casas do “Programa Minha Casa, Minha Vida”. O empreendimento localiza-se ao lado do Parque Cidadania, no novo bairro que já recebeu o nome de Parque Nova Esperança. O investimento total é de R$ 110 milhões e está

gerando 1800 empregos, sendo 600 diretos e 1200 indiretos. O cuidado com o meio ambiente também é uma preocupação do Governo de Rio Preto. Pela primeira vez, nossa cidade recebeu o selo verdeazul, concedido pelo Governo do Estado no início deste mês aos municípios que tem avançado positivamente e cuidado bem do meio ambiente. Neste ano, Rio Preto deu início ao maior programa de recapeamento dos últimos 30 anos. A prefeitura adquiriu novos equipamentos para diminuir os custos e não precisar contratar uma empresa terceirizada, o que gera uma economia de mais de 50%. A Secretaria da Educação ad-

quiriu este ano, e colocará em funcionamento já em 2010, as primeiras 37 lousas digitais que fazem parte da implantação das salas digitais, que estarão funcionando em todas as escolas municipais até o final do governo. Na saúde, a Prefeitura de Rio Preto inaugurará 9 unidades de saúde na cidade em janeiro do próximo ano. A Região Norte ganha também um Mini Hospital que terá pela primeira vez na história de nossa cidade um aparelho de raio-x e ultrassonografia para diagnóstico em casos de emergência e urgência. Todas unidades possuem um novo modelo de gestão e atendimento, facilitando a vida dos pacientes que terão como agendar suas consultas sem filas.

Cerol é tema de Semana proposta por Sgt. Ohno As escolas públicas de RP terão semana educativa “Brincadeiras sem morte, Pipas sem corte” Felipe Matos

A câmara municipal de Rio Preto aprovou no mês de julho deste ano um projeto de lei que institui a Semana Educativa “Brincadeira sem mortes, Pipas sem cortes”. A proposta é do vereador Sargento Nelson Ohno. A Semana visa conscientizar crianças e adolescentes para o perigo que envolve a utilização do cerol. A mistura de cola e vidro moído que é passado na linha para cortar outra pipa pode causar curtos circuitos na rede elétrica, o que resulta na falta de energia aos moradores. Segundo dados da CPFL, Companhia Paulista de Força e Luz, divulgados no jornal “Diário da Região”, no dia 21 de março de 2009, as pipas foram responsáveis por 84 desligamentos de energias elétricas em Rio Preto no período de férias entre os meses de dezembro e fevereiro. Rio Preto tem a maior ocorrência desse tipo de acidente dentre as cidades administradas pela empresa. A brincadeira torna-se ainda mais perigosa quando o cerol é utilizado em locais de grande

R. MARECHAL DEODORO, 3482 BAIRRO SANTA CRUZ

O empresário Paulo Porcino conta como sofreu o acidente e mostra as cicatrizes em seu rosto.

circulação de pessoas e motocicletas. Os motociclistas são as principais vítimas atingidas pelo cortante, pois a linha é praticamente invisível e geralmente atinge o pescoço provocando acidentes letais. O empresário Paulo Porcino, 35, foi vítima de cerol em 28 de agosto de 2006. O acidente ocorreu quando Paulo ia de moto para sua loja na rodovia BR 153, próximo ao Makro, no sentido Rio Preto - Bady Bassit. A linha cortou a viseira do capacete e atingiu a região entre sua boca e o queixo.

Nenhum dos envolvidos pres­ tou socorro e sua sorte foi uma mulher passava pelo local que o ajudou. Foram necessários 160 pontos para fechar o corte e R$ 7.000,00 para realizar as cirurgias plásticas. Desde então, Paulo não andou mais de motocicleta. Porcino apóia a iniciativa do vereador Nelson Ohno e acredita que durante todo ano esses acidentes devem ser lembrados. “Esses dias encontrei uma linha com cerol no quintal da minha casa, alguma criança poderia tem sofrido um acidente dentro de casa mesmo”, enfatiza Paulo.


Jornal do Ohno