Issuu on Google+

ESPECIAL

26 ANOS DE CONTA COMIGO

CRÍTICA

OS VINGADORES

INFOGRÁFICO

ANO 01 EDIÇÃO 01

O SEGREDO DE MICHAEL BAY

R$10,90


REVISTA FPS//5


Editor e Diretor Responsável: Felipe Nevado

ANO 01 EDIÇÃO 01

Diretor Executivo: Felipe Nevado Diretor Editorial e Jornalista Responsável: Felipe Nevado Colaboradores: Omelete, CinePlayers e Marcelo Mendel Agradecimentos: Regina Wilke e Maria Helena Bomery Contato: redação@fps.com.br Correspondência: Av Faria Lima,n 590. CEP.05109-130 São Paulo

EDITORIAL A revista FPS, tem como temática a sétima arte, seja ele sendo exibido no cinema, seja em sua casa. Com o público alvo dos 16 aos 30 anos, que se encontram nas classes A e B. A revista tem como comprometimento informar o leitor não somente com reviews de filmes, mas também com informações sobre diretores, críticas e sugestões de filmes não muito conhecidos. A identidade visual da revista foi criada após a análise de várias revistas do segmento, e foi decidido um grid flexível que se altera conforme a mudança de matérias. A identidade tem como principal elemento o uso de fontes condensadas e os fólios que dialogam com a fonte usada para criar o logo da revista. Algumas seções como a filmografia básica, não possui um grid pronto, que deve ser variável, uma vez que o estilo é alterado conforme o diretor o qual está sendo tratado. Para os fólios e logo foi usado: Bauhaus 93. Para Títulos: Arvill, Tommasso, Univers e League Gothic. Para o texto corrido foi usada a Frutiger LT, e para as legendas: DinPro


SUMÁRIO ESPAÇO DO LEITOR//006

CRÍTICA//008

FILMOGRAFIA BÁSICA HITCHCOCK//0010 WOODY ALLEN//0011

ESPECIAL CONTA COMIGO 26 ANOS//014

SUGESTÃO//018

EM BREVE//021


008\\ ESPAÇO DO LEITOR

MAIL redação@fpsmag.com.br

Este espaço é seu. Mande um e-mail. Tuíte. Participe da enquete no site. E saiba o que os leitores da FPS estão dizendo e nós teremos o prazer de publicar aqui na revista!

Boa tarde! Meu nome é André Uenojo e escrevo esta apenas para agradecer a toda a rquipe da fpsmag, pela grande revista que está em circulação pelas bancas. A revista é completa, simples e direta e com uma linguagem simples permite fácil assimilação. Possui os básicos reviews de filmes tal qual como seções diferenciadas, como a filmografia básica. Vocês estão de paraébens! Continuem assim, e mês que vem tem mais!

TWEETS @fps @igro_bercl Adoro a @fps, ela é diferente das outras revistas, com conteúdo de primeira qualidade!

@pedromacielCom conteúdo inteligente e simples a revista é tão eficiente que tive de assina-la! @fps

@marilopesA @fps mudou minha maneira de assistir filmes, me deu várias dicas e fez de mim uma cinéfila!

@giucarraraEu nunca mais precisei comprar jornal para saber dos filmes que estão no cinema, graças a @fps

@marinunesA @fps era tudo o que eu precisava para dar uma guinada na minha coleção de filmes, recomendo.

@indiedadepressãoEu costumava ser depressivo, então comprei a @fps e a minha vida mudou para muito melhor!

@babifernandezEu estava a procura de uma revista com conteúdo e informação de qualidade, então comprei a @fps

@senacdadepressãoSoube que um aluno publicou a @fps, logo tive de conferir e logo aprovei, revista excelente!


REVISTA FPS//9


OS

VINGADORES

0010\\ CRÍTICA

por omelete Em contraste com o cinema focado em um ou dois personagens, o filme-coral dá a vários protagonistas aproximadamente o mesmo tempo de tela e importância dramática. Esse formato é mais comum na televisão, já que garante aos roteiristas tempo para trabalhar isoladamente cada personagem, por episódio. Ainda que tenha pouquíssima experiência no cinema como diretor, Joss Whedon conhece muito bem como trabalhar múltiplos protagonistas nas telinhas. Em séries criadas por ele, como Buffy - A Caça-Vampiros, Angel e Firefly, Whedon explorou universos fantásticos sob o ponto-de-vista de distintos guias, mas sempre mantendo o foco em uma linha narrativa principal. Sua escolha para a primeira grande fusão de séries nos cinemas em Os Vingadores - The Avengers (2012), portanto, não poderia ter sido mais inspirada. Lendo a HQ, fica fácil entender como ele conseguiu o emprego na cobiçada superprodução do Marvel Studios. Já estava tudo lá: o equilíbrio entre o tempo de cada herói,

a ação desenfreada e imaginativa, a história central que mistura relações humanas e um desafio mortal, e os momentos de pura paixão nerd. Obviamente, havia a dúvida se Whedon conseguiria levar sua experiência na TV e HQs para o cinema, já que o único filme que havia dirigido até então era Serenity (2005), uma adaptação para a tela grande da e clássica série Firefly. Felizmente, o roteirista experimentado provou-se à altura do desafio. Ainda que seja um tanto pasteurizado em termos estéticos (não diferindo de qualquer outro blockbuster de grande orçamento da última década), Os Vingadores é perfeitinho dentro de suas pretensões. É, afinal, um filmão da Marvel - e como tal, obedece a cinco décadas de tradição da chamada “Casa das Ideias”. Não deixa de ser, assim, uma versão modernizada da primeira aventura dos Vingadores, de 1963: nela, heróis solitários se reúnem - depois de algum desentendimento gerado pelo inevitável conflito de egos que acompanha grandes seres - para en-


REVISTA FPS//0011

frentar uma ameaça comum, engendrada pelo manipulador, ganancioso e inescrupuloso vilão Loki. Em espírito, o filme é idêntico à HQ criada por Jack Kirby e Stan Lee. Com fãs apaixonados como Whedon e o presidente da Marvel, Kevin Feige, no comando, não poderia mesmo ser diferente. Para quem, como eu, cresceu lendo essas histórias e acompanha o Universo Marvel como um casamento de décadas (nos bons, maus e péssimos momentos), portanto, ver a reunião das franquias Homem de Ferro, Thor, Capitão América e Hulk é uma vontade realizada. E vê-la bem realizada, um deleite. Cenas específicas apelam à memória emotiva e ajudam a relevar, sem qualquer esforço, pequenos problemas, como o primeiro ato, que é bastante arrastado em comparação ao explosivo e superelaborado clímax (Michael Bay poderia aprender aqui uma lição de como concatenar personagens e focos de ação distintos em um todo coeso).

Mas mesmo nas longas sequências em que pouco acontece e a trama embola um pouco (também um tradição de Stan Lee, o mais verborrágico de todos os quadrinistas), há o que se desfrutar, como Robert Downey Jr., a cola que une o grupo, em cena nas melhores interações com o elenco, em especial o novato na série Mark Ruffalo. Os debates entre os dois cientistas (Tony Stark e Bruce Banner) e entre ele e Tom Hiddleston (fantástico como o Loki e muito mais à vontade que em Thor) são tão divertidos quanto a invasão da armada alienígena que aflige Nova York ao final. Um filme de ação bem estruturado, que explora os pontos fortes de todo seu elenco e dá ao fã - leitor ou novato, que conheceu esse universo no cinema - exatamente o esperado, Os Vingadores - The Avengers entra desde já como mais um marco na celebrada história da Marvel. Só nos resta torcer para que demorem algumas décadas para que as famosas burradas editoriais da empresa cheguem às telas. Por enquanto, os Agentes Coulson por aí agradecem!


012\\ FILMOGRAFIA BÁSICA

HITCHCOOCK

O mestre do suspense

festim diabÓlico, 1948 Na cidade de Nova York, Brandon e Phillip assassinam seu amigo David, por considerarem-se superiormente intelectuais em relação a ele. Com toda a frieza e arrogância, resolvem provar para eles mesmos sua habilidade e esperteza: esconderão o cadáver em um grande baú, que servirá como mesa e estará exposto no meio da sala de estar do apartamento deles, durante uma festa que realizarão logo em seguida. Baseado em uma história real.

UM CORPO QUE CAI, 1958 Scottie (James Stewart), um ex-detetive de polícia de São Francisco, se aposenta após um acidente derivado de sua vertigem, seu medo de altura, durante uma perseguição. Gavin Elster (Tom Helmore) contrata os serviços de Scottie para vigiar sua mulher Madeleine (Kim Novak), que possui tendências suicidas estranhas e segue uma rotina durante o dia que a própria não se lembra que fez. Só que tudo se complica quando a situação se mostra infinitamente mais complexa do que parecia ser à primeira vista.

CORRESPONDENTE ESTRANGEIRO, 1940 Conta a história de Johnny Jones (Joel McCrea), um correspondente de um jornal de Nova York que vai à Europa com um nome falso para cobrir aquilo que seria um inevitável começo da Segunda Guerra Mundial. Durante um turno de trabalho, presencia a morte do diplomata holandês Van Meer (Albert Bassermann). Tudo se complica quando ele descobre que quem morreu na verdade não foi o diplomata, e sim um sósia, e que na verdade ele fora seqüestrado por agentes que desejam um segredo seu.


REVISTA FPS//013

Sir Alfred Joseph Hitchcock, foi um cineasta anglo - americano, considerado o mestre dos filmes de suspense, sendo um dos mais conhecidos e populares realizadores de todos os tempos.


014\\ FILMOGRAFIA BÁSICA

WOODY ALLEN

Woody Allen, nome artístico de Allan Stewart Königsberg, é um cineasta, roteirista, escritor, ator e músico norte-americano.


REVISTA FPS//015

HANNAH E SUAS IRMãS.1986 A filha mais velha de um casal de artistas, Hannah, é uma dedicada esposa, mãe carinhosa e atriz de sucesso. Uma leal defensora de suas duas confusas irmãs Lee e Holly, ela é também a espinha dorsal de uma família que parece se ressentir de sua estabilidade quase tanto quanto dependem da mesma. Mas quando o mundo perfeito de Hannah é silenciosamente sabotada pela rivalidade fraterna, ela finalmente começa a ver que está tão perdida quanto todos os outros, e para poder se encontrar, ela terá que escolher entre a independência e ... a família sem a qual ela não pode viver.

NEBLINA E SOMBRAS, 1991 A filha mais velha de um casal de artistas, Hannah, é uma dedicada esposa, mãe carinhosa e atriz de sucesso. Uma leal defensora de suas duas confusas irmãs Lee e Holly, ela é também a espinha dorsal de uma família que parece se ressentir de sua estabilidade quase tanto quanto dependem da mesma. Mas quando o mundo perfeito de Hannah é silenciosamente sabotada pela rivalidade fraterna, ela finalmente começa a ver que está tão perdida quanto todos os outros, e para poder se encontrar, ela terá que escolher entre a independência e ... a família sem a qual ela não pode viver.

MATCH POINT, 2005 Chris Wilton (Jonathan Rhys-Meyers) é um jogador de tênis profissional que, cansado da rotina de viagens, decide abandonar o circuito e se dedicar a dar aulas do esporte em um clube de elite. É lá que conhece Tom Hewett (Matthew Goode), filho de família rica que logo se torna seu amigo devido a alguns interesses em comum. Convidado para ir à ópera, Chris lá conhece Chloe (Emily Mortimer), irmã de Tom. Logo os dois iniciam um relacionamento, para a alegria dos pais dela. Só que Chris fica abalado quando conhece Nola Rice (Scarlett Johansson), a bela namorada de Tom que não é bem aceita pela mãe dele.


016\\ ESPECIAL

2 6 A N OS DE

C O N TA C O MIGO

por marcelo mendel


REVISTA FPS//017

Já lá vão 26 anos desde que “Conta Comigo” (“Stand by Me”) estreou, em 1986. Há 25 anos a emocionar gerações que sonham com as memórias do seu passado. Tornou-se num filme de culto e é hoje um clássico dos anos 80, um clássico que nos faz recordar os tempos de infância, inocência e liberdade.


018\\ ESPECIAL

“AMIGOS ENTRAM E SAEM DE NOSSAS VIDAS, COMO GARÇONS EM UM RESTAURANTE”, GORDIE Baseado no conto “The Body” de Stephen King, do livro “Estações Diferentes”, conta a história de quatro jovens de doze anos, o líder do grupo e valente Chris, o sensato e tranquilo Gordie, o doido Teddy e o medroso Vern que partem numa aventura à procura de um cadáver de um miúdo que está desaparecido, à beira duma linha de comboio, durante o Verão de 1959. Durante esta longa caminhada, os quatro rapazes partem para uma auto-descoberta, dos seus segredos, medos e experiências. Esta “foi a primeira boa adaptação de uma das minhas obras”, diz Stehen King, graças ao bom trabalho de adaptação por parte do realizador Rob Reiner e dos argumentistas Raynold Gideon e Bruce A. Evans. É também uma obra pessoal de Stephen King, pelo fato de este ter perdido o seu irmão num acidente de carro e pelo fato de a personagem principal ser um escritor famoso. Uma história simples que aborda temas complexos, como a amizade, a inocência (muito bem exemplificada nesta discussão, “Mickey é um rato, Donald um pato, Pluto é um cão. O que é o Pateta?” ou “o Super-Homem pode vencer o Rato Mickey?”) e a passagem à idade adulta. Este é um filme que poderá emocionar o espectador mais sensível, por nos recordar a infância, o melhor período da vida de uma pessoa. Sem compromissos e deveres, com liber-

dade, inocência e amigos verdadeiros. Este é um retrato muito realista sobre a amizade, pois só quando somos novos é que existe uma pura amizade, mas quando crescemos essa pureza desvanecesse-se. O final do filme dá-nos uma forte mensagem, que é escrita pela personagem principal em adulto (Richard Dreyfuss), “nunca mais tive amigos como aqueles que tive aos 12 anos. Meu deus, quem é que tem?”. Ao contrário de muitos filmes sobre adolescência, este atribui a culpa aos adultos, que não sabem dar valor aos seus filhos, não lhes ligam, deixando-os muitas vezes cometerem erros que mudará as suas vidas. Estes quatro rapazes partem numa caminhada que mudará para sempre as suas vidas. São jovens que não são compreendidos pelos adultos (pais, professores), mas que ao se unirem ajudam-se mutuamente a ultrapassar os seus problemas e medos. Juntos ganham confiança num futuro que parecia inserto. É portanto um filme que deve ser visto por miúdos e graúdos, para pensarem um pouco nas suas vidas. É portanto um filme com fortes mensagens e uma lição de vida. “Conta Comigo” é suave, doce, sentimental e inocente. Uma obra do cinema obrigatória para todos que queiram recordar o passado.


REVISTA FPS//019

“NUNCA TIVE AMIGOS COMO AQUELES QUE TIVE AOS 12 ANOS”

GORDIE

VERN

CHRIS TEDDY


020\\ SUGESTÃO

FILMES QUE VOCE NÃO CONHECE. . .

DONNIE DARKO Direção: Richard Kelly Roteiro: Richard Kelly Gênero: Drama/Ficção

Origem: Estados Unidos Duração: 113 minutos Tipo: Longa-metragem


REVISTA FPS//021

MAS DEVERIA O filme surpreende por conseguir abordar diversos temas que são complexos e dificeis de serem digeridos, pois retratam a essência humana e as distorçôes do comportamento da vida em sociedade. Penso que o Roteiro deste filme, escrito Richard Kelly, que por sinal também é o Diretor, é o ponto máximo desta produção. Certamente, este roteiro deve ter dado muito trabalho, uma vez que retrata enfoques complicados para uma estória que tem um tempo limitado dentro do contexto das filmagens, tendo que apresentar nexo e logicidade coadunando-se com as filmagens . Portanto, o diretor Richard Kelly acertou nas duas esferas, roteiro e direção. O filme apresenta Donnie Darko, interpretado por Jake Gyllenhaal, como sendo um jovem perturbado emocional e psicologicamente. A estória também traz a tona a famosa questão da possibilidade de viagem no tempo. Esse é mais um ponto positivo que nasce naturalmente no filme, de forma sutil, sem forçar a barra e sem os velhos cliches tão comuns nas produções comerciais que transbordam diariamente no cinena. Outro ponto forte, dentre os muitos

que poderiamos citar, é a critica ferrenha contra essa psicologia barata da Auto-Ajuda que surgiu nos últimos tempos e que a cada dia abarca milhares de inocentes uteis, como uma especie de religião dos descrentes e desespeardos por uma solução milagrosa para suas vidas vazias e sem objetivos. Aliás, até o ator Patrick Swayze conseguiu se sair bem neste filme, pois os papeis que fez nunca demonstraram muita coisa, a não ser a canastrice e isso se deva em razão dos papeis que lhe deram... O final do filme, consegue transmitir esperança, apesar da morte de Donnie que vollta no tempo para alterar o curso dos acontecimentos que seria desastroso para muitas pessoas que eram importantes e tinham significado dentro de sua propria existência. A turbina de avião que antes não tinha lhe atingido ao cair em cima de seu quarto, desta vez foi fatal, mas por sua própria decisão, pois entendeu que era necessário para mudar o futuro. Destaco ainda, a excelente trilha sonora que se soma ao restante da produção e formam este belo trabalho de Richard Kelly.

“Por que você está usando essa estúpida fantasia de homem?”


022\\ EM BREVE

NA ESTANTE JUNHO

: 14

O GATO DE BOTAS Muito antes de conhecer o ogro Shrek e sua turma, Gato de Botas vai viver uma grande aventura ao lado de Humpty Dumpty e Kitty Pata Mansa. Dipostos a roubar os feijões mágicos do casal fora da lei Jack e Jill, o trio quer mesmo é botar as mãos na famosa gansa que bota ovos de ouro. Mas algumas coisas não estavam nos planos e Gato vai descobrir, meio atrasado, que tem um grande problema pela frente para conseguir limpar o que ficou para trás: a sua honra.

SHERLOCK HOLMES: O JOGO DE SOMBRAS Sherlock Holmes continua desenvolvendo novas maneiras de ludibriar seus oponentes, enquanto seu fiel amigo John Watson está prestes a se casar e sair numa lua de mel dos sonhos com sua amada Mary Morstan. A única coisa que o caro Watson não contava era que seu amigo Holmes apareceria com uma nova teoria de que o ardiloso Professor Moriarty estaria por trás de uma série de assassinatos, que visam desestabilizar a paz mundial.

JULHO

: 09

OS 3 - O FILME

: 30

AMANHECER - PARTE 1

Cazé, Camila e Rafael se conheceram na porta do banheiro em uma festa. Os três chegaram há pouco tempo na cidade e apenas Cazé encontrou um lugar para morar: um galpão abandonado. Logo eles se tornam amigos e passam a morar juntos, durante todo o período da faculdade. Entretanto, há uma regra básica: não pode haver qualquer envolvimento entre eles, em nome da boa convivência.

Bella Swan e Edward Cullen enfim se casam, em cerimônia com a presença de amigos e familiares. O casal resolve passar a lua de mel no Rio de Janeiro e, logo em seguida, Bella engravida. O que eles não esperavam era que a gravidez seria tão complicada, colocando em risco a vida do bebê e da própria mãe.


REVISTA FPS//023

NA TELONA JUNHO

JULHO

: 01

O CAÇADOR E A BRANCA DE NEVE

: 15

PROMETHEUS

: 06

O ESPETACULAR HOMEM ARANHA

: 27

BATMAN: O CAVALEIRO DAS TREVAS RESSURGE

O caçador Eric foi contratado pela Rainha Má para encontrar a Branca de Neve, que escapou de seu castelo. Contudo, quando ele descobre que o objetivo de sua patroa não é só recapturar, mas também assassinar a jovem, ele passa a ajudá-la em sua fuga, dando início a uma perigosa aventura.

Uma equipe de exploradores descobre novos indícios sobre as origens da humanidade na Terra, levando-os a uma aventura impressionante pelas partes mais sombrias do universo. O nome do filme, Prometheus, é também o nome da aeronave utilizada por um grupo seleto de pessoas para investigar os fragmentos do “DNA alienígena”.

Peter Parker é um estudioso, que inicou há pouco tempo um namoro com Gwen Stacy. Um dia ele encontra uma misteriosa maleta que pertenceu a seu pai, que o leva até o laboratório do dr. Curt Connors na Oscorp. Peter está em busca de respostas sobre o que aconteceu com os pais, só que acaba entrando em rota de colisão com o alter-ego de Connors, o Lagarto.

Oito anos após os eventos ocorridos em Batman - O Cavaleiro das Trevas, Bruce Wayne terá que lidar ainda com a presença da misteriosa Selina Kyle, que em pouco tempo se transforma na Mulher-Gato. Dirigido por Christopher Nolan, Batman - O Cavaleiro das Trevas Ressurge fecha a trilogia do Homem-Morcego.


024\\ 1,2,3, CORTA

INFOGRAFIA CONTAGEM DE CORPOS TODAS AS MORTES NOS FILMES DE MICHAEL BAY

PEARL HARBOR TRANSFORMERS: VINGANÇA DOS DERROTADOS

LUA

153

206

TRANSFORMERS: O LADO ESCURO DA

BAD BOYS

TRANSFORMERS

61

78

30

63 BAD BOYS II

24

16

A ROCHA

TOTAL DE MORTES NOS FILMES: 653

22 A ILHA ARMAGEDDON

Não estão inclusas as destruições de Shangai, Nove York e pAris por asteróides, o bombardeio de Pearl Harbor e a devastação de Chigaco pelos Decepticons, o que aumentaria este número para milhões


REVISTA FPS//25



Fps Mag