Issuu on Google+

ARQUITETURA - DECORAÇÃO - DESIGN - ARTE - ESTILO A N O I X - N º 6 6 - D I S T R I B U I Ç Ã O D I R I G I DA

CASA COR PE U M A H O M E N AG E M A B U R L E M A R X


CASA COR PE 2009

Casa Cor Pernambuco_p.34

Diretor Executivo Márcio Sena (marciosena@revistasim.com.br) Coordenação Gráfica e Editorial Patrícia Marinho (pmarinho@revistasim.com.br) Felipe Mendonça (felipe@revistasim.com.br) REDAÇÃO Patrícia Calife (patriciacalife@revistasim.com.br) André Clemente (andre@miraimidia.com.br) Lívia Martins (livia@miraimidia.com.br) Maria Leopoldina (maria@miraimidia.com.br)

No Porto do Recife, a Mostra dá um show de beleza que se une a bela paisagem do mar...

EDITORIAL_p.08 Uma palavra sobre esta edição.

RÁPIDAS_p.10 As novidades da seção Fique por Dentro.

MAIS POR MENOS_p.16 Um pouco da Mostra de Recife.

JARDINS_p.20

Revisão Fabiana Barboza (fabiana@revistasim.com.br) Consultoria Editorial Roberto Tavares Arquiteto Colaaborador Alexandre Mesquita Operações Comerciais Márcio Sena (marciosena@revistasim.com.br) Eliane Guerra (81) 9282.7979 (comercial@revistasim.com.br)

Kozmhinsky fala sobre Burle Marx.

Revista SIM!® - Edição 66 - Especial Casa Cor PE - 2009

Assessoria Jurídica Aldemar Santos - O.A.B. 15.430

4

MODA_p.22 Maria Leopoldina e os acessórios para o verão.

Clicks da Casa_p.26 Confira os arquitetos circulando na Casa Cor PE.

CAPA Foto de Felipe Mendonça Detalhe da Sala de Imprensa da Casa Cor PE.

4

BGOURMET_p.74

Brastemp investe na Casa Cor com lançamentos em sete espaços especiais.

SIM! é uma publicação bimestral da TOTALLE EDIÇÔES LTDA Redação R. Rio Real, 49 - Ipsep - Recife - PE CEP 51.190-420 redacao@revistasim.com.br Fone / Fax: (81) 3339.7336 Comercial R. Bruno Veloso, 603 - Sl 101 Boa Viagem - Recife - PE CEP 51.021-280 comercial@revistasim.com.br Fone / Fax: (81) 3327.3639 Os textos e artigos assinados não refletem necessariamente a opinião da revista.


D

I

T

O

R

I

A

L

Sucesso! Esta é a palavra de ordem na Casa Cor Pernambuco, que abre as portas no Porto do Recife. O grande diferencial deste ano foram os ambientes temáticos homenageando ilustres, o que dá aos arquitetos “clientes imaginários”, como bem colocou Márcia Nejaim, “é um grande desafio deixar o ambiente com a personalidade do homenageado e ao mesmo tempo transparecer a sua assinatura, é como projetar para o cliente”. Ela tem toda razão, principalmente porque na Casa é possível o profissional fazer exatamente como imagina, sendo ele mesmo o cliente...

Revista SIM!® - Edição 66 - Especial Casa Cor PE - 2009

E

Mas foi um show de profissionalismo, bom gosto e ousadia. Impactante a entrada do Loft do Político de Márcia e seu painel verde por trás da tv; a suavidade do telão de Cláudio Campello com uma vista maravilhosa por trás no Loft Fábio Andrade; a identidade contemporânea do Loft Mariana Moura, o espaço de Diogo Viana ficou perfeito; Flavius Lessa e as incríveis luminárias do Loft Africano; toda madeira ecologicamente correta de David Bastos, entre tantos outros que você vai conferir ao longo da revista...

Agora, o que tornou a Casa imperdível é o Loft de Janete Costa e Acácio Borsoi. É, sem dúvida alguma, o momento mais emocionante. Ao entrar se reconhece perfeitamente a essência dos dois em cada detalhe. Parabéns a Roberta e Mário, é uma homenagem que toca a todos, é um espaço que poderia muito bem ter sido feito pelo casal... E se você quer mais, acesse o site da Sim! (www.revistasim.com.br). Não perca tempo! Leia Sim! Patrícia Marinho

8 8


F I Q U E P O R D E N T R O

Fotos: Divulgação

Mesa Bol

A mesa de centro Bol mezanino, da fabricante Augusta Doimo, é um forte produto da Benneti. São duas peças com diâmetros de 1.10m cada, produzidas com madeira carvalho ebanizado preto com vidro branco. A peça resulta em um contexto bastante moderno, o que deixa mais elegante qualquer ambiente. O destaque vai para a disposição delas. Muito sofisticada. Uma das peças, mais alta, é vazada em um dos lados, onde a segunda encaixa-se perfeitamente. Benetti Av. Domingos Ferreira, 1450, Boa Viagem, Recife. Fone: (81) 3465.0030

Grandes Tamanhos

Revista SIM!® - Edição 66 - Especial Casa Cor PE - 2009

Sempre acompanhando a tendência da última Feira de Milão, a Portinari continua apostando nos grandes tamanhos para parede. Com 4 mil itens à disposição do cliente, a loja Possi uma grande variedade de tamanhos: 15x60; 30x60; 15x90; 33x66; 15x90; 30x90 - entre outros. Um exemplo é o lavabo da foto, onde na parede foi colocada a cerâmica da Coleção Connection, de 33x66 na cor Dizzy, a cerâmica da Coleção Clean, de 45x45, na cor White Plain Matte toma conta do piso, e, na bancada, o Porcelanato Portinari - 60x120 - da Coleção Colori na cor Diamante Flash Polido. As peças são retificadas com acabamentos lisos e decoradas.Este e outros produtos da marca Portinari você encontra na Arte e Lar Arte e Lar Rua Desembargador Martins Pereira, 59, Aflitos, Recife/PE Fone: (81) 3243.5550 www.arteelar.com.br

10 10

XC60

De fevereiro a outubro deste ano, o XC60, da Volvo, vendeu 1.262 unidades, superando o número total de veículos da marca comercializados durante todo o ano de 2008. A expectativa da empresa é que o utilitário esportivo responda, em 2009, por 80% das vendas da Volvo no ano. O veículo, que tem como ponto forte a síntese entre um design esportivo e arrojado, oferece uma gama de sistemas inteligentes de segurança que ajudam o condutor a evitar acidentes. Entre eles, o exclusivo sistema “City Safety”, que freia o carro sozinho na iminência de uma colisão de até 30km/h. No Brasil, ele está disponível na versão com motor turbo de seis cilindros, que entrega 285 cavalos de potência. Rota Premium Av. Domingos Ferreira, 2025 Boa Viagem, Recife/PE Fone: (81) 3464.5454


F I Q U E P O R D E N T R O

Ecológicos

A Calil Revest imprime o conceito de arquitetura ecoeficiente. A loja fornece diversos pisos e revestimentos ecológicos, como os de pastilhas de coco (tiradas da planta natural) ou de maçã (produzidas através da poda da macieira) e com madeira de reflorestamento. A pastilha de coco, por exemplo, além de ser um produto natural e artesanal e apresentar baixo impacto ao meio ambiente, chega até a contribuir para a fixação de CO2 (responsável pelo efeito estufa). Funcionam para todos os ambientes e ainda para revestir o mobiliário. Sem falar que eles se adequam para qualquer tipo de composição, seja com aço, vidro, mármore. Calil Revest Av. Conselheiro Aguiar, 1472, lojas 62/44, Galeria Recife Trade Center, Boa Viagem, Recife/PE. Fone: (81) 3091.1068 3326-5925 / www.calilrevest.com.br.

Revista SIM!® - Edição 66 - Especial Casa Cor PE - 2009

Feira de Caruaru

12

O escritório Rosenbaum® criou a linha de móveis CARUARU, à venda exclusivamente na loja Micasa e produzida pela indústria Artefama. O design das peças é inspirado nos mobiliários de exposição da feira. O material principal é a madeira pinus cultivada, natural. Quando coloridos, os móveis ganham os tons de amarelo sol do agreste, zul céu do agreste, cinza guará, verde mandacaru, preto carcará ou laranja caju. A coleção é composta por 18 itens. Em algumas peças, inclusive, foram usadas cordas em fios de pet reciclados. Os móveis também podem ser estampados com as xilogravuras exclusivas de J. Borges, mestre na ilustração da literatura de cordel, também criador do logotipo CARUARU. Escolhas feitas em puro respeito à natureza e às belezas do nordeste. Micasa Rua Estados Unidos, 2109, Jardim América – São Paulo/SP Fone: (11) 3088.1238 / www.micasa.com.br Artefama Rodovia BR280, 566, Oxford - São Bento do Sul/SC Fones: (47) 3631-1200 / ww.artefama.com.br 12

Fotos: Divulgação

Arte

A Florense organiza exposição com as telas da artista mineira erradicada em Alagoas, Daniela Aguilar. Compondo os mais diversos ambientes da loja, serão expostas 15 pinturas sobre lona acrílica, que fazem parte da série “Sonhos Mutantes” e têm como temática figuras arabescas. A artista que começou o projeto em meados de 2007, apresenta em seu trabalho a percepção da memória dos sonhos, usando a representação simbólica de figuras orgânicas. A exposição acontece até abril de 2010. Florense Fone: (81) 3302.3800 / www.florense.com.br


F I Q U E P O R D E N T R O

Espelhos

O espelho ganha papel de destaque em salas de estar e jantar na decoração contemporânea.Com uma estrutura de madeira redonda, tipo cilindro, a mesa Tondo tem 35cm de altura e tampo em espelho, com acabamento em couro sola. O modelo cria efeitos de duplicidade aos objetos apoiados nele. A fábrica de móveis Novo Projeto usa e abusa desse versátil material, que não fica restrito às paredes. Novo Projeto Av. Conselheiro Aguiar, 2088, Boa Viagem, Recife/PE Fone: (81) 3466.2859 / 3327.0637

Revista SIM!® - Edição 66 - Especial Casa Cor PE - 2009

Legno Apuane

Novidade entre os acabamentos amadeirados da Bontempo, o Legno Apuane é produzido com Lâmina natural de madeira pré-composta e destaca-se pela ausência de brilho e pelos veios discretos, que conferem aspecto clean e aconchegante ao produto. As duas tonalidades disponíveis são exclusividade da Bontempo no Brasil e indicadas especialmente para home theaters e tampos de painéis de cozinha. Entre as apostas da marca, estão ainda o Legno Macassar Naturale – escuro, aconchegante e intenso, sem brilho – e o Legno Rosso Naturale – de tom quente e avermelhado, também sem brilho. Ambos são indicados para quartos e home theaters. Bontempo Av. Domingos Ferreira, 1248, Boa Viagem, Recife/PE Fone: (81) 3327.8002

14 14

Fotos: Divulgação

Sibila

Possuidoras de poderes proféticos, as sacerdotisas greco-romanas, conhecidas como sibilas, inspiraram Michelangelo em muitas das suas obras. Agora, é a vez da Bertolucci beber dessa fonte para criar colunas e abajures para a nova coleção, disponível no Recife na Daluz Iluminação. As bases são produzidas em madeira torneada pintada com a mesma cor da cúpula. Para quebrar a uniformidade das cores, os produtos possuem na sua base uma faixa pintada de cores diversas. Um pequeno detalhe, mas que proporciona ainda mais beleza nessas peças já tão sofisticadas. Daluz Iluminação Rua Padre Bernardino Pessoa, 238, Boa Viagem, Recife/PE Fone: (81) 3465.9433 www.daluziluminacao.com.br


COMPOSÈ


F I Q U E P O R D E N T R O

Morar Mais por Menos no Recife De 20 de outubro a 22 de novembro aconteceu no Recife a 2ª edição da Morar Mais por Menos. A Mostra reuniu 000 arquitetos em 000 espaços com idéias criativas em torno da sustentabilidade e responsabilidade social. Segundo Nereide Figueiredo, assessora de eventos da Morar Recife, a parceria entre arquitetos, profissionais e fornecedores é o grande segredo do sucesso. “Nos incentiva a levantar mais alto nossa bandeira de ‘sustentabilidade, brasilidade, customização, mostra que vende, inclusão e responsabilidade social’’, destaca Nereide. Confira um pouco do charme da Mostra que foi um sucesso.

Espaço Gastronômico No intuito tornar o ambiente também numa área de convivência, as arquitetas trabalharam minuciosamente na divisão dos espaços. Armazenamento, preparo e cocção tiveram áreas definidas, além de um balcão de degustação. A ilha de apoio recebeu uma chapa de aço, retirada de um ferro velho, que envernizada com purpurina ficou com efeito de envelhecimento. O colorido ficou por conta dos objetos contidos na decoração. Além da chapa de ferro velho, o comprometimento ecológico pode ser percebido na escolha dos móveis. O mobiliário vem de uma linha da Todechini, toda trabalhada com MDF 100% ecológico (madeira reflorestada).

Revista SIM!® - Edição 66 - Especial Casa Cor PE - 2009

Clube do vinho O Clube do Vinho é um ambiente acolhedor e reservado situado junto ao Espaço Gastronômico. Com uma tênue iluminação e o uso predominante de cores escuras, o ambiente é o espaço ideal para uma boa conversa regada a um vinho especial. As arquitetas optaram por deixar o piso ao natural. Nas paredes, o reaproveitamento da sucata dos ferros velhos deu vazão à imaginação do artista plástico Ferreira, que compôs um belo painel em ferro, assim como os quadros das laterais. A adega é uma inovação à parte. Toda feita em gesso, ela permite que o vinho tenha uma temperatura ideal para degustação, já que o material serve como um isolante térmico natural.

16 17 16

Ana Claudia Melo - meloanna@hotmail.com - Fone: (81) 99041699 Claudia Paiva - claudiaarquitetura@yahoo.com.br - Fone: (81) 9147-3623 Mônica Pontes - monicapontes@gmail.com - Fone: (81) 9991 3992 Raquel Vieira - raquel@hotlink.com.br - Fone: (81) 9945-4584


Banheiro do casal Com o intuito de unir a sofisticação ao ecologicamente correto, a arquiteta Taciana Carulla abusou da reutilização e de artifícios para a elaboração do WC do casal. Um ambiente quase cem por cento branco e um janelão possibilitaram o ótimo uso da iluminação natural. As paredes em mármore branco natural, feitas de pedaços colhidos nas marmoarias da região, bem como as prateleiras de vidro fortificaram no projeto o conceito de reaproveitamento consciente. Na parte da banheira, a arquiteta optou por usar um porcelanato que imita madeira. A idéia é tornar o ambiente o mais ecologicamente correto possível, evitando assim o uso da natural e conseqüentemente a maior preservação da natureza. Taciana Carulla - tacianacarulla@hotmail.com Fone: (81) 99670213

Lojinha com jardim A Jardinaria é uma loja de artefatos para jardins e decoração. Tudo é “ecologicamente correto” em sua filosofia, o que justifica o uso da coberta de bambus reaproveitados, assim como os painéis de madeira. Os móveis que não foram dos fornecedores parceiros, foram todos de acervo pessoal, comprados em antiquários e ferrosvelhos, o que não gerou o consumo de novos materiais para confecção de móveis sob medida. Secções de troncos de um ficus descartado funcionaram como apoio para expor os produtos. O grande atrativo do espaço foram os jardins verticais de samambaias, amigos do meio ambiente. Isso porque as samambaias são purificadoras do ar por absorverem vários poluentes, e os jardins verticais, além de serem ótimos para os olhos, reduzem a poluição sonora e do ar e ainda diminuem a temperatura ambiente. Sem falar na irrigação automatizada, que evita o desperdício de água. Gabriela Távora e Marta Souza Leão Fones: (81) 3267.8913 / 3267.8967

Fotos: Felipe Mendonça


F I Q U E P O R D E N T R O

Casa de Praia Banheiro As arquitetas optaram pelo rústico com leve tom de modernidade para o projeto. O piso do ambiente e a cuba da pia são feitos em barro com grafismos em canabarro elaborado pela artista plástica Lorane. O balcão é o reaproveitamento de um móvel antigo tendo toda tubulação embutida. Para contrastar, a aplicação de pastilhas douradas dão ao ambiente um brilho harmônico em composição com a iluminação. Juliana Neves Baptista - (81) 9265.4340 - juliana@nogueiraneves.arq.br

Fotos: Felipe Mendonça

Marylia Nogueira - (81) 9197.5725 - marylia@nogueiraneves.arq.br

Cozinha A arquiteta implementou no seu projeto a coleta seletiva, separando o lixo reciclável e orgânico. No quesito funcionalidade, aproveitou bem a luz natural, usou textura e revestimento apenas nas partes sujeitas a água e optou por uma distribuição correta dos equipamentos. Roberta Duarte Neves - (81) 9174.8664 - robertaduarte@smartsat.com.br

Revista SIM!® - Edição 66 - Especial Casa Cor PE - 2009

Quarto do casal O projeto preza completamente pelo conceito de reaproveitamento e sustentabilidade. O ambiente teve o piso original mantido sendo a este acrescentado resina pigmentada na cor azul. Na parede, a juta tomou o lugar do papel de parede e deu um ar floral ao espaço. A cabeceira da cama, feita de pallet, ornou perfeitamente com o criado mudo revestido em palha. No teto, forrado por TNT, uma luminária feita de bambu traz mais conforto ao ambiente. Deise Leal - (81) 9203.6972 - projete@hotmail.com

Confira todos os ambientes da Mostra no site da SIM! www.revistasim.com.br

18 18


S R

D

I

N

Burle Marx: 100 anos

J

A

Esse ano comemora-se os cem anos do nascimento de Burle Marx e, nada mais justo, que a homenagem que está sendo realizada na edição Casa Cor Pernambuco 2009.

Este mês ganhei um presente que adorei. Um livro. E o melhor de tudo: uma tese de mestrado sobre o trabalho do grande paisagista que também era arquiteto, artista, desenhista, pintor, tapeceiro, ceramista, pesquisador, cantor e criador de jóias, Roberto Burle Marx. Um fato interessante em sua trajetória de vida foi descobrir, quando foi estudar pintura na Alemanha, a flora brasileira em estufas, passando a ser grande freqüentador do Jardim Botânico de Berlim.

No Recife, dez praças foram criadas ou reformadas pelo paisagista, a maioria na época em que foi diretor de Parques e Jardins do Departamento de Arquitetura e Urbanismo de Pernambuco. Temos esse fantástico patrimônio pouco valorizado e sem o devido reconhecimento pelos cidadãos recifenses. Esse ano comemora-se os cem anos do nascimento de Burle Marx e, nada mais justo, que a homenagem que está sendo realizada na edição Casa Cor Pernambuco 2009.

Marcelo Kozmhinsky é agrônomo e paisagista. www.raiplantas.com.br marckoz@hotmail.com (81) 9634.v9906

Sua genialidade é hoje reconhecida nos cinco continentes. Foi um grande revolucionário em seu tempo. Acompanhando a tendência de sua época, junto com outros artistas, fortaleceu o conceito de brasilidade ao introduzir nos projetos paisagísticos a vegetação brasileira nativa.

Revista SIM!® - Edição 66 - Especial Casa Cor PE - 2009

Apaixonado pela flora brasileira, fez inúmeras viagens por todo o país à procura de plantas raras e exóticas. Pouco a pouco, tornou-se botânico autodidata e especialista em plantas tropicais. Sua reverência ao verde tornou-o pioneiro na luta pela preservação do meio ambiente. A Praça Euclides da Cunha — o Jardim das Cactáceas — foi um marco simbólico da expressão da sua brasilidade ao empregar as cactáceas como construção de novos valores e percepções sobre os elementos da paisagem do Nordeste.

20 21 20

Passeando de carro, moto, bicicleta ou fazendo cooper por esses espaços pode-se perceber a magia de sua genialidade. Sentar em um desses ambientes sob a sombra de uma dessas árvores, escutar o canto dos pássaros ou cigarras que por lá passeiam ou habitam, proporciona prazer e bemestar, além de relaxar do stress do cotidiano. Que tal experimentar?


A Praça de Casa Forte, que foi o primeiro projeto de jardim público idealizado por ele, em 1934. São três jardins de formas regulares, sendo dois retangulares e um quadrado, que englobam um lago central com plantas aquáticas amazônicas — entre elas a vitória-régia —, um canteiro com flora brasileira variada e outro com espécies exóticas;

A Praça Faria Neves, localizada na entrada do Parque Dois Irmãos;

O entorno da Capela de Nossa Senhora da Conceição, no Parque da Jaqueira.

Em 2000, o artista plástico Francisco Brennand realizou em sua Oficina, na Várzea, o projeto de uma praça feito por Burle Marx em 1992.

A Praça do Entroncamento, nas Graças, que também foi reformada pelo paisagista e se destaca pelas enormes palmeiras imperiais e mangueiras.

A Praça do Derby, que foi por ele reformada introduzindo um espelho d’água e belas estátuas de mármore, além de espécies vegetais decorativas;

O paisagista deixou ainda um projeto de paisagismo para o campus da UFPE que ainda não foi executado.

Os jardins do prédio da Sudene e da Celpe.

A Praça da República, que foi reformada na década de 30 junto com a inauguração do Palácio da Justiça;

A Praça Euclides da Cunha — o Jardim das Cactáceas —, localizada em frente ao Clube Internacional, na Madalena.

A Praça Ministro Salgado Filho, em frente ao Aeroporto Internacional dos Guararapes/Gilberto Freyre, que conta com espelhos d’água, caminhos, canteiros e bancos, cercados por linhas curvas, criada em 1957;

Ao circular pela cidade, pode-se apreciar espaços cujas paisagens enchem a vista por sua beleza, harmonia e encanto. Todas com o toque mágico do mestre Burle Marx.


A D

Acessórios que vestem o verão

O

Especialistas na área de moda dizem que um bom acessório é capaz de transformar o mais simples dos looks. Pensando nisso, cada vez mais, designers e fabricantes têm investido na produção de

M

apetrechos e balangandãs que complementem com louvor a mais simples das produções.

No verão 2010, este que já está ai esquentando as vitrines e colorindo as pessoas, os acessórios estão grandes, volumosos, detalhados e chamativos. A ordem é a palavra maxi. Pelo menos nesta temporada, esqueça que o menos é mais. Esta é a hora e a vez do “exagero”.

Maria Leopoldina

Revista SIM!® - Edição 66 - Especial Casa Cor PE - 2009

marialeopoldina.2005@gmail.com

Fot o

22 23 22

s: D

iv u lga

ç ão

Em se tratando de materiais, vale os de madeira, pedrarias, miçangas e contas. Os metais aparecem em brincos grandes e braceletes marcantes. Os tecidos entram em cena, quando compõem bolsas, broxes e faixas para o cabelo. Os coloridos e de fibras naturais, como palha e escama de peixe, também estão em altíssima.

A grife Bob Store inspirou-se no balneário chique para dar vida a sua coleção verão 2010. Como o New Navy chega com tudo, o mix de branco, vermelho e marinho aparece em modelitos regados a muitos acessórios dourados, formando uma casadinha extremamente chique. Outro destaque fica por conta dos cintos largos, feitos com miçangas, taxas e pedrarias, que podem ser usados tanto durante o dia quanto à noite. Darling das adeptas do estilo carioca de ser e de se vestir, a Farm lança coleção de acessórios que caem perfeitamente com os looks praieiros deste verão. Por aqui, as prateleiras da loja, no Shopping Recife, estão recheadas de pulseiras, brincos, colares e até mesmo rasteirinhas que remetem à pitanga, fruta tipicamente amazonense, que serve de mote para a maior parte das peças que dão vida a temporada de sol e calor da marca. Como dependendo do ponto, da estação e do clima, ela pode variar de cor, na Farm, os tons para os acessórios ainda aparecem em vermelho, cereja, coral, rosa, salmão e, claro, o atual nude.


Fotos: Divulgação

Já para Ana Beatriz Meira, da loja multimarcas A Côrte, a grande dica da estação para elas são os brincos, colares e pulseiras em pedrarias, como os cristais swarovski ou a madrepérola, indicados para o mulherio de todas as faixas etárias, em ocasiões formais e informais. Também entre os artigos indispensáveis para fazer qualquer produção arrasar, Ana Beatriz destaca as bolsas no estilo carteira da grife Lança Perfume, produzidas em tonalidades intensas, com couro ecológico e com detalhes em cristais. Para os marmanjos, os bonés com estampas da Vide Bula, no estilo vintage, os cintos de couro e de lona e os tênis no estilo flat chegam com tudo, como sugere a coleção de verão 2010 da Coca Cola.

A grife Gatos de Rua que desenvolve peças artísticas elaboradas com fios de alumínio e matéria prima reclicada, feitas com tramas integradas a miçangas e vidrilhos, importados da República Tcheca, o que confere particularidades, como brilho e cores excepcionais tem a chancela do designer Beto Kelner. Ao conceber cada acessório, Beto transmite um toque de singularidade e exclusividade a eles. Para compor os vários itens, os metais aparecem com freqüência, servindo de base para colares, brincos, braceletes e anéis. No mais, o colorido e as formas de fauna e flora dão o tom divertido e diferenciado das coleções criadas pelo artista.

Segundo o empresário Guilherme Ruas, da grife carioca Maria Filó, o verão pede produções leves, em que os pequenos detalhes fazem toda a diferença. Por isso, a dica dele é investir em bottons, colares, cintos e lenços, sempre em cores fortes do tipo flúor, como amarelo, coral e laranja. Serviço A Côrte Fone: (81) 3465.0631 Bob Store Fone: (81) Farm Fone: (81) 3327.2675 Gatos de Rua Fone: (81) Maria Filó Fone: (81) 3413.1171


CASA CLICKS

DA

CLICKS DA CASA

Na abertura da Mostra muitos arquitetos deram aos seus ambientes um charme a mais...

Cláudio Campello fez uma bela homenagem ao querido Fábio Andrade, tão querido, tão elegante...

Revista SIM!® - Edição 66 - Especial Casa Cor PE - 2009

Roberta Borsoi e Mário Santos, responsáveis pelo momento mais emocionante da Casa, o Loft Janete Costa e Acácio Borsoi

26 27 26


Fotos: Felipe Mendonça

A gastronomia foi privilegiada com muitos espaços: acima, Luiza Nogueira cheia de “Bossa” em seu restaurante e Pedro Paschoal homenageando Recife Cidade das Pontes com uma cozinha. A esquerda, Ju Nejaim é só folia em seu Loft do Carnaval.


Revista SIM!® - Edição 66 - Especial Casa Cor PE - 2009

CLICKS

DA

CASA

Fotos: Felipe Mendonça

No alto: Schirlley Loureiro e Alexandre Mesquita, vizinhos de ambientes, curtindo a tarde na Praça Casa Cor. Acima, o trio da Loja Casa Cor: Ana Luisa Rolim, Renata Komuro e Ana Paula Carvalho. Ao lado, Giuliano Arraes dá boas-vindas a todos na Sala de Imprensa.

28 29 28


CASA COR PE 2009

Fotos: Felipe Mendonça

Aqui a turma investiu nas cores e na alegria. Acima, Mariana Russo orgulhosa do Café Casa da Cultura.

Revista SIM!® - Edição 66 - Especial Casa Cor PE - 2009

Ao lado, as garotas sapecas da Brinquedoteca: Luana Fonteles, Taciana Canavarro e Manuela Tenório.

30 30


Os nordestinos são assim mesmo, bem irmãos: diretamente da Bahia, David Bastos homenageia Lenine; a dupla alagoana, Luiz Fernando Beltrão e Juliana Lucena homenageiam Ariano Suassuna; e Flavius Lessa, algoano merecedor do título de cidadão pernambucano, esbanja estilo no seu Loft Africano.


CASA COR PE 2009

Casa Cor PE 2009 A Casa Cor Pernambuco 2009 sai do convencional! Essa é a opinião não apenas da convidada da Revista Sim! para a visita guiada como de toda a equipe que esteve lá para ver os 37 ambientes que compuseram a mostra. A grande novidade ficou mesmo por conta da localização, no Armazém 11 do Porto do Recife, que proporcionou aos profissionais a exploração da criatividade em ambientes completos, seja pelos lofts ou espaços amplos que puderam utilizar. O grande homenageado, o paisagista e pintor Roberto Burle Marx, foi lembrado na maioria dos ambientes, principalmente pelo desenho marcante do Calçadão da Praia de Copacabana, recriado em paredes, pisos e jardim, além de peças confeccionadas por ele, como o bico de pena no Lounge de Entrada e a cama do Loft Janete Costa e Acácio Borsoi, um presente de Burle Marx para os amigos. O último, aliás, espaço mais marcante, elegante e emocionante da casa, criado pelos filhos do casal, Roberta Borsoi e Mário Santos. Ousamos afirmar, unanimidade entre os visitantes, principalmente os que conhecem os conceitos de arquitetura.

Revista SIM!® - Edição 66 - Especial Casa Cor PE - 2009

O que presenciamos este ano foi uma Casa Cor mais madura, profissional e preocupada com a sustentabilidade. Alguns espaços procuraram contrastar artesanato com materiais mais sofisticados, criando efeitos bastante interessantes. Outros procuraram investir em mobiliário com ergometria correta e designer inteligente. O espaço da Brastemp, o BGourmet, aprensentou sete possibilidades de cozinha, que se encaixam nos mais diferentes estilos. “É muito bom ver uma Casa Cor tropical, condizente com o nosso clima, valorizando o artesanato local. Mas, ao mesmo tempo, apresentando espaços arrojados, exibindo peças de arte contemporânea e valorizando artistas e designers nacionais”, arremata a arquiteta Silvana Gondim. Casa Cor PE 2009 16 de novembro a 20 de dezembro de 2009 Armazém 11 – Av. Alfredo Lisboa, S/N – Recife/PE Fone: (81) 3325.6328 Funcionamento: Terça a sábado das 12h às 21h / Domingo das 12h às 20h Entrada: R$ 25,00

Fotos: Felipe Mendonça

32 33 32


CASA COR PE 2009

Guiados por Silvana Ana Helena Pinheiro

Com 25 anos de experiência, laureada ao sair da Universidade Federal de Pernambuco e premiada duas vezes em mostras, a arquiteta Silvana Gondim atua nas áreas de projetos de arquitetura e ambientação desde residenciais a empresariais. Sua trajetória foi ponto determinante na escolha desta profissional para guiar a Revista Sim! pela Casa Cor 2009. “Divertida”. Foi assim que Silvana Gondim definiu a visita guiada pelos 37 ambientes da Mostra. “Essa foi a Casa Cor que eu vi melhor, porque tive que observar os detalhes que geralmente passam batidos numa visita normal. Foi a primeira vez dentro de uma mostra que eu tive oportunidade de trocar figurinhas com pessoas que não são da minha área. Olhar com olhos de jornalista e fazer com que a jornalista olhe com olhos de arquiteta”, afirma.

Revista SIM!® - Edição 66 - Especial Casa Cor PE - 2009

Com a experiência de quem já participou de várias mostras, incluindo três edições da própria Casa Cor (em 1997, com o Café-Bar; em 1999, com o Alpendre; e em 2000, com o Closet do Casal e a Copa das Meninas), a arquiteta destacou o que tinha de melhor em cada ambiente, orientando a Revista Sim! a oferecer o mais relevante para o leitor. O resultado desse contraponto de visões você encontra nas páginas a seguir. Bom passeio! Silvana Gondim (81) 3445.3744 - asarquit@gmail.com

34 34


CASA COR PE 2009

Loft Janete Costa e Acácio Borsoi Assim como a carreira de Janete e Borsoi, a amplitude é notória no Loft de homenagem ao casal. Roberta Borsoi e Mário Santos, filhos do casal, levaram boa parte Revista SIM!® - Edição 66 - Especial Casa Cor PE - 2009

do acervo pessoal dos mestres da arquitetura.

“É difícil falar alguma coisa num lugar onde se vê a presença de Janete e Acácio, tanto pelo projeto como pelos belíssimos objetos extraídos da casa deles. É justamente num ambiente como esse onde se vê a generosidade da arquitetura”, emociona-se Silvana Gondim. Os 110m2 foram divididos em dois pavimentos. O inferior, com espaços comuns, é a cara deles. Muitas obras de arte e destaque para a luminária em design clássico

“Ela era uma mulher que estava à frente do seu tempo. Sempre! Enquanto todos usavam sofás redondos, cirulares, ela já usava linhas retas, quando virou tendência, ela já usava há tempo. Era uma mulher contemporânea”, relembra Mário.

da década de 60.

36 37 36


CASA COR PE 2009

A área superior é da suíte. A cama é um presente de Burle Marx, amigo do casal que a desenhou e confeccionou. O piso em limestone reflete o rústico e aconchegante.

Revista SIM!® - Edição 66 - Especial Casa Cor PE - 2009

“A escada, com a utilização de dois materiais diferentes, nesse caso mármore e madeira, é totalmente inspirada nos projetos de Janete. Era uma marca dos dois”, revela Silvana.

38

A área de closet é destaque. Todos os armários espelhados (Bertolini) permitem a visão perfeita do usuário. Na área de box, as pastilhas nos tons de dourado e marrom mesclados finalizam

“Os espaços são bem aproveitados, como esse lavabo com a cuba dividida por um espelho, que atende duas pessoas simultaneamente”, completa. um espaço sofisticado.

Carmem Roberta Borsoi (81) 3463.9710 - borsoicosta@gmail.com Mário Santos (21) 2439.9803 - arquitetura@arqmede.com.br


CASA COR PE 2009

Fachada O cenário que recebeu a Casa Cor 2009, futuramente, será um Centro Cultural do Estado. Após a realização da Mostra, a Fachada Externa, de Carlos Augusto Lira com colaboração de Ana Pedroza, ficará como cartão de visita do Armazém 11. O projeto partiu de uma grande tela que chama a atenção das pessoas. O cordel, como marca da identidade visual cultural do Recife, é o centro da ilustração do painel. Trata-se da exibição dos ícones do artesanato pernambucano, com ênfase para os 80 anos do artista Samico, com produção de Derlon sobre o cordel. Outros artistas como Ana das carrancas e Mestre Vitalino também ilustram o grande painel de 72m x 6m. Um detalhe é que a fachada é vazada com aberturas de vidro. Os vasos decorativos são de Tampinha, de Tracunhaém, o paisagismo ficou por conta da equipe da Atmosfera. “O destaque dessa área é para iluminação, muito eficiente para um lugar escuro e que valorizou a fachada, já que o local em si dispensa adereços”, comenta Silvana Gondim. Carlos Augusto Lira - (81) 3269.4288 - carlosaugusto@carlosaugustolira.com.br

Revista SIM!® - Edição 66 - Especial Casa Cor PE - 2009

Lounge de Entrada & Bilheteria

40

André e Thiago já deixam o ar de alta decoração para quem chega à Casa. Ambiente que vai além do simples acesso à mostra, o lounge de entrada já transmite que o público vai encontrar pela frente o que há de forte na decoração e arquitetura contemporânea. A entrada é um ambiente de carga dramática e concepção estética apurada. Com cores fortes, como preto, roxo, cinza e prata e iluminação cênica, o espaço é intimista, de poucos objetos e com relação harmônica entre todos os móveis expostos. Poltrona Egg, aparador em capitonê, sofá de veludo de fibra de bambu e baú de madeira de reflorestamento apostam

“O encanto do ambiente é trazido também pelos objetos peculiares que expõe, como um Bico de Pena de Burle Marx (74) da coleção de Janete Costa e os exvotos também de Janete. A luminária da Daluz no centro do ambiente é de chamar a atenção: ao ser tocada, ela direciona a luz para onde se deseja, além de refletir um rendilhado”, comenta Silvana Gondim. na sustentabilidade.

André Wanderley - (81) 9244.1871 Thiago Almeida- (81) 3327.9503 - ta.arquitetura@gmail.com

41 40


Sala de imprensa A sala de imprensa é a combinação perfeita de funcionalidade e conforto. A equipe buscou valorizar a iluminação e suas sombras e explorou potenciais de sustentabilidade com a utilização de mesas em cipó de mangue e o centro de madeira de demoli-

“O ambiente ficou bonito, sóbrio, elegante e absolutamente funcional, para que os jornalistas possam utilizar a estrutura montada”, explica Silvana Gondim.

ção.

Destaque também para as paredes que reproduzem um painel do Calçadão de Copacabana, uma das obra primas de Burle

“Esse jogo de luz equilibra, inclusive, as cores. O branco da parede, com a iluminação e o efeito de sombras dá o tom de preto e branco existente no calçadão. O cinza do tapete é o equilíbrio do contraste”, justifica Silvana. No centro, uma escultura do mapa mundi expressa a universalização da comunicação bem como seus efeitos. “Uma das escolhas mais interessantes desse ambiente foi a obra de arte, que demonstra os canais e veículos de comunicação, numa adequação ao tema”, Marx e praticamente espelha a adequação e disposição da decoração.

arremata. Vera Cristina França Cruz - (81) 3231.7718 - verafranca.arq@gmail.com Claudio José Portela Barbosa - (81) 9973.3245 - cportela.arq@gmail.com Guiliano Arraes - (81) 9969.0405 - giuarraes@yahoo.com.br


CASA COR PE 2009 Revista SIM!® - Edição 66 - Especial Casa Cor PE - 2009

Recepção Ariano Suassuna Um dos grandes homenageados da Casa Cor é Ariano Suassuna, nosso representante maior na literatura. Os arquitetos usaram objetos em ferro, palha e mandalas de madeira, fazendo um retrato da identidade visual do Nordeste nos materiais dispostos. “O que merece olhar apurado neste ambiente é o mobiliário, amplo e feito para receber. Prateleiras pesadas e fortes conferem identidade ao local”, comenta Silvana Gondim. O piso, por exemplo, é de cimento Vico, importado de Lisboa. São utilizados, ainda, painéis em aço portenho, sofás de design Italiano, poltronas Le Corbisier e papéis de parede alemães. As cores do projeto são fortes: o preto destaca uma parede inteira com prateleira da mesmas cor e é onde ficam disposta boa parte dos objetos decorativos. O vermelho está no sofá amplo, mas os tons de marrom são os fortes da paleta. Eles fazem referência ao principal ícone nordestino: a terra. Juliana Lucena Soares - (82) 3325.2555 - atrium_al@uol.com.br Luiz Fernando Beltrão - (82) 3325.2555 - atrium_al@uol.com.br

44 45 44


Brinquedoteca Um espaço projetado para o lúdico, sem qualquer influência tecnológica, com valores sustentáveis e de preservação ambiental. No projeto, as arquitetas priorizaram o uso de cores cítricas, que remetessem ao planeta Terra; materiais reaproveitados, como janelas de demolição; brinquedos elaborados pela ONG OrientaVida; toyarts; e gomas da artista plástica Renata Moura. O mobiliário da Diminuti constitui a área de convivência da criançada. Na parede principal uma árvore de juta permite a brincadeira com bonecos em formato de aves. “Aqui

eu destacaria a ergonomia do mobiliário em perfeita sintonia com quem vai utilizar o espaço (crianças), além dos bancos que permitem o uso de iluminação no seu interior, deixando a peça ainda mais interessante. Os brinquedos educativos resgatam a brincadeira pura, livre da tecnologia”, comenta Silvana Gondim.

Taciana Canavarro - (81) 9451.0344 - taci_canavarro@yahoo.com Manuela Tenório - (81) 9112.7555 - mtenorioarquitetura@gmail.com Luana Fonteles - (81) 9131.7093 - luanafonteles@msn.com


CASA COR PE 2009

Loft Mariana Moura O arquiteto projetou o Loft para Mariana Moura com características modernas comuns na personalidade da jovem galerista. A área de 50m2 foi traçada não apenas para abrigar sua coleção de arte contemporânea, como também receber e hospedar amigos com estilo e

Revista SIM!® - Edição 66 - Especial Casa Cor PE - 2009

sofisticação. “O que vemos aqui é uma grande liberdade para a artista colocar o que ela julgou pertinente, sem a imposição do arquiteto, o que resultou num ambiente altamente personalizado, destacando as obras de arte, todas de designers nacionais”, explica Silvana Gondim. O local reafirma a tendência moderna de habitar em lugares não convencionais. A estrutura traçada possui um aspecto rústico valorizado por pé direito altíssimo coberto por obras de arte, com um apreço especial para a jovem produção local. Peças como o sofá do designer Guilherme Torres, chaise de Oscar Niemeyer e as premiadas prateleiras Chaix combinam elementos inusitados que compõem o projeto. A luminária central é uma peça de design do próprio arquiteto em versão ampliada para a ocasião. A cama do casal é um capítulo a parte. Peça exclusiva de colecionadores, ela é fruto de uma intensa garimpagem nos antiquários ‘retrôs’ do bairro paulistano do Bexiga. Segundo o arquiteto, este estilo está ganhando o mundo e a sua utilização na mostra permite aos visitantes da Casa Cor PE presenciar um grito do moderno design de mobiliário contemporâneo brasileiro. Diogo Viana - (81) 8742.2608 - escritoriodiogoviana@hotmail.com

46 47 46


CASA COR PE 2009 Revista SIM!® - Edição 66 - Especial Casa Cor PE - 2009

Loft Fábio Andrade Cláudio homenageia seu antigo sócio Fábio Andrade em um loft de 55m2 que une tecnologia, conforto e aconchego. A sustentabilidade está presente nas madeiras de demolição e na torneira da área íntima com sensor de presença. O projeto tem espaços diferenciados pelo nível do piso e teto. O mobiliário ajuda a defini-los. Na área de pé direito mais baixo, ficaram a mesa de refeições, o armário e a cozinha. Destaque para o balcão em silestone, material resistente e que não muda de cor. Detalhe: este balcão pode ser ocultado com o fechamento das portas de correr de um elegante armário de 5m2 da

“Neste ambiente é possível, para quem conheceu o homenageado, identificar a inspiração. O ponto alto é a angular privilegiando o lavabo, uma ousadia a que poucos arquitetos se permitem. Dentre as peças, a poltrona Shell (Itálica Design), com seu desenho interessante, é o que mais chama atenção. A iluminação (La Lampe) e o aproveitamento de espaço também foram muito felizes”, elogia Sandra Gondim.

Bontempo.

Burle Marx, homenageado da Casa Cor, está presente com uma tela na sala de estar do Loft que está completamente aberto para a paisagem do mar, até o chuveiro ganhou vista para o oceano. Cláudio Campello - (81) 3265.2482 - estudio@andradecampello.com.br

48 48


CASA COR PE 2009

Loft Lenine

Revista SIM!® - Edição 66 - Especial Casa Cor PE - 2009

O arquiteto David Bastos inspirou-se num tom nacional e dinâmico para o ambiente de um dos nomes de mais destaque da Música Popular Brasileira da atualidade. O loft Lenine tem um traçado que remete aos anos 70 e explora a pluralidade de aptidões do cantor através de sons do mundo inteiro e encanto pela literatura nos 80m2 do local. O projeto procurou refletir, nos dois pavimentos, a cultura brasileira, com um maior enfoque para o nordeste, através da escolha das cores e dos materiais utilizados, entre eles madeira Lyptus natural, granito preto levigado e laca grafite brilhante. A decoração escolhida, grande parte rica em cor, como os objetos da estante, tecidos do sofá e da cama, contrastaram com os tons sóbrios e masculinos presentes em todo o am-

“Apesar da grande quantidade de madeira no loft, houve a preocupação em utilizar a madeira de reflorestamento, numa elogiável postura de preocupação com a natureza. A escolha do sofá quebrou um pouco os tons rústicos existentes”, argumenta Silvana Gondim.

biente.

David Bastos (71) 9971.0000 - davidbastos@dbarquitetos.com

50 51 50


CASA COR PE 2009 Revista SIM!® - Edição 66 - Especial Casa Cor PE - 2009

Loft Eduardo Machado O homenageado do arquiteto recebeu um ambiente bastante moderno, mas com toques rústicos, como a cama de madeira com hastes. Organização e sofisticação são pontos fortes do espaço. É completamente inspirado no estilo de Eduardo Machado, que

“O cantinho da leitura foi uma das coisas que mais me chamou atenção, com o uso do móvel antigo e refletindo a personalidade do homenageado” co-

é colecionador de arte e diretor da Artefacto, grife do setor mobiliário. menta Silvana Gondim.

“O balcão da cozinha mostra como o espaço foi bem aproveitado, sem deixar de ser bonito. Com essa peça não se sente falta da tradicional mesa de jantar”, explica Silvana. A cor predominante é um tom charuto com aplicação de muranos coloridos nas estantes. As obras de O estúdio, bastante compacto, reúne todas as necessidades do usuário.

arte arrematam todo o espaço. Destaque para o quadro predileto de Machado, um Cusquenho do século XVII. Um ponto chave do projeto é o chuveiro. Desenhado no centro do estúdio, ele é separado do sanitário e do lavabo. Tapetes persas foram aplicados ligando um ponto ao outro para tornar uma coisa direta. O Box, quando fechado, transforma-se em sauna. Do outro lado, um closet finaliza o tomar banho e se vestir. Todos os móveis são da loja do homenageado. Paulo Rabello - (27) 8111.9320 - www.sergiorabello.com.br

52 53 52


Loft Africano O conceito do ambiente faz alusão à região norte da África, em especial ao Marrocos e a sua estética tribal. O ambiente de Flavius é para elas. Mulheres modernas, inteligentes, ativas e independentes. O espaço promete trazer bem estar e segue a tendência contemporânea de moradia individual e funcional. Um Loft moderno, confortável, vibrante e cos-

“Destaque o conjunto de luminárias de palha fabricado por Fernando Perdigão de Alagoas. As peças conferem ao ambiente uma releitura nordestina em perfeita harmonia com o tema africano”, defende Silvana Gondim. mopolita. Tranquilamente seria moradia no Recife, no Marrocos ou em Londres.

A homenageada do espaço é a designer de jóias Adriana Bittencourt, cujos produtos fazem grandes referências ao continente. O local aposta no glamour com luzes e cores

“O jogo das tapeçarias do chão com o branco das paredes equilibrando o ambiente foi uma boa sacada do arquiteto, que nunca utiliza essa cor em seus ambientes”, observa.

fortes, despertando diferentes sensações nos visitantes.

Flavius Lessa - (81) 3231.0605 - flaviuslessa@hotmail.com


CASA COR PE 2009

Loft do Político

Revista SIM!® - Edição 66 - Especial Casa Cor PE - 2009

O desafio para Márcia Nejaim foi atender todas as necessidade do Governador do Estado de Pernambuco, Eduardo Campos, e sintetizá-las em um loft. O projeto é dividido em hall de entrada, sala multifuncional, lavabo, suíte máster e um pequeno gabinete, tudo coerente com o estilo de vida de Eduardo Campos e a primeira-dama do Estado, Renata Campos. Logo na entrada, um jardim vertical com sistema de irrigação próprio traz a natureza para um pequeno espaço. A cozinha, integrada à sala de estar e design da Florense, resulta em um conceito leve, descontraído, informal, mas com perfil intimista, típico do casal Campos. O piso é em carpete de madeira e causa a ideia de madeira de demolição. A iluminação destaca as obras de arte de artistas locais. Teresa Costa Rego, artista plástica, marca presença no ambiente. No quarto, Francisco Trindade expõe trecho de uma poesia do livro “A casa e o mundo”.

“Neste ambiente, o uso de uma persiana regulável controla a intensidade da luz sem ‘aprisionar’ a vista. Ainda neste quesito, o quarto, apesar de protegido da luz da área externa, recebe a paisagem através de um espelho estrategicamente colocado. Os artesanatos rústicos, todos cedidos por Renata Campos, é o que há de mais forte neste loft. Apesar de projetado para um casal, o ambiente tem uma forte identidade masculina, referência ao homenageado”, explica Silvana Gondim. Márcia Nejaim - (81) 3326.6652 - mnar@yahoo.com.br

54 54


Com o objetivo de conseguir o uma maior sensação de amplitude em seu projeto, a arquiteta primou por uma disposição limpa de seu traçado e pela utilização de paredes apenas na parte que agrega o banheiro. O uso do branco e uma base clara em todo o projeto serviram de apoio para abraçar móveis, acabamentos e detalhes coloridos. A iluminação natural é valorizada e suavizada com o uso de cortinas transparentes. O mobiliário possui design exclusivo salvo os puffs e mesa de jantar, fabricados em MDF estruturado e Laca ambos assinados por Salim Moizes e as cadeiras de Louis Ghost de Phillipe Starck que dão um toque moderno e ousado ao ambiente. Fátima Albuquerque - (81) 3463.0805 - www.fatimaalbuquerque.com – fatimaarquitetura@gmail.com

Revista SIM!® - Edição 66 - Especial Casa Cor PE - 2009

CASA COR PE 2009

Studio do Designer

56 57 56


Loft Cosmopolita O arquiteto cearense Roberto Pamplona projetou o loft para pessoas que habitam grandes centros urbanos e frequentemente viajam para desbravar novos horizontes e conhecer novas artes e culturas. Na sua composição utilizou cores sóbrias como o verde musgo, azul ultramarinho e cinza, pepel de parede, tecido tencionado e grandes cortinas. O mobiliário escolhido foi o mais urbano possível, dando ao espaço um look moderno e elegante, lançando mão de objetos retráteis dando ao ambiente introspecção e charme. O destaque do projeto é para um painel de 3m2 do o artista plástico, também cearense, Vando Figueiredo em uma versão moderna da obra “Homem de Assis”. Roberto Pamplona - (85) 3486.1280 - robertopmj@yahoo.com.br


CASA COR PE 2009 Revista SIM!® - Edição 66 - Especial Casa Cor PE - 2009

Praça Casa Cor Praça Casa Cor

Praça do Café

Jardim Brule Marx

A prioridade no ambiente foi a união de elementos naturais como palmeiras imperiais, bambus a fontes e objetos de arte. A idéia impressa na concepção foi a de trabalhar em uma área viva, um local de convivência, dentro de um ambiente rústico, tropical e artístico. O espaço abriga em sua essência, além da exposição de peças do artesanato local, o conceito de sustentabilidade ao utilizar, em maioria tijolo maciço e grama. A iluminação é feita de maneira indireta, sendo esta através das bromélias e cycas revolutas dando ao ambiente cor e movimento.

A praça é um convite ao relaxamento. O projeto busca, através de uma releitura dos conceitos masculino e feminino, orgânico e linear de Burle Marx, promover a convivência, o contato com a natureza e as artes. Com 178 m2, a dupla optou por promover um ar rústico e, ao mesmo tempo, requintado ao local. Para isso, utilizou materiais como fibras naturais da Art Garden, pedras portuguesas, madeira e cerâmica Brennand. Na decoração, peças do artesanato de Tracunhanhém e o destaque para uma peça de Francisco Brennand, que espelha a exuberância frontal do Parque de Escultura. Compondo ainda o projeto, a praça dispõe de um vasto gramado, diversos tipos de palmeiras, ligustos, mirante de contemplação e um gazebo.

A idéia principal do ambiente é fazer uma breve releitura de alguns projetos elaborados por Marx através do estímulo dos sentidos a partir do contato do visitante com a natureza. A utilização de plantas regionais, bromélias, papiros, várias espécies de licônias e filodendros ornam e encanta os visitantes que por ali passam. O conceito de sustentabilidade está presente no piso do jardim que é uma reprodução do Calçadão de Copacabana feito por pedriscos e

Schirlley Loureiro - (81) 9746.5666 schirlleypatricia@yahoo.com.br

“Destaque para a ideia da reprodução do calçadão numa alusão óbvia ao homenageado, mas composta por elementos nada óbvios”, opina raspas de pneus velhos.

Silvana Gondim. Renata Sampaio Romaguera

Weruska Maciel - (81) 8636.1555

Natalie Mendonça Ribeiro

Waldir Gobbi - (27) 3315.9580

Lizandra Mendonça Ribeiro (81) 3455.5243 - www.natiflora.com

60 61 60


Praça do Café Jardim Burle Marx


CASA COR PE 2009 Revista SIM!® - Edição 66 - Especial Casa Cor PE - 2009

Atelier de Jóias As donas do Atelier o resumem como um espaço de Luxo e Glamour. Com essa proposta, basearam-se no dourado, preto e abusaram do uso de espelhos para o cliente se ver, sentir que pode. Além disso, o conceito primordial era que o cliente tivesse atendimento personalizado. Ele precisa apreciar os objetos em ouro e pedras preciosas. Uma mesa central de atendimento tem destaque, um estar no fundo da loja é lugar para admirar as belas jóias. “A iluminação foi muito bem pensada. Apesar dos espelhos, ela valoriza as peças sem chamar a atenção de quem as está observando para si. Isso é possível com o controle ideal da luminosidade, nada claro demais”, destaca Silvana Gondim. A madeira de demolição é quem recebe as peças expostas. O preto aplicado no teto e nas paredes proporciona mais profundidade. A iluminação da DaLuz é pontual e destaca as peças. Para finalizar, um pendente de cristais ratifica a sofisticação do ate-

“Essa entrada absolutamente luxuosa contrastando com o rústico das peças de barro da artista Suely Brasileiro confere um ar perfeccionista ao ambiente”, arremata Silvana.

lier.

Anna Paula Cascão - (81) 9954.2459 Lucianna Pimentel - (81) 9111.1741 - luciannap@espacointerior.arq.br Mônica Fonseca - (81) 9266.3670 - monica@espacointerior.arq.br

62 62


CASA COR PE 2009 Revista SIM!® - Edição 66 - Especial Casa Cor PE - 2009

Loja Casa Cor As arquitetas apostaram na sustentabilidade, elegância e tecnologia. A equipe encontrou inspiração nas lojas de rua das grandes metrópoles do Brasil e do mundo, elaborando um ambiente moderno e inovador sem o uso da tradicional vitrine. Na escolha dos materiais uniram o sustentável com a sofisticação, a começar pelo piso todo feito em concreto ecologicamente correto e laminado por madeira certificada. Uma parede revestida de filetes de feltro e outra com acabamento de pintura em aço escovado imprimiram, em conjunto com a iluminação, um efeito sutil e dinâmico ao espaço. Para atrair e entreter o público foi projetado um teto painel em telas tensionadas que flutua pelo espaço, muda de cor através de iluminação. “A marcação do piso e do teto é o que se sobressai nesse ambiente comercial. A iluminação também privilegiou o projeto, arrematando com as luminárias de parede da Daluz”, observa Silvana Gondim. O display tridimensional entra em prefeita sincronia com a música do local o que valoriza a experiência de visitar a loja. Ana Paula Carvalho / Ana Luísa Rolim / Ranata Komuro (81) 3221.4661 - ar2arquitetura@gmail.com

64 65 64


Galeria de Arte O espaço conta com três amplas salas de estar e presta uma homenagem ao artista plástico pernambucano Manoel Nunes. A valorização da arte pela arte é alcançada através de um pé direito alto, do uso predominante de tons pastéis mais escuros que funcionam como moldura das suas obras e de uma iluminação direcionada. Anderson Aragão - (81) 3088.5080 aragaoanderson@yahoo.com.br Cícero Sousa - (81) 9954.4246 cicerosousa@hotmail.com Deise Leal - (81) 3227.5510 projete@hotmail.com Diego Ferraz - (81) 9212.7997 diegolnf@pop.com.br Karla Azevedo - (81) 9111.3243 karlagazevedo@gmail.com

Galeria de Artesanato Em uma área de 93m2, a arquiteta procurou valorizar o produto que seria exposto no seu espaço. Encontrou um ponto de confluência ao utilizar paredes pretas e direcionar a iluminação para as peças, bem como harmonizou o artesanato a espaços nobres e contemporâneos. O projeto respira artesanato e a contemplação está em todos os lugares, a começar pelas paredes pretas em textura, forro do teto em tecido e o piso revestido com tapeçaria regional. No local estão expostas obras do escultor de pedras Arnaldo Barbosa, estátuas em barro de Severino – filho de Mestre Vitalino, Mestre Abdias, Mestre Frida, Dona Nenê e do pintor Zé de Mandacaru. Carmem Lúcia de Andrade Lima (81) 3441.2325 cial.arquitetura@gmail.com


CASA COR PE 2009

Restaurante Um ambiente para integrar o rio com o espaço íntimo. O restaurante Bossa retrata o Tropical com clareza nas paisagens dos tampos coloridos das mesas, pintadas com cenas da natureza, utilizando o clima, o verão, a flora brasileira. A arte da mesa é de Ferreira e José Carlos Viana. Os móveis tem perfil sustentável. São em palha, linho natural

“A arquiteta acertou na escolha deste painel em madeira acima da televisão que ilustra o mapa mundi. Outro acerto foi a grande valorização da vista e do tema claramente perceptível a quem utilizar o local”, explica Silvana Gondim.

Revista SIM!® - Edição 66 - Especial Casa Cor PE - 2009

e bambu.

Em referência ao nome do lugar, a música Wave, de autoria de Tom Jobim, arremata uma parede inteira. Tudo a ver com a atmosfera do local, que é de mar, amor, vida, etc. No piso, porcelanato de madeira confere charme e aconchego para o espaço claro. No lounge, os visitantes podem socializar tomando um drink, com vista privilegiada para as belezas naturais da costa recifense e o Parque das Esculturas de Francisco Brennand. Luiza Nogueira - (81) 3466.8087 - arqlunogueira@yahoo.com.br

68 68


CASA COR PE 2009 Revista SIM!® - Edição 66 - Especial Casa Cor PE - 2009

Wine Bar Denominado de Encaranado, o Wine Bar é a harmonia perfeita para quem gosta de degustar um bom vinho apreciando uma das mais belas vistas do Recife. O ambiente de 70m2 permite um maior contato com o clima e com a natureza e naturalmente também com a paisagem. Adotando um projeto Minimal o grupo primou não apenas por um um diálogo estético com os ambientes circunvizinhos, como também em implementou o conceito de sustentabilidade, a exemplo disso está toda a fundação do espaço que é feita de toda metralha e entulho da mostra. O destaque da decoração vai para as mesas mangue e trama e para cadeira Malbec projetada pelo arquiteto Alexandre Mesquita. Alexana Vilar - (81) 3325.2477 - alexanavilar@gmail.com Alexandre Mesquita - (81) 3463.4701 - mesquitaita@gmail.com Neto Belém - (81) 9972.3113 - netobelem@bol.com.br

70 71 70


Café Nextel

Um projeto arrojado que mescla ousadia e sofisticação. Visando maior comprometimento com o ecologicamente correto, a arquiteta optou por um piso de acesso em cerâmica artesanal, bancadas de apoio em compensado reciclado, colunas e paredes em gesso acartonado, fazendo referência ao trabalho do famoso designer francês Philippe Starck. A iluminação, voltada para uma sensação mais intimista, também segue o mesmo conceito de economia. Um recamiê foi desenhado em um pequenino ambiente dividido por uma cortina de correntes. As cadeiras da Benetti foram recobertas com tecido exclusivo da Maria Casa e os tampos das mesas do salão devidamente espelhados.

Ana Roberta Maranhão - (81) 3325.0968 - armaranhao@yahoo.com.br

Sorveteria Em 65m2, as arquitetas buscaram o equilíbrio perfeito entre a arquitetura, sabores e a natureza. Para unir tudo isso em um único momento, elas imprimiram no projeto uma linguagem limpa, descontraída, confortável e imponente. A proposta principal foi a utilização da luz natural e sua propagação pelo uso intenso do branco no terraço, que ocupa maior parte do projeto. Essa idéia proferiu ao ambiente um maior destaque para as molduras naturais que enquadram a beleza do parque de escultura de Francisco Brennand. A decoração ficou por conta do amarelo, que, segundo os ensinamentos do Feng Shui, adotados no ambiente, transmite alegria, entusiasmo e estimula o apetite. Rita Lubambo - (81) 8844.7902 Sofia Clemente - (81) 9971.1621


73


Espaço BGourmet A edição 2009 da Casa Cor Recife contou com um espaço novo, o BGourmet, da Brastemp. Ao todo são sete ambientes, criados pelos arquitetos Mariana Russo e Fernanda Ventura, Ju Nejaim, Romero Duarte, Guilherme Eustachio, Pedro Paschoal e Diomári Diniz e Juliano Dubeux, feitos para evidenciar maneiras diferentes e eficientes do uso dos diversos eletrodomésticos e utensílios da marca. O desafio lançado para os profissionais foi atender, de maneira satisfatória, o tema de cada cozinha gourmet com a linha específica de eletrodomésticos, ambos destacados pela Brastemp. O resultado foi uma compilação de diferentes ambientes com as mais diversas influências, difícil mesmo identificar o que mais

“As cozinhas - ora de gourmet, ora “high-tech” - sóbrias, felizes, tem wiskeria, tudo de muito bom gosto e com os equipamentos de última geração” comenta Silvana Gondim.

agrada em cada uma delas.

Para mostrar que os espaços são mesmo funcionais, foi elaborada uma programação com aulas de culinária ministradas por grandes nomes da gastronomia. A cada dia duas atrações ocupam os espaços da Brastemp. www.bgourmet-recife.com.br


BGourmet Revista SIM!® - Edição 66 - Especial Casa Cor PE - 2009

foto cozinha da nox

Clube Nox O desafio foi fazer uma cozinha funcional em homenagem a boate Nox, point noturno do Recife. As luminárias espalhadas por todo o espaço fazem referência ao jogo de luz. Nas paredes, luzes azuis são o retrato do Club. Preto e branco são as cores centrais. O ambiente é dividido em dois lounges mais a bancada gourmet com cozinha, que tem visão estratégica no espaço. O “chef” da vez pode interagir com todos da cozinha. A linha da Brastemp é toda em inox e está toda embutida. No teto, foi aplicada uma placa espelhada com um projetor de imagens por trás. O espelho está localizado sobre o balcão que recebeu um tratamento especial. É todo em mármore translúcido com iluminação interna. A cafeteira e linha de panelas vermelhas da Brastemp dão um toque final na decoração. Cláudio Campello - (81) 3265.2482 - estúdio@andradecampello.com.br Lizandra Ribeiro - (81) 3455.5188 - lizandra.mendonca@hotmail.com

76 77 76


foto café casa da cultura

Café Casa da Cultura Mariana Russo apresentou um ambiente muito vivo. Uma mesa amarela laqueada e com base de inox em formato orgânico é destaque. A mesa foi fabricada na Divino Ofício Marcenaria e, para completar o espaço de degustação, cadeiras de acrílico da Itálica Design. E como apresentar a casa da Cultura, homenageada do ambiente, com o café? Tomando duas paredes, um painel de Hime Navarro traz mais colorido ao projeto. As cores fortes estão combinando com leves toques dos desenhos. Por trás, uma iluminação com fluorescente T5 com gelatina amarela deixa o painel solto e valorizado. O projeto é da Light design. Na área de suporte da Brastemp, um balcão de marmoglass branco é acoplado a estante que recebe toda a linha de eletrodomésticos retrô para o serviço de Café. Todos os objetos decorativos são da Desenho Design. RussoVentura Arquitetura - (81) 3321.8810 - www.russoventura.com.br


BGourmet Revista SIM!® - Edição 66 - Especial Casa Cor PE - 2009

Loft do Carnaval Para o período mais animado do ano e mais rápido também, um ambiente muito funcional que se divide em estar, espaço gourmet e área íntima. O forte do espaço é a área gourmet com linha top da Brastemp. É onde as pessoas se reúnem para preparar bebidas, comidinhas rápidas e há um bar super carnaval: aguardentes e limões. O projeto fez muito uso do branco como suporte para as cores dos painéis de Manuela Nejaim e quadros e gravuras de Antônio Mendes. Na parede que divide o espaço gourmet da área íntima, uma pintura com trechos de música de carnaval com citações de comidas finalizam o Loft. Na área íntima, destaque para o lavador de peças íntimas da Brastemp, discreto, design sofistical e bastante funcional em tempos de carnaval, principalmente. Ju Nejaim - (81) 3327.6613 - junejaim.projetos@gmail.com

78 79 78


Instituto Ricardo Brennand Romero Duarte trouxe o conceito de uma cidade que possui um castelo medieval. Como sugestão, a Brastemp indica a linha inverse Preta, padrão austero, forte, de personalidade, já que pouco se usa de preto em eletrodomésticos. O projeto remonta o passado, mas não é uma reprodução do museu. A ideia é trazer o instituto de forma leve, romântica. A cozinha é uma proposta fina, elegante. Como o preto tende a ocupar o espaço em que é aplicado, houve a contrapartida. A área de refeição foi toda em vidro vazado e as cadeiras brancas, também vazadas, trazem transparência ao lugar. A luminária é design de Romero e executada pela Futurense. Romero Duarte - (81) 3222.0971 - Romero.duarte@gmail.com


BGourmet Revista SIM!® - Edição 66 - Especial Casa Cor PE - 2009

Forte das 5 pontas Guilherme Eustachio apresenta uma cozinha que, de fato, segue a tendência mundial. O projeto é todo trabalhado com madeira de demolição. Com o tema do Forte das cinco pontas, a cozinha é de época, ideal para uma casa de campo. Sobre a mesa grande, esculturas de Zé Paulo continuam com o perfil sustentável e acrescentam o artesanal. As cadeiras altas são de Mies van Der Rohe e os puffs são desenho de Guilherme, baseado na linha Chipadalle. No teto, a luminária é criação do designer. É estrutura em madeira com luminárias de rua. A iluminação foi executada pela Almec. Para dar graça e movimento ao ambiente, tópicos em laca foram estrategicamente aplicados combinando com a linha inox da Brastemp. Guilherme Eustachio - (81) 3326.6160 - guilhermeeustachio@hotlink.com.br - www.guilhermeeustachio.arq.br

80 81 80


Recife: Cidade das Pontes O espaço divide-se em Cozinha e Lavanderia. Na lavanderia, todo o apoio das lavadoras Brastemp destacam-se no ambiente de bastante reuso de matéria prima. Um exemplo é o piso todo em ladrilho hidráulico com o desenho do calçadão de Copacabana em homenagem a Burle Marx. Já na cozinha, o piso se mantém em ladrilho hidráulico, mas com um desenho diferente para separar as áreas. A luminária sobre a mesa foi desenhada e confeccionada pelo arquiteto que utilizou garrafas verdes de cerveja. Ainda no espaço, uma escultura de sucata destaca a reutilização de material descartável e um armário antigo recebe uma adega da Brastemp. Nas paredes, fotos de Lulu Pinheiro homenageiam pontes do Recife. Pedro Paschoal - (81) 8884.2002 - pedro_paschoal@uol.com.br


BGourmet Revista SIM!® - Edição 66 - Especial Casa Cor PE - 2009

Whisky Bar O projeto foi inspirado no antigo Cutty Sarck, um dos mais antigos whisky do mundo. O ambiente é composto de tons escuros com muitas expressão por meio de barcos e caravelas. A ideia é contrastar a antiguidade da bebida e dos barcos com a tecnologia cedida pela Brastemp. Mesclar o moderno e o antigo. Sobre a entrada do ambiente, foi colocado um teto de garrafas fazendo um caminho. São mais de 1000 garrafas de espumante. O piso é o espelho desse caminho. Para chegar a este resultado, foi feita uma fotografia do fundo da garrafa e reproduzida pela quantidade pendurada. Uma mesa grande foi aplicada no centro do espaço, pelo costume das grandes famílias nordestinas. Nas paredes, foi colocada uma tela com a mesma referência e produzida com material de outdoor. Uma âncora de 700kg e uma exposição de caravelas em papel feita pelo artista Kelito destacam os detalhes do Whisky Bar. Diomári Diniz - (81) 3424.3796 - diodiniz@julianodubeux.com Juliano Dubeux - (81) 3424.3796 - julianodubeux@julianodubeux.com

82 82



Revista SIM! 66