Page 1

Relatório de Gestão Referência:

Outubro e Novembro de 2012


Setembro de 2012

     


Este relatório tem o objetivo de demonstrar os avanços estratégicos da Brasil Júnior até 30 de novembro de 2012. É um canal e uma ferramenta de contato com todos os empresários juniores que contém todas as informações pertinentes ao avanço e consolidação do trabalho. Além disso, dá suporte para a tomada de decisões do Conselho Administrativo, assim como de suas demais instâncias.


QUESTÕES EXTRATÉGICAS OBJETIVOS ESTRATÉGICOS EXTRENOS OBJETIVOS ESTRATÉGICOS INTERNOS

Representação

Suporte

Fortalecer a marca Empresa Júnior

Excelência na gestão da rede

Aumentar visibilidade na sociedade

Aumentar negócios gerados

Melhoria no desempenho das Federações

Melhoria no desempenho das EJs

Excelência em gestão interna

Integração Promover alinhamento e obter 0 reconhecimento

Fomento

Regulamentação

Expandir a rede de atuação

Regulamentar o MEJ nacional

14 12 0

Alinhamento e satisfação das Federações 24 56 165 5

Alinhamento e reconhecimento pelas EJs

Parcerias estratégicas

Aumentar o número de Federações

Aumentar o número de EJs associadas

Garantir regulamentação das EJs

Obter regulamentação nas IES

Fortalecer-se politicamente

Sustentabilidade jurídico financeira

Desempenho satisfatório. Avanço estratégico notável e resultados claros. ( maior que 90% da meta) Desempenho no limite. Avanço estratégico com poucos resultados realizados ou ainda não coletados. ( entre 70% e 90% da meta) Desempenho Insatisfatório. Pouco ou nenhum avanço estratégico e resultados realizados. ( menor que 70% da meta)


Este relatório é uma análise parcial do período de Outubro a Novembro de 2012. É importante ressaltar que diversos indicadores estratégicos dependem da atualização do SMD Federações que será realizado pela equipe de GFN até o dia 14 de dezembro. Os indicadores que não foram atualizados estão devidamente apontados. Assim que os resultados do SMD federações forem aprovados, o relatórios será atualizado e apresentado.


Regulamentação

Regulamentar o MEJ nacional

Garantir regulamentação das EJs

Obter regulamentação nas IES

Fortalecer-se politicamente


INDICADOR 11.1. Índice de influência política

Meta

Resultado

2012 2

2012 0

 Análise: - O Plano Nacional da Educação foi aprovado, porém não conseguimos aprovar nossa emenda. O fato é que precisamos evoluir muito no que se refere a influência política. Agir diretamente nas casas parlamentares é de grande complexidade devido o jogo político e suas nuances. Talvez o foco devesse ser na construção das relações políticas e não na influência propriamente dita. - O projeto de lei, iniciativa do Senador José Agripino Maia, entrou em tramitação no Senado e será acompanhado pela equipe de RI para garantir uma aprovação de maneira que benef icie o MEJ;


INDICADOR 11.1. Índice de influência política

Meta

Resultado

2012 2

2012 0

 Resultados -

Ressalta-se o contato conseguido com parlamentares, 3 reuniões foram marcadas, intensificando o trabalho de campo.

-

Desenvolvimento do contato com o Presidente do Conselho Federal de Administração, instituição com forte influência na câmara.

 Ações: -

Preparar a cogestão;

-

Intensificar o foco no trabalho de campo no sentido de construir contatos.

Responsável: Coordenadoria de Relações Institucionais.


INDICADOR 10.1. % de EJs federadas vinculadas à IES que regulamentam Empresas Juniores

Meta

Resultado

2012 66,6%

2012 57,56%

 Análise: -

O KPI depende dos dados do SMD federações, que está previsto para sair no dia 14/12. Assim, que o resulatdo for divulgado, o presente relatório será atualizado e apresentado.


INDICADOR 9.1. % de EJs que se mantém federadas de um ano para outro

Meta

Resultado

2012 88,2%

2012 95,7%

 Análise: -

Houve alguns contratempos durante o processo de Selo federações. Mantivemos 44 federações e tivemos o revés da desconfederação da RN Júnior por não atender aos critérios do Selo.

 Resultados: -

Selo Federações: Todas as 14 Federações com o Selo em conformidade. RN Júnior desconfederada o que impacta em menos 3 Ejs confederadas.

-

Selo Empresa Júnior 2013: . A nova proposta traz para o Selo questões que já são abordadas no Selo Fed como CNPJ e estatutos para maior verificação do CNEJ, além de cobrança de CND Conjunta, INSS e FGTS. O Selo se posiciona de forma mais clara como uma certif icação e não regulamentação. Toda essa nova concepção só será coloca em total prática em 2014.

 Plano Corretivo: -

Ações se concentrarão em alinhamento apresentando a nova concepção. O encurtamento dos prazos traz a necessidade de que isso seja feito de forma intensa.

Responsável: Coordenadoria de Regulamentação.


Fomento Expandir a rede de atuação

Aumentar o número de Federações

Aumentar o número de EJs associadas


INDICADOR 8.1. Número de EJs associadas

Meta

Resultado

2012 220

2012 200

 Análise: -

A equipe de expansão da Brasil Júnior só trabalha de forma direta com aspirantes quando não há nos Estados dessas, federações instaladas. O acompanhamento é feito quinzenalmente. Além disso, a intenção da equipe é poder formar um grupo de Ejs o que cria mais força à ação. Quando já tem-se uma Federação a equipe repassa ao articulador responsável, nesses casos só atua por requisição da EJ.

 Resultados: -

Confederação da Goiás Júnior;

-

Atingir todos os estados fora da rede. Expansão hoje tem cobertura de 100% em todo o Brasil;

-

Avanço da Maranhão Júnior no Modelo de Maturidade;

-

Criação da Rede Norte com todos os estados, menos Acre, Amapá e Rondônia que estão com contato direto para realização de benchmarking;

-

Duas Federações com equipes formadas, a FEMTEJ e a Maranhão Júnior, cada uma em uma fase distinta do modelo de maturidade, mas já constituídas.

 Ações -

Finalizar os treinamentos do Selo EJ.

Responsável: Coordenadoria de Expansão.


õ INDICADOR 7.1. Número de Federações confederadas

Meta

Resultado

2012 14

2012 14

 Análise: -

O indicador manteve-se graças a f inalização do processo de confederação da Goiás Júnior. Infelizmente tivemos a desconfederação da RN Júnior que não atendeu ao critérios do Selo Federações. No mais continuamos a preparação para confederação de MA Júnior e FEMTEJ para 2013.

 Resultados: -

Confederação da Goiás Júnior;

-

Atingir todos os estados fora da rede. Expansão hoje tem cobertura de 100% em todo o Brasil;

-

Criação da Rede Norte com todos os estados, menos Acre, Amapá e Rondônia que estão com contato direto para realização de benchmarking;

-

Ações:

-

Preparar cogestão.

-

Responsável: Coordenadoria de Expansão.


Integração Promover alinhamento e obter reconhecimento

Alinhamento e satisfação das Federações

Alinhamento e reconhecimento pelas EJs


Meta

INDICADOR 6.1. Índices de alinhamento conceitual 6.2. Índice de alinhamento estratégico 6.3. Satisfação EJs --> Federações 6.4. Satisfação EJs --> Brasil Júnior

2012-1 86% 74% -8% -2%

Meta

Resultado

Resultado

2012-2 2012-1 2012-2 -83,47% 78% 64,19% -1,20% -5% -24,66 3%

 Análise: -

Os Indicadores desse objetivo serão apresentados assim que o SMD Federações for f inalizado, pois a partir dessa atividade teremos tais resultados. O Relatório do SMD Federações está previsto de sair até 14 de dezembro.


õ Meta

Meta

Resultado

Resultado

INDICADOR 2012-1 2012-2 2012-1 2012-2 5.1. Índice de alinhamento estratégico 86% 92% 71,43% -14% 0 -64,00% 5.2. Índice de satisfação  O índice de satisfação das Federações será coletado a partir da terceira semana de dezembro pela Presidência do Conselho Administrativo da Brasil Júnior. Assim como os resultados do SMD Federações, também esse objetivo será atualizado e prontamente apresentado posteriormente.


Suporte

Excelência na gestão da rede

Melhoria no desempenho das Federações

Melhoria no desempenho das EJs


INDICADOR 4.1. Evolução no SMD EJs

Meta

Resultado

2012 43,56%

2012 40,43%

 Análise: -

Informação: Finalizando toda a concepção teórica do Programa de Excelência.

-

Conhecimento: está focada na produção de conteúdo. O foco após essa fase de produção será gerenciar a produção de conteúdo produzido através dos articuladores, que serão os replicadores do conhecimento.

 Resultados: -

Processo de auditoria estruturado;

-

Questionário para as diferentes réguas de pontuação;

-

Quase todas as práticas armazenadas na Intranet;

-

Conteúdo produzido com nomes como Falconi, Ozires Silva, Sergio Gabriellie e Cristovam Buarque. Além de entrevistas feitas no JEWC.


INDICADOR 4.1. Evolução no SMD EJs  Ações: Colocar o Fórum no Ar (10/12 a 14/12) Def inição das Métricas; (31/12) Def inição das notas dos indicadores; (31/12) Def inição das notas de avaliação práticas; (31/12) Confecção do Manual. (31/12)

Responsável: Conhecimento e Informação

Meta

Resultado

2012 43,56%

2012 40,43%


õ Meta

Meta

Resultado

Resultado

INDICADOR 2012-1 2012-2 2012-1 2012-2 3.1. Evolução no SMD Prática 64,22% 73,18% 56,41% Federações Resultado 46,13% 59,81% 46,4%  Análise: O principal projeto que visa evolução na Gestão das Federações é o Intranet Federações, projeto que é, em suma, adaptações das iniciativas trazidas pelo Programa de Excelência. O projeto ainda carece de efetividade, trazendo consigo complicações no seu fechamento e consequente demora em sua aplicação. O modelo padrão ainda não foi def inido.

 Resultado: O principal resultado foi a realização do Workshop realizado em outubro; O SMD Fed também não foi realizado e não possui previsão para ser realizado.


õ

Meta

Meta

Resultado

Resultado

INDICADOR 2012-1 2012-2 2012-1 2012-2 3.1. Evolução no SMD Prática 64,22% 73,18% 56,41% Federações Resultado 46,13% 59,81% 46,4%  Ações: - SMD Fed: Apresentar novo cronograma de aplicação. - Intranet Federações: Apresentação do replanejamento do projeto. Fechamento do modelo padrão da Intranet Federações. Obs: Esse objetivo também carece de informações relativas ao SMD Fed. Logos seus indicadores serão atualizados e apresentados posteriormente.

Responsável: Coordenadoria de GFN.


Representação Fortalecer a marca Empresa Júnior

Aumentar visibilidade na sociedade

Aumentar negócios gerados


INDICADOR 2.1. Número de projetos externos realizados pelas EJs  Análise: 

Meta

Resultado

2012 2241

2012 570

Não houve articulação e não há nenhum tipo de governança que cobre este tipo de meta das federações.

 Obs: Esse objetivo tem seu indicador coletado pelo SMD FED. Assim que obtivermos os resultados, o relatório será atualizado e apresentado.

 Ações: -

Articulação para implantação do modelo de Governança, a qual está sendo realizada pelo Presidente do Conselho junto com uma comissão, no intuito de gerenciar a estratégia da rede e principalmente os resultados . .

Responsável: Coordenadoria de Negócios.


INDICADOR 1.1. Exposição na mídia

Meta

Meta

2012-1 2619

2012-2 4299

Resultado Resultado

2012-1 1135

2012-2

 Análise: -

Esse objetivo será melhor analisado com os dados provenientes do SMD Fed. Assim que os resultados estiverem disponíveis, o relatório será atualizado e apresentados.

 Realizado: - A equipe de comunicação tem atuado intensamente com a rede sensibilizando articuladores e realizando treinamentos que buscam melhorar nossa comunicação com a sociedade. Grande exemplo disso foram os workshops sobre eventos e a disponibilização das fontes de releases.

 Plano Corretivo: -

Continuação do mapeamento de eventos; Finalização das atividades para transição.

Responsável: Diretoria de Comunicação.


Excelência em gestão interna

Parcerias estratégicas

Sustentabilidade jurídico financeira


Meta

INDICADOR 14.1. Receita efetivada.

2012 R$110000,00

Resultado

2012 R$86149,01

 Análise: -

A meta de Receita Efetivida não será alcançada em 2012.

 Resultados: -

Temos como maiores patrocinadores em termos de receita efetivada Itau e a Ambev, com RS 30 mil e R$ 20 mil, respectivamente. De fato a BJ tem contratos que expressam valores maiores que o resultado, mas efetivamente em 2012 entrarão R$ 86149,01. O restante é previsto ser efetivado em 2013.

-

A equipe administrativa está adiantando o processo orçamentário da BJ. A atividade se encontra em processo de finalização, restando apenas coletar com os diretores eleitos seus planos de investimento.

-

A Administrativa também modificou seu processo de acompanhamento, melhorando o mapeamento das saídas.

 Ações: 

Finalização do Plano Orçamentário para 2013;

Finalização do Manual de e-commerce

Responsável: Coordenadoria Administrativa.


INDICADOR 13.1. Número de parceiros Relações Intitucionais:

Meta

Resultado

2012 15

2012 21 Negócios:

Parcerias fechadas: Freitas e Rebeque; Artemisia; Aiesec; Fundação Estudar; ENDEAVOR; CONAJE; Mba empresarial; Apex; JADE; Abipe; Aliança Empreendedora.

Parcerias fechadas:

Em processo de renovação Fnq; Prospects: Anjos do Brasil; SEBRAE.

Em processo de renovação Odebrech;

Itau; Ambev; Bain; Boc; Elo group; Falconi; Goodyear; Cia de Talentos; RL&Associados; Itau projetos.

Prospects: Volvo; ArcelorMittal; Petrobrás; Bosh; Kraft Foods; Andrade Gutierres; GE; Ultra; Dell; Medley; Geekey; Tigre; P&G.


INDICADOR 13.1. Número de parceiros

Meta

Resultado

2012 15

2012 21

 Análise: -

A grande atividade hoje é o Modelo de Mantenedores. O Modelo já foi fechado assim como os valores das cotas de casa mantenedor. As 5 empresas que serão apresentadas propostas são PETROBRAS, SEBRAE, Falconi Consultoria, Ambev e Itaú, essas duas últimas pediram para que se entre em contato em janeiro e o Falconi terá uma reunião com nossa Presidente no dia 17/12.

 Resultados: -

Foram assinados os contratos com RL&Associados, ELO Group, Falconi Consultoria, Cia de Talentos, Itaú, Aliança Empreendedora, Ideia Sustentável. Foi renovada a ABIPE e Itaú Projetos.

 Ações: -

Renovações 2012/2013: Como dito anteriormente Negócios está tentando implantar o Modelo de Mantenedores.

Responsáveis: Coordenadoria de Negócios.


INDICADOR 12.1 Índice de desempenho de KPIs e OPIs

Meta

2012 52%

Resultado

2012 51,32%

 Análise: -

As atividades de gestão estiveram focadas em duas vertentes muito claras, sendo elas a articulação para que o PE fosse realizado e a disseminação do sistema integrado. Podemos considerar que a primeira demonstrou grande evolução visto que conseguiu-se adiantar em muito as discussões, o desafio agora se coloca no desenvolvimento do PE da BJ, algo inédito até o momento. Já o SI reforçou os temores iniciais não obtendo grande participação por parte da equipe atual.

-

A grande questão que se coloca é os novos diretores desde agora se familiarizem e utilizarem de forma central o sistema para o desenvolvimento de suas atividades, sendo estes os maiores defensores da nova dinâmica de trabalho via SI. Quanto ao PE o ponto central é a nossa forma de comunicação, que se mostrou um grande entrave, mesmo com todo atraso provocado pelas questões organizacionais da VP. Um canal mais dinâmico entre conselho e corpo executivo poderia ter alavancado em muito os resultados do projeto.

-

Obs: O resultado do KPI ainda é referente ao último trimestre. Este será atualizado assim que o relatório for atualizado com as informações do SMD Federações.


INDICADOR 12.1 Índice de desempenho de KPIs e OPIs

Meta

2012 52%

Resultado

2012 51,32%

 Resultados: -

Transição do Dropbox para o Sistema

-

Evolução na confecção do PE.

-

Reuniões de Discussão acerca dos pilares da estratégia, a atuação e a maturidade da BJ

 Ações: -

Confecção do Relatório de Cogestão

-

Confecção do Relatório Final de Gestão

-

Apresentação da Nova Política de Projetos aos novos diretores

-

Aplicação da Nova Avaliação de Desempenho

Responsável: Coordenadoria de Gestão e Coordenadoria de TI.


Brasil Júnior Mês a Mês Acumulado Realizado

Meta

120,0% 100,0% 74,2%

80,0%

79,4%

84,4%

88,0%

93,2%

96,4%

100,0%

67,0% 52,8%

60,0% 43,0% 40,0%

64,2%

20,6% 20,0%

40,4%

6,0% 3,6%

18,0%

Jan

Fev

76,2%

80,0%

82,2%

85,4%

86,2%

71,4%

Jun

Jul

Ago

Set

Out

Nov

50,2%

0,0%

 Análise:

Mar

Abr

Mai

Dez


Novembro Realizado

Meta

120% 98%

100%

99%

100%

96%

96,4% 89%

80% 60% 96%

100%

40%

96% 70%

86,2% 69%

20% 0% ADM-FIN

COM

DES

PSD

VP

BJ

 Análise: As duas Diretorias ainda tem projetos pendentes. Da VicePresidência há ainda a Revisão do PE. Da Diretoria de Desenvolvimento, apenas um dos oito projetos, segundo o PAPA, está finalizado.


Desempenho no ano Desempenho mensal

85%

85%

85%

90%

90%

84%

79% 68%

67%

Meta

90%

95%

95%

95%

100%

76%

76%

81%

79%

78%

JUN

JUL

AGO

SET

OUT

100%

100%

71%

50%

JAN

FEV

 Análise: *

MAR

ABR

MAI

NOV

DEZ


Desempenho 4º Trimestre OUT

71,9% 62,5%

80,8% 77,8%

NOV

89,6%

DEZ

Meta

81,7% 76,5%

79,0% 68,6%

49,5% 0,0% PRESIDÊNCIA

0,0% VICE-PRESIDÊNCIA

0,0%0,0%0,0%

0,0% ADMINISTRATIVO FINANCEIRO

COMUNICAÇÃO

DESENVOLVIMENTO

0,0% Média

 Análise: Percebeu-se uma queda de rendimento também nas diretorias que estavam com desempenho satisfatório ao longo do ano. Para o próximo ano se faz urgente o estudo e levantamento de indicadores gerenciais mais periódicos para a diretoria de Desenvolvimento, de forma que facilite o acompanhamento de seus resultados.


Revisão do PE, que agora consta com def inições e apresenta evoluções consistente para sua realização. Dos objetivos estratégicos em situação mais crítica, o 11. Fortalecimento político com certeza é o que demanda maiores debates para 2013. A manutenção e o fechamento de parcerias estratégicas com grandes empresas é um grande ponto positivo. O projeto Mantenedores pode potencializar nossas ações, assim como referenciar ainda mais nosso movimento. Selo Federações finalizado, manutenção de 14 Federações. Evolução desempenho de novas Federações no modelo de maturidade. Desconfederação da RN Júnior. A perspectiva de muitos desafios e que a Brasil Júnior deve buscar cada vez mais um evolução em gestão que a torne capaz de priorizar e realizar o projetos e processos com maior potencial de valor para a rede.


relatório de gestão out e nov  

relatório de gestão out e nov

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you