Page 1

Henrique, apontando os problemas que afetam o turismo em Salvador e cobrando soluções no âmbito da prefeitura. "O turismo está bem, o que está ruim é a cidade", resumiu o presidente da regional baiana da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABlli-BA), José Manoel Garrido. Ele se queixa do crescimento da violência, da sujeira nas praias, do assédio aos turistas nos pontos de visitação e da perda de equipamentos como o Aeroclube e as barracas de praia. Presente ao lançamento da Feira de Turismo, o presidente da Salvador Turismo (a Saltur, empresa de turismo da prefeitura da capital), Cláudio Tinoco, não vacilou: "As reivindicações são legítimas", disse ele ao Bahia Toda Hora. Tinoco reconhece que até mesmo os chamados "Sete Pontos Mágicos", locais de forte apelo turístico, estão carecendo de intervenções, sobretudo na área da segurança e da limpeza. "A Lagoa do Abaeté deixou de ser uma atração vendida pelo pessoal que trabalha com receptivo de turismo. É um dos Pontos Mágicos, mas ninguém vende mais, pois não tem segurança, nem limpeza", explicou Sílvio Pessoa, presidente do Conselho Baiano de Turismo. Feira de Turismo - Marcada para os dias 10 e 11 de maio, no Centro de Convenções da Bahia, em Salvador, a Feira de Turismo da Abav espera reunir, na edição deste ano, cerca de220 expositores - o dobro do número registrado no ano passado - e pelo menos 5 mil visitantes. A ideia é reunir representantes de todos os segmentos da indústria do turismo, com o objetivo de promover o intercâmbio e a troca de informações, gerando negócios. Estima-se que a feira deverá registrar um volume de negócios da ordem de R$ 30 milhões este ano. A edição deste ano terá duas novidades: a instalação de um hotel conceito dentro da feira e a criação de um circuito gastronômico com o melhor da culinária regional de cada cidade turística da Bahia. TAGS: Abav ABIH Feira de Turismo Lagoa de Abaeté Pedro Galvào pontos turísticos Turismo

Cont. Abav lança Feira de Turismo  

Cont. notícia Bahia Toda Hora