Page 1

FEAPAES - PR Federação das Apaes do Estado

APAE-Paraná

Informativo da Federação das APAEs do Estado do Paraná www.apaepr.org.br Dezembro/2011

Número 6

Retrospectiva da Federação das APAEs do Estado do Paraná

2007

2011

2008

2010

2009

Escolas de Educação Especial, a Luta, o Direito, a Conquista - pág. 24


carta

Palavra do presidente

Até breve amigos, nossa luta continua...

O

final deste ano marca mais uma importante missão cumprida em minha vida. Levando esta experiência

ímpar de estar a frente da Federação das APAEs do Estado do Paraná durante estes cinco anos, encerro

um mandato de bastante trabalho, de desafios e conquistas. Entretanto, continuarei lutando pela nossa

causa, futuramente, como vice-presidente da Federação Nacional das APAEs. Amigos, não é uma despedida, mas apenas o final de uma etapa em que caminhamos e trabalhamos juntos em prol da garantia dos direitos, da inclusão e da cidadania das pessoas com deficiência intelectual e múltipla. Só tenho então a agradecer pelo apoio, incentivo e pela força que esta união proporcionou durante este percurso. Agradeço também, e muito, sobretudo àquelas pessoas tão especiais, nossos alunos, por existirem e tornarem o mundo mais doce e colorido. Com eles e por eles aprendi a olhar o outro, estar aberto às suas necessidades, contemplar sua verdadeira essência e entender o sentido da doação e da generosidade. 2

São valores que não se compram, somente podem ser vividos e divididos com aqueles que estão ao nosso lado. De coração e de alma. Inteiros, como nossas crianças, nossos jovens e nossos adultos especiais. Assim, nossa bagagem fica mais leve, nosso caminho mais iluminado, nossas vidas produtivas e úteis. Cada vez mais unidos pela causa que abraçamos nos superamos, nos tornamos grandes e fortes para lutar e lutar. Mas humildes o suficiente para entendermos que temos um grande aliado, todos os dias, em todos os momentos e em todas as horas. Para sentirmos, e bem de perto, a presença de Deus!

José Turozi Presidente da Federação das APAEs do Estado do Paraná

expediente

FEAPAES - PR Federação das Apaes do Estado

Federação das APAEs do Estado do Paraná Av. Silva Jardim, 4326 CEP 80240-021 - Curitiba - PR Telefone: (41) 3343-2640 E-mail: portal@apaepr.org.br www.apaepr.org.br

Presidente: José Turozi Jornalista responsável e redação: Sônia Maria Loyola - DRT 1190 Diagramação: Bárbara Omar Revisão: Cristiane Andersen e Flávio Castro Gráfca: Optagraf Tiragem: 1.500 exemplares


retrospectiva

Percurso da Federação das APAEs do Estado do Paraná

(FEAPAEs/PR) período de 2007 a

D

esde que assumiu a presidência da Federação das APAEs do Estado do Paraná (FEAPAEs/PR), em 2007, José Turozi e sua equipe não pouparam esforços para superarem dificuldades e buscarem a excelência na sua administração. Durante estes anos, a entidade se superou na

2011

realização de seus objetivos, garantindo a qualidade no atendimento oferecido pelas APAEs do Estado e se manteve totalmente fiel à causa das pessoas com deficiência intelectual e múltipla. A eficiência desta gestão pode ser conferida através das atividades desempenhadas pela Federação ano a ano.

Ano de 2007... Entre as principais ações administrativas do presidente da FEAPAEs/PR, em 2007, destacam-se a elaboração de Plano de Trabalho da Federação; Permanência e contato com o Banco do Brasil para acerto do gerenciador financeiro; a fundação da APAE de Campina do Simão, pertencente ao Conselho Regional de Guarapuava; participação em reunião referente à realização do “VII Festival Estadual Nossa Arte” em Apucarana; entrega de documento na Receita Federal solicitando mercadorias para o bazar da entidade; visita ao Tribunal de Contas do Estado do Paraná para contatos com o presidente e técnicos sobre a Prestação de Contas das APAEs. Na continuidade, o presidente participou da inauguração das instalações da escola especial mantida pela APAE de Nova Laranjeiras; formalizou contrato para disponibilização de um advogado para a Federação das APAEs; participação do lançamento do CD da “Banda Affinitas”, de Ponta Grossa; garantiu a participação da FEAPAEs no treinamento para entidades referente às Prestações de Contas. Trabalho Ainda esteve no “Festival Regional Nossa Arte”, na cidade de Barbosa Ferraz; na reunião na Secretaria de Estado da Saúde, com Sra. Ilza e Dr. Evandro para a padronização dos procedimentos relativos ao SUS; Contato com a Receita Federal de Curitiba com relação ao Projeto Festival Nossa Arte; garantiu a participação das APAEs do Paraná no curso referente à Educação Inclusiva realizado em Brasília; participação na abertura, encerramento e premiação dos classificados do “VII Festival Estadual Nossa Arte”; ministrou palestra no Congresso de Turismo Religioso em Campo Mourão, sobre a participação da Pessoa com Deficiência no turismo.

Administração No plano administrativo promoveu a Assembléia Geral Extraordinária em Campo Mourão, realizada para aprovação do Estatuto da Federação das APAEs do Estado do Paraná, e Assembléia Geral Ordinária para prorrogação do Mandato da Diretoria Executiva, Conselho de Administração e Conselho Fiscal da Federação das APAEs do Paraná; solicitou a divulgação do Manifesto das APAEs do Paraná; organizou uma equipe para análise do Regimento Interno da FEAPAEs e APAEs do Paraná; participação no debate sobre Educação Especial na Reitoria da Universidade Federal do Paraná/UFPR; viajou à Brasília, para participar da reunião da Federação Nacional das APAEs para entrega do abaixo assinado das entidades do Paraná com 403.677 assinaturas e outras ações.

Básica na modalidade de Educação Especial. A intenção era propor a regularização definitiva das instituições mantidas pelas APAEs e Co-irmãs filiadas no Estado do Paraná. Solidário às manifestações contra a medida imposta pelo MEC o presidente da Federação das APAEs do Estado do Paraná José Turozi declarou na época: ”entendemos que não se pode promover uma inclusão escolar plena a qualquer preço, e por decreto, inclusive à custa da extinção das escolas especiais no País. Como se isso fosse a garantia de que as pessoas com deficiência teriam ali a verdadeira educação inclusiva”.

Luta Uma nova política do MEC, estabeleceu, em 2007, a extinção das escolas especiais e a inclusão obrigatória dos alunos com deficiência intelectual e múltipla nas escolas regulares. Na época, a notícia teve um grande impacto no meio apaeano gerando várias manifestações contra a medida, com o total apoio das famílias que tinham seus filhos matriculados nas escolas especiais no Estado. Uma das estratégias propostas pela Federação das APAEs do Paraná para combater os efeitos da medida foi, posteriormente, elaborar um estudo com uma equipe técnica em parceria com a Secretaria de Educação do Paraná. Através deste, a entidade solicitou ao secretário da Educação a alteração da denominação das escolas de Educação Especial que passariam a atuar como escolas de Educação

Cartaz do Festival de Arte de Apucarana

3


retrospectiva

Muito trabalho da administração da

FEAPAEs/PR em 2008 Audiências

T

endo à frente o presidente José Turozi, o esforço e o empenho de todos da equipe da administração da Federação garantiram mais um ano de conquistas. Trabalho árduo, sem dúvida, vivenciado nas inúmeras atividades do ano. Foram muitas idas e vindas à Curitiba, além de viagens pelo Estado visitando vários municípios como São Mateus do Sul, São João do Triunfo, Congoinhas, Ubiratã, Londrina, Brasília, Cianorte, Jaguariaíva, Arapoti, Jardim Alegre, Arapongas, Jataizinho, Maringá, Francisco Beltrão, Apucarana, Guarapuava, Vitória, no Espírito Santo, Rio Negro, Mafra, Cruzeiro do Oeste, Irati e Araruna, para eventos diversos. As reuniões foram inúmeras, todas de grande importância como o encontro com o presidente da APAE de

Guaratuba; com a vice-reitora da UFPR, professora Márcia Mendonça e mais 8 professores para tratar do congresso das APAEs, em Arapongas (outubro 2008); reunião e treinamento (Sede da Fedapaes) dos Coordenadores Regionais de Informática, do projeto APAE em Rede, visando a implantação dos sites nas APAEs do Paraná; com a diretoria executiva da Apae de Maringá para tratar do projeto de Captação de Recursos para a Apae; com a Procuradoria Jurídica para analisar a situação das Apaes que não possuem certidões do INSS-FGTS; na SEED-DEEIN, com a equipe da Federação das APAEs para analisar a resolução para a elaboração dos novos convênios com as Apaes do Paraná, além das reuniões do Conselho Consultivo da FEAPAEs/PR e outras.

Também muitas audiências em 2008 contaram com a presença do presidente José Turozi: audiência na SEEDDEEIN para tratar da nova resolução dos Convênios com as APAEs do Paraná; com o governador em exercício Orlando Pessuti, diretoria da FEAPAEs e convidados a fim de tratar da assinatura da prorrogação dos convênios com as Apaes do Paraná; com o secretário de Estado da Educação Maurício Requião sobre o congresso das Apaes, termos aditivos e termos de convênios com as Apaes, reconhecimento das escolas especiais, certificação e terminalidade dos alunos, além do Projeto de Lei criando o Fundo Social; com a doutora Angelina Matiskei, chefe do DEEIN-SEED e outras.

Eventos

4

Entre os eventos programados para 2008, Turozi esteve presente na inauguração da escola de Educação Especial mantida pela APAE de Congoinhas; na comemoração dos 30 anos da APAE de Ubiratã; no Encontro dos Terapeutas Ocupacionais em Londrina; na abertura do Curso do Tribunal de Contas do Estado do Paraná; participou como palestrante no Seminário da APP- Sindicato de Londrina, sobre os temas “Inclusão com Dignidade” e a “Atuação da Federação das Apaes do Paraná Rumo à Inclusão”.

sobre Inclusão Educacional no Conselho Regional de Psicologia do Paraná (CRP); do “II Seminário Regional sobre Educação Especial”, promovido pelo Conselho Regional de Arapoti; do trabalho voluntário na Festa da Apae de Campo Mourão; Participação na Escola de Governo do Paraná, juntamente com as APAEs do Estado na assinatura dos Convênios com a SEED; acompanhou o Campeonato de Tênis de Mesa Especial, na Sede do ILECE, em Londrina; participou ainda da inauguração do Centro Auditivo e de Diagnóstico, instalado na APAE de Apucarana; do “43º Encontro das Apaes do Paraná”, “1º Congresso Multidisciplinar” e “II Fórum dos Auto-Defensores” e da “Olimpíada das Apaes”, do Conselho Regional de Cascavel e demais eventos.

Síndrome de Down), promovido pela Federação das APAEs do Paraná, através da Coordenação de Saúde e Prevenção, com a participação das APAEs de Rio Negro e Mafra, Santa Catarina, e a presença de 680 professores e profissionais de saúde.

Outras atividades

Encontro dos Terapeutas Ocupacionais em Londrina

Na continuidade, participou também das festividades de comemoração dos 34 anos de fundação da Apae de Campo Mourão; do Campeonato Especial de Futsal das Apaes do Paraná; do debate

Integrando as atividades de 2008, o c o r r e r a m o Tr e i n a m e n t o d o s Coordenadores Regionais de Informática, do projeto APAE em Rede, visando a implantação dos sites nas APAEs do Paraná; o curso de Capacitação de Coordenadores da Área Profissionalizante, em parceria com o DEEIN e SENAI-FIEP; O “IV Encontro Conhecer para Ajudar”-

Folder do Congresso das APAEs em Arapongas


retrospectiva

Renovação de Convênios com APAEs O acordo entre o Governo do Estado e as APAEs assinalou o repasse de R$ 5,6 milhões mensais para o segmento por meio da Secretaria de Estado da Educação.

U

ma parceria entre o governo do Estado do Paraná e as APAEs possibilitou a renovação de acordos e novos convênios de cooperação técnica e financeira com as 304 Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais e as 86 entidades similares de 312 municípios paranaenses. O acordo, assinado no início de agosto, confirmou o repasse de R$ 5,6 milhões mensais para o segmento por meio da Secretaria de Estado da Educação. A iniciativa, que favoreceu aproximadamente 44 mil alunos com deficiência, foi uma construção coletiva do governo estadual, da Federação das APAEs do Estado do Paraná e da FIBIEX -

Federação Brasileira das Instituições de Excepcionais."Acredito que nos últimos anos recebemos muitas melhorias graça ao empenho do ex-secretário da Secretaria da Educação do Estado. O órgão, viabilizou na época, a realização do primeiro concurso público para professores da Educação Especial", lembrou Turozi.

Governador Roberto Requião e Presidente José Turozi

5

Encontro Estadual das APAEs do Paraná “Este foi mais um evento de grande porte que realizamos”, explicou o presidente da Federação das APAEs do Estado do Paraná, José Turozi, referindo-se ao 43º Encontro Estadual das APAEs. “Além dos compromissos gerados com a produção do encontro, houve também o comprometimento com quatro grandes universidades, a Federal do Paraná, as estaduais de Maringá e Londrina e a Universidade Norte do Paraná”. Cerca de mil e quatrocentas pessoas estiveram presentes desde a abertura oficial até o final do evento em Arapongas, no período de 9 a 12 de outubro.

Encontro em Curitiba reuniu grupos de profissionais especializados

Dra. Angelina Matiskei

Com o objetivo de discutir assuntos relativos ao Regimento Escolar estiveram em Curitiba, em novembro, representantes dos 28 Conselhos Regionais da FEDAPAEs, dos Núcleos Regionais de Educação e Técnicos da área Pedagógica da SEED/DEEIN. A promoção foi da Secretaria de Estado da Educação, em parceria com o Departamento de Educação Especial e Inclusão Educacional - DEEIN. Participaram do encontro o presidente da FEAPAEs/PR José Turozi, o vicepresidente da Federação Nacional das APAEs e presidente da APAE de Curitiba José Diniewicz e a chefe do DEEIN Angelina Matiskei.

“Além dos compromissos gerados com a produção do encontro, houve também o comprometimento com quatro grandes universidades, a Federal do Paraná, as estaduais de Maringá e Londrina e a Universidade Norte do Paraná”


retrospectiva

Eventos importantes marcaram o calendário de 2009

“Olimpíada Estadual das APAEs e Instituições Especializadas” - Campo Mourão

A

6

administração da FEAPAEs/PR teve muito trabalho desde o início do ano de 2009. O extenso calendário iniciou no mês de abril com a realização da décima oitava edição da “Olimpíada Estadual das APAEs e Instituições Especializadas”, em Campo Mourão, no período de 18 a 21 de abril. Na oportunidade, mais de mil atletas se superaram nas disputas das quadras, piscina e nos campos de futebol, tudo embalado com muita animação e alegria. A competição foi realizada pela Federação da APAEs do Paraná, em parceria com o Governo do Estado, com a Secretaria de Estado da Educação/Paraná Esporte, e com a Fundação de Esportes do município de Campo Mourão.O evento contou com a participação de 22 municípios paranaenses, que disputaram as modalidades de Atletismo, Basquetebol, Futsal, Futebol, Capoeira, Ginástica Artística e Rítmica, Handebol, Natação, Tênis de Mesa e Xadrez. Os melhores colocados representaram o Paraná na “Olimpíada Nacional das APAEs”, em Campo Grande, em Belo Horizonte/MG, no mês de novembro. Esporte Ainda no segmento do esporte, os atletas do Paraná tiveram bom desempenho na Olimpíada Nacional das APAEs. O presidente da Federação das APAEs do Estado do Paraná José Turozi, esteve em Belo Horizonte entre os dias 9 e 13 de dezembro por ocasião da “XIX Olimpíada Nacional das APAEs”. Na oportunidade, Turozi e os alunos do Paraná foram recebidos no Palácio do Governo de Minas Gerais pelo governador Aécio Neves e pelo “Rei” Pelé. “O evento teve o objetivo de viabilizar, mais uma vez, a inclusão social das pessoas com deficiência através do esporte. Os representantes do Paraná, cerca de 90 desportistas, tiveram bons índices em Belo Horizonte”, refletiu o

presidente. R e a l i z a d o p e l a A PA E d e Francisco Beltrão, no município, em outubro, o Campeonato Brasileiro de Tênis de Mesa foi um sucesso. Através do esporte foi possível aos convidados e participantes testemunharem que as APAEs de todo o país cumpriram com o seu compromisso de fazer a inclusão com respeito e dignidade.

APAE de Umuarama. Desde pequeno, Vilson descobriu o desenho, dom que aprendeu a desenvolver e aperfeiçoar com o tempo utilizando o grafite como ferramenta. Avançando nesse exercício, atualmente o jovem é também um retratista. Fato que foi comprovado por todos os participantes durante a Reunião dos Conselhos em Umuarama, no mês de novembro. Lá, Vilson fez uma surpresa expressiva. Observando algumas fotos que recebeu previamente da Federação, retratou com precisão o presidente José Turozi, o senador Flávio Arns, os ex-presidentes José Diniewicz e Emílio Mudrey, além do doutor Justino Alves Pereira, presenteando os que estavam participando na oportunidade. Outro aluno da entidade, Rodrigo Pires de Oliveira, 20 anos, é mais um desenhista dedicado que exerce seu direito de inclusão através da Arte.

Campeonato Brasileiro de Tênis de Mesa - Francisco Beltrão

Eventos No início do ano ocorreu o “III Encontro Regional de Educação Especial”; No mês de junho e em setembro, o tema da inclusão esteve presente. Sobre esse assunto. o presidente José Turozi ministrou palestra no II Seminário promovido pela APP Sindicato- Inclusão com Dignidade, sobre o papel da Federação das APAEs do Paraná, no processo de inclusão Educacional, profissional e social, em Londrina. Já em São José dos Pinhais, proferiu palestra sobre o papel da Federação das APAEs no Seminário de Educação Inclusiva. Arte Alunos da APAE de Umuarama desenvolveram talentos. É o exemplo de Vilson da Silva dos Santos, de 18 anos, da

Vilson Santos presenteando o presidente José Turozi

Mobilização No mês de agosto, o Movimento Apaeano adotou efetivamente uma posição contrária ao Parecer CNE 13/2009, considerando que os reflexos da medida teriam profunda repercussão para as entidades filantrópicas que atendiam as pessoas com deficiência. Ainda em


retrospectiva outubro, a Federação das APAEs do Paraná reafirmou seu posicionamento à respeito do Parecer CNE 13/2009. Na oportunidade, a entidade esclareceu que o conteúdo do documento não provocava nenhum prejuízo às escolas especiais, explicando que os recursos destinados ás instituições pelo Fundeb estavam garantidos pelo Decreto 6278/2007, em vigor na época. A Federação ressaltou que a qualidade dos serviços prestados pelas APAEs eram independentes de normas, pareceres e leis que reprimiam o verdadeiro caráter de um movimento que "lutou, luta e lutará sempre pela garantia dos direitos das pessoas com deficiência e seus famliares". Solicitação à SEED Também em outubro, representantes da Federação das APAEs do Paraná solicitaram a alteração na Resolução de autorização para o funcionamento das escolas de Educação Especial mantidas pelas APAEs do Paraná. O documento foi entregue à secretária da Educação do Estado Yvelise Arco-Verde. Conforme a solicitação, as escolas especiais passariam a configurar como Escolas de Educação Básica na modalidade de Educação Especial nas etapas de Educação Infantil, Ensino Fundamental- séries iniciais, Educação de Jovens e Adultos (EJA) e Educação Profissionalizante.

Espanha Ainda tendo como foco principal a inclusão, o presidente José Turozi representou a Federação das APAEs do Paraná em Salamanca, na Espanha, ocasião em que participou da “Conferência Mundial de Inclusion”, no período de 21 a 23 de outubro. No final de outubro, também marcou presença no Encontro de Fortalecimento e Gestão, em Pato Branco, destinado aos presidentes vice-presidentes e diretores financeiros das APAEs dos conselhos regionais de Pato Branco, Dois Vizinhos, Santo Antônio do Sudoeste e Francisco Beltrão. Na agenda de novembro, outro Encontro de Fortalecimento e Gestão de APAEs, em Toledo, destinado aos gestores das APAEs dos Conselhos Regionais de Ubiratã, Foz do Iguaçu, Toledo e Cascavel.

Ao longo do ano, o presidente acompanhou ainda outros encontros: em Laranjeiras do Sul, onde estiveram representantes dos conselhos regionais Guarapuava, Laranjeiras do Sul, Irati e União da Vitória. Em Cianorte, com a participação dos conselhos de Campo Mourão, Cianorte e Umuarama, com aproximadamente 140 participantes. Paranavaí, com a presença dos conselhos de Loanda, Paranavaí e Maringá, totalizando cerca de 172 pessoas. Londrina, onde estiveram presentes os conselheiros de Apucarana, Cornélio Procópio, Londrina e Ivaiporã. Já em Jaguariaíva, o encontro contou com os representantes de Jacarezinho, Tomazina, Arapoti e Ponta Grossa. Em Curitiba, participaram os conselhos de Curitiba e Paranaguá. Em dezembro, o roteiro iniciou em Belo Horizonte, com a participação do presidente na abertura da “Olimpíada Nacional das APAEs do Brasil”.

Conferência em Salamanca

7

COMPROMISSOS

AÇÃO SOLIDÁRIA

Dentre os compromissos do ano, destacam-se o comparecimento do presidente José Turozi a audiência, em setembro, com o presidente do TCE/PR- Hermas Brandão, para solicitar a continuidade dos cursos de prestação de contas para todas as APAEs do Paraná. Em outubro, participação na audiência com a secretária de Educação do Paraná Yvelise Arcoverde na SEED-DEEIN, visando o reconhecimento das Escolas das APAEs e também a renovação do convênio de Amparo Técnico e Financeiro para os próximos anos. Já em dezembro, participou novamente de audiência com a secretária de Educação para solicitar informações acerca do andamento do processo de reconhecimento das escolas especiais das APAEs do Paraná, entre outros compromissos.

O cantor Daniel foi o “atleta do dia” na partida beneficente realizada na APAE de São José dos Pinhais no final do mês de julho. O mais importante foi o caráter solidário do evento em prol da entidade que abriga mais de 340 alunos. “O importante não é ganhar ou perder, mas sim saber que o objetivo principal de tudo isto é ajudar o próximo”, disse Daniel. Ao vestir a camisa da solidariedade, o cantor beneficiou a entidade com cerca de R$ 54 mil de arrecadação bruta.

Representantes de Federação em audiência na SEED

Apoio O presidente da Federação das APAEs do Paraná José Turozi entregou solicitação ao ministro do Planejamento Paulo Bernardo, em Campo Mourão, no mês de outubro. O documento registrava um pedido de apoio para a revogação da Portaria 2867/2008. A urgência da intervenção foi porque a medida cortou 15 por cento dos recursos do SUS para as APAEs do Paraná desde o mês de janeiro de 2009. Em função desse corte, muitas entidades tiveram que demitir profissionais da área da Saúde ou reduzir a carga horária dos técnicos que auxiliam para a qualidade de vida dos alunos especiais.

José Turozi e o ministro Paulo Bernardo

Cantor Daniel na APAE de São José dos Pinhais


retrospectiva

Novos

D

8

ar andamento do processo de reconhecimento das escolas de Educação Especial foi um dos principais desafios em 2010 para a Federação das APAEs do Estado do Paraná (FEAPAEs/PR). Já no início do ano o presidente José Turozi esteve em audiência na SEED-DEEIN para tratar desta questão e sobre o relacionamento dos NREs com as escolas de Educação Especial, além de dar os devidos encaminhamentos para a angariação de recursos para o “Festival Estadual Nossa Arte 2010”. Ainda na pauta das audiências, o presidente esteve também no TCE/PR para tratar de assuntos relacionados com curso de capacitação e treinamento para as APAEs e Coirmãs filiadas sobre a Prestação de Contas de recursos públicos. Na continuidade, reuniões, viagens e eventos diversos completaram as atividades do ano.

desafios em 2010 Acre, Tocantins, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e outros. Representaram o Paraná os campeões do “8º Festival Estadual Nossa Arte”, os alunos dos municípios de Cambira, na modalidade de Artes Cênicas; Siqueira Campos, na Música; Ibiporã, com a Dança e Antonina com o Folclore.

Arte e Cultura marcaram 2010 Mais de duas mil pessoas estiveram presentes na abertura da oitava edição do “Festival Estadual Nossa Arte 2010”, na noite do dia 23 ao dia 26 de junho, no Teatro Guaíra, em Curitiba. A principal intenção de uma iniciativa deste porte foi cumprida: mostrar à comunidade o talento, o empenho, o esforço e a superação da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla, despertados através dos vários segmentos da Arte. A promoção, que teve o efetivo apoio do senador Flávio Arns, foi uma parceria entre a Federação das APAEs do Estado do Paraná e a APAE de Curitiba. Posteriormente, o próximo destino da Arte foi a cidade de Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul, entre os dias 8 e 11 de novembro. Lá, cerca de 2 mil pessoas estavam presentes para participarem e assistirem ao “VIII Festival Nacional Nossa Arte”. A Federação do Paraná marcou presença somando-se aos demais estados: Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina, São Paulo, Distrito Federal, Mato Grosso do Sul,

“VIII Festival Nacional Nossa Arte”

Eventos Campeonato Mundial de Basquete Feminino O time de Basquete paranaense, na categoria feminino, que é composto pelas alunas das Escolas de Educação Especiais mantidas pelas APAEs do Conselho Regional de Londrina, participa-


retrospectiva ram do Campeonato Mundial de Basquete, realizado no mês de novembro, em Tondela, Portugal. A promoção do evento foi da ABDEM - Associação Brasileira de Desportos para Deficientes Intelectuais, apoiado pela ARDEM- Paraná e Federação das APAEs do Estado do Paraná.

Reunião do conselho e diretoria da FEAPAEs

Conquista A alteração da denominação das escolas de Educação Especial finalmente foi regulamentada no mês de fevereiro, através do 108/2010. Na sequência, a publicação no Diário Oficial da União, no mês de março, confirmou essa mudança. Assim, as escolas de Educação Especial foram consideradas normativamente como instituições de Educação Básica na modalidade de Educação Especial na área de deficiência intelectual e múltipla. As escolas passaram a ofertar também a Educação Escolar nas etapas de Educação Infantil nas séries iniciais do Ensino Fundamental e os segmentos de Educação Profissional e Educação de Jovens e Adultos - primeira fase, em conformidade com o Artigo 21 da LDB 9394/96.

Reunião do conselho e diretoria da FEAPAEs/PR - Pato Branco

No início de dezembro, a cidade de Pato Branco foi sede da quarta reunião da Diretoria Executiva e do Conselho de Administração, Fiscal e Consultivo da Federação das APAES do Estado do

Paraná. A pauta do último encontro de 2010 contemplou vários assuntos importantes como a criação de mais duas coordenadorias: da Família e outra, para a Captação de Recursos. 9

Escola de Educação Especial

Convênio em prol das APAEs e entidades filiadas O convênio técnico-financeiro entre o governo do Estado e as APAEs e entidades filiadas, foi assinado pelo governador Orlando Pessuti no final do mês de junho. O acordo previu a prorrogação, até dezembro de 2012, da medida que garante a manutenção dos serviços em favor das associações. A parceria foi formalizada durante uma reunião no Palácio das Araucárias, com a presença do presidente da Federação das Apaes do Estado do Paraná José Turozi, Diretoria Executiva e representantes dos 28 Conselhos Regionais. Assinatura de convênio entre o Governo do Estado e as APAEs


retrospectiva

Ano de muita representatividade

Representatividade está sendo a palavra de ordem neste ano de 2011. Uma grande expressão dessa afirmativa deve ser relembrada, voltando ao mês de agosto, dia 22. Nesta data, o presidente da Federação das APAEs do Estado do Paraná (FEAPAEs/PR) José Turozi abriu oficialmente a “Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla”, no Plenário da Assembléia Legislativa do Paraná.

10

N

a oportunidade, Turozi destacou a indiferença, como uma das heranças culturais responsáveis pelo processo da exclusão. “Existem pessoas que simplesmente não se importam com o outro, principalmente quando este “outro” é uma pessoa com deficiência. É justamente esse reconhecimento, a valorização e o incentivo à superação dos limites por meio da inclusão que fazem um mundo mais justo”, completou.

Assembléia Legislativa do Estado do Paraná. Durante a “Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla, artesanato, obras de Artes Visuais e os cartões dos participantes do “Concurso Estadual de Cartões de Natal/2011”, ficaram expostos ao público no Saguão da Assembléia Legislativa do Estado do Paraná.

Demandas O presidente fez ainda um apelo especial aos representantes da Assembléia no sentido de que o aluno especial necessita de mais recursos, déficit verificado nas áreas da Saúde, dos espaços físicos e da mobilidade, uma vez que 10 por cento da população atendida pelas APAEs no Estado é de cadeirantes. Sobre a fundação de mais entidades para atender o Paraná, Turozi afirmou que “são 399 municípios no Estado e 327 APAEs e 13 coirmãs. Portando, ainda há muito o que fazer”. Igualmente, lembrou o atendimento aos idosos com deficiência intelectual e múltipla, “é preciso investir na construção de abrigos para as pessoas que chegam à velhice e perdem seus familiares. “Somente conscientizando a sociedade sobre as capacidades e potencialidades das pessoas com deficiência intelectual e múltipla é que será possível acabar com a indiferença social”, finalizou o presidente em seu pronunciamento na

Estado do Paraná José Turozi. Ainda outros assuntos foram destacados pelo presidente em entrevista concedida ao Jornal Bom Dia Paraná do Grupo Paranaense de Comunicação (GRPCOM). Na oportunidade, Turozi lembrou também do “III Fórum Estadual de Autodefensoria das APAEs do Estado do Paraná”, realizado em Curitiba, no período de 15 a 17 de setembro. “A expectativa é que nos próximos anos as demandas das escolas sejam devidamente contempladas pelo Governo do Estado”, refletiu Turozi durante a entrevista. FEAPAEs/PR participou de solenidade de transmissão de cargo do governador

Pronunciamento na Assembléia Legislativa do Estado do Paraná

Presidente da FEAPAEs/PR destacou as necessidades das APAEs Algumas das principais dificuldades encontradas pelas APAEs do Paraná como as reformas e ampliações dos espaços físicos das escolas, acessibilidade e a questão do transporte escolar adaptado foram apontadas dia 13 de setembro, pelo presidente da Federação das APAEs do

Em julho, o presidente da Federação das APAEs do Estado do Paraná (FEAPAEs/PR) José Turozi participou da solenidade de transmissão do cargo de governador do Estado do Paraná. Na oportunidade, em razão de sua ausência temporária, o então governador Beto Richa transmitiu formalmente a função ao vice-governador e secretário da Educação do Estado Flávio Arns, que passou a responder como governador em exercício. Na ocasião, Turozi, apresentou ao Governador em exercício do Estado as alterações para a Resolução nº 3616/2008/SEED sugeridas pelas entidades filiadas a FEAPAEs/PR.


retrospectiva FEAPAEs/PR participou de Audiência Pública na Assembléia Legislativa

José Turozi e deputado Rosinha na Assembléia Legislativa

O presidente da FEAPAEs/PR José Turozi, a vice-presidente Neuza Soares de Sá e a assessora pedagógica Lides Maria Baldissera participaram da Audiência Pública realizada na Assembléia Legislativa do Estado no início de junho, em Curitiba. Na ocasião, o presidente José Turozi entregou um documento contendo as demandas do segmento aos deputados federais Ângelo Vanhoni, (relator do PNE), Alex Canziani (terceiro secretário da comissão), ao doutor Rosinha (suplente) e ao Vice - Governador e secretário da Educação do Estado do Paraná Flávio Arns.

Seminário de Inclusão O projeto foi idealizado pela F e d e r a ç ã o N a c i o n a l d a s A PA E s (FENAPAEs), em consonância com a Federação das APAEs do Estado do Paraná (FEAPAEs-Paraná). A iniciativa contou ainda com os apoios da Secretaria Estadual da Educação (SEED/PR), do Núcleo Regional de Educação Especial (NRES), dos secretários municipais e das APAEs locais. O objetivo do encontro foi a elaboração de um documento que apresentará as peculiaridades regionais de cada estado. Através do evento, foram levantados dados posteriormente fornecidos por todas as pessoas envolvidas no processo de inclusão.

autodefensores do Paraná, contidas na “Carta de Curitiba”. O documento, redigido pelos educandos durante o “III Fórum de Autodefensores do Estado do Paraná”, foi entregue ao vice-governador Flávio Arns, no dia 16 de setembro. Emocionado, o vice Governador leu a carta para todos os presentes na assembléia. Outras demandas contidas no documento dizem respeito à especialização dos profissionais (professores, técnicos, funcionários) que atuam nas Escolas de Educação Especial; ao pedido de auxílio para a construção de escolas especiais bem estruturadas em todos os municípios do Paraná que ainda não as possuem, bem como ampliação, reforma, adaptação de acessibilidade. Retrospectiva

Reunião em Curitiba

Reunião da Diretoria Executiva em Curitiba

FEAPAEs inaugura Central de Doações A terceira Reunião da Diretoria Executiva, Conselho de Administração, Fiscal e Consultivo da Federação das APAEs do Estado do Paraná foi realizada em outubro, no Salão de Eventos do Hotel Promenade, em Curitiba. Na oportunidade, Jose Turozi Presidente da FEAPAEs/PR reuniu representantes de vários conselhos, além dos Coordenadores (as) Estaduais de áreas. “Carta de Curitiba”

Compondo a agenda do ano, desde seu início, destacamos os principais fatos desde o início do mês de janeiro, quando o presidente José Turozi participou da cerimônia de posse do governador Beto Richa e do vice-governador e Secretario de Educação Flávio Arns. No mesmo período Turozi participou da Reunião dos Membros do Conselho de Administração e da Diretoria Executiva da Federação Nacional, na APAE de Salvador, na Bahia. Ainda em janeiro foi realizada a Assembléia Geral Extraordinária com as APAEs da Região Metropolitana de Curitiba para deliberar o desmembramento da região em dois conselhos regionais e eleição dos novos conselheiros. O presidente também esteve presente na reunião a convite dos pacientes renais do Instituto do Rim de Campo Mourão, com objetivo de auxiliar na formação de uma Associação de Pacientes Renais com a finalidade de lutar pelos seus direitos.

Março...

Instalações da Central de Doações

A Federação das APAEs do Estado do Paraná (FEAPAEs - Paraná) inaugurou a sua Central de Doações A nova unidade tem o objetivo de incentivar a campanha “APAE - Um Gesto de Amor”, através da efetivação de contatos com a comunidade para a obtenção de donativos. Além disso, a Central de Doações é um canal aberto de comunicação entre as APAEs e a sociedade, tanto para divulgar os trabalhos desenvolvidos pelas entidades como uma forma de convidar as pessoas a ajudarem na manutenção desses atendimentos. Através de um convênio com as APAEs do Estado, a central estará autorizada a efetuar ligações dentro da abrangência dos municípios cadastrados.

Entrega da “Carta de Curitiba”

Rever as questões relacionadas com o Benefício de Prestação Continuada (BPC); exigir o cumprimento da cota de empregabilidade da pessoa com deficiência, principalmente nos órgãos públicos; estabelecer parcerias com as secretarias do Trabalho, Emprego e Promoção Social são algumas das reivindicações dos

O mês de março foi marcado com a realização da Reunião do Conselho de Administração, Fiscal e Consultivo da FEAPAEs/PR no Hotel Granville com a participação do secretário de Educação Flávio Arns e equipe da SEED/PR.Já em abril, o presidente participou do encontro de 400 profissionais da Educação do Conselho Regional das APAEs de Londrina para capacitação com a equipe do Núcleo Regional de Educação (NRE), de Londrina. No mesmo mês, participou da “10ª Feira Internacional de Tecnologias em Reabilitação, Inclusão e Acessibilidade (REATECH ), em São Paulo. Na época, Turozi proferiu palestra no “1º Seminário Municipal de Inclusão Escolar de Campo Mourão”, para 120 pessoas na Casa da Música de Campo Mourão.

11


retrospectiva

Reunião em Brasília

Em setembro...

A agenda de setembro foi movimentada. Logo no início do mês, o presidente concedeu entrevista para a RPC sobre o Fórum dos Autodefenso- res das APAEs. Durante a entrevista, citou as demandas das APAEs como transporte escolar e a necessidade da construção de novas escolas de Educação Especial no Estado. Parti-cipou também do “III Fórum Estadual de Autodefensores” e acompanhou os alunos na audiência com o vice governador e secretário da Educação do Estado Flávio Arns para a entrega da “Carta de Curitiba”, elaborada pelos autodefensores. Já em outubro, Turozi participou do “Outubro Rosa”, a convite do Movimento de Conscientização da Prevenção do Câncer de Mama.

O

Presidente da Federação das APAEs do Paraná, José Turozi esteve em Brasília, onde participou da reunião da Federação Nacional das APAEs, no início de maio, juntamente com os 23 presidentes das Federações dos Estados do Brasil. Entre os assuntos discutidos destacou-se a elaboração e finalização do projeto da Politica de Atenção Integral e Integrada para as Pessoas com Deficiência Intelectual e Múltipla, que em breve estará sendo editada em livro e servirá como direção de trabalho e metas para todas as APAEs do Brasil.

Reunião em Brasília

12

Dois paranaenses, dois ideais... O nome da atual vice-presidente da Federação das APAEs do Estado do Paraná Neuza Soares de Sá foi ratificado como a nova presidente da FEAPAEs/PR para o mandato 2012-2014,durante a Assembléia Geral Ordinária realizada no “XXIV Congresso Nacional das APAEs”, em Belém, Pará, no início de novembro. Neuza - Na oportunidade, a vice-presidente transmitiu sua gratidão aos companheiros apaeanos pela confiança e pelo incentivo. Sobre sua futura gestão, espera que todos continuem unidos pelo mesmo entusiasmo, levando à frente o nobre ideal de luta na defesa dos direitos das pessoas com deficiência intelectual e múltipla. “Assim, juntos, continuaremos somando nossos esforços, dividindo nossas tarefas na intenção de minimizarmos as barreiras e multiplicarmos os resultados afim de transformarmos os desafios e os sonhos em realidade”, destacou a vice-presidente.

Neuza Soares de Sá e José Turozi

Turozi – O presidente da Federação das APAEs do Estado do Paraná José Turozi assumirá, no próximo ano, a vicepresidência da Federação Nacional das APAEs (FENAPAEs). Sobre o novo mandato, Turozi se mostra entusiasmado e ao mesmo tempo feliz pelo voto de confiança dos amigos dos Movimento Apaeano. O presidente sabe que terá muito trabalho pela frente. No entanto, está disposto a assumir esses novos desafios em prol de novas e, certamente, de muitas conquistas.


projetos

Projeto “Minha Família” propõe intervenção social na APAE de Barbosa Ferraz Relatórios Na sequência foram elaborados os relatórios sociais individuais de cada aluno e exposto aos professores e equipe técnica para subsidiar os trabalhos no ano de 2010. O projeto mostrou-se eficaz, atingindo a meta proposta e contribuindo, principalmente, na compreensão de questões sociais relacionadas aos alunos. Por solicitação da equipe e com o apoio da direção da APAE a iniciativa “Minha Família” tornou-se um programa, continua atuando e terá continuidade nos próximos anos.

O

projeto Minha Família surgiu no ano de 2009, na APAE de Barbosa Ferraz, a partir de demanda levantada pelo Serviço Social que constatou o desejo dos professores e equipe técnica da escola em conhecer a realidade social dos alunos. Frente às necessidades apresentadas a assistente social da escola, Luciana Micolajunas, criou o projeto social “Minha Família” que tem por objetivo principal subsidiar e ampliar a prática

pedagógica, propondo possíveis intervenções sociais. Para operacionalização do projeto foram realizadas visitas domiciliares na residência de todos os alunos matriculados no ano de 2009, na ocasião foram coletados dados socioeconômicos como endereço, condições de moradia e higiene, composição familiar, escolaridade dos componentes do grupo familiar, renda e dados sobre a convivência entre os familiares.

igo o Rodr O alun sua mãe e Livon n – Projeto vo i L Judite ha Família Min

Projeto cozinha funcional de Barbosa Ferraz

A

APAE de Barbosa Ferraz, após elaboração de projeto social e processo seletivo, firmou parceria este ano com o Instituto HSBC Solidariedade para a construção de uma cozinha e um salão de apoio onde serão realizados cursos, palestras e capacitações voltadas para a área de produção de alimentos. O objetivo principal da iniciativa é contribuir para a redução da vulnerabilidade social e pessoal dos alunos da APAE e seus familiares, gerando renda à essas famílias a partir da comercialização dos produtos fabricados na entidade. Os produtos são vendidos na feira local e em empresas parceiras.

A obra da construção da cozinha foi concluída em junho deste ano. Ainda uma articulação com os setores de políticas públicas fortalecem as ações mencionadas neste projeto, garantindo sua legitimidade, continuidade e autosustentabilidade.

Inauguração do espaço para construção da cozinha funcional

13


projetos

APAE de Maringá: inclusão social pelo trabalho

Antes alunos, agora profissionais

A

14

APAE de Maringá, fundada em 1963, atende em seus programas 1062 pessoas com deficiência intelectual e múltipla. A entidade mantém a Escola de Educação Especial Diogo Zuliani, sede, com alunos de 0 a 15 anos na Educação Infantil e Ensino Fundamental. Mantém também a Escola Diogo Zuliani, subsede, com alunos acima de 15 anos, visando a Educação Fundamental, Educação de Jovens e Adultos, Educação Profissional Básica e o encaminhamento para estágios supervisionados na comunidade e no mercado de trabalho. Em 10 anos de trabalho, a Educação Profissional possui atualmente um numero expressivo de ex-alunos no mercado formal e informal do trabalho. Este número é resultado de uma aposta da instituição em profissionalização. Uma preparação que começa a partir dos 14 anos, com a inserção no Projeto de Aprendizagem previsto na Lei 10.097/2000, iniciativa que a APAE de Maringá é pioneira: encaminhamento de jovens aprendizes.

Atividades As atividades laborativas propostas para a Educação Profissional Básica estão focadas em atividades como auxiliar de cozinha, jardinagem, auxiliar de porteiro, auxiliar de telefonista, tapeçaria, costura e informática básica. Após a etapa de preparação, os alunos vivenciam a prática em treinamentos externos e internos realizados pelos parceiros da instituição até o momento da inserção no mercado de trabalho. O resultado principal deste processo é a conquista da cidadania e satisfação das famílias, parceiros e da pessoa com deficiência intelectual e múltipla em ter conquistado o seu espaço na sociedade e no mundo do trabalho.

APAE de Porecatu recebe cozinha industrial

Equipamentos doados para a APAE pelo Provopar Estadual - Prefeito Walter Tenan

Fernanda Richa e Vice-Diretora (APAE) Elizabete de Oliveira Carnaval

A

secretária da Família e Desenvolvimento Social Fernanda Richa entregou no mês de julho, uma cozinha industrial para a APAE de Porecatu. Estavam presentes na entrega dos equipamentos, o prefeito Walter Tenan, a viceprefeita Sônia Maria Santana Volpato, o diretor vice-presidente do Grupo Atalla, Jorge Rudney Atalla, o diretor administrativo da Faculdades do Centro do Paraná (UCP) José Aparecido Alves, a vereadora Irene Rodrigues de Oliveira Frassato, o procurador jurídico Jonatas César Dias, a diretora da APAE de Porecatu Maria Aparecida Tavian Campos e sua equipe.


eventos

APAE de Realeza comemorou 25 anos processo de apropriação do conhecimento, respeitando os dispositivos constitucionais. A APAE tem como princípio institucional possibilitar o desenvolvimento da pessoa com deficiência visando a melhoria de sua qualidade de vida; proporcionar á essas pessoas condições para o desenvolvimento e manifestação de sua individualidade; promover e prover acessibilidades: atitudinal, arquitetônica, de comunicação, instrumental, programática e metodológica para a inclusão social da pessoa com deficiência.

Outras metas

A

escola de Educação Especial Primavera foi fundada em 24 de julho de 1986, autorizada pelo Conselho Estadual de Educação, tendo como entidade mantenedora a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Realeza. A origem do nome Primavera surgiu em consenso entre a direção e professores da época, em função de ser uma das estações do ano mais bonitas, relacionando com os alunos, que são belos e delicados como as flores. Iniciou seu atendimento com 30 crianças com deficiência mental, funcionava provisoriamente nas dependências da Casa da Criança Cristo Rei, com três salas de aula, uma sala para atendimento, dois banheiros, uma cozinha e uma área para recreação. A equipe profissional era composta de uma diretora, uma secretária, três professores e uma zeladora. Sede própria Em julho de 1993, a Escola de Educação Especial Primavera mudou-se para sua sede própria onde atua até os dias de hoje. A escola funciona em dois turnos, pela manhã e à tarde, de segunda a sexta-

feira, oferecendo atendimento na Modalidade de Educação Especial na Área de Deficiência Intelectual de Alta Especificidade Associada às Múltiplas Deficiências nas etapas de Educação Infantil, Ensino Fundamental/anos iniciais e Educação Profissional Inicial. Atende e uma faixa etária de 0 a 70 anos. São 88 alunos matriculados. Conta com uma equipe multiprofissional composta por uma psicóloga, fonoaudiológas, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, assistente social, médica pediatra e psiquiatra. Esses profissionais priorizam a habilitação e reabilitação da pessoa com deficiência intelectual e múltipla e o desenvolvimento de seu potencial neuropsicomotor e social.

Outras propostas ainda movem as APAEs como sensibilizar a sociedade para a causa da Pessoa com Deficiência, eliminando preconceitos e discriminações e assegurar a divulgação e o cumprimento dos direitos da Pessoa com Deficiência. As entidades têm como missão promover e articular ações de defesa de direitos, prevenção, orientação, prestação de serviços, apoio à família, direcionados à melhoria da qualidade de vida da pessoa com deficiência intelectual e múltipla e à construção de uma sociedade justa e solidária.

Educação Na área da Educação conta com 13 professores regentes especialistas na área da Educação Especial, dois professores de Educação Física, dois professores de Arte, uma diretora, uma pedagoga, duas secretárias, uma cozinheira, três zeladoras, um motorista e duas atendentes, todos engajados com o objetivo de efetivar o

25 anos da APAE de Realeza

15


esporte

Coordenação de Educação Física conquistou muitas vitórias em 2011

O

16

ano de 2011 foi de muitas vitórias no esporte nos âmbitos regional, estadual, nacional e internacional. Na esfera regional foram realizadas mais de 150 competições nos 30 conselhos do Paraná. Nos Jogos Colegiais do Paraná, a presença das Apaes e Coirmãs foi em grande escala, constituindo um grande aprendizado. A iniciativa, que proporcionou também a inclusão através do esporte, foi realizada no início de julho, nas cidades de Castro e Ponta Grossa. Outro grande evento deste ano foi a ”XIX – Olimpíada Estadual da APAEs” no mês de abril em Pato Branco, a abertura da olimpíada foi uma grande festa, envolvendo todos os segmentos da cidade como comércio, universidades, prefeitura e outros parceiros. Nossos atletas vão participar, em 2012, de uma olimpíada que marcará a historia do Movimento Apaeano, quando serão escolhidos os melhores atletas do Paraná, para participação na “XXI Olimpíada Nacional das APAEs”, prevista para novembro do próximo ano em Maringá. Será uma grande festa, que mostrará, mais

uma vez, a importância do esporte para o desenvolvimento dos alunos especiais. 2011 Este ano ainda, os atletas participaram da “Copa América de Tênis de Mesa”, realizada na cidade de Caracas, na Venezuela, no período de 26 de junho a 02 de julho. Os destaques foram os oito atletas brasileiros, da Apae de Francisco Beltrão e Ilece de Londrina. Com o empenho deles, o Brasil foi campeão geral, seguido da Venezuela e da Argentina Uma das grandes jogadas foi a do atleta Gabriel Veiga Domeneghetti. Na final contra a Argentina, estava perdendo no último sete de dez a cinco, pela sua superação o atleta acabou vencendo de 12 a 10, uma final de sucesso na categoria Síndrome de Down, mostrando que na vida não há limite e que temos que acreditar sempre. Importante ressaltar que a viagem dos desportistas foi viabilizada com o auxílio da Bolsa Atleta, recebida do Ministério do Esporte. No período de 24 a 26 de agosto, o Paraná participou do “Campeonato

“Copa América de Tênis de Mesa”

Brasileiro de Atletismo”, com atletas das APAEs de Rolândia, Sarandi, Londrina, Santo Antônio do Sudoeste, Cambé, Ibiporã, Prudentópolis, Ariranha, Apucarana e Ilece, de Londrina. O Paraná conquistou o primeiro lugar na categoria Masculino e terceiro no segmento Feminino. O Estado obteve também o segundo lugar no “Brasileiro de Basquetebol”, no período de 3 a7 de agosto, devido a esta vitória oportunizou que seis atletas, das APAEs de Sertanópolis, Cambé e Ilece, de Londrina, representassem o País no “Global Games”, na Itália. O Global Games que foi realizado no Período de 21/09 a 06/10/2011 na Itália, o Brasil foi representado por 83 atletas dos quais 22 do Paraná: Apae Rolândia, Sarandi, Cambé, Ibiporã, Ariranha, São Pedro do Ivaí, Marilândia do Sul, Sertanópolis, Francisco Beltrão e Ilece de Londrina. No “Global Games”, os desportistas brasileiros detiveram o terceiro lugar, no atletismo em segunda colocação e no Futebol de Salão em terceira classificação.


esporte

“Global Games” - Itália

“Global Games” - Itália 17

Dezembro Dezembro é ainda o mês do “Brasileiro de Ginástica Rítmica e Artística”, de 5 a 8, e do “Brasileiro de Futebol de Salão” de 12 a 16, ambos na cidade de São Paulo. Segundo o coordenador estadual de Educação Física da FEAPAEs/PR, 2011 foi um ano de muitas conquistas com empenho muito grande de todos os participantes. “Agradeço o presidente José Turozi e sua equipe, que sempre contribuíram com as atividades desta coordenação, levando assim o Esporte do Paraná à brilhar nas esferas estadual, nacional e internacional.


esporte

Mauá da Serra: sede do Campeonato Brasileiro “Campeonato Brasileiro de Tênis de Mesa” foi realizado na cidade de Mauá da Serra, no período de 18 a 21 de novembro de 2010. O evento teve o apoio da Prefeitura Municipal, da APAE de Mauá da Serra, do Conselho Regional de Apucarana, da Associação Regional de Desportos de Deficientes Mentais do Paraná (Ardem), da Federação das APAEs do Estado do Paraná (FEAPAEs/PR) e da Associação Brasileira de Desportos de Deficientes Mentais (Abdem). Na ocasião, participaram as equipes de Apucarana, Arapongas, Francisco Beltrão, Sarandi, Maringá, Ilece, de Londrina e Ribeirão Pires, em São Paulo. O torneio foi realizado

O

em quatro dias, os atletas e técnicos foram contemplados com uma bela abertura. Na oportunidade estiveram presentes várias autoridades e a comunidade em geral. Além da competição, que foi um sucesso, os atletas foram hospedados num hotel fazenda, local de recreação e muita brincadeira na piscina, futebol, caminhada ecológica, além de confraternização e baile. Esteve presente durante o evento a diretora da APAE de Mauá da Serra Edna Gonçalves de Almeida. Entre os classificados, ficou em primeiro lugar a APAE de Francisco Beltrão; em segunda colocação a APAE de Ribeirão Pires, São Paulo; em terceiro lugar a Associação Jr. Ferraz, de São Paulo; na quarta classificação o Ilece,

18

“Campeonato Brasileiro de Tênis de Mesa” em Mauá da Serra

de Londrina; em quinta posição a Apae de Apucarana; em sexto lugar a Apae de Arapongas; seguida da Apae de Maringá e em oitava posição a Apae de Sarandi. O sucesso do evento foi também garantido pelo empenho do prefeito municipal Hermes Wicthoff; da coordenadora de Educação Física do Conselho de Apucarana, Neusa Silva; da diretora da APAE de Mauá da Serra Edna Gonçalves de Almeida; do coordenador estadual de Tênis de Mesa Robson Luiz V.Barszcz coordenador Estadual de Tênis de Mesa e de todos que colaboraram para esta iniciativa.


esporte

de Tênis de Mesa

Alunos da APAE de Francisco Beltrão são medalhistas nos “Jogos Parapanamericanos de Guadalajara 2011”

A

APAE de Francisco Beltrão mantém o Projeto de Treinamento de Tênis de Mesa há mais de 20 anos. Hoje esta APAE , é também um Clube Escolar Paraolímpico e conta com o apoio da Associação Brasileira de Desportos para Deficientes Intelectuais (ABDEM) e do Comitê Paraolímpico Brasileiro (CPB). No período de 8 a 22 de novembro, os atletas Iliane Faust e Juliano Fiorentim Miranda representaram o Brasil nos “Jogos Parapanamericanos de Guadalajara 2011”, no México. Juliano foi medalha de Bronze e Iliane trouxe a medalha de ouro, conquistando a vaga das américas para as “Paraolimpíadas de Londres 2012”.

Campeões 19

A atleta já é campeã brasileira de Tênis de Mesa para desportistas com deficiência intelectual há vários anos e Juliano é vice-campeão brasileiro de Tênis de Mesa na mesma categoria. Ambos são beneficiados pelo programa Bolsa-Atleta do governo Federal. Juliano também faz parte do Programa TOP 2016 do Governo do Paraná, que incentiva a formação de talentos esportivos visando as Paraolimpíadas do Rio em 2016. Ainda este ano, os dois atletas desportistas estiveram em três competições no exterior: “I Campeonato Americano de Tênis de Mesa para Deficientes Intelectuais”, realizado no mês de julho em Caracas, na Venezuela; “II Global Games”, no mês de setembro, em Genova, na Itália e nos “Jogos Parapanamericanos de Guadalajara 2011”, em novembro, no México.

Iliane Faust e Juliano Fiorentim Miranda Hotel Fazenda em Mauá da Serra


projetos

Serviço de audiometria da APAE de Porecatu

A

través de convênio firmado junto ao FNDE/MEC, num esforço conjunto da diretoria da APAE e da Escola de Educação Especial Jorge Rudney Atalla Júnior, foi implantado o serviço de Audiometria na sede da APAE de Porecatu para atender o município e a Região. Na Sala de Audiometria os serviços são executados pelas fonoaudiólogas especializadas Daniella Prado Bacca dos Santos e Janaina Silveira da Silva. Os

benefícios trazidos por este serviço são inúmeros, pois a audiometria é muito importante no diagnóstico das deficiências auditivas, possibilitando a identificação exata do grau de deficiência para orientação e adequação de aparelhos auditivos. Tanto no trabalho diagnóstico como preventivo profissional, como também na realização de Audiometrias Ocupacionais, o Serviço de Audiometria da APAE está à disposição para atendimento às escolas,

prefeituras, empresas e para a comunidade em geral na Rua Aniz Zakir 276, fone (43)623-2241 e pelo email apaeporecatu@onda.com.br. A diretora da Escola de Educação Especial Professora Maria Aparecida Tavian Campos convida os porecatuenses e moradores da região para conhecerem e usarem este importante serviço destacando que a procura tem sido grande pela sua qualidade, rapidez e preço acessível.

Turozi participou de reunião com os eleitos para a Diretoria Executiva e Conselho Fiscal da FENAPAEs 20

N

o dia 13 de dezembro de 2011, foi realizada, na sede da Federação das Apaes do Estado do Rio Grande do Sul, uma reunião informal com os membros eleitos para a Diretoria Executiva e Conselho Fiscal da Federação Nacional das Apaes, eleitos em novembro/2011 e que tomarão posse no primeiro dia útil de janeiro/2012.

Reunião dos eleitos

Centro de Educação atenderá alunos na APAE Rural de Campo Mourão A APAE de Campo Mourão está construindo um Centro de Educação na sede da APAE Rural. A nova unidade terá quatro salas de aula, banheiros e uma grande área coberta. O objetivo da iniciativa é proporcionar um atendimento diferenciado para alunos com deficiência intelectual e motora de alta especificidade. O investimento é na faixa de 320 mil reais.

Obras do Centro de Educação

Convidados pela presidente eleita Aracy Lêdo, os presentes tiveram a oportunidade de conhecer a sede da Federação do Estado do Rio Grande do Sul e discutir os eixos norteadores do Planejamento Estratégico para o período de mandato 2012/2014. Além da presidente Aracy Lêdo, estiveram presentes na oportunidade o futuro vice-presidente da FENAPAEs José Turozi; o primeiro diretor secretário Albanir Santana; o primeiro diretor financeiro Unírio Bernardi; o diretor social Rodolpho Bernardino; a diretora de Relações Internacionais Rosane Vailatti; os membros titulares do Conselho Fiscal Hilda Salvático e Cláudio Pizzato. Também acompanharam a reunião a procuradora jurídica e secretária executiva da FENAPAEs Sandra Marinho Costa; a coordenadora pedagógica da FEAPAEs/RS Lúcia Centena; o Diretor da Apae de Bento Gonçalves Antônio Bastos e o futuro presidente da FEAPAEs/RS Luiz Alberto Maiolli e outros membros.


projetos

PROJE ECOSA TO BÃO é premiado pelo Instituto HSBC Solidariedade

Mostra de trabalhos da Escola Diogo Zuliani

A

APAE de Bela Vista do Paraíso, através do Setor de Serviço Social, composto pelas assistentes sociais Vânia Regina do Rio Favarão e Angélica Tatiane Furlan da Silva, elaborou o Projeto Ecosabão, visando proporcionar uma atividade remunerada às mães que não podem trabalhar devido aos cuidados dispensados aos filhos especiais. Outra meta do projeto é a preservação do meio ambiente. O Instituto HSBC Solidariedade lançou o “Prêmio Instituto HSBC Solidariedade” - Troféu Doutora Zilda Arns Neumann - Edição 2011, com o objetivo de reconhecer pessoas responsáveis por projetos que contribuam para o desenvolvimento socioambiental do Estado do Paraná e estimulem o aperfeiçoamento da atuação das organizações voltadas à área. Primeiro Lugar Desta forma, o Projeto Ecosabão foi inscrito para concorrer ao prêmio e ficou entre os cinco finalistas na categoria Meio Ambiente. No dia 28 de outubro, foi realizada em Curitiba a cerimônia de premiação do Troféu Doutora Zilda Arns Neumann. O Projeto Ecosabão foi contemplado com o primeiro lugar. Além do troféu, a assistente social Vânia Regina do Rio Favarão, presente à cerimônia, recebeu também como prêmio a importância de R$ 50 mil, sendo que R$ 35 mil serão destinados ao projeto e R$ 15 mil para a capacitação da equipe envolvida na iniciativa.

“Semana da Arte” 21

Com o objetivo de proporcionar entre os alunos e funcionários da Escola de Educação Especial Diogo Zuliani Sede, da APAE de Maringá, um momento de apresentação de suas produções pessoais e coletivas, nasceu em 2004, a “Semana da Arte”. Os alunos demonstraram bastante satisfação durante toda a primeira experiência do evento e os funcionários valorizaram também a iniciativa. Ficou então, o desejo de dar início a este novo projeto. No ano seguinte, em 2005, foram reunidos os conteúdos trabalhados nas áreas de Música e Arte, com ênfase nas clássicas histórias infantis: Os Três Porquinhos; Branca de Neve e os Sete Anões; Sítio do Pica pau Amarelo e um Auto de Natal. Esta foi considerada a primeira mostra de trabalhos. “Folclore”

Artesanato em pedra-sabão

Já em 2006, a segunda mostra, sob o tema “Folclore”, envolveu Música, Dança, Artes Literárias, Educação Física, Cantigas de Roda e lendas. Na ocasião, todos os alunos da escola se apresentaram para um público de amigos, pais, funcionários e alunos de escolas públicas

e privadas. Em 2007, o evento “Grandes Obras, Grandes Autores” movimentou a terceira mostra de trabalhos. O universo dos livros e histórias nortearam as atividades nas salas temáticas e possibilitaram a interação com os contos envolvendo a Música e o Teatro. Também esteve presente o autor do livro “Pena Quebrada”, João Geraldo Pinto Ferreira. “Os Saltimbancos” Em 2008, o musical “Os Saltimbancos” colocou os presentes para dançar com muita animação e interpretação. O “Encontro das Artes com Vinícius e Toquinho” uniu muito som e movimento na sexta edição da mostra de trabalhos, apresentada em 2009. O tema “Recordando” foi abordado em 2010 através de imagens, sons e cores, resgatando a história da caminhada da escola dos últimos seis anos. Chegando a 2011, foi realizada a sétima mostra, com o tema “Música, Alegria de Viver”. A proposta dos eventos, de forma geral, foi relembrar e trazer à percepção o quanto a Música se faz presente na vida das pessoas.


mosaico

Coral da APAE de Campo Mourão

Campeonato Tênis de Mesa - Mauá da Serra

José Turozi e José Diniewicz

Reunião com secretário da educação Flávio Arns

Cartaz do Fórum de Autodefensores das APAEs

Alunos da APAE de Matinhos recebem uniformes

“VIII Festival Estadual Nossa Arte”

Audiência na Assembléia Legislativa do Paraná

Neuza de Sá, José Turozi, Dr. Justino A. Pereira e Zuleika S. Rezende

“Olimpíada Estadual das APAEs e Instituições Especializadas” - Campo Mourão

“Olimpíada Estadual das APAEs e Instituições Especializadas” - Campo Mourão

Aquisição de veículo pela FEAPAEs/PR


artigo

Os reflexos da Resolução 28/2011 do Tribunal de Contas do Estado do Paraná nas APAEs

N

o dia 1º de Janeiro de 2012 entrará em vigor a Resolução 28/2011 do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) cujo artigo 9, inciso XII, alínea “a” traz reflexos importantíssimos para as entidades filiadas que recebem recursos públicos dos cofres Estaduais e Municipais. À exemplo das proibições dadas pelo Decreto 6.170/2007, aplicável aos recursos federais no tocante à vedação de algumas pessoas exercerem a direção das APAEs, surge a Resolução 28 que impõe semelhante proibição aos dirigentes de entidades que recebam recursos estaduais e municipais. O Decreto Federal proíbe que agente político de Poder ou do Ministério Público, dirigente de órgão ou entidade da administração pública de qualquer esfera governamental, ou respectivo cônjuge ou companheiro, bem como parente em linha reta, colateral ou por afinidade, até o segundo grau seja dirigente da APAE que pretenda receber recursos dos cofres da União Federal. Por tal razão a FEAPAESPR já havia recomendado aos dirigentes das entidades que porventura se enquadrassem nas vedações renunciassem aos seus mandatos, pois, do contrário, as entidades não mais seriam contempladas com recursos federais. Com o advento da Resolução 28 que tem por objeto dispor sobre a formalização, execução, fiscalização e a prestação de contas das transferências de recursos financeiros no âmbito estadual e municipal, o Tribunal de Contas, trouxe semelhantes vedações para os dirigentes das APAEs que recebam recursos estaduais e municipais. O artigo 1º trata da abrangência e alcance, não deixando dúvida de que será ela aplicada nos casos de transferências de recursos estadual e municipal, seja da administração pública direta ou indireta, repassados mediante convênio, termo de parceria, contrato de gestão ou outro instrumento congênere celebrado em regime de colaboração, às entidades privadas sem fins lucrativos, dentre outras. O artigo 9, XII, “b”, por sua vez, dispõe: É vedada a inclusão, no termo de transferência, sob pena de nulidade, de sustação do ato e de imputação de responsabilidade pessoal ao gestor e ao representante legal do órgão concedente, de

cláusulas ou de condições que prevejam ou permitam: XII – transferência de recursos às entidades privadas sem fins lucrativos que tenham como dirigentes ou controladores: a) (...) b) servidor público vinculado ao Poder Executivo do concedente dos recursos ou do Legislativo Municipal ou Estadual, conforme o caso, bem como seus respectivos cônjuges, companheiros e parentes em linha reta, colateral ou por afinidade até o 3º grau, salvo se comprovada a inexistência de conflito com o interesse público. Deste modo, acaso o termo de transferência preveja ou permita a transferência de recursos para as APAES que tenham como dirigentes ou controladores as pessoas enumeradas na alínea b, será considerado nulo ou será sustado com imputação de responsabilidade pessoal do gestor e ao representante legal do órgão concedente. Afirmar que o termo será considerado nulo é o mesmo que afirmar que o termo de transferência não poderá produzir os efeitos pretendidos pela APAE (recebimento do recurso) e afirmar que o ato será sustado significa dizer que ainda que tenha iniciado seus efeitos, estes serão interrompidos além de, em qualquer dos casos, haverá imputação de responsabilidade pessoal. Por tais razões, achamos conveniente que as entidades identifiquem se dentre seus dirigentes há algum que se insira nas vedações e assim ocorrendo que proceda à ponderação de sua maior necessidade, qual seja, manter o dirigente abrindo mão do recurso ou por este optar, abrindo aquele mão do mandato. Indaga-se então: quem são os dirigentes das APAES? A interpretação que fazemos, por cautela e excesso de zelo, é a mais ampla. Compreendemos que Presidente, Vice-Presidente, Primeiro e Segundo Diretor Financeiro, Primeiro e Segundo Diretor Secretario são as pessoas que se enquadram no conceito de direção. Afirmar que o Presidente é dirigente da entidade não gera qualquer espécie de dúvida. O vice, por sua vez, é quem substitui aquele em suas faltas, ausências e impedimentos e, uma vez exercendo o seu papel, enquadra-se como dirigente. O mesmo raciocínio deve ser aplicado para o primeiro e segundo diretores secretários que, conforme dispõe o estatuto, constituem a ordem sucessória de direção da

entidade, em caso de vacância dos cargos de presidente e vice. Já em relação ao Primeiro Diretor Financeiro, é quem autoriza e promove as contas da entidade, razão pela qual se insere condição de direção de entidade. Concluímos, portanto, que todas as pessoas acima arroladas inserem-se nas vedações da Resolução. Prosseguindo, precisamos ressaltar quais cargos são incompatíveis para os dirigentes. São eles: os servidores públicos vinculados ao Poder Executivo ou Legislativo Estadual ou Municipal do concedente dos recursos, seus respectivos cônjuges, companheiros e parentes em linha reta, colateral ou por afinidade até o 3º grau. Nesta seara, precisamos entender que servidores públicos devem ser compreendidos aqueles que titularizam um cargo público seja de provimento efetivo, cujo ingresso se deu mediante aprovação em concurso público ou de provimento em comissão. Deste modo, a princípio, todos os servidores do executivo ou legislativo estadual ou municipal e seus parentes acima relacionados, obstaculizarão o recebimento de recursos estaduais ou municipais, respectivamente, acaso dirigentes das APAES. Entretanto, a norma traz consigo uma exceção. Ao afirmar “salvo se comprovada a inexistência de conflito com o interesse público” percebemos que o servidor público que em razão das atribuições de seu cargo no executivo ou legislativo não detenha poder de decisão que possa interferir na liberação, apreciação ou prestação de contas do objeto do convênio passa ao largo da vedação. A comprovação da exceção será da responsabilidade da entidade e o modo pelo qual o Tribunal de Contas deliberará a respeito não é dito pela resolução, mas é certo que o procedimento de comprovação poderá atravancar a liberação do recurso ou até mesmo prestação de contas, ainda que ao final se encerre de forma regular.

Rosângela M. Wolff de Quadro Moro Procuradora Jurídica da Federação das APAEs do Estado do Paraná

23


reportagem de capa

Escolas de Educação Especial:

a LUTA o DIREITO a CONQUISTA

24

No Decreto n 7611, datado de 17 de novembro deste ano, a presidente Dilma Roussef reconhece as escolas especiais como integrantes do “Plano Nacional dos Direitos das Pessoas com Deficiência”, através do projeto “Viver sem Limite”. Esta data é também histórica para o país. A partir de agora será criada uma Secretaria Especial da Pessoa com Deficiência. Até 2014, o governo tem a intenção de investir mais de sete bilhões de reais nos programas de acesso à Educação, Saúde, Inclusão Social e Acessibilidade.

P

orém, aqueles que acompanharam de perto esta caminhada sabem que não foi fácil chegar até aqui. A luta pelo reconhecimento das escolas de Educação Especial remonta ao ano de 2007. Nesta época, o MEC editou, através de decreto e resolução a “Política Nacional de Educação Inclusiva”. Pela medida, as escolas especiais ficaram de fora do apoio prestado pelo Governo Federal, os recursos foram cortados, uma vez que as instituições não tinham mais o reconhecimento do MEC.

Luta Através do decreto, o Ministério da Cultura impunha que os alunos especiais fossem matriculados nas escolas públicas alegando que ali seriam realmente inclusos. A primeira reação do Movimento Apaeano foi uma mobilização nacional que coletou milhões de assinaturas num abaixo assinado a favor da manutenção das escolas especiais. Mas, nem mesmo assim, o MEC não recuou.

Posteriormente, a Federação das APAEs do Paraná (FEAPAEs/PR) elaborou um estudo sobre as possíveis soluções com sua equipe técnica e a parceria da Secretaria da Educação do Estado. Por meio desse procedimento, a entidade solicitou ao então secretário de Educação a alteração da denominação das escolas de Educação Especial. Desta forma, as instituições passariam a atuar como escolas de Educação Básica na modalidade de Educação Especial. A proposta visava regulamentar definitivamente as


reportagem de capa escolas mantidas pelas APAEs e Co-irmãs filiadas no Paraná. Paralelamente ao estudo, foram realizadas várias manifestações contra a medida com o apoio das famílias dos alunos especiais.

Parecer 13/2009 No ano de 2009, o encaminhamento feito pelo Conselho Nacional de Educação (CNE) ao MEC resultou na proposta do Parecer 13/2009, da Câmara de Educação Básica. O documento estabelecia as “diretrizes operacionais para o atendimento educacional especializado na Educação Básica, modalidade Educação Especial”. Era uma situação que exigia uma urgente atenção do Movimento Apaeano, bem como a formatação de uma resposta imediata. Mais uma vez foram desconsiderados os interesses das famílias e das pessoas com deficiência, em nome da inclusão escolar plena nas classes comuns, colocando assim as pessoas com deficiência e suas entidades representativas como meros expectadores das mudanças que afetariam seus direitos fundamentais.

Reunião da Comissão de Estudos

condições, porque o texto do Parecer e da Resolução que o acompanhava eram inerentes ao atendimento educacional especializado. A FEAPAEs/PR declarou ainda, na íntegra, que a “qualidade dos serviços prestados por nossas entidades independem da instituição de normas, pareceres e leis que visam reprimir o verdadeiro caráter de um movimento que sempre lutou, luta e lutará sempre pela garantia dos interesses das pessoas com deficiência e de seus familiares”. Audiência

Audiência na SEED

Direitos D e m o n stra n d o s e u e fe ti v o descontentamento, a FEAPAEs/PR esclareceu publicamente que o conteúdo do Parecer não provocava nenhum prejuízo às escolas especiais. Fundamentou que os recursos destinados pelo Fundeb a essas entidades para a educação dos alunos com deficiência estavam garantidos pelo Decreto n 6278/2007, em vigor na época. Portanto, as escolas apaeanas poderiam ter acesso aos benefícios do Fundeb com algumas

Enfim, o documento oficial que solicitava a alteração na Resolução de autorização para o funcionamento das escolas de Educação Especial mantidas pelas APAEs no Estado foi levado à secretária da Educação Yvelise ArcoVerde, em outubro de 2009. Conforme o teor da solicitação, as escolas especiais passariam a configurar como Escolas de Educação Básica na modalidade de Educação Especial nas etapas de Educação Infantil, Ensino Fundamental séries iniciais, Educação de Jovens e Adultos (EJA) e Educação Profissionalizante. 25

A Conquista

F

inalmente, após três anos de luta e negociações nas várias esferas da Educação, as APAEs do Paraná conquistaram os direitos para as escolas de Educação Especial do Estado. A confirmação veio com a publicação, no Diário Oficial do Paraná – Executivo,

Esta importante conquista teve o apoio efetivo do secertário da Educação do Estado Flávio Arns, renido com representantes da FEAPAEs/PR

Edição n 8172, página 12, onde ficava então oficializada a alteração da denominação das escolas de Educação Especial mantidas pelas APAEs. A partir de então, estas foram consideradas formal e normativamente como Escolas de Educação Básica na modalidade de Educação Especial na Área de Deficiência Intelectual e Múltipla, também em conformidade com o Artigo 21 da LDB 9394/96. Este foi o primeiro passo de um processo de documentação que todas as APAEs tiveram que elaborar para formalizar as escolas de cada núcleo regional. “A conquista vem de encontro ao reconhecimento dos 55 anos de atividades desenvolvidas pelas Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais no Brasil em prol da Educação Especial e da qualidade de vida das pessoas com deficiência intelectual e múltipla”, disse, na ocasião, o presidente da FEAPAEs/PR José Turozi. Foram igualmente parceiros nessa importante conquista, que beneficiou mais de 300 instituições de Ensino Especial no Estado, a Secretaria da Educação do Paraná (SEED/PR), o Conselho Estadual de Educação e o Governo do Paraná.


homenagem

Amigos das gestões desses 5 anos

Chegando ao final de mais este percurso em minha vida, não poderia deixar de agradecer os caros amigos que fiz durante todos estes anos à frente da Federação das APAEs do Estado do Paraná. Não somente amigos, mas companheiros leais que partilharam sua solidariedade em todos os momentos desta caminhada. Amigos queridos, que dividiram sonhos, esforços, empenho e muito, muito trabalho mesmo, em prol de valores em que acreditamos e de pessoas nas quais apostamos. Em favor da vida, numa de

suas mais nobres expressões, a deficiência intelectual e múltipla. Foi e ainda está sendo uma trajetória de desafios e, entre eles, os frutos das muitas conquistas. Realizações que levaremos e guardaremos para sempre em nossos corações e dividiremos com aqueles que amamos. E nossas atitudes e ações, essas sim, continuarão vivas como impulsos para alçarmos vôos cada vez mais altos. Mas, acima de tudo, o que levo de melhor destas parcerias de tantos dias e de tantos anos é que, sem dúvida, sempre fomos, somos e seremos uma família. A família apaeana.

Um forte abraço a todos José Turozi Presidente da Federação das APAEs do Estado do Paraná

Muitas luzes neste Natal e paz para todos em 2012

26

L

uzes e bênçãos neste Natal e muita paz para o próximo ano. Este é o desejo sincero da Federação das A PA E s d o E s t a d o d o P a r a n á (FEAPAEs/PR) para todos os companheiros do Movimento Apaeano e amigos em geral. É preciso acreditar que as luzes do Natal iluminarão nossos corações e nossas mentes direcionando-nos para aquela estrela brilhante que reluziu no deserto conduzindo os três reis magos. A Estrela Guia, que com sua luz fulgurante indicou o local exato que abrigava o recém nascido Menino Jesus. É preciso crer que, como aqueles reis do oriente, somos também o povo de Deus e nossa família é tão sagrada como aquela, do pequeno Menino. São esses os valores que devemos acalentar nesse Natal para que aqueçam e abençoem nossos familiares e amigos. São esses ainda, os sentimentos que devemos levar para o novo ano que se aproxima na busca pelo amor, pela solidariedade e pela paz. E, por multiplicadores que, através do nosso exemplo, indiquem cada vez mais e a quantos mais, a verdadeira Estrela Guia e o verdadeiro caminho que conduz a ELE.

Feliz Natal e muita paz no Ano Novo!


16 - Laranjeiras do Sul

17 - Loanda

18 - Londrina

19 - Maringá

20 - Paranaguá

21 - Paranavaí

22 - Pato Branco

27 08 - Curitiba - Área Sul

23 - Pitanga

Conselheira: Sandra de S. Kalucz Diretora: Rosinei Aparecida Chagas Becher

Emílio Mudrey (in memoriam)

Sede do Conselho: APAE de Pitanga 24 - Ponta Grossa 09- Dois Vizinhos

Luiz Carlos Begnini

Doutor Justino Alves Pereira

Elaine Maria Bonato Dois Vizinhos 25 - Santo A. do Sudoeste 10 - Francisco Beltrão

Coordenadores (as) Estaduais de Área

26 - Toledo

11 - Foz do Iguaçu

27 - Tomazina 12 - Guarapuava

28 - Ubiratã

13 - Irati

29 - Umuarama 14 - Ivaiporã

Alini Cristina Pinotte - Recepcionista

30 - União da Vitória

15 - Jacarezinho

Lides Maria Baldissera - Assessora Pedagógica

Ivanilda Raimundo da Silva - Serviços Gerais


Abatiá Adrianópolis Agudos do Sul Altamira do Paraná Alto Paraíso Alto Paraná Alto Piquiri Altônia Alvorada do Sul Ampére Anahy Andirá Antonina Antônio Olinto Apucarana Arapongas Arapoti Araruna Araucária Ariranha do Ivaí Assaí Assis Chateaubriand Astorga Atalaia Balsa Nova Bandeirantes Barbosa Ferraz Barracão Bela Vista da Caroba Bela Vista do Paraíso Bituruna Boa Esperança do Iguaçu Boa Ventura de São Roque Boa Vista da Aparecida Bocaiúva do Sul Bom Sucesso Bom Sucesso do Sul Borrazópolis Braganey Brasilândia do Sul Cafeara Cafelândia Califórnia Cambará Cambé Cambira Campina da Lagoa Campina do Simão Campina Grande do Sul Campo Bonito Campo Tenente Campo Largo

28

Apae de Abatiá Apae de Adrianópolis Apae de Agudos do Sul Apae de Altamira do Paraná Apae de Alto Paraíso Apae de Alto Paraná Apae de Alto Piquiri Apae de Altônia Apae de Alvorada do Sul Apae de Ampére Apae de Anahy Apae de Andirá Apae de Antonina Apae de Antônio Olinto Apae de Apucarana Apae de Arapongas Apae de Arapoti Apae de Araruna Apae de Araucária Apae de Ariranha do Ivaí Apae de Assaí Apae de Assis Chateaubriand Apae de Astorga Apae de Atalaia Apae de Balsa Nova Apae de Bandeirantes Apae de Barbosa Ferraz Apae de Barracão Apae de Bela Vista da Caroba Apae de Bela Vista do Paraiso Apae de Bituruna Apae de Boa Esperança do Iguaçu Apae de Boa Ventura de São Roque Apae de Boa Vista da Aparecida Apae de Bocaiúva do Sul Apae de Bom Sucesso Apae de Bom Sucesso do Sul Apae de Borrazópolis Apae de Braganey Apae de Brasilândia Apae de Brasilândia do Sul Apae de Cafeara Apae de Cafelândia Apae de Califórnia Apae de Cambará Apae de Cambé Apae de Cambira Apae de Campina da Lagoa Apae de Campina do Simão Apae de Campina Grande do Sul Apae de Campo Bonito Apae de Campo Tenente Associação Franciscana de Ensino Sr. Bom Jesus Campo Mourão Apae de Campo Mourão Cândido de Abreu Apae de Cândido de Abreu Candói Apae de Candói Cantagalo Apae de Cantagalo Capanema Apae de Capanema Capitão Leonidas Marques Apae de Capitão Leônidas Marques Carambeí Apae de Carambeí Carlópolis Apae de Carlópolis Cascavel Apae de Cascavel Apoflab - Associação de Portadores de Fissura Lábio-palatal Castro Apae de Castro Centenário do Sul Apae de Centenário do Sul Céu Azul Apae de Céu Azul Chopinzinho Apae de Chopinzinho Cianorte Apae de Cianorte Cidade Gaúcha Apae de Cidade Gaúcha Clevelândia Apae de Clevelândia Colombo Apae de Colombo Colorado Apae de Colorado Congonhinhas Apae de Congonhinhas Conselheiro Mairinck Apae de Conselheiro Mairinck Contenda Apae de Contenda Corbélia Apae de Corbélia Cornélio Procópio Apae de Cornélio Procópio Coronel Domingo Soares Apae de Coronel Domingos Soares Coronel Vivida Apae de Coronel Vivida Cruz Machado Apae de Cruz Machado Cruzeiro do Iguaçu Apae de Cruzeiro do Iguaçu Cruzeiro do Oeste Apae de Cruzeiro do Oeste Curitiba Apae de Curitiba Fepe - Fundação Ecumênica Ao Excepcional Associação Bom Jesus Curiuva Apae de Curiúva Diamante do Norte Apae de Diamante do Norte Diamante do Sul Apae de Diamante do Sul Dois Vizinhos Apae de Dois Vizinhos Douradina Apae de Douradina Doutor Camargo Apae de Doutor Camargo Enéas Marques Apae de Enéas Marques Engenheiro Beltrão Apae de Engenheiro Beltrão Faxinal Apae de Faxinal Fazenda Rio Grande Apae de Fazenda Rio Grande Fênix Apae de Fenix Fernandes Pinheiro Apae de Fernandes Pinheiro Figueira Apae de Figueira Flor da Serra do Sul Apae de Flor da Serra do Sul Floraí Apae de Floraí Floresta Apae de Floresta Florestópolis Apae de Florestópolis Formosa do Oeste Apae de Formosa do Oeste Foz do Iguaçu Apae de Foz do Iguaçu Nosso Canto - Centro Atendimento Neurológica Total Foz do Jordão Apae de Foz do Jordão Francisco Beltrão Apae de Francisco Beltrão General Carneiro Apae de General Carneiro Godoy Moreira Apae de Godoy Moreira Goioerê Apae de Goioerê Goioxim Apae de Goioxim Grandes Rios Apae de Grandes Rios Guairaçá Apae de Guairaçá Guamiranga Apae de Guamiranga

Guaraci Guaraniaçu Guarapuava

Apae de Guaraci Apae de Guaraniaçu Apadevi -associação de Pais e Amigos dos Defcientes Visuais Apae de Guarapuava Guaratuba Apae de Guaratuba Honório Serpa Apae de Honório Serpa Ibaiti Apae de Ibaiti Ibema Apae de Ibema Ibiporã Apae de Ibiporã Icaraíma Apae de Icaraíma Iguaraçu Apae de Iguaraçu Iguatú Apae de Iguatú Imbaú Apae de Imbaú Imbituva Apae de Imbituva Inácio Martins Apae de Inácio Martins Indianópolis Apae de Indianópolis Ipiranga Apae de Ipiranga Iporã Apae de Iporã Iracema do Oeste Apae de Iracema do Oeste Irati Apae de Irati Iretama Apae de Iretama Itaguagé Apae de Itaguagé Itambé Apae de Itambé Itapejara do Oeste Apae de Itapejara do Oeste Itaúna do Sul Apae de Itaúna do Sul Ivaí Apae de Ivaí Ivaiporã Apae de Ivaiporã Ivaté Apae de Ivaté Jaboti Apae de Jaboti Jacarezinho Apae de Jacarezinho Jaguapitã Apae de Jaguapitã Jaguariaíva Apae de Jaguariaíva Jandaia do Sul Apae de Jandaia do Sul Janiópolis Apae de Janiópolis Japira Apae de Japira Japurá Apae de Japurá Jardim Alegre Apae de Jardim Alegre Jataizinho Apae de Jataizinho Jesuítas Apae de Jesuítas Joaquim Távora Apae de Joaquim Távora Jundiaí do Sul Apae de Jundiaí do Sul Juranda Apae de Juranda Jussara Apae de Jussara Kaloré Apae de Kaloré Lapa Apae de Lapa Laranjal Apae de Laranjal Laranjeiras do Sul Apae de Laranjeiras do Sul Leópolis Apae de Leópolis Lidianópolis Apae de Lidianópolis Lindoeste Apae de Lindoeste Loanda Apae de Loanda Lobato Apae de Lobato Londrina Apae de Londrina Col - Centro Ocupacional de Londrina Ilece - Instituto Londrinense de Educação para Crianças Excepcionais Iles - Instituto Londrinense de Educação de Surdos Instituto Londrinense de Instr. e Trabalho para Cegos Luiziana Apae de Luiziana Lupionópolis Apae de Lupionópolis Mallet Apae de Mallet Mamborê Apae de Mamborê Mandaguaçu Apae de Mandaguaçu Mandaguari Apae de Mandaguari Mandirituba Apae de Mandirituba Mangueirinha Apae de Mangueirinha Manoel Ribas Apae de Manoel Ribas Marechal Cândido Rondon Apae de Marechal Cândido Rondon Maria Helena Apae de Maria Helena Marialva Apae de Marialva Marilândia do Sul Apae de Marilândia do Sul Marilena Apae de Marilena Maringá Anpr - Associação Norte Paranaense de Reabilitação Apae de Maringá Mariópolis Apae de Mariópolis Marmeleiro Apae de Marmeleiro Marumbi Apae de Marumbi Matelândia Apae de Matelândia Matinhos Apae de Matinhos Mato Rico Apae de Mato Rico Mauá da Serra Apae de Mauá da Serra Medianeira Amesf - Associação Medianeirense de Surdos e Fissurados Apae de Medianeira Missal Apae de Missal Moreira Sales Apae de Moreira Sales Morretes Apae de Morretes Nossa Senhora das Graças Apae de Nossa Senhora das Graças Nova América da Colina Apae de Nova América da Colina Nova Aurora Apae de Nova Aurora Nova Cantu Apae de Nova Cantu Nova Esperança Apae de Nova Esperança Nova Esperança do Sudoeste Apae de Nova Esperança do Sudoeste Nova Fátima Apae de Nova Fátima Nova Laranjeiras Apae de Nova Laranjeiras Nova Londrina Apae de Nova Londrina Nova Olímpia Apae de Nova Olímpia Nova Prata do Iguaçu Apae de Nova Prata do Iguaçu Nova Santa Bárbara Apae de Nova Santa Bárbara Nova Tebas Apae de Nova Tebas Novo Itacolomi Apae de Novo Itacolomi Ortigueira Apae de Ortigueira Paiçandu Apae de Paiçandu Palmas Apae de Palmas Palmeira Apae de Palmeira Palmital Apae de Palmital Palotina Apae de Palotina Paraíso do Norte Apae de Paraíso do Norte Paranacity Apae de Paranacity Paranaguá Apae de Paranaguá Paranavaí Apae de Paranavaí Pato Branco Apae de Pato Branco Paula Freitas Apae de Paula Freitas

Paulo Frontin Peabiru Pérola Pérola D’Oeste Pien Pinhais Pinhal de São Bento Pinhalão Pinhão Piraí do Sul Piraquara Pitanga Planaltina do Paraná Planalto Ponta Grossa

Apae de Paulo Frontin Apae de Peabiru Apae de Pérola Apae de Pérola D’ Oeste Apae de Pien Apae de Pinhais Apae de Pinhal de São Bento Apae de Pinhalão Apae de Pinhão Apae de Piraí do Sul Apae de Piraquara Apae de Pitanga Apae de Planaltina do Paraná Apae de Planalto Apacd - Associação Pontagrossence de Assis tência A Criança Defeituosa Apae de Ponta Grossa Assarte - Associação Artesanal do Excepcional de Ponta Grossa Porecatu Apae de Porecatu Porto Amazonas Apae de Porto Amazonas Porto Barreiro Apae de Porto Barreiro Pranchita Apae de Pranchita Primeiro de Maio Apae de Primeiro de Maio Prudentópolis Apae de Prudentópolis Quatiguá Apae de Quatiguá Quedas do Iguaçu Apae de Quedas do Iguaçu Querência do Norte Apae de Querência do Norte Quitandinha Apae de Quitandinha Realeza Apae de Realeza Rebouças Apae de Rebouças Renascença Apae de Renascença Reserva Apae de Reserva Reserva do Iguaçu Apae de Reserva do Iguaçu Ribeirão Claro Apae de Ribeirão Claro Ribeirão do Pinhal Apae de Ribeirão do Pinhal Rio Azul Apae de Rio Azul Rio Bom Apae de Rio Bom Rio Bonito do Iguaçu Apae de Rio Bonito do Iguaçu Rio Branco do Ivaí Apae de Rio Branco do Ivaí Rio Negro Apae de Rio Negro Rolândia Apae de Rolândia Roncador Apae de Roncador Rondon Apae de Rondon Rosário do Ivaí Apae de Rosário do Ivaí Sabáudia Apae de Sabáudia Salgado Filho Apae de Salgado Filho Salto do Itararé Apae de Salto do Itararé Salto do Lontra Apae de Salto do Lontra Santa Amélia Apae de Santa Amélia Santa Cecília do Pavão Apae de Santa Cecília do Pavão Santa Cruz de Monte Castelo Apae de Santa Cruz de Monte Castelo Santa Fé Apae de Santa Fé Santa Helena Apae de Santa Helena Santa Isabel do Ivaí Apae de Santa Isabel do Ivaí Santa Izabel do Oeste Apae de Santa Izabel do Oeste Santa Maria do Oeste Apae de Santa Maria do Oeste Santa Mariana Apae de Santa Mariana Santa Mônica Apae de Santa Mônica Santa Tereza do Oeste Apae de Santa Tereza do Oeste Santana do Itararé Apae de Santana do Itararé Santo Antônio da Platina Apae de Santo Antônio da Platina Santo Antonio do Caiuá Apae de Santo Antônio do Caiuá Santo Antonio do Paraíso Apae de Santo Antonio do Paraíso Santo Antônio do Sudoeste Apae de Santo Antônio do Sudoeste Santo Inácio Apae de Santo Inácio São Carlos do Ivaí Apae de São Carlos do Ivaí São Jerônimo da Serra Apae de São Jerônimo da Serra São João Apae de São João São João do Caiuá Apae de São João do Caiuá São João do Ivaí Apae de São João do Ivaí São João do Triunfo Apae de São João do Triunfo São Jorge do Ivaí Apae de São Jorge do Ivaí São Jorge do Oeste Apae de São Jorge do Oeste São José da Boa Vista Apae de São José da Boa Vista São José dos Pinhais Apae de São José dos Pinhais São Mateus do Sul Apae de São Mateus do Sul São Pedro do Iguaçu Apae de São Pedro do Iguaçu São Pedro do Ivaí Apae de São Pedro do Ivaí São Pedro do Paraná Apae de São Pedro do Paraná São Sebastião da Amoreira Apae de São Sebastião da Amoreira São Tomé Apae de São Tomé Sapopema Apae de Sapopema Sarandi Apae de Sarandi Saudade do Iguaçu Apae de Saudade do Iguaçu Sengés Apae de Sengés Sertaneja Apae de Sertaneja Sertanópolis Apae de Sertanópolis Siqueira Campos Apae de Siqueira Campos Sulina Apae de Sulina Tamarana Apae de Tamarana Tamboara Apae de Tamboara Tapejara Apae de Tapejara Tapira Apae de Tapira Teixeira Soares Apae de Teixeira Soares Telêmaco Borba Apae de Telêmaco Borba Terra Boa Apae de Terra Boa Terra Rica Apae de Terra Rica Terra Roxa Apae de Terra Roxa Tibagi Apae de Tibagi Tijucas do Sul Apae de Tijucas do Sul Toledo Apae de Toledo Tomazina Apae de Tomazina Três Barras do Paraná Apae de Três Barras do Paraná Tunas do Paraná Apae de Tunas do Paraná Tuneiras do Oeste Apae de Tuneiras do Oeste Tupassi Apae de Tupassi Turvo Apae de Turvo Ubiratã Apae de Ubiratã Umuarama Apae de Umuarama União da Vitória Apae de União da Vitória Uraí Apae de Uraí Ventania Apae de Ventania Vera Cruz do Oeste Apae de Vera Cruz do Oeste Vere Apae de Vere Vitorino Apae de Vitorino Wenceslau Braz Apae de Wenceslau Braz

Revista FEAPAEs - Dezembro 2011  
Revista FEAPAEs - Dezembro 2011  
Advertisement