Page 1

Paraíba Março 2018 Ano 12 Nº 34 

Turismo da Paraíba 98% dos visitantes indicam estado como roteiro turístico

PÁSCOA Período gera empregos e esquenta o comércio PÁGINA 9

JOVEM APRENDIZ Mais de 170 empresas são parceiras do Senac PÁGINA 33

Artista Visual Wilson Figueiredo lança livro e expõe no Sesc Cabo Branco

PÁGINAS 22 e 23


OPINIÃO PRESIDENTE Marconi Medeiros 1º VICE-PRESIDENTE: Geraldo Magela Lima  2º VICE-PRESIDENTE: Giuseppi Marconi Coutinho de Souza  3º VICE-PRESIDENTE: Jailton Eloy Mendes  4º VICE-PRESIDENTE: Moacir Tavares dos Santos  1º SECRETÁRIO Antônio Rangel Moreira  2º SECRETÁRIO: Jorge de Souza Barbosa Junior  1º TESOUREIRO: Fernando de Andrade Teixeira  2º TESOUREIRO: Benjamim Maia Lins   DIRETORES: Alexandre José Cartaxo da Costa  Guilherme Marconi Coutinho de Souza Edalmo Leite Fernandes de Assis  Fernando Flávio Madruga Oliveira Lima  Herbert Almeida da Cunha  Inácio Ramos Borba  José Claudionor Fernandes da Silva  Leonardo Lins Pereira de Melo  Marconi Barros dos Santos  Neilton Neves dos Santos  Vantuiler Leite Chaves  Vicente Martins da Nóbrega. DIRETORES SUPLENTES: Davi Livingston Lauro Sales  João Batista André da Costa  Lindenbergh Vieira da Cunha  Silvino Bezerra da Costa Junior  TITULARES CONSELHO FISCAL: Edigar Florêncio da Silva  Manoel José do Nascimento Raul Ventura da Silva  SUPLENTE CONSELHO FISCAL: José Coriolano Porto  José Antônio do Nascimento  George Nacre Barbosa  DELEGADOS REPRESENTANTES JUNTO À CNC: José Marconi Medeiros de Souza  Fernando Flávio Madruga Oliveira Lima - Giuseppi Marconi Coutinho de Souza  Moacir Tavares dos Santos  DIRETORA REGIONAL DO SESC: Mônica Barros DIRETOR REGIONAL DO SENAC: Geraldo Veras SINDICATOS FILIADOS SINDICATO DO COMÉRCIO VAREJISTA DE GÊNEROS ALIMENTÍCIOS DE JOÃO PESSOA (SINDIALIMENTOS) SINDICATO DO COM. ATACADISTA DE MAQUINISMOS EM GERAL DO ESTADO DA PARAÍBA (SINDIMAQUINISMOS) SINDICATO DO COM. ATACADISTA DE MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO DO ESTADO DA PARAÍBA (SINDICONSTRUÇÃO) SINDICATO DO COM. ATAC. DE ALGODÃO E OUTRAS FIBRAS VEGETAIS DO ESTADO DA PARAÍBA (SINDIALGODÃO) SINDICATO DO COMÉRCIO VAREJISTA DE PRODUTOS FARMACÊUTICOS DE JOÃO PESSOA (SINDIFARMA JOÃO PESSOA)   SINDICATO DO COMÉRCIO VAREJISTA DE MATERIAL ÓPTICO, FOTOGRÁFICO E CINEMATOGRÁFICO DO ESTADO DA PARAÍBA (SINDIÓTICA) SINDICATO DO COMÉRCIO DE VENDEDORES AMBULANTES E FEIRANTES DE JOÃO PESSOA (SINDIAMBULANTES)   SINDICATO DOS LOJISTAS DO COMÉRCIO DE JOÃO PESSOA (SINDILOJAS) SINDICATO DAS EMPRESAS DE COMPRA, VENDA, LOCAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO DE IMÓVEIS, E DOS CONDOMÍNIOS RESIDENCIAIS E COMERCIAIS DO ESTADO DA PARAÍBA (SECOVI)   SINDICATO DO COMÉRCIO ATACADISTA DE DROGAS E MEDICAMENTOS DO ESTADO DA PARAÍBA (SINDIDROGAS)  SINDICATO DOS REPRESENTANTES COMERCIAIS DO ESTADO DA PARAÍBA (SINRECOM) SINDICATO DAS EMPRESAS DE SERVIÇOS DE INFORMÁTICA DO ESTADO DA PARAÍBA (SINDISOFT) SINDICATO DAS EMPRESAS DE CENTROS DE FORMAÇÃO DE CONDUTORES “A” E “B” DO ESTADO DA PARAÍBA (SINDECFCPB) SINDICATO DO COMÉRCIO DE REVENDEDORES DE VEÍCULOS DO ESTADO DA PARAÍBA (SINVEP-PB)   SIND. DO COMÉRCIO VAREJISTA DOS FEIRANTES E AMBULANTES DE CAMPINA GRANDE (SINDIAMBULANTES) SINDICATO DO COMÉRCIO VAREJISTA DE CAMPINA GRANDE (SINDILOJAS C.GRANDE) SIND. DO COMÉRCIO DE PEÇAS E ACES. PARA VEÍCULOS DO ESTADO DA PARAÍBA (SINDIPEÇAS) SIND. DO COMÉRCIO VAREJISTA DE PROD. FARMACÊUTICOS DO ESTADO DA PARAÍBA (SINDIFARMA CAMPINA GRANDE) SINDICATO DO COMÉRCIO ATACADISTA DO ESTADO DA PARAÍBA (SINDIATACADISTA) SINDICATO DO COMÉRCIO VAREJISTA DE CARNES FRESCAS DE CAMPINA GRANDE (SINDICARNES FRESCAS) SIND. DO COMÉRCIO VAREJISTA DE GÊNEROS ALIMENTÍCIOS DE CAMPINA GRANDE (SINDIALIMENTOS)   SINDICATO DO COMÉRCIO VAREJISTA DE PATOS (SINDILOJAS PATOS)  SINDICATO DO COMÉRCIO VAREJISTA DE SOUSA (SINDIEMPRESAS SOUSA) SINDICATO DO COMÉRCIO VAREJISTA DE CAJAZEIRAS (SINDIBENS CAJAZEIRAS)  SINDICATO DO COMÉRCIO VAREJISTA DE GUARABIRA (SINDILOJAS GUARABIRA).

Mais confiança na economia O ano de 2017 foi marcado pelo peso de uma economia instável que, muitas vezes, foi reflexo de uma situação política insegura. Apesar disso, o brasileiro foi otimista e elaborou formas para sair da zona de tensão. Os ganhos já são percebidos em 2018, com a previsão de uma inflação que caiu de 3,73% para 3,70%, como aponta o Relatório de Mercado Focus feito pelo Banco Central. Agora, as projeções de mercado são a alta na entrada de novos negócios, o que deve garantir o aumento de produções. Em fevereiro, segundo o IHS Markit, a pesquisa Índice Gerente de Compras (PMI, sigla em inglês) de serviços do país chegou a 52,7 pontos, um valor que passou da marca que separa crescimento de contratação. O crescimento da economia chega e parece que é irreversível, e os custos estão baixos, porque a oferta de crédito aumenta sensivelmente, principalmente, por causa da responsabilidade do consumidor. A Confiança do Empresário do Comércio também teve alta, apurada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), a qual atingiu 110,1 pontos no primeiro mês do ano e manteve-se acima da zona de indiferença (100 pontos). O subíndice, que mede as intenções de investimento do comércio, também teve um novo aumento, no mesmo período, de 2%. Além disso, as famílias estão mais otimistas para consumir, como revela a CNC, houve um aumento de 13% na Intenção de Consumo das Famílias (ICF), em comparação com o início de 2017. Na Paraíba, uma atividade econômica que vem contribuindo com o aumento da economia é o turismo. Mais de 98% dos turistas indicam esse estado como roteiro para viagens, e as expectativas da maior parte dos visitantes (73,50%) foram totalmente correspondidas. A rede hoteleira de João Pessoa registrou, em janeiro de 2018, uma ocupação de 83,60% dos leitos disponíveis no período, segundo a PBTur. O resultado de 5,92 pontos percentuais foi superior ao do ano passado. É com muito otimismo que iniciamos 2018, pois os empresários e os consumidores estão mais confiantes, o setor de serviços está crescendo, a inflação vem sendo controlada, o turismo vem se destacando, cada vez mais, nas pesquisas, e os paraibanos, determinados a fazerem isso dar certo. Esperamos que este ano seja de mais vitórias e que, juntos, possamos construir uma economia mais sólida para a Paraíba.

PRODUÇÃO EDITORIAL: Assessoria de Comunicação do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac-PB REPORTAGENS: Dayana Valéria, Dennise Vasconcelos e Diego Caiaffo. REVISÃO: Rejane Araújo IMAGEM DA CAPA: Ponta do Seixas - Foto: Cácio Murilo EDIÇÃO: Dennise Vasconcelos (DRT-PB 3021) e Diego Caiaffo (DRT-PB 3044) PROJETO DE DESIGN GRÁFICO: Ricardo Araújo (DRT-PB 631) DIAGRAMAÇÃO/EDITORAÇÃO ELETRÔNICA: Ricardo Araújo (DRT-PB 631) IMPRESSÃO: Gráfica Moura Ramos TIRAGEM: 1.000 exemplares

MARCONI MEDEIROS Presidente do Sistema Fecomércio/ Sesc/Senac-PB


Editorial Mais um ano começa, e nossa Revista Fecomércio chega a sua 34ª edição, trazendo um panorama do que a Fecomércio, o Sesc e o Senac fizeram ao longo dos três primeiros meses do ano. Nas páginas seguintes, vamos falar sobre economia, turismo, planejamento, cultura, educação profissional, lazer, mercado de trabalho e tantos outros assuntos com que nossas instituições têm a contribuir com a sociedade paraibana.

Sinta-se à vontade e dedique um tempo para conferir, nas próximas páginas, tudo o que a Fecomércio, o Sesc e o Senac têm feito pela sociedade paraibana.

Nas páginas da Fecomércio, os destaques ficam por conta dos indicadores apresentados por diversas instituições locais e nacionais acerca da situação econômica do país. Pesquisas sobre o comércio varejista, aquecimento do setor na Páscoa, empregos temporários, entre outros, integram as notícias da Fecomércio. Além disso, dedicamos uma homenagem especial ao Dia Nacional do Turismo, comemorado em 8 de maio, em que mostramos um pouco de nossa atuação nesse ramo do setor que tem movimentado a economia paraibana. E por falar em turismo, a matéria de capa apresenta a Pesquisa Anual do Desempenho do Turismo na Região Metropolitana de João Pessoa, com dados apurados criteriosamente pelo Instituto Fecomércio, e que serve como base de planejamento para o Trade Turístico e para empresários da rede hoteleira, da gastronômica e de lazer, por exemplo. O Sesc traz como destaque o lançamento do primeiro de uma série de três livros sobre artistas plásticos paraibanos. Em fevereiro, o artista Wilson Figueiredo foi homenageado pela instituição e teve um livro lançado com uma coletânea de suas obras. Além disso, as atividades de lazer, educação, assistência e saúde também foram iniciadas com sucesso em 2018, e trazemos um pouco do que já foi realizado. O Senac apresenta à sociedade, por meio de nossa revista, os resultados do trabalho do Banco de Oportunidades da instituição, que encaminha ex-alunos para o mercado de trabalho. Trazemos, ainda, temas como educação a distância, gastronomia, unidades móveis e parcerias de sucesso firmadas com a instituição. Mais uma vez, é uma honra para nós ter você como nosso convidado para imergir nas ações do Sistema Fecomércio/ Sesc/ Senac Paraíba. Sinta-se à vontade e dedique um tempo para conferir, nas próximas páginas, tudo o que essas três instituições têm feito pela sociedade paraibana. Boa leitura!


NESTA EDIÇÃO Turismo da Paraíba em destaque Turismo de lazer atraiu os turistas neste verão, que destacaram as praias como o maior ponto positivo da visita. A receptividade do paraibano, mais uma vez, destacou-se entre os visitantes, que afirmaram que querem voltar. PÁGINAS 16 A 21

PÁG. 25

Ex-aluno do Sesc estreia em Malhação: Vidas Brasileiras PÁG. 13

Fórum de Presidentes da Fecomércio aconteceu em Natal

PÁG. 30

Cursos de Manicure contam com parceria da Avon PÁG. 29

Unidades Móveis promovem ações de saúde e cultura no Gervásio Maia

PÁG. 31

Senac capacita campinenses na área de Gastronomia


artigo

Antonio Oliveira Santos

Em busca do PIB perdido Na expectativa de retomada de crescimento econômico, uma sinalização importante vem da parte da indústria automotiva. A fabricação de veículos tem um efeito multiplicador sobre a economia como um todo. O ano de 2018 inicia-se com a formação de expectativas que apontam para a melhoria do nível do Produto Interno Bruto (PIB) construído pela capacidade de produção de nosso país. O PIB é um conceito proposto pelo Prêmio Nobel Simon Kusnetz como sendo o somatório líquido dos bens e serviços produzidos em dado país, em determinado período de tempo. O PIB transforma-se, em sua variação anual, numa medida dos avanços ou recuos de uma dada economia nacional. A “Nova Matriz Econômica”, de triste memória, foi abandonada. As atuais expectativas fundamentam-se num quadro favorável da economia internacional, dotado de ampla liquidez, num aumento do nível de confiança do empresariado (94,9), valor não alcançado desde abril de 2014, e nas projeções de crescimento do PIB que confluem para a taxa de 3% no decurso deste ano. Em condições normais, ou seja, num período de contínuo crescimento econômico, uma taxa dessa ordem seria considerada bem razoável como síntese do desempenho da Economia. Contudo, a taxa prevista tem como ponto de partida a severa recessão que ainda assombra o país, com seus doze milhões de desempregados. Se a força-de-trabalho existente está em grande parte ociosa, naturalmente máquinas e instalações de todo tipo também estão, em consequência, subutilizadas. Como resultado dessa ampla margem não utilizada dos fatores de produção – cautiliz pital e trabalho –, dentro de certos limites, tr é perfeitamente possível retomar o cresperfei cimento sem novos investimentos. Assim

vista a conjuntura, a previsão de um crescimento do PIB da ordem de 3% mais do que prudente é até modesta. Nessa expectativa de retomada de crescimento econômico, uma sinalização importante vem da parte da indústria automotiva. Sendo a linha de montagem o ponto final de uma longa cadeia de fornecedores de peças e outros materiais, a fabricação de veículos tem um efeito multiplicador sobre a economia como um todo. E ainda, de um modo mais geral e mais amplo, importante impulso pode vir do lado do consumo, na medida em que a taxa de juros acentuada dos empréstimos bancários refletirem, em termos reais, a queda da taxa de inflação. No entanto, a restrição a uma taxa de crescimento mais alentada em 2018 poderia advir do mau estado da infraestrutura econômica, eis que, na mente do governante, conservar não é investir, e da incerteza no quadro político, em que a marca da corrupção e o jogo de intrigas inerente à disputa de poder serão a nota dominante das eleições gerais de outubro. Como a aferição do progresso econômico de uma Nação está refletida no PIB per capita, isto é, dividido seu total pelo número de habitantes, segue-se que a recuperação agora prevista representa, em verdade, a volta a um nível do PIB, em volume de bens e serviços, que já havia sido alcançado no passado. Assim sendo, a recuperação econômica em processo parte de uma situação de regresso. Trata-se, antes de tudo, de recuperar um nível de atividade econômica pré-existente. Correio Braziliense de 03 de março de 2018

Antonio Oliveira Santos é presidente da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo 6

I PARAÍBA - MARÇO / 2018 I


A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo dá voz a um sistema que transforma a vida de milhares de brasileiros todos os dias. Porque nascemos com a confiança de que não há desafio impossível de ser vencido. Afinal, representamos um setor que impulsiona o Brasil na direção de um futuro melhor. Sempre.


Comércio pode abrir 20,7 mil novos estabelecimentos comerciais em 2018 Levantamento da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) mostra que, depois de três anos de queda, a geração de empregos no Brasil pode voltar a apresentar resultados positivos neste ano, mesmo com um histórico de resultados, incluindo 2017, que revele uma base comparativa ruim e um ritmo lento, mas gradual.

Ainda longe de reverter as lojas eliminadas durante a crise, a CNC projeta abertura líquida de 20,7 mil novos estabelecimentos comerciais até o fim de 2018, considerando a defasagem entre o crescimento contínuo das vendas e a natural contrapartida na abertura de novos pontos de vendas do varejo nacional. A entidade projeta, ainda, crescimento de 5,1% no volume de vendas do varejo.

Ao longo de 2017, o comparativo com igual mês do ano anterior mostrou que as vendas começaram a reagir positivamente em abril (+0,5% ante abril de 2016) e aceleraram, principalmente, na segunda metade do ano. De julho a dezembro, por exemplo, o volume de vendas avançou 7,5% ante o mesmo período de 2016, contra um avanço médio de 0,3% na primeira metade do ano. Com um avanço de 4% no volume de vendas, o ano de 2017 pode ter marcado o início da recuperação do comércio, não apenas sob esse ponto de vista, mas também quanto ao nível de ocupação. Ao longo do ano passado, 26,5 mil vagas formais foram criadas, resultado que contrasta com os saldos negativos do auge da crise do setor: -175,2 mil, em 2015, e -176,0 mil, em 2016. Até o fim de 2018, 20,7 novos estabelecimentos devem ser abertos em todo o país 8

I PARAÍBA - MARÇO / 2018 I

FOTO: RIZEMBERG FELIPE

CONTEXTO


FREEPIK.COM

O volume de vendas de chocolate em 2018 deve apresentar crescimento em relação ao ano passado

Páscoa

gera empregos e esquenta o comércio Como um reflexo da melhora na economia, o comércio varejista deve registrar a melhor Páscoa dos últimos cinco anos em 2018. É o que apontou a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), que estima que as vendas do setor neste ano devam crescer 3,5% em relação à Semana Santa do ano passado, já descontada a inflação do período. Se confirmada a projeção, 2018 registrará o melhor desempenho das vendas reais nesta data comemorativa desde 2013 (+4,8%). A queda nos preços dos chocolates (-8,0%), do azeite de oliva (-3,8%) e dos pescados (+0,2%), conforme mostra o IPCA-15, deverá estimular o crescimento das vendas. Os I PARAÍBA - MARÇO / 2018 I

estabelecimentos do varejo alimentício, tais como hiper, super e minimercados, além das lojas especializadas em produtos associados à Páscoa, deverão faturar cerca de R$ 2,2 bilhões com as vendas voltadas para a Semana Santa deste ano. Ainda segundo estimativas da CNC, cerca de 10,6 mil postos de trabalho temporário devem ser criados. Os maiores demandantes de trabalho temporário deverão ser os hiper, super e minimercados, respondendo por aproximadamente 62% do total de vagas oferecidas. Do total de vagas temporárias oferecidas pelas atividades envolvidas com a Páscoa, 7,7% deverão se tornar postos de trabalho efetivo. 9


BANCO DE IMAGENS DO SISTEMA

Equipe do Instituto Fecomércio apresentou a Pesquisa do Turismo 2018 para representantes do setor turístico

Câmara Empresarial de Turismo inicia 2018 analisando o setor A primeira reunião do ano da Câmara Empresarial de Turismo da Paraíba (CET-PB) aconteceu em janeiro no Centro de Turismo e Lazer Sesc Cabo Branco. Na ocasião, foram discutidos assuntos relacionados ao setor turístico e foi apresentada a Pesquisa Anual do Desempenho do Turismo na região metropolitana de João Pessoa. A reunião contou com a presença dos representantes da Fecomércio, da ABIH, do SEHA-JP, do Singtur, da Abrajet, do Convention Bureau, da PBTur, da Setur, do Sesc, do Senac, do Sebrae e da Fundação Casa de José Américo. Na oportunidade, foi apresentada a Pesquisa do Turismo 2018, realizada há 13 anos pelo Instituto Fecomércio de Pesquisas Econômicas e Sociais da Paraíba. O estudo mos-

10

trou que 98,80% dos visitantes estão dispostos a indicar a região metropolitana de João Pessoa (RMJP) como roteiro turístico, e 96,56% dos turistas pretendem retornar ao Estado. Os dados da pesquisa foram analisados e avaliados para se pensar em soluções para os problemas apresentados. “Saímos da reunião bastante otimistas, porque 96% dos turistas que nos visitaram ficaram com as expectativas atendidas ou superadas. Isso mostra que o turismo, em João Pessoa e na Paraíba, é um segmento promissor”, afirmou a coordenadora da Câmara Empresarial de Turismo da Paraíba, Manuelina Hardman. A CET-PB foi criada em 2012 e reúne representantes e empresários da área turística para unir esforços e apresentar novas ferramentas em prol do turismo no estado.

I PARAÍBA - MARÇO / 2018 I


Canstockphotos

EMPREGABILIDADE Um dos setores que mais crescem no país é o do Turismo, e o dia 8 de maio é a data escolhida para as comemorações dessa atividade econômica. Em 2017, os segmentos que mais sustentaram empregos formais no turismo foram os de hospedagem e de alimentação. É o que mostra o estudo inédito de Empregabilidade no Turismo, produzido pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), em parceria com o Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade (CETUR), com base em dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) do Ministério do Trabalho. Responsável pela geração de riquezas e de empregos e pela circulação de capital e de pessoas, o turismo vem se destacando no cenário econômico nacional, devido ao fluxo de pessoas que decidem investir em deslocamentos sem a realização de atividades comerciais ou o exercício de funções profissionais e trabalhistas. No ano passado, o número de pessoas ocupadas formalmente no turismo atingiu 2.921.314, com predominância dos empregos no segmento de hospedagem e alimentação (1.907.086 pessoas ocupadas, o que significa 65,3% do total). I PARAÍBA - MARÇO / 2018 I

Freepik

Turismo cresce no Brasil

Entretanto, as escolhas que as famílias fizeram nos últimos anos, devido ao desemprego e à alta dos preços e dos juros, sobretudo nos ramos das atividades econômicas ligados ao lazer e às necessidades secundárias, afetaram as atividades inerentes ao turismo. Porém, a perspectiva é de que, em 2018, haja uma recuperação, e a população possa investir ainda mais na atividade turística. 11


BANCO DE IMAGENS DO SISTEMA

Trade turístico de Campina Grande conta com parceria do Senac na oferta de cursos

No início do mês de março, a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo firmou, com o Sindicato Empresarial de Hospedagem e Alimentação de Campina Grande (SindCampina), um Termo de Cooperação para capacitar o trade turístico da cidade. A solenidade de assinatura aconteceu na unidade do Senac Paraíba, em Campina Grande, local onde as formações acontecerão. Os cursos que serão ministrados são de Garçom, Camareira, Cozinheiro, Ajudante de Garçom, Barman, Atendimento de Delivery, Gestão Financeira e Guia de Turismo. Será uma capacitação continuada dos colaboradores das empresas de turismo, como também uma oportunidade de formar pessoas interessadas em se profissionalizar em áreas específicas do setor. Para o presidente da Fecomércio Paraíba, Marconi Medeiros, “a parceria com o SindCampina dá um novo olhar ao turismo em Campina Grande, de forma sustentável e viável, 12

BANCO DE IMAGENS DO SISTEMA

Fecomércio assina Termo de Cooperação com SindCampina

Formações também abrangem a área de gastronomia

para o desenvolvimento do estado da Paraíba. O setor turístico é um mercado em constante expansão e gerador de emprego e de renda”, afirmou o presidente. I PARAÍBA - MARÇO / 2018 I


FÓRUM DE PRESIDENTES DA FECOMÉRCIO

FECOMÉRCIO RN

No mês de fevereiro, um grupo de presidentes e representantes de Federações do Comércio de vários estados do país participou do Fórum de Presidentes de Federações do Comércio, que foi realizado em Natal - Rio Grande do Norte. A Fecomércio Paraíba marcou presença com o Presidente Marconi Medeiros. O Fórum de Presidentes debateu A edição deste ano reuniu vários presidentes de Federações do Comércio sobre temas ligados à gestão das envice-presidente da Fecomércio TO, representantidades e seu relacionamento com a sociedade e do o presidente Itelvino Pisoni; Cácito Esteves, asanalisou o cenário econômico nacional e seus resessor jurídico da Fecomércio MG, representando flexos nos estados e no trabalho das instituições. o presidente do Sistema Fecomércio MG, Lázaro Participaram do evento: Marcelo Queiroz, Gonzaga; Marcelino Araújo, vice-presidente da presidente do Sistema Fecomércio RN; José RoFecomércio MA, representando o presidente do berto Tadros, presidente do Sistema Fecomércio Sistema Fecomércio MA, José Arteiro; Ademir dos AM; Eliezir Viterbino, presidente da Fecomércio Santos, presidente da Fecomércio RR; e Francisco AP; Sebastião Campos, presidente da Fecomércio Valdeci, presidente da Fecomércio PI. PA; Leandro Domingos, presidente da FecomérNo encerramento do evento, o presidente cio AC; José Marconi, presidente da Fecomérda Fecomércio RN, Marcelo Queiroz, foi homecio PB; Luiz Gastão Bittencourt, presidente do nageado com a Ordem do Mérito Comercial da Sistema Fecomércio CE; Maurício Filizola, viceAmazônia, outorgada em virtude do trabalho -presidente da Fecomércio CE; Raniery Coelho, realizado à frente do Sistema potiguar. presidente da Fecomércio RO; Domingos Tavares,

A edição do evento aconteceu em Natal À direita, o presidente da Fecomércio Paraíba, Marconi Medeiros, ao lado dos presidentes José Roberto Trados (AM), Marcelo Fernandes (RN) e Luiz Gastão Bittencourt (CE) I PARAÍBA - MARÇO / 2018 I

FECOMÉRCIO RN

Encontro de 2018 aconteceu em Natal

13


BANCO DE IMAGENS DO SISTEMA

Reunião aconteceu na sede da Fecomércio Paraíba

Marconi Medeiros presidiu a reunião

BANCO DE IMAGENS DO SISTEMA

No final de fevereiro, o Conselho Regional e os membros da direção da Fecomércio, do Sesc e do Senac se reuniram na sede da Federação do Comércio da Paraíba para discutir sobre assuntos relevantes e traçar estratégias para a atuação das entidades em todo o estado. Entre as pautas, destacou-se a apresentação dos Relatórios de Gestão do ano de 2017 do Sesc e do Senac e foram especificados, com detalhes, toda a prestação de contas do comprometimento orçamentário e financeiro, indicadores de qualidade e demais questões relacionadas às atividades desenvolvidas no ano passado.

BANCO DE IMAGENS DO SISTEMA

Conselheiros e Diretores se reúnem na capital

Conselheiros, diretores e representantes participaram da ocasião 14

I PARAÍBA - MARÇO / 2018 I


Varejo cresce 4% em 2017 A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) estima um aumento de 5% no faturamento do comércio varejista ampliado em 2018. A previsão foi realizada depois do crescimento de 4%, registrado em 2017, segundo dados da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC), divulgados em 9 de fevereiro pelo IBGE. Segundo a análise da Divisão Econômica da Confederação, o resultado, em 2017, foi o primeiro positivo do setor, desde 2013 (quando houve alta de 4,3%), e recuperou, praticamente, 1/5 das perdas provocadas pela crise econômica. “Por trás dos resultados positivos de 2017, há, claramente, a contribuição positiva da menor taxa de inflação (+2,95%) desde a implantação do regime de metas em 1999. No comércio varejista, os preços dos bens de consumo duráveis e não duráveis registraram deflação em 2017 de -1,17% e -2,69%, respectivamente, de acordo com o IPCA”, afirmou Fábio Bentes, economista da CNC. A evolução no faturamento também comprova, segundo a análise, o início do processo de recuperação do varejo no ano passado, tendência já confirmada pela recuperação parcial do emprego formal no setor (+26 mil vagas em 2017) e pela retomada da abertura líquida de lojas a partir de outubro do ano passado. Para 2018, o maior ritmo de atividade econômica, puxado pelo consumo das famílias, em um ambiente de inflação ainda baixa, e os juros menores deverão contribuir para que as vendas no varejo mantenham a tendência de alta. No varejo restrito, que exclui os segmentos de materiais de construção e automóveis, a previsão é de crescimento de 3,2% neste ano. I PARAÍBA - MARÇO / 2018 I

BANCO DE IMAGENS DO SISTEMA

e recupera parte das perdas da crise

Após período de instabilidade, comércio registra crescimento 15


CAPA

A PARAÍBA AOS O Visitantes indicam o estado como roteiro turístico

Turismo de lazer atraiu os turistas neste verão, que destacaram as praias como o maior ponto positivo da visita. A receptividade do paraibano, mais uma vez, destacou-se entre os visitantes, que afirmaram que querem voltar. As belezas naturais, a história marcante e a receptividade do seu povo fizeram com que a Paraíba conquistasse os 98,80% dos visitantes que estão dispostos a indicar a região metropolitana de João Pessoa (RMJP) como roteiro turístico. Além disso, 96,56% dos turistas pretendem retornar ao Estado. Os dados são da Pesquisa Anual do Desempenho do Turismo na Região Metropolitana de João Pessoa, realizada há 13 anos pelo Instituto Fecomércio de Pesquisas Econômicas e Sociais da Paraíba, e traz uma análise completa do turismo no local. O levantamento foi feito com os turistas que visitaram a Paraíba durante os meses de dezembro de 2017 e janeiro de 2018. A maior parte dos visitantes (73,50%) teve suas expectativas totalmente correspondidas em relação à imagem que tinham da Paraíba. É importante destacar que 70,51% dos entrevistados já conheciam a RMJP, logo, já sabiam o que a cidade ofertava. Outros 23,80% afirmaram que suas expectativas foram superadas. Por outro lado, as expectativas ficaram abaixo do esperado apenas para 2,10%. Uma das turistas que visitou a capital paraibana, em janeiro, foi Maria Pereira, que reside no Rio de Janeiro e já tinha vindo à Paraíba há 22 anos. “Amei voltar com meu esposo em João pessoa, na Paraíba. Senti muita diferença em relação ao ano de 1996, quando fui pela primeira vez. É uma cidade limpa e que tem muitos atrativos interessantes. Fiquei encantada com os pontos turísticos da cidade. Fizemos vários passeios pelas praias, de barco (catamarãs), shoppings, sem contar os artesanatos, que são maravilhosos”, elogiou.

16

I PARAÍBA - MARÇO / 2018 I


BANCO BAN B BA ANCO ANC AN A NCO N CO C O DE DE IMAGENS IMA IM IMAGE GENS G ENS EN E NSS DO N DO SISTEMA SIST SIS SI SISST TE EMA EM MA M A

LHOS DO TURISTA

As belas praias do nosso litoral foram destacadas pelos turistas FOTO: DEYSE EUZÉBIO

I PARAÍBA - MARÇO / 2018 I

17


FOTO: DEYSE EUZÉBIO

As praias do litoral Sul estão entre as preferidas pelos turistas, como Coqueirinho (38,93%) e Tambaba (27,79%)

FELIPE GESTEIRA

De acordo com 68,56% dos entrevistados pela Pesquisa Anual do Desempenho do Turismo na região metropolitana de João Pessoa, por mais um ano, as praias da Região Metropolitana foram o principal motivo da escolha de João Pessoa para aproveitar o verão. Eles disseram o porquê da escolha: praias de beleza singular e praias urbanas, com águas claras, mornas e tranquilas, e outras, em sua forma ainda bastante natural. Dentre as praias mais visitadas, estão Cabo Branco (71,74%) e Tambaú (70,02%), por serem praias urbanas, mais centrais e onde há a maior concentração de hospedagem. Em seguida, vêm Bessa (43,17%), Coqueirinho (38,93%), Manaíra (31,24%), Cabedelo (27,94%) e Tambaba (27,79%). Além das praias, os turistas escolheram a capital paraibana por causa dos atrativos naturais (29,27%), da indicação de amigos e/ou parentes (23,58%), do preço mais adequado da viagem (14,91%), da propaganda na internet (13,82%), da tranquilidade da cidade (8,67%), da proximidade com a cidade onde residem (8,40%), da indicação de agências de viagens (8,13%), para conhecer a Paraíba (7,59%), e por terem familiares ou amigos que residem no Estado (7,32%).

FOTO: IVONICE MARQUES

CAPA

68,56% dos turistas apontam as praias como principal motivo para escolha de João Pessoa

As praias urbanas do Cabo Branco e Tambaú foram as mais visitadas 18

I PARAÍBA - MARÇO / 2018 I


FOTO: DEYSE EUZÉBIO

O Centro Centtro Histórico Históórico i foi foii um dos dos atrativos atrati t tivos turísticos turíísti ticos apontados aponttados d pelos pelos l visitantes viisit itanttes

PONTOS TURÍSTICOS MAIS VISITADOS NA PARAÍBA Os pontos turísticos mais citados por terem atraído os turistas foram: o Mercado de Artesanato, visitado por 55,27% dos entrevistados, o Pôr do Sol na praia do Jacaré (47,26%), o Hotel Tambaú (30,17%), o Centro Histórico (29,54%), o Parque Solon de Lucena (28,90%) e o Farol do Cabo Branco (27,85%). Além dos locais visitados na região metropolitana, 11,08% dos turistas aproveitaram a viagem para conhecer outras cidades, como

Campina Grande (41,89%), Sousa (8,11%) e Bananeiras (6,76%). Em Campina, os pontos turísticos mais visitados foram: o Museu da Arte Popular (1,69%), o Açude Velho (1,48%), o Parque do Povo (0,63%) e o Museu de história e tecnologia do algodão (0,42%); e em Sousa, aparece o Parque dos Dinossauros, com 0,42% das visitas. É importante frisar que, nesses quesitos, a soma dos resultados ultrapassa os 100%.

A maioria dos turistas (60,33%) estava realizando turismo de lazer, o que representa altas consecutivas nos últimos cinco anos. Uma parcela significativa veio motivada pelo turismo familiar (27,40%); o turismo de negócios trouxe 4,04% dos visitantes, e o Fest Verão Paraíba, 3,14%. A maior parte dos turistas (49,25%) veio à RMJP acompanhado da família; 30,54% vieram sozinhos; 16,32%, em grupos; e 3,59% acompanharam alguma excursão. A pesquisa mostrou, ainda, que 70,51% dos respondentes já haviam estado na RMJP pelo menos uma vez, o que mostra que os turistas estão satisfeitos. Já 29,49% visitaram a Paraíba pela primeira vez, percentual com decréscimo de 2,34 p.p. na comparação com igual período do ano passado. PARAÍBA-- MARÇO / 2018 II PARAÍBA MAIO / 2017 I I

CANSTOCKPHOTOS

Satisfação dos visitantes com a Paraíba

19


CAPA

Neste ano, o Sudeste foi a principal fonte de turistas que visitaram João Pessoa, responsável por 39,07% dos visitantes. Esse resultado é superior, em 4,68 p.p., ao registrado em 2017. Desses, 59,39% são do estado de São Paulo, seguidos pelos turistas do Rio de Janeiro (24,52%), Minas Gerais (14,94%) e Espírito Santo (1,15%). Os visitantes do Nordeste aparecem em segundo lugar (37,72%) - a maior parcela (55,16%) é procedente de outras cidades paraibanas, seguidos pelos de Pernambuco (22,22%), Rio Grande do Norte (7,54%) e Alagoas (6,75%). Em relação às regiões, a Centro-oeste enviou o percentual de 11,53%; a Sul, 5,69%, e a Norte, 4,64%. Os turistas estrangeiros representam 1,35%, oriundos de países como Estados Unidos, Alemanha, França, Argentina, Portugal, Inglaterra e Turquia. Do total de visitantes, 52,10% chegaram à capital de avião; 28,14%, de ônibus; 13,02%, de automóvel particular; e 3,59%, de automóveis locados. Quanto aos meios de hospedagem, a maioria (50,15%) optou pela casa de parentes/amigos; 39,22% utilizaram os meios de hospedagem convencionais 28,44% se hospedaram em hotéis; 5,99%, em pousadas; 3,14%, em flats/hotel residência; e 1,65%, em hostel. Ressalte-se que, neste ano, o número de pessoas que utilizaram a rede hoteleira foi superior, em 4,83 p.p. ao registrado em igual período de 2017. O tempo médio de permanência do turista na região metropolitana é de nove dias. O gasto médio é outro dado importante, e a pesquisa constatou que, por dia, o turista gasta, em média, R$105,46, o que representa uma leve expansão de 0,54%, comparando-se com os dados do ano passado. O maior gasto do visitante na RMJP foi com alimentação (47,02%), diversão (20,44%), hospedagem (16,27%), compras (11,11%) e outros gastos (3,97%). 20

PROCEDÊNCIA DOS TURISTAS (%)

MG ES SP RJ PR SC RS

Serviços turísticos Os serviços turísticos compreendem um amplo conjunto de atividades nos mais diversos segmentos. O objetivo principal desse tipo de serviço é de facilitar o acesso e uso dos equipamentos de infraestrutura turística. Para os visitantes, a receptividade dos paraibanos foi considerada ótima ou boa por 96,09% dos entrevistados, e embora não seja exatamente um serviço, esse elemento está diretamente ligado ao turista e é fundamental para que ele retorne. Dentre os serviços turísticos utilizados, a gastronomia paraibana obteve o maior nível de aprovação, já que 96,63% a classificaram como “ótima ou boa”. Em seguida, aparecem guias de turismo (92,20%), diversão noturna (91,76%), comércio (91,04%), sinalização turística na cidade de João Pessoa (85,93%) e qualidade do atendimento em restaurantes, bares e lanchonetes (84,77%).

I PARAÍBA - MARÇO / 2018 I

BANCO DE IMAGENS DO SISTEMA

Sudeste foi a principal fonte de turistas


Infraestrutura, comunicação, transporte, saúde e acessibilidade (81,20%) avaliou o serviço como “ótimo ou bom”. Em relação aos serviços oferecidos pelos aplicativos de transporte privativo, o Uber foi o que recebeu a melhor avaliação - “ótima ou boa” - com 94,59% de aceitação. O transporte público foi o serviço que recebeu a menor classificação de “ótima ou boa” (70,45%). O estudo também procurou saber se a RMJP estava preparada para receber os turistas com dificuldade de se locomover, com alguma deficiência de ordem física ou motora, idosos, entre outros. Do total de respondentes, 3,14% eram pessoas com deficiência ou tinham alguém em seu grupo que necessitava de cuidados especiais. Desses, 76,19% tinham problema de locomoção. BANCO DE IMAGENS DO SISTEMA

A oferta de serviços públicos eficientes e uma boa infraestrutura urbana são importantes itens para o desenvolvimento da atividade turística. Esses aspectos foram avaliados pelos turistas com conceito “ótimo ou bom” acima de 70,00%. Também apontaram com conceito “ótimo ou bom” os serviços públicos de segurança e de limpeza na cidade de João Pessoa, 77,78% e 74,73%, respectivamente. Já os serviços de comunicação e de sinalização urbana foram apontados como “ótimos ou bons”, com percentual de 86,12% e 88,05%, respectivamente. Nas demais cidades da RMJP, o serviço de comunicação obteve 71,87% de classificação “ótima ou boa”, e a sinalização urbana, 77,96%. A maioria dos turistas que utilizaram táxi

Perfil do turista Segundo os dados da Fecomércio, 51,95% dos turistas que visitaram a Paraíba neste verão são mulheres. A maior parte (47,60%) afirmou que estava casada ou em regime de união estável. Em relação à faixa etária, a maioria tem entre 26 e 35 anos (22,75%). Quanto à renda, os que ganham até dois salários mínimos representam a maioria, com 22,46% dos entrevistados. No que diz respeito à escolaridade, a maioria dos entrevistados cursou o ensino superior completo (41,62% do total). Já em relação à ocupação, 32,19% são de empresas privadas; 20,06%, funcionários públicos; e 14,37%, autônomos ou profissionais liberais. Os aposentados e pensionistas representam 11,38%; os estudantes, 10,78%; e os empresários, 6,29%. I PARAÍBA - MARÇO / 2018 I

A turista Maria Pereira destacou as belezas e os pontos turísticos da cidade

METODOLOGIA A Pesquisa Anual do Desempenho do Turismo foi realizada no período de 27 de dezembro a 15 de janeiro. Foi levantada uma amostra de 668 turistas, consultados de forma aleatória, em variados locais, como o aeroporto, o terminal rodoviário e diversos pontos turísticos na RMJP, com destaque para João Pessoa. 21


As diversas linguagens artísticas de Wilson integram o livro lançado pelo Sesc BANCO DE IMAGENS DO SISTEMA

‘Wilson - Mutação Artística’ O ano de 2018 começou, para as Artes Visuais do Sesc Paraíba, com a exposição e o lançamento do livro ‘Wilson - Mutação Artística’. Os pessoenses participaram do vernissage, que aconteceu na galeria do Centro de Turismo e Lazer do Sesc Cabo Branco (CTL) em fevereiro. Na ocasião, o artista Wilson Figueiredo realizou um momento de autógrafos. Artista plástico, desenhista, pintor e escultor, Wilson Figueiredo apresenta a retrospectiva de sua carreira através desses trabalhos, um caminho que vai do litoral ao sertão do estado. Fascinado pelo metal, faz surgirem esculturas em chapas de ferro e parafuso, verdadeiros espetáculos que remetem ao passado e a experiências que cada pessoa vivenciou na infância. 22

BANCO DE IMAGENS DO SISTEMA

inicia roteiro de exposições de Artes Visuais do Sesc em 2018

O artista Wilson Figueiredo, em momento de autógrafos I PARAÍBA - MARÇO / 2018 I


BANCO DE IMAGENS DO SISTEMA BANCO DE IMAGENS DO SISTEMA

A exposição acontece no Sesc Cabo Branco, em João Pessoa

Para o crítico, Eudes Rocha, o artista, “valendo-se do arame, desenha cenas, os objetos e/ou as pessoas que deseja inserir na composição de cada obra e o faz com a ideia de criar efeitos de sombra provocados pela incidência da luz sobre as linhas de arame, o que resulta num criativo jogo de imagens”. O talento com que W. Figueiredo faz suas obras é surpreendente e de um expressivo valor para o universo das artes visuais, afirma o Membro da Associação Brasileira de Críticos de Arte. Na carreira de Wilson, podemos encontrar trabalhos com arame em telas, esculturas em chapa de ferro e esculturas de ferro. Suas principais obras instaladas em logradouros públicos são “Cavaleiro Alado”, “O Bem do Mar”, “Flor de Cactos”, “O Legionário”, “A Criança no Trânsito”, “Asas da Folia” e “Accauhan”. I PARAÍBA - MARÇO / 2018 I

BANCO DE IMAGENS DO SISTEMA

Criativo jogo de imagens

O artista Wilson Figueiredo entre alguns dos amigos que prestigiaram a exposição na galeria do Centro de Turismo e Lazer do Sesc Cabo Branco 23


EM JOÃO PESSOA

Para atender a contento ao público comerciário da capital, o Sesc dará início às obras de reforma e da ampliação do Sesc Centro João Pessoa. As novas instalações serão mais amplas, com arquitetura moderna e priorizarão a segurança, o conforto e a acessibilidade. Um dos destaques é o teatro que será construído na unidade e trará muito mais cultura para a cena artística da região. O prédio principal passará por reformas, mas sua estrutura será mantida por remontar à história da instituição. Serão vários os benefícios proporcionados pela estrutura: nova área de lazer, biblioteca, academia, espaço para a terceira idade, lanchonete, salão de exposição e novo ginásio com medidas oficiais. Além disso, será erguido o teatro com mais d de 300 lugares. Ao todo, serão 1113 m² de área reformada e uma área de ampliação de 5349 m². Com a reforma, o Sesc pretende atender, de forma ainda mais completa, aos trabalhadores do comércio, aos seus familiares e à

BANCO DE IMAGENS DO SISTEMA

Reforma e ampliação do Sesc Centro trará mais bem-estar para os comerciários

Projeto da reforma e ampliação do Sesc Centro João Pessoa

população de João Pessoa, proporcionando serviços e atividades nas mais diversas áreas, sempre visando ao bem-estar e à melhora da qualidade de vida.

HISTÓRICO DO SESC CENTRO JOÃO PESSOA Fundado em 1960, o Centro de Atividades Corálio Soares de Oliveira trouxe para o Centro da capital as ações de desenvolvimento social para os comerciários. Com sua fundação, o Sesc pôde ampliar as atividades socioculturais em serviços como escotismo, bandeirantismo, recreação infantil, lazer, entre outros. Quatro anos depois, em 15 de no24

vembro de 1964, a unidade inaugurou o Ginásio Esportivo Renato Ribeiro Coutinho, o que aumentou o número de atividades poliesportivas e de eventos, como a Copa de Futebol de Salão dos Comerciários, cuja primeira edição foi em 1969. Em 1991, foi implementado o Trabalho Social com Idosos, que, até hoje, é referência no programa de assistência. I PARAÍBA - MARÇO / 2018 I


I PARAÍBA - MARÇO / 2018 I

Pedro Vinícius integra o elenco da novela teen Malhação BANCO DE IMAGENS DO SISTEMA

Nascido em João Pessoa, Pedro Vinícius integra o elenco da nova temporada da Malhação: Vidas Brasileiras, novela teen da Rede Globo. O ator paraibano teve sua formação escolar na Escola Sesc Dom Ulrico, na capital da Paraíba, e continuou os estudos na Escola Sesc de Ensino Médio (ESEM), no Rio de Janeiro. Foi na ESEM que ele foi descoberto pela produção da emissora, durante uma atividade da escola. Lá, além das disciplinas convencionais, Pedro Vinícius iniciou seus estudos em teatro, como a oficina Montagem de Espetáculo, a primeira em que se inscreveu no Espaço Cultural Escola Sesc, e começou também sua atuação com apresentações como a peça ‘O Santo e a Porca’, ‘Ancora-se Neste Porto’ e ‘Say No More’. Ainda na Paraíba, Pedro já demonstrava seu talento na encenação do Auto de Natal da Escola Sesc Dom Ulrico, onde interpretou um dos narradores da história, o Narrador Fogo, em 2012 e 2013, e o Sol em 2014. “O incentivo artístico-cultural do Sesc foi a chave primordial. Comecei os estudos na rede educacional do Sesc em 2006, quando iniciei a alfabetização, atual 1º ano. Lembro que tinham eventos para comemorar datas específicas, como Dia das Mães e Páscoa, e as professoras sempre organizavam apresentações de dança e recordo que ficava muito ansioso para que os ensaios começassem. Adorava ver as apresentações das outras turmas, no entanto, eu gostava mesmo era de subir ao palco”, lembrou Pedro. Na história, em Malhação, o menino será Michael, um garoto que ajuda a mãe em uma loja de lingerie e tem fortes relações com o ambiente feminino, assunto que será abordado para falar sobre igualdade e representatividade da comunidade LGBTQ+.

RAQUEL CUNHA/GLOBO

Ex-aluno do Sesc Dom Ulrico estreia em Malhação: Vidas Brasileiras

Pedro Vinícius interpretou o elemento Fogo no Auto de Natal da Escola Sesc Dom Ulrico em 2013 25


Em março, o Sesc Paraíba comemorou o Dia Internacional da Mulher, com uma vasta programação de atividades realizadas na Escola Sesc Dom Ulrico, no Sesc Centro Campina Grande e nas unidades localizadas no sertão paraibano: Patos, Sousa e Cajazeiras. O dia 8 foi oportuno para a instituição demonstrar o valor e o respeito que tem pelas mulheres que fazem parte dela. Na Escola Sesc Dom Ulrico, as atividades alusivas foram de caráter pedagógico e interdisciplinar e foram discutidos temas como: a importância da mulher no mundo contemporâneo, os espaços que ocupam e os papéis que desempenham e uma análise da violência contra a mulher e seus índices no estado e no país. Em Campina Grande, houve a exposição ‘Mulheres que mudaram o mundo’, dinâmicas de entrosamento, alongamento funcional, acolhida musical e palestra sobre a autoestima feminina. No sertão, participaram das ações alunos do Projeto Habilidades de Estudos, Educação de Jovens e Adultos e a melhor idade do Grupo In-

BANCO DE IMAGENS DO SISTEMA

Sesc comemora Dia Internacional da Mulher com vasta programação na Paraíba

Com diversas atividades, o Sesc homenageou o público feminino pelo seu dia

tergeracional. Em Patos, as mulheres foram acolhidas com um momento musical e a entrega de mensagens. Também houve uma palestra sobre o tema ‘Mulher, um ser que nasceu para brilhar’. Já em Sousa, a melhor idade desfrutou de uma tarde de beleza com serviços de maquiagem e corte de cabelo, e os alunos do PHE e da EJA assistiram a uma palestra sobre os ‘Direitos da Mulher’. Em Cajazeiras, os alunos do PHE participaram de oficina com papel microondulado e construíram casas repletas de dizeres de valorização pessoal.

Nordeste é destaque da programação 2018 do Turismo Social As belezas do Nordeste brasileiro destacam-se na programação de excursões do Turismo Social do Sesc Paraíba para 2018. Com um foco nas riquezas naturais, históricas, arquitetônicas e culturais de cada lugar visitado, o Turismo Social promove o lazer aliado à educação e à sustentabilidade, com um olhar especial também para os destinos turísticos em nosso próprio estado. A programação dos passeios, que dura um dia, inclui destinos como o Litoral Sul (PB), Porto de Galinhas (PE), Cabaceiras (PB), Nísia Floresta (RN), Araruna (PB), Lagoa de Alcaçuz (RN) e Barra do Cunhaú (RN). Já as 26

excursões, que duram dois ou mais dias, iniciaram em março e têm como destino Maceió e Maragogi (AL); Aracaju (SE); Natal, Pureza e Santa Cruz (RN); Fazenda Betânia (PE); Aracajú e Fazenda Boa Luz (SE); Garanhuns e Arco Verde (PE); Jericoacoara (CE), Delta do Parnaíba (PI) e Lençóis Maranhenses (MA); Nísia Floresta (RN); Petrolina (PE) e Juazeiro (BA); Fortaleza (CE); Gravatá e Bezerros (PE); Triunfo (PE); Aracajú e Xingó (SE); Tamandaré (PE); Natal e Pipa (RN); e Sítio do Conde, Salvador, Itaparica e Morro de São Paulo (BA). A programação completa está disponível no site www.sescpb.com.br. I PARAÍBA - MARÇO / 2018 I


NO SESC CABO BRANCO

O estado da Paraíba foi escolhido para sediar o Encontro Regional de Comunicação do Sesc – Comitê Nordeste, que acontece nos dias 23 e 24 de abril. Assessores e técnicos de comunicação dos nove estados da região, além de representantes do Departamento Nacional da instituição, reúnem-se no Sesc Cabo Branco, na capital, para elaborar um diagnóstico acerca das especificidades regionais da Comunicação do Sesc, cujos resultados serão utilizados para endossar a construção de uma Política de Comunicação da entidade. Com uma programação desenvolvida durante dois dias de atividades, serão discutidas quais as maiores dificuldades sentidas no processo de pensar e fazer comunicação, em uma realidade regional, e quais as possibilidades de enfrentamentos a essas questões. A expectativa é de que, no segundo semestre, esse diagnóstico seja levado para o Encontro Nacional de Comunicação, cujo a data e o local ainda serão definidos.

BANCO DE IMAGENS DO SISTEMA

Paraíba sedia Encontro Regional de Comunicação

O Encontro Regional de Comunicação acontecerá no Sesc Cabo Branco

VER PARA APRENDER

BANCO DE IMAGENS DO SISTEMA

Sesc realiza entrega de óculos no interior

Com o projeto, o Sesc busca a promoção da saúde integral de seus alunos I PARAÍBA - MARÇO / 2018 I

No primeiro trimestre deste ano, a equipe da Educação em Saúde do Sesc realiza a entrega de óculos do Projeto Ver para Aprender para a população escolar das unidades de Patos, Sousa e Cajazeiras. As atividades iniciaram em 2017, com capacitação, prevenção, triagem e encaminhamento médico da saúde ocular dos participantes. No total, 462 alunos participaram do projeto. Destes, 243 apresentaram necessidade e vão receber os óculos na etapa final. A Educação em Saúde estabeleceu uma parceria com as unidades, capacitou os professores para preverem problemas oculares nos alunos e fez uma triagem para saber quais deles precisavam usar óculos e ser encaminhados para consulta médica para prescrição da receita. A doação dos óculos, que será feita pelo Sesc às pessoas de baixa renda, está prevista para acontecer até maio deste ano. O Projeto Ver para Aprender está presente em todas as unidades do Sesc. Na Paraíba, sua primeira edição foi no ano de 2006. 27


SEMANA DA ÁGUA E DA ÁRVORE NO NORDESTE

Sesc Gravatá comemora datas com visitas de escolas A importância dos recursos naturais para o planeta e para nossas vidas está cada vez mais em evidência. A educação acompanha essa tendência e encontra no Sesc Gravatá um refúgio e um exemplo prático desse cuidado com a natureza. Uma prova disso são as comemorações da Semana da Água e da Árvore, no Nordeste, que acontecem em março na unidade ecológica. As ações recebem mais de 400 visitantes por dia. Na programação da Semana da Água, a equipe da Sala de Ciências ensina sobre economia de água, preservação de rios e córregos, reuso e reciclagem de água por meio de exposições temáticas e promove diversas atividades. Já durante a Semana da Árvore no Nordeste, celebrada de 27 a 29 de março, é dado ênfase à importância da flora para o equilí-

brio ambiental, a sobrevivência da fauna, a existência das nascentes de água, os regimes de chuvas e outros benefícios resultantes da vegetação. Além disso, cada escola ou grupo plantam duas mudas. “Depois de ouvirem informações sobre a importância das árvores, os participantes realizam o plantio. Alunos e professores são estimulados a voltar ao local para acompanhar o crescimento das mudas”, explicou o gerente do Sesc Gravatá, Edgley Luiz. BANCO DE IMAGENS DO SISTEMA

Alunos plantam árvores no Sesc Gravatá

28 2 8

PARAÍBA MARÇO 2018 I P PA PAR AR A RA AÍB ÍÍB BA - M MA AR RÇ RÇO ÇO ÇO / 20 2 018 18 I


BANCO DE IMAGENS DO SISTEMA BANCO DE IMAGENS DO SISTEMA

Unidades Móveis estacionam no bairro Gervásio Maia, na Capital

BANCO DE IMAGENS DO SISTEMA

OdontoSesc oferece tratamentos dentários

BANCO DE IMAGENS DO SISTEMA

BiblioSesc promove a leitura nas comunidades

Saúde Mulher oferece exames de mamografia e citopatológico I PARAÍBA - MARÇO / 2018 I

As unidades móveis do Sesc Paraíba estacionaram, no mês de março, na Comunidade Gervásio Maia, na Capital. Nos próximos meses, o OdontoSesc, o BiblioSesc e a Unidade Saúde Mulher oferecem ao público local suas atividades de prevenção, educação e ações de saúde. A Unidade Saúde Mulher oferece, gratuitamente, exames de mamografia e citopatológico, para a prevenção do câncer de mama e de colo do útero. O OdontoSesc oferece exames de raio-x e atendimento odontológico gratuito em atividades como tratamentos de cárie, extração, profilaxia, aplicação de flúor, entre outros. Já o BiblioSesc promove a leitura através da consulta e do empréstimo de livros à comunidade. Além disso, as três unidades promovem ações educativas, como palestras, explanações, exibição de vídeos, dinâmicas e atividades em grupo para todas as idades, como forma de orientar sobre a prevenção em saúde e o incentivo à leitura. A atuação das Unidades Móveis no Gervásio Maia é uma parceria firmada entre o Sesc Paraíba e a Prefeitura Municipal de João Pessoa, por meio da Secretaria Municipal de Saúde. 29


Cursos de Manicure e Pedicure do Senac contam com parceria da Avon Para desenvolver o curso, o Senac recebe uma série de materiais, como emoliente, esfoliante, hidratante, esmaltes e removedores. Para a professora do referido curso, Elisabeth Monteiro, a parceria proporciona a percepção das diferenças dos produtos no mercado. “Eu sempre fico feliz com essa parceria porque são produtos de ótima qualidade. Nosso estudo é bem completo. Antes de usar os produtos, estudamos os ativos para que as alunas entendam a diferença do produto que trata daquele que só embeleza”, explicou a professora. BANCO DE IMAGENS DO SISTEMA

Os alunos dos Cursos de Manicure e Pedicure do Senac Paraíba aproveitam a parceria da instituição com a empresa de cosméticos Avon. Todos os produtos utilizados em sala de aula são da marca, e os estudantes também recebem um kit com material, que contém: uma bolsinha, três tipos diferente de esmalte, um amolecedor de cutículas e um removedor de esmaltes. Os itens recebidos são um incentivo para os alunos atuarem na profissão que estão aprendendo. “O material já é um excelente incentivo e só tem a contribuir com a nossa formação. A partir do curso, pretendo atuar na área, e ganhando esse kit com o material da Avon, eu já vou poder começar casa”,, comemorou a aluna do os meus treinos em casa C Curso de d Manicure M i e PedicuP di re do Senac João Pessoa, Leidjane Pereira.

BANCO DE IMAGENS DO SISTEMA

Alunos recebem capacitação profissional usando produtos Avon

30

A aluna Leidjane Pereira com o kit da Avon que recebeu no Senac I PARAÍBA - MARÇO / 2018 I


BANCO DE IMAGENS DO SISTEMA

BANCO DE IMAGENS DO SISTEMA

Alunos se capacitam com excelência para atender a demanda turística do Maior São João do Mundo

Senac capacita campinenses na área de

Gastronomia Com uma demanda crescente na área de gastronomia e hospitalidade, a cidade do Maior São João do Mundo conta com o apoio do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial da Paraíba para qualificar e aperfeiçoar profissionais para o segmento. Com diversos cursos, o Senac proporciona a Campina Grande um fortalecimento do seu mercado de trabalho, que atende, todos os anos, a uma grande demanda de turistas em bares e restaurantes da cidade. Neste início de 2018, por meio da instituição, os campinenses podem se qualificar nos Cursos de Cozinheiro, Confeiteiro e Pizzaiolo, que iniciaram as atividades letivas no final de fevereiro. O Curso de Cozinheiro acontece no I PARAÍBA - MARÇO / 2018 I

turno da manhã, com uma carga horária de 500 horas/aula, capacitando 20 profissionais. O Curso de Pizzaiolo tem carga horária de 160 horas/aula e capacita 20 alunos no turno da noite. Já o Curso de Confeiteiro acontece à tarde e capacita 20 pessoas, com uma carga horária de 300 horas/aula. Além da variedade de cursos, os estudantes contam com uma infraestrutura de ponta e que simula as modernas cozinhas utilizadas em restaurantes, com todos os equipamentos e utensílios necessários para uma prática de excelência. Dessa forma, a instituição contribui para formar profissionais de boa qualidade para atender aos milhares de turistas que visitam Campina Grande. 31


PARA O MERCADO DE TRABALHO

Senac encaminha mais de mil egressos

FREEPIK

Além de promover cursos com a Marca Senac de qualidade em toda a Paraíba, a instituição também se preocupa com o futuro dos seus alunos no mercado de trabalho. Para isso, mantém o Banco de Oportunidades, em que são cadastrados alunos e ex-alunos em busca de oportunidades de trabalho. Em 2017, de janeiro a dezembro, a instituição realizou 1.057 encaminhamentos de egressos para o mercado de trabalho, para atender à solicitação de 376 empresas que buscaram, na credibilidade do Senac, a oportunidade de ampliar seu quadro funcional com pessoas qualificadas. A maior procura das empresas foi na área de Hospitalidade, responsável por 32% dos encaminhamentos, em ocupações ligadas, sobretudo, a

Bares e a Restaurantes (cozinheiro, auxiliar de cozinha, garçom, atendente etc.). Em seguida, a área de Gestão representou 25% do total dos encaminhamentos, na captação de vendedores, recepcionistas, auxiliares administrativos, entre outros. Houve também participações consideráveis no segmento Comércio (12%) e Beleza (13%). Ligado à sazonalidade do mercado de trabalho, o Senac Paraíba visa manter o foco na realização de cursos e atividades que atendam à procura e à demanda do mercado paraibano, analisando as ocupações que tiveram um crescimento real. Foram mapeados os encaminhamentos dos egressos através das unidades do Senac, no estado da Paraíba, incluindo as Unidades Fixas e a Unidade Móvel Educacional.

Senac inicia programação em Cajazeiras O ano começou com muitas oportunidades para qualificar profissionais em Cajazeiras. A unidade do Senac Paraíba, localizada no sertão do Estado, inicia 2018 com cursos em diferentes áreas de atuação, oficinas e palestras. São vagas distribuídas em formações nos segmentos de Informática, Moda, Gestão, Design, Comunicação e Hospitalidade. A carga horária, para cada formação, varia de 30 a 90 horas/aula. Os cursos oferecidos são: Informática Inicial com Internet; Informática Aplicada à Gestão; Excel Avançado; Técnicas de Recepção e Secretariado; Massagem Relaxante; Limpeza de 32

Pele; Automaquiagem; Técnicas de Maquiagem; Artesanato em Sandálias; Inglês Básico; Oratória Avançada; Gestão de Restaurantes. Além dos cursos, a unidade oferece à população oficina e palestras com temas de interesse social: ‘Formatação de Trabalhos Acadêmicos’, ‘Gestão Eficaz de Equipe’ e ‘Sua Empresa em Foco na Web e nas Redes Sociais’ são as opções apresentadas, respectivamente. O Centro de Educação Profissional de Cajazeiras dispõe de ambientes educacionais que funcionam como verdadeiros laboratórios de aprendizagem para cursos das diversas áreas ocupacionais reconhecidos pelo MEC. I PARAÍBA - MARÇO / 2018 I


O Senac Paraíba é parceiro de 171 empresas, por meio do seu Programa de Aprendizagem – Jovem Aprendiz 2018. Neste ano, são 848 jovens que têm a oportunidade de ingressar no mundo do trabalho e conquistar seu espaço como profissional de talento por meio do projeto. Os cursos de aprendizagem, cuja carga horária total é de 1.272 horas, são voltados para jovens com idade mínima de 14 anos completos, e máxima, de 24 anos incompletos. São compostos de uma parte teórica (presencial), com 480h, ministrada no Senac, e uma parte prática, com 792h, supervisionada e operacionalizada pela empresa contratante do aprendiz. As empresas interessadas em contratar jovens aprendizes encaminham seus candidatos às unidades do Senac, conforme programação e documentação, para se matricularem. O curso é gratuito para as empresas do comércio de bens, serviços e turismo. Os cursos de aprendizagem iniciaram em fevereiro e vão até dezembro. Na Paraíba, o Programa de Aprendizagem é oferecido nas seguintes unidades: Escola Senac Dom Ulrico e Escola Senac de Gastronomia e Hotelaria, em João Pessoa; Centro de Educação Profissional de Campina Grande; Centro de Educação Profissional de Cajazeiras e Unidade Móvel Educacional, que atua em todo o estado. A empresa que participa do programa, além de cumprir com o seu papel de contratante do aprendiz, de acordo com a Legislação da Aprendizagem 10.097/00, é convidada a compartilhar experiências como parceira do Senac. Também faz parte do processo de transformação desse jovem, dando-lhe oportunidades de trabalho e ajudando a construir uma vida pessoal e profissional mais digna. I PARAÍBA - MARÇO / 2018 I

BANCO DE IMAGENS DO SISTEMA

Mais de 170 empresas contratam jovens aprendizes em parceria com o Senac

Alunos aprendem a teoria no Senac e praticam nas 171 empresas parceiras da instituição

ALGUMAS EMPRESAS PARCEIRAS DO SENAC

33


EDUCA MAIS BRASIL

Aprender idiomas ficou mais fácil para os pessoenses com as opções de cursos oferecidos pelo Senac Paraíba. O Centro de Desenvolvimento Gerencial da instituição, localizado em João Pessoa, tem uma programação com formações em Português, Inglês e Espanhol em diferentes níveis. Desde o nível básico até o avançado e com turmas de conversação, os cursos têm carga horária de 50 a 70 horas/aulas. Para participar, é preciso ter idade mínima de 12 anos. As aulas são realizadas de uma a duas vezes por semana, de segunda a sexta-feira, nos três turnos. O material utilizado pelo Senac Paraíba é da Cambridge University, que, no início do ano, realizou um treinamento com os instrutores da instituição, com o objetivo de orientar a equipe para conduzir situações de aprendizagem mediante as mudanças propostas pela editora, com o lançamento da nova edição do livro ‘Interchange Fifty Edition’, ocorrida no final de 2017. “Foi um dos poucos lugares em que encontrei professores realmente bem preparados para a nova edição, e as novidades foram absorvidas imediatamente”, relatou o instrutor, Fausto Rabelo, da Academic Consultant, ELT. 34

REPRODUÇÃO

Estude idiomas no Senac Paraíba

O material utilizado pelo Senac Paraíba é da Cambridge University I PARAÍBA - MARÇO / 2018 I


AUXILIAR DE COZINHA, GARÇOM E AGENTE DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR No dia 8 de março, o Senac Paraíba foi ao município de Queimadas para iniciar os cursos de Gastronomia através da Carreta Escola. Em solenidade, a instituição assinou o convênio com a prefeitura, para firmar uma parceria para a realização dos cursos gratuitos de Auxiliar de Cozinha, Garçom e Agente de Alimentação Escolar. Em seu discurso, o prefeito José Carlos Rego ressaltou a importância do Senac para o engrandecimento do mercado de trabalho na área. “Com esta parceria, queremos que cada aluno faça a diferença, não apenas na sua própria vida, mas na economia do município. Para isso, incentivamos que cada um possa aproveitar ao máximo esta oportunidade de qualificação de excelência com o Senac para empreender, gerar renda e movimentar o comércio de Queimadas”, ressaltou o prefeito.

BANCO DE IMAGENS DO SISTEMA

Senac firma convênio com a Prefeitura de Queimadas

A Gerente da Unidade Móvel, Marinelma Roque; a Diretora de Planejamento e Orçamento, Indira Brandão; a Diretora de Educação Profissional, Vera Lúcia; a instrutora Mônica dos Santos; ao lado do prefeito Carlos Rego e do Assessor Arlindo Pereira

GASTRONOMIA, BELEZA E INFORMÁTICA

Carretas Escola realizam cursos de qualificação As unidades móveis de Gastronomia, Beleza e Informática estacionaram, em março, em cidades da Paraíba, para promover qualificação e aperfeiçoamento profissional com vários cursos nos segmentos de atuação. A expectativa é de que, em um total de 12 cursos, 175 profissionais sejam capacitados, gratuitamente, com a Marca Senac de qualidade, até o mês de maio. A carreta de Gastronomia estacionou na cidade de Queimadas, a 20 km de Campina Grande. No local são ofertados os Cursos de Auxiliar de Cozinha e de Garçom (ambos com 240 horas/ aula) e Agente de Alimentação Escolar, com 160 horas/aula. Quarenta e cinco alunos iniciaram as I PARAÍBA - MARÇO / 2018 I

atividades letivas no início de março. A unidade móvel de Beleza, que estacionou em Santa Rita, região metropolitana da Capital, promove as qualificações profissionais em Cabelereiro Assistente (230 h/a) e Manicure e Pedicure (160 h/a) além dos aperfeiçoamentos em Produção de Noivas (40 h/a) e Colorimetria (60 h/a). No total, 60 alunos integram as atividades em Santa Rita. Já a carreta de Informática chegou à cidade litorânea de Lucena, no Litoral Norte, e capacitou 70 alunos nas qualificações de Operador de Computador (com duas turmas, de 196 h/a cada) e aperfeiçoamento em Corel Draw X5 (50 h/a), Photoshop CS5 (40 h/a) e InDesign (40 h/a). 35


BANCO DE IMAGENS DO SISTEMA

Para as atividades presenciais obrigatórias, o Senac dispõe, na Paraíba, de polos credenciados em João Pessoa e em Campina Grande.

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

Melhor ensino com a qualidade Senac Flexibilidade de tempo, espaço e dinheiro tornaram a educação a distância uma opção viável e eficiente para quem pensa em investir no aprimoramento acadêmico e profissional. O uso de ferramentas e de metodologias mais dinâmicas também são atrativos do EAD. Para as atividades presenciais obrigatórias, o Senac dispõe, na Paraíba, de polos credenciados em João Pessoa e em Campina Grande. Entre os diferenciais do Senac, tem-se a ampla oferta em diversos níveis de ensino e áreas de conhecimento. São mais de 200 opções em cursos livres, técnicos, pós-graduações e extensões universitárias com di-

36

versas ofertas, em vários segmentos, como Beleza, Comércio, Comunicação, Educação, Gastronomia, Gestão, Hospitalidade, Idiomas, Informática, Meio Ambiente, Moda, Saúde, Segurança e Turismo. Comprometido em proporcionar a melhor experiência para os alunos, o Senac vai além das características comuns do setor e oferece o melhor ensino a distância do país. Instrutores com experiência de mercado também garantem referências atualizadas e atividades práticas, que deixam os estudantes preparados para enfrentar os desafios da área em que atuam.

I PARAÍBA - MARÇO / 2018 I


paraibanidade

CONCERTO DIDÁTICO

BANCO DE IMAGENS DO SISTEMA

MÚSICA - CINEMA - ARTES VISUAIS - LITERATURA - SHOWS - EXPOSIÇÕES - TURISMO

Alunos dos Polos do Programa de Inclusão Através da Música e das Artes (PRIMA) das cidades de Itaporanga e de Patos, interior da Paraíba, reúnem-se para apresentação em João Pessoa. O concerto acontece no dia 3 de abril no Teatro Santa Rosa.

DIA INTERNACIONAL DO JAZZ João Pessoa integra o circuito mundial em comemoração ao Dia Internacional do Jazz. O Café da Usina Cultural Energisa será o palco da comemoração, que acontece simultaneamente no dia 30 de abril em vários países do mundo. Com um caráter intimista, o evento convida músicos a tocarem o estilo de forma livre.

Estão abertas as inscrições para o Salão de Artes Visuais do Sesc Paraíba 2018. Os artistas serão selecionados para integrar uma exposição coletiva que acontecerá nas cidades de João Pessoa, Campina Grande e Guarabira. As inscrições acontecem até o dia 15 de abril.

MULHERES ARTISTAS NO CELEIRO CRIATIVO Artesãs e artistas femininas expõem seus trabalhos no Celeiro – Espaço Criativo, no bairro do Altiplano, na Capital, integrando o projeto João Pessoa Artesã. A exposição coletiva inclui técnicas como pintura, bordado, vídeo, gravuras e desenhos que revelam as pesquisas visuais e as percepções poéticas das mulheres artistas. O evento é promovido pela PMJP e está em cartaz até o dia 15 de abril.

CONVERSA DE JARDIM O livro Conversa de Jardim é uma compilação de conversas entre os escritores paraibanos Maria Valéria Rezende e Roberto Menezes. A história foi construída a partir de encontros sem compromisso entre os autores, que resolveram gravar alguns desses encontros e transformá-los em literatura. O lançamento do livro acontece no dia 11 de abril, n’A Budega Arte Café, às 19h.

BANCO DE IMAGENS DO SISTEMA

SALÃO DE ARTES VISUAIS

MAIOR SÃO JOÃO DO MUNDO Os forrozeiros já estão na contagem regressiva para o Maior São João do Mundo 2018, em Campina Grande. O evento vai acontecer de 1º de junho a 1º de julho. Entre os nomes já confirmados para a festa, estão Wesley Safadão, Santanna, Elba Ramalho e o Padre Fábio de Melo, além de artistas locais, como Amazan. I PARAÍBA - MARÇO / 2018 I

37


Revista Fecomércio Ed. 34  
Revista Fecomércio Ed. 34  
Advertisement