Page 1

Manual Básico

Como evitar Acidentes Domésticos com Crianças

www.fechosul.com.br


Apresentação

Como evitar Acidentes Domésticos com Crianças

Entramos em mais uma semana da criança. Muitos não tem filhos, outros planejam ter. Mas todos nós temos contato com crianças e sabemos o quanto são frágeis e precisam de cuidados e atenção. Por isso, nessa semana dedicada aos pequenos, a Fechosul Macosul, traz este manual de como evitar acidentes comuns no ambiente doméstico, pois não estamos preocupados só em fechar sua casa com segurança, mas também em proteger as pessoas que você mais ama.


índice

Como evitar Acidentes Domésticos com Crianças Página

Assunto

4.

Principais acidentes domésticos

5.

Maneiras de prevenir: intoxicações

6.

Maneiras de prevenir: queimaduras

7.

Maneiras de prevenir: quedas

8, 9 e 10.

O quê fazer?


Pág. 4

Principais acidentes domésticos ocorridos na infância - Intoxicação: seja por remédios ou produtos de limpeza;

- Queimaduras: seja por chamas, água ou alimentos quentes;

- Quedas;


Pág. 5

Maneiras de prevenir os acidentes

Intoxicação: -Medicamentos devem estar sempre guardados em local fora do alcance de crianças, em prateleiras altas e armários trancados. Aspirina, sais solúveis de ferro e barbitúricos merecem atenção especial. - Nunca dizer às crianças que o remédio "é bom, doce e gostoso", deve-se começar desde cedo a educar as crianças sobre o perigo de ingerir tais substâncias, que podem apresentar cor, odor e gosto agradável que despertem a atenção delas. - Não utilize medicamentos sem orientação médica. - Nunca utilize ou manipule produtos perigosos sem as precauções que devem ser especificadas, leia o rótulo e as instruções. - Não armazene produtos químicos (querosene, água sanitária, por exemplo) em garrafas de refrigerante, potes e frascos vazios. Nunca guardá-los próximo a alimentos. - Durante a pintura ou aplicação de inseticidas deve-se evitar a inalação destes vapores.


Pág. 6

Maneiras de prevenir os acidentes

Queimaduras - Proteja as tomadas com protetores específicos e baratos e facilmente encontrados em home centers, supermercados e lojas de produtos infantis. Além disso, oriente seu filho a não colocar o dedo na tomada, pois ele pode frequentar outros locais que não tenham a proteção. Cuidado: as queimaduras elétricas podem ser graves, expondo a criança ao risco de morte e seqüelas. - Não deixe o ferro de passar quente ao alcance da criança, mesmo que esteja desligado. - Os cabos das panelas devem ficar virados para dentro do fogão. - Teste a temperatura de alimentos líquidos e sólidos antes de oferecer à criança. - Antes do banho, teste a temperatura da água da banheira com a parte interna do cotovelo.


Pág. 7

Maneiras de prevenir os acidentes

Quedas: - Instale grades ou redes de proteção nas janelas, sacadas e mezaninos. - Não deixe cadeiras, camas e bancos perto de janelas, pois as crianças podem escalar e se debruçar. O mesmo vale para móveis baixos perto de estantes e armários altos. - Instale portões de segurança no topo e pé das escadas. Se a escada for aberta, opte por redes ao longo dela. - Cuidado com chão liso e tapetes. Não encere o piso e providencie antiderrapantes nos tapetes para evitar escorregões. Na maioria das quedas infantis atendidas nos postos do SUS, as crianças caíram do mesmo nível, ou seja, as quedas foram causadas por tropeções, pisadas em falso ou desequilíbrios. - Oriente seu filho a brincar em locais seguros. Escadas, sacadas e lajes não são espaços de lazer. - Crianças com menos de 6 anos não devem dormir em beliches. Se não houver outro local, instale grades de proteção nas laterais. - Andadores não são recomendados pela Sociedade Brasileira de Pediatria, pois pode comprometer o desenvolvimento e causar sérias quedas.


Pág. 8

Maneiras de prevenir os acidentes

O quê fazer? Em caso de Intoxicação: - Observar atentamente o ambiente em que a vítima foi encontrada, procurar frascos, garrafas, envelopes ou cartelas de remédios, a fim de identificar o produto que causou o acidente. - Procurar manchas ou odores que possam caracterizar os produtos, verificar ou perguntar (quando possível) se a pessoa mastigou ou engoliu alguma coisa. - Lavar a pele, olhos e regiões que possam estar em contato com o produto, causando maior absorção e potencializando a intoxicação. - Ficar atento para os possíveis efeitos: desmaios, convulsões, vômitos, protegendo a vítima e evitando maiores complicações. - Levantar o maior número possível de informações a respeito da intoxicação como o nome do produto, finalidade do uso, tempo do contato, a quantidade deve ser referida no caso de ingestão, principais sintomas apresentados. - Não provocar vômito nos casos de intoxicação por corrosivos ou hidrocarbonetos (querosene, por exemplo). - Entrar em contato com um centro de referência em intoxicações para obter maiores informações e transportá-lo para o serviço de emergência, se for o caso. O tratamento baseia-se na remoção e retardo da absorção do tóxico, manutenção das funções vitais e administração de antídotos quando forem indicados. fonte: Hospital Virtual Brasileiro : http://www.hospvirt.org.br/


Pág. 9

Maneiras de prevenir os acidentes

O quê fazer? Em caso de Queimaduras: - Retire a roupa que cobre a área queimada. Se a roupa estiver grudada na área queimada lave a região até que o tecido possa ser retirado delicadamente sem aumentar a lesão. Se continuar aderido à pele, o tecido deve ser cortado ao redor do ferimento. - Remova anéis, pulseiras e colares, pois o edema se desenvolve rapidamente. - Coloque a área queimada debaixo da água fria (e não gelada) ou coloque compressas limpas e frias sobre a queimadura até que a dor desapareça. O resfriamento das lesões com água fria é o melhor tratamento de urgência da queimadura. A água alivia a dor, limpa a lesão, impede o aprofundamento das queimaduras e diminui o edema (inchação) subseqüente. - Não utilize compressas úmidas por longo tempo em queimaduras extensas, pois podem ocasionar hipotermia (a temperatura do corpo da vítima fica abaixo do normal). - Envolva a criança com lençol limpo, agasalhos, e encaminhe para o atendimento médico. - Dê um analgésico para alívio da dor. - Nas crianças conscientes e colaborativas com pequenas áreas queimadas (até 10% de SCQ) a hidratação oral com água e sucos de frutas pode ser iniciada. - Nas queimaduras extensas a perda de líquidos é muito grande e a reposição de líquidos e eletrólitos por via venosa, o mais rápido possível, é fundamental para sobrevivência do paciente.. fonte: Corpo de Bombeiros do Piauí : http://bombeirosdepicos.blogspot.com.br


Pág. 10

Maneiras de prevenir os acidentes

O quê fazer? Em caso de Quedas: - Quanto mais alta a queda, e dependendo da superfície em que ocorreu, maior a probabilidade de lesões sérias. - Segure a criança até que pare de chorar e observe sintomas diferentes do usual. Quando acionar a emergência? (SAMU - 192) - Imediatamente, se houver perda de consciência. - Imediatamente, se ocorrer trauma craniano sério. - Se a vítima apresentar sonolência, irritabilidade, alteração de comportamento, convulsão, vômitos. - Se a criança reclamar de dor, especialmente no pescoço ou no dorso. - Se persistir chorando, inconsolável. - Se estiver sangrando ou com corrimento de outro fluido do nariz, ouvidos ou boca. - Se apresentar sinais sugestivos de fraturas. - Se houver qualquer dúvida sobre os sintomas apresentados, as lesões ou o comportamento após a queda.

fonte: Blog Diga Não À Erotização Infantil : http://diganaoaerotizacaoinfantil.wordpress.com


Pág. 11

Conclusão

Nós da Fechosul Macosul, esperamos que, com este manual, você tenha aprendido muitas coisas que o ajudarão a cuidar de seus filhos ou crianças próximas à você. Nós nos preocupamos com a segurança e felicidade de todos que você ama. Desejamos um Feliz dia das Crianças à todas as crianças da sua família.

Como evitar acidentes domésticos com crianças  

Material de orientação educativa e prevenção de riscos.