Issuu on Google+

Relat贸rio de Atividades

BRASIL

3


Editorial A educação de qualidade que todos e todas desejam saiu dos sonhos e se tornou realidade! Com essa convicção sempre mais crescente lhes apresento nosso Relatório de Atividades do ano de 2013. Foram momentos de muito empenho das equipes diretivas, das comunidades, dos educadores e educadoras, dos educandos e das educandas. Os frutos foram muitos e o maior deles foi a gratidão. Compreendemos gratidão como compromisso gerado a partir do bem que se construiu junto com outras e outros. Bem que é possível de ser partilhado, multiplicado e gerador de mais vida. Pois reconhecemos que, nas comunidades onde estamos presentes, a esperança de vida nova está sempre pulsando e exigindo de nós a releitura confiante do imanente potencial transformador constitutivo das mesmas. E nisso, como Fé e Alegria Brasil, nós acreditamos incondicionalmente. De norte a sul do país nossa presença é transformada e transformadora nas comunidades educativas, pois nos concebemos como Movimento. E em movimento, nos dirigimos a todos e todas que acreditam que a Educação Popular é a propiciadora de um ambiente saudável, democrático, participativo, inclusivo, justo e humanizador. Tudo o que lhes apresentamos nesse Relatório de Atividades é verdadeiro, porém insuficiente. Verdadeiro porque reflete o caminho realizado no amor e na alegria que movem nossos centros educativos e sociais. E insuficiente porque a realidade seguirá exigindo de nós inovações e investimentos, para que seja superada a iniquidade geradora de não-vida. Que cada experiência aqui relatada gere em nossa Fé e Alegria Brasil, como também em nossos parceiros e amigos, uma crescente indignação, possível de nos desinstalar e a perguntar aos beneficiários e às beneficiárias: que direitos queres que te ajude a conquistar com a minha colaboração? Pois somos agentes que acreditam na globalização da Educação de Qualidade. Que tudo seja “para a maior gloria de Deus”.

Pe. Álvaro Negromonte,SJ Diretor Presidente.

Diretor Presidente: Pe. Álvaro Negromonte, SJ Diretor Nacional de Educação e Ação Pública: Pe. Luiz Fernando Klein, SJ Coordenação Executiva Nacional: Norival Oliveira Jornalista responsável: Rafael Felippe (MTb: 52.407) Arte e Diagramação: Carolina Haddas Fotos: Fundação Fé e Alegria do Brasil

Fundação Fé e Alegria do Brasil Rua Assungui, 626, Vila Gumercindo São Paulo, SP | Brasil Telefone: +55 (11) 5060-5800 Doações: 0300-777-5998 www.fealegria.org.br


INTRODUÇÃO A FUNDAÇÃO FÉ E ALEGRIA DO BRASIL, é uma organização da sociedade civil de direito privado, sem fins lucrativos, com sede na Rua Assungui, 626, Vila Gumercindo São Paulo-SP, CEP: 04131-001, inscrita no CNPJ sob o número 46.250.411 0001 - 36. É filiada à Federação Internacional de Fé e Alegria e participa dessa rede educativa e social com presença em 21 países da América Latina, Europa e África.

Missão

“Fé e Alegria é um Movimento Internacional de Educação Popular Integral e Promoção Social, baseado nos valores de justiça, liberdade, participação, fraternidade, respeito à diversidade e solidariedade, dirigido à população empobrecida e excluída, para contribuir com a transformação das sociedades”.


OBJETIVOS INSTITUCIONAIS A Fundação Fé e Alegria do Brasil é uma pessoa jurídica de direito privado, sem fins lucrativos ou econômicos, de caráter beneficente, educativo, cultural e de promoção social, e faz parte das obras e finalidades educativas da Companhia de Jesus. Tem como lema: “A melhor educação para os mais pobres”.

A Fundação tem como principais objetivos:

Estender a Educação Integral às Classes Desfavorecidas

a

c

Interessar os Diversos Setores Públicos e Particulares do País no Desenvolvimento Integral e no Bem-Estar da Comunidade nacional

b

Promover o Desenvolvimento Espiritual e o Bem-Estar Social das Regiões Marginalizadas;

d

Estimular a Ajuda Econômica dos Setores Públicos e Privados para o Melhor cumprimento dos Fins da Fundação.

ÁREAS DE ATUAÇÃO Sua atuação está centrada, principalmente, no trabalho junto à população infanto-juvenil e abrange as seguintes linhas de ação: 1 | Educação Formal - Educação Infantil - Ensino Fundamental - Ensino Médio - Educação Técnica - Educação de Jovens e Adultos (EJA)

4 | Formação de Educadores Populares - Formação Continuada de Docentes - Formação Continuada de Gestores - Formação de Educadores Sociais

2 | Educação Não-Formal - Educação comunitária - Atenção Integral à criança e ao adolescente em situação de risco social e pessoal (abrigamento) - Educação Popular na Rua - Formação pelo/para o Trabalho - Curso Pré-Universitário

5 | Comunicação - Rádios Educativas - Rádios Comunitárias - Portais Educativos

3 | Desenvolvimento Comunitário - Formação de Lideranças Comunitárias - Implementação de Polos Culturais e Esportivos - Inclusão Digital - Geração de Trabalho e Renda - Programas Socioambientais.

6 | Ação Pública - Participação em Campanhas - Fóruns Temáticos - Conselhos Setoriais - Articulação de Redes Sociais.


RR

A ORGANIZAÇÃO DE FÉ E ALEGRIA DO BRASIL AM

AP

PA

CE

MA

Fé e Alegria atua em 15 (quinze) Estados brasileiros, sendo que em cada uma dessas localidades está instalada uma estrutura administrativa e de pessoal, que varia de acordo com a realidade específica, a dimensão das atividades e a natureza das ações. Os Estados que contam com atuação da Fundação são os seguintes:

PI

AC

RO

TO

Amazonas

SE

Piauí

MTBahia

Rio de Janeiro

Ceará

BA

Rio Grande do Norte

Espírito Santo

DFRio Grande do Sul

Mato Grosso

Santa Catarina

GO Minas Gerais Paraíba

MG

Sede Nacional

Pernambuco MS

ES

Tocantins

SP PR SC RS

São Paulo

RJ

RN PB PE AL


Brasil

Relat贸rio de Atividades 2013


Colaboradores e Colaboradoras O quadro de colaboradores/as de Fé e Alegria Brasil, atualizado até dia 31/12/2013, soma um total de 561, divididos conforme os gráficos abaixo:

50%

Colaboradores

20% Diretores

17%

Educadores Profissionais e Técnicos

8%

Administrativo Auxiliares de Serviço

5%

Demais Colaboradores

Voluntários permanentes Voluntários eventuais Estagiários permanentes Estagiários eventuais

0%

37% 42%

21%


Financiamento Fé e Alegria No ano de 2013, Fé e Alegria Brasil teve um volume total de receitas executadas em suas atividades no valor equivalente a R$ 22.305.003. Desse total, 77% das fontes de financiamento foram nacionais, 15% de incentivos fiscais (nacionais), 7% de recursos internacionais e 1% provém de outras fontes conforme demonstra os quadros abaixo.

Fontes de Recursos por Grupo FONTES

TOTAIS

Recursos Nacionais

17.143.276

Recursos Internacionais

1.497.586

Incentivos Fiscais (Nacionais)

3.424.905

7%

7% 1%

Outros Recursos

1%

77%

77%

239.236 Total

22.305.003

Recursos Internacionais 7% Incentivos Fiscais

1%

15%

Recursos Nacionais

77%

Outros Recursos

15%

Recursos Nacionais

15%0%1% FONTES

396.527

Pessoa Física

657.769

Instituições Educacionais e Ass. Governo Federal

9.908.311

58%32.967

Governo Estadual

179.778

Governo Municipal

5.967.925 Total nacional

17.143.276

1%

2%

TOTAIS

Pessoa Jurídica

0%

Pessoa Jurídica Pessoa Física

1%

35%

2%

Instituições Educacionais e Ass.

35%

58% 4%

Governo Federal Governo Estadual Governo Municipal

35%

13%

13%

Montante de Recurso por Atuação

13%

87%

FONTES

TOTAIS

Assistência Social Educação

87%

2% 4%

4%

58%

87%

0%

Assistência Social

19.410.629

Educação

2.894.373 Total

22.305.003


Atividades Realizadas O total geral de beneficiários e beneficiárias diretos em 2013 por ações com envolvimento de Fé e Alegria Brasil foi de 20.939 pessoas nos 15 Estados abrangidos pela atuação direta. Deste total, 54% dos participantes são do sexo feminino e 46% são do sexo masculino. Quanto ao universo de beneficiários e beneficiárias, a natureza das atividades caracteriza a distribuição que pode ser conferida abaixo.

33% Detalhe Educação Formal

5% Educação Infantil Ensino Fundamental (1 a 5 anos) Ensino Fundamental (6 a 9 anos) Educação Especial

27%

35%

Beneficiários por Área de Atuação

Educação Formal

63%

Educação à Distância* Educação Não Formal Formação de Educadores Desenvolvimento Comunitário

20% 15%

0%

2%

*O percentual de Educação à Distância é menor que 1%.


Sede Nacional A Sede Nacional é a matriz de Fé e Alegria Brasil, localizada na cidade de São Paulo (SP). Em geral, suas ações têm abrangência nacional. O Relatório de Atividades 2013 aponta que a Sede Nacional atendeu 693 pessoas na Educação não Formal no Assessoramento e Defesa de Garantia de Direitos, sendo 290 homens e 403 mulheres. As ações da Sede Nacional contemplaram a formação de pessoas em 15 estados brasileiros, e são: Formação de colaboradores e colaboradoras: pela educação e defesa e garantia de direitos, projeto caracterizado como assessoramento e defesa e garantia de direitos de crianças e adolescentes, de acordo com a Resolução nº 27 de 19 de setembro de 2011. Este projeto tem como objetivo fortalecer e qualificar as ações de Fé e Alegria quanto ao seu planejamento, captação de recursos, gestão, monitoramento, avaliação, oferta e execução dos serviços e projetos socioassistenciais e para sua atuação na defesa e garantia de direitos, além de promover o acesso a conhecimento, meios, recursos e metodologias direcionadas ao aumento da participação social e ao fortalecimento do protagonismo dos usuários na reivindicação dos direitos de cidadania. Fortalecer a prática dos educadores, educadoras e colaboradores de Fé e Alegria por meio de formação presencial e à distância, em termos de qualidade educativa e processos de gestão, de forma a possibilitar a abertura de espaços e oportunidades para o exercício da cidadania ativa, no campo sócio assistencial e educativo, a criação de espaços para a defesa dos direitos socioassistenciais e educativos, bem como o fortalecimento da organização, autonomia e protagonismo do usuário. Projeto Fortalecimento Institucional: a construção de diretrizes e ações conjuntas das áreas de Ação Pública, Educação, Mobilização de Recursos e Comunicação, de forma a fortalecer as ações de incidência. Projeto Incidência em políticas públicas para a promoção da educação de qualidade para todos/as e a promoção social: fortalecer a incidência pública em âmbito nacional e local, em defesa e garantia dos direitos das crianças e adolescentes.


Amazonas No Amazonas desde 2007, Fé e Alegria desenvolve projetos nas áreas de Educação não Formal, Formação de Educadores e Desenvolvimento Comunitário. Um dos trabalhos desenvolvidos por Fé e Alegria Amazonas é o Projeto Escola Alternativa, que visa a promoção social a jovens, com aulas teóricas, passeios para estudos e pesquisas de campo. Com ele, pretende-se fortalecer e ampliar a formação de jovens entre 14 e 17 anos, para poder favorecer o acesso ao ensino superior e à faculdade. O Projeto atende aos bairros de Grande Vitória, Nova Vitória e São José IV. O objetivo principal é criar condições para que os jovens se tornem profissionais academicamente e eticamente formados, comprometidos com a transformação das condições de injustiça e desigualdade presentes na sociedade. Outro projeto é o APOEMA, que oferece a crianças que cursam o ensino fundamental atividades como oficinas de histórias, teatro, aulas teóricas, visitas e passeios no contra turno escolar. Já o Projeto Escola de Pais e Mães atende os responsáveis dos educandos/as, com realização de quatro encontros anuais, orientados por assistente social e equipe pedagógica, que visa melhorar a convivência e fortalecer o vínculo entre pais, mães e filhos/as. De acordo com o Relatório de Atividades, em 2013 Fé e Alegria Amazonas atendeu 1.091 pessoas (410H, 681M), sendo 23 na Formação de Educadores e 160 nos serviços de Promoção e Desenvolvimento Comunitário. Já na Educação não Formal, foram atendidos 788 beneficiários, divididos no projeto de apoio pedagógico (268), encontros de pais e responsáveis (240), formação para crianças e adolescentes (120) e capacitação para inserção profissional (160). Educação Formal

788

Educação Não Formal Educação à Distância Formação de Educadores Populares Desenvolvimento Comunitário

160 23 0

0


Bahia A Fundação Fé e Alegria atua na Bahia desde 1999, em Ilhéus, município litorâneo do Estado, com 185 mil habitantes e distante 450 km da capital Salvador. O principal projeto da fundação na cidade é o FAIS (Fé, Alegria e Integração Social), desenvolvido em benefício da comunidade do bairro Nossa Senhora da Vitória, com intenção de contribuir para a elevação do bem estar social, através do esporte, cultura, lazer e pelo incremento da formação do conhecimento profissional. A proposta do projeto visa também, através do diálogo, fortalecer uma parceria entre Fé e Alegria Bahia e a comunidade local, com ações voltadas ao desenvolvimento social. Oficinas são realizadas por profissionais qualificados, com apoio pedagógico, administrativo e um contínuo acompanhamento em questões referentes a cada oficina.

Segundo os dados da Estatística, a instituição atendeu 1.128 pessoas (436H, 692M) em 2013, sendo 501 crianças do 1º ao 5º ano do ensino fundamental na Educação Formal. Já na Educação não Formal, são 427 atendidos, divididos em apoio pedagógico e capacitação para a inserção profissional empregatícia. Na formação de crianças e adolescentes são 427 atendidos no Projeto de Fortalecimento de Vínculos, em período integral. Na formação de adultos são 24 no projeto de formação de líderes, promotores e defensores dos direitos humanos e 74 no EJA (Educação para Jovens e Adultos). Na Formação de Educadores Populares foram 51 participantes e outros 427 no serviço de Promoção e Desenvolvimento Comunitário.

Educação Formal Educação Não Formal Educação à Distância

501

Formação de Educadores Populares Desenvolvimento Comunitário

427 356

51 0


Ceará No Estado do Ceará, Fé e Alegria está localizada no distrito de Vazantes, situado no município de Aracoiaba, distante 73 km da capital Fortaleza, com uma população de 25 mil habitantes. O foco de atendimento está nas linhas de atuação de Educação Não Formal e Desenvolvimento Comunitário. Um dos projetos de destaque em Vazantes é o Centro de Desenvolvimento Comunitário Pe. José Anchieta. O projeto atende crianças, jovens, idosos e chefes de famílias, beneficiando a população das regiões de Vazantes, Lagoa de São João, Varjota, Ideal e Vila São Francisco.

Segundo as Estatísticas, a instituição atendeu 700 pessoas (346H, 354M) em 2013, sendo 505 (275H, 230M) na Educação não Formal. No programa de capacitação para inserção profissional e emprego, o número total de atendidos foi de 75. Na formação de crianças e jovens, o número total de atendidos foi de 374, divididos no programa de prevenção e atenção educativa a problemas de dependência química (24), grupos culturais em geral (228) e atividades esportivas (122). Na formação de adultos, foram 56 no programa de líderes, promotores e defensores dos direitos humanos. E por fim, no Desenvolvimento Comunitário, foram 195 atendidos.

Educação Formal Educação Não Formal

505

Educação à Distância Formação de Educadores Populares Desenvolvimento Comunitário

195

0

0

0

Todas essas ações têm como objetivo principal fortalecer e contribuir com o desenvolvimento das potencialidades e aquisições de novas possibilidades por parte das famílias de baixa renda de Vazantes, fortalecendo a vivência de todos os/as atendidos/as.


Espírito Santo No Espírito Santo desde 1989, Fé e Alegria desenvolve ações nos municípios de Vitória, Cariacica, Serra e Laranja da Terra. O foco do atendimento está nas linhas de Educação Formal, Educação Não Formal e Desenvolvimento Comunitário atendendo diariamente a cerca de 3.500 crianças e adolescentes. No Estado do Espírito Santo, desde sua estruturação em 1989, até o ano de 1995, Fé e Alegria atuou no atendimento direto a crianças em situação de rua. A partir de então, até o ano de 1999, passou a atuar na capacitação de educadores sociais de outras instituições. Em 2004 Fé e Alegria implantou o primeiro Centro de Educação Infantil público de Cariacica, no bairro de Nova Esperança. Atualmente o Centro de Educação Infantil Fé e Alegria atende crianças na faixa etária de 2 a 6 anos em parceria com a Prefeitura local. A filial Vitória desenvolve os projetos Viva a Vida, que abriga crianças e adolescentes de 6 a 17 anos, e Jornadas Ampliadas da Serra, que promove o acesso de crianças e adolescentes de 7 a 17 anos a uma educação de qualidade complementar à escolarização. Em Laranja da Terra é desenvolvido o Programa de Educação Ambiental, que incentiva crianças e adolescentes da rede pública da região a conviver em paz com a natureza.

Na capital Vitória e em Serra, em 2013, foram atendidos 385 pessoas (239H, 146M) na Educação não Formal, sendo 196 no programa de formação de crianças e jovens e 189 no serviço de convivência e fortalecimento de vínculos. Já em Cariacica, o total de atendidos segundo as Estatísticas foi de 1.305 (661H, 644M). Na Educação Formal foram 342 crianças, sendo 267 na educação infantil e 75 no ensino fundamental, do 1º ao 5º ano. Na Educação não Formal foram 831 atendidos, divididos no programa de educação comunitária (626), que contempla crianças e adolescentes de 6 a 15 anos, e no Projovem Adolescente (205). Ainda em Cariacica, o Serviço de Promoção e Desenvolvimento Comunitário atendeu 132 pessoas no projeto Armazém Esperança. Já em Laranja da Terra foram 263 atendidos no Programa de Educação Ambiental, na Educação não Formal.

Educação Formal

1479

Educação Não Formal Educação à Distância Formação de Educadores Populares Desenvolvimento Comunitário

342 132 0

0


Para o coordenador estadual de Fé e Alegria, Vilmar Burzlaff, o ano de 2013 foi marcado por vários desafios e conquistas. “Os desafios, como em anos anteriores, estiveram relacionados, sobretudo, ao atendimento das inúmeras demandas a partir dos recursos limitados disponíveis. As conquistas estiveram representadas pelos prêmios recebidos, que expressaram o reconhecimento público pelo trabalho efetivo desenvolvido nas comunidades de Região Metropolitana de Vitória. Desenvolvendo atividades nas áreas de educação e da assistência social, que envolveram atenção diária a crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, a equipe de Fé e Alegria ES conseguiu dedicar-se ainda ao projeto Armazém Esperança. O trabalho de incentivo à coleta seletiva do lixo doméstico, contou com a participação ativa de um grupo de adolescentes atendidos no Centro Social de Educação e cultura Fé e Alegria, e conquistou dos dois prêmios mais significativos da área ambiental no Espírito Santo: o Prêmio Ecologia (concedido pela Instituto Estadual de Meio Ambiente e a Rede Vitória de Comunicações) e o prêmio Atitude Sustentável (concedido pela Rede Gazeta de Comunicações)”.


Mato Grosso Fé e Alegria no Mato Grosso teve seu início oficialmente em setembro de 1981. Juridicamente constituiu-se como Associação Beneficente de Educação Popular Integral Fé e Alegria. Esta associação foi a mantenedora de toda a obra de Fé e Alegria no Mato Grosso até junho de 2010, quando se oficializou a implantação da filial da Fundação de Fé e Alegria em Cuiabá, capital do Estado. Em 2013 a filial Mato Grosso desenvolveu cinco projetos: CENINCA (Centro Integrado da Criança e do Adolescente), anexo ao Centro de Educação Infantil Pe. José Tem Cate, que promove o protagonismo de crianças e adolescentes de uma cidadania ativa e participativa; Centro de Educação Infantil Pe. Emílio Reinehr, que atende crianças de 1 a 4 anos em período integral como parte do processo de escolarização; Centro de Educação Infantil Pe. Rosa Mutran Maluf, que realiza atividades educativas em período integral; Centro de Educação Especial Vida e Fraternidade, que oferece oficinas pedagógicas e terapêuticas como artesanto e pintura para crianças, jovens e adultos; e o Programa de formação de menores aprendizes em serviços bancários e comerciais, com adolescentes de até 15 anos.

O total de atendidos no Mato Grosso em 2013 foi 442 (213H, 229M). Na Educação Formal foram 353 beneficiários, sendo 263 na educação infantil e outros 90 na educação especial. Na Educação à Distância, foram 19 atendidos no programa de Capacitação para o Trabalho. Já na Educação não Formal, o número de atendidos foi de 70 nos Centros de Educação Infantil.

Educação Formal Educação Não Formal Educação à Distância Formação de Educadores Populares

353

Desenvolvimento Comunitário

70 19 0

0

Em Fé e Alegria Mato Grosso, os educadores/as recebem formação para melhorar a qualidade do atendimento, aprendendo a lidar com temáticas envolvendo a realidade dos educandos/as, como questões envolvendo preconceito, violência familiar, agressividade, a importância da família, entre outros.


Minas Gerais A Fundação Fé e Alegria está presente em Minas Gerais desde o início da década de 80 quando participou do Movimento de Luta Pró-Creches, respondendo às demandas, principalmente na área da formação das educadoras da região metropolitana de Belo Horizonte. Desde então se destacou no cenário da educação e da assistência social como uma organização de luta pelo direito da criança e do adolescente e formação de educadores. Em 2003, iniciou as atividades do Centro Social de Cultura São Luiz Gonzaga, na cidade de Montes Claros. Em 2004, realizou as primeiras reuniões com a comunidade do bairro de Nova Conquista, em Santa Luzia. Em maio de 2006, após um longo trabalho de diagnóstico e formação de educadores locais, iniciou o atendimento à crianças e adolescentes com o Centro de Educação Infantil Nova Conquista. Em 2013, Fé e Alegria iniciou em Montes Claros as atividades no Centro Social de Educação e Cultura Santo Inácio de Loyola e no Centro de Educação Infantil Nhá Chica.

Na cidade de Santa Luzia, Fé e Alegria atendeu 486 pessoas (152H, 334M), sendo 73 na Educação Formal, no ensino infantil. Já na Educação não Formal foram 175 no Programa de Educação Comunitária. Na formação de adultos foram mais 145 nas escolas de pais e atividades com representantes. Na Formação de Educadores Populares foram 38 participantes e no serviço de Promoção e Desenvolvimento Comunitário mais 55 atendidos no programa Informática Educativa para Comunidade. Em Montes Claros, os centros atenderam 1.629 pessoas (604H, 1.025M). Foram 200 na Educação Formal, no ensino infantil. Na Educação não Formal foram mais 1.345 atendidos nas Oficinas e Programas Sócio Assistenciais. O Centro Social ainda atendeu 84 pessoas na Formação de Educadores Populares.

Educação Formal Educação Não Formal

1520

Educação à Distância Formação de Educadores Populares Desenvolvimento Comunitário

273 122 55 0


De acordo com Lucimary Boaventura, coordenadora da unidade Montes Claros, o ano de 2013 trouxe várias surpresas e desafios para a. “Ao iniciar o ano, esta unidade possuía apenas um centro, o Centro Social de Educação e Cultura São Luiz Gonzaga, localizado no bairro Carmelo, pois era esse o plano de trabalho desenhado para 2013. Ao fazer esse planejamento, eu nem imaginava que Deus tinha outros planos para a equipe de Fé e Alegria, um desafio maior, de assumir a educação infantil na região do grande Maracanã no mês de maio, cujo trabalho era realizado pelas irmãs Dominicanas da Anunciata que atendiam crianças de 2 a 5 anos. Assim, em pouco tempo, Fé e Alegria, praticamente triplicou o número de atendimentos. No bairro Maracanã também foi inaugurado o Centro Social de Educação e Cultura Santo Inácio de Loyola para atender crianças e adolescentes com ofertas de oficinas sócio assistenciais no contra turno escolar. E tem mais: foi idealizado o Centro de Desenvolvimento Comunitário Santa Rafaela, que visa a capacitação e profissionalização de mulheres moradoras no bairro Santa Rafaela e adjacências, com o intuito de futuramente ser criada uma cooperativa entre os participantes do projeto, a fim de que as mesmas aprendam uma profissão e gerem renda para suas respectivas famílias. Assim, todos esses acontecimentos geraram uma mudança imensa no dia-a-dia da unidade de Fé e Alegria Montes Claros. O número de colaboradores, por exemplo, aumentou de 33 para 112, em menos de um ano. Com a equipe e espaço físico aumentando de forma tão grande, foi necessária a criação da Casa de Articulação, para concentrar as atividades da coordenação, dos setores administrativo, pedagógico, social e de desenvolvimento institucional, a fim de organizar, orientar e gerenciar todas as atividades que ocorrem paralelamente em cada centro e mesmo na Rádio. De fato, os desafios foram e ainda são grandes, assim como os resultados. Mas Deus não nos abandona e nos fortalece frente a cada desafio. Hoje a unidade de Montes Claros atende cerca de 1.200 pessoas entre crianças, adolescentes, jovens e adultos, beneficiando assim centenas de famílias em situações vulneráveis. Agradeço toda a equipe que, com muita garra, coragem e ousadia contribuiu e contribui para a magnitude da obra de Fé e Alegria em Montes Claros”.


A Fundação Fé e Alegria ainda abrange outro tipo de público, na Rádio Web Fé e Alegria. A Rádio foi inaugurada em 3 de agosto de 2013 e busca, através de uma programação diversificada, levar entretenimento, educação e cidadania aos seus ouvintes, informando-lhes sobre questões com que esbarram no próprio dia-a-dia. Segundo o relatório, o alcance da Rádio abrange um público de 5 mil pessoas. Além da grade habitual, com notícias, entrevistas e música, a Rádio Web Fé e Alegria também faz coberturas de eventos ao vivo. O momento mais importante foi a transmissão do 44º Congresso Internacional de Fé e Alegria, realizado em outubro do ano passado, em São Paulo. Segundo o coordenador da Rádio, Fernando Gontijo, “o evento foi muito grande e, além de ser nossa primeira grande cobertura, tivemos vários desafios. Primeiro foi a transmissão de tudo que acontecia no congresso, juntamente com a tradução ao vivo. Depois alimentamos as redes sociais e o site e tivemos algumas problemas técnicos. Mas tudo saiu como o planejado e fico orgulhoso pelo trabalho de todos e todas. A ideia agora é transmitir o maior número de eventos por todo o Brasil”. Fernando ainda faz um balanço da atuação da Rádio. “Eu posso atestar uma grande evolução da rádio desde então. Agora nós temos uma cara, uma identidade, que foi criada aos poucos, com participação de todos os colaboradores/as, através de visitas e contatos com cada equipe. Hoje a audiência cresceu muito e levamos notícias e informação a cantos que não imaginávamos no início”, explica Fernando. A rádio web, que por enquanto não possui concessão para operar no dial de Minas Gerais, transmite programação 24 horas por dia, com notícias de Fé e Alegria, notícias gerais, entrevistas especiais, além de uma programação musical diversificada. E a expectativa é de crescimento.


Paraíba Fé e Alegria chegou a Paraíba em 2011, na capital João Pessoa, numa região socialmente vulnerável conhecida como Grande Mandacaru, promovendo serviços e programas sócio assistenciais, a partir de ações de inserção social, do fortalecimento dos vínculos familiares e do desenvolvimento de potencialidades, habilidades, talentos e de competências de crianças, adolescentes, jovens e familiares.

A Fundação na Paraíba atua na Educação não Formal e no ano de 2013 atendeu 303 pessoas (108H, 195M). Foram 31 beneficiários no programa de capacitação para inserção profissional, 170 na educação comunitária, no programa de apoio pedagógico para formação de crianças e adolescentes e outros 42 no mesmo programa, mas na formação para adultos. Já na Promoção e Desenvolvimento Comunitário foram 60 atendidos.

Educação Formal Educação Não Formal Educação à Distância Formação de Educadores Populares

243

Desenvolvimento Comunitário

60

0

0

0

O Projeto Transformando Vidas, que visa o atendimento socioeducativo e o fortalecimento de vínculos afetivos familiares atende crianças e adolescentes de 6 aos 17 anos oriundos de escolas públicas, moradores do grande Mandacaru e regiões adjacentes.


Pernambuco A Fundação Fé e Alegria chegou ao estado de Pernambuco em 2006 e um dos projetos desenvolvidos é o Amigos do Saber, na capital Recife, que contempla a Educação não Formal. Com ele, pretende-se contribuir para a inclusão e a promoção social de beneficiários da rede pública de ensino e de suas famílias, visando melhorias na qualidade de vida a partir de ações sócio assistenciais. Para atingir seus objetivos, o Amigos do Saber atua com os beneficiários e suas famílias nas seguintes atividades: educação não formal, que aborda temas que visam aprimorar a participação cidadã e a preparação para a formação integral, em especial a profissional; Catavento, que é um espaço para o desenvolvimento de programas sócio assistenciais, a partir da melhora da autoestima, da autonomia, das potencialidades e ampliação do universo informacional e cultural, além de apoio pedagógico; Grupos Culturais, que aproveitam as expressões culturais locais nas áreas de dança popular e o interesse dos jovens por música; Grupo Horizonte, que é uma ação é voltada especialmente para jovens que precisam de educação especial, envolvendo atividades de inclusão digital e social; e o Jovem Aprendiz, que atende beneficiários em situação de risco social e que estejam cursando ou que já tenham concluído o Ensino Médio. A ação serve como preparação para o mercado de trabalho.

Segundo a Estatística, Fé e Alegria Pernambuco atendeu 532 pessoas (182H, 350M) em 2013 nas áreas descritas acima. O Grupo Horizonte foi responsável pelo atendimento de 79 beneficiários. Já o Catavento atendeu 120 pessoas e o Jovem Aprendiz outros 91. Ainda de acordo com o relatório, o programa de prevenção e atenção educativa para problemas relacionados com dependência química atendeu 30 pessoas e os grupos culturais outros 127.

Educação Formal Educação Não Formal

532

Educação à Distância Formação de Educadores Populares Desenvolvimento Comunitário

0

0

0

0


Rio de Janeiro No Rio de Janeiro desde 1983, Fé e Alegria atualmente desenvolve diversas atividades no âmbito infantil, apoiando as crianças e os jovens através de atividades extracurriculares e promovendo aulas de alfabetização para adultos através do Centro Social de Educação e Cultura de Marambaia, em Nova Iguaçu. Localizado no bairro Cidade Jardim Parque Estoril, Fé e Alegria desenvolve ações com o objetivo de contribuir para o fortalecimento da comunidade da região, incrementando vínculos de pertencimento e sociabilidade, através de atividades de inserção e promoção social, prevenindo e superando situações de vulnerabilidade e risco social. O projeto oferece atendimento sócio assistencial a todas as famílias do entorno do centro.

Em 2013, Fé e Alegria atendeu 603 pessoas (297H, 306M), sendo 131 na Educação Formal (educação infantil). Na Educação não Formal são cerca de 460 contemplados nas oficinas de contra turno escolar, que também engloba as crianças da educação infantil. Já na formação de adultos, o centro atendeu 86 pessoas, sendo 34 na alfabetização de adultos e 52 na informática noturna (Inclusão Digital). Nos serviços de Promoção e Desenvolvimento Comunitário foram 102 beneficiários.

Educação Formal Educação Não Formal

460

Educação à Distância Formação de Educadores Populares Desenvolvimento Comunitário

131 102 0

0

O que se espera a partir das atividades é melhorar a qualidade de vida dos educandos/as e de suas famílias, além da redução de ocorrências de vulnerabilidade social. Espera-se que as crianças e os adolescentes consigam desenvolver seus potenciais através da criatividade e das suas atitudes, demonstrando assim avanço em seus conhecimentos. Objetiva-se também que os adultos busquem melhorias no desenvolvimento profissional e que vivam experiência de extensão e fortalecimento da cidadania.


Rio Grande do Norte No Rio Grande do Norte desde 1995, Fé e Alegria atua junto às comunidades de Felipe Camarão e Boa Esperança, através dos CEDECs (Centros de Desenvolvimento Comunitários). Um dos projetos de destaque de Fé e Alegria RN é o das bibliotecas comunitárias. Em Natal, a Fundação desenvolve o projeto Rede Social de Apoio em dois CEDEC, localizados nas comunidades do Loteamento Bom Esperança (zona norte) e Felipe Camarão (zona oeste). O objetivo principal do Projeto é contribuir para a superação de vulnerabilidade social nas regiões de atendimento, através do fortalecimento das ações que são desenvolvidas pelos Centros.

Em 2013, foram atendidas 533 pessoas (261H, 272M), sendo 513 na Educação não Formal. Destes, 158 foram atendidos no projeto de apoio pedagógico e outros 255 nos projetos dos CEDECs, através do serviço de convivência e fortalecimento de vínculos para formação de crianças e adolescentes. Já na formação de adultos foram outros 100 atendidos no serviço de convivência e fortalecimento de vínculos. Na Formação de Educadores Populares, Fé e Alegria Rio Grande do Norte contou com 20 participantes (5H, 15M).

Educação Formal Educação Não Formal

513

Educação à Distância Formação de Educadores Populares Desenvolvimento Comunitário

20 0

0

0

Entre as principais atividades disponibilizadas pelos CEDECs, que contemplam a Educação não Formal, estão as bibliotecas comunitárias, informática educativa e inclusão digital, atividades culturais, sócio assistenciais e capoeira. São realizados ainda passeios culturais, programas para o estímulo às praticas esportivas e educação física, entre outras atividades. Além disso, acontecem encontros a fim de sensibilizar e formar grupos e agentes sociais comunitários pela defesa dos direitos de crianças e adolescentes. Desta maneira, espera-se fortalecer e apoiar o desenvolvimento escolar (educativo e cultural) dos educandos/as. As famílias, especialmente as mães usuárias dos CEDECs, são convidadas a participar do monitoramento do trabalho. Como mulheres, também são animadas e conscientizadas a defender seus direitos e de seus filhos, na convivência familiar e comunitária.


Rio Grande do Sul A Fundação Fé e Alegria está presente no Rio Grande do Sul desde 2005, onde atua na capital Porto Alegre com Educação Não formal e Desenvolvimento Comunitário, por meio da Assistência Social. O trabalho desenvolvido leva em consideração as três vertentes da proteção social, atenção às pessoas, suas circunstâncias e a família. Para operacionalizar esse trabalho, a instituição trabalha com três principais programas: Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, que atende crianças e adolescentes de 6 a 15 anos, juntamente com suas famílias, oferecendo em turno inverso ao escolar, ações socioeducativas, artísticas e culturais; Formação Permanente, que realiza encontros de formação com as equipes técnica, educadores/as e voluntários; e Ação Rua, programa voltado para crianças e adolescentes em situação de rua, da região do Arquipélago e dos bairros Anchieta, Humaitá, Farrapos, Navegantes e São Geraldo. Em 2013, segundo a Estatística consolidada, Fé e Alegria RS atendeu 902 pessoas (476H, 426M). Na Educação não Formal foram 398 beneficiários, sendo 246 no programa Ação Rua, de formação de crianças e adolescentes e 152 na educação comunitária. Já na formação de adultos foram outros 32 atendidos. Nos serviços de Promoção e Desenvolvimento Comunitário foram 472 beneficiários. E na Formação de Educadores Populares foram 32 atendidos.

Educação Formal Educação Não Formal Educação à Distância Formação de Educadores Populares Desenvolvimento Comunitário

472

430

0

0

0

Entre as principais regiões atendidas em Porto Alegre estão o território Humaitá/Navegantes, que é formado pelos bairros Anchieta, Humaitá, Farrapos, Navegantes e São Geraldo, localizado na Zona Norte, e o Arquipélago do rio Guaíba, que faz parte da região do Delta do Jacuí, situado na região metropolitana da capital, que abrange os municípios de Porto Alegre, Canoas, Nova Santa Rita, Eldorado do Sul e Triunfo.


Santa Catarina Em Santa Catarina desde 1993, a Fundação Fé e Alegria promove a atenção a crianças, jovens e adultos através de programas como: educação comunitária, desenvolvimento de ações junto às famílias, alimentação complementária diária e grupo de convivência familiar. No estado a instituição atende em Palhoça, município com 150 mil habitantes e que fica na Região Metropolitana de Florianópolis. Um dos principais projetos de Fé e Alegria Santa Catarina é o CEC (Centro Social de Educação e Cultura). O programa busca atender crianças e jovens dos municípios de São José e Florianópolis e tem como objetivo desenvolver a reintegração familiar e comunitária. O CEC está localizado no bairro Vila Nova, em Palhoça, e conta com um terreno de aproximadamente 15.000 m².

Segundo o Relatório de Atividades 2013, Fé e Alegria SC atendeu 392 pessoas (192H, 200M). Na Educação não Formal, foram 158 atendidos na educação popular comunitária do Centro Pedagógico. No serviço de Desenvolvimento Comunitário foram mais 36 nos cursos de qualificação profissional e geração de renda, 40 no programa de desenvolvimento familiar e mais 158 (incluídos os beneficiários da Educação não Formal) no programa de Nutrição.

Educação Formal Educação Não Formal Educação à Distância Formação de Educadores Populares Desenvolvimento Comunitário

234 158

0

0

0

O trabalho com a comunidade se desenvolve através do controle do acesso às políticas sociais e de direitos e promove discussões sobre a liderança e a auto-organização. Também incentiva formas de geração de renda e a formação de redes sociais decorrentes, como espaços coletivos, cooperativas, emprego, renda, entre outros. A atuação da Fundação em Santa Catarina intervém juntamente com as populações vulneráveis, contribuindo para que os atendidos vislumbrem um futuro melhor e possam superar as condições de dificuldades.


São Paulo Na capital de São Paulo desde 1987, Fé e Alegria atende crianças e jovens entre 3 e 14 anos e também promove formação complementar à da escola com oficinas de temas relativos à cidadania e formação de lideranças comunitárias. Fé e Alegria São Paulo desenvolve atividades em dois Centros, nos bairros de Taipas e do Grajaú. Em Taipas, o objetivo do Centro é fazer com que os educandos/as atendidos/ as adquiram confiança de suas capacidades. E assim sendo, se tornem autônomos, críticos e motivados para agirem como cidadãos comprometidos na transformação coletiva para melhorias da comunidade. Já no Grajaú a educação comunitária é voltada para crianças de 6 a 14 anos e tenta ampliar o horizonte dos educandos/as, potencializando habilidades e despertando novos talentos.

Segundo os dados do Relatório de Atividades, em 2013 a Fundação Fé e Alegria atendeu em São Paulo 453 pessoas (209H, 244M) na Educação Formal, Educação não Formal, Formação de Educadores Populares e serviços de Desenvolvimento Comunitário. Na Educação Formal foram 125 atendidos na educação infantil. Na Educação não Formal foram 253, sendo 30 nos Centros de Educação Infantil e 223 na educação comunitária. A Formação de Educadores Populares atendeu 49 participantes e o Desenvolvimento Comunitário outros 26.

Educação Formal Educação Não Formal Educação à Distância Formação de Educadores Populares

253

Desenvolvimento Comunitário

125 49 0

26


A Educação Comunitária de Fé e Alegria SP tem como público-alvo educandos/as entre 14 e 18 anos. O programa, fundamentado na Educação Popular, se baseia em sete tópicos para que o jovem esteja efetivamente preparado para enfrentar o mercado de trabalho. São eles: Estimulação do autoconhecimento; Orientação para processos seletivos; Preparação para dinâmicas de seleção de emprego; Elaboração de currículo (individual/personalizado); Orientação para construção e bom aproveitamento da rede de relacionamento. As famílias também participam do processo de aprendizagem das crianças e adolescentes com o programa Aprendendo em Família. Nele, se desenvolvem atividades como reuniões, Dia da Família, passeios, Oficina de Artesanato, Conselho de Gestão e palestras que visam construir uma relação de confiança e parceira com o Projeto. A participação dos familiares é importante, pois assim o aprendizado se torna mais prazeroso e eficaz. Através das atividades dos centros de Taipas e Grajaú espera-se reduzir as violações dos direitos socioassistenciais, seus agravamentos e reincidência. Planeja-se também fortalecer os vínculos familiares e comunitários, visando a construção de novos projetos de vida por parte dos atendidos/as. Segundo Meire Ellen, coordenadora de atividades do Centro Social Grajaú, o ano de 2013 foi pautado por uma construção coletiva entre equipe técnica, colaboradores educandos/as no que diz respeito a melhorias de espaço físico, convivência e valorização da escolha dos educandos/as. “Estes processos foram mediados por Ágoras populares e enriquecidos através da construção do Grêmio. Assim, se deu a base de construção para a atuação no Centro no ano de 2014”. Para Meime Gabriela, coordenadora do Fé e Alegria Taipas, um ponto muito significativo foi a participação dos familiares e responsáveis nas atividades. “O desafio foi saber como fortalecer os vínculos com as famílias e ao mesmo tempo fazer com que elas tivessem papel importante na sociedade, em seu entorno ou na própria comunidade. Procuramos enfatizar os nossos projetos na participação das famílias e, dessa forma, senti que a comunidade, através dos pais, mães e membros do conselho Gestor, passou a olhar para Fé e Alegria como parte da família”.


Tocantins A Fundação Fé e Alegria atua em Tocantins desde 2002, com projetos em Tocantínia, Gurupi e Palmas. Em Tocantínia, cidade a 75 km da capital Palmas e com uma população de 7 mil habitantes, presta um atendimento personalizado para a etnia indígena Xerente no Centro Frei Antônio. Um dos projetos por Fé e Alegria Tocantins é o de Integração e Promoção Social para beneficiários/as de Fé e Alegria em Palmas. Ele é desenvolvido no Centro Pedagógico Pe. João Bosco Burnier e contribui no âmbito da promoção social e pretende potencializar as habilidades dos educandos/ as e de suas comunidades, além de colaborar para a construção de uma sociedade mais justa, participativa, solidária e sustentável. Já em Gurupi é oferecido Educação Formal para ensino infantil e fundamental e o Serviço de Promoção Social, Convivência e Fortalecimento de Vínculos, que realiza acompanhamento socioeducativo e atividades para o desenvolvimento comunitário. Com o maior número de beneficiários em Fé e Alegria Brasil, Tocantins atendeu 8.907 pessoas (4.260H, 4.647M) em 2013, na Educação Formal, Educação à Distância, Educação não Formal, Formação de Educadores Populares e Promoção e Desenvolvimento Cultural. Na Educação Formal foram 253 crianças de 1º a 5º ano do Ensino Fundamental, 991 de 6ª a 9ª série e mais 43 na educação especial. Na Educação à Distância foram atendidos 18 beneficiários, no curso de capacitação para o trabalho. Já na Educação não Formal foram 7 atendidos na educação especial, 915 nos projetos de apoio pedagógico e reforço escolar nos Centros Pedagógicos, 578 na formação de crianças e adolescentes, na prevenção educativa a problemas de dependência química, 197 nos grupos culturais, 676 nos cursos de formação humana, 855 em projetos variados dos Centros Pedagógicos e 564 pessoas em atividades esportivas. Na formação de adultos os números também são expressivos. Nas escolas de pais e mães, e representantes foram atendidos 828 pessoas. Já nos cursos de formação de líderes, promotores e defensores dos direitos humanos foram 43; no curso de convivência e formação cristã mais 74; outros 48 nas oficinas de cultura indígena; e 353 no EJA (Educação para Jovens e Adultos). No trabalho de Formação de Educadores Populares foram atendidos 11 pessoas e mais 2.435 nos serviços de Promoção e Desenvolvimento Institucional, divididos em 1.007 em saúde, 1.284 em nutrição e 144 em Desenvolvimento Comunitário. E na educação bilíngue em Akwê Xerente, foram 189 atendidos. Educação Formal

5138

Educação Não Formal Educação à Distância Formação de Educadores Populares

2435

Desenvolvimento Comunitário

1287 111 18

Para garantir os objetivos e as metas propostas, o serviço de Interação e Promoção Social se propõe a assegurar espaços de referência para o convívio social, do grupo e da comunidade. Ele atua também com o desenvolvimento de relações de afetividade, solidariedade e respeito mútuo, além da inclusão de crianças, adolescentes, jovens e famílias que se encontram em estado de vulnerabilidade social. Fé e Alegria TO quer contribuir para a promoção e o desenvolvimento social, a fim de potencializar as habilidades dos educandos/as e de suas comunidades.


JESUÍTAS BRASIL


Relatório de Atividades 2013