Page 47

Uma das medidas previstas na Lei Maria da Penha é a adoção nos currículos escolares dos alunos das séries iniciais, de uma abordagem sobre gênero e relações entre homens e mulheres, para que essas crianças aprendam, desde cedo, na escola, o respeito ao próximo e não reproduzam o modelo machista. A elaboração de políticas públicas como forma de empoderar as mulheres para que elas possam conhecer seus direitos, bem como desenvolver suas potencialidades nas áreas profissionais, sociais culturais e afetivas, também devem ser desenvolvida.

A minha maior conquista foi contribuir para que hoje as mulheres tenham uma Lei para ampará-las e possam ter uma vida digna e sem medo.

Em 2009, foi criado o Instituto Maria da Penha (IMP), uma organização não-governamental, com sede em Fortaleza e representação em Recife, sem fins lucrativos dedicado a contribuir e fortalecer mecanismos para coibir e prevenir a violência doméstica e familiar contra a mulher. Segundo Maria da Penha, “a lei que leva o meu nome veio resgatar a dignidade da mulher brasileira e com esta mesma missão fundei o Instituto Maria da Penha, que surgiu a partir da minha estória de vida pessoal, e nesta nova empreitada, contamos com o apoio da sociedade civil organizada e de instituições verdadeiramente envolvidas com seu papel transformador social, imprescindível para que possamos avançar”. O Instituto recebe doações de colaboradores, investidos em vários projetos de políticas de proteção social à mulher. Com apenas dois anos de existência, o Instituto Maria da Penha já realizou grandes ações, entre elas, o lançamento do DVD “Mulher de Lei” e da Lei Maria da Penha em Cordel do artista

Tião Simpatia, a I Conferência Internacional sobre a Lei Maria da Penha com o apoio da Embaixada dos Estados Unidos, o I Curso de Formação de Mulheres Defensoras do Direito à Cidadania com apoio da Embaixada dos Países Baixos, onde aproximadamente 100 mulheres da comunidade do Pirambu foram capacitadas, Além de ter sido 1 das 2 instituições que teve o trabalho reconhecido através do prêmio concedido pela AVON Foundation . “Eu nunca imaginei que a minha luta chegasse aonde chegou. A minha maior conquista foi contribuir para que hoje as mulheres tenham uma Lei para ampará-las e possam ter uma vida digna e sem medo. A Lei 11.340 significa o coroamento de uma luta nascida com muita dor e sofrimento. O importante para mim é saber que eu participei dessa mudança, dei a minha contribuição. É uma grande honra emprestar nome a essa Lei, que veio resgatar a cidadania e resguardar a dignidade da mulher”, diz Maria da Penha.

Ceará Imobiliário Janeiro 2012 | 47

Revista Ceará Imobiliário - Janeiro 2012  
Revista Ceará Imobiliário - Janeiro 2012  

Revista Ceará Imobiliário - a melhor revista do ramo imobiliário do Ceará, abordando diversos assuntos como: economia, meio ambiente, respon...

Advertisement