Page 33

to integra as ações do Programa Nacional de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur) em Fortaleza, convênio com o Ministério do Turismo. Segundo a coordenadora nacional do Prodetur, Josenira Pedrosa, o principal objetivo do projeto é reordenar o espaço público, regularizando e solucionando questões e problemáticas antigas na área, que não são positivas para uma cidade com um potencial turístico grande e que será Sede da Copa do Mundo de 2014.

O novo desenho da Beira-Mar prioriza a reforma dos espaços dedicados à circulação de pessoas e veículos.

A requalificação da Beira-Mar será entre o Mercado dos Peixes e a Avenida Rui Barbosa, o que compreende 3,5 quilômetros de extensão. O trecho urbanizado inclui zonas pavimentadas para vias de tráfego de veículos, estacionamentos, passeios, ciclovias,

base para a implementação futura de um bonde elétrico e calçadão para caminhadas. O aterro hidráulico será construído entre as avenidas Rui Barbosa e Desembargador Moreira. Na obra também está prevista a construção de um espigão de 230 metros de comprimento, na altura do Náutico Atlético Cearense. O novo desenho da BeiraMar prioriza a reforma dos espaços dedicados à circulação de pessoas e veículos. O projeto de reordenamento inclui: repavimentação, tratamento paisagístico e requalificação da feira de artesanatos, do mercado dos peixes, dos embarcadouros, da área de manutenção de jangada e dos quiosques. E também dará importância à prática do esporte informal na areia e à recuperação da atividade de banho de mar em praia limpa. Outros itens estão previstos no projeto da Beira-Mar, entre eles: os pavilhões de múltiplo uso, playgrounds, quiosques de serviços, áreas dedicadas ao esporte, skate park e passarelas de pesca. O Mercado dos Peixes será o primeiro equipamento a receber a intervenção. O projeto do novo mercado apresentará uma

arquitetura moderna, aliada à infraestrutura para a correta comercialização de peixes e mariscos, obedecendo integralmente às regras sanitárias da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e Vigilância Sanitária local. Os boxes serão maiores, mais ventilados e serão dotados de um mostruário em que o cliente não terá mais contato com o produto, reduzindo assim os riscos de contaminação. A nova Beira-Mar também irá aumentar o número de vagas de estacionamento em 20%, que apesar de não ser suficiente para atender à demanda, já minimiza a escassez atual de vagas. Também serão inseridas 1.600 espécies de plantas no local para amenizar o clima; hoje, existem 1.200. Além disso, a orla terá o conceito noite/dia, com iluminação em LED, que possibilitará sua utilização 24 horas por dia. “Sem dúvida será nosso maior Parque Urbano, com seus novos espaços e usos definidos, será mais fácil desenvolver o sentimento de pertença na comunidade. Condição para, em conjunto, acontecer uma melhor fiscalização e manutenção do novo Parque e grande patrimônio da Cidade de Fortaleza”, completa Josenira.

Ceará Imobiliário Janeiro 2012 | 33

Revista Ceará Imobiliário - Janeiro 2012  

Revista Ceará Imobiliário - a melhor revista do ramo imobiliário do Ceará, abordando diversos assuntos como: economia, meio ambiente, respon...

Advertisement