Page 1

LABORAÇÃO CONTÍNUA 326 BI DOS OBJETOS GELADO

Rua dos Santos Mártires, 3810-171 Aveiro · tel. 234 427 053 / fax 234 426 077 www.fabrica.cienciaviva.ua.pt · fabrica.cienciaviva@ua.pt

BIODIVERSUS BAUNILHA

MAIS VALE SABER… GELADO OU SORVETE?

Nome comum: Baunilha Nome científico: Vanilla planifolia

Possivelmente, a pergunta imediata do leitor será: “Mas então não é tudo a mesma coisa?” – Não propriamente. A designação comum de “gelado” é passível de ser dividida em duas categorias: gelado e sorvete. Como os diferenciamos, então? Um verdadeiro gelado inclui, na sua constituição, leite, leite em pó, natas, para além do sabor, natural ou artificial, entre outros ingredientes, proporcionando-lhe uma cremosidade e textura características deste alimento. Em contrapartida, um sorvete é constituído por uma solução de puré ou sumo de fruta em água que, ao congelar, lhe confere uma dureza e consistência que se assemelham mais às do gelo. Uma outra diferença notória entre ambos prende-se com o seu valor nutricional, já que o sorvete, por comparação ao gelado propriamente dito é praticamente isento de gordura.

Originária das florestas tropicais da América Central, a baunilha é uma orquídea trepadeira, de caule cilíndrico e raízes aéreas. As suas flores, verde-amareladas, têm 5 a 8 cm de comprimento, e delas originam-se os frutos (vagens alongadas), que atingem 10 a 25 cm de comprimento. No interior destes encontram-se minúsculas sementes arredondadas, de onde se extrai a vanilina, tradicionalmente conhecida como aroma de baunilha. Apesar de ser uma planta hermafrodita, contendo os órgãos femininos e masculinos na mesma flor, a sua polinização na natureza é feita unicamente por determinados insetos que não existem, por exemplo, na Europa. Já a polinização artificial é manual, o que torna a baunilha a segunda especiaria mais cara do mundo, a seguir ao açafrão. Por ser extremamente cara, houve a necessidade de sintetizar a vanilina em laboratório. Este aromatizante artificial, de produção rápida e custo baixo, tem vindo a substituir o aroma natural na indústria alimentar, farmacêutica e cosmética.

O que precisas? - Açúcar - Leite - Natas - Baunilha - Sal grosso - Gelo - Saco com fecho Como fazer? 1. Colocar num saco com fecho: 1 colher (de sopa) de açúcar, 1 colher (de chá) de baunilha, 1 chávena de leite e ½ chávena de natas. 2. Fechar o saco e agitar. 3. Colocar gelo à volta do saco até meia altura e adicionar 6 colheres de sal sobre o gelo. 4. Agitar continuamente a mistura. O que acontece? Ao fim de algum tempo, a mistura solidifica. Devido aos açúcares dissolvidos e à presença de gorduras e outros compostos, o ponto de congelação dos gelados é inferior ao ponto de congelação da água pura (0 ºC). A redução a temperaturas inferiores é conseguida com a adição de sal ao gelo. A agitação promove a introdução de ar na mistura, aumentando o seu volume e diminuindo a sensação de frio intenso na boca. É necessária agitação contínua para que não se formem cristais de gelo muito grandes, que prejudicariam a textura do gelado.

Nome: Gelado Data de nascimento: Há mais de 3000 anos Nacionalidade: China Inventor: Desconhecido Descrição: A sobremesa preferida da nobreza chinesa era uma pasta feita de leite e arroz, colocada na neve ou em câmaras frigoríficas escavadas debaixo da terra, com grossas paredes de pedra, para solidificar a receita. Na Idade Média, o explorador Marco Polo trouxe para a Europa os conhecimentos sobre os gelados, melhorados e tornados famosos, então, em Itália, em França e depois por todo o mundo. Buontalenti apurou, no séc. XIV, o gelado à base de leite: mais macio e nutritivo. Hoje, são variadíssimos os tipos e sabores que fazem a delícia de todos.

EXPERIMENTANDUM FAZER GELADOS SEM CONGELADOR

CIÊNCIA NA AGENDA 21 JUN

A Fábrica vai… à Pampilhosa da Serra, no âmbito do projecto Cientistas na Serra, com

14

A Fábrica vai… ao AgitÁgueda, em Águeda, com o

20

A Fábrica vai… à Casa Museu Egas Moniz, em

JUL

workshop de construção de fornos solares.

o jogo Volta ao mundo em 10 árvores.

30 JUN

A Fábrica vai… à Feira do Mirtilo, em Sever do Vouga, com o workshop de construção de fornos solares.

JUL

Avanca, com o workshop Ciência e Cosmética.

Laboração continua  

Edição nº 326 20 de Junho de 2013