Page 1

CADERNO C

Raízes volta à TV em oito episódios / RESGATE / Minissérie escâncara as perversidades da escravidão Fábio Trindade DA AGÊNCIA ANHANGUERA

fabio.silveira@rac.com.br

Nenhuma produção que tem como cenário a escravidão, seja ela em qualquer parte do mundo, é fácil. Barbárie, cenas fortes, sofrimento, abu-

Produção reconta a saga de Kunta Kinte, herói dos negros americanos sos, morte... é impossível abordar tempos em que os seres humanos eram tratados como uma propriedade sem mostrar os horrores que tal prática social trazia. Impossível e impensável, já que a ideia ao resgatar o tema é justamente lembrar os absurdos praticados no passado, evidenciar as lutas (que ainda continuam) pela liberda-

de e, claro, tentar evitar que o ódio racial prevaleça. Tudo isso faz parte de Raízes (Roots), fenômeno televisivo dos anos 70 que retorna às telinhas como uma nova minissérie do canal History. Baseada no romance homônimo de Alex Haley, que relata a história da escravidão de Kunta Kinte, seu ancestral, e a libertação de seus descendentes, a produção de oito episódios estreia amanhã, às 22h40, e será exibida em quatro noites seguidas, ou seja, dois episódios por dia, até quinta-feira. No elenco, nomes como Forest Whitaker (Oscar de melhor ator por O Último Reino da Escócia) como Fiddler, um escravo que tenta guiar Kunta Kinte e arrisca sua vida para ajudá-lo a escapar, e Laurence Fishburne (Matrix e ganhador de um Emmy por Tribeca). Mas quem se destaca desde o início é justamente o ator Malachi Kirby, que dá vida a Kunta, assim como a impecável produção de época e a fotografia selvagem. Utilizando recursos como um narrador e flashbacks, o enredo começa em 1750, na cidade portuária de Juffure, na região fluvial da Gâm-

CORREIO POPULAR Campinas, domingo, 16 de outubro de 2016

bia, África Ocidental. É ali que o público conhece Omoro Kinte e sua mulher Binta, um casal admirado por todos, pela força e justiça, o que fez com que o sobrenome Kinte fosse muito respeitado. Ali também eles têm o primeiro filho, o menino que se tornará o protagonista da história. Kunta é educado de acordo com os costumes e tradições do Mandingo. Ele é muito dedicado e sonha em entrar na universidade de Timbuktu para seguir carreira acadêmica. Antes disso, precisa fazer seu treinamento como guerreiro — um importante rito de iniciação mandingo. É neste momento que Kunta é traído por Koro, membro de uma família rival. Os Koro o sequestram para vendê-lo a comerciantes de escravos britânicos, mas logo o rapaz é enviado aos Estados Unidos. Por isso, a minissérie começa com o herói acorrentado no navio que o levará ao infer-

A31

no. “A maioria dos jovens não conhece a história de Raízes e a sua importância, e creio que este é o momento adequado para contá-la para esse público e para que todos possamos recordar ou conhecer seu impacto em nossa cultura e identidade”, explicou à imprensa americana o produtor LeVar Burton, vencedor de diversos prêmios Emmy. Ele diz isso porque a minissérie é um retrato histórico da escravidão nos Estados Unidos, país que vive atualmente, em pleno século 21, uma forte tensão racial por conta da violência de policiais brancos contra cidadãos negros. Além disso, a série tem como pano de fundo a saga de uma família para sobreviver, resistir e finalmente continuar seu legado, deixando para trás as grandes dificuldades enfrentadas, além de muita crueldade. Algo que, por incrível que pareça, é a saga de muitas famílias ainda hoje.

Série raízes history  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you