Page 26

I - A Escola Eficaz - 25

pois a informação, nesse processo, ultrapassa os registros tradicionalmente usados nas secretarias de escolas. Os dirigentes das escolas, a todo momento, são acionados pelas secretarias de educação e outros órgãos públicos, responsáveis por políticas e programas educacionais, a oferecer dados e informações que vão alimentar as propostas de orçamento, de ampliação de vagas, a merenda e o transporte escolar, os cursos de capacitação, a política de livros didáticos e muitas outras que fazem parte do cotidiano das escolas. Em função disso, as secretarias de educação e as escolas, através de seus dirigentes, buscam criar um sistema de informações, que reduzam e sistematizem a coleta e compilação dos dados, tornando a sua consulta mais ágil e evitando que as escolas, a cada momento, tenham que atender a demandas justapostas. Por outro lado, as escolas precisam dos dados para serem usados internamente, pelos dirigentes, professores, colegiados, no sentido de acompanhar os resultados do trabalho realizado, o atendimento das metas estabelecidas na sua Proposta Pedagógica, para orientar pais e buscar parcerias, dentre outras. Dai a necessidade de informatização das secretarias e o treinamento de pessoal na utilização dos programas desenvolvidos.

Opinião do dirigente Graus de autonomia escolar O Anexo I propõe um roteiro de avaliação da Autonomia Escolar, com os principais aspectos que podem definir os graus de autonomia administrativa, pedagógica e financeira das escolas. Ele apresenta os três níveis para refletir os estágios da autonomia em que se encontra uma escola ou rede de ensino: autonomia plena, autonomia parcial e autonomia mínima. Cada dirigente pode identificar a real situação de sua escola hoje e qual o nível de autonomia desejável, refletindo sobre os critérios colocados. Autonomia percebida e desejada Esse mesmo roteiro (anexo 1), foi aplicado a mais de 2.000 diretores de escolas públicas estaduais da Bahia, agrupados em 11 diferentes regiões. Os resultados indicam que: • em quase todos os casos, os diretores consideram que suas escolas situam-se em nível mínimo de autonomia;

Escola Eficaz  

Concetos, instrumentos e ingredientes que tornam uma escola eficaz.

Escola Eficaz  

Concetos, instrumentos e ingredientes que tornam uma escola eficaz.

Advertisement