Page 248

XIV - Voluntários: os aliados da escola na implementação do PDE - 247

Voluntários na escola: destaque para idéias e dúvidas Questão - O voluntário não vai substituir o trabalho dos profissionais e, com isso, eliminar postos de trabalho, ajudando a aumentar o descompromisso do Estado com a contratação de recursos humanos para a escola? • O voluntário exerce um trabalho complementar e em nenhuma hipótese poderá substituir os profissionais que nela trabalham. A escola deve funcionar normalmente sem os voluntários. • Voluntários e parceiros podem tornar-se porta-vozes importantes das necessidades da escola junto aos órgãos públicos, dando uma nova dimensão política e institucional ao apoio oferecido inicialmente. • Voluntários poderão desenvolver funções que hoje não são desempenhadas pela escola ou envolver crianças que hoje não são atendidas por ela. • A ação do voluntário não é uma intromissão ou ameaça ao trabalho dos professores e da escola em geral. Ele se soma ao esforço da escola. Questão - O voluntariado não será mais uma sobrecarga para a escola, que já tem tantos problemas? • De fato, se o trabalho voluntário não for bem acolhido e organizado, com pouco poderá contribuir. Desenvolver uma ação em colaboração com diferentes atores sociais não é fácil e exige um esforço adicional durante a implantação. Porém, a experiência tem demonstrado que o trabalho voluntário, depois de uma boa organização inicial feita pela instituição que o acolhe, ganha autonomia, começa a caminhar por conta própria. Questão - Não é muito arriscado a escola abrir suas portas à participação da comunidade? E se por acaso algumas pessoas inadequadas ou perigosas resolverem ser voluntárias na escola para tirar alguma vantagem? • Ao abrir as portas à participação, a escola poderá receber inscrições de todo tipo, o que não quer dizer que seja obrigada a aceitá-las. Aqui é preciso cuidado para não restringir, de maneira preconceituosa, a participação de pessoas. O importante é que todos sejam bem recebidos e cadastrados, e que sejam obtidas referências sobre a idoneidade das pessoas. • Pessoas que se apresentam com propostas com as quais a escola não concorda ou que não estão de acordo com as diretrizes da Secretaria de Educação devem ser informadas claramente sobre as prioridades e formas de atuação da escola e, eventualmente, sua colaboração pode vir a ser dispensada. Adaptado de materiais de apoio do Programa "Amigos da Escola".

Escola Eficaz  

Concetos, instrumentos e ingredientes que tornam uma escola eficaz.

Escola Eficaz  

Concetos, instrumentos e ingredientes que tornam uma escola eficaz.

Advertisement