Page 223

222 - Módulo II - Mobilizando Recursos Estratégicos

vezes, a razão desta atitude está no não reconhecimento da autoridade do diretor ou no fato de não gostarem de sua forma de exercê-la, o que os leva a pretender substituí-lo, controlar, vigiar, tomar decisões em seu lugar. A direção da escola lida com vários desses tipos de pais ao mesmo tempo. O modelo "tradicional" de família já deixou de existir ou de ser a maioria preponderante, não existindo um perfil único. Assim, é ilusão tratar os pais como se fossem uma categoria uniforme. Cada escola, em cada momento, apresenta uma diferente configuração de pais e famílias, que devem interagir com os diferentes objetivos das escolas. Numa, o desafio é ajudar os pais. Em outra, é trazer os meninos para a escola ou para a aula. Nesta, o problema é ajudar os pais a ajudar os filhos. Naquela, é canalizar a participação dos pais nas atividades que levam a resultados mais eficazes. Em todos os casos, no entanto, observam-se alguns movimentos convergentes: • cada vez mais as redes de ensino criam espaço para a participação formal dos pais na vida da escola; • famílias e pais se tornam cada vez mais interessados - ainda que de formas diferentes - na vida escolar dos filhos; • os professores se tornam cada vez mais abertos à participação dos pais.

Os pais e a escola: canais de participação Há dois mecanismos que são formas comprovadamente mais eficazes de participação: escolher a escola ou, se não puder escolher a escola, participar do Colegiado.

Escola Eficaz  

Concetos, instrumentos e ingredientes que tornam uma escola eficaz.

Escola Eficaz  

Concetos, instrumentos e ingredientes que tornam uma escola eficaz.

Advertisement