Issuu on Google+

A climatização no varejo

Fotos: Divulgação Vera Zaffari

diCAS de ArquiteturA

Conforto térmico é fundamental para o sucesso de uma unidade de varejo

P

ara o arquiteto Henrique Rocha, um projeto ideal deve ser desenvolvido mantendo os princípios de racionalidade, funcionalidade, inovação e sustentabilidade na construção. Ele faz parte da equipe de profissionais da Vera Zaffari Arquitetura, que atua há mais de 30 anos desenvolvendo projetos para grandes formatos, como redes de lojas, hiper e supermercados, shopping centers e hotéis. Apesar de apontar estas características como ideais para o projeto, o arquiteto salienta que os detalhes variam de acordo com o conceito do empreendimento, o público alvo e o negócio específico do cliente. “Cada caso é um caso. Por exemplo, as lojas voltadas para classes mais elevadas optam por um design mais limpo e moderno destacando bem o produto. Os consumidores das classes C e D preferem ter uma variedade maior de produtos e opções de compra”, explica. Segundo ele, a climatização é um dos pontos fundamentais em um empreendimento voltado para o varejo. “O

Projetos do Canoas Shopping (acima) e do L’America Shopping

ambiente deve estar em uma temperatura de acordo com as normas técnicas, calculado conforme o número de clientes que frequentam a loja. Além disso, o ideal é que os consumidores não sintam a circulação do ar, pois pode causar desconforto. São esses pequenos detalhes que interferem na preferência das pessoas”, pondera. Dentro do projeto, o papel do arquiteto é atuar junto a fornecedores e engenheiros na definição do tipo de sistema utilizado e questões relacionadas com o desempenho térmico da construção, assim como em simulações de desempenho energético. Fatores como a localização e a iluminação utilizada também interferem na climatização. “Os equipamentos que utilizamos são específicos para cada loja ou prédio. Ainda assim, buscamos sempre a opção com melhor eficiência energética e sustentável para a construção”, acrescenta o arquiteto. Uma das inovações nessa parte da construção é o uso da tecnologia cha-

mada de “Vigas e Tetos Frios” para garantir a refrigeração. Com ela, a água circula em dutos instalados na construção fazendo com que o frio seja irradiado para o ambiente. “A principal vantagem desse sistema é que ele não utiliza sistema de insuflamento de ar, reduzindo as alturas necessárias para os dutos. Por ser mais caro, ainda é pouco utilizado nos projetos”, aponta o arquiteto. A qualidade do ar interno é outro fator que preocupa os profissionais. De acordo com o arquiteto, algumas lojas já utilizam um sistema de controle de CO2, por meio de sensores. Dessa forma, o equipamento passa a recircular o ar do ambiente interno aumentando a eficiência energética dos equipamentos. *O escritório Vera Zaffari Arquitetura está localizado na Rua Padre Chagas, 147/1001, em Porto Alegre. Em seus 30 anos de atuação, já idealizou mais de 600 projetos para clientes como Supermercados da rede Walmart, Souza Cruz, Lojas Americanas e Lojas Renner.


A climatizacao no varejo