Issuu on Google+

Boletim Informativo 4º Trimestre 2010 2ºNúmero Trimestre 2010 4 / de Ano II Número 2 / Ano I


www.FARO1540.org BOLETIM INFORMATIVO Número: 4 / Ano: II

4º Trimestre de 2010

Nesta edição:

Nota Editorial

Nuno Antunes Vice-Presidente da Direcção

Caros Associados É a altura de fazer um balanço. É com muito entusiasmo que faço um balanço muito positivo da actividade da Associação FARO 1540. Começamos com o seminário sobre a problemática da praga das palmeiras, da qual permitiu ser um instrumento de divulgação e uma tentativa de erradicação da praga, que por motivos de importação afectou e continua a afectar as palmeiras no concelho de Faro. É de salientar o empenho de alguns asso-

ciados, pela dinâmica e profissionalismo que tanto caracteriza a Associação FARO 1540, nomeadamente a Eng. Cristina Carvalheira, a mentora deste evento. Outro seminário que toca na problemática da reabilitação urbana, é neste momento uma bandeira da nossa Associação. Foi um evento de grande rigor técnico, sendo um forte complemento na formação de profissionais na área da reabilitação e ordenamento do território. Para o próximo ano teremos certamente uma nova edição.

acções tão simples. Um pouco de boa vontade é o essencial para grandes acções. Conseguimos plantar mais de ´800 arvores características da região. Um outro exercício de cidadania foi a conferência “cidades pela retoma”. Os sócios da FARO1540 acreditam que a saída da actual crise financeira começa nas cidades, sendo necessário que estas “olhem” para o futuro como um motor de desenvolvimento nacional. Num breve resumo, o ano de 2010 foi um ano de sucessos onde todos estão de parabéns, projectando o rigor e o profissionalismo que tanto falta no associativismo.

A acção conjunta com o movimento Plantar Portugal foi um grande exercício de cidadania, mostrando que não é preciso milhares de euros para

FICHA TÉCNICA DIRECÇÃO Bruno Lage

REDACÇÃO

COORDENAÇÃO

(Nesta Edição)

Nuno Antunes

Bruno Lage Nuno Antunes

PAGINAÇÃO/DESIGN

Nuno Antunes

Nuno Antunes 2

NOTA EDITORIAL

2

MENSAGEM DO PRESIDENTE FARO 1540: OBJECTIVO 2011

3

SEMINÁRIO DE REABILITAÇÃO URBANA E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL FOI UM SUCESSO!

4

JANTAR CONFERÊNCIA “PIDDAC—ALGARVE, A REGIÃO PRETERIDA!”

6

SEMANA DA REFLORESTAÇÃO 7 NACIONAL PROMOVIDA PELO MOVIMENTO PLANTAR PORTUGAL

CONFERÊNCIA “CIDADES PELA 8 RETOMA—COMPETITIVIDADE E TERRITÓRIO” JANTAR DE NATAL E BLEIA-GERAL

ASSEM-

11

Investigação: Portugal é o país onde há maior dificuldade em equilibrar trabalho e vida pessoal, seguido da Espanha, Grécia e Holanda, foram as conclusões de um estudo, que consistiu num inquérito online, decorreu entre 16 e 29 de Novembro e envolveu 500 pessoas, com idades entre 25 e 65 anos. Em comparação com os restantes países onde o estudo foi realizado, Portugal é onde existe maior dificuldade em encontrar o equilíbrio entre a vida profissional e pessoal (84%), seguido de Espanha (80%), Grécia (70%) e Irlanda (39%). O estudo conclui, também, que 68% dos portugueses acreditam que a falta de energia tem impacto na vida amorosa.


MENSAGEM DO PRESIDENTE

Associação FARO 1540 - Boletim Informativo

FARO 1540: OBJECTIVO 2011

Bruno Lage Presidente da Direcção

Para o ano de 2011 a FARO 1540, depois de auscultar os seus associados, traçou como objectivos primordiais a afirmação e consolidação da associação no contexto local como uma associação dinâmica e com um forte espírito de cidadania. De igual modo vamos apostar em eventos voltados para a formação e informação. Para isso, vamos continuar ao longo do 1º semestre de 2011 com as conferências/debates “Cidades pela Retoma”, que tem como objectivo criar um fórum de discussão sobre a cidade de Faro (e o seu concelho) de forma a torná-la mais competitiva, mais atractiva e com maior qualidade de vida. Por outro lado, dado o seu sucesso, pretendese realizar o 2º Seminá-

rio de Reabilitação Urbana e Desenvolvimento Sustentável (RUDS) e vamos apostar na realização de um seminário de “Energia e Ambiente” com especial incidência na eficiência energética e nas energias renováveis. Estes dois seminários, que se pre-

te, junto da Agência Portuguesa de Ambiente o estatuto de ONGA (Organização Não Governamental de Ambiente). Pretende-se também preparar um projecto e encetar diligências no sentido de a FARO 1540 ter uma sede própria, activa, digna, com dimensão, e sustentável, que possa oferecer à cidade, ao concelho e à região um espaço aglutinador de actividades culturais.

A afirmação e consolidação da associação no contexto local tendem que venham a ter periodicidade anual, serão, juntamente com as conferências “Cidades pela Retoma”, os grandes eventos “exteriores” da nossa associação.

A componente desportiva não é esquecida em 2011 e neste sentido estão planeados mensalmente pelo menos um passeio de BTT. O projecto Bookcrossing será para continuar,

Ao mesmo tempo, espera-se, que estes dois seminários juntamente com as quotizações dos associados sejam as principais fontes de receita da FARO 1540 para 2011.

O projecto Bookcrossing será para continuar bem como a expansão e a dinamização da associação nas redes sociais electrónicas nomeada-

mente: Facebook, YouTube, Hi5 e Twitter. De referir que em Novembro está já planeada a 2ª edição da Semana da Reflorestação em parceria com o Movimento Plantar Portugal que terá especial importância em 2011, dado que é o ano Internacional das Floresta.s. Para isso está a ser já preparado pela nossa associação um banco de árvores autóctones(Azinheiras, Sobreiros, Alfarrobeiras e PinheirosMansos), pois é nossa intenção suplantar as cerca de 800 árvores plantadas em 2010. Os jantares conferência não serão esquecidos e tal como tem acontecido até hoje, de dois em dois meses, vamo-nos reunir e discutir temas de especial interesse para Faro, para a região e como não poderia deixar de ser, com interesse para os associados da FARO 1540.

Tal como nos anos anteriores vamos continuar as acções de angariação de novos associados e Nos últimos três meses depois de já sermos Quadro Social ingressaram na “Faro 1540” mais reconhecidos como 10 associados. A saber: Elisabeth Grimm; Ana Cristina ONG pelo IGESPAR Carapuça; Tiago Pina das Dores; Ana Cristina Oliveira; vamos preparar o dossier Maria Teresa Tavares; Álvaro Carvalho; José Jardim de para obter, formalmenSousa; Marcos Guia; Mariana Viola; e Sam Hadji Cyrous

3


ACTIVIDADES

Associação FARO 1540 - Boletim Informativo

dador do curso de Arquitectura Paisagista na Universidade do Algarve e 1º Presidente do Serviço Nacional de Parques, Reservas e Património Paisagístico, que abor-

Seminário de Reabilitação Urbana e Desenvolvimento Sustentável foi um sucesso! A FARO 1540 – Associação de Defesa e Promoção do Património Ambiental e Cultural de Faro, organizou no passado dia 8 de Outubro, um Seminário sobre Reabilitação Urbana e Desenvolvimento Sustentável. Este evento ficou totalmente livre de emissões de gases de efeito de estufa (Evento Carbon Free), uma vez que as emissões de CO2 geradas pelas deslocações dos participantes, energia e tratamento dos resíduos gerados foram compensadas com a plantação de árvores em terrenos de recuperação florestal autóctone. Perante uma plateia com cerca de cem participantes, que preencheram quase por completo o auditório do IPJ, gentilmente cedido por esta entidade, assistiu-se a um conjunto de excelentes oradores que apresentaram temas de bastante interesse e de grande pertinência para a realidade urbana das nossas cidades.

dou o tema “Qualidade de Vida e Expansão Urbana das cidades”. Fernando Pessoa referiu que os espaços verdes urbanos só fazem sentido se constituírem uma Estrutura Verde Urbana, que por sua vez faz parte da Estrutura Ecológica Municipal; constituindo uma rede organicamente implantada no território. Enquanto não se perceber isto, não teremos cidades com qualidade de vida digna.

Perante uma plateia com cerca de cem participantes, assistiu-se a um conjunto de excelentes oradores que apresentaram temas de bastante interesse e de grande pertinência para a realidade urbana das nossas cidades.

Já António Mortal, professor na Universidade do Algarve, o terceiro e último orador do período da manhã, abordou o tema da Ecoeficiência de Cidades e Certificação Energética. Este orador aprofundou durante a sua apresentação a questão do consumo da Energia e a questão do Regulamento das Características do Comportamento Térmico dos Edifícios (RCCTE). Após a pausa para almoço, iniciou-se o painel do período da tarde também com três oradores. O primeiro foi

Após a sessão de abertura a cargo do Presidente da Direcção da “FARO 1540” e do Presidente da Câmara Municipal de Faro, foi o conhecido artista plástico farense, Fernando da Silva Grade, o primeiro orador, abordando o tema da “Importância de uma Identidade Cultural e Arquitectónica”. Para este orador, a reabilitação urbana, num contexto mais alargado de desenvolvimento sustentável, é um imperativo do tempo actual. Contudo, essa reabilitação tem que respeitar a História e as raízes culturais, caso contrário caímos mais uma vez numa modernização bacoca, que leva à falsificação, ao artificialismo e ao pastiche. Fernando da Silva Grade concluiu que a preservação da autenticidade é condição “sine qua non” para a preservação da verdadeira identidade. Seguiu-se o Arquitecto Paisagista Fernando Pessoa, fun4


ACTIVIDADES

Associação FARO 1540 - Boletim Informativo

do actual director do curso de arquitectura Paisagista da Universidade do Algarve, Prof. Doutor Desidério Batista que apresentou uma comunicação relacionada com um os seus trabalhos de investigação, subordinada ao tema “O papel do espaço público no processo de desenvolvimento urbano sustentável”. Seguiu-se o Arquitecto Paisagista Jorge Coelho, presidente da Secção do Algarve da Associação Portuguesa de Arquitectos Paisagistas, que abordou o tema do “Planeamento Urbano Sustentável”, que referiu que o caminho para um planeamento sustentável passa pela qualificação urbana, pelo combate às alterações climáticas, no placement with communities e na dinamização Seguiu-se uma animada mesa redonda onde foram colocadas diversas questões e onde alguns dos participantes tiveram a oportunidade de apresentar os seus pontos de vista e as suas experiências sobre diferentes matérias que contribuiu para enriquecerem as conclusões deste seminário.

Os principais problemas das urbes actuais assentam essencialmente na migração urbana, na topofagia e na periferização de equipamentos e serviços.

urbana e que os principais problemas das urbes actuais assentam essencialmente na migração urbana, na topofa-

A organização dado o sucesso deste evento pretende efectuar em 2011 a 2ª edição deste seminário e agradece aos seus apoiantes nomeadamente: o Instituto Portu guês da Juventude, a Vodafone, a Lusoambiente, a revista Jardins e o Jornal Arquitecturas, que contribuíram com o seu apoio para o sucesso e afirmação deste encontro.

O caminho para um planeamento sustentável passa pela qualificação urbana, pelo combate às alterações climáticas, no placement with communities e na dinamização urbana gia e na periferização de equipamentos e serviços. Por fim, o último orador, o Engenheiro Técnico Civil Hélder Azevedo, fez uma apresentação essencialmente técnica e pratica sobre “Construção Sustentável e Reabilitação de Edifícios”. Na sua intervenção, Hélder de Azevedo apresentou casos práticos de vários métodos de reabilitação e de recuperação de edifícios e quais os melhores materiais de construção (e.g. telhas, janelas, revestimentos, pavimentos) para serem implementados tendo em conta as características culturais e climáticas da nossa região. 5


ACTIVIDADES

Associação FARO 1540 - Boletim Informativo

Jantar Conferência “PIDDAC—Algarve, A Região preterida” No dia 20 de Novembro, decorreu no Restaurante Pontinha (Faro) mais um jantar conferência da Faro 1540, desta feita subordinado ao tema “PIDDAC – Algarve, A região preterida!”, cujo orador foi o deputado à Assembleia da República, eleito nas listas do CDS pelo circulo de Faro, Dr. Artur Rego. tendo contado com a presença de 32 pessoas. de euros e Portimão é o município da região com maior verba (três milhões). Contudo, é de referir que o PIDDAC já não tem a importância que tinha à anos atrás e neste momento pode-se afirmar que já nem tem razão de existir, uma vez que as verbas atribuídas a uma região estão quase todas cabimentadas em empresas públicas e as outras verbas podem facilmente ficarem no orçamento ministerial.

O Governo deixou seis municípios algarvios de fora do Programa de Investimentos e Despesas de Desenvolvimento da Administração Central (PIDDAC) das regiões para 2011, segundo consta da proposta de Orçamento do Estado. Da lista de excluídos fazem parte os concelhos mais periféricos, ou seja, Alcoutim, Aljezur, Monchique, São Brás de Alportel, Vila do Bispo e ainda Lagoa. Segundo a proposta do PIDDAC apresentada pelo Governo, o Algarve contará em 2011 com 60,2 milhões O Algarve é a região de Portugal onde mais cresceu o índice de desemprego e onde o investimento público é diminuto. O investimento que se vê está na reconversão do parque escolar nacional e na construção da variante em Faro, no âmbito da reestruturação da Estrada Nacional 125.

O Algarve é a região de Portugal onde mais cresceu o índice de desemprego e onde o investimento público é diminuto. 6


ACTIVIDADES

Associação FARO 1540 - Boletim Informativo

utilizem como "vasos" pacotes de leite, sumo e garrafas de plástico 1,5 ou 2 litros. Para os nossos terrenos sugere-se as bolotas de sobreiros, de azinheira, alfarrobas e pinhões.

Semana da Reflorestação Nacional promovida pelo Movimento Plantar Portugal A Semana de Reflorestação Nacional 2010, promovida pelo movimento Plantar Portugal, e onde a associação FARO 1540 participou activamente, decorreu entre 21 e 28 de Novembro e a equipa de Faro alcançou amplamente os seus objectivos. Das 4 acções de reflorestação efectuadas (dia 21, 23, 27 e 28) foram plantadas perto de 800 árvores autóctones (Azinheira, Alfarrobeira, Sobreiro e Pinheiro-manso) a que se juntaram mais de 350 bolotas de Sobreiro previamente preparadas para serem plantadas, envolvendo a

Para além do sucesso que esta iniciativa teve em Faro, sendo um dos concelhos que mais árvores plantou a nível nacional, é de salientar que a nossa associada Idália Sebastião venceu o 1º concurso nacional de fotografia Plantar Portugal.

participação de mais de 50 cidadãos farenses, onde não faltou o nosso presidente da Câmara. A FARO 1540 já se está a preparar a Semana de Reflorestação 2011 e para isso está a "fabricar-se" um banco com centenas de árvores autóctones. Sugere-se que cada um de vós, nas vossas residências, comecem também a preparar o seu banco de árvores para que em 2011 o número de árvores a plantar ultrapasse as 1500 unidades. A titulo meramente sugestivo,

Foram plantadas perto de 800 árvores autóctones

7


ACTIVIDADES

Associação FARO 1540 - Boletim Informativo

à Associação FARO 1540 para organizar nesta cidade um fórum de debate que mobilizasse os cidadãos a participar num exercício de reflexão colectiva sobre o papel das cidades na actual fase de desenvolvimento do país, de forma a identificar e avaliar os seus recursos com potencial para o desenvolvimento económico e social e ajudar a definir uma “agenda local para a retoma”.

Conferência “Cidades pela Retoma—Competitividade e Território” Aos 3 dias do mês de Dezembro de 2010, por volta das 21h30 realizou-se na cidade de Faro, no Salão Nobre da Sociedade Artística Farense, uma das colectividades mais

Num momento de particular dificuldade económica e financeira do país, pretende-se com estas iniciativas sensibilizar os poderes públicos (nacionais e locais) para a pertinência e oportunidade de reflectir sobre o papel das cidades na retoma económica. Para além de diversas associações farenses que fizeram questão em marcar presença neste evento (a própria Faro 1540, a Sociedade Artística Farense, a Tertúlia Farense, a Civis, a Glocal, o BEST, o Núcleo Regional Sul da Associação Portuguesa de Engenharia do

antigas de Faro e do Algarve (fundada em 1906) uma conferência subordinada ao tema “Cidades pela Retoma – Competitividade e Território”, que contou com mais de 60 pessoas que apesar da noite fria (temperatura a rondar os 5 ºC) preencheram quase por completo este salão.

Num momento de particular dificuldade económica e financeira do país, pretende-se com estas iniciativas sensibilizar os poderes públicos (nacionais e locais) para a pertinência e oportunidade de reflectir sobre o papel das cidades na retoma económica.

Ambiente (APEA-NRS), a ARCM – Associação Recreativa e Cultural de Músicos), participaram activamente um vasto leque de cidadãos farenses (estudantes e professores universitários, economistas, engenheiros, advo-

Recorde-se que esta conferência surgiu após o convite/desafio do Movimento Cívico “Cidades pela Retoma”, 8


ACTIVIDADES

Associação FARO 1540 - Boletim Informativo

gados, arquitectos e alguns empresários). Como oradores foram convidados o presidente da Câmara Municipal de Faro (Macário Correia), o Director do Instituto Superior de Engenharia da Universidade do Algarve (Ilídio Mestre) e o professor universitário e Comissário da Faro Capital Nacional da Cultura 2005 (António Rosa Mendes). Esta conferência veio ainda a contar com a participação activa da arquitecta e verea-

- A periferia de Faro apresenta-se desmazelada e desorganizada; - A vida no centro urbano de Faro desaparece a partir das 18h00 (e em algumas zonas já é uma cidade fantasma a toda a hora do dia e da noite com uma imensidão de edifícios devolutos e altamente degradados); - Reabilitar o casco urbano é fundamental para trazer mais vida ao centro da cidade e consequentemente reavivar a economia local – com residências para estudan-

dora do urbanismo da Câmara Municipal de Faro (Teresa Correia). Cada orador usou da palavra por um período aproximado de 25 minutos, seguindo-se um participado, animado e muito produtivo debate. Os principais factos e conclusões apresentadas ao longo desta tertúlia foram: - Faro nos últimos 25 anos foi sujeita a uma série de atentados urbanísticos, onde reinava o caos e não existia uma política de ordenamento estruturada e pensada;

tes universitários, apoios para o arrendamento jovem, residenciais low-cost/pousadas da juventude, ateliers para artistas, espaços culturais; Pois está provado que gente atrai mais gente! - Contudo, não se pode pensar em reabilitar só o casco velho da cidade, urge reabilitar e reestruturar a periferia da cidade que está de igual modo morta e esquecida. Esta medida visa essencialmente criar uma cidade polinucleada e com novas centralidades;

9


ACTIVIDADES

Associação FARO 1540 - Boletim Informativo

tos na área da arquitectura, urbanismo, ambiente, turismo e no sector do mar de forma a aproveitar a “massa crítica” e o saber desta instituição; - É fundamental fixar mais jovens universitários na cidade, pois está provado que praticamente 50% dos estudantes deslocados acabam por ficar na cidade ou na região onde estudam. Mas para isso é forçoso apresentar medidas concretas de incentivo para que os jovens venham estudar para a UAlg (casas com custos controlados, mais residências universitárias, melhor política de transportes, mais marketing por parte da Universidade na apresentação dos seus cursos), pois estudar no Algarve e em Faro, para além de ser periférico saí muito caro; - Urge preservar e promover a zona histórica da cidade como forma de atrair o turismo cultural e consequentemente com mais poder de compra (Ironicamente Faro apesar de ser a capital da região mais turística do país, não tem turismo); - É necessário aumentar a oferta hoteleira na cidade, mas para isso criar pólos atractivos para os turistas terem interesse em vir à cidade;

É necessário aumentar a oferta hoteleira na cidade, mas para isso criar pólos atractivos para os turistas terem interesse em vir à cidade

- Por outro lado, “oferta gera procura” e com maior número de pessoas com estudos superiores surge uma maior “massa crítica” na cidade e surgem mais trabalhos especializados e qualificados, normalmente remunerados bem acima da média nacional contribuindo para gerar uma micro-economia forte na cidade. Para além disso, estas pessoas contribuem também para o aumento da oferta e da procura de espectáculos culturais, museus, exposições, conferências, tertúlias, o que poderá também ser interessante para o sector do turismo;

- Apostar na produção e promoção do produto regional associadas a boas campanhas de marketing (aguardente de medronho, o vinho algarvio, a laranja, a alfarroba, doçaria regional, os produtos da ria, gastronomia); - É fundamental atrair parte dos passageiros do Aeroporto Internacional de Faro que já ultrapassam os 6 milhões/ano à cidade de Faro que está situada a pouco mais de 5 km desta infra-estrutura (500 pessoas/dia na baixa da cidade de Faro geram inevitavelmente movimento, vida, animação e um estimulo ao comércio local muito significativo);

Já no final desta conferência foi planeada uma outra sessão com a designação “Cidades pela Retoma – Acessibilidades e Transportes”, que deverá ocorrer em meados de Fevereiro. Este também é um dos grandes problemas de Faro e da região.

- A Universidade é um pólo económico muito importante para a cidade, mas para além do dinheiro que os estudantes geram, esta (cidade) não aproveita a massa crítica e o conhecimento que a universidade oferece;

É fundamental atrair parte dos passageiros do Aeroporto que já ultrapassam os 6 milhões/ano à cidade de Faro

- É necessário surgir parcerias entre a UAlg e a autarquia e outras instituições para se desenvolverem projec10


ACTIVIDADES

Associação FARO 1540 - Boletim Informativo

Jantar de Natal e Assembleia-Geral Decorreu no dia 18 de Dezembro, no resstaurante/pizzaria Napoli o jantar de Natal da Faro 1540 que contou com o mestre Sam Hadji Cyrous como convidado de honra que nos brindou com uma conferência sobre a Fé Bahá´í. Logo no inicio do jantar decorreu uma AssembleiaGeral, liderada pelo presidente da Mesa Fernando Leitão Correia, que visava apresentar e aprovar o Plano de Actividades e Orçamento para 2011. Historicamente e até ao seu estabelecimento como comunidade de âmbito mundial, a Fé Bahá’í nasceu e desenvolveu-se no médio oriente, inicialmente na Pérsia, actual Irão, mas também no Iraque e em Israel, este último é o país onde actualmente se situa o Centro Administrativo Internacional, gerido por 9 representantes eleitos de 5 em 5 anos.

O presidente da Direcção aproveitou o ponto um da ordem de trabalhos “Informações Diversas” para fazer um balanço da actividade da Faro 1540 durante o ano 2010, bem como do quadro financeiro que foi francamente positivo.

Actualmente a Comunidade Internacional Bahá’í estimase ser formada por pelo menos 6 milhões de seguidores, de mais de 2000 grupos étnicos, tribais e raciais, vivendo em 235 países e territórios dependentes. A Fé Bahá'í é considerada por muitos como a segunda religião mais difundida geograficamente no mundo logo após ao Cristianismo. Actualmente, os países com um maior número de Bahá’ís são: EUA, Índia, Colômbia e Irão. Percentualmente, os países com maior percentagem de bahá’ís são algumas das ilhas do Pacifico, como Kiribati, Vanuatu, Samoa e Tonga. Em Portugal existem cerca de 8000 bahá’ís.

No ponto dois foi apresentado de forma detalhada o Plano de Actividades e o Orçamento para 2011 tendo estes dois documentos sido aprovados por unanimidade.

A data histórica que marca o nascimento da Fé Bahá’í é o ano de 1844. Data em que o Seu Fundador, Bahá’u’lláh, declarou publicamente ser o Mensageiro de Deus

No final do repasto, foi a vez de Sam Cyrus usar da palavra explicando que a Fé Bahá'í é uma religião independente e monoteista, fundada por Bahá’u’lláh. Tem as

A Fé Bahá’í nasceu e desenvolveuse no médio oriente, inicialmente na Pérsia, actual Irão. suas próprias Escrituras Sagradas, no entanto aceita e reconhece outros livros Sagrados, como a Bíblia ou o Corão.

11


ACTIVIDADES

Associação FARO 1540 - Boletim Informativo

baseiam-se nos seguintes princípios:

 Existe um só Deus.  Existe apenas uma religião divina, eterna e em pro   

gressiva evolução. Cada indivíduo tem a responsabilidade e liberdade de independentemente pesquisar a verdade. A eliminação de preconceitos de qualquer natureza (raça, classe, religião, etc). O propósito da religião é promover o desenvolvimento contínuo da civilização. Igualdade de oportunidades e direitos e deveres entre o homem e a mulher.

para a nossa era, no seguimento de uma linha de Mensageiros Divinos como; Jesus, Moisés, Maomé, Zoroastro, Krishna ou Buda. A Fé Bahá'í ensina que a religião é o meio pelo qual Deus educa e se relaciona com o Homem e como tal é revelada progressivamente consoante as necessidades e capacidade do ser humano. Os Fundadores das religiões principais do mundo; Krishna, Buda, Zoroastro, Moisés, Jesus Cristo e Maomé, foram Professores Divinos, enviados por um Deus único para educar a humanidade através de ensinamentos espirituais e leis sociais apropriadas a cada estágio do seu desenvolvimento. A Fé

 Eliminação dos extremos de pobreza e de riqueza.  Instrução compulsória universal e aquisição de uma língua universal auxiliar.

 Estabelecimento de um sistema federal mundial

baseado em princípios de segurança colectiva. Reconhecimento de que a religião está em harmonia com a razão e o conhecimento científico. As comunidades bahá’ís como já foi referido, são dirigidas por assembleias de 9 crentes eleitos por um sistema semelhante à democracia directa. Nas eleições das instituições bahá'ís, que decorrem anualmente, não há candidatos, sendo elegíveis todos os crentes da comunidade

Bahá'í afirma que Bahá’ú’lláh foi o último destes professores e assegura que a revelação religiosa continuará no futuro, impulsionando a evolução da humanidade, com outros destes magníficos Professores Divinos.

A Fé Bahá'í ensina que a religião é o meio pelo qual Deus educa e se relaciona com o Homem e como tal é revelada progressivamente consoante as necessidades e capacidade do ser humano.

O tema principal da revelação bahá’í é a Unidade. Bahá’u’lláh em 1844 ensinava que “a terra é um só país e a humanidade os seus cidadãos.” Os Seus escritos contêm princípios e leis, assim como modelos de instituições, para a formação de uma civilização mundial e 12


ACTIVIDADES

Associação FARO 1540 - Boletim Informativo

num processo em que todos podem votar. Os 9 nomes mais votados numa eleição, quer seja a nível local ou a nível nacional, são nomeados para pertencer, respectivamente, à chamada Assembleia Espiritual Local e Assembleia Espiritual Nacional, consoante a abrangência geográfica da eleição. A nível internacional, o orgão máximo de administração bahá’í é designado por Casa Universal de Justiça, funciona fisicamente na cidade de Haifa, em Israel. É igualmen-

riores para melhor compreensão dos povos da época. Os budistas, por exemplo, definem como atingir o Nirvana. A "Imagem e Semelhança", para os bahá'ís, trata-se dos atributos de Deus que reflectem na alma humana, sendo como um espelho na qual reflecte a "luz" das perfeições divina, esse espelho, entretanto, deve ser polido de modo que possa refletir mais intensamente tais atributos. Acreditam que através da prática das virtudes como bondade, humildade, honestidade, veracidade, serviço, e assim por diante, o ser humano através da experiência da vida vai gradualmente polindo este 'espelho', tornando-se mais rico em compreensão espiritual.

te formada por 9 bahá’ís eleitos da mesma forma, mas desta vez através dos votos dos membros das Assembleias Espirituais Nacionais de todos os países do mundo. Esta eleição não é anual, realiza-se de 5 em 5 anos.

Bahá’ú’lláh foi o último destes professores e assegura que a revelação religiosa continuará no futuro.

Os livros mais lidos de Bahá'u'lláh sobre textos místicos são "As Palavras Ocultas", "Os Sete Vales" e "Os Quatro Vales". Os bahá'ís, além dos actos e conduta, desenvolvem a espiritualidade com ajuda de oração e recitação, como também a leitura de textos sagrados. É proibido o monasticismo, considerando que a vida em reclusão nos conventos e mosteiros não traduz o verdadeiro desenvolvimento espiritual, por outro lado, o trabalho é intensamente recomendado, tido como uma forma de adoração.

Os bahá’ís esforçam-se por aplicar os princípios e leis bahá’ís nas suas vidas, considerando isso fundamental para o esforço e objectivo sempre presente de servir a humanidade. O conceito de serviço é alargado a toda a humanidade, conscientes que “somos todos ondas do mesmo mar, folhas do mesmo ramo, flores do mesmo jardim” celebrando a riqueza multicultural de todos os povos da terra, naquilo que gostam de afirmar – “A unidade na diversidade”. As escrituras bahá'ís, como as outras religiões, definem que o propósito da vida é o crescimento espiritual. Sendo este um desenvolvimento gradual, como em um embrião no ventre materno, continuando eternamente após a morte. O paraíso referido em muitas escrituras religiosas, é apontado na Fé Bahá'í como metafórico, já que o desenvolvimento é eterno, trata-se apenas de uma definição necessária adoptada pelos Profetas ante13


DIVULGAÇÃO

Associação FARO 1540 - Boletim Informativo

quotidiano dos profissionais, decisores e técnicos de

7ª UrbaVerde

todo o sector das cidades: - Exposição de produtos e serviços para o mercado

Feira das Cidades

das cidades

Nos dias 23, 24 e 25 de Fevereiro de 2011 realiza-se no

- Espaço Know-How – Das Empresas para os Profissio-

Centro de Congressos do Estoril a 7ª UrbaVerde –

nais – Um novo conceito de presença de empresas na

Feira das Cidades Sustentáveis, promovida pelo

UrbaVerde 2011. Este é um local privilegiado de apre-

jornal Arquitecturas, uma publicação do Grupo

sentação das empresas, da sua área de actuação e ques-

About Media, em parceria com a Câmara Municipal

tões particulares dos seus produtos, serviços e tecnolo-

de Cascais.

gias.

Ao longo dos seus três dias, a 7ª UrbaVerde constitui-

- 6ª Grande Conferência do Jornal Arquitecturas

rá um lugar de exposição e apresentação dos pro-

– Território de Futuro: Urbanismo e Política do Solo - de

dutos, serviços e tecnologias das empresas que ope-

carácter anual, esta conferência constitui um espaço de

ram no mercado das cidades e, com especial enfoque,

debate dos temas de maior actualidade e pertinência

aquelas que contribuem para o desenvolvimento de cidades mais sustentáveis.

para as cidades e todos os seus intervenientes.

A UrbaVerde, com sua reconhecida qualidade formati-

- Encontro de Autarcas – Cidades Inteligentes, Sustentáveis e Criativas - local de apresentação e debate de casos de sucesso ao nível da sustentabilidade urbana, de medidas, programas e iniciativas passíveis de serem adoptadas pelos grandes e pelos pequenos municípios portugueses em prol da sustentabilidade, da melhoria da qualidade de vida e do ambiente urbano - Ciclo de Workshops – Casos Práticos da Arquitectura Paisagista, Urbanismo e Arquitectura - Call for Partners – Novas Marcas, Novos Negócios – Sessão extraordinária de marcas e produtos sem representação em Portugal Pelo sétimo ano consecutivo, serão também atribuídos os Prémios de Arquitectura Paisagista:

va, será igualmente um local de partilha de conhecimen-

- Prémio Jornal Arquitecturas / Vibeiras Jovem

tos, experiências, casos práticos de sucesso e estraté-

Arquitecto Paisagista

gias, a nível nacional e internacional. O conjunto de iniciativas da 7ª UrbaVerde - Feira das Cidades Sustentáveis irá abordar as temáticas, questões práticas e soluções que vão de encontro ao

14


www.FARO1540.org BOLETIM INFORMATIVO

PARCEIROS Para a prossecução dos seus objectivos a FARO 1540 tem estabelecido diversos protocolos de cooperação com associações e empresas. PARCERIAS COM ASSOCIAÇÕES As parcerias com colectividades visam fomentar actividades paralelas ou em parceria contribuindo para a promoção, defesa e recuperação do património ambiental, arquitectónico, cultural e histórico de Faro e do Algarve.

PARCERIAS COM EMPRESAS Estas parcerias, para além de fomentar relações privilegiadas entre a FARO 1540 e as entidades comerciais aqui mencionadas, estas disponibilizam junto dos nossos associados um conjunto exclusivo de vantagens e regalias.

15


Boletim Informativo Edicão 4