Programa Vida Saudável - Cuidados com a pele ao sol

Page 1

CUIDADOS COM A PELE AO SOL


Os raios solares podem provocar diversas alterações na pele, como sardas, manchas e rugas. A exposição solar em excesso também pode causar tumores benignos (não cancerosos) ou malignos, como o melanoma. Para se prevenir, quando sair ao ar livre, use protetor solar de acordo com o fototipo (cor) de sua pele. Se possível, cubra as áreas expostas com roupas apropriadas, como camisa de manga comprida, calça, boné ou chapéu de abas largas, além de óculos escuros.

SOBRE OS PROTETORES SOLARES (FOTOPROTETORES)

Os protetores solares são produtos capazes de prevenir os males provocados pelo sol. O produto ideal deve ter boa absorção dos raios UVA e UVB, não irritar a pele, ter resistência à água e não manchar a roupa.

QUAL A DIFERENÇA ENTRE RADIAÇÃO UVA E UVB?

A radiação UVA tem comprimento de onda mais longo, penetra profundamente na pele, é a principal responsável pelo fotoenvelhecimento e pelo câncer da pele. Já a radiação UVB tem comprimento de onda mais curto, é mais intensa entre as 10h e as 16h, sendo a principal responsável pelas queimaduras solares e pela vermelhidão na pele.

COMO ESCOLHER UM FOTOPROTETOR?

Deve-se verificar o fator de proteção (FPS), qual a proteção em relação aos raios UVA (PPD) e também se é resistente ou não à água. A nova legislação de protetores exige que tudo anunciado no rótulo deve ter testes comprobatórios e que o valor do PPD, que mede a proteção UVA, deve ser sempre, no mínimo, metade do valor do FPS. Isso porque se sabe que os raios UVA também contribuem para o risco de câncer da pele. O “veículo” do produto – gel, creme, loção, spray, bastão – também deve ser considerado, pois isso ajuda na prevenção de acne e oleosidade. Pessoas com tendência à acne devem optar por produtos livres de óleo ou gel creme. Já pessoas que fazem muita atividade física e suam bastante devem evitar os géis, que saem facilmente.

COMO APLICAR O FOTOPROTETOR?

Ele deve ser aplicado ainda em casa e reaplicado ao longo do dia a cada 2 horas, se houver muita transpiração ou exposição solar prolongada. É necessário aplicar o equivalente a 1 colher de chá rasa para o rosto e 3 colheres de sopa para o corpo, uniformemente, não deixando nenhuma área desprotegida. O filtro solar deve ser usado todos os dias, mesmo com o tempo frio ou nublado, pois a radiação UV atravessa as nuvens.


É importante proteger as cicatrizes, especialmente as novas, que podem ficar escuras se expostas ao sol. Já as antigas também devem ser protegidas, pois, apesar de ser raro, há risco de desenvolvimento de tumores. A proteção pode ser feita com uso de barreiras físicas como adesivos, esparadrapos ou com o filtro solar. Em crianças, inicia-se o uso a partir dos 6 meses, utilizando um protetor adequado para a pele que é mais sensível, de preferência filtros físicos. Recomenda-se buscar orientação com pediatra ou dermatologista sobre o produto adequado. É preciso que crianças e jovens criem o hábito de usar o protetor solar diariamente. Mas usar apenas filtro solar não basta. É preciso complementar as estratégias de fotoproteção com outros mecanismos, como roupas, chapéus e óculos apropriados, além de consultar um dermatologista regularmente para uma avaliação da pele e indicação de produtos adequados.

ROUPAS E ACESSÓRIOS

Além do filtro solar, no verão é importante usar chapéu e roupas de algodão nas atividades ao ar livre, pois eles bloqueiam a maior parte da radiação UV. Tecidos sintéticos, como o nylon, bloqueiam apenas 30%. Outro objeto de extrema importância são os óculos de sol, que previnem catarata e outras lesões nos olhos. ALERTA: pessoas de pele negra têm uma proteção “natural” devido a maior quantidade de melanina produzida, mas não podem se esquecer da fotoproteção, pois também estão sujeitas a queimaduras, câncer da pele e outros problemas. Precisam também usar filtro solar, roupas e acessórios apropriados diariamente.

HÁBITOS DIÁRIOS

As temperaturas mais quentes exigem hidratação redobrada. Portanto, deve-se aumentar a ingestão de líquidos no verão e abusar da água, suco de frutas e água de coco, além de aplicar um bom hidratante. Alguns alimentos podem ajudar na prevenção aos danos que o sol causa à pele, como cenoura, abóbora, mamão, maçã e beterraba, pois contêm carotenoides, substância que tem importante ação antioxidante. Ela é encontrada em frutas e em legumes de cor alaranjada ou vermelha. No verão, estamos mais dispostos a comer de forma mais saudável, ingerindo carnes grelhadas, alimentos crus e cozidos; frutas e legumes com baixo teor de água e fibras e baixo teor de carboidratos. Apostar nesses alimentos ajuda na hidratação do corpo, previne doenças e adia os sinais do envelhecimento.


No banho, recomenda-se usar sabonetes compatíveis com o tipo de pele, porém, sem excesso. A temperatura da água deve ser fria ou morna, para evitar o ressecamento. DOENÇAS DA PELE A combinação sol, areia, praia, piscina e excesso de suor elevam o risco de algumas doenças da pele: MICOSES: infecções causadas por fungos e que podem ocorrer na pele, nas unhas e nos cabelos. Quando encontram condições favoráveis ao seu crescimento, como calor, umidade e baixa de imunidade, esses fungos se reproduzem e passam a causar a doença. A melhor forma de evitá-las é manter hábitos de higiene, como: secar-se bem após o banho, principalmente áreas de dobras da pele, como virilha, entre os dedos dos pés e axilas. BROTOEJAS: pequenas bolinhas que surgem, especialmente em bebês, devido ao contato da pele com o suor, principalmente nas “dobrinhas” da própria pele ou das roupas. Podem ser bolhas transparentes (com pouca coceira) ou “bolinhas” avermelhadas (com muita coceira). Usar roupas leves e soltas e evitar locais muito abafados que propiciam a sudorese excessiva são algumas dicas para evitar brotoejas. MANCHAS E SARDAS BRANCAS: as manchas escuras, de coloração entre castanho e marrom, surgem em áreas que ficam muito expostas ao sol, como a face, o dorso das mãos e dos braços, o colo e os ombros. Já as sardas brancas aparecem quando há ação acumulativa da radiação solar sobre áreas de pele expostas ao sol de forma prolongada e repetida ao longo da vida. A melhor forma de evitá-las é não se esquecer do protetor solar. ACNE SOLAR: provocada pela mistura da oleosidade aumentada da pele, sudorese, uso do filtro solar e da própria radiação solar. Recomenda-se lavar o rosto com um sabonete adequado para o tipo de pele, usar tônicos mais adstringentes e filtros solares com base aquosa ou em gel, o que pode diminuir a oleosidade.

Referência: Sociedade Brasileira de Dermatologia. Disponível em <https:// www.sbd.org.br/dermatologia/pele/cuidados/cuidados-com-a-pele-no-verao/> e <https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/cuidados/cuidados-diarios-com-a-pele/>.


Um consultório farmacêutico

para levar mais saúde até você. No Clinic Farma, profissionais capacitados tiram suas dúvidas e orientam seu tratamento para cuidar da sua saúde de forma mais completa.

AQUI VOCÊ RECEBE CUIDADOS EM: AFERIÇÃO DE PRESSÃO

EXAMES RÁPIDOS BETA HCG

TESTE DE GLICEMIA APLICAÇÃO DE INJETÁVEIS AVALIAÇÃO CORPORAL

DENGUE PSA PERFIL LIPÍDICO

APLICAÇÃO DE BRINCOS

CONSULTÓRIO FARMACÊUTICO


Um programa de TV com conteúdos de saúde exclusivos para você.

Saúde e beleza pra cuidar de você

TODO DOMINGO 8H15

Descontos e frete grátis

*

quando e onde quiser.

Compre agora sem sair de casa. *Para compras acima de R$ 150.


Millions discover their favorite reads on issuu every month.

Give your content the digital home it deserves. Get it to any device in seconds.