Issuu on Google+

Aromas: os benefícios para além do prazer

A importância dos exames pré-nupciais Pág. 5

Pág. 8 nov/dez2011

Boas festas!

ENTREVISTA

Dra. Lyziane Neves Bona, Especialista em Ginecologia Obstetrícia.

Pág. 5


nov/dez2011

Fique atento ao prazo de validade

EXPEDIENTE

A busca pela alimentação adequada não passa apenas pela escolha do alimento mais saudável. Prestar atenção no prazo de validade dos produtos é essencial. Além disso, é importante observar a aparência dos mesmos, ainda que estejam valendo, e procurar preocupar-se com o seu armazenamento, pois eles podem estar dentro do prazo e mesmo assim estragar, pois foram guardados de maneira incorreta. De acordo com a legislação brasileira vigente, o prazo de validade dos alimentos deve estar obrigatoriamente impresso nas embalagens dos produtos. O Ministério da Saúde regulariza e a Secretaria de Vigilância Sanitária fiscaliza o cumprimento dessas regras. A validade de um produto é determinada através de testes feitos pelo próprio produtor. Legumes, frutas e hortaliças frescos e sem qualquer tipo de processamento não precisam apresentar tal informação, apenas o dia em que foram embalados deve constar em suas embalagens. Entretanto, segundo a portaria da ANVISA, o fabricante também deve colocar no rótulo o tempo de duração dos alimentos depois de abertos e explicar como devem ser conservados. Estocar os alimentos de forma correta é muito importante. Perecíveis devem ir direto à geladeira, enquanto os produtos com menor quantidade de água e gordura na composição (pois são esses teores, principalmente, que aceleram a deterioração) podem ser mantidos no

armário, em suas próprias embalagens ou dentro de potes herméticos. Tirar o produto da embalagem também pode fazer com que ele dure mais um pouco. Qualquer alimento que tenha mudado a cor, a consistência ou o cheiro deve ser jogado fora. O prazo de validade nas embalagens é também uma questão de garantia. Isso porque, caso o alimento se estrague dentro do período em que deveria estar seguro, o consumidor tem o direito de reclamar junto ao serviço de atendimento do fabricante. Teresina Rua São Pedro, 2130/Centro Rua Des. Pires de Castro, 124/Norte Rua Des. Pires de Castro,138 Centro/Sul Rua Des. Pires de Castro, 610 Centro/Sul Riverside • Praça do Caribe Loja V - 65 Dirceu • Avenida Principal, Q 182, C 10 Homero Castelo Branco,1220, loja 05 • Jockey Central de Atendimento ao Cliente (86) 3221.3204 Parnaíba Av. Presidente Vargas, 720 Centro Central de Atendimento ao Cliente (86) 3322.3204

Informativo Bimestral da Farmácia de Manipulação Botica Ano IV Nº 21

Textos e Revisão: Lili Batista DRT - PI 935 Ilustrações: Dino Alves Fotos: Botica Fontes: ABC da Saúde e MBPress

Projeto Gráfico e Editoração Eletrônica: ALG publicidade Impressão: Gráfica Halley Tiragem: 2.000 exemplares

www.farmaciabotica.com.br

nov/dez2011

Cultive o otimismo e tenha mais saúde O fim de ano se aproxima e as pessoas começam a se estressar mais, além dos compromissos cotidianos, a correria provocada pelo apelo comercial faz com que as pessoas fiquem mais ansiosas. É uma época de cobranças, em que fazemos balanços do que foi conquistado. E isso pode trazer sentimentos de fracasso, baixa autoestima e desesperança. Mas um bom remédio para esses males foi descoberto em recente pesquisa científica realizada nos Estados Unidos e publicada na revista especializada Psychological Science, que revela que expectativas positivas em relação ao futuro podem fortalecer o sistema imunológico. Estudos anteriores já haviam concluído que as pessoas que são otimistas em relação à saúde em geral respondem melhor a tratamentos médicos. Mas não se sabia ao certo até que ponto uma postura otimista geral afeta a saúde, ou se o pessimismo torna alguém menos saudável. Sentir-se seguro e acreditar que as coisas vão melhorar pode ajudar o corpo a

se curar. O otimismo parece reduzir as inflamações causadas pelo estresse e os níveis de hormônios deste, como o cortisol. E se pensar positivo sempre e agir com otimismo diante dos problemas pode realmente trazer benefícios à saúde, vale algumas dicas para enfrentar as festas com mais ânimo.

DICAS PARA MANTER O OTIMISMO É aconselhável evitar o rigor excessivo consigo mesmo. Ao invés de fazer uma lista das coisas ruins que ocorreram no ano, enumere as boas. Ter metas é bom, desde que elas sejam alcançáveis. É preciso adequar os desejos às possibilidades Sempre lembrar o quanto se é querido pelas pessoas mais próximas - as que realmente importam. Isso ajuda a elevar a autoestima. É uma ocasião em que as pessoas estão abertas para ouvir, perdoar e restabelecer vínculos afetivos, esse é o verdadeiro espírito de Natal. E não se esqueça que a despeito de nossos eventuais fracassos passados, uma nova etapa, uma nova oportunidade se abre à nossa frente.


nov/dez2011

nov/dez2011

E N T R E V I S TA B - Quais são os exames pré-nupciais indicados para noivas e noivos? L.B - Os EXAMES PRE NUPCIAIS recomendados são VDRL ( Pesquisa de Sífilis), anti HIV e a sorologia para hepatite B. B - Por que fazer estes exames é importante? L.B - Eles são IMPORTANTES para exclusão de doenças sexualmente transmissíveis antes do contato sexual entre os integrantes do casal.

A importância dos exames pré-nupciais Se o divórcio está em alta, o casamento não deixa por menos. Dados do IBGE apontam crescimento inclusive no número de pessoas que partiram para uma segunda tentativa. Passar por uma bateria de exames antes do casamento deve ser uma prioridade na lista de providências a serem tomadas pelos noivos antes de começar a vida a dois. A orientação vale mesmo para casais que já tem uma vida sexual ativa e já moram juntos. Isso porque o check-up nupcial é preventivo e tem por objetivo verificar as condições de saúde do casal, além de detectar possíveis problemas de fertilidade. Até alguns anos atrás, os exames pré-nupciais se resumiam a um ginecologista e um urologista

para a realização de testes laboratoriais simples, como exames de sangue, urina e espermograma, que detecta se o homem e fértil ou não. Hoje, eles estão mais sofisticados e completos, possibilitando um diagnóstico e tratamento precoce de doenças que podem comprometer futuras gestações. O ideal é que o casal marque uma consulta com um ginecologista e um urologista de inteira confiança de seis a três meses antes do casamento. Vale lembrar que os exames pré-nupciais não são obrigatórios, mas são o primeiro passo para o planejamento familiar e de extrema importância para os casais que pretendem ter filhos.

B – É recomendável testes de fertilidade antes do casamento? L.B - Os TESTES DE FERTILIDADE não devem ser indicados antes do casamento na medida em que poderiam gerar conflitos desnecessários; sua solicitação, independente das nupcias, se reserva aos casos em que a gestação não ocorre após um ano de relações sexuais regulares nos casais com mulheres com 35 anos ou menos e após 6 meses, nos casais com mulheres acima de 35 anos; quando existir algum fator de infertilidade na historia do casal, como, por exemplo, ciclos menstruais muito longos ou ausentes,a investigação também teria indicação, desde que o casal manifeste o desejo B - Quais cuidados o casal deve manter depois do casamento? Há quem recomende o uso de camisinha, por exemplo? L.B - Depois do casamento os cônjuges devem manter os cuidados com sua saúde, fazendo exames preventivos periódicos tais como o exame de Papanicolau para prevenção do Câncer de

Dra. Lyziane Neves Bona Graduação em Medicina pela Universidade Federal do Piauí Residencia médica em Ginecologia e Obstetrícia pelo Hospital Regional da Asa Norte em Brasília Residencia Médica em Reprodução Humana pelo Hospital Regional da Asa Sul em Brasília Titulo de Especialista em Ginecologia Obstetrícia Médica ginecologista do Hospital São Marcos em Teresina - PI

“Depois do casamento os cônjuges devem manter os cuidados com a saúde, fazendo exames preventivos periódicos.” colo uterino; além disso, evitar comportamentos promíscuos com multiplicidade de parceiros. O uso do condon tem seu lugar na prevenção de DSTs mesmo após estabelecido matrimônio. B - De quanto em quanto tempo devem refazer exames? Quais? L.B - Os exames de sangue citados anteriormente podem ser repetidos após 6 meses para exclusão definitiva das referidas DSTs que porventura possam ter sido contraídas antes do matrimônio.


JOVEM TODO DIA. Ilustração: Dino Alves


nov/dez2011

nov/dez2011

Aromas

os benefícios para além do prazer

você alguma vez ficou atenta à sua reação ao cheirar determinados aromas? Hoje etá provado que os óleos aromáticos possuem componentes que interagem com a química do organismo produzindo até efeitos terapêuticos. Sabe-se da existência de registros milenares que falam da utilização pelo homem, de óleos aromáticos quer em rituais e cerimônias, quer em massagens e banhos, perfumando o corpo. Com o evoluir dos tempos a perfumaria foi se desenvolvendo numa perspectiva mais comercial e separando-se das aplicações médicas ou terapêuticas, tendo-se perdido a noção dos aspectos psicológicos dos aromas. Na natureza existem milhares de diferentes aromas, e alguns são comercializados em grande escala e com aplicações muito diretas. Você pode fazer uso deles tirando proveito das suas caracteristicas se conhecer as propriedades de cada um. Aromas para relaxar: Alfazema: perfuma a casa e é indicado para reduzir o estresse e aliviar dores de cabeça;

Sálvia: funciona como anti-depressivo e para relaxamentos. Também pode ser utilizado em desinfecção e limpeza de ambientes; Rosa: aroma calmante e também utilizado como anti-inflamatório; Camomila: muito relaxante e bom para combater isônias; Sândalo: relaxante e utilizado muitas vezes como afrodisíaco. Aromas estimulantes: Alecrim: alivias os sintomas da exaustão; Pinheiro: bom para a fadiga e para desobstruir as vias respiratórias; Eucalipto: também indicado para doenças respiratórias e alivia dor de cabeça e cansaço; Hortelã: bom para alívio de dores de cabeça; Jasmin: nos casos de depressão e apatia; Citrinos: estimulante e refrescante Em sua casa você pode utilizar velas perfumadas, queimadores de óleos essenciais, recipientes com água quente onde juntou algumas gotas de óleos essenciais...o importante é proporcionar bem estar para você e sua família.

Tempos modernos

Chá de Lingerie

Saem as xícaras, baldes e colheres de pau e entram em cena as roupas íntimas, que vão dar uma apimentada na intimidade do casal. Tendência das festas pré-casamento, o chá de lingerie tira da lista os apetrechos domésticos e põe em cena a sensualidade do casal. A ideia é formar um enxoval de roupas íntimas para a noiva aproveitar a noite de núpcias e começar o início de uma vida a dois com mais glamour. Como um chá de cozinha, o chá de lingerie é a última reunião da noiva com as amigas antes do casamento. Portanto, ele sempre é oferecido por uma amiga, prima ou pessoa próxima. De forma mais impessoal, algumas empresas especializadas já prestam esse serviço. Entra desde o pijaminha de flanela fofo às lingeries mais ousadas, passando pela roupa de baixo do dia a dia. Muito simpático é a noiva escolher uma loja que esteja em todos os shoppings e fazer uma lista das peças de sua preferência, com determinação do tamanho. Isso evita que receba peças escolhidas em sex shop, onde a oferta para trocas é mais escassa. Num chá de lingerie não pode faltar uma decoração alegre, com muitas flores, mesa bem posta, de maneira mais informal, drinks coloridos e trilha sonora já preparada com músicas que embalam

as noitadas da turma, são detalhes imprescindíveis. Vale até relembrar as músicas da época em que os noivos se conheceram. Como num chá de panela, essa nova forma de comemorar permite brincadeiras e já que o tema é sensualidade, essa podem ser até mais ousadas, mas ninguém melhor do que as amigas mais íntimas para saber quais brincadeiras serão divertidas e agradarão à noiva, já que é a pessoa homenageada. É preciso estar sempre atento aos excessos. Seja ele de qualquer tipo, é sempre uma grande gafe. Excesso de riso muito alto, de palavras que não fazem parte do seu discurso normal e, principalmente, o excesso de bebida. Esse é mortal. Não esqueça que o que fica para sempre são as fotos.


nov/dez2011

nov/dez2011

Passo a passo

Nossa você sabia? Língua

FAÇA VOCÊ MESMO: PUF DE PNEU E CORDA

Porque balançamos os braços ao caminhar? A pesquisa foi realizada em parceria com a Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, e revelou algo que há muito tempo intrigava os cientistas. Por que balançamos os braços ao caminhar? Você já notou que a mão que vai à frente é oposta à perna que executa o passo?

VOCÊ VAI PRECISAR: 2 Pneus velhos 70 metros de corda 1 Lata de cola de sapateiro ½ Metro de elastico grosso 4 Parafusos e porcas Retalho de TNT Retalho de espuma Grampeador de tapeçaria Furadeira Fonte: Blog CasaCriando.

Perguntas como estas intrigavam cientistas de todo o mundo há bastante tempo. Acreditava-se que o balanço dos braços era um resquício evolutivo de nossos antepassados quadrúpedes. No entanto, cientistas da TU Delft (Universitade de Tecnologia de Delft) e da Universidade de Michigan realizaram uma pesquisa e descobriram o verdadeiro motivo do balanço de nossos braços enquanto andamos. Eles construíram um modelo mecânico para se ter uma idéia da dinâmica do movimento e contaram com o apoio de dez voluntários. Aos voluntários foi pedido que caminhassem de um lado para o outro normalmente, depois com os braços presos ao corpo e, por fim, com os braços movimentando-se em sincronia com os passos de cada perna.

1. Fure os pneus e prenda um ao outro. Com os parafusos e porcas

3. Prenda a espuma, sobre o elástico. Use o TNT e o grampeador para fixar

2. Prenda o elástico, com o grampeador3. Com a tesoura, corte, pequenos quadrado de 1 cm.

4.Cole a corda, começando de baixo para cima, com a cola de sapateiro. Tá pronto, seu puf ou mesa de centro. O que você quiser!

Os pesquisadores constataram que segurar os braços enquanto se caminha requer 12% a mais de gasto metabólico do que andar normalmente. Quando se faz o movimento conhecido como antibalanço, no qual o braço que vai à frente é do mesmo lado que a perna que excuta o passo, é necessário 26% a mais de energia. Com os resultados, os cientistas conluíram que o movimento dos braços contrabalança o movimento giratório do corpo durante a caminhada, além de suavizar o movimento e diminuir a necessidade de gasto energético.

“Longe de ser um resquício facultativo das necessidades locomotoras de nossos ancestrais quadrúpedes, o balanço dos braços é uma parte integral da economia energética do caminhar humano”, concluíram os pesquisadores.


nov/dez2011


Jornalbotica21edicao