Page 1

Câncer

O leite

de Colo de Útero

e seus substitutos

Pág. 4

Pág. 9 set/out2011

23 de setembro

início da estação primavera.

12 de outubro dia das crianças.

ENTREVISTA

Dr. Herbert Meneses dos Santos Júnior, especialista em Cancerologia. Pág. 5


set/out2011

set/out2011

Descarte de

medicamentos

EXPEDIENTE

Muito tem se discutido sobre o destino do lixo, coleta seletiva, cuidados com o Meio Ambiente. Mas você já parou para pensar no descarte de medicamentos? Pois é, muitas vezes guardamos remédios em casa e quando vamos fazer uma faxina mais rigorosa, percebemos que muitos já estão com o prazo de validade vencido, o que fazer? Jogar no lixo comum? O tema está sendo debatido pela Anvisa, os ministério da Saúde e do Meio Ambiente, setor produtivo e sociedade. O objetivo é propor uma solução para evitar que medicamentos que sobram em casa acabem no lixo comum, contaminando o meio ambiente e trazendo riscos à saúde. A Política Nacional de Resíduos Sólidos estabelece que o setor produtivo, os usuários e o poder público têm responsabilidade compartilhada na definição de um destino correto aos produtos e aos bens de consumo, ao final de sua vida útil. De acordo com a PNRS, o país terá regras para lidar com os resíduos que puderem ser reciclados. E os rejeitos, que antes poluíam o meio ambiente, como os medicamentos, passarão a ser tratados de forma ambientalmente adequada. Até outubro deste ano, os grupos de Trabalho Temático, inclusive o de medicamentos, vão buscar construir um acordo amplo sobre o descarte. Além de medicamentos, os grupos de trabalho estão focados nos eletroeletrônicos, lâmpadas, embalagens, e com resíduos de óleos lubrificantes.

Teresina Rua São Pedro, 2130/Centro Rua Des. Pires de Castro, 124/Norte Rua Des. Pires de Castro,138 Centro/Sul Rua Des. Pires de Castro, 610 Centro/Sul Riverside • Praça do Caribe Loja V - 65 Dirceu • Avenida Principal, Q 182, C 10 Homero Castelo Branco,1220, loja 05 • Jockey Central de Atendimento ao Cliente (86) 3221.3204

paciência A cada dia que passa há mais veículos circulando pelas ruas, até cidades médias já estão apresentando congestionamentos. Enfrentar todos os dias o trânsito das grandes cidades acabam com o bom humor de qualquer um. E, além disso, também interferem na saúde. Dados do Detran revelam que em Teresina, somente nos últimos três anos, a frota de automóveis zero quilômetro cresceu 75%, 25 vezes mais que o aumento da população no mesmo período, que foi de aproximadamente 3%. Esses dados se referem apenas a carros novos, a frota total de carros na capital, passa dos 300 mil veículos circulando. Com números tão elevados, é inevitável que o teresinense já esteja lidando diariamente com um fantasma que assombra

principalmente as grandes cidades: os longos congestionamentos, que causam estresse, mas são inevitáveis. Em situações de estresse o nosso corpo reage de diversas maneiras. A adrenalina aumenta, os sentidos são acionados simultaneamente e a mente pode nos trazer lembranças, medos e outros sentimentos. Mas o melhor sentimento a se ter no trânsito é a calma. O tempo ideal para permanecer no veículo é de no máximo 50 minutos, ultrapassado esse limite os principais déficits para o organismo estão relacionados aos músculos e aos ossos. Dirigir diariamente no trânsito lento provoca dores crônicas na coluna e nas articulações, piora varizes e agrava os efeitos do sedentarismo. Como nem sempre é possível sair do carro para se alongar, respire fundo, mantenha a calma e siga algumas dicas básicas que vão ajudar a enfrentar o caos no trânsito.

Parnaíba Av. Presidente Vargas, 720 Centro Central de Atendimento ao Cliente (86) 3322.3204

Informativo Bimestral da Farmácia de Manipulação Botica Ano IV Nº 20

Textos e Revisão: Lili Batista DRT - PI 935 Ilustrações: Dino Alves Fotos: Botica Fontes: ABC da Saúde e MBPress

Trânsito lento exige

Projeto Gráfico e Editoração Eletrônica: ALG publicidade Impressão: Gráfica Halley Tiragem: 2.000 exemplares

www.farmaciabotica.com.br

DICAS PARA RELAXAR NO TRÂNSITO

- Esticar e flexionar os pés e os tornozelos, para melhorar a circulação. - Puxar o joelho em direção ao tórax, ao lado do volante. Mexer a musculatura da batata da perna, das coxas e do quadril. Isso já aumenta o bem-estar. - Elevar os braços, colocá-los por trás

da cabeça, alongar ombros e cotovelos, flexionar os punhos. - Para alongar a musculatura que sustenta vértebras, projetar-se para frente, abraçando o volante. - Para diminuir dores no pescoço, empurrar a cabeça para a direita e a esquerda.


set/out2011

Câncer

de Colo de Útero O nome câncer abrange um vasto conjunto de doenças, caracterizadas por apresentarem um grupo de células que crescem sem controle algum. Geralmente, as células cumprem um ciclo de vida previsível, com células envelhecidas que morrem e outras novas que ocupam o seu lugar. Mas, em certos casos, multiplicam-se sem controle, formando tumores. O câncer de colo de útero afeta o extremo interior do útero e é o terceiro câncer que mais mata no Brasil. É uma doença que pode ser prevenida, estando diretamente vinculada ao grau de subdesenvolvimento do país.

 Não é conhecida uma causa, porém foram identificados diversos fatores que aumentam o risco desse câncer: vida sexual antes dos 18 anos; a multiplicidade de parceiros sexuais e a maternidade antes dos 16 anos de idade. Também aumentam o risco as infecções por HPV (papiloma vírus), HIV e herpes genital. Na sua primeira fase, o câncer cervical não apresenta sintomas. Quando o câncer começa o processo de invasão, destrói vasos sanguíneos que irrigam a cerviz. Isto ocasiona pequenos sangramentos entre os períodos menstruais, depois do relacionamento sexual ou depois de instalada a menopausa.

set/out2011

E N T R E V I S TA 1 - Quais são os sintomas do câncer do colo do útero? O sintoma clássico do câncer do colo uterino é um sangramento transvaginal intermitente, indolor não relacionado à menstruação ou somente após relações sexuais. Com o aumento da lesão os episódios de sangramento tornam-se mais frequentes e em maior quantidade. Outros sintomas que podem indicar doença mais avançada, incluem sangramento retal, dor ao urinar, obstrução intestinal e dor pélvica ou referida no membro inferior. 2 - Se a mulher tem HPV necessariamente irá desenvolver câncer do colo do útero? Não. Nem todas as mulheres infectadas desenvolverão o câncer do colo uterino. A infecção pelo Papiloma Vírus Humano (HPV) está intimamente relacionada ao câncer de colo uterino, acomete mulheres jovens, com vida sexual ativa e pode ser um processo transitório em cerca de 80% dos casos. Existem diversos subtipos diferentes de HPV e cada um deles com riscos relativos diferentes para o desenvolvimento do câncer. 3 - Como prevenir o câncer do colo do útero? Manter hábitos alimentares saudáveis, não fumar, evitar o sobrepeso, reduzir o número de parceiros sexuais e uso de preservativo nas relações são medidas importantes. Além disso, a mulher deve manter consultas médicas regulares para realização do exame de Papanicolaou, principal exame de rastreamento e prevenção do câncer do colo uterino. 4 - Qual é o melhor exame, o Papanicolaou ou a Colposcopia? Não existe um exame melhor, ambos são importantes e se complementam. O exame de Papanicolaou, ou citologia oncótica, tem como principal objetivo a identificação de alterações nas células do colo do útero,

chamadas de displasias cervicais, que podem se transformar em câncer (lesões préneoplásicas). A colposcopia é recomendada para aquelas pacientes que têm resultado anormal no exame de Papanicolaou ou que possuem alguma alteração notada durante o exame ginecológico. 5 – Qual o tratamento indicado para o câncer de colo de útero? O tratamento do câncer do colo uterino é multiprofissional e pode compreender a realização de cirurgia, radioterapia e quimioterapia. A seleção de um ou outro método de tratamento ou a associação entre eles vai depender de diversos fatores relacionados ao paciente e a extensão da doença. Naquelas pacientes portadoras de câncer de colo uterino em fases mais iniciais e que possuem boas condições clinicas, o tratamento padrão consiste em cirurgia. Já naquelas pacientes que não apresentam boas condições clínicas para cirurgia ou que a doença encontra-se em fases mais avançadas , o tratamento recomendado consiste na associação de radioterapia e quimioterapia.

“Reduzir o número de parceiros e uso de preservativos são medidas importantes para prevenção da doença”

Herbert Meneses dos Santos Júnior CRM-PI 2997 2003 - Graduação em Medicina pela Universidade Federal do Piauí - UFPI. Teresina-Brasil. 2004 - 2006 - Residência Médica em Cirurgia Geral no Hospital Getúlio Vargas. Universidade Federal do Piaui. Teresina - Brasil. 2007 - 2010 - Residência Médica em Cancerologia Cirúrgica no Instituto do Câncer do Ceará - ICC. Fortaleza-Brasil. 2011 - Médico Cancerologista Cirúrgico do Hospital São Marcos - HSM. Teresina-Brasil.


JOVEM TODO DIA. Ilustração: Dino Alves


set/out2011

Dança do ventre sedução e qualidade de vida A dança do ventre é praticada originalmente em diversas regiões do Oriente Médio e da Ásia Meridional. Seus movimentos aliados a música e sinuosidade semelhante a uma serpente tinham como objetivo preparar a mulher através de ritos religiosos dedicados a deusas para se tornarem mães. E não tem como tirar os olhos de uma mulher fazendo a dança do ventre. É fascinante ver o corpo a serviço de movimentos naturais onde cada músculo, osso e pele se movem em harmonia dançante e criando um clima de sedução e mistério. Isso porque a dança do ventre mexe com a fantasia e o emocional, estimulando o corpo e acabando com as inibições. A sensualidade também é presente em toda a dança do ventre, os movimentos do corpo estimulam a libido de quem os faz e de quem vê. Na dança, a mulher pode deixar a feminilidade aflorar e é ai que consegue atingir a naturalidade, livrandose do estresse e das pressões do dia-a-dia . E são muitos os benefícios da dança do ventre, entre eles, modificar a postura e os próprios movimentos, que ganham mais graça e suavidade, além de dar mais forma ao corpo; estimula a sensualidade e melhora a autoestima; combate a depressão, estimula o convívio social e a alegria de viver; dá vitalidade e alivia os sintomas da menopausa; melhora articulações e o tônus muscular; aumenta a feminilidade, a vaidade e a autoestima e alivia o mal-estar e a prisão de ventre. Com essa lista de melhorias na qualidade de vida, que tal entrar nessa dança?

set/out2011

O leite e seus substitutos

O leite é o primeiro alimento da nossa vida. Até os 6 meses de idade nenhum alimento substitui o leite materno, que tem propriedades nutricionais perfeitas para o pleno crescimento e desenvolvimento do bebê. Após esta idade, o lei materno passa a ser substituído gradativamente até que seu consumo seja diminuído nas fases subsequentes da vida. Independentemente da razão para não tomarmos leite, como os laticínios são a mais importante fonte do mineral cálcio, devemos substituir estes alimentos por alternativas capazes de suprir as necessidades, que são de cerca de 1000mg diárias para adultos. O Cálcio é importante para o crescimento e fortalecimento dos ossos e dentes, e o leite é a principal fonte. Além disso, é rico em vitamina A e C. Pessoas que tem aversão à bebida devem compensar sua falta ingerindo quantidade significativa de derivados, como queijo, requeijão e iogurte. E devem ser consumidos nas três principais refeições do dia, para que a substituição seja satisfatória. Em casos de intolerância à lactose, a pessoa pode recorrer ao leite de aveia, de arroz ou de soja, que hoje em dia tem adicionados cálcio na sua composição. Pode também consumir vegetais verdes escuros que são fontes de cálcio, gergelim, grão de bico e outros feijões, como o branco, sardinha e atum. A falta de leite pode causar osteoporose (perda de massa óssea) nos idosos e osteopenia (início da perda de massa óssea) em adolescentes, jovens e adultos.

A vitamina A previne problemas na visão e auxilia na formação dos músculos. E a vitamina C mantém mucosas nasais e gengivas saudáveis. A melhor forma de absorver todas as proteínas e vitaminas do leite é ingeri-lo puro, pois a absorção das proteínas e vitaminas é dificultado quando o produto é misturado com o café, por exemplo. Algumas substâncias, como a cafeína, impedem que o nutriente entre nas células. Para quem não gosta de leite, é possível viver sem ele, existem uma série de opções, que substituem, de alguma maneira, o cálcio obtido através do consumo do leite de vaca. Há várias alternativas para se ter uma alimentação saudável e equilibrada, basta procurar a mais adequada para cada um.


set/out2011

set/out2011

Passo a passo

Nossa você sabia? Língua

Reciclar teclado - faça IMÃS DE GELADEIRA OS MICRO-ONDAS SÃO NOCIVOS À SAÚDE? Discute-se muito a respeito das vantagens e perigos dos fornos de microondas. Já se ouviu dizer que os micro-ondas desmagnetizam os tecidos cerebrais a ponto de reduzir a inteligência. Exagero? Vai saber… Dizem também que os alimentos preparados ali não são bem aproveitados pelo organismo, que a produção de hormônios fica comprometida, que os nutrientes se transformam em radicais livres, provocando câncer, que substâncias desconhecidas se acumulam no corpo, que o sistema imunológico fica seriamente abalado e mais um monte de ameças aterradoras.

Você vai precisar: • teclado velho • cola quente • tesoura • alicate - opcional, ou use a ponta da tesoura. • imã - em fita para artesanato OBS: Quanto ao imã, não precisa se preocupar. Parece grosso, mas dá para cortar com a tesoura mesmo. Fonte: Blog CasaCriando.

VERDADES? O forno de micro-ondas ainda é um equipamento relativmente novo, só chegou ao Brasil no final dos anos 80. Assim, pouco se sabe realmente sobre ele. Uma coisa é fato: a ação das micro-ondas sobre os alimentos ainda é muito pouco conhecida. Faltam pesquisas que provem se esse aparelho é nocivo ou não. Que afirma isto é o Dr. Carlos Oliveira, catedrático de Ciência & Tecnologia da Universidade Federal de Minas Gerais. Mais uma coisa: um estudo feito nos Estados Unidos provou que as radiações eletromagnéticas emitidas pelos micro-ondas triplicam a possibilidade de desenvolvimento de asma em crianças, caso as mães grávidas se exponham continuadamente a essas radiações.

1. Separe as teclas que você vai usar.

3. Com a tesoura, corte, pequenos quadrado de 1 cm.

2. Com um alicate, tire a base de cada uma das teclas.

4. Com a cola quente fixe os imãs cortados em cada uma das teclas e pronto!

PROVAS Mais de dez anos depois que esse padrão de mulheres deu à luz, os pesquisadores analisaram o número de casos de asma entre os seus filhos. Descobriram que 33% das crianças sofriam de asma. A taxa de ocorrência da doença entre essas crianças apresentou um risco 350% maior do que a média nacional dos EUA.

CONCLUSÃO A discussão continua. Existem provas de que os micro-ondas são nocivos à saúde e existem cientistas que questionam essas provas. Em outras palavras, ninguém sabe. Mas uma coisa é certa: Tudo o que foge aos métodos naturais é potencialmente perigoso. Toda dona de casa sabe que qualquer comida feita no fogão de lenha e em panelas de barro é muito mais saborosa. Os seres humanos já tiveram inúmeras surpresas desagradáveis por causa da chamada “alta tecnologia”.Vejam-se, por exemplo, os automóveis, as fábricas, os aviões e outras invenções que estão poluindo o ambiente e provocando o aquecimento global. Por via das dúvidas, talvez seja melhor ficar mesmo com o fogão a gás – que, aliás, já não é lá coisa muito boa. Vovó que o diga.


set/out2011

www.farmaciabotica.com.br

Jornalbotica20dicao  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you