Page 1

AGOSTO 2019 3ª EDIÇÃO

STRINGHINI M A G A Z I N E

family stringhini

& AMIGOS

PROIBIDO A VENDA - EDIÇÃO GRATUITA

Capa: Altair Stringhini (Foto: Arquivo Pessoal).

DIA DOS PAIS ESPECIAL, CAPA DA REVISTA E ENTREVISTA COM ALTAIR STRINGHINI, PAI DA AUTORA DA REVISTA.

A REVISTA QUE UNE GERAÇÕES.


STRINGHINI M A G A Z I N E

A REVISTA QUE UNE GERAÇÕES.

& AMIGOS

COORDENADORA: MICHELE Stringhini DA SILVA PALAVRA DE DEUS: EUCLEVOS STRINGHINI COLUNA JURÍDICA: DRA. Nina Medeiros MODA, ETIQUETA & COMPORTAMENTO: MICHELE STRINGHINI DA SILVA RECEITA CULINÁRIA: PARTICIPAÇÃO - NINA MEDEIROS COLABORAÇÃO: JOSÉ CARLOS TAVARES ALTAIR STRINGHINI


STRINGHINI M A G A Z I N E

A REVISTA QUE UNE GERAÇÕES.

AGOSTO 2019 3ª EDIÇÃO

& AMIGOS

O Projeto "Magazine Stringhini & Amigos, idealizado com o objetivo de unir gerações através de histórias, entrevistas, homenagens, costumes e gostos peculiares de membros em geral da grande Família Stringhini, independentemente do país que esteja residindo. Essa interação é para promover estreitamento unicamente familiar, recheado de amizade, bomhumor, ensinamento, permitindo a participação de qualquer membro de sobrenome Stringhini (Stringuini ou variantes), como também, amigos e convidados especiais para específicas Seções que a revista compõe. Os assuntos abordados não podem promover nenhum tipo de preconceito, abuso, difamação, injúria ou pornografia. O conteúdo dos convidados especiais e participações de membros da família Stringhini em alguma Seção, é totalmente de direito autoral daquele que for responsável por determinada Seção, por isso, pedimos respeitosamente que os direitos autorais não sejam violados dos recorrentes participantes. A revista é sem fins lucrativos, onde membros e convidados se doam voluntariamente com conteúdo próprio, e suas fotografias são de arquivos pessoais ou de suas redes sociais. Quando alguma foto for relacionada a algum autor ou autora, será mencionado o crédito devido. Como também, é proibido a venda do exemplar, é para ser distribuída gratuitamente, podendo ser impressa sem a finalidade de lucro, que tal responsabilidade fique por conta daquele que a receber virtualmente, sejamos todos de uma postura louvável. Michele Stringhini da Silva Autora e Coordenadora


STRINGHINI M A G A Z I N E

A REVISTA QUE UNE GERAÇÕES.

& AMIGOS

Contato:

my.stringhini66@hotmail.com (11) 97713-2124 Michele Stringhini da Silva

Revista com Certificado de Direitos Autorais, certificado aceito/válido em 170 países membros da Convenção de Berna.

Fotos ilustrativas em geral e ícones: canva.com

AGOSTO 2019 3ª EDIÇÃO


STRINGHINI M A G A Z I N E

AGOSTO 2019 3ª EDIÇÃO

A REVISTA QUE UNE GERAÇÕES.

& AMIGOS

07

09

15

19

21

23

25

26

PALAVRA DE DEUS DIA Dos pais euclevos stringhini entrevista COM altair stringhini

ENTREVISTA receita CULINÁRIA CONVIDADO ESPECIAL: JOSÉ CARLOS TAVARES

COLUNA JURÍDICA nina medeiros

poesia

MODA, etiqueta e comportamento

agradecimentos


Seja um colaborador conosco: anuncie seu trabalho ou participe em uma das seções da revista. Vamos compartilhar boas histórias, culinária e muito mais.

STRINGHINI M A G A Z I N E

A REVISTA QUE UNE GERAÇÕES.

& AMIGOS


magazine stringhini & amigos AGOSTO • 2019

/ 07

PALAVRA DE DEUS: O 4º MANDAMENTO EUCLEVOS STRINGHINI

PASTOR BACHARELADO EM CIÊNCIA POLÍTICA e CURSA PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO CONSTITUCIONAL .

O QUARTO MANDAMENTO, UM PRINCÍPIO DA LONGEVIDADE! Honra a teu pai e a tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o Senhor teu Deus te dá. (Êxodo,20:12).

Deus mandou que o povo de Israel HONRASSE seus pais e mães. O que “honra teu pai e tua mãe”, significa? “Esse era um projeto” de Deus para a humanidade, escrito por Sua própria mão e entregue a Moisés no Monte Sinai. Esse projeto era de natureza moral e de obrigação eterna. É para ser entendido, não simplesmente como uma elevada estima que os filhos deveriam ter em relação aos seus pais, ou o uso de uma linguagem e gestos respeitosos diante deles, nem apenas uma alegre obediência a ser Euclevos Stringhini (Foto: Arquivo Pessoal) cedidas a eles; mas também de honrá-los com sua substância. _________________________________ Honrar pai e mãe vai além da obediência prestada a eles. Honrar pais, significa reverenciar e cumpri o mandamento do próprio Deus. (Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele. (João 14:21)). Honrar aos pais é o único mandamento que tem promessa para o homem no conjunto dos dez mandamentos. Paulo ensina os princípios básicos para a família feliz e abençoada: “Vós, filhos, sede obedientes a vossos pais no Senhor, porque isto é justo. Honra a teu pai e a tua mãe, que é o primeiro mandamento com promessa; para que te vá bem, e vivas muito tempo sobre a terra.” (Ef 6.1-3). Quem sabe honrar aos pais saberá honrar aos mais velhos, ao professor, ao guarda de trânsito, às autoridades, etc. Isto forja o caráter do verdadeiro cristão, fazendo-o um cidadão exemplar, e traz ordem e tranquilidade para todos. Se você deseja que seus filhos sejam bem-sucedidos em todas as áreas da vida, então, ensine-os a honrar os pais. Que haja respeito, serviço, cooperação no lar, palavras de gratidão e reconhecimento mútuos e tratamento de honra aos mais velhos. Não são as crianças que devem ser honradas, mas os pais. Hoje os pais estão honrando aos filhos, servindo-os com tudo o que podem e eles estão cada vez mais desobedientes, rebeldes, ingratos e não ajudam em nada. Esta situação é por causa da inversão dos valores dentro de casa: os pais é que precisam ser honrados pelos filhos, para que a família seja feliz.  Fontes: VALADÃO, Ângela. Honrar aos pais. Disponível em: <https://www.canva.com/design/DADWS7LpjcE/8g_GfjVxlnxfRcD1fkeM9g/edit#>. Acesso em: 15 ago. 2019. KIOULACHOGLOU, Anastasios. Honrar seu e sua mãe. Disponível em: <http://www.jba.gr/Portuguese/Honre-seu-pai-e-sua-m%C3%A3e.htm?fbclid=IwAR1ei7JBvpxAZJoLSkZb_O-43fpWhn1PKwPfkvi1j1GlScwbyerm-eaD8c>. Acesso em: 15 ago. 2019.


Michele Stringhini da Silva (Foto: Arquivo Pessoal).


magazine stringhini & amigos AGOSTO • 2019

/ 09

ENTREVISTA - DIA DOS PAIS ALTAIR STRINGHINI

Altair Stringhini (Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal). _________________________________________________________________________________

"QUEM OUVE, PENSA QUE EU ESTUDEI MÚSICA POR MUITO TEMPO, MAS NÃO FOI ASSIM, FOI SÓ DE OUVIDO."

A senhor Altair Stringhini aceitou o nosso convite de ser entrevistado e também de ser capa da revista para a edição especial do Dia dos Pais. Confira a entrevista feita direto da serra gaúcha, Garibaldi, Rio Grande do Sul.

1- Primeiramente fica o agradecimento pela voluntariedade em estar participando da Revista Stringhini & Amigos. Então, como pai da autora e coordenadora da revista, conte-nos um pouco de como os Stringhini de vossa família chegaram ao Brasil?


magazine stringhini & amigos AGOSTO • 2019

ENTREVISTA - DIA DOS PAIS: ALTAIR STRINGHINI O meu avô Abel Stringhini que era de Cremona, Itália, naquele tempo por causa da revolução, era tempo de Guerra. O Brasil fora visto como a Terra Prometida, todos que chegaram no Brasil, chegaram como refugiados da guerra.

2- Como és de sobrenome Stringhini, sabe-se que a maioria dos Stringhini têm no sangue a persistência, a determinação e a força de muitos que são descendência italiana que, segundo sua filha, o senhor serviu o Exército e tens muitas boas história para compartilhar daquele tempo. Qual história lembra até hoje que és engraçada e outra que foi uma situação difícil? A história engraçada que vivenciei no exército, começa assim: Eu servi o exército no tempo da ditadura militar. Tinha-se que ficar em plantão de guerra. Quando isso ocorria, precisava estar de farda, mochila nas costas, fusível (naquele tempo se chamava de mosquetão). E quanto tocava a sirene às três da manhã, todos se levantavam, se arrumavam e se colocavam em forma na frente do sargento. Quando ele tocava a apito, nós tínhamos que sair naquela escuridão em disparada no meio do matagal. Mas quando o sargento gritava: "Olha o avião!". Todos os soldados se deitavam no chão e seguiam rastejando, sem conseguir enxergar direito, alguns se pegavam em meio aos espinhos encontrados pelo caminho. E novamente, quando o sargento apitava, era aviso para seguir correndo mais mata a dentro e se esconder em cima das árvores. Sendo assim, entre sete e oito soldados, eu entre eles, subimos na mesma árvore para se esconder do sargento, fazia parte do treinamento. E com o peso exagerado, todos que estavam justamente no mesmo galho, este quebrou. O sargento estava exatamente posicionado na direção deste galho que se quebrou. Contudo, o galho quebrou e os soldados  caíram em cima do sargento, foi uma mistura de galho com soldados, suas cordas, mais os espinhos no chão e o sargento embaixo de todos, num bolo só. (Risos) Agora o fato perigoso foi: Quando recém entrei no exército, nos primeiros quinze dias, ainda não se usava a farda, mas se ia trabalhar com os outros que estavam mais tempo nos vagões do trem e descarregar trilho. era um trabalho muito cansativo e desgastante. Onde alguns perdiam partes do corpo se não tivessem cuidado, devido o nível de periculosidade ou falta de atenção.

/ 10


magazine stringhini & amigos AGOSTO • 2019

/ 11

ENTREVISTA - DIA DOS PAIS: ALTAIR STRINGHINI Depois de fardado com os demais novatos, entrávamos nos túneis do trem para construirmos as estradas, os trilhos do trem. Os soldados eram obrigados a trabalharem nessa construção dos trilhos. Alguns trabalhadores à paisana, estes eram civis, que chamávamos de arigós, também ajudavam ali na construção. E devido o excesso de barulho com a construção dos trilhos, aqueles civis que tiravam tempo para ficar nos trilhos (fora do túnel) para almoçar, sentados nos trilhos para pausa de almoço. Alguns destes por não ouvirem o som do trem que vinha pela via acabada, infelizmente, eram atingidos pelo veículo. Aqueles civis atingidos, que perdiam parte do corpo, nem todos sobreviviam. Os que sobreviviam, eram dispensados da corporação e o caso era abafado sem mais nem menos, para que outros civis ou soldados não ficassem assustados.

3- Sendo de descendência italiana, conte-nos agora um pouco de como era o casamento naquele tempo. E como foi o casamento do senhor em meio a costumes tão conservadores e rígidos da época. Primeiramente, tudo começou dessa forma: nós éramos vizinhos de terra, nos conhecíamos desde criança. E mesmo com o passar dos anos, nunca tínhamos pensado em namorar. Até que, certa noite, num baile de Carnaval (na colônia), a chamei para dançar, mas naquela época, eu era tão tímido, nem sei como a convidei para dançar. Aí começamos depois de um certo tempo, o namoro. Quando eu ia jantar na casa dela, a sogra preparava aquele bife à milanesa de dar água na boca, a espessura do bife era grossa e parecia mais saboroso ainda, além da mesa farta. Eu acabava por comer pouco devido a extrema timidez, mas comia. E quanto a sogra pedia para comer mais, eu falava que não estava com fome. E ao chegar em casa por volta das 0 hora, não tinha mais janta preparada, eu comia pão e nata. (Risos). Naquela época, se os pais da moça a pegassem beijando um rapaz, mesmo sendo o namorado (o pretendente), era razão para casamento; era bem rígido. E os pais sempre estavam na companhia e no controle do casal. Então, minha esposa, Dona Inês, foi minha primeira e é a minha única namorada, não conheci outra e nem desejei outra, nem desejarei. Ela é a minha única e será pra toda vida. Inclusive, 7 de janeiro de 2020, completaremos 50 anos de casados. E o que sempre reinou foi o respeito um com o outro, como sempre digo e aconselho:


magazine stringhini & amigos AGOSTO • 2019

ENTREVISTA - DIA DOS PAIS: ALTAIR STRINGHINI "Quando um não quer brigar, dois não brigam". Hoje, ano de 2019, o nosso casamento é como se fosse o começo do casamento, não envelhecemos em nossos votos, não envelhecemos em nosso compromisso um com o outro.

4- O senhor abre a edição de Agosto como modelo propaganda da revista, como forma de homenagem de sua filha para convosco, assim, quantos filhos e quantos netos tens? E como é ser pai, ou seja, qual o principal papel de um pai que ama sua família? Eu tenho três filhos e dois netos. E ser pai é algo mais maravilhoso do mundo, é uma bênção de Deus, sendo que muitos não o podem ser (com Deus isso pode mudar).

5- Segundo sua filha Michele, a família Stringhini é uma família de muitos músicos, sendo que seus irmãos tiveram uma banda de nome Emisson, então, em se tratando de talento musical, o senhor toca algum instrumento hoje? Quantos instrumento e se estudou muito para aprender algum? Vejamos o seguinte, como éramos em sete irmãos, existia uma regra na casa do meu pai João. Durante a semana não se podia tocar o instrumento que era dele, a gaita. Quando meu pai tocava, ele tocava por horas, quase não deixava os outros tocarem o seu instrumento. Já era de família o talento pra música, o meu avô Abel (de Cremona), também amava tocar gaita. Mas só o filho mais velho da casa podia tocar o instrumento, o mais novo não tinha autorização durante a semana para tocar. Quando chegava o domingo, todos iam jogar futebol, menos eu, pois queria tocar gaita. Ela ficava esquecida no domingo, essa era a minha chance. Eu comecei pegando a gaita aos poucos, fui aprendendo sozinho, pois os dias que não podia tocar, observava como vaziam e prestava atenção no som. O violão e o teclado, aprendi a tocar de ouvido, como a gaita, ninguém me ensinou. E com 12 anos de idade já tocava em baile, tínhamos que andar de 6 a 7 km a pé até o local da festa. Do caminho da porta de casa até a porta do baile, seguíamos o caminho tocando e cantando a estrada inteira, na volta, era do mesmo jeito. Quem ouve, pensa que eu estudei música por muito tempo, mas não foi assim, foi só de ouvido.

/ 12


magazine stringhini & amigos AGOSTO • 2019

/ 13

ENTREVISTA - DIA DOS PAIS: ALTAIR STRINGHINI 6- Qual mensagem gostaria de deixar para os papais do Brasil e do mundo. E como é ser um pai que agrada o coração do Pai Grandioso: Deus? É primordial e fundamental obedecer e seguir os mandamentos de Deus. A Bíblia ensina a viver e seguir os mandamentos de Deus, é como Jesus fez. Assim você não briga, não discute... Você vai em qualquer lugar e não erra na vida. Pois quem é de Deus, onde põem as mãos, prospera! Com Deus se aprende tudo. Deus é Deus! E quem vai pra Bíblia, medita e pratica a vontade de Deus, tem a vida, ela é a Vida! E não existe problema maior do que Deus. Não existe nada maior do que Deus. E juntando todos os homens do mundo, estes são fracos diante de Deus.


Euclevos Stringhini

livrariadabok2.com.br Organização: Michele Stringhini da Silva


magazine strnghini & amigos AGOSTO • 2019

COLUNA JURÍDICA: DRA. NINA MEDEIROS

/ 15

CASAMENTO Olá a todos os leitores. Conforme falado na edição anterior, neste, vamos falar do Casamento. Com a evolução, o casamento, na realidade, como "algo evoluído" teve seus primórdios em Roma... Nina Medeiros (Foto: Arquivo Pessoal). _________________________________________________

Mas nem tanto.

À época, a autoridade da "união" se dava ao "homem". Ele é quem mandava e, a mulher, nenhum direito tinha sobre nada. Normalmente o homem tinha, no mínimo 30 anos, e a mulher... pasmem! Ela tinha 13, 14 anos. Seus pais praticamente a entregavam, pois o princípio do casamento era a procriação e, uma "mulher nova", tinha mais condições de "produzir" um varão melhor! Era o chamado "cum manu", onde tudo era administrado pelo homem, todavia, mais adiante, deu-se mais uma, vamos dizer: "Evolução". Deu-se então o tipo de casamento "sine manu", em que os pais é que administravam os bens da filha mulher. Bom, vamos caminhar mais rapidamente. Hoje, o casamento é uma instituição jurídica que pode ser definido como:


magazine strnghini & amigos AGOSTO • 2019

/ 16

COLUNA JURÍDICA - DRA. NINA MEDEIROS Casamento civil: É a união entre duas pessoas, que estabelecem comunhão plena de vida, com base na igualdade de direitos e deveres. É realizado em Cartório de Registro Civil, em processo que se inicia com a habilitação do casal por meio de análise documental e publicação dos proclamas do casamento na imprensa local ou em mural do cartório. A oficialização da união é realizada por juiz de paz, na presença de testemunhas. Uma vez realizada a cerimônia, é emitida uma Certidão de Casamento, documento que formaliza a união. Para aqui se chegar, muitas legislações foram alteradas e finalmente na Constituição de 1988 é que assim se definiu. Então, para o direito, a validade mesmo está no casamento civil... Temos ainda, a União estável que ocorre quando duas pessoas numa convivência pública, contínua e duradoura e que tem o objetivo de constituição familiar. A legislação não estabelece prazo mínimo de duração de convivência para que uma relação seja considerada união estável. Também não há a necessidade de que o casal resida na mesma habitação para que o vínculo seja configurado. Outros elementos podem ser considerados para a sua caracterização como, por exemplo, a existência de filhos. Na próxima edição falaremos sobre os regimes de casamento, direitos e deveres. Mas, gostaria deixar aqui um pensamento. Como se vê, desde a época primordial, via-se o casamento como uma forma de procriar, ou seja, ter filhos... Hoje, temos a consciência que casamento não é apenas uma aventura, mas a constituição de uma família, onde acrescenta ao outro e existe para vivermos ao lado de alguém muito especial e querido. É por isso que se diz que "amar não é que-


magazine strnghini & amigos AGOSTO • 2019

/ 17

COLUNA JURÍDICA: NINA MEDEIROS rer alguém construído mas, sim, construir alguém querido". Para ajudar o outro a crescer é preciso aceitá-lo como ele é, com todas as suas qualidades e defeitos. A partir daí é possível então, com muita paciência, fé e carinho, ajudar o companheiro a crescer; e crescer quer dizer atingir a maturidade como pessoa humana no campo psicológico, emocional, espiritual e moral.

Rosangela Maria Medeiros

Advogada militante desde 1994. Especialista na área familiar, com diversos cursos. Atualmente atua como gerente jurídico na empresa do Grupo Paraíso, onde tem sua sede na cidade de Tatuí/ São Paulo.


As receitas da Vovรณ Stringhini!


magazine stringhini & amigos AGOSTO • 2019

/ 19

MODA, ETIQUETA & COMPORTAMENTO

Michele Stringhini da Silva

Michele Stringhini da Silva (Foto: Arquivo Pessoal). ________________________________________

A AUTORA E COORDENADORA DA REVISTA TEM FORMAÇÃO EM COACHING LIFE & PROFESSIONAL PELA EMM LEARNING, TAMBÉM FORMADA EM ESTILISMO e FIGURINISMO PELA EMP. ELA JÁ ATUOU COMO GESTORA DE PESSOAS, FOI PROFESSORA DE INFORMÁTICA, DESIGNER DE BIJUTERIAS E JÓIAS FINAS. MICHELE É ESCRITORA E POETISA INTERNACIONAL, PARTICIPOU DE VÁRIAS ANTOLOGIAS NACIONAIS E de ANTOLOGIA INTERNACIONAL (Suíça e ISRAEL), TAMBÉM PARTICIPOU DE REVISTAS DE CONTEÚDO LITERÁRIO (DIVULGAÇÃO NACIONAL E INTERNACIONAL). TEM MEDALHA HONROSA COMO MEMBRO VITALÍCIO E IMORTAL DA ACADEMIA INDEPENDENTE DE LETRAS (AIL), CADEIRA Nº 8 - A SABEDORIA. SEMPRE APAIXONADA PELO ESTUDO E TEM VÁRIOS CURSOS. ATUALMENTE ESTUDA PSICANÁLISE CLÍNICA E TEOLOGIA, COMO TAMBÉM É ESTUDANTE DAS SEGUINTES GRADUAÇÕES: EMPREENDEDORISMO E bacharel em ADMINISTRAÇÃO.

Esta seção abordará algumas dicas sobre moda, comportamento e pinceladas de etiqueta, sempre primando pela objetividade e com ilustrações simples e descomplicadas. Sendo assim, saiba, etiqueta é fundamental, como também é exigida por determinados cargos e em meios corporativos, não podendo ser mais vista como um sinal de frescura ou preconceito. Pois, saber se portar à mesa, saber cumprimentar determinadas pessoas que, segundo seus cargos e títulos, exigirá tal protocolo. Isto apenas denotará em ser uma pessoa devidamente educada, onde muitos creditarão confiança por sua postura elegante e admirável. Além da vestimenta..., essa deve estar coerente com o ambiente e com a posição que se exerça. Então: "Etiqueta é bom comportamento, etiqueta é ter educação, é comportar-se sem medo de ser dèmodè. É não pecar pelo exagero. Porque também a gentileza está atrelada a ela." Aprendemos um pouco mais! Lá vai a primeira dica, essa ensina a evitar um comportamento que parece ser muito normal e viável, mas é prejudicial à saúde.


magazine stringhini & amigos AGOSTO • 2019

/ 20

MODA, ETIQUETA & COMPORTAMENTO

Michele Stringhini da Silva

Agora, antes de palitar os dentes, lembre-se que pode prejudicar sua gengiva. E sempre peça "com licença" a quem lhe acompanha numa refeição ao se ausentar por um minutinho, ou seja, ir ao banheiro para cuidar de sua higiene bucal. Claro, quando isso se tornar possível, justamente naquele momento que algo ficou grudadinho entre os dente e parece ser incômodo. Fica essa dica!

Por fim, indico essa dica básica de moda: Vejamos um estilo que nunca sai de moda, o estilo black & white, então: Que tal, meninas? Combinar com sapato num tom vermelho mais fechado ou sapato com estampa de oncinha. Podendo acrescentar ao look um lenço florido ou xadrez (discreto). Na próxima edição abordaremos com mais profundidade sobre o estilo black & white.


magazine stringhini & amigoS AGOSTO • 2019

/ 21

ENTREVISTA CONVIDADO ESPECIAL

José Carlos Tavares POR MICHELE STRINGHINI DA SILVA

José Carlos Tavares (Foto: Facebook). ________________________________________________

A Revista Stringhini & Amigos agradece a participação do senhor José Carlos Tavares, em compartilhar um pouco da sua história para o Brasil e o mundo. 1- Conte-nos um pouco sobre o senhor, sua profissão, em que área atua e como é atuar nessa área? Reside em qual cidade? Primeiramente, gostaria de agradece pelo convite, me deixa lisonjeado... Só não sei se consigo corresponder às expectativas... Mas vou fazer o possível. Eu trabalho na área da saúde, no Hospital Regional da cidade de Assis, interior do Estado de São Paulo. É muito bom trabalhar em um hospital. Se vê e se relaciona com vários tipos de pessoas. Trabalho há quase 28 anos lá, então, é muita experiência e muitas situações de diversos tipos. Aliás, já trabalhei em diversos setores no hospital, mas estou há quase 4 anos neste setor de Urgência e Emergência.  Parece engraçado, mas quando eu fui para lá, fiquei muito mal, quase em depressão, achei que teria sido excluído, mas alguns meses depois, percebi que era ali que Deus me queria para sentir o que as pessoas sentiam. Agradeci a Deus e prossigo lá, percebendo, sentindo a dor e a alegria das pessoas. Participo, mesmo que indiretamente, daquilo que as pessoas passam... Quando perdem um ente querido ou quando ele se recupera. É algo indescritível!


magazine stringhini & amigoS AGOSTO • 2019

/ 22

ENTREVISTA CONVIDADO ESPECIAL

José Carlos Tavares

Trabalhar no setor de Urgência e Emergência, não há como explicar... Pode ser triste e alegre ao mesmo tempo, você está ali e não sabe o que irá chegar. É assim... Não tem como descrever.

3- Quais cuidados poderia citar que devemos ter em nossos lares que, porventura, possa ser sinal de perigo, onde muitos relevam desnecessários esses cuidados? Quanto aos cuidados em casa, alguns já são recomendados, ou seja, cuidado com os materiais de higiene e limpeza, principalmente com nossas crianças. Como materiais químicos que porventura, se possa ter em casa. Cuidado também com os nossos idosos, piso muito liso, coisas assim.

4- Algum fato no tempo de sua profissão que tenha sido um exemplo de vida em algum caso de emergência e urgência? Algo que realmente o comoveu e fez pensar diferente sobre a vida? A morte de minha mãe... Ela morreu de câncer do pulmão, depois de ter ficado dois anos e meio hospitalizada. Eu e minhas irmãs acompanhamos. Mas não houve mais o que fazer, ela não suportaria uma cirurgia. Isso foi um fato extremamente marcante para mim, que via acontecer aquilo com muita gente, só que aconteceu comigo também. E quanto acontece conosco, aí sim, você sente. Ainda hoje, aparace um ou outra pessoa que fala: "Você fala isso, porque não é com você!". Aí eu respondo: "Conheço sua dor, sei o que você está passando... Minha mãe morreu aqui".

Querido leitor, compreendemos um pouco mais dessa linda experiência, do trabalho do senhor José, que nos inspirou a convidá-lo a deixar mais um pouco de si, através de uma de suas poesias em homenagem ao Dia dos Pais. E, sabemos, depois que se conhece um pouco a história de alguém... Alguém que nos mostra um grau elevado de superação e experiência de vida impressionante, o nosso carinho e respeito aumenta. Confira essa linda poesia de autoria do grande amigo, na seção "Poesia - Dia dos Pais", aqui mesmo na Revista, apenas continue lendo. Obrigada!


magazine strnghini & amigos AGOSTO • 2019

/ 23

RECEITA CULINÁRIA

RECEITA LIGHT DE LASANHA DA MAMMA NINA Ingredientes: - 3 pacotes de lasanha integral (eu uso a Petybon). - 500 gramas de mozzarella. - 500 gramas de peito de peru. - 1 litro de leite desnatado fervendo. - Queijo ralado parmesão. Nina Medeiros (Foto: Arquivo Pessoal). ____________________________________

Molho: - Utilize molho ao sugo de sua preferência. Pode ser o caseiro ou... - 3 pacotes de molho pronto de sua preferência (experimente o Predilecta). - 3 tomates grandes e maduro. - 2 dentes de alho ralado. - Meia cebola ralada. - Óleo de milho. - Sal a gosto. - 1 pitada de orégano.

Modo de fazer (faz de conta que vocês não sabem, tá!): Molho e preparação: 1- Amorne o óleo, coloque a cebola ralada, o alho e deixe dourar. 2- Acrescente os tomates picados (Com casca e semente. Aqui, tudo se aproveita). 3- E deixe dissolver. Acrescente o molho pronto, sal a gosto e ferva-o. 4- Acrescente uma colher de café de maisena dissolvida em água e uma pitada de açúcar no molho, se desejar. (Tira a acidez e incorpora o molho). 5- Quando estiver engrossando, coloque uma pitada de orégano e permaneça com ele aquecido.


magazine strnghini & amigos AGOSTO • 2019

/ 24

RECEITA CULINÁRIA

RECEITA LIGHT DE LASANHA DA MAMMA NINA

Nina Medeiros (Foto: Arquivo Pessoal). ____________________________________

6- Em uma assadeira média, espalhe primeiro o molho, depois uma camada de massa integral por cima, e uma camada de peito de peru, depois uma camada de mozzarella. 7- Siga essa montagem por quatro vezes. 8- Por último, uma camada maravilhosa de molho. 9- Salpique o parmesão. 10- Preaqueça o forno a 200 graus.

12- Por último, coloque o leite fervendo por toda a lasanha devagar e espetando-a com um garfo, de modo que o leite fervendo penetre em toda a lasanha. 13- Cubra com o papel alumínio (com a parte brilhante para baixo) e leve ao forno por aproximadamente 40 minutos. 14- Retire o papel alumínio e deixe dourar.

"Arregale os olhos, encha a boca de água e mangiamo. Buon appetito!" <Mamma Nina>


magazine stringhini & amigoS AGOSTO • 2019

/ 25

POESIA José Carlos Tavares

José Carlos Tavares, diz: "É um poema um pouco triste....Mas nos faz refletir sobre termos ou não mais termos aqui conosco nossos pais." Meu pai Meu pai, quanta saudade Dos bons tempos de criança, Onde tudo era esperança; Sem ter nenhuma maldade. Você era o farol guia... O soberbo timoneiro, Com sua mão forte e esguia Conduzia o seu veleiro. Nas ondas do mar da vida Que em sonhos eu navegava, A sua lembrança querida Sempre me acompanhava. Mesmo estando distante, Lutando contra o tufão; Do seu veleiro pujante, Eu não me esquecia não. Seu semblante de guerreiro, Pobre altivo e ar sonhador; Caminhando orgulhoso e altaneiro, Era a imagem do homem empreendedor. O tempo passou tão depressa, De nós você se afastou; O meu coração protesta: Por que tudo isso acabou?

José Carlos Tavares (Foto: Facebook). ____________________________________

Ei pai! Já não me conhece, Já não fala para mim? Não vejo a luz brilhando, Iluminando o meu jardim...? Sua chama tão ardente Vai chegando a triste fim, Seus olhos lacrimejantes; Já não se fixam em mim. Seu corpo combalido Descansa em triste caixão, Os seus filhos reunidos Formam um triste cordão. Navegante solitário: Acabou-se a ilusão... Em humilde lampanário Repousa o seu coração. Sua alma generosa Partiu para outra missão, Sua existência gloriosa; Para nós é inspiração... Você pai, voltou para Deus; Dai-nos a sua bênção!

Fonte: https://www.facebook.com/zecarlinho1962/posts/800905493636966


/ 26

magazine stringhini & amigos AGOSTO • 2019

AGRADECIMENTOS Encarecidos agradecimentos para: Euclevos Stringhini (São Paulo/SP) - responsável pela Seção Mensagem de Fé e Amor, nesta e nas próximas edições, fixa novo nome da seção como "Palavra de Deus". Nina Medeiros (Osasco/SP) - responsável pela Seção Direito & Família, que também fixa novo nome: "Coluna Jurídica". E teve participação da Seção Receita Culinária, que esporadicamente será apresentada esta seção, não em todas as edições. Altair Stringhini (Garibaldi/RS) - aceitou ser capa da revista, edição especial Dia dos Pais, como também participou da Seção "Entrevista - Dia dos Pais". Além de ser pai da autora e coordenada da revista, onde o homenageia. José Carlos Tavares (Assis/SP) - aceitou participar da revista à Seção Entrevista Convidado Especial e nos presenteou com sua poesia "Meu pai" (Seção Poesia).


Todos os direitos reservados.


Foto Ilustrativa: canva.com

STRINGHINI M A G A Z I N E

A REVISTA QUE UNE GERAÇÕES.

& AMIGOS

Profile for Michele Stringhini

Revista Stringhini & Amigos - Agosto 2019 - Terceira Edição  

Revista Stringhini & Amigos - Agosto 2019 - Terceira Edição  

Advertisement