Page 1


EDITORIAL

ÍNDICE Assistência Técnica..............................................3 e 4 Educação............................................................5 Economia ....................................................................5 Tecnologia ..................................................................6 Sanidade.....................................................................6 Famasul em Ação .......................................................7 Giro Rural ...........................................................8 a 18

Palavras do Presidente

EXPEDIENTE Com o intuito de atender à necessidade de acompanhamento e inovação dos produtores rurais de Mato Grosso do Sul, o Senar/ MS foi uma das primeiras administrações regionais a implantar o Programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) no Brasil. Dentre os resultados desses quatro anos de trabalho, estão produtores cada vez mais informados, autônomos, empreendedores e receptivos às novas tecnologias. O programa que tem transformado a agropecuária do estado é destaque do nosso Informativo - Sistema Famasul, que traz ainda, o resultado do 4º Encontro Técnico da Avicultura que oportunizou ao setor avícola de Sidrolândia e da região as principais informações sobre sanidade, manejo, legislação e custos de produção. Eventos como esse são prioridade do Sistema Famasul porque oportunizam o profissionalismo e o planejamento do setor. Outro assunto dessa edição é o curso que está transformando a realidade de profissionais de Mato Grosso do Sul: o Curso Técnico em Agronegócio - Rede E-Tec. A capacitação, realizada em parceria com o Ministério da Educação (MEC), é totalmente gratuita, garante certificado de nível técnico e oferece ao aluno conhecimentos sobre toda a cadeia do agronegócio. Você confere, ainda, o novo calendário de vacinação contra a febre aftosa dos rebanhos bovino e bubalino da região de Fronteira do estado, agora alinhado ao da região do Planalto a pedido do Sistema Famasul. A nova medida entra em vigor na etapa de novembro deste ano e foi determinada pela Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro). E, como não podia ser diferente, para balizar o produtor rural, apresentamos uma atualizada conjuntura atual das principais commodities produzidas em Mato Grosso do Sul, soja, milho e carne. O conselho é que os produtores fiquem ainda mais atentos ao mercado e à economia do país e do mundo nos próximos meses. A edição de setembro do Informativo – Sistema Famasul também traz as últimas exposições agropecuárias do nosso estado, as recentes posses de diretorias, os cursos do Senar/MS e as ações dos sindicatos rurais.

FAMASUL | Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul Presidente: Mauricio Koji Saito Vice-Presidente: Nilton Pickler Diretora-Secretária: Terezinha de Souza Candido Silva | Diretor-Tesoureiro: Luis Alberto Moraes Novaes | Diretor Executivo: Lucas Galvan | 2º Secretário: Diogo Peixoto da Luz | 3º Secretário: André Ribeiro Bartocci | 2º Tesoureiro: Thaís Carbonaro Faleiros | 3º Tesoureiro: Rogério de Menezes CONSELHO DE VICE-PRESIDENTES Tereza Cristina Correa da Costa Dias | Jean Pierre Paes Martins | Luciano Aguilar Rodrigues Leite | Niuto Pereira de Souza | Marco Garcia de Souza | Yoshihiro Hakamada | Marcelo Loureiro de Almeida | Lucio Damália | Edy Elaine Biondo Tarrafel MEMBROS SUPLENTES DA DIRETORIA Luis Otávio Britto Fernandes | Otávio Vieira Melo | João Borges dos Santos Júnior | Telma Menezes de Araújo | Murilo Eduardo Franciscon Ricardo | Thiago Arantes | Wilberto Antônio de Amaral | Luiseu Bortoloci | Reinaldo Alves dos Santos | Rudimar Artur Borgelt | Antônio Umberto Maran | Adauto Rodrigues de Oliveira | Durval Ferreira Filho | Paulo Cardim | Valdeci Pelizer | Antônio Gesuatto | Ademir Antônio Cruvinel MEMBROS DO CONSELHO FISCAL Efetivos: Ruy Fachini Filho | Maria Lizete Barreto de Menezes Brito | Janes Bernardino Honório Lyrio | Suplentes: Rafael Nunes Gratão | Dário Alves de Souza | Roberto Alves Vasconcelos SENAR – MS | Administração Regional do Estado de Mato Grosso do Sul | Conselho Administrativo | Dirigente: Mauricio Koji Saito – Famasul | Membros titulares: Luciano Muzzi Mendes | José Pereira da Silva | Daniel Kluppel Carrara | Valdinir Nobre de Oliveira | Conselho Fiscal: Paulo César Bózoli | João Batista da Silva | Alaíde Ferreira Teles | Superintendência: Rogério Thomitão Beretta INFORMATIVO SISTEMA FAMASUL Gestão da Unidade de Comunicação e Marketing: Carla Gavilan I Produção: Assessoria de Imprensa do Sistema Famasul: Aline Oliveira | Ana Brito | Ellen Albuquerque | João Carlos Castro I Redação e Revisão: Anderson Viegas | Projeto

Boa leitura.

Gráfico, Edição e Diagramação: Fixa Comunicação | Fotos da edição: Assessoria de Imprensa do Sistema Famasul, Paulo Falcão Jr., Sepaf, Assessoria de Imprensa de Jateí, Danilo Marques e Larissa Morais.

Mauricio Saito Presidente do Sistema Famasul

FAMASUL: Rua Marcino dos Santos, 401 | Cachoeira II | Campo Grande/MS Tel.: (67) 3320.9700 | Site: famasul.com.br SENAR - MS: Rua Marcino dos Santos, 401 | Cachoeira II | Campo Grande/MS

2

Tel.: (67) 3320.6900 | Site: senarms.org.br

senarms.org.br


Ano I - Edição 07 - Setembro de 2016

ASSISTÊNCIA TÉCNICA

PROGRAMAS DE ATeG DO SENAR/MS LEVAM O CONHECIMENTO PORTEIRA ADENTRO DAS PROPRIEDADES

Os programas de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) do Senar/MS estão atendendo em 2016 mais de 2 mil propriedades rurais em 52 municípios de Mato Grosso do Sul. Para o próximo ano, a entidade planeja ampliá-lo para 2.260 propriedades em 55 municípios. A iniciativa prepara o produtor rural para ver o seu empreendimento como um negócio, que precisa ser viável e sustentável, utilizando para isso, conhecimentos científicos, técnicos e novas tecnologias. “O ATeG é um importante exemplo da parceria que existe entre as instituições de pesquisa e o Senar/MS. Elas nos fornecem as novas tecnologias e nós fazemos a disseminação, assegurando com a assistência técnica que esse conhecimento chegue ao produtor. O trabalho desenvolvido por meio desse programa é uma das melhores representações do que consideramos um dos pilares do Sistema Famasul, o compartilhamento de conhecimento e a capacitação da mão de obra”, afirma o presidente do Sistema Famasul, Mauricio Saito. O Senar/MS foi uma das primeiras administrações regionais da entidade a adotar a assistência técnica. A instituição percebeu que o produtor precisava de acompanhamento e orientação para utilizar no seu dia a dia o conhecimento que recebia nos cursos de capacitação. Por isso, foi criado em 2012 no estado o programa Mais Inovação. A ideia era ajudar a solucionar dois grandes problemas da agropecuária sul-matogrossense: a produtividade e a sustentabilidade. Em 2014, quando a entidade adotou em âmbito nacional a assistência técnica com uma de suas novas vertentes de atuação e a nomeclatura de ATeG, foram criados diversos programas no estado. Os programas contemplaram a bovinocutura de leite (ATeG Mais Leite), a piscicultura (ATeG Piscicultura), a hortifruticultura e cultura da mandioca (Hortifruti Legal) e as atividades florestais (ATeG Mais Floresta). Houve ainda continuidade no trabalho do Mais Inovação e foi replicada no estado o Programa Soja Plus, que foca na adequação das propriedades de soja e milho às questões trabalhistas e ambientais. Desde a criação dos programas, a coordenadora do ATeG Mais Leite, Bruna Bastos, explica que o perfil do produtor atendido pelo ATeG varia conforme o tipo de segmento atendido. “O Mais Inovação, por exigir investimentos, como recuperar uma área degradada da propriedade, recebe mais a adesão de médios produtores. O Soja Plus segue a mesma lógica, já o Hortifruti Legal, o Mais Leite e o Piscicultura

trabalham com atividades que são exercidas tradicionalmente por pequenos produtores e agricultores familiares. Esse perfil também é o que mais necessita de suporte técnico, pois é o que enfrenta mais dificuldades para chegar ao autodesenvolvimento”. Entre os produtores do estado que já comemoram os resultados após serem atendido pelo ATeG, está Joelvis Ney da Cunha Souza. Ele produz leite em Camapuã, na região Norte, e recebe há pouco mais de dois anos a orientação de um técnico do Mais Leite. “Saí da atividade e depois resolvi voltar. Quando comprei as primeiras vacas nessa retomada, comecei a buscar por orientação e encontrei o ATeG. O programa foi fundamental para que eu não só permanecesse no setor como crescesse”. Souza diz que retomou a atividade inicialmente com três vacas e que produção não chegava a 20 litros por dia. “Cada vaca produzia entre 5 e 6 litros por dia. Era muito difícil. Já tinha um resfriador e até para movimentar o leite dentro do equipamento era complicado, porque a quantidade era pequena. Não tinha nem para quem vender”, recorda, completando que graças a orientação técnica e gerencial, conseguiu ampliar o rebanho, estando atualmente com 21 cabeças e a produção saltou para 14,5 litros por animal diariamente. “Hoje, vendo tudo que o produzo para um laticínio aqui da cidade mesmo e estou iniciado com a FIV (técnica de reprodução de fertilização in vitro) para aumentar o rebanho”. O produtor, inclusive, se uniu a outros pecuaristas do município e criou a Associação dos Produtores de Leite do Vale do Camapuã, para que juntos possam negociar melhor a venda da produção para o laticínio.

Bruna Bastos - Coordenadora do Programa Mais Leite

famasul.com.br

3


4

senarms.org.br


Ano I - Edição 07 - Setembro de 2016

EDUCAÇÃO

CURSO TÉCNICO EM AGRONEGÓCIO DO SENAR TEM DISPUTA POR VAGA IGUAL A VESTIBULAR EM MS

Rede e-Tec Coxim

Um curso semipresencial de 1.260 horas/aula, oferecido em parceria com o Ministério da Educação (MEC), por meio da Rede e-Tec Brasil, que garante certificado de nível técnico e oferece ao aluno conhecimentos sobre toda a cadeia produtiva e, o melhor de tudo: totalmente gratuito. Esse é o curso técnico em Agronegócio do Senar que, em razão de todos esses atrativos, registrou no último processo seletivo em Mato Grosso do Sul, aberto em julho, uma disputa digna de “vestibular”. A concorrência, conforme o gestor da Unidade de Inovação

e Conhecimento do Sistema Famasul, responsável pela coordenação da Rede e-Tec, Roberto Murillo Mathias, foi de 9 candidatos para cada uma das 170 vagas oferecidas. Além de muito disputado, o perfil dos concorrentes é alto. O coordenador acredita que a elevada concorrência e o interesse até de profissionais de outras áreas sejam reflexos da didática adotada pelo Senar, que é ensinar por meio da prática, e ainda das oportunidades que o setor oferece para mão de obra qualificada. Reforça essa análise o fato de que, entre os participantes do curso que já estão em andamento, vários têm curso superior, alguns mestrado e um até doutorado. Da primeira turma do curso, que vai concluir a capacitação no início de 2017, o gestor calcula que pelo menos 80% dos alunos já saiam empregados. “Tem muitas empresas nos procurando para saber quando os alunos vão terminar o curso para que possam contratá-los”. Em Maracaju, onde está instalado um dos cinco polos presenciais da Rede e-Tec no estado, o presidente do sindicato rural, Juliano Schmaedecke, ressaltou a importância do curso para o setor. “No nosso município, a demanda por mão de obra qualificada é muito grande e essa capacitação vai nos ajudar a atendê-la”. Além de Maracaju, a rede tem polos instalados também em Campo Grande, Coxim, Maracaju, Dourados e Aparecida do Taboado.

ECONOMIA

CONJUNTURA ATUAL RECOMENDA ALERTA AOS PRODUTORES DE MS A conjuntura atual para algumas das principais commodities produzidas em Mato Grosso do Sul, soja, milho e carne, sinaliza que produtores devem ficar ainda mais atentos ao mercado e à economia do País e do mundo nos próximos meses, além de redobrar os cuidados com a gestão dos empreendimentos. O alerta foi feito pela gestora do Departamento Econômico do Sistema Famasul, Adriana Mascarenhas, que explica, por exemplo, que no caso da soja, que lidera as exportações e tem o maior Valor Bruto de Produção (VBP) do Estado, o cenário para a safra 2016/2017 é de perda de rentabilidade. “O preço médio de R$ 72/saca registrado em agosto deste ano está mais alto que no mesmo período do ano passado, de R$ 68, ou seja, está atrativo. Esse resultado vem muito da questão do câmbio, que aumentou a rentabilidade, mas incrementou também o custo de produção. Agora, com o dólar mais baixo, os gastos e a rentabilidade devem cair. Desse modo, o que se projeta é redução de margem”. Para o milho, o contexto é mais preocupante. “É um cenário diferente. Mesmo com demanda aquecida, o produtor vendeu grande parte de sua safra antecipadamente, cerca de 70% a preços em torno dos R$ 23 a 24. Hoje, o valor está em torno dos R$ 33, sendo que há um

ano era R$ 19. Subiu! Mas essa venda antecipada a preços baixos, somada a frustração de safra provocada pelo clima, fez com que ele não conseguisse cobrir os custos. A margem é negativa”. A prudência com a gestão é necessária na pecuária neste momento, considerando que houve queda no consumo de carne bovina no mercado interno, provocada pela crise econômica, que fez com que famílias substituíssem o produto por outros tipos de proteína animal. “Além disso, o câmbio tira um pouco da nossa competitividade. Os preços são sustentados porque temos restrição de oferta. Sabemos que houve retenção de matrizes e a expectativa é que teremos futuramente aumento no número de bezerros, o que deve aumentar a oferta e pressionar os preços”. Atualmente o preço médio do boi gordo está em R$ 139/@, enquanto que em 2015 era de R$ 134. famasul.com.br

5


TECNOLOGIA

ENCONTRO TÉCNICO DA AVICULTURA REÚNE 250 PESSOAS EM SIDROLÂNDIA

“A busca pelo conhecimento, por parte dos avicultores de Mato Grosso do Sul, demonstra o profissionalismo do setor produtivo e o resultado é a melhora da produtividade e da qualidade”. A afirmação foi feita pelo presidente do Sistema Famasul, Mauricio Saito, durante o 4º Encontro Técnico da Avicultura, realizado no dia 09 de setembro, em Sidrolândia.

O evento, promovido pelo Sistema Famasul e pela Avimasul – Associação dos Avicultores de MS, contou com a participação de mais de 250 pessoas, entre produtores e profissionais do segmento avícola e foi prestigiado por lideranças políticas e rurais. “O consumo per capita da carne de frango é de 45 quilos ao ano, sendo a principal fonte de proteína animal do nosso País”, afirmou Saito que acrescentou que o município é o principal produtor de aves de Mato Grosso do Sul. O presidente da Avimasul, Adroaldo Hoffmann, parabenizou os produtores e as caravanas do interior do estado que participaram do evento. “Para estar aqui hoje, nós sabemos que os senhores deixaram suas atividades para se dedicarem à melhoria da produção por meio da informação e conhecimento”. Além das lideranças já citadas participaram do evento, o prefeito Ari Basso; representando a SFA – Superintendência Federal de Agricultura, Luis Felipe Ungere; o diretor executivo do Sistema Famasul, Lucas Galvan e o presidente do Sindicato Rural de Sidrolândia, Rogério Menezes, entre outros representantes políticos e do setor.

SANIDADE

APÓS PEDIDO DA FAMASUL, VACINAÇÃO CONTRA AFTOSA NA FRONTEIRA É ALINHADA AO DO PLANALTO O calendário de vacinação contra a febre aftosa dos rebanhos bovino e bubalino da região de Fronteira de Mato Grosso do Sul foi alinhado ao da região do Planalto. A medida, que entra em vigor na etapa de novembro deste ano, atende reivindicação dos criadores, encaminhada pelo Sistema Famasul, e foi determinada em portaria da Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro), publicada em agosto. De acordo com a Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal (Iagro), as etapas de vacinação na região de Fronteira começavam quase um mês antes do início da campanha no Planalto. No ano passado, o órgão atendeu outra reivindicação dos criadores da Fronteira encaminhada também via Sistema Famasul, a da nivelação da idade dos animais vacinados na segunda etapa na região ao do Planalto. Desse modo, os criadores da Fronteira, que antes tinham de vacinar todo o rebanho, de mamando a caducando, na segunda etapa, foram autorizados a vacinar apenas os bovinos e bubalinos com até 24 meses. O médico veterinário do Sistema Famasul, Horácio Tinoco, explica que a alteração vai facilitar a rotina e viabilizar as negociações do setor. “O calendário unificado facilita a movimentação do rebanho para transações de compra, venda, transferências e ainda para a participação em eventos. Antes, com a diferença de datas esse trânsito entre as regiões era muito

6

senarms.org.br

complicado, porque após o início da campanha, a movimentação é autorizada somente após a imunização. Então para levar animais de uma região que estava vacinando para outra que ainda começaria o trabalho, dependeria de autorização para antecipar a imunização”, explica. Levar ao criador de aves as mais recentes informações sobre sanidade, manejo, legislação e custos de produção. Com esse objetivo, o Sistema Famasul e a Associação dos Integrados da Avicultura de Mato Grosso do Sul (Avimasul) promoveram em Sidrolândia, polo da atividade, no dia 9 de setembro, a quarta edição do Encontro Técnico da Avicultura. O evento, que conta também com o apoio da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

VEJA COMO FICOU O CALENDÁRIO DE VACINAÇÃO CONTRA A AFTOSA EM MS: FRONTEIRA De 1º a 30 de novembro e registro até 15 dias depois PLANALTO

De 1º a 30 de novembro e registro até 15 dias depois

PANTANAL De 1º de novembro a 15 de dezembro e registro até 15 dias depois


Ano I - Edição 07 - Setembro de 2016

FAMASUL EM AÇÃO

Confraternização - 1 Ano de Gestão

Confraternização - 1 Ano de Gestão

Posse da nova diretoria do Sindicato Rural de Anastácio

Presidente Mauricio Saito na solenidade de posse da Associação Novilho Precoce

Almoço dos colaboradores do Sistema Famasul, na Acrissul

Presidente Mauricio Saito e Mandi com André Bartocci na fazenda Nossa Senhora das Graças

Confraternização - 1 Ano de Gestão

Abertura da Exposição de Aquidauana

Entrega de Certificados do Senar/MS em Fátima do Sul

II Mostra Gastronômica Agrinho E. M. Francisco Antônio de Souza, em Jaraguari

Fórum dos Governadores do Brasil Central, em Bonito

Confraternização da Unidade Educacional do Senar/MS

Abertura da Exposição Agropecuária de Caarapó

Presidente Mauricio Saito durante I Seminário do Programa Terra Boa

Encontro Técnico da Soja na Fundação MS

famasul.com.br

7


GIRO RURAL SINDICATO DE ALCINÓPOLIS ALERTA PRODUTORES PARA INTERDIÇÃO DE PONTE SOBRE ‘TAQUARIZINHO’ O Sindicato Rural de Alcinópolis alerta os produtores rurais do município sobre a interdição da ponte sobre o rio Taquarizinho, que dá acesso ao assentamento Santa Fé e à região do Engano. O presidente da instituição, Daniel Cochito, explica que no local haverá a construção, pelo município, de uma nova estrutura, substituindo a atual, de madeira, por uma de concreto, o que vai melhorar o escoamento da produção do local e a segurança de quem transita pela ponte. Durante esse período, a alternativa é um desvio que aumenta o percurso em até 60 quilômetros. Mais informações pelo telefone: (67) 3260-1235 ou pelo e-mail: sindruralalcinopolis@hotmail.com

SINDICATO DE ANASTÁCIO RECEBE LEILÃO DE GADO DE CORTE EM OUTUBRO O Sindicato Rural de Anastácio se prepara para receber um grande leilão de gado de corte em outubro. Segundo o presidente da entidade, Moezis José dos Santos, o evento será o primeiro em que serão utilizadas as novas instalações construídas na sede do sindicato. Ele aponta que as obras foram concluídas em junho deste ano e, anteriormente, sempre era utilizada uma estrutura temporária. Deverão ser comercializados no certame cerca de 700 animais de produtores do município e de toda a região. Mais informações pelo telefone: (67) 99659-3055 ou pelo e-mail: sindruralanastacio@yahoo.com.br.

ANAURILÂNDIA TEM 96 PRODUTORES ATENDIDOS PELO ATEG, APONTA SINDICATO Anaurilândia tem 96 produtores rurais sendo atendidos por três programas do ATeG - Assistência Técnica e Gerencial e pelo ABC Cerrado, do Senar/MS. O levantamento foi feito pela presidente do sindicato rural do município, Ligia Franciscon Ricardo. A entidade é parceira nos atendimentos. “São 10 no Mais Inovação, 50 no Mais Leite, 20 no Hortifruti Legal e 16 no ABC Cerrado”, revela a dirigente, completando que, recentemente, foram iniciadas turmas do ABC Cerrado e Hortifruti Legal e que, agora, o sindicato também está voltado para que o município receba uma unidade de pesquisa de grãos da Fundação MS. Mais informações pelo telefone: (67) 3445-1578 ou pelo e-mail: sranaurilandia@uol.com.br.

8

senarms.org.br


Ano I - Edição 07 - Setembro de 2016

GIRO RURAL PROPOSTAS E GARGALOS DO SETOR PRODUTIVO SERÃO TRATADOS EM REUNIÃO DO SINDICATO RURAL DE BATAGUASSU Atendendo as demandas do Sindicato Rural de Bataguassu, o Senar/MS, realizou em 8 meses 30 cursos gratuitos entre formação profissional rural e promoção social. O Pingo D´agua é um deles que passou pela cidade realizando tratamento dentário em crianças e adultos. Em agosto, a tradicional ExpoBata levou ao público cinco noites de evento, com rodeios, shows e estandes de empresas parceiras. Na segunda quinzena de setembro serão promovidas reuniões com os candidatos a prefeito do município. O objetivo é que a população conheça as propostas de cada um e os produtores rurais apresentem os gargalos do setor. A diretoria informa que a intenção é levar o Mais Leite e o Agrinho o mais breve possível para os produtores e alunos da rede pública de ensino respectivamente. Mais informações pelo telefone (67) 3541-1387.

CURSOS VOLTADOS À PANIFICAÇÃO SÃO OS MAIS PROCURADOS NO SINDICATO RURAL DE BRASILÂNDIA Os cursos de Promoção Social (PS) voltados à área de panificação têm sido os mais procurados no Sindicato Rural de Brasilândia. Realizados em parceria com o Senar/MS, os treinamentos, conforme o presidente da entidade, Adolfo Chorati Cavalhieiri, como o de produção de pães e salgados e o de biscoitos, bolos simples e confeitados, têm despertado o interesse na população do município e se tornando uma boa alternativa de geração de renda. Outra capacitação com boa demanda, segundo Cavalhieri, é o de fabricação caseira de produtos de limpeza. Mais informações pelo telefone: (67) 3546-1270 ou pelo e-mail: srbrasams@hotmail.com.

LIDERANÇAS RURAIS PRESTIGIAM XXV EXPOAC, PROMOVIDA PELO SINDICATO DE CAARAPÓ O Sindicato Rural de Caarapó realizou, no dia 31 de agosto, a cerimônia de abertura da XXV Expoac. Autoridades, produtores rurais, profissionais do setor, estudantes e comunidade em geral foram recepcionados pelo presidente da instituição, Antonio Uberto Maran. A Exposição Agropecuária e Industrial aconteceu até o dia 04 de setembro e teve na programação a 12ª Festa do Milho e 13ª Festa do Leite, além da tradicional Festa do Laço Comprido, praça de alimentação, parque de diversão, dentre outras atrações. Mais informações pelo telefone: (67) 3453-1362 ou pelo e-mail: sindcaar@hotmail.com.

famasul.com.br

9


GIRO RURAL SINDICATO DE CARACOL AVANÇA NA CONSTRUÇÃO DO TATERSAL

O Sindicato Rural de Caracol avança na construção de seu tatersal. Conforme o presidente, José Ivolin Monteiro Almeida, já foi feito pagamento integral do barracão e, agora, a entidade está fazendo orçamentos e adquirindo materiais necessários para a construção. No momento, o foco das atividades está no piso de toda área, cerca de 900 metros quadrados, que já inclui as estruturas necessárias para a construção das paredes. “O sonho está se tornando uma realidade”, comemora o presidente. Mais informações pelo telefone: (67) 3495-1159 ou pelo e-mail: sindicaracol@terra.com.br.

CURSOS VOLTADOS À SEGURANÇA SE DESTACAM EM CHAPADÃO DO SUL Durante o mês de setembro deste ano, produtores e trabalhadores rurais de Chapadão do Sul poderão participar de cursos relacionados à segurança pessoal. As capacitação são promovidas pelo Senar/MS, em parceria com o sindicato rural do município. O primeiro está marcado para os dias 19 e 20 deste mês sobre a NR 33, especificamente para trabalhador e vigia em espaços confinados e acontecerá na sede do sindicato. O segundo, agendado para os dias 21 e 22, será na Fazenda Campo Bom e terá como tema a “NR 35 - Capacitação em Trabalho em Altura”. E, por último, um curso sobre noções de primeiros socorros, acontecerá no dia 23. Mais informações pelo telefone: (67) 3562-1443 ou pelo e-mail: sindrural@outlook.com.br.

SINDICATO RURAL DE COSTA RICA PROMOVE DE 10 A 12 CURSOS POR MÊS Com uma grande demanda, principalmente na área de mecanização agrícola e de adequação as exigências da legislação trabalhista, o Sindicato Rural de Costa Rica, em parceria com o Senar/MS, está promovendo de 10 a 12 cursos de Formação Profissional Rural e Promoção Social, por mês, no município. O presidente do sindicato, Hilies de Oliveira, comenta que, em setembro, por exemplo, serão três turmas do “NR 31.8 - Prevenção de Acidentes com Agrotóxicos” e “NR 35 – Capacitação para Trabalho em Altura”. Segundo Oliveira, outro treinamento com grande procura é o “Análise e Classificação de Grãos (soja e milho)”. Mais informações pelo telefone: 3247-1172 ou pelo e-mail: sinrural@net11.com.br.

10

senarms.org.br


Ano I - Edição 07 - Setembro de 2016

GIRO RURAL PARCERIAS FORTALECEM AÇÕES DO SINDICATO RURAL DE DEODÁPOLIS A gestão de Paulo Cardim, junto à diretoria e a parceria com cooperativas, empresas ligadas ao setor e a união com entidades que representam o produtor rural e o Poder Executivo, têm levado o Sindicato Rural de Deodápolis a atender as demandas da classe no município que se destaca com a produção de grãos. Somente neste ano, mais de 200 pessoas foram capacitadas com os cursos gratuitos do Senar/MS – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural. Evento como palestras sobre previsão climática, mercado de grãos e confraternizações com diretoria e mobilizadores estão entre as iniciativas do sindicato. Mais informações pelo telefone: (67) 3448-1482 ou pelo e-mail: sindicatodeodapolis@uol.com.br.

DOIS IRMÃOS DO BURITI DESTACA ATIVIDADES DO AGRINHO E CURSOS DE CAPACITAÇÃO DO SENAR/MS Pelo segundo ano consecutivo, o município de Dois Irmãos do Buriti recebe as atividades do programa Agrinho, maior iniciativa de responsabilidade social do Sistema Famasul e do Senar/ MS. Hermínio Pitão, presidente do sindicato rural, entidade que apoia a iniciativa e tem contribuído muito para sua disseminação nas escolas públicas da cidade, ressalta que o Agrinho é muito importante para que a população urbana conheça mais sobre a realidade do homem do campo. Este mês, o sindicato também está oferecendo outros cursos de capacitação promovidos em parceria com o Senar/MS. Somente em agosto, foram realizados oito treinamentos. Mais informações pelo telefone: (67) 3243-1273 ou pelo e-mail: sindiruraldib@hotmail.com.

SINDICATO DE DOURADINA SE PREOCUPA COM QUEBRA DE SAFRA E ADERE A MOVIMENTO O Sindicato Rural de Douradina terá um mês de setembro movimentado. O presidente, Cláudio Pradella, explica que a entidade foi convidada pela Justiça Eleitoral a aderir a um movimento da sociedade civil que pede uma ‘política limpa’ na disputa deste ano. Além disso, o sindicato está muito preocupado com o alto índice de perda nas lavouras da safrinha deste ano, que deve atingir entre 50% a 60%, em razão das variações climáticas que atingiram o milho. O segundo semestre no município segue com uma extensa programação, em parceria com o Senar/MS, realizando vários cursos de capacitação e promoção social. Mais informações pelo telefone: (67) 3412-1137 ou pelo e-mail: sindiruraldouradina@hotmail.com.

famasul.com.br

11


GIRO RURAL PARQUE DE EXPOSIÇÕES DE ELDORADO RECEBE VÁRIAS ATIVIDADES EM SETEMBRO O Parque de Exposições João Turquino, do Sindicato Rural de Eldorado, recebe no mês de setembro diversas atividades. O presidente da entidade, Waldir Aparecido Santussi, explica que a programação será aberta com uma prova de laço curto, no início do mês, prossegue com um evento de som automotivo, antes do fim da primeira quinzena, e termina com um show-baile com a dupla Breno Reis e Marco Viola. Paralelo aos eventos, a entidade prossegue com a programação de cursos promovidos em parceria com o Senar/MS. Neste mês foi realizado o de “Informática Avançada” e o de “NR 35 – Capacitação para Trabalhar em Altura”. Mais informações pelo telefone: (67) 3473-1191 ou pelo e-mail: sindicatoruraleldorado@hotmail.com.

DIA DE CAMPO DESTACA VIABILIDADE DO CULTIVO DO LIMÃO EM FIGUEIRÃO Um Dia de Campo promovido em parceria entre o Sindicato Rural de Figueirão e o Senar/MS destacou a viabilidade do cultivo do limão no município. O evento foi realizado em uma propriedade atendida pelo programa Hortifruti Legal, do Senar/MS, e contou com a participação de cerca de 40 produtores. “Foi uma atividade muito importante para mostrar aos produtores uma alternativa de geração de renda. O interesse pelo cultivo tem crescido bastante em nosso município”, destacou o presidente do sindicato rural, Gilmar Siqueira de Miranda. Mais informações pelo telefone: (67) 3274-1445 ou pelo e-mail: sindrural@hotmail.com.

GLÓRIA DE DOURADOS RECEBE CURSO DE ARTESANATO DA PALHA DO MILHO

12

senarms.org.br


Ano I - Edição 07 - Setembro de 2016

GIRO RURAL SINDICATO DE GUIA LOPES DA LAGUNA PROMOVE DE 3 A 4 CURSOS POR MÊS

Entre três e quatro cursos das modalidades de Formação Profissional Rural e Promoção Social estão sendo realizados, mensalmente, em Guia Lopes da Laguna pelo Senar/MS, em parceria com o sindicato rural do município. O presidente da instituição, José Antonio Pereira dos Santos, aponta que os treinamentos da área de culinária, especialmente, os de panificação, são os que têm a maior demanda. A mais recente capacitação, a de produção de biscoito, bolos simples e confeitados, foi oferecida aos moradores do assentamento Rio Feio. Mais informações pelo telefone: (67) 3269-1280 ou pelo e-mail: juli_ge@hotmail.com.

EM 8 MESES, SINDICATO RURAL DE IGUATEMI OFERECE 40 CURSOS E CAPACITA 420 PESSOAS Do início de 2016 até o mês de agosto, 420 pessoas foram capacitadas pelos cursos gratuitos do Senar/MS, no município de Iguatemi. Entre os cursos com mais alunos estão: Inclusão Digital, Informática Básica e Avançada. “Até dezembro, pretendemos trazer pelo menos mais 21 cursos”, destaca o presidente do sindicato rural, Hilário Parise. Capacitações como Criação de Frangos, Conservas e Fabricação de Pão estão rendendo produtos que são entregues em escolas e feiras da região. As verduras e legumes produzidos no Curso de Implantação e Manejo de Hortas são utilizados na alimentação dos participantes. Mais informações pelo telefone: (67) 3471-2005 ou pelo e-mail: sindrural_iguatemi@hotmail.com.

CURSOS DE INFORMÁTICA E DE PRODUÇÃO DE BOLOS SÃO OS MAIS PROCURADOS EM JARAGUARI Os cursos da área de informática e os de produção de bolos têm sido os mais demandados em Jaraguari. As capacitações são oferecidas pelo Senar/MS, em parceria com o sindicato rural do município. Somente este ano, o presidente da entidade, Durval Ferreira Filho, diz que foram seis turmas voltadas à informática e outras duas à produção de bolos. Os dois temas estarão novamente na pauta de treinamentos para setembro. “Quando abrimos as inscrições para um curso deste rapidamente as vagas se esgotam e já deixamos uma lista de interessados, assim, se houver desistência ou abrirmos novas turmas ou a demanda é rapidamente preenchida”, conclui. Mais informações pelo telefone: (67) 3285-1122 ou pelo e-mail: sindicatojaraguari@hotmail.com.

famasul.com.br

13


GIRO RURAL CURSOS DE PROMOÇÃO SOCIAL SÃO OS MAIS DEMANDADOS EM JATEÍ Os cursos da área de Promoção Social do Senar/MS são os mais demandados no município de Jateí. José Pereira da Silva, presidente do Sindicato Rural da cidade, entidade que é parceira na promoção dos treinamentos, explica que a preferência recai sobre as capacitações de corte e costura e de bordado. Por mês, ele aponta que estão sendo realizados entre três e quatro cursos na cidade e que a animação dos participantes é contagiante. Mais informações pelo telefone: (67) 3465-1194 ou pelo e-mail: sindicatoruraljatei@hotmail.com.

SINDICATO DE JUTI PROMOVE DUAS TURMAS DO CURSO DE IMPLANTAÇÃO DE HORTA O Sindicato Rural de Juti, em parceria com o Senar/MS, promove em setembro duas turmas do curso de “Implantação e manejo básico de horta”. Nesse treinamento os participantes vão conhecer o sistema de produção de hortaliças por meio de informações sobre definição do local para os canteiros, adubação, plantio, colheita, armazenamento, aproveitamento, tratos culturais e tecnologias utilizadas no cultivo. De acordo com o presidente da entidade, Adélcio Menegatti Filho, além destas duas turmas também será realizada no município o treinamento de “Operação e Manutenção de Motoserra”. Por mês, conforme ele, estão sendo executados na cidade entre dois e três cursos. Mais informações pelo telefone: (67) 3463-1304 ou pelo e-mail: sindjuti@hotmail.com.

SINDICATO RURAL DE MUNDO NOVO JÁ PROMOVEU 19 CURSOS DE CAPACITAÇÃO EM 2016 O Sindicato Rural de Mundo Novo, em parceria com o Senar/MS, já promoveu em 2016, 19 cursos de Formação Profissional Rural e Promoção Social. De acordo com dados da equipe técnica da entidade, apurados a pedido do presidente, Edilson Santos Pontelli, os mais procurados são as capacitações voltadas para o plantio e cultivo de horta e de pomar, inclusive, com treinamentos específicos para culturas como banana, abacaxi e uva. Para setembro, a programação prevê seis capacitações. Mais informações pelo telefone: (67) 3474-4571 ou pelo e-mail: sindicatomn@hotmail.com.

14

senarms.org.br


Ano I - Edição 07 - Setembro de 2016

GIRO RURAL SINDICATO DE NIOAQUE TRABALHA PARA SE TORNAR REFERÊNCIA NA AGROPECUÁRIA DE MS O Sindicato Rural de Nioaque promove uma série de ações visando se tornar uma das referências no sistema sindical agropecuário do estado e para a própria sociedade sul-matogrossense. Neste sentido, o presidente, Claudio Antonio Straliotto, revela que, entre janeiro e agosto deste ano, a instituição, em parceria com o Senar/MS, promoveu 80 cursos, sendo 41 de Formação Profissional Rural, 32 de Promoção Social e 6 de programas e projetos especiais. Esses treinamentos, conforme ele, atenderam produtores e trabalhadores rurais e ainda parceiros como o Centro de Referência e Assistência Social e o 9º Grupo de Artilharia de Campanha (9º GAC), do Exército Brasileiro. Mais informações pelo telefone: (67) 3236-1306 ou pelo e-mail: snioaque@terra.com.br.

ALUNOS DA REDE MUNICIPAL DE PARANAÍBA RECEBEM MATERIAL DO AGRINHO Alunos da Escola Municipal Major Francisco Faustino Dias, em Paranaíba, receberam em agosto o material do programa Agrinho, maior iniciativa de responsabilidade social do Sistema Famasul e do Senar/ MS. Segundo o presidente do sindicato, Wilberto Antonio de Amaral, que participou da entrega, o Agrinho tem o objetivo de complementar o aprendizado dos alunos do Ensino Fundamental, garantindo que eles tenham contato com assuntos que fortaleçam a consciência ambiental e a relevância social, por meio de uma educação crítica e reflexiva. No município, o programa foi implantado este ano e atende sete escolas municipais, sendo três da área rural, beneficiando aproximadamente três mil alunos. Mais informações pelo telefone: (67) 3668-1017 ou pelo e-mail: sindpba@terra.com.br.

PRODUTORES DE PARANHOS RECEBEM A TITULAÇÃO DE ÁREAS PELO INCRA Grupo de aproximadamente 30 produtores rurais de Paranhos recebeu, em agosto, durante solenidade na Câmara de Vereadores, a titulação de suas áreas pelo Incra. Segundo o presidente do sindicato rural, Edir Pereira Ratier, os produtores aguardavam, há muitos anos, a titulação, que só foi obtida após uma decisão da Justiça Federal de Ponta Porã, em uma ação que tramitava há três anos. Além da insegurança jurídica, já que as áreas, que totalizam 500 hectares eram reivindicadas por indígenas, a ausência de documentação impedia também o acesso ao crédito. “O sindicato deu apoio à causa. Produtores, como o associado Laércio Meira, mobilizaram o grupo e lideraram o movimento, que ganhou até mesmo o apoio de outras entidades, como Federação de Agricultura Familiar (FAF-MS)”. Mais informações pelo telefone: (67) 3480-1784 ou no e-mail: srparanhos@outlook.com. DE PARANHOS DI CA TO

P

L

SIN

RA

R

RU

S

famasul.com.br

15


GIRO RURAL EM PEDRO GOMES, CURSOS MAIS PROCURADOS SÃO OS DE LEITE, CORTE E COSTURA E DOMA Os cursos de formação profissional rural e promoção social das áreas de pecuária de leite, corte e costura e doma são os mais procurados em Pedro Gomes, segundo o presidente do sindicato rural do município, José Roberto Scalabrini. Ele aponta que, em setembro, serão promovidas capacitações voltadas para o cultivo de orquídeas, processamento de frango, instalação de cerca elétrica, entre outros. Mais informações pelo telefone: (67) 3230-1135 ou pelo e-mail: sindicatorural.pg@bol.com.br.

PORTO MURTINHO RECEBE EM SETEMBRO 13 CURSOS DO SENAR/MS O mês de setembro promete ser movimentado em Porto Murtinho. A previsão é que o sindicato rural do município, em parceria com o Senar/MS, promova treze capacitações nas diversas frentes de ensino, trazendo desenvolvimento e capacitando a mão de obra dos trabalhadores rurais. Estão programados para o período a realização de capacitações de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais, de Apicultura Avançada, Manejo Racional de Bovinos para Abate, Produção Artesanal de Embutidos Defumados, entre outros. Mais informações pelo telefone: (67) 3287-1334 ou pelo e-mail: sindicatoruraldeportomurtinho@gmail.com.

RIBAS DO RIO PARDO TERÁ CURSO DE ‘PLANTIO E MANEJO DE POMAR DE MARACUJÁ’ De olho na crescente demanda pelo maracujá, o Sindicato Rural de Ribas do Rio Pardo, em parceria com o Senar/MS, promove em setembro um curso de Formação Profissional Rural que ensina técnicas de plantio e manejo de um pomar da fruta. Segundo o presidente da entidade, Robson Velos Ribeiro, o treinamento oferecerá desde informações sobre a escolha do melhor local para o plantio, passando pela correção e adubação do solo, seleção de mudas, até chegar a aspectos como formação de viveiro, plantio da muda no campo, tratos culturais, colheita e comercialização. Mais informações pelo telefone: (67) 3238-1395 ou pelo e-mail: sindicatorural.rrp@bol.com.br.

16

senarms.org.br


Ano I - Edição 07 - Setembro de 2016

GIRO RURAL CONCURSO DO MILHO SAFRINHA REÚNE PRODUTORES DO SUL DO ESTADO EM RIO BRILHANTE

O Concurso do Milho Safrinha, promovido pelo Sindicato Rural de Rio Brilhante em parceria com o Sistema Famasul, mobilizou os produtores da região sul do estado. Além dos agricultores do município, o evento contou com a participação também de representantes de Maracaju, Itaporã, Douradina e Dourados. Conforme o presidente do sindicato, Luiz Otávio Britto Fernandes, uma comissão julgadora fez a coleta e a classificação das espigas, sendo premiadas em dinheiro as sete espigas mais pesadas em âmbito estadual (o primeiro e o segundo) e municipal (do primeiro ao quinto). Mais informações pelo telefone: (67) 3452-7320 ou pelo e-mail: ruralrb@hotmail.com.

SINDICATO RURAL DE RIO VERDE TRABALHA PARA RECEBER O HORTIFRUTI LEGAL O Sindicato Rural de Rio Verde de Mato Grosso trabalha para implantar no município, em parceria com o Senar/MS, o programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeg) Hortifruti Legal. De acordo com o presidente da entidade, Launil José Marquesan, recentemente foi feita uma reunião com um grupo de 15 agricultores do município para discutir a ampliação da Feira do Produtor, já visando atender o aumento da oferta que deve ocorrer após a realização do programa. Mais informações pelo telefone: (67) 3292-1428 ou pelo e-mail: sindicatoruralrv@hotmail.com.

SINDICATO DE SETE QUEDAS CONCENTRA AÇÕES NA PROFISSIONALIZAÇÃO E INTEGRAÇÃO O Sindicato Rural de Sete Quedas concentra suas ações na profissionalização e integração do homem e mulher do campo à sociedade. O objetivo é melhorar a qualidade de vida e garantir o pleno exercício da cidadania. Segundo o presidente, Orlando Vendramini Neto, em setembro serão promovidos em parceria com o Senar/MS dois cursos: “Aplicação de Medicamentos em Bovinos”, na fazenda Mocoin, e “Fabricação de Produtos de Limpeza”, na sede do sindicato. “Teremos também, em breve, o Projeto Pingo D’água, um consultório odontológico móvel cuja proposta é realizar atendimentos ambulatoriais odontológicos gratuitos aos produtores e trabalhadores rurais e suas famílias”. Mais informações pelo telefone: (67) 3479-1171 ou pelo e-mail: sindicatorural7quedas@gmail.com.

famasul.com.br

17


GIRO RURAL POTENCIAL SUCROENERGÉTICO MOVIMENTA E FORTALECE SONORA De acordo com o IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas, são aproximadamente 12 mil hectares de área plantada de cana-de-açúcar, superando 1 milhão de tonelada colhida. Os dados são de Sonora e, como não poderia ser diferente, o município tradicionalmente conhecido por essa produção é sede de dois grandes eventos realizados pelo Sindicato Rural de Sonora, com a parceria de entidades e empresas ligadas ao setor. As agendas somadas às reuniões e atividades apoiadas pela entidade sindical consolidam o Sindicato Rural de Sonora com gestão atuante. A Festa da Cana e a Festa de Nossa Senhora Aparecida já estão carimbadas no calendário local e atraem visitantes de diferentes lugares de Mato Grosso do Sul. Mais informações pelo telefone: (67) 3254-4196 ou pelo e-mail: sindicatorural_sonora@hotmail.com.

CAPACITAÇÕES E INFRAESTRUTURA ESTÃO NA PAUTA DO SINDICATO RURAL DE TACURU O município de Tacuru está com uma movimentada agenda de cursos gratuitos oferecidos pelo Senar/MS, nas mais diferentes áreas. “Já tivemos aqui o Cultivo de Orquídeas, Panificação com a produção de pães e bolos, além dos cursos que ainda serão realizados como Confecção de Rédea e Doma Racional. Todos já estão com turmas completas”, ressalta a presidente do Sindicato Rural de Tacuru, Maria Neide Casagrande Muranetto. Com gestão simples e prática, a presidente pede atenção especial para a infraestrutura da região. “Estou na terceira gestão e durante esse tempo tenho acompanhado de perto a situação crítica das rodovias. É um gargalo que os produtores rurais lidam”, explica a presidente. Mais informações pelo telefone: (67) 3478-1070 ou pelo e-mail: srtacuru@hotmail.com.

SINDICATO LEVA CURSO DE MANEJO DE HORTA A PRODUTORES FAMILIARES DE TAQUARUSSU O Sindicato Rural de Taquarussu, em parceria com o Senar/MS e a Associação dos Agricultores Familiares do projeto de assentamento Bela Manhã, levou para o local o curso de capacitação de “Implantação e Manejo Básico de Horta”. As aulas práticas do treinamento foram promovidas no sítio de Maria de Lurdes Rodrigues. Na avaliação do presidente do sindicato, Claudinet Vicente Crivelli, oferecer essa capacitação aos produtores familiares é fundamental para possibilitar o aumento da renda e, por consequência, a melhoria da qualidade de vida. Mais informações pelo telefone: (67) 3444-1399 ou pelo e-mail: sindicatoruraldetaquarussu@bol.com.br.

SINDICATO RURAL DE TERENOS VISITA ESCOLAS PARTICIPANTES DO PROGRAMA AGRINHO Para estimular ainda mais a participação de alunos e professores no programa Agrinho, o Sindicato Rural de Terenos fez uma série de visitas às escolas participantes. Segundo o presidente da entidade, João Borges dos Santos, a iniciativa é uma forma de apoiar e incentivar educadores e estudantes. A gestora do sindicato, Milze de Paula, explica que na Escola Estadual Antonio Nogueira, os mascotes do programa foram ver os resultados da criação da horta e do pomar do colégio. “Esse trabalho foi realizado para que os alunos entendessem as necessidades dos cuidados com a terra”. Mais informações pelo telefone: (67) 3246-7854 ou pelo e-mail: sind.terenos@senarms.org.br.

18

senarms.org.br


Ano I - Edição 07 - Setembro de 2016

famasul.com.br

19


Informativo Sistema Famasul - Edição 07/2016  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you