Page 1


EDITORIAL

ÍNDICE Tecnologia ..........................................….....................3 Educação....................................................................4 Agricultura..................................................................4 Pecuária......................................................................5 Exposições.................................................................5 Ação Sindical..............................................................6 Jovem.........................................................................6 Famasul em Ação..................... ..................................7 Giro Rural....................................................................8

Palavras do Presidente

EXPEDIENTE

Conscientização ambiental e a adesão de novas tecnologias foram um desafio que os produtores rurais de Mato Grosso do Sul decidiram enfrentar nos últimos vinte anos. Os resultados, colhidos hoje, não poderiam ser diferentes: o estado é considerado celeiro de produção e referência em aumento de áreas a partir de regiões antropizadas. Posição que não seria possível sem a sólida parceria com a comunidade científica, que nessas duas décadas tem disponibilizado tecnologia e inovação de forma sustentável ao homem do campo. Por isso, é com muita alegria que o Sistema Famasul, junto com a Embrapa Gado de Corte e o Governo Federal, realiza o II Simpósio Internacional sobre Gases de Efeito Estufa – II SIGEE, em Campo Grande, no próximo mês. A importância e seriedade do evento são evidenciadas pelas parcerias na organização, com o patrocínio do Senar BRASIL e o apoio da Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária (CNA), do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul e da Rede ILPF. Reunir pesquisadores, estudantes, representantes de órgãos de diferentes áreas em palestras, mesa-redonda e apresentações de estudos é uma das maneiras mais tradicionais e eficazes de compartilhar o conhecimento. É possível afirmar, por meio de encontros como esse, que a ciência nunca esteve tão próxima da sociedade, solucionando desafios, desmistificando mitos e democratizando o saber. Mais detalhes sobre o evento, você confere nesta edição do nosso Informativo – Sistema Famasul. Nesta edição, temos as principais atividades realizadas pelos sindicatos rurais, na seção do Giro Rural, e a divulgação do próximo Circuito Pecuário. A publicação também traz os dez municípios que mais concentram a produção de soja no estado e, ainda, como foi a primeira etapa estadual do II CNA Jovem, programa que estimula o desenvolvimento de lideranças para o setor agropecuário. Este ano, o Sistema Famasul recebeu a indicação de 28 candidatos de todas as regiões, mostrando a vocação e o talento da juventude rural de Mato Grosso do Sul.

FAMASUL | Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul Presidente: Mauricio Koji Saito Vice-Presidente: Nilton Pickler Diretora-Secretária: Terezinha de Souza Candido Silva | Diretor-Tesoureiro: Luis Alberto Moraes Novaes | Diretor Executivo: Lucas Galvan | 2º Secretário: Diogo Peixoto da Luz | 3º Secretário: André Ribeiro Bartocci | 2º Tesoureiro: Thaís Carbonaro Faleiros | 3º Tesoureiro: Rogério de Menezes CONSELHO DE VICE-PRESIDENTES Tereza Cristina Correa da Costa Dias | Jean Pierre Paes Martins | Luciano Aguilar Rodrigues Leite | Niuto Pereira de Souza | Marco Garcia de Souza | Yoshihiro Hakamada | Marcelo Loureiro de Almeida | Lucio Damália | Edy Elaine Biondo Tarrafel MEMBROS SUPLENTES DA DIRETORIA Luis Otávio Britto Fernandes | Otávio Vieira Melo | João Borges dos Santos Júnior | Telma Menezes de Araújo | Murilo Eduardo Franciscon Ricardo | Thiago Arantes | Wilberto Antônio de Amaral | Luiseu Bortoloci | Reinaldo Alves dos Santos | Rudimar Artur Borgelt | Antônio Umberto Maran | Adauto Rodrigues de Oliveira | Durval Ferreira Filho | Paulo Cardim | Valdeci Pelizer | Antônio Gesuatto | Ademir Antônio Cruvinel MEMBROS DO CONSELHO FISCAL Efetivos: Ruy Fachini Filho | Maria Lizete Barreto de Menezes Brito | Janes Bernardino Honório Lyrio | Suplentes: Rafael Nunes Gratão | Dário Alves de Souza | Roberto Alves Vasconcelos SENAR – MS | Administração Regional do Estado de Mato Grosso do Sul | Conselho Administrativo | Dirigente: Mauricio Koji Saito – Famasul | Membros titulares: Luciano Muzzi Mendes | José Pereira da Silva | Daniel Kluppel Carrara | Valdinir Nobre de Oliveira | Conselho Fiscal: Paulo César Bózoli | João Batista da Silva | Alaíde Ferreira Teles | Superintendência: Rogério Thomitão Beretta INFORMATIVO SISTEMA FAMASUL Gestão da Unidade de Comunicação e Marketing: Carla Gavilan I Produção: Assessoria de Imprensa do Sistema Famasul: Aline Oliveira | Ana Brito | Ellen Albuquerque | João Carlos Castro I Redação e Revisão: Anderson Viegas | Projeto Gráfico, Edição e Diagramação: Agência Fixa | Fotos da edição: Assessoria de Imprensa do Sistema Famasul, Paulo Falcão Jr., Sepaf, Assessoria de Imprensa de

Boa leitura.

Jateí, Danilo Marques e Larissa Morais

Mauricio Saito Presidente do Sistema Famasul

FAMASUL: Rua Marcino dos Santos, 401 | Cachoeira II | Campo Grande/MS Tel.: (67) 3320.9700 | Site: famasul.com.br SENAR - MS: Rua Marcino dos Santos, 401 | Cachoeira II | Campo Grande/MS

2

Tel.: (67) 3320.6900 | Site: senarms.org.br

senarms.org.br


TECNOLOGIA

SIMPÓSIO EM MS VAI DISCUTIR A EMISSÃO DE GASES DE EFEITO ESTUFA NA AGROPECUÁRIA

Presidente do Sistema Famasul, Mauricio Saito, destaca oportunidade para demonstrar sustentabilidade na pecuária

Mato Grosso do Sul sedia em junho um dos mais importantes eventos de discussão sobre aquecimento global. O 2º Simpósio Internacional sobre Gases de Efeito Estufa na Agropecuária (SIGGE) será promovido pela Embrapa e Sistema Famasul, entre os dias 7 e 9 de junho, no Centro de Convenções Rubens Gil de Camillo, em Campo Grande.

A iniciativa tem o objetivo de discutir as tendências da dinâmica de gases de efeito estufa (GEEs) na agropecuária. O evento se propõe também a criar uma “agenda positiva” para a agropecuária brasileira, com diretrizes para reduzir o impacto ambiental. Durante o simpósio, a Embrapa lançará a marca-conceito “Carne Carbono Neutro (CCN)” que vai atestar, com parâmetros e de modo que possa ser medido e auditado, que a carne bovina produzida em sistemas integrados como o pecuária-floresta (IPF) e o lavoura-pecuária-floresta (ILPF), apresentam emissões compensadas pelo crescimento das árvores. Para um dos coordenadores do SIGEE, Roberto Giolo, o suporte legal é fundamental para que o produtor tenha uma base sólida como segurança, assim como a questão econômica, que valida a tecnologia e mostra que o custo-benefício realmente compensa. Para o presidente do Sistema Famasul, Mauricio Saito, o evento é uma oportunidade de demonstrar, com bases científicas, que o produtor rural do estado e do país tem um perfil sustentável. “Alguns temas, como a emissão de gases na pecuária, ainda são vistos de forma distorcida no meio acadêmico e também na sociedade. A ciência é a chave para acabar com mitos que afetam o setor. Os especialistas podem trazer luz a esses temas e mostrar medidas para que a produção seja cada vez mais aliada à preservação ambiental”, conclui.

PROJETO PECUS MEDE AS EMISSÕES DE BOVINOS NO PANTANAL SUL-MATO-GROSSENSE A Embrapa está desenvolvendo um projeto sobre as emissões de gases do efeito estufa (GEE) pela pecuária no Pantanal de Mato Grosso do Sul. O Pecus Pantanal integra a rede Pecus que faz estudos similares no País. De acordo com Ana Marozzi Fernandes, pesquisadora da Embrapa Pantanal que coordena a iniciativa no bioma, com mais de um ano de pesquisas, a equipe já tem resultados preliminares. “As medições revelam que as emissões são menores do que os padrões internacionais preconizam, até no Pantanal. Os bovinos nessa região se alimentam de pastagens de menor qualidade nutritiva em relação às pastagens cultivadas e exóticas dos outros biomas e não têm uma dieta com introdução de alimentos como grãos, que diminuiriam a emissão. Mesmo assim, eles ainda têm uma emissão muito semelhante àquela que se observa no Cerrado, por exemplo”, diz a pesquisadora. De acordo com Ana, a equipe investiga, agora, os fatores que podem influenciar essa situação, como o porte dos animais ou adaptações genéticas ao ambiente. Outra conclusão diz respeito à produção de metano pelo próprio ambiente pantaneiro – o gás é emitido naturalmente por solos alagados, com pouco oxigênio, como os do bioma na época das cheias.

Segundo Ana, um dos principais objetivos desses estudos é obter informações regionais totalmente adaptadas para considerar a relação entre a produção pecuária brasileira (e pantaneira) e os GEE. “Nos armarmos de argumentos científicos para contestar possíveis barreiras não tarifárias ou críticas que venham a surgir no futuro – especialmente, por parte do exterior”.

Experimentos da Rede Pecus na região do Pantanal em Mato Grosso do Sul

famasul.com.br

3


EDUCAÇÃO

MAIS DE 500 PESSOAS PRESTIGIAM LANÇAMENTO DO AGRINHO 2016

Para diretoria do Sistema Famasul, parcerias são fundamentais para o crescimento do Agrinho

Mais de 500 pessoas, entre produtores rurais, lideranças políticas e da agropecuária, gestores públicos, professores, estudantes e profissionais do setor prestigiaram o lançamento da edição 2016 do Programa Agrinho, que foi realizada na Casa Rural, sede do Sistema Famasul, em Campo Grande, no mês de abril. O presidente do Sistema Famasul, Mauricio Saito, destacou a importância das parcerias com o governo do estado, prefeituras e iniciativa privada para o sucesso do Agrinho no Estado. “Essa união entre as instituições auxiliou na solidificação desse projeto”, destacou, acrescentando que os professores têm um papel fundamental na aplicação do conteúdo do programa e que, por isso, recebem uma capacitação especial, para que possam aproveitar ao máximo o material. A diretora-secretária do Sistema Famasul e coordenadora

educacional do Senar/MS, Terezinha Candido, destacou durante o evento a trajetória do programa desde seu lançamento em Mato Grosso do Sul em 2014. “Há dois anos, o projeto abrangia apenas oito municípios, beneficiando 31,4 mil alunos, com o trabalho desenvolvido com 1,6 mil professores. Em 2016, a meta é atingir mais de 120 mil estudantes, em 40 municípios”, destacou. O programa tem este ano o tema: “As coisas que ligam o campo e a cidade e o nosso papel para melhorar o mundo”. Para Terezinha esse conceito reforça ainda mais o objetivo do Agrinho, que é ser o elo entre o meio urbano e o rural. Durante o lançamento ocorreu a assinatura do termo aditivo de cooperação técnica para a execução do programa entre o governo do Estado, por meio das secretarias de Educação, de Governo e de Cultura, e a diretoria do Sistema Famasul.

AGRICULTURA

DEZ CIDADES CONCENTRAM 56,88% DA PRODUÇÃO DE SOJA DO ESTADO

Dez municípios concentraram 56,88% da produção de soja de Mato Grosso do Sul na safra 2015/2016. Segundo dados do Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio (Siga), da Associação dos Produtores da oleaginosa (Aprosoja/MS), das 7,597 milhões de toneladas colhidas nesta temporada, 4,320 milhões de toneladas saíram de lavouras destas cidades.

4

senarms.org.br

O primeiro município deste grupo é Maracaju, no sul do estado. Com uma área cultivada de 268,958 mil hectares, os sojicultores locais colheram 842,376 mil toneladas do grão, o que representou uma média de produtividade de 3.132 quilos por hectare ou 52,2 sacas por hectare. Depois aparecem: Ponta Porã (608,281 mil toneladas), Sidrolândia (537,883 mil toneladas), Dourados (471,471 mil toneladas), São Gabriel do Oeste (382,818 mil toneladas), Aral Moreira (338,826 mil toneladas), Rio Brilhante (300,108 mil toneladas), Naviraí (283,879 mil toneladas), Laguna Carapã (280,119 mil toneladas) e Chapadão do Sul (274,901 mil toneladas). O presidente da Aprosoja/MS, Christiano Bortolotto, reafirmou que apesar dos problemas climáticos (estiagem, excesso e irregularidade nas chuvas), o resultado da safra foi positivo, mas poderia ter sido muito melhor, com a produção atingindo cerca de 8 milhões de toneladas. A Aprosoja/MS aponta que as variações climáticas também já têm reflexo no cultivo da safrinha de milho, com as estimativas de produção do estado sendo revistas para baixo. Os mais recentes prognósticos apontam para a colheita de 8,5 milhões de toneladas e uma produtividade de 82 sacas por hectare.


PECUÁRIA

COM REBANHO DE 1,143 MILHÃO DE CABEÇAS, REGIÃO DE NOVA ANDRADINA RECEBERÁ CIRCUITO PECUÁRIO FAMASUL A bovinocultura de corte é a principal atividade agropecuária de Nova Andradina. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) são aproximadamente 409,3 mil cabeças no município e na região, que engloba ainda Anaurilândia, Bataguassu, Batayporã e Taquarussu, o rebanho chega a 1,143 milhão de animais. A atividade junto com a agricultura é responsável por 18,9% do Produto Interno Bruto (PIB) de Nova Andradina, conforme dados de 2013, também do IBGE. “Nosso produtor é altamente tecnificado. Sempre está em busca de novos produtos e tecnologias que possam melhorar sua produtividade”, aponta o presidente do sindicato rural do município, Hemerson Israel dos Santos. Em um momento em que a atividade está aquecida, com a arroba acumulando em 2016 uma valorização de 3,98%, conforme o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada da Universidade de São Paulo (Cepea/USP), e as exportações de carne bovina produzida no município chegaram a 1,593 mil toneladas, no primeiro trimestre, com faturamento de US$ 5,537 milhões, de acordo com o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic), a busca por informações se torna ainda maior no município. Para atender essa demanda, em um dos principais polos da atividade em Mato Grosso do Sul, o Sistema Famasul promove no dia 1º de junho, na sede do sindicato rural, o Circuto Pecuário Famasul. Será a terceira edição do evento, a segunda do ano. Já passou antes por Camapuã e Paranaíba. “Esse é um reconhecimento à importância de Nova Andradina para a pecuária do estado e ao mesmo tempo um estímulo para que os criadores invistam ainda mais na atividade”,

3º CIRCUITO

PECUÁRIO

Nova Andradina - MS

Diretor executivo do Sistema Famasul, Lucas Galvan, comenta importância do Circuito Pecuário para o segmento

destacou o diretor executivo do Sitema Famasul, Lucas Galvan. Com o tema “Criando oportunidades, construindo soluções”, o Circuito em Nova Andradina contará com a palestra do pesquisador internacional, José Luiz Tejon, intitulada “Quem vai ao futuro e quem fica no presente? Os desafios dos produtores rurais”.

EXPOSIÇÕES

EXPOSIÇÕES AGROPECUÁRIAS AGITAM MATO GROSSO DO SUL Um circuito de exposições agropecuárias está agitando Mato Grosso do Sul neste primeiro semestre. Entre os principais eventos já realizados está a Expogrande, promovida em abril pela Associação dos Criadores do Estado (Acrissul), em Campo Grande. O evento contou com a participação do Sistema Famasul e do Senar/MS, que divulgaram suas ações, ofereceram atendimentos e cursos e prestaram orientações. O presidente da Acrissul, Jonatan Barbosa, destacou a importância da entidade no evento. “A Acrissul e a Famasul são entidades que cuidam do produtor rural que tanto precisa de nós neste momento”. Em Dourados, o presidente do sindicato rural, Lucio Damalia, disse no início de maio que estava com uma expectativa positiva para a 52ª Feira Agropecuária Internacional (Expoagro). “Esperamos superar a movimentação do ano passado, chegando aos R$ 120 milhões durante a feira, que será realizada entre os dias 13 e 22 de maio”, comentou, completando que a participação do Sistema Famasul também será um dos destaques da programação, por meio, de cursos, treinamentos, giro tecnológico e palestras técnicas. Em Camapuã, onde o sindicato rural, presidido por Saturnino Silvério Pereira, promove a 38ª Exposição Agropecuária (Expocam) entre os dias 18 e 22 de maio, a projeção também é de um evento de sucesso. Na programação estão leilões, rodeios, competição de laço

comprido, bailes e shows, sendo a principal atração a dupla sertaneja João Neto e Frederico, no dia 21. Segundo o vice-presidente do Sistema Famasul, Nilton Picker, o bom desempenho das feiras agropecuárias do Estado é um reflexo do trabalho que vem sendo desenvolvido pelos produtores rurais.

Parque de Exposições de Dourados sedia a 52ª edição da Expoagro; vice-presidente da Famasul, Nilton Pickler, diz que feiras demonstram a força da agropecuária do estado

famasul.com.br

5


AÇÃO SINDICAL

PAGAMENTO DA CONTRIBUIÇÃO SINDICAL RURAL VENCE NO DIA 22 DE MAIO Termina no dia 22 de maio o prazo para que os produtores rurais façam o pagamento da Contribuição Sindical Rural – pessoa física. O recolhimento é obrigatório para os produtores rurais que têm propriedades acima de dois módulos fiscais, que desenvolvam qualquer atividade agropecuária ou ainda aqueles que tenham arrendado os imóveis ou possuam funcionários. O cálculo é realizado com base nas informações declaradas à Receita Federal por meio do Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (ITR). O não recolhimento da taxa resulta em multa, juros e correção do valor. Em Mato Grosso do Sul, segundo dados do Sistema Famasul, aproximadamente 17,5 mil produtores devem fazer o pagamento da Contribuição Sindical Rural em 2016. O diretor-tesoureiro da instituição, Luis Alberto Moraes Novaes, destaca a importância desses recursos para a execução de ações em favor dos próprios produtores. “O recurso é utilizado na própria representação e defesa da classe, o que exige uma estrutura forte e ágil. Com isso, conseguimos atender as demandas dos setores, no que se refere às questões fundiárias, meio ambiente, trabalho e previdência, logística e infraestrutura, além de atuar junto às lideranças políticas locais, estaduais e nacionais, é preciso conquistar o respeito do mercado internacional”. Do montante arrecadado com o tributo, 20% do valor são destinados ao

Ministério do Trabalho, 60% aos sindicatos rurais, 15% à Federação de Agricultura do Estado e 5% à Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Caso o produtor não tenha recebido a correspondência em casa ou se tiver alguma dúvida pode entrar em contato com o departamento de arrecadação da Famasul, pelo telefone (67) 3320-9700.

JOVEM

SISTEMA FAMASUL REALIZA PRIMEIRA ETAPA ESTADUAL DO CNA JOVEM E isso nós fazemos com a importante parceria com a comunidade científica”, disse. O CNA Jovem é uma iniciativa do Senar – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, e em Mato Grosso do Sul é realizado por meio da parceria do Senar/MS e a Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS. A proposta é desenvolver lideranças com idades entre 22 e 30 anos que impulsionem o setor agropecuário no Estado. No segundo dia de encontro, os jovens conheceram os resultados obtidos pelo ILPF – Integração Lavoura, Pecuária e Floresta e a importância do envolvimento institucional com o diretor do Sistema Famasul, Luis Alberto Moraes Novaes. “Não acredito em ilha da prosperidade. O envolvimento institucional abre portas e a cabeça de cada um de nós. É preciso pensar no coletivo”, afirma Novaes. Os desafios enfrentados por uma liderança rural, a definição de propósitos e a importância do diálogo com outras áreas foram alguns dos assuntos pontuados pelo presidente do Sistema Famasul, Mauricio Saito, na 1ª Etapa Estadual do programa CNA Jovem, que aconteceu nos dias 02 e 03 de Maio, em Campo Grande. Na palestra “Contextualização da agropecuária e desafios do Agro”, Saito destacou os números da agropecuária de Mato Grosso do Sul, as principais produções, a capacidade de geração de empregos do setor rural e a colaboração da ciência e tecnologia no desenvolvimento, cada vez, mais sustentável do agro. “Nos dias de hoje, não discutimos mais o tamanho da propriedade, mas a capacidade de produção a partir da adesão às novas tecnologias.

6

senarms.org.br

Diretor tesoureiro do Sistema Famasul, Luis Alberto Moraes Novaes, realizou uma apresentação sobre o trabalho coletivo


FAMASUL EM AÇÃO

Abertura da primeira Etapa Estadual do CNA Jovem, em Campo Grande/MS

Encontro de Tecnologias para a Pecuária de Corte realizado em Campo Grande

Presidente do Sistema Famasul, Mauricio Saito, marcou presença na Expojardim

Mauricio (Famasul), Cleber (Embrapa), Eduardo (Segov) e governador na Expogrande

Diretoria do Sistema Famasul durante a 1ª Expo Rural Rio Negro

Inauguração da Galeria de Presidentes do Sistema Famasul em Campo Grande

Autoridades que prestigiaram o lançamento da edição 2016 do programa Agrinho

Lançamento do Agrinho, na Casa Rural, em Campo Grande, reuniu mais de 500 pessoas

Diretoria do Sistema Famasul e presidentes de sindicatos rurais na Expogrande

Presidentes da Famasul, Mauricio Saito, e da CNA, João Martins

Lançamento da abertura da Campanha de Vacinação contra a Febre Aftosa em Mato Grosso do Sul

Diretoria do Sistema Famasul na abertura oficial da safra de cana-de-açúcar

Presidentes da Acrissul, Jonathan Barbosa, e da Famasul, Mauricio Saito, na Expogrande

Presidente do Sistema Famasul, Mauricio Saito, em manifestação pró-impeachment

Reunião para a criação do Sindicato Rural do município de Água Clara

Maracaju recebeu o fórum de encerramento do projeto Soja Brasil

famasul.com.br

7


GIRO RURAL PINGO D’ÁGUA REALIZA MAIS DE 2 MIL PROCEDIMENTOS EM ALCINÓPOLIS O projeto Pingo D’Água, promovido pelo Senar/MS, é sinônimo de sucesso em Alcinópolis. Até o momento, já foram atendidas 411 pessoas no município, totalizando 2.069 procedimentos odontológicos em 2016. O Pingo D’Água é um projeto de ação social que leva atendimento odontológico às comunidades rurais. É desenvolvido em parceria com os sindicatos rurais e prefeituras por meio de um ônibus adaptado e equipado com instrumentação odontológica e a atuação de profissionais da área, que realizam atendimentos e orientações sobre higiene bucal às crianças e familiares. Mais informações pelo telefone: (67) 3260-1235 ou pelo e-mail: sindruralalcinopolis@hotmail.com.

EM ANASTÁCIO, CONSTRUÇÃO DE TATERSAL E CAPACITAÇÕES ESTÃO ENTRE AS AÇÕES DO SINDICATO Atendendo solicitações de pequenos e grandes produtores rurais da região, o Sindicato Rural de Anastácio, liderado pelo presidente Moézis José dos Santos, conclui em junho, a primeira etapa da construção do tatersal do município. Na gestão, o sindicato ampliou a área da sede e aumentou o número de cursos oferecidos pelo Senar/MS. “A demanda por capacitação é cada vez maior. Os trabalhadores rurais buscam por conhecimento principalmente em cursos como doma racional, aplicação de medicamento, utilização de motosserra, produção de embutidos e de pães, bolos e biscoitos”, explica. Mais informações pelo e-mail: sindruralanastacio@yahoo.com.br.

SINDICATO RURAL DE ANAURILÂNDIA ORGANIZA CARAVANA DE PRODUTORES PARA O CIRCUITO PECUÁRIO Levar informações de qualidade sobre pecuária de corte aos produtores rurais de Anaurilândia. É com este objetivo que o Sindicato Rural de Anaurilândia está organizando uma caravana para o Circuito Pecuário Famasul, em Nova Andradina. “A expectativa é reunir mais de 80 produtores rurais. E para que tudo dê certo, nós adiamos o Circuito Pecuária de Precisão - Um tempo para ganhar dinheiro, realizado por nosso sindicato, que agora está marcado para o final de junho ou começo de julho”, explica a presidente da instituição, Lígia Franciscon Ricardo. Mais informações pelo telefone: (67) 3445-1578 ou pelo e-mail: sranaurilandia@uol.com.br.

8

senarms.org.br


GIRO RURAL AGENDA INTENSA E ATENÇÃO AOS PRODUTORES MARCAM GESTÃO DO SINDICATO DE BATAGUASSU Com o desafio de manter a classe permanentemente mobilizada, a diretoria do Sindicato Rural de Bataguassu completa dois anos de gestão. “A voracidade tributária dos governos, o desrespeito ao direito de propriedade e as alterações frequentes nas normas, regulamentos e leis demandam atenção constante e respostas imediatas e até mesmo antecipadas por parte das entidades que representam o segmento produtivo”, explica o presidente do Sindicato Rural, Manoel Agripino Cecílio de Lima. A retomada da feira agropecuária e a intensa agenda de capacitações e ações de promoção social que eram metas foram cumpridas. Mais informações pelo telefone: (67) 3541-1387 ou pelo e-mail: sind.bataguassu@uol.com.br.

DE INFORMÁTICA À SANIDADE BOVINA, CURSOS DO SENAR/MS SÃO DESTAQUES EM BRASILÂNDIA Consciente da importância da capacitação para o desenvolvimento da agropecuária, o Sindicato Rural de Brasilândia em parceria com o Senar/MS tem investido em cursos. Já foram realizados: inclusão digital; plantio e manejo básico de pomar; hortaliça; beneficiamento e transformação da mandioca; informática básica e casqueamento, entre outros. A instituição foi palco para uma palestra sobre o CAR. “São ações como essas, de levar conhecimento técnico aos produtores, que modificam a realidade do setor”, salienta o presidente da instituição, Adolfo Chorati Cavalhieri. Mais informações pelo telefone: (67) 3546-1270 ou pelo e-mail: srbrasams@hotmail.com.

CLIMA PREJUDICA PRODUÇÃO AGRÍCOLA EM CAARAPÓ, MAS PREÇOS TRAZEM ALÍVIO AO SETOR Seja pelo excesso ou pela falta de chuvas, o clima tem sido um fator preocupante para os produtores. Em Caarapó, se por um lado as condições climáticas preocupam, por outro, os preços têm ocasionado certo conforto. Segundo o presidente do Sindicato Rural, Antônio Umberto Maran, na produção de soja o prejuízo foi de 20%. “Conseguimos colher 50 sacas por hectare, enquanto que prevíamos 60”. No milho, a estiagem pode provocar quebra de até 40%. “A previsão é de que a saca de milho seja negociada acima dos R$ 30, muito acima dos atuais patamares que oscilam entre R$ 17 e R$ 20”. Mais informações pelo telefone: (67) 34531362 ou pelo e-mail: sindcaar@hotmail.com.

famasul.com.br

9


GIRO RURAL TRABALHADORAS RURAIS DE CARACOL PARTICIPAM DE CURSOS DO SENAR/MS Durante o mês de maio, período dedicado à comemoração das mães, as mulheres de Caracol resolveram investir em qualificação e se matricularam nos cursos do Senar/MS. São duas capacitações no mês, com o apoio do sindicato rural: “Produção de Pães e Salgados” e “Produção de Bolos Simples e Confeitados”. É essa a marca da gestão de José Ivolin Monteiro Almeida. Disponibilizar acesso à educação para quem atua no setor rural. “Esses cursos foram muito demandados pelas trabalhadoras rurais do município e vão proporcionar uma renda adicional para essas mulheres. Com isso, todo mundo sai ganhando”. Mais informações pelo telefone: (67) 3495-1159 ou pelo e-mail: sindicaracol@terra.com.br.

ATUALIZAÇÕES TRABALHISTAS E AMBIENTAIS SÃO METAS DO SINDICATO DE CHAPADÃO DO SUL Pensando em atender as legislações trabalhistas do meio rural e as questões ambientais do campo, o Sindicato Rural de Chapadão do Sul, tem como meta capacitar o maior número possível de pessoas. “O desafio desta gestão é a organização do sindicato e a eficiência nas atividades realizadas no campo, por isso, nossos esforços estão voltados para a entrada de produtores e trabalhadores rurais em iniciativas como o Soja Plus”, explica o presidente, Rudimar Artur Borgelt. Mais informações pelo telefone: (67) 3562-1443 ou pelo e-mail: sindrural@outlook.com.br.

SINDICATO RURAL DE COSTA RICA É RESPONSÁVEL POR MELHORIAS ESTRUTURAIS DO MUNICÍPIO Desde 2010, ano em que a atual diretoria assumiu o Sindicato Rural de Costa Rica, a entidade tem buscado melhorias para o município, como a construção da ponte do Rio Formiga e o veículo para os técnicos do Iagro, já atendidos pelo governo do Estado. “Preocupados com os ataques de queixadas nas lavouras, após a parceria firmada com o Imasul e os sindicatos rurais de outros estados, hoje podemos contar com o apoio jurídico”, explica o presidente do Sindicato, Valdeci Pelizer, que aponta que o próximo objetivo é revitalizar o parque de exposições e retomar as feiras agropecuárias em 2017. Mais informações pelo telefone: (67) 3247-1172 ou pelo e-mail: sinrural@net11.com.br.

10

senarms.org.br


GIRO RURAL TREINAMENTO DOS PROFESSORES DO AGRINHO ACONTECE EM DEODAPÓLIS Entre os dias 18 e 21 de maio, mais de 150 professores da rede pública, municipal e estadual de Deodapólis receberão a capacitação do programa Agrinho. A iniciativa oferece uma proposta pedagógica diferenciada, com temas transversais como: ética, diversidade cultural, meio ambiente, trabalho e consumo, saúde, orientação sexual e temas locais. “Essa parceria do sindicato rural, do Senar/MS e do poder público proporciona uma maior interação entre o rural e o urbano, em uma ação onde todos saem ganhando, nos orgulhamos dessa união”, salienta o presidente da instituição, Paulo Cardim. Mais informações pelo telefone: (67) 3448-1482 ou pelo e-mail: sindicatodedeodapolis@uol.com.br.

PRESIDENTE DO SINDICATO DE DOIS IRMÃOS DO BURITI DESTACA IMPORTÂNCIA DOS CURSOS DO SENAR/MS O presidente do Sindicato Rural de Dois Irmãos do Buriti, Hermínio Pitão, ressalta que os cursos de capacitação oferecidos pelo Senar/MS têm despertado muito interesse entre os produtores rurais da região. Um dos exemplos é o de prevenção de acidentes na manipulação de defensivos agrícolas. Na parte de responsabilidade social, o presidente pontua a implantação do Agrinho como um dos programas mais importantes de Dois Irmãos do Buriti. “A iniciativa possibilita aos alunos participantes um maior conhecimento sobre as atividades e o meio rural”, diz. Mais informações pelo telefone: (67) 3243-1273 ou pelo e-mail: sindiruraldib@top.com.br.

DOURADINA RECEBE CURSO DE IMPLANTAÇÃO E MANEJO BÁSICO DE HORTA Conhecer o sistema de produção de hortaliças e utilizar informações para a implantação e manejo de uma horta. Esse é o objetivo da capacitação que o Senar/MS promove em parceria com o Sindicato Rural de Douradina no mês de maio. Para o presidente do sindicato, Cláudio Pradella, as capacitações oferecidas em parceria com o Senar/MS estão tendo um papel muito importante no município. “Estão mudando a vida das pessoas. Quem fez o curso de cultivo de orquídeas, por exemplo, já está implantando um orquidário em sua casa. É gratificante”, ressalta. Mais informações pelo telefone: (67) 3412-1137 ou pelo e-mail: sindiruraldouradina@hotmail.com.

famasul.com.br

11


GIRO RURAL EM ELDORADO, CURSOS SÃO NA MEDIDA EXATA DA DEMANDA, DIZ SINDICATO Em Eldorado, os cursos promovidos pelo sindicato rural em parceria com o Senar/MS estão na medida exata da demanda do município. É o que aponta o presidente da entidade, Waldir Aparecido Santussi. “Recebemos a demanda dos associados e passamos para o Senar/MS que então promove a capacitação”, destaca. Em maio um dos cursos previstos para serem realizados é o de inseminação artificial para bovinos de corte. Mais informações pelo telefone: (67) 3473-1191 ou pelo e-mail: sindicatoruraleldorado@hotmail.com.

PRESIDENTE DO SINDICATO DE FIGUEIRÃO DESTACA CURSOS E DIA DE CAMPO O presidente do Sindicato Rural de Figueirão, Sérgio Luiz Faria, destaca a intensa atuação do Sistema Famasul no município. Entre as ações ele aponta o programa Mais Leite, um dia de campo realizado em abril sobre novas variedades de mandioca e ainda os cursos e capacitações do Sernar/MS. Entre as capacitações, ele apontou que em razão do município ter na pecuária uma das principais atividades, um grande número é voltado para essa área. Em maio, por exemplo, foram promovidas duas edições do curso de manejo nutricional de bovinos. Mais informações pelo telefone: (67) 3274-1445 ou pelo e-mail: sind.ruralfigueirao@uol.com.br.

FEIRA DA AGRICULTURA FAMILIAR MOVIMENTA GLÓRIA DE DOURADOS A 10ª edição da Feira Estadual de produtos da Agricultura Familiar de Mato Grosso do Sul, promovida entre o fim de abril e o início de maio, movimentou a agropecuária em Glória de Dourados. O evento, segundo o presidente do sindicato rural, Edgar Yamato, ofereceu aos participantes uma grande programação com palestras, seminários, oficinas, giro tecnológico e dia de campo. “Foi um sucesso o evento. Recebemos caravanas de produtores de outras cidades para acompanhar as atividades”, ressaltou. Mais informações pelo telefone: (67) 3466-1603 ou pelo e-mail: sindigloriadedourados@hotmail.com.

12

senarms.org.br


GIRO RURAL CURSOS ESTÃO MUDANDO A VIDA DE PESSOAS EM GUIA LOPES DA LAGUNA Os cursos de capacitação oferecidos pelo Senar/MS estão ajudando a mudar a vida de centenas de pessoas em Guia Lopes da Laguna. Segundo o presidente do sindicato rural da cidade, Ney Roberto de Souza Marçal. “Está havendo uma grande procura por todas as capacitações que o Senar/MS em parceria com o sindicato rural oferece no município”, destaca, completando que em maio, por exemplo, Guia Lopes da Laguna receberá o treinamento de beneficiamento e transformação caseira da mandioca. Mais informações pelo telefone: (67) 3269-1280 ou pelo e-mail: sindruralgll@top.com.br.

SINDICATO RURAL CONSEGUE TRAZER EXTENSÃO DE BANCO DO BRASIL PARA IGUATEMI Uma antiga reivindicação dos produtores rurais de Iguatemi vai ser atendida graças à articulação do sindicato rural. O presidente da entidade, Hilário Parise, destaca que negociou com a Superintendência Estadual do Banco do Brasil para que seja instalada na cidade uma extensão de agência. “Hoje só temos um caixa eletrônico. Com a extensão, que terá caixa e tudo, melhorará e muito o atendimento ao produtor”, destaca. Entre outras ações do sindicato, Parise ressalta o apoio prestado a dezenas de produtores do município para o registro no CAR e a realização em parceria com o Senar/MS de vários cursos. Mais informações pelo telefone: (67) 3471-2005 ou pelo e-mail: sindrural_iguatemi@hotmail.com.

SINDICATO DE JARAGUARI QUER IMPLANTAR DEPARTAMENTO PESSOAL PARA ATENDER PRODUTOR O presidente do Sindicato Rural de Jaraguari, Durval Ferreira Filho, está trabalhando para implantar um departamento pessoal, visando atender as demandas dos produtores rurais do município e região. “Estamos visitando outros municípios que já têm essa estrutura para ver como funciona e adaptá-la à nossa realidade”, ressalta o dirigente. Ferreira Filho aponta que os projetos para beneficiar os associados vão além disso e revela que está fazendo também levantamentos para oferecer um plano de saúde e destacou ainda os cursos oferecidos em parceria com o Senar/MS, como o de informática básica. Mais informações pelo telefone: (67) 3285-1122 ou pelo e-mail: sindicatojaraguari@hotmail.com.

famasul.com.br

13


GIRO RURAL SISTEMA FAMASUL LEVA PALESTRA SOBRE O CAR A PRODUTORES DE JATEÍ E REGIÃO O Sistema Famasul e o Sindicato Rural de Jateí promoveram em abril uma palestra de orientação sobre a obrigatoriedade do Cadastro Ambiental Rural (CAR) aos produtores rurais do município e região. “Foi muito importante para os nossos produtores, que tinham muitas dúvidas sobre o assunto. Esse trabalho ajudou a esclarecer vários aspectos sobre o CAR”, destacou o presidente do sindicato, José Pereira da Silva. Ele apontou que o Sistema Famasul junto com o sindicato tem uma atuação intensa na região e citou como exemplo deste trabalho, os cursos ministrados em parceria com o Senar/MS. Mais detalhes pelo telefone: (67) 3465-1194 ou pelo e-mail: jatei@famasul.com.br.

PRODUTORES DE JUTI RECEBEM CURSO DE INFORMÁTICA AVANÇADA DO SENAR/MS Adquirir conhecimentos avançados de informática para obter melhores resultados na gestão das suas atividades. Esse é objetivo do curso de Informática Avançada que o Senar/MS promove em parceria com o Sindicato Rural de Juti no fim do mês de maio. Para cursar é necessário ter no mínimo 14 anos e ter concluído o 5º ano do Ensino Fundamental. Mais informações pelo telefone: (67) 3463-1304 ou pelo e-mail: sindjuti@hotmail.com.

MUNDO NOVO RECEBE CURSO DE PLANTIO E MANEJO BÁSICO DE POMAR Desenvolver as práticas corretas para a implantação e manejo básico de um pomar. Esse é o objetivo do curso que o Senar/ MS em parceria com o Sindicato Rural de Mundo Novo, promove em maio no município. Com 24 horas aula, a capacitação tem na programação para os alunos noções sobre árvores frutíferas, escolha da área para o plantio do pomar, espaçamento e demarcação, correção e adubação do solo, seleção de mudas, plantio de mudas no campo, tratos culturais, sanidade e noções de colheita. Mais informações pelo telefone: (67) 3474-4571 ou pelo e-mail: sindicatomn@hotmail.com.

14

senarms.org.br


GIRO RURAL PRESIDENTE DO SINDICATO RURAL DE NIOAQUE É HOMENAGEADO PELO EXÉRCITO O presidente do Sindicato Rural de Nioaque, Cláudio Antônio Straliotto, foi homenageado no 77º aniversário do 9º Grupo de Artilharia de Campanha, com o diploma “Amigo do 9º GAC”. O ato foi acompanhado pelo general de Brigada Rui Yutaka Matssuda, que se despediu da guarnição. Durante o evento houve o encerramento do curso de informática básica. Diversas autoridades estiveram presentes: o prefeito Gerson Garcia, o tenente-coronel Moacyr Couto Junior, o subtenente Dionísio e os diretores do sindicato, Nelson Manoel de Oliveira e Neuza Del Ciampo, além do instrutor Tony Ross e da coordenadora do curso, Patrícia Souza. Mais informações pelo telefone: (67) 3236-1306 ou pelo e-mail: snioaque@terra.com.br.

PRODUTORES DE PARANAÍBA PARTICIPAM DE MOBILIZAÇÃO PARA PROGRAMA MAIS LEITE Produtores rurais da região de Paranaíba participaram da mobilização do Programa ATeG Mais Leite, do Senar/MS. A iniciativa partiu do sindicato rural e contou com a participação de 70 pessoas. “O sindicato tem trazido, ao longo de nossa gestão, vários cursos e programas do Senar/MS aos nossos associados e produtores rurais. Queremos oferecer mais informações ao produtor rural para que ele possa tirar o máximo de proveito em sua propriedade. Este é o trabalho de nossa diretoria”, diz o presidente da entidade Wilberto Antônio de Amaral. Mais informações pelo telefone: (67) 36681017 ou pelo e-mail: sindpba@terra.com.br.

EM PARANHOS, PRESIDENTE DO SINDICATO RURAL TRABALHA PELA HOMOLOGAÇÃO DA ENTIDADE Em Paranhos, o novo presidente do sindicato rural, Edir Pereira Ratier, destaca que sua prioridade à frente da entidade é elaborar a Carta Sindical, para que possa ocorrer a ratificação da instituição e a homologação até o fim de 2016. “Essa é a nossa principal demanda, para que o sindicato possa existir de direito. Sem a homologação enfrentamos dificuldades financeiras para promover qualquer tipo de ato ou iniciativa”, destaca. Ratier, que assumiu a instituição em abril deste ano, disse que após concluir essa etapa de homologação da entidade pretende desenvolver outros projetos e ações. Mais informações pelo telefone: (67) 3480-1784 ou pelo e-mail: srparanhos@outlook.com.

famasul.com.br

15


GIRO RURAL SENAR/MS PROMOVE CURSOS PARA ATENDER DEMANDAS DOS PRODUTORES DE PEDRO GOMES Antenado com as demandas dos produtores e trabalhadores rurais de Pedro Gomes, o Senar/MS em parceria com o sindicato rural do município, que tem na presidência José Roberto Scalabrini, prepara vários cursos para a cidade e região nos próximos meses. Para junho está previsto o treinamento de manejo de pastagens que é ministrado para que os participantes conheçam e apliquem as técnicas adequadas para a exploração destas áreas. No mês seguinte, outro curso para a bovinocultura, o de manejo nutricional, que orienta sobre os alimentos usados para a nutrição. Mais informações pelo telefone: (67) 3230-1135 ou pelo e-mail: sindicatorural.pg@bol.com.br.

PORTO MURTINHO RECEBE CURSOS VOLTADOS À MANUTENÇÃO DE TRATORES Porto Murtinho recebe neste mês de maio três cursos do Senar/MS voltados para a manutenção de um dos principais instrumentos de trabalho do produtor rural, o trator. Foram duas edições do treinamento voltado para os pneus do maquinário e uma para o treinamento de operadores de tratores com grades agrícolas. No treinamento de operadores foram aplicadas 24 horas/aula para ensinar aos participantes a utilizar o trator respeitando as normas de segurança e atendendo as recomendações técnicas. Mais informações pelo telefone: (67) 3287-1334 ou pelo e-mail: sindicatoruraldeportomurtinho@gmail.com.

CURSOS VÊM REPRESENTANDO OPORTUNIDADE DE GERAÇÃO DE RENDA EM RIBAS DO RIO PARDO Os cursos que o Senar/MS em parceria com o Sindicato Rural de Ribas do Rio Pardo vem promovendo na cidade vêm representado uma grande alternativa de geração de renda e diversificação das atividades das propriedades rurais do município. A avaliação é do presidente do sindicato de Ribas do Rio Pardo, Robson Velos Ribeiro. “As pessoas gostam muito dos cursos. É uma demanda constante e crescente e que ajuda muito neste momento difícil. Às vezes uma capacitação como a oferecida pelo Senar/MS é o diferencial para um trabalhador rural conquistar um emprego”, diz. Mais informações pelo telefone: (67) 3238-1395 ou pelo e-mail: sindicatorural.rrp@bol.com.br.

16

senarms.org.br


GIRO RURAL SINDICATO RURAL PROMOVE TRADICIONAL CAVALGADA EM RIO BRILHANTE O Sindicato Rural de Rio Brilhante promoveu nos dias 16 e 17 de abril a 7ª edição de sua tradicional Cavalgada. Segundo o presidente da entidade, Luiz Otávio Britto Fernandes, 36 cavaleiros participaram do evento, que teve saída da Fazenda Mimoso e depois percorreram 42 quilômetros. Conforme a entidade, o objetivo foi promover a união e a interação entre os produtores rurais do município e região. A iniciativa foi considerada um sucesso, registrando a participação de diversas famílias na atividade. Mais informações pelo telefone: (67) 3452-7320 ou pelo e-mail: ruralrb@hotmail.com.

SINDICATO DE RIO VERDE DE MATO GROSSO ACELERA PREPARATIVOS PARA A EXPOVERDE O Sindicato Rural de Rio Verde de Mato Grosso está acelerando os preparativos para realizar mais uma edição da Exposição Agropecuária de Rio Verde, a Expoverde. O evento será promovido entre os dias 9 e 12 de junho, no parque de exposições Olívio Valteno. Segundo o presidente do sindicato, Launil José Marquesan, já estão confirmadas as principais atrações musicais. João Bosco & Vinícius vão se apresentar no dia 10 e Zé Henrique & Gabriel no dia 11. Mais informações pelo telefone: (67) 3292-1428 ou pelo e-mail: sindicatoruralrv@hotmail.com.

SINDICATO DE SETE QUEDAS LUTA PARA MOBILIZAR PRODUTORES DO MUNICÍPIO O Sindicato Rural de Sete Quedas na gestão do presidente Orlando Vendramini Neto está fazendo um trabalho para mobilizar cada vez mais os produtores rurais do município, estimulando a participação da categoria em cursos oferecidos em parceria com o Senar/MS e em eventos e atos da entidade. Um dos últimos cursos promovidos no município foi o de manejo de pastagens. O treinamento repassou aos participantes as técnicas para a exploração racional destas áreas. Mais informações pelo telefone: (67) 3479-1171 ou pelo e-mail: sindicatorural7quedas@gmail.com.

famasul.com.br

17


GIRO RURAL CURSOS VOLTADOS À ADESTRAÇÃO DE EQUINOS TÊM BOA PROCURA EM SONORA Cursos do Senar/MS voltados para a adestração de equinos estão registrando boa procura em Sonora. É o que aponta o presidente do sindicato rural, Deuzimar Alves de Oliveira. Ele destaca que em maio foram dois cursos, doma racional e adestramento com rédeas. “É importante porque assegura uma melhoria da qualidade da nossa mão de obra”, destaca. Mais informações pelo telefone: (67) 3254-4196 ou pelo e-mail: sindicatorural_ sonora@hotmail.com.

TACURU RECEBE CURSO DE DOMA, QUE PODE VALORIZAR EM ATÉ 100% OS ANIMAIS Tacuru recebe em maio o curso de doma racional. A capacitação será oferecida pelo sindicato rural, que é presidido por Maria Neide Casagrande Munaretto, e o Senar/MS. A doma é fundamental para aumento da produtividade de equídeos e aperfeiçoamento da mão de obra. Mais informações pelo telefone: (67) 3478-1070 ou pelo e-mail: srtacuru@hotmail.com.

CURSOS QUE PODEM GERAR RENDA EXTRA SÃO OS MAIS PROCURADOS EM TAQUARUSSU Os cursos do Senar/MS que podem resultar na geração de uma renda extra estão entre os mais demandados para o Sindicato Rural de Taquarussu, segundo o presidente da entidade, Claudinet Vicente Crivelli. “Os da área de culinária são os mais requisitados. Eles representam uma oportunidade de autonomia para as pessoas”, destaca. Mais informações pelo telefone: (67) 3444-1399 ou pelo e-mail: sindicatoruraldetaquarussu@ bol.com.br.

SINDICATO DE TERENOS VAI ACOMPANHAR DESENVOLVIMENTO DO AGRINHO NAS ESCOLAS O sindicato rural de Terenos vai fazer um trabalho diferenciado com o programa Agrinho. Segundo a gestora de cursos e eventos, Milze de Paula, será feito um acompanhamento nas escolas. Em 2015, o município recebeu sete premiações no Concurso Agrinho. O objetivo em 2016 é pelo menos repetir o desempenho. Mais informações pelo telefone: (67) 3246-0234 ou pelo e-mail: sind.terenos@senarms.org.br.

18

senarms.org.br


famasul.com.br

19


Informativo Sistema Famasul - Edição 03  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you