Issuu on Google+

AULAS DE HISTÓRIA DA PB / SOCIOLOGIA AULA 02 - “PARAÍBA COLONIAL – PARTE II” O P

P

P P

AI ;

P

P

11. Assinale a alternativa correta sobre as Ordens Religiosas da Capitania da Paraíba e seus Mosteiros e, sobre a Invasão Holandesa. a) a principal vítima da Inquisição capuccina na Paraíba foi o padre jesuíta italiano Gabriel Malagrida, garroteado e queimado vivo em Lisboa; b) a belíssima Igreja de nossa Senhora da Guia, construída em estilo barroco, foi restaurada pelos batavos, com elementos do rococó flamenco, deixando de atender à ordem Carmelita para subjugar-se ao presbiterianismo; c) no antigo Convento Beneditino, hoje Palácio do Bispo, os monges organizaram a livraria e recomeçaram as aulas de latim após a Guerra Brasílica; d) a igreja de São Francisco é considerada uma das mais belas do mundo. Serviu como quartel general das forças neerlandesas durante a ocupação e seu interior é o segundo maior armazenamento de açúcar da Zuikerland; e) Sebastião José de Carvalho e Melo, primeiro ministro de D. José I, expulsou os jesuítas em 1759, que na Paraíba os bens (fazendas, sobrados, casas, terras e escravos) foram todos leiloados a preços baixos para a população. 12. Por volta de 1580, Portugal caiu no domínio da Espanha. A União Ibérica prejudicou a Holanda que foi perdendo mercados devido ao bloqueio econômico baixado pela Espanha nos portos portugueses. Acerca da Invasão Holandesa, analise as proposições, a seguir: I. O f g j , v “ ” f de renda, o açúcar brasileiro. II. Os holandeses atacaram a Baía da Traição e se aliaram aos índios cariris para invadir a fortaleza de Santa Catarina em Cabedelo. III. Durante o domínio holandês a fortaleza de Santa Catarina, em Cabedelo, foi rebatizada como Margarida ou Margareth. IV. A administração holandesa, na Paraíba, foi implantada, de forma a garantir a dominação e o controle sobre a produção algodoeira local. Estão CORRETAS: a) II e IV d) I e II b) I e III e) Todas c) II e III 13. O h “ v ” nta dos colonos. A vitória foi conseguida e os holandeses, após 24 anos de domínio, no Nordeste, foram expulsos. Faça a correlação entre as duas colunas. 1; 2C ; 3 - Andre Vidal de Negreiros; 4 - Henrique Dias. ( ) chefiou os índios no movimento de expulsão dos holandeses; ( ) ateou fogo nos canaviais do próprio pai, na Paraíba, e figurou entre os chefes que receberam a rendição holandesa na Campina da Taborda; ( ) senhor de engenho que transformou-se em comandante de um exército de libertação; () “G A ú ”, h Assinale a sequência CORRETA. a) 2,4,3,1 b) 2,3,1,4 c) 3,1,2,4 d) 4,3,2,1 e) 4,1,2,3

14. E v

f

g

,

-

,

1

P

.E

v

f

P C f

h

P

C C

P h

P

Í

O P

f

1

-se

I

. .

P . P . Pernambuco.

P

,


15. C

1 ... T O .E , depois do Rio de Janeiro (...) N B , I g . O v A . EC E , p. 81-82) A f v b) fez com que a P f f f v 16. A N P a

.

, P

j

f v

f

.P

,C

,

III,

. P

P

g

C

. P

I

h E

.

g

. .

P .A

1 C

j

P g . o para a capitania foi

.

g v

j ,

P

,

g

I

P f

, P

,

, ,

h h v

P

h

v T O

. da Europa. -Guaranis. R g .

17. Numa análise política, econômica e social da Paraíba nos séculos XVII ao XX atente para as proposições que se seguem: I. O Marquês de Pombal criou a Cia. Geral do Comércio de Pernambuco e Paraíba (1759), o que resultou para a Paraíba a perda da sua autonomia político-administrativa que durou até 1799. II. Na primeira fase, nas décadas iniciais da colonização, o gado e o engenho formavam uma só unidade e ambos pertenciam ao mesmo dono. Assim, o curral era o quintal do engenho; nesta fase, o gado servia de força tração e alimentação no engenho; III. O algodão, atividade tanto do litoral como do interior do território paraibano disputou áreas com a pecuária e a produção açucareira, na plantation. Foi amplamente desenvolvido para fornecer matéria prima aos mercados industriais anglos. Está(ao) correta(s): a) somente as proposições I e II; b) somente as proposições II e III; c) todas; d) nenhuma; e) somente as proposições I e III.

18. Atente para as proposições sobre os Holandeses na PB: I. o jesuíta Manoel Moraes, que tinha muita influência sobre os índios aldeados, passou para o lado dos calvinistas, convertendo-se, levando consigo centenas de autóctones; II. os potiguaras aliaram-se aos holandeses, vingando-se dos portugueses, embora Poty fosse aliado dos portugueses; III. no interior, Jaduy, chefe dos cariris, auxiliou os carreteiros do mar em algumas entradas; IV. o conde Mauritius Von Nassau Sieng, alemão que empregado da W.I.C, conseguiu relativa paz nos conflitos interétnicos e econômicos na Nova Amsterdã, e em toda a Zuikerland.


Estão corretas: a) somente a I e a II; b) somente a III e a IV; c) somente a I e a III; d) somente a II e a III; e) todas.

19. “ g C , v h , 1 j 1 f h 13 , v casa do seu avô, acompanhado de seu irmão, Bartolomeu Cardoso de 15 anos. E quando foram dormir, ambos na , ‘ f ’ B ‘ v v ’ f . g torpe ato, seu i ‘ v ’ . O inquisidor Heitor Furtado de Mendonça, do Tribunal do Santo Ofício, visitou a Paraíba em 1595, onde pode incriminar ideologicamente e moralmente, exceto: a) as práticas sodomitas e somítegos; b) blasfêmia e bigamia; c) abjurados e idólatras; d) adultério e perversões; e) marranos e sefardins.

20. Observe a ilustração abaixo:


A presença holandesa no nordeste do Brasil é testemunhada pelo acervo cartográfico produzido por humanistas e cartógrafos que, a serviço do Conde de Nassau, aplicaram o sistema de representação elaborado na Itália e na Holanda do século XVII, possibilitando um conhecimento detalhado desse território. As afirmativas a seguir identificam corretamente algumas características desta representação holandesa seiscentista da atual cidade de João Pessoa, a exceção de uma. Assinale‐a. a) O mapa não se restringe ao núcleo urbano, mas caracteriza todo o território, desde a entrada do rio Paraíba até a chegada à cidade. b) As cidades fundadas a partir de entradas e bandeiras, como João Pessoa, mostram um traçado urbano inicial irregular, o que demonstra que ainda não estavam subordinadas à Coroa portuguesa. c) As figuras humanas são representadas em um tamanho proporcionalmente maior aos acidentes geográficos e às construções, para destacar a tomada da cidade. d) A perspectiva do cartógrafo auxilia a navegação holandesa ao descrever o trajeto até chegar ao povoado, a profundidade da entrada da barra e a presença de lagoas. e) A descrição da barra do rio Paraíba e de seu sistema defensivo, o destaque à armada e à movimentação de tropas fazem do mapa um registro das conquistas holandesas.


GABARITO: 11 – A 12 – B 13 – B 14 – B 15 – A 16 – E 17 – A 18 – E 19 – C 20 – B


História da Paraíba - Paraíba Colonial - Aula 02