Page 1


 Marc Edmund Jones;  Os Princípios Básicos dos Modelos Planetários;  Os Modelos Planetários - Exemplos


• Marc Edmund Jones, um dos grandes astrólogos americanos da primeira metade do século XX, e complementada por Robert C. Jansky nos anos setenta. • Em 1941, Marc Edmund Jones apresentou pela primeira vez a teoria dos Modelos Planetários na sua obra “Guide to Horoscope Interpretation.”


Na experiência pessoal do autor desta técnica, a utilização dos Modelos Planetários baseia-se:

1. Uma ferramenta bastante útil na análise de mapas natais de indivíduos e instituições; 2. Eficácia em outras aplicações, como Astrologia horária, mapas de revoluções solares e mapas progredidos; 3. Uma típica técnica de síntese.

Permite a visão geral e dá um ponto de partida

Permitem objectivar e precisar a interpretação


A distribuição espacial dos dez planetas pela mandala astrológica e o objectivo de seu estudo é a identificação de padrões gerais de: 1. Temperamento

2. Planetas ou grupos de planetas que apresentem uma ênfase particular, funcionando como pontos focais do mapa


Os modelos podem ser classificados em três grupos básicos:

a) BIPOLARES – Taça, Balde e Ampulheta. • Os planetas tendem a distribuir-se ao redor de dois focos, ou num arco de 180graus, estando presente quadraturas e oposições.

b) TRIPOLARES – Locomotiva, Tripé e Feixe • Correspondem à divisão ternária da circunferência, sendo possível – excepto no Feixe – o surgimento de um Grande Trígono.

c) MISTOS – Leque e Salpicado • Apresentam características dos bipolares (a oposição) e dos tripolares (a possibilidade do Grande Trígono).


Pontos-Chave

Planeta Focal

É o chamado planeta focal ou planeta focalizador. Identificar esse planeta é uma etapa importantíssima da análise. Quanto mais o planeta focal estiver próximo da sua posição ideal, mais fortemente a sua actuação será sentida. Em alguns modelos, o planeta focal é também o Planeta Guia, mas não em todos. Os dois conceitos não se confundem.

Planeta Guia

Considera-se que todos os modelos fazem um movimento de rotação no sentido horário, da esquerda para a direita, ou do Ascendente para o Descendente. Sempre que um modelo apresentar um grupo de planetas próximos (afastados entre si por menos de um sextil), haverá sempre um planeta que parece "puxar a fila", cruzando os ângulos da carta antes dos outros


O sentido básico da Ampulheta é o da oposição dos dois blocos planetários, o que lhe dá uma nítida conotação libriana (mesmo que não haja nenhum planeta neste signo).

Existe uma forte dualidade de interesses e uma oscilação entre dois pólos de consciência ou de actuação. A Ampulheta funciona melhor em situações flexíveis, apresentando grande capacidade de adaptação.

O sentido da oposição traz consigo a problemática do relacionamento interpessoal, onde há a necessidade de conciliar a vontade do eu e do outro.


• • • • • • •

Alto grau de auto-suficiência; Sentido de missão e de defesa de causas pelas quais valem a pena os sacrifícios pessoais; Percepção da própria importância; Motivações que vêm do exterior, senso de “timing” e oportunidade; Bom rendimento em situações criticas e tensas; Uma atitude de tudo ou nada; Busca de um significado vivencial.


De acordo com a posição do planeta-alça, o individuo pode ser: • A) mais directo e ambicioso quando o planeta-alça está no centro da porção vazia do mapa; • B) mais cauteloso quando a alça está próxima do planeta-guia; • C) mais arrojado, impulsivo e exigente quando a alça está próxima do planeta final.


JULIA ROBERTS

CLINT EASTWOOD


Modelo Balde–planeta Focal e Guia- Saturno

Julia Roberts quadratura do planeta alça Saturno em Carneiro com o planeta Marte gerando um comportamento que pode alternar entre a agressividade e a apatia. O êxito na vida depende em grande medida do equilíbrio entre o dar e o receber, o expandir e o retrair-se, sendo o sucesso mais tardio.

Clint Eastwood quadratura em T do planeta-alça Saturno em Capricórnio oposto a Plutão com Urano sendo o ponto focal da quadratura em T. Pode ajudar a aludir ao lado duro da vida, levando a grandes edificações, mas também a grandes quedas e rompimentos na vida. Sendo aqui também o sucesso mais tarde.


• Tendência para salpicar interesses e energias em todas as direções; • Interesses amplos, gerais e universais; • Capacidade de reunir e harmonizar assuntos e pessoas aparentemente desconexos; • Multifacetado; • Probabilidade de mudar de direção e objetivos assim que alcança algo; • Não suporta ser limitado por terceiros; • Tende a ver o mundo de forma abrangente e integradora.


JOHNNY DEPP

PRINCE


Prince

Johnny Depp

Músico multi-instrumentalista. A sua música mistura diversos géneros musicais. Escreve, compõe e produz todas as suas músicas. Também toca todos os instrumentos nos seus álbuns. Muitos críticos elogiam seu trabalho pela sua ver versatilidade em compor, tocar, cantar e dançar. Fonte: Wikipedia


• O individuo é mais livre para dirigir a sua própria vida; • Há um forte magnetismo pessoal que se traduz na capacidade de atrair outras pessoas e até mesmo fazer-se seguido ou idolatrado; • O desequilíbrio gerado pela forte concentração planetária pode traduzir-se em:  Numa indefinição de direção ou forte impulso interno tendendo a girar sem rumo sobre o próprio eixo sem sair do lugar;  Numa capacidade de desafiar as forças externas e atuar na direção estabelecida caso possua um impulso dinâmico voltado para metas definidas.


CAETANO VELOSO


• Natureza impulsiva e difícil de deter, que lembra a personalidade ariana. Se houver um Grande Trígono, temos um tipo “trator”. • Tende à intransigência e à intromissão, consentida ou não, na vida de outras pessoas.


DAVID BOWIE

OPRAH

Planeta guia é o Sol, em conjunção a Marte

Planeta guia é Mercurio em combusto ao Sol


• Forte estruturação de sustentação; • Grande estabilidade sendo difícil perturbar ou de tirar do rumo que escolheu; • Segurança interna que o leva a acreditar que o que pretende será realizado; • Caso não existam oposições revela, tal como o feixe, autossuficiência


• Através destes padrões planetários podemos de uma forma simples e sintetizada ter um ponto de partida na analise geral do mapa. • Trata-se de uma técnica complementar, ao estudo profundo da complexidade da interpertação de um mapa astrológico. • Usando as técnicas de previsão, como transitos, progressões e revoluções, mais usada a solar e ainda o arco solar, podemos ter uma ideia de como vamos ao longo destas influências planetárias atlerando o nosso comportamento. • Uma forma rápida de identificação de um “diagrama" - uma espécie de plano estrutural em torno do qual se organizam os significados particulares, como verificamos nos modelos apresentados.


• Contextualizar cada planeta do mapa, descobrimos por exemplo, que a Lua em Balança do arrebatado tipo Locomotiva é bem diferente da Lua em Balança do versátil tipo Salpicado. • Ou que Mercurio em Capricórnio pode ganhar uma concentração diferente na indecisa Ampulheta ou no teimoso Tripé.


• • • • •

Curso da Astroletiva – Modelos Planetários The Guide To Horoscope Interpretation Horary Astrology Astrology: How & Why It Works The Marc Edmund Jones 500

Profile for FacesIsabelGuimaraes

Astrologia Comportamental-Técnicas de Mar Edmund Jones  

A distribuição espacial dos dez planetas pela mandala astrológica e o objectivo de seu estudo é a identificação de padrões gerais de: 1.Temp...

Astrologia Comportamental-Técnicas de Mar Edmund Jones  

A distribuição espacial dos dez planetas pela mandala astrológica e o objectivo de seu estudo é a identificação de padrões gerais de: 1.Temp...

Advertisement