Page 1

EXPOSIÇÃO De 31/outubro a 18/novembro 2016


O

curso

de

Artes

Visuais

e

Tecnologia da Imagem promove há 13 anos a Moav (Mostra de Artes Visuais), composta por obras de alunos do curso, resultantes da seleção

feita

especializado trabalhos

por

um

júri

que

contempla

artísticos

relacionados

com a estética contemporânea. Esse ano trouxe a exposição Artistas Imaginários, que contemplou as obras de 08 artistas de diversos lugares e linguagens poética.


Mafe Orter Mestre em Antropologia Visual pelo LISA/ USP 2014. Graduada em Artes

Visuais e Tecnologia da Imagem pela UNAMA 2010. Participou

como

articuladora

de

ocupações das artísticas Solar da

Beira, 2014 e Funarte -SP , 2016. Como artista já expôs em exposições coletivas. Salão Unama de Pequenos Formatos,

PA.

2012.

Primeiros

Passos, 2009. Mostra Novos Artistas Galeria São, SP. 2011.

Atualmente

mora em sao paulo onde realiza pesquisas voltadas ara antropologia ​

visual e sonora.

http://mafeorter.wixsite.com/mafeorter

Atua como artista e pesquisadora.


Glaucco Storbbacky, além de artista plástico é também professor do ensino de artes e palestrante do estudo do grafismo indígena e estudo do corpo como

movimento

performático

na

concepção

de

obras

e

suporte

estético/artístico. Retratando sempre suas produções e elaborando novas

versões num olhar contemporâneo desta cultura que aos poucos vem sendo esquecida até mesmo pelos povos originários. Mas que com muita determinação

e

carinho

tenta

passar

de

geração

à

geração

essas

características ímpar do seu amor pela cultura brasileira, em especial os

povos indígenas, senhores destas terras e da natureza.

http://storbbacky.wixsite.com/glaucco

Glaucco Storbbacky


Felipe Way Nascido em São Paulo, em 1979, é formado em bem à carreira que escolheu. Anos depois, começou a cursar Engenharia, mas novamente percebeu que esta graduação não o satisfazia inteiramente. Fez várias viagens pelo Brasil e descobriu na fotografia o seu refugio. Aficionado

por

ecoturismo,

criou

sua

identidade fotográfica a partir do olhar dos

caminhos que percorria, dos vestígios de suas aventuras. Uma das características marcantes de suas imagens são fragmentos de suas trajetórias: estradas, serras, ruelas, becos e etc.

Essas perspectivas imagéticas dão o ponto de partida para diversas histórias de viagens, aonde nunca saberemos se são verídicas ou inventadas pelo artista.

http://tiagomfc9.wixsite.com/felipeway

Direito pela USP, porém, não se adaptou muito


Nascido em 1986 em Portugal, vive em São Paulo, trabalhou como Web Desingner e é

um artista que consegue misturar a arte moderna com a pop art e com a arte contemporânea. Já expôs em São Paulo, no museu de Arte Moderna, no museu de Arte Contemporânea da USP, no museu da Imagem e do Som e no museu de Arte de São Paulo. Cristiano pintura

Marques,

com

modernista,

contemporaneidade,

um

estilo

trabalha

inspirado

no

de na

estilo

retrô da pop art e apresenta sua arte, utilizando-se da mídia como arte digital, com o principal objetivo de misturar e

experimentar os vários estilos artísticos a uma arte contemporânea.

http://arterafaeldejesus.wixsite.com/museudearte

Cristiano Marques


Scarlett Marshmallow, uma artista Drag Queen de 23 anos de Belém do

Pará vem mostrando um novo jeito de fazer arte com suas várias exposições na cidade, trazendo em suas obras e performances um novo jeito de mostrar sua arte.

Com seu estilo feminino e com referências do universo cosplay, Scarlett já é umas das artistas mais comentadas nas redes sociais e mídias. O belo reconhecimento por seu trabalho a faz pensar em expandir o mesmo para outros horizontes, visualizando principalmente seu trabalho no exterior.

http://pihcacs.wixsite.com/sctmarsh

Scarlet Mashmallow


De origem indígena, é fortemente influenciado pela cultura de seu povo. ​Quando veio morar na capital, teve seu primeiro contato com uma câmera fotográfica nesse mesmo período e atualmente aos 33 anos, começa a despontar no cenário artístico e cultural.

​ O foco do mais recente trabalho, as fotografias da série Água e Terra trazem uma temática que mistura meio ambiente e natureza com seu próprio eu. Outro trabalho mescla fotografia e arte digital, a série Conversão, usa imagens alteradas digitalmente resultando em imagens bastante interessantes. ​

Atualmente Raíra mora em São Paulo, onde cursa artes plásticas e seu trabalho começou a ganhar reconhecimento logo após, montar sua primeira exposição no eixo Rio-São Paulo, pois bem, essa é Raíra Teçá, uma artista naturalmente forte e fluente em pleno auto reconhecimento como ela mesma se define.

http://isanetebrito.wixsite.com/meusite-3

Raíra Teçá


A artista Mary Jane Moon, apresenta de forma

empírica,

irônica,

humorada

bastante sardônica questões preconceito

existente

em

e

sobre o torno

dos

Cannabis Sativa (Maconha), expondo sua posição através de obras que permitem ao público uma reflexão em torno da religião, logo, criação e origem de sua existência, e como o comércio se vale da “ingenuidade” social para criar um politica negativa em

torno do assunto ao mesmo tempo que comercializa

e

consegue

vender

diariamente a morte para consumidores legais.

http://maryjanemoon88.wixsite.com/aorigem

Mary Jane


Kimberly McClair, tem 32 anos e é formada em moda na Universidade de Milão, com um

repertório ilustrativo de narrativas da vida moderna. No Brasil Kimberly foi convidada a expor no

MASP-SP em 2013, sua exposição provisória “Ensaio sobre o futuro – minha pele”. Jamie

McCourt,

maiores

um

curadores

dos da

atualidade e figura de grande importância para o cenário contemporâneo, já classificou Kim McClair como uma voz ativa e promissora no meio artístico.

http://lets-kim-world.tumblr.com/

Kimberly McClair


Artistas Participantes Mafe Ofer Glaucco Storbbacky

Felipe Way Cristiano Marques Scarlet Mashmallow Raíra Teçá Mary Jane

Kimberly McClair

Artistas imaginários