Page 1

Ano 3 - Edição 14

MUNDO DA LUTA UFC 214: CRIS CYBORG É CAMPEÃ, DEMIAN MAIA PERDE PARA WOODLEY E JON JONES MOSTRA PARA CORMIER QUEM É QUE MANDA

BEM PARA A ALMA CONHEÇA O SHIATSU E SAIBA QUE SEUS BENEFÍCIOS VÃO MUITO ALÉM DO CORPO FÍSICO

RING GIRLS PATRÍCIA MONTEIRO MOSTRA TODO O SEU JOGO DE CINTURA PARA AS LENTES DO FOTÓGRAFO MARCOS MELLO

ROGÉRIO CAMÕES

LENDA DO FITNESS BRASILEIRO, MESTRE DEIXA NOMES, COMO ANDERSON SILVA E RONALDO JACARÉ, NA PONTA DOS CASCOS QUANDO O ASSUNTO É A PREPARAÇÃO FÍSICA E CONTA UM POUCO DE SUA VIDA CORRIDA


r e z a f r Que e do part ime? nosso t

GRUPO


CONCURSO

2017

VEJA COMO SE INSCREVER NA MATÉRIA EXCLUSIVA DA SEÇÃO MUNDO DA LUTA - PÁGINA 32


Santuรกrio Zenjutsu

|

Telefone: (11) 2576-3791


|

Avenida Yara, 136 – Vila Yara – Osasco – SP


EDITORIAL A 14ª edição da revista Bushido Brasil chega neste mês de agosto de 2017 com muito assunto bacana. Para começar, entrevistamos o faixapreta de judô e lenda do fitness brasileiro, Rogério Camões, que aos 59 anos de idade da show de vitalidade. Ele já treinou nomes como Wallid Ismail, Vitor Belfort, Marco Ruas entre outros e atualmente deixa Anderson Silva e Ronaldo Jacaré só para citar dois deles na ponta dos cascos. A revista também fala sobre as terapias do Shiatsu, técnica japonesa de massagem e o tanque de flutuação, novidade no mercado brasileiro quando o assunto é relaxar corpo, mente e espírito. Na seção “Corpo São, Mente Sã”, vamos saber um pouco mais sobre a nova vedete das academias, o Crosscore uma técnica de ginástica feita com cordas criadas por fuzileiros norte-americanos durante a guerra no Iraque. Na seção “Mundo da Luta” vamos falar muito sobre o UFC 214 e também vamos mostrar que no Brasil existem muitos eventos que podem ser o caminho de partida de muitos lutadores que um dia querem chegar ao UFC. Para finalizar vamos conhecer a nossa musa do mês. Patrícia Monteiro mostra todas as suas curvas em ensaio para a grife MMA Girl com fotografia de Marcos Mello. Boa leitura e até mês que vem

“Só sei que nada sei, e o fato de saber isso, me coloca em vantagem sobre aqueles que acham que sabem alguma coisa.” Sócrates – o filósofo

8

STAFF DIRETOR E EDITOR RESPONSÁVEL Fabio Oscar de Jesus (MTB 45.939)

DESIGN E TRATAMENTO DE IMAGEM Reinaldo Sant’Ana

reinaldosantana.jr@gmail.com ASSESSORIA CONTÁBIL Júlio César Marchi SITE

www.bushidobrasil.com.br FACEBOOK

facebook.com/revistabushidobrasil/ INSTAGRAM

Revistabushidobrasil TWITTER

@bushidobrasil

É proibida a reprodução total ou parcial sem autorização. Nossa edição online é disponibilizada em nosso site www.bushidobrasil.com.br


SUMÁRIO 10

LEITURA OBRIGATÓRIA Treinamento Mental para Artes Marciais

12

ZEN NO COTIDIANO Rogério Camões: um exemplo

de dedicação ao fitness e ao MMA

18

CORPO SÃO, MENTE SÃ O novo queridinho das academias

20

BEM PARA A ALMA Um toque de cura

22

METAFÍSICA MARCIAL Os “Tanques de Flutuação” e seus poderes estimulantes

24

MUNDO DA LUTA Notícias e eventos

40

ARTIGO Opinião

42

RING GIRLS Conheça a modelo

48

Patrícia Monteiro

CALEDÁRIO Card de lutas do UFC


Leitura Obrigatória Texto: Fabio Oscar Fotos: Divulgação

TREINAMENTO MENTAL PARA ARTES MARCIAIS Este E-Book produzido no Canadá pode acelerar o seu treinamento de artes marciais. Obviamente ele não substitui os tatames, mas ele pode ser de grande auxílio. Ele é um bom guia para treinar a mente e obter sucesso nas artes do oriente. Neste livro você aprenderá: O poder da meditação, e por que cinco minutos por dia é tudo de que precisa para obter resultados reais. Outro aprendizado é o de acelerar seu progresso utilizando técnicas de visualização e a conseguir um foco que o fará atingir seus objetivos em um prazo muito mais curto. Outro detalhe é que o livro ajuda o praticante a lidar com o medo e vencer seu oponente interior com técnicas simples de PNL que funcionam. Por fim aprenda a ter mais autodisciplina e a gerenciar sua negatividade. Ao aplicar as técnicas descritas neste livro, você vai acelerar seu progresso nas artes marciais e chegar mais longe do que jamais foi, não importa qual modalidade você treine. Vale a perna conferir!

10


11


Zen no Cotidiano Texto: Fabio Oscar Fotos: Divulgação

ROGÉRIO CAMÕES “Pratico arte marcial e aqui no dojo os homens aprendem a ser leais e justos. A lei básica das artes marciais que herdei dos meus mestres é a lei da lealdade. As artes marciais que aprendi, não deixo mudar aqui dentro de mim. Os meus discípulos zelam por minha filosofia marcial, agora os pensamentos deles são os meus.”

UM EXEMPLO DE DEDICAÇÃO AO FITNESS E AO MMA

U

m profissional com 30 anos de dedicação para a educação física, voltada, principalmente, para lutadores de MMA. Este é Rogério Camões, um faixa preta de judô que encontrou na preparação física, o seu grande combustível de vida. Rogerão como é tratado no meio das artes marciais e do fitness, pode ser considerado uma lenda quando assunto

12

é a preparação de campeões. Entre as centenas de alunos famosos que já passaram pela mão do profissional ou que ainda treinam com ele, nada mais nada menos que, Anderson Silva, Vitor Belfort, Carlão Barreto, Wallid Ismail, Marco Ruas, Alan Góes, Rodrigo Minotauro, Rogério Minotouro, Antônio Pezão, Thiago Tavares, Paulo Thiago, Erick Silva, Rafael Feijão, Ronaldo Jacaré, Warlley


Alves e Allan Nuguette, apenas para citar alguns. E se você pensa que aos 59 anos o professor Camões quer se aposentar está muito enganado. “Competi até os 46 anos. Nunca bebi, me dedico. Hoje mantenho meu ritmo de atleta, tenho lifestyle de vida saudável e mantendo a boa nutrição e uma boa qualidade de sono.” Em entrevista para a Revista Bushido Brasil ele conta um pouco mais de sua vida e de sua carreira. Confira. REVISTA BUSHIDO BRASIL - PARA COMEÇAR GOSTARIA QUE VOCÊ FALASSE AO NOSSO AMIGO LEITOR SUA DE VIDA E FORMAÇÃO. Rogério Camões - Bom eu tenho 59 anos, sou faixa preta de judô e so u profissional formado em educação física.

RBB – QUANDO VOCÊ COMEÇOU NA PRÁTICA DO FITNESS? Rogério Camões - Boa pergunta. Talvez muita gente não saiba. Não comecei no fitness e sim nas artes marciais. Com 6 anos comecei na prática do judô e logo comecei a competir e a me interessar pelos esportes de competição. Aos 19 anos me graduei faixa preta e continuei competindo até os 30. A partir daí me interessei pelo bodybuilding (fisiculturismo) e decidi mudar de esporte e me dedicar integralmente a esse novo esporte que não era tão popular como hoje. Conquistei vários títulos entre eles o de campeão estadual no Rio de Janeiro (IFBB), campeão brasileiro (IFBB), top 2 ibero-americano e top 6 no campeonato mundial (IFBB) máster em 1998.

13


Zen no Cotidiano

RBB – VOCÊ TEM ALGUÉM EM QUEM SE ESPELHOU NA CARREIRA? Rogério Camões - Eu me espelho no meu sensei, o Valquenares. Foi ele que me proporcionou uma formação marcial e educacional de ótima qualidade RBB – FORA O FITNESS E AS ARTES MARCIAIS TEM ALGUM OUTRO ESPORTE DE QUE GOSTE E FREQUENTE? Rogério Camões - Na verdade esporte é sempre bom, mas eu sempre fui muito focado no que eu praticava e continuo praticando. O último esporte que pratiquei e competi foi o powerlifiting (levantamento de peso) que comecei aos 43 anos e competi até aos 46 também ganhando por duas vezes o campeonato estadual e o brasileiro máster pela Confederação Brasileira de Atletas de Força (Conbrafa). RBB – VOCÊ GOSTA DE COZINHAR, TOMAR UM BOM VINHO E ETC, OU SUA VIDA É COMPLETAMENTE FITNESS?

14

Rogério Camões - Não bebo e, nem nunca bebi. Dediquei-me a treinar e competir até aos 46 anos. Atualmente mantenho o ritmo de atleta. Meu lifestyle é de vida saudável. Mantenho sempre a boa nutrição, o treinamento e a boa qualidade de sono. RBB – VOCÊ COMEÇOU A SE ENVOLVER COM MMA EXATAMENTE QUANDO? Rogério Camões - Comecei a me envolver ainda no vale-tudo e logo no começo do UFC de número 7. Trabalhei com lutadores como o Marcos Ruas e logo depois passei a treinar o Vítor Belford, Wallid Ismail, Carlão Barreto, Alan Góes. Isso tudo na era do vale-tudo. No MMA foram Minotauro, Minotouro, (Antônio) Pezão, Thiago Tavares, Paulo Thiago, Erick Silva. Atualmente treino o Anderson Silva, Rafael Feijão, Ronaldo Jacaré, Warlley Alves e o Allan Nuguette. RBB – EXISTE MUITA VAIDADE NO MEIO DO MMA. TIPO, LUTADOR QUE ACHA QUE LUTA


MAIS DO QUE REALMENTE LUTA? Rogério Camões - O MMA é um esporte de alto rendimento. Não tem espaço para vaidades. A realidade é que tem que ter alma de lutador para sair na mão de forma verdadeira. Ninguém gosta de tomar soco na cara. Os lutadores tem que estar sempre muito concentrados e super treinados. Vida de lutador de MMA não é nada fácil. Eles têm que se privar de muitas coisas para alcançar os objetivos. Então eles têm consciência de até onde podem chegar. RBB – QUANTAS HORAS DE SONO SÃO REALMENTE NECESSÁRIAS PARA UMA BOA RECUPERAÇÃO DOS LUTADORES? Rogério Camões - Um atleta profissional deve dormir 8 horas no período da noite e mais 1 hora após o treino do período da manhã. RBB – EM SUA OPINIÃO QUEM FOI OU É O MELHOR LUTADOR DE TODOS OS TEMPOS. DÁ PRA FALAR DE UM?

Rogério Camões - O maior lutador de todos os tempos sempre será Anderson Silva! Ele foi o primeiro recordista em defesas de cinturão e só isso em si já diz tudo. RBB – VOCÊ FALOU DO ANDERSON. QUAL A DIFERENÇA DELE PARA OS OUTROS ATLETAS COM QUEM O SENHOR TRABALHA OU JÁ TRABALHOU? Rogério Camões - O Anderson é diferenciado como lutador e como pessoa. O Anderson lutador é um gênio. Como pessoa é um ser humano do bem que sempre ajuda as outras pessoas. RBB – COMO FUNCIONA PROFESSOR? OS ATLETAS QUE TE PROCURAM OU VOCÊ QUE OFERECE O SEU TRABALHO? PODE NOS EXPLICAR UM POUCO DESSA DINÂMICA? Rogério Camões - Tudo acontece naturalmente. Eu nunca busquei atleta para treinar. Eu prefiro ser escolhido por eles, pois isso gera mais confiança. Ser escolhido é um privilégio. Eu tive a benção de

15


Zen no Cotidiano

ter alguns dos melhores atletas sob minha responsabilidade e isso me favoreceu. Foi um grande laboratório, único e exclusivo, para que eu me desenvolve-se como treinador. RBB – QUAL A DIFERENÇA NO TREINAMENTO DO ATLETA QUE VAI LUTAR 5 ROUNDS E NO OUTRO QUE VAI LUTAR 3 ROUNDS? Rogério Camões - Todo treinamento tem sua especificidade, no MMA, o atleta tem que estar preparado fisicamente, taticamente e emocionalmente bem. Se um dos pilares estiver em desequilíbrio certamente vai comprometer todo o conjunto da obra. Lutar 5 rounds exige o equilíbrio em saber dosar a energia de um modo para não se desgastar exageradamente. Por isso, a estratégia tem que estar definida.

RBB – QUANTO TEMPO GERALMENTE VOCÊ PASSA DENTRO DA ACADEMIA? Rogério Camões - Boa pergunta. Eu vivo dentro de academia desde os 6 anos e já vou fazer 60. São muitas horas de voo. Muita experiência e muito amor pelo que aprendi durante todos esses anos como atleta, treinador e empresário. Não troco isso por nada no mundo. Fico na academia o dia inteiro se puder. RBB – VOCÊ AINDA CONTINUA NA XGYM OU ESTÁ EM OUTRO LUGAR?

RBB – QUEM DEFINE ESSA ESTRATÉGIA. VOCÊ E SUA EQUIPE OU O PRÓPRIO LUTADOR QUE SENTE A LUTA NO MOMENTO?

Rogério Camões - Continuo sim apesar de ter vendido uma parte da academia. Ficamos só com o centro de lutas e vendemos o fitness.

Rogério Camões – A estratégia é definida por todos os treinadores em conjunto com o lutador. Levamos meses estudando o adversário e as possibilidades para vencê-lo.

RBB – A SEÇÃO ONDE VAI SAIR ESSA ENTREVISTA SE CHAMA ZEN NO COTIDIANO. VOCÊ SE CONSIDERA UMA PESSOA ZEN?

RBB – JÁ ACONTECEU DE ALGUM LUTADOR, NO MEIO DE UMA PREPARAÇÃO, QUERER PARAR COM TUDO POR NÃO AGUENTAR O RITMO? Rogério Camões - O treinamento físico é periodizado e progressivo para que os atletas possam se adaptar e evoluir. Não faz sentindo levar um atleta a exaustão fazendo com que ele não possa completar um treino. RBB – VOCÊ ACHA QUE MUITA EXPOSIÇÃO TAMBÉM PODE ATRAPALHAR? O SENHOR PODE CITAR EXEMPLOS? Rogério Camões - A exposição faz parte do mundo hoje em dia. É um Business, mas tem que ter feeling e talento para acertar. Alguns já nascem

16

marqueteiros, outros têm que estudar e aprender a criar uma imagem que vai se tornar um produto rendável. Esse é o momento do MMA e dos esportes de maneira geral. Temos grandes exemplos como Anderson Silva , Conor MCGregor e Chael Sonen só para citar alguns.

Rogério Camões – Não. Eu não sou nada zen, mas um dos princípios que aprendi no judô e levo comigo para a vida é o princípio do autocontrole e da autoconfiança. Então eu sei sempre o que tenho que fazer e aonde quero chegar. Assim se luta no tatame e é assim que se luta na vida. É o respeito e a honra do samurai. RBB – DEIXEI DE PERGUNTAR ALGO QUE ACHA BACANA FALAR PRA QUEM QUER COMEÇAR NAS LUTAS OU NO MUNDO FITNESS? Rogério Camões - Para quem deseja começar no esporte de uma maneira geral sendo luta ou fitness, o mais importante é a formação da base. Isso só se consegue com uma boa escola e com bons mestres. Portanto é importante fazer essa escolha porque dela vai depender o seu sucesso.


Corpo São, Mente Sã Texto: Fabio Oscar Fotos: Divulgação

O NOVO QUERIDINHO DAS ACADEMIAS

D

epois do grande sucesso que o CrossFit teve em todo o mundo, oferecendo seus exercícios diversificados que contribuem para uma melhora relativa no corpo, a nova modalidade que tem feito a cabeça de muitas pessoas em todo o mundo é o que vem sendo chamado de CrossCore. Ter um corpo definido, magro e com as curvas nos seus eixos corretos é o sonho de muitas mulheres, e o meio mais saudável de conseguir cumprir com esse objetivo é através das atividades físicas. Como hoje em dia existem inúmeras modalidades de exercícios, desde a musculação ao aeróbico, dança, natação e dentre outros infinitos métodos, o CrossCore é um estilo que tem chamado atenção e que trabalha de forma intensiva com exercícios localizados. O CrossCore tem uma origem muito interessante, e para muitos até curiosa. Ele foi criado durante a guerra que acontecia no Iraque, pela marinha norte-americana, que usufruía de exercícios improvisados, para uma forma mais prática e rápida de realizar o treinamento. No inicio eles usavam cordas e mosquetões presos aos tanques para poder realizar os exercícios, mas com o tempo e a repercussão que teve esse tipo

18

Atividades podem ser leves ou então atingir um limite extremo do corpo


de treino, a atividade acabou sendo transformada em algo mais complexo e ideal para as pessoas que estão em busca de definição muscular. O CrossCore é um acessório e com ele você pode tanto realizar exercícios localizados, como também trabalhar todo o corpo em um circuito. Esse tipo de acessório é fácil de ser carregado e também instalado, por isso pode ser usado em vários lugares de diferentes maneiras. O CrossCore é uma fita resistente e que possui duas manoplas, tanto para serem usadas com as mãos, como com os pés. Com esse tipo de fita são realizados exercícios intensos e que trabalham firmemente a musculatura, fazendo com que o corpo queime a gordura local, e proporcione melhor desenvolvimento muscular. Para muitos essa prática de exercícios parece muito complicada, mas mesmo as crianças, adolescente, homens, mulheres e idosos podem praticar. Basta apenas manter os limites do corpo e fazer os exercícios conforme o corpo responde. Para poder obter resultados extremos e poderosos com o uso da prática é necessário manter a constância dos exercícios com esse acessório 3 vezes por semana, e nos demais dias optar por outras técnicas como musculação ou exercícios aeróbicos. O mais ideal é usar esse tipo de treino em conjunto com natação, bicicleta, corrida, dança, pilates e outros, pois assim se mantém o corpo descansado e saudável, permitindo que ele tome as melhores medidas e não sofra lesões.

19


Bem para a Alma Texto: Fábio Oscar Fotos: Divulgação

UM TOQUE DE CURA

A

palavra Shiatsu significa “pressão com os dedos”. A terapia é famosa no Japão e é popularmente conhecida como massagem oriental. O Shiatsu associa duas técnicas: as manuais japonesas, de pressão dos meridianos do corpo através dos dedos, e a própria teoria destes meridianos, da medicina chinesa, segundo a qual linhas longitudinais pelo corpo conectam pontos de acupuntura sensíveis ao toque. Esses pontos, ao serem estimulados, proporcionam uma sensação de conforto e tranquilidade, tanto interna quanto externamente. O objetivo da técnica é trabalhar o bem-estar de uma pessoa, a chamada “felicidade interior”. Esse método terapêutico, criado em 1868, considera que é possível tratar e curar doenças físicas e psicossomáticas. A ideia é que a energia vital de cada um - conhecida pelos chineses como Chi e pelos japoneses como Ki - possa fluir de forma harmônica no corpo humano. De acordo com a medicina chinesa, todos nós possuímos um corpo energético. Esse organismo contém canais de energia que se assemelham ao sistema circulatório humano. Em um corpo energético, ao invés do sangue circulando por veias e artérias, o que encontramos nesses canais é a energia vital, sendo distribuída para diversos pontos do corpo e por segmentos específicos chamados meridianos. O objetivo do Shiatsu é verificar em quais pontos do corpo do paciente há acúmulo de energia, o que os

20

terapeutas definem como Jitsu. Por meio da técnica, é possível identificar os pontos que estão carentes de energia, que são chamados de Kyo, a fim de balancear esse fluxo e restabelecer a saúde do paciente. O Shiatsu usa como forma de manipulação nos pontos ao longo dos canais energéticos (meridianos), a pressão com os dedos, polegares e palmas das mãos, sem o uso de qualquer aparelho mecânico ou de outro tipo. Essa pressão aplicada sobre a pele corrige o mau funcionamento do organismo, além de promover e manter a saúde. Mas sempre vale ressaltar a importância de uma correta avaliação. Os benefícios do Shiatsu incluem desde a manutenção da saúde até a prevenção, integrando corpo e mente, tendo assim uma ação holística. Entre as doenças contra as quais ele é eficaz estão as renais, desequilíbrios intestinais e queimações no estômago, além de depressão, estresse e até autoestima. O foco da técnica - assim como o das práticas complementares e integrativas de saúde - é justamente tentar retomar o estado de equilíbrio do organismo e não somente eliminar sintomas. Em mulheres grávidas, essa técnica deve ser aplicada com bastante critério. Até os 3 meses de gestação, o feto ainda está se formando, o que desaconselha qualquer tipo de massagem. Outras contraindicações gerais são pessoas com câncer, feridas abertas, varicoses (varizes), osteoporose e em período de pós-cirurgia.


TĂŠcnicas estimulam pontos e melhoram atividade do ki

21


Metafísica Marcial Texto: Fabio Oscar Fotos: Divulgação

Os “Tanques de Flutuação” e seus poderes estimulantes

Q

uem já não teve o desejo de experimentar a sensação de flutuar sem peso, totalmente relaxado, livre da gravidade? Pois esta experiência pode estar bem mais acessível do que você imagina… E além do profundo prazer que ela pode te proporcionar, existem diversos estudos científicos demonstrando que essa experiência traz inúmeros benefícios à saúde e qualidade de vida. A Revista Bushido Brasil, foi atrás para conhecer o que está sendo chamado de tanque de flutuação, ou tanque de redução dos estímulos sensoriais, que foi

22

criado na década de 50 pelo neurocientista americano Dr. John Lilly, pioneiro nas pesquisas do cérebro. O objetivo inicial da pesquisa do Dr. John Lilly era entender como o cérebro e o sistema nervoso se comportavam na ausência de estímulos sensoriais externos, incluindo a gravidade, e a solução a que ele chegou para poder criar essa experiência foi a utilização de um tanque de proporções semelhantes a uma banheira, onde a pessoa podia se deitar confortavelmente, e na água era diluída uma grande quantidade de sais de Epsom (sulfato de magnésio),


O relaxamento é extremo dentro dessas banheiras que parecem ter vindo do futuro

o que muda a densidade da água ao ponto em que nosso corpo flutua sem peso na superfície, como acontece no Mar Morto, no Oriente Médio. O sal de Epsom, além de produzir esse efeito de mudar a densidade também proporciona diversos benefícios terapêuticos, suavizando a pele e nutrindo o organismo com magnésio e enxofre, minerais importantíssimos para nosso metabolismo. No teste que fizemos, a temperatura da água foi regulada de forma que estivesse na mesma temperatura da pele, desaparecendo a sensação de frio ou calor, tornando a experiência ainda mais acolhedora e relaxante. E para completar, foram removidos os estímulos sonoros e visuais, aprofundando a experiência de completa paz e tranquilidade. Com os estudos, descobriu-se que a experiência proporciona um relaxamento profundo de todo o organismo e que mais de 90% da carga de trabalho do cérebro e sistema nervoso era reduzida, uma vez que o indivíduo conseguia relaxar músculos antes tensos por anos de “disputa” com a gravidade. Ao experimentar a flutuação, as regiões do cérebro que controlam os músculos posturais são liberadas, bem como outras partes do cérebro responsáveis por processar as informações que chegam através

dos órgãos dos sentidos. A técnica faz com que criemos um padrão que se identificam com as ondas cerebrais (theta) semelhante ao produzido por pessoas em estado de profunda meditação. Segundo as observações do Dr. John Lilly, “uma sessão de uma hora de flutuação no tanque proporciona um descanso equivalente a cerca de 4 a 6 horas de sono.” Logo depois, foram identificados quais os diversos mecanismos fisiológicos que faziam com que a experiência de flutuação fosse tão terapêutica e benéfica – entre eles, um aumento na taxa de produção de endorfinas, o “hormônio” do prazer, e também uma redução nas taxas de hormônios relacionados ao stress. Posteriormente, na década de 70, foi desenvolvida na Universidade de British Columbia uma forma de terapia que se utiliza do tanque de flutuação, batizada de R.E.S.T., traduzida para o português como Terapia de Redução dos Estímulos Ambientais, que após testes se comprovou ser altamente eficaz para auxiliar no tratamento e recuperação de pessoas com diversos tipos de enfermidades, entre elas hipertensão, dores musculares, insônia, depressão, fibromialgia, doenças relacionadas à tensão e stress, etc.

23


Mundo da Luta Texto: Fabio Oscar Fotos: Divulgação

CRIS CYBORG CONQUISTA CINTURÃO DO UFC

M

e permito pegar carona no início do texto do pessoal do Canal Combate. “Acostumada a superar obstáculos como bullying, falta de adversárias e tantos outros percalços.” Foi assim que Cristiane Justino dos Santos, a “Cyborg” passou por cima de todas as barreiras da vida e conquistou o cinturão do UFC na edição de número 214 no Honda Center, em Anaheim, nos Estados Unidos. Fazendo uma luta tranquila e até certo ponto cautelosa, a brasileira mostrou porque era necessário, a maior organização de MMA do mundo criar uma categoria que comportasse o peso dela. A norte-americana Tonya Evinger até que dificultou bastante o combate, não por ameaças ao jogo de Cyborg, mas pelo queixo duro que aguentou firme até o 3º round.

24

Depois de receber o cinturão a curitibana foi só emoção. “Eu não tenho palavras para descrever isso, obrigada a todos os meus fãs por me apoiarem tanto. Muitas coisas aconteceram na minha carreira, antes eu entrava como uma louca dentro do cage, mas agora estou aprendendo a lutar com mais calma, de forma mais segura. Estou muito feliz e prometo fazer grandes lutas dentro desse octógono. Estou apenas começando.” Cyborg já declarou que gostaria de enfrentar outra norte-americana, desta vez, Holly Holm. Cris Cyborg tem agora 20 lutas como profissional no MMA. São 18 vitórias, 1 NC (sem resultado) e uma 1 derrota por finalização, que aconteceu em sua estreia profissional no ano de 2005, contra a brasileira Érica Paes.


Mundo da Luta Texto: Fabio Oscar Foto: Reprodução

TYRON WOODLEY FRUSTRA DEMIAN MAIA E MANTÉM CINTURÃO NO UFC 214

O

brasileiro Demian Maia não conseguiu conquistar o cinturão peso meio-médio (até 77 quilos) do UFC. O atleta paulistano de 39 anos foi derrotado por decisão unânime pelo campeão Tyron Woodley, em um duelo de cinco rounds de poucas emoções, no UFC 214, em Anaheim, nos Estados Unidos. Demian, assim, perdeu sua segunda disputa de cinturão: em 2010, foi derrotado por Anderson Silva, ainda em disputa do peso-médio. Especialista em jiu-jitsu, o brasileiro de quase 40 anos precisou vencer sete lutas seguidas para, enfim, receber o reconhecimento do presidente do UFC Dana White para ter a chance do título. Diante de Woodley, porém, o brasileiro não conseguiu encaixar seu jogo. O americano conseguiu se defender de todos os ataques e venceu de forma incontestável apesar de também ter atacado pouco. O primeiro round foi de muito estudo, com Demian tentando a todo custo levar a luta para o chão e

Woodley se defendendo bem. O brasileiro ficou com o olho inchado graças a uma joelhada involuntária do americano, que tentava se defender de um single leg, mas Woodley praticamente não conseguiu conectar golpes.Nos rounds seguintes, Demian foi dominado. No segundo, o americano foi superior e chegou a mandar Demian para o chão com um cruzado de direita. O americano, mais baixo e mais forte que o brasileiro, conseguiu se defender muito bem das tentativas de levar a luta para o chão do brasileiro. Demian, porém, também se defendeu bem do boxe afiado do adversário. O terceiro e o quarto rounds foram apáticos, com poucos golpes conectados. Woodley administrou sua vantagem, Demian nem tentou levar o adversário para o chão e demonstrou certo cansaço. No último e decisivo assalto, o lutador paulistano foi com tudo para as pernas do americano, que seguiu escorregadio e se defendendo com perfeição. Esta foia terceira defesa de cinturão de Woodley no UFC.

25


26


27 Para anunciar ligue: (11) 94711-0488 | fabio@bushidobrasil.com.br


Mundo da Luta Texto: Fabio Oscar Fotos: Patrick Liberato

Roger Gracie foi levantado ao final do combate com o público gritando seu nome

ROGER GRACIE FINALIZA BUCHECHA E FAZ HISTÓRIA NO GRACIE PRO

U

m capítulo notável da história de jiu-jítsu foi escrito na tarde do domingo, dia 23 de julho, na Arena Carioca 1, no Parque Olímpico do Rio de Janeiro. Os dois únicos decacampeões mundiais da modalidade mediram forças, e foi o braço de Roger Gracie o erguido ao final do embate. O épico triunfo foi sua despedida dos tatames, encerrando sua trajetória nas competições de jiu-jitsu de maneira apoteótica. Os fãs foram presenteados por uma disputa do mais alto nível de jiu-jitsu no tatame montado pelo Gracie Pro no centro da arena. Buchecha iniciou a luta investindo em tentativas de quedas, mas foi frustrado pela boa defesa do oponente. Quando o relógio se aproximava dos sete minutos de combate, o grande momento: Roger conquistou as costas de Buchecha e de lá ajustou o estrangu-

28

lamento derradeiro. A história estava escrita. No choque de 20 títulos mundiais, aos 6 minutos e 52 segundos de luta, Roger Gracie venceu a revanche de jiu-jitsu mais aguardada do século. O golpe selou o encerramento de uma vida dedicada às competições. Aos 35 anos, Roger anunciou sua despedida, e não poderia ter sido de uma maneira melhor. “Foi a vitória mais significativa da minha carreira. Pela volta a competir de quimono, pelo tempo que eu estava ausente, pela primeira luta que fiz contra o Buchecha e pelo posto que ele ocupa hoje no cenário mundial, que é o de homem a ser batido. Encerro minha carreira com chave de ouro”, comemorou o grande vitorioso do evento. Além do duelo no tatame, os torcedores e simpatizantes de ambos os lutadores também protagonizaram uma acirrada disputa nos cânticos para


apoiar o seu favorito. O público total do dia foi de 2.700 espectadores. “Foi um dia incrível, um evento para ficar na memória de toda a comunidade do jiu-jítsu. Nossa modalidade precisava de um marco como foi o Gracie Pro, como foi a revanche entre Roger e Buchecha. Quando eu estiver velhinha, vou contar como foi esse evento para meus netos e bisnetos”, brincou Kyra Gracie, organizadora do evento. A atitude pós-luta dos grandes protagonistas da edição inaugural do evento tornou o confronto ainda mais grandioso. Após o resultado, Buchecha fez questão de retornar até o tatame onde Roger ainda comemorava seu triunfo para parabenizar o vencedor. “Eu cometi um erro, e contra o Roger não se pode errar. Paguei o preço”, analisou Buchecha. “Tenho certeza que ele vai me passar em números de títulos mundiais, terá a carreira mais vitoriosa do jiu-jitsu. Agora é levantar a cabeça e bola para frente”, consolou Roger.

Faixas-pretas abrem o espetáculo Antes de Roger e Buchecha pisarem no tatame, as finais das categorias da faixa-preta agitaram o palco do show. No feminino, Tayane Porfirio finalizou Jessica Constance na americana para faturar o absoluto. Antes disso, Jessica Bate-Estaca, atleta do UFC, foi superada por Maiara Angelica na final do peso-médio. Já no meio-pesado, Jessica Swanson levou a melhor sobre Glaucia Braga para subir no lugar mais alto do pódio. Poucos minutos antes da superluta do evento, Celsinho Venicius despachou Lucas Araújo para ser campeão no peso-leve. Entre os pesadíssimos, Antônio Braga Neto finalizou Antônio Assef com uma kimura, enquanto Rafael Bragança foi o melhor entre os super-pesados. Gustavo Saraiva anotou 9 a 0 sobre Isaque Paiva para ser campeão absoluto. Isaque, porém, venceu a categoria peso-pena. Alexandre Cavalieri, Marcos Junior, Luiz Eduardo Cabral e Jeancemy Silva dos Santos conquistaram, respectivamente, a medalha dourada das categorias médio, pesado, pluma e médio-pesado, e também fizeram a festa no Gracie Pro.

29


Mundo da Luta Texto: Fabio Oscar Fotos: Divulgação

JON JONES MOSTRA PORQUE É O MELHOR DE SUA CATEGORIA NO UFC

D

ois arquirrivais dentro do UFC, os norte-americanos Daniel Cormier e Jon Jones se enfrentaram na madrugada do domingo, dia 30 de julho, pelo título dos meio-pesados da organização. O combate franco e aberto foi definido apenas no terceiro round por um chute de Jon Jones, que levou ao nocaute de Cormier e retomou o cinturão. A luta, válida pelo UFC 214 e realizada no Honda Center, em Anaheim, no estado norte-americano da Califórnia, era uma revanche de um confronto já marcado como uma das grandes rivalidades do UFC. O primeiro round se mostrou morno, com Cormier acertando poucos golpes em Jones. No segundo assalto, também equilibrado, se destacou por clinches e uma boa luta em pé de ambos os lados. E, após predominar durante todo o terceiro round, Jones finalizou a luta com um forte chute, que jogou o adversário no chão. Com a série de socos que se

30

seguiu, o árbitro John McCarthy encerrou o combate, dando a vitória a Jon Jones por nocaute. No fim, um ato de falta de esportividade quase manchou a celebração: após o nocaute, Daniel Cormier tentou deixar o octógono antes do anúncio dos árbitros. Como não foi permitido, o lutador (que amarga sua segunda derrota para Jon Jones) deu um tapa na mão do árbitro principal, se recusando a ficar no centro do octógono. No final Jones agradeceu Cormier e disse que “Sou um lutador melhor hoje por causa dele.” Durante a semana que se seguiu ao combate, Daniel Cormier usou suas redes sociais para pedir desculpas pelo seu gesto e parabenizar o novo campeão. Nota do Editor – A matéria foi escrita logo após o combate, mas por ser flagrado novamente no exame antidoping, em exame que saiu quase no fim de agosto, Jon Jones pode perder o cinturão.


TENHA CORAGEM E ATITUDE. MUDE.

AACM#VEMPRAACM#VEMPRAACM#VEMPRAACM# /acmsaopaulo @acmsaopaulo www.acmsaopaulo.org

ACM OSASCO Avenida das Flores, 453 11 3685 8900

31


Mundo da Luta Texto: Fabio Oscar Fotos: Divulgação

BRASIL CONHECERÁ A NOVA “MUSA DO MMA”

Q

uem pensa que o mundo da luta é feito só São 40 vagas e as inscrições já estão abertas pelo de provocação e “porrada” está muito engaWhatsapp (21) 98563-3003. As meninas que nado. Existe nesse meio um lado glamoroso quiserem participar devem ficar atentas. É necessário o envio de três (3) fotos com roupa de fite delicado que muitas vezes passa despercebido diante do espetáculo principal que são os comness, biquíni e casual. bates. E é por isso que uma dupla vem se destacando Serão selecionadas, 30 meninas do Rio e 10 de fora quando o assunto é juntar da Cidade Maravilhosa, até o beleza e luta, belas e feras. coquetel de lançamento, dia Celso Leonardo da MMA 30 de setembro, no Vogue Experience e o fotógrafo Square, na Barra da Tijuca. A grande final, com as três Marcos Mello juntaram suas mais votadas, que serão ring experiências e criaram no ano girls do Rio Harley Davidson passado a “Musa do MMA.” Fight, acontece em novemNeste ano, a disputa começa bro, com muita mídia. A venneste mês de agosto. cedora leva R$ 2.000 e diver“’O Musa do MMA 2017’ escolherá, mais uma vez, a gata sos contratos assinados, além O fotógrafo Marcos Mello e Celso Leonardo da que vai representar o MMA de um kit MMA Girl e Maria MMA Experience durante evento em 2016 Nacional em diversos eventos. Luh para um ensaio exclusivo, que Estarão concorrendo, mulheres de todo Brasil, que teserá publicado, aqui na Revista Bushido Brasil. nham atitude, que curtam o MMA, que possam partiNo ano passado a grande vencedora do concurso cipar de diversos projetos, saibam fazer performances, foi Letícia Saar que estampou as páginas da Bushido Brasil no mês de fevereiro de 2017. Quem quiser promover marcas e serem lindas de corpo e de rosto. também mais informações pode entrar em contato O concurso acontecerá, de agosto até novembro, com com a revista pelo fabio@bushidobrasil.com.br eventos presenciais e votação pela Internet, com um Reveja a edição de fevereiro com o ensaio em fim de semana, no formato de mini-reality no hotel https://is.gd/QUlMQC Best Western Premier Fashion entre os dias 20 e 22 ou no QR Code do seu celular. de outubro.”

32


33


Mundo da Luta Texto: Marcio Valle Fotos: Marcio Valle / Primeiro round

A

CURITIBA FIGHT PRO 4 FAZ EDIÇÃO HISTÓRICA COM LUTAS EMOCIONANTES

quarta edição do Curitiba Fight Pro lotou as dependências da Academia Striker´s House no sábado, dia 22 de julho, Curitiba. O público vibrou muito com os combates de MMA profissional, MMA amador, Kickboxing profissional e Submission. No GP de MMA amador até 61 Kg, Tamyray Lacerda foi coroado com o título após vencer duas lutas. Na primeira, derrotou Ian Soares por nocaute técnico no segundo round. Na final e co-evento principal da noite, finalizou Bruno “Paraíba”, que já havia passado por John Cândido. No

combate principal, Andrey Volf brilhou com um nocaute espetacular em cima do até então invicto Luiz Fernandes. O atual campeão do Bellator, Rafael Carvalho, disputou uma luta de Submission nas regras do Methamoris e ficou no empate frente ao prospecto Alessandro Hassen. Sob os olhares dos atletas do UFC e Bellator, Luan Chagas e Augusto Sakai, a organização liderada pelo atleta Diego Marlon realizou com êxito um evento muito bem organizado e uma das melhores edições de 2017 no MMA nacional.

MMA PROFISSIONAL

LUTA PRINCIPAL: 66 Kg: Andrey Volf (Team Bronx) nocauteou Luiz Fernandes (Gile Ribeiro) no primeiro round. GP MMA AMADOR 61 Kg - FINAL: Tamyray Lacerda (Gile Ribeiro) finalizou Bruno Paraíba (BlackBelt) com um mata-leão no segundo round. MMA LUTAS CASADAS 66 Kg: Jean Soares (OCS) venceu Sidmar Neco (Thai Brasil) por nocaute técnico no primeiro round. 73 Kg: Rodrigo Gomes (Gile Ribeiro) e Wellington Santos (Chute Boxe) tiveram um empate majoritário. 73 Kg: Vinicius “Chambinho” (Evolução Thai) finalizou Alan Cardoso (Pro Ação) com um mata-leão no segundo round. 57 Kg: Rangel dos Santos (Gile Ribeiro) nocauteou Adriel Sorriso (Pro Ação) aos 29 segundos do primeiro round. SUBMISSION (Regras Methamoris) 98 Kg: Alessandro Hassen (Gile Ribeiro) e Rafael Carvalho (Evolução Thai) empataram. 75 Kg: Raphael Ronchi (Gile Ribeiro) e Gabriel Taborda (Evolução Thai) empataram. MMA AMADOR 57 Kg: Francielle Franco (Thai Brasil) venceu Juliana Cristina (Gile Ribeiro) na decisão dividida dos juízes. 61 Kg: Nathan Maia venceu Jean Pierre por nocaute técnico no terceiro round. KICKBOXING AMADOR 73 Kg: Fernando Junior venceu Luan Gustavo no round extra. 55 Kg: Rafael nocauteou Geovane Reis no primeiro round. 72 Kg: Gion Michel (Gile Ribeiro) venceu Guilherme Silva (MM Fight Team) na decisão unânime dos juízes. 61 Kg: Gabi dos Santos (Chute Boxe) venceu Luana Segalla (Gile Ribeiro) na decisão unânime dos juízes. 55 Kg: Ramon venceu Renan Abreu na decisão dividida dos juízes. 60 Kg: Ryan Tupa (Chute Boxe) nocauteou Ramon Oliveira no terceiro round. SEMIFINAIS GP MMA AMADOR 61 Kg: Tamyray Lacerda (Gile Ribeiro) venceu Ian Soares (Atman College) por nocaute técnico no segundo round. Bruno Paraíba (BlackBelt) finalizou John Cândido (Pro Ação) com uma chave de pé no primeiro round.

34


Mundo da Luta Texto: Marcio Valle Fotos: Marcio Valle / Primeiro round

RAFAEL BAADER NOCAUTEIA ANDRÉ SILVA E CONQUISTA O CINTURÃO NA COPA BOXE TAILANDÊS 11

A

11ª edição da Copa Boxe Tailandês foi marcada por muito equilíbrio nos combates amadores e profissionais nas regras do Muay Thai. Das 15 lutas, apenas duas terminaram por nocaute. O evento aconteceu no Complexo Esportivo Cobra, na cidade de São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba, no domingo, dia 30 de julho. Na luta principal, Rafael Baader nocauteou o até então campeão André Silva no quarto round e conquistou mais um cinturão para a Master Fight Team, equipe catarinense de Jaraguá do Sul. Este duelo foi considerado pelo presidente da organização, Cristofer Padilha,

como melhor luta da noite. O melhor nocaute ficou para Marco Aurélio da Teixeira Team, que derrotou Paulo Eduardo no segundo round. Nas lutas amadoras, o destaque ficou por conta da atleta Priscila Vargas, da Evolução Thai, que venceu Fernanda Franco na decisão unânime dos juízes. AUSÊNCIA: Tiago Baader iria defender o cinturão contra Wisley Torto, porém a luta foi cancelada, pois o atleta da Chute Boxe passou mal com a perda de peso. Baader, no entanto, mantêm o título e deve defendê-lo na próxima edição do evento. Veja os resultados completos:

MUAY THAI AMADOR: 55 Kg: Bruno Wesley (Teixeira Team/Pontal do Paraná ) venceu Andriw Bonfin (World Strong/Fazenda Rio Grande) por decisão unânime dos árbitros. 63 Kg: Carlos Henrique (Rasthai Temple) venceu Juliano dos Santos (Master Fight Team) na decisão majoritária dos árbitros. 70 Kg: Jonathan Senenko (RM Thai) venceu Giovane Negrelli (World Strong/Fazenda Rio Grande) por decisão unânime dos árbitros. 65 Kg: Erivelton Lobo (Santa Fé Team) venceu Rodrigo Bull (Wng / Noguchi / Gile Ribeiro ) por decisão unânime dos árbitros. 80 Kg: Rogério Babiuk (King Star) vence Eduardo Alves (Chute Boxe / The Rock) na decisão unânime dos árbitros. 60 Kg: Dajulia Alana (World Strong / Fazenda Rio Grande) venceu Meryane (PRVT) por decisão unânime dos árbitros. 80 Kg: Douglas Campos “Pirata” (King Star) venceu Bruno Carvalho Reis (PRVT) na decisão dividida dos árbitros. 57 Kg: Priscila Vargas (Evolução Thai) venceu Fernanda Franco (Hard Training) por decisão unânime dos árbitros. MUAY THAI PROFISSIONAL: 55 Kg: Odécio Goku (Team Krull) venceu Gabriel Jung (MM Fight Team) por decisão unânime dos árbitros. 65 Kg: Rodrigo Vieira (World Strong Fight Team) venceu Júlio Dias (Chute Boxe) por decisão unânime dos árbitros. 61 Kg: Rafael Sherek (Team Bronx) venceu Loibe Neto (Empire MMA) por decisão dividida dos árbitros. 75 Kg: Marco Aurélio (Teixeira Team / Pontal do Paraná) venceu Paulo Eduardo (Team Krull) por nocaute técnico no segundo round. 65 Kg: Guilherme Pereira (Chute Boxe / Monge) venceu Pedro Teixeira (World Strong / Fazenda Rio Grande) por decisão unânime dos árbitros. 65 Kg: Sérgio Bernardo (SB Muay Thai / Striker’s House) venceu Luís Gustavo (Arena Fight Team) por desistência no round extra. DISPUTA DE CINTURÃO: 65 Kg: Rafael Baader (Master Fight Team) venceu André Silva (Chute Boxe / The Rock) por nocaute técnico no quarto round.

35


Mundo da Luta Texto: Jorge Ulisses Fotos: Jorge Ulisses

A

EX-UFC WENDELL NEGÃO VENCE NO SALVATERRA EM BELÉM

cidade de Salvaterra localizada na Ilha do Marajó (Pa) recebeu no dia 13 de julho o SMF(Salvaterra Marajó Fight) que realizou sua sexta edição na casa de shows Eclipse Dance Club com 03 disputas de cinturão nas categorias 61, 66 e 77 Kg. Na luta principal que não valeu cinturão, mas contou com o ex-UFC Wendell Marques “Negão” e Zozimar Olivera “Junior” Suicida, Wendell levou a melhor e venceu por finalização no 3º round.

No confronto Brasil x Chile, os atletas chilenos Gaston Manzur e Felipe Alfredo Gaurtier conquistaram os cinturões das categorias 61 e 66 Kg. Felipe venceu o atleta paraense Tongo Pedrosa “Capoeira” na decisão dividida dos juízes. Já Felipe Gaston venceu Luiz Eduardo “Balotelli” na decisão unânime. Na luta principal entre Wendell Marques “Negão” e Zozimar Olivera “Junior” Suicida, Wendell levou a melhor e venceu por finalização no 3º round.

RESULTADOS

SMF-SALVATERRA MARAJÓ FIGHT 6 Luis Gustavo “Búfalo” venceu Bruno Lyoto por nocaute 0:40 do 1º round Ariel Tigre venceu Betinho Capoeira por finalização (Amrlock) 02:45 do 1º round Sidney Tico x Thiago Salvaterra- NC (No Contest)- golpe ilegal de Thiago Salvaterra Andrey Araujo “Blade” venceu Rafael Oliveira “Pedra” por nocaute 03:36 do 2º round Elicarlos “Cobra” venceu Marcelo Pontes por finalização (Mata Leão) 02:20 do 2º round Rodrigo Gomes “37” venceu Raimundo Gomes na decisão unânime dos juízes Manoela Matos venceu Letícia Lima por nocaute 03:40 do 2º round Ivanildo Monstrinho venceu Joel Aranha por finalização (Triângulo) 03:00 do 2º round Felipe Gaurtier venceu Tongo Pedrosa “Capoeira” na decisão dividida dos juízes Gaston Manzur venceu Luis Eduardo “Balotelli” na decisão unânime dos juízes Wendell Marques “Negão” venceu Junior Suicida por finalização (Guilhotina) 01:31 do 3º round

36


Mundo da Luta Texto: Fabio Oscar Fotos:Divulgação

MAX FIGHT RETORNA COM DUAS DISPUTAS DE CINTURÃO E GP DE MUAY THAI

A

pós duas edições, o Max Fight está de volta a cidade de Campinas (SP). Uma megaestrutura, com direto a um decágono e um ringue, será montada no Tênis Clube Campinas. O local receberá no dia 26 de agosto, a partir das 19h, 10 lutas de MMA e um Grand Prix de Muay Thai, envolvendo oito dos principais strikers do cenário nacional. A 19ª edição do evento, que terá transmissão ao vivo e exclusiva do canal Combate, também trará duas disputas de cinturão, entre Claudiere Freitas x Lucas Almeida (até 70kg) e Vinícius Salvados x Roberto de Souza (até 57kg), e outras duas superlutas de muay thai. Além do cinturão do World Muay Thai Organization (WMO), o vencedor do Super 8 Muay Thai re-

ceberá em premiação R$ 5 mil e um camp de 30 dias na Tailândia. O chaveamento do GP será conhecido em 25 de agosto, dia da pesagem. Os participantes do Super 8 Muay Thai são: Lincoln “Buakaw”, Júlio Máximus, Jhonatan Ferreira, Samuel Brito, Tiago Bom, Victor Hugo, Arnaldo “Moska” e Rodrigo “Sub-zero”. Outros destaques da noite ficam por conta dos confrontos entre Diego Gaúcho x Dill Furacão, Anderson Buzika x Guilherme Faria e Eduardo Tourinho x Felipe Kazú. Serviço: Max Fight 19 - Super 8 Muay Thai. 26 de agosto de 2017, a partir das 19h Tênis Clube Campinas Rua Coronel Quirino, 1346 - Cambuí

37


Mundo da Luta Texto: Marquinhos Santos Fotos: Reprodução

N

CAMPEONATO SUL AMERICANO DE ESPORTES DE CONTATO WTKA

os dias 29 e 30 de setembro e 01 de outubro, a cidade de Guarulhos sediará um dos principais eventos de artes marciais da América Latina, onde são aguardados os melhores atletas representantes da Argentina, Chile, Uruguai, Equador, Bolívia, Venezuela, Paraguai, Colômbia e, é claro, do Brasil, que competirão nas modalidades Kickboxing (K1, Low Kicks, Full, Semi e Ligh Contact), Boxe e Brazilian Grappling. Crianças, jovens e adultos, divididos nas categorias Kadete, Juvenil, Adulto e Master, se enfrentarão em busca do título Sul Americano da WTKA - World Traditional Karate and Kickboxing Association. O campeonato, que será realizado na Team Nogueira – Guarulhos é homologado pela Confederação Sul Americana de Esportes de Contato e organizado pela Confederação Brasileira de Esportes de Contato. As inscrições vão, impreterivelmente, até o dia 23 de setembro de 2017 e devem ser realizadas através do formulário online no site: www.confbec.org

“A CONFBEC, em prol do desenvolvimento dos esportes de contato, tem a honra de convidar todas as equipes para apresentarem seus melhores atletas e representarem seu país no Campeonato Sulamericano de Esportes de Contato 2017. Este evento será um marco para as artes marciais. Esta é a segunda edição em território nacional e, com certeza, vai ser ainda melhor do que a primeira”, disse o mestre Luiz Carlos “Xantus”, presidente da CONFBEC.

CAMPEONATO SUL AMERICANO DE ESPORTES DE CONTATO WTKA Local: Team Nogueira - Unidade Guarulhos Av. Doutor Timóteo Penteado, 2832 - Vila São Judas Tadeu – Guarulhos-SP PROGRAMAÇÃO: Dia 29 de setembro • Das 14:00 às 18:00 - Recepção e Pesagem das delegações; • 20:00 - Jantar de Congresso e Confraternização. Dia 30 de setembro • Das 8:30 às 10:00 - Recepção e Pesagem das delegações; • 10:40 - Cerimônia Oficial de Abertura; • 11:00 – Início dos combates de todas as modalidades; Dia 01 de outubro A partir das 9:30 - Finais e Desafio de Nações (Semi Contact)

38


39


Artigo

ESPORTE, ENTRETENIMENTO OU BUSINESS?

M

uitos leitores têm me questionado, a partir de outros artigos meus, se eu considero o MMA um esporte ou se eu acho que ele é um show. Bom, realmente já abordamos esse tema, mas vale reforçar: É claro que o MMA é um esporte! Eu pratico e, cada vez mais pessoas (homens e mulheres) praticam. É um dos que mais crescem, no mundo, principalmente em termos de fãs. Mas o esporte, hoje, não pode mais estar desassociado do entretenimento, pois as pessoas gostam muito de se divertir, de viver uma experiência diferenciada. Seja a música, a gastronomia, outras atrações, células de ativação, etc. Só lutas, atraem a equipe de cada atleta, praticantes mais viciados, seus amigos e razoavelmente seus fãs, além de familiares. Os eventos show, atraem vários outros participantes e permitem vários tipos de experiência, inclusive a luta - que acaba sendo valorizada, como atração principal, mas não única. E, claro, na minha visão, tudo isso tem que fazer parte de um ambiente de negócios. Alguém (ou todos) deve tocar isso como um business. Isso traz profissionalismo e traz mais ganho para o esporte. As marcas se envolvem mais e têm mais resultados ao patrocinar um evento desse. Um evento profissional e rentável afeta a concorrência, que tem que se mexer. E vira um ciclo virtuoso. Os exemplos já estão por ai, em eventos e organizações grandes, assim como em eventos e empresas iniciantes ou locais. Há, certamente, muito o que fazer. Portanto, é uma oportunidade muito grande, mesmo não sendo pra todos. Mas quem disse que seria fácil ou seria para todos? Mande seu comentário para a Revista. Oss!!

CELSO LEONARDO BARBOSA Tem 45 anos. Morou e trabalhou nos EUA. Treina várias modalidades de lutas. É fã de MMA e vai a todos os UFC. Especialista em Marketing é proprietário das marcas MMA Eperience e MMA Girl.

40


Artigo

N

JON JONES É O CABRA

o MMA, Jon Jones é o maior de todos os tempos, ou como dizem no inglês: the GOAT (greatest of all time). E já que na língua anglo-saxônica goat é a tradução do nome do simpático animalzinho que conhecemos por aqui como cabra, nada melhor, como fiz no título, considerarmos Jon Jones o maior cabra da peste que já pisou em um cage de lutas. Antes de bater Cormier pela segunda vez, eu ainda aceitava quem questionasse o posto de Jones. Os argumentos sempre rondavam pelas concorrências com GSP, Anderson Silva e Fedor Emelianenko. Não que o nocaute tenha me convencido da supremacia Bones, mas o fato é que, depois de ver DC afogado em prantos, não aceito mais discutir: Jon Jones é o cabra. Não vou mudar de ideia se Jones perder sua invencibilidade (considerar a desqualificação para Matt Hamill como derrota é uma estupidez ensurdecedora). Até gostaria de vê-lo em desafios que lhe são desfavoráveis no tamanho e no peso. Um Cain Velasquez (sem lesões e ao nível do mar), talvez Overeem, Werdum, Miocic ou até a money fight com Brock Lesnar. Aconteça o que acontecer, JJ seguirá como o maior de todos os tempos. Pelo menos até que nasça outro ser humano capaz de superar seus feitos. Porque, na atualidade, ninguém fez o que ele fez contra concorrência de alto nível. Vamos aos fatos. Quer dizer, aos corpos estirados: tirou a virgindade de Ryan Bader, surrou o porradeiro Shogun até dizer chega, brincou

com Rampage, desfaleceu Machida, fez de Rashad Evans uma sessão de treino leve, finalizou Belfort (faixa-preta de Carlson) depois de ‘perder’ um braço, mostrou para Sonnen o que se deve fazer quando se queda alguém, provou que tem coração e não é alienígena contra Gustafsson, trouxe Glover Teixeira para o mundo real, quedou cinco vezes o wrestler olímpico Cormier, atestou que a ferrugem de um ano inativo não o igualava a Ovince St. Preux e, por fim, quase decapitou DC. Por estas façanhas, Jones não precisa ser o mais rentável lutador, o mais imbatível (pobres Demetrious Johnson e Cris Cyborg que não têm adversários literalmente de peso), o mais técnico, o mais aplicado, o mais querido ou o mais famoso. Isso pode ficar para os demais. Seus desempenhos no octógono já lhe garantiram a coroa de seu esporte. Ele é o Pelé, o Michael Jordan, o Schumacher, o Tiger Woods, o Michael Phelps, o Usain Bolt do MMA. Assim como Jon Jones, nem todos esses são unanimidades, mas parecem ser de outro planeta. A vantagem de Bones é que, se alguém discordar, é só bater 93 kg e cair para dentro! NOTA DO EDITOR: O colunista escreveu o texto antes de ser noticiado o doping de Jon Jones. Ele preferiu manter o texto, com a publicação desta nota, para ressaltar o legado que o lutador jogou fora. “Ele deixa de ser o maior cabra do MMA para virar o maior jumento deste esporte”, esbravejou João.

JOÃO CARLOS AMARAL João Carlos Amaral é jornalista. Não é especialista em MMA, mas se orgulha de torcer pelo time cujo ginásio abrigou o primeiro UFC no Brasil, em 1997. Twitter: @metaforador

41


Ring Girls Texto: Fabio Oscar Fotos: Marcos Mello

CLICADA POR MARCOS MELLO, A MODELO E MMA GIRL PATRÍCIA MONTEIRO, BATEU UM PAPINHO COM A REVISTA BUSHIDO BRASIL

42


REVISTA BUSHIDO BRASIL - VOCÊ GOSTA DE LUTAS? PRATICA OU JÁ PRATICOU? Patrícia Monteiro – Gosto sim. Fiz algumas aulas de muay thai, mas atualmente não sou praticamente.

43


Ring Girls

44


RBB - PORQUE SER MODELO? Patrícia Monteiro - Amo fotografar desde que me conheço por gente. Minha mãe me colocava em tudo que era concurso. Cresci nesse mundo. RBB - COMO É SER CAMPEÃ DE FITNESS? CONTE UM POUCO DESSE DESAFIO, PARA NÓS. Patrícia Monteiro - Vejo como uma superação pessoal. Meu maior desafio sou eu mesma e é muito gratificante você ver que pode. Você aprende a se conhecer. A conhecer o corpo, os limites e isso é muito bom.

45


Ring Girls

RBB - VOCÊ JÁ É FOI RING GIRL? SE NÃO FOI GOSTARIA DE SER? Patrícia Monteiro – Nunca fui, mas com certeza gostaria de passar por essa experiência

RBB - QUAIS SÃO SEUS PLANOS E PRÓXIMOS DESAFIOS? Patrícia Monteiro - Continuar competindo no fisiculturismo e colher os frutos se Deus quiser de forma positiva.

RBB - O QUE ACHA DAS ROUPAS E DA MARCA MMA GIRL?

RBB - COMO CONCILIAR A CARREIRA DE MODELO E OUTROS TRABALHOS COM A VIDA PESSOAL?

Patrícia Monteiro - De muito bom gosto. São diferenciadas. Elas mostram que a mulher pode ser sensual com elegância.

Patrícia Monteiro - Não é muito fácil não, porque para manter um shape bom a gente se priva de muita coisa, mas aprende. Quando saio com os amigos eu tomo água mesmo. Tudo é uma questão de escolha.

46


RBB - COMO FAZ PARA MANTER O CORPO EM FORMA? Patrícia Monteiro- Dieta sempre. Tenho um treinador de segunda a sexta que arranca meu couro nos treinos. Brincadeira. Ele é o melhor. Me faz treinar igual gente grande com muito cardio. RBB - ONDE PODEREMOS VER VOCÊ EM AÇÃO, NOS PRÓXIMOS MESES? Patrícia Monteiro – Por enquanto na academia (risos).

Patrícia Monteiro - Patrícia Monteiro RBB - COMO GERENCIA OS FÃS NAS SUAS REDES SOCIAIS? Patrícia Monteiro - Amo muito meus seguidores. São os mais lindos. Sempre interajo com eles quando sobra tempo. É a forma que tenho para retribuir tanto carinho! RBB - UM RECADO FINAL. Patrícia Monteiro - Tudo melhora quando você decide não se importar mais. Acredite em você e corra atrás dos seus sonhos.

RBB - QUAL SEU INSTAGRAM E SEU FACEBOOK?

47


CALENDÁRIO 09 DE SETEMBRO UFC 215 (EDMONTON (CAN)

CARD DO EVENTO (até o momento): Peso-mosca: DEMETRIOUS JOHNSON X RAY BORG Peso-galo: Amanda Nunes x Valentina Shevchenko Peso-pesado: Junior Cigano x Francis Ngannou Peso-meio-médio: Rafael dos Anjos x Neil Magny Peso-mosca: Henry Cejudo x Wilson Reis Peso-pena: Gilbert Melendez x Jeremy Stephens Peso-meio-pesado: Ilir Latif x Tyson Pedro Peso-pena: Gavin Tucker x Rick Glenn Peso-galo: Ashlee Evans-Smith x Sarah Moras Peso-pesado: Luis Henrique KLB x Arjan Bhullar Peso-galo: Sara McMann x Ketlen Vieira Peso-leve: Kajan Johnson x Adriano Martins Peso-leve: Mitch Clarke x Alex White

22 DE SETEMBRO

16 DE SETEMBRO

UFC FIGHT NIGHT

CARD DO EVENTO (até o momento):

Peso-médio: LUKE ROCKHOLD X DAVID BRANCH Peso-médio: Krzysztof Jotko x Uriah Hall

Peso-meio-médio: Kamaru Usman x Serginho Moraes Peso-meio-médio: Thiago Alves x Mike Perry

Peso-meio-médio: Hector Lombard x Anthony Smith

Peso-leve: Gilbert Durinho x Jason Saggo

Peso-pesado: Anthony Hamilton x Daniel Spitz

Peso-pesado: Dmitriy Sosnovskiy x Justin Ledet

4 DE MARÇO

UFC (SAITAMA , JAPÂO)

CARD DO EVENTO (até o momento): Peso-meio-pesado: MAURÍCIO SHOGUN X OVINCE ST-PREUX Peso-palha: Cláudia Gadelha x Jéssica Andrade Peso-meio-pesado: Gokhan Saki x Henrique Frankenstein Peso-mosca: Jussier Formiga x Yuta Sasaki Peso-mosca: Naoki Inoue x Jenel Lausa Peso-palha: Syuri Kondo x Chan Mi Jeon Peso-meio-médio: Keita Nakamura x Alex Morono Peso-meio-médio: Daichi Abe x Hyun Gyu Lim

*Sujeito a alterações

48


TUDO PARA SUA FESTA OU EVENTO CORPORATIVO

A MELHOR ESCOLHA desde

1 98 5

11 4880-0510 www.vonice.com.br


Sue Lasmar musa fitness

Revista Busshido Brasil Ed. 14  

A 14ª edição da revista Bushido Brasil chega neste mês de agosto de 2017 com muito assunto bacana. Para começar, entrevistamos o faixa-preta...

Revista Busshido Brasil Ed. 14  

A 14ª edição da revista Bushido Brasil chega neste mês de agosto de 2017 com muito assunto bacana. Para começar, entrevistamos o faixa-preta...

Advertisement