Page 1

GAROTA GS - MIRELLY ARRUDA: DE TIRAR O FÔLEGO!

ABRIL | MAIO 2014 | ANO 2 | Nº 6

SUPERAÇÃO

DRIKA, A MINEIRA AUTORA DO @BLOGDADRIKA, PERDEU 40KG SOZINHA, SEM GRANA E DEU ADEUS AO PRECONCEITO

CHEGA DE INCHAÇO! Exercícios e alimentos para acabar com a retenção

GLÚTEN

COMA SEM SE PREOCUPAR Parou de malhar e sentiu os músculos murcharem? Sim, em pouco mais de 10 dias de ociosidade, você pode perder o tônus muscular conquistado com a musculação. ISSO É DESTREINAMENTO

FERNANDA SCHONARDIE R$ 7,90

A MODELO GAÚCHA PREFERIDA PARA COMERCIAIS DE MARCAS NACIONAIS E INTERNACIONAIS CONTA TUDO QUE FAZ PARA MANTER O SHAPE EM DIA

10

erros que você não pode cometer na hora de praticar exercícios

FUNCIONAL QUE FUNCIONA: TREINAMENTO FUNCIONAL DEFINE O SHAPE E GANHA CADA VEZ MAIS ADEPTOS


#Editorial

Haja formosura,

tchê!

REPORTAGEM Tirzah Braga Antônio Oviêdo Gilmara Mour

A

arte de ostentar beleza. A GS aprendeu muito bem! Passado o frison causado pela gatíssima bailarina do Faustão Fernanda D’Avila, que abrilhantou a nossa capa de janeiro, essa edição não poderia vir aquém. Tinha que vim recheada de gente bonita e que #curtesaúde. Então, que tal começar pela capa? Pois é! Nada mais nada menos que a estrela das campanhas de cervejas, Fernanda Schonardie, mostra suas curvas e revela os truques de beleza que tem para manter o que Deus já lhe deu: formas perfeitas. E o mais legal é que ela é supersimples. Acredite: Fê (veja como estou íntima!) admitiu que come, sim, pizza no final de semana. Mas tudo na medida, claro. As sete páginas internas que mostram a beleza dela estão im-per-dí-veis! Por falar em mulher bonita, Mirelly Arruda entra no páreo do Concurso Garota GS. Ela é a sétima concorrente clicada pelas lentes de Juliano Oliveira. Ah, gente! Temos um espaço novo, o #eucurtosaúde que mostrará a galera praticando atividades físicas. Movimente-se também e apareça nele. Em termos de conteúdo, eu teria que ter o dobro desse espaço para narrar um pouco do que preparamos para você. Glúten, treinamento funcional, retenção hídrica e destreinamento são alguns dos assuntos “tem-que-ler” dessa sexta edição. Pois então, vire a página. A GS é toda sua! Hidratação vem de dentro para

Dica

fora. Portanto, não economize na ingestão de água. Beba, no mínimo, 2L por dia e desfrute de uma aparência mais saudável.

Instagram: @gilmaramoura Twitter:@gilmara_moura Facebook/ gilmaramoura

EDITORA Gilmara Moura MTE/SE 1466 gilmaragbm@hotmail.com

REVISÃO Téo Júnior COLUNISTAS Adrine Cabral Alaine Borges Antônio Oviêdo Jean Moura José Guilherme Júnior Marcela Mori Moema Santana Rafaella Vieira FOTOS REPORTAGENS Tâmara Carvalho FOTOS CAPA RogérioTonello FOTOS GAROTA GS Juliano Oliveira DIRETOR DE ARTE Fábio Morgado fabiomorgadocs@gmail.com DIRETOR COMERCIAL Jean Moura 79 9934-7720 jeanmouragarra@hotmail.com DIRETORA ADMINISTRATIVA Gilmara Moura DIRETOR JURÍDICO Marcos Leite OAB/SE 3644 IMPRESSÃO Gráfica JAndrade PERIODICIDADE Bimestral

Nesta edição

Mirelly Arruda: a linda é a sétima concorrente do Concurso Garota GS

Fernanda Schonardie:

estrela gaúcha mostra

o que faz para manter o shape sempre feminino

10

Adriana Thyssen: exemplo a ser seguido agora!

As informações de saúde e condicionamento físico apresentados nesta revista pretende ser um recurso Educacional e não é um substituto para o conselho médico. Consulte o seu médico antes de executar qualquer um dos exercícios nesta revista ou qualquer outro programa de exercícios, especialmente se você está grávida, idoso ou tiver condições médicas crônicas ou recorrentes. Não tente qualquer um dos exercícios sob a influência de álcool ou drogas. Interrompa todos os exercícios que lhe causar dor ou desconforto e consulte um médico especialista. Nem o autor das informações, nem o produtor, nem os distribuidores dão qualquer garantia de qualquer tipo em relação ao conteúdo das informações apresentadas nesta revista. Garra Sport, copyright 2013 por Garra Produções . Todos os direitos reservados. Garra Sport e seu conteúdo estão protegidas pela LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998, lei do direito autoral. É proibida a reprodução integral ou parcial de qualquer conteúdo ou publicidade desta revista, exceto por autorização expressa do autor do conteúdo ou dos editores da revista Garra Sport. A revista Garra Sport não se responsabiliza por opiniões e conceitos emitidos pelos seus articulistas.


#Índice

42

EDIÇÃO 06 ABR/MAI 2014

NESTA EDIÇÃO

UAU!

O shape perfeito de Fernanda Schonardie

28

ATIVE SAÚDE DICAS ESPERTAS PARA MANTER A SAÚDE E A FORMA

20 TREINAMENTO FUNCIONAL cuidados necessários

14

OPINIÃO

16

MITOS DA DIETA

18

AUTO ESTIMA

24

CONCURSO Como se preparar

30

RETENÇÃO Xô inchaço!

34

EM FORMA Criolipólise

36

DESTREINAMENTO

40

ESPORTE COM ESTILO

52

EM FOCO

54

#EUCURTOSAÚDE

56

BEM ESTAR Glúten, comer ou não comer?

58

GAROTA GS Mirelly Arruda

66

SUPERAÇÃO Adriana Thyssen

72

ALIMENTAÇÃO

76

ACERTE SEMPRE

80

FITNESS

82

VILÃO Glúten

86

NA REAL Tirzah Braga

88

BARRIGA SEQUINHA

92

JIU-JÍTSU

96

POR AÍ

98

FIGHT Por Jean Moura

11


RA

CAJ U

A

#Opinião O

R R E I

Quem ganhou! RECONHECIMENTO

Tenho acompanhado as edições da revista Garra, quero parabenizar pela grande iniciativa, matérias e equipe muito boas!

PARABÉNS

A Garra Sport está, de longe, superior a qualquer outra publicação sergipana. A diagramação está perfeita. Bruno Martins Estudante de Publicidade

Carolinne Limma Revisora

AMEI

Me surpreendi com essa edição da revista. Não que as outras não estivessem boas, mas essa está incrível. Capa linda e matérias bem interessantes. A diagramação também está show. Gostei muito das dicas da seção Mitos da Dieta e da matéria sobre a idade que o adolescente deve começar a treinar.

SUCESSO

É impressionante a evolução da revista. A equipe está, verdadeiramente, de parabéns! Wellington Navarro Comerciante

Arrasaram nesta edição! Sucesso total! Estou grudada na revista vendo todos os detalhes. Parabéns! Adorei! Raquel Nunes Psicóloga

Arícia Menezes Jornalista

Marcos Góis Proprietário da Academia Galpão

ARRASARAM!

NOTA EXPLICATIVA

Por motivo de força maior, a modelo Kalene Fraga não será mais uma das concorrentes ao Concurso Garota GS, conforme anunciamos na edição passada. 14

#EUQUERO! #EUQUE ERO!

ELA GANHOU Raquel Nunes foi a ganhadora da promoção #EuQuero! e levou para casa um look completo da Lara Marina. “Eu amei! Pulei de alegria. O macacão e a polaina são lindos”, declarou Raquel. Aliás, o sorriso dela, dispensa comentários. Vai ficar ainda mais linda na academia, Raquel!

DIVERSIDADE

É bom ver que Sergipe tem condições de realizar um projeto tão bacana quanto esse. Gostei da leveza dos textos e da diversidade dos assuntos. Façam matérias de motivação para quem tem dificuldade de se manter nas atividades físicas, como eu (risos). Parabéns a todos!

O

C

S

2013

ENVIE A SUA OPINIÃO E SUGIRA PAUTAS. revistagarrasport@hotmail.com

@REVISTAGARRASPORT

@GARRA_SPORT

/REVISTA GARRA SPORT


#mitosdadieta

Iogurte: esconderijo de

açúcar

Alimentos com 0% de gordura não possuem, necessariamente, 0% de açúcar. Esse é o caso dos iogurtes. Nesses alimentos, o açúcar normalmente é adicionado para dar sabor e cremosidade ao produto quando a gordura é removida. Um iogurte de 150g com 0% de gordura pode ter, por exemplo, até 20g de açúcar - o equivalente a cinco colheres de chá. Esse valor equivale à metade da quantidade diária de açúcar recomendada para mulheres, que é de 50g. Nos homens, a taxa diária é um pouco superior, de 70g. Fique ligado: para adequar seus produtos ao paladar dos clientes, os fabricantes adicionam açúcar quando a gordura é retirada. Se as pessoas querem alimentos mais saudáveis, precisam aceitar que eles tenham uma aparência e um gosto um pouco diferentes.

Tomar água em jejum emagrece Isso é um grande mito. A hidratação em jejum é importante para restabelecer os níveis séricos do organismo e a eliminação de toxinas produzidas em resposta ao período sem alimentação. Devido a isso e ao fato de que beber água provoca uma distensão gástrica, o que pode acontecer é a sensação de diminuição da fome. Com menos fome, menos comida seria ingerida. Nesse caso, colaboraria com a perda de peso.

16

Abacaxi queima

gordura

Tá aí outro grande mito. Nenhum alimento queima caloria, o que queima é fazer exercício. Isso do abacaxi é a teoria do “em vez de”: se para a sobremesa você tiver duas opções, uma torta e uma fatia de abacaxi, e escolher o abacaxi e depois notar que está emagrecendo, isso aconteceu porque a torta obviamente é mais calórica, e não porque o abacaxi é milagroso.


Refrigerante zero Ainda que o nome soe menos agressivo, os refrigerantes light e zero também são prejudiciais em muitos aspectos. Apesar de não conter açúcar no caso do zero e, portanto, o valor calórico bem menor do que o do refrigerante normal, eles contam com uma quantidade de sódio muito maior em sua composição, colaborando para a retenção de líquido e aumento da pressão arterial. Os problemas dos refrigerantes diet, light ou zero estão ligados, em geral, ao aumento do consumo de sódio. Isso se deve ao fato de haver uma maior quantidade de sódio nos refrigerantes com menor número de calorias, para compensar a falta do açúcar, melhorando o sabor. O grande problema é que o excesso de sódio pode causar diversos malefícios à saúde, como aumento da pressão arterial, acúmulo de líquidos e edema, lesão ao fígado e aos rins. Portanto, elimine-os da sua dieta.

Não pode comer pão francês Poder, pode. Mas, não em exagero. Na verdade, a quantidade de calorias presentes neste pão é quase a mesma de 2 fatias de pão de forma integral. A diferença está no teor de fibras, presente em maior quantidade no pão integral, e de sódio, maior no pão francês. Mesmo assim, comer o pão francês, preferencialmente sem miolo, não acaba com suas chances de perder peso. Alterne os tipos de pães e também troque por cereais (aveia, quinoa, trigo integral).

AZEITE NÃO ENGORDA O azeite é fonte de gordura monoinsaturada que é benéfica para o coração. Contudo, quando se trata de calorias, ele não difere em nada de qualquer óleo vegetal (soja, canola, milho, algodão, girassol...). Use com moderação e sempre na hora de servir a comida, para que o aquecimento não destrua suas propriedade antioxidantes.

DORMIR É PARA PREGUIÇOSOS E VOCÊ DEVE SE MANTER SEMPRE EM ATIVIDADE PARA PERDER PESO? Dormir bem é item essencial para a recuperação do corpo. Se você dorme menos de oito horas por dia ou tem uma qualidade de sono ruim, isso aumenta a produção de cortisol, o hormônio do estresse, que leva ao aumento de peso e a uma fome incontrolável. Faça uma boa higiene do seu sono para garantir corpo e mente relaxados durante o dia. 17


#AutoEstima

por Dra. MOEMA SANTANA

ACABE COM O

bullying

*Dra. Moema Santana é Cirurgiã Plástica, graduada em Medicina pela Universidade Federal de Sergipe (UFS) e é Membro Titular Especialista da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Se você é daquelas que coleciona apelidos desagradáveis desde a infância ou que nunca arriscou um rabo de cavalo pelo simples fato de não mostrar a orelha, saiba que seu problema tem solução. E nome também. Trata-se da otoplastia, a cirurgia que pode corrigir tamanho, posição e formato da orelha. O procedimento dura, em média, de uma a três horas, a depender da

técnica empregada, exige anestesia geral ou local com sedação e pode ser realizado, inclusive, em crianças a partir de sete anos, quando a orelha para de crescer. A incisão é feita atrás da orelha e, portanto, a cicatriz fica imperceptível. Não é necessário que o paciente fique internado. No caso de lóbulo grande, pode-se fazer a correção também a depender de cada caso.

OLHAR FATAL Não deixe a peteca cair! Ou melhor: não deixe a pálpebra cair. Como a pele dessa região dos olhos é mais fina que a do restante do corpo, ela tende a ser a primeira a dar sinais de envelhecimento. É aí onde a blefaroplastia entra em ação e devolve a jovialidade do olhar. Com anestesia local e sedação, a blefaroplastia convencional remove a pele excedente e as bolsas de gordura. Se optar, pode-se fazer também levantamento dos supercílios, durante o mesmo procedimento, colocando, assim, as sobrancelhas no seu devido lugar. Assim como enxerto de gordura em região malar e região dos lábios. Depois de sete dias, em média, já pode voltar a rotina normal. Só que agora, com um brilho a mais no olhar.

Camisa molhadinha

NUNCA MAIS!

Não dá para ficar com a autoestima lá em cima quando o suor da axila deixa a camisa molhada. Além do incômodo para quem tem, dá impressão de desleixo para quem olha. Pois bem: existe uma cirurgia que deixa a axila seca e, o melhor: o resultado já aparece em uma semana. O procedimento é feito através de uma incisão na axila para retirar parte da pele e glândulas sudoríparas. No pós-operatório basta evitar esforços nos primeiros dias, curativos diários e não tomar sol por três meses. As atividades normais podem ser retomadas em cinco dias. 18


FABIO MORGADO


#Funcional

Funcional Treinamento funcional é uma febre, mas é preciso cuidado. Há uma dezena de pontos a se considerar na hora de pegar pesado na malhação

NA MEDIDA

V por TIRZAH BRAGA

ocê já ouviu falar em treinamento funcional? É bem provável que sua resposta seja positiva. Você pode se enquadrar no grupo dos que já ouviram falar ou no grupo dos que já praticaram, fizeram uma aula experimental ou coisa do tipo. Num outro grupo, há os que já se apaixonaram e não largam o funcional por nada neste mundo. Esse último grupo é cada vez maior e, por isso mesmo, não faltam profissionais se especializando no treinamento. Em Aracaju, há academias que não só oferecem o funcional como são especializadas nesse tipo de atividade física. Foi o caminho adotado por Magno Carvalho, professor de Educação Física que, há um ano e meio, resolveu investir nesse tipo de serviço. “Percebemos, através de uma pesquisa de mercado, que havia um bom público interessado na oferta do treinamento funcional e por isso fazer um trabalho diferenciado. Nossa proposta é inovadora em Aracaju. Em outros Estados essa tendência é forte”, destaca Magno, que há pouco mais de três meses mudou a Club Fit de endereço para um espaço maior e que oferece uma melhor estrutura.

Buscamos analisar o corpo e o objetivo do aluno. O histórico familiar, as doenças existentes e o motivo pelo qual a pessoa procurou o treino são essenciais para definir o tipo de trabalho a ser desenvolvido Magno Carvalho Academia Club Fit 20


Ao contrário da avaliação realizada normalmente para a prática de atividades físicas, ao iniciar um treinamento funcional, há um verdadeiro raio-x a ser feito previamente. “Buscamos analisar o corpo e o objetivo do aluno. O histórico familiar, as doenças existentes e o motivo pelo qual a pessoa procurou o treino são essenciais para definir o tipo de trabalho a ser desenvolvido”, diz Magno. Com um custo um pouco mais alto do que uma academia comum, o treinamento funcional oferta resultados mais positivos e um acompanhamento diferenciado em relação à musculação e atividades aeróbicas realizadas em academias. “Acredito que o custo-benefício é muito melhor no funcional. Aqui, buscamos limitar o número de alunos por horário para que os professores possam acompanhar e orientar todos os movimentos dos alunos. Dessa forma, evitamos futuros problemas para eles e um resultado eficaz, que é o nosso objetivo”, afirma. O acompanhamento constante é um dos motivos pelos quais o aluno se encanta com a prática. O procurador federal Carlos Augusto Maciel optou pelo treinamento funcional há seis meses por orientação médica e, depois de resolver o problema na coluna, não pensa em mudar a rotina. “Comecei o treinamento e, um mês depois, meu problema de saúde estava resolvido, mas não pensei em parar. O resultado é muito interessante e nos dá um bom condicionamento físico”, pontua Carlos Augusto, que faz o treino duas vezes por semana e completa sua atividade física com musculação.

Experiência da repórter Não sou das mais disciplinadas “atletas”. Muito pelo contrário. Estou no time daqueles que mudam de atividade a cada dois ou três meses. Sempre arrumo uma desculpa para abandonar o exercício. É fato! Porém, algumas atividades ganharam um lugar especial no meu coração, como uma paixão, mas não como um amor. Ou seja, gosto, mas não fazem parte da minha rotina diária. Entretanto, depois de uma aula experimental no treinamento funcional, penso que isso, sim, pode virar um caso de amor. Após conhecer o trabalho da academia Club Fit na produção dessa matéria, fui convidada a fazer uma aula experimental. Topei o desafio e no horário marcado estava presente para passar uma hora inteira praticando o treinamento funcional. No início, como sedentária que sou, ao ver os exercícios que as outras pessoas estavam executando, tinha a certeza que não aguentaria nada daquilo. Os primeiros quinze minutos pareceram eternos. Mas após uma hora de exercício, vi que poderia fazer mais. Começamos com um aquecimento de dez minutos na esteira com o professor Magno acompanhando meu desenvolvimento. Depois, passei a praticar exercícios aeróbicos e de musculação sob o olhar atento da professora Luciana. Se me perguntar qual parte do corpo trabalhei mais, a resposta é fácil: TODAS. Isso mesmo. Todos os 10 exercícios que fiz mexia com todo o corpo, que muitas vezes parecia estar chegando ao limite. Trabalhei equilíbrio, concentração e condicionamento físico. É claro que o acompanhamento constante contribuiu bastante para fazer os 60 minutos da intensa atividade física. Saí bem mais disposta do que imaginava e pronta para voltar e levar super à sério.

PONTOS POSITIVOS EQUILÍBRIO CONCENTRAÇÃO ACOMPANHAMENTO POSTURA CONDICIONAMENTO FÍSICO BEM-ESTAR 21


Por que fazer avaliação física? Segundo o professor e coordenador da ClubFit, Magno Carvalho, é com a avaliação física que o profissional de educação física pode conhecer o estado físico de aluno, bem como suas necessidades. Na ClubFit, ela ocorre assim que o aluno chega à academia, é refeita a cada três meses para acompanhamento e se divide em cinco etapas:

DESAFIO Com a quantidade de treinamentos e atividades físicas que surgem diariamente, manter um aluno fiel ao seu treinamento não é fácil. Por isso, Magno prima por um trabalho diferenciado. “Além do acompanhamento de perto por parte dos profissionais e do treinamento diferenciado, como já disse anteriormente, também procuramos diferenciar os exercícios todos os dias. É praticamente impossível um aluno ter tido o mesmo treino. Dessa maneira, desafiamos e instigamos os alunos na hora do treinamento”, explica. A professora Thaíse Marcela Hora também destaca a relação professor/aluno. “Sempre buscamos dar a máxima atenção, tanto na parte física como psicológica. É fundamental manter uma boa relação para, inclusive, saber que tipo de treino passar naquele dia. Às vezes, o aluno chega estressado e não podemos fazer daqui outro ponto de estresse. Temos que ajudar a desestressar e fazer com que o treino seja produtivo em todas as esferas”, conta.

Anotou? É bom ficar atento porque funcional é coisa séria e não pode ser realizado de qualquer maneira. F ica a dica. 22

1ª) Uma entrevista para conhecer a saúde do aluno, como fatores cardíacos, históricos de doenças e se veio por indicação médica; 2ª) Medição das circunferências, como da abdominal, quadril, coxas, peitoral, entre outros; 3º) Composição corporal, como medição do percentual de gordura, do índice de massa corpórea, entre outros indicadores; 4º) Análise cardiorrespiratória, por meio de abdominal e flexão; 5º) Análise funcional, que analisa as necessidades do aluno, seja ele indicado por médico, se está em pós-operatório e até quais são as suas necessidades para o seu dia a dia e tipo de trabalho.

Thaíse e Carlos Maciel: relação professor/aluno deve ser a melhor possível para um resultado positivo


#Concurso

COM O CORPO E A MENTE

prepa EM MUITOS CASOS, PARA SE TORNAR UM FUNCIONÁRIO PÚBLICO, NÃO BASTA APENAS “DEVORAR” OS LIVROS. É PRECISO ESTAR APTO PARA O TESTE FÍSICO. VOCÊ ESTÁ?

24


E

ntre 10 e 12 milhões de pessoas, de acordo com a Associação Nacional de Proteção e Apoio aos Concursos (Anpac), se preparam anualmente para conseguir a aprovação e conquistar, enfim, seu tão sonhado emprego público. Aproximadamente 95% das pessoas tem esse objetivo frustrado e continua as tentativas na intenção de atingir essa meta que ela mesma se impôs. Para alguns concursos, não basta estudar teorias da história, geografia, português e assim por diante, mas também para provas específicas. Editais para as forças públicas do Estado, como Guarda Municipal, Polícia Militar e Civil, por exemplo, o candidato necessita passar por testes físicos com um certo grau de dificuldade e, pensando nesses casos, a Garra Sport resolveu conversar com um especialista e dar dicas de como se dar bem nesse tipo de concurso.

rados


Para o profissional da Educação Física, o personal trainer Guilherme Junior, a pessoa que queira ser aprovada em um concurso dessa natureza tem que se preparar, no mínimo, entre 10 a 12 semanas de antecedência. “Na tentativa de ser aprovada nos testes, e com uma má preparação, pode ocorrer vômito, náuseas, desmaio, taquicardia, dentre outros problemas”, aponta Guilherme. De acordo com o personal trainer, o primeiro passo a ser dado pelo candidato é procurar um profissional formado e com a carteira do Conselho Regional de Educação Física (CREF) para evitar que seja mal orientada no processo. “Não adianta estar tão bem preparado em toda a parte teórica e não ter condições de passar no teste de aptidão física devido ao seu descondicionamento físico. Nesse caso o barato pode vai sair caro”, pondera. Para um bom aproveitamento no teste de aptidão física, os exercícios específicos para ele devem ser realizados de duas a três vezes por semana e outra atividade para um condicionamento físico completo (musculação, treinamento aeróbio e treinamento de flexibilidade).

FIQUE POR DENTRO A seguir, sequência de exercícios que serve como base para o treinamento.

• TESTE DE BARRA FIXA

Masculino – mínimo de sete repetições Feminino – 45 segundos em suspenção

• TESTE ABDOMINAL

Masculino – 40 repetições em um minuto Feminino – 30 repetições em um minuto

• TESTE DE FLEXÃO DE BRAÇOS Masculino e feminino – 30 repetições

• TESTE DE CORRIDA 12 MINUTOS Masculino – 2.400 metros Feminino – 1.800 metros

• TESTE DE NATAÇÃO 25 METROS

Masculino e feminino – tempo livre

lhor que a me ra b m le l a n mo essa o, o perso ratona co a m a Por últim m u lição de enfrentar z toda a “ fe e u q forma de e d s que nsciente ila nos dia u q n a é estar co tr pirar r a mente disso, res m lé A casa” e te . a v is rem a pro entos ma antecede nos mom s to. e n z e e v m a s ia relax e d a fundo vár m r ma boa fo tensos é u

26


#AtiveSaúde

por ADRINE CABRAL

Treine equilíbrio *Adrine Cabral é jornalista e está sempre com o shape em dia

Capacidade física costuma ser esquecida em treinos convencionais. Exercitar o equilíbrio é de suma importância para a saúde, condicionamento físico e até para o ganho de força. Trata-se de uma combinação de ações musculares com o propósito de assumir e sustentar o corpo sobre uma base, contra a lei da gravidade. Pode ser de três tipos: dinâmico, estático e recuperado. Vejamos algumas atividades que podem trabalhar o equilíbrio.

ia a experiên c m u é P U O S . -LHO- SA I V A R A M ndo. Eu recome

Prancha

além do

surf

28

Se o objetivo é, além de praticar um esporte, pegar aquele bronzeado e ter mais contato com a natureza, o esporte ideal de equilíbrio é o Stand Up Paddle. Difundida pelas celebridades ao redor do mundo, é uma atividade que requer força abdominal e consciência corporal.


Treino em CORDA Na praia e nos parques, é quase sempre possível ver alguém se equilibrando em uma corda. Não, não é treino para circo. É o slackline, que ganhou força pelo País em 2013. Por meio dessa atividade, o praticante realiza movimentos de equilíbrio em corda ou fita de diversas espessuras que vão de acordo com a evolução do atleta. Para praticá-la, é interessante que, inicialmente, procure alguém que já tenha prática ou um profissional. O equipamento pode ser encontrado em loja de esportes e pode ser utilizado em qualquer lugar.

Junto e misturado Para quem já tem prática em mais de uma atividade de equilíbrio e quer variar, basta misturar tudo. Isso mesmo: vale pilates com ioga, treino funcional com corda ou mesmo stand up com pilates. Seu corpo e sua mente agradecem.

Pilates, ioga e Com ajuda de aparelhos ou com a própria sustentação do corpo, essas atividades têm no equilíbrio e na respiração suas bases. É possível trabalhar o equilíbrio em conjunto, com treinos de partes específicas do corpo, como abdômen, costas, lombar, pernas e braços. E o resultado é muito mais rápido e eficaz do que um simples trabalho isolado dessas áreas. Entre os aparelhos que podem ajudá-lo no treino, estão o bozú, a bola e o TRX.

funcional

29


#Retenção #Editorial

Livre

Retenção de líquido deixa, principalmente, as mulheres

inchadas e com a sensação de que estão com mais peso do que, de fato, estão

30

E LEVE

A

sensação nunca é das melhores. Sentir pernas, pés, mãos e barriga inchados sem causa aparente não é nada agradável, mas é cada vez mais comum atualmente. Essas características são definidas de uma forma bem simples: trata-se de retenção de líquidos no organismo. Os especialistas descrevem esse inchaço como um edema resultado do extravasamento de um líquido (pobre em proteínas do sangue) que sai dos vasos sanguíneos e vai para o tecido subcutâneo. Esse líquido confere o aspecto inchado e brilhante da pele. Segundo a nutricionista Andréa Gonçalves, as mulheres são as principais “vítimas”. “A retenção de líquido é um problema que atinge muitas pessoas, em especial as mulheres. As causas podem ser as mais variadas, podendo ser por questões hormonais, renais, cardiológicas, alimentares e até mesmo calor e tensão pré-menstrual”, diz. Ao contrário do que muitos pensam, é mais fácil do que se imagina resolver esse problema. “Para evitar a retenção, é importante diminuir a ingestão de sódio, muito presente em embutiembuti dos, enlatados, shoyo e industrializados, como sopas e temperos prontos. Até mesmo certos alimentos, como glúten e lactose, que causam intolerância em algumas pessoas, podem causar inchaço, além das bebidas alcoólicas”, desdes taca a nutricionista.


A obesidade é causada pelo aumento de gordura corporal, que, geralmente, está acompanhada pela retenção hídrica e para saber diferenciar basta apertar o tornozelo com o dedo: se a marca permanecer, a pessoa está inchada, retendo líquidos. Andréa Gonçalves - Nutricionista

CAMINHO DAS PEDRAS... IMPORTANTE!

Não fique na dúvida!

Muita gente fica confusa se está com retenção de líquidos ou hídrica, como aponta a especialista, ou se realmente ganhou uns quilinhos a mais. Para diferenciar as situações, Andrea Gonçalves explica. “A obesidade é causada pelo aumento de gordura corporal, que, geralmente, está acompanhada pela retenção hídrica e para saber diferenciar basta apertar o tornozelo com o dedo: se a marca permanecer, a pessoa está inchada, retendo líquidos”, conta.

Para finalizar

As ervas em geral, como hortelã, salsinha, coentro, entre outras, são cheias de nutrientes do bem, dão pitadas de saúde e ajudam na eliminação das toxinas. Por isso, o famoso suco verde é um excelente aliado para evitar o inchaço. “Além de uma boa alimentação, a prática de exercícios físicos com orientação de um profissional da área e a drenagem linfática são fundamentais para um excelente resultado”, pontua a profissional.

OPS, DA LEVEZA Andrea Gonçalves aponta alguns caminhos que podem ajudar nessa batalha.

1º - “Podemos combater a retenção hídrica

incluindo alguns alimentos diuréticos no nosso dia a dia e ingerindo, no mínimo, 10 copos de água”

2º - “O melão é riquíssimo em potássio,

mineral que ajuda a neutralizar a retenção hídrica causada pelo sódio e por conter elevada concentração de água”

- “A melancia tem 90% de água em sua composição, o que irá contribuir para o melhor funcionamento dos rins e eliminar os líquidos retidos. É ideal para hidratar o corpo nos dias quentes e no pós-treino”.

4º - “O abacaxi tem elevado teor de fibras e irá contribuir na redução do inchaço abdominal. Seu poder diurético está ligado às altas concentrações de potássio, cálcio e manganês”

- “Água de coco é rica em potássio, magnésio e outros minerais que auxiliam na liberação de líquidos do organismo, além de ser um excelente pós-treino, pois é um repositor de eletrólitos natural”.

6º - “O alho-poró, salsão e aipo são fontes de minerais e fibras que também auxiliam. Uma ótima dica é acrescentá-los à sua receita de sopa”

31


Suco Xô Inchaço A nutricionista Andrea Gonçalves indicou uma receita infalível para mandar para bem longe aquele inchaço. Essa dica é especial para a mulherada, já que, na TPM, é quase certo inchar um pouco. Anota a receita que é superfácil!

Ingrediente 1 fatia de m

s:

elancia ;

1 fatia de m

elão ;

1 pitada de

canela ;

2 folhas de

hortelã ;

50ml de ág

ua de coco

zer: Modo de fa ntes os ingredie Bata todos que lo co e r o d no liquidifica l pois o idea para gelar, ado. Não el g é servir les, . Mais simp precisa coar ! impossível

32


#EmForma

por Dra. ALAINE BORGES*

Tchau,

*Alaine Borges é fisioterapeuta dermatofuncional, formada pela Universidade Tiradentes (Unit) e pós-graduada pela Universidade Gama Filho.

GORDURA

LOCALIZADA!

Criolipólise congela e mata as células de gordura para destruir os pneuzinhos

D

esenvolvida por pesquisadores da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, a criolipólise usa baixas temperaturas para acabar com a gordura localizada. O aparelho é colocado na superfície da pele e, em contato com a baixa temperatura, as células de gordura - chamadas de adipócitos se rompem totalmente. Em consequência, o corpo entende que elas não fazem mais parte do organismo e as expele naturalmente. O tratamento vem fazendo tanto sucesso que está chamado de “a nova lipoaspiração”. O aparelho da criolipólise é adaptado para cada área do corpo. Para a região da barriga, por exemplo, existe uma ponteira grande, já para as costas e pneuzinhos laterais utiliza-se a ponteira menor. A eliminação das estruturas dos adipócitos destruídas com a baixa temperatura é feita pelo sistema imune e a gordura no interior das células é conduzida ao fígado pelo sistema linfático para sua metabolização. Uma vez que o sistema linfático leva apenas uma pequena quantidade diária de gordura para ser metabolizada, não há perigo de sobrecarga do fígado nesse processo.

Indicações

A criolipólise não é um tratamento para sobrepeso ou obesidade. Ela é opção para pessoas que tenham gordura localizada em algumas regiões corporais, o famoso pneuzinho. O procedimento elimina até mesmo aquela gordura incapaz de ser combatida com dieta e exercícios físicos. 34

Áreas de aplicação A criolipólise pode ser feita apenas em algumas partes do corpo, aquelas que se adaptam bem as ponteiras. Não é possível fazer no rosto, por exemplo, porque o aplicador não se encaixa.

O ano inteiro

A criolipólise pode ser feita em qualquer estação do ano, inclusive no verão. Mas se a ideia é que os resultados sejam notados na estação da praia e do sol, o ideal é se programar antes, já que o resultado completo leva de dois a três meses para aparecer. O tempo de tratamento de uma área de 20 por 20 centímetros dura aproximadamente uma hora. A boa notícia é que a criolipólise pode ser feita em mais de uma região no mesmo dia sem riscos ao paciente. Uma ou duas sessões já são suficientes para trazer resultados. Mas há casos em que são necessárias mais sessões. A partir do 10º dia a quebra de gordura já pode ser visível, mas o efeito máximo acontece de dois a três meses após a sessão.


Tratamentos corporais e faciais para você encontrar a harmonia perfeita com o seu corpo. Venha conhecer e descubra como colocar um toque a mais de beleza em sua vida.

Dermato Funcional (estética)

Centro Médico Jardins Av. Ministro Geraldo Barreto Sobral, 2131, sala 512 (79) 3041-8883 / 9929-0595 - Aracaju - SE clinica.silhouette@hotmail.com


#Destreinamento

perdido? Trabalho

NEM PENSAR! SAIBA COMO EVITAR QUE ALGUNS DIAS SEM TREINAR TRAGAM PREJUÍZO TOTAL PARA A SUA FORMA FÍSICA

V

ocê já ouviu dizer ou até mesmo percebeu que parar de malhar por um tempo faz com que o trabalho muscular executado anteriormente seja perdido com essa pausa. O chamado destreinamento é um vilão que assola o pensamento de 10 entre 10 “ratos” de academia e de quem deseja aquele corpo definido. Então, quando não há como evitar a parada nos treinos, como proceder? Para entender esse processo, a Garra Sport vai explicar primeiramente o que é o destreinamento. O termo refere-se à perda das adaptações fisiológicas (leia-se perda da força e/ou massa muscular em treinamento de força; e diminuição da capacidade aeróbia em treinamento cardiopulmonar ou aeróbio) que ocorrem devido à parada completa ou mesmo à redução do volume e/ou intensidade. É bom salientar que as perdas das adaptações fisiológicas durante o destreinamento são afetadas pela idade, duração total do treinamento antes de iniciar o destreinamento e volume e intensidade anteriores. Desse modo, apesar das diferentes adaptações fisiológicas diminuírem com percentual variável durante o destreinamento, por certo, posteriormente, todas as adaptações obtidas com o treinamento certamente irão ser diminuídas.

36


Depois da parte técnica, é preciso entender, na prática, o que ocorre com o corpo quando para o treinamento já habitual. Segundo o professor José Guilherme Júnior, não é o tempo quem diz o efeito, e sim o organismo de cada indivíduo. “É arriscado afirmar um número exato de dias em que se percebe a perda de massa. Entretanto, a pessoa tem que lembrar que reiniciar o treinamento após uma parada (destreinamento) traz de volta o volume muscular em uma velocidade ainda mais rápida do que aquela que ocorre durante o processo inicial de hipertrofia muscular, dando suporte, assim, ao termo famoso de memória muscular”, destaca. Mas por que isso acontece? Será que todo esforço é em vão? Segundo José Guilherme, não há um conhecimento científico para isso. Existe uma perda, mas irá depender de cada um, portanto, a análise é individual. “O mecanismo celular exato para que isso ocorra ainda é desconhecido. Portanto, a literatura revela que mais pesquisas são necessárias para um melhor esclarecimento de como tais fenômenos ocorrem”, informa.

37


Como evitar? Para que isso não ocorra, o ideal é evitar longos períodos longe de atividade física. Se, por motivo de lesão, a pessoa tiver que ficar afastada, o melhor é usar a técnica de utilização da periodização. “A periodização fornece a variação do exercício, programas de manutenção e períodos de descanso ativo que podem adequadamente proteger o indivíduo contra os sérios efeitos insalubres do destreinamento”, afirma José Guilherme. Até mesmo a preocupação com a alimentação não garante a manutenção dos músculos. A hipertrofia e a potência muscular serão perdidas em função devido aos pontos já apontados. Ou seja: para continuar com o corpo tonificado, nada de fugir da atividade física. Mas o profissional tranquiliza aqueles que, por um motivo ou outro, precisam se ausentar do mundo fitness. “Parar por algum tempo não significa perder toda a massa adquirida. Não tenho evidências científicas ou práticas para afirmar isso. Como já disse, o que a pessoa perde pode ser recuperado com treinamento adequado pós-destreinamento”, enfatiza Guilherme. E foi o que ocorreu com Mariana Ribeiro, de 28 anos. Ela precisou parar completamente os treinos por dois meses e, depois desse período, sentiu que perdeu bastante o tônus muscular. “Fiquei triste, mas, depois de dois meses, já vi minhas pernas ganharem volume novamente”, conta. Então, se o pós é quase certo, como prevenir isso? Caso a pessoa precise viajar, por exemplo, um planejamento de treinamento pode ser definido e executado. “Para esses casos, vamos analisar se não há nenhuma possibilidade de fazer qualquer tipo de atividade física durante o período para manter, assim como quantos dias o aluno se ausentará do seu treinamento habitual”, destaca. O ideal mesmo é não parar. Caso não tenha outro jeito, que seja feito um preparo antes e um fortalecimento depois. Nada que, com um pouco mais de disposição, o aluno não consiga. Assim, dá para curtir uma folga sem perder o seu objetivo.

38

É arriscado afirmar um número exato de dias em que se percebe a perda de massa. Entretanto, a pessoa tem que lembrar que reiniciar o treinamento após uma parada (destreinamento) traz de volta o volume muscular em uma velocidade ainda mais rápida do que aquela que ocorre durante o processo inicial de hipertrofia muscular, dando suporte, assim, ao termo famoso de memória muscular José Guilherme Júnior Professor


A R I F ON VIÇOS

C SSOS SER NO


*Rafaella Vieira é jornalista e blogueira: www.oxentechique.com.br

por RAFAELLA VIEIRA

FRIOZINHO PODE CHEGAR, MAS, E O #PROJETOVERÃO? AH, ELE CONTINUA...

Nada de deixar para trás os hábitos saudáveis que conquistou (ufa... Foi com tanto sacrifício!) na estação mais quente do ano. Por aqui, dicas para manter o “corpitcho” em forma o ano inteiro.

T

raçar metas e ter foco. Nenhuma reeducação alimentar é fácil, muito menos a prática de exercícios. Requer determinação e grandes aliados. Com a chegada do verão, o desafio é desfilar na praia sem canga e bermuda. Pós-altas temperaturas, qual o grande incentivo? Manter os hábitos saudáveis e descobrir na atividade física um grande prazer. Nesta coluna, dicas quentes. A gente promete que, independentemente da estação, não vamos mudar a temperatura.

IOGA NA PRANCHA

É desafiador e dá trabalho, assim é ioga na prancha. A extensão do stand up paddle já ganhou adeptos no Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília. Concentração e disposição para as quedas na água são dicas importantes para quem quer manter o bronzeado em dia, fazer exercício e ainda meditar. Os benefícios para o corpo e mente são muitos, fortalece os músculos do core e queima até 500 calorias por hora.

Barriga zerada - SEMPRE!

Quer secar a pochetinha em 15 dias? A gente jura que não é propaganda enganosa. As dicas são: corte doces, refrigerantes, álcool e farinha. Exagere na salada no almoço e jantar, acompanhada de frango grelhado. Nada de carboidrato depois das 18h, experimente um mix de chia, linhaça e gergelim para acompanhar a salada ou o suco verde. Beba muita água e chá de hibisco durante o dia. Na academia, exagere nos exercícios aeróbicos, abdominais e prancha (você apoiada pelos antebraços e pela ponta dos pés com corpo em linha reta por 30 segundos cada série). Quem gostou dá um joinha... 40

Só a graça das quedas já a juda a tirar o stress, kkkk...

#EsporteComEstilo


Se ligue aqui!

Decote firme Uma das partes mais sensuais do corpo feminino, os seios, exigem atenção especial por ser uma área sensível. Incluir alguns simples cuidados em sua rotina diária pode evitar problemas futuros ou até a necessidade de uma cirurgia. O segredo para manter os seios de qualquer tamanho sempre firmes é uma pele bem hidratada. Além de beber muita água, invista em um esfoliante de fórmula suave e use-o uma vez por semana. A máscara hidratante também não deve ser esquecida. Aplique-a de vez em quando, com massagens em movimentos circulares. Para uma solução mais prática, borrife um pouco de água hidratante sempre que puder.

Pratos “GORDINHOS” menos calóricos O mais difícil em uma dieta talvez seja abandonar aqueles pratos clássicos e queridos por todos, mas supercalóricos. O ideal é transformá-los em alimentos mais saudáveis sem perder o sabor. MAS COMO FAZER ISSO? A nossa dica: uma pizza com massa fina e integral. Outra opção são massas caseiras à base de claras feitas no forno. Se for feita em casa, é só trocar metade da quantidade de farinha comum pela integral. Para o recheio, coloque vegetais como abobrinha e berinjela grelhada. Para o queijo, boas opções são cottage, ricota e queijo-minas. Gostaram da ideia?

Tranças para treinos Penteado na academia? Sim, senhora! Pode ser coque, rabo de cavalo ou tranças – esta última opção é a que queridinha das fashionistas, que gostam de inovar nos modelos embutidos ou como rabo de cavalo. Para quem tem fios repicados invista em grampos e tiaras para ajeitar os fios soltos, mas vale lembrar que é melhor deixar levemente frouxo, pois muito apertado pode danificar os fios. 41


#Capa

N A N R FE

a n o h c S M

42

O” Ã “ O D TU , O Ã R I O L , O Ã R U L HE


A MUSA DAS MARCAS DE CERVEJA CURTE MESMO É CUIDAR DA DIETA E DO CORPO PARA MANTER A BELEZA NATA QUE POSSUI. ELA É DAQUELAS“ABENÇOADAS PELA GENÉTICA”

A D

: e i rd

Por GILMARA MOURA

C

omo uma obra de arte. As formas milimetricamente esculpidas lhe permitemessa analogia. Sabe aquela história de que“o conjunto da obra” é o que conta? Exatamente assim é a modelo gaúcha Fernanda Schonardie. Rosto, cabelo e corpo capazes de arrancar suspiros da rapaziada e tornarse musa da mulherada. Ah! E o melhor: dona de uma simpatia ímpar. De uma simplicidade digna de uma musa. Loira, alta, de olhos verdes e com curvas femininas, Fê curte esportes desde a infância. Ela já fez dança, jazz e hip hop. No colégio, jogava vôlei, futebol e basquete, além de patinação e natação. “Sempre amei esporte. Quando eu tinha 18 anos, comecei a fazer musculação, me encantei com os resultados e não parei mais”, revela. 43


TREINO

Ao contrário da maioria das mulheres que busca aumentar as medidas, Fernanda treina, no mínimo, três vezes por semanacom outro objetivo. “Trabalho com fotos e vídeo que aumentam muito a imagem final, então, malho para manter, ficar durinha e com tudo no lugar. Gosto de ver meu corpo bem feminino e com curvas”, confidencia. O treino da Fê é dividido em uma hora de musculação e uma hora de caminhada em ritmo acelerado. “Também sou adepta docardio em jejum. Adoro fazer na parte da manhã. Caminho de 20 a 30 minutos na esteira em velocidade moderada sem ter feito nenhuma refeição”, conta. A musa fazduzentas abdominais por dia e treino de braço apenas com carga leve, para definir. Mas quando o assunto é glúteo, a história é outra. “Sempre capricho nos exercícios. Faço quatro apoios com caneleiras de 6kg e muito agachamento”, informa.

FÊ EM MEDIDAS ALTURA: 1.70m

PESO: 55kg

BUSTO: 90cm

CINTURA: 60cm

QUADRIL: 94cm

COXA: 53cm

44


FICHA TÉCNICA: FOTOS: ROGÉRIO TONELLO BELEZA E MAKE: ERICK SANTOS

OS SEGREDOS

Para estar sempre de bem com o espelho? A receita de Fernanda é simples: “Em primeiro lugar, é se amar de verdade, ter autoestima e bom humor e, é claro, ter força de vontade e determinação na hora da dieta e também na malhação, pensando nos resultados que você pode adquirir fazendo alguns esforços”, garante a modelo gaúcha de sucesso internacional. Por falar em alimentação equilibrada, Fernanda alerta sobre os cuidados que se deve ter com dietas malucas. “Não acho bacana. A saúde vem sempre em primeiro lugar, antes da estética. Então, nada como se alimentar de maneira saudável e adquirir um resultado mais duradouro”, opina, com razão. Para manter o brilho das madeixas loiras e a pele sempre macia, Fernanda Schonardie recomenda beber muita água e usar protetor solar todos os dias. “Também uso cremesespecíficos para minha pele do rosto, faço limpeza de pele e microdermo abrasão de diamante. Uma vez por semana, passo a pomada Bepantol no rosto antes de dormir”, revela. Quanto aos cabelos, Fê diz ainda que procura manter o corte em dia e que hidrata as mechas loiras toda semana.

45


Malho para manter, ficar durinha e com tudo no lugar. Gosto de ver meu corpo bem feminino e com curvas Fernanda Schonardie

46


SEM FRESCURAS

Fê é “das nossas”. Conta, sem rodeios, que já fez cirurgia plástica (rinoplastia, 200ml de silicone nos seios e lipoaspiração), que faz drenagem linfática três vezes por semana emesoterapia para eliminar a celulite. E quanto à dieta? Ela segue a linha de que tudo é possível, desde que seja com moderação. “Dou-me ao luxo de tomar um champanhe, vinho ou cerveja, que adoro. Como, sim, pizza, churrasco e lasanha, mas tudo em pouca quantidade, nada de exageros”, revela. E todas dizem “ufa”! Mas há coisas que precisam mesmo ser eliminadas do cardápio. E Fê sabe disso.“Faz um ano e meio que não tomo refrigerante. Confesso que gosto muito de doces, mas deixo para consumir quando estou de TPM, porque a vontade aumenta mais, e, às vezes, no final de semana”, confessa. Nada que tire a beleza nata de Fê. É tanto que, mesmo dando essas “escapadinhas”, ela mantém a cintura e o bumbum como sendo as partes do corpo mais admiradas. O segredo? “O jeito é aliar uma alimentação saudável e rotina de exercícios, além de beber muita água”, frisa Fernanda, a gaúcha da cidade de Santo Ângelo. Para suplementar, ela toma aminoácidos (BCAA) e Whey protein. 47


DIETA DA LOIRA CAFÉ DA MANHÃ: 1 xícara de café e 2 torradas integrais com ricota LANCHE DA MANHÃ: uma fruta (a gosto) ALMOÇO: 2 colheres de sopa de arroz integral ou batata-doce, ½ concha de feijão, salada de folhas a gosto, 2 a 3 colheres de sopa de legumes, 1 porção (100g) de filé de frango ou peixe grelhado e 1 laranja de sobremesa LANCHE DA TARDE: 1 barrinha de cereal ou 2 fatias de queijo minas light ou cottage ou 2 castanhas-do-pará ou 200ml de iogurte desnatado JANTAR: 1 porção (100g) de filé de frango ou peixe grelhado ou 2 claras de ovos, salada de vegetais a gosto, 2 a 3 colheres de sopa de legumes, 200ml de suco natural de fruta ou 1 fruta de sobremesa CEIA: 100ml de iogurte desnatado ou 1 xícara de gelatina diet ou 2 castanhas-do-pará (FONTE: NUTRICIONISTA CLÍNICA E ESPORTISTA KELLYKATHRYN, DA CLÍNICA COPACABANA E PROFESSORA DA ACADEMIA BALANCE FITNESS)

RAIO X NOME COMPLETO: Fernanda Daiana Vidor Schonardie IDADE: 30 anos ESTADO CIVIL: solteira PROFISSÃO: modelo publicitária APELIDO: Fê ou Fer 48


#EmFoco

A cantora Maysa Reis mostrou a Fernanda D’Avila que também #curtesaúde

durante mandou amigas Tâmisa Melo co Pré- Caju no GS da g tin ação de Marke

Gilmara Moura e Fernanda D’Avila: felicidade compartilhada

Francenadja (ao centro), do centro de beleza homônimo, foi a responsável bela beleza de Cleziana Oliveira, Fernanda D’Avila, Gilmara Moura e Dressa Ribeiro Cleziana Oliveira, Gilmara Moura e Fernanda D’Avila: amizade e profissionalismo

assinou a beleza A empresária Francenadja Aracaju em vila D’A da nan Fer da top

52

Jean Moura abraça o senador Eduardo Amorim e o deputado Estadual por Sergipe, Zeca da Silva


Jornalistas e assessoras parlamen tar mostram que são leitoras da GS

rnalistas Muller, as jo sor Álvaro m a GS em es ra of ta pr en do es A convite Braga repr ah rz unicação Ti e om C ra de Gilmara Mou com alunos do curso o um bate-pap Tiradentes niversidade Social da U

Durante o Pré-Caju 2014, a GS foi leitura obrigatória

Lourival Oliveira aproveita a paus a no trabalho do Pré- Caju para ler a GS

ra e Niclécia mostra As gatas Olivia e úd sa m que também curte

m

Amizade sincera dos empresários Josué, da rede Democrata e Jean Moura

53


#eucurtosaúde

O personal trainer Guilherme Júnior orgulha-se pelo desempenho da aluna Mirelly Arruda

Richard Moura (ao centro, de azul) é o mascote da turma de jiu-jítsu do professor Eduardo Hernandes, na Academia Paulo Bedeu

Fernanda D’Avila deu um show de profissionalismo e simpatia durante do Pré-Caju

Viviane Cavalcante e César de Oliveira: parceiros no amor, no trabalho e no treino

Karol Marks, de 8 anos, é a princesa do muay-thai sergipano e o orgulho do papai Marcelo Marks

O personal trainer José Guilherme Júnior (no canto esquerdo, de amarelo) é o novo diretor técnico da Academia Movimento Jardins

54


A baiana Vanessa Leão, estudante de nutrição, é só alegria na hora do treino A personal trainer Tailhane do Nascimento aproveita o intervalo entre uma aula e outra para manter as curvas em dia

O ciclista paralímpico Ulisses Freitas está focado para fazer bonito na Paralímpiada de 2016

Paula Dantas sobe ao altar no segundo semestre e, por isso, se dedica ao treino para não descuidar da boa forma

Os jornalistas Valter Lima e Ana Lícia Menezes não perdem um pedal Davi: atleta exemplo de dedicação aos treinos de musculação

55


#Bem-Estar

*Marcela Mori é nutricionista formada pelo Instituto Metodista de Educação e Cultura no Rio Grande do Sul, pós-graduada em Tecnologia de Alimentos pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, mestranda em Saúde e Meio Ambiente, Diretora da Clínica de Reeducação Alimentar Marcela Mori e Nutricionista do Serviço Integrado de Gastroenterologia e Obesidade (SIGO).

A

por Dra. MARCELA MORI

GLÚTEN, comer ou não comer?

tualmente, a mídia tem falado muito sobre a dieta sem glúten. O glúten é uma proteína presente no trigo, cevada, centeio e, por contaminação cruzada, na aveia (o plantio e o beneficiamento da aveia no Brasil são feitos nos mesmos locais que o trigo e, por isso, ocorre a contaminação). Numa dieta isenta de glúten, esses cereais e seus derivados são substituídos. Assim, os pães, massas, bolos, tortas, pizzas, salgados e doces são feitos com farinha de arroz, fécula de batata, polvilho doce ou azedo, maisena, fubá, farinha de grão de bico, etc. Quem faz uma dieta sem glúten precisa se adaptar a novos cardápios e sabores. Pães, massas, bolos, biscoitos, coxinhas e quibes têm muito em comum. Além de agradar à maioria dos paladares, também contêm o glúten na composição. O que pode não significar muito para a maioria das pessoas é um risco para quem tem doença celíaca, um mal que atinge boa parte da população mundial. Segundo a Organização Mundial de Gastroenterologia, essa doença atinge um em cada 100 adultos e uma em cada 300 pessoas no mundo. As mulheres são acometidas duas vezes mais do que os homens. Ao ingerir alimentos que contenham a substância, essas pessoas apresentam diarreia crônica, gases, distensão e cólicas abdominais, sintomas facilmente confundidos com outras doenças. Essa reação contra o glúten causa mais que o mal-estar: acaba afetando a absorção dos nutrientes necessários para o bom funcionamento do organismo. A insistência em consumir alimentos com glúten atrofia a mucosa intestinal, que perde a capacidade de absorção. Dessa forma, pode provocar desnutrição grave, osteoporose, problemas neurológicos, tudo isso pela falta de nutrientes e vitaminas A, D, E, K, ácido fólico, entre outros. 56

Possíveis fatores que ocasionam essa doença ainda estão em estudo. Por enquanto, sabe-se que uma das causas é genética. Isso porque existe maior incidência em famílias que já apresentam esse quadro. Entretanto, ainda há controvérsias sobre o cromossomo que carrega a predisposição genética para a recusa do glúten pelo organismo. Já as pessoas que comem em excesso o glúten podem ter ganho de peso. Outro sinal comum é sentir a barriga estufar logo após você comer pão ou pizza. Nesses casos, vale a pena interromper o consumo de glúten por alguns dias. Dar esse descanso ao organismo favorece a eliminação do excesso de líquido, melhora o funcionamento do intestino e, consequentemente, diminui o acúmulo de toxinas – ou seja: desintoxica e desincha. Ficar sem o glúten tem outra vantagem: a maioria dos alimentos que carregam essa substância é calórica, e, sem eles, você emagrece mais facilmente. Durante esse tipo de alimentação, frutas, verduras, legumes e raízes como inhame, batata-doce, mandioca e derivados (tapioca, biscoito de polvilho, pão de queijo) serão suas fontes de carboidrato. São alimentos que garantem energia sem o inconveniente do glúten. Para completar o prato, é claro que é fundamental utilizar sempre proteínas magras, garantindo equilíbrio em todas as refeições. Se você quiser, pode até esticar a dieta por até 30 dias sem o risco de passar fome ou perder energia – mas, claro, procure um nutricionista para não fazer nada errado.


#GarotaGS

ELA PASSA E ATRAI OLHARES. E NÃO É PARA MENOS. ELA SABE DISSO. “QUAL MULHER NÃO GOSTA DE SE CUIDAR E ESTAR SEMPRE BONITA, NÃO É? MAS TUDO COM MUITA NATURALIDADE E DISCRIÇÃO”, DIZ

58


MIRELLY

ARRUDA:

A MORENA DA VEZ Do alto do seu 1,69m, a pernambucana Mirelly Cavalcanti de Arruda olha a vida de cima. Olha com alegria, esperança e com um sorriso no rosto. E motivos para isso não faltam. Dona de um corpo escultural, a morena de 26 anos atrai todos os olhares por onde passa. E estranho seria se fosse diferente. Dedicada, a aluna do professor José Guilherme Júnior treina seis dias por semana, não toma refrigerante, e doces só uma vez por ano no aniversário do filho. Sem fazer mistério, Mirelly confessa que, às vezes, no fim de semana, dá uma escapadinha na dieta – mas, quando o faz, leva bronca do professor. O treino dela é divido da seguinte forma: três dias de musculação (com duração de 1h) e outros três de aeróbio. “Segunda, treino pernas. Na quarta, membros superiores e,

na sexta, membros inferiores”, detalha. Mirelly Arruda começou a treinar aos 17 anos, motivada pelo empenho da irmã mais velha, mas não conseguiu ver resultado nesse período. “Na época, eu não fazia dieta e não malhava constantemente. Começava e parava. Foi assim até os 21 anos”, conta a morena. Mas, com a mudança dos hábitos alimentares, há dois anos, Mirelly começou a gostar do que passou a ver no espelho. “Sempre tive o sonho de ter uma barriga tanquinho e pernas definidas. Após seis meses, os resultados foram aparecendo”, diz. Aliás, a parte do corpo mais admirada dela hoje é justamente as pernas.

59


60


Mas quem a vê hoje não imagina que, um dia, Mirelly se achou o “patinho feio” da escola. “Eu era magérrima e não estava satisfeita com meu corpo. Graças a Deus, isso ficou no passado”, comemora a gata. No entanto, assim como toda mulher, ela acha que ainda há o que melhorar. “Meu professor sempre diz que esculpir o corpo é uma arte que mistura ciência e bom- senso. Quando você vê seu corpo mudando e ganhando mais qualidade, você quer melhorar cada vez mais”, afirma. E é justamente o resultado que motiva Mirelly a continuar focada nos treinos. “Mudanças visíveis no corpo a gente só vê depois de certo tempo. Para mim, tem que ter força de vontade e persistência. E outra coisa: acho melhor treinar de manhã, pois o corpo está bem descansado”, opina.

61


FICHA TÉCNICA: FOTOS: JULIANO OLIVEIRA BELEZA: FRANCENADJA CENTRO DE BELEZA

Sobre o cuidado com a alimentação, Mirelly é enfática: “Ela é fonte de saúde e combustível para o treinamento intenso. Treinar todos os dias qualquer pessoa consegue, mas manter o foco na alimentação é outra história”, afirma. E ela tem razão. Para seguir firme, Mirelly se espelha na musa Gal Yates. Para quem não está feliz com o corpo, Mirelly diz que acredita que todas podem alcançar o objetivo que quiserem. A receita para ela é força de vontade, dedicação, persistência nos treinos e na dieta, além do acompanhamento de um personal capacitado. Mas quem foi que disse que os cuidados de beleza da gata se resumem à academia? Mirelly conta que hidrata o cabelo uma vez por semana, no salão ou em casa mesmo e procura manter sempre o rosto sequinho, já que tem a pele ligeiramente oleosa. “Lavo sempre que posso e não dispenso o filtro solar. Ah! Também retiro toda maquiagem antes de dormir”, detalha.

62


FAMÍLIA E FUTURO Quando não está praticando alguma atividade física, Mirelly se dedica ao filho. “Divirto-me muito nos passeios com ele”, confessa. Para ela, a família é essencial para o bem-estar emocional. “É muito importante quando a família aceita o seu estilo de vida. E o engraçado é perceber que eles lhe admiram pela força de vontade e querem acompanhar”, afirma. Mirelly, que sonha em estudar Nutrição, considera-se uma pessoa muito tranquila, que gosta de levar a vida do jeito mais simples possível. “Estou plenamente feliz nessa nova fase da minha vida, contente com os resultados dos meus treinos e feliz no amor. Adoro ter minha família perto e termos muita saúde para nos curtirmos o máximo de tempo que pudermos. Só tenho que agradecer a Deus pelo que Ele tem feito em minha vida”, reconhece Mirelly todo o sucesso e brilho próprios.

63


MIRELLY EM MEDIDAS ALTURA: 1.69m

PESO: 71kg

COXA: 62cm

QUADRIL: 106cm

CINTURA: 68cm

BUSTO: 93cm

BRAÇO: 29cm

DIETA DA MUSA DESJEJUM:

3 ovos, copo de suco de laranja, 2 torradas integrais

COLAÇÃO:

1 fruta

ALMOÇO:

200g de arroz, 100g de peito de frango, salada variada, azeite de oliva

LANCHE:

1 fruta, 3 castanhas-do-pará

JANTAR:

200g de arroz, 100g de músculo ou patinho bovino, salada variada, azeite de oliva

CEIA:

1 dose da 100% Casein Protein, da Probiótica

PRÉ-TREINO:

1 pack de Monster Extreme Black, da Probiótica

PÓS-TREINO:

2 doses de Whey Isolate, 50g Waxy Maze, 5g de Glutamina, 3g de creatina (todos da Probiótica) 64


Determinação é com ela!

66

A gente é que complica”, testifica

ela perdeu 41kg em um ano. “Emagrecer é fácil.

exemplo: sozinha, sem grana e sem autoestima,

mil seguidores nas redes sociais graças a seu

A Drika, como é chamada, carrega mais de 99

#Superação


por GILMARA MOURA

G

arra. Perdoe pelo termo clichê, mas não há outra palavra que defina tão bem Adriana Thyssen Azevedo, de 40 anos, a Drika, do @blogdadrika. Isso para resumir, porque, para falar da mineira Drika, é preciso falar de superação, determinação e simplicidade. Prepare-se para conhecer uma história escrita com muita força de vontade que, certamente, te fará pular do sofá e se movimentar, caso ainda não o tenha feito. Drika, que tem 1,59m de altura, casou-se aos 37 anos e pesando 100kg. Dois anos depois, já estava com 107kg. O ponteiro da balança não parava de subir e ela creditava a isso a frustração por não conseguir engravidar. “Com isso, passei a comer mais e mais. Gastávamos muito com supermercado, pizzas e outras comilanças, porque estava frustrada e tudo era motivo para comer. Quando comecei a dieta parei de sair, parei com as comilanças e meu marido, um mês depois, sorrindo, disse que antes da dieta gastávamos R$ 1.400 no cartão, e passou a ser R$ 700. Concluímos que a desculpa que sempre dava de que fazer dieta era caro não era verdade. Caras são pizzas todo final de semana, roupa de gente gorda em lojas de tamanhos especiais. Caras são guloseimas em supermercados”, evidencia.

começar uma reeducação alimentar, apenas pesquisando na internet, porque grana para consultas e contratação de profissionais que a acompanhassem no processo de emagrecimento ela não tinha. “Emagrecer é mais barato do que viver na vida de obeso. Falta de dinheiro é a desculpa que damos para nós mesmos porque é mais fácil ter autoflagelacão do que autoestima”, conclui Drika, após ter vencido a batalha contra a obesidade. Hoje, ela conta que

vive de feira e alimentos saudáveis e, assim, gasta muito menos do que quando comprava alimentos prontos. “Bebia muita cerveja e não reclamava do preço. Aí, vejo pessoas que não param de beber dizendo que o quilo da chia é caro. Mas paga R$ 8 na cerveja gelada. Tudo são desculpas”, testemunha. A internet foi uma grande aliada de Drika no momento da tomada de decisão. “Procurei perfis na internet que me incentivavam. Lia histórias de sucesso de pessoas

Olhe-se no espelho com amor e gratidão. Troque os sentimentos de autopiedade pelos de autoestima. Quem coloca comida na sua boca é você, então, coma para o corpo, e não para o ego. Adriana Thyssen

O PONTAPÉ

Há pouco mais de um ano, no dia 18 de fevereiro de 2013, Drika tirou uma foto e viu que algo estava errado. “Eu estava com vergonha de aparecer em público e chorava quando me convidavam para festas. Nunca tinha roupa para ir, pois o peso só aumentava”, conta. Foi nesse momento que ela decidiu mudar. Pôr um fim na vida de obesa. O primeiro passo foi 67


que emagreceram com reeducação alimentar e me inspirava nelas”, afirma. Foi aí que surgiu o perfil @blogdadrika. “O Instagram foi a chave do sucesso. Fiz dele a minha ferramenta psicológica, fiz amigos. Usava como diário alimentar e pesquisas de incentivos e receitas”, atesta.

ROTINA DE TREINO

Assim como a maioria das pessoas que estão acima do peso recomendado, Drika era muito sedentária e, segundo ela, preguiçosa também. “Achava uma loucura aquelas pessoas na academia às 7h fazendo aula de bike. A esteira era um tédio. Não ficava dez minutos e já queria fugir de lá. Pagava três meses de academia, ia duas semanas e já desistia”, confessa ela. Alguém se identifica? Agora, você deve estar pensando que ela contratou um personal trainer que a motivasse e, aos poucos, tomou gosto pela academia, certo? Errado. Drika apenas, já decidida a perder massa gorda, passou a seguir o treino preparado pela academia. Isso aconteceu na segunda semana que iniciou a dieta, há pouco mais de um ano. Hoje, ela treina todos os dias, sendo musculação três vezes por semana e aeróbio todos os dias. “Até aos domingos corro nos parques da cidade porque sinto falta da atividade física. Gosto de colocar o fone no ouvido e me dar esse momento. Corro devagar. Sou apaixonada por esse momento de mim para mim”, diz Adriana, com foco e determinação. Ela faz de uma a duas horas de atividade diariamente. “Às vezes, até mais”, brinca, com o humor que lhe é peculiar.

SEMPRE EM FRENTE

Durante o processo de perda de peso, Drika se deparou com outro problema bem comum a esses casos: a flacidez. “Em oito meses, eu já havia perdido mais de 34kg sozinha, mas estava triste com a flacidez das mamas, chorava no banheiro quando ia tomar banho e, desabafando com o meu amigo e cabeleireiro Fábio Alcântara, ele, escondido, ligou para o cirurgião e contou minha história de luta e superação e conseguiu uma consulta para mim”, detalha Drika, como foi abençoada. Ela conta que não cabia em si de tanta felicidade. “Na consulta, o doutor Daniel Thomaz se encantou com minha história e disse que me ajudaria não somente a arrumar as mamas, como faria uma abdominoplastia. Então, com a ajuda de familiares e da clínica dele, em novembro, fizemos a abdominoplastia, que foi a coisa mais maravilhosa da minha vida. A barriga ficou linda como nunca sonhei em ter”, festeja a menina Drika, que, desde a infância, escreve uma história de luta. Em abril, ela fará a reconstrução das mamas. 68

“A desculpa que sempre dava de que fazer dieta era caro não era verdade. Caras são pizzas todo final de semana, roupa de gente gorda em lojas de tamanhos especiais. Caras são guloseimas em supermercados” Adriana Thyssen


Mas ainda falta. Assim como a maioria das mulheres, Drika ainda acha que pode melhorar algo. “Estou muito satisfeita, porém, não cheguei no meu objetivo. Estou flácida nas pernas e no bumbum e estou lutando para a musculação melhorar aí. Com relação ao peso, quero chegar aos 64kg e ainda faltam uns 4kg, que são os mais difíceis, porque, qualquer deslize, os 3kg voltam num piscar de olhos”, afirma Drika. Segundo ela, a principal motivação para manter o ritmo de exercícios e não deixar a “peteca cair” é subir na balança todo dia e notar que, quando se exercita, perde mais peso. A parte do corpo que ela mais gosta? “Tudo (risos). Sou linda e agradecida pelo corpo perfeito – mas, atualmente, adoro ver a cintura mais fina e o bumbum arrebitado, parece que me esculpi – e os seios, que me deixavam mais tristinha, em breve, olharão para frente novamente”, conta Drika, sem nenhum pudor.

DIETA

Com você tem esse negócio de “atolar o pé na jaca” no fim de semana? Ela se declara contra o tal “dia livre”. Prefere manter a dieta e deixar a “jaca” para um evento, um jantar com o marido, uma ocasião especial. Sobre suplementação, Drika confessa que não gosta muito, mas que, atualmente, toma whey protein no pós-treino e outros suplementos para ganho de massa magra. Todos indicados por uma nutricionista. Sim, agora, ela tem uma. Drika conta ainda que nunca foi magra, mas que também não era uma criança ou adolescente obesa. Para emagrecer, ela cortou pães, massas, açúcares, frituras e, por conta própria, o arroz e feijão diários. “Passei a tirar meu carboidrato de batatas de baixo índice glicêmico (batata-doce, inhame, cará, batata-salsa)”, diz.

A vida passa rápido e é uma pena passarmos por ela fazendo tudo errado, admirando sucessos e colecionando nossos fracassos. Não é difícil quando entendemos o básico e colocamos em prática no nosso dia a dia. Não é difícil se alimentar de modo saudável, difícil é viver na obesidade criando doenças e negando nosso re exo no espelho. Adriana Thyssen 69


RECEITA DO SUCESSO

No café da manhã, ela toma vitamina com leite desnatado e frutas com grãos (farelo de aveia, linhaça, chia), no lanche entre as refeições, uma porção de frutas com uma castanha-do-pará e, no almoço e jantar, sempre salada à vontade, legumes cozidos com proteína magra. “Normalmente frango, porque é mais barato, mais light e mais rápido de preparar. Ah! Batatas somente no almoço”, afirma Drika.

70

Dez em cada dez pessoas que estão acima do peso, certamente, gostariam de acordar magras. Com Drika era assim. Mas como isso é utopia, Drika movimentouse. Por isso, hoje, se olhar no espelho é um prazer para ela. “É delicioso, parece que acordei de um pesadelo”, salienta. A receita para despertar? Drika não pestaneja em dizer: “Olhe-se no espelho com amor e gratidão. Troque os sentimentos de autopiedade pelos de autoestima. Quem coloca comida na sua boca é você, então, coma para o corpo, e não para o ego”. E Drika diz mais: “A vida passa rápido e é uma pena passarmos por ela fazendo tudo errado, admirando sucessos e colecionando nossos fracassos. Não é difícil quando entendemos o básico e colocamos em prática no nosso dia a dia. Não é difícil se alimentar de modo saudável, difícil é viver na obesidade criando doenças e negando nosso reflexo no espelho”, testifica. Orgulhosíssima com o exemplo de superação que conseguiu se tornar (e não é para menos!), Adriana Thyssen quer viajar pelo mundo incentivando pessoas e fazendo contato com as seguidoras das redes sociais. “É lindo o carinho que recebo das pessoas pela internet. Muitas me agradecem porque, graças ao meu exemplo, mudaram totalmente a alimentação. É gratificante demais tudo isso”, reconhece, emocionada. E estranho seria se não fosse assim. “Sou uma menina que teve uma infância e uma adolescência difíceis, mas que usou todas as dificuldades para ser forte. Digo que dos limões que a vida me deu, fiz uma caipirinha deliciosa”, define-se, sem deixar o humor de lado. Por isso, ela também tem de sobra. No pain, no gain.


#Alimentação

Negócio da

ÁSIA S Kefir ou Tibicos são bactérias do bem que tem muitas utilidades para o corpo humano, dentre elas, a manutenção de uma microbiota intestinal equilibrada e mais: é muito utilizado para quem tem intolerância a lactose

72

aiba tudo sobre mais essa dica vinda da Ásia que há décadas está na América e nos últimos anos tem conquistado os brasileiros. Tibicos, kefir de água ou cogumelo chinês. Com uma dessas três denominações, esse grão de origem asiática já faz parte da vida de milhares de pessoas no Brasil. Mas, afinal, o que é que todo mundo vê nesses grãos que vêm do outro lado do mundo? Prepare-se para saber agorinha. Em termos técnicos, trata-se de um composto de diversos microorganismos como lactobacilos, lactococos, bactérias do ácido acético e leveduras produtoras de vitamina B que auxiliam na formação de uma microbiota intestinal equilibrada quando consumido. Eles são mantidos juntos pela matriz de polissacarídeos, proteínas e lipídios que formam seus grãos. Os gomos de kefir são produzidos a partir de um processo de fermentação alcoólica dos seus grãos de origem. Eles crescem e se proliferam, por isso é possível dividir em várias porções para que outras pessoas possam usufruir. Isto acaba formando uma cadeia de consumidores, já que o kefir não é comercializado.


Navegando...

História

Na internet, existem vários benefícios listados sobre o kefir e dicas sobre como utilizá-lo. Dá uma olhada:

Existem algumas teorias para explicar a origem do kefir de água (nomenclatura mais utilizada). Uma delas é que ele foi trazido para América pela Madre Teresa de Calcutá que desejava salvar povos mexicanos, especialmente aqueles de poucos recursos ou de lugares mais afastados onde não havia atendimento médico ou remédio. Para o distribuir, ela teria colocado como condição que não fosse comercializado e sim distribuído de forma gratuita. Outra teoria sobre o kefir diz que em 1838, ele foi encontrado por um senhor no México em cima de um cacto, entre tantas outras.

PROPRIEDADES CURATIVAS - Junções - alivia reumatismo, tira dores de extremidades e musculares; - Cabeça - mantém a cabeça saudável, livre de dores e enxaquecas; - Câncer - impede o aparecimento e cura em alguns casos, principalmente de pele; - Fígado- melhora as suas funções, amolece o fígado duro e remove problema de vesícula; - Coração - alivia e melhora as doenças cardíacas; - Músculos - alivia músculos endurecidos e relaxa os músculos da nuca; - Nervos - cura dores, insônia e tonturas; - Obesidade - cura obesidade, queimando as gorduras (melhora a tireóide); - Olhos - reabilita a potência e elimina a catarata; - Cabelos - reafirma a cor natural e evita a calvície;

Como usar

O kefir não é para ser ingerido e sim utilizado dentro da água que você ingere, como um chá, por exemplo. É necessário colocá-los em um recipiente com água, deixar por 24 horas (fugindo do calor), depois disso deve ser coado, lavado e colocado em uma nova água. Esse processo pode ser repetido inúmeras vezes, dependendo apenas da situação em que os gomos se encontram. A ingestão deve ser da água na qual o kefir ficou depositado por 24 horas. É ela quem vai auxiliar em todos os processos dos quais esse grão pode ser benéfico. Segundo a nutricionista Flávia Rocha, ele auxilia na manutenção de uma microbiota intestinal equilibrada e é muito utilizado para aqueles intolerantes a lactose, que possui insuficiência na quantidade de enzimas lactase. “O kefir tem muitos benefícios, além desses já citados. Ele promove a digestão da lactose por possuir alto teor da beta- galactosidase. Seu consumo é associado à melhora do sistema imunológico, fortalecendo as defesas do organismo”, explica a nutricionista. Ainda segundo Flávia, verificou-se a possibilidade do Kefir no controle do colesterol, pois, através do processo químico provocado no organismo através da sua microbiota intestinal equilibrada e composta de bactérias benéficas, terá maior capacidade de fermentar carboidratos não digeríveis o que resulta na formação de ácidos graxos de cadeia curta por essas bactérias. “Esses ácidos graxos de cadeia curta alteram a síntese de colesterol e são excretados do organismo através das fezes, isso força o fígado a sequestrar o colesterol da corrente sanguínea”, detalha.

- Pulmões - fortifica, cura bronquite, asma e elimina tosse; - Rins - cura suas enfermidades, melhora a urina e elimina cálculos renais; - Sangue - baixa o colesterol, amacia as veias e artérias duras, cura alguns tipos de diabetes, diminui a hipertensão e cura hemorróidas, mantém o corpo fresco no verão e aquecido no inverno; - Vida e Saúde - melhora o astral, transformando a vida em alegria.

Com moderação

Flávia Rocha ainda indica a quantidade que deve ser utilizada por uma pessoa. “O consumo varia de pessoa para pessoa. É recomendado começar com volumes menores para que se conheça o limite de ingestão. Alta ingestão de kefir pode levar desconforto abdominal, geração de gases em grau variável”, alerta a nutricionista. Flávia recomenda iniciar o consumo de 100 ml e ir aumentando ao longo dos dias de forma gradativa, podendo chegar a um litro após um mês. “O aumento excessivo de gases pode sinalizar uma dose elevada da solução, então é preciso cautela e bom senso no consumo. Cada pessoa é única e responde de maneira diferente, então cada um deve buscar conhecer sua tolerância sem deixar de desfrutar das propriedade 73


É muito bom e só vejo benefícios. Também acho interessante pois existe uma filosofia que envolve o tibico, já que ele nem pode ser comercializado, somente doado. Hoje em dia não consigo mais viver sem esse grão.

benéficas desse composto de bactérias do bem. A utilização do kefir é mais uma alternativa para se conquistar um intestino cada vez mais equilibrado”, aponta. O que se sabe mesmo é que os usuários carregam uma lista de benefícios no uso dos tibicos ou kefir, caso da secretária Jaqueline Dias. A data exata na qual começou o kefir (ou tibicos, como ela prefere denominar), Jaqueline não recorda “tomo há tanto tempo que não sei”. Os grãos chegaram à sua casa através de uma amiga da mãe e hoje faz parte do cotidiano da família inteira. “Minha mãe começou a tomar e a se sentir bem, como eu tinha muitas enxaquecas e não sabia mais o que fazer para parar com as dores, resolvi experimentar e vi resultado logo. Com isso, não quis parar mais de consumir o tibico”, ressalta. Enxergando benefícios para toda a família, Jaqueline indica o consumo dos grãos de olhos fechados. “É muito bom e só vejo benefícios. Também acho interessante pois existe uma filosofia que envolve o tibico, já que ele nem pode ser comercializado, somente doado. Hoje em dia não consigo mais viver sem esse grão”, diz. Jaqueline toma-o, inclusive, durante o treino diário de musculação.

Jaqueline Dias - Secretária

1

3

COMO FAZER? 1- Em um frasco de vidro ou plástico, coloque uma colher de grãos de kefir de água; 2- Junte um copo americano (150 ml) de água filtrada fria; 3- Acrescente um envelope de açúcar mascavo orgânico ou rapadura (é importante usar uma colher plástica); 4- O frasco deverá ser tampado (é importante haver um furo na tampa para maior oxigenação); 5- No dia seguinte deve-se coar os grãos e tomar esta água. Você perceberá que os grãos se multiplicaram. Coloque o coador com os grãos embaixo de água corrente para limpá-los. Repita a primeira operação, doando os grãos excedentes ou eliminando-os.

2

74

4 5


#AcerteSempre

JOGO DOS

10 ERROS

Pratique exercícios físicos, mas não cometa erros que podem sair muito caros. Para ficar livre desses equívocos, a professora de Educação Física e personal trainer Ana Paula Silveira (*) diz o que não fazer para que você acerte sempre.

1

Realizar exercícios em ambiente muito quente Um local sem a circulação adequada pode aumentar a incapacidade de perder calor; aumentando a temperatura central e a taxa de transpiração, podendo resultar em queda da performance e hipertermia.

2

FAZER APNEIA AO REALIZAR EXERCÍCIO Não é recomendado prender excessivamente a respiração com a glote fechada (a chamada manobra de Valsava) durante o treinamento de força, pois há um aumento da pressão sanguínea. Dessa maneira, torna-se difícil o trabalho do coração de bombear sangue para o corpo e requer um gasto energético maior. A elevação da pressão sanguínea durante a atividade física é notória – entretanto, essa elevação é amenizada se a respiração ocorrer de forma regular durante as contrações musculares.

3

Não ingerir líquido ao realizar atividade física Ao contrário do que muita gente imagina, não é ruim beber água durante a atividade física. A falta da ingestão de líquidos dificulta a termorregulação, gerando uma hipertermia,podendo causar a desidratação.

(*) Ana Paula Silveira (Cref: 001546-G/SE) é formada em Educação Física e trabalha como professora e personal trainer.

76


4

Praticar atividades intensas após se alimentar

É importante o consumo de alimento antes do treino para obter energia necessária à prática de atividade física – porém, há um tempo para que uma refeição seja digerida. Caso contrário, o praticante pode sentir náusea e até provocar vômito.

5

PRATICAR EXERCÍCIO EM JEJUM

Algumas pessoas até fazem essa loucura, entretanto, é um exemplo a não ser seguido. Praticar exercício em jejum não emagrece e ainda pode causar a perda da massa muscular, preservando a gordura corporal.

6

REALIZAR ALONGAMENTOS INTENSOS PÓS-TREINO E volta a polêmica do alongamento. Segundo a profissional, realizar um alongamento intenso depois do treino pode gerar rupturas dos tendões e músculos em virtude da inibição gerada pelo exercício do órgão tendinoso de golgi OTG.

7

Não aquecer antes dos exercícios

O objetivo do aquecimento é aumentar a temperatura corporal ou muscular, otimizando o desempenho da atividade principal. O senso comum entre treinadores mostra que o melhor é a efetividade do aquecimento sobre a performance – porém, há pouco suporte científico.

77


8

DESEQUILÍBRIO ENTRE TREINAMENTO E RECUPERAÇÃO

Gera uma queda da performance, aumento da incidência de lesões e enfermidades, aumento no tempo para recuperação de lesões e enfermidades e afastamento do treinamento e competições.

9

Realizar exercícios com bastante vestimenta em ambientes quentes

O excesso de roupa pode causar um aumento exacerbado da temperatura corporal, levando o indivíduo a ter uma hipertermia e desidratação.

10

Amplitudes curtas ao realizar os exercícios

As amplitudes devem ser máximas principalmente no aquecimento específico. Nas séries pesadas, as amplitudes podem até ser reduzidas se houver desconforto na articulação, assim como em casos de lesões e doenças.

78


#Fitness

por JOSÉ GUILHERME JÚNIOR*

Princípios e técnicas em

*Prof. de Educação Física PósGraduado em Fisiologia do Exercício e Treinamento Resistido pela Faculdade de Medicina da USP - Personal trainer - Técnico Bicampeão Mundial e Hexacampeão Brasileiro de Fisiculturismo - Consultor técnico da Probiótica

S

musculação PARTE 2: SUPERSÉRIES

DANDO CONTINUIDADE AOS PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS E TÉCNICAS EM MUSCULAÇÃO, FALAREMOS, NESTA EDIÇÃO, DE UMA DAS MAIS IMPORTANTES: AS SUPERSÉRIES.

upersérie nada mais é do que a utilização de dois exercícios resistidos diferentes para grupos musculares opostos e realizados de maneira alternada (Kennedy, 1990). Stoppani (2006) acrescenta que, nesse método, cada série deve ser realizada sem nenhum intervalo de repouso entre os exercícios previamente selecionados. Por exemplo: um praticante de musculação visando a treinar a parte superior dos braços (bíceps e tríceps) realiza uma supersérie ao fazer uma série de rosca direta e logo em seguida (isto é, sem descanso ou praticamente nenhum, como mais ou menos 5 segundos) uma série de tríceps testa (Kennedy, 1990). Segundo Weider & Reynolds (1989), outro bom exemplo de supersérie envolve o trabalho de dorsais/ peitorais ao realizar-se uma série de

remada baixa no cabo seguida de uma série de crucifixo inclinado (vide fotos ilustrativas). Weider & Reynolds (1989) revelam que existem dois tipos de superséries aquelas realizadas para músculos antagonistas ou grupos musculares opostos e aquelas compostas por dois exercícios para um único e relativamente grande grupo muscular (exemplo: supino reto/crucifixo inclinado para peitorais). Entre as formas possíveis já mencionadas, a menos intensa é a que envolve dois exercícios para grupos musculares antagonistas. Segundo Kennedy (1990), esse método reduz bastante a duração da sessão de treinamento e enfatiza consideravelmente um determinado grupo muscular e, portanto, representa um dramático aumento na intensidade do treinamento (Weider & Reynolds, 1989). Vale lembrar que fisiculturistas também se utilizam da estratégia do aumento da intensidade pela diminuição dos intervalos de descanso entre

as séries, especialmente durante os períodos pré-competitivos. Porém, superséries podem também ser usadas durante o período de aumento da massa muscular (fora de temporada) (Weider & Reynolds, 1989). Por fim, superséries têm a capacidade de gerar ótimos ganhos de massa muscular quando realizadas corretamente – porém, fazê-las em excesso pode gerar estagnação no progresso (platô de treinamento). Todavia, paradoxalmente, você pode tentar quebrar uma fase de ganhos nulos realizando superséries por algumas semanas em alguns dos seus exercícios. Stoppani (2006) recomenda que uma sessão de treinamento contenha somente 2 a 3 superséries para cada grupamento muscular. Ainda no que se refere ao volume, Kennedy (1990) menciona que o número de séries usual é de 3 a 5 séries por supersérie. Segundo Weider & Reynolds (1989), o intervalo de descanso após cada supersérie deve ser entre 60 a 90 segundos, mas Stoppani (2006) afirma que deve ser ainda mais curto: 1 a 2 minutos.

Referências: Kennedy, R. The new Hardcore Bodybuilding: the Blood, Sweat and Tears of Pumping Iron. New York, NY: Sterling Publishing Co., 1990. Stoppani, J. Encyclopedia of Muscle & Strength. Champaign, IL: Human Kinetics, 2005. Weider, J.; et al. Ultimate Bodybuilding. Chicago, IL: Contemporary Books Inc., 1989.

80


FABIO MORGADO


#Vilão

Vilão ou mocinho na dieta? Saiba tudo sobre essa proteína que está sendo excluída do cotidiano de muita gente

E

ntre as dietas mais populares atualmente, a “glúten free” conquista adeptos todos os dias em todas as partes do mundo. Porém, antes de excluí-lo da sua vida, é bom analisar todos os prós e contras dessa opção. Até porque, toda dieta que aparentemente resolve seus problemas, merece um mínimo de desconfiança. O seu pensamento pode ser o seguinte: “afinal, esse glúten está na minha mesa?”. Antes de falar sobre a retirada do glúten na alimentação, é bom explicar o que é o glúten, não é mesmo? Trata-se da principal fração proteíca presente nos cereais como trigo, centeio, cevada, aveia e malte. É ele que proporciona o aspecto viscoso e confere elasticidade a bolos, pães e massas (tão adorados pelos brasileiros). Ou seja, o glúten está, sim, na sua vida, provavelmente em todas as suas refeições e, há um bom tempo. Por que retirar ou não retirar? A retirada de alimentos que contêm glúten do cardápio é aconselhável e vital para uma parcela da população, que são principalmente os portadores da doença celíaca (veja o box). Já sobre os celíacos sem glúten não há controvérsias, apenas posturas diferentes em retirar ou não de indivíduos saudáveis. Entretanto, o que se sabe é que ele virou o vilão do momento e tem um monte de gente 82

excluindo essa proteína do cotidiano. No final de 2008, ele ganhou fama de vilão por causa da maior divulgação dos riscos da doença celíaca. A partir daí alastrou-se a ideia de que poderia fazer mal para todos. Pesquisas começaram a ser feitas, celebridades aderiram ao corte do ingrediente na alimentação e, depois, aprovaram a perda de peso e bem estar. A grande questão é que, sem ingerir alimentos que contêm o glúten, a quantidade de calorias tende a ser menor e o resultado é o emagrecimento, entre outros pontos. Entretanto, o problema não está no glúten propriamente. “É preciso raciocinar sobre esta mudança na alimentação. A chave da questão é a diminuição na ingestão calórica através da retirada de alimentos ricos em carboidratos como bolos, pizzas, biscoitos, molho branco, cerveja, pães e massas refinadas. É possível perceber a perda de peso quando substituímos alimentos refinados por integrais, sem a necessidade de excluir o glúten”, explica a nutricionista Larissa Costa. Para ela, é necessário ter muito cuidado na hora de eleger os alimentos que devem fazer parte da sua vida. “A sensação de diminuição do inchaço e maior disposição para as atividades diárias também fazem parte do quadro destes pacientes, esta é a consequência de hábitos de vida mais saudáveis e da redução do peso. Além disso, ressalto que é possível engordar ainda mais mesmo após retirar o glúten, pois se houver o uso de ingredientes substitutos mais calóricos, haverá o ganho de peso”, completa.


É preciso raciocinar sobre esta mudança na alimentação. A chave da questão é a diminuição na ingestão calórica através da retirada de alimentos ricos em carboidratos como bolos, pizzas, biscoitos, molho branco, cerveja, pães e massas refinadas. É possível perceber a perda de peso quando substituímos alimentos refinados por integrais, sem a necessidade de excluir o glúten. Larissa Costa - Nutricionista

FÓ FÓRMULA MILAGROSA? MILA Desconfie de tudo que se denomina “milagroso”, principalmente quando estamos falando de saúde e nutrição. A grande reflexão sobre este ou qualquer tema relacionado ao indivíduo é que não existe um padrão alimentar para todos. Nem sempre o que faz mal a um fará mal ao outro. É preciso investigar, examinar e pesquisar cada caso individualmente. De acordo com o médico endocrinologista Sidney Oliveira, não há fórmula pronta para emagrecimento e bem-estar. Tudo depende de cada indivíduo e de como o organismo dele reage a variadas situações. “Todas as dietas restritivas para a população saudável acabam sendo desmistificadas com o tempo e outras surgem. Não há milagres e não é apenas um ingrediente que vai melhorar ou piorar a qualidade alimentar e bem-estar geral do indivíduo saudável. Glúten em excesso fará mal, assim como vitaminas e minerais também farão. É preciso equilíbrio em tudo na vida e na alimentação não é diferente”, adverte o endocrinologista. A nutricionista Larissa Costa ainda alerta: “Esta é mais uma ‘dieta da moda’. ‘Dietas da moda’ normalmente trazem consigo desequilíbrio e carências nutricionais. Elas podem até apresentar resultados imediatos em relação à perda de peso, mas a manutenção é praticamente impossível. Além disso, existe a grande probabilidade de causar sérios danos à saúde quando mantidas por muito tempo”.

CASO SÉRIO Enquanto os médicos e nutricionistas estudam se devem ou não retirar o glúten da alimentação dos seus pacientes, há um monte de gente que não pode chegar nem perto dos alimentos que contêm a proteína. Pessoas que são portadoras da doença celíaca, a DC. A doença celíaca é um distúrbio autoimune onde o sistema imunológico ataca os tecidos do próprio organismo. A doença surge não apenas do consumo do glúten, mas também de uma combinação de fatores que incluem predisposição genéticas e anomalias na estrutura do intestino delgado. Nestes casos, a enzima transglutaminase, que quebra o glúten, não é produzida pelo paciente. Ao ser ingerida, a proteína provoca inflamação na mucosa do intestino delgado, destruindo as vilosidades, dificultando a absorção de nutrientes e provocando sintomas como anemia, abdômen estufado, diarréia, vômito, perda de peso e osteoporose. Entretanto, pode ser que a DC apresente-se de forma assintomática. Portadores de diabetes tipo 1, doença autoimune da tiroide, síndrome de Turner, Síndrome de Williams ou parentes com doença celíaca possuem maior chance de adquiri-la sem estar no grupo de risco. Portanto, o ingrediente só é mesmo contraindicado para quem tem a doença celíaca, dermatite herpetiforme, alergia ao glúten ou quando houver diagnóstico clínico de intolerância ao glúten-não celíaca. “Nestes casos, exclusivamente, há uma reação do sistema imunológico onde um anticorpo é criado contra o glúten. Quando este é ingerido as respostas inflamatórias – severas ou não – provocam dificuldades digestivas, inchaço no corpo e processos inflamatórios”, afirma Sidney Oliveira. 83


lúten em excesso fará mal, assim como vitaminas e minerais também farão. É preciso equilíbrio em tudo na vida e na alimentação não é diferente” Sidney Oliveira - Endocrinologista.

“É possível engordar ainda mais mesmo após retirar o glúten, pois se houver o uso de ingredientes substitutos mais calóricos, haverá o ganho de peso” Larissa Costa - Nutricionista

Sentindo na pele “Hoje, me considero uma ativista na questão de disseminar o máximo que posso sobre a minha doença: doença celíaca”. Foi dessa forma que começou o papo com a arquiteta Leila Freire de 27 anos. Portadora da DC, Leila trabalha em prol da disseminação das informações sobre a doença e ressalta sempre os perigos que a não informação pode gerar na vida de uma pessoa que tenha a doença. “Descobri que tinha essa doença autoimune entre 2 e 3 anos de idade, no Rio de Janeiro, após incessantes exames. Nestes anos todos após a descoberta, sou proibida de comer glúten.Hoje está muito mais fácil ter acesso aos produtos sem glúten, mas antigamente, quando eu era criança, era muito complicado. Não existia a “lei dos celíacos” (Lei 10.674/2003, que obriga os fabricantes de produtos alimentícios a expressar no rótulo quando há glúten no produto) e tinha muita dificuldade na minha alimentação. É claro que, às vezes, pego ainda alguns produtos com um “não contém glúten”, mas que tem substâncias nocivas aos celíacos ou são

84

processados em contato com alimentos que contêm glúten, o que denomina-se contaminação cruzada”, explica Leila. Essa contaminação cruzada exposta por Leila é muito comum e pode provocar graves problemas aos celíacos. “Geralmente come-se pão francês com manteiga, queijo, requeijão. O fato de cortar o pão e em seguida “mergulhar” a faca no pote do requeijão, da margarina ou cortar um pedaço de queijo, torna este alimentos “contaminados”, pois as migalhas do pão entraram em contato com eles, e pelo fato da proteína ser algo micro, já nos é prejudicial. Por isso deve-se ter muito cuidado ao manusear produtos com glúten numa cozinha onde existe celíaco”, enfatiza Leila Freire. Como sobreviver num mundo cheio de armadilhas. Leila dá as dicas. “Minha dieta é composta basicamente dos mesmos alimentos: frutas, verduras, legumes, batata doce, inhame, macaxeira, tapioca, ovos, frango, carne. Faço muita receitinha para dar uma variada no cardápio e posto tudo no meu instagram (@leilinhafreire) e no blog www.casadepaete.com.br, onde sou colaboradora”, diz. Ela faz isso como uma maneira de ajudar às pessoas que têm glúten a variar os seus cardápios também. “Hoje, a minha maior dificuldade é ir comer em restaurantes. O risco de contaminação é muito grande, a falta de informações sobre o assunto é ainda maior, mesmo após inúmeras campanhas que estão sendo feitas. Por isso, contribuo ao máximo em divulgar a doença, que ainda é de difícil diagnóstico e pouco difundida no Brasil”, conta.

VOCÊ SABIA? Este tema vem dividindo opiniões entre os nutricionistas e médicos. O fato é que não existe respaldo científico (um consenso) para a exclusão do glúten em pessoas saudáveis. O critério de exclusão só deve acontecer mediante diagnóstico clínico confirmado de doença celíaca, dermatite herpetiforme, alergia ou intolerância ao glúten. Vale ressaltar que existem regiões no Brasil onde, a recomendação indiscriminada para restrição ao consumo de glúten infringe o Código de Ética do Nutricionista e está em desacordo com o Consenso Brasileiro sobre Alergia Alimentar (2007).

Larissa Costa - Nutricionista


#NaReal

*Tirzah Braga é jornalista e, com um olhar crítico, diz “a real” sobre o esporte sergipano e nacional.

por TIRZAH BRAGA

NÃO É PESSIMISMO,

Diariamente, o povo brasileiro é alimentado por opiniões contrárias e favoráveis à realização do Campeonato Mundial de Futebol promovido pela Federação Internacional de Futebol, também conhecida por Fifa. Tem entendedor de tudo falando sobre isso e, para engrossar o coro, leiam mais um texto com o tema.

É

fato comprovado que, economicamente, socialmente, culturalmente, politicamente e todos os outros “ente” que possam ser relacionados, o Brasil não tem condição alguma de ser sede de uma competição como a Copa do Mundo. Os mais otimistas dirão: “Mas estamos crescendo, nossa Economia está forte e blá-blá-blá”. Podem dizer que o País está crescendo, que o povo tem mais acesso a setores que antes eram inimagináveis e mais um monte de outras coisas. De fato, é verdade. Porém, a questão é: o Brasil precisava mesmo gastar bilhões de reais para receber esse evento? Independentemente do desenvolvimento econômico e social que exista, para construir um País realmente estável e seguro havia uma lista (imensa) de problemas a serem resolvidos antes de querer recepcionar milhares de turistas do mundo inteiro. Até agora, bilhões de reais dos cofres públicos foram colocados nas obras. Dinheiro que poderia estar na Educação, na saúde de tanta gente que precisa do SUS, na Segurança (que será ainda mais necessária durante os 30 dias de 86

competição), na habitação digna... Dá para completar a página inteira só com essas sugestões. É melhor parar por aqui. Mas, ao invés de focarem no que realmente o Brasil precisa, preferem investir em estádios que podem ficar enfeitando as cidades como elefantes brancos. A Economia será beneficiada com a Copa? Sim, muito. Porém, alguém aí tem como garantir que os hotéis não vão cobrar preços exorbitantes? Que as companhias áreas vão garantir qualidade por um valor justo? Que os aeroportos terão capacidade para receber a quantidade de gente prevista? Ah! Quem garante que os turistas (estrangeiros e brasileiros) não serão explorados de uma maneira vergonhosa pelas ruas das cidades-sede dos jogos? Afinal, tomar uma água de coco em praias do Rio de Janeiro já custa até R$ 10. Se a Economia será beneficiada, imagina a gente de má-fé como será. Falando em vergonha... E o Transporte Público? Uma maravilha, não é mesmo? Praticamente um cartão-postal. Só que não! Faltava muito para o Brasil sediar uma Copa, faltava ainda mais para sediar uma Copa e dois anos depois uns Jogos

ARTE: T FABI TE: FFABIO OM MORGADO ORGAD G O GAD

É REALISMO!

Olímpicos. O que foi garantido na época das candidaturas era justamente uma melhoria no Transporte Público. Isso até será possível, caso alguém no Governo Federal tenha uma varinha de condão para usar em meados de maio e transformar o que existe aí. Estou torcendo demais por isso. A Copa é um mal, sim, e nem adianta levantar a bandeira “deveriam ter reclamado antes, agora não tem mais jeito”, porque muita gente foi contra e, mesmo assim, o Brasil estava na lista dos candidatos à sede. Enquanto cidades como Estocolmo, na Suécia, recusam-se a gastar dinheiro público em eventos como esse, o Estado brasileiro ajuda a iniciativa privada a explorar essa “paixão do povo tupiniquim”. Uma última informação: você, brasileiro, apaixonado por futebol, essa Copa pode ser para o mundo todo – só não é para você!


FABIO MORGADO


#BarrigaSequinha

Missão difícil,não

impossível

Fazer séries de abdominais não está na lista dos exercícios prediletos da maioria. Saiba como secar a arri a e fi ar re dela

88


É

claro que definir a barriguinha não é das funções mais fáceis desta vida. Quem está nessa luta diária sabe bem o que isso quer dizer. Afinal, fugir das tentações alimentares (que teimam em se aglomerar justamente na bendita) e fazer as intermináveis séries de abdominais é complicado mesmo. Haja força e disposição. “Para conseguir a barriga chamada de ‘tanquinho’, tem que fazer abdominal, sim – porém, é ideal queimar a gordura antes fazendo muito exercício aeróbico e, depois, trabalhar os músculos abdominais para fortalecer e desenhar”, indica a educadora física Daniela Santos. Para conquistar a definição muscular desejada, três fatores são importantes: hipertrofia dos músculos abdominais, diminuição da porcentagem de gordura e boa postura. Se o seu problema maior é a série de abdominais, conte com outros caminhos listados a seguir. Veja quais são:

Para conseguir a barriga chamada de ‘tanquinho’, tem que fazer abdominal, sim – porém, é ideal queimar a gordura antes fazendo muito exerc cio aeróbico e, depois, trabalhar os músculos abdominais para fortalecer e desenhar Daniela Santos - Educadora Física

#Go nas aulas de spinning As aulas de spinning são atividades aeróbias e, por isso, ajuda na queima de gordura, como todos os outros exercícios aeróbicos. Entretanto, a posição sentada é importante para trabalhar a região abdominal, sempre primando pela manutenção de uma postura correta. Além disso, esses exercícios auxiliam na diminuição da porcentagem de gordura ou na manutenção da composição corporal.

#Preze pela boa postura Por falar em postura, sabia que mantê-la sempre correta ajuda a manter a barriguinha em cima? Isso mesmo. Ela é fundamental para eliminar a barriga. A postura inadequada pode ocorrer por um desequilíbrio muscular, evidenciado pela fraqueza da parede abdominal e pelo encurtamento da musculatura vertebral lombar e flexores do quadril. Dica: fortaleça e alongue as musculaturas, pois favorecem a melhora do alinhamento postural.

#Pé na tábua. Corra ou caminhe Um dos exercícios mais completos e na lista dos ideais para quem quer emagrecer. Corrida e/ou caminhada (a escolha entre um dos dois vai depender da sua condição física) podem definir os músculos abdominais.

89


#Inspire, respire e se inspire A respiração é algo extremamente importante para todas as atividades, mas nem todo mundo dá a devida atenção. A respiração não vai definir a barriga, porém, para uma pessoa destreinada, esse estímulo pode ser suficiente para obter pequenas melhorias nesses músculos, como a diminuição da flacidez. Agora, com essa dica, quem sabe a respiração não ganha o espaço e a preocupação merecidos durante a atividade física?

#Aumm... Ioga na vida Técnicas respiratórias e o trabalho intenso nos músculos abdominais são alguns benefícios das aulas de ioga para definir a barriga. As inúmeras posições da prática solicitam fortemente o trabalho abdominal para a estabilização dos movimentos, contribuindo para o fortalecimento da parede abdominal.

#Estica, puxa, prende e solta... Isso é pilates:

Outro que entra na lista dos exercícios para a definição do abdômen é o pilates. O princípio básico desse exercício é a ativação dos músculos profundos do abdômen, promovendo a correta respiração, a estabilização do centro de equilíbrio e a melhora postural.

#Alongue! Vá longe: Um dos exercícios que mais geram teses e pesquisas na área da atividade física, o alongamento entra na lista das práticas que não definem a barriga, mas ajudam na definição. As aulas de alongamento podem auxiliar na melhora da definição muscular. Isso porque esses movimentos promovem o equilíbrio postural, fator extremamente importante também para a estética.

ATENÇÃO! Tonificar ou hipertrofiar? Se a sua intenção é tonificar, e não hipertrofiar, tenha cuidado. A diferença entre o trabalho de tonificação e a hipertrofia muscular não está na modificação dos exercícios, e sim na intensidade e no volume de trabalho a ser realizado. Para a hipertrofia, a carga de trabalho deverá ser maior e as repetições diminuem. Na tonificação, o volume total de trabalho é aumentado e a carga diminui.

90


#Jiu-Jítsu

Duro

na queda A

pós ser desafiado a lutar com um ex-aluno e ter vencido a disputa no Desafio Black Belt realizado em março em Aracaju, o carioca Eduardo Hernandes prova que está de volta à boa forma física e técnica que o colocou como um dos grandes nomes do jiu-jítsu local. Aos 40 anos, o atleta já viveu muita coisa dentro e fora do tatame. Radicado na Capital sergipana desde 1997, ele sempre se destacou no desenvolvimento do jiu-jítsu em Sergipe e mesmo depois de tantos obstáculos, continua sendo referência nesta arte marcial. Eduardo pratica o JJ desde os 14 anos e, já nesse momento, quando pisou em um tatame pela primeira vez, tinha a certeza de que ali era o seu mundo. “Na primeira aula vi que era aquilo que queria pra minha vida. Depois disso, fui só dedicação e esforço para conseguir competir e levar o jiu-jítsu para onde fosse possível”, conta Hernandes. E foi justamente a luta que trouxe Eduardo para Sergipe em 1997. “Fui convidado para participar de um seminário, vi que tinha espaço para o jiujítsu aqui e resolvi aceitar as propostas de ficar no Estado, onde acabei estabelecendo minha

92

vida e fazendo minha história”, explica o atleta. Apesar da boa recepção, nem tudo foi fácil. Em 2003, Eduardo sofreu um grave acidente de moto que o deixou em coma por quatro dias e o fez ficar semanas no hospital. “Naquele momento, tinha a certeza que eu não voltaria a competir, a treinar. Foi muito difícil lidar com aquela situação, pois poderia estar perdendo a possibilidade de fazer o que eu mais gostava na minha vida”, conta o atleta da equipe Alliance. O momento ruim demorou quase um ano. Depois disso, ele voltou aos tatames de forma gradual, sempre passando seus ensinamentos aos alunos. “Foi uma readaptação à minha realidade”, diz. Enquanto a relação ainda era lenta, Eduardo continuava a dar palestras e participar de seminários passando os valores do jiu-jítsu. A volta às competições ocorreu há três anos e ele destaca o título conquistado no Campeonato Europeu em janeiro deste ano. “Primeiro fui pra Rússia dar aulas e palestras lá. Depois, tive o apoio de alguns empresários russos para custear esse mês que passei lá e minha participação no Europeu onde ganhei primeiro lugar na categoria Faixa Preta - Master”, conta.


Eduardo Hernandes ĂŠ um dos pioneiros no Jiu-JĂ­tsu local e faz da arte marcial sua filosofia de vida

93


De volta à Aracaju, ele participou do Desafio lack Belt e agora segue firme para futuras competições. “Não tive tempo de me preparar para essa luta como gostaria, mas consegui um bom resultado. Agora é se preparar para os próximos desafios”, afirma Eduardo.

Vá pro tatame!! Já pensou em praticar JJ? Não importa se é homem ou mulher, criança ou adulto. Conheça essa arte marcial e se apaixone. Tanto para criança como para o adulto, o jiu-jítsu traz muitos 94

benefícios: • Concentração • Condicionamento Físico • Coordenação motora • Equilíbrio • Relações interpessoais • Dorme melhor • Preza pela socialização


#PorAí

Mais longe do cinturão A Comissão Atlética de Nevada baniu o uso do polêmico TRT, Tratamento de Reposição de Testosterona, no MMA e, com isso, Vitor Belfort achou melhor deixar de lado a disputa de cinturão contra Chris Weidman, que aconteceria no dia 24 de maio, em Las Ve-

LUZ NAS ÁGUAS O stand up paddle, modalidade que virou febre nas praias brasileiras, agora, ganhou uma inovação que, certamente, irá agradar aos praticantes e conquistar novos adeptos. Uma empresa americana criou um sistema de iluminação em LED que permite aos atletas praticarem o SUP até mesmo à noite. O sistema é composto por duas barras de LED à prova d’água, cada uma com 72 lâmpadas presas à parte inferior do equipamento. A alimentação é feita por meio de bateria recarregável, também resistente à água doce e salgada, e tem duas horas de autonomia. Além disso, ela avisa quando está perto do fim. Outro uso das luzes de LED é para pedir socorro em caso de emergência. O equipamento está disponível nas cores branca e colorida.

SEGREDO

96

CONDENADO, MAS ATUANTE

O goleiro Bruno, preso pelo assassinato de Eliza Samúdio, assinou contrato de cinco anos com o Montes Claros, time da segunda divisão de Minas Gerais. O vínculo foi sacramentado dentro da Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, região central do Estado mineiro, onde o jogador cumpre pena de 22 anos e três meses pelo assassinato de Eliza.

revelado

A Mercedes está dominando a Fórmula 1 em 2014. Após as mudanças nas regras para a atual temporada, a montadora alemã apresentou muita evolução em relação à temporada passada. Se a equipe oficial da escuderia lidera com folga, o segredo pode ter sido desvendado: o novo V6 turbo tem elementos únicos. A equipe da montadora tem na sua unidade motriz V6 turbo características novas, como uma turbina e compressores de ar, algo que se compara em termos de vantagem aos polêmicos difusores duplos de 2009. Os alemães estão dominando o início de temporada. Suas clientes, McLaren, Williams e Force India, vem logo atrás.

gas (EUA). Com a desistência do “Fenômeno” Lyoto Machida, que tem duas vitórias no peso-médio, foi convocado para substituir o compatriota e enfrentar Weidman no mesmo UFC 173. Ex-campeão do Ultimate em duas categorias diferentes, Vitor Belfort garantiu que não desistiu do combate e que foi retirado da luta por vontade da organização. “Nunca desisti de lutar no UFC 173 e nunca falei isso. Portanto, toda informação publicada em qualquer veículo de Comunicação anunciando isso não é verdadeira. O que anunciei foi que estarei ‘desistindo do TRT’, e não ‘desistindo da luta’ para continuar meu sonho de lutar. O UFC decidiu colocar outro oponente em meu lugar, pelo fato de eu não ter tempo hábil de me adaptar às novas regras da Comissão”, disse o atleta.


A construção de um legado é sempre a principal justificativa para o gasto abusivo nos preparativos para a Copa do Mundo – porém, não há nenhuma garantia de que as promessas serão cumpridas. Para o técnico do São Paulo, Muricy Ramalho, sempre se promete – em uma grande Copa – a palavra legado. “Essa palavra parece que soluciona tudo. Você gasta bilhões e bilhões e fala-se em legado. E a gente viu cada legado ruim... Com o dinheiro que foi gasto, tinha que sair coisa boa. Mas, se formos olhar tudo que foi prometido, ficaram muitas coisas no caminho”, disse. Muricy destacou ainda que, em con-

LEGADO DA COPA QUESTIONADO

versa com Jurgen Klinsmann, técnico da Seleção dos Estados Unidos, ouviu algumas críticas em relação à estrutura além do futebol. “A gente está pronto nos estádios, tudo muito bonito,

só que o que foi falado que iria melhorar muito, que era no transporte, nos aeroportos, a gente não vê. Isso não dá para passar por cima”, afirmou. E não dá mesmo!

CAMISAS ESTILIZADAS A Puma divulgou os modelos dos uniformes que Camarões utilizará na Copa do Mundo de 2014, no Brasil. Tanto a camisa titular como a reserva possuem um design estiloso, com desenhos que remetem às tradições africanas. Tanto na frente como na barra das costas, as camisas da Seleção camaronesa possuem diferentes estampas, em tons um pouco mais escuros do que o do fundo do tecido. Destacam-se os desenhos de leões e a inscrição em francês Cameroun – Les Lions Indomptables (Camarões – Os Leões Indomáveis). Camarões está no Grupo A da Copa do Mundo, ao lado de Brasil, Croácia e México. A equipe africana enfrenta a Seleção na última rodada da primeira fase, em 23 de junho, no Estádio Nacional de Brasília (Mané Garrincha).

97


#Fight

por JEAN MOURA

Arte Marcial *Jean Moura nasceu literalmente no “berço das artes marciais”. É professor de judô e defesa pessoal.

e VIOLÊNCIA: Mistura heterogênea

ILUSTRAÇÃO: FABIO MORGADO

É

98

certo: a prática de Artes Marciais, desde quando seja orientada por mestres qualificados, trará muito bem para a criança, além dos benefícios relacionados à saúde, a arte marcial auxilia, por exemplo, seu filho a adquirir melhor coordenação motora, disciplina e flexibilidade. Eles passam a ter também uma atitude mais positiva e confiante, agem de maneira educada, respeitando a si próprio, seus colegas e familiares. A aula costuma estimular a criatividade e o desenvolvimento da criança. Isso sem falar no valor que é levado para toda a vida: saber perder.E é aí onde está o xis da questão e que faz cair por terra o argumento de que a prática de artes marciais estimula a violência no indivíduo. Pelo contrário! Disciplina-o. Arte marcial está para a violência assim como a água está para o óleo. Ou seja, são totalmente heterogêneos. Aceitar a perda já é algo difícil para um adulto, imagine então para uma criança. Mas isso tem que ser trabalhado desde cedo para que não culmine no ato praticado por Thiago Silva, lutador de MMA que tentou assassinar a ex-mulher em fevereiro, no sul da Flórida. Este é um exemplo típico de um homem descontrolado que não aceitou a perda. Não um exemplo do comportamento de um lutador de artes marciais. O verdadeiro lutador, encara adversários no tatame, no ringue, no cage, a depender da modalidade. Culpar a arte marcial ou, especificamente, o MMA, é como culpar o futebol, por exemplo, pelos torcedores que matam nas arquibancadas ou na rua, ao sair dos estádios. Não se pode generalizar. Seria um ato tolo. Fazer isso é assinar o termo confirmatório de que nada sabe sobre as artes marciais. Vamos repensar. Enfim, “ensina o teu filho quanto ao caminho que ele deve andar e, mesmo quando crescer, jamais se desviará dele” (Pr 22:6). Fiquem na paz e até a próxima edição. Osss.


Garrasport 6  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you