Issuu on Google+

Aparelhos de comunicação para apoio aos deficientes auditivos

Aluno: Fabio Felipe da Silva Disciplina: Educação Inclusiva com Tecnologia Professor: José Antonio Borges Junho / 2010


Histórico Audição •

A deficiência auditiva atinge milhões de brasileiros por uma série de fatores, tais como: hereditariedade, acidentes, traumas, doenças, velhice e, assim como deficiência visual, a deficiência auditiva também apresenta graus e tipos de perda que irão caracterizar individualmente o modo de tratamento. É muito importante observarmos que a prevenção contra a perda auditiva é algo que devemos praticar em nosso cotidiano para chegarmos a uma idade avançada com o mínimo de perda possível. A não exposição constante a ruídos intensos e o cuidado com a deficiência auditiva é de extrema importância para garantirmos a perfeita audição.

Normalmente a deficiência auditiva não é o tipo ¨tudo ou nada¨, de modo que o indivíduo escuta de acordo com o seu residuo auditivo. Os graus de perda variam desde uma perda leve até uma perda profunda, passando por perdas moderadas e severas. Para cada tipo e grau de perda dispomos atualmente de aparelhos de amplificação sonora que auxiliam cada indivíduo de forma muito significativa, pois os aparelhos auditivos são selecionados e adaptados sob medida de acordo com o tipo e grau de perda apresentada pelo deficiente auditivo.


Causas e Tratamentos As causas e tratamentos da deficiência auditiva incluem: • • •

• •

Traumatismo aos ouvidos=> Aparelhos de surdez melhoram a audição que foi prejudicada por excesso de barulho ou por acidente. Uma obstrução no canal auditivo => A remoção de cera de ouvido, de um tumor ou outro objeto pode remediar esta situação. Infecções crônicas do ouvido médio=> Tubos podem ser inseridos cirurgicamente no ouvido médio. Perda ou fixação do osso pequeno no ouvido médio= > Intervenções cirúrgicas podem, frequentemente, corrigir esta condição. Deterioração gradual do ouvido interno e dos terminais nervosos do ouvido, ou a combinação da perda de transmissão (condução auditiva) com a perda da audição no ouvido interno => Na maioria dos casos, os aparelhos auditivos podem amplificar o volume dos sons. Perfuração do tímpano=> Esta condição pode, frequentemente, ser corrigida através de cirurgia.


Aparelhos para surdez Tipos de aparelhos para surdez incluem: • Aparelhos digitais • Aparelhos computadorizados ((híbridos) • Aparelhos analógicos (não programáveis) • Aparelhos com pilhas recarregáveis • Aparelhos descartáveis • Aparelhos de condução de ossos • Aparelhos implantáveis


Aparelhos para surdez Estilos de aparelhos para surdez: • • • •

Atrás da orelha Interno no canal auditivo Inteiramente no canal auditivo Para pessoas com deficiência em somente um ouvido


Aparelhos para surdez Estilos de aparelhos para surdez: • • • •

Atrás da orelha Interno no canal auditivo Inteiramente no canal auditivo Para pessoas com deficiência em somente um ouvido


Aparelhos de comunicação para apoio aos deficientes auditivos • Amplificadores Sistemas pessoais de FM - sistemas portáteis e sem fio possibilitam a amplificação de som em até 91 metros. Amplificadores pessoais - auxiliam na comunicação um a um e ao assistir televisão.


Aparelhos de comunicação para apoio aos deficientes auditivos • Equipamentos telefônicos Campainhas de volume alto - amplificam o som das campainhas telefônicas. Amplificadores portáteis para telefone - ajustam o volume das conversas telefônicas. Adaptador – previne a formação de eco quando pessoas com aparelhos para surdez usam um telefone amplificado.


Aparelhos de comunicação para apoio aos deficientes auditivos Equipamentos de telecomunicações para surdos - Utilizam um teclado para comunicação através de linhas telefônicas, podemos destacar o também conhecido como dispositivo TTD (em inglês Telecommunications Device For The Deaf), tem teclado e visor que permitem enviar e receber mensagens. A utilização do terminal TDD é exclusiva para pessoas surdas. O aparelho é um orelhão comum que tem uma base de teletexto. O surdo retira o fone do orelhão e coloca-o na base do aparelho teletexto. Liga para o número 142 da Oi e é atendido por uma operadora treinada, que funciona como um serviço de intermediação surdo-ouvinte. Ela vai responder em texto com uma mensagem de saudação e pedir para o surdo se identificar. Se for a primeira vez que ele usa o TDD, será cadastrado na base de dados da Oi. Telefone público para surdos:


Aparelhos de comunicação para apoio aos deficientes auditivos Como usar o Telefone para Surdos - Assista ao vídeo.


Aparelhos de comunicação para apoio aos deficientes auditivos Equipamentos para Televisão Decodificador para legendas - transforma palavras faladas de um programa de televisão em palavras escritas que aparecem na parte inferior da tela. Sistemas infravermelhos para som de televisão - incluem fones de ouvido ou aparelhos para ouvido que amplificam o som através de um sistema sem fio de televisão.


Aparelhos de comunicação para apoio aos deficientes auditivos Alarmes residenciais Detector de fumaça - utiliza luz estroboscópica. Campainha sem fio para porta - tem luz estroboscópica. Despertador - existem modelos que dispõem de luz intermitente ou que fazem o travesseiro vibrar. Alerta telefônico - Estão disponíveis modelos com sinal luminoso estroboscópico (pisca-pisca).


Aparelhos de comunicação para apoio aos deficientes auditivos Alarmes para automóveis Sinal para virar à direita ou à esquerda - um sinal sonoro fica cada vez mais alto para alertar os motoristas que o sinal para virar à direita ou à esquerda ainda está ligado. Detector de sirenes de emergência - Este sinal de alerta luminoso detecta sons de sirene num raio de 305 metros do veículo.


Bibliografias •

Fonte1: http://www.alisom.com.br/portal/aparelhos-auditivos

Fonte2: http://www.fiocruz.br/ccs/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=814&sid=9&tpl =printerview

Fonte 3: http://www.koller.com.br/novosite/telefone-publico-parasurdos.html

Fonte 4: http://www.assistech.com/portugues/sinalizadores/index.htm

Fonte5: http://www.lionsclubs.org/EN/index.php

Todos os links acessados no dia 21/06/2010.


Aparelhos de comunicação para apoio aos deficientes auditivos