Page 1


Porcelana Brasil Guia de Marcas


Notas: Muito esforço e técnica foram empregados na edição desta obra. No entanto, dada a sua complexidade, podem ocorrer erros de digitação, impressão ou dúvida conceitual. Em qualquer das hipóteses, solicitamos a comunicação ao autor, pelo email: contato@porcelanabrasil.com.br Este guia é uma compilação de marcas usadas pelas fábricas de louça no Brasil, e tem por objetivo auxiliar na identificação e datação de peças. Entretanto, é importante observar que as informações aqui presentes, embora resultado de uma exaustiva e extensiva pesquisa de quase quatro anos em Centros de Documentação, Museus, Catálogos, Revista de Propriedade Industrial e fontes primárias confiáveis, não são garantia de uma datação definitiva, uma vez que nem mesmo os fabricantes tiveram a preocupação em manter um registro histórico das marcas e padrões de decoração por eles usados. O autor não assume qualquer responsabilidade por eventuais danos, perdas ou prejuízos a pessoas, empresas ou bens, originados no uso desta publicação.

Este livro tem atualização constante na internet, na página: www.porcelanabrasil.com.br/pbgdmatz.htm


Fábio Carvalho

Porcelana Brasil Guia de Marcas

g

uia prático para identificação e datação de louça de mesa e louça decorativa fabricada no Brasil


Porcelana Brasil Guia de Marcas

© Copyright 2008 by Fábio Carvalho Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 9.610 de 19/02/1998. Nenhuma parte ou a íntegra deste livro, sem autorização prévia por escrito do autor, poderá ser reproduzida ou transmitida sejam quais forem os meios empregados: eletrônicos, digitais, mecânicos, fotográficos, reprográficos, gravação ou quaisquer outros existentes ou que venham a existir.

Realização, projeto gráfico, editoração, capa, fotos e edição de imagens:

Fábio Carvalho Rio de Janeiro - RJ 2007 / 2008

Impressão e acabamento:

All Print Editora www.allprinteditora.com.br info@allprinteditora.com.br (11) 5574-5322

Distribuição:

Fábio Carvalho contato@porcelanabrasil.com.br www.porcelanabrasil.com.br


Sumário

Índice Visual de Marcas -1Marcas & Fábricas -7Outras Marcas - 107 Modelos e Decorações - 113 Linha do Tempo - 125 Estatística - 135 Bibliografia - 137 Índice Remissivo - 141 -


Índice Visual de Marcas Nas páginas a seguir você encontra imagens das principais marcas dos fabricantes relacionados neste guia, para uma rápida e fácil identificação. Para saber mais sobre cada marca ou fabricante, consulte a página indicada. A BE CE pág. 8

ADA pág. 8

Adelinas pág. 8

Ademir pág. 10

AGE pág. 10

Aielo pág. 10

Aladim pág. 11 Argilex pág. 11

Alcobaça Artística pág. 11 Ars Bohemia pág. 12

ASPIC pág. 12

Aurora pág. 12

Avon pág. 13

Barbosa pág. 13

Beatriz pág. 14

Bianca pág. 14

Bozzetti pág. 15

Brennand, Francisco pág. 15

Campo Largo pág. 16

Celite pág. 16

Cerabel pág. 17

Ceramarte pág. 17

Ceramus pág. 17

Cerqueira Leite pág. 18

Chiarotti pág. 19

Coimbrarte pág. 19

Colombo pág. 20

Condessa pág. 21

Conrado Bonádio pág. 22

Corcovado pág. 22

Fábio Carvalho – 1 – Guia de Marcas


CSE pág. 23

C.S.P. ou C.A.S.P. pág. 23

D&D pág. 23

D. Pedro II pág. 24

da Costa pág. 26

Daniele Milione pág. 27

Essea pág. 27

Etienne pág. 27

Fama pág. 28

Forjaz pág. 28

Formosa pág. 28

Germer pág. 28

Guarany pág. 29

Iguassú pág. 30

Imperial pág. 30

INCA pág. 30

InterAmerican pág. 31

IPB pág. 31

Ipiranga pág. 32

Iracema pág. 32

IRFM pág. 32

Itabrasil pág. 34

Itaipava pág. 35

Janowitzer pág. 36

João Manso Pereira pág. 36

King pág. 37

Leart pág. 38

Lee´s pág. 39

Lu pág. 39

Luiz Salvador pág. 39

Luiz XV pág. 40

Porcelana Brasil – 2 – Guia de Marcas


Porcelana Brasil – 6 – Guia de Marcas


Marcas & Fábricas Convenções adotadas neste guia para datação e identificação de marcas, e do tipo de produção de cada fábrica: • datas em negrito, separadas por VÍRGULAS [XXXX,YYYY,ZZZZ]: marcas encontradas em peças datadas apenas nos anos de ‘XXXX’, ‘YYYY’ e ‘ZZZZ’. • datas em negrito, separadas por BARRAS [XXXX/ZZZZ] - marcas encontradas em peças desde o ano de ‘XXXX’ até o ano de ‘ZZZZ’. • datas entre parentes, abaixo das datas em negrito (XXXX/ZZZZ) - possível período de uso da marca. • data com ponto de interrogação [XXXX ?] - data estimada ou informada, mas ainda não confirmada. • data com sinal de adição [XXXX+] - data válida ao menos até aquele ano, mas que não indica final da validade de uma marca, ou o fim das atividades de uma fábrica, apenas não se sabe ainda exatamente quando se deu este fim. • data com sinal de subtração [-XXXX] - data válida ao menos desde aquele ano, mas que não indica o início exato da validade de uma marca, ou o início das atividades de uma fábrica, apenas não se sabe ainda exatamente quando se deu este início. • tipografia - onde for necessário, na transcrição do texto contido nas marcas, será usada uma tipografia o mais próxima possível da original, quando a tipografia em si puder ser determinante em uma datação. • tipo de material: porcelana

pó-de-pedra

faiança

granito

decorativo

higiene

eletricidade

• uso: mesa laboratório

• outros: empresa de decoração de louça de outras fábricas

• datação: data de depósito de marca no INPI

ano da marca em catálogo telefônico

renovação de registro de marca no INPI

ano da marca em catálogos ou livros

registro de nome comercial no INPI

peça com datação conhecida

marcas sem nenhuma das identificações acima: fotos de marcas usadas em peças das quais não se possui nenhuma informação de datação. Fábio Carvalho – 7 – Guia de Marcas


veja KING

55

veja PÁTRIA

A & J Collection

ABECE Santo André - SP ? déc. 1960 / déc. 1990 ? circa 1961

A BE CE BRASIL

ABECE

07/11/1975

Porcelana ABECE Ltda.

A BE CE BRASIL

ABECE BRASIL

Cerâmica ADA Lazzarini Elia Benelli ADA

24/11/1952 19/12/1959 CERAMICA E CRISTAIS A ADA A

CERAMICA ADA M.P.

obs: etiqueta metálica adesiva

ADELINAS São Caetano do Sul - SP 1929 / 1947 Fundada em 1929 pelo português Manoel de Barros Loureiro, que batizou a fábrica em homenagem à sua esposa. Em 1937 admitiu seus filhos Manoel Filho e Plínio como sócios. Plínio de Barros Loureiro e Jorge Eduardo Pacheco e Silva eram seus diretores comerciais, enquanto o italiano Mário Zappi era o diretor técnico. Os demais técnicos da fábrica foram contratados na Alemanha, França e Portugal. No final da década de 30 era uma das

Fábrica de Louças Adelinas 1937 - Cia. Barros Loureiro e Filhos maiores fábricas de louça do país, com 1.200 operários e produção anual de 18 milhões de peças. Chegou a exportar para a Argentina. Ocupava um terreno de 80 mil m2, com área construida de 30 mil m2. Tal era a adoração de Manoel pela fábrica que adotou como marca um brasão com coroa, para talvez denotar nobreza. Manoel conseguiu até mesmo que o neto de D. Pedro II viesse visitar sua fábrica em 1937.

Porcelana Brasil – 8 – Guia de Marcas


Em 1947, em meio ao turbulento processo de separação de sua esposa, Manoel fecha a Fábrica Adelinas, e cria uma nova empresa, a Manufatura

1929

I.R.S.C. ADELINAS S. PAULO

I.R.S.C. ADELINAS S. CAETANO S. PAULO

24/02/1933

ADELINAS S. CAETANO

1937+ ADELINAS

S. CAETANO

Barros Loureiro & Filhos

Brasileira de Louças, que absorve todo o patrimônio e empregados da empresa extinta, mantendo também a mesma linha de produtos.

1930 (1929/1934 ?)

I.R.S.C. ADELINAS S. CAETANO S. PAULO

24/02/1933

ADELINAS BARROS LOUREIRO

1935,1937 (1933/1937 ?)

ADELINAS S. CAETANO

1937+

ADELINAS S. CAETANO BARROS LOUREIRO & FILHOS IND. BRASILEIRA

1937+

ADELINAS S. CAETANO Barros Loureiro & Filhos

1939,1940,1942

ADELINAS S. CAETANO BARROS LOUREIRO & FILHOS

22/08/1939

1939,1946,1947

ADELINAS S. CAETANO BARROS LOUREIRO & FILHOS IND. BRASILEIRA

Fábio Carvalho – 9 – Guia de Marcas

GARDEN


ADEMIR Rio de Janeiro - RJ 1955 / ?

Ind. Porcelana JALFA Ltda.

Fábrica de porcelana decorativa do jogador de futebol Ademir Menezes. JALFA

22/08/1955

22/08/1955

22/08/1955 JALFA

ADEMIR

INDÚSTRIA DE PORCELANA JALFA LTDA

BRASIL

1956,1957

ADEMIR

ADEMIR RIO

AGE Curitiba - PR

Porcelana A.G.E. déc. 1960 AG E CURITIBA PR.

AIELO Jundiaí - SP 1952 / ?

Porcelana Aielo Ltda.

Fundada em 1952 pelo ex-marceneiro e ex-tripeiro Luiz Aiello, que se mudou de Poços de Caldas para Jundiaí em 1931.

PORCELANA AIELO LTDA. JUNDIAÍ

A fábrica ficou conhecida por seus jogos de café e chá, canecas e bibelôs. Muitas peças eram pintadas artesanalmente.

PORCELANA AIELO Ltda JUNDIAI

Porcelana Brasil – 10 – Guia de Marcas


ALADIM São Caetano do Sul - SP 1962 / em atividade

Aladim Porcelanas Ltda.

Sua principal produção é a porcelana branca, sem decoração.

Em 2007 possuia um catálogo de mais de 2.500 modelos diferentes.

29/10/1993

ALADIM

ALADIM PORCELANAS

ALCOBAÇA ARTÍSTICA Itaipava - RJ -1950 / 1958+ CERÂMICA ALCOBAÇA ARTÍSTICA S/A

Cerâmica Alcobaça Artística S/A

A. ARTISTICA ITAIPAVA BRASIL

26/05/1952

26/05/1952 Alcobaça Artística

ARGILEX São Caetano do Sul - SP 1935 / 1958+

Ind. Paulista de Porcelanas Argilex S/A

Aberta em 17/09/1935 por José Cândido de Cerqueira Leite, que já trabalhava na indústria cerâmica.

25/10/1937 23/02/1944 04/01/1960

Técnicos: Alberto Antunes dos Santos e Virgílio Teixeira, que trabalharam em empresas congêneres no Rio de Janeiro.

25/10/1937

DUX

ARGILEX

03/12/1937

Fábio Carvalho – 11 – Guia de Marcas

ARGILEX


ARS BOHEMIA São Paulo - SP 1953 / déc. 1970 ?

Karoly Szakmary

Decoradora de porcelana de outras fábricas (marcas observadas: Real,

31/03/1953

SZAKMARY ARS BOHEMIA

déc. 1960

SZAKMARY ARS BOHEMIA

Steatita, Mauá, Schmidt, São Paulo e Inter-American).

SZAKMARY ARS BOHEMIA obs: marca carimbada

déc. 1960, déc. 1970

IND. BRAS. SZAKMARY ARS BOHEMIA veja BRASIL

ASLA

ASPIC Rio de Janeiro - RJ 1957 / déc. 1960+

Arte Cerâmica Ltda.

16/04/1957 16/02/1959 ASPIC ARTE CERÂMICA LTDA. PORCELANA IND. RIO BRAS.

1962 ASPIC ARTE CERÂMICA LTDA. PORCELANA IND. RIO BRAS.

AURORA Campo Largo - PR ? 1944 / 1958+

Cerâmica Aurora Ltda.

24/11/1944

C.A.L. C. LARGO

C.A.L.

CAMPO LARGO ?

Porcelana Brasil – 12 – Guia de Marcas


Porcelana Brasil – 106 – Guia de Marcas


Outras Marcas Nesta seção são apresentadas marcas de diversas fábricas cujos registros foram recuperados ao longo da pesquisa, mas para as quais não se dispõe até o momento de informações históricas, nem do tipo exato de peças que eram produzidas. marca

registro / renovação

empresa

AAA BRASIL ABRASIBAR ÁGUA-BRANCA ALLIANÇA ALOA ALUMIBAR ALVA ALVO AMERICANA AMERICANO ARAPUÁ ARGILOIDE ARTCER ARTIBUS ARTELUZA A.S. ASPIRAL ASSAN ASSISENSE ATELIER ATLÂNTIDA AURORA BARCELONA BARROS LOUREIRO BASIBAR BEL-ARTE BELAS ARTES BENVENUTO CELLINI BERNE BOHÉMIA BRASIL BRASIL, PORCELANA BRASIL - PORTUGAL

Associação d´Ateliers de Arte S/A Ind. Bras. Produtos Refratários IBAR S/A - SP Aladino Locchi & Irmãos - SP Cardoso, Irmão & Cia. Ltda. - SP Ind. Cerâmica Americana S/A - SP Ind. Bras. Produtos Refratários IBAR S/A - SP Fábrica de Porcelana Alva Ltda. - SP Cerâmica Mestre Jou S/A - SP Ind. Cerâmica Americana S/A - SP Ind. Cerâmica Americana S/A - SP Cerâmica Arapuá Ltda. - SP Faiança Argiloide Ltda. - SP Arte Cerâmica Ltda. - SP Ind. Louças Artibus Ltda. - SP Arteluza Decorações Ltda. - SP Amércio Sammarone & Comp. S/A - SP Cerâmica Artística Aspiral Ltda. - SP Porcelanas Assan Ltda. - SP Cerâmica Assisense Ltda. - SP

CAIB CARIJÓS CAMPEZINA CANGUÇU

20/10/1950 28/05/1956 22/08/1951 21/01/1950 23/08/1948 28/05/1956 27/12/1952 08/11/1954 23/08/1948 23/08/1948 23/04/1952 05/07/1956 08/10/1956 07/08/1957 19/09/1955 10/11/1937 24/10/1956 13/04/1956 23/03/1953 05/08/1952 11/02/1946 10/03/1948 26/07/1950 12/05/1954 28/05/1956 26/07/1952 27/02/1942 03/05/1960 10/07/1945 08/03/1954 24/02/1953 26/09/1947 18/12/1945 12/10/1953 12/05/1955 18/10/1955 13/12/1943 21/08/1946 10/08/1951

CARAMURU

14/06/1948

BRASILAR

Objetos de Cerâmica e de Arte Atelier Ltda. - SP

Indústria Cerâmica Atlântida S/A - SP Cerãmica Aurora - Nogueira & Cia. - MG Porcelana Barcelona Ltda. - SP Manuel Barros Loureiro Filho - SP Ind. Bras. Produtos Refratários IBAR S/A - SP Fábrica de Abat-Jours Bel-Arte Ltda. - SP Cerâmica Belas Artes Ltda. - MG Artesanato Benvenuto Cellini Ltda. - SP Porcelana Berne Ltda. - SP Cerâmica Bohémia Ltda. - SP Cerâmica Brasil Ltda. - SP Ind. de Porcelana Brasil Ltda. - RJ Cerâmica Brasil - Portugal S/A - RJ Porcelana Brasilar Ltda. - SP Cerâmica Artística Ítalo-Brasileira Ltda. - SP Antídio de Almeida Jr. - MG Cerâmica Campezina Ltda. - SP Cerâmica Canguçu Ltda. - SP CERMIL - Cerâmica Artística S/A - SP

Fábio Carvalho – 107 – Guia de Marcas


marca CARBIBAR CARICÉ CATAGUÁ CAVATTON CENTENÁRIO CERAMIC CERBES CERGE CERMASA CHAMBERLAND CHARÃO CHARBO CIAL C.I.S.A COPI CMSA CRISTIBAR CROMIBAR C.V.B. DALVA DAS PALMAS DEARTE DECORADA PAULISTA DI THIENE DI TREVI DIADEMA DOI MARUEI DURIBAR ELYAN EMBU-GUAÇU EMEDE ESTRELA DA SAÚDE ETAI FAIANÇARTE FAIART FAIARTE FATIMA FÁTIMA FAVORITA

registro / renovação

empresa

FINUGOR FISA FORMA FORMA FUNDIÇÃO INDÍGENA

28/05/1956 Ind. Bras. Produtos Refratários IBAR S/A - SP 11/01/1965 Cerâmica Caricé Ltda. - PE 01/09/1952 Cerâmica Cataguá Ltda. - SP 07/05/1948 Irmãos Cavatton & Cia. Ltda. - SP 30/10/1953 Cerâmica Centenário Ltda. - SP 09/11/1961 Ceramic Cerâmica Artística Ind. Com. Ltda. - SP 13/12/1943 Antídio de Almeida Jr. - MG 22/02/1947 Porcelana Cerge Ltda. - SP 06/01/1947 Cerâmica Martini S/A - SP 22/10/1955 Cerâmica Chamberland Ltda. - RJ 26/07/1960 Ind. Com. Pintura Japonesa Charão Ltda. - SP 13/03/1952 De Wael & Cia. Ltda. - SP 10/03/1955 Cerâmica C.I.S/A Ltda. - SP 03/03/1947 Com. Ind. Art. Louças Ltda. - RJ 31/08/1956 Cerâmica Artística Copi Ltda. - SP 06/01/1947 Cerâmica Martini S/A - SP 28/05/1956 Ind. Bras. Produtos Refratários IBAR S/A - SP 28/05/1956 Ind. Bras. Produtos Refratários IBAR S/A - SP 03/08/1950 Cia. Comercial de Vidros do Brasil - SP 13/07/1949 Indústria de Louças Dalva Ltda. 28/07/1960 Cerâmica Das Palmas Ltda. - SP 14/03/1955 Decorações em Cerâmica Dearte Tecnicolor Ltda. - SP 04/11/1955 Decoradora Paulista de Cerâmica e Vidros Ltda. - SP 26/10/1954 Cerâmica Artística Diadema Ind. Com. S/A - SP 25/09/1998 Ceramicol Porcelanas Artísticas Ltda. - PR 04/02/1957 Cerâmica Artística di Thiene Ltda. - SP 24/08/1956 Ind. Porcelana Doi Maruei S/A - SP 28/05/1956 Ind. Bras. Produtos Refratários IBAR S/A - SP 29/06/1956 Cerâmica Artística Elyan Ltda. - SP 30/12/1959 Soc. de Ceramistas Embu-Guaçu Ltda. - SP 25/03/1955 Cerãmica Emede Ltda. - SP 20/11/1952 Pinturas Artísticas Estrela da Saúde Ltda. - SP 01/07/1957 Emílio Trigo Alves & Irmãos Ltda. - SP 13/01/1960 Produtos Cerâmicos Faiançarte Ltda. - SP 21/06/1957 Cerâmica Artística Fairt Ltda. - SP 13/05/1957 Fábrica de Louças e Porcelana Fairte Ltda. - SP 05/04/1955 Porcelana Fátima Ltda. - SP 03/01/1956 Faiança Fátima Ltda. - RS 24/08/1938 Fundição Indígena S/A - RJ 01/10/1924 13/08/1942 Fundição Indígena S/A - RJ 14/05/1956 Artesanato de Cerâmica Finugor Ltda. - SP 05/09/1934 Fundição Indígena S/A - RJ 23/03/1954 Forma Sociedade Ltda. - SP 29/07/1954 Ind. de Cerâmica Forma Ltda. - SP 13/05/1943 Fundição Indígena S/A - RJ

GRAN-PAL

03/05/1954

FIF

Cerâmica Gran-Pal Ltda. - SP

Porcelana Brasil – 108 – Guia de Marcas


Porcelana Brasil – 112 – Guia de Marcas


Modelos e Decorações Nesta seção são apresentados diversos modelos de peças e padrões de decoração com data de registro de propriedade industrial, de catálogos de fabricantes, ou cujas datas de uso são conhecidas. Estas informações são úteis para se determinar, de forma aproximada, quando um modelo ou decoração esteve em produção. Entretanto, as datas a seguir devem ser usadas com cuidado, uma vez que modelos e decorações podem ser usados por muitos anos, às vezes por décadas. legenda: • tipo: modelo

decoração

• datação: data de depósito do registro no INPI

datação conhecida

ano em catálogos ou livros

ADELINAS

Fábrica de Louças Adelinas

20/04/1939

Hortência

pintura decorativa, para louça em geral

América

1935

relevo decorativo, para louça em geral

1935

Escocês

pintura decorativa, para louça em geral

Hortência pintura decorativa, para louça em geral

1935 Trigo

relevo decorativo, para louça em geral

1935

Blindado pintura decorativa, para louça em geral

Fábio Carvalho – 113 – Guia de Marcas


23/08/1939 aba com reentrâncias e relevo decorativo, para louça em geral

CERAMARTE

08/05/1942 aba com reentrâncias e relevo decorativo, para louça em geral

Ceramarte Indústria Cerâmica

24/07/1958 caneca

COLONIAL

Cerâmica Colonial

29/03/1957 vaso para plantas

D. PEDRO II

Porcelana D. Pedro II

13/07/1949

04/08/1949

25

25

desenho ornamental

KING

desenho ornamental

Manufatura de Produtos King

19/01/1956 vaso para plantas

19/01/1956 vaso de parede para plantas

Porcelana Brasil – 114 – Guia de Marcas


173/07/1956 vaso para plantas

17/07/1956 vaso para plantas

porcelana MAUÁ

Porcelana Mauá 1957

sopeira

20/07/1960 bandeja para refeições

OSASCO

Cia. de Cerâmica Industrial de Osasco

04/01/1963 garrafa ornamental para bebidas

04/01/1963 garrafa para bebidas

REGINA

Cerâmica Regina 06/09/1950

prato para doces ou biscoitos

06/09/1950

06/09/1950

prato para doces ou biscoitos

prato para doces ou biscoitos

Porcelana Real

REAL 18/05/1949 xícara de café

24/05/1949 xícara de café

20/05/1949 xícara de café

24/05/1949 xícara de chá

Fábio Carvalho – 115 – Guia de Marcas


Porcelana Brasil – 124 – Guia de Marcas


Linha do Tempo ano

eventos importantes abertura fechamento

João Manso Pereira descobriu argila branca na Ilha do Governador (RJ), com 1790/1797 a qual produziu peças de biscuit e porcelana, tornando-se célebre na capital da colônia e junto à corte portuguesa. Fábrica de José Gory, Rio de Janeiro, RJ déc. 1850

1861

1875 1881 1893 1897

As peças em cerâmica da Fábrica de José Gory (RJ) são elogiadas na Primeira Exposição Nacional. Esta fábrica é considerada a pioneira na produção de louça artística no Brasil. As peças em cerâmica da Fábrica de Francisco Esberard (RJ), aparecem catalogadas com ilustrações no álbum da Primeira Exposição Nacional. A Fábrica de Francisco Esberard (RJ) consta da Exposição Nacional agora sob a direção do filho do fundador. As peças da Fábrica de Francisco Esberard (RJ) são apresentadas na Exposição Nacional como “Hors Concours”. Apresentou também nesta mostra ensaios em louça branca esmaltada. Cerâmica Nacional, Caeté, MG Fábrica Colombo, Colombo, PR

As peças da Fábrica Colombo (PR) são de requintado trabalho artístico e sempre 1897/1901 destinadas à decoração (fase italiana), possivelmente para impressionar e provar que já era possível haver uma fábrica de louça fina no Brasil. 1901 A Fábrica Colombo (PR) recebe medalha de ouro na Exposição Agrícola e Industrial. Fábrica São Zacharias (antiga Fábrica Colombo), PR 1902 1903 1907 1908 1910 1912 1913

A Fábrica São Zacharias (antiga Colombo, PR) recebe o “Grande Prêmio” na Exposição Comemorativa do Cinqüentenário de Emancipação do Paraná. Cia de Grés e Faiança Nacional, Rio de Janeiro, RJ A Fábrica São Zacharias (antiga Colombo, PR) é premiada na Exposição Internacional do Rio de Janeiro. Fábrica Munari, Colombo, PR Cia. Cerâmica Brasileira, Rio de Janeiro, RJ Fábrica de Louças Santa Catharina, São Paulo, SP

Cerâmica Santa Josefina, Jundiaí, SP

Cerâmica Santa Rita, Pedreira, SP 1914 Fábrica de Louças Viúva Grande & Filhos, Mauá, SP Durante a I Grande Guerra, com a drástica redução das importações, as fábricas 1914/1918 brasileiras de louça tiveram um impulso decisivo, ganhando novos mercados e abastecendo a demanda nacional. Fábrica Paulista de Luiz Torrighelli, Mauá, SP 1916 1918

Ind. Louças Zappi, São Paulo, SP

1919

Manufatura Nacional de Porcelanas, Rio de Janeiro, RJ

Fábio Carvalho – 125 – Guia de Marcas


eventos importantes abertura fechamento

ano final déc.1910 circa 1920 1920

Na medida em que se encerravam os contratos de trabalho dos técnicos italianos com a Santa Catharina, estes fundavam suas próprias fábricas na região próxima à capital de São Paulo. Com o fim da I Grande Guerra voltam as importações em massa de louça. Essa concorrência limitou por vários anos a expansão e o desenvolvimento da indústria de louça nacional. Fábrica de Louças Viúva Grande & Filhos, Mauá, SP Companhia Industrial do Pilar, Mauá, SP Cerâmica Nacional, Caeté, MG Cerâmica João Pinheiro, Caeté, MG

1921

Porcelana D. Pedro II, Rio de Janeiro, RJ Fábrica Santo Eugênio, São José dos Campos, SP

1922

A Fábrica São Zacharias (antiga Colombo, PR) conquista medalha de ouro na Exposição Nacional, com modelos criados e decorados por Max Schlögel, que viera de Meissen em 1920. Fábrica Fontoura & Cia, Colombo, PR Fábrica Paulista de Luiz Torrighelli, Mauá, SP

1923

Fábrica de Pó de Pedra Paulista, Mauá, SP Fábrica Munari, Colombo, PR Fábrica Munari, Campo Largo, PR

1925

Fábrica Brasilusa, Mauá, SP Fábrica Santa Carolina, Mogi das Cruzes, SP Companhia Industrial do Pilar, Mauá, SP Fábrica de Louças Luso, Mauá, SP

1926

Cerâmica Itaipava, Itaipava, RJ Fábrica Santa Cruz, Taubaté, SP Fábrica São Zacharias (antiga Colombo), PR Fábrica de Louças Santa Catharina, SP

1927

Fábrica da Água Branca (IRFM), São Paulo, SP O estado de São Paulo conta com 9 empresas de louça (5 na capital).

1928

Virgílio Teixeira, da fábrica de Vista Alegre, Portugal, chega no Brasil para trabalhar na Fábrica D. Pedro II, Rio de Janeiro, RJ. S. Toyoda e Cia., São Caetano, SP

1929

Fábrica de Louças Adelinas, São Caetano, SP

final déc.1920

Fábrica de Louças de Porto Ferreira, Porto Ferreira, SP Fábrica de Louças de Porto Ferreira, Porto Ferreira, SP

1930

Fábrica de Louças Puppi, Colombo, PR Cerâmica Vila Rami, Jundiaí, SP

Porcelana Brasil – 126 – Guia de Marcas


Porcelana Brasil – 134 – Guia de Marcas


Estatística - total de fábricas: 321, sendo - fábricas na seção "Marcas & Fábricas": 161, sendo (obs: algumas fábricas produziam mais de um tipo de louça)

- fábricas de porcelana: 82 - fábricas de faiança: 56 - fábricas de pó-de-pedra: 11 - fábricas de granito: 6 - decoradoras de louça de outras fábricas: 19 - fábricas na seção "Outras Marcas": 160 - tipos de uso das peças fabricadas: (obs: algumas fábricas produziam peças em mais de uma categoria de uso)

- louça de mesa: 137 - decorativa: 125 - higiene / toalete: 24 - eletricidade: 11 - laboratório: 8 - marcas identificadas: 1.132, sendo - marcas datadas: 936, sendo - marcas na seção "Marcas & Fábricas": 741, sendo - com registro de imagem no INPI: 240 - com registro de nome comercial no INPI: 192 - com renovação de registro no INPI: 123 - com datação conhecida: 166 - de catálogos de fabricante: 13 - de listas telefônicas: 8 - marcas na seção "Outras Marcas": 195 - modelos datados: 86, sendo - com registro de imagem no INPI: 83 - de catálogos de fabricante: 3 - decorações datadas: 40, sendo - com registro de imagem no INPI: 17 - de catálogos de fabricante: 14 - com datação conhecida: 9 Fábio Carvalho – 135 – Guia de Marcas


Porcelana Brasil – 136 – Guia de Marcas


Bibliografia ABREU E SOUZA, Rafael. A Fábrica de Louças Santa Catharina e as Louças do Sítio Petybon, Lapa/SP: Apontamentos Sobre a Arqueologia Histórica e a Popularização da Faiança Fina Nacional. 2006. Monografia de conclusão do curso de Bacharelado em História, IFCH, UNICAMP, Campinas, SP. ASCENCIO, Yolanda. Imigrantes espanhóis que lutaram e venceram em São Caetano: Família Pereira Otero - Revista RAÍZES no. 17, pp. 44-45, julho de 1998. Fundação Pró-Memória de São Caetano do Sul, SP. AUREO, J.º, Uma visita à Fábrica de Louças Santa Cruz. Jornal Taubaté - 17 de julho de 1949 - Ano I, num.107, p.2 AZEVEDO, F. de S. V. de. Os primórdios da indústria cerâmica em São Paulo. Revista Cerâmica. São Paulo, Vol. X, Ano X, n. 40, p. 25-33, 1964. BARDI, Pietro Maria. Arte da Cerâmica no Brasil. Ed. Sudameris, São Paulo, 1980 BELLINGIERI, Julio Cesar. As Origens da Indústria Cerâmica em São Paulo. 2005 - 49o Congresso Brasileiro de Cerâmica - www.sindilouca.org.br/pdf/ origemindceramica.pdf - acessado em 05/02/2007 BRANCANTE, M. H. Cerâmica no Brasil antigo. Revista do Instituto Hist. Geog. Guarujá-Bertioga, Ano I, número 02, p. 45-62, 1970 BRANCANTE, Eldino da Fonseca. O Brasil e a Cerâmica Antiga. S.C.P., São Paulo, 1981. BUENO, Renata Franco. Vita Mia - capítulo II. www.ecco.com.br/vita_mia/industr2. asp (consultado em 05/02/2007) CALDEIRA, João Netto. Álbum de São Bernardo. ed. Organização Cruzeiro do Sul, São Paulo, 1937 CARNEIRO, Newton. A Fábrica Colombo e a Cerâmica Artística no Brasil (catálogo para a mostra Os Italianos no Paraná). Badep, Curitiba, 1978. 20 págs., ilustrado CAVIQUIOLO, Suelen Christine e KISTMANN, Virginia Souza de Carvalho Borges. O Design Antes do Design - A Cerâmica Rio Branco. Anais do 51º Congresso Brasileiro de Cerâmica, 2007. Associação Brasileira de Cerâmica, São Paulo, SP. DUARTE, Manoela. Aiello, um comendador muito querido. site Jornal de Jundiaí; de 22 de janeiro de 2007, www.portaljj.com.br/interna.asp?Int_IDSecao=2&int_ id=9980 (consultado em 16/02/2007) FERRARINI, Sebastião. O Município de Colombo. Curitiba: ed. Champagnat, 1992. FIGUEIRA, Alberico. Almanack dos Municípios. Curitiba: s/ed, 1922. FISCHER, Andréa F. Porcelana Schmidt S.A., Uma História da Maior Empresa de Porcelana da América Latina. Monografia de Conclusão de Curso de Jornalismo, UFSC, 2002. Fábio Carvalho – 137 – Guia de Marcas


FLÔRES, Mara. Crodowaldo Pavan - dos brejos mogianos à ciência. Jornal O Diário, Mogi das Cruzes, 11 de março de 2007. FORJAZ, Maria Cecília Spina. História Social de Uma Empresa Brasileira: A Cerâmica Porto Ferreira. EAESP/FGV/NPP - Núcleo de Pesquisas e Publicações, São Paulo, SP. www.eaesp.fgvsp.br/Interna.aspx?PagId=DLMJMMTJ&ID=217 (consultado em 28/08/2006) GRINBERG, Isaac. História de Mogi das Cruzes, São Paulo, 1961 HERAS, Paulo. Olga Montanari: exemplo da atuação da mulher na vida pública de São Caetano. revista Raízes, 11, pp. 11-15, julho de 1994 KENDE, Pedro. Entrevista com José Teixeira - Revista RAÍZES no. 24, dezembro 2001. Fundação Pró-Memória de São Caetano do Sul, SP. KENDE, Pedro. Nascimento e desenvolvimento da cerâmica - Revista RAÍZES no. 24, dezembro 2001. Fundação Pró-Memória de São Caetano do Sul, SP. KENDE, Pedro. O Grupo Matarazzo nas terras do município - Revista RAÍZES no. 25, julho 2002. Fundação Pró-Memória de São Caetano do Sul, SP. MAGALHÃES, Silvio Alves. Aspectos econômicos de São José dos Campos como estância hidromineral e climática período (1935 a 1950). www.univap.br/biblioteca/ hp_julho_2002/Monografia Revisada julho 2002/05.pdf (consultado em 21/05/2005) MAIA, Francisco Prestes. São Paulo, Metrópole do século XX. Ed. Prefeitura Municipal - São Paulo, 1945 (fev/1942?) MARQUES DOS SANTOS, Francisco. Louça e porcelana - coleção As Artes plásticas no Brasil. Ediouro, Rio de Janeiro, 1968. MEDICI, Ademir. De Pilar a Mauá. Prefeitura do Município de Mauá, 1987 MOTTA, Júlia Maria Casulari. Fragmentos da historia e da memoria da psicologia no mundo do trabalho no Brasil : relações entre a industrialização e a psicologia. UNICAMP, Campinas, SP, 2004. http://libdigi.unicamp.br/ document/?code=vtls000346477 - acessado em 03/02/2007 MOURA, Ricardo. A Era Weiss – site Vale Paraibano - jornal.valeparaibano.com. br/2002/12/25/sjc/cerami1.html (consultado em 21/09/2005) PAZ, Vitor. Vista Alegre vai exportar a partir do Brasil. site Universia Brasil - www. universia.com.br/html/investnews/vernoticia_ddgfaj.html - acessado em 05/02/2007 PEREIRA, José Hermes Martins. A Implantação da Indústria de Louça em São Paulo 1912-1937. Relatório Final de Iniciação Científica apresentado à FAPESP. Museu Paulista, SP, 2002. PILEGGI, Aristides. Cerâmica no Brasil e no Mundo, ed. Martins Fontes, São Paulo, 1958 Porcelana Brasil – 138 – Guia de Marcas


Índice Remissivo A ABECE 8 ADA 8 Adam Roth 21 Adelinas 8 Adelino dos Santos Gouveia 82 Ademir 10 Affonso Tota 83 Afonso Alexandre Duarte Angélico 22 Agadir L. Ferrara 89 AGE 10 Aielo 10 A&J Collection 59 Aladim 11 Alberto Antunes dos Santos 24 Alberto Augusto da Costa 35 Alberto Canesso 90 Albert Shilde 35 Alcobaça Artística 11 Alfredo Pavan 48 Alfredo Schmidt 90 Alfredo Sitta 87 Aluminite 95 Álvaro da Rocha 24 Amadeu Canesso 90 Amadeu Trevisan 87 Américo Pierri 86, 90 Ângelo Raphael Pellegrino 34 Ângelo Rizzi 76, 80 Angel Pereira Soto 101 Anna Bonadio 83 Antonio Aguiar 101 Antônio Bonetto 87 Antonio Cará 83 Antônio Ganzarolli 86 Antônio G. Vilella 78 Antônio Munari 29 Antônio Pavan 48 Antonio Rizzi 80 Arcangelo Simonetto 20

Arte Cantão 39 Arte Cerâmica 12, 83 Arte China 39 Arthur Leopoldo Schmidt 90 ASLA 15 ASPIC 12 Aurélio Monteiro Gomes 77 Aurora 12

Cerâmica Artística São Paulo 23 Cerâmica Jundiaiense 64 Cerâmica Matarazzo 32

Ceramsul 96 Ceramus 17 Cerqueira Leite 18 Cesiro Cáu 87 Chama 63 Chiarotti 19 Australian Fine China 57 Chokin 39 Christian Gray 100 Avon 13 Cidamar 66 Cipolla 60 B Barão do Rio Branco 72 City 104 Clóvis Mazzali 54 Barbosa 13 Coimbrarte 19 Barros Loureiro & Coldbox 57 Filhos 8 Colombo 20, 28 Bavária 14 Colorex 63 Beatriz 14 Coman & Deek 21 Belas Artes 107 Condessa 21 Bela Vista 14 Conrado Bonadio Bianca 14 22, 83 Bienale 92 Cooperativa Vila Biona 56 Colombo 20 Bonadio 83 Copa & Cozinha 56 Bone China 93 Corcovado 22 Bosello 20 Cor & Design 65 Bozzetti 15 Corôa, Cerâmica 25 Brasil 15 Costa 26 Brasileira 96 C.P.L. 17 Brasilusa 18, 78 Cristalux 56 Brennand 15, 84 C.S.E. 23 C.S.J. 87 C C.S.P. 23 C.A.B. 13 C.S.T. 82 Cambridge 34 C.S.T.L. 82 Campo Largo 16 CT 97 Caolinit 96 Carioca 26 D Carlos Gomes 64 Carlos Maria Monteiro da Costa 26 Daniel Anker 58 Gomes 77 Daniele Milione 27 C.A.S.P. 23 Darci Pansani 57 Caxias 25 David Maria Monteiro Archimedes Roubaud 83 CCL 16 Gomes 77 Celite 16 Argilex 11 D&D 23 Cerabel 17 Armando Ramos de Debora Costa Ceramarte 17 Andrade 98 Cerâmica Artística Bernardino 23 Arminda Bonadio 83 Barbosa 13 Decorações Angel Arrigo Righetto 20 Cerâmica Artística Ars Bohemia 12 Pereira Soto 101 Belga 17 Artchina 39 Del Porto 102

Fábio Carvalho – 141 – Guia de Marcas

Djalma Costa 23 Domani 92 Domingos Marchi 86 Donaire 71 d’Orleans 55 DP 58 D. Pedro II 24 Dural 56 Duramik 53 Durax 56 Durex 95 Dux 11 E Eduardo Ferreira 47 Eduardo Frazato 86 E. Janowitzer 36 Elegance 57 Elemental 65 Elpídio Baccarelli 86 Ema 101 Emano 36 Emilio Bonádio 80 Emílio Pavan 48 Emílio Pichet 40 Engelhardt 20 Ernesto Pavan 48 Erwin Curt Teichmann 91

Essea 27 Etienne 27 Euclydes Fagundes 32, 76 Eugênio Bonadio 83

Exclusivo Fine China 71

F Fábrica de Louças Adelinas 8 Fábrica de Louças Água Branca 32 Fábrica de Louças Munari 29, 32 Fagundes, Ranzini & Cia 76 Faiança Dura 63 Fama 28 Fantasy 65 FB 21 Felício Paulo dos Santos 89 Ferrucio Tasca 97 Fine Bone China 57

guia de marcas resumido  

Porcelana Brasil Guia de Marcas Notas: Muito esforço e técnica foram empregados na edição desta obra. No entanto, dada a sua complexidade, p...

Advertisement