Page 1

INFORMATIVO OFICIAL DA PREFEITURA DE ITABIRITO | NÚMERO 33 | FEVEREIRO DE 2016 | WWW.ITABIRITO.MG.GOV.BR

ENCARTE ESPECIAL

Confira um pouco da festa que agitou itabiritenses, atraiu turistas e movimentou a economia do município

Mais assistência para aprender

Cultura e história preservadas

Itabirito ganha três salas para atender alunos especiais

Centro histórico passa por revitalização

No pedal ou a pé

pág. 4

Atletas já colocam o físico à prova em Itabirito

pág. 7

pág. 26


2

editorial

mas a alegria e a energia desta folia ainda perduram em nossas mentes e para relembrarmos toda a magia da edição do Carnaval deste ano, o Jornal NaAtiva traz um encarte especial com os principais momentos desta festa. Nesta edição, você também irá conhecer um pouco mais sobre as ações que estão sendo realizadas dentro do projeto “O Prefeito Vai até você”. Para a Prefeitura, este projeto é fundamental para a tomada de decisões em relação à execução de melhorias nos bairros, pois ouvimos os próprios moradores. São eles que nos norteiam em relação às prioridades em suas comunidades. Entre outros importantes assuntos, você também se informará sobre o andamento do processo de revitalização no nosso Centro Histórico, melhorias de equipamentos físicos e da sinalização. As obras, investimentos na educação e todas as ações são uma demonstração do compromisso da Prefeitura com a cidade. Outro assunto que vem sendo bastante comentado em todo o país é sobre os cuidados para se evitar a propagação do mosquito Aedes Aegypti. Você vai conhecer, nesta edição do NaAtiva, a situação da dengue no município e a força tarefa da Secretaria Municipal de Saúde para que a situação se mantenha tranquila por aqui. Além disso, você vai ficar por dentro das discussões do Dia de Campo 2016. Na área da educação uma das boas notícias é que os alunos da Educação para Jovens e Adultos (EJA), terão educação voltada para o mercado de trabalho. E para você não ficar parado, detalharemos as diversas ações esportivas que vem sendo realizadas na cidade, como Golden Biker, a Corrida de Rua e o GP de ciclismo. Boa leitura a todos e até o próximo mês!

ITABIRITO

ITABIRITO

Já estamos em março e lá se foram as festanças de carnaval,

fazenda

A TOCHA OLÍMPICA VAI PASSAR POR

A TOCHA OLÍMPICA VAI PASSAR POR

Em audiência pública, Fazenda e Saúde prestam contas à população A Prefeitura de Itabirito realizou no dia 24 de fevereiro uma audiência pública na qual apresentou dados de gestão fiscal, execução orçamentária e financeira do exercício de 2015, além de dados do 3º quadrimestre da área da saúde. Promovida pelas Secretarias de Fazenda, Saúde e pela Controladoria, o evento contou com a participação de cerca de 50 pessoas. A reunião foi aberta pelo prefeito Alex Salvador. A apresentação, feita pelo consultor da Secretaria de Fazenda, Luiz Teddo, começou por contextualizar a realidade financeira do município em relação ao cenário de crise vivenciada no país nos últimos dois anos e abordou as medidas tomadas em Itabirito para equilibrar as contas. Durante a apresentação, o consultor mostrou que, a título de exemplo, todas as secretarias municipais fizeram cortes para conter despesas, e ainda assim, o município conseguiu prestar um serviço de qualidade. De acordo com a secretária da Fazenda, Marília de Toledo, “em 2015, nós conseguimos realizar o controle de cotas financeiras e tivemos um melhor resultado. Em 2016, as ações estão mais firmes, pois todos se engajaram e com isso as perspectivas de melhoras dos índices têm mais chances de serem alcançadas”. Na área da Saúde, o cenário de crise coincidiu com aumento da demanda na rede pública, e fez com que o município recebesse outras fontes de recursos. “É uma situação contraditória, pois muitas pessoas perderam seus empregos em virtude da crise e, consequentemente, também seus planos de saúde. Isso gerou aumento de demanda no SUS. Como a saúde em Itabirito é bem conceituada, tivemos que otimizar as verbas. Nós buscamos mais fontes dos governos estadual e federal e reduzimos um pouco de recursos próprios e alcançamos uma conta positiva”, explica o secretário de Saúde e vice-prefeito de Itabirito, Wolney de Oliveira.

Alex Salvador Prefeito de Itabirito

Audiência pública na Câmara reuniu cerca de 50 pessoas

EXPEDIENTE Informativo da Prefeitura de Itabirito

Produzido pela Secretaria de Comunicação Social Prefeito: Alexander Silva Salvador de Oliveira Vice-prefeito: Wolney Pinto de Oliveira Secretária de Comunicação: Nathália Lopes Jornalistas responsáveis: Guilherme Brasil, Marcelo Rebelo e Síria Caixeta

Projeto gráfico: Secretaria de Comunicação Diagramação: Fábio Brito Impressão: Sempre Editora Tiragem: 20 mil • Periodicidade: mensal Fotos: Acervo da Secretaria de Comunicação Arthur Seabra e Sanderson Pereira Endereço: Av. Queiroz Júnior, nº 635 - Praia Telefone: 3561-4061 E-mail: comunicacao@pmi.mg.gov.br

SE CONECTE A ITABIRITO:

www.itabirito.mg.gov.br /prefeituraitabirito @prefeituradeitabirito @itabirito_PMI

Leia o NaAtiva pela internet no Issuu:

www.issuu.com/prefeituradeitabirito

Prefeitura de Itabirito Oficial


FEVEREIRO DE 2016 | WWW.ITABIRITO.MG.GOV.BR

obras

A TOCHA OLÍMPICA VAI PASSAR POR

ITABIRITO

REFORMA DO CONJUNTO ARQUITETÔNICO

ASFALTO NA RUA ADÃO HONÓRIO

Os trabalhos de reforma do conjunto arquitetônico seguem “a todo vapor”. Estão sendo realizados serviços de colocação de balizador no passeio da igreja do Matozinhos, de postes na Praça da Igreja do Rosário, calçamento, muro de pau a pique e restauração da fonte. Também estão sendo realizados serviços elétricos, como instalação de postes na Praça do Rosário.

A Rua Adão Honório esquina com a Engenheiro Simão Lacerda no Bairro Padre Eustáquio está sendo asfaltada. A previsão é que os trabalhos sejam todos concluídos ainda este mês. Além do asfaltamento, também foi implantada uma academia ao ar livre na Praça do Bairro. Em breve um parquinho também será entregue à população.

Colocação de postes na igreja do Rosário

3

distritos CONSTRUÇÃO DA ESCOLA DO BAÇÃO As obras da nova escola do Córrego do Bação estão avançadas. O pátio já está coberto. O fechamento foi feito com telha de cerâmica. Os prédios que vão abrigar os departamentos pedagógicos, de serviços e administrativo estão em fase acabamento.

A Rua Adão Honório está sendo asfaltada

QUADRA DO BAIRRO PRAIA Os servidores da Secretaria de Obras estão realizando serviços de melhorias na quadra do Bairro Praia. Execução do Calçamento

ESCOLA DO ACURUÍ Em fevereiro, a equipe da Secretaria de Obras, da Prefeitura de Itabirito realizou a concretagem da laje de cobertura e o revestimento de chapisco do prédio que abrigará a equipe pedagógica. No prédio onde funcionarão os departamentos de serviço e administrativo estão sendo feitos trabalhos de alvenaria.

Melhorias na quadra bairro do Praia

Execução do muro de pau a pique

OBRAS NA ESCADARIA DO BAIRRO NOVO HORIZONTE Na escadaria do Bairro Novo Horizonte está sendo feita a sarjeta de concreto.

Escadaria Novo Horizonte em obras

CONSTRUÇÃO DO NOVO MURO DO CEMI Está sendo concluída mais uma fase das obras do muro do Centro Educacional Municipal de Itabirito (Cemi). Estão sendo finalizados os serviços de concretagem do muro de contenção e drenagem. Com essas etapas o muro fica concluído e a previsão de término dos trabalhos é abril.

Muro do Cemi será concluído em breve

Obras em ritmo acelerado em Acuruí


4

educação

A TOCHA OLÍMPICA VAI PASSAR POR

ITABIRITO

Itabirito terá três salas de atendimento especializado na rede municipal de ensino ESPAÇOS VÃO ATENDER ALUNOS COM NECESSIDADES ESPECIAIS E A PREVISÃO É QUE ESTEJAM FUNCIONANDO AINDA NO PRIMEIRO SEMESTRE A rede municipal de ensino de Itabirito está se estruturando para atender de forma cada vez melhor os estudantes com necessidades especiais. Três escolas municipais vão ganhar salas de atendimento especializado. A expectativa é que elas estejam funcionando até o final do primeiro semestre. As salas, também chamadas de salas de recursos, são espaços que dão apoio ao aprendizado de estudantes com necessidades especiais e contam com material e equipamentos específicos para auxiliar os alunos. As escolas que vão receber as salas de recursos são a Escola Municipal Guilherme Hallais França, a Escola Municipal José Ferreira Bastos e a Escola Municipal Ana Amélia Queiroz. As salas são adaptadas para receber crianças com deficiência física e intelectual, transtornos globais de desenvolvimento (autistas e asperger), superdotação e altas habilidades. Entre os equipamentos disponíveis em cada sala estão, por exemplo, lupa para auxiliar o aluno com baixa visão e material escolar adaptado para crianças com dificuldades motoras. O trabalho de instalação dos espaços está em andamento e é coordenado pela equipe do Centro Municipal de Atendimento Educacional Especializado (Cemaee). Segundo a psicopedagoga

Izabel Michel (de branco) e Alessandra Santos Limas (azul) são as professoras que vão atuar na sala de recursos da E.M. Guilherme Hallais. Joelma Dutra, do Cemaee, e Cláudia Pereira (blusa preta), da Apae, participam da instalação do espaço na escola

do Centro Joelma Dutra, cada sala contará com um professor de apoio, responsável por trabalhar com o aluno, e esses profissionais passarão por uma capacitação para melhor atender as crianças. “O professor de apoio tem que conhecer as características de cada deficiência, aprender a identificá-las, conhecer a estrutura e as possibilidades da sala de recursos, assim como técnicas de intervenção. A capacitação também ajuda esse profissional a elaborar um Plano de Desenvolvimento Individual específico para as necessidades de cada aluno que vai usar a sala”,, explica.

TRABALHO DO CEMAEE

dificuldades de leitura. Esses especialistas atuam tanto no auxílio aos profissionais da educação, quanto no apoio aos estudantes que apresentam dificuldade de aprendizado.

Ana Zuppo, Cléa Braga e Águida integram a equipe pedagógica do Cemaee

Criado em 2013, o Cemaee é um importante aliado da Secretaria de Educação no apoio pedagógico e administrativo a toda rede de ensino e no trabalho de inclusão de alunos com necessidades especiais. O Centro conta com uma equipe de oito profissionais, como pedagogos, psicopedagogos, terapeuta ocupacional e psicóloga, além de profissionais que trabalham com a síndrome de Irlen e mediadoras para alfabetização de crianças com

Joelma Dutra e Paula Gurgel (de pé); Cida Curillen, Frankslaine Pimenta e Rosemeire de Azevedo (sentadas) fazem parte da equipe técnica do Centro

Computadores, jogos e instrumentos musicais na sala de recursos

Espaço conta com diversos jogos pedagógicos adaptados

Estudantes da Educação de Jovens e Adultos terão formação voltada para o mercado de trabalho ALUNOS DA REDE MUNICIPAL PODERÃO OPTAR POR FAZER UM ENTRE CINCO CURSOS DE INICIAÇÃO PROFISSIONAL Os alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA) que estudam na rede municipal de Itabirito terão a possibilidade de uma formação ampliada a partir deste ano. Além de voltar aos bancos da escola para completar os estudos da educação básica, os estudantes poderão participar de disciplinas que oferecem iniciação profissional. Serão ofertados cursos de ajudante de mecânica, ajudante de elétrica, ajudante de solda, recepcionista e auxiliar administrativo. Os cursos foram formatados a partir de uma parceria da Secretaria Muni-

cipal de Educação com o Instituto Federal de Minas Gerais em Itabirito (IFMG). As aulas serão ministradas no contraturno das disciplinas básicas e ao final do curso os estudantes terão um certificado. “Não é uma formação técnica, mas complementar e que ajuda a pessoa quando for tentar uma ocupação nas empresas da região”, explica Aguida Mercês, diretora pedagógica da Secretaria de Educação. A iniciativa busca contribuir na oferta de práticas pedagógicas diferenciadas para integrar a educação básica e profissional no EJA, prevista na

meta 10 do Plano Nacional de Educação. A meta estabelece que pelo menos 25% das matrículas de EJA sejam feitas de forma integrada à educação profissional. As aulas dos cursos complementares terão início ainda no primeiro semestre e vão acontecer no Centro Educacional Municipal de Itabirito (Cemi) e, quando necessário, nos laboratórios do IFMG. O estudante que fizer a formação complementar terá a nota da avaliação feita de forma conjunta, somando as disciplinas básicas e complementares.


FEVEREIRO DE 2016 | WWW.ITABIRITO.MG.GOV.BR

5

Inclusão de professores da rede municipal é tema de evento da Secretaria de Educação EDUCADORES ASSISTIRAM À PALESTRA EDUCAR PARA A HUMANIZAÇÃO, PROFERIDA POR PROFESSOR DA UNICAMP No dia 11 de março, cerca de 600 profissionais da rede municipal de Educação estiveram reunidos, na quadra da Escola Municipal Manoel Salvador, para o primeiro grande encontro de 2016, que abordou a inclusão no ambiente escolar. No encontro, os profissionais assistiram à palestra “Educar para a Humanização”, proferida pelo professor da Unicamp, César Aparecido Nunes. O educador já participou de eventos educacionais em várias cidades brasileiras e em sua palestra falou sobre a evolução dos modelos educacionais brasileiros e também sobre a importância de fazer com que a escola seja um ambiente inclusivo. Para a secretária municipal de Educação, Ana Góis, os profissionais da Educação saíram revigorados para o ano letivo 2016. “Os profissionais saem com a mentalidade do que é necessário para ser

professor. Às vezes, o dia a dia faz com que a gente esqueça aquilo que é importante do que é ser educador, que é a sensibilidade e a vontade de transformar a vida de uma criança”, afirmou. Para o palestrante, mudar a concepção de escola é necessário para garantir a inclusão dos estudantes. “A escola é uma agência de formação humana. As metáforas que eu usei sobre história da educação mostram que ela sempre foi um lugar de exclusão, de controle e de seleção social. Hoje não é assim, ela é para todo o mundo. A política de inclusão que a Prefeitura de Itabirito está estabelecendo está de parabéns”. Além da palestra, os participantes do evento também curtiram uma peça de teatro, que abordou o tema da inclusão e respeito às diferenças. A peça fez uma releitura da história do ogro Shrek e foi monta-

da por profissionais da Apae de Itabirito. “A história mostra que todo mundo tem um lugar no mundo”, conta Davi Procópio, professor de Artes da Apae e idealizador da peça.

Professor César Nunes faz palestra sobre inclusão

Prefeitura valoriza a agricultura familiar e a qualidade dos alimentos servidos nas escolas municipais AGRICULTORES FAMILIARES QUE QUISEREM COMERCIALIZAR SEUS PRODUTOS PARA O MUNICÍPIO DEVEM APRESENTAR DOCUMENTAÇÃO Atenção agricultores e produtores rurais interessados em comercializar alimentos para a merenda escolar da rede municipal de educação de Itabirito. Está aberta a chamada pública, período em que os produtores devem se cadastrar. Os interessados deverão apresentar documentação necessária para habilitação e projeto de venda até o dia 21 de março, às 16 horas, na Secretaria Municipal de Educação, (Avenida Queiroz Júnior nº 635, Bairro Praia).

As especificões como quantidade e tipo de gêneros alimentícios solicitados estão disponíveis no edital que está afixado no mural da Prefeitura de Itabirito. A abertura dos envelopes com as propostas será realizada no dia 23 de março, às 10 horas, no Sindicato dos Produtores Rurais de Itabirito e Ouro Preto (Mercado Municipal), na Rua Dr. Eurico Rodrigues, 486 - Bairro Praia. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (31) 3561-4052


6

cultura

A TOCHA OLÍMPICA VAI PASSAR POR

ITABIRITO

Itabirito dá mais um passo na elaboração do seu Plano Municipal de Cultura DIAGNÓSTICO ELABORADO EM PARCERIA COM UNIVERSIDADE VAI AJUDAR A FORMATAR O DOCUMENTO QUE IRÁ ORIENTAR A GESTÃO DA CULTURA NOS PRÓXIMOS DEZ ANOS A cultura em Itabirito terá, em breve, um importante instrumento para orientar a gestão e formatação de políticas públicas: o Plano Municipal de Cultura. A Secretaria de Patrimônio Cultural e Turismo, em conjunto com o Conselho Municipal de Cultura, já tem as bases para o Plano, que vai criar metas para a cultura no município nos próximos dez anos. Na última semana de fevereiro foi apresentado um diagnóstico cultural do município, elaborado a partir de uma parceria com a Universidade Federal de Viçosa, e que será muito importante para a criação do Plano. O diagnóstico aborda a história cultural de Itabirito, apresenta uma pesquisa com a população sobre hábitos e práticas culturais da perspectiva do cidadão, assim como identifica os equipamentos culturais itabiritenses, as principais demandas e formas de fomento. Esse estudo vai se somar aos dados colhidos nas conferências municipais de turismo de 2005, 2009 e 2013 para balizar o Plano Municipal de Cultura. Segundo o secretário municipal de Patrimônio Cultural e Turismo, Ubiraney de Figueiredo, o Plano Municipal deve estar alinhado com o Estadual – ainda em discussão – e com o Plano Nacional de Cultura, já aprovado e que apresenta 53 metas. “O Plano Municipal traz a realidade e a capacidade de desenvolvimento de cada praça e possibilita que todos conversem no mesmo idioma. Conversan-

do na mesma base é possível criar, por exemplo, estratégias de regionalização e intercâmbio com outros municípios e estados”, explica. O Plano Nacional apresenta metas como aumentar o emprego formal no setor cultural, garantir formação continuada aos professores de artes das escolas públicas, assegurar que 100% das escolas públicas de educação básica contem com atividades de artes e cultura e ainda aumentar a média de livros lidos por habitante fora do ambiente de aprendizado formal.

POPULAÇÃO PARTICIPATIVA A partir da análise do diagnóstico e dos dados das conferências municipais de turismo, a Secretaria e o Conselho de Cultura vão elaborar uma versão preliminar do Plano Municipal de Cultura. O documento será levado para discussão com a população itabiritense, de modo a receber sugestões e contribuições. Após a discussão, o Plano será levado para aprovação da Câmara Municipal, o que deve acontecer até o mês de junho. Essa medida faz parte do compromisso da Prefeitura em promover a participação da sociedade na discussão das políticas públicas, como aconteceu em 2015, quando o Conselho de Cultura foi escolhido por meio de eleição e contou com o voto de mais de 700 moradores.

Praça da Estação é um dos principais pontos turísticos e Itabirito

As cachoeiras são outos atrativos

Prefeitura segue cadastrando produtores de pastel de angu O pastel de angu em Itabirito é mais do que um mero quitute, é parte da história da cidade. Por isso, a Secretaria de Patrimônio Cultural e Turismo busca preservar a arte por trás da iguaria típica do município e segue cadastrando os itabiritenses que sabem fazer o pastel de angu. Segundo o diretor de Cultura da Secretaria, José Carlos Oliveira, não importa a motivação do cozinheiro, o importante é que ele se cadastre. “Sejam aqueles que fazem o pastel por hobby, para consumo próprio, para venda como renda complementar e ou como renda principal, não importa. Queremos conhecer as pessoas e criar um banco de fornecedores”, explica o diretor. O modo de fazer pastel de angu é um bem imaterial registrado no município de Itabirito e reconhecido pelo Instituto Estadual de Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha/MG) como um dos típicos produtos da culinária itabiritense. “Ampliar o cadastro é uma forma de preservar e planejar ações

que podem fortalecer a tradição”, afirma José Carlos. No segundo semestre deste ano, a Secretaria planeja realizar uma capacitação voltada para as pessoas que já estejam cadastradas, no intuito de demonstrar a importância do pastel de angu para a culinária e história itabiritense. Na capacitação serão abordadas questões em torno da importância de um produ-

to se tornar patrimônio imaterial. Para integrar o cadastro do pastel de angu, os interessados podem procurar a Secretaria de Patrimônio Cultural e Turismo no endereço Av. Queiroz Júnior, 620 – 2º andar (prédio da Caixa). Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (31) 3563-2924.


FEVEREIRO DE 2016 | WWW.ITABIRITO.MG.GOV.BR

7

ITABIRITO TERÁ CENTRO HISTÓRICO REVITALIZADO As obras do Centro Histórico de Itabirito estão em andamento e a previsão é que fiquem prontas ainda no primeiro semestre deste ano. Entre as intervenções estão a urbanização de calçadas, revitalização de equipamentos físicos e melhoria na sinalização. Mais do que uma intervenção, contudo, a revitalização do Centro Histórico é uma demonstração do compromisso da Prefeitura de Itabirito com a cultura na cidade. A obra é a primeira realizada em Itabirito com recursos do Fundo de Preservação do Patrimônio Cultural (Funpac). Esse fundo é alimentado com verba advinda do ICMS Cultural, que um município recebe do Governo do Estado proporcionalmente à eficiência que demonstra na preservação dos patrimônios histórico, cultural e artístico. Atualmente, Itabirito é a 5ª melhor cidade de Minas Gerais no ranking de arrecadação do ICMS Cultural.

Com o fundo abastecido, a Secretaria Municipal de Patrimônio Cultural e Turismo em parceria com o Conselho Consultivo e Deliberativo do Patrimônio Cultural e Natural de Itabirito (Compatri) optou por investir na revitalização do Centro Histórico. “A revitalização é uma ação efetiva a favor da proteção do patrimônio e da memória de nossa cidade e também vai dar retorno para Itabirito, uma vez que o Centro Histórico revitalizado passa a se organizar como atrativo turístico”, explica o secretário de Patrimônio Cultural e Turismo, Ubiraney de Figueiredo Silva. As obras contemplam a Revitalização, Conservação e Manutenção do Conjunto Paisagístico e Histórico do Matozinhos, Boa Viagem e do Rosário. Para o diretor de Turismo, José Carlos Oliveira, tão importante quanto entregar à população um Centro Histórico renovado é garantir que todos se comprometam com a manutenção do patrimônio. “A comunidade cada vez mais se torna consciente da necessidade de manter e preservar este patri-

mônio, garantindo assim a identidade coletiva das gerações futuras”, afirma.

Rua 7 de setembro é um dos pontos revitalizados no Centro Histórico

Operadora de turismo quer trabalhar com roteiro em Itabirito ainda neste semestre PREFEITURA PRESTA SUPORTE PARA A CRIAÇÃO DO ROTEIRO NA CIDADE Os interessados em conhecer Itabirito terão mais uma boa opção de passeio a partir do início do segundo semestre. A empresa HT Happy Travel, receptivo que atua na Região Metropolitana de Belo Horizonte, está fazendo os últimos estudos para formatar e oferecer um roteiro em Itabirito com foco na gastronomia e no turismo de experiência. A empresa conta com o apoio e incentivo da Secretaria de Patrimônio Cultural e Turismo do município, que está levando os representantes da HT aos empreendimentos e pontos turísticos que se encaixam com a filosofia da empresa.

Visita à cerveja da região

O contato com a empresa foi feito no Festival de Turismo de Gramado, em 2015, no qual a Secretaria de Patrimônio Cultural e Turismo marcou presença. Na ocasião, a Secretaria elaborou um material impresso que contava com três sugestões de roteiro e a HT se interessou por trabalhar com o turismo no município. “O papel do setor público é trabalhar com a promoção e as políticas públicas do turismo e não comercializar. Então, é muito importante que empresas se interessem em atuar com turismo em Itabirito

e divulguem os atrativos”, explica a diretora de Turismo, Michilene Rodrigues. No final de janeiro, representantes da HT Happy Travel estiveram em Itabirito para um famtour (passeio para conhecer produtos e serviços turísticos) oferecido pela Secretaria. O objetivo foi o de apresentar alguns empreendimentos que poderão integrar o roteiro a ser oferecido pela empresa. Entre os locais visitados estiveram duas cachaçarias, uma fazenda que trabalha com produtos derivados do leite de cabra, além de uma cervejaria de fazenda da região. A diretora de roteirização da Happy Travel, Marcela Azevedo, ficou impressionada com o que viu. “O nosso foco é o turismo de vivência, com foco na gastronomia, e fizemos uma visita de reconhecimento para estudar as possibilidades. Nós buscamos sempre trabalhar com o resgate da cultura e Itabirito tem muitas possibilidades a serem exploradas”, afirma. Segundo Marcela, ainda é necessário conversar com outros empreendedores para finalizar a ideia do roteiro, mas ela já sabe bem quais ingredientes não podem faltar em um passeio por

Visita à fazenda que trabalha de queijo de cabra

Itabirito. “Nosso roteiro vai ter cerveja, queijo e cachaça. E, é claro, que o pastel de angu também não pode faltar. A gente busca trabalhar sempre com o resgate de cultura local e o que está cativando muito em Itabirito são as pessoas. Cada lugar que a gente visitou tem muito mais que um atrativo, tem a história e a vivência das pessoas”, completa Marcela. Em março, a empresa participará de um evento de turismo em São Paulo e, segundo a diretora da HT Happy Travel, uma chamada sobre o roteiro em Itabirito já estará presente no material de divulgação da empresa.

Visita à cervejaria de fazenda

Processo de fabricação do queijo de cabra


8

Projeto Caminhadas na Natureza começa em leva participantes para conhecer dez circuitos no decorrer do ano QUATRO DOS DEZ CIRCUITOS SÃO NOVOS E ESTE ANO UM DOS PERCURSOS SERÁ À NOITE Os amantes da natureza terão excelentes oportunidades de conhecer as belezas itabiritenses em 2016. Já teve início em março a temporada do projeto Caminhadas na Natureza, que oferece passeios por paisagens naturais de Itabirito e este ano vai passar por dez circuitos no município. A primeira caminhada do ano aconteceu no dia 06 de março nos arredores do distrito de Acuruí e levou os participantes por um percurso de oito quilômetros próximo à represa Rio das Pedras. Mais informações na próxima edição do NaAtiva. A programação completa do projeto Caminhadas da Natureza já está definida e segue com atividades mensais até o mês de novembro. No total, serão dez percursos, sendo quatro deles novos no projeto, passando por trilhas, fazendas, cachoeiras e pontos turísticos. A grande novidade em 2016 será uma caminhada noturna, que vai acontecer pela primeira vez desde que o projeto chegou a Itabirito. O percurso será o mais longo da temporada, com 16 quilômetros de distância, entre Itabirito e o distrito de São Gonçalo do Bação, e a data foi escolhida para coincidir com noite de lua cheia e maravilhar ainda mais os participantes. Desenvolvido pela Diretoria de Turismo da Prefeitura e Associação de Turismo Rural (Assitur), o projeto é filiado à Confederação Brasileira de Caminhadas, Atividades Esportivas e Inclusão Social (Anda Brasil). O objetivo é incentivar a prática de caminhadas em locais de interesse natural, cultural e social. “As caminhadas têm o objetivo de explorar as paisagens do entorno. Além de contemplar, os caminhantes também conhecem os equipamentos turísticos. É uma forma de associar a natureza, o conhecimento do entorno e o empreendimento, pois muitas vezes os visitantes e até os moradores que participam não conhecem essas opções”, explica Kislene Adriana, coordenadora do Crit.

MAIS DE DOIS MIL ADEPTOS Em Itabirito, o projeto Caminhadas na Natureza acontece de forma contínua desde 2013, quando atraiu 529 participantes. Nos três últimos anos, foram mais de dois mil caminhantes. A Anda Brasil presenteia os participantes mais assíduos com diplomas e ‘pins’ (broches), à medida que vão

número de circuitos de caminhada do estado de Minas Gerais.

PREPARADOS PARA CAMINHAR

Primeira etapa do projeto aconteceu em março

completando os circuitos. É o caso do senhor Antônio Solano Viana, de 75 anos, que já tem uma boa coleção de caminhadas no currículo: foram 48 até hoje e bastam mais duas para que ele ganhe mais um ‘pin’ da organização. Caminhante assíduo, ele pratica todos os dias e pretende participar das dez caminhadas do projeto este ano. “Eu moro a dois quilômetros do trabalho e procuro fazer o percurso a pé sempre que possível. Caminhar é bom para a saúde e no projeto a gente vê muitas paisagens diferentes, respira um ar puro” Senhor Antônio

INSCRIÇÕES As inscrições para as caminhada ficam abertas pelo menos nos 15 dias anteriores ao evento e podem ser feitas no Centro de Referência e Informações Turísticas (Crit), na Praça da Estação, ou pela internet, pelo endereço eletrônico www.ecobooking.com.

Primeira edição do Caminhadas da Natureza reuniu cerca de 150 pessoas

Durante as caminhadas do projeto, o senho Antônio tenta manter um ritmo fixo e não se preocupa com horário da chegada, mas garante que mesmo assim deixa muita gente mais nova para trás. “Eu vou no meu ritmo, para passear, mas costumo chegar até uma hora antes de alguns mais novos”. O projeto Caminhadas na Natureza é uma iniciativa internacional e acontece em todo o mundo. Cerca de 50 países realizam as caminhadas e, no total, existem mais de 7.500 circuitos e 20 milhões de caminhantes no mundo. Itabirito é o município com maior

br. A participação na caminhada não tem custos, o interessado arca apenas com o valor do transporte até o ponto de partida e com sua refeição durante o passeio. Outras informações sobre o projeto podem ser obtidas pelo telefone (31) 3561-7847.

Além de servidores da Secretaria de Patrimônio Cultural e Turismo, que participam e orientam a caminhada, outros profissionais também atuam para garantir o sucesso do evento. A Secretaria conta com o apoio de dois bombeiros municipais, que ficam um no início e outro no final do pelotão de caminhantes de modo a garantir a segurança. A Secretaria de Esportes também cede um educador físico que orienta os participantes quanto ao alongamento ideal antes de iniciar a caminhada. Ao longo de todo o percurso, o projeto conta com pontos de apoio para prestar assistência aos caminhantes e um veículo acompanha o grupo, caso alguém tenha dificuldades de completar o circuito. O caminho também é todo sinalizado de acordo com o padrão estabelecido pela Anda Brasil. Quem quiser encarar uma caminhada na natureza deve se preparar adequadamente. Os coordenadores do projeto orientam que os participantes levem garrafa d’água, boné ou chapéu, filtro solar e repelente de insetos. Para fazer a caminhada, recomenda-se também usar tênis ou bota confortável e roupa apropriada. Por fim, não vale esquecer a máquina fotográfica para registrar o passeio.

Senhor Antônio Solano Viana


FEVEREIRO DE 2016 | WWW.ITABIRITO.MG.GOV.BR

9

Projeto Ponto do Livro estimula hábito da leitura e já recebeu mais de 500 títulos em doações QUALQUER PESSOA PODE PEGAR EMPRESTADO UM LIVRO NO PONTO EM FRENTE AO CINE PAX Esperar o ônibus pode provocar ansiedade em muita gente, mas quem aguarda o transporte no ponto em frente ao Cine Pax, em frente à Praça da Estação, tem à disposição um passatempo bastante agradável: a leitura. No local está instalado o material do Ponto do Livro, projeto colaborativo de compartilhamento de livros em pontos de ônibus. A iniciativa teve início em setembro do ano passado, quando a Secretaria de Patrimônio Cultural e Turismo entrou em contato com o organizador do projeto em Belo Horizonte, Pedro Ivo Dias, que foi um dos fundadores do Ponto na capital.

COMO FUNCIONA? Funciona assim: no ponto fica pendurada uma estrutura capaz de armazenar cerca de 40 livros. Os interessados podem escolher um título e levar para casa, sem qualquer custo, e depois devolver a obra para que ela continue circulando. O intuito do projeto é desenvolver o hábito da leitura e também a colaboração, uma vez que as pessoas podem doar livros. E tem dado certo. Em seis meses, a Biblioteca Municipal, responsável por manter o espaço, recebeu mais de 500 títulos em doações. “As doações de livro aumentaram depois que o projeto teve início. A gente faz uma triagem dos títulos, que podem ir para o ponto, para a biblioteca ou serem doados para outras bibliotecas em caso de duplicidade”, explica a bibliotecária Mariza Barros Tassar. Os títulos mais procurados no ponto são os best-sellers da atualidade, mas a criançada também demanda bastante. “Os

livros infantis têm uma saída muito boa. Geralmente, não ficam lá nem de um dia para o outro”, completa a assistente de biblioteca Carolina Martins. As funcionáias da biblioteca procuram variar os títulos em exposição. Sempre tem um exemplar de autores itabiritenses.

LEITORES ASSÍDUOS Em frente ao ponto de ônibus fica um ponto de taxi, e os motoristas ajudam na conservação do material. O taxista Sérgio Matos observa o projeto todos os dias e garante que faz sucesso

entre os passageiros de ônibus e táxis. “Muita gente pega livros aí. Eu mesmo estou lendo um e outros taxistas também gostam de ler”, garante. Para a universitária Lívia Oliveira, o projeto não poderia ser melhor. Leitora assídua, ela ‘devorou’ 137 títulos nos últimos dois anos e agora encontrou no ponto uma forma de abastecer seu vício por leitura. Ela está lendo o livro ‘A Casa de Pensão”, de Aluysio Azevedo, e já doou um exemplar de “O Pequeno Príncipe” para o projeto. O sonho mesmo é que um dia o romance ‘Carol”,que ela está escrevendo, esteja entre os títulos mais procurados.

“Eu adoro o projeto, recomendo para todos. É uma forma de democratizar a leitura. Espero que um dia meu livro possa estar aqui” Lívia Oliveira

Projeto foi iniciado em setembro do ano passado

Lívia é uma ávida leitora e aprovou o projeto

Carolina e Marisa são as profissionais que mantêm o Ponto

ITABIRITO - MG

Paraíso do Bação 3 de abril Empreendimento de apoio: Sítio do Paraíso

SAÍDA ÀS 7H, DA PRAÇA DA ESTAÇÃO Informações e inscrições Centro de Referência e Informações Turísticas (Praça da Estação) Tel.: 3561 7847 // 98894 3764 - crit@pmi.mg.gov.br Inscrições online pelo site: http: www.ecobooking.info


10

saúde

A TOCHA OLÍMPICA VAI PASSAR POR

ITABIRITO

Prefeitura de Itabirito vai promover uma série de cirurgias eletivas Cerca de 260 moradores de Itabirito irão passar por cirurgias eletivas. A medida só será possível devido a um empenho da Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, com foco de reduzir a fila de espera por uma cirurgia. As diversas intervenções serão realizadas em parceria com o Hospital São Vicente de Paulo. A intenção da Secretaria de Saúde é que sejam feitas cirurgias gerais (hemorróidas, hérnias e vesículas), otorrinolaringologia (adenóides, amigdalites e desvio de septo), além de urológicas e ginecológicas. Até fevereiro foram realizadas 47 cirurgias e 16 novas já estão agendadas para o próximo mês.

De acordo com o vice-prefeito e secretário Municipal de Saúde, Wolney de Oliveira, a intenção da administração municipal é priorizar o atendimentos às pessoas que precisam de uma cirurgia eletiva e acabar com a fila de espera para os pacientes que necessitam de intervenções de média complexidade e que podem ser realizadas no próprio município, como já é de costume. Por outro lado é importante lembrar que as cirurgias de alta complexidade que são realizadas em Belo Horizonte ainda se encontram paralisadas aguardando liberação do Estado para que sejam convocados os pacientes que estão aguardando os procedimentos. “A intenção é que todos os meses a Pre-

feitura consiga realizar cirurgias para recuperar ou melhorar a qualidade de vida das pessoas que necessitam do atendimento. Isso mostra a responsabilidade da PMI com a saúde da população”, disse o secretário Wolney.

CIRURGIA ELETIVA Cirurgia eletiva é aquela que não é considerada urgente, e é possível escolher uma data para realizar o procedimento cirúrgico. O procedimento é realizado após diversos exames, que são feitos para analisar a saúde geral do paciente.

Saúde dos olhos é prioridade da Secretaria de Saúde Desde outubro do ano passado, a Secretaria Municipal de Saúde vem promovendo um mutirão e cerca de 600 procedimentos oftalmológicos já foram realizados, incluindo cirurgias de catarata. Em 2015 foram contabilizados 152 procedimentos e em 2016 o trabalho não para. Vale lembrar que todo esse trabalho deu-se em parceria com o Hospital São Vicente de Paula, mas com recursos próprios da Secretaria de Saúde, nos quais foram investidos cerca de R$ 460 mil, por meio de convênio. Os números mostram por que a saúde pública de Itabirito é considerada uma das mais eficientes do estado.

ATENDIMENTOS OFTALMOLÓGICOS OUTUBRO 2015/FEVEREIRO 2016

400

consultas realizadas

60

procedimentos de gonioscopia

96

procedimentos de paquimetria

72

procedimentos de curva diária de pressão

28

cirurgias de pterígio

656

total de procedimentos

Informações do cartão SUS devem ser atualizadas A Secretaria Municipal de Saúde alerta toda a população do município para a importância da atualização do Cartão do Sistema Único de Saúde (SUS). As pessoas que fizeram o cartão há mais de dois anos ou mudaram de endereço ou sobrenome devem atualizar as informações. Para realizar a atualização do cartão ou para fazer a primeira via é necessário que a pessoa vá à Unidade Básica de Saúde de Referência ou à própria Secretaria Municipal de Saúde portando CPF, Carteira de Identidade e comprovante de endereço. No caso das crianças que ainda não possui estes documentos é preciso levar a certidão de nascimento. O cartão é feito gratuitamente. “A atualização é uma exigência do Ministério da Saúde, em âmbito nacional, para a realização de consultas, exames, dispensação de medicamentos, transferência para fora do município, acompanhamento de gestantes, vacinação e combate a endemias. A medida visa facilitar a gestão indivi-

dual e coletiva dos beneficiários”, explica o secretário Municipal de Saúde Wolney de Oliveira.

CARTÃO SUS O Cartão Nacional de Saúde mais conhecido como Cartão SUS é uma ferramenta criada pelo Governo para organizar e registrar todos os aten-

dimentos médicos no país realizados por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). O número do cartão é único. Ele possibilita a identificação de qualquer pessoa no Brasil, ao utilizar os serviços de saúde. No entanto, vale lembrar que o atendimento de saúde não pode ser negado, se a pessoa não estiver portando o cartão ou não souber seu número.


FEVEREIRO DE 2016 | WWW.ITABIRITO.MG.GOV.BR

11

AGENTES DE COMBATE DE ENDEMIAS SÃO CAPACITADOS PARA O COMBATE À DENGUE A Secretaria Municipal de Saúde promoveu, nos dias 22, 23 e 24 de fevereiro, uma capacitação para 25 agentes de Combate a Endemias, recémcontratados por meio de processo seletivo, para incrementar os esforços da Prefeitura no combate à dengue. O curso foi ministrado pelo coordenador Técnico de Vigilância Ambiental da Secretaria, Leonardo Alves de Freitas, que espera com o treinamento intensificar ainda mais o enfrentamento ao mosquito e às doenças. A capacitação aconteceu na Casa de Cultura e teve como intuito preparar os agentes fornecendo orientações e informações para o exercício da atividade no combate à dengue, além de repassar informações sobre o Sistema Único de Saúde, Atenção Primária, Vigilância Sanitária, zika Vírus e chikugunya. Segundo Leonardo, um dos pontos mais importantes da capacitação foi a explicaão sobre o trabalho de contenção do Aedes Aegypti e as formas de

25 novos agentes são treinados para combater a dengue

enfrentamento das doenças por ele disseminadas como a dengue, zika, chikungunya. “Nossa expectativa com a admissão desses novos servidores é muito positiva para combater e preve-

MUTIRÃO DE COMBATE

A DENGUE ATENÇÃO MORADORES DO BAIRRO

Padre Adelmo 23 de Março

nir o Aedes Aegypti. Porém, devemos intensificar as ações de combate dentro das residências e participar dos mutirões e destinação correta dos resíduos”, finalizou.

DENGUE EM ITABIRITO A Secretaria Municipal de Saúde segue trabalhando no combate ao Aedes Aegypti por meio de campanhas e mutirões. Até o momento não foi registrado casos de zika. Confira os números da dengue em Itabirito*:

125

casos suspeitos

41

positivos

58

negativos

26

ainda em investigação

Coloque na porta de sua casa tudo aquilo que não é mais útil:

- Latas, latões velhos - Plásticos - Garrafas e PETs - Pneus - Entulhos - Móveis velhos

VAMOS COMBATER À

DENGUE, ZIKA E CHIKUNGUNYA

A PREFEITURA FAZENDO POR VOCÊ Recolhimento de materiais que estiverem nas calçadas e limpeza das ruas, para uma

Itabirito ativa nesse controle.

- Os funcionários da Prefeitura não entrarão nas casas para fazer o recolhimento.

1

caso de suspeita de chikungunya

* Levantamento de Informações até o dia 10 de março de 2016

VOCÊ FAZENDO A SUA PARTE


12

segurança & trânsito

A TOCHA OLÍMPICA VAI PASSAR POR

ITABIRITO

Veículos abandonados em vias públicas de Itabirito são removidos PROPRIETÁRIOS PODERÃO SER MULTADOS A Prefeitura de Itabirito, por meio da Guarda Municipal e em parceria com a Polícia Militar, está fiscalizando e removendo veículos que estão abandonados em vias públicas do município. Inicialmente, os automóveis são vistoriados por técnicos das Secretarias de Segurança e Trânsito, Urbanismo e Saúde. Em seguida, esses profissionais fazem uma busca pelo proprietário do veículo, que quando identificado, é notificado para providenciar a retirada imediata do automóvel da rua. Se a medida não for cumprida, ele poderá ser multado por obstrução de via pública. Caso, mesmo assim não retire, o veículo será rebocado e encaminhado para o pátio do Detran. Neste caso, além das multas por obstrução de vias públicas, o dono deve ainda pagar o reboque e as diárias do veículo, no período em que ficar sob responsabilidade da Prefeitura, no pátio. Caso o dono não seja identifi-

cado, ou não buscar o veículo em um prazo de 90 dias, o automóvel será levado a leilão.

SITUAÇÃO DE ABANDONO É considerado veículo abandonado aquele que for encontrado em vias públicas com o interior violado, vidros quebrados, sem portas, rodas, motor ou qualquer outro componente mecânico, que impossibilite o seu próprio deslocamento. Também serve como parâmetro, o veículo que estiver queimado total ou parcialmente, com sinais de colisão ou de ferrugem, que impossibilitem a identificação do proprietário. O acúmulo de lixo ou água dentro do carro também são itens observados.

Os veículos abandonados em vias públicas poderão ser removidos pela Prefeitura

Parquímetro está sendo implantado em Itabirito

CERCA DE 700 VAGAS DE ESTACIONAMENTO SERÃO DISPONIBILIZADAS PELO NOVO SISTEMA Já iniciaram os trabalhos para a implantação do novo sistema de estacionamento rotativo em Itabirito. A empresa vencedora da licitação já esta demarcando as vagas onde serão estacionados os veículos e as respectivas numerações. Em seguida serão confeccionadas as bases de concreto para a instalação dos equipamentos. O objetivo da implantação deste sistema é trazer mais melhorias para o trânsito da cidade. Com o novo modelo de estacionamento será possível maior controle do uso de 700 vagas espalhadas pela cidade, permitindo a elaboração de projetos que garantam mais agilidade no trânsito.

Modelo de parquímetro que será implantado em Itabirito

Vagas de estacionamento já estão sendo demarcadas

Bombeiros municipais sempre prontos para atender a população Todos os dias da semana, 24 horas por dia. Os bombeiros municipais estão sempre atentos e dispostos a atender e auxiliar as pessoas em inúmeras situações de risco. Só no mês de janeiro foram atendidas 150 ocorrências, entre as mais comuns estão controle de en-

xame; acidentes envolvendo carros e bicicletas; risco de queda de árvores; resgate de animal em perigo; monitoramento de riscos de deslizamento, desabamento, e inundação, além de riscos de problemas de saúde como convulsão, parada cardiorrespiratória, entre outros.

Só em janeiro os bombeiros atenderam 150 ocorrências


FEVEREIRO DE 2016 | WWW.ITABIRITO.MG.GOV.BR

Sinalização na Avenida Queiroz Júnior é revitalizada As faixas de linhas divisórias de fluxo, de bordo e de pontos de embarque e desembarque de passageiros, na Avenida Queiroz Júnior, foram revitalizadas. O objetivo é melhorar a fluidez do trânsito, e garantir mais segurança aos usuários.

13

Sinalização revitalizada no acesso a São Gonçalo do Bação

Nova Sinalização no Bairro Matozinhos Sinalização que indica o controle de velocidade é implantada no bairro Matozinhos. O objetivo é melhorar a circulação na Rua Jasmim. Por ser via principal de acesso a vários bairros, a via possui tráfego intenso de veículos e o excesso de velocidade gera insegurança aos moradores, pedestres e aos próprios motoristas.

Horário dos Ônibus Coletivos são alterados O horário dos coletivos de Itabirito foram alterados, confira a mudança de algumas linhas nas tabelas abaixo. O horário das outras linhas com os novos horários estão disponíveis no nosso site: www.itabirito.mg.gov.br.

www.itabirito.mg.gov.br

Sinalização revitalizada no acesso a São Gonçalo do Bação

A Prefeitura de Itabirito, por meio da Secretaria Municipal de Segurança e Trânsito, revitalizou toda a sinalização vertical da via de acesso ao distrito de São Gonçalo do Bação. Os suportes de madeira das placas foram substituídos e pintados. As mudanças garantem mais segurança para os motoristas, pois a maioria das placas é de advertência de situações inesperadas e o fluxo da via é bastante intenso.

Novos redutores são implantados Atendendo aos pedidos dos moradores do Bairro Primavera, a Prefeitura instalou novos redutores de velocidade na rua Tapajós.


14

desenvolvimento econômico

A TOCHA OLÍMPICA VAI PASSAR POR

ITABIRITO

SITE FALSO TUMULTUA ATIVIDADES DO SINE E CONFUNDE QUEM BUSCA UMA VAGA NO MERCADO DE TRABALHO FIQUE ATENTO AO ENDEREÇO CORRETO DO ÓRGÃO NA INTERNET Um site falso com logotipo semelhante ao do Sistema Nacional de Empregos (Sine) tem divulgado vagas de trabalho sem procedência e gerado tumulto na unidade do órgão em Itabirito. Na esperança de conseguir uma colocação no mercado de trabalho, muitos candidatos têm procurado o Sine alegando já terem feito o cadastro pela internet. No entanto, ao serem atendidos, descobrem a inexistência das vagas e então voltam para suas casas. Na segunda-feira , dia 15 de fevereiro, o Sine abriu as portas com filas que viravam o quarteirão. Cerca de 800 pessoas buscavam um novo emprego, mas muitos candidatos esperavam por uma resposta sobre vagas divulgadas um site, que, segundo a coordenação do Sine, é falso. Os ânimos se exaltaram e por pouco não houve tumulto. “Várias pessoas acreditam ter encontrado oportunidades nesse site e vêm até aqui. Mas, quando chegam, essas vagas não constam em nosso banco de dados. Os candidatos ficam re-

voltados com a situação”, explicou a coordenadora do Sine de Itabirito, Andrisa Brito. Segundo a coordenadora, o Ministério do Trabalho e Emprego já entrou com uma ação na justiça para retirar esse site falso do ar.

INFORMAÇÕES SOBRE VAGAS De acordo com a coordenadora do Sine de Itabirito, as informações sobre as vagas disponíveis não podem ser repassadas via telefone. “Todo o processo é feito por meio do site oficial, que é maisemprego.mte.gov.br. O Sine oferece serviços gratuitos, e quem ainda não tem cadastro no site poderá fazê-lo, tendo em mãos documentos pessoais, incluindo PIS e Carteira de Trabalho. Para ter aceso às vagas no município de Itabirito, o candidato deverá digitar o número do seu CPF na “área do trabalhador”. As vagas aparecem para o trabalhador de acordo com a ex-

periência e com o endereço cadastrado. Quem preferir fazer o cadastro direto na Unidade do órgão pode ir pessoalmente à Rua Doutor Guilherme, 169 , Centro. O horário de funcionamento é das 8h às 12h e das 13h às 17h. É necessário apresentar documento de identidade , CPF, Carteira de Trabalho e comprovante de residência. Um dos critérios exigidos pelo Sine para cadastrar os candidatos, é residência fixa em Itabirito.

Sine Itabirito tem tido problemas com divulgação de vagas falsas

Geração de empregos no Polo Industrial de Itabirito deve ter início ainda este ano A diversificação econômica vem se tornando uma realidade em Itabirito, principalmente, depois que 35 empresas assinaram o protocolo de intenções para instalarem suas atividades no Município. A expectativa é que serão gerados mais de três mil novos postos de trabalho quando as empresas estiverem em pleno funcionamento. A notícia deve ser comemorada, mas é necessário cautela, alerta o secretário de Desenvolvimento Econômico, Sanders de Assis. Ele explica que entre a assinatura do protocolo de intenções e a etapa de contratação pelas empresas, há um período mínimo de nove meses, que inclui trâmites burocráticos e construção da infraestrutura. Dessa forma, as vagas de empre-

gos diretos vão começar a surgir no final de 2016. “Nesse momento de crise econômica e desemprego é normal que as pessoas fiquem ansiosas e criem expectativas confundindo a fase de implantação das empresas com a contratação imediata, sobretudo, quem está fora do mercado de trabalho”, explica, Sanders. O secretário esclarece ainda que após a assinatura do protocolo de intenções, as empresas só iniciam a construção da infraestrutura depois da entrega da escritura de posse do terreno. Em seguida ocorre a demarcação das áreas e só então os galpões começam a ser montados. “As pessoas devem ter paciência e entender esse processo, pois as contratações não são imediatas”, disse Sanders.

Ele explica também que serão instaladas empresas dos segmentos de fabricação de painéis de geração de energia, equipamentos médicos, metalurgia, logística, locação, transporte, telecomunicações, alimentação e usinagem. O secretário ressalta que é necessário se ater as exigências de mercado. “As empresas vão exigir de seus funcionários qualificação profissional. Pensando nisso, a Prefeitura irá viabilizar novos cursos para o Cepep, com foco nesses empreendimentos”, concluiu Sanders. Das 35 empresas que assinaram o protocolo de intenções, 25 se instalarão no Loteamento Industrial da BR-040, 10 no Marzagão e uma na sede do município.

Cepep finaliza cinco novos cursos profissionalizantes O Centro Público de Educação Profissional “José Toledo Filho” (Cepep) finalizou, em fevereiro, cinco cursos profissionalizantes, capacitando mais de 100 pessoas para o mercado de trabalho. Os cursos de Produção Artesanal de Alimentos, Modelista, Promotor de Vendas, Departamento

Pessoal, Almoxarife, Automaquiagem e Operador de Empilhadeira aconteceram em parceria com o Senar Mariana, Senai, Senac, Instituto de Beleza Luciana Siqueira e Chuvisco Treinamentos. A formatura das turmas que finalizaram os cursos em janeiro e fevereiro acontecerá no dia

17 de março, na Casa de Cultura Maestro Dungas. O Cepep vem se empenhando em qualificar profissionais para atender as demandas do mercado de trabalho, nas áreas administrativas, culinária, estética, dentre outras, buscando a geração de emprego e renda para a população de Itabirito.


ENCARTE ESPECIAL Para os foliões, o carnaval é um momento de extravasar e curtir todas as atrações que a tradicional festa proporciona, mas para a economia de um município é um momento de oportunidades. E foi pensando nisso que a Prefeitura de Itabirito preparou uma diversificada e atraente programação para o carnaval de 2016. CERCA DE 40 MIL PESSOAS circularam pelo município nos cinco dias da folia. A média de ocupação na rede hoteleira foi de 80% com picos de 100%. As vendas de bebidas e produtos alimentícios chegaram a R$360 mil. Confira mais nas próximas páginas.

A TOCHA OLÍMPICA VAI PASSAR POR

ITABIRITO


2

PREFEITO DESTACA A TRADIÇÃO DA FESTA DE RUA Na solenidade de abertura da festa, na sexta, dia 5 de fevereiro, em frente à Prefeitura, o Prefeito falou sobre a importância das manifestações populares e do compromisso da Prefeitura de Itabirito com as tradições carnavalescas e destacou que as diversas agremiações receberam apoio, mais uma vez, da Prefeitura, embora este seja um momento de

crise financeira em todo o país. “Mesmo diante das dificuldades, a Prefeitura manteve a estrutura do evento e o suporte financeiro. Para que tudo isso fosse realizado, a administração firmou parcerias, com isso, as bandas locais que reduziram o preço do cachê para não ficar de fora do carnaval”, de acordo com o Prefeito.

“Nosso carnaval, além da importância cultural e da valorização das tradições populares, é fundamental para o fomento do turismo e geração de renda no município” Ubiraney De Figueiredo Silva

Secretário de Parrimônio Cultural e Turismo

Cordão da Velha animou foliões na abertura do Itabirito Folia 2016

Prefeito Alex Salvador e vice Wolney de Oliveira, durante a abertura oficial do Carnaval

Bloco do Zé Pereira arrastou multidão unindo alegria e tradição Como já é tradição por onde passa o Bloco do Zé Pereira sempre arrasta centenas de foliões animados pelas ruas de Itabirito nos dias de carnaval. O desfile do bloco, na sexta-feira (05), abrindo literalmente o carnaval, contou com uma multidão de animados foliões fantasiados, acompanhando o Bloco pelas ladeiras da cidade, partindo do Centro Histórico e indo até as imediações da Av. Queiroz Júnior no centro. Nas quase duas horas, o bloco Zé Pereira fez a alegria dos animados foliões e durante todo o cortejo fez jus à fama de ser um dos blocos mais animados do país.

“O carnaval de Itabirito é ótimo, animado, uma festa que valoriza as raízes tradicionais”. Ramon Aguiar, ator

Integrantes do Zé Pereira agitam as ladeiras de Itabirito

Com seus bonecos gigantes e uma banda afinada com uma bateria de ritmos fortes, marcantes e passos coreografados, conduzida com muita categoria pelo maestro, Flávio Bastos, o bloco conquistou os súditos de Momo e arrastou centenas de pessoas, com muita alegria, por onde passava pela parte histórica da cidade. Ninguém ficou parado com a passagem do Zé Pereira e a animação imposta a todos foi o prenúncio de que o carnaval de Itabirito começara muito bem e a animação seria o tom corrente nos quatro dias seguintes.

“O Zé Pereira é um dos blocos mais tradicionais do país, por unir tradição, simplicidade e muita animação com seus bonecos gigantes”. Flávio Bastos, maestro do Bloco do Zé Pereira

“O bloco do Zé Pereira ao unir tradição, boa música e animação com os seus bonecos gigantes já conquistou o seu lugar no coração dos foliões daqui de Itabirito”, disse o ator Ramon Aguiar. O Zé Pereira é um dos blocos mais tradicionais do carnaval brasileiro, que desfila em várias cidades do país. Seu traço mais marcante são os bonecos gigantes que representam figuras importantes em determinada localidade. Em Itabirito, foram 25 bonecos caracterizando símbolos locais, como Telê Santana, natural de Itabirito, o maestro Dungas e o seu Omar, figura muito conhecida na cidade.

“O bom de nosso carnaval é que estamos voltando às raízes com os desfiles de blocos caricatos e marchinhas e tudo em clima familiar”. Miriam Figueiredo, professora


3

Bandalheira esbanjou irreverência no carnaval de Itabirito O ponto alto do carnaval de Itabirito certamente foi a Bandalheira, que este ano desfilou no domingo e na terça. Com mais de 60 anos de tradição, o desfile de rua que reúne centenas de pessoas fantasiadas e blocos familiares e de amigos chama a atenção de quem passa pelas ruas itabiritenses. Além da irreverência nas fantasias, o caminho da Bandalheira é marcado por marchinhas tradicionais de carnaval e por uma figura que dá tempero à festa: o senhor Odeli Morandini, que mesmo com 80 anos de idade e décadas de desfile no currículo fez questão de sair às ruas com sua tradicional fantasia de Rainha da Bandalheira. “Eu morei muito tempo no Rio de Janeiro, mas sempre voltei para Itabirito no Carnaval. Bandalheira, para mim, é tudo. A cada ano faço uma fantasia diferente”, contou o senhor Odeli, que comandou o desfile de um carro alegórico enfeitado e foi ovacionado pelos presentes assim que chegou às ruas. Mas enquanto a Rainha da Bandalheira dava exemplo de disposição e animação à frente do desfile, muitos outros foliões esbanjavam criatividade. Um bom exemplo foi a família Malheiros, que já está famosa na Bandalheira. Todos os anos, os dez familiares inventam uma nova fantasia para acompanhar o bloco, e só revelam no dia do desfile. Em 2014, eles foram de mexicanos e no ano seguinte de pizzaiolos, mas este ano conseguiram se superar e chamar a atenção do público com a fantasia de Harlem Globetrotters, um time de basquete americano que mistura o jogo com entretenimento. Mais do que uma simples fantasia, a ideia deste ano foi uma homenagem. O pai de Henrique Malheiros, o organizador do bloco familiar, foi um dos fundadores da Bandalheira e dava aulas de basquete. Além disso, a equipe americana está prestes a fazer 90 anos.

“Nós criamos a equipe dos Malheiros como forma de homenagear meu pai e a equipe de basquete americana. Nossas fantasias sempre chamam atenção nos desfiles da Bandalheira” Henrique Malheiros

AO SOM DAS MARCHINHAS Os foliões saudosos pelas tradicionais marchinhas e pelos carnavais antigos não tiveram do que reclamar, a Banda Nova e o tradicional Cordão da Velha, que desfilam há mais de 30 anos, colocaram todos para dançar ao som das tradicionais marchinhas de carnaval pelas ruas de Itabirito, sempre acompanhados pelo bloco do Zé Pereira. Quem dá o tom do desfile da Bandalheira é o Bandão de Carnaval, comandado por José Antônio Dutra, o “Teia”, e por José dos Santos, o “Leandro”. Em 2016, 50 músicos de orquestra acompanharam

Família Malheiros e suas fantasias em homenagem a equipe de basquete

“As fantasias são muito criativas e não há nada mais gostoso do que pular ao ritmo das marcinhas” Míriam Cristina do Nascimento

os desfiles tocando canções tradicionais de carnaval. Composto por instrumentos como tuba, trompete, saxofone, bumbo, entre outros, o Bandão reúne músicos de Itabirito e de outras quatro cidades e, além de acompanhar a Bandalheira, participou de todos os dias de carnaval em Itabirito. “Domingo e terça foram os dias mais pesados, pois acompanhamos a Bandalheira. O Carnaval é sempre muito bom. Só tocamos músicas tradicionais e mais os três hinos dos clubes de futebol itabiritense”, explicou Teia. “Muita cidade queria ter uma banda como essa, pois é de muita qualidade e ainda tocamos andando, que é um diferencial, faça chuva ou faça sol”, completou Leandro.

“Nós mandamos fazer a fantasia. Este ano eu escolhi e depois será a vez dela. Sair fantasiado é lei na Bandalheira” Leonardo Braga e Dayane Moraes

Integrantes do Bandão de Carnaval animam os foliões

“Fazemos as fantasias em casa. A minha avó ajuda a costurar. Queremos reunir mais amigos a cada ano e no ano que vem queremos até carro alegórico” Gustavo Faria (FARAOFEIROS)

“É interessante por causa da criatividade das fantasias e também pela diversidade das pessoas. Aqui encontramos desde crianças de colo até idosos e isso é muito legal” Bruno Costa (coringa) e Jorge Ferraz (arqueiro)


4

Sargento Pimenta trouxe Beatles para a folia de momo Uma das atrações mais esperadas do Carnaval de Itabirito, o grupo Sargento Pimenta cumpriu o que prometeu e fez o público relembrar os Beattles em um show nostálgico e muito animado, durante o sábado de carnaval (06), no Palco Folia. O repertório incluiu hits como Yellow Submarine, Here comes the sun e All my loving com arranjos bem brasileiros, que emocionaram os foliões beatlemaníacos ou não. “Excelente a fusão do som dos Beatles com o ritmo de carnaval, adorei, um ótimo show sem dúvida” Glauber Lima

“Ficamos muito felizes por trazer o som do Sargento Pimenta para uma cidade com um carnaval tão animado como o de Itabirito” Leandro Donner, Sargento Pimenta

Novidade de no Carnaval de Itabirito, o grupo Sargento Pimenta

Trios elétricos garantiram um carnaval animado O Carnaval de Itabirito oferece um cardápio variado de atrações, mas talvez sejam os trios elétricos que atraem mais adeptos. Durante os dias de folia, quatro trios (Pembas, Simbora Uai, Prisioneiros e Agita Aêe) circularam pela região central da cidade arrastando multidões e tocando alguns sucessos do axé. O trajeto dos trios tinha início por volta da meia noite e varava a madrugada, terminando apenas por volta das quatro da manhã. O trio dos Pembas, comandado pelo itabiritense Múcio Gurgel, já é tradição e toca as músicas para agradar todos os públicos. “Nosso objetivo é a satisfação do folião. Temos 36 anos de experiência com trios e é muito legal fazer o Carnaval de Itabirito. A cada ano arrastamos mais pessoas”, conta Múcio. Outro dono de trio que contribui com a agitação do carnaval é Gilberto Peixoto, o “Betinho”. Líder do trio Simbora Uai desde 2009, ele garante que sem o trio, o Carnaval não é completo. “Quem segue o trio curte mais a festa. Ficamos na batida todos os dias e isso cansa, mas logo dá saudade e ficamos loucos para o próximo Carnaval”, afirmou.

Trio Simbora Uai

Animação dos foliões com o bloco Os Pembas

Bloco Prisioneiros

“De dia nós curtimos os blocos e à noite acompanhamos os trios. Todo ano vamos com os Pembas, que tocam ótimas músicas”. Deyze Barreto

Agita Aêee nas ruas de Itabirito

“Quando estamos no trio é mais emocionante. É muito legal e eu quero voltar ano que vem”. Fernanda Rilary

“O trio está há 24 anos na família com o mesmo caminhão, só mudou a estrutura. O povo elogia muito a seleção das músicas”. Maycon Soares do bloco Prisioneiros


5

Matinês animaram os foliões mirins Quem pensa que Carnaval é para gente grande se engana, em Itabirito a criançada não tirou os pés do chão durante as matinês infantis, que aconteceram no Palco Cores Vivas. Com fantasias de Capitão América, pirata, bailarina, palhaço e Mulher Maravilha, as crianças, na companhia dos pais, divertiram-se ao som das tradicionais marchinhas carnavalescas adaptadas para o público infantil e ainda de canções infantis. Toda diversão foi comandada pelo Grupo Ricerccare.

“Nossa filha curtiu bastante. Muito legal terem pensado em uma programação para as crianças”. Jolberto Chaves e Eliana Martins

Show dedicado ao público infantil

Folia na cidade valorizou grupos e artistas com raízes em Itabirito Durante o carnaval, três palcos foram instalados para entreter o público só em Itabirito, fora aqueles montados nos distritos, e ao longo dos quatro dias de folia foram mais de 30 atrações na programação. Um dos destaques foi o grupo carioca Sargento Pimenta, mas a identidade do carnaval na cidade foi marcada pelo DNA tipicamente itabiritense, uma vez que a grande maioria de artistas que animou a folia era da cidade. Entre as atrações comandadas por itabiritenses, os principais ritmos eram o samba e o axé. Um dos grupos mais conhecidos na cidade é o Cachaça com Arnica, que interpreta grandes clássicos do samba de raiz, além de canções autorais bastante conhecidas por moradores locais. A banda já tem 18 anos e o vocalista Márcio Fuim garante que carnaval em Itabirito é compromisso certo na agenda do grupo. “O samba vem crescendo muito em Itabirito. É muito interessante usar artistas locais, porque o dinheiro fica na cidade e também ajuda a desenvolver as bandas daqui”. Wilton Gonçalves - banda Kabaú

Todos os ritmos tomara conta da folia Itabiritense

Natural de Itabirito, ele afirma que toca para Itabirito e também sobre Itabirito. “Eu fiz parte do coral de crianças, comecei na música aqui. Acho importante valorizar o artista local. No caso do Cachaça, as nossas músicas falam de Itabirito, contam a história da parte antiga da cidade. A cidade tem muita história e merece ser contada”, afirma. Além de valorizar o artista local, utilizar grupos itabiritenses foi uma forma de reduzir os custos do carnaval em um momento de crise e ainda assim garantir muita animação e qualidade na festa. “Privilegiamos o artista de Itabirito também como forma de conter despesas, uma vez que a logística para trabalhar com um artista daqui é menor. Isso sem perder qualidade, porque aqui nós temos artistas de muita qualidade”, afirma o secretário de Patrimônio Cultural e Turismo, Ubiraney de Figueiredo Silva.

“Aqui o carnaval é muito completo, tem todos os estilos, para todos os gostos. É uma diversidade musical muito bacana”. Tuíca - banda Swingá

Pirulito da Vila animou o público no Palco Cores Vivas


20 6

Folia em ritmo familiar nos distritos Não foi só o Centro de Itabirito que ficou movimentado durante os dias de Carnaval. Nos distritos de São Gonçalo do Bação e Acuruí a festa também contou com programação de sábado a terça e atraiu um público bastante familiar. Era comum ver nas ruas dos distritos crianças, famílias, além de grandes grupos de amigos e todos destacaram o clima de tranquilidade e segurança. Para a família Santos, que curtiu o Carnaval em São Gonçalo do Bação, a festa foi marcada pela tranquilidade e descontração. Acompanhado da esposa Delizia e dos filhos gêmeos Guilherme e Gabriela, Genésio Almeida Santos se gabava de ter ficado em segundo lugar em um concurso no qual se vestiu de mulher. Ele gostou tanto do carnaval que planeja outros anos. “É uma festa legal, só com a família e muito boa para trazer crianças. Gostamos muito do carnaval daqui”, disse Genésio, que é morador da cidade de Congonhas. Se o clima é familiar, na parte cultural as atrações também remeteram a um carnaval tradicional. Em Acuruí, na segunda-feira, quem comandou a festa foi Serginho Barbosa e sua banda, que levou ao público um repertório muito animado de marchinhas carnavalescas, como “Marcha do Remador” e “Turma “Tenho passado sempre aqui, porque melhorou muito nos últimos anos. É um carnaval de paz, no qual é possível viver tudo que uma cidade do interior oferece”. Sinval Campos

Os distritos de Acuruí e São Gonçalo do Bação, também foram palco no Carnaval de 2016

do Funil”. Mais do que animar a festa, o músico se preocupa em perpetuar as tradições carnavalescas. “Busco relembrar as marchinhas de antigamente, porque os artistas têm a obrigação de contribuir para que essa tradição não se aca“Eu já conhecia de outros passeios, mas o carnaval me surpreendeu. É bem tranquilo e eu adorei. Ótima opção para fugir um pouco de Nova Lima”. Vânia de Souza, De Nova Lima

Banda Ré sem Dó completou 40 anos com homenagem ao professor Raimundo Uma das atrações do carnaval de Itabirito em 2016 foi bastante educativa. A banda Ré sem Dó completou 40 anos e aproveitou para fazer uma homenagem à escolinha do professor Raimundo, com direito a carro alegórico e tudo. Líder da banda, Teomar Wilson contou que o grupo preza pela tradição.

“É um bloco que resistiu à modernidade dos trios e toca músicas carnavalescas mais tradicionais”, explicou. A banda desfilou depois da Bandalheira e fez tanto sucesso na cidade que até o prefeito Alex Salvador foi à festa fantasiado de Zé Bonitinho, tradicional personagem da Escolinha.

Zé Bonitinho integrou a trupe da escolinha

Foliões usaram criatividade ao escolher as fantasias

Carro alegórico da Escolinha do Professor Raimundo que desfilou na avenida

be. Tentamos fazer como os bailes de carnaval de antigamente, inclusive com muito confete e serpentina. As crianças adoram”, garante o músico, que também faz questão de tocar os hinos dos três clubes de futebol de Itabirito.

“É um ambiente tranquilo, seguro e bom para famílias. Vestimos o Gustavo de palhacinho para que ele pudesse aproveitar”. Rosimara Leite


JANEIRO DE 2016 | WWW.ITABIRITO.MG.GOV.BR

21 7

Carnaval longe do batuque Durante o Carnaval, os foliões tiveram várias opções de atração em Itabirito, mas quem não é muito adepto do batuque e do confete também encontrou outras formas muito agradáveis de diversão. A Prefeitura ofereceu aos visitantes algumas opções de roteiros turísticos para quem queria conhecer Itabirito ou aproveitar as belezas naturais do município. Um dos roteiros era um city tour feito a pé, que tinha o objetivo de apresentar o Centro Histórico da cidade, mas o favorito dos turistas mesmo foi o roteiro “Itabirito: uma Jóia na Estrada Real”. Neste, a principal atração eram as cachoeiras itabiritenses. Márcio Mareco e a esposa Maria Mareco são moradores da capital paulista e participaram do passeio na terça-feira de carnaval. Ao lado do filho Vítor, eles fizeram parte de um grupo de 10 pessoas que foi co-

Cahoeiras Três Quedas, um dos atrativos do Carnaval

nhecer as cachoeiras de Cascalho e Carrancas. Depois do roteiro, o casal garantiu que não há melhor maneira de curtir a folia do que numa boa cachoeira. “As cachoeiras são lindas e muito boas para banho. Para quem gosta de água é uma ótima pedida”,

explicou Maria. Os visitantes que foram conhecer as cachoeiras pagaram apenas o transporte e a entrada cobrada pelos proprietários do local onde elas se encontram. O serviço de guiamento foi oferecido pela Prefeitura de Itabirito.

Grupo de turistas que passeou pelas cachoeiras

Equilíbrio para curtir o carnaval

Criança aproveita para experimentar o esporte

Gustavo se equilibra na fita durante o carnaval

Enquanto os foliões se preparavam para o Carnaval, um grupo de amigos itabiritenses deu um show à parte. Eles aproveitaram o período da manhã, antes de iniciar os desfiles dos blocos, para praticar slackline na Praça da Estação. As manobras e a habilidade em se equilibrar em cima de uma fita elástica chamaram a atenção de turistas e foliões que passavam pelo local. Segundo os praticantes, o esporte combina com Carnaval porque é uma forma de interagir com as pessoas e dá ânimo para curtir a folia. “Dá para gastar 800 calorias em apenas 40 minutos. É ótimo, porque a gente fica mais animado para pular Carnaval depois. E o pessoal que vem assistir fica muito curioso e às vezes pede para tentar”, afirmou. Em Itabirito, segundo Gustavo, cerca de 25 pessoas são adeptas do slackline e o local favorito para a prática do esporte é o Parque Ecológico”.


22 8

Pesquisa de demanda analisou grau de satisfação com o Itabirito Folia Nos últimos anos, a Prefeitura de Itabirito tem se valido de uma importante ferramenta para planejar o Carnaval. Trata-se de uma pesquisa de demanda feita com visitantes e moradores da cidade, na qual é aplicado um questionário com informações sobre a festa. A pesquisa foi realizada nos últimos quatro carnavais e em 2016 servidores da Secretaria de Patrimônio Cultural e Turismo aplicaram 398 QUESTIONÁRIOS durante a festa, sendo 159 PARA VISITANTES e 239 PARA MORADORES. Entre os pontos abordados na pesquisa estavam a opinião das pessoas sobre o eventos nos aspectos de estrutura, alimentação, decoração, segurança, entre outros. O questionário tam-

bém coletou dados socioeconômicos e informações sobre quantos dias o entrevistado participou do carnaval. Para os visitantes, a pesquisa ainda buscou saber dados como local e condições de hospedagem, valor gasto durante o evento e como ele se informou sobre a festa. Segundo a diretora de Turismo, Michilene Rodrigues, os dados coletados servem como base para melhorar cada vez mais o carnaval. “Essas informações nos orientam sobre como planejar cada vez melhor o Carnaval, atendendo às expectativas de quem curte a folia em Itabirito”, explica. O grau de satisfação apontado nos últimos anos está acima dos 80%.

Servidora entrevista turistas durante o carnaval

Mais de 500 pessoas trabalharam para fazer o carnaval acontecer O carnaval em Itabirito reuniu milhares de pessoas nas ruas da cidade, mas enquanto os foliões pulavam, muita gente trabalhava. A Prefeitura disponibilizou mais de 500 profissionais durante a folia, entre contratados e servidores ligados à administração pública, que atuaram nas mais diversas funções. Desde guias turísticos, equipe de limpeza, seguranças, policiais, brigadistas, bombeiros, motoristas, além de muitos em diversas funções. Luzia Maria Januária trabalhou no centro de apoio do evento, o chamado “QG”. Sua função era distribuir as refeições para quem estava trabalhando e ela esteve a postos durante todos os dias de festa. Durante os quatro dias foram distribuídos cerca de três mil lanches e 1,4 mil refeições, e ela afirmou que é muito bom trabalhar na organização da festa.

Outro que bateu ponto na festa foi o locutor Chalan Richard. Responsável pelos anúncios de palco e por apresentar as bandas, Charlan já tem quatro anos de carnaval em Itabirito e garante que não trocaria o trabalho nem por uma bela fantasia.

“Eu faço o que eu gosto e ainda ganho para isso. É gostoso participar da festa e eu procuro sempre jogar o clima pra cima, pra animar o pessoal”. Chalan Richard, locutor

“Eu já pulei muito carnaval, mas gosto de trabalhar, de ajudar a festa acontecer. Eu fico feliz conversando com as pessoas e tenho muito carinho no que faço”. Luzia Januária, assistente no qg do carnaval

Geraldo e Sandra trabalharam entregando água para os artistas

Diversos profissionais trabalharam durante a folia para garantir conforto, tranquilidade e segurança durante o Carnaval


JANEIRO DE 2016 | WWW.ITABIRITO.MG.GOV.BR

23 9

CARNAVAL COM CARA DE OLIMPÍADA No dia 13 de maio, a Tocha Olímpica passará por Itabirito, mas enquanto a data não chega, a cidade aproveita cada oportunidade para entrar no clima dos Jogos. No carnaval, a decoração da folia foi inspirada justamente pelas Olimpíadas e usou as cinco cores dos arcos para enfeitar o município. “Nós trabalhamos as cinco cores dos anéis e fizemos uma decoração mais limpa em torno das cores, de uma forma mais lúdica. Coloquei bandeirinhas, que remetem a feiras internacionais e fogem um pouco da franja, que era a forma usada geralmente”, explica o cenógrafo Walter Martins, que foi o responsável pela decoração. No total, foram utilizados seis mil metros de bandeirinhas na cidade. Além de proporcionar um efeito visual bastante rico, as bandeirinhas são mais leves e o custo de produção foi menor. Também se destacaram na festa a escultura instalada na Praça da Bandeira, que representou o globo terrestre, e os arcos olímpicos montados na Avenida Queiróz Júnior e na Praça da Estação. A decoração chamou atenção em todo o Centro, com destaque para as estruturas montadas na entrada da cidade, na rodoviária, na Praça da Estação e também nos distritos de Acuruí e Bação.

A cara do Carnaval de Itabirito

Fantasia de polícia montada do Canadá

Bonecão do Zé Pereira em homenagem ao Omar

O bigodão do seu Omar de Oliveira Batista é inconfundível. Ele esta presente em praticamente toda festa na cidade e ganhou ainda mais notoriedade no carnaval, tanto que sua imagem foi até utilizada no material publicitário feito pela Prefeitura para divulgar a festa. A fantasia tradicional é de polícia montada do Canadá. Ele mandou fazer a roupa, mas o chapéu é original, que ele ganhou de uma amiga. Mas também foi possível ver o senhor Omar e o seu bigode vestido de sambista, para cur-

tir os shows de palco, e quem não o viu pessoalmente, certamente cruzou com o bonecão do Zé Pereira que faz homenagem a ele. “O carnaval aqui é o melhor de todos. Todo mundo me conhece e se eu não sair na Bandalheira o pessoal reclama”, garante Omar, ou “Evibori”, como é conhecido. O apelido veio de uma frase de uma música que dizia “Everybody now”, ou “todo mundo agora”. Segundo Omar, faz jus ao dono, pois ele “está em todas”.

Fantasiado de Sambista


24 10

“A festa foi muito bonita e bem animada, e a programação eclética agradou a todos”. Lívia Tabari

“O carnaval daqui é pura animação, principalmente os shows e os trios elétricos”. Patrícia e Simone Salles

“Carnaval nota 10, principalmente os blocos caricatos que estavam animadíssimos”. Luiza Ribeiro e Anderson Hudson

“Carnaval muito animado, gente bonita e programação variada, adoramos”. Bárbara Gonçalves e Élcio SilvA

“Há tempos não víamos um carnaval tão bacana, e aqui em Itabirito está cada vez melhor”. Leidiane Cristina Fernandes e Allison Luiz


JANEIRO DE 2016 | WWW.ITABIRITO.MG.GOV.BR

“Eu vim por causa dela, mas vou voltar também por causa do carnaval. O carnaval daqui é 100%, é natural e muito gostoso”. Fabiano Rigotto, de Belo Horizonte

“Eu adoro carnaval. Minha parte favorita são os bonecões, são muito divertidos”. Sofia Reis e Arthur Simões

“No carnaval, nós gostamos dos bonecões, dos trios e de usar fantasias”.

Melina e Manuela Pedrosa

“Adoramos o carnaval, pois nossos filhos se divertiram muito com as animadas matinês”. Gláucio Assis, Alessandra Assis e filhos

“O bom do carnaval de Itabirito é o resgate cultural dos blocos com as fantasias e as marchinhas. É a volta do verdadeiro carnaval de rua”. Sheldon e Tereza de Assis

25 11


26 12

Folia para espantar a crise Os ambulantes agarraram essa oportunidade oferecida pela Prefeitura e durante a festa itabiritense, elevaram as vendas e conseguiram uma renda extra. É o caso de Lucimeire de Fátima Pereira, mais conhecida por “Zizi”, que faz um dos pasteis de angu mais famosos de Itabirito. Durante o carnaval ela faturou acima da média e garante que pelo lucro extra vale a pena às 12 horas diárias de trabalho enquanto os foliões se divertem. “Eu não posso reclamar. O pastel de angu dá um bom retorno e uma festa como o carnaval é uma ótima oportunidade para tirar um dinheiro a mais”. Lucimeire de Fátima (Dona Zizi)

O carnaval garantiu uma boa renda para todos, mesmo em época de crise, quando as pessoas ficam mais receosas em colocar a mão no bolso. Durante os dias do Itabirito Folia, Raimunda Cardoso de Oliveira, por exemplo, aproveitou a folga do trabalho na Prefeitura para vender churrasquinho e macarrão na chapa na Barraca da Neli.

“Todo ano eu estou ‘agarrada’. Consigo tirar uma boa renda no carnaval, que ajuda bastante. Trabalho muito, mas vale a pena”. Raimunda cardoso

Barracas ficaram movimentadas durante a folia

Selo para comer com qualidade Diante das várias opções de barracas que oferecem comidas e bebidas, o primeiro aspecto que orienta a escolha é o cardápio, certo? Errado. A Prefeitura de Itabirito desenvolveu no Carnaval um trabalho que teve o objetivo de garantir a qualidade dos alimentos comercializados durante a festa. Cada barraca tinha um banner no qual era afixado diariamente, após inspeção da vigilância sanitária, um selo com a nota do estabelecimento. Para ganhar nota A, os barraqueiros deviam respeitar aspectos como higiene, organização e acondicionamento dos alimentos. Para o coordenador da vigilância, Evandro Almeida, o selo é uma forma de garantir um alto padrão de qualidade. “É um trabalho sistemático, fiscalizamos constantemente, inclusive nos distritos. É uma garantia de qualidade e diminui o risco de intoxicação, pois os comerciantes se adéquam às normas básicas”, explica. Liziane Faria comeu todos os dias na mesma

barraca e garantiu que as notas “As” influenciaram sua escolha. “Se alguma não recebe nota ‘A’, a gente fica imaginando o porquê, então ter esse selo me deixou tranquila para comer sem medo”. O trabalho com classificação por notas no selo de qualidade começou em 2013 e os anos mostram que a preocupação da Prefeitura com os alimentos tem

Comerciantes comemoram notas As

dado resultado. Em 2013, 50% das barracas no carnaval receberam selo com nota “A” ao longo de todos os dias de folia. Já este ano, 21 das 23 barracas conseguiram nota máxima nos quatro dias. As únicas duas que tiveram nota menor conseguiram corrigir os defeitos apresentados e voltaram a receber nota “A” ao longo da festa.

Evandro (de branco) faz inspeção em barraca

Público LGBT contou com barraca de apoio no Carnaval Durante a folia em Itabirito, uma barraca dedicou-se a prestar informações e apoio ao público LGBT que visitou a cidade. A tenda de referência Ita LGBT contou com apoio da Prefeitura e teve o intuito de dar visibilidade ao movimen-

to, além de distribuir material informativo sobre campanhas estaduais e federais e também preservativos. Na tenda, foram distribuídos, pela entidade responsável, três mil preservativos femininos, 18 mil masculinos, além

de sete mil gels lubrificantes. Mais do que divulgar as campanhas sobre sexo seguro no carnaval e distribuir os preservativos, o objetivo da tenda, segundo Leandro Almeida, é se tornar uma referência para o público LGBT no carnaval.

Foliões recebem kits informativos


FEVEREIRO DE 2016 | WWW.ITABIRITO.MG.GOV.BR

15

Prefeitura promove curso com foco em técnicas artesanais de produção de alimentos A vontade de aprimorar as técnicas de produção, melhorar a qualidade nutricional, trocar experiências e aumentar a qualificação levaram um grupo de 10 pessoas de Itabirito a participar do curso gratuito de Produção Artesanal de Alimentos oferecido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/MG), em parceria com o Centro Público de Educação Profissional de Itabirito (Cepep). Os 10 alunos aprenderam a elaborar alimentos saudáveis, utilizando receitas simples, com produtos adquiridos no município. Além de ensinar técnicas de produção artesanais, o treinamento promoveu ainda o resgate de receitas tradicionais da região. A instrutora do curso e consultora do Senar, Izabel Barcelos, explicou que os alimentos artesanais são produtos que foram processados sem aditivos químicos, de forma caseira com objetivo de agregar qualidade e valor nutricional ao produto. Durante o curso, a instrutora abordou técnicas de panificação e questões sanitárias, além de atividades práticas. Os alunos tiveram a oportunidade de fazer pães, massas, bolos e tortas. “A intenção do curso foi trazer um resgate cultural das receitas tradicionais trabalhando os quesitos nutricionais, dentro das boas práticas de produção, ou seja, utilizando menos sal, ovos e ingredientes químicos”; disse Izabel. Os alunos aprovaram o resultado final, como foi

o caso de Gean Lamontagne Gonçalves, que vende bombons com a namorada, e não tinha conhecimento sobre massas.

no início de fevereiro, na cozinha da Associação Comunitária do bairro de Lourdes.

“Eu aprendi muitas coisas legais, como o modo de preparo das massas e os cuidados com higiene. A culinária tem muitas frentes e se houver um curso diferente eu vou querer fazer” Gean Lamontagne Mesma opinião teve a dona de casa, Amira da Cunha Coelho, que fez as aulas para aprimorar o conhecimento em culinária. “Eu estou levando ótimos aprendizados das aulas e com certeza aprendi muita coisa nova e dicas que eu não sabia”, explica. Segundo a coordenadora de Cursos do Cepep, Alessandra Aparecida Oliveira, o Centro trabalha com o objetivo de aprimorar as habilidades da população de Itabirito observando as funções específicas demandadas pelo mercado de trabalho. “As pessoas precisam estar preparadas para as mudanças que ocorrem, assim a qualificação é a ferramenta fundamental para o sucesso na carreira profissional. O Cepep, continuará trabalhando para isso”, finalizou Alessandra. O curso teve duração de 40 horas e foi ministrado

Instrutora do curso Izabel Barcelos e os alunos colocando a mão na massa

Dona Amira põe a mão na massa durante o curso

Ambulantes de Itabirito aprovam organização do carnaval Os 24 ambulantes que trabalharam durante o carnaval de Itabirito mostraram-se satisfeitos com a organização do comércio por parte da Prefeitura. Eles participaram de uma reunião avaliativa com integrantes da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, no dia 17 de fevereiro, na sede do Cepep. Durante o encontro, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Sanders de Assis, disse que o objetivo era encontrar formas para melhorar ainda mais os serviços prestados aos turistas e à própria população de Itabirito durante as atividades que integram o calendário oficial de eventos do município. Durante os eventos da cidade o comércio ambulante proporciona uma maior lucratividade para os empreendedores. “Os eventos são uma forma de oportunizar renda,

Ambulantes aprovaram organização do carnaval

cultura e entretenimento. Por isso, estamos aqui para avaliar como a Prefeitura pode melhorar o trabalho de vocês”, informou Sanders. Por quase duas horas, os vendedores apontaram os pontos positivos e negativos do carnaval de 2016. Eles também preencheram um questionário qualitativo. De positivo, eles destacaram a segurança e a estrutura oferecidas pela Prefeitura como as barracas e a programação carnavalesca eclética. O ambulante Salvador Bom Despacho de Souza, responsável por uma barraca de comidas, afirmou que as vendas atenderam bem as expectativas e que o faturamento foi o mesmo do ano passado. Ele elogiou a segurança e espera continuar trabalhando em parceria com a Prefeitura nas festas.

“Esse carnaval foi muito bom, mas, nossa intenção é superar os erros, com o apoio da Prefeitura, para prestarmos um serviço cada vez melhor aos turistas e moradores de Itabirito” Salvador Bom Despacho de Souza

CAPACITAÇÃO Os vendedores ambulantes que atuaram no carnaval são filiados à Associação do Comércio Ambulante de Itabirito (Acomabi), e foram capacitados ao longo de 2015, por meio do curso “Empreendendo na Rua”, promovido pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico em parceria com o Sebrae. O curso teve o objetivo de capacitar os vendedores ambulantes para atenderem com excelência em todos os eventos do município.

Secretário Sanders coordenando reunião com ambulantes


16

agricultura & pecuária

A TOCHA OLÍMPICA VAI PASSAR POR

ITABIRITO

Prefeitura promove Dia de Campo para produtores rurais do município

O prefeito participou da abertura do evento

O Dia de Campo 2016 reuniu cerca de 80 produtores rurais e agricultores familiares dos municípios de Itabirito, Ouro Preto e Ouro Branco. O evento ocorreu no dia 24 de fevereiro, na fazenda do produtor Ari Rodrigues França, na região do Cardoso. A programação contou com palestras sobre cultivo do sorgo, do milho e tratamento do solo. As atividades aconteceram em parceria com a Emater e com a Embrapa Milho e Sorgo, de Sete Lagoas. O prefeito Alex Salvador participou do evento e ressaltou a importância da iniciativa em promover a assistência técnica por meio da promoção de conhecimento aos agricultores. “A Prefeitura está promovendo a difusão da informação e esperamos que estes ensinamentos sejam absorvidos da melhor forma possível pelos produtores”. Os cerca de 80 produtores rurais se dividiram em três grupos e se revezaram em três oficinas para ouvir as palestras dos técnicos. O produtor de milho, Rodrigo

Braga, elogiou a iniciativa da Prefeitura ao promover a disseminação do conhecimento. “É muito bom aprender coisas novas, pois os técnicos do Embrapa sempre apresentam dicas boas para o plantio.” Rodrigo braga Mesma opinião partilha a produtora, Leila Carvalho Ribeiro Braga, ao afirmar que aprender técnicas novas de plantio são fundamentais para se obter uma colheita cada vez melhor. “Devemos estar sempre aprendendo e nos qualificando para aumentarmos a nossa produção com qualidade”, falou. O engenheiro agrônomo da Embrapa, Diego de Oliveira Carvalho, deu importantes dicas sobre a plantação de milho e ensilagem. Segundo ele, o período entre plantio e colheita deve durar em torno de 120 dias. Sobre a ensilagem, ele explicou que o gado e outros ani-

mais podem compactar o solo sem problema. Disse que o segredo de um bom silo é a compactação do produto seguida da retirada de todo o ar. “Essa iniciativa da Prefeitura é muito importante para que possamos apresentar técnicas novas e disseminar conhecimento para os produtores rurais, sobretudo os menores que não têm muito acesso à informação”, explicou Diego. O secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Antônio Avelar, disse também que a Prefeitura vai continuar promovendo eventos semelhantes para qualificar cada vez mais o produtor rural, visando a diversificação econômica de Itabirito. “É nosso dever zelar pela qualificação de nossos agricultores e dar todo o suporte para que a produção cresça cada vez mais com qualidade”, finaliza De acordo com a engenheira agrônoma da Emater, Francine Souza, o Dia de Campo é uma atividade estratégica para os processos de capacitação e difusão de tecnologias para os produtores rurais. “Trata-se também de uma ótima oportunidade para a troca de experiências e qualificação profissional”, explica.

Diego Carvalho da Embrapa dá dicas sobre a plantação de milho e ensilagem

Produtores da Agricultura Familiar fazem visita técnica a Congonhas Uma caravana formada por 28 agricultores familiares, integrantes da Associação de Produtores da Agricultura Familiar de Itabirito (Apafi), participou de uma visita técnica em algumas propriedades de Congonhas, no final de janeiro, com o objetivo de trocar experiências e informações sobre produção agrícola. Esse trabalho de campo foi organizado pela Secretaria Municipal de Agricultura em parceria com a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater). A extensionista de Bem Estar Social da Emater, Marilda de Almeida, qualificou a visita como muito produtiva, pois foi uma oportunidade valiosa para os agricultores de Itabirito vivenciarem novas experiências em diversas áreas do setor rural. “Eles tomaram conhecimento, na prática, de técnicas de produção empregadas em Congonhas, que podem ser adaptadas para a realidade daqui”, contou. Durante todo o dia, agricultores e técnicos da Secretaria de Agricultura e da Emater percorreram algumas propriedades para conhecer as experiên-

cias sobre o trabalho desenvolvido nas áreas de piscicultura, associativismo, turismo rural e produção de quitandas. Para o secretário Municipal de Agricultura, Antônio Avelar, a viagem foi uma grande oportunidade para a Agricultura Familiar do município. “O desenvolvimento e fortalecimento de novas atividades são essenciais para aumentar a rentabilidade das pequenas propriedades, sendo a diversificação uma ferramenta importante para manter os produtores no campo”, finalizou Avelar. “É muito bom trocar experiências e aprender coisas novas, que vão ajudar na prática a melhorar a nossa produção de mandioca e feijão”. Leila Carvalho

Agricultores de Itabirito durante a visita técnica a Congonhas


FEVEREIRO DE 2016 | WWW.ITABIRITO.MG.GOV.BR

17

meio ambiente

A TOCHA OLÍMPICA VAI PASSAR POR

ITABIRITO

Reaproveitamento Sustentável

SERVIDORES DO CENTRO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL PARTICIPAM DE OFICINA SOBRE HORTA VERTICAL NA FÁBRICA DA COCA-COLA Profissionais do Centro de Educação Ambiental (CEA) participaram nos dias 1º e 2 de fevereiro na fábrica da Coca Cola/Femsa (Unidade Itabirito) de uma oficina sobre horta vertical. O projeto consiste na reutilização de garrafas pet como base para o plantio de hortaliças e leguminosas de pequeno porte. As sementes de hortaliças e leguminosas, plantadas durante a oficina, foram cedidas pela Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Os participantes aprenderam questões importantes e fundamentais para obter sucesso no cultivo de uma horta, como a compra de terra adequada, que de preferência, deve ser adubada. Outro ponto importante discutido foi em relação á escolha do tipo certo de planta. Se for uma espécie com raízes longas, a tendência é que não se desenvolva. O ideal é cultivar plantas com raízes curtas como cebolinha, salsa, coentro, alface, pimentão, tomate-cereja, couvefolha, rúcula, alecrim, sálvia, orégano, manjericão e calêndula. Se o espaço receber pouca luz, algumas boas opções são hortelã, capuchinha, tomilho, salsa e cebolinha. A educadora ambiental do CEA, Priscila Caroline da Silva, contou que a oficina foi muito válida, uma vez que os recursos naturais são limitados e é preciso inventar maneiras criativas de jogar menos no lixo, reaproveitando tudo ao máximo.

“A horta vertical é uma ótima opção para quem possui pouco espaço em casa ou mora em apartamento, além de prática e de baixo custo, propicia a reutilização de garrafa pet”, contou a educadora ambiental Priscila. A Oficina ocorreu nos três turnos de funcionamento da fábrica para atender todos os 60 participantes, incluindo servidores da própria Coca-Cola.

Alunos da CEA aprendem a fazer uma horta vertical

Cerca de 90 pessoas participaram da oficina

SEMANA DA CONSCIÊNCIA AMBIENTAL E PATRIMONIAL Além da Oficina sobre hortaliças em garrafas pet, os integrantes do Centro de Educação Ambiental (CEA), participaram também da Semana da Consciência Ambiental e Patrimonial, realizada na sede da Coca-Cola. Eles montaram um estande sobre Patrimônio Cultural e Ambiental de Itabirito. Lá foram expostos banners, com informações sobre os patrimônios materiais e imateriais, os bens móveis e imóveis, além de informações básicas sobre o município. Também foram distribuídas cartilhas informativas e cartões postais divulgando as belezas naturais e diversificadas do município.

“Devemos conscientizar que preservando o Patrimônio histórico, resgatamos a identidade, as raízes e a memória cultural de um povo, contribuindo para o desenvolvimento econômico, social e ambiental. Caso contrário, sem essa atitude de conscientização e transformação, a sociedade perde seus valores”. Luciano P. Moreira, da Semam

Parceria entre Prefeitura e associações faz dobrar a quantidade material reciclável recolhido A importância da coleta seletiva não reflete apenas na conscientização ambiental. Ao fazer a separação dos itens que são recicláveis do lixo comum, além do reaproveitamento desses materiais, soma-se a isso um meio ambiente sustentável e equilibrado. Nesse sentido, a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável tem incentivado e apoiado o trabalho das associações dos catadores de materiais recicláveis em Itabirito. Segundo o coordenador do Aterro Sanitário e supervisor das Associações de Catadores de Materiais Recicláveis, Ronaldo Gurgel, a Secretaria tem apoiado e assessorado as associações para que elas tenham condições de aumentar a quantidade de coleta de materiais recicláveis. “O trabalho dos catadores tem uma característica de inclusão social ao gerar renda aos associados e também por permitir uma sobrevida ao aterro sanitário”, explica, Gurgel. A Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis de Itabirito (Arcos) é um exemplo a ser seguido. A média apurada mensalmente de reci-

cláveis, até o mês de novembro de 2015, era de 13 toneladas, porém, em dezembro, esse número saltou para 26 toneladas e a quantidade de associados subiu de oito para 15. Como reconhecimento do trabalho desenvol-

Secretaria de Meio Ambiente tem qualificado catadores

vido e com o objetivo de beneficiar as atividades da Associação, a Arcos recebeu da ONG Doe Seu Lixo, uma balança digital de mil quilos, um purificador de água e ainda materiais de escritório.


18

Ações ambientais serão reforçadas no ambiente escolar em 2016 AS ATIVIDADES FAZEM PARTE DE UMA PARCERIA DA PREFEITURA COM A EMPRESA GERDAU Técnicos do Centro de Educação Ambiental (CEA), da Secretaria Municipal de Meio Ambiente reuniram-se no dia 12 de fevereiro com a analista de Desenvolvimento Ambiental da Gerdau, Fernanda Leão, para a apresentação do relatório das atividades a serem desenvolvidas pela empresa, em Itabirito, em 2016. A analista Fernanda Leão ressaltou a importância da parceria da Gerdau com a Prefeitura em prol da preservação do meio ambiente no município e região. Ela apresentou também a proposta da empresa para as ações a serem desenvolvidas em 2016, com destaque para a capacitação de professores da rede municipal com foco em questões ambientais.

“Vamos promover ações conjuntas na Semana do Meio Ambiente, desenvolver projetos ambientais em parceria com a Semam, além de agendar visitas técnicas para os alunos da rede municipal ao Biocentro da Gerdau”, contou a analista. O secretário Municipal de Meio Ambiente, Antônio Generoso, considera a parceria com a Gerdau muito positiva principalmente por despertar a consciência ecológica entre os alunos. “As ações conjuntas no meio escolar contribuem para o conhecimento e aprendizado dos estudantes com atividades ecológicas distintas da rotina da escola”, disse.

Técnicos do Centro de Educação Ambiental durante reunião na Gerdau

limpeza urbana

A TOCHA OLÍMPICA VAI PASSAR POR

ITABIRITO

Bairros limpos e livres de entulhos A Prefeitura de Itabirito, por meio da Divisão de Limpeza Urbana, executou serviços de retirada de entulhos diversos nos bairros Portões, Bela Vista, Nossa Senhora de Fátima, Saudade, Boa Viagem, Padre Adelmo, Santo Antônio, São José, São Matheus e Liberdade.

Servidores da Prefeitura realizam a retirada de entulhos pelos bairros da cidade

Mutirão de combate a Dengue Em fevereiro foram realizados mutirões de limpeza nos bairros Capanema, Cohab e Nossa Senhora de Fátima. Os servidores da Prefeitura recolheram 22 caminhões, o equivalente a 90 toneladas de materiais diversos como latas, latões, pneus, garrafas, entulhos e móveis velhos.Em breve, outros bairros da cidade também receberão o mutirão.

Materiais sem utilidade e quem poderiam ser foco do mosquito Aedes Aegyti foram recolhidos

Limpeza de bueiros Uma das principais causas de alagamentos em uma cidade são bueiros entupidos. O entupimento ocorre devido ao excesso de lixo jogado nas ruas. O Departamento de Limpeza Urbana da Prefeitura realizou em fevereiro o serviço de manutenção dos bueiros na área central da cidade. FAÇA SUA PARTE! NÃO JOGUE LIXO NAS RUAS. Bueiros transbordam de tanto lixo

A Prefeitura faz o possível para manter os bueiros sempre limpos e funcionando, mas é muito importante que a população também faça sua parte e não jogue lixo na rua


FEVEREIRO DE 2016 | WWW.ITABIRITO.MG.GOV.BR

19

Serviços por uma Itabirito mais limpa e bonita CAPINA

ROÇADA

Além da retirada de entulhos, também foram executados serviços de capina nos bairros Lourdes, Praia, São José e área central.

Já os trabalhos de roçada, (que utilizam equipamentos como roçadeiras para cortar o mato), foram executados na Unidade Básica de Saúde (UBS); na escadaria do Carioca; no Centro de Reabilitação e Fisioterapia; na Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Itabirito (Apae) ; no Instituto Federal de Minas Gerais (IFMG) e no Centro Especializado em Reabilitação (CER), além das praças da Estação e Dr. Guilherme.

Serviço de capina na Rua José de Souza, no Bairro Vila Gonçalo

PINTURA NOVA

Os serviços também foram realizados no Poliesportivo da Carioca , nas proximidades do fórum e em diversos outros pontos na área central

Os meios-fios das principais vias de acesso ao município receberam pinturas novas

JARDINS QUE DÃO ORGULHO! Que as praças e jardins de Itabirito são bem cuidados não é novidade. Mas, o que muitos não imaginam é que para chegar a um resultado de agradar aos olhos de quem passa pelo local, é necessário um trabalho incessante dos servidores da Prefeitura. Em fevereiro, os serviços de manutenção foram realizados na Pracinha do Bairro Itaubira, na Unidade Básica de Saúde (UBS) quadra do bairro São José, no Instituto FederaI de Minas Gerais (IFMG), na escadaria da Vila Gonçalo e na rodoviária nova.

Os jardins dos espaços públicos recebem cuidados especiais

Manuntenção de jardins no IFMG

Manuntenção na escadaria da Vila Gonçalo


20

urbanismo

A TOCHA OLÍMPICA VAI PASSAR POR

ITABIRITO

Sua calçada está acessível a todos? FAÇA UMA GENTILEZA À CIDADE, MANTENHA-A SEMPRE LIMPA E DENTRO DOS PADRÕES! CALÇADAS DEVEM GARANTIR CONFORTO E SEGURANÇA PARA O PEDESTRE Quando um projeto arquitetônico é desenvolvido deve-se considerar sua inserção em todo o entorno. Sendo assim, é importante ter atenção especial à circulação de pedestres. Andar a pé consiste na maneira mais antiga e eficiente de deslocamentos. No entanto, com o uso do automóvel, as cidades brasileiras direcionaram a maioria de suas ações e políticas em favorecimento dos veículos, como o alargamentos de vias, criação de novos eixos de trânsito rápido, etc. A consequência imediata foi falta de incentivo para o pedestre se deslocar. A largura das calçadas foi reduzida, obstáculos como degraus e rampas de garagem foram inseridos, entre outros. Hoje, uma das soluções apontadas para os problemas de mobilidade é priorizar os deslocamentos de pedestres dentro dos centros urbanos. A criação de calçadas largas, travessas fechadas ao uso do automóvel, grandes calçadões são exemplos disso. Eliminar obstáculos e criar espaços mais seguros para os pedestres são medidas fundamentais em busca de benefícios para toda a população, pois, independente do modo de transporte que as pessoas utilizam, em algum momento precisarão se deslocar a pé.

CALÇADA IDEAL É REGRA PARA A EMISSÃO DO DOCUMENTO “HABITE-SE”. A Secretaria Municipal de Urbanismo tem recebido frequentes pedidos de esclarecimentos sobre a construção de calçadas, pois como explica a arquiteta e urbanista, Karla Melo, isso é um pré-requisito para a emissão do documento habite-se. “É necessário que as calçadas estejam de acordo com as normas do Plano de Mobilidade e do Código de Obras do município”,

esclarece a arquiteta. Ela acrescenta que o gerenciamento das calçadas tem o objetivo de assegurar a acessibilidade, a reforma e padronização, para a garantia de mais conforto e segurança para o pedestre. A fiscalização das calçadas é realizada pelos fiscais de postura. De acordo com a Secretaria de Urbanismo, algumas calçadas do municí-

Largura Mínima

Largura Mínima

pio encontram-se em desacordo com o Plano de Mobilidade e Código de Obras de Itabirito, apresentando buracos, revestimentos inadequados, obstáculos, rampas entre outros problemas. Confira as orientações do Plano de Mobilidade de Itabirito para a construção e ou reforma da sua calçada:

Sem largura mínima

É fundamental preservar a faixa livre no centro da calçada. Essa faixa deve acompanhar a inclinação da rua e não a inclinação transversal maior que 2% como imagem a seguir:


FEVEREIRO DE 2016 | WWW.ITABIRITO.MG.GOV.BR

21

Prefeitura trabalha na conservação de praças e canteiros Os canteiros centrais das avenidas e praças de Itabirito estão passando por limpeza constante. Equipes da Secretaria de Urbanismo (Semurb), por meio do Departamento de Limpeza Urbana, realizam poda de grama, plantio de flores e limpeza dos espaços públicos. “Ainda temos muito a realizar pela frente. O intuito é fazer do nosso ambiente um lugar agradável, dando mais beleza à cidade e mantendo-a limpa e organizada”. Karla de Melo arquiteta e urbanista da prefeitura


22

EU JOGO LIMPO! CARREGO MEU LIXO COMIGO

ATÉ ENCONTRAR UMA LIXEIRA

LOTE SUJO

= MULTA COLABORE POR UMA ITABIRITO CADA VEZ MAIS LIMPA E BONITA MANTENHA SEU LOTE SEMPRE LIMPO E EVITE MULTAS. NOSSA CIDADE AGRADECE

ENTULHO NAS RUAS

= MULTA

EVITE TRANSTORNOS

MANTENHA SUA CALÇADA REGULARIZADA

AUSÊNCIA DE PASSEIO, FALTA DE MANUTENÇÃO, OCUPAÇÕES IRREGULARES, MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO, ENTULHOS NAS VIAS E CALÇADAS!

DÁ MULTA FIQUE ATENTO ÀS NORMAS


FEVEREIRO DE 2016 | WWW.ITABIRITO.MG.GOV.BR

23

saae

A TOCHA OLÍMPICA VAI PASSAR POR

ITABIRITO

Moradores dos bairros Quinta dos Inconfidentes e Marzagão recebem ampliação do sistema de esgoto A ampliação da rede de esgoto de Itabirito continua a todo vapor. Desta vez, as obras chegam aos bairros Quinta dos Inconfidentes e Marzagão. O projeto é uma parceria entre a Prefeitura de Itabirito e o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) e conta com recursos do Governo Federal por meio do convênio com Fundação Nacional de Saúde (Funasa). No bairro Marzagão serão construídas duas Estações Elevatórias de Esgoto (EEE). Assim, os moradores que convivem com o esgoto próximo a suas casas serão beneficiados, já que o material passará a ser destinado para a Estação de Tratamente de Esgoto (ETE). Já no bairro Quinta dos Inconfidentes, serão implantados 475 metros de redes interceptoras de esgoto. Essas redes irão atravessar a BR 356, levando o esgoto que atualmente é lançado no Corrégo também para a ETE. De acordo com o engenheiro do Saae Clayton de Almeida, as obras não irão atrapalhar os moradores da região. “Na rodovia, vamos trabalhar com o método não destrutivo, que é uma tecnologia utilizada na instalação das redes de infraestrutura de água e esgoto. Com isso, não vamos atrapalhar a rotina da cidade e teremos a conclusão mais rápida da obra”, explica. As obram foram iniciadas no final de 2015 e a previsão é que sejam finalizadas em cinco

meses. Com a conlusão, a ETE passa a receber mais 15 litros de resíduo por segundo, aumentando para 65% o percentual de esgoto tratado na cidade.

SANEAMENTO DE ITABIRITO Com a finalização das Estações Elevatórias, o sistema de saneamento de Itabirito passa a contar com sete unidades. A construção das Elevatórias

Duas estações elevatórias estão sendo construídas no Marzagão

Saae participa da Semana de Consciência Ambiental da Coca-Cola O Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) participou no início de fevereiro, da Semana de Consciência Ambiental realizada pela Coca-Cola/Femsa. A bióloga e chefe da Estação de Tratamento de Esgosto do Saae, Heloísa França, ministrou uma palestra sobre o Uso Racional da Água. Durante o encontro com os funcionários da fábrica foram discutidos pontos como a disponibilidade hídrica no mundo, a importância da preservação do meio ambiente e a quantidade de água que se gasta para produzir certos alimentos. “Sempre é bom lembrarmos das pequenas atitudes sustentáveis que podemos aplicar no nosso cotidiano, já que muitas vezes são esquecidas”, afirma Heloísa. Uma das organizadoras do evento, Karine Superbi, do setor de Qualidade e Sustentabilidade da Coca-Cola/ Femsa disse que a palestra foi bastante válida. “Gostei de conhecer um pouco mais sobre o Saae, principalmente quanto ao tratamento de água e efluentes, e de lembrar que, por mais que o Brasil seja um país rico em reservas naturais, a água é um bem finito que

é necessária quando não é possível que o escoamento dos esgotos aconteça pela ação da gravidade. Elas funcionam como unidades de bombeamento de esgoto de tubulações profundas para outras estações até chegar à ETE. De acordo com o diretor do Saae, Wagner Melillo, “a coleta dos esgotos ajuda na melhoria da qualidade de vida das pessoas, com ganhos importantes para a saúde pública, e ainda garante a proteção do meio ambiente’’, afirma.

deve ser preservado por todos”, comenta. As palestras realizadas pelo Saae têm o objetivo de sensibilizar a população nas questões ligadas ao saneamento ambiental, e que junto com o projeto Fiscal da Água, criado em 2012, tem gerado mudanças nos hábitos das crianças envolvidas no programa, principalmente no que diz respeito à utilização dos recursos hídricos. “Apenas por meio da educação é possível eliminar a cultura do desperdício”, afirma Wagner Melillo, diretor- presidente do Saae.

Saae realizar palestra na Coca-Cola

Servidora do Saae ministra palestra sobre saneamento básico na paróquia São Sebastião Atendendo convite da Paróquia São Sebastião, o Saae participou de um encontro com os membros da paróquia. O órgão foi representado pela bióloga e chefe da Estação de Tratamento de Esgoto, Heloísa França, que falou sobre a situação atual do sistema de abastecimento de água e coleta e tratamento de esgoto do município, bem como os projetos de melhorias para o saneamento. A Campanha da Fraternidade de 2016 tem como foco a necessidade de saneamento básico para toda a população. O tema deste ano é “Casa Comum, Nossa Responsabilidade” e o lema: “Quero ver o direito brotar como fonte e correr a justiça qual riacho que não seca’’, com foco no saneamento básico, no desenvolvimento, na saúde integral e na qualidade de vida.


24

assistência social

A TOCHA OLÍMPICA VAI PASSAR POR

ITABIRITO

Projeto “O Prefeito vai até você” EM FEVEREIRO, FORAM REALIZADAS DUAS EDIÇÕES DO PROJETO ATENDENDO QUATRO BAIRROS DA CIDADE

balhando na viabilização de ações que gerem emprego e renda e melhoria na qualidade de vida das pessoas”. Para o presidente da associação de moradores dos bairros São Mateus, Adão Lopes e “Aqui temos a possibilidade de falar sobre nossos anseios e ouvir do próprio prefeito o que está sendo programado para nossa região”. YASMIN CAROLINA, MORADORA DO BAIRRO SÃO JOSÉ

A reunião do Projeto contou com a presença de moradores dos bairros Adão Lopes, Liberdade e São Mateus

Moradores dos bairros São José, Adão Lopes, Liberdade e São Mateus tiveram a oportunidade de dialogar diretamente com a administração pública no mês de fevereiro. O projeto “O Prefeito vai até você” visitou as associações comunitárias do bairro São José, no dia 02, e da regional que atende os bairros Adão Lopes e Liberdade e São Mateus, no dia 23. O prefeito ouviu as principais reivindicações dos moradores dos bairros e ainda falou sobre os projetos e obras que estão sendo executados pela Prefeitura nas comunidades.

DEMANDAS VÃO SER ANALISADAS Entre as demandas apresentadas pela comunidade estão o asfaltamento de ruas, operação tapa buracos em alguns pontos, construção de quebra-molas, intensificação da coleta de lixo, criação de curso noturno na Escola Manoel Salvador de Oliveira, entre outras. A Prefeitura irá analisar as demandas, discutí-las e atendê-las dentro das possibilidades.

REIVINDICAÇÕES PODEM SER ATENDIDAS DE IMEDIATO Os moradores dos bairros Adão Lopes, Liberdade e São Mateus apresentaram um documento com as principais reivindicações para os bairros e o sendo debatido cada uma delas com a comunidade, de modo a sanar dúvidas e apontar quais providências podem

ser tomadas. Para muitas solicitações, a solução será colocada em andamento de forma imediata, sobretudo na área de urbanismo. A Prefeitura já está providenciando, por exemplo, a instalação de redutores de velocidade em pontos estratégicos do bairro, lixeiras, pintura e construção de meios-fios e recapeamento de algumas ruas, conforme demanda da comunidade. Também havia socilitação para canalização de parte da rede de esgoto do bairro, e o pedido foi encaminhado para o Saae de Itabirito. Para outras reivindicações que demandam estudos mais aprofundados ou investimentos mais complexos a Prefeitura irá analisar. A Associação vai passar a oferecer o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, por meio da oficina de flauta para as crianças e adolescentes dos bairros com o apoio da Prefeitura.

Liberdade, Itamar Gomes Júnior, a presença do prefeito e de representantes da Prefeitura é um sinal de compromisso da Administração Municipal. “Esse diálogo entre a prefeitura e a comunidade facilita muito pra gente. Gostamos de receber o projeto em nosso bairro e esse contato direto com o poder público é muito importante”, afirmou. O projeto “O prefeito vai até você” é organizado pela Prefeitura por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social desde 2013. A Secretaria auxilia não só na realização dos encontros, como dá apoio na estruturação das associações de bairro. Segundo a secretária da pasta, Jussara Vieira, a existência de associações ativas facilita o diálogo da população com a Prefeitura. “As associações são uma porta de entrada de solicitações, sugestões e reivindicações. É um exercício de cidadania. É um trabalho muito importante, porque não temos como estar em todos os lugares ao mesmo tempo e ninguém melhor que a própria comunidade, que vivencia as necessidades do dia a dia”.

PROJETO BEM ACEITO Segundo a Secretaria de Assistência Social esses encontros com as comunidades são prioridades para que a população tome conhecimento a respeito do trabalho que a Prefeitura está realizando e planejando para cada bairro. “A Prefeitura tem um conjunto de obras realizadas em toda cidade. Não apenas obras físicas, mas também estamos tra-

O encontro também foi realizado no bairro São José


FEVEREIRO DE 2016 | WWW.ITABIRITO.MG.GOV.BR

25

Você conhece o trabalho do Creas em Itabirito? SAIBA A IMPORTÂNCIA DO SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL Itabirito conta com os serviços do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), que é uma unidade pública, que oferece atendimentos especializados e continuados a famílias e indivíduos em situações de ameaças ou violações física, psicológica e sexual; tráfico de pessoas; cumprimento de medidas socioeducativas em meio aberto, entre outras. O atendimento é fundamentado no respeito às diferenças, valores, crenças e identidade familiar e articula-se com as atividades prestadas às famílias nas diversas políticas públicas e com os demais órgãos do Sistema de Garantia de Direitos. No Creas, quando comprovada a necessidade, é oferecido atendimento imediato de inclusão da família e seus membros em serviços socioassistenciais ou em programas de transferência de renda.

OBJETIVOS DO CREAS Entre os principais objetivos do Creas estão a contribuição para o fortalecimento da família no desempenho de sua função protetiva; a inclusão das famílias no sistema de proteção social e nos serviços públicos, conforme necessidades; contribuições para restaurar e preservar a integridade e a autonomia dos usuários; contribuição para romper com

padrões violadores de direitos no interior da família, para a reparação de danos e apoio para sanar a incidência de transgressão de direitos e ainda para prevenir a reincidência dessas violações.

SERVIÇOS OFERTADOS NO CREAS

Para atender a população em todos estes serviços, o Creas conta com uma equipe de profissionais composta por assistentes sociais, psicólogos, advogado e orientadores sociais. Para participar de qualquer serviço ofertado pelo Creas de Itabirito, basta comparecer à Praça Coronel Baêta, nº42, Centro. O telefone é (31) 3561- 4080.

No Creas são oferecidos os seguintes atendimentos: • Serviços de Proteção e Atendimento Especializado a Famílias e Indivíduos (Paefi); • Serviço Especializado em Abordagem Social; • Serviço de Proteção Social aos Adolescentes em Cumprimento de Medida Socioeducativa de Liberdade Assistida , e de Prestação de Serviços à Comunidade (PSC); • Serviço de Proteção Social Especial para Pessoas com Deficiência, Idosas e suas Famílias e Especializado para Pessoas em Situação de Rua.

Sede do Creas

Participe das reuniões dos conselhos CONFIRA A AGENDA DE REUNIÕES DOS CONSELHOS LIGADOS À SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

A partir de março, as reuniões dos Conselhos Municipais de Assistência Social (CMAS) e dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) acontecerão nas segundas terça-feira do mês, de 8h30 as 9h30. Já as reuniões dos Conselhos Municipais de Habitação de Interesse Social (CMHIS) e do Idoso (CMI) serão realizadas na última quarta-feira do mês, de 8h30 as 9h30 respectivamente. Os locais das reuniões serão divulgados em breve.

O QUE É UM CONSELHO? Conselhos são instâncias deliberativas que reúnem representantes da Prefeitura, da sociedade civil, dos trabalhadores, das entidades e usuários, e contribuem para a definição dos planos de ação da cidade, por meio de discussões e reuniões periódicas. Entre as principais atribuições está a defesa dos direitos dos cidadãos. Mais informações sobre os conselhos podem ser obtidas na Secretaria Executiva dos Conselhos. O telefone é 3561-4079


26

esporte & lazer

A TOCHA OLÍMPICA VAI PASSAR POR

ITABIRITO

Corredores de rua vão tomar conta de Itabirito a partir do mês de março

LARGADA PARA A PRIMEIRA DE TRÊS ETAPAS DO CIRCUITO DE CORRIDA DE RUA ACONTECERÁ NO DIA 19 A partir do mês de março os adeptos das caminhadas e corridas poderão colocar à prova a preparação física em Itabirito. No próximo dia 19, às 17 horas, será dada a largada para a 1º etapa do Circuito Itabirito de Corrida de Rua em 2016, que reunirá atletas de todas as idades em um percurso de cinco quilômetros a partir da Praça da Estação. Realizado desde 2013, o circuito reúne atletas de diversos municípios e desde sua criação já atraiu mais de três mil corredores. A prova do dia 19 de março será a primeira de três etapas que serão realizadas em Itabirito ao longo do ano. A segunda e terceira etapas estão agendadas para maio e agosto, respectivamente. A cada etapa, os oito melhores atletas de cada categoria recebem uma pontuação e, ao final das três etapas, a organização vai premiar com um troféu o vencedor por categoria. Os melhores colocados na classificação geral vão receber um troféu especial como vencedores do Circuito. Podem participar do Circuito atletas do sexo masculino e feminino que serão divididos de acordo com a faixa etária, sendo que a categoria A engloba os corredores mais jovens – entre 11 e 15 anos – e a categoria J reúne os atletas com mais de 60 anos. Também há uma categoria para atletas portadores de necessidades especiais. Os corredores com menos

de 18 anos, contudo, precisam da autorização dos pais para competir. Em caso de dúvidas, os interessados podem entrar em contato com a Secretaria de Esportes de Itabirito pelo telefone 3563-1956.

PREPARAÇÃO NA MEDIDA EXATA Sandra Braga Nascimento vai participar da Corrida de Rua pela primeira vez. A dona de casa de 41 anos vai celebrar na prova a mudança no estilo de vida que conquistou no último ano. Em maio de 2015, ela começou a participar do projeto Medida Exata da Prefeitura, que oferece aulas de ginástica, treinos de corridas e caminhadas, além de outras “Correr é um ótimo exercício. Mudou minha vida, me deu disposição e aumentou minha autoestima. As provas de rua são muito boas, porque a disposição é melhor, e é possível conhecer muita gente animada o que acaba sendo um incentivo”, Sandra Braga Nascimento

atividades físicas e palestras. Só nos primeiros nove meses, além de se tornar uma corredora assídua, ela conseguiu perder 17 quilos e agora está ansiosa para participar da Corrida de Rua. Para a filha, Vitória Braga, de 12 anos, correr fez bem para a mãe. “Ela só gostava de ficar dentro de casa e agora ficou bem mais animada”, conta a menina, que costuma acompanhar a mãe nos treinos. Os aulões de corrida do Medida Exata acontecem de segunda a quinta-feira, às 19 horas, no espaço do Julifest. Atualmente, projeto conta com mais de 300 participantes. Para iniciar a atividade, o interessado só precisa comparecer ao local do treinamento. Mais informações podem ser obtidas também pelo telefone 3563-1956.

Última edição da Corrida de Rua em 2015

Equipe de futsal de Itabirito conquista troféu em torneio da categoria FINAL FOI DISPUTADA NO DIA 3 DE FEVEREIRO, EM MARIANA

Itabirito começou o mês de fevereiro com uma conquista no futsal. A equipe Style, composta por jogadoras itabiritenses e marianenses, sagrou-se campeã da 14ª edição da Copa Mariana de Futsal, realizada no município de Mariana nos meses de janeiro e fevereiro. Organizada pela Liga Esportiva de Mariana, a competição reuniu equipes de Ouro Preto, Ouro Branco, Itabirito, além de um time da cidade sede. O time de Itabirito contou com o apoio da Prefeitura, que colaborou com o transporte das atletas até Mariana, onde os jogos foram disputados. E as

jogadoras não decepcionaram. Na arena da cidade, o time Style, que representou Itabirito, fez uma bela campanha e na final contra o Glicose, de Ouro Branco, venceu por 2 a 0. Karina Baeta, técnica da equipe, ressaltou a importância de poder representar o esporte itabiritense. “É muito bom. Só de estar em outra cidade levando o nome de Itabirito é algo muito legal”, afirma. A final do campeonato aconteceu no dia 03 de fevereiro e é referente à edição 2015 da Copa Mariana de Futsal, que teve de ser adiada em virtude do rompimento da barragem na cidade de Mariana.

Equipe Style ganhou torneio de futsal em Mariana

Núcleo de Ginástica de Itabirito faz seleção com mais de 100 crianças O Núcleo de Ginástica Artística, Acrobática, de Trampolim e Artes Marciais de Itabirito, mantido pela Prefeitura, ficou movimentado no último fim de semana de fevereiro. Cerca de 130 crianças entre 5 e 12 anos participaram de um teste de seleção para integrar as turmas de ginástica. O teste visou verificar a aptidão das crianças para o trabalho com ginástica e aqueles que forem aprovados vão iniciar as aulas na primeira quinzena de março. “Todos fazem um trabalho de iniciação à

ginástica e a partir daí vamos percebendo o talento de cada um”, explica a professora de ginástica, Renata Carmo. As turmas são divididas por níveis, sendo que os alunos mais avançados participam de competições. Só em 2015, os atletas mirins do núcleo conquistaram 46 medalhas, segundo a professora. Atualmente,o núcleo conta com cerca de 100 alunos e outros 63 vão começar as atividades a partir da seleção. Aqueles que não forem aprovados devem ficar atentos, pois há possibilidade de serem convocados em uma segunda chamada.

Mais de 100 crianças participaram de teste de seleção


FEVEREIRO DE 2016 | WWW.ITABIRITO.MG.GOV.BR

GP de Ciclismo reuniu desde atletas amadores até representantes da elite do esporte em Itabirito

COM APOIO DA PREFEITURA, PELO SEGUNDO ANO CONSECUTIVO, EVENTO REUNIU 50 CICLISTAS NO BAIRRO NOVO ITABIRITO Itabirito foi palco da 1ª etapa do Campeonato da Liga Mineira de Ciclismo. O GP Itabirito, prova de ciclismo de rua em circuito fechado, aconteceu no dia 14 de fevereiro e reuniu mais de 50 atletas em um trajeto de 1,3 quilômetros montado nas ruas do bairro Novo Itabirito. Com apoio da Prefeitura, a prova foi realizada na cidade pelo segundo ano consecutivo e contou pontos para o campeonato, que terá nove etapas em diferentes cidades mineiras. Mais do que uma simples competição, o GP é uma forma de fomentar o esporte na cidade. “É o segundo ano que Itabirito sedia uma etapa do campeonato. É importante fomentar a modalidade, pois dessa forma vamos atrair cada vez mais pessoas e temos a possibilidade de descobrir novos talentos do esporte”, explica o secretário de Esportes e Lazer do município, Alessandro Massaini, que acompanhou atento o desempenho dos atletas e entregou os troféus aos vencedores. Para o organizador do campeonato, Demerson Furtado,o “Frango”, o apoio da Prefeitura é essencial para o desenvolvimento do esporte. “Nós fazemos o campeonato sem patrocínio, só com o valor das inscrições pagas pelos atletas e o apoio da Prefeitura”, afirma. “A competição da liga está na base, mas muitos atletas já saíram daqui para competições importantes do ciclismo nacional”, completa. Além do apoio da Prefeitura, Itabirito conta com uma vocação natural para o ciclismo. Que o diga Felipe José Cardoso, que participou da prova na categoria Master B, para atletas de 40 a 49 anos. Natural de Itabirito, ele sempre gostou de praticar ciclismo nos arredores da cidade e destaca principalmente as trilhas de mountain bike. “As trilhas daqui são muito técnicas, com um grau de dificuldade muito grande. O circuito do GP também é difícil e técnico e o ciclista gosta disso”, afirma o atleta, que ficou na terceira colocação em sua categoria.

CICLISMO COMO FORMA DE SUPERAÇÃO A principal categoria da competição foi a Open, que reuniu atletas da elite do ciclismo em Minas Gerais. Nessa categoria, os ciclistas dão quantas voltas conseguirem durante um período de uma hora e, assim que o tempo se esgota, eles partem para uma última volta alucinante, que define o campeão. Após uma disputa acirrada durante toda prova, Afrânio Pacheco sagrou-se campeão com uma diferença de poucos metros para o segundo colocado. Para ele, a vitória teve sabor especial, pois foi seu primeiro triunfo desde que voltou a competir, há apenas quatro meses. Afrânio chegou a ser ciclista profissional e se destacou em muitas provas de elite, mas ficou afastado do esporte por três anos para

tratar de uma hanseníase. “Fiquei de três a quatro anos sem tomar sol. Só estou voltando agora”, conta o ciclista, que voltou a competir apenas em novembro do ano passado. Recuperado, “Pachequinho”, como é conhecido, ressalta que melhor do que o troféu é a satisfação de poder pedalar com os amigos. “É a primeira vitória depois do retorno e isso é muito legal, mas eu corro é pelo prazer de pedalar. Claro que tenho o objetivo de vencer, mas é muito bom viver esse ambiente, encontrar as pessoas e curtir o esporte” Pachequinho

Na torcida, esteve sempre o irmão mais velho Rogério Pacheco, outra referência do esporte. Com 22 anos de ciclismo, Rogério é especialista em provas de longa distância e já foi tricampeão brasileiro e bi mundial de corrida de 24 horas. Além de torcer pela vitória e pelo retorno do irmão, Rogério ficou em segundo na categoria Master B, para atletas entre 40 e 49 anos, e faz questão de participar da competição para ter contato com outros atletas e ajudar a difundir o esporte. “É muito bacana juntar as categorias. Diferente de um esporte como o futebol, no qual o amador não tem nenhum contato com o atleta de elite, aqui todo mundo pode chegar perto daquele cara que é referência. Estão todos lado a lado”, afirma.

PARATLETA VENCEDOR É EXEMPLO Outro exemplo de superação que marcou presença no GP de Itabirito é o ciclista Roberto Franco, o “Netinho”. Vítima de um acidente de moto em 2006, Netinho teve sua perna esquerda amputada, mas encontrou no esporte uma forma de lidar com as dificuldades. Ele pedala cerca de 400 quilômetros por semana e, ao longo de sua carreira como ciclista, que começou em 2008, já participou de competições internacionais e tem no currículo um título de campeonato brasileiro. “O esporte mudou a minha vida. É uma forma de extravasar as emoções, de trabalhar e de ter total liberdade”, afirma o ciclista. No GP de Itabirito, Netinho competiu entre os amadores, segundo ele “para pegar ritmo”. Ele não subiu ao pódio, mas ficou melhor colocado que muitos outros atletas e ganhou uma homenagem dos demais ciclistas ao fim da prova. A próxima etapa do Campeonato da Liga Mineira de Ciclismo será disputada na cidade de Moeda, no dia 13 de março. Outras informações sobre a competição, assim como os resultados de todas as categorias do GP de Itabirito podem ser encontradas no site http://ligamineiradeciclismo.blogspot.com.br.

27


28 40

FEVEREIRO DE 2016 | WWW.ITABIRITO.MG.GOV.BR

Primeira etapa do Golden Biker movimentou Itabirito no último fim de semana de fevereiro COMPETIÇÃO TERÁ OUTRAS ETAPAS E CAMPEÃO SERÁ CONHECIDO EM NOVEMBRO Pelo terceiro ano consecutivo o Golden Biker reuniu dezenas de atletas pelas trilhas itabiritenses. A primeira etapa da competição de mountain bike teve a participação de mais de 150 atletas, que consideraram o percurso bastante exigente no quesito físico. Para o secretário de Esportes, Alessandro Massaini, as mudanças feitas em 2016 foram bem recebidas pelos ciclistas e deixaram a competição mais desafiadora. “Além de buscar novas opções de percurso, este ano o Golden Biker terá formato de campeonato. Os campeões serão definidos em novembro. A intenção é criar na cidade um dos melhores circuitos de Minas e já estamos atraindo ciclistas de várias cidades”, afirma. E o secretário está certo. O campeão geral da 1ª etapa foi o ouropretano Samuel Marotta, de 20 anos. Atleta de downhill, ele começou no mountain bike há oito meses e em sua primeira participação no Golden Biker já conseguiu o título. “O percurso foi muito bem planejado e exige muito preparo físico do atleta, com muitas subidas. Foi muito bom ganhar”, disse. Mais do que o troféu, Samuel levou para a casa a satisfação de ter participado de uma competição ao lado do pai, Antônio Mapa, de 53 anos. “Eu comecei a competir por influência do Sa-

muel. É bom, porque um incentiva o outro e ainda fico mais saudável”, conta o pai do campeão. Entre os participantes havia ciclistas de Ouro Preto, Mariana, Cachoeira do Campo, Conselheiro Lafaiete e outras muitas cidades, mas também houve espaço para os itabiritenses. Felipe Lima Cardoso, de 46 anos, é de Itabirito e conseguiu o quarto lugar em sua categoria. Ele participou também do GP de Itabirito, corrida de ciclismo de rua que aconteceu em meados de fevereiro, e sempre faz questão de participar das competições na cidade. “É a minha terceira vez no Golden Biker. Aqui em Itabirito, o percurso é bastante técnico e pesado. Estou experimentando as provas de rua, mas o mountain bike é mais emocionante, a adrenalina é outra”, garante.

da nossa participação, mas é bem legal pedalar e ver um homem ficar para trás”, brinca a ciclista.

Competidores disputam posição na reta de chegada do evento

ESPAÇO PARA AS MULHERES Em uma prova com grande maioria de homens, as mulheres não fizeram feio. A itabiritense Danielle Braga foi a primeira colocada geral no feminino e ainda honrou o nome da cidade. “Eu sempre gostei de bike. Gosto dos trajetos perigosos e emocionantes. As mulheres apoiam umas às outras no ciclismo e os homens também gostam

Cerca de 150 ciclistas na largada da primeira etapa do Golden Biker 2016

COMITÊ RIO 2016 CONFIRMA ITABIRITO NA ROTA DO REVEZAMENTO DA TOCHA OLÍMPICA ITABIRITO RECEBERÁ A TOCHA NO DIA 13 DE MAIO E SERÁ UMA DAS 329 CIDADES BRASILEIRAS PELAS QUAIS A CHAMA OLÍMPICA VAI PASSAR A tocha olímpica vai começar seu percurso por 329 cidades brasileiras no dia 3 de maio, quando sai da capital federal, Brasília. A partir de então a chama vai percorrer cerca de 20.000 quilômetros por estradas e 10.000 milhas aéreas ao longo de todo o território brasileiro e com passagem garantida por Itabirito, no dia 13 de maio. No último dia 24, Itabirito foi anunciada oficialmente pelo comitê organizador dos Jogos como parte integrante do Revezamento da Tocha Olímpica e no dia 13 de maio receberá o comboio. Para o prefeito da cidade, Alex Salvador, receber a Chama Olímpica é uma honra para a cidade. “É com muita expectativa que aguardamos a passagem da tocha por Itabirito, cidade que reconhece a importância e valoriza muito o esporte no dia a dia. A realização dos Jogos do Brasil é um momento histórico para o país e a passagem da chama olímpica será um capítulo importante da rica e centenária história de Itabirito”, afirma.

Foram conhecidos também os primeiros condutores da Tocha Olímpica no Brasil. A judoca Erika Miranda, representando todos os atletas brasileiros, é o primeiro nome apresentado pelo Comitê Rio 2016. A lista dos condutores conta também com a ex-ginasta Laís Souza, a jogadora de vôlei e bicampeã Olímpica Fabiana, o jovem arqueiro indígena Gustavo dos Santos, entre outros. Até o dia 05 de agosto, quando o último condutor da Tocha acenderá a Pira Olímpica durante a Cerimônia de Abertura dos Jogos, no Estádio do Maracanã, serão 12 mil condutores da tocha pelo Brasil. Ao longo dos próximos meses, o Comitê Organizador dos Jogos e os Patrocinadores Oficiais do Revezamento da Tocha Olímpica Rio 2016, anunciarão os demais selecionados que terão o privilégio de conduzir a Tocha Olímpica. A tradicional cerimônia de acendimento da Chama Olímpica na cidade grega de Olímpia, berço dos Jogos da Antiguidade, será realizada em 21 de abril ao meio-dia.

#ChamaGeral é a campanha digital de engajamento do Comitê Rio 2016 para o Revezamento da Tocha Olímpica. As ações serão realizadas no ambiente digital com o objetivo de mostrar a essência, o calor e a diversidade dos brasileiros. A ideia é atrair os brasileiros para a rua, mostrar a multiplicidade cultural, natural e popular do povo.

facebook.com/prefeituraitabirito

@

comunicacao@pmi.mg.gov.br www.itabirito.mg.gov.br

Jornal NaAtiva 33 - Fevereiro 2016  
Jornal NaAtiva 33 - Fevereiro 2016  
Advertisement