Page 1

Índice Unidade I A Geografia no encalço da história

01

O admirável mundo da revolução acelerada

02

A nova ordem mundial

03

A ordem bipolar

04

O fim da ordem Bipolar

09

Ordem multipolar ou unipolar

11

Unidade II O neoliberalismo

13

Mundialização

16

Globalização e Regionalização Os (des) caminhos da globalização

19 22

Unidade III Blocos econômicos

23

União Européia Espaço geoeconômico da Bacia do Pacífico

24 26

NAFTA

27

MERCOSUL ALCA

28 30

Unidade IV

9º ano

A Classificação dos países quanto ao nível de desenvolvimento

31

Índice de Desenvolvimento Humano Exercícios de Aplicação

31 32

Exercícios de Aprofundamento

39

Super Desafios Mapa mudo

45 52

- 1º bimestre

Geografia


A nova ordem mundial

Geografia

Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade I A Geografia no encalço da História

“Nunca há um novo mapa do mundo porque o mapa do mundo está em constante renovação. Na melhor das hipóteses, podemos contar com as informações transmitidas por satélites para fornecer imagens imediatas da efervescência das populações e culturas sobre uma superfície cujo crescimento modifica incessantemente o desenho, [...] [...] A revelação do fim do século é que a vida dos homens, como a de todos os seres vivos na face da Terra, não passa de um amontoado de contradições ao mesmo tempo competitivas e conflituosas. Voltamo-nos então para a história, que ensina a contingência e a precariedade dos equilíbrios aparentes e das conquistas orgulhosas. E a resposta da história é a lição de um jogo, indecifrável previamente, das relações entre as sobrevivências ou as remanescências do tempo longo e os acidentes ou os dramas do tempo curto. Para aprender os efeitos temporários dos conflitos imediatos, traçamos o mapa das vitórias de uns e das derrotas de outros, mas o monstro invisível da história logo sacode, em suas convulsões seculares ou milenares, as frágeis construções do imediato – e tudo é, uma vez mais, retomado sem que haja jamais simples repetição.” (Pierre Jorge, A geografia no encalço da história, Col. O Novo Mapa do Mundo, op. cit)

Interpretando o texto: 1) Por que podemos afirmar que as fronteiras do mundo estão sempre se modificando? _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

2) Retire do texto o parágrafo que mostre a instabilidade das fronteiras? _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

3) Estabeleça diferenças entre as sociedades primitivas e tecnológicas no contato com a natureza? _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

4) Caracterize o espaço geográfico como dinâmico e complexo. _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

1


Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade I

A nova ordem mundial

Para Saber Mais

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

2


A nova ordem mundial

Geografia

Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade I

A nova ordem mundial Ordem Mundial A ordem mundial é resultante de um arranjo de forças políticas no cenário global, estando em constantes mudanças, já que as forças geopolíticas se alteram ao longo do tempo. Isto se deve particularmente ao comando do cenário político internacional. Compreendemos como geopolítica uma série de fatores como ações de guerra entre países (inclusive a capacidade bélica das nações), as disputas ideológicas entre regimes econômicos, defesa de patrimônio ambiental e controle territorial. Então, podemos iniciar a compreensão da ordem mundial como um processo, em mudança, e como uma forma de organização das forças políticas do planeta. Após a Segunda Guerra Mundial grande parte dos países europeus encontrava-se arrasada, estimam-se em 50 milhões de mortos, além de enormes prejuízos com a destruição de parques industriais, rodovias, ferrovias, portos aeroportos e até cidades Casa destruída durante a Segunda Guerra Mundial na Alemanha inteiras durante o confronto que durou de 1939 a 1945. As potências européias, vencedoras e vencidas, perderam importância no cenário geopolítico internacional, mergulhadas em uma enorme crise econômica, abrindo espaço para duas outras nações, EUA e URSS, que inaugurando uma nova fase no arranjo político global: a Ordem Bipolar.

Família fugindo durante a Segunda Guerra Mundial.

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

3


Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade I

A nova ordem mundial

A Ordem Bipolar EUA Em oposição ao período de recessão econômica europeia, a nação norte-americana passava por período de significativo crescimento econômico graças ao momento de reestruturação econômica do keynesianismo (uma doutrina criada para solucionar as crises econômicas e o desemprego, baseada na intervenção direta do estado na economia). A ação do estado na economia criou um mecanismo de constante investimento no capital produtivo, nas indústrias, nas obras publicas e privadas e na agropecuária, gerando emprego em massa para a população norte-americana destoando, portanto do período vivido na Europa. Outra vantagem interessante é a posição do território norte-americano, fora da área de conflito. A eficácia econômica norte-americana significou a liderança deste país na ordem mundial pósguerra, torna-se a nação líder do bloco capitalista. Verifique no mapa a posição geográfica do território norteamericano.

URSS A União das Repúblicas Socialistas Soviéticas sofreu enormes baixas durante a guerra, entretanto saiu vitoriosa anexando vários territórios e com um diferencial tecnológico fundamental; desenvolveu a bomba atômica como os Estados Unidos. A partir de então, os soviéticos aturam no Leste Europeu ampliando sua área de influência, rivalizando no contexto político mundial com os Estados Unidos. Assim como os EUA a URSS organizou-se como líder de um bloco, o bloco socialista, aproveitando a fragilidade econômica na Europa para expandir-se no continente.

Na web: www.suapesquisa.com/guerrafria

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

4


A nova ordem mundial

Geografia

Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade I A Ordem Bipolar foi criada justamente pela oposição entre EUA e URSS no pós-guerra. A disputa ocorreu nos planos ideológicos, político e econômico. econômico A Conferência de Potsdam, responsável pela divisão política da Alemanha em quatro unidades três capitalistas e uma socialista, consolidou a ordem mundial bipolar e iniciou uma série de disputas entre a superpotência capitalista e a superpotência socialista.

O conflito entre as duas superpotências ganhou um nome específico – Guerra Fria. Durante a Guerra Fria, o interesse das duas superpotências era, dentre outros, aumentarem sua área de influência, ou seja, expandir os domínios do capitalismo e do socialismo. A Guerra Fria dividiu o mundo em blocos geopolíticos e ideológicos rivais: os capitalistas do oeste e o os socialistas do leste.

Para Saber Mais O sonho e a realidade

Socialismo e capitalismo: dois ideais de felicidade. A guerra fria se manifestou em todos os setores da vida e da cultura, representando a oposição entre dois ideais de felicidade: o ideal socialista e o ideal capitalista. Os socialistas idealizavam uma sociedade igualitária. O Estado era o dono dos bancos, das fábricas, do sistema de crédito e das terras, e era ele, o Estado, que deveria distribuir riquezas e garantir uma vida decente a todos os cidadãos. Para os capitalistas, o raciocínio era inverso. A felicidade individual era o principal. O Estado justo era aquele que garantia a cada indivíduo as condições de procurar livremente o seu lucro e construir uma vida feliz. A solução dos problemas sociais vinha depois, estava em segundo plano. É por isso que a implantação de um dos dois sistemas, em termos mundiais, só seria viável mediante o desaparecimento do outro. Nenhum país poderia ser, ao mesmo tempo, capitalista e comunista. Esta constatação deu origem ao maior instrumento ideológico da guerra fria: a propaganda.

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

5


Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade I

A nova ordem mundial

Uma comparação entre a sociedade capitalista que existe atualmente , a sociedade socialista idealizada nos livros de Marx, Engels e Lênin e a sociedade socialista como realmente existiu, dominada pelos burocratas stalinistas. Capitalismo

Ideal Marxista

Socialismo Real

O que existe nos países

O que era proposto nas obras de

Como aconteceu na prática na

capitalistas de hoje

Marx, Engels e Lênin.

URSS.

Terras, minas, empresas são

Terras, minas e empresas

Terras, minas e empresas

propriedade privada.

pertencem à coletividade.

pertencem ao Estado.

As decisões econômicas são tomadas pela burguesia, que busca o lucro pessoal.

As decisões econômicas são tomadas democraticamente pelo povo trabalhador, visando ao bem estar social.

Para ampliar as vendas no

Os produtos são os próprios

mercado consumidor, há um

consumidores, por isso é feito

esforço em fazer produtos

com honestidade para agradar à

modernos.

toda a população.

As decisões econômicas são autoritariamente tomadas pelos burocratas do Partido Comunista.

Os burocratas pouco se importam com a qualidade dos produtos e serviços. Não há mais burguesia, e a

Grandes diferenças sociais: a burguesia recebe muito mais do que o proletariado.

Não há mais ricos, e as diferenças sociais são pequenas.

sociedade é menos desigual do que no capitalismo, mas altos burocratas têm privilégios materiais.

O capitalismo funciona tanto com liberdades como em regimes

Amplas liberdades democráticas

Ausência de liberdade e de

autoritários.

para os trabalhadores.

democracia. Ditadura Stalinista.

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

6


A nova ordem mundial

Geografia

Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade I

Para não esquecer! Socialismo e Capitalismo. O capitalismo evoluiu ao longo da história da humanidade. Desde os primórdios da expansão marítima do século XV. Apesar de mudanças em sua estrutura, o modo de produção capitalista apresenta alguns aspectos básicos: A sociedade divida em classes, com um antagonismo clássico entre capitalistas e os trabalhadores; predomínio da propriedade privada permitindo a exploração da força de trabalho; e por fim a busca do lucro e a acumulação de capital por parte de um segmento específico da sociedade. O socialismo na URSS deriva das idéias de Marx e Engels, como um modelo de organização social contrário ao capitalismo. Algumas características determinam a diferença em relação ao capitalismo: A sociedade sem divisão de classes onde todos têm os mesmos direitos e deveres (trabalhar para a coletividade); socialização dos meios de produção; planificação da economia contrário ao modelo de mercado do capitalismo. Por parte dos norte-americanos, a estratégia de expansão fundamental foi o Plano Marshall no plano econômico e a OTAN no plano militar. O plano Marshall, a partir de 1947 significou uma série de medidas econômicas, basicamente vultosos recursos financeiros para a recuperação dos países europeus e Japão, países aliados no bloco capitalista. O capital investido pelos norte-americanos reconstruiu boa parte da logística nos países europeus aliados, recuperando em cinco anos boa parte do parque industrial no Oeste Europeu.

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

7


Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade I

A nova ordem mundial

A OTAN – Organização do Tratado do Atlântico Norte – é um órgão, controlado pelos norteamericanos, de ajuda militar recíproca, ou seja, os países do bloco capitalista reuniram-se e criaram uma defesa contra um possível ataque do bloco socialista. A reação soviética veio no mesmo sentido. A URSS controlava o Leste Europeu. Para tanto, estabeleceu mecanismos semelhantes aos norte-americanos como Comecon - Conselho de Assistência Econômica Mútua – criado em 1949, com função semelhante ao Plano Marshall, porém com atuação específica no Leste Europeu, e o Pacto de Varsóvia, organismo do bloco socialista de assistência militar recíproca.

A corrida armamentista A Guerra Fria significou um enorme crescimento bélico entre as duas superpotências conhecido como Paz Armada, isto é, o equilíbrio de poder durante a ordem bipolar ocorreu pelo desenvolvimento do arsenal bélico de EUA e URSS. Entretanto, diversos conflitos regionais como na Coréia, Vietnã e Afeganistão consumiram boa parte do arsenal militar produzido neste período. A tecnologia bélica de ponta desenvolveu um material sofisticado nas áreas de aeronáutica, naval e espacial, porém o risco maior era o grande potencial nuclear capaz de destruir o planeta. O conflito ocorreu também em outras áreas como os esportes, os jogos olímpicos foram palco de intensas disputas entre soviéticos e norte-americanos.

Em um discurso realizado nos Estados Unidos, em 1946, o ex-primeiro-ministro britânico Winston Churchill referiu-se à crescente influência soviética sobre o países do leste europeu e assinalou o início de divergências e polarizações que caracterizaram a “Guerra Fria” .

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

8


A nova ordem mundial

Geografia

Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade I Declarou que:

“De Stettin, no Báltico, até Trieste, do Adriático, uma cortina de ferro desceu sobre o continente.” Os antigos aliados tinham-se tornado adversários, e o mundo estava dividido entre dois blocos político-ideológico- capitalista e socialista - , que se enfrentaram em escala mundial

O fim da Ordem Bipolar A Ordem Bipolar foi marcada pelo intenso conflito ideológico entre capitalismo e socialismo, com destaque para a esfera política e militar. O início do fim da ordem bipolar ocorreu pelo desgaste da URSS, ou seja, os enormes gastos com a corrida armamentista e as contradições internas do socialismo real levaram a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas ao colapso. Diverso fatores contribuíram para o fim do bloco socialistas dentre eles:  O privilégio dos funcionários do Partido Comunistas soviético;  O caráter obsoleto da indústria de bem de consumo e agropecuária em oposição ao desenvolvimento militar;  A grande insatisfação popular diante das restrições impostas pelo regime diante de sues direitos políticos. Todos esses fatores criaram o ambiente de insatisfação geral, na Rússia e nos outros países do bloco socialista, levando à reformas no mapa político europeu com a criação de inúmeros países novos e a reunificação da Alemanha.

Por fim em 1991 a URSS acabou dando fim também a ordem bipolar. Foi o início de uma nova ordem. O muro de Berlim em dois momentos: primeiro vigiado e militarizado; segundo a queda do muro e reunificação alemã.

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

9


Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade I

A nova ordem mundial

Para não esquecer! Muro de Berlim O palco principal da Guerra Fria foi a Alemanha: nela se concentrava a maioria das tropas da OTAN e do Pacto de Varsóvia e das suas bombas atômicas e mísseis. Os dois sistemas econômicospolítico-ideológicos ali travavam sua maior batalha a ponto de, em 1961, os soviéticos consumarem fisicamente a divisão de Berlim, construindo um alto e tortuoso muro que separou praças ruas e até casas pelo meio, sob a alegação de que era preciso conter o êxodo de alemães do Leste para o Oeste, que inviabilizava a República Democrática Alemã. Como se o muro em si não bastasse, equiparam-no com defesas extras de fossos, ninhos de metralhadoras e torres de observação, uma verdadeira fortaleza horizontal separando o setor oriental do ocidental da cidade, à semelhança da barreira que, ao longo das fronteiras da Alemanha e Áustria, dividia a Europa em dois blocos, a chamada Cortina de Ferro. A Alemanha Ocidental nunca reconheceu a divisão da Alemanha, ao contrário da Oriental que, na primeira Constituição, proclamava a existência de dois Estados, porém uma só nação alemã, e na segunda, foi a ponto de pretender a existência de duas nações. A Alemanha Ocidental negava-se até a ter uma constituição, preferindo uma Lei Fundamental, enquanto as Alemanhas não estivessem reunificadas. Na noite de nove de novembro de 1989, a população de Berlim, animada pelas notícias de fugas em massa de alemães orientais pelo território da Hungria, decidiu investir, mais uma vez, contra o Muro. Antes, em 1953, tropas blindadas soviéticas esmagaram uma rebelião popular semelhante. Mas em nove de novembro de 1989, tanto os soviéticos quanto os soldados alemães orientais assistiram de braços cruzados à derrubada do Muro de Berlim. Na verdade o Muro caíra por fraqueza de manter-se em pé. Estava minado por dentro, pelo colapso de uma ineficiente economia totalitária planificada, que perdera a disputa com a rival ocidental. Levon Boligian e Andressa Alves – Geografia: Espaço e Vivência

Qual Ordem? Dois fatos, entre tantos, são fundamentais para o fim da Ordem Bipolar, a queda do muro de Berlim e o fim da URSS. Diversos cientistas sociais afirmam que a partir destes fatos o mundo mudou, novos elementos, diferentes do conflito ideológico, político e militar ascenderam e criaram uma nova ordem. Entretanto ainda resta dúvida sobre qual a ordem da nova ordem.

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

10


A nova ordem mundial

Geografia

Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade I Para não esquecer!

Com o fim da guerra fria, após a extinção da URSS em 1991, as relações internacionais ficaram mais centradas em questões econômicas, diminuindo a importância da ação geopolítica. Nesse momento, o grande desafio europeu foi a integração dos países da porção oriental, que vinham de um período de hegemonia da URSS, tendo que transitar da economia planificada para a economia de mercado adaptada às regras da Comunidades, atual União Ibérica. Essa prática revelou-se um sucesso em vários países da região oriental, que foram bem integrados à União Européia.

Ordem multipolar ou unipolar A dúvida tem origem no conflito anterior. Estávamos diante de um conflito dual, isto é, bipolar, entre URSS e EUA. Uma delas foi extinta a outra é vencedora? Alguns cientistas sociais afirmam que estamos diante de uma ordem mundial Unipolar, isto é, com controle de uma megapotência acima das outras nações no caso esta nação é a “vencedora” da Guerra Fria – EUA. Os partidários dessa idéia afirmam, por exemplo, que o ataque norte-americano sem o aval da ONU representa este momento de hegemonia absoluta dos EUA. Há também aqueles que argumentam a favor da multipolaridade. O argumento inicial é o seguinte: Não houve vencedor na Guerra Fria. Vejamos. A década de 1990 marcou uma séria recessão econômica norte-americana causada basicamente por dois fatores: os maciços gastos militares e a competição com outras nações capitalistas (aquelas revitalizadas pelo Plano Marshall). Neste sentido, estamos diante de múltiplos pólos de poder no planeta, baseados agora em uma nova lógica. Diferente do período bipolar quando o poder bélico foi o primordial, neste novo momento, de hegemonia do capitalismo, as potências disputam mercado, criando disputas comerciais em todo planeta, gerando rivalidades através de mecanismos de concorrência por consumidores. Isto posto, são blocos regionais com o comando norteamericano, japonês e europeu buscando incessantemente o mercado internacional. Observe o mapa:

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

11


Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade I

A nova ordem mundial

Hoje em diante, a maior competição ocorre pelo nível de desenvolvimento tecnológico das nações, principal mecanismo de competição das nações capitalistas. Neste sentido, ou seja, produção tecnológica, temos pelos menos três grandes centros mundiais, portanto, multipolar comando por três centros principais – EUA, Japão e União Européia. Ordem Mundial

Para Saber Mais

Igualdade de sexos?

A desigualdade dos sexos se encontra em todos os países, incluindo os mais avançados e orgulhosos de seus avanços nesse campo. Certamente, houve importantes progressos nas últimas décadas. Tendo em conta essa evolução, o papel das mulheres deveria aumentar nas primeiras décadas do nosso século e a maioria das sociedades caminhará rumo a uma maior igualdade entre os sexos. Os avanços mais significativos se dão nos campos da educação e da saúde, embora permaneçam muitos obstáculos: cerca de dois terços dos 850 milhões de analfabetos no mundo são mulheres, assim como 70% das pessoas que vivem em situação de pobreza. Elas continuam discriminadas no trabalho, nos direitos hereditários e matrimoniais, entre outros. Além disso, a violência doméstica e os abusos sexuais contra os menores, a prostituição, a exploração sexual das jovens e adolescentes para o "turismo sexual", as redes de pedofilia, o aborto seletivo e o infanticídio de meninas são uma realidade que continua freqüente. http://www.pime.org.br/mundoemissao/globalizacaoonde.htm

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

12


A nova ordem mundial

Geografia

Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade II O Neoliberalismo

As idéias neoliberais pregam, entre outros aspectos, a necessidade de os países eliminarem ou reduzirem as barreiras alfandegárias visando uma proposta de livre circulação de mercadorias e capitais. O ideário neoliberal nasceu em um contexto de globalização, isto é, uma proposta capaz viabilizar o desafio da globalização de fomentar o comércio mundial. Neoliberalismo é uma prática político-econômica baseada nas idéias dos pensadores monetaristas (representados principalmente por Milton Friedman, dos EUA, e Friedrich August Von Hayek, da Grã Bretanha). Após a crise do petróleo de 1973, e sinais significativos de falência do regime fordista, fordista eles começaram a defender a idéia de que o governo já não podia mais manter os pesados investimentos que haviam realizado após a II Guerra Mundial, dentro de uma contexto de Guerra Fria quando o capitalismo criou melhorias para trabalhadores rivalizando com a qualidade de vida dos países socialistas do período. Após 1973, os déficits públicos, balanças comerciais negativas e inflação, inviabilizaram os benefícios sociais. sociais Os Neoliberais defendem, portanto, uma redução da ação do Estado na economia. Essas teorias ganharam força depois que os conservadores foram vitoriosos nas eleições de 1979 no Reino Unido (ungindo Margareth Thatcher como primeira ministra) e, de 1980, nos Estados Unidos (eleição de Ronald Reagan para a presidência daquele país). Desde então o Estado passou apenas a preservar a ordem política e econômica, deixando as empresas privadas livres para investirem como quisessem. Além disso, os Estados passaram a desregulamentar (desregulamentar significa flexibilizar as relações trabalhistas e a produção em geral) e a privatizar inúmeras atividades econômicas antes controladas por eles. O processo de privatização marca o ideário neoliberal. A restrição do setor público em setores estratégicos é o resultado da política neoliberal em vários países. No Brasil, podemos citar inúmeras empresas e setores privatizados, desde empresas de telecomunicações até empresas de extração mineral e siderurgia. Leia o texto abaixo, revelador da privatização no Brasil.

Para não esquecer! As crises que vêm sacudindo a América Latina desde o final da década de 1990 são decorrentes da adoção irrestrita do Neoliberalismo. Há crises nas exportações, na competitividade do mercado, e o retrato maior está no nível de miserabilidade dos povos.

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

13


Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade II

A nova ordem mundial

Privatização de teles atinge R$22 bi com ágio de 64% As 12 empresas do sistema Telebrás foram privatizadas ontem pelo governo brasileiro por R$22,058 bilhões. O ágio médio alcançado em quatro horas e quatro minutos de leilão na Bolsa do Rio de Janeiro foi de 63,74%, muito superior aos 17% esperados pelo governo. O valor arrecadado é o maior da história do programa de privatizações do Brasil, iniciado em 1991. Os grupos estrangeiros, principalmente espanhóis e portugueses, dominaram a disputa. Das 12 empresas, 4 foram arrematadas por consórcios de capital externo. Em outras 6, houve associação entre capital nacional e estrangeiro. Só duas telefônicas foram compradas por grupos exclusivamente nacionais. Sozinhos, os consórcios estrangeiros investiram 8,026 bilhões, mais que o dobro do total pago pelas empresas compradas exclusivamente por grupos nacionais (R$ 3,874 bilhões). Associados, capital externo e nacional investiram mais R$ 10,157 bilhões. As ruas do centro do Rio, onde fica a Bolsa, transformou-se em praça de guerra entre 3000 policiais e manifestantes. Pelo menos 60 pessoas foram presas, 36 ficaram feridas e o comércio foi obrigado a fechar suas portas. (Folha de São Paulo -30/07/1998 – apud Lucci e Branco 2004)

A concepção neoliberal foi benéfica para as grandes empresas envolvidas. Em geral, conforme informado no texto, as empresas multinacionais e transnacionais dos países centrais adquiriram as empresas estratégicas dos países periféricas, elevando a dependência econômica e tecnológica. Analise os setores brasileiros privatizados no período 1992 – 2002 . Observe a expressiva participação dos setores de telecomunicação e energia elétrica. elétrica A tabela a seguir apresenta dados específicos da privatização no Brasil. Repare a transferência de dívida.

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

14


A nova ordem mundial

Geografia

Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade II

Outro aspecto fundamental das privatizações foi a venda do setor financeiro. No caso específico do Estado do Rio de Janeiro o BANERJ, foi privatizado e, atualmente, uma, instituição privada comando o antigo Banco do Estado do Rio de Janeiro.

Neoliberalismo

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

15


Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade II

A nova ordem mundial

A Mundialização As relações econômicas que ocorrem em âmbito mundial promovem o contato entre os mais diferentes países, criando interdependência entre eles. Nos dias de hoje, é impossível pensar que exista um país completamente independente de outros, pois há um grande entrelaçamento entre a economia dos diferentes países. Os grupos humanos de todos os países consomem cada vez mais bens originados fora de suas próprias fronteiras. É por isso que se pode falar em mundialização da economia. Os reflexos dessa mundialização podem se observados no dia-a-dia das pessoas dos mais variados países ; afinal, qual é o refrigerante mais consumido no mundo? O fabricante é nacional? E o automóvel Volkswagen ? O televisor Mitsubishi? O chocolate Nestlé ? Os cotonetes Jonhsson?. Pessoas no mundo todo consomem os mesmos produtos, quer dizer, produtos fabricados localmente, mas por empresas estrangeiras, cujas sedes estão em alguns poucos países do mundo desenvolvido. Essa mundialização é consequência direta da evolução tecnológica ocorrida após a Segunda Guerra Mundial, que permitiu o deslocamento das empresas no espaço, para regiões ou países diferentes, desde que encontrassem nesses países melhores possibilidades de lucro. A evolução tecnológica permitiu a dispersão geográfica das atividades e alguns países do Terceiro Mundo apresentam-se muito atraentes para localização das empresas industriais, pois possuem abundância de matéria-prima (principalmente minérios) e mão-de-obra barata, entre outros. O fato de o dólar ser uma moeda forte e influenciar na economia de diversos países, é um reflexo da mundialização, assim como o é a enorme quantidade de bancos estrangeiros que operam no Brasil e em outros países do mundo. A mundialização da economia tem suas raízes na extensão das fronteiras e do comércio ocorridas no século XVI. Desde então, tal processo tem-se intensificado até alcançar a grande dimensão da atualidade, onde é possível tudo conhecer e tudo utilizar em escala planetária. Dessa forma, as relações do Homem com a Natureza foram em muito modificadas, em função dos enormes recursos colocados à sua disposição. Por tudo o que foi explicado anteriormente, é possível se falar em um sistema mundial, mundial ou mesmo, em uma sociedade mundial, caracterizada pela relação entre as mais afastadas e diferentes sociedades nacionais, a qual se realiza através de uma divisão mundial do trabalho. trabalho

Na web: ONU – (Organização das Nações Unidas) – http://www.un.org/

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

16


A nova ordem mundial

Geografia

Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade II

Para Saber Mais Globalização: a era das mulheres A nova era em que vivemos, caracterizada pela perda de padrões, por múltiplas possibilidades e pelo privilégio das relações horizontais sobre as verticais, possibilita mais o modo feminino de ser do que o masculino. É assim que, de prontidão, o psicanalista Jorge Forbes responde positivamente à questão “A Globalização é Feminina?”, A globalização é tida como o momento social que corresponde mais à maneira da satisfação feminina do que masculina. “A forma em que a sociedade organizava-se no mundo industrial seguia padrões bem definidos, atributo tipicamente masculino. Ao contrário disso, a globalização não tende a nenhum padrão. O que temos hoje é a multiplicidade de possibilidades, característica, desta vez, da satisfação feminina”, explica Forbes, apesar do difícil acesso, em entrevista concedida ao JC Cultura por telefone. No entanto, segundo o psicanalista, isso não significa, necessariamente, que os homens estão no inferno e as mulheres, no paraíso. “O mar da globalização está muito mais para o peixe mulher do que para o peixe homem e, diante disso, as mulheres deviam estar nadando de braçadas, mas não estão”, alerta. Para Forbes, depois de tantas conquistas, vem uma tarefa ainda mais difícil para as mulheres: usufruir delas. “A maior diferença entre a mulher do século anterior e deste é que a primeira reivindicava seu lugar, enquanto a atual tem que conquistar esse lugar”, diz. Ao contrário do que aconteceu no século 20, o psicanalista explica que a mulher contemporânea perdeu a possibilidade de se queixar e se hoje não é feliz, é porque não está sendo capaz de se responsabilizar pela liberdade conquistada. “A mulher anterior dizia que não era feliz porque faltava a ela uma série de possibilidades, que a sociedade não li dava, era uma mulher que reclamava. Hoje, depois das conquistas, está muito mais na mão de cada uma se responsabilizar pelo exercício da sua felicidade, o que é uma tarefa bem mais difícil. É muito mais fácil ficar na posição de quem reclama; dizer ‘se não fosse você eu seria muito feliz’”, defende Forbes. Em síntese, este seria o momento das mulheres modernas mostrarem “a que vieram”. “As mulheres se mostraram muito competentes nas campanhas pelas conquistas femininas. Agora, elas não estão mais no palanque, estão no governo. E a pergunta é: como estão usufruindo as conquistas obtidas na época anterior?”, questiona Forbes. http://www.jcnet.com.br/editorias/detalhe_cultura.php?codigo=132471

A divisão Internacional do Trabalho É impossível entender a mundialização sem saber o que divisão internacional do trabalho. Divisão internacional do trabalho refere-se à interdependência entre as atividades econômicas realizadas em diferentes regiões do globo. Essa divisão do trabalho em âmbito internacional só ocorreu com a consolidação do sistema capitalista, que integrou a economia mundial e estabeleceu, em cada uma das fases de evolução, o papel que cada região ou país ocupava na economia mundial. 9º ano

- 1º bimestre

Geografia

17


Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade II

A nova ordem mundial

Dessa forma, quando se fala que os países da periferia ou subdesenvolvidos, ou ainda, do terceiro mundo, exportaram matérias-primas e alimentos, enquanto os do centro ou desenvolvidos, ou ainda, do primeiro mundo, exportam capitais e tecnologia, faz-se referência justamente a essa divisão internacional do trabalho. A divisão do trabalho pode ocorrer em vários níveis, portanto quando um professor divide a classe de grupos e cada componente do grupo executar que se obterá todo o trabalho. A mesma coisa pode acontecer dentro se uma empresa ou dentro de um país , onde podem existir áreas especializadas em certos tipos de produtos. Quando essa divisão internacional do trabalho baseava-se na exploração de matérias-primas, as quais eram transformadas em produtos industrializados nos países de origem das grandes empresas estrangeiras. Assim, os países subdesenvolvidos exportavam para os desenvolvidos, entre outros: minério de ferro, carvão, petróleo, bauxita e cobre. Atualmente, vários países subdesenvolvidos processam localmente suas matérias-primas, no entanto, isso só é possível devido ao grande número de empresas estrangeiras que se instalaram nos países subdesenvolvidos, uma vez que tais países não possuem tecnologia própria para tal. A Nova Divisão Internacional do Trabalho No século XX, principalmente a partir de 1950, alguns países da América Latina, África e Ásia se industrializaram. Esse processo ocorreu com a expansão das linhas de produção dos países desenvolvidos aos subdesenvolvidos por meio das multinacionais. Nesse processo, foi significativa a participação do Estado, que construiu uma infraestrutura energética, de sistemas de telecomunicações, de redes de transporte, entre outras. Essa industrialização tardia, como é chamada, caracterizou-se pela concentração industrial em alguns países do mundo. Foi o caso do Brasil. Do México e da Argentina, na América Latina; da África do Sul, no continente africano; e a partir da década de 1960, da Coréia do Sul, Taiwan, Cingapura e outros países da Ásia. Assim, de modo geral, a industrialização desses países acabou atendendo a interesses específicos das indústrias multinacionais. Essas empresas instalaram filiais em diversas partes do mundo, particularmente nos países subdesenvolvidos, em virtude de algumas vantagens especiais: matérias-primas, mercado consumidos, mão-de-obra e impostos baratos. Essa situação criou uma Divisão Internacional do Trabalho, na qual alguns países subdesenvolvidos, além de produzir e exportar matérias-primas agrícolas e minerais, transformaram-se em produtores e exportadores de produtos industrializados.

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

18


A nova ordem mundial

Geografia

Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade II

O desenvolvimento dos meios de transporte e das telecomunicações acrescentou novas características à nova Divisão Internacional do Trabalho. Ela está organizada em redes de produção, pela qual uma empresa multinacional contrata empresas em outras partes do mundo para realizar a atividade produtiva ou a distribuição e comercialização de seus produtos. Os países centrais concentram a fabricação de produtos de tecnologias mais sofisticadas, o desenvolvimento de novos produtos, o setor de marketing, os serviços financeiros e a gerência administrativa das grandes empresas.

Para não esquecer! Velha Divisão Internacional do Trabalho (D.I.T)  países subdesenvolvidos exportam matériaprima a baixos preços, e os países desenvolvidos exportam produtos manufaturados a preços elevados. Nova Divisão Internacional do Trabalho (D.I.T)  alguns países subdesenvolvidos continuam exportando matéria-prima e produtos manufaturados, enquanto os países desenvolvidos exportam produtos manufaturados e tecnologia. Países Subdesenvolvidos: divisão  países Subdesenvolvidos Industrializados e países Subdesenvolvidos Agrícolas. Principais características do subdesenvolvimento  dependência externa (econômica, social, política e cultural); grandes desigualdades sociais.

Globalização e Regionalização Globalização é um termo extremamente genérico e por vezes de uso exagerado. Na década de 1980, a maior parte da riqueza mundial pertencia às grandes corporações internacionais. Por outro lado, os Estados desenvolvidos revelavam finanças arruinadas, arruinadas depois de se mostrarem incapazes de continuar atendendo às demandas da sua população, basicamente benefícios sociais criados no pós-guerra. O fim do estado de bem estar social deu lugar ao neoliberalismo, doutrina fundamental para compreendermos a expansão dos fluxos comerciais, típica do período conhecido globalização. Os avanços no comércio no mundial significam também a busca frenética das empresas pela redução dos custos com transportes, mão-de-obra etc. 9º ano

- 1º bimestre

Geografia

19


Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade II

A nova ordem mundial

Portanto, os avanços tecnológicos, de transportes, telecomunicações e envio de dados, permitiram que grandes corporações transformassem sua forma de produzir, fragmentando sua produção, isto é, ocorre o parcelamento da produção, em outras palavras, estamos diante uma estratégia global de produção. produção Os fluxos de produção são intensificados a partir da conexão, global, de áreas de produção e consumo. A intensificação ocorre basicamente entre os grandes conglomerados internacionais. A globalização transforma também a clássica idéia de divisão do trabalho. Analise a foto onde uma mulher africana, da Namíbia, observe produtos europeus à venda em sua cidade. Em relação ao desenvolvimento dos transportes, analise as figuras a seguir.

A globalização é sinônimo também de competitividade. A intensificação dos fluxos no comércio internacional e a competição ativa pesquisas constantes no campo da informática e das telecomunicações, criando um ciclo virtuoso de produção tecnológica tecnológica. cnológica Em geral, o avanço tecnológico significa desemprego, seja através da robotização, informatização ou automação. A fabricação de componentes de computadores é fundamental para o desenvolvimento de meios de comunicação mais eficientes. Ao lado a foto de uma indústria de chip para processadores de computador. O sentido da Globalização segue, portanto, dois sentidos aparentemente contraditórios. Integração e regionalização. Retomando algumas idéias já expostas, o sentido de integração é justamente aquele do desenvolvimento dos transportes e comunicação. Esta permite o processo de fragmentação do processo produtivo desencadeado basicamente pelas multinacionais e transnacionais. Essas empresas são responsáveis, aproximadamente, por 45%do comércio mundial. No outro lado, emergem blocos econômicos (geralmente tratados econômicos entre países que configuram zonas de livre comércio, facilitando as trocas comerciais) supranacionais, que configuram espaços internos de comercialização. As tendências de globalização e formação de blocos econômicos parecem contraditórias, mas são verdadeiramente complementares. Os megablocos oferecem as grandes corporações (empresas multinacionais e transnacionais) significativos mercados interiores, unificados, fortalecendo a empresa e preparando-a para um estágio competitivo global. global Neste sentido, globalização e regionalização (formação de blocos econômicos) funcionam como um par fundamental no atual estágio de globalização. Alguns blocos regionais destacam-se no cenário internacional, a União Européia, surge como um bloco bem estruturado na esfera econômica e política. Entretanto outros também têm participação no mercado mundial, como o NAFTA, a Zona Geoeconômica do Pacífico e o Mercosul. Vejamos mais de perto esses blocos.

Na web: http:/// www.cibergeo.org/modulo3modgwl3-2.htm 9º ano

- 1º bimestre

Geografia

20


A nova ordem mundial

Geografia

Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade II

Para não esquecer! A globalização e as mudanças tecnológicas beneficiam largamente os trabalhadores qualificados, mas condenam os que não fizeram bons estudos ou os que têm um saber fazer inadaptado. Guilherme de Oliveira Martins.

Para Saber Mais

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

21


Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade II

A nova ordem mundial

Os (des) caminhos da globalização Polêmico, o termo globalização foi tão amplamente empregado que, em vez de tornar-se mais claro, fica cada vez mais impreciso e confuso. Considerado do ponto de vista estritamente econômico, poderia ser descrito como um processo de crescente integração de mercados nacionais, facilmente observado por consumidores com acesso a produtos das mais diversas procedências, tênis “made in” Cingapura ou brinquedos “made in” China. Mas sua abrangência vai além da aceleração no fluxo de comércio internacional. Secundada pela grande revolução na área das comunicações, a globalização propiciou maior mobilidade dos fluxos financeiros, que transitam livres entre fronteiras nacionais. Essa crescente interdependência econômica global compromete progressivamente as decisões políticas domésticas, que cada vez mais estão subordinadas ao que acontece no mundo. Essa “submissão” restringe significativamente o poder de cada Estado e dos seus governantes. A globalização também está associada ao neoliberalismo. neoliberalismo O avanço da integração econômica dependia de uma reformulação urgente no papel do Estado, afinal, argumentava-se, o Muro de Berlim (1989) caíra e com ele os paradigmas da Guerra Fria. Na época, profetizava o então presidente dos EUA, George Bush, sobre os escombros da exURSS: “Chegamos a uma nova ordem mundial”. Aquele Estado, aparelhado para a guerra, com monopólio de setores estratégicos, pesado e oneroso, ia desaparecer. Em seu lugar, seria erigido um Estado-mínimo, mais ágil e comprometido com a agenda social. Em tese, esse era o caminho.

Para não esquecer! “Globalização é o processo pelo qual o espaço mundial adquire unidade. O ponto de partida desse movimento retorna às Grandes Navegações européias dos séculos XV e XVI, que conferiram unidade à aventura histórica dos povos, e configuraram, nas consciência dos homens, pela primeira vez, imagem geopolítica do planeta.” MAGNOLI, Demério. Globalização: Estado Nacional e espaço mundial. São Paulo. Ed. Moderna, 1977.p.7

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

22


A nova ordem mundial

Geografia

Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade III

Blocos econômicos A formação de blocos econômicos, na verdade, é um nome genérico dado as diversas formas de integração entre os países. Há diferenças significativas entre blocos blocos econômicos, econômicos responsáveis por formas distintas de organização:  Zona de livre comércio – estabelecida entre países que têm o objetivo de reduzir e eliminar os impostos de importação de mercadoria.  União aduaneira – etapa que além de reduzir e/ou eliminar os impostos de importação, os países integrados adotam uma tarifa externa comum, ou seja, todos os países do bloco têm o mesmo valor para importação de mercadorias de outros países (fora do bloco). Esta etapa é essencial porque permite que os membros negociem em bloco, isto permite maior poder de barganha no cenário internacional.  Mercado comum – etapa responsável pela livre circulação de mercadorias, de serviços, de capitais e pessoas entre todos os países do bloco. A União Europeia é o melhor exemplo desta forma de unificação. Abaixo os principais blocos econômicos do planeta.

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

23


Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade III

A nova ordem mundial

União Europeia A União Europeia é o bloco econômico de maior integração no planeta. O processo de integração dos países europeus ao bloco teve início em meados século XIX, no contexto da Guerra Fria, ou seja, a reconstrução e fortalecimento do bloco capitalista europeu. europeu A construção de um espaço europeu forte em termos econômicos e políticos foi a base inicial da União Europeia. O projeto político da União Europeia teve início em 1950 com o Plano Marshall e também no cenário interno da Europa através da Comunidade Européia do Carvão e do Aço. Esse projeto integrou dois rivais históricos, Alemanha e França, buscando o fortalecimento da siderurgia européia para posteriormente avançar sobre mercados internacionais. Além dos países já citados ingressaram na comunidade os países do Benelux (Bélgica, Holanda e Luxemburgo) formando a Europa dos Seis. A próxima figura apresenta a Comunidade do Carvão e do Aço. Mesmo limitada à siderurgia, a Comunidade Européia do Carvão e do Aço (Ceca), é considerada o ponto inicial da unificação européia por um motivo simples: mudou a mentalidade dos países europeus em relação à competitividade e cooperação, ou seja, o fortalecimento interno para assegurar o desenvolvimento da Europa.

Europa dos Quinze

O passo seguinte foi dado em 1957 através do Tratado de Roma. O alvo deste tratado era construir a o Mercado Comum Europeu, isto é, após a mudança de mentalidade conquistada pela formação da Ceca, buscar a redução (e posterior eliminação) das barreiras alfandegárias entre os membros europeus, a livre circulação de serviços e a livre circulação de pessoas. O Mercado Comum Europeu foi assinado pelos países da Ceca, em um primeiro momento, e em seguida as adesões do Reino Unido, Irlanda, Dinamarca, Espanha e Portugal (estes países formaram o bloco conhecido como Europa dos Doze).

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

24


A nova ordem mundial

Geografia

Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade III

O Tratado de Roma envolvia relações econômicas e políticas. No setor político o tratado inaugurou uma série de iniciativas supranacionais como, por exemplo, a Comissão Europeia, uma instituição encarregada pelos assuntos dos cidadãos comunitários, marcando a base da formação da União Europeia. Além da idéia do bloco econômico, o Tratado de Roma marcou uma relação geopolítica entre a Europa Ocidental e os Estados, aproximando o bloco capitalista. Entretanto, o fim da Guerra Fria marcada pela queda do Muro de Berlim, em 1989 e pela reunificação da Alemanha em 1990, acarretou a incorporação da parte oriental da Alemanha à Comunidade Européia, além de, em 1995, possibilitar o ingresso da Suécia, Finlândia e Áustria, materializando o alargamento comunitário e a configuração da Europa dos Quinze. O fim da Guerra Fria marcou uma mudança nos objetivos do bloco europeu, isto deve-se basicamente pelo fim da ameaça do bloco socialista e pelo ressurgimento de velhas rivalidades (agora as rivalidades são basicamente disputas econômicas) com a ascensão da Alemanha como grande potência econômica. A resposta europeia às novas necessidades se efetivou através do Tratado de Maastricht (1992) substituto do Tratado de Roma. O novo tratado nasceu com uma dupla meta: a primeira de integração monetária, ou seja, o uso de uma mesma moeda e uma política externa comum. A partir de 1993, a Comunidade Européia sai de cena e passa a ser denominada de União Européia. A dupla meta de Maastricht buscou uma finalidade única: consolidar a aliança européia e seu sentido de fortalecimento interno, e esta aliança foi efetivada através de uma moeda única, o Euro, criado em 1999. Notas do Euro. A moeda simboliza a unificação européia.

A união econômica e monetária transformou o bloco europeu num verdadeiro mercado unificado, regido por uma única política monetária e pela mesma taxa de juros. Isso significa que, em um primeiro momento, há condições idênticas de competição para as empresas estimulando as fusões entre empresas europeias. O ponto fundamental desta associação é compreendermos a idéia, já citada, de fortalecimento interno para competição externa.

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

25


Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade III

A nova ordem mundial

Após dez anos do tratado acordado em 1992, a União Européia deflagrou a fase final de negociações para a sua ambiciosa ampliação: a incorporação de 10 novos países. Precisamos compreender um detalhe: a União Européia não é um bloco homogêneo. Há claramente uma relação de centro-periferia no interior do bloco, por exemplo, não podemos comparar a econômica da Alemanha com a Grega. A crise política na França quando os moradores dos subúrbios franceses iniciaram uma série de incêndios e reivindicações em Paris, podem servir para exemplificar a heterogeneidade do bloco. Será viável para o bloco manter a expansão do bloco ou parar a expansão e melhorar as condições dos países já integrantes do bloco? É uma questão que devemos pensar. Resumo da evolução do bloco europeu.

Na web: União Européia – http://www.europa.eu.int

Espaço Geoeconômico da Bacia do Pacífico A formação do bloco asiático é similar ao europeu em um sentido. O Japão pós-guerra era um país arrasado, basta lembramos das duas explosões nucleares em território japonês. O espaço geoeconômico do Pacífico foi criado oficialmente em 1989 com o nome de Cooperação Econômica Ásia e Pacífico – APEC. A sede da instituição fica em Cingapura, é composta por 20 países banhados pelo Oceano Pacífico. O objetivo fundamental da APEC é constituir uma zona de livre comércio e livre circulação de capitais, em 2010, para os países desenvolvidos do bloco e 2020 para os subdesenvolvidos, ou seja, na verdade este bloco ainda é um projeto a ser viabilizado.

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

26


A nova ordem mundial

Geografia

Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade III

A integração deste bloco será uma imensa dificuldade pela diversidade de países, seguindo o mesmo pensamento feito sobre a União Européia, a APEC se constitui em um bloco imensamente desigual. Analise o quadro abaixo, e verifique as imensas desigualdades entre os países membros. A principal característica deste bloco é a hegemonia das grandes corporações japonesas. Apesar deste ponto comum é praticamente impossível pensarmos esta integração no nível da União Europeia, vejamos. O bloco europeu apresenta organismos políticos e econômicos multinacionais responsáveis pela saúde econômica de todos os membros, alem de viabilizar a cidadania europeia. Será possível pensarmos nesta possibilidade para a APEC, livre circulação de pessoas entre Papua-Nova Guiné e Japão? A resposta mais viável é não.

Na web: Apec – http:// WWW.aspecsec.org.sg

NAFTA – Acordo Norte-americano de Livre Comércio O Nafta (em inglês North America Free Trade Agreement) assinado em 1992, por EUA, Canadá e México entrou em vigor em janeiro de 1994. A formação do Nafta marcou uma mudança na perspectiva geopolítica norte-americana, visto que este país desde a Segunda Guerra Mundial encarou a formação de blocos econômicos regionais como uma forma de reduzir sua influência no mundo capitalista, entretanto em 1988, um acordo firmado com o Canadá mudou a postura dos EUA sobre a formação de acordos regionais. O Nafta hoje é o maior bloco econômico mundial com um PNB superior a 11 trilhões de dólares. A economia norte-americana é, sem dúvida, a mais importante do bloco, com aproximadamente 10 trilhões de dólares de PNB (o PNB brasileiro é, aproximadamente, 600 bilhões de dólares). O resultado disso é que hoje, mais do nunca, as economias, mexicana e canadense, são extremamente dependentes da economia mais forte do bloco.

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

27


Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade III

A nova ordem mundial

Compare no quadro a diferença entre os membros.

Outro fator deve ser analisado sobre a formação do Nafta: a migração de mexicanos para os Estados Unidos. O Nafta representou para a economia norte-americana um processo de reorganização produtiva cuja transferência de parte do parque industrial norte-americano para o México com o objetivo de criar empregos em território mexicano e reduzir a migração de mexicanos para os EUA. EUA

Na web: Nafta – http://www.citizen.org/trade/nafta/indesc.cfm.

Mercosul A formação do Mercosul começou a ser formado em 1985. O projeto de integração de Brasil, Paraguai, Uruguai e Argentina pressupõe a redução da competitividade de Brasil e Argentina, sua tradicional rivalidade e seus projetos hegemônicos na América do Sul. Foram vários encontros entre os representantes legais dos países até a firmação do Tratado de Assunção que estabeleceu a eliminação gradual das tarifas alfandegárias com a formação de uma área de livre comércio.

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

28


A nova ordem mundial

Geografia

Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade III

A etapa seguinte do bloco – Mercado Comum do Sul – foi a formação de uma união aduaneira, fixada em 1994 através do Protocolo de Ouro Preto quando passou a vigorar a Tarifa Externa Comum. Entretanto, a medida política do bloco mais importante, em 1994, foi a assinatura da união aduaneira (no Mercosul, a união aduaneira tem o nome específico de Tarifa Externa Comum) controlada por um órgão criado neste mesmo momento; a Comissão de Comércio do Mercosul. Este órgão visa regular e dinamizar as etapas e o formato da integração deste bloco, objetivando a próxima etapa no processo de integração. integração

MERCOSUL O ponto básico do Mercosul é fortalecer os países membros ampliando seu poder de troca no cenário do comércio internacional, para tanto a integração efetiva os membros, principalmente Brasil e Argentina, devem buscar reduzir as rivalidades. Os fatos recentes têm mostrado que a etapa do Mercado Comum parece uma meta de caminho tortuoso. A desvalorização cambial do Brasil em 1999 obrigou a adoção de medidas protecionistas pelos argentinos. Por outro lado, em 2001 e 2002 a crise na Argentina causa uma redução no poder de compra interno restringindo as importações do vizinho Brasil. Apesar de “pequeno” no contexto econômico mundial, devemos compreender o Mercosul como um bloco de grande importância política e sua integração significa uma possibilidade de desenvolvimento econômico para seus membros. A partir de agora, o Mercosul conta oficialmente com seu quinto país membro. A Venezuela entra no bloco em um momento em que as nações menores, como Paraguai e Uruguai, pedem o reforço das políticas de enfrentamento às grandes diferenças econômicas, o que poderia ajudar na integração política e econômica. Com a adesão do quinto país, o bloco passará a ter 250 milhões de habitantes, área de 12,7 milhões de quilômetros quadrados e um Produto Interno Bruto (PIB) de US$ 1 trilhão, 76% do total da América do Sul.

Na web: MERCOSUL – http://www.rau.cdu.uy/mercosur

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

29


Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade III

A nova ordem mundial

Alca, desejo norte-americano Seguindo a tendência da constituição de blocos e do desenvolvimento do comércio, os Estados Unidos propõem a formação de uma grande associação comercial, reunindo não só os membros do Nafta e do Mercosul, como também todos os países do continente americano, sob sua influência, à exceção de Cuba. Com tal propósito, têm-se realizado discussões e negociações para a formação da Área de Livre Comércio das Américas, a Alca. que congregará 34 paises em um acordo mercantil. Em 2000, os Estados Unidos tentaram antecipar a data prevista para a instituição de tal aliança. No entanto sob a firme liderança do Brasil, a pretensão norte-americana foi derrubada. O Brasil alega que diversos segmentos da economia dos países latino-americanos não estão preparados para enfrentar a livre concorrência com empresas da América do Norte, capazes de oferecer produtos de melhor qualidade e menor preço graças à maior produtividade. Em consequência, necessitam de algum tempo para se adequarem ao competitivo jogo de um mercado aberto. Assim, a implantação da Alca permanece em aberto.

Na web: www.brasilescola.com/geografia/alca.htm

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

30


A nova ordem mundial

Geografia

Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade IV

A Classificação dos Países Quanto ao Nível de Desenvolvimento

Classificar é um ato de grande dificuldade, seja qual for o elemento a ser classificado sempre cometemos algum ato de generalização. A classificação de países segue exatamente este padrão, isto é, ocorrem diversas generalizações e toda classificação apresenta problemas, mais importante do que conhecer as classificações ou regionalizações é fundamental sabermos como são elaboradas tais procedimentos. A figura acima é o símbolo da Organização das Nações Unidas (ONU). Analise a figura, ela representa uma forma de classificação dos países. A observação a ser feita deve partir do sentido de centroperiferia, ou seja, uma forma de classificação dos países de acordo com sua importância geopolítica e econômica, por exemplo, o símbolo da ONU, no centro, os países mais importantes e na periferia os países historicamente considerados pobres, com menor força no cenário político internacional e, por consequência, na ONU. A classificação em centro e periferia apresenta problemas de generalização, não é possível agruparmos, por exemplo, Dinamarca, um país central, com a Alemanha, ou no outro lado, Lesoto, país periférico, com a Coréia do Sul. Sul Atualmente as classificações mundiais de maior aceitação são aquelas ligadas aos indicadores sociais como IDH, Renda per capita, analfabetismo, etc. A renda per capita é um indicador econômico que vem sendo utilizado há algum tempo, sobretudo pelos economistas, para avaliação do desenvolvimento (na verdade crescimento econômico). A Renda per capita é resultado da divisão do PIB pela população, medido, portanto, em dólares/habitante. O grande problema desse indicador é que ele não mede as desigualdades do país. Pense em uma área fictícia de 10 habitantes. O PIB dessa área é de 500 mil dólares. O resultado é uma renda per capita de 50 mil dólares/habitante. Leva em consideração que desses 10 habitantes 2 tem renda de 200 mil dólares. Observou porque este indicador apresenta um sério problema para a classificação dos países.

Índice de Desenvolvimento Humano Após a análise isolada de um indicador socioeconômico, como a renda per capita, por exemplo, vimos como este apresenta a realidade de um país de forma parcial. Com o objetivo de obter informações mais precisas sobre o nível de desenvolvimento das nações, a ONU vem utilizando desde a década passada um indicador denominado índice de Desenvolvimento Humano (IDH).

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

31


Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade IV

A nova ordem mundial

Criado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), o IDH tem como objetivo mostrar com maior fidelidade as condições em que vive a maior parte dos habitantes de cada país, levando-se em conta os seguintes critérios: a longevidade da população, medida pela expectativa de vida; o acesso a escolaridade, aferido pela taxa de analfabetismo; o poder de consumo de bens e serviços, medido pela renda per capita; e o acesso a condições sanitárias satisfatórias, aferido pela taxa de mortalidade infantil. O cálculo do IDH leva em conta a combinação de todos esses indicadores, e o resultado varia dentro de uma escala que vai de O a 1. Quanto mais próximo de O for o IDH de um pais, piores são as condições socioeconômicas de sua população e, portanto, menos desenvolvido ele é. Quanto mais esse índice for próximo de 1, melhores são as condições socioeconômicas e maior é o nível de desenvolvimento do país. O IDH é considerado baixo quando inferior a 0,5, médio quando se encontra entre 0,5 e 0,8 e alto quando é superior a 0,8. A ONU calcula anualmente o IDH de cada país do mundo, já que muitos indicadores variam periodicamente. O grande problema em relação da classificação de países quanto ao IDH é a escala geográfica. Vejamos, quando o IDH de um país indica 0,8 será que este fator é indicativo de todo o país? Pense no caso brasileiro. Será que o indicador do Estado do Rio de janeiro é o mesmo do Piauí? Será que no estado do Rio de Janeiro o IDH é igual em todos os municípios? Avalie essas perguntas com seus amigos e professor

5) Cite uma conseqüência positiva e outra negativa da formação de uma sociedade de consumo. _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

6) Que outros recursos tecnológicos usamos hoje e que ainda não existiam em 1995? _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

7) Uma malha digital que cresce em velocidade vertiginosa está cobrindo nosso planeta: é a internet , a rede mundial de computadores. Considerando essa importante tecnológica contemporânea, analise a informação: A integração econômica global é facilitada pelo uso das mesmas técnicas, contudo, integrar não significa incluir a todos. 9º ano

- 1º bimestre

Geografia

32


A nova ordem mundial

Geografia

Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade IV

Com base nas informações e em seus conhecimentos, escolha a alternativa que melhor explica a afirmativa apresentada. a) A era da informação e da revolução científica prioriza a qualificação da mão-de-obra e a incorporação de novas habilidades, reconhecendo a diferença existente entre ricos e pobres. b) A velocidade da informação é o benefício apresentado pela internet para a globalização, pois reduz o espaço mundial a um espaço virtual, sem a necessidade de interagir a todos os internautas. c) A internacionalização da rede e a incorporação de centenas de milhões de usuários por todo o planeta exclui as diferenças culturais e econômicas devido à mundialização dos padrões de consumo. d) A internet dinamizou e tornou imediatas transações e negociações em escala mundial, evitando a exclusão digital pelas parcerias com empresas e investimentos em inovações tecnológicas. e) Ao mesmo tempo em que a internet facilita o processo de integração econômica global, é também responsável pela chamada exclusão digital, pois acentua a distância entre os usuários e aqueles que já viviam em situação de marginalidade econômica e social .

8) Com e expansão da sociedade de consumo, a produção de lixo vem crescendo a taxa elevadas em todo o mundo. Consequentemente, o destino que deve ser dado a esse lixo torna-se crucial. Mas o lixo é, ao mesmo tempo, dejeto de sociedade e matéria prima para novas atividades produtivas. No Brasil , essas questões assumem graves proporções nos centros urbanos. 8) Apresente um problema decorrente do aumento da produção de lixo nas cidades brasileiras. _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

9) Indique uma atividade produtiva resultante do aproveitamento do lixo. _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

10) Com o fim da 2ª Guerra Mundial, os Estados Unidos, O Reino Unido, a França e a União Soviética ocuparam a Alemanha, uma das guerras derrotadas nesse conflito. Com os quais interesses a União Soviética ocupou a Alemanha ? _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

33


Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade IV

A nova ordem mundial

11) Explique porque ocorreu, a partir de 24 de julho de 1948, o Bloqueio de Berlim . _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

12) Por que, os Estados Unidos eram conhecidos como “a baleia”, e a União Soviética como “o urso” no término da Segunda Guerra Mundial ? _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

13) Por que a Guerra Fria impulsionou a indústria de espionagem ? _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

14) Aponte uma decisão tomada na Conferência de Yalta, ocorrida em fevereiro de 1945. _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

15) Quais foram os dois novos países que surgiram dentro da Alemanha a partir de 1949? De quais lados cada um deles estava no contexto geopolítico da Guerra Fria ? _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

16) Explique como ocorreu a corrida armamentista durante a Guerra Fria? _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

17) Qual a importância da OTAN e do Pacto de Varsóvia dentro na Guerra Fria ? _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

34


A nova ordem mundial

Geografia

Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade IV

19) Logo após a Segunda Guerra Mundial instala-se a chamada Guerra Fria também conhecida como Equilíbrio do Terror, quando se verificou a equivalência de forças altamente destruidoras baseada no equilíbrio nuclear com conseqüência para o mundo, dentre as quais podemos destacar: a) a divisão da Europa em duas esferas de influências políticas e dois sistemas político-econômicos: Europa Oriental- socialista, aliada da União Soviética e a Europa Ocidental capitalista, aliada dos Estados Unidos . b) a França, que domina os países capitalistas ocidentais envolvidos na Segunda Guerra e a Rússia, que domina os países da Europa Ocidental. c) um período de relativa paz, à exceção de algumas guerras civis muito localizadas, sem interferência das superpotências. d) a diminuição drástica da corrida armamentista e uma ajuda dos Estados Unidos para a reconstituição dos países europeus, que sofreram grandes destruições durante o conflito mundial. e) o Reino Unido capitalista que reforça a sua posição como grande potência sobre os demais países da Europa, por seu grande poder bélico. Justificativa: _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

20) Após o término da bipolaridade, características do período da Guerra Fria, os conflitos armados: a) Aumentaram, devido à inegável supremacia militar dos Estados Unidos no mundo. b) Diminuíram, devido ao surgimento de outros pólos de poder no mundo. c) Diminuíram, devido à derrota do socialismo soviético. d) Aumentaram, devido à retomada de antigas diferenças étnicas e religiosas entre povos. e) Aumentaram, devido ao crescimento de países que detêm armas nucleares.

________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________ 21) “A cultura e as identidades culturais estão moldando os padrões de coesão, desintegração e conflito no mundo pós Guerra Fria.” Com relação à proposição acima, podemos afirmar: I. A política passou de bipolar a multipolar. II. O crescimento demográfico do mundo islâmico tem estimulado as ações terroristas. III. A expansão econômica e militar de alguns países asiáticos ameaça o equilíbrio de poder existente. IV. As pretensões universalistas das potências ocidentais têm gerado situações de conflito com alguns países islâmicos. 9º ano

- 1º bimestre

Geografia

35


Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade IV

A nova ordem mundial

Assinale: a) Se somente as afirmativas I e II estão corretas. b) Se somente as afirmativas II e IV estão corretas. c) Se somente as afirmativas I, III e IV estão corretas. d) Se somente as afirmativas II, III e IV estão corretas. e) Se as afirmativas I, II, III e IV estão corretas. 22) Por que se pode falar em mundialização da economia ? _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

23) A partir de quando o processo de mundialização se intensificou ? _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

24) Assinale X nos parênteses que antecedem as afirmativas corretas: a) A mundialização da economia é conseqüência ... (

) da revolução sanitária que possibilitou a interrelação de vários países;

( ) da evolução tecnológica, manifesta através do desenvolvimento dos transportes e das comunicações, principalmente; (

) do entrelaçamento da economia de diferentes países.

“A economia mundial depende de um clique do mouse”.

25) Na ótica neoliberal o equilíbrio da economia é dado pela ação do mercado. Ao contrário ds padrões reguladores adotados anteriormente, o novo marco regulatório interliga o mundo todo. A globalização está funcionando e modificando o nosso cotidiano de maneira definitiva. O capital vai para onde é desejado e só permanece onde é bem aceito. O funcionamento dessa nova ordem econômica está baseado:

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

36


A nova ordem mundial

Geografia

Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade IV

a) no acesso à informação. b) no equilíbrio da balança comercial. c) na instabilidade do dólar. d) na restrição à circulação do capital. e) na intervenção do Estado nacional.

26) (PUC-RJ) “Um dos traços mais importantes do fenômeno do subdesenvolvimento é sua complexidade, a superposição de sintomas sociológicos e econômicos, o emaranhado de suas interações. Observa-se pelas diferentes estatísticas e avaliações que os países considerados subdesenvolvidos representam aproximadamente três quartos da população mundial.” (Yes Lacoste. Os países subdesenvolvidos. Coleção Saber atual). Qual destas formulações melhor retrata o conjunto do mundo subdesenvolvido? a) crescimento demográfico acelerado; economia com fortes bases rurais; relações de dependência com os países industrializados. b) população predominantement3en rural; economia industrial baseada em indústrias leves; mercado interno auto-suficiente para produção industrial e agrícola. c) industrialização acelerada com destruição de aldeias rurais; economia essencialmente de platations; comércio exterior superior, em volume, ao comércio interno. d) índice de analfabetismo elevado, mortalidade geral e infantil muito alta; vida média em torno dos 40 anos. e) baixa densidade demográfica; área agrícola de subsistência e de agricultura comercial; cidades com pequena expressão regional.

27) Explique o significado do termo Ordem Mundial. _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

28) Aponte a importância da geopolítica para a organização do espaço mundial. _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

37


Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade IV

A nova ordem mundial

29) Analise os impactos da II Guerra Mundial para o parque industrial europeu. _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

30) Quais nações foram vencedoras II Guerra Mundial? Qual o resultado disso para a organização do espaço mundial no pós-guerra? _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

31) Explique a condição econômica dos EUA e URSS no pós-guerra. _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

32) Por que a Alemanha foi divida? Qual a relação dessa divisão com a Ordem Mundial vigente no pósguerra? _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

33) Compare as estratégias político-militares das duas superpotências no pós-guerra em relação a OTAN e ao Pacto de Varsóvia. _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

34) Qual a importância política dos Jogos Olímpicos durante a Guerra Fria? _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

38


A nova ordem mundial

Geografia

Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade IV

35) Avalie a importância da economia durante a ordem Bipolar e Multipolar. _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________

36) Qual o papel das tecnologias da informação e dos transportes para a globalização? _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

37) Qual o objetivo da organização em blocos econômicos? _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

38) Diferencie, em termos de integração a União Européia e o NAFTA. _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

Exercícios de Aprofundamento 39) Como o Mercosul pode ser um foco de resistência à ALCA? _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

40) Compare as propostas de regionalização em um contexto de globalização. _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

39


Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade IV

A nova ordem mundial

41) Analise o processo de privatização no Brasil. Quais as principais conseqüências para a economia brasileira. _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

42) Como podemos analisar a atual ordem mundial? Multipolar ou Unipolar? Argumente sobre as duas possibilidades. _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

43) Explique a estratégia norte-americana durante a Guerra Fria expressa pelo Plano Marshall. _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

44) Aponte os fatores que explicam o fim da Ordem Bipolar. _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

45) “A globalização é o resulta da livre circulação de mercadorias pelo planeta” Analise a afirmativa anterior. _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

46) Por que a ALCA não é uma proposta de integração política dos países membros? _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

47) Analise os principais fundamentos do Neoliberalismo. _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

40


A nova ordem mundial

Geografia

Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade IV

48) No fim da década de oitenta e início dos anos noventa a bipolaridade mundial declinou; a polaridade ideológica e militar leste / oeste passou0se para a econômica norte / sul. Isto significa dizer que atualmente há uma oposição entre: a) o oeste rico industrializado e o leste pobre e agrário. b) o oeste pobre e agrário e o sul rico e muito idustriazado. c) o sul rico e industrializado e o norte pobre e agrário. d) o norte rico e industrializado e o sul pobre em processo de industrialização. e) o ocidente e o oriente. Justificativa: _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

49) O movimento atual da globalização, que acelera as trocas comerciais e de informação, só não tem como uma de suas característica: a) A expansão das empresas multinacionais, fortalecendo os países de origem. b) O desenvolvimento tecnológico nas áreas de informática e telecomunicações. c) A valorização dos territórios nacionais e suas fronteiras políticas. d) A formação de fluxos financeiros e de bens cada vez mais complexos. e) O fluxo de mercadorias entre os países foi multiplicado, principalmente nos países desenvolvidos que têm maior capacidade de consumo. Justificativa: _______________________________________________________________________________________

50) Enumere a segunda coluna de acordo com a primeira: (1)

Nafta

( )

Bloco econômico dos países europeus, criado em 1957 com o nome de Comunidade Econômica Européia (CEE).

(2)

União Européia

( )

Processo mundial que se caracteriza pela grande circulação de informações e produtos, pela atuação das transnacionais e pela interdependência entre os países.

(3)

Globalização

( )

Acordo Norte-Americano de Livre Comércio, bloco econômico englobando Estados Unidos, Canadá e México.

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

41


Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade IV

A nova ordem mundial

51) Numere a coluna II de acordo com a coluna I, procurando relacionar países desenvolvidos e subdesenvolvidos às suas respectivas características. Coluna I

Coluna II

( 1 ) países desenvolvidos

( ) domínio colonial industrialização dependente tecnologia importada ( ) industrialização restrita dependência econômica

( 2 ) países subdesenvolvidos

importação de bens de produção ( ) fraco crescimento vegetativo altos rendimentos de trabalho importação de matéria-prima ( ) população jovem acentuada desigualdade regional frágil integração nacional ( ) baixas taxas de natalidade exportação de produtos industrializados alta produtividade agrícola

52) Até o final da década de 80, os símbolos 1, 2, 3, apresentados na legenda do mapa, indicavam, respectivamente:

a) Mundo socialista, mundo capitalista e Terceiro Mundo. b) Mundo capitalista, mundo socialista e Terceiro Mundo. c) Mundo capitalista, Terceiro Mundo e mundo socialista. d) Terceiro Mundo, mundo capitalista e mundo socialista. e) Terceiro Mundo, mundo socialista e mundo capitalista.

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

42


A nova ordem mundial

Geografia

Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade IV

53) (UFRJ) Há grande interesse dos Estados Unidos em apressar a constituição da Área de Livre Comércio das Américas (ALCA). O interesse norte-americano é determinado: a) pela preocupação com o crescimento do MERCOSUL. b) Pelo crescimento dos negócios com a América Latina e pela diminuição do comércio com a Europa. c) Pelos acordos de livre comércio do NAFTA, que se encerram no final deste milênio. d) Pela preocupação de que o México saia do NAFTA, ingressando no Mercado Comum Centro Americano. e) Pela possibilidade de fusão do Pacto Andino com o MERCOSUL.

17) Os Blocos Econômicos surgiram nas últimas décadas, numa conjuntura internacional marcada: a) pelo aumento das taxas alfandegárias, forma encontrada pelos diferentes países para impedir a desnacionalização do capital. b) pelas articulações realizadas por países do terceiro mundo, que precisavam de unir para ter forças para enfrentar os países industriais desenvolvidos. c) pelas tentativas de unificação das culturas, já que os grandes obstáculos para a integração dos povos residiam nas diferenças nacionais, sobretudo em razão do idioma e da religião. d) pela necessidade que os países capitalistas tinham de impedir o avanço das economias baseadas na planificação e na ditadura do proletariado. e) pela necessidade da abertura da economia, em um mercado altamente competitivo, onde as grandes empresas que controlam as tecnologias acabam adquirindo maior poder de decisão que os Estados nacionais.

54) A globalização da economia e da sociedade, baseada na expansão sem precedentes do capitalismo e comandada pelo crescente domínio das corporações transnacionais, está levando ao desenvolvimento de uma nova ordem mundial. Essa nova ordem tem como características principais o fim da Guerra Fria, o incremento da guerra comercial entre empresas e países e a formação de grandes blocos econômicos regionais.

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

43


Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade IV

A nova ordem mundial

Baseado no mapa a seguir, identifique alguns desses blocos econômicos, relacionando-os na seqüência e assinalando a alternativa correta: a) NAFTA, MERCOSUL, União Européia, Bloco Asiático b) União Europeia, Bloco Asiático, NAFTA, MERCOSUL c) União Europeia, NAFTA, MERCOSUL, Bloco Asiático d) NAFTA, Bloco Asiático, União Européia, MERCOSUL e) NAFTA, MERCOSUL, Bloco Asiático, União Européia

55) (UFPE) O fim do mundo bipolarizado e da Guerra Fria não significou a eliminação dos conflitos e tensões internacionais. Atualmente, os confrontos se revestem mais de um conteúdo comercial, tecnológico e financeiro do que político-ideológico. Na denominada “Nova Ordem Mundial”, três grandes pólos controlam a riqueza e o desenvolvimento técnico-científico deste final de século.

a) Considerando os três pólos que estão comandando a globalização da economia mundial, explique as conseqüências para os interesses nacionais. _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

b) Como esta nova ordem multipolar refletiu na atuação da Organização das Nações Unidas (ONU) e no Grupo dos Sete países mais ricos? _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

44


A nova ordem mundial

Geografia

Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade IV Super Desafios

56) (Fuvest-SP) Se o mapa do mundo fosse redesenhado, não a partir das fronteiras geopolíticas, mas de acordo com o potencial tecnológico das nações, teríamos a configuração a seguir. Demonstre a veracidade desta apresentação com fatos da realidade atual dos dois primeiros países indicados no mapa adiante.

_______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

57) Os impactos causados no ambiente por fontes poluidoras ou pelos acidentes ecológicos não respeitam as fronteiras políticas internacionais.

A montanha montanha pulverizada Esta manhã acordo e não a encontro. Britada em bilhões de lascas Deslizando em correia transportadora Entupindo 150 vagões No trem-monstro de 5 locomotivas - trem maior do mundo, tomem nota – - foge minha serra, vai deixando no meu corpo a paisagem - misero no meu carpo a paisagem - misero pó de ferro, e este não passa. - Carlos Drummond de Andrade. Antologia poética. - Rio de janeiro: Record,2000.

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

45


Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade IV

A nova ordem mundial

A situação poeticamente descrita acima sinaliza, do ponto de vista ambiental, para a necessidade de: I. manter-se rigoroso controle sobre os processos de instalação de novas mineradoras. II. criaram-se estratégias para reduzir o impacto ambiental no ambiente degradado. III. reaproveitarem-se materiais, reduzindo-se a necessidade de extração de minérios. Correto o que se afirma: a) apenas I. b) apenas em II. c) apenas I e II. d) apenas em II e III. e) em I, II e III.

58) Para a chamada “sociedade de consumo”, no qual, para se feliz, não basta consumir o necessário, mas, se possível, também o supérfluo, acabou por conferir às relações do homem com o meio ambiente um caráter extremamente agressivo. Assinale V para as afirmativas verdadeiras e F para as falsas. a) ( ) Os Aterros Sanitários são locais onde o lixo é enterrado e, nos lixões, o lixo fica depositado a céu aberto. b) ( ) Como exemplos de lixo orgânico produzido nos domicílios temos os papéis, vidros, latas, alumínios, plásticos, embalagens descartáveis etc. c) ( ) “Marés Negras” são provenientes dos derramamentos de petróleo que provocam manchas escuras nas águas dos oceanos. d) ( ) Podemos definir como “efluentes” alguns dejetos líquidos ou gasosas, produzidos por residência e industriais (que devem ser tratados antes de serem lançados na água). e) (

) O grande vilão do meio ambiente na atualidade é o supérfluo .

59) A reorganização política mundial ocorrida após o fim da Guerra Fria deu origem a blocos e acordos econômicos em diferentes regiões do planeta. Apresente as duas principais características de um mercado comum. _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

46


A nova ordem mundial

Geografia

Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade IV

60) A economia do mundo ocidental evolui no sentido da formação de grandes blocos econômicos: União Européia (ex-comunidade Econômica Européia), MERCOSUL e NAFTA, sendo esses dois últimos de criação recente.

a) Identifique o nome dos países que fazem parte desses dois blocos. _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

b) Qual é o principal objetivo do Mercosul ? _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

61) (PUCC) Considere as seguintes afirmativas: I. Os países subdesenvolvidos, de modo geral, se caracterizam pelo pequeno desenvolvimento industrial, pela baixa relação trabalho/produtor no setor rural, pelas altas taxas de doenças endêmicas etc. II. Grande parte dos problemas encontrados nos países subdesenvolvidos decorrem de suas condições climáticas intertropicais. Sobre elas, é possível afirmar que : a) I é verdadeiro e II é falsa.

.

b) I e II são corretas e se relacionam. c) I e II são corretas e II explica I. d) I e II são falsas.

62) Analise as proposições: I. No sistema capitalista existem duas classes sociais opostas e antagônicas: a burocracia e o proletariado. A primeira, proprietária dos meios de produção, a segunda explora o único recurso de que dispõe, que é sua força de trabalho. II. O antagonismo entre a burguesia e o proletariado , na sociedade capitalista, expressa-se pelas suas ideologias. Sendo a burguesia a classe econômica dominante, ela domina também a política, a cultura, a educação e a produção de idéias e valores da sociedade. São corretas as afirmativas: a) I e II

d) as duas são incorretas

b) somente I

e) no sistema capitalista existe somente uma classe social.

c) somente II

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

47


Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade IV

A nova ordem mundial

63) O fim do mundo bipolarizado e da Guerra Fria não significou a eliminação dos conflitos e tensões internacionais. Atualmente, os confrontos se revestem mais de um conteúdo comercial: tecnológico e financeiro do que político-ideolópico. Na denominada “Nova Ordem Mundial “, três grandes pólos controlam a riqueza e o desenvolvimento técnico-científico deste final de século. a) Quais são os três “grandes pólos econômicos“? _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ b) Apresente um fator que tenha ajudado a provocar o fim da bipolaridade . _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________

64) “O conceito de hegemonia mundial refere-se especificamente à capacidade de um Estado exercer funções de liderança e governo sobre um sistema de nações soberanas[...] Esse poder é algo maior e diferente da dominação pura e simples. É o poder associado à dominação, ampliada pelo exercício da liderança intelectual e moral”.

(G.Arrighi, O longo século XX) Na atualidade, os Estados Unidos da América são considerados a potência hegemônica mundial. Essa hegemonia se manifesta em aspectos econômicos, militares e culturais. Apresente duas manifestações da hegemonia dos Estados Unidos da América no campo cultural. _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________

65) Observe o mapa e responde por que podemos afirmar que o conflito Leste X Oeste foi substituído pelo conflito Norte x Sul ?

_______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ 9º ano

- 1º bimestre

Geografia

48


A nova ordem mundial

Geografia

Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade IV

66) Como a chamada Nova Ordem Mundial se diferencia da ordem durante a Guerra Fria ? _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

67) Leia o texto e responda: “A divisão do mundo em Estados Nacionais, com fronteiras, moedas e alfândegas, cria barreiras para a livre circulação de mercadorias, serviços, capitais e pessoas. Embora não seja recente, a tendência de regionalização do mundo em blocos econômicos acentuou-se no início da década de 1990, coincidindo com fim da Guerra Fria e a emergência da globalização. (MOREIRA, J.C e SENE, E. Geografia para o ensino médio: geografia geral e do Brasil. São Paulo. Scipione, 2002.p.360) Tendo em vista que o Mercado Comum do Sul (MERCOSUL) é um dos blocos econômicos regionais, cite uma característica que o diferencia dos demais blocos econômicos. _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________

68) A Argentina, o Brasil, o Paraguai e o Uruguai formam o MERCOSUL (Mercado Comum do Sul), o organismo que estabelece as regras e os procedimentos para integração econômica entre os quatro países. Sobre este bloco econômico,, é correto afirmar que: a) integra países com povoamento, dinâmica econômica e nível de renda muito diferentes. b) estabelece “fronteiras abertas” para o livre deslocamento de pessoas, produtos e capitais. c) permite a livre circulação dos bens industriais sem restrições e barreiras alfandegárias. d) restringe os fluxos migratórios devido às rivalidades históricas existentes dentro do bloco

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

49


Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade IV

A nova ordem mundial

69) (UFSM – RS) O período abaixo retratado representou uma alteração profunda do comércio mundial. Observe o gráfico a seguir.

Assinale a alternativa que melhor explica o fenômeno representado: a) A transferência das multinacionais para a periferia capitalista promoveu o aumento da participação dos produtos industrializados, energéticos e minerais na pauta de exportação dos países subdesenvolvidos. b) A alteração na divisão internacional do trabalho comprova o aumento nas exportações primárias; apesar disso, não houve superávit comercial, pois esse crescimento foi compensado pela redução nas exportações de manufaturas. c) Os países subdesenvolvidos, ao se industrializarem, venceram a antiga dependência das exportações primárias, representadas, sobretudo, pelos produtos alimentícios e minerais, e passaram a responder à grande demanda dos mercados por produtos industrializados. d) Com a abertura de suas economias ao capital financeiro internacional, os países subdesenvolvidos passaram por um processo de alteração de sua base técnica de produção, onde a exportação de bens e mercadorias industrializadas substitui as exportações tradicionais de alimentos e matérias-primas. e) A industrialização parcial dos países subdesenvolvidos alterou suas pautas de exportações, diminuindo a participação das commodities (produtos primários) e aumentando a dos produtos industrializados.

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

50


A nova ordem mundial

Geografia

Colégio Alfa CEM Bilíngue

Unidade IV

70) A Revolução Tecnológica das últimas décadas acelerou a velocidade de transmissão da informação e modificou as noções de próximo e distante. Essas mudanças influem nas estratégias de localização das indústrias. A alternativa que indica corretamente os fatores que atuam na localização dos estabelecimentos industriais da “nova economia” é: a) a proximidade das fontes de matérias primas industriais e do abastecimento energético; b) a existência da logística de circulação e o acesso às redes de informações; c) a proximidade das agências de notícias e das instituições de coleta de dados; d) a oferta de mão-de-obra e a facilidade de acesso aos mercados de consumo; e) a garantia dos investimentos especulativos e a densidade das redes de transporte.

71) (UFMG) A Organização Mundial do Comércio – OMC tem sido o fórum de discussões que envolvem interesses comerciais conflitantes entre países pobres e ricos. Considerando-se esses conflitos comerciais, é INCORRETO afirmar que: a) os países pobres enfrentam barreiras comerciais, impostas por países ricos, sob a acusação de devastarem o meio ambiente, o que reduz a entrada de recursos necessários à modernização da exploração das riquezas naturais. b) os países pobres vêm elevando as tarifas alfandegárias impostas aos produtos industriais dos países ricos, como uma forma de estimular o desenvolvimento da tecnologia nacional. c) os países ricos, de modo geral, concedem subsídios a seus produtores agrícolas, mas rechaçam atitudes semelhantes dos países periféricos em relação a produtos industriais de exportação. d) os países ricos impõem restrições às exportações dos países pobres, como forma de retaliação contra a suposta exploração da mão-de-obra infantil e do trabalho em regime de semi-escravidão.

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

51


Unidade IV

Colégio Alfa CEM Bilíngue

A nova ordem mundial

9º ano

- 1º bimestre

Geografia

52

geo color  

geo color teste

Advertisement