Page 1


02

Turma: Berçário (0 a 1 ano)

Projetos trabalhados: •Colinho, carinho e muita diversão. A entrada da criança em uma instituição infantil implica na separação dos pais ou daquelas pessoas que constituem o seu universo. Implica também a separação de um contexto físico, em que a criança está habituada, juntamente com a sua mudança diária. A fase de adaptação à creche significa a entrada da criança em um mundo diferente em que necessita da ajuda, interferência e proteção do adulto. É necessário que se transmita segurança, confiança, para aos poucos, ir conquistando seu espaço e aprendendo a conviver com outras pessoas, adultos e crianças. •Hoje é dia de folia Desde pequenas, as crianças aprendem muito, sobre o mundo, fazendo perguntas e ouvindo fatos e histórias dos seus

familiares, amigos, até mesmo assistindo TV, vídeos e ou foliando e apreciando revistas e jornais. Vivenciam também experiências e interagem num contexto de conceitos, gostos e costumes formando suas ideias e conhecimentos sobre o mundo que a cerca. Através deste pensamento será trabalhado o tema carnaval, de forma integrada indo de encontro aos interesses das crianças respeitando suas necessidades, curiosidades e ideias. •Minha primeira páscoa Considerando a páscoa uma data comemorada em nossa cultura, torna-se necessário trabalhar com as crianças o seu verdadeiro significado. •No mundo das sensações Tendo em vista a importância da estimulação dos cinco sentidos da criança e sabendo que é neste espaço institucional que ela inicia o exercício de suas habilidades, propomos esse

projeto para que, estimuladas, descubram espontaneamente diferentes sensações. As crianças de 4 meses a 1 ano estão no estádio sensório-motor, no qual a construção de conhecimento se dá, principalmente, através dos sentidos e aperfeiçoamento dos esquemas motores dentro do contexto da ausência de inteligência representativa (específica do estádio simbólico, de 2 a 7 anos). Considerando que é sensorialmente que a criança explora o mundo ao seu redor, por que não estimulá-la ainda mais, instigando sua curiosidade e potencializando atitudes intencionais? As crianças comunicam-se pelos sentidos naturalmente. Desde muito cedo reconhecem cheiros e revelam preferências gustativas, por exemplo. Portanto, o trabalho proposto nesse projeto visa estimular as habilidades físicas, motoras e perceptivas das crianças, possibilitando o “aprender a aprender” conhecendo a si próprias e o meio que lhe cerca.

EXPEDIENTE O Euripinho - Informativo da Creche de Eurípedes Barsanulfo Rua Geraldo Bombicino, 2780 - V. Europa - Franca-SP Tel. (16)3702-7007 Editores: Fabio Pereira Guilherme, José Roberto Chagas Artigos assinados e os anúncios são de responsabilidade de seus signatários e não representam a opinião do Informativo.


Turma: Mini grupo (1 a 2 anos)

•Educando com amor... O fato da criança se distanciar dos pais, da família e iniciar ou dar continuidade uma nova jornada em sua vida; da Educação Infantil. Cada criança e família nos veem de uma maneira diferente, com mais ou menos preocupação. É nesse período que a criança vê a relação que há entre a creche e a família. Portanto devemos ter um cuidado especial ao iniciar esse processo. É um momento de grande influência. Por este e outros motivos, é que se torna super importante nos prepararmos para recebê-la •Dançando com a magia do carnaval A situação ocasional Dançando a magia do carnaval nasce concomitante com a primeira semana de aula, mas conhecida como de adaptação. Neste período a criança necessita de um olhar especial, pois o novo mundo a sua volta causa-lhe insegurança, por isso a situação ocasional pretende abordar a festa de carnaval a favor da experimentação e comunicação da criança com este novo mundo, oferecendo às crianças a oportunidade de conhecer e criar em meio à ludicidade. Sendo assim, a socializa-

ção da criança se desenvolverá harmoniosamente considerando o Carnaval como festa típica e rica em sua cultura, que encontra nos movimentos da musica e da dança a diversidade do Brasil. •Páscoa Feliz A páscoa é um motivo de renovação pessoal independente da religião. Por se tratar de uma data muito especial para as crianças, por eles esperarem ansiosos pelo coelho e ovos de chocolate. Esta situação ocasional tem como finalidade mostrar ao educando que a páscoa vai além de trocas de chocolate. É necessário que a criança compreenda que a solidariedade ao próximo, a fraternidade, o carinho é que vale mais. •Era uma vez... As fábulas e contos encantam e cativam até os dias de hoje com suas histórias fantásticas que de forma indireta ensinam as crianças a enfrentarem o medo, a perda, conhecer o amor, o valor de uma amizade, sem falar das bruxas, fadas, lobo mau, príncipe encantado, princesa e tantos outros personagens. É uma atividade prazerosa para todos os envolvidos no processo educa-

•Acolhendo com amor As crianças durante os primeiros dias na creche choram, ficam ansiosas, inseguras, sentem falta do vínculo que tinham com os pais antes das aulas começarem. Esta etapa na vida da criança é de suma importância para seu desenvolvimento e nós educadores devemos aproveitar este momento para auxiliarmos estas crianças na transição do ambiente familiar para o escolar, planejando atividades dinâmicas que possam garantir uma adaptação gradativa e sem traumas aos pequeninos. •Páscoa Feliz É interessante que as crianças entendam o verdadeiro sentido da páscoa. Percebam nesta data os sentimentos que dela são despertados como a solidariedade, a fraternidade, o amor e a amizade. •Quem sou eu?

Este projeto surgiu através da necessidade de proporcionar aos nossos alunos da educação infantil de 2 anos, perceberem que têm uma história de vida, onde fazem parte de uma família e são atuantes no mundo em que vivem. Com o intuito de leva-los a conhecer o ser humano; conhecendo seu corpo e construindo conceitos sobre higiene e saúde, a relação com o outro, pontuando as diferenças e semelhanças entre eles, valorizando cada um como é. Segundo o Referencial Curricular da Educação Infantil das Escolas e Creches de Franca a educação infantil, a identidade é um conceito do qual faz parte a ideia de distinção, de uma marca de diferenças entre as pessoas, a começar pelo nome. Seguindo de todas as características físicas, no modo de agir, de pensar e da história pessoal. Dessa forma, ao trabalhar a identidade com nossos educandos também será importante para nós educadores, pois iremos obter informações de grande importância a respeito da individualidade de cada um.

tivo, pois é um tema de grande aceitação entre as crianças, que desperta interesse, envolvimento e participação dos mesmos.

Turma: Maternal I A (2 a 3 anos)

Sheila Modas

Rua Hercilio Batista de Avelar, 1380

FONE (16) 3701-7732


03

04

Um jantar muito especial

Neste primeiro semestre a creche Eurípedes Barsanulfo realizou o jantar dos amigos da ceb no buffet Fiorino, onde reunimos parceiros, amigos, colaboradores, funcionários, pais e as crianças da creche em um ambiente saudável e alegre. Tudo isto foi posível graças ao trabalho dedicado e comprometido de todos, incluindo a Banda A3, Dj Mascote, Rose Moraes, Douglas Fontaine, Adrenalina e todos os apoiadores do evento. Sucesso garantido! Obrigado a todos por mais este evento de grande sucesso!

(16) 9206.7887 - (16) 9197.5704

(16) 3707.5600

Rua Francisco Assis Tomás da Silva, 2351


05

Av. Reynaldo Chioca, 1136 - Franca/SP


06

Turma: Maternal I B (2 a 3 anos)

•Conhecendo um novo mundo A criança tem um relacionamento social restrito a sua casa, com os seus pais ou responsáveis e a alguns familiares, antes de ir para a creche. Ao frequentar um novo ambiente, ela precisa de um período para se adaptar ao espaço, as pessoas e as novas relações que irão surgir. O sucesso desse processo depende do acolhimento que a instituição oferece. Na creche, a mediação do educador é determinante, pois a ele compete introduzir o novato ao grupo. O ideal é manter os cuidados específicos e individuais que a criança está acostumada a ter em casa, por isso, é importante que um dos pais ou um responsável acompanhe os primeiros dias na creche: além de mostrar ao educador aspectos relevantes da rotina familiar, ele irá transmitir à criança segurança até que ela consiga ficar sozinha. Para a adaptação ser completa, é fundamental também, que o educador compartilhe com a família as experiências inéditas que os pequenos vivenciam na creche. •Festa de Carnaval O carnaval é uma festa popular brasileira e faz parte

do folclore brasileiro. É por meio dela que as crianças resgatam a tradição das fantasias e do baile de máscaras, permitindo que elas desenvolvam sobre esta famosa festa brasileira. •Páscoa Neste período do ano faz-se necessário explicar que o verdadeiro sentido da páscoa, que não consiste apenas na distribuição de ovos de chocolate, mas simboliza a confraternização entre as pessoas e o amor ao próximo. •Ritudi Enári (significa na linguagem bororó “fazer arte”) O Projeto Cultura Indígena Brasileira tem como propósito estimular as crianças a reconhecer e valorizar as identidades culturais presentes em nosso país, sabendo que a cultura é um Patrimônio importante do nosso povo, de uma raça, etnia ou cor de pele e vai passando e sendo recriada de geração em geração. Esse processo ocorrerá de forma progressiva dando a criança possibilidade de interagir com diversas modalidades. Dessa forma estaremos contribuindo para uma aprendizagem mais significativa e prazerosa, exaltando a nossa cultura.

•Oba! Quanta alegria, de volta estou! A Recepção na CEB é muito importante, pois a criança deixa o ambiente familiar e vem para um mundo de amigos. Essa adaptação é para que a criança não sinta tanto a falta do seu lar, sinta-se feliz e acolhida na creche. •Brincando na folia Desde pequenas, as crianças aprendem muito sobre o mundo, fazendo perguntas, ouvindo fatos e histórias de seus familiares, amigos, até mesmo assistindo TV, vídeos e ou foliando e apreciando revistas e jornais. Vivenciam também experiências e interagem num contexto de conceitos, gostos e costumes formando suas ideias e conhecimentos sobre o mundo que a cerca. Através deste pensamento será trabalhado o tema “O Carnaval”, de forma integrada indo de encontro aos

interesses das crianças respeitando suas necessidades, curiosidades e ideias. •Páscoa Através da realização de uma série de atividades, colocar as crianças em contato com uma das tradições brasileiras, que é a Páscoa, mostrando o verdadeiro significado, sentido espiritual e não o comercial. •Uma lenda, duas lendas, três lendas! A cultura popular e folclore na educação cruzam experiências diferenciadas que misturam lembranças e descobertas, possibilitam adultos e crianças um mergulho no mundo imaginário e lúdico. O passado que faz presente durante a literatura e as confecções de brinquedos permitem espiar, pelas frestas, o futuro.

Turma: Maternal II A (3 a 4 anos)


Turma: Maternal II B (3 a 4 anos)

•Estou chegando O período de adaptação é muito importante, tanto para a criança como para os pais. Constitui uma oportunidade de estabelecermos vínculos afetivos dentro de uma convivência, que é diferente da familiar. Mesmo as crianças que já frequentaram a creche e que conhecem os colegas e os educadores, ficam inseguros. Esse período é muito importante para estabelecermos vínculos com as crianças e facilitar a convivência entre o educador e o educando. •Carnaval do Meu Brasil Carnaval é uma festa típica e esperada por muitos pelas festividades. O Brasil é um país rico em sua cultura, música, dança, um país alegre e que nos possibilita trazer para a creche uma riqueza de diversidade. •Páscoa A Páscoa é um momento e motivo de renovação pessoal independente da religião. A creche precisa suprir essa necessidade que se faz nos educandos estendendo a toda co-

munidade escolar, bem como promover atividades artísticas e musicais, brincadeiras diversas, buscando assim o estímulo e a socialização. •Mergulhando no universo marinho O estudo da natureza está intimamente ligado à formação integral do indivíduo. Portanto, a especificidade do estudo da natureza animal é mais um passo para o desenvolvimento desta formação integral. O tema do presente projeto desperta o interesse natural das crianças desta faixa etária, pois, em geral, contam com várias informações relativas a ele, na medida em que o animal tem uma presença constante em seu mundo cotidiano através de desenhos animados, histórias, jogos, animais de estimação de suas vivências pessoais e sociais. No desenvolvimento do projeto será facilitada a correlação entre diversos animais com seu ambiente o que possibilitará o aprofundamento e ampliação de vários estudos. O projeto contribuirá, também, para o envolvimento direto da criança com a realidade do mundo em que vive possibilitando-lhe a formação de conceitos significativos.

Turma: todas

•Alimentando-se bem A creche é um espaço privilegiado para a promoção da saúde e desempenha papel fundamental na formação de valores, hábitos e estilo de vida, entre eles o da alimentação. A promoção de uma boa alimentação saudável no espaço escolar pressupõe a integração de ações em três pontos fundamentais: ações de estímulo à adoção de hábitos alimentares saudáveis, por meio de atividades educativas que informem e motivem escolhas individuais; ações de apoio de práticas saudáveis por meio de uma alimentação nutricionalmente equilibrada no ambiente escolar e ações de proteção à alimentação saudável, por meio de medidas que evitem a exposição da comunidade escolar a práticas alimentares inadequadas. Assim, consciente de que o tema se insere ou deve ser inserido no primeiro campo de ação da prática pe-

dagógica, observando a crescente curiosidade dos educandos a respeito dos alimentos naturais incluídos no cardápio, na qual se justifica a elaboração de um projeto simples, porém significativo para a construção de hábitos alimentares saudáveis. •Festa Junina Essa sequência de atividades visa integrar a comemoração da festa junina desenvolvendo o resgate social, exercendo a cidadania através de ações concretas, solidárias e participativas, favorecendo a criança a ampliação de seu universo linguístico, pois a festa junina se constitui uma temática rica onde podem ser explorados diversos tipos de linguagem. Levando as crianças o conhecimento da origem da festa junina e levando o educando a conhecer seus símbolos e valores.

(16) 3721.6160

07


08

A Laranja, os Gomos e as Sementes.

Aprendizes que somos, ainda encaramos a vida por etapas. No calendário escolar costuma-se contar o tempo por semestres, que é uma forma de planejar o ano de um jeito que ele não nos pese muito. É como dividir uma laranja em duas partes e saborear cada uma delas com o prazer de quem vê ali uma dezena de gomos, repartidos, é claro, mas presentes e unidos a nos oferecer o caldo... O primeiro semestre da CEB foi assim: percebemos o trabalho e a participação de cada um no seu “gominho”, contribuindo com os grandes resultados alcançados. Funcionários, pais, mães, avós e avôs, diretores, colaboradores... Todos formando uma saborosa e suculenta laranja. Chega o segundo semestre, a outra parte da laranja. Novamente será necessária a união de cada gomo para que possamos saborear o sucesso. Como toda segunda parte, este será um tempo mais difícil. Se olhamos para trás e verificamos os bons resultados, por outro lado é compreensível que acumulamos responsabilidades a serem saldadas. Por isso, é tempo de unir ainda mais os gomos da laranja porque temos pela frente desafios a serem vencidos.

Rua Simão Caleiro, 1732 - Centro - Franca/SP

(16) 3402.1251

www.contadoresdehistoriasgrupociranda.blogspot.com cirandagrupo@hotmail.com.br

Falando abertamente: a nossa CEB precisa do esforço de todos e de cada um em particular, especialmente nos eventos que visam arrecadar fundos para mantermos a qualidade das nossas atividades. Temos a Festa da Família, as saborosas e tradicionais pizzas mensais e demais eventos. Colabore, prestigie, divulgue. Faça parte. Lembre-se de cada semente da grande laranja, essas crianças que dependem de nós que somos ao mesmo tempo, fruta e agricultor.

O euripinho edi06 web  

O Euripinho - Edição 06 - 1º Semestre 2013

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you