Page 1

Deputado Arolde de Oliveira

Reforma do Código Penal www.vigiai.net

Informativo de Missões Ano 02 - Edição 06

O perigo mascarado

Articulistas desta edição: Pr. Adilson Brandão-SP Pr. Adriano Xavier-SC Pr. Aurélio Rosa-SP Pr. David Botelho-MG Pr. Elias V. do Vale-SP Pr. Evaldo Rocha-RJ Pr. Eli Fernandes-SP Pr. Geraldo Farias-SP Pr. Jônatas Farisel-RJ Pr. João Marcos Soares-RJ Pr. José Maria de Souza-RJ Pr. Moizes de Oliveira-RJ Pr. Mozart Alves-SP

Matérias Especiais

Pr. Éber Silva, Presidente da Ordem dos Pastores Batistas do Brasil

Entrevista: Pr Sócrates Oliveira Segunda Igreja Batista de Campos é brilhante na Foz do Rio Paraíba do Sul O Seminário do Sul ressurge! Ebenézer Ferreira, diamante ministerial Daniel Dias, o vencedor! Giro Missionário

Liderança Eficaz, a grande diferença Pr. Odilon Pereira Vida Total da Igreja

Pr Isaías Lins Gratidão – 46 anos de ministério!


3K?TG?ƓCKNMPRMBMQMQJGTPMQB? Ƶ@JG? NPGKCGP? Ƶ@JG?CKƪSBGMAMKCLR?B?CNPMBSXGB?LM P?QGJ RCJCT?PƪNCJMQA?KGLFMQB?RCMJMƓG? FGQRƹPG?BC'QP?CJC?POSCMJMƓG?

!MLFCǨ?MQN?RPG?PA?Q PCGQCNPMDCR?QBMLRGƓM2CQR?KCLRM ?FGQRƹPG?BC(CQSQ

MQGƓLGƤA?BMB?QN?Pƪ@MJ?Q ?TGB?BM?NƹQRMJM.?SJM MQBCQ?ƤMQBMQ?NƹQRMJMQCKSGRMK?GQ

'LBGQNCLQƪTCJN?P?QCAMLFCACPK?GQNPMDSLB?KCLRC?Q#QAPGRSP?Q

!PG?BMCNPCQCLR?BMNCJM2CƹJMƓMC&C@P?ƵQR?*SGX1?WƮM

Vigiai - Propaganda

Presente Diário

+?LS?JBC?NMGMAMKRCK?C?NJGA?ǨƮM

#QRSBMQ

!"QCK+. +?GQBCFMP?QBCƓP?T?ǨƮM

.CPƓSLR?QC0CQNMQR?Q

2MBMQMQJGTPMQB? Ƶ@JG?


ISRAEL, Roma e Grécia – Caminhos de Paulo – Vamos? O pacote com o custo x benefício mais barato, nota 10! Garantia da “Terra Santa” – Pr. Miguel Madeira e Irmã Mércia Madeira, mais de 20 anos levando caravanas a Israel! Confira! Dois dias na Grécia e em euros!

Apenas 3.800 dólares! Imperdível! De 07 a 19 de abril de 2013

Editorial

Liderança Eficaz: uma necessidade

O

Roteiro ATHENAS: Hydra, Poros e Aegina – Corinto, Areópago e Pathernon. EILAT: Jaffa (antiga Jope) e Timna Park (réplica do Tabernáculo) MASSADA/ KUNRAM/ MAR MORTO/ JERICÓ/ TIBERÍADES CESARÉIA DE FELIPE/BEM-AVENTURANÇAS/ TABHA/CAFARNAUM/ RIO JORDÃO TIBERÍADES/ CANÁ/ NAZARETH/ MONTE CARMELO/ ARMAGEDON JERUSALÉM - MONTE DAS OLIVEIRAS - HORTO DO GETSÊMANE - MURO DAS LAMENTAÇÕES JERUSALÉM – BELÉM - PRETORIUM, VIA DOLOROSA GÓLGOTA - TÚMULO VAZIO ROMA – CITY TOUR

Contatos Vital Sousa Ministério Vigiai.net www.vigiai.net (12) 8858.0804

Delfina Sousa Ministério Presídios Tremembé-SP (12) 9119.7746

Sebastião Neto Pastor da PIB São Caetano do Sul-SP (11) 98644.6485

tema principal da edição de janeiro deste Informativo é “Liderança Eficaz”. Nos centros acadêmicos a diferenciação de “eficaz” para “eficiente” é bem caracterizada. Ser eficaz é ser eficiente com excelência. Um líder sem Deus é uma marionete dos acontecimentos, na liderança efêmera de alguns dias ou anos. Um líder com Deus oferece gratuitamente, todos os dias, o melhor presente: a vida eterna. Estou sendo um líder eficaz? É a pergunta que cada um deve se fazer. Livros, vídeos e artigos abordam o tema na matéria principal. As bodas de diamante de ministério pastoral do Pr. Ebenézer Ferreira na Segunda Igreja Batista de Campos dos Goitacazes-RJ marcou o final de ano batista, assim como o culto de gratidão pelo reconhecimento do curso superior de teologia pelo MEC conferido ao Seminário do Sul. Pr. Isaías Lins também é só felicidade com a bela igreja e família. As três entrevistas com líderes de expressão como os pastores Odilon Pereira, Sócrates Oliveira e Éber Silva, são momentos ricos de aprendizado e história. E nossos articulistas, alma e sangue do Informativo Missionário, muito inspirados no Senhor, como sempre. Deputado Arolde de Oliveira com um assunto de extrema relevância e nossa homenagem ao atleta evangélico Daniel Dias. Nosso Giro Missionário abre espaço para o registro da partida de Haydée Gomes, uma vida de fé. Vigiai, sempre imprescindível. Jornalista Vital Sousa. MINISTÉRIO VIGIAI.NET


Expediente

Sumário INFORMATIVO VIGIAI Ano II – Número 06 O informativo que transpira missões O informativo que respira missões O informativo que informa missões O informativo que vive missões JORNALISTA RESPONSÁVEL DIREÇÃO Vital Sousa (Jornalista - Mtb 63.588-SP) Textos e fotos: Vital Sousa DIAGRAMAÇÃO Fabiano Sousa (Jornalista - Mtb 65.300-SP) Diagramação, Projeto Gráfico e Foto Correspondências Redação: Rua Edgard Pereira Viana, 140 Cataguá – Taubaté-SP – CEP 12093-240 Telefone/fax (12) 3621.2579 www.vigiai.net E-mail: vigiai.net@gmail.com Tiragem: 5.000 exemplares O Informativo Vigiai é uma publicação do Instituto Vigiai - Informação e Mobilização (em formação).

Apoio Geral: Vital - Prestação de Serviços de Informática CNPJ: 05.449.421/0001-18

Os artigos assinados são de responsabilidade exclusiva dos seus autores, e não representam necessariamente a opinião do informativo. É proibida a reprodução total ou parcial de reportagens, entrevistas, artigos, ilustrações e fotos, sem a prévia anuência dos titulares dos direitos autorais

Especial ____________________________

Entrevista __________________________

27 - O Seminário do Sul ressurge! 28 - Brilhante na foz do Rio Paraíba do Sul 33 - Reforma do Código Penal: O Perigo Mascarado 34 - Jubileu de diamante 36 - Isaías Lins Filho E Enilda Lins: 28 anos no pastorado em Mares, 46 anos de consagração no Ministério da Palavra e 47 anos de vida conjugal

16 - Pr. Odilon Pereira - Vida Total da Igreja 20 - Pr. Sócrates Oliveira Seminário do Sul Literatura: EBD e livros. Administração, Televisão e 92 dias de orações 24 - Eber Silva, Pastor da Segunda Igreja Batista de Campos dos Goitacazes - RJ

Igreja em Destaque ___________________ 10 - PIB em Vila Formosa encerra o ano de 2012 batizando e recebendo novos membros com grande festa

Capa

“Liderança Eficaz, a grande diferença” pg. 08

08 - David Kornfield “O Líder que Brilha” 09 - Tom Marshall: "Liderança que liberta" 09 - Walmir Vieira 09 - Pr. Abe Huber, o líder que veio da Amazônia 10 - Pr. Sandro Pereira: a igreja não cresce, a culpa é do pastor! 11 - Pr. Armando Bispo no Summit 12 - Pr. Hernandes Dias Lopes “Paulo, quem foi este homem?” 12 - Pr. Josué Campanhã “A vida do líder” “Líder do amanhã” 12 - Pr. Israel Belo Como lidar com os “donos” da igreja? 12 - Transições, você é o segredo 13 - Pr. Geremias Bento: “O líder do terceiro milênio é um multiplicador”

Articulistas 07 - Pr. Aurélio Rosa: “Liderança & Treinamento de Líderes” 14 - Pr. Geraldo Farias: " O Ágape na liderança" 15 - Pr. Eli Fernandes de Oliveira: “Onde perdemos nossa velha Bíblia?” 18 - Pr. Adriano Xavier: “Liderança Eficaz” 19 - Pr. Moizes de Oliveira: “Se não estás preparado não se habilite” 22 - Pr. David Botelho: “Muito mais que um sonho” 23 - Pr. Evaldo Rocha: “Senso comum e o senso articulado na experiência da fé” 30 - Pr. José Maria de Souza: “Deus quer fazer algo novo!” 31 - Pr. João Marcos Barreto Soares: “Testemunhe às nações pelo poder do Espírito” 42 - Pr. Elias Valentim: “A arte de administrar inclusive na igreja” 43 - Pr. Mozart Barbosa Alves: “Liderança eficaz, a grande diferença” Faça a dedução no imposto de renda!

Rua Igarapé de Mauá nº 01 – Mauazinho – Manaus – AM. Contatos: 3615-8302 3615-9869 larbatistamanaus@gmail.com www.larbatistamanaus.com.br

Doação deduzida do Imposto de Renda


pr.

a urélio Rosa FOTOS: AURÉLIO ROSA

Liderança & Treinamento de Líderes

L

iderança e Treinamento de Líderes andam juntos! Você não conseguirá estruturar uma Liderança ideal se não investir no Treinamento de Líderes! Com base em uma leitura que fiz em diversas igrejas, constatei que a principal dificuldade delas é a falta de Liderança e quase sempre em virtude de não haver um investimento significativo no Treinamento de Líderes. Existe um paradoxo sobre Liderança, pois muitos pensam que liderança é de uma pessoa. Existem líderes individuais sim, porém, Liderança envolve mais de uma pessoa e isso é uma base essencial nesse assunto. Existem várias organizações e livros especializados no Treinamento de Líderes como: Haggai, Lidere, Summit, Líder 360º e etc..., mas, além da dificuldade dos preços, pior ainda, existe a dificuldade do desinteresse de muitos líderes de que haja uma multiplicação de líderes. É “confortável” estar sozinho no topo, porém também é muito perigoso. Peter Drucker define líder como aquele que produz seguidores, logo, se você não tiver a preocupação com a multiplicação de líderes, você não é um líder. Peter Drucker é o pai da administração moderna e ele enfatiza essa necessidade de líderes, John Maxwell também enfatiza, Bill Hybels vai na mesma linha. Embora eu tenha citado apenas três, existe uma gama de incentivadores e promotores à nossa volta. Me encanto nos treinamentos do Dr. Ebenézer Bittencourt (brasileiro) e por aí vai. Um dos primeiros livros de liderança que eu li, foi o livro Liderança Cristã da Nancy Dusilek. Ele é um excelente livro para você iniciar nessa seara. Louvo a Deus pelo incentivo do meu pastor na-

quela época para que eu participasse do Instituto de Treinamento e Liderança (ITL) que era realizado pela Associação Meritiense, pois creio que ali foi o início de tudo para mim. Acho que deveria haver um investimento maior das igrejas, associações e convenções no preparo de Líderes e consequentemente Liderança. Por outro lado, antes do investimento financeiro, deveria haver uma maior e melhor conscientização dessa necessidade de formação e treinamento de líderes, porque já vi também algumas iniciativas que não deram em nada porque não valorizaram o esforço de quem organizou. Uma das marcas de nossa igreja é o Treinamento de Líderes. Ela vai fazer 15 anos em abril próximo e no próximo mês já está programado o XVI Encontro Anual de Treinamento da Liderança, pois esses encontros tiveram início um ano antes da organização da igreja e não pararam até aqui. É claro que durante o ano seguimos treinando, mas com base no norte traçado no início do ano para toda a Liderança e tem sido uma benção. Muitas pessoas que já não estão mais no nosso convívio foram influenciadas pela estratégia e estão aplicando em outras igrejas. Liderança forte = igreja forte. Costumamos dizer que : somos pequenos e novos, mas fortes e isso é graças a Deus e a preocupação extremada na formação, capacitação e manutenção de uma liderança coesa e unânime. Em nossa igreja temos uma ferramenta chamada Excelência Infantil e um dos pilares da Excelência Infantil é justamente preparar "Líderes Mirins" para que já cresçam com instruções básicas de: RESPONSABILIDADE e COMPRO-

MISSO. Isso tem feito grande diferença entre nós, graças a Deus. Por fim, não será muito útil você montar uma excelente biblioteca dos autores e organizações citados aqui se você não se determinar a estruturar uma Liderança eficaz para esse tempo e também que permaneça. Uma das grandes falhas que existe é justamente não se preocupar com a sucessão para haver continuidade. Veja o exemplo ruim de algumas empresas familiares que, quando o patriarca morre a empresa fecha. Nós que somos liderados por Cristo, devemos liderar pessoas para servirem a Cristo com o mesmo ardor que servimos e produzirem frutos dignos. Vamos juntos lutando contra o nosso inimigo comum.

AURÉLIO ROSA é pastor titular da Igreja Batista em Parque do Carmo, São Paulo/SP.

Janeiro de 2013 * Vigiai -

7


Especial Liderança Eficaz

“Liderança Eficaz, a grande diferença”

C

VITAL SOUSA

om muita inspiração, o Pastor Walmir Vieira (Diretor do Colégio Batista Shepard do Rio de Janeiro-RJ) aborda o tema em seu livro “Criatividade na Liderança” e começa com uma pergunta direta: É possível ser líder e não ser criativo? A resposta também é direta: Nem todos os criativos são líderes, mas, o líder eficaz deve ser criativo ou ter uma boa equipe criativa... Tecnocratas apostam na liderança chamada “científica” e acabam criando mais transtornos do que soluções para corporações, especificamente as de cunho religioso, que estão impregnadas de variáveis não mensuráveis, não justificadas nas lógicas da ciência. Precisamos aprender, inclusive com os comunistas de outrora, como Paulo Freire, que bem ensina em seu livro “Pedagogia do Oprimido”: “Não se pode admitir, como liderança, que só ela sabe e que só ela pode saber - o que seria descrer das massas populares”. O papel do líder cristão é preponderante, principalmente porque a sua liderança implica em salvação de almas, em vida eterna, o bem mais valioso do ser humano. Diante desta perspectiva faremos a abordagem, através de livros, vídeos e artigos de personagens que estão liderando e estudando o assunto, conscientes do papel que têm como líderes cristãos e formadores de opinião.

David Kornfield “O Líder que Brilha” Sete relacionamentos que levam à excelência é a proposta de David Kornfield, em seu livro acima, destaco os pontos de cada abordagem: Relação com Deus: Apaixonado por Deus, O romance sagrado, Comprometido com o Reino de Deus, Identidade de filho, Discernimento e obediência à von-

8

- Vigiai * Janeiro de 2013

tade de Deus e Três momentos da vida no Espírito; Relação consigo mesmo: Saúde emocional, Aberto à correção e transparente, Chamado ministerial, Personalidade: um presente de Deus, Disciplinado como verdadeiro discípulo, Prioridades divinas e uma vida simples; Relação com a família: A herança recebida de nossos pais, A ferida paterna, A mãe equilibrada e desequilibrada, Aliança como alicerce, Ambiente de graça, Uma família de famílias; Relação com um grupo pastoral: A tendência de todo líder ser solitário, Um verdadeiro escudeiro, Visão bíblica de pequenos grupos pastorais, A prestação de contas, A mentoria mútua, O ministrar em oração uns aos outros; Nota: Os demais relacionamentos citados poderão ser lidos no site Vigiai – www.vigiai.net – cabeçalho - Revistas/Vídeos

Tom Marshall: "Liderança que liberta" Tom Marshall em seu livro “Liderança que liberta”, discutindo o que é liderança a partir das premissas: 1 – Visão – a direção do líder; 2 – Metas – O alvor do líder; 3 – A questão do tempo; 4 – Compartilhando a Visão; 5 – Perigo – Poder em ação; 6 – O resgate do poder; 7 – O resgate da liderança; 8 – Como ser um líder servo; 9 – A síndrome do status; 10 – Lidando com as críticas; 11 – Autoridade – a responsabilidade do líder; 12 – Administrando o estresse; 13 – Relacionamento – A rede de comunicação; 14 – Confiança, o preço do compromisso;


Especial Liderança Eficaz 15 – Quem se importa? Amor e Liderança; 16 – Digno de Honra; 17 – Aprendendo a Compreender; 18 – Conhecendo a organização; 19 – Retomando a questão da cidade; 20 – Quando os líderes erram.

Walmir Vieira

A proposta do autor é de um manual e conseguiu com brilhantismo organizar um texto digno de análise para grupos de estudos e estudantes do assunto em geral. A proposta é do estudo de conceitos básicos sobre liderança: estilos, perfis e funções, relacionando-os à liderança criativa. Discute criatividade e inovação: conceitos, abordagem interdisciplinar,

mitos construídos a respeito delas e os diversos bloqueios que as dificultam. Contrasta o conceito do pensamento criativo com o do pensamento reprodutivo. Examina como inteligência e a intuição funcionam para favorecer a habilidade criativa. Descreve o processo criativo e sua relação coma liderança. Assinala as diversas etapas deste processo, os modelos, as técnicas e as ferramentas da criatividade. Apresenta a personalidade de um líder criativo. Denuncia crise de criatividade na liderança, fala sobre o processo de inovação e mudança, sobre a liderança a liderança responsável que promove a inovação e aponta os desafios para uma gestão criativa. O texto oferece alguns princípios e caminhos para o líder e seus liderados desenvolverem sua criatividade. O livro é dividido em cinco capítulos, a saber: I – CARACTERÍSTICAS ESSENCIAIS DE UMA BOA LIDERANÇA II – A CRIATIVIDADE SOB ALGUNS ENFORQUES III – PROCESSO CRIATIVO E LIDERANÇA IV – A PERSONALIDADE DO LÍDER CRIATIVO V – LIDERANÇA CRIATIVA Walmir Vieira: clicwv@hotmail.com

Pr. Abe Huber, o líder que veio da Amazônia Abe Huber ainda não é muito conhecido na mídia evangélica brasileira, mas, foi um dos preletores da SEPAL no Con-

gresso de 2011 e preletor em diversos países, como EUA, Argentina, Chile, Japão, Mongólia e em quase toda Europa. Discreto, filho de missionários norte-americanos, seu ministério foi impulsionado pelo trabalho anterior de seu irmão falecido em um desastre aéreo. A Visão Celular ou do MDA ou Ministério em Células, como é mais comumente conhecida, é um projeto novo, criado no Brasil através da experiência de Abe Huber depois de onze anos de ministério na Igreja da Paz em Santarém-PA, em 1993. O modelo deu tantos resultados que a igreja saiu de 400 membros para mais de 8.000 em menos de sete anos. Hoje se estima que essa igreja tenha mais de 170 mil membros (o município tem cerca de 300 mil habitantes), com mais de 20 mil células, em plena Amazônia. Hoje, Abe Huber lidera a igreja do mesmo nome em Fortaleza. Qual é o segredo? Como gerar líderes bem-sucedidos? Respondeu Abe Huber para Revisa Lar Cristão – Edição 122 – Setembro/2011: “Mais uma vez eu creio que o segredo é discipular um a um. O Dr. Karl Ortan nos providenciou uma estatística impressionante sobre como os líderes bem-sucedidos são gerados. Nessa pesquisa, zero por cento dos líderes-bem sucedidos são gerados através de frequentar grandes reuniões, conferências, seminários, cultos. Zero por cento dos líderes bem-sucedidos também são gerados através de escolas de líderes, faculdade teológica, seminários bíblicos. O vídeo da palestra do Pr. Abe Huber no 38º Encontro Sepal em 2011 com o tema “O preço da ressureição” encontra-

Janeiro de 2013* Vigiai -

9


Especial Liderança Eficaz

Pr. Sandro Pereira:

FOTO: VITAL SOUSA

A igreja não cresce, a culpa é do pastor!

Q

uantas vezes o pastor absorve a pressão e a responsabilidade pela mingua no crescimento da igreja. Em outros casos assume ser o único e suficiente para tal. Diante de pressões, indecisões, visões, nascem as mirabolantes estratégias ministeriais para crescimento de igrejas, que em grande parte tem seus conceitos apoiados em pesquisas de antropólogos, sociólogos e etc. Entretanto a melhor forma de uma igreja crescer é continuar sendo igreja, só igreja. Por conta de uma busca contínua por crescimento uma metamorfose tomou conta da organização igreja, se distancia-

10

- Vigiai * Janeiro de 2013

do de seus princípios, objetivos e missão. Há quem pense diferente, mas pra mim: *Igreja não é supermercado – não é lugar para comprar bênçãos, pastor não é vendedor ou repositor; *Igreja não é uma empresa – não há produtos manufaturados, pastor não é gerente, executivo ou engenheiro de produção; *Igreja não é shopping – não tem obrigação de ter vitrines, não tem obrigação de ter cinemas, não tem

obrigação de praça de alimentação, pastor não é manager business; *Igreja não é circo – não tem que ter espetáculo, pastor não é palhaço ou mágico; *Igreja não é clube – não há compromisso com pagamentos de mensalidades, igreja não tem sócios, pastor não é zelador. O texto completo do Pr. Sandro Pereira encontra-se no site Vigiai – www. vigiai.net - cabeçalho Revistas/Vídeos


Especial Liderança Eficaz

Pr. Armando Bispo no Summit

O

Pr. Armando Bispo é o titular da Igreja Batista Central de Fortaleza, uma igreja com mais de quatro mil membros. É uma igreja independente, mas, de origem entre os batistas regulares. Deu abertura no Summit - The Global Leardership Summit 2012 Brasil – na Primeira Igreja Batista do Recreio dos Bandeirantes, no Rio de Janeiro em meados de outubro de 2012 e esteve também no Summit na Igreja Batista Boas Novas de São Paulo nos primeiros dias de novembro. Sua fala foi de “um equilibro d’alma”, baseado no capítulo 1 do Evangelho de Marcos, enfatizando: O rompimento da raça humana com o Criador relatado em Gênesis 1, ocasionou rupturas: física, mental e sobretudo espiritual.

Perdemos o referencial de aceitação divina e corremos freneticamente em busca da aceitação humana. Quem não experimenta o stress? Stress é um mecanismo de defesa do organismo. “Caminhamos muito depressa, já não sabemos mais o que estamos fazendo, agora precisamos parar para que a nossa alma nos alcance”. Nos tornamos escravos do prazer. O padrão do ser humano perfeito está na pessoa do Senhor Jesus Cristo. Ele foi Senhor e se tornou Servo. A batalha espiritual está aqui dentro... Jesus estabelece as prioridades. Ele se retira... O sermão completo do Pr. Armando Bispo está no site Vigiai, www.vigiai.net - Revistas/Vídeos

N

este terceiro livro da série “O Cristão cidadão e seus direitos”, o autor, Pr. Marcio Mattos apresenta importantes conselhos e dicas de economia, a partir da aplicação da lei, por exemplo:Como reduzir as contas de água, luz, gás e telefone de sua igreja, sem diminuir o consumo; Genro pode ter de “pagar pensão” para a sogra?; Idoso internado pode ter acompanhante?;Os avós são obrigados a "pagar pensão" para os netos?;Aumente a chance de recuperar seu veículo furtado; Viagem de ônibus perdida pode ser remarcada?;Os avós têm direto de visitar seus netos?;A mulher, na hora do parto, tem direito à acompanhante?;Vendedores: sabiam que existe lei específica garantindo os seus direitos?;Porta giratória dos bancos e a obrigação de indenizar. Tudo isto e muito mais!!! Confira!

O Cristao Cidadao E Seus Direitos Volume 3 Referência: 3793 Peso por unidade: 0.232 kg Por: R$ 24,90 Autor: Marcio Mattos Formato (cm): 14 x 21 Páginas: 172

Janeiro de 2013* Vigiai -

11


Especial Liderança Eficaz Pr. Hernandes Dias Lopes “Paulo, quem foi este homem?” O O pastor presbiteriano Hernandes Dias Lopes é uma figura bem conhecida e amada pelo povo evangélico. Na sua fala no Congresso Sepal 2011 – 38º Encontro para Pastores e Líderes e enfatiza em II Timóteo 4:6-18, ou seja, as últimas palavras de Paulo antes de morrer, um líder: a) Nenhum personagem na história da humanidade foi mais influente do que Paulo na cultura ocidental; b) Foi o maior pregador, missionário, pastor, evangelista, teólogo e plantador de igrejas; c) Morreu pobre, abandonado, velho, surrado, cicatrizado, saindo da masmorra para ser degolado e é mais influente do que todos os césares de Roma juntos. O vídeo com a palestra do Pr. Hernandes está disponível no site Vigiai, www.vigiai.net - Revistas/Vídeos

Pr. Josué Campanhã “A vida do líder” “Líder do amanhã” Em o “Líder do amanhã”, ele divide o livro em dez capítulos: 1) A pessoa do líder; 2) Fundamentos de um líder; 3) Princípios que formam um líder; 4) O que o líder precisa saber sobre administração;

12

- Vigiai * Janeiro de 2013

5) Criatividade e resultado na liderança; 6) Noções de planejamento; 7) O que é “lucro” na liderança; 8) Gerando e gerindo recu$o$; 9) O líder do século 21; 10) Como aplicar este material para desenvolver novos líderes. Já em “Vida de Líder” entra na exposição dos “Os desafios do dia a dia da liderança”. O livro é dividido em nove capítulos: 1) A vida e a liderança; 2) A pessoa do líder; 3) Descubra a criatividade; 4) Planejamento – não viva sem ele; 5) Projetos & Eventos – faça bem feito; 6) Motivação; 7) Envolvendo sua Equipe; 8) Líder de visão; 9) Como aplicar este material para outros líderes.

Pr. Israel Belo Como lidar com os “donos” da igreja? Um pastor, por vezes, encontra dificuldades na sua igreja, quando no seu elenco há pessoas que se consideram "donas" da igreja ou são assim consideradas. Assim, uma ideia nova precisa ter a aprovação dessas pessoas. Só são boas as ideias que elas apresentam. Quase sempre, o resultado é o desânimo por parte do pastor e de outras lideranças. Uma coisa que o pastor, nestas condições, não deve perder de vista é a motivação dessas pessoas. Eles querem o bem da igreja, mesmo que equivocadamente?

AROMA DE VIDA PARA VIDA Recife: Kairós, 2013. 296 p. De: Zaqueu Moreira de Oliveira

São pessoas sempre dispostas para o trabalho? O que elas querem é apenas "mandar"? Se são pessoas de bom caráter, elas podem ser convencidas a tomar outra atitude. Neste caso, o caminho é conversar. Se os "donos" são pessoas de caráter ruim e têm trazido prejuízo para a igreja, cabe ao pastor orar para que mudem (ou de caráter ou de igreja). Leia o texto completo no site Vigiai, www.vigiai.net - Revistas/Vídeos

Transições, você é o segredo Dale Galloway e Warren Bird no livro com o título acima – Ministério Mãos Estendidas/Casa Nazarena de Publicações, dão vários exemplos de igrejas em todo mundo e particularidades de seus trabalhos. Um livro muito interessante. A única igreja brasileira analisada é a Igreja do Nazareno Central de Campinas-SP. O capítulo 13 nos brinda com um título bastante interessante: “Prioridades pastorais de um líder revolucionário”. A experiência é baseada na Grace United Methodist Church em Cape Coral, Flórida, www.egracechurch.com Faço uma síntese da parte que trata da “prioridade pastoral de liderar a equipe ministerial.” A equipe original era formada por três pessoas de tempo integral e cinco de tempo parcial e mais alguns voluntários em postos-chaves. Dez anos mais tarde a

www.batistacarioca.com.br


Especial Liderança Eficaz equipe passou para 35 pessoas de tempo integral e 26 pessoas de tempo parcial, além de alguns líderes voluntários. Outro grande desafio que merece destaque é a liderança de líderes-servos não remunerados, as suas quatro prioridades ocupam 75% do seu tempo, mas, deste total a maior parte é investida nos líderes não remunerados. “Investir em líderes tem rendido altos dividendos em nossa igreja. Eu gasto a maioria das minhas reuniões vespertinas com líderes emergentes e já existentes; conversando, avaliando e orando pelo ministério”. Jorge é o primeiro a dizer que não haveria milagres na Grache Church, sem os líderes não remunerados

Uma das grandes carências no século 21 é a presença de líderes com capacidade de se multiplicarem. Fico analisando alguns líderes hoje e percebo que estão administrando seu projeto dentro de uma visão que ficou para trás a pelo menos cinco décadas. Não necessitamos ir longe paro localizá-los, estão do outro lado rua. Este tema tem como objetivo colocar diante dos irmãos e amigos a visão de que o líder do terceiro milênio tem que se atualizar e também estabelecer desafio para si próprio quanto sua capacidade de se multiplicar. Quem não se multiplicar, isto é multiplicar os seus liderados, discípulos, seguidores e sucessores vai ficar para trás e certamente o rolo compressor Pr. Geremias Bento: “O líder do terceiro milênio passará sobre si. Leia na íntegra o artigo do Pr. é um multiplicador” FOTO: GEREMIAS BENTO Geremias Bento no site Vigiai, www.vigiai.net Revistas/Vídeos Foram ressaltados livros, palestras e artigos sobre liderança. O material é muito rico. É necessário que todos os líderes investiguem e se apropriem deles e de outros para ser um bom líder. Concluo a matéria com um pensamento extraído do livro “Criatividade na Liderança”: “Através da criatividade, identificamos novas possibilidades em antigas situações”. J.G. Saxe

OPBB-PA

ORDEM DOS PASTORES BATISTAS DO BRASIL - SEÇÃO PARAENSE

Somos gratos a Deus pelas conquistas da Seção Paraense. Agradecemos aos pastores do campo paraense por confiar-nos a Direção desta seção. Os pastores e suas famílias são o moto de trabalharmos unidos pela causa de Jesus: Levar a Mensagem de salvação.

Saudamos todos os pastores convencionais. Pr. Ruy B. Machado

Presidente da Seção Paraense

Janeiro de 2013* Vigiai -

Pr. Jaciel R. Moura Diretor Executivo

CONVENÇÃO BATISTA DO PARÁ - COBAPA

13


Pr.

O ÁGAPE NA LIDERANÇA A

vivência do Fruto do Espírito (Gl 5.22,23) é imprescindível para a prosperidade do líder. “Mas o Fruto do Espírito é Ágape...” Uma virtude original e maior, causadora, motivadora de outras oito virtudes consequentes. É como um trem: O vagão maior, frontal e motorizado, puxa e direciona os demais vagãos nos trilhos da liderança bem sucedida. O Fruto contrasta com as Obras da Carne (Gl 5.16-26). Sendo esta, “da carne”, e aquele, “do Espírito”. Visto ser a natureza de Deus (I Jo 4.8), o exercício extraordinário de dons, a fé operosa, a generosidade ilimitada e o martírio admirável são vazios, inúteis, sem a vivência e a motivação do Ágape (I Co 13). Este amor distingue-se do eros (entre homem/mulher), do storgé (entre familiares) ou do philia(entre amigos). O ÁgapeouAgapeé o amor de Deus! Na comunidade cristã é a bondade invencível, a boa vontade insuperável. A busca do sumo bem do próximo, não importando seu estado ou reação; independente do mérito. O Bem-querer espontâneo, incondicional, inteiro. O amor humano comum é uma uma resposta sentimental, automática, relaciona-se em recompensa, gratificação. O Ágape é algo a ser desejado pela vontade. Uma constante vitória sobre o eu! Não é auto-centralizado, mas outro-centralizado. Na visão paulina (Paulo, apóstolo) tudo começa pelo amor de Deus, porque é Deus de amor (I Co 13.11); é o amor de Cristo (Rm 8.35,39); foi derramado no crente (Rm 5.3ss); é inseparável (Rm 8.35ss); excede o entendimento (Ef 3.19); estimula a amar como o Cristo (Ef 5.2); é associado à fé (Ef 1.5, 6.23;

Cl 1.4); é a atmosfera da vida cristã (Ef 5.2); é a motivação legítima (I Co 16.14); é o controlador da liberdade cristã na relação com os mais fracos (Gl 5.13 e Rm 14.15). O Fruto pode ser descrito como três “cachos”: O interior -alegria e paz; para os relacionamentos: Paciência, benignidade e bondade; e conduta pessoal: Fidelidade, mansidão e domínio próprio. Refere-se ao caráter do líder:Evidencia sua espiritualidade e maturidade. (Em Corinto apesar da explosão espirituosa na prática dos dons, faltava a vivência do Fruto: “O mais importante é o Ágape”, concluiu o Apóstolo). As virtudes do Ágape (“As Obras da Carne e o Fruto do Espírito” – William Barclay, Vida Nova/1985): Chara = “Alegria”. NT: “alegrar-se” e “alegria”, mais de 130 vezes. Na saudação: “Aalegria seja convosco!”(Mt 28.9; At 15.23;Tg 1.1). Atmosfera distintiva da vida cristã: Rm 14.17; Fp 3.1, 4.4; I Ts 5.16. Alegria e aflição juntas: Pedro e João, ameaçados, se alegraram por serem perseguidos por causa de Jesus (At 5.41). Perseguição e alegria em Antioquia(At 13.52). O Evangelho trouxe tribulação e alegria à Tessalônica (I Ts 1.6). Eiréné = “Paz”. AT: prosperidade, saúde. NT: O relacionamento certo entre

G eraldo Farias

o homem e Deus. Provém de Deus (Fp 4.7). É o novo relacionamento na igreja, no lar, entre as pessoas. Makrothumia (Makro = longo, grande) = “Longanimidade”. É a paciência longa. Tolerância que não reage às injúrias. Resposta do líder à provocação. Não se apressa em retribuir o mal recebido. É a base do perdão. Crésthotés = Benignidade. Variáveis: Bondade, generosidade, graciosidade, doçura. “É a gentileza simpática de gênio que deixa os outros à vontade e recua ante a idéia de provocar dor” (Plummer). Agathósuné = Generosidade que brota do coração que quer o bem. Querer “o” bem. É a bondade magnânima. Pistis = Fé. A fidelidade do servo. Confiança, lealdade. Descreve o fiel “até a morte” por Jesus, em cuja palavra podemos confiar sem reservas. Prautés =Força e suavidade. Variáveis: Mansidão, tolerância, humildade. Ação de quem acalma o outro em estado de ira; ungüento que alivia a dor de uma ferida; delicadeza na conduta; descreve o caráter em queforça e delicadeza são combinadas (praus é usado para designar animais que foram adestrados, que submetem-se ao controle). Modéstia, equilíbrio - antônimos de agressivo, beligerante. O faltoso deve ser corrigido com o espírito de prautés(Gl 6.1); correção para a esperança e não para o desespero. O pastor deve instruir com prautés aos que se opõe a ele (II Tm 2.25). VerJesus: Mt 11.28ss. Egkrateia = Autodomínio, temperança. É o domínio próprio para vencer os impulsos pecaminosos, prazeres do mundo.Parafraseando Paulo: “Ainda que eu falasse a língua dos gestores e dos CEOs... Ainda que eu estudasse as eficientes estratégias para liderar equipes... E ainda que conhecesse todas as ferramentas e técnicas... E até fosse um coaching que dá a vida por seus liderados... e não tivesse o Ágape, isso seria inútil e vazio”..

PR. GERALDO FARIAS é Pastor da IB Selecta - S. Bernardo do Campo, psicólogo clinico (CRP 06/88367), associado ao Corpo de Psicólogos e Psiquiatras Cristãos/CPPC; Especialista em Gestão de Pessoas; Líder graduado pelo Instituto Haggai; professor e conferencista em Treinamento e Desenvolvimento de Lideres, Equipes e Famílias. Casado com Marina e pai de Sarah. gerafarias@hotmail.com; (11) 9638 2775.

14

- Vigiai * Janeiro de 2013


Pr.

e li Fernandes de Oliveira

ONDE PERDEMOS NOSSA VELHA BÍBLIA? nde será que perdemos nossa velha Bíblia? Nós, O batistas, fomos conhecidos como “os Bíblias”: a líamos mais, andávamos, honrados, portando-a

à mão. De púlpitos ao que chamávamos “culto doméstico”, perdemo-la. Estudando o capítulo 34 de II Crônicas, vi-me despertado às possibilidades de atualização de suas verdades, plenamente aplicáveis aos nossos dias. Trata-se de importante fato ocorrido durante o reinado de Josias (640-609 a.C.), quando foi achado, no Templo, o Livro da Lei, perdido havia décadas. Hilquias, sumo-sacerdote, adentra ao Templo em reforma, para contar os valores em dinheiro trazidos pelo povo, como oferta designada a esse fim. Emocionado, dirige-se ao seu secretário, o escriba Safã, com a surpreendente colocação: "Achei o Livro da Lei, na Casa do Iahweh!" (II Cr 34.14). Longe de mero episódio, posteriormente visto pelo criticismo bíblico como obra de uma elaboração etiológica, essa porção escrita da Lei seria um antigo manuscrito de parte do livro de Deuteronômio – com os estatutos transmitidos por Iahweh a Moisés, contendo o ensino monoteísta. Essa porção há muito havia sido dada como perdida, ou muito bem escondida sob as pedras do Templo, para que o rei Acaz não a destruísse. O rei Josias emocionou-se ao ouvir, pela primeira vez, a leitura do Livro com explícitas condenações à idolatria,

encarada como pecado nacional (Dt 6.13-15; 28.15-25). Ante tais exortações e advertências, ele rasga suas vestes, como quem rasga o coração, enternecido pelo arrependimento diante de Deus. A Lei de Deus sempre produziu grande impacto no coração humano, eivado do mal, levando-o ao arrependimento. Paulo é categórico aos Romanos 3.20, quando declara: "Pela lei vem o pleno conhecimento do pecado". Nossas igrejas devem cumprir exatamente o papel de instrumentos de Deus pelos quais pessoas, em real quebrantamento, reencontram-se com as Escrituras há muito escanteadas. Não há como negar que, como Josias, há muita gente no rol de membros das igrejas que, somente quando confrontadas pelos ensinos do velho texto bíblico, esquecido ou abandonado sob pedras de indiferença, que caem em si, reconhecendo o quanto haviam perdido o foco, longe do Senhor. O Livro da Lei é velho! No caso em epígrafe, estava perdido. Provavelmente, outros manuscritos haviam ocupado o interesse intelectual dos hebreus de então. Não estaria hoje acontecendo a mes-

ma coisa? Quantos perderam de vista o Livro da Lei, manual para uma vida abundante! Fazem uso de inócuos argumentos para justificar o abandono, a falta de leitura, colocando em seu lugar todo tipo de literatura secular. Onde perdemos o texto sagrado? Não seria hora de reencontrá-lo, antes que seja tarde demais? Há instantes na vida em que nos vemos enfrentando nossas crises humano-existenciais, desapontados com o mundo, decepcionados até com os da própria igreja. Nesse sufoco, somos levados às lembranças daquele velho Livro de dorso dourado, que nos foi presenteado quando nos casamos. E então, perguntamos a nós mesmos: “Onde será que aquela Bíblia foi parar? Onde a perdi?”. É tempo de procurá-la! O que sabemos, pelo relato bíblico, é que, ao tomar conhecimento dos manuscritos do Livro da Lei, Josias tomou a decisão de mudar de vida, de viver segundo a vontade de Deus ali revelada. Arrependimento inequívoco, guinada radical! Um encontro com as Escrituras é algo assim mesmo: fascinante, apaixonante, e requer algo que vai além de mudanças de padrões morais e éticos. O que sei é que a porção do livro da lei, dada como perdida, foi achada, paradoxalmente, dentro do próprio Templo. Mutatis mutantis, está na hora de reencontrar a Bíblia: perdida nos próprios púlpitos – ao transmitirem conteúdos duvidosos, nas igrejas de hoje, mormente algumas batistas. A passagem bíblica fala eloquentemente: “O rei Josias estava de pé sobre um estrado e concluiu diante de Iahweh a Aliança que o obrigava a segui-lo, a guardar seus mandamentos, seus testemunhos, de todo o seu coração e de toda a sua alma, para pôr em prática as cláusulas da Aliança escrita neste livro. E, todo o povo aderiu à Aliança”.

eli Fernandes De Oliveira , Th. D. Membro da Academia Paulista Evangélica de Letras; Pastor da Igreja Batista da Liberdade, em São Paulo, SP.

Janeiro de 2013 * Vigiai -

15


FOTOS: VITAL SOUSA e ARQUIVO VTI

Entrevista

Pr. Odilon Pereira Vida Total da Igreja Vigiai: Qual é o foco principal de Vida Total da Igreja? Pr Odilon: O foco central está na saúde espiritual do corpo, a igreja. Uma igreja sadia ela naturalmente alcançará pessoas e crescerá. O crescimento da igreja é um resultado, não uma meta. Vigiai: Há necessidade de alguma Vigiai: Existe algum segredo no método “Vida Total da Igreja”? Pr Odilon: Não. VTI simplesmente sugere um retorno aos princípios do Novo Testamento, buscando como modelo a igreja primitiva. Vigiai: Este método pode ser aplicado em qualquer igreja? Pr Odilon: Sim, independente do seu tamanho, programa ou estilo que adota, a igreja poderá aplicar a estratégia Vida Total da Igreja. FOTO: VITAL SOUSA

Vigiai: Vida Total da Igreja é um programa de crescimento de igreja? Pr Odilon: Não! Vida Total de Igreja é uma estratégia que ajudará a igreja a alcançar a sua comunidade através de um Evangelismo Contextualizado. Vigiai: Para que? Pr Odilon: Quando a igreja é focalizada em uma estratégia, ela mantém os programas e atividades girando em torno do propósito maior, que é a salvação do mundo. Vigiai: O que é o tripé de três “E” de Vida Total da Igreja? Pr Odilon: Este tripé resume o propósito da igreja: E de Exaltar o Salvador; E de Equipar os Santos; E de Evangelizar o pecador.

16

- Vigiai * Janeiro de 2013

Vigiai: Transição, preparo? Pr Odilon: Não. Não há necessidade de um período de “transição”, visto que VTI não sugere nenhuma mudança na estrutura da igreja, nem na sua eclesiologia. Os princípios são aplicados dentro daquilo que a igreja é, e dentro da estrutura que já possui. Vigiai: Como se dá o treinamento? Pr Odilon: O treinamento e envolvimento dos crentes na obra da evangelização se dão de forma gradativa. VTI é uma retomada da visão de evangelismo que a igreja do primeiro século tinha e o acender do entusiasmo da igreja na proclamação do evangelho. Vigiai: Como funciona, na prática? Pr Odilon: É um despertar em cada crente no desejo de ganhar almas para Cristo, mas também oferecer treinamento adequado e prático, de modo que a evange-


lização seja não um programa, mas, um estilo de vida. Vigiai: Quais os materiais usados no VIT? Pr Odilon: Livros, manuais, cds e certificado de participação. Vigiai: Como é efetuada a mobilização: Pr Odilon: Vida Total da Igreja em sua estratégia de envolvimento ajuda na mobilização de toda a igreja para a ação. Muita importância é dada ao leigo e oferece muitas ferramentas para o engajamento de todos no Corpo de Cristo. Vigiai: Favor esclarecer. Pr Odilon: Descobrir os dons e usá-los de forma efetiva para edificação de todo o corpo e para alcançar o perdido é fundamental para se ter uma igreja sadia. Vigiai: Com que base? Pr Odilon: O livro “Seus Maravilhosos Dons” escrito por Darrell Robinson é

uma excelente ferramenta que VTI disponibiliza para orientar os crentes nesse propósito. A formação de grupos pequenos é estimulada, oferecendo instruções em como liderá-los e transformá-los em meio de edificação e também de alcance do perdido. Vigiai: Como é utilizado o livro “Pessoas Compartilhando Jesus”? Pr Odilon: É um livro que instrui o crente a compartilhar a sua fé de uma maneira efetiva e não ameaçadora, é outra excelente ferramenta a disposição das igrejas. Vigiai: Cite alguns testemunhos de Seminários já realizados. Pr Odilon: Com todo o prazer. Eis abaixo alguns: Pr Salovi Bernardo: Tive oportunidade de participar do Seminário realizado em Perdizes, assistindo todas as preleções e recebendo todo o material, aliás, de óti-

Sinérgico

Evangelismo Sinérgico foi desenvolvido pelo Dr.Darrell Robinson a partir de um estudo aprofundado das técnicas de evangelização apresentadas no Novo Testamento, especialmente no livro de Atos. Estas técnicas e princípios foram implementados, na prática, ao longo de trinta e oito anos de ministério pastoral. Sua experiência inclui o pastorado de pequenas e grandes igrejas, plantação de três novas igrejas, e ajudar algumas igrejas estagnadas e em declínio a um crescimento evangelístico significativo. Estes princípios estratégicos são bíblicos e práticos. Por serem bíblicos, são eternos e universais. Nunca mudam.Por serem práticos, funcionam em qualquer lugar. Sua implementação pode variar conforme a localização, cultura e contexto, mas contribuirão signficativamente no crescimento da igreja e no alcance dos perdidos para Cristo.

Estas cinco técnicas são SINÉRGICAS, pois cada uma aumenta a eficácia da outra. Como resultado final a igreja será mais efetiva no alcance daqueles que precisam de Jesus. Muitas igrejas esqueceram os princípios básicos da comissão do Senhor Jesus. Evangelismo Sinérgico conclama as igrejas a que honrem e pratiquem os princípios básicos da Grande Comissão de Cristo. Dr.Darrell Robinson, pastor, evangelista, professor, conferencista e escritor mundialmente conhecido, preside a Total Church Ministries, Inc., nos Estados Unidos. Pastor de diversas igrejas em vários estados norte-americanos durante 38 anos, foi vice-presidente de Evangelismo da Convenção Batista do Sul dos EUA. Tem realizado com grande êxito eventos e conferências sobre liderança, estratégia Vida Total da Igreja, e treinamentos em evangelismo pessoal. Seus projetos e materiais de evangelismo estratégico têm sido utilizados com sucesso em diversos países do mundo, inclusive no Brasil. Três outros livros do autor já foram traduzidos para o Português: Vida Total da Igreja, Seus Maravilhosos Dons e Evangelismo Sinérgico.

Pastor Dr. Darrell W. Robinson Pastor Robin Robinson

As cinco técnicas bíblicas apresentadas em Evangelismo Sinergético são: PROCLAMAÇÃO PÚBLICA, SERVIÇO CRISTÃO, EVENTOS ATRATIVOS, SATURAÇÃO GEOGRÁFICA e EVANGELISMO PESSOAL. A igreja que aceita o desafio de implementar estas cinco técnicas pode se tornar um Corpo de Cristo saudável. Os membros serão equipados, e uma evangelização bíblica e equilibrada ocorrerá.

Evangelismo Sinérgico

Evangelismo

ma qualidade, confirmando, assim, mais uma vez a importância desta estratégia que permite a qualquer igreja adotá-la e a qualquer pastor desenvolvê-la em sua igreja, visto que sua tônica não é a mudança de estrutura,de metodologias, mas de atitude e de compromisso de Exaltar o Salvador, Equipar os Santos e Evangelizar o Pecador. Pr Irland Pereira de Azevedo Tenho procurado conhecer os diversos métodos que hoje se discutem e praticam no mundo evangélico, visando o fortalecimento e crescimento das igrejas. Tenho visto a natureza, as propostas e os fundamentos sobre os quais assentam sua estratégia., e posso testemunhar que o livro e o Seminário Vida Total da Igreja, oferecidos pelo Dr. Darrell Robinson, e seu representante no Brasil, Pr. Odilon dos Santos Pereira, constituem excelente ferramenta, teologicamente sã e biblicamente fundamentada, para servir as igrejas batistas e demais igrejas evangélicas do Brasil.

Evangelismo

Sinérgico • Proclamação Pública • Serviço Cristão • Eventos Atrativos • Saturação Geográfica • Evangelismo Pessoal

Janeiro de 2013*Dr. Vigiai - 17 Pastor Darrell W. Robinson Pastor Robin Robinson


Pr.

A driano Xavier

Liderança Eficaz A

prática da liderança se faz necessária em todos os contextos e grupos sociais. Onde há pessoas, há problemas para serem resolvidos, necessidades para serem supridas e desafios para serem superados. Para intermediar essas e outras questões, entra em cena o líder. Liderar, portanto, é muito mais do que ocupar um cargo ou receber um título. É possível que alguém tenha algumas credenciais que autorizam o exercício da liderança, mas sem ser verdadeiramente um líder. Vejamos, então, o que significa a liderança que faz a diferença, a liderança eficaz.

Em primeiro lugar, liderar é ter a capacidade de se relacionar com pessoas. John Maxwell reconhece que a “verdadeira liderança sempre envolve outras pessoas”. Lidar com papelada, documentos, números ou cheques, um agente administrativo bem preparado pode perfeitamente dar conta do recado. Mas, para liderar tem que ter algo mais que isso. Tem que saber lidar com gente. Tem que se relacionar com pessoas. O objetivo maior da liderança diz respeito aos liderados. Segundo, liderar é influenciar. Idalberto Chiavenato destaca que a “liderança é um fenômeno social e ocorre exclusivamente em grupos sociais. É um tipo de influência”. Liderar é se relacionar com pessoas e exercer influência. Liderar não é meramente passar tempo com pessoas, mas conduzir pessoas a objetivos definidos. A liderança sempre é exercida através de relacionamentos que buscam conquistar metas estabelecidas. Não basta saber ensinar. Não basta saber

falar bem. É preciso influenciar. Quem não influencia, não consegue liderar. Terceiro, liderar é saber aonde se quer chegar. Famoso é o livro de Lewis Carroll: Alice no País das Maravilhas. É nessa obra que uma das personagens de Carroll afirma: “Para quem não sabe para onde vai, qualquer caminho serve”. O líder que não sabe aonde quer chegar, pode seguir qualquer caminho, mas demonstra que se encontra perdido e desorientado. Todavia, a liderança eficaz tem a capacidade de apontar caminhos, de dar sentido ao grupo. Um bom líder sabe aonde quer chegar e sabe fazer os devidos encaminhamentos para conseguir os objetivos. Quarto, liderar é demonstrar competência. Alguém, por acaso, tem coragem de seguir algum incompetente? Só se estiver enganado ou iludido em relação à competência de uma liderança. Sem dúvida, a competência de um líder gera confiança nos liderados. Nenhum doente deseja receber cuidados de um médi-

co sem a devida formação. Ninguém em seu perfeito juízo, que tem alguma causa na justiça, deseja ter um advogado despreparado. Em sala de aula os alunos aprendem melhor com os professores mais criativos. Tudo isso demonstra que a competência é fundamental. Quinto, liderar é aprender sempre. O aprendizado não termina com um curso acadêmico nem com um diploma de pós-graduação. O mundo está em constante mudança, em contínua transformação. A nossa própria língua portuguesa, por exemplo, passou por um novo acordo ortográfico. O trema caiu, o hífen em certas palavras não existe mais, o alfabeto passou de 23 para 26 letras etc. Quem para de aprender, provavelmente fica para trás. Quem para de aprender, para de ensinar. Quem para de aprender, terá dificuldades na liderança. Fizemos cinco considerações sobre a liderança eficaz. Decerto, outros aspectos poderiam ser elencados. O limite de espaço, no entanto, não nos permite prosseguir. Contudo, o que apresentamos aqui, pode perfeitamente impulsionar qualquer liderança. O nosso desejo é que cada líder consiga progredir mais, consiga fazer sempre o melhor, cumprindo a sua missão com alegria e perseverança. Ser líder não é fácil, mas o líder que colocar em prática os desafios propostos neste artigo, facilitará em muito todo o processo. Que Deus nos oriente e nos capacite. Amém.

PR. Adriano Xavier Machado é carioca, casado e têm três filhos. É bacharel em teologia pelo Seminário Betel do Rio de Janeiro e em Serviço Social pela Univali-SC e autor do livro "Conquistando as alturas com Deus". Site: adrianomachado.webnode.com.br

18

- Vigiai * Janeiro de 2013


Pr.

SE NÃO ESTÁS PREPARADO

NÃO SE HABILITE

“E

le mesmo concedeu uma para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas, outros para pastores e mestres, com vistas ao aperfeiçoamento de seu serviço, para a edificação do Corpo de Cristo...” Efésios 4.11-12. “Agradeço a indicação, mas não tenho preparo para o exercício dessa função”. Nos 44 anos como membro de Igreja Batista, confesso que nunca ouvi essa frase ser dita por qualquer pessoa ao ser indicada para um cargo, seja no âmbito associacional ou convencional estadual ou brasileira. O não reconhecimento da falta de preparo, ou da necessidade de preparo e conhecimentos específicos para o exercício de determinados cargos/funções tem sido fator determinante na derrocada de muitas de nossas organizações. Lembro-me que, quando criança/ adolescente, a cada posse de determinados pastores para a direção de algumas instituições, ouvia comentários tais como: “vai ser uma benção, Pr. Fulano é um homem de Deus”, “está muito bem entregue, o Pr. Fulano é um grande homem de Deus, um homem de oração”, “que benção, o Pr. Fulano é um homem de oração”, etc., etc., etc. O tempo foi passando e as frustrações foram chegando, afinal, se os tais Pastores eram homens tão espirituais, como as coisas não estavam andando bem nas organizações em que assumiram as gestões. Sempre

foi (e ainda é para mim) impensável que um homem de Deus aja com improbidade. Ao amadurecer e estar mais perto do centro decisório de nossas organizações, percebi que não se tratava de improbidade, mas total falta de preparo daqueles “homens de Deus” no trato com as coisas materiais. Era e é até “romântico” apresentar um “homem de Deus”, consagrado, bom pregador, de oração, como o “gestor” de alguma instituição, mas, segundo o que o apóstolo Paulo nos ensina na Carta aos Efésios, não é bem assim que as coisas devam ser tratadas, pois o mesmo Deus é quem chama, logo, prepara o homem para um determinado ministério/função. Logo, se Deus prepara e chama cada um para uma determinada especialidade (alguns para mais de uma), devemos nos curvar a Palavra e, obedecendo-a, colocar cada pessoa no seu devido lugar, ou seja, cada instituição/organização gerida por irmãos com experiência e aptos para o exercício das atividades inerentes à instituição/organização. Na reforma dos nossos atos consti-

Moizes de Oliveira

tutivos (Estatuto e Regimento Interno), com a criação dos Comitês específicos para cada área, avançamos a passos largos para a realidade acima proposta, porem, na hora de colocar em prática, ainda continuamos nas práticas historicamente prejudiciais, não compondo os comitês somente com irmãos com experiência nas respectivas áreas. Se avançamos com as alterações aprovadas em nossos documentos, na prática continuamos com décadas de atraso. Imagino o esforço que nossas diretorias, ou parte delas, tem feito para colocar em prática àquilo que foi sonhado e aprovado pelo povo Batista Brasileiro em Santa Catarina. A partir do momento que entendermos que os cargos não são para serem simplesmente ocupados, mas para serem efetivamente exercidos e nos curvarmos à Palavra de Deus, reconhecendo que se é o outro quem Deus comissionou para determinada função e, corajosamente, dissermos não quando formos indicados para função/cargo que não somos habilitados, com certeza viveremos outros momentos em nossas vidas, consequentemente em nossos lares, igrejas e em nossa amada denominação. Se Deus ti comissionou - APRESENTE-SE - Se não és habilitado - não viva uma “nova experiência” - NÃO SE HABILITE e corajosamente diga – NÃO ESTOU HABILITADO (nossas igrejas e organizações não são laboratórios para estagiários estarem à frente, ou para “gestores” realizarem suas experiências para “ver se essa ou aquela medida vai dar certo”).

MOIZES DE OLIVEIRA é Pastor Batista, Advogado, Mestre em Direito, Professor Universitário, Assessoria e Consultoria em Direito Empresarial e Gestão de Instituições de Ensino, ex-Diretor nas Universidades Estacio de Sá e UNIG.

Janeiro de 2013 * Vigiai -

19


Entrevista

Pr. Sócrates Oliveira Seminário do Sul Literatura: EBD e livros. Administração, Televisão e 92 dias de orações VITAL SOUSA

Vigiai: O assunto do momento é o Seminário do Sul, como está isso? Pr Sócrates: Na realidade na Assembléia da CBB em Foz do Iguaçu ficou determinado uma ação mais direta no Seminário do Sul. Vigiai: O que falta ao Seminário do Sul? Pr Sócrates: O Seminário do Sul precisa de credibilidade, o seminário sempre foi marcado por nomes que foram expoentes na denominação e hoje não existe nenhum nome expoente no Seminário. Vigiai: O que vocês vão fazer? Pr Sócrates: Vamos resgatar a credibilidade na área acadêmica do Seminário do Sul trazendo um teólogo forte para ser o diretor teológico do Seminário, no caso o Professor Luiz Sayão. Vigiai: Como será isso, na prática? Pr Sócrates: A linha gerencial será efetuada pelo Controle Financeiro da CBB, tudo sobre administração será por conta da CBB, o Pr. Luiz Sayão vai cuidar da parte pedagógica. Vigiai: Quais os nomes dos novos professores do Seminário do Sul? Pr. Sócrates: Paschoal Piragine e Russel Shedd. Analzira, Carlos Novaes e Wander Gomes. Fernando Brandão (JMN) e João Marcos (JMM) serão professores visitantes na área de missiologia. Outras pessoas com peso doutrinário estão sendo convidadas. Vigiai: Como Luiz Sayão morando em São Paulo será o diretor geral, o reitor? Pr Sócrates: Ele continuará residindo em São Paulo, mas, passará em torno de três dos cinco dias úteis da semana aqui. Vigiai: E o terreno? Está de pé a venda?

20

- Vigiai * Janeiro de 2013

Pr Sócrates: Está de pé, o projeto está seguindo, o negócio não desandou, e eles, para atender à solicitação da Prefeitura estão adquirindo imóveis na rua para aumentar a frente do imóvel vendido pelo Seminário e assim viabilizar o empreendimento imobiliário. Vigiai: E a literatura batista? Pr Sócrates: A lei de mercado diz que é mais fácil ganhar um cliente do que reconquistar, reconquistar custa cinco vezes mais. Houve um descrédito pelo que aconteceu com a Juerp nos últimos anos. Vigiai: A Convicção vai produzir revistas? Pr Sócrates: Literatura não, a literatura poderá até no futuro ser gerenciada pela Convicção, mas, a Convicção tem um propósito que é de produzir literatura batista para o mercado em geral, inclusive colocando em grandes livrarias como Saraiva, queremos atuar no mercado literário em geral, dentro da sociedade em geral. Vigiai: Mas a literatura para EBD dos batistas está em baixa... Pr Sócrates: Além da credibilidade perdida, ainda tem o problema de preço. Muitas igrejas, na hora de comprar, avaliam mais em cima do preço do que do projeto. Com a produção de grandes edições as editoras conseguem um bom preço, mas, elas não têm estrutura curricular, falta um projeto de estudo da Bíblia como um todo. Vigiai: Os colaboradores, escritores de revistas da EBD, deixaram de colaborar? Pr Sócrates: Sim, o descrédito com os colaboradores foi grande, por falta de honrar os compromissos. Vamos rever isto e honrar todos os compromissos e estamos trazendo novos autores.

Pr. Sócrates e esposa

Vigiai: Como será tal resgate? Pr Sócrates: O que mais precisamos resgatar é a credibilidade. Por isso estaremos disponibilizando a Revista Compromisso do segundo trimestre de 2013 aos convencionais que estarão em Aracaju e vamos acertar os direitos autorais de muitos que produziram e não receberam. Vigiai: Como é cuidar deste pool? Pr Sócrates: Não é fácil. Eu preciso de auxiliares, mas, não temos recursos para contratar, têm ações da Juerp civis e trabalhistas, etc e etc. Vigiai: E o satélite da Juratel? Pr Sócrates: Eu estou há quase 10 anos para fechar a Embratel e não consigo. E a Juratel nunca teve um satélite, ela alugava uma faixa na Embratel para uma rádio AM. E que não podia ser sublocado e foi para Renascer, que não pagou... mais problemas. Vigiai: Como a gente está de igrejas? Pr Sócrates: Crescemos mais de 5% no último ano denominacional. Vigiai: Existe alguma novidade neste setor? Pr Sócrates: Sim. O Conselho aprovou que seja contratada uma empresa especializada em pesquisas para fazer uma pesquisa real de quantas igrejas batistas realmente existe. Vigiai: Como é isso? Pr Sócrates: Existe uma confusão. A Aliança Batista Mundial trabalha com o número de 12.000 igrejas entre os batistas da CBB. Ela conta também as con-


gregações como igrejas. E ela está certa. Existem congregações que são maiores do que igrejas. Vigiai: Quer dizer que o número de batistas está errado, também? Pr Sócrates: Sim. Os técnicos dizem que nós precisamos nos conscientizar que somos maiores do que dizemos. Ocorre que só contamos a partir do batismo os novos membros, mas, são milhares de filhos, genros, noras, pais, etc que estão dentro de nossas igrejas há anos e não são contados e esses são o que? Se não são católicos, se não são espíritas e se vivem dentro de nossas igrejas, são batistas, segundo o critério oficial, porque a maioria desses sempre foi batista e deve ser contado assim. Vigiai: Quais são as novidades para Aracaju? Pr Socrates: Vamos ter 92 dias orações: “Orando por sua Família”. Do dia das mães até o dia dos pais; continuará com liderança das Juntas Missionárias: JMM e JMN. Vigiai: E as crianças? Pr Sócrates: Não podemos perder a geração dos 4 aos 14; 85% dos membros de nossas igrejas foram batizados nesta fase. Não será uma campanha de 2013 e sim deve ser uma filosofia da denominação. Vigiai: E a televisão? Pr Sócrates: Vamos lançar em janeiro o FAC – Fundo de Apoio à Comunicação, com a intenção de levantar um milhão de reais e atuar na tv aberta, com o apoio direto das igrejas. Vigiai: Mas e a velha cultura de que a CBB deve se relacionar apenas com as

Convenções Estaduais? Pr Sócrates: A Assembléia da CBB em Foz do Iguaçu aprovou que seja efetuado o projeto, e, a CBB é uma Convenção de igrejas, não existe nada demais dela se relacionar diretamente com as igrejas. Vigiai: E a reclamação de que foram fechadas mais de trinta e cinco escolas batistas no interior? Pr Sócrates: As escolas fecharam na época do Pr. Samuel Mitt – ex-Diretor da JMN porque elas não mais atendiam às exigências do MEC. Vigiai: E como é a sua vida de pastor de igreja? Pr Sócrates: A minha dedicação na CBB é exclusiva, mas, estou como pastor interino lá em Niterói na Igreja Batista do Fonseca e conto com três pastores auxiliares e tenho pastoreado alguns pastores de todo o Brasil, inclusive com trabalho presencial no interior do Estado. Vigiai: Qual o legado que a atual diretoria deixa? Pr Sócrates: O grande legado do segundo mandato do Pr. Paschoal Piragine é cumprir o que já está votado há quarenta e dois anos atrás: colocar todos os órgãos denominacionais no mesmo local, isto está sendo viabilizado aqui no Seminário do Sul. Vigiai: E o estádio? Pr Sócrates: Não, não pretendemos fazer um estádio para assembleias e sim um prédio aqui no Seminário do Sul. Vigiai: Essa democracia batista não é capenga? Pr Sócrates: Não. Se as assembleias fossem realizadas na sede da CBB, no Rio de Janeiro, iria privilegiar muito os ba-

tistas do Estado do Rio de Janeiro. Vigiai: Mas se mudasse a representatividade? Pr Sócrates: Não contemplaria, ainda assim, o Estado com o maior número de igrejas seria privilegiado. Nota: Vigiai continua defendendo a tese que as Assembléias devem acontecer na sede da instituição, o Rio de Janeiro, e o estatuto seja alterado, dando um sentido de “Senado” ao dispositivo estatutário, onde se teria no máximo um diretor por Estado, não podendo o Estado ser reeleito. Vigiai: Quem deverá ser o novo presidente da CBB? Pr Sócrates: Não sei, mas, na minha avaliação, os mais cotados são: Éber Silva, Oliveira Araújo, Ney Landeia, Estevão Fernandes e Josué Salgado. Vigiai: O que o irmão tem a colocar ao povo batista brasileiro? Pr Sócrates: 2032 vamos celebrar 125 anos da CBB e das Agências Missionárias, já estamos projeto isto. O projeto é 20 mil igrejas em 2021 nos 150 anos dos batistas que será comemorado lá em Santa Bárbara do Oeste-SP. Vigiai: Como o irmão vislumbra o cenário batista brasileiro? Pr Sócrates: Nós temos condições de organizar uma igreja por dia. Nós temos credibilidade na sociedade, nós temos potencialidade e se nós nos dedicarmos em plantar igrejas, nós faremos a diferença no Brasil, eu creio nisso, eu vou trabalhar por isso, eu oro por isso. Claro que precisamos ter alguns mecanismos, e o principal é a educação cristã., que dá a estrutura. E temos unção de Deus para fazer.

Janeiro de 2013* Vigiai -

21


Pr.

D avid Botelho

"... Durante a noite Paulo teve uma visão, na qual um homem da Macedônia estava em pé e lhe suplicava: Passe à Macedônia e ajude-nos..." No contexto deste texto histórico, vemos o apóstolo empreendendo uma de suas viagens missionários e o destino era a Ásia, mas é impedido pelo Senhor que muda a rota em direção à Europa. Naquela noite, Paulo tem uma visão na qual um jovem da Macedônia, em pé, lhe suplicava: "Passe à Macedônia e ajude-nos". Entendendo que era o Senhor que o chamava para pregar o evangelho imediatamente, ele atende o chamado e como resultado vê o seu primeiro fruto na empreitada que é a conversão de uma mulher empresária, Lídia, que se torna mantenedora dele e de seu companheiro na tarefa de evangelização. Quanto a nós da Horizontes, entendemos que o Senhor nos chamou e abriu as portas para a Ásia, região menos evangelizada do mundo. Temos o desafio de levantar os recursos para 45 jovens para as passagens, custos com os vistos, seguro de vida, aluguel de casa e móveis, e recursos para os cursos de línguas que devem ser pagos antecipadamente. Como o jovem macedônico estamos suplicando um apoio ao nosso projeto missionário de levantar recursos para a expansão da obra missionária que é terminar o lugar de hospedagem com as 48 suítes. Queremos apoiar o projeto UNIASIA com recursos desse empreendimento. Em julho do ano passado, um poço artesiano de 150 metros foi perfurado em nossa base, devido ao alto custo de água que pagamos, em torno de R$ 1.200,00 mensais. Para colocar o poço em funcionamento precisamos de uma caixa d'água de 20.000 litros com uma base oca de 12 metros para aproveitar a queda por gravidade e o encanamento. O desafio total é de R$ 30.000,00 e pensamos se tivermos 300 amigos que invistam R$100,00 teremos o valor. Aos que fizerem a doação enviaremos o fantástico KIT da série de cinco vídeos: Muito Mais Que Sonhos: São histórias reais de muçulmanos que tiveram

22

- Vigiai * Janeiro de 2013

sonhos e visões com Jesus e se converteram. São histórias da vida real de ex-muçulmanos selecionadas do Egito, Turquia, Irã, Nigéria e Indonésia. Khalil – Um terrorista radical do Egito transformado de um perseguidor “Saul” em um perdoador “Paulo” depois que Jesus Cristo o visitou num sonho quase real. (28.51min) Mohammed – Esse pastor de rebanhos Fulani na Nigéria encontrou profundo amor e direção em Jesus Cristo através de uma série de sonhos inesquecíveis. (45.50min) Khosrow – Um jovem iraniano, deprimido e sem esperança, encontra Jesus

numa visão. (29.39min). Ali – Um homem turco aprisionado pelo vício do álcool, viu Jesus num sonho e sua vida foi mudada para sempre. (49.04min) Dini – uma adolescente da Indonésia abandonada pela sua família, amigos e sociedade, tornou-se cristã na noite em que Jesus lhe apareceu numa visão. Ela esteve no Brasil em 10 estados diferentes a convite da JMM para compartilhar seu testemunho. (42.17min). Sua parceria é vital neste momento! Obrigado por sua participação e envie o comprovante com seu endereço para enviarmos o presente!

DAVID BOTELHO é pastor, dirige a V Formation Empreendimentos e Incorporação Ltda. Dreams Onesheet.qxd 10/10/08 4:58 PM Page 1 Site: www.vformation.com.br. Tel.: (035) 3438-2797

KHALIL Egito

KHOSROW Irã

DINI

Indonésia

MOHAMMED Nigéria

ALI

Turquia


FOTO: Darlinton Ferreira-RJ

Pr.

E valdo Rocha

O senso comum e o senso articulado na experiência da fé

P

oderíamos, de forma geral, que o senso comum é transmitido como uma herança cultural ao longo das gerações como produto do acúmulo de experiências vividas. O senso articulado é diametralmente diferente baseando-se na crítica e na reflexão. O senso comum obviamente nos ajuda desde cedo em relação ao aprendizado de coisas básicas a serem evitadas, principalmente quando são danosas à nossa sobrevivência. Quando amadurecemos, podemos – utilizando o senso articulado - julgar aquilo que recebemos como instrução para a vida, avaliando se tais recomendações baseadas nas experiências do cotidiano foram ou são realmente legítimas e úteis para nossa existência. A partir desta análise, descobrimos coisas importantíssimas transmitidas pela sabedoria popular e, ao mesmo tempo, mitos que realmente são passados de geração em geração, mas que não são de fato verdades a serem abraçadas.

Assim, pensando sobre a experiência da fé, percebemos que existe uma transmissão de conceitos que não sobrevivem à intervenção do senso articulado. O indivíduo que mantém relacionamento com o Deus Altíssimo, de forma saudável, deve estar aberto à reflexão como forma protetora de sua vivência espiritual. Esporadicamente, observamos pessoas consubstanciando sua experiência espiritual na base do senso comum em detrimento do raciocínio maduro e da investigação bíblica. Os desdobramentos desta postura são nocivos, trazendo uma experiência de fé estranha e distante do conteúdo do evanViver é equilibrar-se. Engatinhamos, andamos, corremos. Passamos do velocípede para bicicleta e depois para o automóvel; alcançamos a bengala e apoiador... Passamos a vida buscando equilíbrio. Mas manter-se em pé na vida é muito mais que equilibrar-se fisicamente. Envolve aspectos psicológicos, emocionais e espirituais. Por isso aplaudimos o texto que o autor nos oferece. Lê-lo é buscar equilíbrio na vida! Em boa hora o Pastor Evaldo Rocha nos brinda com esta verdadeira cartilha do viver bem e feliz” Lécio Dornas, Coordenador do Ministério da American Bible Society “Este livro reflete um pouco da personalidade, do caráter,da espi-

gelho de Jesus.na verdade, existem posturas sendo tomadas, a partir de uma suposta experiência espiritual distanciada de uma crítica básica, tornando algumas pessoas “seres estranhos” dentro do cotidiano pós-moderno, indivíduos que não contribuem para a expansão do Reino de Deus no mundo. Obviamente, notamos certo preconceito com o senso articulado quando analisamos o expressar da fé no cotidiano. Esta postura impede o diálogo tão necessário aos habitantes deste mundo, e sem o qual, não podemos transmitir os valores do evangelho. Devemos afirmar que o senso articulado não deprecia nossa confissão de fé perante o mundo, e sim, a valoriza, partindo do pressuposto de que uma experiência espiritual robusta é aquela que abriga o aprendizado maduro, o debate respeitoso e o bom conteúdo. Desta forma, sejamos inteligentes expressando uma fé fundamentada na investigação séria do conteúdo bíblico. Assim, poderemos rechaçar a falsa mensagem, a manipulação das mentes - evento recorrente no contexto religioso - e propagarmos com eficiência uma mensagem transformadora em um mundo carente do evangelho de Jesus. ritualidade e das habilidades do Pastor Evaldo Nunes da Rocha:maturidade, integridade, piedade e criatividade. Foi escrito em linguagemsimples e acessível. Parece um livro de auto-ajuda, mas, realmente é de ajudadivina; parece de conselhos para bem viver a vida, mas, de fato, descreve princípiospara uma vida abundante e cristã; parece de um mestre, mas, na verdade é frutode um fiel discípulo, que tem aprendido do Grande Mestre Jesus. O livroperscruta a “mente de Cristo” para exalar “Seu bom perfume”, a fim de que omundo e as relações entre as pessoas sejam melhores.” Walmir Vieira, Secretário Executivo da Convenção Batista Carioca

EVALDO ROCHA é Pastor da Primeira Igreja Batista em Seropédica no Rio de Janeiro. Conheça seus textos no site: www.evaldorocha.com. Contatos pelo E-mail: evaldonrocha@uol.com.br ou por telefone 21-26821877. Autor do livro: “Vivendo de Forma Equilibrada – o alfabeto da vida saudável” Janeiro de 2013 * Vigiai -

23


Entrevista

Eber Silva, Pastor da Segunda Igreja Batista de Campos dos Goitacazes-RJ VITAL SOUSA

Vigiai: O que significa os vinte e seis anos e meio no ministério pastoral para Eber Silva? Pr Eber Silva: A minha vida, na verdade, recomeçou aos vinte e cinco anos de idade, então esses vinte e seis anos e meio, é a etapa mais interessante da minha vida. Vigiai: Desde quando o irmão é um pregador do Evangelho? Pr Eber Silva: Eu comecei em 1980, são trinta e três anos de pregador do Evangelho, eu comecei com o Quarteto Renascença, eu preguei no Brasil todo; aqui em Campos há vinte e quatro anos. Vigiai: O irmão é feliz? Pr Eber Silva: Sim, tenho vivido anos de muita felicidade com minha esposa, uma grande companheira, estimuladora, meus filhos, a igreja e sua realidade conjuntural do dia a dia tem feito parte da nossa família esse tempo todo. Vigiai: E como foi a sua história batista até aqui?

24

- Vigiai * Janeiro de 2013

Pr Eber Silva: Eu pensei que ficaria velhinho lá na minha Duque de Caxias-RJ, na Igreja Batista Memorial de Caxias, meu primeiro pastorado por dois anos, mas, antes tinha sido seminarista na Primeira Igreja Batista de Realengo, e fui batizado no Rio de Janeiro, onde nasci, na Primeira Igreja Batista de Vigário Geral. Vigiai: Como foi a sua vinda para Campos? Pr Eber Silva: Eu não queria, estava muito feliz em Duque de Caxias, vim empurrado por Deus, porque entendia que a cidade sendo um berço batista muito sólido e firme, não tinha o meu perfil, pois, o meu entendimento era que o conservadorismo da cidade e da igreja não se aplicavam ao meu perfil. Vigiai: Mas o irmão é um conservador? Pr Eber Silva: Sou histórico. A minha igreja é histórica, mas, é também emergente e não fecha os olhos à modernidade. Não abrimos mão da nossa história, não abrimos mão dos princípios e doutrinas batistas, mas, ousamos.

FOTO: SIB CAMPOS/ARQUIVO

Vigiai: Qual foi a virada da SIB Campos? Pr Eber Silva: Num determinado momento quando eu estava com uns oito a nove anos de ministério coloquei que os desafios da contemporeneadade deveriam ser enfrentados pela igreja, compartilhei com a liderança, a igreja entendeu e hoje somos uma igreja de púlpito batista, de convicções convencionais, de culto alegre e de ministério tremendamente envolvente com a cidade, envolvido pela cidade e envolvendo a cidade. Vigiai: Quantos membros têm a sua igreja? Pr Eber Silva: Têm três mil e quatrocentos membros, aproximadamente. Vigiai: Como ela é dividida administra-


dores, foi construído para 900 pessoas e a membrasia era de 190, ele era um visionário. Vigiai: Então foi um milagre em 1951 e outro agora? Pr Eber Silva: Sim. Agora tínhamos grandes problemas, com dois cultos noturnos, mas, por falta de lugar, as pessoas voltavam para casa. Sonhamos com o novo templo e surgiu a oportunidade da compra do Batistão e em três anos e meio fizemos este templo.

FOTO: ARQUIVO OPBB

tivamente? Pr Eber Silva: Nós temos um núcleo executivo que administra a igreja, eu pastoreio este grupo, mas, eu não sou um pastor administrador, nós temos um administrador profissional, e o núcleo executivo/administrativo é composto dos três vice-presidentes, três tesoureiros, diretor e vice do departamento de finanças e o administrador. Vigiai: Vocês têm diáconos? Pr Eber Silva: Sim. Temos 76 diáconos, 60 no processo eletivo que se renova 1/3 a cada ano e 16 vitalícios, que foram eleitos diversas vezes e são considerados diáconos-anciãos, chamados honorários. Vigiai: Vocês também trabalham com ministérios? Pr Eber Silva: Sim, chamamos de Rede

de Ministérios, com os ministérios com casais, homens, mulheres, jovens, adolescentes e crianças. Vigiai: A EBD funciona? Pr Eber Silva: Sim, não abrimos mão dela. Vigiai: Vocês trabalham com células? Pr Eber Silva: Sim, temos cerca de um mil e novecentos pessoas em células, na média de duzentas células, no universo tão grande da igreja, ela vive em comunhão através dos grupos pequenos. Vigiai: Como foi o milagre do novo templo? Pr Eber Silva: É um milagre mesmo. O templo construído pelo pioneiro, em1951, Pr. João Barreto e os 37 funda-

Vigiai: Como foi isso? Pr Eber Silva: Realmente foi um tempo de muito arrojo, muito empenho, mas, há coisas que eu pensava que só existia no Velho Testamento. Os irmãos deram carros, deram ouro e eu não imaginava que isto pudesse acontecer, e, aconteceu e a grande vibrou com a construção e a obra, foi realmente um milagre. A inauguração foi no dia do aniversário da igreja, quando comemoramos os 75 anos. Vigiai: O que funciona no antigo templo? Pr Eber Silva: O velho templo continua sendo usado, com os cultos dos meios de semana, casamento, batismos, cultos fúnebres, formaturas, etc. Nós usamos os dois templos. Vigiai: A igreja se utiliza de algum método novo, como Propósitos, Células, Rede Ministerial? Pr Eber Silva: A gente fez uma concepção de tudo, temos de tudo um pouquinho... Trabalhamos divididos em rede, traba-

Janeiro de 2013 * Vigiai -

25


lhamos em ministérios com propósitos definidos, e, vivemos em células. A gente queria e precisava desta concepção moderna e aqui deu certo, foi adequado à realidade da igreja, dentro do nosso jeito de ser. Vigiai: Qual é o crescimento médio da igreja? Pr Eber Silva: Em média são batizados entre 150 a 200 novos convertidos por ano. Vigiai: A igreja já organizou alguma igreja? Pr Eber Silva: Organizamos 26! Ainda hoje temos uma Congregação em Minas Gerais, Senhora dos Remédios, com 41 membros e será organizada igreja em 2013 e aqui em Campos organizamos nos primeiros dias de dezembro em Santo Amaro uma nova igreja, temos ainda três congregações, em Imbé, mas, a igreja já decidiu que só abrirá novos frentes onde não tiver trabalho evangélico. Vigiai: Qual é a visão, e, a missão da igreja? Pr Eber Silva: Sem abrir mão de sua bela e relevante história, a Segunda Igreja Batista de Campos, ousa nunca dizer não aos desafios da época de hoje, o que a faz viva, alegre e eficaz. Agora, nosso desafio é ser uma igreja viva e alegre, que prega o Evangelho, estuda a Bíblia, pratica o amor fraterno e contextualiza a mensagem eterna do amor de Deus em Cristo Jesus. Adoramos ao Deus eterno, promovemos o seu Reino aqui na terra, edificamos os salvos e os capacitamos a servir. É a nossa síntese.

Vigiai: Como se dá a atuação missionária da igreja com as Juntas batistas? Pr Eber Silva: Nosso relacionamento direto com a Convenção Batista Brasileira se dá através das Juntas Missionárias. Fizemos cinco templos no Haiti, após o terremoto, através da Junta de Missões Mundiais, temos cerca de trinta convênios missionários com as duas Juntas e estamos bem envolvidos com o projeto Cristolândia da Junta de Missões Nacionais.

26- Vigiai * Janeiro de 2013

Vigiai: Algo para Campos? Pr Eber Silva: Temos dois terrenos muito grandes aqui na cidade, estamos pensando em fazer uma doação para JMN para que ela criei um Centro ali, nós vamos subsidiar e no outro nós vamos fazer o Centro de Treinamento da igreja. Vigiai: Qual o legado da sua passagem pela Ordem dos Pastores? Pr Eber Silva: O grande legado é do Pr. Juraci Bahia. O seguro é um grande legado. A sede nova lá no Seminário do Sul, lá no prédio 30, os batistas estão organizando o Centro batista lá na bela Colina, um bom cadastro com quase doze mil pastores, seis mil em dia com as anuidades, oito mil com carteiras. Vigiai: O que de bom tem os batistas? Pr Eber Silva: Duas coisas fantásticas do povo batista é a sua codificação doutrinal, é a mais lúcida do Novo Testamento, eu não tenho dúvida disso. E a outra é a nossa história fantástica é a nossa história, é muito linda. Vigiai: E o “não bom”? Pr Eber Silva: Eu acho que no primeiro século, nós, batistas no Brasil, esse trabalho vivo do discipulado fica preterido ao estudo da Bíblia, só ao estudo da Bíblia na EBD aos domingos, a coisa do discipulado ficou um tanto ausente, nos últimos trinta anos mudou, já melhorou bastante. Vigiai: Dê as suas considerações finais. Pr Eber Silva: A gente precisa recuperar o ensino bíblico teológico na formação dos nossos obreiros, eu creio que as convenções estaduais e associações devem ter os seus seminários, e os grandes seminários devem ser elevados à categoria de casas de especialização, como Seminário do Sul, do Norte e Equatorial, com pós-graduação, mestrado e doutorado. Há um índice de vocacionados muito grande, não falta vocação, nós temos que nos preparar para o ensino teológico mais objetivo e fazer missões, como a gente sempre fez, e, nos aperfeiçoarmos mais ainda como o João Marcos e Brandão estão fazendo através das nossas Juntas Missionárias.


Especial

O Seminário do Sul ressurge! TEXTO E FOTOS: VITAL SOUSA

O momento mais feliz da administração do Pr. Davidson Freitas a frente do Seminário Teológico Batista do Sul do Brasil foi o culto de gratidão pelo reconhecimento do curso de teologia pelo MEC – Ministério da Educação e Cultura. Assume a reitoria o conhecido hebraísta, Pr. Luiz Sayão. E no seu corpo docente teremos nomes conhecidos no cenário evangélico nacional: Russel Shedd, Paschoal Piragine Jr, Fernando Brandão, João Marcos Soares, Carlos Novaes, Vander Gomes, Analzira Nascimento, entre outros. A festa de gratidão foi comandada pelo Pr. Davidson Freitas e contou com a participação dos pastores e ex-reitores, David Malta do Nascimento, Ebenezer Ferreira, Vanderlei Marins e Israel Belo de Azevedo. O dia 3 de dezembro de 2012 ficará registrado nos anais da conceituada casa de Profetas e no coração dos alunos e ex-alunos, como um dos momentos mais significativos, com reconhecimento e gratidão ao Senhor por todos que se envolveram no processo de reconhecimento dos estudos superiores em teologia outorgado ao centenário Seminário. Obrigado, Senhor!

Há 104 anos o Seminário Teológico Batista do Sul do Brasil vem qualificando líderes e lapidando ministérios para o serviço ao Reino de Deus. Atualmente, temos dois cursos de graduação: Bacharel em Teologia e Licenciatura em Música, ambos com diplomas Reconhecidos pelo MEC. Temos também quatro cursos de Pós-Graduação Lato Sensu nas áreas de Teologia, Pedagogia e Música, também com diplomas reconhecidos pelo MEC. Para completar seu preparo ao serviço do Reino, temos cursos livres de Teologia Ministerial, Liderança de Crescimento Cristão e Música para Igreja.

Janeiro de 2013 * Vigiai -

27


Especial

Brilhante na foz do Rio Paraíba do Sul FOTOS: SIB CAMPOS/ARQUIVO

O

VITAL SOUSA

rio Paraíba do Sul nasce em Paraibuna, São Paulo, fruto das águas da represa da cidade, que recebe os rios Paraibuna e Paraitinga. O rio abastece várias cidades do Vale do Paraíba em São Paulo e do Vale do Paraíba no Rio de Janeiro, mas, acaba abastecendo também o Grande Rio através da transposição para o Rio Guandu. Abastece também cidades mineiras da divisa com o Estado do Rio de Janeiro. Quando chega a Campos dos Goitacazes, sua foz, ele vira um mar, não é mais doce e nem salgado, é brilhante, é a grande riqueza do local. Por isto não foi surpresa que a Segunda Igreja Batista de Campos, nos seus 75 anos em 01.06.2012, Jubileu de Brilhante, fosse o próprio brilhante como presente para a cidade e para os seus membros. Glórias e aleluia! Bendito seja o nome do Senhor! Gratidão foi o eco da oração de milhares de evangélicos por ocasião do Jubileu. As fotos registram os momentos de alegria, de grande contentamento. Um milagre foi que o disse o Pastor titular da igreja, Éber Silva, em recente entrevista. Com mais de 3.400 membros, a Segunda Igreja Batista de Campos é a maior igreja batista do interior do Estado do Rio de Janeiro, e, uma das maiores igrejas batistas do Brasil. Venha adorar o Grande Deus aqui!

28- Vigiai * Janeiro de 2013


Pr.

J osé Maria de Souza

Deus quer fazer algo novo!

E

m sua vida pessoal ou como líder, você vai de alguma maneira age ou simplesmente reage? Pergunte-se: eu estou simplesmente respondendo as pessoas, aos problemas, em minha vida pessoal ou no exercício da minha liderança? Claro que a reação faz parte da vida e não há como fugir dessa realidade, inclusive até a maneira como reajo faz toda a diferença. Considero, porém, que viver a vida apenas reagindo ao que nos acontece se torna um fator paralisante que não permite experimentarmos ou conhecer algo novo. Nesse caso, você precisa desenvolver uma atitude que lhe ajude em sua vida e em sua liderança a mover numa nova direção ou mesmo seguir enfrente na direção em que está, mas, com estratégias novas, vislumbrando um caminho novo, de modo que a sua vida e liderança causem um grande impacto sobre as vidas das pessoas. Creia e aceite o que Deus está dizen-

do em sua Palavra como um ensinamento para a sua vida. Ele tem um caminho novo traçado para as nossas vidas e lideranças: “Esqueçam o que se foi; não vivam no passado. Vejam, estou fazendo uma coisa nova! Ela já está surgindo! Vocês não a reconhecem? Até no deserto vou abrir um caminho e riachos no ermo”. Isaias 43.18-19 Este é um ensinamento que podemos aplicar a todas as áreas da vida e da liderança. Um exemplo é avaliarmos quais as estratégias que devemos usar para evangelizar no tempo em que estamos. Usando o critério de aprimoramento podemos aplicar o mesmo principio aos nossos planos, projetos, sonhos, a nossa vida com Deus e com a família, à maneira como lidamos em nossas vidas profissionais, e etc.. Felizmente, servimos a Deus que ama coisas novas. Deus nos revela o seu amor e chama o evangelho de boas

novas; ao nos convertermos Ele nos faz novas criaturas; enquanto no mundo nos dá um novo poder e uma nova direção; a cada dia nos abençoa com misericórdias novas; e quando morrermos nos dará um novo lugar para estarmos. Não há ninguém que seja mais criativo do que Deus; não há ninguém que tenha mais sabedoria do que Deus. Creia que Deus tem um plano e uma nova direção para a sua vida. Davi compartilha o seu entendimento desse assunto: “Sempre tenho o SENHOR diante de mim. Com ele à minha direita, não serei abalado. Por isso o meu coração se alegra e no íntimo exulto; mesmo o meu corpo repousará tranquilo, porque tu não me abandonarás no sepulcro, nem permitirás que o teu santo sofra decomposição. Tu me farás conhecer a vereda da vida, a alegria plena da tua presença, eterno prazer à tua direita”. Salmo 16.8-11 Se você está buscando estabelecer uma caminhada de sucesso para o seu futuro, você está diante do primeiro passo. Saiba que Deus quer fazer algo novo em sua vida e em sua liderança neste novo ano que Ele dá. Outros passos naturais a uma boa direção para o futuro se seguirão a este, mas tudo precisa nascer primeiro em seu coração com a inspiração quem vem de Deus. Tenha sempre o Senhor a sua frente e esteja pronto para as coisas novas que Ele poderá fazer em sua vida e através de sua vida.

José Maria de Souza é Pastor da Primeira Igreja Batista da Barra da Tijuca - RJ e Diretor Executivo da Convenção Batista Fluminense

30

- Vigiai * Janeiro de 2013


Pr.

J oão Marcos Barreto Soares

FOTO: VITAL SOUSA

Testemunhe às nações pelo poder do Espírito

A

tarefa evangelizadora foi constituída na última ordem do Senhor Jesus para sua igreja (Atos 1.8). Incrível como Lucas registrou essa ordem preservando as quatro palavras que Jesus usou para formulá-la: poder, Espírito, testemunhas e terra. Na formulação do tema da Campanha de Missões Mundiais deste ano, estas são as palavras que, reordenadas, aparecem: “Testemunhe às nações pelo poder do Espírito”. Destilamos três dimensões da tarefa de evangelizar o mundo, a partir destas quatro palavras que aparecem em Atos 1.8, para a nossa reflexão. Somos o que viemos fazer! A dimensão da nossa identidade Servos, santos, crentes, irmãos, eleitos, etc. Encontramos no Novo Testamento várias palavras para fazer referência aos cristãos; cada uma tem o seu valor e seu sentido. Porém, a palavra que, com maior precisão, define nossa identidade, sem dúvida, é ‘testemunha’.

O sentido aqui é o ético, implicando que devemos viver, se preciso for até morrer, para praticar, sustentar, defender e difundir nossa fé em Cristo Jesus. Somos as testemunhas do poder, do amor e da graça de Deus. Se não testemunharmos, o propósito de nossa vida ficará por ser cumprido. O propósito de nossa vida se confunde com nossa identidade. Vamos aonde houver vida! A dimensão da nossa meta Cada pessoa sobre a face da terra precisa conhecer o nosso testemunho. O cerne da nossa meta não está na geografia, tampouco na estatística, mas sim na vida humana. Uma grande nação na Ásia, como a China ou uma pequena comunidade como o povo kimyal, na Indonésia. Se há uma vida, o testemunho que temos a dar precisa impactá-la. Haitianos que estão aqui, a menos de 5 mil quilômetros de nós, ou os do leste das Filipinas ou do norte de Papua-Nova Guiné, ambas a mais de 20 mil quilômetros do Brasil. Precisamos levar a mensagem do Evangelho se houver uma vida em qualquer desses lugares. A natureza da nossa meta estabelece os contornos da nossa missão. Somos capacitados para a missão! A dimensão da nossa vocação Nossa tarefa requer capacitação. Desde nossas aptidões naturais às habilidades que aprendemos; de nossos talentos inatos aos dons espirituais que recebe-

mos de Deus; desde a nossa educação familiar até os treinamentos e cursos que fazemos. Tudo isso se mistura na constituição do nosso preparo para a missão. É o poder do Espírito Santo de Deus que age em nós misturando e moldando todas essas coisas, e ainda trazendo o nosso temperamento, a nossa personalidade e os nossos valores para interagirem nesta mistura extraordinária que faz nascer o vocacionado, a testemunha de Deus. Somos vocacionados para testemunharmos de Cristo. Missões é a totalidade desta maravilhosa tarefa que nos permite ser. Cada crente em Jesus é um missionário. Missões é o nosso jeito de ir. Cada testemunha de Cristo vai, ao mesmo tempo, a todos os cantos do mundo, pois a alguns lugares nós podemos ir, e oramos por outros e sustentamos os que vão. Missões é a nossa resposta vocacional. Quando nos envolvemos em oração, contribuição e ação missionárias, estamos vivendo a nossa vocação. O impacto do nosso testemunho precisa ecoar no coração de todos, em todos os cantos do mundo. Temos uma missão a cumprir. E Missões Mundiais convida você a se envolver ainda mais com a evangelização do mundo. Informe-se através de todo o material disponível e testemunhe às nações pelo poder do Espírito!

João Marcos Barreto Soares é pastor e Diretor Executivo de Missões Mundiais

Visando mantê-lo conectado on-line com missões, caso seja do seu interesse, enviaremos para seu e-mail o informativo da JMM - JMM News. São notícias e pedidos de oração, vindos diretamente dos campos missionários que chegarão semanalmente em seu endereço eletrônico.

Prezado(a) irmão(ã), Do clima à economia, dos desajustes na saúde às questões governamentais, observando o noticiário semanal podemos confirmar o texto bíblico que diz: "O mundo jaz no maligno (1Jo 5.19)". Só o Evangelho pode trazer consolo e paz para o ser humano. Enquanto eu e você sabemos que Cristo é o Único Caminho, bilhões de pessoas entre os povos não-alcançados continuam sem o direito de entregarem suas vidas a Jesus por nunca terem ouvido nada sobre Sua história, Sua vida, Sua morte e Sua ressurreição. Elas estão nascendo, vivendo e morrendo sem sequer saber que só existe um caminho que conduz à vida eterna.

Você poderá receber também os informativos "A Colheita" e "Boletim 60 Dias de Oração" em seu endereço e ganhar um lindo brinde da JMM. Para tanto, precisamos que você cadastre seu e-mail e autorize o envio deste informativo e cadastre seu endereço, caso deseje receber outros informativos em seu endereço.

Cadastre-se já no site da JMM: www.jmm.org.br

Janeiro de 2013 * Vigiai -

31


Especial

Reforma do Código Penal: O Perigo Mascarado FOTO: ARQUIVO

As investidas contra a família e a igreja no Congresso Nacional não cessam. Depois da luta contra o projeto de lei que instituía o crime de homofobia – PL 122 – e os compromissos firmados para impedir a implementação das metas estabelecidas na terceira edição do Plano Nacional de Direitos Humanos – PNDH-3 – agora surge mais uma manobra para tentar destruir os valores morais e éticos da família brasileira: A Reforma do Código Penal. Com a defasagem do nosso Código Penal vigente, datado de 1940, em 2011 o Senado Federal instituiu uma Comissão de Juristas para analisar todos os pontos defasados do Código Penal e construir um anteprojeto de reforma penal. Com esse anteprojeto, os deputados e senadores somente iriam analisar alguns pequenos pontos para tentar aprovar com celeridade a proposta. A Máscara Caiu A intenção era boa: acelerar o processo, já que, se fossemos analisar todos os pontos, ou convocaríamos uma reunião como uma constituinte, ou a reforma

Nota: O Deputado Federal Arolde de Oliveira DEM/RJ é membro da Primeira Igreja Batista do Recreio dos Bandeirantes, Rio de Janeiro

FOTO: DIVULGAÇÃO

mais sobre esse assunto e se engajar na luta contra os pontos polêmicos da Reforma do Código Penal, envie um e-mail para mim no endereço: aroldedeoliveira@aroldedeoliveira.com.br e lhe enviarei um exemplar do DVD informativo com todos os arquivos necessários para você construir sua opinião e fazer parte desta luta.

Capa do DVD Informativo sobre a Reforma do Código Penal

FOTO: DIVULGAÇÃO

Arolde de Oliveira

tramitaria durante longos anos. No entanto, quando o anteprojeto foi apresentado, em junho de 2012, a máscara caiu. Todas as metas estabelecidas no PNDH3 iriam ser implementadas em bloco, de uma só vez e mascarada pela boa e necessária Reforma do Código Penal. Descriminalizar o consumo de drogas, aumentar ainda mais as possibilidades do aborto legalizado, liberar a pedofilia ao diminuir-se a idade mínima para uma criança fazer relações sexuais, entre outros pontos polêmicos, foram incluídos na proposta da Reforma. Os absurdos foram tantos, que, em discurso no Plenário da Câmara dos Deputados, mostrei algumas aberrações da proposta: no texto, destruir um ninho de passarinho é mais grave do que manter criança em cárcere privado; é mais grave o crime de bater em um animal doméstico do que o crime de bater em um ser humano. Diante destas novas investidas, mobilizamos a Frente Parlamentar Evangélica e, através de um requerimento assinado por mim e pelos deputados João Campos (PSDB-GO) e André Moura (PSC-SE), fizemos questão de instituir o Dia Nacional de Valorização da Família, na busca de relembrar ao país o valor desta instituição e fazer coro no Congresso Nacional, os nossos apelos. O projeto de Lei da Reforma do Código Penal – PLS 236/2012 – promete ser a nossa principal luta ao longo de 2012. E não só deputados, senadores e a mídia devem estar atentas; mas a igreja deve ter papel fundamental nesse embate. Por isso, preparei um DVD informativo parlamentar para apresentar a todos os perigos da Reforma do Código Penal e municiar a igreja e a sociedade civil contra essa investida que visa acabar com os valores que construíram a sociedade brasileira. Se você estiver interessado em saber

Contra-capa do DVD Informativo sobre a Reforma do Código Penal

Janeiro de 2013 * Vigiai -

33


Especial

Jubileu

de Diamante TEXTO E FOTOS: VITAL SOUSA

C

Pr Ebenezer Ferreira lança “Memórias Inacabadas”

obrir o culto de gratidão pelos sessenta anos de trabalho profícuo na Causa do Senhor do Pastor Ebenezer Soares Ferreira, no templo Segunda Igreja Batista de Campos dos Goitacazes, Rio de Janeiro em 18/12/2012, foi um momento muito feliz para mim. O espaço é muito curto para informar tudo que vi, tento retratar com algumas fotos, o momento tão rico na presença do Senhor e a gratidão que foi prestada ao Grande Deus pelos 60 anos de trabalho pastoral do Pr. Ebenézer Soares Ferreira.

“Este livro enfeixa experiências minhas como pastor, educador, escritor, jornalista e líder. Mas ele traz também referências à minha vida como criança, adolescente e jovem, bem como aspectos da vida e meus pais e avós. Já agora, quando estou pondo o ponto final, verifico que me esqueci de narrar boas experiências. Mas é sempre assim mesmo... Praza aos céus que estes escritos tragam inspiração aos leitores. No amor de Cristo Jesus, esperança nossa, O autor” 296 páginas – 70 fotos Vendas diretamente com o autor: E-mail: ebenezersf@uol.com.br Telefones: (21) 3872-5206 21 (9609-0046) como uma constituinte, ou a reforma

34

- Vigiai * Janeiro de 2013


Janeiro de 2013* Vigiai -

35


Especial

FOTOS: ISAÍAS LINS

Isaías Lins Filho E Enilda Lins

28 anos no pastorado em Mares, 46 anos de consagração no Ministério da Palavra e 47 anos de vida conjugal

Isaías Lins Filho e Enilda Lins

36

- Vigiai * Janeiro de 2013

POR JÉSSICA SORIANO

N

a manhã do dia 16 de dezembro de 2012 a Igreja Batista dos Mares celebrou festivamente o culto de Ação de Graças pelos 46 anos de Ministério Pastoral do Pr. Isaias Andrade Lins Filho, sendo 28 destes, na Igreja Batista dos Mares – Salvador/Ba e, pelos 47 anos de matrimônio com a querida Enilda Lins. O culto foi dirigido pelo Pastor de Jovens, Evangelismo e Missões Fábio Vasco, tendo a participação musical do grupo Ruach e a mensagem pregada pelo Seminarista Jeaziel Oliveira. “Assim os apascentou, segundo a integridade do seu coração, e os guiou pela perícia de suas mãos.” Salmos 78:72. Num contexto nacional de escândalos e falsos profetas, aproveitadores e charlatões da fé, temos o privilégio de sermos pastoreados por um homem segundo o coração de Deus, que tem sido diligente e zeloso na realização da obra do Senhor, apascentando indistintamente a todas as ovelhas com muito amor, pois, todos da Igreja Batista dos Mares, são abençoados pelo carinho e amor recebidos de Pastor Isaias Lins e Enilda Lins. A Família de Pastor Isaias Lins e da querida Enilda Lins, cresceu e eles têm dois filhos, uma filha e seis netos. O primeiro filho Eric Lins casado com Suzane Lins, e os netos Filipe Lins, Rafael Lins e Érica Lins, o segundo filho Isaias Lins Neto casado com Kerima Lins e o neto


Luca Lins e, a filha Liliane Lins Kusterer casada com Fernando Carvalho e, os netos Matheus Lins e David Lins Kusterer. Nesses 28 anos de ministério, dedicados à Igreja Batista dos Mares, pudemos ver o crescimento e amadurecimento de nossa comunidade cristã em humildade, mansidão e amor, sendo constantemente admoestada na Palavra do Senhor, procurando guardar a unidade do Espírito pelo vínculo da paz, conforme está escrito. Temos sido guiados e cuidados por este querido pastor que nos seus 66 anos está a pleno vapor, sempre com ânimo novo e desafiando-nos a buscar a realização dos sonhos e planos de Deus para nossa igreja. Somos gratos a Deus por todas as bênçãos que tem derramado sobre a Igreja Batista dos Mares e sobre a vida e Família do nosso amado pastor Isaías Lins. “Que daremos, pois ao Senhor, por todos os benefícios que nos tem feito?” Salmos 116:12. Glórias, pois a Ele! Amém.

Isaías Neto e Família

Liliane Lins e Família (acima) e Erich Lins e Família (abaixo)

Janeiro de 2013* Vigiai -

37


OPBB em Destaque

Pr.

J ônatas Farizel

FOTOS: OPBB FLUMINENSE

Vocacionados 2012... O Acampamento Batista em Rio Bonito recebeu os Vocacionados (fotos abaixo) nos dias 30 nov, 1 e 2 dez, para mais uma edição do Congresso para Vocacionados. Dias abençoadores registraram o evento que contou com preletores que motivaram e fizerem, por maio da Palavra, motivar ainda mais os que ali estiveram. Os pastores, Paulo Eduardo (PIB São Paulo), Adilson Santos (JMM), Diogo Carvalho e Samuel Mouta

(JMN). A próxima edição deste, também já tem sua data reservada e será nos dias 6 a 8 de setembro de 2013. Quero deixar uma idéia para cada pastor que estará no nosso Congresso em Maio/ 2013 – de nesta data (maio) fazer a inscrição de um (1) vocacionado de sua igreja. Tenho certeza então que teremos um Congresso para Vocacionados em 2013 que registrará o maior número de suas edições.

A Ordem, Relata e Informa... Todo início de trabalho, projeto, programa, é sempre desafiador. Não é diferente em se tratando de Ordem de Pastores. Ainda mais quando se fala em

pastores Fluminenses. Uma das maiores seções em potencial de ação e investimentos denominacionais. Foi assim que entendi e assumi esse

Alguns dos casais que estavam no Encontro...2012.

38

- Vigiai * Janeiro de 2013

desafio. Trabalhar com, e para os pastores do Estado. Nos dias 2 a 4 de novembro passado foi realizado em Rio das Ostras (Vilarejo Praia Hotel) um encontro com pastores e esposas. Poucos casais presente, fato, mas um evento que sem dúvida traça a mostra a necessidade de outras edições. Por isso já ficou agendado para 2013, nos dias 1 a 3 de novembro a próxima edição e será um congresso para toda Família Pastoral Fluminense, com preletores para casais e filhos.


Igreja em Destaque

FOTOS: PIB VILA FORMOSA

PIB EM VILA FORMOSA ENCERRA O ANO DE 2012 BATIZANDO E RECEBENDO NOVOS MEMBROS COM GRANDE FESTA PR. ADILSON BRANDÃO

A

Primeira Igreja Batista em Vila Formosa recepcionou no dia 02/12/12 os novos membros da Igreja. Tivemos a realização de Batismo e recebimento de irmãos de outras Igrejas co irmãs e outras denominações. No ano de 2012 fomos abençoados e conseguimos realizar estas programações a cada 45 dias, foi um ano marcante na vida da Igreja, pois além de conseguir realizar obras na parte patrimonial adequando as instalações para melhor desempenhos dos departamentos, lançamos a campanha “REPENSE”, com um resultado extraordinário onde todos se conscientizaram de que o que Deus quer de nós não são comentários ou criticas que não trazem resultados positivos, mas sim o empenho de todos respeitando as limitações de cada um aceitando nossos irmãos em Cristo com as virtudes e defeitos peculiares a cada um. Graças a esta visão podemos melhorar o desempenho da Igreja, evangelizamos mais, oramos mais e todos se dedicaram mais, o resultado não poderia ser diferente, o crescimento numérico e espiritual foi proporcional. Para comemorar esta vitória separamos o mês de dezembro para festejar e agradecer a Deus. Tivemos um jantar especial no dia 09/12 com a presença de toda a Igreja, cantata infantil dia16/12, cantata do coro principal no dia 23/12 e neste mesmo dia um festa de confraternização com a entrega de amigos secretos acompanhado com uma ceia de frutas e sucos. Além destas atividades, foi também eleita a diretoria para o biênio 2013/2014, irmãos que foram eleitos pela Igreja com o compromisso de continuarem a se empenhar para que nos próximos anos tenhamos continuidade da obra do Senhor. Janeiro de 2013 * Vigiai -

39


Especial

DANIEL DIAS, O VENCEDOR VITAL SOUSA

Os anos foram passando. Daniel fez a pré-escola e o ensino fundamental. Nesse período começou a aprender a tocar bateria. Terminou o 3º colegial e pretende fazer faculdade de Engenharia Mecatrônica. No momento está fazendo Educação Física na USF (Universidade São Francisco). É também uma benção na Igreja, sendo o baterista da Banda. Daniel é um jovem especial, não por ser deficiente, mas por ser ele mesmo, e por ser como é. Daniel! Você é nosso orgulho e nossa escola diária, pois com você filho, aprendemos cada dia mais. Deus nos deu a oportunidade de te criar e te formar, e hoje agradecemos a Deus a oportunidade que nos dá de vivermos com você e de estarmos a seu lado, e acima de tudo saber que você é de Deus e que você tem caráter e luta por seus sonhos. Daniel não

40

- Vigiai * Janeiro de 2013

tem complexos, vê a vida sempre bela, ama viver e diz que tudo é capaz, basta acreditar nos seus sonhos. Daniel! Hoje você está com 19 anos, e nós, seus pais aprendemos com você de que a vida é para ser vivida, um dia de cada vez, sem nos preocuparmos com o amanhã, e a noite é para repousar, que o amanhã será um novo dia, um novo despertar, uma nova etapa. Daniel! Nós te amamos muito, muito, mas muito mesmo. Parabéns e que Deus continue te abençoando cada vez mais. Agradecemos a Deus por colocar você em nossas vidas, você é especial, é uma obra prima que ele planejou. Em nossa vida temos muito que agradecer, primeiramente a Deus, pois colocou você em nossas vidas, e também a várias pessoas que foram colocadas em nosso caminho que nos ajudaram e nos deram forças – nossos pais, irmãos, amigos e irmãos da Igreja. Daniel! Você é uma obra única e especial. Sua vida é preciosa para o Senhor, que o criou. Seus pais.” As fotos são a prova da alegria, da tenacidade e do amor de Daniel Dias. Para Daniel Dias não existem limites e para você? Para quem está com Deus não existem limites.


FOTOS: SITE/DANIEL DIAS

Pr. Jadai Souza lança o livro

“O Rosto de Jesus” “Como olharemos para o rosto de Jesus em Apocalipse? Esse exercício se dará em três etapas bem distintas que nos ajudarão a compreender a maneira como o livro de Apocalipse revela a pessoa de Jesus e suas manifestações no futuro próximo. Procuraremos dados e informações sobre a pessoa de Jesus, seus nomes, características, formas e atuações e desse modo descobriremos como Ele se revelará. Olharemos para os impactos que as manifestações de Jesus provocarão nos céus, na terra, no inferno, nos homens, nos anjos e nos demônios. Buscaremos descobrir as esperanças que os crentes em Jesus podem abraçar e alimentar seus corações enquanto servem e aguardam pela vinda do Senhor. Nesse primeiro volume focaremos nossa atenção na primeira parte do capítulo 1 de Apocalipse e na maneira como João recebeu a revelação a respeito da pessoa de Jesus nos versos 5 a 8. Nesse bloco de textos podemos perceber que Jesus se apresenta como alguém glorioso que retoma a forma divina que havia deixado quando assumiu a forma humana e veio a este mundo em sua primeira jornada. Para João esta experiência trouxe impactos poderosos

e para os que estudam estas linhas trará certezas e convicções a respeito da maneira como Jesus é e como nós o veremos quando estivermos com Ele nos céus. Você é meu convidado para este banquete espiritual cheio de revelações, impactos e promessas de Deus para sua vida. Separe um tempo de qualidade e mantenha uma atitude de aprendizado. Pedidos: jadai@uol.com.br (11) 5842-4210 Observação: Este livro faz parte de uma série de quatro livros, todos baseados em Apocalipse. Janeiro de 2013* Vigiai -

41


Pr.

E lias Valentim

A ARTE DE ADMINISTRAR INCLUSIVE NA IGREJA

T

oda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção e para a instrução na justiça, para que o homem de Deus seja apto e plenamente preparado para toda boa obra. 2 Tm. 3:16-17. NVI. Temos a tendência de achar que administração só se aplica a empresas, e não à igreja, e que a igreja é dirigida pelo Espírito Santo, sem a ação inteligente e submissa do homem. Mesmo que não verbalizemos este conceito, agimos de modo a espiritualizar tudo achando que Deus vai administrar o que Ele espera que nós façamos. Podemos afirmar que os princípios de administração se iniciam na Bíblia. Lembro do meu professor Daniel Soriane dos Santos (nos idos de 74) ao mencionar o princípio de “Autoridade e responsabilidade” a partir de Êxodo 18.13-27 quando Jetro ensina a Moisés aquilo que toda e qualquer instituição, (quase quatro mil anos depois) ainda precisa, fundamentalmente para sobreviver mínima e estruturalmente; ou seja, cada um tem de saber o que fazer, como fazer, quando fazer, para que fazer, (quem, o que, como, quando, onde e porque). Ouvi do Pr. Carlito Paes (PIB SJC em um treinamento de Igreja Com Propósito) de que os críticos afirmam serem os princípios (ICP) baseados em administração de empresas, desconhecendo que não só os princípios de administração mas também do direito e tantos outros, tem suas orígens na Bíblia. Não é por acaso que ela é a Palavra de Deus e como tal tem inspirado os homens em todos os tempos e em todas as áreas. Em 2 Tm.3.17 o inspirado apóstolo Paulo afirma a validade da Bíblia concluindo:

“Para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra.” MINISTRAR É TRABALHAR O IMPODERÁVEL Tenho afirmado que dentre todas as áreas do conhecimento humano administrar é das mais difíceis porque, além de tantos conhecimentos necessários se trabalha basicamente o bom senso. O bom senso não é matemático, não é quantificável, não depende de esforço físico e não podemos testar antes de aplica-lo. Muitas vezes um bom projeto técnico não alcança seus objetivos por falta de uma boa administração. Muitas vezes um bom e humilde pastor não vai bem no ministério por falta de capacidade de administrar algo que até deveria delegar a outros. E AS NOSSAS INSTITUIÇÕES? Temos lido e ouvido críticas sobre a falência de tantas de nossas instituições. Concluo, ao contrário de alguns, que falimos não por mal versação dos recursos financeiros, mas sobretudo por colocarmos à frente administradores que não tinham capacitação para o cargo, cujos conceitos estavam mais para pastorear e fazer beneficência. Ouvi na Convenção de 95 que nossas máquinas da JUERP estavam obsoletas há vinte anos! O que é isso se não falta de boa administração. Como pode uma editora sobreviver com custos tão altos enquanto outras editoras evangélicas surgiram e floresceram?

Esse é só um exemplo do que significa administrar. Temos muito mais. ADMINISTRAR ABRANGE MÚLTIPLOS ASPECTOS. A igreja e as instituições evangélicas também trabalham com pessoas, recursos financeiros, leis, tempo, patrimônio, conceitos, doutrina, dons etc. Em cada uma dessas áreas precisa de pessoas capacitadas para desenvolvê-las. Assim como os administradores seculares também o pastor não tem capacitação pra todas as tarefas que se exige na igreja. Clássica e resumidamente podemos pensar na administração assim: Planejar - Estabelece os objetivos na linha do tempo. Organizar – Alocar todos os dons, os recursos humanos, financeiros ou materiais, da melhor forma segundo o planejamento estabelecido. Comandar - Orientar as pessoas na execução do que deve ser feito. Coordenar/dirigir – Acompanhar dia a dia as atitudes e esforços de todos, no atingimento das metas traçadas. Controlar - Atestar se os padrões e medidas de desempenho e qualidade são as mais compatíveis com o que se espera da instituição frente ao planejado EVITANDO PROBLEMAS Pastores às vezes se desgastam no ministério por problemas que poderiam ser evitados se entendessem que podem administrar melhor. Vejo a questão assim: Área de Patrimônio e Finanças: Discute-se, negocia-se. O pastor só orienta, se necessário. Área eclesiástica: Discute-se, orienta-se, trabalham-se conceitos, princípios, valores. Exige paciência diante do imitacionismo atual. Área teológica e ministérios: Ensina-se, orienta-se, usa-se a Bíblia. A Palavra final é sempre do pastor. Aqui não se negocia! PEÇA AJUDA Estabeleci um princípio a partir de Ec.9.10 que diz: “E se você não tiver força suficiente, peça ajuda!”

Elias Valentim do Vale é pastor da Primeira Igreja Batista em Sobradinho, São Paulo – SP e Presidente do Lar Batista de Crianças de São Paulo; E-mail: eliasvale@ig.com.br

42

- Vigiai * Janeiro de 2013


Pr.

“Liderança eficaz, a grande diferença” “Liderança eficaz, a grande diferença” Quando falamos de liderar pensamos muito em grandes conquistas e grandes mitos e creio que isto não tem nada de errado. Eu como Pastor de uma pequena Igreja da periferia fico pensando o que é liderar? Porque liderar? A fim de que liderar? Liderar é um ato de coragem e de superação é conhecer seus limites e medos porem é acreditar que sim é possível. É também perceber seus companheiros e levá-los a algo maior seja material, sentimental, emocional e espiritual e na maioria das vezes é tudo isto junto e para um bem coletivo e/ou para uma transformação individual e tendo consciência que liderar por Jesus é necessário a ajuda do Espírito Santo. Porque a quantidade de informações que recebemos diante do evangelho do reino traz uma constante instabilidade do que tenho que fazer e do que todo mundo faz! Meu dilema como pequeno pastor de uma pequena comunidade é olhar os “grandes mitos” e saber o que desejo tomar como exemplo destes grandes lideres, homens de Deus como: Ed Rene a mente brilhante, Edson Queiroz o coração missionário, Ariovaldo Ramos o conhecimento. Porque na realidade a minha realidade é aqui no Morro do Sabão e Parque das Flores é aqui que preciso ser líder e servir com destreza e firmeza como nosso Amado em Joao 13 e aqui neste pedaço da Zona Leste de São Paulo – capital - que sou aperfeiçoado e aperfeiçoou Efésios 4. Não tenho que querer o ministério destes grandes homens, mas

tenho que buscar o coração destes homens, coração de líder e como um dia ouvi do Fufi meu professor na Teológica, rapaz vá construir o teu reino... É isto que faço faz 8 anos! Um alicerce, tijolinho por tijolinho! Um castelo de amor e respeito com o ser humano, porque aqui aprendemos que o nosso negócio é gente, que as pessoas são mais importantes que a instituição e que as estruturas não devem maltratar ninguém, que abaixar para abraçar uma criança que a mãe é viciada e o pai está preso tem haver com liderança, que andar pelas ruas de barro e entrar nos barracos com 8, 9, 10 moradores e dizer palavras de esperança, passar uma manhã na quadra do bairro jogando bola com a galera e despretensiosamente ministrar Jesus tem haver com liderança, é olhar para sua equipe de louvor e dizer, olha nossa motivação não é tocar e sim cuidar, curar, discipular pessoas. Senão camaradas!!! Não vai ter para quem tocar. Ser líder é trabalhar para o desenvolvimento do grupo gestor olhando nos olhos e dar um feedback individual das limitações. É dizer o quanto precisamos de cada

Mozart Barbosa Alves

líder motivado, intenso e cheio de amor é ter a coragem de dizer que todos somos pequenos pastores e precisamos ministrar, cuidar e curar os que estão ao nosso redor e que não precisam nem dependem de mim para fazer isto. Liderar pra mim é sábado 29/12/12 levantarmos um cômodo para uma mãe com 7 filhos sem esposo, mesmo sem sabermos fazer massa de cimento. Liderança de um pastor é ter cheiro de ovelha, é saber no detalhe, no micro o que as minhas ovelhas precisam, é também saber no macro pregar o que dá sustância! Tenho um sonho ser um líder segundo o coração de Deus e na minha humanidade Deus tirar o melhor de mim. Meu desejo é termos uma grande igreja aqui no meio da indiferença e da pobreza, porque o evangelho do reino precisa de homens de lideres que levam as marcas de Cristo no corpo, na alma na família... E creio que no nome e na presença de Jesus não há limites, barreiras para a salvação, transformação, justiça e generosidade... Sabemos pra onde vamos e como vamos e quero como líder eficaz não impedir , não atrapalhar o crescimento e o avanço do Evangelho da graça de Deus. Quero daqui a 25 anos quando me aposentar, olhar pra trás e dizer ao meu Amado Jesus: valeu a pena ser líder em Teu nome! FOTOS: MOZART ALVES

PR. Mozart Barbosa Alves é Formado pela Universidade Metodista. MBA em Gestão Empresarial – FGV. Pastor da Igreja Batista no Parque das Flores, São Paulo - SP. Contatos: Pastor Mozart 011 7541 615 - Mozart@telefonica.com ou Liliane Secretaria – Beth Missionáriia – 011 2751 0531 lila3andersons@yahoo.com.br e jbetemca@hotmail.com

Janeiro de 2013 * Vigiai -

43


Especial

Família missionária batista brasileira perdeu Haydée Suman Gomes Ex-Presidente da Junta de Missões Mundiais. Ex-Missionária e esposa do Diretor Executivo da Junta de Missões Nacionais da Convenção Batista Brasileira, Pastor David Gomes FOTO: ARQUIVO

N

ascida em Curitiba, PR, no dia 11 de agosto de 1922, Haydée Suman Gomes é filha de pais Italianos, Domingos Suman Filho e Francisca Benevenuto Suman. Como filha caçula, ela contou com o carinho e cuidados especialmente das irmãs mais velhas. Em 1945, casou-se com David Gomes e juntos foram estudar no Seminário Batista no Texas, Estados Unidos. Em 1948, o casal regressou ao Brasil com o objetivo de pastorear a então Igreja Batista da Tijuca e iniciar o ministério da Escola Bíblica do Ar (EBAR). Em seguida, se dedicaram à liderança da Junta de Missões Nacionais por 14 anos. Durante este tempo Haydée educava a família e assessorava as responsabilidades administrativas da JMN, na ausência do esposo. Em meados dos anos 60, Haydée acompanhou o esposo no inicio da Igreja Batista da Esperança (IBE). O trabalho pioneiro exigiu dedicação total. Além dos almoços e atividades para

44

- Vigiai * Janeiro de 2013


angariar fundos, ela era líder ativa na Igreja, organizando desde o trabalho das Mensageiras do Rei como também as atividades envolvendo questões de assistência social. Sem medir esforços, Haydée também aceitava compromissos fora do âmbito da EBAR ou IBE. Ela ministrava aulas de religião no Colégio Batista, como voluntária, falava em muitas igrejas, e participava das Juntas Administrativas do então IBER e da Junta de Missões Mundiais. Contribuiu inúmeras vezes com artigos a publicações da denominação. Tudo sem negligenciar os cuidados no lar ou na igreja. Ações de Graças A propósito da passagem de Haydée pela Junta de Missões Mundiais, assim se expressou o pastor Waldemiro Tymchak: “Em cem anos de história, d. Haydée S. Gomes foi uma das poucas mulheres a fazerem parte da Junta de Missões Mundiais e a única a ocupar a presidência. Como presidente, entre outras coisas, sabia conduzir a reunião plenária com elegância, suavidade e firmeza. Supervisionava os trabalhos das comissões com zelo e a responsabilidade que a obra missionária exigia. Sua maior contribuição se deu na Comissão de Recursos Humanos. Com um olhar meigo e sincero, ela conseguia ver a alma do candidato, que se apresentava para anunciar o evangelho às

nações. Sempre tinha uma palavra sábia e abençoada para inspirar os que eram enviados aos campos e, também, para consolar os que eram aconselhados a permanecerem em seus ministérios no Brasil. A presença de d. Haydée na Junta foi um presente de Deus.” Durante os sete anos de enfermidade do esposo, Haydée permaneceu fiel, sempre gerenciando o lar e garantindo o bem estar do marido. Com toda certeza, Haydée recebeu de Deus o dom de ser uma esposa de pastor competente e integrada na vida ministerial do marido. Aos 90 anos de idade, Haydée conta com o amor e admiração dos seis filhos, da nora e três genros, e dos sete netos e de quatro bisnetos. A família e amigos reconhecem em Haydée a mulher virtuosa e com isso louvam ao Senhor. Representando a Convenção Batista Brasileira assim se expressou o Pr. Sócrates Oliveira, Diretor Executivo: “O céu ganhou uma heroína e a gente perde uma grande amiga, uma mãe, uma avó, aqui na terra” – Veja o depoimento integral do Pr. Sócrates de Oliveira no site Vigiai – www.vigiai.net - Revistas/Vídeos Representando a Junta de Missões Nacionais assim se expressou o Pr. Samuel Meira Moutta sobre a vida da irmã Haydée: “A família Missões Nacionais está de luto porque uma grande missionária foi chamada a presença do Senhor, irmã Haydée. A família Gomes contribuiu muito para obra da evangelização

do Brasil, Pastor David Gomes e irmã Haydée Gomes. Hoje dois de seus netos são missionários da Junta de Missões Nacionais. E nós damos o nosso abraço carinhoso de consolação à família neste momento para que o Senhor Deus esteja consolando e confortando os corações.” Caríssima Família Gomes Que o Espírito Santo de Deus preencha seus corações de conforto, consolo e certeza de que sua querida mãe e avó D. Haydée Suman Gomes está junto ao seu Senhor, Jesus Cristo. Agora, depois de passar por este Vale de Lágrimas, ela está onde nao se verterá sequer uma lágrima, Junto ao Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. "Deus a deu; Deus a tomou, Bendito Seja o Nome do Senhor". Com muita consideração Jose Fernando Graças a Deus pela vida de sua mãe. O Senhor conforte o coração de sua família!! Eraides Pacheco Que o conforto do Santo Espírito a todos cubra. Pr Walter & Aríete Baptista e IB Sião (Salvador, Bahia) Que o Deus de toda a consolação, console a irma Ana e toda a sua família e todos os amigos da Irmã Haydêe, que não está mais entre nós pois foi se encontrar com Jesus! Pr. Tarcizio

Janeiro de 2013* Vigiai -

45


Aos familiares nosso abraço amigo e as consolações do Senhor Adalto/Tania

saudades. Pr Marcos Peres DONA HAYDEE.

Que o Senhor console o coração da irmã e demais familiares. Pr. Edisson Braga

Tombou mis uma guerreira do Exército do SENHOR aqui na Terra. Com a partida desta amada e mui preciosa irmã, nosso povo e nossa Denominação perde mais uma de nossas referências.

Que Deus conforte o coração da irmã e sua família pela perda da sua mãe. Pr. Gilson Alves Ana, o Senhor da Consolação console você e toda família. Minha gratidão a Deus pelo exemplo de vida de sua mãe, hoje ela recebeu a coroa da vitória, reservada aos fiéis em Cristo que perseveram até o fim. Joana Raphael Vida preciosa, serva especial de Deus, esposa de um gigante da fé cristã e da ação evangélica - David Gomes - a morte de D. Haydée deixa menor o nosso mundo evangélico. Mas outros - sobretudo na própria família Gomes - assumem seus desafios e a obra de Deus continua. L ouvado seja o Senhor por esta família, tanto os que estão em ação quanto os que já partiram, como agora D. Haydée. Com minhas orações de gratidão a Deus associadas a petição por consolação a toda família. Clemir Fernandes Nossa oração é para que o Espírito Santo de Deus esteja consolando e fortalecendo toda a família neste momento de

46

- Vigiai * Janeiro de 2013

Mas, LOUVADO SEJA O SENHOR PELA VIDA DESTA QUERIDA IRMÃ. Certamente que a festa no Céu deve estar enriquecida. Tive o privilégio de ser membro e trabalhar na Igreja Batista da Tijuca (hoje, Primeira Igreja Batista do Andaraí). Na minha época a Igreja era liderada pelo Pastor Tércio Gomes Cunha. Esta Igreja também teve a benção de ser liderada pelo Pastor Davi Gomes e por sua esposa, irmã Haydée. E, para mim, foi um grande privilégio andar por onde este casal andou. Por seis anos fui líder missionário daquela Igreja na Congregação no Morro do Andaraí e lá pude ouvir muitas e muitas histórias deste grande casal de "MISSIONÁRIOS" que trabalhou com afinco e com amor naquela comunidade. Foi um grande privilégio para mim e sou muito agradecido ao SENHOR por esta marca positiva em minha vida. Que o SENHOR continue consolando os corações dos filhos, genros, noras e

netos. Logo, logo também iremos e para sempre estaremos vivendo as delícias das mansões celestiais. Aleluia! Pastor Jarbas Antonio Valentim. Família Gomes agradece Distintos amigos,

Vimos através dessa carta eletrônica, agradecer as mensagens de consolo e conforto enviadas a família Gomes, pelo falecimento nossa matriarca D. Haydée Suman Gomes. Devido o grande numero de mensagens recebidas, achamos por bem usar esse expediente para agradecermos a todos. Gostaríamos de fazer uma mensagem pessoal a cada um, porem, não daríamos conta de faze-lo. Sintam se abraçados por nós. Somos muito gratos a Deus por ter usado os irmãos para nos abençoarem com tanto carinho, revelado por expressões de tremendo conforto. Nossa mãe, sogra, avó e bisavó deixo-nos exemplos de fidelidade e serviço, que certamente não serão apagados pelo tempo. Mais uma vez, somos muito gratos por amigos tão preciosos e presentes na hora que necessitávamos ser abraçados.

Geremias Bento Pela família www.geremiasbento.net


(21)

2122-1901

0800 709 1900

Vigiai 6  

Informativo evangélico

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you