Page 56

Alejandro Pagni/AFP

CAPITAIS DO FUTEBOL » BUENOS AIRES (ARG)

Para muitos, Boca Juniors e River Plate disputam o maior clássico do mundo

ORGULHOSAMENTE

BAIRRISTA Em Buenos Aires, torcer por um time é mais que acompanhar futebol; é demonstrar amor incondicional por um bairro rio Matanzas – chamado Riachuelo em seu trecho final – não tem nada que o faça digno de nota. Pelo menos, não do ponto de vista hidrográfico: ele nasce no meio da província de Buenos Aires, percorre apenas 64 km e deságua no rio da Prata. Mesmo tão curto, não deixa de ser um dos rios mais poluídos da Argentina. O

O

56

capitais_Argentina.indd 2

Riachuelo tem tudo para ser pouco significativo, mas suas águas viram de perto o surgimento de algumas das maiores paixões dos argentinos: Boca Juniors, River Plate, Independiente e Racing. O fato de bairros operários ou periféricos como os banhados pelo rio que separa Buenos Aires e Avellaneda terem servido de berço dos maiores clubes da Argentina

tem ligação direta ao modo como os portenhos se envolvem com o futebol. Para o torcedor, o berço de cada time e o modo como ela teve de superar dificuldades para sobreviver são fatores fundamentais para que cada grupo, cada comunidade, cada bairro, se aferrou a sua equipe como se fosse uma parte de si. Nem sempre as coisas foram assim. O futebol chegou à Argentina como ao Brasil, por meio de ingleses. A diferença é que a comunidade britânica em Buenos Aires era muito maior e mais ativa e, por isso, o esporte chegou muito antes ao rio da Prata. O primeiro clube da cidade foi o Buenos Aires Football Club, fundado em 1867, apenas quatro anos após a se-

Março de 2009

2/27/09 7:05:11 PM

Profile for °F451

Trivela 37 (mar/09)  

"Temos ataque" A nova geração de centroavantes brasileiros

Trivela 37 (mar/09)  

"Temos ataque" A nova geração de centroavantes brasileiros

Advertisement