Page 1

JorNAL

ExprEsso

CoMpACTo E CoMpLETo

Fortaleza, 7 a 13 de maio de 2010 Ano I - Edição 11

LouIS MELLo

Fortaleza tem 38 % dos pontos de praia impróprios para banho

PÁG. 10

Produtos e serviços básicos

Saiba o quanto você paga de impostos embutidos PÁG. 28

Eleições 2010

Cid atrasa decisão e atormenta PTPÁG. 3

rayssa Melo: Beleza felina encanta o EXPRESSO e os palcos da TV PÁG. 26


Política

JorNAL

2

Calados, meninos!

Ilário: “PT está preparado para liderar alternativa a Cid”

Presidente do PT tenta diminuir temperatura

“O PT indicou o apoio à reeleição do governador Cid Gomes, e, assim, não poderia ter, ao mesmo tempo uma candidatura própria. Porém, o partido está preparado para trabalhar num outro cenário, se necessário for. O que significa dizer que podemos, sim, lançar candidato ao governo por possuirmos as necessárias condições políticas de liderarmos uma frente alternativa.” As declarações são de Ilário Marques, que lidera a corrente do PT que vem defendendo um plano B para o partido, no caso de este romper com Cid Gomes. Além de razões pessoais para não apoiar Cid, Ilário entende como fundamental que o PT tenha candidato ao Senado, na pessoa do ex-ministro José Pimentel.Com base neste quadro, ele prossegue conversas com outros políticos da oposição, principalmente com o presidente regional do Partido da República, ex-governador Lúcio Alcântara (foto).

Para complicar mais ainda o quadro da sucessão estadual, o presidente nacional do PT, José Eduardo Dutra (foto), tenta administrar as divergências entre setores petistas e Cid Gomes, na intenção de evitar a ruptura, que, na avaliação dele poderia respingar na candidatura de Dilma Rousseff no Ceará. Nessa postura prudencial, Dutra chegou a telefonar para Luizianne Lins recomendando-lhe cautela e caldo de galinha, ou seja, que evite fazer críticas a Ciro Gomes ou ao seu irmão Cid. A verdade é que, com tanto factóide, tanto balão de ensaio, com atitudes que às vezes beiram a chantagem, nossa sucessão acabou se num autêntica novela. E o pior: no estilo dramalhão, , lembrando os áureos tempos de Glória Magadan.

Por Ossian Lima | EDITOR DE POLÍTICA

CoNHEçA oS FACTÓIDES LANçADoS PArA CoMPoSIção DAS CHAPAS 2010

omo as convenções para homologar as candidaturas ocorrerão somente em junho, até lá cada partido aproveita para lançar balões de ensaio, de autovalorização, para fins de barganha e outras intenções. Essa tem sido a motivação que dá curso a vários planos, sinceros ou não, esboçados nos bastidores e imediatamente lançados, de alguma forma, ao conhecimento da opinião pública. Nos últimos dias, as fórmulas postas para conhecimento são as seguintes: 1–Chapa encabeçada por Cid Gomes, tendo apenas um candidato a senador, Eunício Oliveira; e na vice um nome apontado pelo PT; valendo tal esquema, obviamente, para o caso de o PT não romper com Cid; 2–Chapa encabeçada por um nome do PT ou por este apoiado à sucessão estadual, podendo ser o petista Ilário Marques ou o presidente regional do PR, Lúcio Alcântara ou Lúcio na cabeça e um do PT na vice. Não sendo Lúcio o nome para governador, a chapa teria como nomes para o Senado o próprio Lúcio e o deputado federal José Pimentel;

Fortaleza, 7 a 13 de maio de 2010

Plano B

opinião

C

ExprEsso

3-Chapa encabeçada por Cid Gomes, mas1 sem o PT. Seria o plano B de Cid, em que ele teria como vice um nome do PMDB e, como candidatos ao Senado, um nome do PMDB (Eunício Oliveira) e outro do PSDB (Tasso). Esse plano B, todavia, nos últimos dias, passou a sofrer ameaça. É que a senadora Patrícia Saboya criou gosto pela senatória e já procurou o colega Tasso, o ex-cunhado Cid e o ex-esposo comunicando sua vontade de concorrer a um novo mandatão. Aí cria-se um problema, principalmente de natureza 2 matemática. Se Ciro acordou com Tasso e Eunício apoiar os dois para o Senado, havendo apenas duas vagas em disputa, como poderia incluir um terceiro nome, no caso Patrícia Saboya? É um problema igualzinho ao criado por José Pimentel. Os alquimistas de bastidores, aliados do governador, começam a pensar uma maneira de alterar esse plano B, acomodandoo à nova conjuntura. Consistiria nas candidaturas de Cid a governador e Patrícia e Tasso ao Senado, ficando para o PMDB, na pessoa de Eunício Oliveira, a vice-governadoria. Essa

alteração encontra obstáculos, começando pela condição de irreversibilidade que Eunício colocou no seu projeto de disputar cadeira no Senado. Claro que tudo depende de conversa, mas é preciso que Tasso, além de Cid, conversem (e muito), já que o acordo Cid-TassoEunício, fechado no início do ano, também previa apoio mútuo entre Tasso e Eunício, formando uma dobradinha. Inclusive, já encaminhada, nesta fase preparatória para as eleições, em praticamente todas as regiões do Estado. 4 – Chapa do que ainda se considera esquerda, com um candidato do PSOL ao Governo do Estado; 5–Chapa encabeçada pelo ex-governador Lúcio Alcântara, não em coligação com o PT e sim com o PPS, o que chama a atenção pelo detalhe de que Lúcio está comprometido com a candidatura Dilma Rousseff e o PPS fechado com José Serra. 6 – Chapa do PSTU para Governador, encabeçada pelo líder sindical Gonzagão, muito mais num esforço para puxar votos para candidatos da legenda às eleições proporcionais.

Xyco Theophilo

Caldeirão

xycotheophilo@jornalexpressoceara.com.br

Já é a segunda vez que o PSB rifa seu candidato à Presidência da República. O primeiro foi Garotinho que ficou ao léu nas eleições de 2002, em completo abandono. Agora, Ciro Gomes responsável direto pela eleição dos três únicos governadores do PSB em 2006: Eduardo Campos (PE), Wilma de Farias (RN) e seu irmão Cid Gomes (CE). Ciro ainda é um plus nessa ferrenha disputa. O conterrâneo esbravejou: “A cúpula de meu partido, o PSB, decidiu-se por não me dar a oportunidade de concorrer à Presidência da República. Esta sempre foi uma das possibilidades de desdobramento da minha luta. Acho um erro tático em relação ao melhor interesse do partido e uma deserção de nossos deveres para com o País” Quem fala assim não pode ficar de fora do debate presidencial. TECNoLoGIA ACIMA Do SEu QuErEr Não pense a política que é fácil desconstruir a ilusão de que a internet possibilitará um conhecimento sem intermediários. O meio é de segmentação: usuários muito jovens, isolados em suas ilhas, ou limitados a seus grupos de afinidades, incapazes de dialogar com valores diferentes dos seus. Ainda não será remédio para eleger-se, num meio que atinge 18% da população. A TV continua preferente com alcance de 72%. A comunicação e a ecologia devem conviver pacificamente com as novas tecnologias. Nas eleições de 2010, é preciso também ficar atento às ciências sociais da comunicação. DESçA Já Do PALANQuE Se já estava difícil a eleição de Sergio Novais (PSB) como deputado federal, agora, depois que votou contra Ciro Gomes à Presidência da república, isso ficou quase impossível. A começar

pela saraivada que levou na Assembléia Legislativa do Ceará. Expressões como Judas iscariotes, algoz, traidor. isso para publicar as mais brandas. Sem poder pisar no palanque de Cid, vai ser difícil até puxar a eleição da irmã Eliane Novais que obteve 10.308 votos (a mulher mais votada em Fortaleza e a sétima maior votação geral do vereadores eleitos). DESCoBErTA A TrAMA Deu no blog Tijolaço, do deputado federal e herdeiro Brizola Neto (PDT-rJ), que voltou a desmascarar campanha suja tramada pelo PSDB, na internet, contra a ex-ministra e pré-candidata Dilma rousseff. Segundo o parlamentar, a manobra para atacar Dilma na web tem as digitais do cientista político Eduardo Graeff, um figurão de alta plumagem no ninho tucano que ocupou o cargo de secretáriogeral da Presidência da república no governo FHC, compondo o staff do cearense Eduardo Jorge.


JorNAL

Fortaleza, 7 a 13 de maio de 2010

ExprEsso

3

“maracujina” aos aliados de hoje

Demora de Cid mostra que jogo local tem dono e influência do abate de Ciro “Estão cozinhando o galo, enquanto os interessados preparam suas receitas, até saberem, lá para o final de maio, qual ou quais delas serão as mais apropriadas para o banquete eleitoral”. Este comentário, feito à reportagem do EXPRESSO por uma das raposas em ação nos bastidores da política cearense, sintetiza a proliferação de fórmulas e balões de ensaio que estão sendo lançados nas últimas semanas, envolvendo a sucessão cearense. Essa mesma fonte diz que o prazo para definições, isto é, final de maio foi estabelecido pelo próprio governador Cid Gomes. Essa mesma fonte ressalta “ter Cid, verdadeiramente, o comando do processo sucessório no Ceará”. A demora por parte dele deve-se a vários detalhes, a começar pelo fato de que os partidos terão praticamente todo o mês para realizar suas convenções e oficializar respectivos candidatos. Isso quer dizer que ainda há tempo para muita observação e conversa, o que explica a postura silenciosa, lembrando até um monge budista, do governador. Um outro ponto dessa espera é que Cid ainda precisa de tempo para digerir a decisão do PSB nacional de defenestrar a candidatura do irmão dele, Ciro Gomes, à sucessão

presidencial. Essa fritura, como não poderia deixar de ser, influirá na postura de Cid quanto à sucessão presidencial, com três opções: subir no palanque de Dilma Rousseff; ficar indiferente à sucessão nacional, ainda que chegue a um acordo para as eleições locais com aliados dela; e liberar as partes dele (Cid), em termos de eleição presidencial. A verdade é que o governador opta pela lei do silêncio e, incomodado com o falatório do PT, mandou um recado pelo irmão Ivo Gomes: PT saiba aguardar também em silêncio a evolução dos acontecimentos. Em outras palavras, Cid reafirmou, via Ivo, que não está disposto a aceitar nenhum tipo de pressão (nem daqui, nem de Brasília).

CirO e os algozes de sua candidatura: será que ele apoia DIlma de verdade?

Calado como resposta sobre Pimentel silencia e inquieta PT Nos últimos dias, os petistas baixaram a bola e poucos continuaram falando publicamente do assunto sucessão. Contudo, isso não significa dizer que, nos bastidores, estejam de braços cruzados. Pelo contrário, continuam manobrando na esperança de enfiar goela abaixo na chapa de Cid a candidatura de José Pimentel ao Senado. O mais estranho, segundo se sabe, é que até hoje Pimentel nunca tocou no assunto com o governador, dando a impressão, naturalmente, de que está desinteressado na vaga. Mas, aí a coisa lembra a fábula da raposa e as uvas e, no caso específico, a uva (que é uma vaga, na chapa de Cid) continua alimentando os sonhos de Pimentel. Ainda recentemente, chegou, por meio da direção nacional do PSB, um recado do presidente Lula de que gostaria de ver José Pimentel na

chapa de Cid. Aqui, os petistas têm dito e reafirmado a mesma coisa, sem sensibilizar o Governador, apesar da cantilena inúmeras vezes reprisada. Ele tem oferecido sobre o assunto calado como resposta. Mesmo assim, Pimentel insiste e continua fazendo tudo o que Papai Noel faz nas casas na noite de Natal: entrar nem que seja pela chaminé.

Ex-ministro da previdência nunca tocou, até hoje, no assunto senado com o Governador


JorNAL

4

ExprEsso

Fortaleza, 7 a 13 de maio de 2010

Caça ao voto

Campanha de hoje só enfrenta quem tem coragem e conhece novo eleitor Por Xyco Theóphilo

Dilma: maiores inimigos são íntimos ou estão próximos

Aqueles que estão no poder podem levar uma vantagem. Mais de 71 milhões de brasileiros estão de olho nos candidatos que pretendem ser o sucessor de Lula da Silva. O eleitor está mais bem preparado do que muitos candidatos pensam. “Talvez até mesmo estejam mais preparados para se candidatar do que aqueles que querem receber os votos”, afirmou o especialista Tadeu Comerlatto, de Santa Catarina. Ele diz que há duas moedas fortes numa eleição: dinheiro propriamente dito e segurança da perspectiva de vitória. Muitos candidatos surgem de regiões fortes, com den-

Sobre Dilma Rousseff, Comerllato arremata: “Penso que ela cometeu o primeiro erro de campanha: mudou o visual, deu vazão a uma orientação que andaram lhe dando, que deveria fazer uma cirurgia plástica, que ficaria mais indicada para se reconquistar o marido, outro namorado, ou até dar vazão a uma vaidade feminina que em campanha não se leva em conta.

sidade de votos, foram bons prefeitos, formaram lideranças, ganharam simpatia do povo. Outros, nem tanto. Indagado sobre a posição de Ciro Gomes, fora desse embate eleitoral por decisão unilateral partidária do

PSB, Comerlatto frisou que Ciro era garantia de dois turnos. “Ele é muito bom de conversa. Se o Lula fosse candidato seria reeleito, mas Dilma não é Lula e por isso tem que construir uma linha própria.”

marcelo Serpa

Perdeu com isso a imagem de uma senhora do agrado popular. Na política, os maiores inimigos são íntimos ou estão próximos. A motivação de quem disputa é ganhar a eleição. 52% dos votos são de mulheres e o incrível é que Serra tem mais penetração no segmento de mulheres e de jovens do que a Dilma. O bom político administra os conflitos sem fazer parte deles.

Comerlatto:

“Época eleitoral não é época de se plantar, é hora de colher o que já se plantou ao longo da vida.” Washington Luiz de Sousa

Ciência eleitoral é multidisciplinar. “Polarização calou voz Pesquisa e estratégia determinam política do Nordeste”

O especialista e publicitário Marcelo Serpa (foto), professor de Comunicação Eleitoral da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Ufrj) e di-

retor da Associação Brasileira de Consultores Políticos (Abcop), prova que toda campanha tem natureza, campo de saber e tempo de se fazer.

Logo, ela é uma ciência multidisciplinar. Serpa afirma que a pesquisa eleitoral monitora a estratégia do candidato. É uma técnica projetiva feita com amostras pequenas. Muito mais que um ranking de corrida é a determinante da estratégia eleitoral. Já quem determina a pesquisa não é o candidato nem tampouco o instituto contratado. É o estrategista que trabalha com mais profundidade. Numa eleição, o grande lance é derrotar a indiferença que atualmente chega aos 50%. Esse ano prevê-se que o absenteísmo, na época das urnas, cheque a 15%.

Para o cientista político Washington Luís de Sousa (foto), que comandava grande comitiva de piauienses presentes ao 9º Congresso Brasileiro de Marketing Eleitoral, realizado semana passada em Fortaleza, a polarização é um fato em muitos estados. Quanto mais a campanha se desenrola, mais essa tendência se reforça. Sousa defendeu tese de doutoramento em 1999 com o tema “Os Governos da Mudança”, parcialmente publicada pelo Caen-UFC em dois capítulos do livro “A Constituição Política da Mudança” do cientista político cearense Josênio Parente. Inda-

gado sobre a polêmica posição do PSB, em não conceder a Ciro Gomes o direito de disputar a eleição presidencial, ele foi enfático ao afirmar que o PT, com essa atitude, calou a principal voz política do Nordeste na política brasileira.


JORNAL

Fortaleza, 7 a 13 de maio de 2010

@Twitter Político

Esclareçam na AL...

Como é? O ex-prefeito João Eufrásio (foto), de Várzea Alegre, às voltas com contas desaprovadas nos tribunais de contas, está ou não na folha da Assembleia Legislativa?

Boquinha no preço

Balaio de siglas composto do PHS, PMN, PRB, PRP, PRTB, PTN e PSC reivindica vaga para o Senado na chapa de Cid Gomes, como condição para apoiar a reeleição dele.

Diferente no passado?

Ao falar tão mal do PMDB hoje, será que Ciro Gomes esqueceu

5

Fale conosco: redacao@jornalexpressoceara.com.br

ter se elegido duas vezes por aquele partido? Deputado estadual, em 1986, e prefeito de Fortaleza, em 1988.

balhar por Serra, sabendo que só a eleição dele garantirá a sobrevivência do PSDB como partido. Inclusive no Ceará.

Injustiça grande

Comparação

Ao generalizar em suas críticas ao PMDB, Ciro Gomes foi injusto com os peemedebistas que honram o partido. Começando pelos cearenses Paes de Andrade, Mauro Benevides e outros.

Dorminhocos sem ponte

Programa do colega Fernando Maia, na Ceará Rádio Clube, está passando para o horário das oito às nove da manhã. O que ele fará para levar ao estúdio políticos que só acordam ao meio dia?

Consolida, Magaly!

Já que não vem fazendo grandes coisas, a Câmara Municipal de Fortaleza poderia ao menos colocar em prática a sugestão, da vereadora Magaly Marques (foto), de consolidar a legislação de Fortaleza.

Petróleo Cariri

Senador Inácio Arruda (foto) deu sinal de vida: conseguiu que a Agência Nacional de Petróleo (ANP) marcasse para maio início das pesquisas sobre a existência de petróleo no Cariri.

Comparação que anda rolando por aí, para se referir a quem é desastrado: “Mais desastrado do que motorista do Ronda do Quarteirão”.

Serviço em baixa

Comitês, urgente!

Quantos fios?

Na ilusão de que seria candidato à sucessão presidencial, Ciro Gomes está com ar abatido e com menos cabelo. Que tal um tônico capilar para encarar a crescente calvície?

Expresso

Para suprir as deficiências do PSDB no Ceará, senador Tasso Jereissati (foto) apela para a formação de comitês da sociedade civil em apoio à candidatura de José Serra.

Ameaça de extinção

Ao contrário de 2002, este ano os tucanos cearenses prometem tra

Segundo o secretário de Finanças, Alexandre Cialdini (foto), a Prefeitura de Fortaleza está de caixa alta. Mas, com os serviços (?) à população em baixa... E botem baixa nisso...

Quanto, hein?

Diante de tantas deficiências na gestão “Tartaruga Bela”, já tem gente querendo saber quanto a Prefeitura torrará no próximo reveillon..

Logo ele? Estranharam as críticas, numa reunião da bancada federal nordestina, do deputado José Pimentel (foto) ao governo Lula, do qual foi ministro até recentemente. Consideradas imprevidentes... Frase I Sempre que imaginamos não ter como tornar nossa vida pior, vem o governo e consegue –Anônimo Frase II Além de mentir, roubar, fingir, xingar, corromper e prometer, existem outros verbos que continuam em moda na política. Um deles é cristianizar – Jornalista Ossian Lima

BRONCA EXPRESSA Sucessão de Cid vai ser mesmo por W.O?

A pedagogia do futebol deveria servir para a política cearense Na condição de torcedor comum de futebol gosto de me aboletar no Setor 30 do anel superior do Castelão e de lá saborear as vitórias do meu Tricolor de Aço. Domingo passado,2, não foi diferente. Testemunhei o momento histórico do Fortaleza tetracampeão. E campeão da década! Na alegria fugaz pelo triunfo tricolor, me entreguei ao livre exercício de comparar futebol e política. Fortaleza e Ceará se enfrentam há décadas. E são adversários desde sempre. Não existe a possibilidade de acordo entre os contendores. Se há disputa, Leão e Vovô estão em campos opostos. Um quer vencer o outro e fim de papo. Os eleitores, ou melhor, os torcedores sempre empolgados jamais admitiriam outra postura. Quanta diferença da nossa política! Na política cearense, a ordem

é não concorrer. Cid Gomes seria tão imbatível que o melhor a ser feito é aderir e apoiá-lo. Disputar prá que? No mundo político têm muito mais times. O problema é a regra do jogo. A conjuntura favorece ao W.O. No momento em que escrevia este artigo, a TV mostrava o Padre Zé Linhares apresentando ao eleitor seu Partido Popular (PP) como legenda ‘progressista’. A retórica convidava a se filiar às ‘bandeiras de luta’ do PP. Pois, sim. O PP (Padre Zé, no caso) decidiu que o partido vota em Cid, Tasso, Eunício e Serra. Ou seja: em qualquer cenário a intento é aderir. Disputar prá que? “Feio é perder”, disse um dia nosso governador. Em breves dias Cid apresentará a fórmula mágica da reeleição sem disputa. PT e PSDB do mesmo lado? Os partidos, confor-

mados, estarão noutra briga, às cotoveladas, por espaço no palanque adesista. Impensável situação assim no futebol. Na política, o compadrio admite brincar de se enfrentar no primeiro turno para se unir no segundo. No futebol,quem vence dois turnos é campeão arrastão. Não existe ‘acordão’. E ninguém vence sem competir. O sentido está justamente na certeza de que, ao final, teremos um vencedor e um perdedor. No futebol, o derrotado é, por vezes, rebaixado de campeonato como castigo pela má campanha. Na política, os vencidos aderem ao governante de plantão dias após a eleição. Fazer oposição prá que? E aconselhável que Cid Gomes providencie um palanque de concreto. Um similar de madeira corre o risco de desa-

Por Claudio Teran - Jornalista ccsteran@yahoo.com.br

bar pelo excesso de peso dos que só querem se empoleirar, subir, aderir. Para onde iremos assim? O eleitor comum ainda não notou que os políticos preferem portões fechados no estádio da sucessão, sem competidor do outro lado para garantir uma vitória tão previsível quanto monótona. Talvez o vilão seja a reeleição a brasileira, onde o mandatário leva todas as vantagens, inclusive a de disputar no exercício do cargo, usando a máquina pública ao bel prazer. Torna-se desigual competir e a conjuntura favorece ao adesismo. No futebol não. O Fortaleza da terceira divisão venceu o orgulhoso Ceará da primeira. No gramado da política, Cid poderia até perder, se não fosse mais fácil e mais cômodo aos partidos aderir a ele...


JorNAL

6

ExprEsso

Editorial

voto: entre o ser e o estar No Brasil, temos acompanhado a evolução dos processos políticos em prol das relações democráticas. relações estas conquistadas a partir da consciência coletiva, do nível de representatividade política e social impressas pelo voto. A escolha de representantes nas três instâncias governativas demonstra, na prática, os resultados das lutas do povo durante os diversos momentos da história do nosso país, em que o pleno exercício dos direitos democráticos e constitucionais foi negado arbitrariamente.

Fortaleza, 7 a 13 de maio de 2010

Opinião Eva Péron X Zapata ?

Pré-campanha sem carisma, charme e discurso Por Ciro Saraiva - Jornalista

ExprEsso

CoMpACTo E CoMpLETo

Presidente de Honra: Alfredo de Abreu Pereira Marques (in memorian) - Presidente: Marcos Conceição Lelis (lelis@jornalexpressoceara.com.br) - Editor Chefe: Wilton Bezerra Júnior (wbjunior@ jornalexpressoceara.com.br) - Editor Adjunto: Marcel Bezerra (marcel@jornalexpressoceara.com.br) Diretora de recursos Humanos: Geórgia Diógenes Marques de Abreu - Diretora Financeira: Flávia Diógenes Marques de Abreu - Diretor de Marketing: Marcelo Diógenes Marques de Abreu. - Secretário de redação: Guillermo Antonioli (guillermo@jornalexpressoceara.com.br) - Designer Gráfico: Flávio Marques (flavio@jornalexpressoceara.com.br) e Glauber Martins - Colunistas: Ivonildo Lavôr, Xyco Theophilo, João Saraiva, Wilton Bezerra. Fotógrafo: Louis Mello - reportagem: Viana Júnior Quaisquer opiniões e pontos de vista expressos nesta edição são de responsabilidade de seus autores, e não representam a opinião do Jornal EXPrESSo e sua direção

Atendimento ao leitor - Contatos Endereço: Avenida 13 de Maio, nº 255, Bairro de Fátima, Fortaleza- Ceará - Cep : 60.040-530

redacao@jornalexpressoceara.com.br

(85) 3257-3010 Fax (85) 3227-5001

Tiragem: 50 mil exemplares Gráfica: Jornal do Commercio

Humoris

JorNAL

Não é pelo romantismo dos anos 50 nem pela construção de Brasília, que se reconhece e se proclama que Juscelino Kubitschek se transformou em nosso herói de capa e espada. Há, na grande maioria dos nossos ex, uma generalizada falta daqueFazer uma reflexão acerexercida sutilmente através la convicção pessoal, que faz o líder personificar os sonhos de ca do significado do voto é das vontades de determinado grandeza de uma Nação. algo que requer não apenas grupo, que decide sobre algo Votei em Lula, porque Collor era o abismo. E continuei votanentendê-lo como um ato de ou elege representantes em do, até que deu certo. Veja bem: deu certo para eles, porque escolha. Para além disso, defesa dos interesses coletipara os brasileiros, está tudo igual a FHC. É só olhar em redor e ele nos traz a consciência da vos. ver as mesmas companhias: Sarney, seu lugar-tenente Epitácio libertação, do empoderamenNeste sentido, devemos ento enquanto atores sociais, carar o voto como algo maior Cafeteira, Dr. Renan e o Barbalho do Pará. É tão igual que FHC como também o entendimen- que simplesmente eleger, mas tem a coragem de aparecer ao lado de Serra, certo, absolutato dos meios pelos quais ele como atitude emblemática de mente certo de sua impunidade cívica. se expressa. Tal ponderação defesa dos processos libertáAlguém que tem a responsabilidade de ocupar um posto que demonstra que votar é poder rios que promovam equidades no passado teve Prudente de Morais, Rodrigues Alves, e o próultrapassar as escolhas livres. por mais antagônicos que prio Getúlio Vargas, precisa saber o que está fazendo, quando É garantir um direito vital sejam os agentes. Não constiver que abrir a boca e falar ao povo. Olha que Rui Barbosa foi não apenas em um contexto tituindo um valor de troca, o candidato três vezes a presidente e não conseguiu chegar lá. político especifico. voto deve ser apropriado no Um herói nacional como o Brigadeiro Eduardo Gomes não cheEm vários momentos no seu sentido mais amplo para gou sequer perto. Será que essa gente conhece a história de decorrer da vida social, nos a obtenção da tão desejada seu país? Já pensaram em Floriano Peixoto dizendo besteira deparamos com escolhas igualdade social e desenvolvina televisão? nas quais o voto se mostra mento humano. uma ferramenta presente e Vejo com – digamos, uma curiosidade mórbida, - a próxima indispensável, muitas vezes Marcos Lelis - Presidente eleição presidencial. Os candidatos padecem da falta de tudo: carisma, charme, discurso. Claro, que o ofício dos marqueteiros é precisamente este. Mas, aí mora o perigo da tragédia. Quem “A imprensa, tal qual o fogo, é um excelente sabe se não transformarão a Dilma em Eva Perón rediviva, mãe servidor, mas um terrível amo.” (James Fenimore Cooper, escritor americano, autor de “o Último dos Moicanos”) do Brasil ou Serra num Zapata careca, vingador do Nordeste?


JORNAL

Fortaleza, 7 a 13 de maio de 2010

Expresso

7

HUMOR POLÍTICO

Perguntas nada oportunas a Serra em visita a uma escolinha Serra foi a uma escola conversar com as criancinhas, acompanhado em uma comitiva do Jornal Nacional, da Veja e da Folha de São Paulo. Depois de apresentar todas as maravilhosas propostas para seu governo (se eleito), disse às criancinhas que iria responder perguntas. Uma das crianças levantou a mão e Serra perguntou: - Qual é o seu nome, meu filho? - Paulinho. - E qual é a sua pergunta?

- Eu tenho duas perguntas. A primeira é “Quanto tempo o senhor vai esperar para sujar a barra da Dilma como fez com a Roseana Sarney?” A segunda é “Onde sua filha Verônica conseguiu grana para ser dona de 10% do Ebay/Mercado Livre, estudar na Harvard Business School pagando R$ 60.000,00 por mês e ainda por cima “comprar” uma mansão em Trancoso onde o senhor passou o Reveillon? Serra fica desnorteado, mas, neste momento, a campainha para o recreio toca e ele aproveita e diz que continuará a responder depois do recreio.

Após o recreio, Serra diz: - OK, onde estávamos? Acho que eu ia responder perguntas. Quem tem perguntas? Um outro garotinho levanta a mão e Serra aponta para ele, sorrindo para as câmeras da Globo. - Pode perguntar, meu filho. - Como é seu nome? - Joãozinho, e tenho quatro perguntas: A primeira é “Quanto tempo o senhor vai esperar para sujar a

barra da Dilma como fez com a Roseana Sarney?” A segunda é “Onde sua filha Verônica conseguiu grana para ser dona de 10% do Ebay/Mercado Livre, estudar na Harvard Business School pagando R$ 60.000,00 por mês e ainda por

cim a “comprar” uma mansão em Trancoso onde o senhor passou o Reveillon? E a terceira é “Por que o sino do recreio tocou meia hora mais cedo?” A quarta é... “Cadê o Paulinho??”


JORNAL

8

Expresso

Fortaleza, 7 a 13 de maio de 2010

Polícia

Greve branca e bom senso

Policiais Militares e Comando da PM avançam nas negociações Após o fim da Greve Branca com a mediação do Ministério Público, os policiais militares e o Comando Geral começam a se entender. E quem ganha é a população. Nesta quinta-feira, 6, por exemplo, uma nova rodada de reunião estava marcada para ocorrer. Eles continuam a discutir as reividincações da categoria.O comando geral levantou a questão das promoções. Mas, chegaram apenas a um consenso parcial: de que a ascensão de cabo a sargento deve ser feita em quatro anos, e não em seis anos, como é atualmente. O Comando também desistiu de transferir os policiais da capital para o interior, depois de ser pressionado pelas acusações de que

a mudança seria em retaliação à greve branca, realizada pela categoria em abril. A partir de agora, o remanejamento será somente para batalhões com sede em Fortaleza, no máximo para a Região Metropolitana. A decisão já foi tomada, mas um novo boletim interno ainda precisa ser publicado. O órgão também bateu o martelo quanto à vigência da nova escala da PM. A partir de sábado (08), eles vão trabalhar quatro dias e folgar um. Para quem trabalha a noite, a escala é de três por um. Atualmente, o esquema é “seis por um” para todos os turnos. (Por Dilson Alexandre / Do portal www.jangadeiroonline.com.br / Com informações da produção do Barra Pesada)

Baixo salário e quadro insuficiente

Perícia criminal sem estrutura dificulta investigação de crimes

Por Viana Júnior

louis mello

O Instituto de Criminalística do Ceará funciona em salas que em nada lembram os cenários de laboratório exibidos em filmes pela TV, sobre os bastidores do trabalho de peritos policiais nos Estados Unidos. Para atender a todo o Estado, existem apenas 110 peritos criminais, alguns já em processo de aposentadoria. Até 2014, ano da Copa do Mundo no Brasil, devem sado, o Governo do Estado restar na ativa apenas 30. São dois por plantão, que chegam a atender até 13 casos em 24 horas. Nas 72 horas de folga, quando conseguem tirar, têm de produzir os laudos. Para atender Fortaleza e Região Metropolitana, incluindo a parte laboratorial, são apenas três peritos, quando eram necessários 250, de acordo com levantamento da Associação Brasileira de Criminalística. Além da sobrecarga de trabalho, os peritos cearenses precisam conviver com os baixos salários. No ano pas-

resolveu discriminar ainda mais estes profissionais. Os peritos, mesmo com nível superior, ganharam um reajuste diferenciado dos médicos legistas, que tiveram mais de 100% de aumento. Eles conseguiram apenas de 7%, chegando a um salário médio em início de carreira no valor de R$ 3.417,47, abaixo da média nacional que é de R$ 5.040,20 e muito inferior aos vizinhos nordestinos. Na Paraíba, chega a quase R$ 6.500. No Nordeste, os peritos cearenses só recebem mais do que os do Piauí.

Segundo Luciana, o perito precisa de mais tempo para analisar as cenas dos crimes, mas isso é impossível com a quantidade de crimes e outras funções que os profissionais acumulam. “Precisamos colher mais dados com ajuda do médico que pode conferir uma substância que esteja no

local. O perito não pode fazer o trabalho sozinho. Muitas vezes, o perito tem até de bater fotografia com uma câmera de celular. Há poucos dias recebemos 20 câmeras digitais, uma por equipe. Se ocorrer qualquer problema, fica sem registrar e sem fazer a perícia completa”, ataca.

Pefoce ameça com exoneração para calar sindicato A diretora do MOVA-SE, Luciana Canit (foto), denuncia ainda que o sindicato está há oito meses em estado de greve. “O governo disse que ia negociar, mas até agora nada”. Ela destaca que está cada vez mais complicado realizar o trabalho de perícia. “Quando eu entrei para a polícia, a equipe de perícia contava com um fotógrafo, um terceirizado e um motorista. Hoje, é praticamente só perito e o terceirizado. Pela lei, o terceirizado não poderia sair nem do carro. Mas, já vi alguns deles levantando o corpo do morto para o perito analisar.”

No dia 10 de abril, o perito geral da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce), Maximiano Chaves, enviou uma Comunicação Interna dando um ultimato à supervisora do Núcleo de Balística Forense, Luciana Canito, para que ela se desligasse do sindicato ou então seria exonerada do cargo que exerce na Pefoce. “Esse é um ato imoral, inconstitucional e ditatorial, estamos vivendo a época da ditadura. Não temos mais direito de se manifestar no sindicato?”, questiona Luciana. Para ela, o governo está sendo truculento e demonstrando autoritarismo ao lidar com os servidores.

A Constituição Federal em seu Art. 8° diz que “é livre a associação profissional ou sindical”. O parágrafo VII revela ainda que “é vedada a dispensa do empregado sindicalizado a partir do registro da candidatura a cargo de direção ou representação sindical e, se eleito, ainda que suplente, até um ano após o final do mandato, salvo se cometer falta grave nos termos da lei.” Sobre o questionamento dando conta de que não haja motivos cabíveis para o afastamento da única perita em balística do Estado, o perito geral informou que a Pefoce está amparada na lei ao tomar esta decisão.


JORNAL

Fortaleza, 7 a 13 de maio de 2010

Expresso

Governo promete uma das melhores perícias do País O Governo do Estado está ampliando e modernizando o prédio que hoje abriga o conhecido IML, na Avenida Leste-Oeste. A reforma custará aos cofres do tesouro estadual, aproximadamente R$ 8 milhões, entre obras e aquisição de equipamentos. Quando concluído, ali funcionará a mais avançada tecnologia para desvendar crimes. Tudo isso é o que promete a Secretaria de Segurança Pública. “Do que adianta se aparelhar sem ter profissionais? O técnico tem de ser capacitado. A tecnologia tem de ajudar na investigação, mas ela não substitui os profissionais”, alerta a diretora do MOVA-SE. Com a criação da Pefoce, por intermédio da Lei 14.055/08,

e o salto rumo à modernização, as estruturas dos antigos Institutos de Criminalística (IC) e Médico Legal (IML), contarão com maiores e melhores condições de trabalho, o que certamente resultará em investigações tecnicamente mais apuradas. Para o perito geral da Pefolouis mello

ce, Maximiano Chaves, além das melhorias nos setores técnico-científico, também chegarão avanços no setor de recursos humanos. Ele adianta que fora as reformas propriamente ditas, há um projeto a ser executado que prevê uma constante reciclagem dos peritos.

9

O que faz a Perícia Criminal O laudo, elaborado pelo perito criminal, é importante porque auxilia a polícia nas investigações. Além de determinar as causas, pode ajudar a reconstituir as circunstâncias dos crimes Os peritos trabalham também com análise de material toxicológico em laboratório, análise de arcada dentária e de DNA. Perito Criminal é o policial a serviço da justiça, especializado em encontrar ou proporcionar a chamada prova técnica ou prova pericial, mediante a análise científica de vestígios produzidos e deixados na prática de delitos. As atividades periciais são classificadas como de grande complexidade, em razão da responsabilidade e formação especializada revestidas no cargo. São peritos criminais: legistas médicos, odontólogos e farmacoquímicos, engenheiros, contadores, profissionais de informática, entre outras áreas do conhecimento.


Ambiente

JorNAL

10

ExprEsso

Fortaleza, 7 a 13 de maio de 2010

Certificação técnica

Meio

Eliminadores de ar nas tubulações de água estão sob suspeita A Associação de Empresas de Saneamento Básico Estaduais (Aesbe) informa que os aparelhos “eliminadores de ar” são oferecidos no mercado sem comprovação técnica. Além do risco de contaminação da água, os aparelhos não possuem regulamentação. Preocupada com a saúde dos usuários, inclusive financeira, a entidade buscou informações no Inmetro e na ANA e as respostas oficiais indicam que não há comprovação de funcionalidade do aparelho. A eficiência dos

equipamentos que prometem eliminar o ar, presente na tubulação das redes de abastecimento público, continua sem comprovação técnica. Além disso, não existe regulação do equipamento que está sendo oferecido no mercado brasileiro. Foi o que afirmaram o órgão regulador do setor e o responsável pela certificação de medição de água no País. Segundo o Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro), o órgão não não possui nenhum estudo sobre a utilização desses aparelhos.

Poluição

Litoral de Fortaleza: 38% das praias impróprias

marcelo Abreu

Marketing verde marceloabreu@jornalexpressoceara.com.br

O

petróleo é energia fóssil não renovável e poluidora. Recurso natural ainda abundante, sua extração envolve elevados custos e uma grande complexidade de estudos. Apenas alguns países produzem o ouro negro. Os principais estão situados no Oriente Médio. Conflitos internacionais e grandes especulações não são raros, o que poderia nos levar a pensar: por que somos tão dependentes do petróleo? Ele está presente em quase tudo ao nosso redor, de copos e garrafas plásticas até CDs, pneus, chicletes e fertilizantes.

TrAGÉDIAS

FOZ

do Riacho Maceió na Beira Mar é uma das áreas impróprias para banho

Dos 31 pontos do litoral de Fortaleza monitorados toda semana pela Semace, 12 estão impróprios para o acesso de lazer da população. Se você gosta de ir à praia em Fortaleza, antes de sair de casa é bom consultar o site da Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace). No endereço www.semace.ce.gov.br, você pode conferir se a praia que você costuma freqüentar está própria ou imprópria para banho. A precaução tem fundamento. De acordo com 17º

boletim de balneabilidade das praias de Fortaleza divulgado pelo órgão em 2010 – período de 29/03 a 26/04 –, dos 31 pontos monitorados entre o Caça e Pesca e a Barra do Ceará, 12 não se encontravam aptos para o contato da população com a água. Ou seja: quase 40% do total tem níveis de coliformes fecais (ou termotolerantes) acima do tolerável, ou apresentam fontes poluidoras com mau cheiro ou resíduos sólidos e orgânicos. Segundo Maíra Brandão, química do Núcleo de Análise e Monitoramento (Nuam) da Semace, os pontos de monitoramento são

estabelecidos de acordo com a maior freqüência de banhistas. A situação mais crítica está no trecho que vai do antigo Kartódromo, na Leste Oeste, até a Barra do Ceará. Também se encontravam inadequados os trechos do início da rua Ismael Pordeus, Farol do Mucuripe, Iate Clube e Estátua de Iracema.

Desastres ecológicos acontecem todos os anos por causa de navios e plataformas petrolíferas que afundam nos oceanos. O seu rastro mortal “escurece”, por onde passa, a vida da fauna e da flora. Grandes derramamentos de óleo já foram constatados no Brasil e no mundo. O mais recente deles ocorreu na baia de São Francisco, onde um navio colidiu com uma ponte e derramou mais de 1 milhão de litros de óleo no golfo. De acordo com o site Globo News, talvez o maior desastre do tipo já ocorrido.

FALSo “MArKETING”

Apesar de as empresas sempre amenizarem os danos causados pelos desastres, os estragos são irreversíveis.

mesmo com ajuda humana, a recuperação da fauna e da flora atingidas pelo derramamento é muito longa, podendo levar mais de 20 anos. As empresas produtoras de petróleo estão entre as que mais dinheiro gastam com lobby para convencer os políticos de suas artimanhas. A população é vitima de programas de marketing “verde” onde, empresas como British Petroleum, Exxon e Total destinam uma parte mínima de seus lucros a programas que, muitas vezes, não passam de puro anúncio publicitário. Fontes mais limpas de energia são desenvolvidas, mas não na velocidade que desejaria a mãe natureza. Devemos boicotar essas empresas e exigir maior rigor de nossos políticos. A tarefa não é fácil mas a causa é justa!


JorNAL

Fortaleza, 7 a 13 de maio de 2010

ExprEsso

11

Quanto mais pobre a área,

Cobertura de esgoto insuficiente

mais poluída é a praia De acordo com Maíra Brandão (foto), o índice de poluição das praias em Fortaleza aumenta, principalmente, devido ao lançamento de esgotos domésticos na rede de drenagem. Ela afirma que existem na Capital 36 pontos de chegada (fontes poluidoras) de águas pluviais às praias. “A poluição ocorre mais em áreas onde há ocupação desordenada, e onde ainda não está implantada rede de coleta de esgoto”, detalha Maíra. As chuvas também impactam nos índices, já que ocasionam o aumento do despejo de ma-

téria orgânica no mar, e com isso mais praias ficam impróprias. Pela legislação ambiental, acrescenta, nas galerias onde

Os índices de cobertura de esgoto dos bairros litorâneos da capital estão longe da tão sonhada universalização. Eles variam de 41%, como na Praia do Futuro I, a 99%, caso do Meireles. Praia do Futuro II, Vicente Pinzón e Cais do Porto também figuram entre os mais deficientes, e são justamente os locais onde a empresa pretende aumentar o número de ligações. Vale lembrar que a Cagece não tem poder para autuar e não pode obrigar donos de imóveis a efetuar as ligações. Confira a seguir os bairros do litoral e os respectivos índices de cobertura:

há mau cheiro e lixo, a Semace também tem de considerar a praia imprópria para banho. Com uma equipe de 38 pessoas, o Nuam realiza o monitoramento das praias da Capital e do restante do litoral, além de todas as bacias do Estado. Dá suporte a licenciamentos e atende a denúncias do Plantão Ambiental e a solicitações do Ministério Público, do Ibama e da Secretaria de Meio Ambiente de Fortaleza (Semam), além do projeto Fumaça Negra, onde verifica a fumaça nas fontes movidas a diesel.

BAIrros

CoBErTUrA

Praia do Futuro I 41,14% Praia do Futuro II 62,25% Vicente Pinzon 61,53% Cais do Porto 61,58% Mucuripe 87,07% Meireles 99,92% Praia de Iracema 97,88%

BAIrros

CoBErTUrA

Centro Jacarecanga Moura Brasil Pirambu Cristo Redentor Barra do Ceará

95,33% 84,92% 80,44% 76,28% 89,68% 85,64%

Ação na Justiça obriga despoluição Desde julho de 2007, Prefeitura e Cagece promovem, por força de uma ação civil pública movida pela União há mais de 20 anos, o Programa Emergencial de Despoluição da Orla de Fortaleza. A melhoria da rede de esgoto da Praia do Futuro é uma das

ações do grupo de trabalho montado que reúne Semam, Cagece, Ministério Público Federal (MPF), Agência Reguladora de Fortaleza (Arfor) e SER II. “Onde há rede pública de esgoto e o imóvel não está interligado como

manda a Lei, a Semam verifica junto com a Cagece a situação e orienta o dono a regularizar a situação. Se não interligar, nós autuamos”, informa a chefe da Equipe de Controle Ambiental da Semam, Ester Esmeraldo, ao alertar que nem sempre o índice

Av. Beira Mar, 3127 - A - Meireles - Fortaleza - Ceará

JorNAL

3086.5650 ExprEsso

CoMpACTo E CoMpLETo

A pauta compacta e completa é sua redacao@jornalexpressoceara.com.br

reclame

Fale conosco

Escreva uma carta

de cobertura de esgoto por parte da Cagece corresponde ao índice de interligação. Segundo Ester, duas equipes do programa já visitaram 11.352 imóveis, que resultaram num total de 145 autuações.

SÉRGIO ARRUDA I M Ó V E I S

aMenor taxa de administração aAluguel garantido

Denuncie Telefone Mande e-mail

Dê sugestão

(85) 3257-3010 Fax (85) 3227-5501

Endereço: Avenida 13 de Maio, nº 255, Bairro de Fátima, Fortaleza- Ceará - Cep : 60.040-530 acesseexpresso@50mil.com.br

Fone/Fax: (85) 3226.8184 Rua Assunção, 464 - Centro CEP: 60050-010 - Fortaleza - Ceará www.sergioarrudaimoveis.com.br


Serviço

JorNAL

12

ExprEsso

Fortaleza, 7 a 13 de maio de 2010

Fies atrasou, mas chegou

Financiar curso superior fica mais acessível com novo crédito educativo

Alunos que vão solicitar o Financiamento Estudantil do Ensino Superior (Fies) e aqueles que já obtiveram o financiamento têm, desde segunda-feira, 3, uma série de facilidades. Inscrições permanentemente abertas, juros mais baixos (3,4% ao ano) e mais prazo para quitar o empréstimo (três vezes o tempo de duração do curso) estão na relação de mudanças anunciadas pelo ministro Fernando Haddad. Um estudante que faz a sua graduação em quatro anos, explica o ministro, terá 14 anos e meio para pagar o financiamento com taxa de juros inferior à inflação.

No caso da prestação, ela será fixa, independente da inflação que ocorrer no período e da mudança das taxas de juros. Além dessas condições, o universitário poderá requerer o financiamento assim que passar no vestibular ou durante o curso. A regra dos juros vale também para os alunos já financiados. No novo modelo de financiamento, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (Fnde) passa a ser o operador do sistema e a Caixa Econômica Federal continua a ser o único agente financeiro.

ACESSE O SISFIES E FAÇA SUA INSCRIÇÃO

S SisFIES

Estácio / FiC

Ensino a distância prova que hoje só não estuda quem não quer

FoToS LouIS MELLo

Estudar na hora que pode, sem gastar tempo no trânsito e dinheiro de transporte, é o sonho de muita gente. Fazer um curso superior em instituição conhecida e respeitada, também. Pensando nisso, a Faculdade Integrada do Ceará, em parceria com a Estácio (maior instituição particular do país) oferece em Fortaleza, desde 2007, oito cursos, na modalidade EAD (pela internet) com preço bastante acessível, apenas R$ 199 mensais.

professores no Rio de Janeiro e estudantes em qualquer lugar do Estado ou nas unidades da FIC. Na sala, um tutor tira dúvidas mais simples. As perguntas para os professores são enviadas pelo computador. E a resposta vem pela TV ou em até 48 horas para o email dos alunos. Agora, é possível o aluno estar lá no interior e ter acesso ao conhecimento teórico de qualidade sem precisar se deslocar e ter maiores custos.

No Brasil, já são mais de 2,5 milhões de estudantes na educação a distância. O avanço tecnológico foi o fermento dessa revolução. Na FIC, já são 500 alunos. Em todas as unidades da Estácio, esse número chega a seis mil. Nessa modalidade de ensino, em nenhum momento os alunos precisam sair de casa para aprender. As aulas são transmitidas ao vivo pela internet:

Além da comodidade, os alunos dispõem de uma estrutura completa. A FIC possui laboratórios modernos e uma ampla biblioteca que também atende aos estudantes dos cursos à distância. Aqueles que precisem fazer pesquisa ou trabalho mais aprofundado podem usufruir das unidades da faculdade na capital, uma na Aldeota, FIC Moreira Campos, e outra na Água Fria,

UmA DAS SEDES

da FIC em Fortaleza

Laboratórios, material didático e biblioteca à disposição

BiBLiOTECA da Universidade: amplo suporte ao aluno a FIC Via-Corpvs. reciclado com os capítulos Os alunos dos cursos dos livros que serão usados a distância recebem nas disciplinas. Isso evita a gratuitamente um completo cópia a preservação ambiental. material didático em papel Eles também têm acesso à

Biblioteca Virtual Pearson, onde podem ler os livros na internet e ainda fazer anotações na própria página online.


JorNAL

Fortaleza, 7 a 13 de maio de 2010

ExprEsso

13

Diploma agrega valor com estrutura e qualidade do ensino A diretora geral da FIC, Ana Flávia Chaves (foto), afirma que a faculdade tem foco no ensino no para o mercado de trabalho, garantindo o sucesso profissional dos alunos. “Aqui atrelamos a qualidade de ensino às conveniências das pessoas, dando subsídio ao aluno para estudar conosco. Para quem mora distante

ou não pode se deslocar todos os dias até a unidade física da faculdade, oferecemos estrutura e condições acessíveis”, destaca. Ela frisa também que o diploma do estudante à distância é o mesmo do presencial. O mercado não faz diferença. A preocupação das empresas é com as instituições em que o estudante se

formou e não com a modalidade. Durante todo o mês de maio tem vagas. Os alunos podem entrar no site www. estacio.br e escolher o dia em que vai fazer a prova do vestibular. Nas terças e quintas em três horários: 9h, 13h e 19h. Ou ainda nos sábados, às 14h. A inscrição é gratuita.

Cursos EAD da Estácio/ FIC Administração, Ciências contábeis, Pedagogia Sistemas de Informação, Graduação Tecnológica em Marketing, Graduação Tecnológica em Gestão de recursos Humanos, Gestão da Tecnologia da Informação, Análise e Desenvolvimento de Sistemas

VAI& Carros c/ Ar VEM Motos RENT RENTA ACAR CAR

Pagamento Parcelado Av. Engº. Luis Vieira, 920, Loja 02 Shopping Dunas - Fortaleza - CE Fone: (85) 3264.7455 - (85) 99913851

No Brasil, são 6 mil alunos de educação a distância nas 78 unidades da Estácio. 500 alunos em Fortaleza.


Comida

JorNAL

14

ExprEsso

Fortaleza, 7 a 13 de maio de 2010

Comer e beber

Cardápio personalista com tira-gosto “de responsa” Tudo na Toca do Plácido tem o dedo autoral do proprietário, Marcelo Costa. O cardápio é breve, porém instigante. Tiragosto pra quem quer escapar do trivial. Casquinha de caranguejo (R$ 7), moqueca de arraia (R$ 7) e queijo com pimenta (foto) despertam o paladar só pela aparência, mas tem também bolinhas e pastéis. A cerveja não falta (R$ 3,20) e a atração mesmo são outras bebidas, em particular a caipirinha (R$ 2,50 a comum) com as cachaças Rapariga (artesanal, de Viçosa, R$ 3), Mangueira (R$ 3), Carmem Miran-

da e as outras experimentações do proprietário com Campari, maracujá, licor de menta, de tangerina, vinho e açúcar.

Segundo Marcelo, essas bebidas vendem “as rumas” no fim de semana. São feitas de acordo com o estado ânimo do cliente.

meio Canoa, meio Jeri, meio Pipa

Toca do Plácido é o “point” da vez na freguesia do Joaquim Távora O botequim existia há mais de quatro décadas, mas só agora virou “hype”. Surgiu depois que o Seu Plácido Senna, antigo dono de mercearia que virou mercadinho na esquina das ruas Fiscal Vieira com Castro Alves, no Joaquim Távora, decidiu abrir a lojinha de uma porta para vender uns tragos de cachaça ao lado do comércio, hoje já consolidado. Mas, as limitações impostas pela saúde e pela já avançada idade – 74 anos – afastaram seu Plácido das lides diárias. SAmBA DE rAiZ é as quintas. Acima, Marcelo Costa e o cliente Caio Belo. Abaixo, integrante da CIA. Artória Foi então que um dos seus seis filhos, Marcelo Costa, de- dos clientes sempre trocadas lugar tem um sarau poético eventos, é um dos clientes. cidiu assumir a parada e abrir pelo Marcelo, iluminação dis- com o grupo Companhia Ar- Nem mesmo a distância de a atual Toca do Plácido, após creta, poucas mesas dentro e tória, onde também é possível onde mora, na Messejana, o um período morando em uma fora, em ambiente adornado ouvir o som de gaita e violão. desencoraja a passar na Toca barraca de camping nos matos por plantas, 45 quilos de mo- Na quinta, o samba de raiz em plena segunda-feira à noido Piauí. Antes, ele trabalhou edas espalhadas no chão de com Paulinho da Mocinha te. “Descobri o bar procurando como decorador e foi assessor brita, uma pequena fonte e ar- prepara a intensidade da sex- estacionamento em um ouda Prefeitura de Fortaleza. tesanato, um toque intimista. ta e do sábado, dias de maior tro restaurante aqui próximo, O pequeno barzinho chama a Coisa meio Canoa Quebrada, movimento. e acabei gostando. Já fiz até atenção logo de cara. A decora- meio Jericoacoara... A clientela da Toca do Plá- uma festa da empresa aqui”, ção é um misto de hippie com É preciso chegar cedo para cido tem “gente de todos os conta ele, depois de saborear a regional. Paredes com tijolos conseguir uma mesa na Toca matizes”, como define Mar- irresistível Moqueca de Arraia à mostra decoradas com fotos do Plácido. Dia de quarta, o celo. Caio Belo, produtor de preparada pelo Marcelo.

Vá se entocar no plácido! Rua Castro Alves, esquina com Fiscal Vieira, no Joaquim Távora. Não tem telefone, não aceita cartão, abre às 18 horas e não tem hora certa para fechar.


Abril 2010

Site ensina a planejar finanças pessoais

A nova diretora Acadêmica, Michelle Rabelo, comenta que há concorrência desleal das faculdades em virtude da captação de alunos por meio de descontos. “Não é difícil captar o aluno, difícil é mantê-lo em sala de aula com qualidade na aprendizagem”.

Graduação na Saúde Os cursos de Gestão Hospitalar, voltado para quem deseja atuar em organizações hospitalares e serviços de saúde, e os de Gastronomia, Nutrição e Hospitalidade, também latu sensu, são as novas apostas da Fateci para os profissionais de saúde.

- Fateci leva alegria ao Hospital Albert Sabin – Pág. 16 - Dr. Fateci dá dicas de saúde para Fortaleza – Pág. 16 - II Jornada e Sinpósio de Biomedicina – Pág. 17


o

Abril 2010

Dr. Fateci dá dicas de saúde pelas ondas do rádio em Fortaleza A Fateci abre novo precedente no ensino cearense e, ainda neste ano, começa a levar conhecimentos sobre saúde através das ondas da rádio FM Jangadeiro, para toda a população de Fortaleza. O quadro Dr. Fateci será comandado

pelo experiente médico proctologista, Ernani Rodrigues Ximenes, e dará dicas úteis de forma descontraída e didática. O objetivo é descomplicar. Ou seja, falar de assuntos sérios sem se valer da linguagem técnica, muito usual no mundo

acadêmico. “Nossa intenção é auxiliar na prevenção de doenças de forma simples, de fácil entendimento, para que possam ser aplicadas pela própria população”, diz o Dr. Fateci. Segundo ele, o programa também pretende convidar

as pessoas para que se conheçam melhor, percebendo seus sintomas e, principalmente, prevenir problemas futuros. A data de estréia ainda não foi definida, mas deve acontecer no segundo semestre deste ano.

trabalham na área, apresentando filmes, cálculos e procedimentos e tornando o aluno pronto para assumir qualquer estágio”, explica. Para ele, a radiologia nunca esteve com tanta evidência no mercado profissional. “O curso vem sendo bastante procuran-

do. Antigamente, todo médico pedia exames. No entanto, devido ao grande avanço nessa área, hoje, o maior suporte do médico é o tomógrafo e a ressonância”, explica. Os responsáveis do curso são os professores Francisco Evandro Araújo e Martêmia Cardoso da Silva.

Concurso escolhe os “Chifres de Ouro” Com o tema Ressonância Magnética Nuclear, a Fateci abre mais uma oportunidade para técnicos e tecnólogos em radiologia adquirir novos conhecimentos na área. As aulas do curso de extensão começaram no dia 24 de abril, porém os interessados ainda podem se

inscrever. O valor da inscrição é de R$ 100,00 para Alunos FATECI/CENETI e R$ 120,00 para alunos de outras instituições. O curso vem sendo ministrado aos sábados, no auditório da Faculdade, e tem carga horária de 50 horas com previsão de término no dia 29 de maio.

Fateci leva alegria ao Hospital Albert Sabin No mês passado, alunos do quarto semestre de Biomedicina da Fateci, acompanhados dos professores do curso, desenharam sorrisos em trezentas crianças internadas no Hospital Infantil Albert Sabin, durante a celebração da páscoa. Alunos fantasiados de coelhos dançaram distribuindo presentes para alegria da criançada presente. Lápis de cor e desenhos para colorir despertaram o artista que existe nestas crianças, tão sofridas pela adversidade. Para as crianças tornou-se um dia inesquecível. Para a direção da instituição, um simples gesto que vale por mil. O hospital

precisa de trabalhos voluntários que consigam levar alegria, descontração e diversão para estas crianças. De acordo com a coordenadora do curso de Biomedicina, Milena Abrão, espera-se que com essa iniciativa da Fateci outras instituições aderiam a esse trabalho de solidariedade.

De acordo com o coordenador do curso, Cezar Augusto Walter, a procura das empresas por estagiários com experiência em radiologia tem aumentado consideravelmente. Daí a preocupação da Fateci na escolha dos professores. “Quem vai ministrar o curso é professor que


Abril 2010

Sangue novo na Diretoria Acadêmica com a chegada de Michelle Rabelo Aos 38 anos de idade, Michelle Rabelo assume a diretória acadêmica da Fateci. Um desafio e tanto para esta fisioterapeuta por formação, com mestrado acadêmico em Ciências Fisiológicas pela UECE, mãe do Vittor (03) e Luana (05), que já foi professora de inglês. Inclusive, no seu currículo consta excelente passagem pela cidade americana de Washington, realizando trabalho voluntário no hospital de Shady Grops. Logo transferida para Oshkosh, no Estado americano de Wisconsin, trabalhou em uma Nursing Home (hospital geriátrico), até julho de 1997. Sua experiência na área de saúde chega para agregar valores e conhecimento à Faculdade. Como docente desde 2003, e como coordenadora de curso entre 2005 e 2006, Michelle sempre se destacou pelo seu profissionalismo e busca incessante do saber acadêmico.

Segundo ela, a Fateci oferece maiores opções para seus alunos devido às parcerias com várias instituições como a Universidade Estadual do Ceará (UECE), clínicas e laboratórios, que participam do ensino e aprendizagem voltada para a área da saúde. “Porém, não podemos descartar as áreas de Gestão, como Gestão Hospitalar, Gastronomia, Negócios imobiliários, Gestão ambiental e petrolífera”, pontua Michelle. Do ponto de vista do crescimento, continua a nova diretora, o Plano de Desenvolvimento da Instituição (PDI) da Fateci prevê a implantação de cursos, ainda a serem autorizados, como enfermagem e medicina, além de atuar na área de exploração de petróleo. “Temos que crescer de acordo com a economia vigente e corresponder às exigências da sociedade”, diz. Sobre seu papel de “gerente da educação” em uma insti-

“A Fateci prevê cursos, ainda a serem autorizados, como enfermagem e medicina ou na área de exploração de petróleo”.

tuição que também tem um gerente-mantenedor, ela não se esquiva, “ter o mantenedor ao lado, vivenciando as dificuldades, os projetos, e podendo resolver tudo com agilidade é ótimo. Mesmo com a proximidade, os papéis são

respeitados. E o foco na sala de aula é prioritário”, analisa Michelle. A diretora ainda comenta que, muitas vezes, há concorrência desleal por parte de determinadas faculdades, em virtude da busca por no-

vos alunos através de descontos. “Não é difícil captar aluno, difícil é mantê-lo e com qualidade na aprendizagem. Eu valorizo o acadêmico, o professor, a sala de aula”, finaliza a nova diretora acadêmica da Fateci.

Fateci apresenta II Jornada e Simpósio de Biomedicina O curso de Biomedicina realizará nos dias 20, 21 e 22 de maio, a II Jornada de Biomedicina do Ceará e o II Simpósio de Biomedicina da Fateci. O tema dos encontros abordará o tema “Saúde da Mulher”, tendo como temática a realização de minicursos, apresentação de trabalhos e palestras com profissionais da área. O professor Bruno Laranjeira será encarregado do minicurso de microbiologia e a professora Tânia Maia,

abordará a citologia. Para a palestra sobre “Tumores e hormônios femininos” foi convidada a médica endocrinologista Rejane Magalhães. O evento contará com a presença dos alunos do Instituto Filosófico Teológico Nossa Senhora Imaculada Rainha do Sertão (IFTNSIRS) e da Faculdade de Ciências Aplicadas Doutor Leão Sampaio (FALS), além do apoio do Conselho Regional de Biomedicina

da 2ª região. A promoção é do CA de Biomedicina com apoio da FATECI. Maiores informações e as inscrições podem ser feitas na coordenação do curso.


rrA

Abril 2010

Comunidade faz manifesto contra o Ato Médico A Praça do Ferreira foi palco no mês de março de uma manifestação de protesto contra o “ato médico”. Para quem não conhece o que quer dizer ato médico, a coordenadora do curso de fonoaudiologia, Rosana Lorio, explica: “É um projeto de lei aprovado na Câmara o qual define as atividades exclusivas entre médicos e coloca todas as outras profissões da área da saúde na condição de subordinadas a legislação do documento”, explica Rosana.

De acordo com ela, a lei já teria passado na Câmara e agora iria para o Senado Federal. “Ela atrapalha a prática de todas as áreas da saúde, exceto a medicina que ficará no “comando” de todas as ações sem formação suficiente para tal conduta”, atesta Rosana. O movimento da Praça do Ferreira foi promovido pelos conselhos regionais de Fisioterapia, Terapia Ocupacional, Fonoaudiologia, Enfermagem e Psicologia. Dezenas de estu-

dantes das áreas afins ouviram atentamente palestras de conscientização e divulgação das profissões, definiram contextos e marcaram posição contrária a mudança. A coordenadora salienta que é preciso estar consciente da necessidade de divulgação da prática fonoaudióloga dentro da área médica para que “possamos promover juntos a qualidade de vida de nossos pacientes”, salienta a coordenadora.

Especialização em Gestão Hospitalar O curso de especialização em Gestão Hospitalar tem por objetivo oferecer qualificação aos profissionais de nível superior, que desejem atuar no âmbito da gestão de organizações hospitalares e serviços de saúde. Com duração de 18 meses, o curso contempla 13 disciplinas presenciais, somando 360 horas/ aulas e 90 horas para a realização da monografia. Aos concludentes será emitido um título de especialista em Gestão Hospitalar. “A Fateci acredita na educação como mola propulsora do desenvolvimento humano”, disse a coordenadora da área, Iramaia Bruno. Os horários disponíveis são pela manhã e tarde. Maiores informações: 3253.7050 ramal 248 .

VI Encontro Cearense de acadêmicos em Fisioterapia (Ecaf) A Fateci apoiará pela segunda vez, através de patrocínio, o VI Encontro Cearense de Acadêmicos em Fisioterapia (Ecaf). O evento acontece de 27 a 30 de maio, na Fábrica de Negócios, localizada na Avenida Monsenhor Tabosa, 740, Praia de Iracema, em frente ao Centro de Negócios do Sebrae. O encontro, que serve de integração, atualização e vitrine para o mercado, vem sendo promovido por todos os centros acadêmicos de Fisioterapia. Inscrições e informações no Centro Acadêmico de Fisioterapia FATECI.

Especialização em Gastronomia, Nutrição e Hospitalidade Em breve, a Fateci lançará mais um curso latu sensu. A especialização em Gastronomia, Nutrição e Hospitalidade tem como objetivo aprofundar os conhecimentos na área de alimentos regionais. A fundamentação nutricional é voltada para a área de hospitalidade, uma vez que vivemos um momento de preparação para eventos ligados ao turismo em 2010, quando novas oportunidades de trabalho surgirão para o profissional melhor qualificado. O curso é destinado para o público em geral, mas nasceu da responsabilidade da instituição com seus alunos egressos do curso Tecnológico de Gestão de Gastronomia, que apostam na continuidade dos seus estudos. Maiores informações: 3253.7050 ramal 248 .


JorNAL

Fortaleza, 7 a 13 de maio de 2010

ExprEsso

a t i e c e r EXPrESSo

MoDo DE PrEPAro:

Por Ana Elisa Marques*

PEITo DE FrANGo SurPrESA

Mesmo sendo uma comida comum e frequente na mesa de todos, o frango pode ser preparado de muitas formas, explorando-se o máximo dessa carne saudável e saborosa. Exemplo desta versatilidade é a receita de hoje, onde se junta o peito de frango com outros ingredientes, tornando o comum em prato especial e delicioso.

INGrEDIENTES: *4 unid Filé de peito de frango *200 gr Presunto em fatias *200 gr Queijo mussarela em fatias *100 gr Farinha de trigo *100 gr Farinha de rosca *200 ml Óleo para fritura *2 unid Tomate picado *2 unid ovos

19

Sal, pimenta e orégano a gosto Palitos de dente para fechar *Chef pela Escola de Gastronomia da Universidade de Caxias (UCS )/ Italian Culinary Institute for Foreigners - (ICIF), Flores da Cunha, Rio Grande do Sul e especialista em Gerenciamento na área de Alimentos e Bebidas

1. Abra o peito de frango no meio sem separar as laterais; tempere o frango com sal e pimenta e reserve. 1. Nesta ordem, coloque a fatia de presunto, queijo, tomate e uma pitada de orégano; dobe ao meio e coloque dentro do peito de frango. Feche as laterais com palitos. 1. Passe os filés na farinha de trigo, nos ovos batidos (clara e gema) e na farinha de trigo. 1. Aqueça o óleo e frite os filés. retiDICA: Para acompanhar, prepare uma salada de cenoura cartada em cubos e brócolis refogados com azeite e manteiga; sal a gosto. Deixe sua criatividade solta e faça complementos de sua preferência.


JORNAL

20

Expresso

Fortaleza, 7 a 13 de maio de 2010

Projeto Parcerias, Estratégias e Soluções

CRC-CE investe em parcerias para capacitar contabilistas O Brasil tem hoje 420 mil contabilistas e cerca de 70 mil empresas contábeis. No Ceará, são 10.200 contabilistas ativos e 2.700 empresas e escritórios individuais registrados no Conselho Regional de Contabilidade do Ceará. A cada ano, mais de mil novosprofissionais ingressam no mercado de trabalho, oriundos dos mais de 25 cursos superiores de Ciências Contábeis oferecidos no Ceará. Diante de um cenário tão competitivo em uma profissão que vive tempo de profundas mudanças a partir da globalização dos mercados e investimentos e da adoção de sistemas de inteligência fiscal pelos governos, o CRCCE vem investindo na capacitação dos contabilistas, em parceria com entidades contábeis, empresariais, instituições de ensino e administração pública.

Uma dessas ações é o Projeto Parcerias, Estratégias e Soluções, fruto de uma parceria entre o CRC-CE, a Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Ceará (Fcdl-CE) e a Secretaria da Fazenda (Sefaz-CE), lançado na sexta-feira, 30 de abril, em Limoeiro do Norte. A abertura foi realizada pelo presidente do CRC, Cassius Coelho, pelo secretário da Fazenda, João Marcos Maia

e pelo presidente da FCDL, Honório Pinheiro. “Queremos levar aos empresários do comércio, em todas as regiões do estado, orientações sobre questões empresariais, contábeis e tributárias, sob a ótica dos profissionais da contabilidade e do fisco estadual, mostrando os cenários e mudanças que estão sendo implementadas e que vão impactar no diaa-dia dos negócios, exigindo

atenção e cuidado por parte dos empresários para que preparem os seus empreendimentos para os novos tempos”, afirma o presidente do CRC-CE, Cassius Coelho. O presidente do CRC-CE ressalta a necessidade de maior aproximação entre os empresários e os contabilistas. “Os empresários são carentes de informações relacionadas aos seus empreendimentos e os contabilistas

detêm essas informações”. Para ele, “essa é uma oportunidade para uma troca de experiências e orientações sobre os melhores caminhos para o atendimento das exigências fiscais, assim como para uma melhor gestão empresarial”. As próximas edições do projeto já estão agendadas para as cidades do Crato (26/05), Tianguá, Iguatu e Quixeramobim.


JORNAL

Fortaleza, 7 a 13 de maio de 2010

Expresso

INFORME PUBLICITÁRIO

21


JorNAL

22

ExprEsso

Fortaleza, 7 a 13 de maio de 2010

Mídia

Sem ninguém perceber

“Assalto ao Banco Central” começa a ser filmado Começaram na última semana de abril as filmagens de Assalto ao Banco Central, longa sobre o furto milionário ao BC de Fortaleza ocorrido em agosto de 2005. As primeiras imagens foram gravadas na Praça XV no Centro do Rio de Janeiro (foto). Com Lima Duarte, Giulia Gam, Eriberto Leão, Gero Camilo, Cássio Gabus Mendes, Milton Gonçalves, Tonico Pereira, Vinícius de Oliveira e Antônio Abujamra no elenco, Assalto ao Banco Central terá o ator Marcos Paulo estreando na direção. Hermila Guedes e Milhem Cortaz (Lula - O Filho do Brasil) interpretarão os protagonistas. O roteiro, escrito por Renê Belmonte (Sexo, Amor e Traição), vai mostrar o assalto que aconteceu em 2005, quando R$ 164,7 milhões foram roubados do BC de Fortaleza, sem ninguém perceber. O filme ainda não tem data de estreia. (Informações: g1.com.br. Fotos: r7.com.br)

Universitária 107.9

referência de qualidade no rádio FM de Fortaleza A Rádio Universitária FM de Fortaleza surgiu em momento conturbado da vida política nacional em sua transição pela volta da democracia. Afinal, ainda em 1981 o quartel era quem ditava ordens no fragilizado sistema radiofônico brasileiro. Não havia espaço para abordagem aprofundada dos fatos. Era época do “prendo e arrebento” do governo João Figueiredo, último presidente general. Emissoras locais não contemplavam em suas grades de programação musical e noticiosa, os debates e a valorização da cultura regional. Estrangeirismos predominavam de uma ponta a outra do dial. “A proposta, então, era resgatar esses valores culturais e sociais do nosso povo, sem a preocupação com o sucesso”, conta Nonato Lima (foto), coordenador geral da Universitária há três anos. Pioneira do radiojornalismo

em FM no Ceará, hoje a emissora mantém uma equipe de 35 funcionários. Destes, 11 são jornalistas e mais 11 bolsistas da Universidade Federal do Ceará (UFC), além dos colaboradores. Ganhadora de vários prêmios regionais e alguns estaduais, a rádio destacou-se por conseguir nos dois últimos anos o Prêmio Gandhi de Comunicação. De acordo com Nonato, no próximo ano completa 30 anos de existência e uma programação especial comemorativa vem sendo elaborada, embora não possam ser divulgados detalhes.

Jornalismo sempre

em alta

A rádio tem investido em uma significativa programação de noticiários e debates. Para se ter ideia de como é levado a sério o jornalismo, é a única emissora FM do Estado do Ceará que mantém duas redações. São oito noticiários ao longo do dia, das 8h às 19h. O Jornal da Universitária 1ª edição começa às 11 horas e tem 30 minutos de duração, conduzido pelos jornalistas Geraldo Oliveira e Vânia Tajra. Logo a seguir, até o meio dia, entra no ar o programa Rádio Debate, com o jornalista Agostinho Gósson. E no final do dia, acontece o Jornal da Universitária

2a edição, a partir das 18 horas. Conta com aproximados 12 a 15 minutos de duração, tendo como apresentadora Marta Aurelia (foto acima à direita). O Rádio Livre e dos Bancários, o Jornal da Educação e a Voz do Brasil completam o radiojornalismo da Universitária. Programas musicais que vão desde o “Cultura e Música”, no qual explica-se a origem de cantores e composições, música erudita e encontros dos mais variados gêneros fazem da emissora uma das melhores opções de FM na Fortaleza. De acordo com o instituto Marplan, a audiência média da emissora oscila entre 30 a 35 mil ouvintes mês.

“Por uma cultura de paz” em novo formato O programa “Por uma Cultura de Paz”, que vai ao ar de segunda à sexta, das 15h às 16h, é conduzido por Leo Bezerra, Lúcia Helena Pierre, Marta Aurelia e Nonato Lima, além da estudante de psicologia Tábata. Não obstante o sucesso, a atração vai receber novo formato, sem perder a essência. Segundo Nonato, será divido em dois blocos. No primeiro, manterá a linha de construção pela paz, com alterações de ordem estética. Já, no segundo bloco, temas sobre meio ambiente, cidadania, tecnologia, saúde e qualidade de vida ganharão destaque.


JorNAL

Fortaleza, 7 a 13 de maio de 2010

ExprEsso

23 Cinema

Montagem cearense de“o Pagador de Promessas” no IFCE

Freddy Krueger volta a aterrorizar nas telonas

O curioso enredo do espetáculo “O Pagador de Promessas”, de Dias Gomes, conta a história de Zé do Burro, vítima do agressivo e cruel sistema social e político de que até a religião se torna instrumento. Um típico homem do sertão nordestino, em sua inocência, luta, em nome da sua honra, contra toda uma coletividade que deseja destruí-lo. Tudo por causa de uma promessa, feita para uma santa católica, num terreiro de candomblé a título de um animal, um burro. A ingenuidade do protagonista mistura forças antagônicas ao equiparar uma santa católica a uma entidade afro-brasileira, causando um imenso tumulto numa cidade pequena. A revolta de representantes católicos faz o mero fato tornar-se um bárbaro paradigma e o povo dividir-se em suas opiniões. A montagem cearense de “O Pagador de Promessas” é da décima turma do Curso Superior em Artes Cênicas do IFCE, dias 8 e 9 de maio, no palco principal  do Theatro José de Alencar, às 18h. Os ingressos custam R$ 5 e R$ 10.

Refilmagem do clássico de 1984, de Wes Craven, “A Hora do Pesadelo” conta a história de Freddy Krueger (Jackie Earle Haley), um molestador de crianças que foi queimado vivo pela vizinhança. O assassino encontra agora um novo meio de atacar, através do sono das pessoas. A história é a mesma: um grupo de adolescentes é aterrorizado por Freddy Krueger, um sujeito com rosto deformado e uma luva com lâminas que ataca as vítimas nos sonhos delas. Contudo, a realização é bem diferente. Sai de cena a violência exagerada, quase cômica de tão escatológica, e entra uma tentativa de terror mais sombrio e maduro. Menos sangrento e mais psicológico.

Diversão

Clássico

AGENDA CuLTurAL Axé

MPB

Parangolé faz Cantora Mona Gadelha novo trabalho todo mundo lança Pela primeira vez no Anfiteatro do Dragão do Mar (Rua Dragão do Mar, 81 - Praia de Iracema), a cantora e compositora rebolar cearense Mona Gadelha estreia o show de lançamento de seu Fortaleza recebe neste sábado, 8, a banda sensação do momento Parangolé, sob o comando do cantor revelação do carnaval de Salvador, Léo Santana. Com o hit “Rebolation”, umas das músicas mais pedidas nas rádios do país, a banda conquistou e cativou o público brasileiro. O show é no Siará Hall (Av. Washington Soares, 3199 - Edson Queiroz). Os ingressos custam de r$ 15 a r$ 35. Informações: (85) 3278.8400.

Teatro

“A Ficção” volta ao TJA nas sextas de maio Bem humorada, a peça “A Ficção” trata da relação autor e personagem, numa linguagem inteligente onde o trágico dá lugar ao cômico. Assim, os mais divertidos diálogos, propostos à platéia, causam sensações diferentes e divertidas. A realidade se confronta com a ficção, levando o público a uma ligeira dúvida daquilo que está sendo exposto, de forma a confundir quando os atores estão sendo os autores ou quando estão sendo personagens. O espetáculo fica em cartaz nas sextas-feiras de maio (07, 14 e 21), a partir das 19 horas no Teatro Morro do Ouro Cena (anexo TJA). Os ingressos saem por R$ 5 e R$ 10.

quarto e elogiado CD “Salve a Beleza” neste sábado, dia 8 de maio, às 21 horas. Com sua contagiante presença de palco, que sacudiu o público da Praça do Ferreira nas comemorações do Dia Internacional da Mulher em março, Mona exibe sua bela voz e o vigor de uma MPB contemporânea, mesclando blues, rock, bossa nova, soul e jazz. Mona busca canções entre novos compositores, como Fernando Chuí e Valdo Aderaldo, ao mesmo tempo em que relê autores como Evaldo Gouveia (gravado por ela no terceiro CD “Tudo se Move”). Entrada: 1kg de alimentos. outras informações: 3488.8600.


JorNAL

24

ExprEsso

Fortaleza, 7 a 13 de maio de 2010

Esporte

rubro-negro roxo

o passional Nezinho aos 45 do segundo tempo Manoel Silvino Pereira, o Nezinho, empresário bem sucedido, temperamental, torcedor doente do Guarani de Juazeiro, onde também figurou como dirigente, xingava a tudo e a todos. Certa feita, nocauteou um juiz da Federação Cearense de Futebol na saída do estádio, usando seu indefectível rádio portátil, por achar que o mesmo havia prejudicado seu rubronegro. Num jogo contra o Flamengo (time pequeno), no velho estádio da Liga Desportiva Juazeirense (LDJ), o Guarani vencia por 1 a 0 ,às duras penas, e recebia uma tremenda

pressão do adversário. Nezinho, do alto da sua passionalidade, gritava a todos pulmões: “Termina o jogo, ladrão!! O tempo passou, safado!!” Eis que aos 45 minutos do segundo tempo, o Flamengo empatou, através de Pedrinho. Nezinho desabou. Justo ele, que havia esbravejado contra o tempo que achava esgotado, tão logo reiniciado o jogo voltou à carga: “Eu quero saber se você não vai dar os descontos, torcedor do Icasa sem-vergonha!!!” Tem quem possa com torcedor?

(Por Wilton Bezerra)

Bem que o EXPrESSO já alertou

Fortaleza entra na bronca da Fifa pelo atraso da obras para 2014 A mania do brasileiro de deixar tudo para última hora pode acabar frustrando o sonho do torcedor de ver uma Copa do Mundo. Nesta semana, o secretário geral da Fifa, Jérôme Valcke, criticou duramente o atraso no andamento das obras do Brasil visando a Copa de 2014. “É impressionante como o Brasil está atrasado. E estou falando sobre vários estádios”, detonou o gringo durante um evento lá na África do Sul. Até foi alardeado um plano B tendo a Inglaterra como país substituto, caso o Brasil não se ajeite e comece logo os trabalhos de construção dos novos estádios ou reforma dos antigos. Por aqui, na terra das “maravilhas”, o secretário de Esportes do Governo do Estado, Ferruccio Feitosa, soltou uma nota para lá de otimista na imprensa local. “Podemos assegurar que o Estado do Ceará está muito bem no que diz respeito às obras voltadas para a Copa do Mundo de 2014. Nós iniciamos o processo licitatório

mAQUETE do novo projeto do Castelão para a Copa do Mundo para a modernização do Estádio Castelão em dezembro de 2009 e estamos correndo com todos os prazos que existem na lei das licitações (nº. 8666) para que nós possamos nesse mês de maio declarar o vencedor da licitação e imediatamente iniciar as obras”, disse. A verdade dos fatos não é bem assim. Cidades como Salvador, Belo Horizonte, Recife, Cuiabá e Manaus já começaram os trabalhos de recuperação de seus estádios, enquanto nós continuamos emperrados com a burocracia sem fim dos processos licitatórios. “A recomendação é de que nós tivéssemos iniciado as obras no dia três de maio, mas existe um processo licitatório em andamento e precisamos cumprir com prazos para não cercear o direito dos concorrentes. Dessa forma, pretendemos declarar o vencedor ainda neste mês de

maio e iniciar a modernização do estádio Castelão”, insiste. Segundo o Comitê Organizador Local da Fifa, as obras para sediar a Copa do Mundo não devem limitar-se apenas aos estádios, e sim à infraestrutura dos aeroportos brasileiros. Das 12 cidades sedes, apenas seis estão com os processos de renovação em andamento. São elas, São Paulo, Manaus, Porto Alegre, Cuiabá, Belo Horizonte e Curitiba. Nesse quesito, Fortaleza também andou pisando na bola. E ainda por cima estamos em ano de eleições, ou seja, tudofica mais complicado. Desse jeito, meus amigos, vamos ter que continuar nos conformando por mais tempo com as cadeiras quebradas, banheiros mal cheirosos e outras precariedades no estado de conservação do Castelão.

Wilton Bezerra

No Couro

wiltonbezerra@jornalexpressoceara.com.br

O

Fortaleza foi à lona na derrocada da 2º Divisão de 2009. O presidente Renan Vieira juntou o que restou, colocou um auxiliar, Luís Muller, como técnico, e botou o pé na estrada. Na decisão do primeiro turno contra o Guarany de Sobral, quase foi a nocaute, recuperou-se no placar e ganhou nas penalidades. No 2º turno, o Tricolor levou um direto no queixo, não indo às semifinais. Com um turno na mão, ganhou uma e perdeu a outra para o Ceará, decidindo e vencendo mais uma vez nas penalidades. Zé Teodoro, que chegou para os quatro jogos finais, teve mais falta do que fartura na condução da equipe e foi inteligente. O Leão arrastou o tetra. Foi um campeão na arte da superação. Coisas de time grande. cronistas e torcedores, espera-se SoBrou PArA o ICASA que o alvinegro forme um time O prefeito de Juazeiro, manoel realmente da pesada. Santana, imagina que futebol profissional é um reles jogo de FuTEBoL EXCLuDENTE botões. ignorou prazos e laudos No rumo em que sua indústria exigidos pela CBF para o romeievolui de tamanho e cifras, o rão desde agosto. resultado: a futebol dá sinais de que deve estreia do icasa na 2ª Divisão do deixar de ser chamado de esporte Brasileiro contra o Santo André do povo. Está a cada dia mais eliserá no Castelão, em Fortaleza. tizado em acesso e consumo, mais O presidente alviverde, Zacarias ao alcance apenas das classes A Silva, que andava reclamando e B. Exagero? Achamos que não. da vida, sem no entanto ser claro Vamos lá. Um ingresso para o jogo no que diz respeito ao aporte Santos x Santo André, o mais bafinanceiro conseguido, ganhou rato custou r$ 80, chegando até mais um desgosto, temperado a r$ 300. Uma camisa oficial de com prejuízo. clubes das séries A e B é mais cara do que uma cesta básica. Se achar JoGADor DE PESo Ao anunciar a entrada “de vez” na ruim, vá comprar pay-per-view, internet e etc, etc. Os grandes era das contratações de peso, o estádios tiveram suas capaciCeará deixa transparecer que os dades drasticamente reduzidas, reforços até aqui apresentados encarecendo a entrada. Sinais não não têm peso nenhum. mesmo suficientes? diante do ceticismo por parte de


JorNAL

Fortaleza, 7 a 13 de maio de 2010

ExprEsso

25

Entre r$ 11 mil e r$ 23 mil

Preço alto afasta cearense da Copa da áfrica Os preços dos pacotes de viagens, com o peso maior do valor da passagem aérea, tiraram dos cearenses a oportunidade de viajar para a África do Sul e torcer pelo Brasil. Segundo informações da operadora de viagens cearense Personalité, ligada à multinacional de viagens espanhola Marsans e credenciada no Ceará pela Fifa para vender os pacotes para a Copa do Mundo de 2010, os altos preços das excursões, que variam entre R$ 11 mil e R$ 23 mil, inviabilizaram as venda dos pacotes de viagens. A variação desses preços é em relação às fases da competição e os valores incluem avião, hotel, traslados e seguro viagem. Além do fator custo, há ainda menos entusiasmo dos brasileiros em assistir

Por ivonildo Lavor

vôo de 20 horas via São Paulo também desencoraja a esse Mundial porque a próxima Copa vai ser no Brasil e os cearenses preferem esperar que a bola role por aqui.

FIASCo TuríSTICo

A competição está a pouco mais de um mês para o seu início e deverá trazer muitas emoções para os amantes do bom futebol. No entanto, do ponto de vista do turismo, fica a dúvida sobre o fiasco em relação ao número de pessoas que se deslocarão de vários países até o continente africano

para acompanhar os jogos. O desinteresse entre os cearenses e brasileiros de outras regiões é um reflexo da baixa procura pela competição, que também ocorre entre torcedores de outros países.

Outro grande empecilho é a dificuldade dos vôos a partir do Brasil. Mesmo que o cearense abastado queira desembolsar um bom dinheiro para participar apenas da primeira fase da Copa, que é o pacote mais barato, terá que enfrentar cerca de 20 horas de vôo saindo de Fortaleza, via São Paulo. Na comparação com a última Copa do Mundo, ocorrida na Alemanha, especialistas

ligados à indústria de viagens consideram a competição deste ano bem inferior em termos de interesse turístico. Eles avaliam a distância da África do Sul em relação à Europa como o principal fator do desinteresse, onde as passagens aéreas e os traslados encarecem os pacotes, pois os deslocamentos serão feitos por avião, e não por trem, como na Alemanha.

A expectativa inicial dos

organizadores da copa na África do sul era receber 500 mil turistas estrangeiros. A projeção foi sendo reduzida e está em 350 mil.

CRÔNICA EXPRESSA

meu reino do futebol

Táticas imaginárias a convergir para o sistema “angu” (Por Wilton Bezerra)

É impressionante como, de repente, todo mundo deita falação em cima de sistemas táticos, julgando serem fórmulas encontradas, prontas e embaladas para venda em supermercados. A maior parte das análises cria uma certeza de que as formulações táticas são coisas fixas, com jogadores colocados como tabiques imóveis. Nos primórdios do futebol profissional, por volta de 1886, a International Board, entidade mãe dos regulamentos criada pelos ingleses, tornou obrigatório o esquema 3-5-2, cujo desenho formava uma pirâmide, usado no Brasil até por volta da década de 1960 do século passado. Treinadores pioneiros tiveram posições contrárias a isso, por achar que a

adoção esquemática fixa só devia existir teoricamente, já que o futebol devia processar alterações e deslocamentos na sua prática. Nessa linha, falo sempre que não existem esquemas definitivos e tudo depende das circunstâncias de jogo. É comum que um conceito vitorioso torne-se paradigma, como a maneira de jogar do Barcelona, que virou “febre” pelos resultados obtidos, assim como fórmulas revolucionárias, tipo “Carrosel Holandês”, criado por Rinus Michels e liderado por Cruyff. Ouvi certa feita uma defesa ardorosa do 4-3-3 com três atacantes fixos, somente três no meio-campo e uma linha de quatro zagueiros com mais funções de marcação. Pensei com meus botões:

se os tais “fixos” do ataque não voltarem para dar uma “mãozinha” na saída de bola do adversário e na perseguição aos alas apoiadores? E se, somando-se a isso, o adversário puser cinco na meia cancha, devorando os três “fixos” do meio campo? Observaram, que nessa empírica formulação, a coisa não é fácil? Por isso, quando me perguntam qual é, então, o sistema ideal, o melhor de todos eles, respondo: um híbrido, com os matizes de todos os esquemas. Já Praxedes Ferreira, o saudoso e folclórico treinador juazeirense, aplicou uma vez o sistema “angu”, com todo mundo se mexendo para não “queimar”. Angu é

aquela papa de milho, que necessita ser mexida constantemente na sua feitura para não grudar no fundo da panela. Praxedes foi, portanto, o precursor da forma de jogar revolucionária da seleção holandesa que encantou o mundo na ocupação dos espaços, no conhecimento, por parte dos jogadores, da posição vizinha, com todo mundo atacando e defendendo, ao mesmo tempo, sem essa história de especialista. Diante dessas duas sugestões, façam as suas escolhas.


ExprEsso

Fortaleza, 7 a 13 de maio de 2010

Expresso

Garota

JorNAL

26

rayssa Melo

olhar felino que encanta Rayssa começou cedo a brilhar nas passarelas. Aos 10 anos, já tinha agenda de gente grande. Seu porte, as curvas bem sinuosas e o olhar marcante traçavam seu destino, ao encantar o mundo da publicidade cearense. Foi um ritmo frenético de desfiles até os 15 anos, quando as luzes dos seus flashes se apagaram. “Minha mãe era meu espelho, minha força. Com ela, aprendi que na vida se joga pra ganhar ou pra perder”, conta ao lembrar a perda da mãe. Por dois anos, Rayssa sumiu das passarelas. No retorno, surgiu uma mulher madura e objetiva. “Não sou uma pessoa que ilustra demais. Sou realista. Pouco pessimista. Não espero muito. Faço por onde”, acredita. A belíssima Rayssa é assistente de palco do programa Arena Hit, da TV Diário, modelo de várias lojas famosas. Essa adepta incondicional do chocolate e da batata frita, não gosta de praia nem de sol. Prefere as novas mídias e assistir a um bom filme. É perseverante por natureza. Quer se formar em Nutrição. “A vida é feita de momentos. Vivo todos com intensidade, mas com responsabilidade. Afinal, estou a cada dia me descobrindo”, finaliza com ar meigo, despejando olhar que enfeitiça e nos deixa quase na insanidade.

Ficha técnica Modelo: Rayssa Melo Texto: Guillermo Antonioli Fotos: Louis Mello Maquiagem: Augustus - 9902.4320/ 8844.6049


JORNAL

Fortaleza, 7 a 13 de maio de 2010

Expresso

INFORME PUBLICITÁRIO

27


Seu Bolso

JORNAL

28

Expresso

Fortaleza, 7 a 13 de maio de 2010

E tome multa!

Quem atrasou declaração do IR já pode baixar novo programa O contribuinte que perdeu o prazo da declaração do Imposto de Renda 2010, que terminou na última sexta-feira, 30/04, já tem à disposição o novo programa para acertar as contas com o Leão. Com o novo programa- versão 2010v1.1-, quem fizer a declaração com atraso já imprimirá a Darf com a multa a ser paga em banco. O Receitanet, programa utilizado para enviar o documento da declaração, não foi alterado. A multa para quem declarar com atraso é de 1% ao mês sobre o IR devido. A punição mínima é de R$ 165,74

e a máxima de 20% do imposto. Se não houver valor a ser acertado, a multa é fixa em R$ 165,74. Para fazer a declaração do Imposto de Renda pela internet, é preciso baixar o programa gerador da declaração e o Receitanet, arquivo responsável pelo envio do documento para a Receita. Após baixar os dois arquivos, o contribuinte poderá enviar o documento preenchido para a Receita Federal.Vale lembrar que o contribuinte que tiver imposto a restituir terá a multa debitada do crédito a ser restituído.

Produtos e Serviços

Pesquisa mostra o quanto pagamos de impostos e não sabemos A maior parte da população sabe que paga impostos por cada artigo de consumo doméstico, como alimentos e máquina de lavar roupa. O mesmo acontece com os serviços, a exemplo das contas de luz, água e de telefone. Só não sabe o quanto é que pagou de impostos por um serviço ou sobre cada mercadoria comprada. A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), realizou o levantamento Pulso Brasil elaborado pelo Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos, entre 20 e 30 de março, com mil pessoas de todo o Brasil. A pesquisa verificou que 84% dos entrevistados afirmaram pagar impostos, 12% que não pagam impostos e 4% não responderam ou não sabem.

João Saraiva

Bolso da gente joaosaraiva@jornalexpressoceara.com.br

O

Brasil se orgulha de ser um país tropical, exaltado até em samba. Em dias de calor, que nós cearenses tão bem conhecemos, o chão das calçadas dá-nos a sensação de que tem fogo debaixo. O ar que respiramos penetra em nossos pulmões causando-nos a impressão de que é insuficiente para oxigená-los, de tão quente e seco que está. O consolo é a gente pensar que o calor é fecundo e vivifica e que o ecossistema convive bem com ele. Esperávamos que a estação chuvosa amenizasse o clima e enchesse os rios, açudes, grotões e poços trazendo com ela muito milho, muito arroz, muito feijão e gado gordo. Ah, que coisa boa o ventinho que nos chega com a chuva, trazendo com ele um leve cheiro de chão molhado que entra pela janela e nos esfria a alma e esquenta nossas emoções! Se das decisões dos homens pouco se espera que a vida melhore, resta a terra, mais sábia e generosa, a saída natural para dizimar a fome e diminuir a miséria. Pode até parecer devaneio de quem escreve olhando para chuva que cai e sente na alma toda a sensação benéfica da esperança de ainda ver um país economicamente mais justo; mas é acima de tudo um sentimento que brota da vivência calejada de tantos encontros e desencontros que a vida protagoniza.

APOSENTADOS

Por exemplo, você sabia que por cada R$ 10,00 de carne de frango pagamos R$ 1,97 de impostos? Ou R$ 4,55 pelos mesmos R$ 10,00 de sabão em pó? Se for serviço, então chega aos R$ 6,46 na conta de energia. Pela conta de telefone, são R$ 4,02. Sempre tendo-se como parâmetro o valor de R$ 10,00. De acordo com Pedro Jorge

Ramos Viana, economista do Instituto de Desenvolvimento Industrial do Ceará, órgão ligado à Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), os impostos existem por dois motivos: ter o benefício do serviço público (mais segurança, educação, infraestrutura, entre outros) e os governos usarem os tributos para fazer redistribuição de

Governistas firmaram acordo de propor reajuste de 7% a aposentados e pensionistas que ganham mais de um salário mínimo. Caso deputados e senadores entendam esse patamar como aceitável para o governo, que propunha reajuste de apenas 6,14%, e o presidente Lula sancione o acordo, finalmente essa categoria, que amarga perdas históricas em relação aos índices de inflação, talvez passe a alimentar a esperança de que uma nova etapa de recuperação inicia-se para eles. Detalhe importante: o reajuste é com data retroativa a janeiro desse ano.

LENÇOL CURTO

De janeiro a setembro do ano passado, o Banco Central reduziu a taxa de juros em torno de 5%

para dar fôlego aos empresários e estimular o crescimento da economia. Deu certo. Já nessa semana aumentou a taxa de juro anual em 0,75% para conter o aquecimento da demanda, com medo da volta da inflação. Especialistas, empresários e consumidores veem a medida como excesso de pessimismo, além de inoportuna e alarmista. Em tempo: o trigo do pão nosso de cada dia deverá ter alta de até 12,3% a partir de maio.

“Nunca fuja da luta nem da vida, porque do nada ao infinito tudo é bonito na existência descontraída.” (Neto Sambaíba,poeta piauiense)


JORNAL

Fortaleza, 7 a 13 de maio de 2010

renda (taxando quem ganha mais). “O maior problema com os impostos é a excessiva concentração de renda nas mãos de poucos. A redistribuição é mal feita e os benefícios repassados à população estão cada vez piores”, acredita. Para ele, as leis brasileiras não são claras, não discriminam na nota fiscal o quanto o cidadão comum paga por determinado produto ou serviço. “A legislação brasileira foi feita para encobrir essas informações. É um abuso”, arremata. Um ponto da pesquisa trata sobre os possíveis cortes nos tributos. Para tanto, 81% dos entrevistados consideram que é melhor para o País que o Governo Federal corte os tributos dos produtos da cesta básica para que a população mais carente possa consumir mais. Em contrapartida, 14% das pessoas acreditam ser melhor para o Brasil que o Governo continue cobrando esses impostos da cesta básica, mas que sejam transferidos os recursos para os mais pobres.

Imposto Embutido

Expresso Sabe quanto paga?

29

Acha que para cada 10 reais

Efetivamente para cada 10 reais

Considera o valor pago

Sim

Não

Açúcar

30%

70%

1,81

1,94

90%

1%

8%

Arroz

26%

74%

1,92

0,79

64%

9%

27%

Carne Bovina

25%

75%

2,15

1,94

86%

3%

10%

Carne de Frango

26%

74%

1,96

1,97

89%

2%

9%

Leite Longa Vida

27%

73%

1,75

1,98

91%

3%

7%

Pão

24%

76%

1,62

1,77

90%

3%

7%

Sabão em pó

25%

75%

2,02

4,55

97%

2%

1%

Conta de Telefone

27%

73%

2,46

4,02

93%

2%

6%

Conta de Luz

28%

72%

2,52

6,46

95%

2%

4%

Máquina de lavar roupa

28%

74%

2,22

5,51

95%

3%

2%

Alto Baixo Adequado

"A transparência no cálculo dos impostos é fundamental para mudar essa situação. Se o contribuinte soubesse o quanto paga de tributo sobre cada mercadoria, tenho certeza de que lutaria pela redução da carga atual" - Paulo Skaf, presidente da Fiesp.


JorNAL

ExprEsso

Emprego

30

Oportunidade

Fortaleza, 7 a 13 de maio de 2010

Nível médio/técnico e superior

Incra prorroga inscrições para 550 vagas O Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) prorrogou até o próximo dia 10 de maio, o prazo de inscrições do concurso para preenchimento de 550 vagas. Os candidatos com ensino médio/técnico podem concorrer aos cargos de técnico em reforma e desenvolvimento agrário, que exige formação técnica em construção civil, edificações, estradas e pontes, meio ambiente, agrimensura, geodésia e cartografia, topografia, geomensura, agrícola, agroindústria, agricultura, agropecuária, cooperativismo, florestal ou rural. Já os profissionais com ensino superior podem se candidatar para as funções de analista administrativo (250), analista de reforma e desenvolvimento agrário (150) e engenheiro agrônomo (80). Os salários iniciais variam de R$ 2.254,64 a R$ 4.598,80 para jornadas de trabalho de 40 horas semanais. As inscrições podem ser feitas site no www.cetroconcursos.com.br. Os valores das taxas de participação são de R$ 30 (técnico), R$ 50 (superior) e R$ 60 (engenheiro agrônomo).

Quer estudar no Japão?

Procon abre vagas para estagiários Governo japonês oferece O Procon Fortaleza recebe de 10 a 14 de maio, inscrições para processo seletivo de estudantes de nível superior dos cursos de Direito, Ciências Contábeis, Ciências Atuariais e Comunicação Social. Os interessados podem se inscrever das 8h às 15h, na sede do órgão, na rua Major Facundo, 869, Centro. Para participar, os estudantes devem levar cópias da carteira de identidade e do CPF, uma foto 3x4, comprovante de residência, cópia da carteira de reservista (para candidatos do sexo masculino), histórico escolar atualizado e comprovante de matrícula assinado pelo coordenador do curso e currículo. Os candidatos devem ter rendimento igual ou superior a seis, mínimo de quatro semestres (80 créditos cursados) e máximo de sete. O aluno não pode possuir mais que duas reprovações, sejam por nota ou falta. A duração do estágio é de um ano com a possibilidade de ser prorrogado pelo mesmo período. A carga horária é de 20 horas semanais e o valor da bolsa-estágio é de R$ 350, além de auxílio transporte. Mais informações pelo telefone 3105.1185 ou pelo site www.fortaleza.ce.gov.br/procon.

Estágio

IEL oferece vagas para estudantes do ensino médio e superior 02 vagas para estudantes do ensino médio com conhecimento em

informática. Oportunidade das 9h às 13h ou das 10h às 14h. A remuneração é de r$ 255. Ainda dá direito a auxílio transporte no valor de R$ 1,80 ao dia. Procurar IEL

04 oportunidades para a área de administração. O candidato deve ter 50%

dos créditos já cursados, conhecimento em informática e ser aluno ProUni. A oportunidade é das 12h às 17h. A remuneração é r$ 581.

03 vagas para os futuros advogados. Os interessados devem possuir conhecimentos avançados em internet e word, além de boa comunicação,

escrita e bom domínio da língua portuguesa. A oportunidade ainda dá direito a

comissões a título de premiação e auxílio transporte. Remuneração: r$ 510.

IEL – Av. Barão de Studart, 1980, Sobreloja, Aldeota. Informações: (85) 3421.6511

bolsas de estudos O governo japonês está com inscrições abertas para o programa “Monbukagakusho” de bolsas de estudo. As inscrições para as modalidades de graduação, escolas técnicas ou cursos profissionalizantes devem ser feitas até o dia 26 de junho. Os candidatos devem ter o Ensino Médio completo, entre 17 e 21 anos, domínio da língua inglesa ou japonesa e disposição para assistir aulas em japonês. O candidato irá receber 125 mil ienes mensais, passagem aérea de ida e volta e isenção de taxas escolares. A bolsa de estudos inclui curso preparatório de língua japonesa durante o primeiro ano. O programa de graduação tem duração de cinco anos. Os cursos são na área de Ciências Humanas e Ciências Naturais. Para os cursos técnicos superiores, a

duração será de dois anos. Já os cursos profissionalizantes, com duração de dois anos, serão nas áreas de Engenharia Civil, Arquitetura, Engenharia Elétrica, Eletrônica, Telecomunicações, Nutrição, Educação Infantil, Secretariado, Administração Hoteleira, Turismo, Moda, Design, e Fotografia. Para a pós-graduação, que terá duração máxima de dois anos, as inscrições vão até 29 de maio. Os candidatos devem ter até 34 anos de idade, formação universitária e domínio da língua inglesa ou japonesa. Mais informações no site www.universia.com.br.

Procurando emprego?

Sine/IDT divulga 662 vagas para Capital e região Metropolitana Fortaleza - Sine/ IDT – (85) 3101.2774

8 para auxiliar de cozinha

90 vagas para costureira de máquina industrial 5 para barman 50 para operador de telemarketing

Caucaia - Sine/IDT – (85) 3101.3378

6 vagas para costureiras em geral 5 para garçom 4 para promotor de ven-

Maracanaú - Sine/IDT – (85) 3101.3031

15 para auxiliar de produção

Aquiraz- Sine/IDT – (85) 3101.3031

40 vagas para pedreiro

10 para auxiliar

de produção


JorNAL

Fortaleza, 7 a 13 de maio de 2010

ExprEsso

INFORME PUBLICITÁRIO

31

HOMENAGEM DO EXPRESSO

SIMPLESMENTE MãE Maio chegou outra vez e, com ele, chega, também, a comemoração do Dia do Trabalho, do mês das noivas e, principalmente, a celebração do Dia das Mães. Ficamos pensando, cá com nossos sentimentos, porque a definição de um único dia para se celebrar essa que, de tão essencial, torna possível a nossa existência? Acreditamos que a especialidade de um único dia seja ínfima para caber as homenagens que devemos render a este ser tão especial que se traduz em amor, carinho, cuidado, atenção, zelo, compreensão, apoio e tantas outras pequenas grandes coisas que se fazem vida no cotidiano de cada um de nós. Falar do dia das mães é resgatar o significado do que é a NOSSA MÃE para nós e dizendo de todas as outras espalhadas em cada lar, na construção de cada família. Falar da NoSSA MãE é tentar expressar em palavras aquilo que ELA sabe tão bem dizer com o coração: É dizer do seu sonho de ser mãe, esperando, por anos a fio, o milagre da concepção; É contar dos mimos que fez para nos receber ao mundo; É ouvir os sussurros doces do amor que entrava pelos nossos sentidos a todo o momento; É partilhar um dia-a-dia de afeto, zelo, cuidados, atenção ..., traduzido em um amor tão maior que sua própria vida; É senti-LA plena e inteira em cada obstáculo vencido, em cada tombo tomado, em cada vitória conquistada... É contar da generosidade do seu coração cuidando de filhos outros. Falar da NoSSA MãE e dizer do seu cheiro, do seu abraço, da sua elegância no jeito de ser, da sua serenidade, da fragilidade que se transformava em fortaleza nos enfrentamentos cotidianos ... Sentir pela NoSSA MãE é abrir nosso coração para dizer-LHE o quanto é grande a minha gratidão; é agradecer a Deus o lar abençoado que nos deu e o exemplo de vida a ser seguido. Dizer a NoSSA MãE da sua importância na minha vida é mostrar no que nos transformamos; é procurar seguir seus sábios ensinamentos; é desejá-LA sempre ao nosso lado. revelar meu amor à NoSSA MãE é traduzi-la, simplesmente, em MAMãE, MAINHA, MANzINHA, MãE ... É também chamá-la, simplesmente, MUNDICA. MãE,, como é grande o nosso amor por ti... Sempre suas,

Ana Elisa e Antoniêta Marques


INFORME PUBLICITÁRIO

JORNAL

32

Expresso

Fortaleza, 7 a 13 de maio de 2010

Jornal EXPRESSO 11º Edição  

Jornal EXPRESSO 11º Edição