__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

REVISTA

UM SORRISO BONITO VAI ALÉM DO TRATAMENTO DOS DENTES

ODONTOLOGIA DO ESPORTE Dispositivos que melhoram rendimento e performance em atividades físicas.

DE ONDE VEIO E PARA ONDE VAI A ODONTOLOGIA? Odontologia e suas tecnologias.

ALINHADORES INVISÍVEIS Função aliada à estética.

VOCÊ DORME BEM? Dicas para um sono mais tranquilo.

TOXINA BOTULÍNICA PREENCHEDORES Novos aliados da Odontologia.

E


DAY SPA ORAL Essa opção é a ideal para quem se preocupa com a saúde bucal mas nunca acha tempo na agenda para uma longa sequência de consultas.

Que tal reunir diversas ações em um único dia?


REVISTA UM SORRISO BONITO VAI ALÉM DO TRATAMENTO DOS DENTES Junho 2017 | Edição 1 Eu me chamo Andréia Poletto. Sou dentista e me sinto privilegiada por ser a gestora clínica da Expressão Odontologia. Ao longo dos meus 25 anos de profissão percebi que frequentemente existe um conflito entre a linguagem usada pelos dentistas e a de seus pacientes. Isso dificulta a comunicação e a qualidade do tratamento. Ao tentar simplificar conceitos, nós dentistas, acabamos transmitindo informações não muito adequadas e que levam as pessoas a chamarem uma larga gama de resinas reabilitadoras simplesmente de “massinha” ou procedimentos elaborados como o do tratamento de canal em “matar o nervo”. Obviamente o paciente não precisa ser um especialista, mas deve sim ter uma compreensão suficientemente detalhadas dos procedimentos aos que será submetido. Estudos mostram que a compreensão dos pacientes quanto ao seu tratamento são fundamentais para a eficácia do mesmo. Para aproximar um pouco mais as pessoas ao complexo mundo da Odontologia, é que minha equipe e eu, montamos esta revista. Para que os mistérios das técnicas, tratamentos e tecnologias sejam aqui apresentados de modo claro e objetivo. A Odontologia é uma ciência apaixonante, onde temos a integração de diversas ciências: a Biologia, Química e a Física. Nela os conhecimentos tradicionais estão constantemente sendo suportados ou suplementados por inovações tecnológicas. Esta é uma revista viva, por isso, sua participação é fundamental. Deixe-nos saber suas dúvidas, curiosidades ou sugestões de matérias. É bem fácil, basta usar alguns de nossos canais de comunicação físicos ou digitais que atenderemos prontamente. Boas vindas ao mundo da Expressão Odontologia, e boa leitura. Quem faz esta edição? Direção de Arte: Bora Design. Direção de Fotografia: Foco Imagens. Direção de Criação: Grito Empresarial. Conteúdo: Equipe Expressão Odontologia e Convidados.

SUMÁRIO 02

Eu, Andreia Poletto

12

04

De onde veio e para onde vai a Odontologia?

Minha experiência como dentista na Europa

14

Odontologia no esporte

06

Check-up digital

16

Toxina botulínica e preenchedores

08

Você dorme bem?

18

Como você escolhe o seu dentista?

09

Alinhadores invisíveis

19

Sorria sem medo!

10

O conceito de Digital Smile Design

19

Anestesia quase sem dor

11

Somos dignos de cuidado

20

Estética e saúde bucal


EU, ANDREIA POLETTO Artigo por Andreia Poletto Fotografia por Claudio Neves Quando eu tinha lá meus seis anos de idade ga-

A Expressão Odontologia nasceu para poder ofere-

nhei um brinquedo que imitava o instrumental de

cer aos meus clientes toda a tecnologia que a odon-

dentista. Na época nem imaginava que um dia se-

tologia atual possibilita nas mais diversas especia-

ria dentista de verdade. O tempo passou e a brin-

lidades e assim poder atende-los plenamente.

cadeira virou profissão. Em 1993 concluí o curso de odontologia na Universidade Federal do Rio Gran-

Além disso, a Expressão Odontologia é fruto da

de do Sul e abri um pequeno consultório. Como

busca por um maior conforto e tranquilidade para

todo começo, não foi nada fácil. Um consultório

pacientes, funcionários e dentistas. A qualidade do

modesto, montado com a ajuda e as economias da

tratamento que a Expressão Odontologia oferece é

família, em que cada novo paciente era comemora-

motivo de muito orgulho. A brincadeira de criança

do intensamente. Afinal, não eram muitos. Mas a

virou profissão e a satisfação dos clientes comple-

persistência e o foco do trabalho imperaram e aos

menta esse sonho com uma alegria indescritível.

poucos o número de atendimentos foi crescendo. E então surge um novo dilema: a busca por conciliar a rotina diária de atendimentos com cursos de atualização. Com a agenda cheia, fazia um malaba-

OBRIGADA POR ESTAR CONOSCO!

rismo para dedicar-me também a cursos de aprimoramento e ao aprendizado de novas técnicas e tecnologias. A transição do modesto consultório

Andreia Poletto

para uma clínica surgiu a partir dessa constante

Gestora clínica da Expressão Odontologia. Formada pela

busca pela excelência profissional.

UFRGS em 1993 e especialista em endodontia.

Revista Expressão | Edição 01 | Ano 2017

5


DE ONDE VEIO E PARA ONDE VAI A ODONTOLOGIA? Artigo por Ricardo Krause e Ângela Bisol Fotografia por Fotolia®

Resolver a dor de dentes das pessoas é uma busca antiga da humanidade e começou bem antes do surgimento da Odontologia. Os primeiros registros de tratamento dos problemas relacionados aos dentes datam de cerca de 3.700 a.c. Por muito tempo essa atividade foi exercida por sacerdotes, médicos e barbeiros, com técnicas muito rudimentares e baseadas na tentativa e erro. No século XVIII, o médico francês Pierre Fauchard (1678 - 1761) publicou a obra “Tratado dos CA para os Cirurgiões-Dentistas”, e passou a ser considerado o pai da Odontologia Moderna. Surge então o chamado “período científico” da odontologia que levou ao surgimento da primeira escola de odontologia do mundo em 1840.

AVANÇOS DA ODONTOLOGIA ANESTESIA No passado, os pacientes eram amarrados para suportar tratamentos dolorosos e não raramente desmaiavam durante os procedimentos. Essas cenas terríveis só acabaram graças a dois dentistas norte-americanos: Horace Wells e William Thomas Green Morton. O primeiro ficou conhecido por utilizar o óxido nitroso (também chamado de gás hilariante) como anestésico. O segundo entrou para a história da ciência por protagonizar a primeira demonstração pública do éter numa cirurgia. Em 1884 foi realizada a primeira anestesia local na cavidade oral, na qual utilizou-se a cocaína e foi realizada pelo cirurgião Halsted. Em 1905 foi sintetizada pela primeira vez a procaína, anestésico do tipo éster que foi largamente utilizado durante quatro décadas.

RADIOGRAFIA E TOMOGRAFIA Os raios-X foram descobertos pelo Dr. Hoentgen em 1895 e somente 4 anos após foram empregados clinicamente na Odontologia por Kells, dentista de New Orleans - EUA. Este avanço permitiu um diagnóstico mais confiável além de auxiliar em inúmeros tratamentos. O problema das radiografias é que elas sobrepõem as imagens em um único plano. Então surge o tomógrafo e mais adiante a tomografia Cone Bean que projeta a imagem em uma tela de computador fazendo a reconstrução tridimensional das estruturas, que podem ser impressas em 2D ou 3D.

CERÂMICAS ODONTOLÓGICAS Um grande desafio da odontologia é o de encontrar um material adequado para a substituição de dentes perdidos. No passado, até mesmo dentes de animais como hipopótamos eram usados para a confecção de próteses. Atualmente os dentistas usam dentes feitos em cerâmica para a confecção e substituição de dentes. As peças mais antigas de cerâmica foram encontradas na Tchecoslovákia e datam de cerca de 2500 anos A.C.

6


Já na era moderna, os dentes de cerâmica eram montados sobre uma estrutura metálica que lhe oferecia a resistência necessária. Atualmente avanços tecnológicos permitem a confecção de dentes de cerâmica pura (sem a necessidade da estrutura metálica) facilitando sua aplicação e trazendo ganho estético incomparáveis. As porcelanas de baixo e médio ponto de fusão se aproximaram muito da dureza e estética dentária tornando-se indistinguível de um dente verdadeiro. As porcelanas podem ser empregadas na confecção de coroas unitárias, próteses, inlays, onlays e laminados tipo facetas e lente de contato dental. As cerâmicas constituem a principal alternativa de tratamento restaurador para a estrutura dental devido à sua biocompatibilidade, resistência à compressão e condutibilidade térmica semelhante aos tecidos dentais.

IMPLANTES Até bem pouco tempo atrás, a perda de um dente era um problema difícil de se resolver. Uma pessoa que tivesse essa infelicidade estava fadada a dentes postiços escorados nos dentes que restaram na boca. Com o advento dos implantes dentais, isto mudou muito. Esta revolução começou em 1952 graças aos estudos do médico sueco Per Brånemark sobre a cicatrização e regeneração óssea. Per Brånmark observou que o osso tem a propriedade de crescer e se associar ao titânio ficando aderido a ele. Ele designou a adesão clinicamente observada do osso com o titânio por ósseo integração. Em 1965, na Suécia, foi colocado o primeiro implante dentário de titânio num voluntário humano. O sucesso obtido revolucionou a Odontologia de uma forma irreversível em toda historia. Pacientes poderiam repor seus dentes perdidos de uma forma extremamente eficiente e duradoura. Pessoas que usavam próteses totais (dentadura) ou parciais móveis poderiam voltar a sorrir e mastigar com conforto e segurança através de um implante dentário. No Brasil os primeiros implantes dentários foram realizados em meados da década de 80. O uso de implantes dentários vem se tornando comum entre os brasileiros, e essa busca não se dá apenas por uma questão estética, mas por uma melhor qualidade de vida.

O FUTURO E O PRESENTE É A PREVENÇÃO Exames como o checkup Preventivo Digital® do Grupo Qualidade em Saúde buscam descobrir e intervir muito precocemente evitando os tratamentos caros, dolorosos e demorados. Pesquisas e testes estão exaustivamente sendo feitas usando células tronco e outras fontes doadoras de células como alternativas às terapias convencionais. Já existem testes em animais que demonstram ser possível construir um dente inteiro usando a engenharia tecidual. Em breve, ao invés de implantarmos um pino de titânio, estaremos implantando um germe dental que crescerá e será um novo dente. Finalmente, a terceira dentição.

Ângela Bisol Professora da pós-graduação na São Leopoldo Mandic. Formada pela UFRGS em 1999, doutora em Biologia Oral, especialista em Dentística Restauradora & Estética e em Prótese Dentária.

Ricardo Krause Especialista e Mestre em Traumatologia e cirurgia buco-maxilo facial. Professor do curso de Odontologia da Ulbra Canoas.

Revista Expressão | Edição 01 | Ano 2017

7


CHECK-UP PREVENTIVO DIGITAL® Tecnologia a favor da prevenção.

Artigo por Andreia Poletto Fotografia por Grupo Sky O medo de sentir dor ou de ser submetido a anestesia são as principais razões para as pessoas deixarem de ir ao dentista. Outras justificativas são o custo dos tratamentos e o tempo dispendido em cada sessão. A prevenção às doenças bucais é a melhor saída para se poupar dinheiro, tempo e dor. Assim evoluiu a medicina, com a prevenção aos diversos tipos de doenças, pois a descoberta precoce de um problema aumenta a chance de cura na maioria dos casos. Essa é também uma realidade para a odontologia. O Check-up Preventivo Digital® odontológico é um exame rápido e indolor. Realizado com uma câmera intraoral de alta definição capaz de aumentar 60 vezes o tamanho da imagem capturada no interior da boca. Essas imagens auxiliam na detecção de problemas sendo usada como complementação a imagens obtidas por radiografias e tomografias. Durante a execução do Check-up Preventivo Digital® é feito um levantamento fotográfico de toda a boca, dentes, mucosa e língua e através da análise dessas imagens é possível identificar alterações em estágio muito iniciais e até mesmo imperceptíveis a olho nú como pequenas cáries, infiltrações em restaurações, trincas em dentes, desadaptações em próteses e lesões na mucosa. O laudo com as imagens pode ser enviado ao e-mail do paciente ou a algum colega para complementar o diagnóstico. Com a detecção precoce de problemas bucais, as intervenções são minimamente invasivas. Assim, preservamos as estruturas naturais dos dentes e a chance de sentir dor é muito menor. Os tratamentos são mais rápidos e com custo muito menor.

O Check-up Preventivo Digital® é feito por meio de exames de alta tecnologia e acompanhamento de dentistas especialistas. Garante a manutenção da saúde bucal, proporcionando muito mais qualidade de vida em qualquer idade, dos bebês à terceira idade. Previna-se. Investir no Sorriso é Investir na Vida!

Revista Expressão | Edição 01 | Ano 2017

9


VOCÊ DORME BEM? Artigo por Carolina Nery Gráficos por Freepik® O ronco e a Síndrome da Apneia do Sono têm sido muito discutidos no Brasil e no mundo. Estes problemas trazem consequências físicas para as pessoas (hipertensão, arritmias cardíacas e AVC), além dos transtornos sociais e psicológicos. A Apneia do Sono é gerada pela obstrução das vias aéreas durante a noite em função da flacidez dos tecidos da garganta, impedindo a respiração por alguns segundos, várias vezes por noite. O ronco por sua vez é gerado pela vibração dos tecidos da garganta quando o ar passa por eles ao respirar. Esses problemas são frequentes nos homens a partir dos 30 anos e nas mulheres a partir da menopausa. Recentemente o uso de aparelhos orais, tem ganhado importância no tratamento desses problemas. Estes aparelhos são construídos de modo a posicionar delicadamente a mandíbula mais para frente, possibilitando que a passagem do ar na garganta fique desobstruída. Existem algumas limitações que precisam ser avaliadas, muitas vezes com exames como a polissonografia. Os principais sintomas da apneia do sono são o ronco e a sonolência diurna excessiva. O ronco é também um fator de desagregação familiar, muitas vezes levando a pessoa que ronca a dormir em quarto separado, bem como torna a pessoa que ronca motivo de piadas entre amigos em viagens. Quando a apneia se trata de uma apneia obstrutiva a preocupação deve ser redobrada. Causada por um colapso das vias aéreas superiores, a síndrome da apneia obstrutiva do sono (SAOS) pode causar sérios danos à saúde, que vão de cansaço e sonolência diurnos até hipertensão e problemas cardíacos. A saúde física e emocional poderá ser seriamente afetada. Quanto ao tratamento, pode ser realizado através de aparelhos removíveis intraorais (existem muitos tipos, bastante confortáveis e com bons resultados), que serão confeccionados por um dentista pós graduado na área. Também pode ser necessária a utilização de um CPAP, que é uma espécie de compressor que irá “forçar” a passagem do ar. Em alguns casos, a correção precisará ser cirúrgica. Em nossa clínica, estamos prontos para orienta-lo quanto a esses temas.

DICAS IMPORTANTES:

PERDER PESO

NÃO FUMAR

EVITAR CAFEÍNA À NOITE

PROCURAR AJUDA ESPECIALIZADA

EVITAR DISTRAÇÕES ANTES DE DORMIR

EVITAR CONSUMO DE ÁLCOOL

EVITAR AUTOMEDICAÇÃO

TV, computador,

Principalmente

Indutores

tablets e jogos

à noite

do sono

Carolina Nery Formada pela ULBRA em 1998, especialista em ortodontia e ortopedia funcional dos maxilares e credenciada Easysolution®.

10


ALINHADORES INVISÍVEIS

CONHEÇA ESSA TECNOLOGIA QUE VAI MUDAR TOTALMENTE SUA FORMA DE VER O TRATAMENTO ORTODÔNTICO. Artigo por Carolina Nery Fotografia por Fotolia®

O Sistema Easysolution® é composto por aparelhos praticamente invisíveis, muito confortáveis e que não interferem na fala do paciente. São removíveis, ou seja, você pode retirá-los para comer e fazer a higiene oral. Se você já utilizou ou não algum tipo de aparelho, porém ainda gostaria de fazer pequenos ajustes para deixar o seu sorriso ainda mais bonito, nós podemos te ajudar! Tratamentos rápidos, praticamente indolores e que não interferem no seu estilo de vida. Não deixe de conhecer o Easysolution®.

ESTÉTICA X SAÚDE Os tratamentos não são apenas estéticos, pois dentes mal posicionados dificultam a higiene oral, as gengivas podem ficar inflamadas e, a longo prazo, o osso que suporta os dentes na boca podem ser perdidos. Os dentes corretamente alinhados podem propiciar uma melhor saúde periodontal, além de um sorriso simétrico, mais bonito, claro e harmonioso.

Revista Expressão | Edição 01 | Ano 2017

11


O CONCEITO DE DIGITAL SMILE DESIGN Análise das características faciais e planejamento do tratamento ideal. Artigo por Andreia Poletto

A beleza é uma característica ou um conjunto de características que são agradáveis à vista e que são capazes de cativar o observador. Porém, sentir se belo é o mais importante. A odontologia evoluiu muito e hoje é capaz de planejar um sorriso ideal, que combine com o formato do rosto, que tenha proporção adequada de gengivas aparente, que forme um arco ascendente, transmitindo mais alegria, que seja mais luminoso e claro. O Digital Smile Design (DSD) é uma ferramenta multi-uso de tratamento e planejamento conceitual dental que é usado em odontologia estética para fortalecer a visão de diagnóstico, melhorar a comunicação e aumentar a previsibilidade ao longo do tratamento. O conceito é baseado na análise de proporções faciais e dentais da pessoa para adquirir o conhecimento de relacionamento dos dentes, gengivas, lábios, sorriso, características faciais em movimento e emoção. Quando todos estes dados são reunidos, eles são transferidos para um computador para redesenhar e planejar o novo o sorriso.

UM PREVIEW DO SEU NOVO SORRISO Você sabia que é possível fazer uma espécie de simulação que como ficará o seu sorriso após o tratamento? Isso se chama mock-up. Podemos confeccionar um modelo que é uma escultura precisa do seu futuro sorriso. Este modelo pode ser transferido temporariamente aos seus dentes gerando uma simulação da aparência final do tratamento. Isso aumenta sua motivação e lhe traz a segurança de que o resultado final será mesmo de seu agrado.

12


SOMOS DIGNOS DE CUIDADO O que não é uma fraqueza, precisamos aceitar isso.

Artigo por Melina Marchesini Grassotti Ilustração Freepik®

Para a psicologia, um trauma se faz presente

e sem dúvida, para a auto estima dessas pessoas.

quando um acontecimento excede a capacidade

Não raramente se sentem culpadas e fracassadas

do indivíduo em superar uma situação específica

por não conseguirem superar suas fobias. É preci-

em sua história de vida, envolvendo assim um dis-

so nos darmos conta de que procurar ajuda não é

pêndio emocional que extrapola a saúde mental

uma questão de fraqueza, e sim de coragem.

da pessoa. As repercussões destes eventos trazem

Nas situações citadas acima, é muito frequen-

prejuízos psicossociais e de saúde física impor-

te ouvirmos dos pacientes que o problema não

tantes. E o mais preocupante é o fato de que mui-

é grave o suficiente para justificar o tratamento

tas pessoas seguem solitárias em seu sofrimento,

psicológico, e muitos seguem no pretexto de que o

muitas vezes por vergonha em compartilhar com

tempo irá se encarregar de melhorar os sintomas

alguém algum acontecimento traumático ou por

que estão acarretando prejuízos em suas vidas.

se sentirem frágeis ou mesmo incompetentes,

Entretanto, o mais importante é compreender que

visto que não conseguiram solucionar sozinhas o

a experiência de cada pessoa é diversa e tem sua

problema.

própria subjetividade, e com isso também o tempo

Aqui podemos citar diversas situações que per-

de cada sujeito é diferente em perceber que ne-

tencem a nossa história de vida ou que acabamos

cessita de ajuda psicoterápica. Já pensou em uma

presenciando na vida de alguém próximo, como:

consulta no seu dentista acompanhado de um psi-

uma situação de luto, o recebimento de um diag-

cólogo? Essa é a tendência em clínicas modernas

nóstico médico, a notícia de uma cirurgia ines-

de todo o mundo. Converse com seu dentista e dis-

perada, dificuldades financeiras entre muitos ou-

cuta a possibilidade desse tipo de consulta com

tros. Outra circunstância não rara é a presença de

ele. O buscar assistência qualificada não necessa-

traumas e fobias na vida dos sujeitos, e tais qua-

riamente envolve um acontecimento traumático

dros tendem com o tempo a acarretar sofrimen-

na vida de alguém, mas pode colaborar para que

to psíquico e prejuízo funcional para as pessoas.

possamos atravessar momentos difíceis na vida.

Neste sentido podemos mencionar o medo de di-

Zelar pela nossa saúde mental não é algo insigni-

rigir, de andar de avião, de subir em um elevador,

ficante, e sim um ato de grandeza.

de ir ao dentista por exemplo. A fobia a tratamentos odontológicos acomete um número enorme de pessoas. Basta imaginar o famoso e temido ruído do “motorzinho” para que muitas desistam de visi-

Melina Marchesini Grassotti

tar seus dentistas. As consequências desse com-

Psicóloga e especialista em Psicologia Escolar

portamento são muito prejudiciais à saúde bucal

Revista Expressão | Edição 01 | Ano 2017

mgrassotti.psicologia@gmail.com

13


MINHA EXPERIÊNCIA COMO DENTISTA NA EUROPA

A visão brasileira sobre a odontologia no velho continente.

Artigo por Fernanda Noronha Fotografia por Claudio Neves

Após exercer por oito anos a profissão de dentista no Brasil, decidi ter uma experiência em clínicas internacionais. Foi então, em 2003, com 29 anos que me mudei para Madri, na Espanha, onde tive meu diploma validado pela Universidad de Granada e passei a atuar naquele país. Após algumas experiências em clínicas espanholas obtive uma nova validação pela Ordre des Chirurgiens Dentistes de la Haute Savoie e passei a atuar na França. 14


Fotolia®

Mas o que essa experiência trouxe de contribuição para minha carreira? Percebi o quão avançada está a odontologia brasileira e quão exigentes são nossos pacientes. A odontologia na Europa é uma especialidade que pode ser considerada recente, se compararmos com o Brasil. Lá a odontologia fazia parte do curso de Medicina e somente na década de 80 é que começou a ser um curso independente. No Brasil, essa separação ocorreu bem mais cedo, em 1911. Esse fator acarretou em um rápido amadurecimento da odontologia por aqui. É incrível, mas temos o estilo brasileiro de atender e no melhor sentido dessa expressão. Na Espanha pude acompanhar clínicas com realidades muito diferentes entre si. Naquelas com perfil “popular” o trabalho é feito em ritmo frenético com consultas rápidas e muitas vezes com diagnósticos

precários.

Outras,

consideradas

mais “elitizadas” ofereciam atendimento mais personalizado, entretanto focados na venda de tratamentos e com grande apelo tecnológico. Porém de um modo geral não se observa na odontologia e tão pouco na população em geral uma clara preocupação em buscar a saúde bucal completa e duradoura. Assim, o odontologia por lá atua mais na resolução de problemas momentâneos como cáries, quedas de dente e outras lesões e bem menos na prevenção ou outras questões estéticas. Apesar de estarmos em um país “em desenvolvi-

adulta com muitas perdas dentárias e acometidas de doença periodontal, apesar de suas boas condições financeiras. Enquanto o brasileiro busca por dentes saudáveis, branquinhos e bem alinhados, lá eles buscam apenas poder mastigar sem dor. A busca por ações de estética na Europa é muito recente. Vejo o paciente brasileiro como alguém extremamente exigente o que faz com que nossos dentistas sejam altamente capacitados. Isso contribui para que nossa Odontologia seja de vanguarda, uma referência mundial em várias especialidades. Na França por exemplo, a maioria dos dentistas realiza quase todas as operações básicas enquanto aqui no Brasil as pessoas são atendidas por profissionais especialistas em cada uma das diferentes áreas. Por outro lado perde-se a visão integradora da saúde bucal com pacientes migrando entre diversos consultórios a fim de solucionar seu problemas. A tendência hoje é de que surjam clinicas integradoras em que as diversas especialidades possam ser encontradas em um único local. Como num hospital, onde a equipe da casa dialoga, e toma as decisões que melhor se adequam a cada paciente. Essa é a realidade que encontrei na Expressão Odontologia. Aqui vejo a essência da odontologia de ponta que pude vivenciar nessa minha trajetória se somar ao jeito brasileiro de se atender, e cuidar do sorriso e da face, um patrimônio que todos sabem o enorme valor que possui.

mento”, no Brasil, estamos habituados a desde pequenos, termos noções básicas sobre os cuidados bucais. Obviamente existem muito mais diferen-

Fernanda Noronha

ças sociais aqui, mas dentre as pessoas de mes-

Formada pela PUCRS em 1995, com aprimoramento clí-

mo nível socioeconômico, vejo aqui uma maior

nico na Europa. Possui título de Odontóloga revalidado

preocupação com a saúde bucal do que em muitas

em 2007 pela Universidad de Granada - Espanha e de

regiões mais ricas do mundo. No velho mundo há

Cirurgiã Dentisa em 2011, pela Ordre des Chirurgiens

um elevado número de pessoas que chega à idade

Dentistes de la Haute Savoie, França.

Revista Expressão | Edição 01 | Ano 2017

15


ODONTOLOGIA NO ESPORTE Artigo por Andreia Poletto Fotografia por Claudio Neves

Você sabia que o dentista tem técnicas para proteger e equilibrar a sua boca e também dispositivos que aumentam o seu rendimento e a sua performance em atividades físicas? Vários aspectos da dinâmica corporal são programados fisiologicamente com base em informações que nossos músculos recebem da boca. A contribuição das informações geradas na boca influencia cerca de 50% da postura quando nosso corpo se movimenta ou repousa. Se adequada, essa postura pode aumentar o rendimento nas atividades e maximizar o repouso após o exercício. Obviamente, terão o efeito inverso caso não seja feita de modo adequado e não tenha apoio de dispositivos que seu dentista pode gerenciar. Todo praticante de atividade física, profissional ou amador, precisa ter um corpo equilibrado e saudável para evitar problemas posturais e lesões articulares e ósseas. A odontologia do esporte estuda e aplica ações que relaxam as tensões usando aparelhos fisioterápicos que protegem os dentes, articulações e tecidos bucais, equilibram a mordida para melhorar a postura e melhoram o rendimento por melhorar a respiração e a força muscular geral. 16


PROTETOR BUCAL O protetor bucal é um dispositivo projetado para evitar a fratura de dentes, corte nos lábios ou qualquer outro dano à boca. Deve encaixar nos dentes de forma anatômica e ficar bem retido. No mercado existem os pré-fabricados e adaptáveis a qualquer pessoa. São baratos, mas geralmente caem da boca, machucam a gengiva e não promovem o adequado equilíbrio da mordida. Já o protetor personalizado confeccionado pelo dentista, favorece o equilíbrio dental, não cai da boca, e ainda melhora a respiração e a força durante a atividade física. Pode ser feito para a arcada superior ou inferior conforme a necessidade de cada um. O uso do protetor bucal personalizado diminui em 80% a chance de dano em caso de choque.

Benefícios do protetor bucal personalizado: • Confortável; • Não cai da boca; • Protege todos os dentes por igual, diminuindo chance de fraturas; • Pode ser usado por quem usa aparelho ortodôntico fixo; • Facilita a passagem do ar, melhorando a capacidade respiratória e a performance; • Melhora a potência do exercício ao ajustar a mordida durante a atividade.

PLACA OTIMIZADORA Em todos os momentos de tensão, seja durante a prática esportiva, trabalhando ou dirigindo, temos naturalmente uma tendência de “apertar os dentes”. Comprovadamente, essa ação nos dá mais estabilidade e força durante o exercício. Porém, quando nossa anatomia possui algumas pequenas imperfeições, mesmo que imperceptíveis, essa mordida tenciona toda a cadeia muscular mastigatória e a cérvico-escapular de uma forma prejudicial. Além da sobrecarga e tensão muscular essa mordida desalinhada tende a diminuir o espaço para passagem do ar tornado a oxigenação menos eficiente, favorece as inspirações mais curtas que levam o oxigênio somente a parte alta dos pulmões e assim aumenta o estresse geral do corpo. A menor oxigenação também favorece a formação dos radicais livres, aumenta a sensação de cansaço e nos faz sentir diariamente mais “preguiçosos” e menos produtivos no trabalho. As placas otimizadoras são dispositivos móveis que minimizam e ajustam os principais problemas anatômicos da mordida. Podem ser usadas durante a atividade física ou no dia a dia de qualquer pessoa.

Benefícios do protetor bucal personalizado: • Equilibra a mordida; • Diminui a tensão durante trabalho ou treino; • Protege os dentes e tecidos bucais; • Aumenta a POTÊNCIA durante o esforço; • Melhora o RENDIMENTO nas atividades físicas e trabalho; • Aumenta a disposição e reduz o cansaço após o exercício. Revista Expressão | Edição 01 | Ano 2017

17


TOXINA BOTULÍNICA E PREENCHEDORES Novos aliados da Odontologia.

Artigo por Andreia Poletto Fotografia por Fotolia®

TOXINA BOTULÍNICA A toxina botulínica é uma substância que quando

descobriu que o produto, quando injetado, relaxa-

aplicada em pequenas doses, bloqueia a liberação

va os músculos. Deduziu então que uma aplicação

de acetilcolina (neurotransmissor responsável

local, em determinados músculos, interrompia

por levar as mensagens elétricas do cérebro aos

momentaneamente o movimento muscular anor-

músculos) e, como resultado, o músculo não rece-

mal e, dessa forma, corrigia alguns problemas.

be a mensagem para contrair-se. Essa toxina co-

O uso cosmético da toxina botulínica começou após

meçou a ser usada na oftalmologia para tratamen-

o uso terapêutico. No Brasil, a marca BOTOX® foi

to não cirúrgico do estrabismo. No fim da década

aprovada em 1992 para indicações terapêuticas e,

de 70 o oftalmologista americano Alan B. Scott

em 2000, para o tratamento de rugas e hiperidrose

18


FOTOLIA®

axilar e palmar. Por ser a primeira marca comercial aprovada a empresa BOTOX® tornou-se muito

PREENCHEDORES

conhecida e, por isso, sinônimo do procedimento. Mas na verdade existem várias marcas comer-

Os preenchedores orofaciais, principalmente o

ciais disponíveis como, por exemplo, o Dispor,

ácido hialurônico, ganharam força na odontologia

Prosigne e muitas outras.

com uma percepção mais integral do paciente. O

Para a odontologia o uso é muito mais recente. Sua

sorriso é o nosso cartão de visitas, mas o sorriso

aplicação é variada auxiliando na redução da dor

está em uma face, que contêm varias estruturas

orofacial, dores de cabeça e redução do bruxismo.

que merecem atenção.

Para efeitos estéticos, a toxina pode ser aplicada para reduzir a exposição da gengiva ao sorrir, e

Hoje com tratamentos menos invasivos conse-

também para diminuir a tração da boca para baixo

guimos fazer vários ajustes e resolver proble-

formando as “linhas de marionete”.

mas antiestéticos além de prolongar a aparência jovem. Com uma avaliação global do paciente, o

Principais usos odontológicos: Bruxismo, Sorri-

dentista é capaz de eleger uma série de técnicas

so gengival, Linhas de marionete, Sorriso invertido.

para melhorar a aparência da face. Desde a reabilitação dentária para corrigir o sorriso e a perda

Outros usos: diminuir a potência mastigatória em

da dimensão vertical, esta perda, muitas vezes é

casos de implantes, enquanto se está esperando o

a principal causa para as linhas de marionete e

tempo de osteointegração, correção de sorrisos as-

para lábios finos, até a complementação estética

simétricos ou tortos, diminuição de dores orofaciais

com preenchedores intra orais e extra orais como

de origem muscular, diminuição de cefaléia e dores

correção de sulcos muito profundos e regulariza-

de ATM, correção de assimetria de face.

ção do volume dos lábios.

Revista Expressão | Edição 01 | Ano 2017

19


QUALIDADE EM SAÚDE Foco na prevenção. Artigo por Grupo Qualidade em Saúde

O Grupo Qualidade em Saúde é uma rede de dentistas com mais de 500 clínicas odontógicas em todo o Brasil. Somos uma força nacional com atuacão estratégica local presente em 17 Estados e no Distrito Federal, em mais de 100 cidades de norte a sul do país. Atendemos as mais diversas especialidades odontológicas com foco principal na manutenção da saúde bucal de nossos pacientes. Nosso objetivo é diminuir a incidência de doenças bucais através de um processo preventivo focado no perfil de cada paciente, levando bem-estar e qualidade de vida a todos os nossos clientes. Atuamos através de nossa rede de clínicas com campanhas preventivas para diversos públicos, como Idosos, Gestantes e Crianças, além das demais faixas etárias que conhecem o benefício de evitar dores e doenças bucais crônicas através do Check-up Preventivo Digital®, exames detalhados que propiciam a nossos profissionais um acompanhamento preventivo que pode evitar o aparecimento de doenças ou detectá-las em fase inicial, facilitando o tratamento e cura. Nossa Unidade Móvel de Atendimento percorre o país apoiando as campanhas preventivas e realizando ações sociais com orientações e procedimentos básicos para pessoas de baixa renda. Conheça mais sobre o Grupo Qualidade em Saúde e nossas clínicas através do site www.grupoqualidadeemsaude.com.br.

20


SORRIA SEM MEDO! Sorria confiante.

Artigo por Andreia Poletto

Você já ouviu falar em estética vermelha? Numa analogia, podemos pensar no sorriso como uma obra de arte em que os dentes são a pintura e as gengivas a moldura. Uma boa pintura merece uma moldura a altura e é ai que entra a estética vermelha, uma alusão a cor vermelha, sinal de uma gengiva saudável. A odontologia moderna permitiu aos dentistas melhorarem a cor

“Estética Vermelha é uma Arquitetura Gengival”

dos dentes com clareamentos e facetas, e corrigir sua forma com cerâmicas e resinas. Feito isso as atenções se voltam para a gengiva. A estética vermelha é uma “arquitetura” gengival que permite uma apresentação muito mais bonita dos dentes e favorece um sorriso mais amplo e iluminado.

ANESTESIA quase SEM DOR Artigo por Andreia Poletto Fotografia por Pressfoto / Freepik

ANESTESIA ELETRÔNICA Hoje, podemos deixar a dor e o medo da anestesia na antiga Odontologia. Os equipamentos para realização eletrônica da anestesia, trazem tecnologia e a oportunidade de reduzir drasticamente o desconforto na maioria dos casos, em todos os tratamentos odontológicos: restaurações, tratamento de canal, prótese, cirurgia, implante, odontopediatria, entre outras.

SEGURANÇA Como o equipamento injeta anestésicos com precisão suficiente para restringir a droga à região a ser tratada, o dentista obtém uma anestesia eficaz com menos de 1/3 da quantidade do anestésico usado numa técnica tradicional. Uma dose menor e mais eficaz, mais restrita a região da aplicação, significa menor toxicidade. Com isso é reduzido em muito o risco de efeitos colaterais, como os relacionados ao Sistema Cardiovascular e ao Sistema Nervoso Central.

BOCA ADORMECIDA, NUNCA MAIS Também é desconfortável terminar uma consulta e sair com a boca adormecida, ficar com a fala e a expressão prejudicada, e correr o risco de se lesionar ao morder acidentalmente lábios ou língua insensíveis. A anestesia eletrônica proporciona algumas técnicas que anestesiam somente os dentes que serão tratados e não os lábios, a bochecha ou a língua. Ao final da consulta, você vai se surpreender por sair do consultório sem nenhum sinal de dormência na boca, pronto para os próximos compromissos do dia.

Revista Expressão | Edição 01 | Ano 2017

21


ESTÉTICA E SAÚDE BUCAL Nosso maior valor é cuidar de você.

Artigo por Andreia Poletto Fotografia por Claudio Neves

O sorriso é a combinação de boca, lábios, gengi-

Essa é a visão que a Expressão Odontologia tem da

vas e rosto, organizados de uma forma harmonio-

saúde bucal. Por isso oferecemos o que o que há de

sa. Uma boca saudável e bela nos faz sentir bem,

melhor na odontologia mundial como o Check-up

e assim nos tornamos mais confiantes, o que nos

Preventivo Digital® e o Digital Smile Design® aos

possibilita alcançar importantes conquistas. A

nossos pacientes. Além, é claro, de muitos outros

odontologia evoluiu muito nos últimos anos e hoje

procedimentos tradicionais como implantes den-

é uma aliada para transformação da beleza pes-

tais, coroas e pontes dentais, tratamento de canal

soal e da conquista da saúde.

e clareamento.

Na Expressão Odontologia você encontra: • Check-up preventivo digital; • Estética dental; • Clareamento dental; • Lentes de contato dental; • Facetas; • Alinhador dental invisível; • Implante dental; • Odontologia do esporte; • Aparelho para amenizar ronco e apnéia;

• Tratamento do bruxismo; • Terapia com toxina botulínica; • Restaurações de resina e cerâmica; • Prótese odontológica; • Ortodontia; • Ortopedia funcional dos maxilares; • Cirurgia oral menor e enxertos; • Tratamento de canal.

wwww.expressaoodonto.com.br 22


gritoempresarial

ESCOVE OS DENTES! Nunca esqueça!

Ao acordar, após as refeições e antes de dormir.

SUA MAIOR PREVENÇÃO E NOSSO MAIOR VALOR É CUIDAR DE VOCÊ.


Leve a Revista Expressão para o seu Smartphone

gritoempresarial

ESTÁ SEM TEMPO?

Profile for Expressão Odonto

Revista Expressao  

Revista Expressao  

Advertisement