Issuu on Google+

Outubro/2009

Revista Expans達o |

1


2

| Revista Expans達o

Outubro/2009


Outubro/2009

Revista Expans達o |

3


4

| Revista Expans達o

Outubro/2009


Outubro/2009

Revista Expans達o |

5


[ Index ]

16 Entrevista

Geraldo Castelli destaca a importância do Brasil em melhorar a sua hospitalidade para a Copa de 2014

22 Nossa Capa

A Escola de Educação Infantil Gente Moleque completa 15 anos e conta sua trajetória de sucesso

26 Rota Expansão

Santa Cruz do Sul no clima de folia e celebração cultural com a maior festa alemã do Estado, a Oktoberfest

52 Reportagem Especial

No mês em que se comemora o Dia do Médico, presidentes de entidades afirmam o que é ética

90 Educação

A vocação do professor é posta na mesa com depoimentos e reflexões por representantes e exemplos

SEÇÕES 10 14 24 36 38 40 56 88 89 96 128 130 132 134 140 142

Cartas Frases Crônica - Osvino Toillier No Provador - Silvana Homrich Estilo & Atitude - Maggda Rammé Mombach Comportamento - Cris Manfro Casa & Estilo - Jaqueline Fischer Zapelini Golfe Classic - Luis Carlos Baumgarten São Leopoldo Tênis Clube Pensando Bem - César A. C. da Silva Práticas Empresariais - Gilberto Mosmann Cada Vez Melhor - Daniel Müller Informe Tributário - Ângelo Roberto Justen Sobre Nós e Outras Coisas - César A. Pessin Departamento Jurídico - Eric Eduardo Snel Tornquist Ponto de Vista - Regis da Silva Brito

100 Premiação

Já está aberta a votação para escolher os vencedores do Prêmio Distinção Expansão no site da revista

102 Teatro

Um dos mais tradicionais espetáculos gaúchos completa 25 anos e marca presença no Vale do Sinos

106 Personality

Hebe Camargo, a carismática apresentadora revela-se mais encantadora em passagem por Novo Hamburgo

110 Perfil

A atriz Luana Piovani fala de sua vida profissional, dos projetos em andamento e de seus planos

122 Sem Fronteiras

Revelamos as mais belas nuances da Suíça, país que conquista com suas pequenas grandezas

6

| Revista Expansão

COLUNAS 64 69 70 72 74 75 76 78 80 81 82 84 85 86

Zita Pereira Night Forte - Roberta Pletsch Society - Gelaina Barbieri São Leopoldo - Letícia de Oliveira Campo Bom - Juraci Reichert Sapiranga - Cleber Arnhold Paranhana - Renata Martins Gramado - Tela Tomazeli Canela - Fabiane Michaelsen Nova Petrópolis - Kassandra Dorneles Encosta da Serra - Sandra Hess Vale do Caí - Édio Otto Trein Flash Santa Cruz do Sul - Ana C. dos Santos e Sandro Viana

Outubro/2009


Outubro/2009

Revista Expans達o |

7


[ Carta ao Leitor ]

Hora de

aumentar as velinhas!

A

o invés de apagar, vamos acrescentar. Estou fazendo pirraça que nem criança, afinal de contas, esse é o mês delas. Eu mudo a frase porque eu que escrevo mesmo e faço como quero. Estou brincando! Há uma justificativa para isso. Não estou sendo ríspida. É que a edição deste mês traz tantas comemorações que todos merecem um Parabéns a você! e, ao invés de apagarem suas velas, eles estão aumentando seus anos de sucesso. Seja pelo exemplo voluntário da Liga Feminina de Combate ao Câncer de Novo Hamburgo, no Voluntariado, que completa 25 anos; pela trajetória ímpar dos “loucos da Sbórnia” de Tangos & Tragédias, no Teatro, que completam a mesma idade de estrada; ou seja ainda pelos 15 anos da Gente Moleque, que é Nossa Capa neste mês. Há também as celebrações artísticas e culturais da melhor e maior Oktoberfest do Estado, em Santa Cruz do Sul, em sua edição anual, que também sempre aumenta e não diminui. Outro motivo para aumentar as velinhas. A Rota Expansão, além das atrações da tradicional festa alemã, mostra o que a cidade santa-cruzense tem de melhor. E junto com as velinhas sempre temos a preocupação com a saúde, porque a cada ano aumentamos nossas “primaveras”. Em Vida&Saúde, damos a sugestão para quem quer parecer mais jovem de fazer plástica sem corte pela bioplastia – uma técnica que ganhou reconhecimento mundial e é pioneira de Porto Alegre.

Capa: Kelin Becker e Francisco Roennau, diretores da Escola de Educação Infantil Gente Moleque, com alunos

8

| Revista Expansão

Outubro/2009


Fábio Winter/Especial

As voluntárias da Liga Feminina de Combate ao Câncer de Novo Hamburgo

E falando em juventude, a Hebe Camargo concedeu-nos entrevista para o nosso Personality. Ela que não tem vergonha de quantas “primaveras” tem e se sente orgulhosa disso. E ainda no tema saúde, o Inovação divulga uma nova técnica de cicatrização que está sendo conhecida no Estado pela Santa Casa de Porto Alegre. Ainda seguindo a linha do raciocínio de aumentar as velinhas e não apagá-las, a Revista Expansão está comemorando seus dez anos de circulação no Estado e pontua uma década em sua história. Uma de suas ações para este ano é o Prêmio Distinção Expansão que está com sua votação disponível no site, saiba mais na seção Premiação. Vote! E para finalizar o nosso encontro nesta edição, a Entrevista provoca uma reflexão sobre a maneira hospitaleira que temos. O diretor da Escola Superior de Hotelaria de Canela, Geraldo Castelli, um dos pais da hotelaria no País, coloca que é necessário melhorar a hospitalidade brasileira se quisermos fazer bonito na Copa de 2014. E por falar em reflexão, a nossa Reportagem Especial estimula sobre a ética dos médicos e a nossa série Educação sobre a vocação de ensinar, educar e construir. E não deixe de saborear uma boa leitura com o nosso Sem Fronteiras, que mostra as peculiaridades da Suíça pelos olhos de uma linda estudante. Um feliz Dia da Criança para todos os leitores porque não podemos perder nunca o “moleque” que temos dentro de nós. Boa leitura!

Secretária de Redação

Foto: Ana Paula Lenz | Ana Paula Lenz Fotografias | (51) 3035-1233 Direção de fotografia: Ana Conti | Revista Expansão Cabelo|Maquiagem: Juliano Almeida | Márcia Langer Beauté Spa & Centro de Beleza | (51) 3065-6972 Tratamento de imagem: Ana Paula Lenz | www.anapaulalenz.com.br

Outubro/2009

Revista Expansão |

9


[ cartas ] Joel Reichert/Especial

NOVO ENDEREÇO A Revista Expansão dá um grande passo no caminho da sua história e, partir de agora, está localizada em novo endereço: Rua Quintino Bocaiuva, 99 Centro - Novo Hamburgo, em uma ampla sede própria, aguardando a sua visita.

10

| Revista Expansão

Novas instalações Caros amigos da Expansão: desejamos muito sucesso a todos vocês, proprietários, diretores, repórteres e funcionários desta magnífica revista, que há dez anos faz parte da vida de toda a região e porque não dizer do Estado do Rio Grande do Sul, agora em sua sede própria. Parabéns e muito sucesso e nós aqui estamos sempre prontos a “servir com união, companheirismo e amizade”. Antônio Elton Zarth e Clari Governador do Distrito LD-2 de Lions Clube Novo Hamburgo  Parabéns por esse importantíssimo passo, que advém da consistência econômico-financeira da empresa, que dá a toda a equipe da revista o  contagiante entusiasmo de ter sua casa própria e que fortalece o conceito da “expansão” perante seus anunciantes e leitores. Registrem a minha admiração pessoal por essa nova etapa, das tantas já vencidas, com a certeza da solidez da organização frente a quaisquer desafios. Gilberto Mosmann Consultor de Negócios Novo Hamburgo

Outubro/2009


Grandes amigos Sérgio e Ana! Com muito orgulho que recebo a informação de que a Revista Expansão  está de casa nova e, além de tudo, própria. Parabéns e qualquer hora dessas apareço aí para brindarmos a ocasião. Marcelo Seffrin Músico, compositor e publicitário Santa Cruz do Sul

Sérgio e Ana: parabéns pelo novo endereço. Com certeza em breve estarei fazendo uma visita para ver de perto mais esta etapa de sucesso. Losa Kirsch Empresária - Novo Hamburgo

Ficamos muito contentes com o convite recebido para conhecer a nova sede da Revista Expansão e, principalmente, em saber que é própria. Sem dúvida é merecida. Parabéns por essa conquista. Com certeza iremos visitá-los. Um grande abraço e sucesso. Karin Gerber Kupske Use Propaganda Novo Hamburgo

Ana e Sérgio: parabéns e que vocês sejam ainda mais felizes e vitoriosos na nova casa. Vocês merecem. Tenho o maior respeito pelo trabalho e pela garra da equipe Expansão. Abraços. Ângela Blauth Representante Editora Globo - Novo Hamburgo

Outubro/2009

Fica registrado novamente os meus parabéns pela aquisição da casa. Sucesso e muita felicidade a vocês em especial e também aos demais funcionários da Expansão. Michele Souza Marketing - Novo Hamburgo

Mais sucesso para toda a equipe da Revista Expansão no novo endereço. Taís Vieira Publicitária - Novo Hamburgo

Estou lembrando agora da primeira vez que vocês falaram comigo. Eu gosto de todo mundo, mas não posso negar que amo as pessoas que trabalham muito, que são honestas e que respeitam muito os outros. E vocês são pessoas que merecem cada conquista que tiveram. Raquel Guimarães Jornalista Novo Hamburgo   Nós da Continental Ar Condicionados expressamos nossos votos de muito sucesso e progresso nesta nova casa, e que a qualidade e a capacidade de todos sejam sempre mais e mais. Moacir Ramos Gerente de Vendas Continental Eletronics Porto Alegre

Revista Expansão |

11


[ cartas ]

Parabéns pela conquista, gente. Dóris Hess Marketing da Herval Dois Irmãos Desejamos sucesso nesta nova etapa da Revista Expansão. Major Cleber Valinodo Pereira Comandante Corpo Bombeiros de NH Adriana Kayser Agente Cultural do Sesc Novo Hamburgo

Parabéns pela casa nova, ainda mais sendo sede própria. Resultado de sucesso e trabalho bem feito de todos vocês da Expansão. Muito show também o vídeo do making off sobre o editorial de moda Primavera disponibilizado no site. Parabéns. Muito  legal esta ação, o site de vocês está muito  lindo, dinâmico. Abraços para toda a Equipe Expansão. Maria Helena Fleck Mídia Y Propaganda Novo Hamburgo

Ana, parabéns pela nova conquista, casa nova, vida nova e que a cada dia prosperem mais. Parabéns e felicidades a você e a toda sua equipe. Andrea Moog Klein Psicóloga Novo Hamburgo Parabéns à Revista Expansão. Que continuem a expandir no caminho do sucesso. Contem com a MAC para o que precisarem. Carlos Lopes Diretor da [MAC] Maquinário Assessoria de Comunicação Porto Alegre Parabéns pela conquista. Compartilho da alegria de vocês, desejando muito sucesso na casa nova. Abraços. Magna Sperb Artista plástica Novo Hamburgo

Vale do Paranhana Renata, gostaria de agradecer, através deste, a forma carinhosa que você retratou o aniversário de 15 anos da Eduarda em sua coluna na Revista Expansão de setembro. Ficamos muito felizes e nos colocamos à sua disposição sempre que precisares. Ricardo Luiz Neumann Diretor da Citral Transportes e Turismo Taquara

Cada vez mais linda Quero agradecer a toda equipe da Expansão, em especial a Ana e ao Sérgio, pela força que nos deram colocando a matéria sobre nossa mudança de endereço. A revista está cada vez mais linda, mais elaborada e com matérias bem legais mesmo. Parabéns a todos e muito obrigada. Márcia Carasai Baptista e Andréa Carasai Strassburger Sócias da Mercado do Sapato Novo Hamburgo

Bambuterapia  Sandra, aproveitamos para parabenizá-la e agradecer pela excelente matéria veiculada na edição 118, de setembro 2009, que trata o bambu como extensão dos dedos. A Expansão é uma revista com muitas qualidades, é um prazer tanto lê-la, como fazer parte de suas reportagens. Forte abraço. Danielle Franco Médica - Dois Irmãos Juliana de Jesus/Especial

Editorial Moda Primavera Gostaria de parabenizar pelo belíssimo trabalho que toda equipe da Revista Expansão vem realizando nos editoriais de moda. O bom gosto fica evidenciado em cada foto, em cada palavra que designa a abertura do editorial, em cada detalhe dos produtos e objetos das produções. Parabéns a todos vocês pelo imenso profissionalismo. Para todos nós, da Doce Sal, é um imenso prazer podermos fazer parte deste projeto que já emana sucesso. Grata por nos enviar o vídeo, o mesmo já está sendo repassado para todos nossos clientes; não temos como deixar de compartilhar nossa alegria. Um forte abraço. Priscila Castoldi Gerente-executiva da Doce Sal Novo Hamburgo

Acima das expectativas

assista ao vídeo no site www.revistaexpansao.com.br

12

| Revista Expansão

O editorial de moda primavera da edição de setembro é, verdadeiramente, trabalho de profissionais. Acima das expectativas. Comprova que a Revista Expansão caminha na direção de ser a revista de variedades número 1 do Rio Grande do Sul até 2010. Realmente a Expansão está cada vez melhor. Um forte abraço a todos! Daniel Muller Palestrante motivacional da Dale Carnegie Training Novo Hamburgo

Outubro/2009


Outubro/2009

Revista Expans達o |

13


[ Frases ] Fotos: Divulgação

Ricardo de Moraes/Divulgação

Aceitei, pois esperava que isso fosse melhorar minha posição na equipe neste período crítico da temporada. Nelsinho Piquet, piloto da Renault na Fórmula 1, em documento no qual revela que bateu de propósito no GP de Cingapura para ajudar a equipe. Nelsinho disse que foi pressionado pela diretoria da equipe e que estava em um “estado emocional muito frágil”; pois não sabia se teria o seu contrato renovado.

Adoro Novo Hamburgo, é uma cidade linda, só que tem muitos buracos nas ruas. Hebe Camargo, cantora, atriz e apresentadora de TV, durante entrevista que concedeu na Fenac, ao lado do prefeito de Novo Hamburgo, Tarcísio Zimmermann, quando marcou presença na Festa Nacional do Sapato.

Minha audiência está baixando porque quem me assiste está morrendo. Silvio Santos, apresentador

e dono do SBT, ao explicar o motivo da queda de audiência de sua emissora.

14

| Revista Expansão

Outubro/2009


Outubro/2009

Revista Expans達o |

15


[ ENTREVISTA ]

Fotos: Aline de Melo Pires/Especial

16

| Revista Expans達o

Outubro/2009


Geraldo

Castelli Professor de hotelaria fala sobre a necessidade de um programa, pelo menos gaúcho, de hospitalidade para a Copa de 2014

G

Se quisermos fazer bonito para a Copa precisamos de um programa educacional para o povo que precisa ser mais hospitaleiro do que já é.

Outubro/2009

Por Graziela Dannenhauer

eraldo Castelli, 69 anos, é natural de Nova Prata e se graduou em Economia, na Suíça. Regressou de lá e ingressou na Secretaria Estadual de Turismo do Rio Grande do Sul. Em meados da década de 70, não havia instituições superiores de hotelaria no País. Ele e o governo gaúcho criaram a primeira Faculdade de Hotelaria do País, em 1978, e a vincularam à Universidade de Caxias do Sul. Depois de dez anos dirigindo a instituição, criou o Centro de Estudos Turísticos e Hoteleiros. Em 2000, fundou a Escola Superior de Hotelaria, em Canela. “É diferente de um curso escolar. Trabalhamos, permanentemente, com conhecimentos, habilidades, atitudes e perspectivas. É uma estrutura inovadora do ponto de vista do processo formativo”, compara. Castelli é autor dos livros Gestão Hoteleira e A Hospitalidade, que hoje estão presentes em, praticamente, todas as Faculdades de Hotelaria e Turismo do País. “Não existiam livros na época sobre o tema, tivemos que fazê-los para podermos ter uma linha de raciocínio”, explica o professor. Com know-how para falar sobre hotelaria, quase parecendo o pai dela no Brasil, e com a proximidade da Copa do Mundo de 2014, Castelli faz uma provocação ao povo e ao governo brasileiro: “Se quisermos fazer bonito para a Copa necessitamos de um programa educacional para o povo que precisa ser mais hospitaleiro do que já é. É imprescimdível que as pessoas saibam como lidar quando o turista pedir uma informação na rua, é o frentista atender muito bem o cliente, entre outros exemplos que precisam ser melhorados ainda”. Para a Copa, diz ele, já existe uma boa estrutura hoteleira na Grande Porto Alegre e na Serra. “Gramado, Canela, Caxias do Sul, Bento Gonçalves e a Região da Uva e do Vinho são um pólo turístico. Tudo está pertinho dali. Eu acredito que independente dessas regiões serem subsedes ou não, os turistas vão passar por ali de qualquer maneira e movimentar a economia dos municípios.” O que falta mesmo, segundo Castelli, é que iniciativas privadas e públicas se organizem para implantar o programa educacional para a hospitalidade no Brasil ou no Rio Grande do Sul. “É necessário que a população saiba o que é hospitalidade”, destaca Castelli.

Revista Expansão |

17


[ ENTREVISTA ] O que é hospitalidade? É um processo que envolve o ato de receber, de hospedar, de alimentar, de entreter e de despedir-se (do visitante) e que está dividido em três grandes domínios - área profissional (comercial), doméstica (privada) e pública (social). Cada um comporta o mesmo processo da hospitalidade. Por exemplo, na área privada, temos em nossa casa uma maneira de receber os nossos visitantes, que na maioria faz parte do âmbito da grande família. Nós os recebemos, os hospedamos, os alimentamos, damos para eles algum tipo de diversão e nos despedimos deles. E qual a principal preocupação com a proximidade da Copa do Mundo? O que nos preocupa é a maneira como a hospitalidade se dará nos demais domínios, comercial e público, que movimentarão a economia local antes, durante e depois da Copa. O que o domínio comercial, que é constituído pelos serviços, está fazendo para capacitar seus funcionários à hospitalidade necessária? E o privado também precisa estar familiarizado com a hospitalidade. Como os gaúchos e os brasileiros vão receber esPor isso, ses milhares de turistas durante a Coquestiono como pa? Como é que o País está se prepaos gaúchos e os rando para receber maravilhosamente brasileiros vão bem o turista? Existem ações públicas receber esses ou privadas, mas sobretudo públicas, milhares de que vem ao encontro de prepararmos não só estádios, acessos, hotéis, mas turistas durante a os profissionais e a população? Alguns Copa? Como brasileiros podem tratar bem o visitané que o País está te, outros podem tratar mal, outros pose preparando dem ignorá-los e essa é a preocupação para receber porque é necessário que todos, sem bem o turista? distinção, tratem bem os turistas para que eles saiam daqui com uma boa imagem, boa experiência, boa vivência e gratificados. Mas de quem é essa responsabilidade? É do poder público. Ele que tem o dever de cuidar das cidades para receber seus visitantes e de preparar seus moradores para acolhe-los. Se você chega em uma cidade, onde as praças, os jardins e as casas estão desleixadas, você não tem vontade de ficar ali e não fala bem do lugar. Isso significa que você não está sendo bem recebido, certamente! A gente tem que arrumar nossa casa um pouco melhor para recepcionar um visitante, como fazemos sempre. Temos que ter nossa cidade bem arrumadinha, com flores, bem pintada, bem cuidada, bem limpa. E isso o poder público está fazendo. Agora temos que fazer o quê? Começar a capacitar o nosso cidadão para incorporar a cultura da hospitalidade e também em nossos hotéis, porque o funcionário pode ser prestativo, mas não hospitaleiro, ao tratar um hóspede.

18

| Revista Expansão

Geraldo Castelli

O Brasil já é conhecido no mundo como um País hospitaleiro. E com a Copa de 2014 seria o momento oportuno para mostrar essa peculiaridade? Seria o momento oportuno se olharmos de maneira inteligente e vislumbrarmos a multiplicação de turistas no pós-Copa, mas para isso, o Brasil precisaria desenvolver um programa nacional de educação à hospitalidade, para atender aos visitantes que virão por ocasião dela. Sua estadia deve ser maravilhosa. Eles devem ser recebidos de forma emocionante, típico da nossa cultura, fazendo com que ele passe conosco uma experiência fenomenal e diga isso para os seus amigos, familiares, colegas e conhecidos. Esse público não conhece o Brasil e pode vir para cá. Aqueles que vieram passam a ser, após a Copa, um grande multiplicador turístico brasileiro. Como o senhor explicou - um dos princípios da hospitalidade é arrumar a casa e estar bem preparado -, infelizmente, no Brasil, ainda é necessário arrumar muitas estradas, muitos banheiros públicos e diversas infraestruturas para a Copa. Como o senhor vê essa relação? O poder público assumiu o compromisso de fazer a infraestrutura, sem a qual a Copa não sai. Temos que preparar a nossa estrutura física e também a qualificação dos serviços. A Confederação Nacional do Turismo está começando a se preocupar com a capacitação profissional para darmos um serviço um pouco melhor. Vou muito além disso, não se trata só de preparar o time, a infraestrutura, capacitar um pouco melhor os profissionais para poderem executar um serviço, todas as três grandes ações são vitais, são básicas, sem as quais não sai Copa nenhuma. Agora, a bandeira que estou levantando vai além do, imediatamente, perceptível. O que defendo é que, de uma forma bastante inteligente, nós, além dessa capacitação, possamos permear as comunidades e o País como um todo na cultura da hospitalidade para que todos os cidadãos possam agir com uma atitude hospitaleira. Eu digo, todos os cidadãos. Então, sobretudo as cidades que sediam a Copa ou as regiões que são destinadas como subsede, na minha opinião, deveriam, pelo menos, introduzir um programa que ensine e estimule a hospitalidade entre os moradores. E qual seriam as opções para estimular a hospitalidade no Brasil? A gente, da Confederação Nacional do Turismo, já pensou em criar o Dia Nacional da Hospitalidade. Por que, uma sugestão, não criamos esse dia para os anos que antecedem a Copa? E nesse dia, as entidades responsáveis pelos programas de estímulo à hospitalidade poderiam disseminar um pouco mais essa cultura. A hotelaria brasileira pode sofrer alguma mudança drástica com o pós Copa? Já pensei nisso. Eu diria que, de todas as entidades brasileiras organizadas, a hotelaria seja a mais sensível para isso. Porque ela pratica, diariamente, de alguma maneira, a hospitalidade. Ela sofreria uma trans-

Outubro/2009


Outubro/2009

Revista Expans達o |

19


[ ENTREVISTA ]

Geraldo Castelli

formação antes, durante e depois da Copa. O cidadão como um todo. Se nós permearmos uma comunidade com a cultura da hospitalidade, estaremos estimulando também a cidadania porque, por meio da hospitalidade, as pessoas se tornariam mais educadas, mais gentis, mais solidárias. O senhor acredita que consiga mudar ou aprimorar a cultura da hospitalidade no Rio Grande do Sul? Claro. Dentro de uma atmosfera de conveniência pacífica, estamos praticando os atributos ou as virtudes da hospitalidade. E com isso, crescemos como cidadãos. Então, se o governo brasileiro entender essa ideia, estaremos desenvolvendo a cidadania com “C” maiúsculo. E qual a relação dessa hospitalidade com a segurança pública, que é considerada um caos em algumas metrópoles? A segurança é um pressuposto básico, é uma responsabilidade fundamental para quem quiser receber turistas. Se ela não existe, compromete-se todo o processo e essa responsabilidade é uma tarefa do poder público, que deve garanti-la, sim, porque é um fundamento da hospitalidade. Ela se faz necessária para que o visitante sinta-se seguro em todos os aspectos. Isto lhe preocupa? Claro. A segurança não está relacionada apenas aos aspectos físicos, como de você ser assaltado. Deve-se olhar com muito mais abrangência, que apenas à crítica policial, mas nas questões alimentares e médicas. Por exemplo, se me acontece alguma intoxicação alimentar, preciso de um posto de saúde e onde está o posto? Se estou em uma outra cidade, onde estão as placas, quem pode me informar, onde tem um policial? Essas são questões que passam pela nossa cabeça. Ela tem um leque de atuação complexo, mas compete ao poder público, evidentemente, assegurar a segurança. Por isso, torno a dizer que sem ela não existe hospitalidade. O senhor acredita que o RS está preparado para atender a demanda da Copa de 2014? Nós ainda temos que correr se quisermos atingir um bom patamar de qualidade de serviços, temos que investir ainda nessa capacitação. Eu diria que precisamos ir um pouco mais além, fazer com que eles executem esse serviço com atitude hospitaleira. Quero que o recepcionista, o garçom, os profissionais de hotelaria executem, eficientemente, suas funções, mas com uma atitude hospitaleira. Eu acho que existem desafios. As regiões devem qualificar melhor os seus funcionários e empregar em seus colaboradores a cultura da hospitalidade. A Copa ocorre daqui cinco anos, o senhor acredita que há tempo suficiente para superar as deficiências no setor hoteleiro do Brasil e no RS? Sim, tem tempo suficiente para isso, mas é preciso que as medidas sejam tomadas com mais agilidade se quisermos ter o sucesso que devemos ter. Eu estou vendo que algumas ações já estão sendo tomadas em termos de organizações nacionais e confederações. Elas estão se agilizando, mas poderiam fazer mais .

20

| Revista Expansão

Outubro/2009


Outubro/2009

Revista Expans達o |

21


[ Nossa Capa ]

Fotos: Ana Paula Lenz/Especial

Equipe da escola faz a diferença promovendo a integração em diversas áreas do aprendizado

Gente Moleque faz 15 anos com a alegria de brincar num balão

A “

legria brincando num balão, piquenique, mochila, cambalhota...” O hino da Escola de Educação Infantil Gente Moleque é apenas uma das maneiras de falar do foco na alegria que conduz esta instituição de ensino. Há 15 anos, a filosofia é estimular o desenvolvimento da criança em um ambiente harmônico, tranquilo e desafiador. Para isso, alia a atenção aos cuidados, brincadeiras e aprendizagens com a valorização do simples, a alegria na vida diária e a conscientização ambiental. A proposta é respeitar a singularidade de cada criança, para que, em suas vivências, sejam capazes de criar, questionar, construir caminhos e alicerçar sua personalidade com princípios de amor, respeito, verdade e fé.

22

| Revista Expansão

Afeto é ferramenta principal do desenvolvimento na escola de educação infantil hamburguense Por Aline de Melo Pires

Há um momento em que nossos filhos, por necessidade ou opção, precisam sair de perto de nós e a escola passa a ser a parceira ideal neste processo e toma, na maioria das vezes, a maior parcela neste compromisso de ensinar. No entanto, a preocupação em proporcionar um ambiente afetivo onde nossos filhos vão ser respeitados por ser do jeito que são e

Outubro/2009


vão ser estimulados com segurança, acompanha a busca pela escola ideal. Foi objetivando esta confiança que surgiu uma das mais tradicionais e respeitadas escolas de educação infantil em Novo Hamburgo. Dirigida por Kelin Becker e Francisco Roennau, a Gente Moleque é a única na cidade que possui duas unidades. Há três anos e meio, Kelin e sua equipe realizaram um sonho ao inaugurar a Casa Babies. Localizada na Rua Almirante Barroso, esta unidade atende crianças de 0 a 3 anos e foi criada para atender os pequenos com grandes cuidados. “Nesta idade as crianças necessitam de mais atenção, envolvendo recursos diferenciados, priorizando mais higiene e segurança”, afirma Kelin, que é pedagoga com especialização em psicopedagogia e mãe de João Felipe, 7 anos, e de Antônia, 3. A Casa Kids fica na Rua Heller e atende pequenos de 3 a 6 anos, priorizando para os maiores muito estímulo e informação. Visitando as duas unidades, é possível visualizar a filosofia da escola em cada espaço. Tudo é organizado com especial respeito à diversidade e à liberdade para criar. As salas de aula são personalizadas pelas turmas e há muito espaço para expor os trabalhos e ideias das crianças. “O desenho e as artes na educação infantil são uma forma de escrever, de se comunicar com o mundo que as cercam”, ressalta Kelin.

E para cultivar todas estas propostas, os pais dos alunos da Gente Moleque são grandes parceiros na construção de uma aprendizagem significante e prazerosa, com conhecimento e participação nas atividades propostas. Kelin ainda destaca que todos os profissionais que atendem aos alunos são capacitados com formação em magistério, pedagogia e alguns pósgraduados em psicopedagogia, e, principalmente, que boa parte de sua equipe está na escola há muitos anos: “Estamos juntos há 10, 15 anos, o que faz a Gente Moleque ser nossa. A escola também atende à regulamentação do plano do Conselho Municipal de Educação. Todas as atividades são embasadas em um Plano de Curso adequado às respectivas faixas etárias”, diz a diretora pedagógica, ao comentar que o sucesso que a escola oferece é fruto do trabalho de toda sua equipe. Os alunos também contam com profissionais de apoio, como psicóloga, nutricionista, fonoaudióloga, odontopediatra, além de seus professores de aula curricular: inglês, teatro e educação física e as opcionais como capoeira e ballet.

Projetos Dentre muitos trabalhos desenvolvidos na escola, destacam-se dois projetos criados, respectivamente, pelas professoras veteranas Maria Fátima Mores e Cristiane Hermann, a partir do interesse identificado nas crianças. O Moleque Leitor, que objetiva criar um momento especial para os contos infantis, despertando nas crianças o interesse e o hábito de ler. O outro é de Educação Ambiental Curupira, que tem compromisso com ações simples como a separação do lixo e pela qualidade de vida. “Tenho muito orgulho de ver nossos pequenos demonstrarem o respeito pelo ambiente, com atitudes espontâneas”, salienta Kelin com gratidão à “bandeira verde” que foi trazida para a escola. “Acima de tudo queremos deixar boas lembranças de uma infância feliz, pois, como nos lembra Lya Luft, ‘a infância é o chão que caminharemos por toda a nossa vida’.” E um exemplo bem claro desta afirmação é a história de Vanessa Moschen, 19, ex – aluna e hoje professora da escola.

Às vezes parece inacreditável, eu estava lá, no primeiro ano da escola. Aprendendo a brincar, a sorrir, a abraçar e a amar. Estou de volta, na verdade o destino não se explica. Mas hoje sei por que faço parte desta história. Tenho muito orgulho de ser Gente Moleque.

Vanessa completa o ciclo tendo sido aluna e hoje professora na Gente Moleque

Outubro/2009

Capacitação

Casa Babies: Rua Almirante Barroso, 39, Novo Hamburgo

Fone: (51) 3595-4489 www.gentemoleque.com

Casa Kids: Rua Heller, 191, Novo Hamburgo

Revista Expansão |

23


[ CRÔNICA ]

Dia do

osvino toillier

Professor, escritor e presidente do Sinepe/RS osvino@sinepe-rs.org.br

Todos tem consciência de que o aluno mudou muito, porque o mundo e a sociedade mudaram radicalmente. Por que haveria a escola de estar blindada contra as transformações?

24

| Revista Expansão

C

Professor

omo eu poderia silenciar diante do dia 15 de outubro e abordar outra temática? Não, o dia do professor se impõe por diversas razões. Seria estranho navegar por outros mares e deixar de lembrar um personagem em crise de identidade: ensina ou não ensina; exerce autoridade ou não; é professor ou trabalhador da educação; tem engajamento político-partidário ou não; torna-se sujeito de sua própria história ou vem a reboque das circunstâncias? Enfim, poderíamos elencar uma série de questões que certamente fazem parte das inquietações dos professores hoje. Como circulo muito entre os professores, sinto que há um desejo antigo de recuperar o prestígio, mas à luz da realidade atual. Como isto não se alcança por decreto, é necessário fazer a travessia e construir esta nova realidade a partir do alicerce, isto é, rediscutir o ser professor hoje entre seus pares e definir o que se quer. É importante ter liderança de classe, mas não se pode tornar refém dela. A autonomia nasce da capacidade de formular a própria utopia, especialmente no grupo de sua escola, afinada com a filosofia da instituição, que é seu ambiente de trabalho, seu pequeno paraíso ou inferno. Como nenhuma outra profissão, o professor vive a possibilidade de comunhão de propósitos, porque está em contato com os mesmos alunos e que reagem diferente diante dos diversos mestres, interessante subsídio

para reflexão. Por que isto acontece? Qual é o segredo onde alguns professores não tem problemas numa turma e que se torna verdadeiro suplício para outros? Todos tem consciência de que o aluno mudou muito, porque o mundo e a sociedade mudaram radicalmente. Por que haveria a escola de estar blindada contra as transformações e os novos paradigmas? Só que esta bronca não pode ficar só com o professor! Os tempos de hoje exigem, mais do que nunca, diálogo sobre novas formas de ver a realidade, capacidade de compreensão dos fenômenos e disposição de ajustes de percurso, sem chance de apelar para radicalismos e extremismos. A verdade é que a sabedoria aponta para a humildade de reconhecer que não se sabe e manifestar o desejo de aprender do que tentar blindar-se na posição de quem sabe tudo, fatalmente na contramão da realidade de hoje. Penso que este novo tempo oferece extraordinárias possibilidades, só que temos de despojar de velhas práticas, o que não significa deletar valores consagrados pela humanidade. Respeito e autoridade continuam pilares centrais na missão do professor, cuja concepção, porém, precisa de revestimento diferente na modernidade líquida. Desejaria encorajar cada professor a mergulhar fundo nas emoções de sua profissão e missão e não admitir outra identificação a não ser esta, porque semanticamente implica “professar” concepção de vida. E é disto que a turma de hoje está desejosa e precisa para fazer a travessia.

Outubro/2009


Outubro/2009

Revista Expans達o |

25


[ ROTA EXPANSÃO ]

Santa Cruz do Sul

Santa Cruz do Sul,

uma terra de sabores, belezas e sensações

S

anta Cruz do Sul completou, no dia 28 de setembro, 131 anos. Desde o seu início, guarda na sua comunidade a força do trabalho, da riqueza cultural e de sabores que provocam os mais exigentes paladares. No trabalho, gera riqueza e dividendos regionais; na cultura, mostra ao Rio Grande do Sul e ao Brasil a força da imigração alemã conjugada com uma sensibilidade à flor da pele. O trabalho pode ser percebido no empenho da sua comunidade em promover o progresso. Com uma população de 115 mil habitantes, segundo o IBGE, o município possui mais de três mil empresas prestadoras de serviços e uma movimentação financeira, em operações de crédito, que ultrapassa os R$ 890 milhões. Seu Produto Interno Bruto (PIB) ocupa a 9ª colocação no Rio Grande do Sul (1,79% de participação) com R$ 2,8 bilhões; cujo PIB per capita soma R$ 23,4 mil. Como se pode ver, Santa Cruz do Sul oferece, além de qualidade de vida, oportunidades de trabalho e crescimento profissional. Mas há mais. Preserva e mantém a sua cultura na Oktoberfest, que hoje chega ao seu Jubileu de Prata e comemora 25 edições. São 25 anos mostrando ao Estado e ao Brasil a pujança da cultura germânica nos seus mais variados aspectos; que vão desde a farta e saborosa gastronomia típica até à alegria em

26

| Revista Expansão

Força e sensibilidade se conjugam em nome do trabalho, dedicação e amor às raízes de um povo Por Marcus André Bugs/Especial/Four Comunicação Fotos Junio Nunes e Divulgação

dançar até cansar durante os bailes da Festa da Alegria. Nos esportes, destaca-se por intermédio do Autódromo Internacional de Santa Cruz (foto), que abriga disputas de importantes categorias do calendário automobilístico brasileiro, como a Fórmula Truck , a Stock Car e a Pick Up Racing. No turismo, o município possui a Catedral São João Batista, a maior em estilo neogótico da América Latina, com suas torres alcançando 82 metros de altura. Além disso, tem o Parque da Gruta, que representa a preservação do meio ambiente e a preocupação com a natureza e a fauna. E, a sensibilidade, está nos pequenos detalhes que você verá nas próximas páginas. Na maturidade dos seus mais de 130 anos, o município consolida-se como pólo regional e apresenta-se, brevemente, a seguir. Bem-vindo a Santa Cruz do Sul. Bem-vindo a um dos melhores locais para se viver e fazer amigos.

Outubro/2009


P

ela primeira vez em sua história, Santa Cruz do Sul é governada por uma mulher eleita pelo voto popular. Kelly Moraes, ao lado do vice Luiz Augusto Costa a Campis, tem, entre tantos desafios, manter o município na sua posição de pólo regional. Em entrevista exclusiva à reportagem da Revista Expansão ela comenta suas prioridades e os investimentos que estão sendo direcionados para o Turismo, uma das áreas estratégicas de seu governo. “Nosso enfrentamento maior ocorre com o Autódromo Internacional”, adianta Kelly. Com investimentos previstos na ordem de R$ 6 milhões, as críticas – tanto da oposição como de alguns setores da sociedade – não a esmorecem. “As pessoas ainda não têm a consciência do que o Autódromo pode capitalizar para o município. E há todo um universo que se instala com ele e para ele; ou seja, há um contexto que trabalha, ao lado do Autódromo, no sentido de trazer investimentos para Santa Cruz do Sul, sobretudo no turismo”, explica. Os recursos são vindos do governo federal, por meio do Ministério do Turismo. No entanto, há mais iniciativas que estão buscando o desenvolvimento: a construção do Centro Administrativo, projeto este que prevê a unificação de todos os setores da administração como forma de otimizar tempo, recursos humanos e orçamento. “Organiza todos os serviços em um mesmo local”, pontua. Há, inclusive, um entendimento entre os dois poderes quanto à iniciativa. “Temos o apoio da Câmara em relação a este assunto; não temos o local definido, porém, quem sabe num futuro bastante próximo, possamos ter a administração municipal e a Câmara de Vereadores em um mesmo espaço”, destaca ela.

Outubro/2009

Prefeita

Kelly Moraes Ela afirma que trabalhar com os pés no chão, sem deixar de olhar para o futuro Na área da Saúde, há avanços e conquistas. Eleita como área prioritária em seu mandato, Kelly destaca a inauguração do Plantão de Urgência, que acumula atendimentos mais qualificados e o melhoramento dos postos de Saúde distribuídos pelo município. “Estamos buscando uma forma de centralizar as ações visando o conforto da comunidade”, sublinha. Santa Cruz conta, hoje, com dois estabelecimentos que mantêm o funcionamento durante 24 horas. “São o Hospital Ignez Moraes e o Centro Materno Infantil (Cemai)”, enumera ela. Os investimentos na área somam R$ 56 milhões; cerca de 30% do orçamento municipal e um dos maiores índices de investimento no setor do Brasil”, reforça. De postura firme e voz pausada, Kelly sabe do potencial que tem nas mãos. E sabe, também, dos desafios que a aguardam. Para resumir a sua gestão em uma palavra, ela dispara. “Determinação.” E não é para menos. Com ações arrojadas e atitudes corajosas, Kelly imprime, ao lado do vice Campis, um estilo diferenciado de governar. “Com muito diálogo e iniciativas pautadas pelo anseio da população, trabalhamos com os pés no chão”, finaliza Kelly.

Revista Expansão |

27


[ ROTA EXPANSÃO ]

Santa Cruz do Sul

Para preservar e viver a

cultura alemã A

maior celebração germânica do Estado, 25ª Oktoberfest e Feirasul, ocorrem em Santa Cruz do Sul de 7 a 18 de outubro e reservam aos visitantes grandes atrações musicais, gastronômicas e muita diversão. Na pauta de shows, o público poderá conferir, no dia 8, o romantismo de Fábio Júnior; no dia 10, a dupla Eric e Matheus; no dia 12, o grupo Fandangaço; no dia 15, Nenhum de Nós; no dia 17, Inimigos da HP; e no dia 18, a dupla santa-cruzense Júnior e Marcel. “Será uma grande festa para comemorar o Jubileu de Prata da Festa da Alegria”, destaca o presidente Ido Inácio Dupont.

28

| Revista Expansão

Além das atrações musicais, a 25ª Oktoberfest e a Feirasul proporcionarão ao público um leque de opções gastronômicas que vão do tradicional eisbein (joelho de porco) à novidade que é o hambúrguer do Fritz, cuja composição leva linguiça colonial e chucrute. Durante a grande festa, os visitantes de Santa Cruz do Sul também poderão saborear delicioso café colonial; bem como uma ampla oferta de pratos que serão servidos nos mais de 30 pontos espalhados por todo o Parque da Oktoberfest. “Será uma Festa marcada pela boa mesa, com um cardápio diferenciado”, adianta o coordenador de Gastronomia, Ubiratan Trindade.

Outubro/2009


A beleza da Festa da Alegria será retratada através da Rainha e Princesas, que encantam os visitantes, além dos bonecos Fritz e Frida e da música

Cultura Mais do que oferecer boas atrações e uma gastronomia diferenciada, a 25ª Oktoberfest e Feirasul promovem o Concurso Cultural Conhecer para valorizar e preservar, que abrange todos os municípios gaúchos e mais de 2,6 mil escolas da rede Pública Estadual. “O objetivo é valorizar a cultura germânica e sua influência na formação do Rio Grande do Sul que conhecemos hoje”, destaca a coordenadora de Educação, Gardênia Quadros Goettert. Os desfiles temáticos, outras das atrações tradicionais aguardadas pelo público, acontecem nos dois domingos da Festa da Alegria, nos dias 11 e 18 de outubro, às 10h20min, com o tema Nossa história, o brilho desta festa até os momentos atuais, 25 anos de Oktoberfest. Participarão 11 carros alegóricos e cerca de mil figurantes. Antes das paradas, acontecem o culto e a missa em Língua Alemã, na Igreja Evangélica de Confissão Luterana e junto à Catedral São João Batista, respectivamente.

Gincana virtual Outra das atrações é a 1ª Gincana Virtual da Oktoberfest. A iniciativa, inédita, é fruto da parceria entre a 6ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE) e Universidade de Santa Cruz (Unisc), conta com a participação de estudantes gaúchos do Ensino Médio de escolas públicas e privadas. Com o tema Alemanha Gaúcha, a Gincana está focada na história da imigração alemã no Estado. A equipe vencedora será premiada com um notebook. A 1ª Gincana Virtual da Oktoberfest pode ser acessada no endereço www.unisc.br/gincana_oktober.

Negócio A Feirasul, Feira de Negócios que acontece junto à 25ª Oktoberfest projeta cerca de R$ 12 milhões em negócios nos 12 dias do evento. Estarão mostrando seus produtos expositores dos mais variados setores e segmentos. Já a Feira de Automóveis, Caminhões, Náutica e Ruas estão sendo efeitadas para receber os visitantes Logística se propõe a mudar o perfil de negócios durante a Festa da Alegria. O objetivo, ressalta o coordenador da iniciativa e secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Jair Jasper, é criar um espaço diferenciado. “Ele será direcionado a um público mais seleto, que busca oportunidades de negócios”, destaca.

Outubro/2009

Revista Expansão |

29


[ ROTA EXPANSÃO ]

Iguaria

Santa Cruz do Sul

Chez Basque

Basserie Chef Davi

Basserie Chef Davi

Gastronomia diferenciada para paladares exigentes

A

lém dos encantos naturais que Santa Cruz do Sul oferece, a gastronomia é um dos atrativos à parte. Além de boas casas que servem desde massas e sedutoras pizzas a saborosos e suculentos churrascos, a alta gastronomia também está presente na cidade que tem na Oktoberfest um dos seus principais atrativos turísticos. O restaurante Chez Basque é um deles. Capitaneado pela nutricionista Camila Gonzalez Abascal (cuja formação gastronômica remete à Inglaterra e à França), tem no seu cardápio, como ela mesma define, opções de uma cozinha contemporânea. “Não temos um carro-chefe. O que oferecemos no cardápio é a tradução da alta gastronomia nas melhores combinações dentro do que se oferece”, pontua Camila. A alquimia de sabores proporciona pratos como os Escondidinhos (de bacalhau, carne de sol e filé, entre outros); além do Camarão ao Panko (unindo os crustáceos a uma farinha japonesa) e os Tapas (produzidos à base de pão ciabatta, alho e carbonatta de berinjela), sem esquecer do Purê de Mandioca Defumada. “Proporciona um sabor semelhante ao queijo provolone, devido ao processo de cura”, explica Camila. Ela acrescenta que todos os produtos são feitos no restaurante e os pratos são preparados na hora. A apresentação do espaço, ao se folhear o cardápio, está na primeira página e define o seu modo de ver a gastronomia. “Buscar sabores, em todos os momentos, com justa combinação de elementos, é viver feliz.” Mesmo que a combinação de sabores se faça primordial em um restaurante, seu ambiente é também responsável pelo bem estar do visitante. “A deco-

30

| Revista Expansão

ração me reflete; mostra o que sou”, revela Camila. Nas cores fortes e nos detalhes pormenorizados, quem visita o Chez Basque volta. Volta para saborear o leque de opções que ele oferece, além da carta de vinhos confeccionada pela importadora uruguaia Grand Cru.

Happy hour Outro ponto gastronômico de destaque em Santa Cruz do Sul é o Restaurante Iguaria. Entre as suas especialidades estão pratos preparados à base de carnes e peixes, acompanhados com massas e saladas. De acordo com o proprietário Rafael Ilha, o Iguaria é “destinado a clientes que apreciam a boa culinária e também gostam de curtir um happy hour com os amigos”. Em um espaço amplo, o Iguaria oferece além dos tradicionais chope e cerveja, um leque de opções que vão de drinks da casa e bebidas quentes. Em relação ao cardápio, um dos pratos que chamam a atenção é o Carré de Cordeiro. Preparado em uma espécie de Parrilla, os cortes são assados e levados à mesa acompanhados com purê de moranga cabotiá, crispis de couve e farofa iguaria, produto exclusivo da casa; porções estas sempre para duas pessoas. De sobremesa, a dica é Pêra no Açafrão, com sorvete de creme e coulis (lembra a geléia) de frutas vermelhas. “Santa Cruz do Sul está em meio a uma rica rota gastronômica e oferece inúmeras opções aos mais diferenciados públicos”, destaca Ilha. Para ele, o alto poder aquisitivo da cidade é ponto fundamental para a variedade gastronômica local. “Assemelha-se a Porto Alegre”, pontua.

Outubro/2009


Fusão de cozinhas Para quem aprecia um ambiente confortável e aconchegante, a Brasserie Chef Davi oferece ótimas opções gastronômicas que vão de elaboradas saladas a aves, carnes vermelhas e frutos do mar. Segundo o chef Davi Rodrigues, a Brasserie é uma opção àqueles que apreciam uma boa cozinha sem abrir mão do requinte da boa mesa. “Oferecemos uma culinária farta em uma fusão de cozinhas; da brasileira à francesa e da mediterrânea à uruguaia”, pontua ele. Sua experiência remonta a passagem por vários restaurantes em Santa Cruz do Sul e Porto Alegre. “A Brasserie é fruto do acúmulo de experiências e a realização de um sonho, que era oferecer ao público um restaurante com este perfil”, sublinha Rodrigues. Com formação gastronômica pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), ele já ministrou mais de 30 cursos de extensão na Universidade de Santa Cruz (Unisc), cujas temáticas contemplam pratos brasileiros tradicionais e internacionais. O atendimento personalizado é outro dos destaques. Ao lado do sócio Jorge Bertão, Rodrigues avisa, na abertura do cardápio, que os pratos são feitos na hora e que uma possível demora ao servir se deve ao primor com que são preparados. “Quem busca o prazer na arte da gastronomia compreende, da mesma forma, que para um prato ser saboroso é preciso que haja, além da harmonia de sabores, a fruição do espaço e um momento que deve ser desfrutado sem pressa”, explica.

Outubro/2009

A dica do chef é o Cordeiro à Italiana. “Cordeiro grelhado e salteado em ervas aromáticas, guarnecido com risoto picante e queijo gruyere”, sugere. Para beber, um espumante brut. “Ou um cabernet sauvignon Vetisquero, Reserva, de origem chilena”, pondera Rodrigues. Este prato, segundo ele, apresenta um dos melhores custos benefícios, pois o vinho harmoniza bem com molhos encorpados.

Sirva-se Brasserie Chef Davi

Rua Marechal Deodoro, 103 Atendimento de segundas a sábados, a partir das 19 horas (51) 3056-4009 – www.brasseriechefdavi.com.br

Chez Basque

Rua Ramiro Barcelos, 396 Atendimento de terças-feiras a sábados, a partir das 17 horas (51) 2109-0841 – chez.basque2009@hotmail.com

Iguaria

Rua Sete de Setembro, 09 Atendimento de terças-feiras a domingos, das 18 às 24 horas (51) 3902-5100 – admilha@gmail.com

Revista Expansão |

31


[ ROTA EXPANSÃO ]

Santa Cruz do Sul

Olhar no futuro e ações no presente

C

onstruir um futuro melhor para Santa Cruz do Sul. Desde abril de 2008, este tem sido o objetivo do Projeto Santa Cruz Novos Rumos, que prevê a elaboração de uma agenda estratégica de desenvolvimento socioeconômico para o município nos próximos 20 anos (2008/2028). São cerca de 300 voluntários que participam dos Fóruns Temáticos e encontros promovidos pela proposta. “São pessoas que acreditam que o esforço e o trabalho em grupo podem transformar Santa Cruz do Sul em uma cidade líder em desenvolvimento sustentável”, pontua o executivo do Projeto, Carlos Esau. Quem participa atesta que o Projeto Santa Cruz Novos Rumos é capaz de mudar os destinos do município e, até mesmo, da região. “Ele nos proporciona a possibilidade de participar das decisões que irão mudar o nosso futuro e dos nossos filhos”, afirma o coordenador do Fórum de Desenvolvimento Municipal e Diversificação Econômica, Fábio Borba. “Não vejo, em curto prazo, uma solução mágica para os nossos problemas. O que nos resta é um maior envolvimento de todos, colaborando com o nosso município, para que as políticas públicas contemplem toda a sociedade”, argumenta o coordenador do Fórum da Educação, Ubiratan Trindade. “A participação de todos é fundamental para que em conjunto possamos encontrar soluções mais duradouras e sustentáveis para o desenvolvimento econômico e social de Santa Cruz do Sul”, fundamenta a coordenadora do Fórum de Ciência, Tecnologia e Inovação, Liane Mallmann Kipper.

Associação Com o objetivo de congregar pessoas físicas e jurídicas, o Projeto Santa Cruz Novos Rumos motivou a criação da Associação Santa Cruz Novos Rumos (ASCNOR), que tem o propósito de promover atividades direcionadas ao desenvolvimento socioeconômico por meio da formação de projetos e apoio a entidades que fomentem o desenvolvimento regional nas mais diversas áreas, bem como identificar e atrair investimentos para os setores primário, secundário e terciário da economia local e regional. A identificação destes investimentos, porém, passa pela valorização das empresas e iniciativas locais. A resolu-

32

| Revista Expansão

ção de problemas estratégicos, acrescenta o executivo do Projeto, Carlos Esau, é a missão da associação.

O que já foi feito Em cerca de 17 meses de atuação, discussão e trabalho, o Projeto Santa Cruz Novos Rumos acumula muitos projetos e ações, algumas delas, já implantadas pelo Poder e outras ainda em fase de implementação. Confira: O executivo Carlos Esau - Fórum da Educação: Escola Referência – Projeto único no estado e já tem seu início previsto em fevereiro de 2010; - Fórum do Meio ambiente: Revisão do Plano Ambiental Municipal – projeto em execução; - Fórum da Infraestrutura: Tratamento de Esgoto para uma Vida Melhor. - Fórum do Desenvolvimento Municipal e Diversificação Econômica: Brique da Praça – já está em sua 4º edição. Pesquisa Empresarial – projeto executado e resultados apresentados ainda em Setembro de 2009. Conta com a parceria da Secretaria Municipal de Desenvolvimento o Econômico e da ACI; Centro de Eventos – em discussão com entidades. - Fórum do Agronegócio: Núcleo de Capacitação no Agronegócio – Parceria com a Secretaria da Agricultura e com o Conselho Municipal do Agronegócio. Criação de um Seminário sobre o Agronegócio – projeto em fase de execução com previsão para outubro de 2009. - Fórum da Saúde: Santa Cruz sem Drogas - Parceria com a Secretaria da Saúde, os CAPS, Unimed, Hospital Santa Cruz, Hospital Ana Nery, entre outros. Projeto de prevenção ao Diabetes e Hipertensão – em fase de estudo. - Fórum da Segurança: Permanência da Polícia Federal no município - projeto em execução pela Prefeitura Municipal, e conta com o apoio do Fórum de Segurança.

Outubro/2009


Brique da Praça,

um lugar de encontro e vivência

S

ob o olhar da Catedral São João Batista, a Praça Getúlio Vargas, localizada na área central de Santa Cruz do Sul, abre os braços para o Brique da Praça. Evento mensal – fruto das discussões do Projeto Santa Cruz Novos Rumos – que reúne artesanato, antiguidades, exposições de automóveis, sebos e rica gastronomia. “E reúne pessoas, amigos, famílias que optam por uma programação diferenciada aos domingos de sol e calor”, acrescenta o coordenador da iniciativa, Luis Carlos Moritzen. “O clima de verão faz com que as pessoas saiam de suas casas e venham aproveitar o dia junto ao chafariz e à sombra que as árvores da praça proporcionam”, pontua ele. Com muita nostalgia, se vê os discos de vinil, os bolachões, do saudoso Luiz Ayrão. Para os não tão antigos, tem também os rapazes do grupo Tremendo, sucesso lá pelos idos dos anos 80. Aos românticos, canções de Ângela Maria e as eternas baladas do Rei Roberto. Mas há mais. Há o lampião de cobre, os utensílios e apetrechos que foram usados por cavalos seculares, arreios que, de tão belos, tornam-se peças de arte pelo apuro dos seus detalhes. Rádios antigos ainda funcionando nos remetem a um tempo tão distante que temos a sensação de poder voltar ao passado e até sentir aromas de remotas lembranças. E, por falar em lembranças, você, caro leitor, lembra de um passeio familiar, ou com o broto em um flamante fusca? Pois é. E não é que os besouros também fazem parte do Brique? Belos exemplares do sedan da Volks que encantou e continua a seduzir gerações em torno do seu ondulado formato. Encontra -se uma infinidade de artigos que vão desde gibis antigos até caprichados panos de prato e utensílios para a cozinha.

Outubro/2009

Revista Expansão |

33


[ Fashion ]

Perfil

Nome: Luciano Maciel Teixeira Idade: 25 anos Natural de: Vacaria/RS Reside em: Florianópolis/SC Altura: 1,84 m Peso: 76 kg Hobby: Dança de salão, livros e filmes Signo: Áries Agência: Azure Models/(51) 3019-4205

34

| Revista Expansão

Outubro/2009


Luciano Teixeira E

u sou, eu posso, eu consigo. É com essa frase sempre em mente que Luciano Teixeira segue em sua busca pelo crescimento pessoal e profissional como modelo. Já são sete anos de carreira desde que participou de seus primeiros concursos de beleza, aos 18 anos. Pequenos trabalhos o guiaram para grandes marcas, como TNG, para a qual desfilou no São Paulo Fashion Week (SPFW). “Para mim os trabalhos impressos são muito marcantes, porque é quando ganho o reconhecimento de alguém que me viu na mídia”, conta o modelo, que já representou marcas como Dudalina, Ellus e M. Officer. Luciano teve a oportunidade de passar temporada internacional na Ásia, em Taiwan. “Com certeza estar em um avião para o outro lado do mundo se tornou uma das experiências mais marcantes da minha vida.”

A profissão de modelo exige muita dedicação, determinação e discernimento para saber diferenciar os caminhos certos dos errados.

Outubro/2009

Para o modelo gaúcho, não basta manter a aparência, tem de se investir em conhecimento também Por Vitória Fischer Schilling/Estagiária

Natural de Vacaria, o gaúcho reside em Florianópolis, onde trabalha com promoção de eventos e dá aulas de postura corporal e passarela. “Acredito que hoje em dia a profissão deva ser levada como um caminho paralelo, pois é difícil você se manter em um patamar estável até ser bem conhecido”, avalia o modelo. Com isso, busca planos para o futuro, tanto nas passarelas quanto fora delas. O mercado exige que os modelos cuidem de sua aparência, mas que também invistam em conhecimento. “Pretendo investir mais em minha carreira internacional e me especializar na área da estética corporal para depois cursar Administração e abrir uma empresa diferenciada neste ramo”, comenta.

Recompensa Para Luciano, uma das maiores dificuldades da profissão no mundo da moda é a concorrência. “Muita disputa gera intriga. Mas como já diz o ditado, a faculdade da vida é a melhor”, comenta. Ele acredita que os obstáculos surgem para o crescimento. A carreira de modelo, continua, não é apenas glamour, apesar de ter muito disso também. O gaúcho gosta muito do destaque que recebe, das festas que frequenta, das roupas que ganha e, acima de tudo, de ser reconhecido pelas pessoas. Ao avaliar sua carreira até agora, o modelo conclui que entre as maiores recompensas está o amadurecimento como pessoa e como profissional. “A profissão de modelo exige muita dedicação, determinação e discernimento para saber diferenciar os caminhos certos dos errados.”

Revista Expansão |

35


Movimento

Cantão

[ No Provador ]

Silvana Homrich

Consultora de Moda silvanahomrich@terra.com.br

Estampas traduzem a

alegria da estação A primavera chegou e com ela as estampas prometem sair das passarelas para ser o forte do verão. O Brasil, por ser um país tropical, tem a vantagem de nos permitir usar e abusar da alegria das flores, folhas, frutas e bichos estampados nas roupas. Mesmo que seja mais comum em blusas, batas e vestidos, as estampas também aparecem em calças, bermudas e casacos. Para não exagerar, a pedida é combinar o colorido com peças lisas. Outra dica é usar tecidos refrescantes e fluidos como a malha, a seda, o crepe georgette e

36

| Revista Expansão

o chiffon, ou ainda que tenham aplicação de babados, laços ou rendas, que trazem suavidade e delicadeza à roupa. Mulheres de estatura mais baixa ou com uns quilinhos a mais devem evitar estampas muito grandes. Para elas é indicado o liberty, que é o desenho floral, pequeno e discreto, que foi moda nos anos 70, mas que volta com tudo através do estilo hippie chic. Já as magras e altas podem – e devem - ousar e fazer inúmeras combinações audaciosas. As sobreposições de túnicas lisas sobre vestidos estampados também ressaltam a beleza da estação mais poética do ano. Outro destaque para a temporada são as transparências usadas sobre a roupa, que deixam as estampas desfocadas e, ao mesmo tempo, modernas.

Outubro/2009


Forum

Reinaldo Lourenço

Alessa

Clássica, romântica, sexy ou moderna, a estampa remete a verdadeiras obras de arte. Mas não se esqueça dos acessórios, indispensáveis para completar o look vibrante da estação.

Outubro/2009

Revista Expansão |

37


[ Estilo & Atitude ]

Maggda Rammé Mombach

Empresária E-mail e msn: maggdamombach@hotmail.com

Time do coração: Internacional Paixão: Sicc Comida: Feijão com arroz Hobby: Dirigir automóvel

Livro: Independência Financeira

Perfume: Azzaro

DVD: André Rieu

FREDERICO REINOLDO PLETSCH NETO

Fotos: Raquel Braz Ribeiro/Especial

Bebida: Coca-Cola

O Fredão nasceu em 16 de janeiro de 1950, em Novo Hamburgo. É casado com Cristina e pai de Cristiano e de Roberta. Em 1967, iniciou carreira de representante comercial. Como DJ, trabalhava em festas de casamento, discotecas, Baile do Cascalho, Transasom, baile do Clóvis Dias Costa, boate Vagão, além de  coQuem tem boca locar som ao vivo no Teatro Leopoldina. Em 1976, com seu irmão, fala... Quem tem Cláudio, fundou a Facsom e, até 1978, trabalhou na gravadora Isaec, grana vai à Roma! em Porto Alegre - época em que organizou a abertura da rádio União em Novo Hamburgo. De 1982 a 1998, trabalhou na Fenac. Logo em (Autor desconhecido) seguida fundou a Merkator - Feiras e Empreendimentos e, em 1999, lançou o Sicc (Salão Internacional do Couro e do Calçado), onde é diretor-presidente. Lembrança da infância: descoberta de um tesouro. Animal de estimação: cachorro. Projeto mais ousado que já realizou: o Sicc, em Gramado. Maior desejo: parar de fumar definitivamente. Objeto de desejo: Mega-Sena acumulada. Um grande homem: Inigo Fischer (tio). Uma grande mulher: Dulce Pletsch (mãe). De hábitos simples, forma, juntamente com sua bela e carismática esposa Cristina, um dos mais queridos casais de nossa cidade. Fredão considera a saúde e a família essenciais em sua vida. Empreendedor e visionário, se destaca no mundo empresarial por sua habilidade nata de negociação e seu talento em liderança de equipes.

Estilo & atitude by Fredy Humildade, família e dedicação 38

| Revista Expansão

Outubro/2009


Outubro/2009

Revista Expans達o |

39


[ Comportamento ]

O que as

Cris Manfro

Psicóloga clínica, terapeuta de família e mediadora familiar acmanfro@terra.com.br

Aquilo que os nossos filhos e os filhos deles vão continuar querendo para todo o sempre: sentiremse amados, protegidos e cuidados.

40

| Revista Expansão

crianças querem

E

ngana-se quem diz que hoje em dia as crianças nem sabem mais o que querem. Eu garanto que elas sabem o que querem e eu vou lhes dizer: as crianças querem que seus pais tenham tempo para elas. Não querem só a qualidade do tempo, não. Querem o tempo, sim. Querem tempo para jogar um pouquinho de bola. Querem tempo para que os pais olhem os seus desenhos. Querem que os pais escutem (de verdade) quando elas estão contando alguma história. Querem que os pais penteiem as suas bonecas. Querem que os pais brinquem na pracinha (se houver uma). Querem que os pais fiquem olhando quando estão no pula-pula até dar vontade de vomitar. Querem mostrar tudo o que sabem de bicicleta. Criança quer ir a parque de diversões, lambuzar-se de sorvete, bagunçar e se sujar. Criança quer ter muitos amiguinhos. Elas querem ter professores e escola que sejam gentis e que demonstrem que as querem bem. Criança também quer pais que não briguem muito. Elas sabem que adultos discutem, mas que não seja com muito berro. Grito assusta muito. Criança quer que o pai e mãe nunca se batam e, se não for pedir muito, que nunca se separem. Mas se resolverem “não serem mais namorados”, que não esqueçam dela. Isto porque muitos pais e mães esquecem os filhos quando estão namorando outras pessoas. Criança quer que os pais a visitem muito quando não estão mais morando juntos. Criança quer pai sóbrio, principalmente

na direção. Nenhuma criança quer ver a mãe aflita porque o pai está na direção, enrolando a língua ou correndo muito. Dá muito medo! E se não for pedir muito, adorariam ter um cachorro ou um gato, talvez um hamster? Criança quer o direito de ter e de curtir os avós. Não importa se a mãe está brigada com a avó. Elas querem ir lá na vovó mesmo assim. Lá na avó tem bolo, balas em horários impróprios e cavalinho na perna do avô. Elas querem olhar as formigas e escutar as histórias que o avô tem para contar. A avó sempre faz a comida que elas mais gostam. E ainda dão beijinhos, muitos beijinhos, que elas limpam e fazem de conta que nem gostam.Criança também quer um “dindo” e uma “dinda” que gostem dela de verdade e que não sejam escolhidos por que darão presentes caros. Dindo e dinda são aqueles que, quando o pai e a mãe têm um compromisso, ficam com elas sempre com muita alegria. Criança quer que os outros tenham para com ela paciência, amor, tolerância, amor, alegria, amor, companheirismo, amor. Criança quer se sentir desejada, amada, amparada, amada, cuidada, amada, amparada, amada. Criança quer que zelem por ela e a amem. Que a protejam e que a amem. Quer que a disciplinem no que é certo e errado. E que a amem. Quer que lhe ensinem as coisas e que a amem. Enfim, as crianças querem o que nós queríamos quando éramos criança. Aquilo que os nossos filhos e os filhos deles vão continuar querendo para todo o sempre: sentirem-se amados, protegidos e cuidados.

Outubro/2009


[ Sapatos & cia ]

A diversidade das cores no mundo feminino

A coleção de Verão 2009/2010 da Ramarim foi desenvolvida a partir da observação dos principais movimentos do comportamento feminino do mundo todo. Estilos mais lúdicos, com design, menos delicados, mais descolados, exóticos e étnicos, ganham cada vez mais espaço nas vitrines. A nova coleção ressalta e valoriza as tecnologias de conforto, priorizando a jovialidade e versatilidade, destacando materiais, cores, formas e detalhes. Sapatilhas de diversos estilos ganham destaque, versáteis elas podem ser usadas com todos os tipos de roupas, além de confortáveis, estão na moda.

Bolsas para notebook

Hoje em dia, os notebooks são indispensáveis para a maioria das mulheres e, para as que viajam a trabalho, carregá-los com segurança e estilo é essencial. Para atender esse mercado, a Autentic criou a linha de bolsas femininas para notebooks que trazem luxo e praticidade. Para quem gosta de cores mais sóbrias, a bolsa nas cores preto e cinza é a opção ideal. A bolsa traz um compartimento acolchoado para notebook de até 15.4 polegadas, bolso traseiro para colocar revistas e múltiplas divisões internas para facilitar a organização.

Os pés em um mundo de barcos

A Indaiá reservou em sua coleção primavera-verão um espaço para o estilo navy. Recorreu às francesas que fizeram história, caso do ícone Brigitte Bardot. Pois os pés também desfilam na praia com essa forte inspiração, onde há versões de chinelos de dedo ou fechado atrás com palmilha em borracha expandida. A simplicidade das tiras do cabedal completam o visual navy. É uma atitude de compor cores e acessórios com inspiração náutica.

O couro em tons fortes

Super luxo

Profunda conhecedora do mercado e sempre investindo em moda e qualidade, a Crysalis inova em sua coleção primavera-verão 2009/2010. Para a estação quente, foram preparados 280 modelos. Suas sandálias de festa, carros-chefe, trazem uma releitura do social. Além do clássico cetim, a nova coleção permite aplicações diferenciadas, como o víbora metalizado nas cores prata, ouro, bronze e grafite, conferindo aos modelos um visual delicado e, ao mesmo tempo, selvagem. Já os modelos casuais são projetados para o dia a dia da mulher.

Outubro/2009

Animal print (o couro com estampas animais) e uma cartela com tons fortes – turquesa, piscina, fúcsia, amarelo e cobalto – são as apostas da Maraolo em sua coleção de calçados verão 2009/2010, com peças de releituras das sandálias gladiador em meia pata e  os abotinados abertos. E tem mais: os metalizados, perolizados e o contraste de brilho e fosco. Outros materiais hit do verão são as fibras têxteis, como linho, ráfia, corda. Os detalhes ficam por conta da madeira, resinas, pedrarias e metais com banho envelhecido.

Revista Expansão |

41


[ DESIGN ] Fotos: Graziela Dannenhauer/Especial

A arte

pendurada

A

artesã Eloisa Senger (foto) lança em novembro sua marca no mercado de joias – a CÊ. Há quatro anos ela fez um curso de Design de Joias no Centro Universitário Feevale onde aprendeu a técnica e se apaixonou pela confecção de colares com pedras. “Eu prestava muita atenção durante o curso porque adorei criar e aprender essa técnica. Estou muito satisfeita”, explica Eloisa. Até a criação de sua marca, ela fazia e comercializava apenas peças exclusivas. Com o lançamento, a proposta é industrializar seus colares e aumentar a linha de produção, os produtos serão confeccionados em grande escala. “Vou manter a exclusividade com outra linha de minhas peças”, salienta Eloisa, que tem 50 anos. Ela compra as pedras para montá-las e cria as peças com pedaços de couro e de metal. Em sua casa, no “quartinho da empregada”, ela montou seu pequeno atelier. Ali passa boa parte de seu tempo. “Quando eu me sento para criar, me perco nos horários”, lembra a artesã. As pedras, peças principais de sua confecção, são adquiridas por meio de fornecedores do Rio de Janeiro e São Paulo. “Elas já vem lapidadas, mas nenhuma é igual à outra. Algumas podem ser parecidas, mas nunca iguais. Aqui eu as caracterizo com o couro e metal. Faço muito mais peças com couro, pela região calçadista, porque, além disso, é mais leve e não causa alergia como o metal”, explica Eloisa.

Comercialização Os colares são comercializados por meio de seu site www. eloisasenger.com.br e em algumas lojas específicas. “Como só confecciono peças exclusivas, a venda varia”, destaca. Os valores vão de 38 a 85 reais, podem passar disso em caso de pedidos com mais pedras, dependendo, também, do tipo de pedra. No Hotel Locanda, no bairro Ideal, em Novo Hamburgo, algumas peças são comercializadas. Ela vende mesmo para lojas do Rio de Janeiro e São Paulo, que já são suas clientes há três anos. “Algumas amigas minhas também levam essas peças para outros Estados e para exterior, onde oferecem às amigas. As coisas vão indo. Quero lançar a marca e fixar uma empresa para valorizar mais ainda o meu produto”, salienta Eloisa.

42

| Revista Expansão

Hamburguense atua no mercado de joias, faz colares com pedras, pedaços de couro e de metal e lança sua marca em novembro Por Graziela Dannenhauer

Criatividade Eloisa cria desde pequena. “Fazia bijuterias quando adolescente e com o passar do tempo fui criando objetos decorativos e quadros para dentro de casa”, salienta. Tanto é que sua casa é montada com móveis de madeira envelhecida, porém sofisticada, que dá um ar de requinte ao ambiente que acolhe eletrodomésticos modernos. Já no seu atelier, o ambiente se modifica e os copinhos de plástico branco são os recipientes onde as pedras são armazenadas para serem usadas. Com toda a criatividade usada em casa, pode-se ver a competência da artista ao usar as gemas como ágata, jasper, jade, olho de tigre, cristal opalada, quartzo, madrepérola e pérola em seus colares.

Outubro/2009


INFORME ESPECIAL

Coluna odontológica

IMPLANTES DENTÁRIOS SEM CORTES

Dra. Gabriela Consalter, especialista em implantodontia (PUCRS), mestranda nesta área na USC - Bauru e Member of International Team for Implantology

Outubro/2009

O planejamento virtual possibilita a ausência de cortes e pontos, proporcionando maior conforto. Agregando a tecnologia CAD/CAM é possível gerar guias cirúrgicos prototipados. Softwares específicos para implantodontia foram desenvolvidos, os quais possibilitam o cirurGuia cirúrgico gião-dentista realizar todo o planejamento da cirurgia no computador. Após, o profissional enviará este arquivo para o serviço de prototipagem, que retornará o guia cirúrgico com anilhas que guiarão a posição dos implantes, seguindo a instalação idealizada no planejamento virtual. O implantodontista fixa este guia sobre a mucosa e este possibilitará um procedimento transmucoso com segurança, sem a necessidade de cortes ou pontos, proporcionando menor tempo para a instalação dos implantes, menor inchaço, dor e inflamação no pós-operatório. Além disso, a prótese pode ser entregue ao paciente pouco tempo após o momento de fixação dos implantes. A opção por implantes dentários traz uma significativa melhora na qualidade de vida e autoestima do paciente proporcionando estética, liberdade e segurança em todas Prótese tipo protocolo sobre implantes para arcada inferior as circunstâncias.

Fotos: Divulgação

O

s implantes são indicados para pessoas que perderam apenas um dente ou até mesmo para desdentados totais. Pacientes que usam prótese total, “chapa”, podem passar a ter dentes fixos. Nesta situação, após a reabilitação, o paciente tem a vantagem de poder cantar, dar uma gargalhada, espirrar, assoviar e comer alimentos duros sem a insegurança de que a prótese irá se movimentar ou cair, e ainda não é necessário remover a prótese para higienizar. Quando o tratamento é realizado Sorriso da paciente final na arcada de cima, o “céu da boca” fica descoberto melhorando incrivelmente o paladar, desta forma o paciente passa a ter uma percepção mais aguçada do sabor dos alimentos. Na arcada inferior, quando instalada uma prótese fixa sobre implantes, a língua fica livre para a fala, sem a preocupação de segurar a prótese ao gesticular. O resultado estético obtido é excelente, os dentes ficam com aspecto natural e o paciente pode participar e opinar no formato dos dentes e coloração dos mesmos. Este tipo de reabilitação proporciona confiança e segurança ao paciente no seu dia a dia. Existem diversas técnicas para realização dos implantes dentários. Hoje, o planejamento da cirurgia é realizado no computador, através das imagens obtidas de uma tomografia da região edêntula.

Revista Expansão |

43


[ Estética & beleza ] Fotos: Graziela Dannenhauer/Especial

Ketna Lopes harmonizou seu rosto com uma reparação no queixo. Procedimento foi feito em 15 minutos na clínica

Bioplastia,

a plástica sem cortes

A

medicina, unida com a busca pela beleza e juventude, está em processo de constante evolução. Até a década de 90, quem quisesse corrigir os efeitos do tempo em seu corpo tinha que recorrer apenas à cirurgia plástica, com suas cicatrizes e internação hospitalar. A partir desta data, as pessoas podiam optar por outra técnica, descoberta em Porto Alegre, e que ganhou reconhecimento mundial – a bioplastia. Assim, quem desejasse rejuvenescer, harmonizar seus traços ou corrigir pequenas imperfeições poderia optar por essa alternativa muito mais simples. A tendência está ganhando cada vez mais adeptos e se destaca como uma novidade no mercado estético. A bioplastia surgiu pela busca por técnicas minimamente invasivas, que não agredissem tanto o corpo. O procedimento é feito, normalmente, rápido e sem cortes: apenas com a introdução de uma microânula , que não causa trauma, é realizado o implante do produto, que estimu-

44

| Revista Expansão

Técnica que rejuvenesce, harmoniza traços e corrige imperfeições do corpo ganha adeptos no Estado Por Vitória Fischer Schilling/Estagiária

la a produção de colágeno, dando sustentação ao músculo. É conhecido como polimetilmetacrilato, não cancerígeno e sem rejeição corporal. No caso de sobra de pele, é imprescindível a cirurgia plástica. Ketna Lopes (fotos acima), de 26 anos, submeteu-se recentemente à primeira experiência com a bioplastia. “Na primeira visita, o doutor fez sugestões das mudanças que poderiam ser feitas no meu rosto e disse para ir para casa e pensar.” O efeito da bioplastia é definitivo, mas como a anestesia aplicada é local, o paciente fica acordado e pode opinar durante o processo, para não ter surpresas no final. “Durante a aplicação eu já via a diferença no meu rosto”, comenta Ketna.

Outubro/2009


Investimento De acordo com o médico Jacson Foletto, da Clínica Foletto de Porto Alegre, a técnica estimula a formação de colágeno, retardando o envelhecimento. Os resultados são duradouros, mas podem ser complementados à medida que o paciente sinta necessidade, porque a bioplastia atrasa o relógio, mas não detém a marcha do tempo. Foletto destaca que uma plástica no rosto pode variar de R$ 600 a R$ 12 mil, de acordo com a necessidade do paciente. “A técnica é utilizada para fins estéticos e de reparação, como o caso de correção de lábio leporino”, explica o bioplasta. Foletto dá atenção especial a todos os seus casos. Simpático e sincero, comenta que cuida muito para não causar exageros no corpo de alguém. “A bioplastia é o complemento para a beleza, transforma o bonito em Antes e depois: Dulci Oliveira, 36 anos, mais belo e foi com isso de Porto Alegre, fez bioplastia em 2007 que me encantei”, acrescenta o médico que trabalha apenas com a bioplastia e atende clientes de várias faixas etárias, entre eles personalidades famosas. Com sua experiência de mais de uma década na área, ao olhar para alguém na rua ou na televisão, sempre pensa no que poderia fazer para corrigir imperfeições ou deixar a pessoa mais harmoniosa. O médico fica feliz de ter conhecido a técnica da bioplastia, pois trata-se de um procedimento muito mais simples. “Se não fosse ela eu estaria cortando hoje”, afirma.

Pioneirismo Há 15 anos, Foletto experimentou a técnica que aprendeu a aplicar. Depois de submeter-se à bioplastia, especializou-se na medicina estética optando por dedicar-se exclusivamente à plástica sem cortes. O médico de 37 anos, natural de Sobradinho, foi paciente e tornou-se discípulo do professor Almir Nácul, criador da técnica e do termo bioplastia.

O bioplasta Jacson Foletto é um dos pioneiros a adotar a técnica

A bioplastia é o complemento para a beleza, transforma o bonito em mais belo e foi com isso que me encantei.

>>

A bioplastia não tem restrições: pode ser realizada em pacientes de qualquer idade ou mesmo nos que tem contra-indicações para cirurgia, como diabéticos, cardiopatas e hipertensos

>> A aplicação pode durar de 15 minutos a 1 hora, por sessão

Outubro/2009

A água é um elemento vital!

Essencial para a sobrevivência e o equilíbrio de nossa saúde, qualidade de vida, bem-estar e beleza.

A Vic Center, como um grande centro de serviços e imersa neste conceito, destaca-se não somente pelos excelentes profissionais e infraestrutura qualificada, com equipamentos inovadores para modalidades aquáticas, mas também pelo ambiente familiar e pelos vários serviços oferecidos, que fazem as pessoas sentir-se bem dentro e fora da água.

Atividades aquáticas:

>> Hidrobike >> Hidrojump >> Hidroginástica >> Fisioterapia aquática >> Natação (para todas as idades) >> Nado sincronizado Estética e terapias complementares:

>> Massagem estética e linfática >> Massagem Ayurvédica >> Florais de Bach >> Aromaterapia >> Reiki >> Magnified Healing >> Tratamento facial >> Design em sobrancelhas >> Maquiagem >> Depilação >> Manicure >> Cabeleireira

Agende já um horário!

Vantagens da bioplastia >> O procedimento pode ser feito em clínica e o retorno para as atividades normais é imediato

COMPLETA MENTE SAUDÁVEL

>> Por não necessitar cortes, a anestesia realizada é local, o paciente fica acordado e pode opinar durante o processo

Faça uma aula experimental ou uma avaliação estética gratuitamente.

>> O material injetado ajuda a aumentar a irrigação sanguínea e melhora a pele

>> A bioplastia pode ser aplicada tanto no rosto, quanto no corpo, em regiões como glúteos, panturrilhas e mãos Fonte: Clínica Foletto

Revista Expansão |

45


[ SUPERAÇÃO ]

Atrás de

A

os 15 anos, Cleo Silva Borges ficou cego completamente. Suas mãos passaram a ser seus olhos e seu guia. Ele é natural de Porto Alegre e mora desde 2001 em Novo Hamburgo, com sua família, no bairro Primavera. Quando pequeno já tinha a vontade de trabalhar como massagista. “Sabe que a pessoa tem que ter o dom para isso”, destaca. Sua dificuldade visual começou aos 9 anos, quando deu uma forte dor de cabeça e ele perdeu uma das vistas. Depois aos 15 anos, sofreu um acidente de trabalho, segundo ele, que deslocou a sua retina e o deixou cego desde então. “Minhas córneas são tão boas que poderia doar para um cego que precisa de transplante e enxergaria”, lamenta. Quando teve a retina deslocada, ele foi até o INSS e conheceu um médico que lhe sugeriu a realização de um curso de acupuntura. “Eu sempre gostei disso.” Começou trabalhando como operador de câmera do setor de Radiologia do Hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre, emprego que obteve por meio de uma amiga que Cleo Borges faz acupuntura desde 2004 era assistente social. “Eu fui o segundo cego a trabalhar como câmera no Estado”, destaca Borges. Ele ficou 12 anos no Moinhos. “Meu chefe superior não acreditou em mim, mas meus colegas sim. No final, ele me deu um violão de amigo-secreto, como pedido de desculpas”, lembra. Enquanto os que enxergavam faziam duas salas de raio-X, Borges fazia seis. Mas ele ainda queria saber sobre massagem.

46

| Revista Expansão

Fotos: Graziela Dannenhauer/Especial

um sonho Deficiente visual diz que é preciso ser orgulhoso, às vezes, e correr atrás do que se quer Por Graziela Dannenhauer

A especialização Em 1989, fez um curso básico de massagem. Em 1994, fez cursos com médicos e fisioterapeutas. E depois com cinco anos de estrada, aprimorou-se em reflexoterapia, quickmassagem, drenagem linfática, alinhamento vertebral e outras técnicas. Em 2004, um professor de acupuntura lhe deu aulas sobre essa técnica. “Se a gente tem um sonho, a gente tem que confiar nele e apostar que vai dar certo. Não podemos deixar que uma deficiência termine com a nossa vida. Quando não temos ou perdemos um sentindo, outro se aprimora. Às vezes, sou orgulhoso porque sou um ser humano”, destaca Borges. O trabalho com a acupuntura exige intuição, impirismo e técnica. “Eu estudei a anatomia humana e não é preciso enxergar, é preciso saber os pontos que devem ser tratados. E as partes do corpo, eu conheço de olhos fechados. Os desafios estão aí. É só não baixar a cabeça”, acrescenta. Ele quer ser reconhecido por sua competência. Estudou e garante que tem conhecimento de causa para trabalhar. “Não é porque sou cego que não posso.” Para ele, a acupuntura alivia muitas complicações da saúde. Borges tem um programa empresarial para prevenir lesões causadas por esforços repetitivos em empresas. Em fevereiro deste ano, o massoterapeuta solicitou que sua conta de luz viesse em braile e desde então todos que quiserem é só solicitar a conta para a Comusa. “Assim não dependo de ninguém para que me diga o quanto devo pagar.” Contato com Borges pelo telefone (51) 3594-1823.

Outubro/2009


INFORME ESPECIAL

Oportunizando esclarecimentos referente à saúde visual, a Safira disponibiliza este espaço para que médicos escrevam suas orientações, inovações e informações na área:

Coluna da

Visão Fotos: Divulgação

A importância do

diagnóstico de catarata

Doença é a principal causa de cegueira no mundo e atinge cerca de 47% da população

A

catarata é a principal causa de cegueira mundial que atinge aproximadamente 47% da população com mais de 60 anos e 73% com mais de 75 anos. No Brasil, são 2 milhões de pacientes e surgem 120 mil novos casos por ano. A catarata é a opacificação do cristalino, uma lente que temos dentro de nossos olhos e que faz o ajuste de foco das imagens que recebemos. Com o envelhecimento, esta lente, progressivamente, se torna opaca, inicialmente, sendo pouco sintomática (apresenta sintomas), até que, o seu avanço, nos permita percebermos apenas vultos. O paciente queixa-se de uma néOlho normal voa em sua frente, sente dificuldade em ambientes iluminados, pode ver halos ao redor de luzes, e avança até prejudicar a visão, de modo que passa a interferir em suas atividades, coOlho com catarata mo dirigir, o que pode ser perigoso.

Outubro/2009

A pessoa que tem a deficiência enxerga vultos

Como é parte de nosso envelhecimento natural, não há prevenção. Porém, podemos reduzir sua progressão diminuindo a exposição aos raios ultravioleta do sol. A prescrição de óculos pode ajudar, mas com o avanço da doença, a visão vai deteriorando, até tornar-se limitante. O diagnóstico é feito em consultório, por médico oftalmologista, e seu único tratamento é cirúrgico. Equipamentos, técnica cirúrgica e lentes intraoculares cada vez mais modernos permitem uma cirurgia mais precoce, com mínimo trauma, recuperação mais rápida e maior eficiência visual, dando mais independência ao paciente.

Médico oftalmologista doutor Carlos Henrique Müniz Oftalmo Sinos, clínica e cirurgia oftalmologia Centro Clínico Regina Rua Doutor Maurício Cardoso, 803, sala 302 - Novo Hamburgo (51) 3524-2000

Revista Expansão |

47


[ INOVAÇÃO ]

Técnica a vácuo

acelera cicatrização A tecnologia regula a pressão na ferida para garantir resultados na terapia

A pressão induz a diminuição do tamanho da ferida

A unidade de terapia VAC fornece tratamento contínuo e intermitente

Com a pressão, as células são forçadas a crescerem em direção da esponja

Alteração visível acontece quando a pressão negativa contrai a espuma colocada na ferida, removendo os fluídos

H

á apenas quatro meses alguns médicos da Santa Casa conheceram uma nova técnica de cicatrização pós-operatória, também usada para tratar feridas sobre a pele. A nova tecnologia não tem obrigatoriedade de ser aplicada em todos os procedimentos, mas os benefícios resultam na aceleração da cicatrização e diminuem os riscos de infecção, o que torna o método eficaz, mas complexo para ser investido pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A técnica é conhecida como Vacuum Assisted Closure (VAC) ou sistema de fechamento de feridas por vácuo, está representada por uma empresa no Rio Grande do Sul. Devido aos resultados positivos, o tratamento está sendo utilizado em alguns pacientes pelo cirurgião plástico Francisco Tostes, responsável pelo Grupo de Prevenção e Tratamento de Feridas (GPTF) do Complexo Hospitalar Santa Casa de Porto Alegre. O GPTF é composto por enfermeiros, nutricionistas, assistentes sociais e médicos Cirurgião plástico que compartilham seus coFrancisco Toste nhecimentos na área. E estão repassando o novo método para outros profissionais. A técnica teve seu ponto inicial ao ser apresentada em San Antonio, nos Estados Unidos, em 1997. No Brasil, os primeiros trabalhos na área foram realizados em São Paulo em 2003. No Estado, há quatro meses.

48

| Revista Expansão

Novidade, ainda desconhecida por muitos médicos, chegou ao Estado há quatro meses Por Vitória Fischer Schilling/Estagiária

Um exemplo do tratamento com o VAC são as úlceras crônicas, que não cicatrizam, em pés de diabéticos. A técnica também vem sendo bastante utilizada nas costas de pacientes que ficam muito tempo deitados em macas, que sofrem com úlceras profundas. Para quem sofreu a amputação de um membro, o tratamento também é indicado. Ele reduz o tempo de cicatrização e, consequentemente, a dor e seu tempo de internação.

Procedimento Tostes salienta que mais profissionais devem conhecer o VAC e estejam abertos para essa nova tecnologia. “Falta ainda aos médicos que conhecem a terapia indicá-la ou orientá-la aos pacientes que necessitem do tratamento”, comenta. Infelizmente, a VAC é considerada de alto custo, mas a Santa Casa de Porto Alegre está utilizando a nova técnica em alguns pacientes em situações crônicas. “O tratamento de feridas é um assunto emergente, buscamos uma estratégia para sistematizar a assistência e aumentar a eficiência do cuidado com os pacientes portadores de feridas”, analisa Tostes. A técnica consiste na utilização de esponja conectada a um dispositivo que produz vácuo no local da ferida. A pressão realizada promove a drenagem de fluídos, atraindo a borda para o centro da lesão, assim diminuindo seu diâmetro e aumentando o fluxo de sangue no local. A vantagem nesta utilização é que com o vácuo ocorre a diminuição das bactérias e o processo de cicatrização é acelerado.

Outubro/2009


INFORME ESPECIAL

O

Hospital Regina de Novo Hamburgo inaugurou no mês passado o seu novo Centro Cirúrgico Regina (foto). Modernizado e com tecnologia de ponta, o novo espaço foi reformado, ampliado e estruturado para melhorar cada vez mais o atendimento à cirurgias de baixa, média a alta complexidade. Uma das novidades é a sala inteligente que permite a realização de vídeocirurgias, controladas por computador. De acordo com a Irmã Valquíria Vieira da Silveira, enfermeira do hospital, apenas São Paulo e Rio de Janeiro realizam este tipo de procedimentos. “Por isso, nos tornamos referência”, destaca Valquíria. “Todos os aparelhos, em todas as salas, estão suspensos, ou seja, sem fios no chão. A higienização é mais rápida, diminuindo o risco de contaminação”, explica a diretora do Hospital Regina, Irmã Generosa Wittmann. Os médicos da casa de saúde estão recebendo treinamentos para operar com os novos equipamentos e o processo de perfil dos doutores também está sendo atualizado. As melhorias foram realizadas buscando o maior conforto e segurança para todos os usuários. “O melhor funcionamento vai beneficiar aos pacientes, médicos e equipe de enfermagem”, salienta irmã Valquíria. As obras demoraram em torno de um ano para serem concluídas e foram feitas, gradativamente, para não paralisar os procedimentos. “Sempre nos empenhamos para que o paciente seja bem acolhido, como se estivesse em casa, tratando a pessoa como um todo. Por isso, colocamos todo nosso empenho também para que os colaboradores tenham as melhores condições de trabalho”, salienta irmã Generosa.

Outubro/2009

Referência

nacional

Novo Centro Cirúrgico com tecnologia de última geração em videocirurgia

O próximo passo do Regina, segundo as irmãs, é o lançamento de um novo Centro de Imagem, que vai substituir os equipamentos de raios-X , de tomografia e ressonância magnética, permitindo o que há de mais moderno na área; e do serviço de Traumatologia de Emergência e Urgência 24 Horas, que hoje opera com sobreaviso.

Revista Expansão |

49


[ Vida & Saúde ]

Um inimigo

silencioso

D

iante do corre-corre da vida moderna, a mulher precisa, cada dia mais, assumir funções em vários segmentos. Dar conta da vida social, do trabalho e da família ou dos filhos acaba por anulá-la até como pessoa, esquecendo de si e de seu corpo. Exames simples, que deveriam fazer parte da rotina da mulher, por vezes, são ignorados. Fazemos aqui um alerta, avalizado por um dos maiores especialistas em saúde feminina: a mulher precisa voltar mais sua atenção a sua saúde, principalmente, no que se refere à prevenção. O ginecologista gaúcho Paulo Naud, presidente do Instituto de Prevenção do Colo do Útero (Incolo), apresenta um número preocupante: a média de mortes por este câncer no Brasil é de 20 mulheres por dia. No início do mês passado, o Congresso Internacional de Prevenção do Câncer de Colo de Útero

50

| Revista Expansão

Prevenção ao câncer de colo de útero deveria ser uma das principais preocupações entre as brasileiras Por Aline de Melo Pires

em Saúde Pública reuniu, em Porto Alegre, especialistas que discutiram sobre a maioria das vítimas que não tem como contar com o atendimento e as orientações imprescindíveis. Abaixo, os principais trechos de nossa entrevista com Naud: A cada ano cresce o número de brasileiras que morrem vítimas de câncer de colo de útero. Quais são os dados mais recentes e como o senhor interpreta essa situação? Dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), indicam que cerca de 18,6 mil mulheres por ano desenvolvem câncer em nosso País. É importante salientar que ainda nos dias de hoje existe o que chamamos de subnotificação, pois existem varias regiões que não notificam adequadamente. Estamos diante de um dos maiores problemas de saúde pública.

Outubro/2009


Quais os sintomas desta doença? Os sintomas mais frequentes são dor e sangramento. Quando causados pelo câncer, em muitos casos, o tratamento, infelizmente, não é mais resolutivo e, sim, paliativo. Por isso, que, na forma avançada, quando se manifestam sintomas, 50% dos casos são fatais.

Sim, a população de mais baixo nível sócio-econômico que é, justamente, a clientela do nosso sistema público de saúde.

É possível apontar uma causa para a ocorrência do câncer de colo de útero? A principal causa é o vírus HPV, que se transmite por contato sexual e que não manifesta sintomas nos processos de malignização até a sua forma invasiva, ou seja, com a doença já evoluída em uma fase mais complexa.

Quais são as consequências, mesmo que haja a cura? Traumas cirúrgico e emocional e diminuição da fertilidade. Além da ansiedade normal por ter desenvolvido um processo maligno, há repercussão na falta ao trabalho (no momento do tratamento e diagnósticos) e alteração da dedicação do tempo à família e, em especial, aos cuidados com os filhos. Nas classes sócio-econômicas mais desfavorecidas, a mãe, frequentemente, é o pilar principal desta família.

Como as mulheres devem se prevenir para evitar a doença? A realização do exame de prevenção e a visita ao médico faz com que a precaução evite o agravamento da doença. Aqui vale uma pergunta às leitoras: Quando você fez o seu último exame de prevenção? Se estiver passando mais de um ano, você deve conversar com o seu ginecologista, principalmente, se, nos últimos dois anos, quando os exames apresentaram, mesmo que pequenas, Além da anomalias. ansiedade

normal por ter desenvolvido um processo maligno, há repercussão na falta ao trabalho e alteração da dedicação do tempo à família.

Outubro/2009

A partir de que idade os exames devem ser feitos? O primeiro exame deve ser feito quando a paciente inicia a sua vida sexual, porém, como é uma questão de saúde publica, atingindo  a população em geral, o ideal é que esses exames sejam priorizados na idade de 25 a 59 anos. Existe alguma faixa etária ou social mais suscetível ?

Quais as chances de cura? As chances são de 100% nas fases de pré-malignização, quando o diagnóstico é identificado no surgimento do câncer.

De que maneira os hábitos de uma vida saudável estão relacionados à prevenção? A mulher deve buscar ter uma boa alimentação, higiene pessoal, praticar exercícios e ter uma vida sexual mais segura, principalmente, quando não tiver parceiro fixo, usando sempre a camisinha. De que forma o estresse e a vida agitada da mulher moderna influencia no surgimento da doença? Interfere no sistema imunológico das pacientes que a tornam mais vulnerável à progressão da doença. No que se refere ao congresso, quais avanços podem ser esperados pela sociedade? Os principais pontos foram a atualização do manejo e controle da doença, validado pelos representantes das secretarias de Saúde presentes no Congresso de Prevenção ao Câncer do Colo do Útero em Saúde Pública, além dos representantes do Ministério da Saúde e do Inca respaldados por organismos internacionais de Saúde. Novas tecnologias deverão ser incorporadas ao controle da doença, desde a vacina, passando pela possibilidade de exames mais eficientes no diagnóstico do Papanicolau (diagnóstico preventivo) até a atualização profissional.

Revista Expansão |

51


[ Reportagem Especial ]

A sua

vida

em outras m達os 52

| Revista Expans達o

Outubro/2009


S “

e eu cumprir este juramento com fidelidade, que me seja dado gozar felizmente da vida e da minha profissão, honrado para sempre entre os homens; se eu dele me afastar ou infringir, o contrário aconteça”. O trecho final do tradicional juramento dos formandos em Medicina, ditado por Hipócrates, pode bem resumir o pensamento e a conduta que deveria nortear todo o profissional e todos os médicos, sobre o verdadeiro significado da palavra ética. O médico é aquela figura que sempre nos inspira confiança, verdade e, acima de tudo, segurança. Afinal, são poucos os que ousam contestar uma orientação ou afirmação que venha daquele de jaleco branco. E foi com inspiração na figura do médico de homens e de almas, o apóstolo São Lucas, que 18 de outubro foi escolhido para comemorar o Dia do Médico.

Se eu cumprir este juramento com fidelidade, que me seja dado gozar felizmente da vida e da minha profissão, honrado para sempre entre os homens; se eu dele me afastar ou infringir, o contrário aconteça.

Médicos enfrentam, diariamente, mesmo que em pequenas situações, a difícil escolha entre o bem e o mal Por Aline de Melo Pires e Graziela Dannenhauer

Lucas foi o único apóstolo que não conheceu Jesus Cristo, mas sua fé era tão forte que desde pequeno ele curava as pessoas para as quais rezava, enquanto as tocava com as mãos, que sempre foram quentes. Os milagres aconteciam e as pessoas tinham cada vez mais fervor pelo médico que curava as feridas do corpo e também as da alma. E lembrando dessa história que paramos para refletir sobre a ética. Conversamos com representantes de importantes entidades no Estado, onde atuam, todos os dias, cerca de 25 mil profissionais, que prestaram o juramento de salvar vidas, mas que nem todos o cumprem. O conceito de ética, inevitavelmente, passa pela moral - uma parte da filosofia que trata dos deveres do homem para com seus semelhantes. Daí a necessidade de criar códigos de ética na conduta de várias profissões. “O médico pode cometer algum deslize, até porque ele tem que tomar decisões sobre a vida de uma pessoa que pode morrer ou viver, e para evitar esses deslizes que criamos o código de ética. Imagine como ficaPara Aguiar, conceito de ética, inevitavelmente, passa pela moral ria, se não houvesse? Talvez, para algumas profissões, não seja necessário um código de ética profissional. Mas, em se tratando de médicos, não vejo outra saída para melhorar o relacionamento entre estes e os enfermos”, observa o diretor de Assuntos do Interior da Associação de Medicina do Rio Grande do Sul (Amrigs), Bernardo Avelino Aguiar.

Fotos: Divulgação

Outubro/2009

Como Deus Médico é um profissional liberal e, por definição, tem “liberdade” para trabalhar como julgar melhor. No entanto, esta mesma liberdade é limitada pelos preceitos da ética, que servem para proteger a profissão e aqueles que dela se beneficiam. A afirmação é do presidente do Conselho Regional de Medicina do Rio Grande do Sul (Cremers), Cláudio Franzen. “Antes de tudo, é preciso gostar de gente. Ninguém jamais se realizará na Medicina se não gostar de gente. E todo o desempenho tem de ser para o bem”, diz Franzen. Já para o presidente da Associação Médica de Novo Hamburgo, Kleber Fisch, o conceito de ética é bem simples e pode ser encarado da mesma forma, mas, bem pelo contrário, sem diminuir a sua importância. “A realidade tem de ser esta, o médico exercendo sua profissão em boas condições, respeitando a lei, usando os meios, conhecimento e bom senso para salvaguardar a saúde e integridade do paciente”, avalia Fisch.

Revista Expansão |

53


[ Reportagem Especial ] A figura do médico é tão respeitada que muitas pessoas a encaram como se fosse, ou tivesse, o poder de Deus. A cura que chega pelas mãos do profissional da saúde, assim como seu conhecimento, podem mesmo remeter a isso. Entretanto, eles próprios não se enxergam desta forma. “O endeusamento existe muito mais com os artistas do que com os médicos. Não conheço nenhum médico ‘ídolo’ de multidões. Não tenho notícia de que algumas pessoas tenham se apinhado em algum lugar à espera da chegada de algum médico”, brinca Aguiar. Franzen cita uma pesquisa desenvolvida pelo conselho que apontou que os profissionais que mais se tem confiança na sociedade são os bombeiros e os médicos.

Saúde pública

Nestes casos envolvendo médicos, a conduta foi de aspecto individual, ou seja, uma pessoa se desviou da sua função por deficiência de caráter, transtorno psiquiátrico, ou qualquer outra questão, e não corresponde a um problema que afete a toda classe profissional médica. (Kleber Fisch)

54

| Revista Expansão

(Cláudio Franzen)

É com base nestes questionamentos que o momento é de uma reflexão ainda maior. As pessoas se revoltam e se decepcionam mais hoje em dia, diz Aguiar, não porque acreditam que o médico teria o poder de Deus mas, sim, porque o médico não contemplou o seu objetivo desejado. “Há muito mais decepções entre seres sem relações de trabalho do que entre profissionais de qualquer natureza com os dependentes destes serviços”, defende o diretor da Amrigs. Para Franzen, a comparação que dá poder aos médicos, na maioria das vezes, é uma idealização dos próprios pacientes. “Os médicos são humanos e passíveis de erro. No entanto, devem ter em mente que jamais podem errar. Quando isso acontece, a questão deve ser analisada com muita profundidade”, comenta Franzen.

Casos Fisch defende que os casos que envolvem denúncias contra médicos que ferem o código de ética de sua profissão devem ser vistos como casos isolados e não como problema de uma classe profissional. “Nestes casos envolvendo médicos, a conduta foi de aspecto individual, ou seja, uma pessoa se desviou da sua função por deficiência de caráter, transtorno psiquiátrico, ou qualquer outra questão, e não corresponde a um problema que afete a toda classe profissional médica”, salienta Fisch. Para Aguiar, a questão pertence à diferença de velocidade entre o cumprimento do dever dos profissionais em atender a expectativa dos usuários de qualquer serviço e a rápida informação dos direitos dos cidadãos. Em países mais desenvolvidos, continua, quanto ao direito social das pessoas não ocorre esta diferença. Segundo o diretor da Amrigs, o profissional foi Franzen salienta a supervisão ética entre os próprios médicos aprimorando a consciência do seu dever social para com os seus semelhantes à medida que estes foram entendendo o seu direito para, de forma gradual, fazer as suas exigências. As entidades e associações médicas, por meio de palestras e campanhas, vem trabalhando para conscientizar tanto os profissionais como a população acerca das obrigações éticas e morais de sua classe. Comissões supervisionam o trabalho de colegas e servem de apoio. A Amrigs promove palestras de Responsabilidade Civil, Penal e Ética em várias cidades. Estes encontros servem para informar aos médicos condutas que, se observadas no âmbito do Direito e da Ética vão diminuir as demandas judiciais ou disciplinares.

Fotos: Divulgação

Para Fisch, esse endeusamento já deixa de existir, justamente, por causa do que ele chama de “deterioramento paulatino” das instituições de saúde pública, responsáveis pela maioria dos atendimentos. Este cenário, diz, contribui para afetar, significativamente, a relação médico-paciente. A saúde pública está em um Fisch chama atenção para o que estado crítico há anos e se denomina de deterioramento paulatino depreciando cada vez mais. Os governos não conseguem manter e atender a demanda nacional e os investimentos não são aqueles necessários para que os médicos executem o seu trabalho corretamente. Alguns realmente fazem milagres com os equipamentos e aparelhos que tem, enquanto outros sentem-se desvalorizados e sem ânimo para exercer sua função, à qual são obrigados, diariamente, para poder pagar suas contas no final do mês. Outros aspectos que também interferem. É que o abuso sexual, a negligência ou o erro médico se tornaram erros médicos recorrentes, principalmente, na mídia. Essa decepção da sociedade, assim como sua revolta, aumenta cada vez mais. A falta de atenção da maioria desses médicos por seus pacientes também prejudica a credibilidade. Tem consultas que você vai que o médico nem encosta em você. E afinal de contas, o médico não é aquele que vai lhe examinar e tentar descobrir o que você tem que está lhe fazendo mal? E quem sabe, por lhe examinar, minuciosamente, depois de mandar fazer exames, não descubra o início de uma doença grave que pode ser tratada e curada?

Os médicos são humanos e passíveis de erro. No entanto, devem ter em mente que jamais podem errar. Quando isso acontece, a questão deve ser analisada com muita profundidade.

Outubro/2009


Outubro/2009

Revista Expans達o |

55


[ casa & Estilo ]

Jaqueline Fischer Zapelini Arquiteta jaque@zapelini.com.br

Paisagismo

Vertical Divulgação

O paisagismo deve ser integrado ao estilo da casa, assim como a decoração com a arquitetura.

Hoje em dia, pela diminuição dos espaços nos ambientes em nossas casas, às vezes fica difícil encontrar um local para montar um cantinho verde. Tendência mundial hoje, o paisagismo vertical, cultiva plantas e flores preenchendo de verde, paredes, muros e fachadas inteiras.

56

| Revista Expansão

Outubro/2009


Fotos: Divulgação

Também chamada de “parede verde” ou “eco parede” os jardins verticais não ocupam muito espaço no solo, são práticos, sendo instalados com um suporte especial para segurar as espécies com um sistema automático de rega. Entre as vantagens está a diminuição da temperatura interna dos ambientes, purificação do ar e redução da poluição visual e sonora, pois funcionam como revestimento acústico para os ambientes.

Outra tendência atual, que vem ganhando espaço na decoração, são os quadros verdes. Em vez de gravuras, pinturas ou fotografias as molduras dos quadros recebem plantas verdes. É uma forma moderna de reintroduzir a natureza em nossas casas tornando as paredes verdadeiramente vivas e ecologicamente ativas.

Em tempos de aquecimento global e altos índices de desmatamento, esta técnica imprime um pouco mais de verde e beleza na vida de quem mora nas grandes cidades. Que sirva de inspiração para todos nós!!!

Outubro/2009

Revista Expansão |

57


INFORME ESPECIAL

Fotos: Wood & Stok/Divulgação

Q

uem nunca se deu conta de que seus armários da cozinha estão pequenos, seu closet está apertado...? Pois foi pensando nas suas necessidades que a Wood & Stok ampliou seu showroom. Cada ambiente, seja grande ou pequeno, merece uma grande ideia! Espaços generosos, pensados para receber pessoas com muito conforto, podem abrigar um home theater, uma sala de jantar e até mesmo um espaço gourmet. Espaços reduzidos devem trazer a ideia de aconchego e, é claro, ainda suprir todos nossos pedidos. E é isso que espera você no novo showroom da Wood & Stok, projetado para agradar a todos os gostos e renovar cada centímetro da sua casa, mostrando um pouco mais de seu trabalho e dedicação em móveis sob medida. Novidades não faltarão para a nova cozinha: sistema de forno embutido italiano, sistema espanhol de elevação das portas que garantem segurança e conforto na abertura e fechamento das portas basculantes e ainda uma linha completa de coifas, cooktop e microondas, além de poder ver muitas ideias para lavanderias, dormitórios, closets, banhos, persianas, home office... tudo sob medida de acordo com o seu projeto.

58

| Revista Expansão

Do jeitinho que

você

sonha

Outubro/2009


Deise Soares & Giorgia Cecconello Arquitetas

deise.giorgia@hotmail.com

Tudo são flores om a chegada da primavera o jardim se torna o ambiente preferido dos admiradores da natureza e o lugar onde todos nós gostaríamos de ficar. Seja no trabalho, no lazer, em nossa casa ou apartamento, ele é fonte que alimenta nosso espírito e acalma nossa alma. A ideia de grama verde, plantas e flores coloridas, certamente traz o perfume, o canto dos pássaros e a sensação de conforto e satisfação. Para quem pensa que desfrutar de um belo jardim é privilégio de poucos, se engana, pois ter um jardim é um conforto que pode caber em qualquer metragem, seja um terraço, sacada, enfim, em pequenos ou grandes espaços. É apenas necessário a adoção de soluções de organização, paginação de piso, aproveitamento destes espaços e até paredes.

Outubro/2009

Fotos: Jardim Urbano/Divulgação

C

Com suas formas e cores maravilhosas, lugar preferido onde todos gostamos de ficar, os jardins nesta época do ano ganham mais vida e a primavera nos traz o colorido que nos enche os olhos e o coração de alegria

  Esta arquitetura tão poderosa que é a natureza, agregada a um projeto harmonioso no qual podemos nos valer de inúmeros recursos, como criar caminhos em madeira ou pedriscos, montar canteiros, vasos e cachepôs com flores e plantas, utilizar acessórios nas paredes, tudo isto dá forma a um conjunto de beleza em qualquer tipo de espaço, tornando nossa vida mais confortável e feliz. Após a definição de circulações, espécies adequadas, massas de vegetação com canteiros, árvores e vasos, iluminação, é chegada a hora de pôr em prática as ideias e o quanto antes começar a executá-las, melhor. Então para que esperar para preparar o seu jardim?! 

Revista Expansão |

59


[ à Moda da Casa ]

Um Filé à Parmegiana diferente

60

| Revista Expansão

Outubro/2009


Representante comercial de Santa Cruz do Sul dá seu toque particular a prato tradicional Por Sandro Viana/Four Comunicação

C

ozinhar é o hobby do representante comercial Antônio Clóvis Kappaun, 65 anos. O presidente do Sindicato dos Representantes Comerciais do Vale do Rio Pardo (Sirecom) já teve uma lancheria no início dos anos 70. Kappaun é casado há 30 anos com Olnira, tem quatro filhos: Cláudia, 37, Cassiano, 32, e as gêmeas, Carina e Renata, 28. O Filé à Parmegiana é uma das suas especialidades e ele prepara o prato com algumas diferenças. A principal é que o filé não é feito à milanesa como o tradicional. “Prefiro fazer diferente, salientando mais o sabor da carne”. Outro dos segredos, explica ele, é o tempo Diferencial do preparo está no realce do sabor de cozimento do molho de tomate. “As da carne, cujo molho ferve por duas horas ‘nonas’ deixam, às vezes, um dia inteiro cozinhando o molho. Por isso fica um gosto especial”, ressalta. Ele recomenda que o molho fique no fogo durante todo o preparo dos filés, por aproximadamente duas horas.

Filé à parmegiana · ·

PREPARO 2 horas COZIMENTO APROXIMADO 20 minutos a 180 oC RENDIMENTO 8 PORÇÕES

Ingredientes • • • • • •

1,5 quilo de filé mignon 1 quilo de presunto fatiado 1 quilo de queijo fatiado 1 quilo de tomates ½ quilo de cebola ½ tablete de manteiga

• • • • • • •

1 caixa de polpa de tomate 2 pacotes de batata palha Alho Sal Azeite de Oliva 2 pimentas Dedo de Dama sem sementes 1 colher de sopa de farinha

Para acompanhar arroz branco

Preparo

Triture no liquidificador os tomates, as cebolas, o alho e a pimenta e acrescente a farinha e a polpa de tomate. Coloque tudo em uma panela e deixe cozinhar por aproximadamente duas horas. Misture as pimentas, o alho e o sal e fique mexendo. Limpe o filé e corte em medalhões. Em seguida, bata o filé com as mãos. Numa frigideira, coloque azeite de oliva e a manteiga, uma fatia de presunto e uma de carne. Tempere o filé com bastante sal somente de um lado. Depois, vire-o junto com o presunto para fritar do outro lado. Procure não deixar passar a carne, já que depois ela vai ao forno por mais 20 minutos. Em cima do filé, coloque uma fatia de queijo dobrada. Numa travessa, forre o fundo com queijo. Quando estiver no ponto, retire a carne e coloque na travessa. Retire o presunto e coloque em cima do filé. Repita a operação com todos os filés. Ao mesmo tempo, continue mexendo o molho. Depois que a travessa estiver com todos os filés, coloque mais uma camada de queijo por cima e, em seguida, o molho de tomate. Leve ao forno por 20 minutos a 180º C. Ao retirar, coloque a batata palha a gosto e leve à mesa. E bom apetite.

Outubro/2009

Revista Expansão |

61


[ Cobertura Especial ]

Totela Piscinas comemora 30 anos A Totela Piscinas completou 30 anos de fundação em setembro deste ano. A empresa projeta e instala piscinas e se orgulha de ser uma das mais tradicionais no ramo. Com sede no bairro Rio Branco, em Novo Hamburgo, foi constituída a partir de um sonho do empresário Derli Ecker, fundador e diretor. Para marcar este aniversário de três décadas de atividades, a direção da empresa recebeu, no último dia 4 de setembro, clientes, familiares, amigos e autoridades nas dependências de sua loja totalmente ampliada e reformada.

62

| Revista Expansão

Outubro/2009


Fotos: Joares Machado/Especial

A Totela Piscinas tem sua loja localizada na Rua TupinambĂĄ, 54, bairro Rio Branco, em Novo Hamburgo | (51) 3593-1448 e 3587-4978 e-mail: zenaide@totelapiscinas.com.br www.totelapiscinas.com.br

Outubro/2009

Revista ExpansĂŁo |

63


[ ZITA PEREIRA ] Zita Pereira

Colunista social zitapereira@revistaexpansao.com.br

Ana Conti/Especial

Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim. (Autor desconhecido)

Caixinha de surpresa

Sim, estamos de casa nova

Namoro, noivado... casamento!

Em nova fase, o salão antes Luiz Cabelereiros, agora passa a se chamar Equipe Luiz Cabelereiros & João Mendonça Beauty. Depois de longo “namoro”, Cleusa Lemes e João resolveram juntar suas escovas - de cabelos - e aptidões, fizeram a co-ligação dos dois beauty centers e todo mundo saiu ganhado. Repaginado, caracterizando o estilo próprio de cada salão, teve festa de inauguração, onde figuraram nomes estrelados da cidade. Em total sintonia, a trupe Luiz Cabelereiros e João Mendonça mostra que veio para somar. Eles fecham todas! Divulgação

A Expansão está de casa nova. Desde o início de setembro já está recebendo na sede própria, na Quintino Bocaiúva, 99. No seu ano 10 a Revista mostra a que veio. Ana Maribel Pacheco e Sérgio Jost, também. Fizeram a Expansão crescer e aparecer. A evolução ocorrida nestes dez anos é a comprovação da capacidade deles, que dividem o profissional e o familiar e mostram que formam dupla pra lá de perfeita. Eles tem fina sintonia em tudo. Que bom que faço parte desta orquestra!

Novidades

Linda, dona de lábios perfeitos e de um dos mais belos sorrisos, Simara Pedrotti é o protótipo do alto astral, da alegria, da beleza e da felicidade. Formada em Direito, cursando pós em Direito Penal e Processual Penal, em Porto Alegre, promete ser exímia na área. Casada com João Cesar Pedrotti, o Lala, tem dois filhos, Katielle e Nicholas. É de Porto Alegre, “mas criada no mundo - sempre sobre os olhos da minha mãe, Silvana, uma leoa, uma ursa”, elogia - devido às incontáveis viagens que fez, participando de concursos de beleza e como modelo pelo Brasil e exterior. Agora mãe, ela própria se define uma leoa, uma ursa, tal qual a sua. Mas além de estudos e família, uma bolsa é também essencial e nela carrega uma carteira, mais uma outra, com muitas moedas para pagar estacionamento, cafezinho, balas e chicletes, celular – “não vivo sem”-, caneta e quando a bolsa é grande, um código civil e penal. Lencinhos umedecidos, absorvente, creme para as mãos – “bem cheiroso, de preferência”-, não pode também faltar um gloss ou manteiga de cacau e muuito, muuito chiclete e bala. “As fotos dos meus filhos e do meu marido e um patuá de segurança são indispensáveis. Troco de bolsa, mas não saio sem eles”. Direta, simples e de bem com a vida, Simara é sinônimo de quem é bem sucedida profissional, familiar e com ela própria. Também pudera, com toda esta beleza... Salve ela!

Bola da vez

Multimídia, Ana Conti agora é Gerente Executiva da Expansão. Publicitária das mais criativas, desativa sua agência, a Conti Comunicação, para assumir o cargo na Revista, onde já tinha total envolvimento, como membro do Conselho Consultivo, prestando Assessoria de Comunicação e Marketing, atuando na direção de fotografia, direção das capas e direção geral do editorial de moda. Agora ela tem cadeira cativa e passa a integrar de vez a Expansão.

64

| Revista Expansão

Cleusa e João, novo ciclo: ...viva as grandes mudanças!

Outubro/2009


Talento nato

João Fernando Joner Sobrinho, que durante mais de duas décadas teve seu nome ligado a conhecida loja de material de construção, agora assina pelo próprio negócio. Abriu a Inovar Acabamentos e mostrou que bom gosto e talento eram próprios dele. Os banheiros de uso da loja dão mostra de toda peculiaridade e requinte que imperam na Inovar. Lá tem tudo em louças, azulejos, pastilhas e demais novidades que a modernidade dispõe para revestimento de interiores. Fernando é um visionário e está fazendo de seu único filho, Rafael, seu discípulo. Com o apoio da mulher, a super alto astral Sissi, esta família vai longe. A loja está linda!

Outubro/2009

Papo rápido

Sandra Wagner/Divulgação

Tudo em casa: Rafael, Sissi e Fernando, superunidos, festejam a inovação nos negócios da família

O glamour da lingerie

A Pano de Luxo, especializada em lingeries, está de aniversário e, para comemorar a importante data, Sílvia e Jorge Machado, os proprietários, estão preparando festa à altura dos 15 anos da loja para receber convidados especiais na noite de 16 de outubro. A Hamburg Bier vai se transformar em passarela de lançamento para as coleções de verão. Vai ser noite exclusiva, com direito a desfile e decoração que remetem ao glamour da lingerie para todas as idades e ocasiões. Tudo com muita sutileza e elegância, tal qual são os donos da loja.Vai ser um megaevento!

Superfesta

O NH Hall, já bonito por natureza e arquitetura, vai se transformar em palco iluminado para a superfesta de 15 anos de Natacha Führ, em 23 de outubro. O convite, um espetáculo a parte, está dando o que falar. Girando elogios do lindo ao máximo. Com escolhas primorosas, a festa tem tudo para entrar para a lista das mais, mais, do ano. Com certeza entrará.

Revista Expansão |

65


[ ZITA PEREIRA ] Fotos: Luis Eduardo Seewald/Divulgação

Divulgação

Grande trio: Zeca e suas duas lindas meninas, Ceci e Faiga, unidos festejam etapas

A noite foi delas e para elas!

Cecília Schmidt, a filha de Zeca Schmidt e Simone Fialho, fez 15 anos e teve moderna festa no Il Brasco, casa noturna comandada com pique total por André Scheid, com total assessoria da ultracompetente Elisângela Koch. Balada da boa, foi noite perfeita reunindo familiares e a moçada com estilo jovial, embalada por hits da hora. Foi uma concentração de gerações em torno da aniversariante que esteve linda num pretinho balonè assinado por Gabriela Pedroso Martins, a estilista da Bella Donna. Festa descontraída teve música pra todos. Com a mãe distante em razão de trabalho, o pai fez as honras da casa - e falou bonito. Além de festejar a caçula, Zeca bolou também a despedida de Faiga, que já está de mala, cuia e raquete na cidade de Bolívar, no Missouri, Estados Unidos, com bolsa de quatro anos para estudar e jogar tênis pela Baptist University of Missouri, seguindo os passos do pai, mundialmente famoso no mesmo esporte. Os amigos e familiares de Zeca e Simone se encontraram, bem como os friends das duas lindas filhas deles. Faiga, acompanhada de seu inseparável Gustavo Hoffmann, o Guga, recebeu sua turma e também a família dele, que foi participar do bota fora dela. A informal noite de despedida de uma e estreia de outra foi peculiar e se identificou com o estilo delas e da casa: superbacana, moderna e aconchegante. O Il Brasco mostrou que não é só point de balada, mas também ambiente para grandes comemorações. Taí, mais um lugar para festejar importantes ocasiões.

66

| Revista Expansão

Tim, tim! Nalia ergue brinde ao sucesso dos empreendimentos Mosmann

Monumental

A Mosmann Incorporações fez fenomenal evento de lançamento de mais um de seus múltiplos empreendimentos. Montou um estrutural showroom com lounges, espaço kids, espaço relax e menu gastronômico que combinava com cada hora do dia. Centenas de nomes coroados da cidade - e além - circularam pelo espaço montado na Central de Vendas da Maurício Cardoso. O ápice se deu a noite, com coquetel elevado a altura das monumentais edificações da Mosmann. Com seu sorriso contagiante, Nalia dos Santos, hoje porta-estandarte da incorporadora, foi hostess perfeita, representando todo o alto escalão da empresa.

Nalia troca ideias inspiradoras com o Celestino Killing e Ilaide Zorgetz

Outubro/2009


Fotos: Neca Carrasco/Divulgação

Olha só: a turma que uniu suas marcas para mostrar coisas modernas e bonitas

Feito à mão

O Bazar Olé de Marcas, evento que reuniu especialidades da moda, arte e gastronomia foi encontro de marcas no Restaurante Olé Armazém Mexicano. Bolado pelas criadoras da Flores de Maio – leia-se Fernanda Graeff, FaUm olé pra eles: Ivo Rizzardi, Fada Brettas, Fernanda Graeff e Luciana da Brettas e Luciana Hoppe, os idealizadores do bem bolado Bazar que tende a se repetir Hoppe – teve como beneficiado o Lar da Menina. Iniciativa pioneira na cidade, se deu nos moldes dos grandes eventos do gênero, já tradicionais em Porto Alegre. Reuniu marcas exclusivas e customizadas atraindo consumidores de diversos segmentos e seis expositores no Restaurante de Silvana e Ivo Rizzardi. Além da Flores de Maio, participaram Amora Baby, de Frederica Ribeiro Arthur e Ana Cristina Maisonnave; Arte por Toda Parte, de Heloisa Petry; Milene Backes e Edu Martins; Arte em Tecido, de Ariete Roman; Bolsas, de Adriana Thomé, e É Art, de Iara Dahmer. Mês passado a Flores de Maio fez exposição solo na Feevale e movimentou a sala da Aprofe. Exibiram flores, mantas, carteiras, enfeites para cabelo, para casa, velas perfumadas e tudo o mais que faz bem para a visão, para usar e abusar. Obras-primas feitas artesanalmente pelo trio Fernanda, Fada e Luciana, que tem em comum a arte e o bom gosto. Tudo literalmente feito à mão.

Jovem setentão

Ele é uma festa e fez da sua, de 70 anos, a própria. Nilson Siegle foi o centro das atenções quando a fiel escudeira, Adayr, há 50 anos a seu lado, fez as honras da casa e recebeu em torno dos setentinha do maridão. Jovial e animado o aniversariante, que nem parece ter sete décadas, recebeu com entusiasmo pleno aqueles que foram abraçá-lo. Os filhos Ângelo Siegle, com sua pequena e lindinha Eduarda, Neca e Biguá Thoen com os filhos Gabriel e Guilherme, Mari Siegle com sua Bruna Sander, Luis e Naida Möller, Nelson Siegle e Neiva, Lenira Siegle e a filha Tati formaram o coro do parabéns e a festa rolou solta, regida pela alegria e picardia do aniversariante, que até uma namorada – de brincadeirinha - arrumou na festa totalmente familiar. Nilson é o tal. Adayr idem. Juntos, formam sincronizado casal 20!

Outubro/2009

Revista Expansão |

67


[ ZITA PEREIRA ]

Mas que dia feliz!

Os 11 anos da AMO – Associação de Assistência ao Menor em Oncologia - foram comemorados junto com o lançamento do McDia Feliz. Parceria que deu certo, tem por trás, aqui na cidade, o médico Valdir Marques de Souza, grande benfeitor dos menos favorecidos. Evento que movimenta a cidade, é mutirão em prol das crianças com câncer. Este foi um ano atípico, dando ênfase maior ao lazer das crianças, com amplo playground, com todos os tipos de brinquedos. O evento foi sucesso simultâneo, aqui e em São Leopoldo, com a comunidade dando o retorno esperado, of course, com a ajuda de São Pedro, que se engajou à causa e deu uma trégua à chuva. A saber: nós, hamburguenses, somos recordistas em coleta de sangue para futuros doadores de medula. Foram 1.028 doadores somente durante o McDia. Um feito para quem vive nesta terra se orgulhar!

Papo rápido

Dia 25 de outubro será a vez da Rústica da Expansão, com verba destinada à Liga – o valor das inscrições irá direto para a entidade. A maratona organizada por Marquinho Schmidt e Daniel Becker é um dos eventos alusivos aos 10 anos da revista. A largada será em frente ao novíssimo prédio, na Quintino Bocaiúva, 99, às 9 horas. Participe. Faça bem a si e à Liga e fique ligado para sempre à história da Expansão. A Rústica faz parte de uma série de eventos do Ano 10. Some-se a nós!

Fotos: Luis Eduardo Seewald/Divulgação

Rústica Expansão

Victória e seus vitoriosos 15 anos: tipo assim, “enfim, posso sair”

Viva Victória!

Completa. Assim foi a festa de Victória Bernardes. Com toda a informação a que teve direito e a participação ativa dos meticulosos pais, Susana e Kleber, os 15 anos de Victória ficarão na história. Com show de gastronomia, teve coquetel Que linda e feliz família!:Viic com a irmã, Isabela, de salgadinhos quene seus superpais, Susie, que esteve especialmente tes e frios logo à chebela nesta noite, e Kleber, igualmente impecável gada dos convidados, ilha de sushi a noite inteira, jantar elaborado para agradar jovens e adultos, batata frita, totosinho, hambúrguer e salgadinhos especiais feitos para a madrugada. Teve ainda farta mesa de finos doces e guloseimas. Foi um festival gastronômico. A noite que primou por cores quentes como vermelho, amarelo e laranja, teve retoques de dourado e mesclou mobiliário moderno com antigo e étnico, dando pinceladas orientais ao décor. Com abajures e flores nas mesas, a decoração criada por Soely Jancenowski foi primorosa. Também não faltaram pedrarias em pendentes caindo de árvores. Cheia de detalhes, a noite exclusiva de Victória motivou incontáveis elogios. E o som não ficou por menos. Teve o DJ principal, Rubinho Andrade nas picapes, uma palhinha do DJ Gui Thoen agitando a moçada com o batidão do psy e house e, para fechar o ciclo musical, a Banda Reação em Cadeia, que está no auge, foi a grande atração da noite e fez um showzaço. Um presentão dos pais à aniversariante que teve festa a altura de sua postura e idade. A festa de Viic foi um dèbut prive com tudo a que teve direito. Porque ela merece. É uma menina perfeita, que tem uma família perfeita por trás. Aliás, diga-se, tudo para ela é e está perfeito!

Na Cozinha

O Homens na Cozinha começa a agitar os bons gourmets da cidade. Marcado para a noite de 24 de outubro, volta, como habitualmente, ao salão social da Ginástica. Os cozinheiros já estão a postos fazendo degustações de suas receitas para se superarem novamente. Cada edição do grande encontro gastronômico da Liga é de pura superação. Evento que une ação e boa vontade, é onde os amigos se encontram em torno de justa causa e boa mesa. Imperdível. PS: agendem-se: 24 de outubro!

68

| Revista Expansão

Turma de bacanas: Viic e suas melhores amigas

Outubro/2009


[ Night forte ] roberta Pletsch

Fábio Winter/Divulgação

Colunista relacionamento@merkatorfeira.com.br

Se você participou daquela festa inesquecível e quer aparecer nesse espaço, envie sua foto para betapletsch@hotmail.com DJ Federico Barco

Luciano Barreto/Divulgação

Retrô da Nata no Ok Center em 18 de setembro Ana Paula Lenz/Divulgação

Divulgação

Luciano Barreto/Divulgação

Shana e Marcelo Schroeder

Igor Hoelscher e Rafaela Dani

Karen Tonon, Bárbara Jung e Gretha Castilhos

Eventos

Rolou

Agende-se

PUNTA DEL DIABLO

Balonê invadiu Punta del Este... Que os anos 80 foram uma febre e criaram tendência no mundo todo isso é fato. Mas, também é fato, que a Balonê comemora como ninguém o som e as festas da década mais celebrada de todas. Uma das praias mais chiques do mundo recebeu o evento em 3 de outubro. A festa very 80’s, que agita a capital gaúcha, invadiu o Conrad de Punta del Este. O som ficou por conta dos já famosos DJs Taís Scherer, Beto Lewin, Roger Lerina e Adriana Banana... Tudo de bom e mais um pouco!!

No dia 3 de novembro vai rolar um baita show na capital gaúcha... Após 11 anos desde sua dissolução, o Faith No More coloca Porto Alegre no roteiro da turnê The Second Coming. O show será no Pepsi On Stage. O retorno da banda e a nova turnê foram anunciados em fevereiro deste ano. A formação atual conta com Mike Patton (vocais), Mike Bordin (bateria), Roddy Bottum (teclados), Bill Gould (baixo) e Jon Hudson (guitarra).

>> Inaugurada em 2007, a Punta

Del Diablo é especializada em pizzas uruguaias. Servidas em formato retangular, um dos sabores mais pedidos é a de mexilhões, lula, camarão e queijo conaprole. As tortilhas e o guiso são ótimas opções de entrada. Nas sobremesas, o destaque é da torta chaja, com pêssego e merengue. Punta Del Diablo fica em Porto Alegre, na Avenida Protásio Alves, 1472. Vale a pena conferir!!

>>

>>

Para a galera que vai curtir o próximo feriadão no Litoral Norte, a pedida é o Jimbaran, em Xangri-Lá. A badalada casa noturna vai abrir nos dias 10 e 11 de outubro,prometendo muita diversão e curtição.


[ SOCIETY ] Gelaina Barbieri

Relações públicas Conrerp 2523 - RS/SC gela@terra.com.br

Casamentos

Isa Reichert/Divulgação

Joel Reichert/Divulgação

Tatiana Treis Chemin  e Eduardo  De Luca casaram-se na Igreja São Luiz, com recepção no NH Hall. Destaque para a decoração clean,  em branco e verde, além da homenagem de Tatiana e dos irmãos, aos pais Armando e Ligia Chemin, que completavam 35 anos de casamento. Na foto, Marcio Cavalheiro, Patricia Kraemer, os noivos Tatiana e Eduardo, Eduardo Cavalheiro, Maria Elena Treis e Julio Pilippini.

Homenagem dos familiares marcou a data do “sim”

Depois de meses de preparação, Carol e Marcos oficializaram a união em uma bela celebração na Igreja Piedade, ao som do tenor Pastore, que emocionou muito os mais de 200 convidados. Já na festa, no Salão dos Espelhos da Sociedade Ginástica, após do coquetel receptivo, os convidados vibraram com a entrada dos noivos, que elegantemente ofereceram jantar à francesa assinado por Irius Buffet. Para a abertura da pista, uma especial coreografia dos noivos, que curtiram cada detalhe criado para a noite, destacando os lounges de entrada, com doces, café, ilha de crepes, nicho do bolo, espaço dos bem casados.

Os noivos Nicolle Cristine da Silva e Gustavo Teixeira contaram com o prestígio da fotógrafa Isa Reichert para a cobertura do importante momento de suas vidas.

Isa Reichert/Divulgação

Igreja da Piedade foi cenário para o enlace

As formaturas ainda são destaques

Bruna Kirsch durante colação de grau em Jornalismo, pela Unisinos. Orgulho dos pais, Bruna recebeu a família e amigos em elegante recepção na residência da família. Todos os detalhes em zebrado branco e preto, com detalhes em pink. Moderna e linda, a formanda arrasou em modelo pink.  Fotos: Divulgação

Kóca Schroeder brindou a nova idade

Ana Paula Lenz/Divulgação

Kóca Schroeder no cenário da festa

70

| Revista Expansão

Kóca Schroeder realmente surpreendeu as amigas ao reunilas para celebrar a chegada dos 50 anos. Comentário unânime entre as convidadas é que Kóca esta vada vez mais jovem e bonita. Na festa, tons rosa antigo e marrom, apresentaram o conceito moderno e elegante da aniversariante.

Ana Patrícia Bohn e o namorado Vitor Winter, durante as comemorações da formatura dela. Patrícia já é uma profissional de destaque no mercado de trabalho, com muito empenho em suas atividades pela Estile Multimarcas.

Outubro/2009


Lançamentos Fotos: Melissa Machado/Divulgação

Mercado do Sapato

Apresentação da nova loja, em novo endereço, marcou as atividades do Mercado do Sapato. A loja, que lança tendências para moda em calçados, reuniu expressivo grupo feminino para a apresentação dos lançamentos primavera - verão.

Andrea Fleck, Dirlene Baum e Fernanda Fisch

Andrea Carasai Strassburger, Mariza Carasai e Marcia Carasai Baptista

Fotos: Divulgação

Bala e Ita Kirsh com o artista Nicholas Treis Weissheimer, durante a abertura da exposição Polissêmico - Uma experiência no campo das artes. A exposição contou com o prestígio do espaço cultural Albano Hartz

A arquiteta Rejane Treis Weissheimer aproveitou a Festa do Calçado e a presença de Hebe Camargo, para apresentar à estrela  a Casa Couro, destaque do evento

Outubro/2009

Revista Expansão |

71


[ são leopoldo ] Letícia de Oliveira

Relações públicas Conrerp 2494 - RS/SC leticia@revistaexpansao.com.br

Cores, floridos e personalidade

Formada há 25 anos em arquitetura pela Unisinos, a leopoldense Silvana Mainieri tem bastante história para contar na área de decoração. Depois de ter morado no Rio de Janeiro e feito cursos de interiores, resolveu abrir seu próprio negócio na cidade e virar empresária, atender seus colegas arquitetos e prestar o melhor serviço e opções para que a casa de cada cliente se torne exclusiva.

Missi é bem cuidada, exemplo de como os cães devem ser tratados

Do bem Fotos: Divulgação

Agora São Leopoldo conta com o Cempa – Canil Municipal. O canil acolhe animais em sofrimento, os atropelados, doentes e filhotes. Muitos projetos estão sendo elaborados para resolver a questão destes animais de rua. O Cempa ainda conta com o apoio de uma nova ONG que auxilia na realização de espaços de adoção para animais abrigados no Centro e atende todos que necessitam de cuidado especializado, além da alimentação, limpeza e cuidados gerais. Pessoas interessadas em ajudar podem entrar em contato pelo telefone (51) 3572-0320.

Doce gelado Silvana se destaca pela personalidade calma e pelo bom gosto

Trajetória

Sua loja está instalada há 20 anos em São Leopoldo. A Espaço e Cor fornece desde cortinas e persianas a papel e revestimentos para parede, tecidos para colchas e cortinas e molduras para rodaforros e rodapés. Tudo com a garantia dos melhores fornecedores do Brasil e exterior. Com atendimento personalizado, pois não tem como ser diferente já que cada pessoa tem uma necessidade e um perfil, os ambientes se tornam únicos, aconchegantes e irresistíveis.

Clientes

Silvana sempre gostou deste contato com o cliente, seu perfil calmo e paciente permite que o cliente reveja suas opções várias vezes até estar completamente certo do que quer. Os arquitetos recebem toda a liberdade para tratar com seus clientes no espaço reservado a bons bate-papos sobre arquitetura e decoração. Assim é possível a todos perceberem as

72

| Revista Expansão

várias opções de decorar uma casa ou um escritório.

Família

Uma das formas que utiliza para relaxar é lendo um bom livro, pode ser de qualquer gênero, mas sua preferência é por romance. Os filmes também não escapam, principalmente as comédias românticas que distraem e aliviam a tensão. Outra forma de relaxar é sair com os amigos. Tranquila e alegre, Silvana é só sorriso quando fala do marido e dos filhos. Um dos programas favoritos é sair com todos juntos para jantar ou ir ao cinema. Ela se orgulha quando fala de seus filhos e ressalta que sempre receberam todo o suporte. Desde pequenos foram acompanhados na vida escolar, nos jogos que participavam e até hoje, já criados e na faculdade, recebem toda a atenção necessária. Acredita que com acompanhamento e diálogo o relacionamento se torna mais amistoso e familiar, permitindo um aprendizado mútuo.

Você já reparou que nossa cidade está realmente se transformando em um lugar agradável para permanecer nela? Pois há poucos dias fomos presenteados com um espaço muito legal para saborear um delicioso sorvete. Aquela sorveteria muito tradicional de Novo Hamburgo, a Sabbor por Inteiro já está por aqui com todos os seus sabores e opções da estrela dos dias quentes. Vale a pena conferir, o ambiente é uma graça e acolhedor.

Especialização

A renomada dentista Sidoni Consalter não para quando o assunto é especialização. Atualmente está freqüentando um curso de excelência em ortodontia em Maringá

Outubro/2009


Agenda

Xiru Sander Scherer/Divulgação

A imagem é uma homenagem aos gaúchos da nossa terra

Nossa cultura

A Semana Farroupilha teve atividades marcantes no Parque do Trabalhador, muitas entidades tradicionalistas resgataram as nossas tradições através da culinária e shows. O chimarrão cevado passou de mão em mão e não deixou ninguém para trás. Foram nove dias de muitas comemorações.

De 8 a 12 de outubro acontece a 4ª Aldeia Capilé no Museu do Trem. Dia 8, Circuito Gaúcho de Música Independente. Ainda dia 8, Armadilha Zen com Zé Caradípia e dia 12, a peça O Santo Guerreiro e o Herói Desajustado com a Cia São Jorge de Variedades de São Paulo.

Dia 16, às 19h30min acontece mais uma vez o Musicâmara, na Igreja da Matriz. Um espetáculo de música erudita com o Quinteto de Sopros de Porto Alegre.

Cafeína pura

Outro local que apresenta uma boa opção para um bom bate-papo é a cafeteria Cereja Café. O charme começa pelo nome e se estende pelo variado cardápio que oferece cafés e quitutes de dar água na boca.

Um show e tanto foi diversão garantida no ginásio Celso Morbach. Frejat, um dos criadores da banda Barão Vermelho, fez o público cantar e se deliciar com suas canções. O show foi promovido pelo Arte Sesc – Cultura por toda parte. No repertório, músicas do CD Intimidade entre Estranhos, trabalho da sua carreira solo.

Outubro/2009

Félix Zucco/Divulgação

Frejat

Quem procura diversão e cultura precisa ficar atento à programação do Arte Sesc da nossa cidade, são peças de teatro, cinema e música para todos os gostos. Agende-se.

Mostra do artista chileno Jodorowsky no Museu do Trem, sempre às 18h. Dia 9, apresentação do

curta Lê Cravate de 1957.

Dia 10, Fanolo e Lis. Dia 11, El Topo e no dia 12, A Montanha Sagrada.

Dia 30, todos os filmes

Frejat trouxe a diversidade musical, cantou encontros e reflexões

serão exibidos de uma só vez na Maratona Mostra Jodorowsky no Teatro Municipal, a partir das 18h.

Revista Expansão |

73


[ campo bom ] Joares Machado/Divulgação

Juraci Reichert Colunista juraci_tr@yahoo.com.br

Desfile no Aplausus 

Gabriela Blos, Dione Ermel da Silva, Nelsa Negrini, Rosana Hollmann, Raquel Ermel da Silva, Angela Fauth, Cintia Sperhack e Carmela Leal Negrini prestigiando o evento

A Janda Boutique promoveu um desfile de moda feminina com palestra sobre tendências. Além dos looks apresentados, as clientes tiveram dicas preciosas de como usar roupas e acessórios. O espaço Aplausus, com seu delicioso cardápio renovado de verão, serviu de palco para o desfile de roupas e acessórios da Janda e as joias de Sofia Reuter. O evento contou com o apoio do Lions Clube Pequeno Gigante.

Fotos: Divulgação

Noite de autógrafos

A Biblioteca Municipal Antonio Nicolau Orth acolheu o escritor Carlos José Fernandes Ramos em 25 de setembro para o lançamento e sessão de autógrafos de seu livro, o romance Uma Paixão Inesperada. O autor conta com uma rede de apoio cultural formada por 50 participantes, fato que ele acredita ser inédito no mercado do livro nessa cidade. Sucesso!

Caroline Santana, Ivandro da Silveira e Melissa Santana prestigiaram o evento da Intexco

Bolsas Faccina

Kramatschke/Divulgação

Claudete Lazzaretti, proprietária da fábrica de bolsas Faccina, está com novidades na coleção verão 2010. As lentes da Click Fotografias fizeram o registro da nova coleção, que pode ser conferida no showroom da fábrica. A modelo Fernanda Thomas com uma das bolsas da coleção

74

| Revista Expansão

Lançamento Intexco 

A Intexco/Brisa reuniu no showroom da empresa, os principais formadores de opinião da moda ligados ao setor calçadista para apresentar a cartela de cores da coleção Outono/Inverno 2010. A consultora de moda Fanny Litmann apresentou a coleção intitulada Sensações Humanas, através de um Trends Book, aos convidados.

Vittral 

Um novo espaço, localizado na Avenida Brasil, 2099, está agradando com a variedade em opções para cama, mesa, banho e acessórios. A proprietária, Elisete Schneck Blos, vem trazendo para a cidade e região as últimas tendências que podem ser conferidas em um moderno e arrojado espaço, onde também podem ser deixadas listas de noivos.

Outubro/2009


[ sapiranga ] cleber arnhold

Divulgação

Aniversário de Martina

Martina Della Nina, filha de Flávio e Magda, comemorou seus 15 anos em bonita recepção no salão de festas do Swan Tower. A aniversariante estava bela e radiante, transmitindo muita alegria ao lado de seus familiares e convidados. A aniversariante Lúcia e seu marido Antônio

Os 50 anos de Lúcia

A feliz aniversariante Martina

Lúcia Schilling comemorou seus 50 anos, em 22 de agosto, em bonita festa surpresa no salão maçônico. O ápice da noite foi quando os filhos Lucas, Matheus, Gabriel, o marido Antônio e a filha do coração Natália fizeram uma comovente e merecida homenagem. Este momento emocionante fez crescer ainda mais minha admiração por essa pessoa tão especial, ficando evidente o quanto ela e sua família são felizes e importantes uns para os outros. Na homenagem ficou evidente que ela é o porto seguro de todos.

Bodas de Ouro

O casal Gilberto e Teresinha Weis

A rainha e suas princesas

Em clima de muita beleza, elegância, alegria e descontração, foram eleitas a rainha e princesas da Festa das Rosas. A escolha foi em 29 de agosto no Palácio dos Esportes. Vinte e quatro candidatas disputaram o título da maior festa da cidade, que acontecerá em novembro, no Parque do Imigrante. Após a difícil escolha, Fernanda de Lima Pinto, 19 anos, foi eleita rainha; Fernanda Baum, 20, e Vanessa Luana Koetz, 19, as princesas. Parabéns às eleitas e, certamente, Sapiranga estará muito bem representada. A rainha Fernanda Pinto e as princesas Fernanda e Vanessa

Outubro/2009

Joel Reichert/Divulgação

Colunista clar9@terra.com.br

O simpático e dinâmico casal Gilberto e Teresinha Weis completou 50 anos de matrimônio no dia 5 de setembro. O casal recebeu muitos cumprimentos e celebrou a feliz união em bonita missa, realizada na igreja Sagrado Coração de Jesus. Gilberto foi prefeito de Sapiranga e Teresinha trabalha atualmente como voluntária da Liga Feminina de Combate ao Câncer. Está aí um belo exemplo de companheirismo.

Sapiranga em defesa da vida Foi lançado, em 8 de setembro, no gabinete do prefeito Nelson Spolaor a campanha Sapiranga em Defesa da Vida, que pretende prevenir e combater o uso de drogas entre jovens. O evento, que contou com a participação de representantes de entidades, educadores e comunidade, marcou a assinatura do termo de compromisso entre os organizadores. A campanha compreende um ciclo de sete palestras que serão realizadas em escolas de todo município, informando educadores, jovens e comunidade sobre os perigos do vício das drogas, além da distribuição de materiais informativos. Trata-se de uma importante iniciativa para afastar nossos jovens do vício e integrá-los à sociedade saudavelmente.

Revista Expansão |

75


[ Paranhana ] Taquara | Rolante | Igrejinha Três Coroas | Parobé

renata Martins

Fotos: Divulgação

Jornalista renata.paranhana@gmail.com

Pelo mundo

Rafaela Bistrot Pacheco de Farias, de Três Coroas, aproveitou férias na TAM para voar à Europa e circular por Irlanda, Portugal e Itália. Com as amigas Joana e Ana Machado, curtiu várias cidades italianas.

Melissa Machado/Divulgação

Fotos: Ricardo Santos Fotografias/Divulgação

Bodas

Ana Paula Braun (de vermelho) com equipe da Invento Propaganda, que criou a logomarca e material gráfico da loja, e a especialista em marketing Suzana Neves (última à direita), que organizou coquetel de inauguração

A rolantense Alana Alves disse sim ao taquarense Paulo Rauber em setembro e pode ser considerada uma das mais belas noivas do ano.

Luz

Letícia Wolff Fotografia/Divulgação

Mais um empreendimento para valorizar a charmosa esquina da Ernesto Alves com a Pinheiro Machado, em Taquara. A arquiteta Ana Paula Braun aproveitou bom gosto e clientela classe A para inaugurar sua loja Luz do Prado, de iluminação planejada.

Beleza diplomada

Kelli Marcos, de Taquara, comprova que além de sua beleza há muita dedicação. Formouse em Odontologia e comemorou com amigos e os pais Almiro e Nerlita.

76

| Revista Expansão

Celebridade

Consagrada por seu profissionalismo, Letícia Wolff fotografou a ex-BBB Naná para campanha do catálogo Favorita, de Igrejinha.

Outubro/2009


Fotos: Lilian Schuch/FotodeFato/Divulgação

Tibúrcio e Dania Grings no clima anos 60

Elvis não morreu

Wanderléa, a Ternurinha, deu o tom anos 60 à festa

Divulgação

O salão de festas da Ecoland, em Igrejinha, foi o palco escolhido por Tibúrcio Grings para comemorar seus 60 anos e receber amigos juntamente à sua amada Dania. O casal entrou no clima anos 60, tema da festa, e na metade da noite surpreendeu os convidados vestindo figurinos alusivos a Elvis Presley e Grace Kelly. Uma das atrações foi o show apresentado pela cantora Wanderléa, a eterna Ternurinha da Jovem Guarda.

Linda

Ela é uma deusa: Aline Fagundes em badalado evento social da região.

Outubro/2009

Revista Expansão |

77


[ Gramado ]

Empresas

>>

Natal Luz de Gramado assinou com a Brocker Turismo o co-patrocínio do evento. Adquirindo um serviço da empresa, o cliente tem a possibilidade de compra dos ingressos para os espetáculos.

>>

O Restaurante El Fuego colocou em seu cardápio o almoço executivo, de segunda a sexta-feira. A escolha de um tipo de corte de carne, buffet de saladas e os brasileiros arroz e feijão estão fazendo sucesso, pelo preço, qualidade e ambiente.

>>

Restaurante Bergamota, no Parque Sperry, Vale do Quilombo, tem sido disputado nos finais de semana. É que, além do almoço, o passeio pelas trilhas integra desde os pequenos aos mais idosos à natureza.

>> Móveis Masotti completa 50 anos em 2009.

Dentro das comemorações, o que está chamando mais a atenção são os preços, sempre com o padrão e design que a empresa prima, ao longo de suas atividades.

Bacharel em Turismo tela@telatomazeli.com.br

Tela Tomazeli/Especial

Cleiton Thiele/GFS/Divulgação

Festin no Bistrot do Kur Estação das Águas e Spa, com o chef Jean Paul Bondoux, Punta del Leste. Entrada, ostras em geléia do mar com gengibre

Tela tomazeli

ZooGramado é mais uma das atrações para quem vem à Região das Hortênsias

>>

Café do Lago está agora em Gramado, junto ao Lago Joaquina Rita Bier. Com funcionamento de terça-feira a domingo, o local, agora com um lounge envidraçado, com vista para o lago, é ponto das mais disputadas festas de casamento e aniversários.

>>

O Grupo Ecker (Il Piacere, Pastaciutta, Bistrot) adquiriu uma casa na Avenida das Hortênsias, ponto nobre da saída de Gramado, via Nova Petrópolis. Possibilidades de novos negócios, entre eles, a revitalização da antiga moradia da família Bordin, para um restaurante.

>>

J. Krutzmann, loja de móveis e decorações, com concepção baseada em móveis estilo e padrão de Dubai, abre no início de outubro, em ponto nobre da Avenida Borges de Medeiros.

>>

A Agência Grisè, que tem à frente Carla Laidens, Fernando Zanatta e mais uma equipe altamente qualificada, trabalha na comemoração dos 10 anos, em dezembro. Uma campanha pra lá de bacana está a caminho dos moradores e visitantes. É a iniciativa privada fazendo a sua parte.

Cleiton Thiele/GFS/Divulgação

Festin no Bistrot do Kur Estação das Águas e Spa, com o chef Jean Paul Bondoux, Punta del Leste. Neusa, Evelize, Mariela Silveira, chef Jean, Barbara e Luiz Carlos Silveira

78

| Revista Expansão

Outubro/2009


Cidades

Tela Tomazeli/Especial

>>

Já está em andamento no Daer, o projeto de acesso à nova minirrodoviária, logo após o pórtico de entrada da cidade, via Várzea Grande. A obra, orçada em 600 mil reais, foi projetada pelo arquiteto Vonei Benetti.

>>

Festa da Colônia de Gramado passa a acontecer, em 2010, no recém adquirido, pela Prefeitura Municipal, Gramado Parque Hotel, junto ao Lago Joaquina Rita Bier.

>>

Primavera em Gramado

Cleiton Thiele/GFS/Divulgação

Corre nos cafés da tarde a especulação de que Gramado receberá a seleção brasileira para 20 dias de concentração, antes de seguir para a África. Um ponto a favor, Dunga tem apartamento na Avenida Borges de Medeiros. Espaço para treinos? Os ávidos para ter a seleção aqui afirmam que Gramado deve construir, já que o retorno em mídia seria incalculável.

>>

A comissão que coordena os festejos dos 55 anos de emancipação política de Gramado está programando a primeira rústica da cidade. O trajeto terá início no Centro, indo até a Linha Nova, perfazendo um total de 13 quilômetros de corrida. As inscrições serão abertas para participantes locais e de todo o País. A 1ª Rústica de Gramado será em 13 de dezembro.

No lançamento do Festival de Gastronomia, no Mezzom Móveis, Marcio e Mariela Sorgetz, Rose Ramm e Rose Dutra

>>

Tela Tomazeli/Especial

Vera Moreira e Zena Koetz, em evento do Festival de Gastronomia no La Hacienda

Outubro/2009

Para preparar as pessoas que irão trabalhar direta ou indiretamente com os visitantes, a comissão do 24º Natal Luz de Gramado promove uma série de encontros chamados “treinamentos de capacitação”. Como este é o maior evento natalino do Brasil, é fundamental que todos os envolvidos, assim como membros da comunidade em geral, estejam inteirados do assunto, contribuindo na boa imagem da cidade. As inscrições são gratuitas e já estão abertas, podem ser feitas pelo site carlabonato@natalluzdegramado.com. br. O 24° Natal Luz de Gramado acontece a partir de 12 de novembro de 2009, e vai até 17 de janeiro de 2010.

Revista Expansão |

79


[ Canela ] Fabiane Michaelsen

Projeto Destino Canela

Jornalista fabimicha@yahoo.com.br

Fotos: Divulgação

O projeto de Augusto e Gustavo Schlieper e do amigo Cláudio Cavalli é dar a volta ao mundo em um veleiro, parando em portos do mundo inteiro. A conclusão da viagem, que começou em 2008, se dará quando os três tripulantes, após quatro anos de viagem, tiverem chegado a Canela. É o Projeto Destino Canela. A viagem é dividida em quatro etapas: a primeira começou em San Diego e seguiu pelo México, Guatemala, El Salvador, Nicarágua, Costa Rica, Panamá; a segunda pelo Panamá, Galápagos, Polinésia, Nova Zelândia; a terceira compreende Austrália, Indonésia, Mar Vermelho, Canal de Suez e, por fim, a quarta etapa que começa na Europa e segue até o Brasil. O roteiro pode ser acompanhado pelo site www.destinocanela.com.br.

Antônio Olmiro dos Reis, Marcelo Wasem Veeck e Pedro Oliveira, lançaram a segunda edição do livro “Canela por muitas razões”

Canela por muitas razões O vice Patrão do CTG Querência Mauricio Boniatti, recebeu do Venerável Mestre da Loja Maçônica de Canela Luiz Antonio Raymundo, homenagem pelos 40 anos do CTG

Os historiadores Antônio Olmiro dos Reis, Marcelo Wasem Veeck e Pedro Oliveira, lançaram a segunda edição do livro Canela por muitas razões, patrocinado pela Sinosserra. O livro, que segue na segunda edição, já teve atualizações e uma tiragem de mil exemplares. Está à venda no Empório Canela.

Festa da Música

A esperadíssima Festa Nacional da Música em Canela, ocorre de 5 a 8 de outubro no Hotel Laje de Pedra. Fernando Vieira é quem comanda com maestria este evento, que neste ano será internacional. São três dias de muitos shows, homenagens e muita festa. Confira no site www.festanacionaldamusica.com.br quem estará presente nesta edição.

A gatinha Gabriela da Rocha Gallas, nas melhores baladas da região

80

| Revista Expansão

Simone Becker dos Santos e Fabiano Hahnel dos Santos, juntos na coordenação da Semana Farroupilha de Canela

Outubro/2009


[ Nova Petrópolis ] Kassandra Dorneles Divulgação

Jornalista kassykassandra@hotmail.com

Formatura

Ana Zilles Schuch colou grau em Farmácia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS, dia 29 de agosto. Familiares e amigos foram recepcionados em Porto Alegre em uma descontraída comemoração. Parabéns Ana, sucesso sempre!

Sustentabilidade é o diferencial da Pousada da Chácara

Pousada da Chácara

Fotos: Kassandra Dorneles/Especial

O empreendimento, de propriedade de Junara Hansen, está em processo de certificação em Turismo Sustentável, por fazer parte do Programa Bem Receber, gerido pelo Sebrae e Ministério do Turismo. São 17 unidades, divididas entre suítes, cabanas, chalés e apartamentos. Oferece piscina, galpão crioulo com churrasqueira, bilhar, sinuca, mesa de ping-pong, lago para pesca esportiva, cancha de bocha, playground, campo de futebol, vôlei na grama, quadra de padel e trilha. Tudo isso em uma área de quatro hectares, a cinco minutos do centro de Nova Petrópolis. A Pousada da Chácara está localizada na Rua da Cascata, 318, bairro Piá. O telefone de contato é (54) 3281-1325, o site é www.pousadadachacara.com.br.

Tradição

Os alunos do 2º ano do ensino fundamental do Colégio Cenecista Frederico Michaelsen comemoraram a Semana Farroupilha tipicamente pilchados ao lado da professora Alexandra Bier.

MURAL A VII Copa Brasil e Sul-Americana de Ginástica Aeróbica e Danças ocorre de 8 a 12 de outubro, no Centro de Eventos de Nova Petrópolis. Ginástica, aeróbica, step, hip hop, jazz, danças latinas e danças árabes são as modalidades previstas na programação. Equipes do Brasil, Argentina, Uruguai, Chile, Paraguai, Peru e Colômbia já confirmaram presença.

Tchon Ji

Nova Petrópolis foi sede da 3ª Copa de Taekwondo Tradicional do Rio Grande do Sul e 8º Festival de Os troféus foram comemorados com festa pela equipe Artes Marciais Coreanas, em 13 de setembro. A anfitriã, Academia Tchon Ji – Taekwondo e Hap Ki Do – conquistou o vice-campeonato por equipe nas duas competições. O evento teve a participação de aproximadamente 90 atletas de Nova Petrópolis, Porto Alegre, Esteio e Cachoeirinha. Os atletas realizaram competições de Poom-se (seqüência de movimentos técnicos), Kiokpa (quebramento de tábuas) e Kioruki (luta de combate), na modalidade Taekwondo. No Hap Ki Do, os atletas impressionaram o público com demonstrações de defesa pessoal por equipe.

Feira de Cutelaria

REGISTRO Construído em meio a dez hectares de mata nativa do Parque Aldeia do Imigrante, na típica arquitetura enxaimel, o Centro de Convivência para a Terceira Idade foi solenemente inaugurado no dia 27 de setembro.

Outubro/2009

Daniel Jobin, Glenda Herman e Rodrigo Sfreddo, distintos organizadores do evento

A III Feira de Cutelaria consagrou-se novamente um sucesso na edição realizada de 18 a 20 de setembro, na Sociedade Tiro ao Alvo. Profissionais do Brasil e da Argentina expuseram seu belíssimo trabalho aos apreciadores da arte milenar da cutelaria. Escolha das melhoras facas em nove categorias, demonstrações de forja, palestras temáticas e apresentações artísticas agregaram diversidade à programação.

Revista Expansão |

81


[ Encosta da serra ] Dois Irmãos | Estância Velha | Ivoti | Lindolfo Color Morro Reuter | Picada Café | Presidente Lucena Santa Maria do Herval

Sandra Hess

Jornalista sandrahess2003@yahoo.com.br

Fotos: Divulgação

Síntia Weber/Divulgação

União festejada

O dia 12 de setembro foi inesquecível para Vicente Fleck de Oliveira e Priscila de Oliveira Raimundo, que oficializaram união na Igreja Nossa Senhora da Piedade, em Novo Hamburgo. A recepção ocorreu em elegante e animada festa na Blumenhaus, em Ivoti, município onde irão residir.

Na Livraria Ipê, Gustavo (E), Judith, o escritor Henrique Schneider e Natália

Obras para ler e ouvir

O escritor Henrique Schneider esteve em Ivoti apresentando textos instigantes por meio de uma leitura muito agradável, dentro do Projeto Contos da Vida Breve, da Feevale. Na foto, Gustavo Finger, Judith Ilova Klein, Henrique e Natália Finger.

Amor abençoado: Priscila & Vicente

Um doce de senhora

>>

O mágico Eric Chartiot é o patrono da XVII Feira do Livro de Morro Reuter, de 14 a 18 de outubro na Praça Municipal.

A corte de Ivoti, Fernanda (E), Luana e Aline

Beleza de Oktoberfest de Ivoti

A corte da 14ª Oktoberfest de Ivoti Fernanda Müchen (1ª princesa), Luana Feitosa (rainha) e Aline Klein (2ª princesa) recepcionam a todos na Sociedade Harmonia, de 15 a 19 de outubro.

Moda Cumplice

Com 12 anos de experiência no ramo da moda, a querida Sílvia Leão decidiu abrir loja em Ivoti. A Cumplice completa seis meses com todo pique necessário para reunir mulheres e homens interessados em vestir peças com o seu estilo. Ao lado do competente Iury Müller, que gerencia o espaço, eles buscam um atendimento diferenciado e com toda cumplicidade!

Fotos: Sandra Hess/Divulgação

>>

Nos dias 23, 24 e 25 de outubro, a Gincana do Cinquentenário de Estância Velha vai premiar o primeiro lugar com R$ 5 mil.

Agenda

Ela protagonizou o desenvolvimento de uma empresa que hoje é referência em Presidente Lucena. Em 1965, dona Leonila Petry, 75 anos, e o marido Alfredo, já falecido, iniciaram a Doces Petry. O filho Paulo dá continuidade ao trabalho lançando novidades no mercado e modernizando as instalações, mas com a mesma característica de 44 anos atrás. Leonila Petry, Atualmente, a empresa é a mais de Presidente Lucena antiga no ramo de doce colonial da Encosta da Serra. Na foto, dona Leonila segurando uma das delícias da próxima Schmierfest.

>>

O 7º Trilhando e a 1ª Caminhada Noturna, dentro do Projeto Desvendando Morro Reuter, será em 9 de outubro.

82

| Revista Expansão

Iury Müller e Sílvia Leão, da Cumplice de Ivoti

Outubro/2009


Robison Kunz/Divulgação

Marcando presença

Com quatro anos, Tobias Felipe Pereira dos Santos dá mostras da energia e da curiosidade que toda criança deve ter nessa fase. Filho da funcionária pública Marlene Holz e do empresário Ilário Pereira dos Santos, ele fica à vontade na Prainha, em Picada Café.

Robison Kunz/Divulgação

Tobias guarda um segredo...

>>

Auto Nova Petrópolis (ANP) comemora o segundo ano em Dois Irmãos, junto à BR-116, com mais uma ampliação.

>>

Em setembro, um carimbo comemorativo aos 50 anos de Estância Velha foi utilizado nas correspondências postadas na cidade.

>>

Em Dois Irmãos, os 50 anos contaram com Jornal do Almoço ao vivo, jogo da equipe Sênior do Grêmio e etapa do Nacional de som automotivo.

>>

Quiropraxista

De Picada Café para o mundo profissional, Marcelo Todescatt Gritti se formou no curso de Quiropraxia da Feevale. A comemoração, no NH Hall e no Plátanos Grill, foi acompanhada pelos pais Marlei Fátima Todescatt Gritti e Adarcilo Gritti.

O ex-diretor do Instituto de Educação Ivoti e do Instituto de Formação de Professores de Língua Alemã, Hans Günther Naumann, lançou o livro “Se você não assumir...”.

>>

A jornalista Vera Fernandes, de Estância Velha, lançou seu primeiro livro, “Os Escolhidos do Metrô”.

Sandra Hess/Divulgação

Criança feliz

A manhã fria de inverno não alterou em nada os planos de Andrei Gustavo Weber, de cinco anos. Ele frequenta o Centro de Equoterapia, em Dois Irmãos, sempre na companhia dos pais Sarlete Staub Weber e Mauri Paulo Weber. Depois de encilhar o cavalo Apolo, ele brinca e passeia pelo espaço acompanhado pela fisioterapeuta Ana Cláudia Fuck de Lemos e o psicólogo Daniel Giron de Azevedo (foto). E ao final, o cavalo recebe o carinho de Andrei ganhando uma cenoura de presente.

Outubro/2009

Revista Expansão |

83


[ Vale do caí ] São Sebastião do Caí | Bom Princípio Feliz | Montenegro | Tupandi

Édio Otto trein

Colunista ediotrein@terra.com.br

Festa do Porco no Rolete

Karina Rott/Divulgação

ONG Mais Feliz

84

| Revista Expansão

Casamento

O casamento de Tatiane Soares Ely e Ezequiel Francisco Barroso foi realizado no dia 12 de setembro. A cerimônia religiosa aconteceu na Igreja Santa Terezinha do Menino Deus e a recepção aos familiares e convidados no Gota D’Água Eventos, em Porto Alegre. Após a festividade, o casal viajou para Maragogi, Maceió.

Juliana Moscofian/Divulgação

Autoridades e líderes comunitários participaram da 1ª Conferência Regional de Segurança Pública, realizada dia 21 de agosto, em Bom Princípio. O objetivo foi angariar recursos para a instalação de câmeras de monitoramento na região do Caí. O ato contou com o apoio da Associação dos Municípios, Conselho Regional de Desenvolvimento e do Consórcio Intermunicipal de Saúde, todos do Vale do Caí. O painelista foi o secretário-executivo do Programa Nacional de Segurança Pública e Cidadania, Ronaldo Teixeira da Silva, que solicitou a formação do Gabinete de Segurança para abastecer o Ministério da Justiça com informações. Para minimizar a falta de segurança nesta região, depende das autoridades municipais projetarem a área e a população de cada município.

Nome: Décio Luiz Franzen Profissão: advogado Onde trabalha: Frazen & Nienov Adv Cargo: diretor e advogado Seu hobby: pescaria Seu e-mail: advdecio@terra.com.br

Juliana Moscofiar/Divulgação

A nova diretoria da ONG Mais Feliz, de Feliz, participará do dia União Faz e Vida, que é um programa de esporte e lazer, a realizar-se dia 12 de outubro, no parque municipal. Dia 7 de novembro promoverá jantar À frente da ONG Mais Feliz, a secretária  Homem Feliz na CoziMéri Ströher, a tesoureira Márcia Bohn, a presidente nha, em parceria com Raquel Schneider e a vice Cecília Nienow o Gabinete da Primeira Dama, Beatriz Edelweis Steiner Assmann, a realizar-se na Socef. O lucro deste evento reverterá em benefício de entidades assistenciais de Feliz. Os cartões e cardápio serão definidos nas próximas reuniões.

Comunidade trata da segurança na região 

Destaque do mês

Schmitz Foto e Vídeo/Divulgação

Photoarte/Divulgação

O Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Tupandi, em parceria com a Emater, Ascar e Prefeitura, promoverá a 11ª Festa do Porco no Rolete, dia 11 de outubro, no ginásio poliesportivo e no CTG Estância de Salvador. Os organizadores esperam receber duas mil pessoas, pois, além do almoço, haverá outras atrações como exposições, cavalgadas e animação de orquestra.

Torta gigante

A nutricionista Vivian Somacal e equipe montaram uma torta com mais de dois mil quilos de puro sabor, para a Festa do Moranguinho, realizada em setembro, no Vale do Caí. Empresas e comunidade colaboraram e colocaram Bom Princípio em destaque mundial, considerando o tamanho e quantidade de ingredientes utilizados na confecção desta torta gigante.

Outubro/2009


[ Flash ] Luis Seewald/Divulgação

Momentos Inesquecíveis

Gigi Martins Festas e Eventos lança a grife “Momentos Inesquecíveis”, com loja de produtos para festas e casamentos. O evento de inauguração foi realizado no dia 15 de setembro no ambiente criado para a grife, localizado na Galeria Inês Noivas Eternity, e contou com a presença de cerca de 300 convidados.

Divulgação

Tavares recebe a placa comemorativa de Smidt

Joel e Isa Reichert/Divulgação

Adriana Emmert, Gigi Martins, Ines Bohn e Irene Demuth

Tavares homenageado pelo Legislativo

Claudia Utzig/Divulgação

A Câmara de Vereadores de Santa Cruz do Sul prestou homenagem ao compositor e cantor nativista Delcio Tavares em 8 de setembro, integrando a programação da Semana Farroupilha. Ele recebeu a placa comemorativa no final do mês passado porque estava hospitalizado e não pode comparecer à cerimônia. Foi saudado pelo presidente da Câmara, Francisco Carlos Smidt, que lembrou os vínculos do homenageado com Santa Cruz do Sul. O pai de Delcio era santacruzense e a mãe morava na cidade desde bebê. Tavares agradeceu pela homenagem e executou alguns de seus principais sucessos e foi aplaudido de pés pelos presentes na sessão.

Casamento

As famílias Ventre e Estafor comemoram o casamento de seus filhos Enrico Matteo Ventre e Denise Estafor, no dia 12 de setembro, na Igreja Piedade, em Novo Hamburgo. A festa ocorreu no NH Hall, com a presença de 250 convidados, e se estendeu até as seis horas da manhã do dia seguinte. Os pais dos noivos se emocionaram e brindaram à felicidade deles.

Ana Conti/Especial

Releituras Felicitações

Luciano André Rodrigues Kroeff e Anita Gabriela Reis, agora também Kroeff, disseram o sim em 19 de setembro. A cerimônia do casamento foi na Igreja Sagrado Coração de Jesus, em Estância Velha e, em seguida, os pais dos noivos, Marcos Antonio Kroeff e Rosa Maria Rodrigies Kroeff e Enio Marcos dos Reis e Loreci Veríssimo dos Reis, recepcionaram os convidados na Sociedade Atlântico.

Outubro/2009

Henrique Schneider esteve pelo Rio de Janeiro em setembro. A proposta do escritor hamburguense foi integrar o projeto da Feevale, Contos da Vida Breve, que consiste na releitura de pequenas estórias do cotidiano. Na ocasião, Schneider esteve na Livraria Argumento, no bairro Leblon, no Rio, onde impressionou o público com suas estórias.

Revista Expansão |

85


[ Santa Cruz do sul ] Junio Nunes/Divulgação

Sandro Viana e Ana C. dos Santos

FOUR Comunicação assessoria@fourcomunicacao.com.br

Medula Óssea Fotos: Divulgação

Advogados comemoraram conquista

Inauguração da Casa do Advogado

No dia 31 de agosto, a diretoria da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Subsecção Santa Cruz do Sul inaugurou a “Casa do Advogado”, agora em prédio próprio localizado na rua Ernesto Alves, 626. O presidente da OAB Seccional do Rio Grande do Sul, Dr. Cláudio Pacheco Prates Lamachia, e o presidente da OAB Seccional de Santa Cruz do Sul, Dr. José Otávio Luz, descerraram a placa inaugural sob a bênção ecumênica.

Colaboradores doaram sangue

Junio Nunes/Divulgação

Dentro das atividades de mobilização relativas ao Dia Nacional do Voluntariado, os colaboradores da Alliance One das unidades de Santa Cruz do Sul, Venâncio Aires, Vera Cruz (Centro Administrativo) e Passo do Sobrado (Centro de Treinamento) doaram amostras de sangue para cadastro junto ao Banco Nacional de Doadores de Medula Óssea. Ao todo, mais de 280 amostras foram coletadas, numa atividade coordenada pelo Hemocentro, de Porto Alegre, em parceria com a Associação de Apoio a Pessoas com Câncer (Aapecan).

Patrícia e João no altar

Casamento

Patrícia Cristina Konzen e João Fernando da Silva subiram ao altar da Catedral São João Batista no dia 12 de setembro. Depois da cerimônia religiosa, conduzida pelo padre Orlando Preto, os convidados foram recepcionados no Salão Rosa da sede campestre do Clube União.

86

| Revista Expansão

Oktoberfest com Lula

Em sua estada no Rio Grande do Sul, no dia 18 de setembro, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu uma comitiva da 25ª Oktoberfest e Feirasul para a entrega do convite oficial para os eventos, que acontecem de 7 a 18 de outubro. A Festa da Alegria foi representada pelo vice-prefeito, Luiz Augusto Costa a Campis, pelo presidente do evento, Ido Inácio Dupont, e pela princesa Mariana Moser Landesvatter. Além do convite, foram entregues cuca e linguiça, um chapéu típico e a programação oficial.

Presidente Lula e a princesa da Oktoberfest, Mariana Landesvatter

Outubro/2009


Fotos: Carlos Nyland/Divulgação

Fotos: Carlos Nyland/Divulgação

Norton Fernandes, da FRGG

Convidados lotaram sede do Country

Junio Nunes/Divulgação

Miriam Gressler, Ruhan Boettcher, Sérgio Rauber e João Trevisan conduziram o bolo

Country Club

Um jantar para 280 pessoas marcou oficialmente a passagem dos 50 anos do Santa Cruz Country Club. O evento, realizado no dia 12 de setembro, contou com a presença de autoridades, entre elas, o presidente da Federação Rio-Grandense de Golfe (FRGG), Norton Fernandes, além de diretores, associados, golfistas e convidados. Na ocasião, o presidente do SCCC, Sérgio Rauber; o presidente do Conselho Superior, João Luiz Trevisan; a diretora Social, Miriam Gressler; e o jovem Rohan Boettcher (representando a nova geração de golfistas) conduziram o bolo alusivo ao Cinquentenário.

Outubro/2009

Vitor Ramil e Orquestra no Música no Parque

Música no Parque

O cantor Vitor Ramil e a Orquestra de Câmara do Theatro São Pedro foram a atração do Projeto Música no Parque, no mês de setembro. O espetáculo reuniu cerca de 500 pessoas no Parque Ambiental da Souza Cruz, no dia 18 de setembro.

Revista Expansão |

87


[ Golfe Classic ] Fotos: Arquivo FRGG/Divulgação

Luis Carlos Baumgarten

Empresário e vice-presidente da Confederação Brasileira de Golfe royal.golfe@terra.com.br

Jovens participantes do Tour Nacional Juvenil de Golfe

Jovens de diferentes realidades encontram-se no Tour Juvenil

O

Tour Nacional Juvenil de Golfe, que ocorreu em 19 e 20 de setembro, no Belém Novo Golf Club, em Porto Alegre, caracteriza-se como o principal circuito brasileiro voltado para jovens golfistas e conta pontos para o ranking nacional pré-juvenil e juvenil masculino e feminino. O gaúcho, de Porto Alegre, Gustavo Chuang e a carioca Clara Teixeira venceram a principal categoria da etapa Rio Grande do Sul do torneio. A segunda colocação na categoria geral feminino ficou com a paulista Julia Shin e em terceiro a carioca Ana Paula Teixeira Costa. Na categoria geral masculino o paranaense Henrique da Rocha Pombo ficou em segundo lugar, seguido pelo gaúcho, de Santa Cruz do Sul, William Clarke, em terceiro.

Agenda

Integrantes do Programa Novos Talentos (em pé) Iago Brasil, Sandro Gonçalves e Patrick Muniz. Agachado: Frank Alves da Rosa.

88

Entraram em campo os melhores jogadores brasileiros nascidos após 1º de janeiro de 1991, foram 82 jovens inscritos. A disputa encerrou o circuito 2009 do Tour Nacional de Golfe Juvenil. As outras etapas aconteceram no Itanhangá Golf Club (etapa Rio de Janeiro), em março; Alphaville Graciosa Clube (etapa Paraná), em abril; e Arujá Golf Club (etapa São Paulo), em julho. Quatro participantes do projeto social Novos Talentos, implantado pela Federação Riograndense de Golfe em 2008, disputaram a etapa nacional do Tour Juvenil. Frank Alves da Rosa, Patrick Muniz, Sandro Gonçalves e Iago Brasil foram entrevistados pela equipe de reportagem da Ulbra TV e pelo Jornal do Comércio. Os jovens mostraram suas melhores tacadas no Driving Range e no campo de 18 buracos, além de contar para os repórteres um pouco da sua história e da paixão pelo golfe. Para participar deste projeto é preciso ter até 16 anos e apresentar um bom rendimento escolar. As despesas com as aulas, equipamentos, local para treino, taxas de inscrição e viagens são custeadas pela Federação Riograndense de Golfe e pelos clubes parceiros.

O Presidente do Santa Cruz Country Club, Sérgio Rauber, fala à imprensa sobre os eventos e torneios que ocorreram nos dias 11, 12 e 13 de setembro, em comemoração ao cinquentenário do clube. A Casa das Artes Regina Simonis reuniu jogadores e empresários da região para prestigiar a exposição que resgatou a história do SCCC.

23 a 25 de Outubro Aberto do Estado do RS Torneio válido para o ranking nacional Local: Belém Novo Golf Club - Porto Alegre - RS

| Revista Expansão

Rubem Kunz e sua esposa aproveitam o final de semana ensolarado no belo campo do Gramado Golf Club

Os golfistas Alexandre Marchini, Matheus Rosa e Bernardo Möller treinam suas tacadas no Gramado Golf Club

Outubro/2009


[ São Leopoldo Tênis Clube ] Fotos: Divulgação

Edição 2008 do São Léo Open: Caio Zampieri, campeão do evento

Caio Zampieri recebendo a premiação ao lado de Antônio Narcisio, diretor da Ecco Interiores e Rodrigo Pohlmann, diretor da Quadra Eventos

Equipe SLTC em evidência no Circuito Credicard

 A equipe SLTC/Sulcargo/Unimed VS esteve em evidência novamente com a conquista do título dos 12 anos durante a quarta etapa da Credicard MasterCard Junior’s Cup 2009, realizada no início de setembro na Associação Leopoldina Juvenil, em Porto Alegre. O tenista Pietro Silva, que atualmente ocupa a terceira posição no ranking da Confederação Brasileira (CBT), com 1.780 pontos, sagrou-se campeão de simples ao vencer na final o também gaúcho Orlando Luz, de virada, por 2/6, 7/6(5) e 6/1. Na chave de duplas, o título também ficou com Pietro Silva, que jogou ao lado do paranaense Gabriel Sidney. A equipe SLTC conta com o apoio da Unisinos, Luterprev e Renato Raquetes. A edição 2009 da Credicard MasterCard Junior’s Cup teve início na cidade de Santos (SP), passando por Curitiba (PR) e Campinas (SP). Depois de Porto Alegre, a disputa segue para Uberlândia (MG). Os oito atletas que conquistarem o maior número de pontos nestas quatro etapas, em cada categoria, garantem vaga no Master, programado para o início de novembro, na Sociedade Harmonia de Tênis, em São Paulo. Após o Master, o ranking do circuito é consolidado, premiando os líderes com a viagem e a ajuda de custo.

Outubro/2009

São Léo Open de Tênis movimenta o Vale do Sinos

A Copa Ecco Interiores São Léo Open de Tênis vai movimentar as quadras e tenistas do São Leopoldo Tênis Clube entre 17 e 25 de outubro. É o evento esportivo mais importante da região do Vale do Sinos e nos últimos anos, atraindo, assim, a atenção cada vez maior de empresas interessadas em vincular suas marcas ao torneio. Para a edição deste ano a competição contará novamente com o patrocínio principal da Ecco Interiores - Móveis Planejados ecologicamente corretos, e também do Serviço Municipal de Água e Esgotos de São Leopoldo (Semae), além de diversos apoiadores. “Entendemos que o esporte é uma grande ferramenta para que possamos manter a saúde do corpo e da mente. E Ronaldo Vieira, diretor-geral do Semae desde que surgiu a oportunidade passamos a agregar a nossa marca a este grande torneio, ainda mais que o tênis exige muita técnica, criatividade, requinte e desempenho, alguns dos atributos que também oferecemos aos nossos clientes”, destaca o diretor da Ecco Interiores, Antônio Narcisio. Já o diretor-geral do Se- Antônio Narcisio, diretor da Ecco Interiores mae, Ronaldo Vieira, lembra que o São Léo Open, eleito o melhor future do Brasil, é uma grande oportunidade de divulgação do município e seus aspectos positivos. “O São Leo Open é um evento que não é apenas importante para o esporte, mas para o desenvolvimento e visibilidade da nossa cidade, pois possui repercussão internacional. O Semae apoia o São Leo Open porque acredita que seu sucesso beneficia também toda a população”, afirma Vieira. O apoio da Copa Ecco Interiores São Léo Open de Tênis é da Revista Expansão, Jornal VS, Sulcargo, Hotéis Suarez, Unisinos, Lydians Sistemas de Informação, Cinesystem, Unimed VS, Gatorade, Rissul, Gráfica Souza, Mercado das Frutas, ACCópias, Justo Imóveis e Negócios, PontoCom Informática, Mercado Monetário Investimentos, Weisheimer Engenharia, Clidimagem, PSA Flamingo, Pizzaria Bucadisantantonio e Buffet Pedrinho. Mais informações podem ser obtidas pelo site www.saoleoopen.com.br.

Hospedagem a jogadores

A Copa Ecco Interiores São Léo Open de Tênis é um torneio válido pelo ranking mundial estará novamente oferecendo hospedagem a todos os jogadores da chave principal, numa parceria com a rede de hotéis Suarez. Este diferencial valoriza ainda mais o evento, que oferecerá premiação total de 10 mil dólares. É justamente por oferecer hospedagem que o torneio aumenta de pontuação, sendo considerado pela ATP como uma competição de 15 mil dólares, ampliando automaticamente a pontuação no ranking internacional. O ingresso no São Leopoldo Tênis Clube é gratuito.

Revista Expansão |

89


[ Educação ]

Pais ou

mestres? Professores são os responsáveis pela educação no Brasil, mas estão desvalorizados perante tudo, e presidente do Sinepe alerta para essa problemática Por Aline de Melo Pires

90

| Revista Expansão

Outubro/2009


“Meu ingresso no magistério foi inusitado: convite do meu saudoso diretor, professor Hardy Elmiro Martin, do Colégio Mauá, em 1965, em Santa Cruz do Sul. Ele continua iluminando minha vida e o lembro, diariamente, em minhas orações. Foi meu professor de Português por cinco anos, do terceiro ano ginasial ao último ano do Técnico em Contabilidade. Foi aquele professor que encantava pela magia de suas aulas, pelo domínio da matéria, pelos conhecimentos gerais. A gente esperava a aula dele sempre como um momento prazeroso, saboroso, como diria o Rubem Alves. (Segundo o Rubem, “saber” e “sabor” tem a mesma origem latina: “sapere”). Eu sei que num certo momento eu deixei escapar que, se um dia me dessem chance, eu queria lecionar Português. E aí deu no que deu: é o que passei a fazer por toda minha vida!” (Professor Osvino Toillier)

P

ode ser que todos nós tenhamos uma boa lembrança de um professor. Aquele que nos marcou de alguma forma, seja pela maneira como ministrava uma aula, seja por alguma lição que ficou gravada mais que outras ou mesmo pela simpatia e pelo carisma. A figura do professor, que tem sua data comemorada em 15 de outubro, tem uma representatividade forte em nossas vidas. Ele ajuda a construir a estrada que vai dar rumo às nossas escolhas e desafios e, em muitos casos, acaba por influenciar a vida profissional de seus alunos, estimulando-os a serem, eles próprios, mestres para o resto de suas vidas. É o que tenta descrever o professor Osvino Toillier, presidente do Sindicato dos Estabelecimentos do Ensino Privado no Estado do Rio Grande do Sul (Sinepe/RS). No entanto, aquela figura especial e respeitada está desvalorizada. A maioria de nossos mestres já não se sente feliz ou realizada diante de uma classe, que não o respeita. Hoje existem mais de

Outubro/2009

2,6 milhões de professores na educação básica e no ensino superior, que são responsáveis por mais de 57,7 milhões de crianças, jovens e adultos brasileiros, conforme o Instituto Nacional de Pesquisas e Estudos Anísio Teixeira (Inep). O que se pode fazer para retomar a admiração por aqueles que também nos educam? A supervisora pedagógica da Instituição Evangélica de Novo Hamburgo (IENH) Marga Inês Schmitt fala da importância do professor como uma figura inspiradora para toda uma existência. “Quando criança, nos referenciamos nos adultos que nos rodeiam, tomando-os como exemplos e isso aconteceu comigo em relação à minha escolha pelo magistério, pois quando eu tinha oito anos, minha professora da terceira série, com sua forma meiga e atenciosa, me levou a desejar ser educadora. Continuei neste propósito e, aos 13 anos, ingressei na formação com a certeza de que o magistério era a escolha acertada e uma profissão de fé”, relembra.

Revista Expansão |

91


[ Educação ] Não é apenas um emprego

Gabriela Di Bella/Divulgação

O magistério é algo que não deve ser encarado como uma profissão igual às outras. Na visão do diretor do Colégio Luterano Concórdia, de São Leopoldo, Martim Heimann, ser professor não é ter um emprego, mas uma vocação. “Quando nos deparamos com a escolha profissional, surgem dois caminhos, a frustração ou a realização. Eu fui atrás da minha possibilidade de ser feliz”, conta o diretor. A história da professora Doris Helena Schaun Gerber, coordenadora pedagógica do Instituto Superior de Educação de Ivoti (Isei), é um exemplo desse cuidado. As suas expectativas no magistério como uma profissão romântica foram quebradas logo no começo da sua carreira. Ela conta ter percebido, ao mesmo tempo, o quanto a figura do professor era essencial na vida das pessoas mas desgastante quase que na mesma proporção para si. “É preciso estar aberto à realidade, só assim é possível continuar”, avalia Doris. E sobre essa realidade de ser professor hoje, que Toillier sugere uma auto-reflexão dessa missão. “Eu acho que cada professor deveria estudar textos poéticos sobre educação com seus alunos, porque a redenção do ser humano está na poesia e não nos teóricos da educação.” Para ele, de tanta teoria, muitos professores se esquecem da magia do ensinar, de que a aprendizagem passa pela paixão, que aprender é um processo dolorido e doloroso. “Porque, às vezes, a gente não entende essa missão e se frustra”, complementa Toillier. Um exemplo dessa missão é a supervisora do IENH que, na maioria das vezes, em seus 27 anos de profissão, tem aprendido mais do que ensinado e crescido no processo inerente ao mestre. Para ela, o professor deve potencializar o melhor de cada aluno, não somente quanto à sua aprendizagem, mas na sua formação como cidadão responsável e humanizado. Para Toillier, essa missão seja, talvez, de encantar para o saber, apaixonar, despertar interesse do aluno para isso. “Porque me tornei professor de Português? Por causa do professor Hardy! Ele me encantou, me seduziu com a paixão pelo saber”, comenta o presidente do Sinepe. E quando fala em missão, o professor Osvino cita o escritor e educador Rubem Alves: “a missão da escola e do professor é ajudar a descobrir a beleza adormecida em cada ser humano e abrir as avenidas fundamentais dos sonhos.”

Eu acho que cada professor deveria estudar textos poéticos sobre educação com seus alunos, porque a redenção do ser humano está na poesia e não nos teóricos da educação. (Osvino Toillier)

92

| Revista Expansão

Outubro/2009


Fotos: Divulgação

Desvalorização E como dar ênfase a esta missão, quando a realidade faz com que os professores se deparem com agressões e desvalorizações constantes? Marga remete às notícias recorrentes sobre atentados a professores, especialmente, em escolas públicas. A realidade dos mestres de hoje, diz ela, é completamente diferente daqueles que formaram os que ensinam nossos filhos. “A universalização do ensino público trouxe benefícios inquestionáveis para a sociedade brasileira; no entanto, entende-se que esse não se encontrava estruturado para dar conta do grande número de alunos frequentando escolas sem estrutura suficiente”, comenta a professora. Ela ressalta que este contexto vem contribuindo para a desvalorização do educador que, muitas vezes, heroicamente, precisa trabalhar com um número elevado de alunos, com carência de recursos e, quase sempre, carregando a culpa pela desqualificação do ensino. Por outro lado, o próprio professor, talvez até sem ter esta consciência, promove esta desvalorização ao permitir que a sociedade o desconstitua em sua autoridade. A afirmação é de Toillier ao salientar que “o pecado” existe dos dois lados: do sistema e da classe. Do sistema, que cuidou mal do gerenciamento da educação e por causa da gestão política que deixou que se chegasse ao quadro de hoje. E da classe, prossegue, que permitiu injunção político-partidária, pagando alto preço pelo envolvimento ideológico.

Marga Inês confessa aprender mais do que ensina em sua trajetória no magistério

Outubro/2009

A universalização do ensino público trouxe benefícios inquestionáveis para a sociedade brasileira; no entanto, entende-se que esse não se encontrava estruturado para dar conta do grande número de alunos frequentando escolas sem estrutura suficiente. (Marga Inês Schmitt)

Revista Expansão |

93


[ Educação ] Ilustração: www.ouest-france.fr/Divulgação

Utopia A maioria dos professores, assegura o presidente do Sinepe, quer dar aula, ensinar e ainda acredita no que ele chama de utopia da educação, com bom relacionamento com os alunos. “Infelizmente, também tem muita gente sofrendo as amarguras da falta de respeito e má-educação de alunos e desconsideração de pais, submetidos à violência em própria sala de aula, o que é profundamente lamentável”, salienta Toillier. Para ele, professor sem utopia perde a essência de sua natureza. É como perder a paixão por viver, esperando o dia de se aposentar. A sociedade, salienta, precisa acordar para cuidar melhor de seus professores, sob pena de pagar alto por isso.

Infelizmente, também tem muita gente sofrendo as amarguras da falta de respeito e má-educação de alunos e desconsideração de pais, submetidos à violência em própria sala de aula, o que é profundamente lamentável. (Osvino Toillier)

Divulgação

Mudar esta realidade depende de muita dedicação, além do que já existe. “Não temos uma receita pronta, se tivesse, já teríamos encontrado uma solução. Os professores precisam ir além da transmissão do conteúdo para ter a sua vocação reafirmada”, acrescenta o diretor do Concórdia. Um aspecto reforçado por ele é a busca pelo conhecimento das mudanças na realidade social. Famílias desestruturadas, problemas com drogas, violência doméstica, são apenas alguns dos exemplos que atingem a várias classes sociais e acabam por serem reunidos em uma sala de aula. A convivência em família também pode ser encarada como um ótimo exercício para transformar a realidade educacional. Para Heimann, o respeito entre pais, irmãos, vizinhos, pode refletir, positivamente, em outros ambientes, inclusive na escola. “Se todos nós agirmos pensando um pouco mais no próximo, as coisas podem mudar”, avalia. Toillier também divide a mesma opinião ao ressaltar que as atitudes individuais podem ser resultado de um contexto coletivo. Para o presidente do Sinepe/RS, como mudar a realidade dos professores, trata-se de uma resposta simples para uma pergunta complexa. “Iniciativas como a da Revista Expansão, que se propõe a realizar uma reportagem sobre a profissão do magistério na contemporaneidade é um exemplo. Depende de todos nós e do olhar que temos como sociedade organizada e pósmoderna, sobre o papel e a importância do trabalho dos professores”, conclui.

Não temos uma receita pronta, se tivesse, já teríamos encontrado uma solução. Os professores precisam ir além da transmissão do conteúdo para ter a sua vocação reafirmada. (Martim Heimann)

94

| Revista Expansão

Outubro/2009


Divulgação

15 de outubro Dia do Professor

Quinze de outubro foi escolhido como o Dia do Professor devido a um decreto de Dom Pedro I, em 1827, quando ele determinou que fossem criadas as primeiras escolas primárias do País. Elas passaram a ser chamadas de Escolas de Primeiras Letras por meio do decreto federal 52.682/63. Os conceitos trabalhados eram diferenciados de acordo com o sexo, sendo que os meninos aprendiam a ler, escrever, as quatro operações matemáticas e noções de geometria. Para as meninas, as disciplinas eram as mesmas, porém no lugar de geometria, entravam as prendas domésticas, como cozinhar, bordar e costurar. A ideia de fazer o feriado no dia surgiu, em São Paulo, pelo professor Salomão Becker, onde o mesmo propôs uma reunião com toda a equipe da escola em que trabalhava para que fossem discutidos os problemas da profissão, planejamento das aulas, trocas de experiências, entre outras. A reunião foi um sucesso e, por este motivo, outras escolas passaram a adotar a data, até que a mesma se tornou de grande importância para a estrutura escolar do Brasil. Fonte: www.brasilescola.com.br

Outubro/2009

Revista Expansão |

95


[ Pensando Bem ]

Ah, se

César augusto corrêa da Silva Empresário cesarcor@terra.com.br

Eu diria que ela (a vida) começa quando a vivemos com amor, desejo e tesão, aproveitando o máximo do tempo com ações úteis e construtivas.

96

| Revista Expansão

o tempo falasse...

P

ois é, tem coisas que só gravando mesmo. Acho engraçado que muitos reclamam que falta tempo para tudo: para ficar com a família, com os amigos, com os parentes e consigo. E quando isso acontece, vão olhar televisão ou conversar bobagens sem finalidade nenhuma. Aquelas conversas que mudam os rumos de uma existência estão longe de ser rotina, pelo contrário, quando elas precisam acontecer, falta coragem. Outra questão que gera controvérsias são as rotulagens de datas para expressar nossos sentimentos: é só no Natal que falarei que amo a todos, é só no Ano Novo que desejarei felicidades. Todo dia é dia de celebrar a vida, que tem na espontaneidade a fonte do verdadeiro sentimento. Somos uma controvérsia só, perdemos tempo com fórmulas arcaicas e deixamos a felicidade sempre para depois ou com hora e dia marcado. Não somos robôs! Ou será que alguém tem um relógio que abre ou fecha as comportas do amor? Que coisa! Usar o tempo é uma questão de escolha. Não há mais do que 24 horas por dia e sete dias por semana. Não adianta reclamar, isso não vai mudar. O que podemos mudar é

a forma como o utilizamos. É bom fazer uma listinha com o que é mais ou menos importante para nós e focar naquilo que realmente agrega valor. O restante, deixa pra depois. O fato de não fazermos isso, atrasa nossa vida, nos sentimos impotentes por não sairmos nunca do mesmo lugar mental em que estacionamos e coloca nossa moral lá em baixo. Se o tempo falasse, provavelmente iria nos chamar de incompetentes por não sabermos como usufruí-lo. Ele é o nosso maior tesouro: nem o ouro, nem a prata e muito menos as coisas materiais. Ele não volta mais e, se volta, é para nos assombrar. Vou dar um exemplo: alguém recebe a indicação de um livro para ler, compra-o e promete a si mesmo lê-lo em quinze dias. Começa a ler e vai deixando o tempo passar e quando percebe, já se passaram 30 dias e o livro não foi lido. É só criar um hábito: ler trinta minutos por dia. Ah, mas trinta minutos é muito tempo! Bem, pode até ser para alguns, mas garanto que ficar uma ou duas horas olhando novela não é perda de tempo. É a escolha de novo! Temos escolhido os caminhos mais fáceis em detrimento daqueles mais trabalhosos, que exigem dedicação e empenho, e, por consequência, melhores resultados. É o imediatismo imperando. Os mais experientes, ou maduros sabem que o que não se resolve hoje, se não for caso de vida ou morte, pode se resolver amanhã, sem estresse. Às vezes o travesseiro é um ótimo conselheiro! Quem de nós não gostaria de voltar no tempo com o conhecimento que temos hoje e fazermos melhor do que fizemos? Aí está a sabedoria da vida: sempre é tempo de recomeçar. Como dizia Einstein: o tempo é relativo. Será que uma ação madura, no tempo certo e com enorme motivação e satisfação, mesmo que demore horas, é menos ou mais penosa do que algo mal feito, contra nossa vontade e sem empolgação? A vida começa aos 40, 50 ou 60 dizem muitos. Eu diria que ela começa quando a vivemos com amor, desejo e tesão, aproveitando o máximo do tempo com ações úteis e construtivas de acordo com nosso talento e missão, cumprindo nosso papel no mundo. Às vezes, basta uma simples mudança de ponto de vista e empenho e o tempo faz o resto...

Outubro/2009


[ MULTIMÍDIA ]

Californication

Uma breve história

Gostaria de indicar o livro Educação a Distância Sem Segre dos, de Rita de Cássia Menegaz Guarezi e Márcia Maria de Matos. A publicação é muito interessante, pois mostra a integração das novas mídias no processo educacional, além de trabalhar com a questão das telessalas, uma nova metodologia aplicada à educação. Com a aplicação destes recursos, percebemos que existe um maior empenho do aluno no estudo das disciplinas propostas. Recomendo a leitura.

Nesta produção, o ator David Duchovny aparece como nunca se viu no Arquivo X. Com duas temporadas já exibidas e disponíveis em DVD, o seriado Californication é a história de Hank Moody, autor de um livro de sucesso que não consegue mais escrever uma linha depois da primeira publicação. Em Los Angeles, Hank tenta reconquistar a mãe da sua filha em meio a muito sexo, bebida, gente louca e outras loucuras. É tudo bom, roteiro, elenco e, principalmente, o Hank.

O livro O Mundo é Plano – Uma Breve História do Século XXI, de Thomas L. Friedman, mostra de forma dinâmica as profundas transformações que vem ocorrendo no mundo contemporâneo, e faz o leitor se dar conta que elas vem acontecendo em uma velocidade muito maior do que imaginávamos. O autor sustenta que o mundo está “aplainando”, ou seja, a tecnologia promove uma interligação de escala global e as diferenças e divisões entre países estão diminuindo.

Roque Dick, 58 anos Empresário e advogado Santa Cruz do Sul

Claudia Tajes, 45 anos Escritora e publicitária Porto Alegre

Jônatas Weber, 28 anos secretário da Fazenda Feliz

Livro: Educação a Distância Sem Segredos, autoras Rita de Cássia Menegaz Guarezi e Márcia Maria de Matos

Outubro/2009

DVD: seriado Californication Box com as 1ª e 2ª temporadas Paramount Pictures

Fotos: Divulgação

Novas Mídias

Livro: O Mundo é Plano – Uma Breve História do Século XXI, autor: Thomas L. Friedman

Revista Expansão |

97


[ lado b da publicidade ]

onze afirmações de... As

...Ricardo Richter, 59 anos, formado em Arquitetura pela Ufrgs. Iniciou na publicidade quando editava, junto com um “bando de loucos”, a Revista Alto Falante. Em 1993, com Marino Klein, fundou a agência Graphik, depois Oggi/Graphik, em Santa Cruz do Sul. É apaixonado por música, cinema, artes plásticas, literatura e cultura em geral. Participou do Conselho Municipal de Cultura de Santa Cruz do Sul e é membro da diretoria do Pró Cultura. Participou do Grupo Câmara 8, que realizava filmes sobre artistas plásticos, em Porto Alegre. É casado com Sandra Richter, é pai do Vitor, do Lucas e da Bruna. Eu admiro o publicitário da: Agência que criou o baixinho da Kaiser

“A Doctor Clin não pode ajudar você em tudo” O novo esforço concentrado de comunicação da Doctor Clin está ganhando as ruas. Criada pela agência Fire Multicom, a campanha institucional traz o conceito “A Doctor Clin não pode ajudar você em tudo, mas quando o assunto for saúde, a gente tem tudo que você precisa.”, reproduzindo situações da vida cotidiana. A campanha busca a aproximação e a identificação com o público, criando um valioso diálogo. Aborda o tema saúde de uma forma leve e descontraída, ao mesmo tempo em que passa a ideia de que a Doctor Clin é uma empresa completa e que tem opções de produtos para todos os perfis de público, seja ele uma pessoa, uma família, uma pequena empresa ou um grande grupo.

Expansão é a nova conta da Balística Após processo de concorrência, a Balística Propaganda de Novo Hamburgo foi a agência escolhida para atender a conta da Revista Expansão, com 10 anos de atuação no mercado gaúcho. Com um planejamento focado em estratégias para aumentar o market share de assinaturas e anunciantes, a agência prepara para lançar a campanha de divulgação do novo posicionamento da publicação, que planeja ser, até o final de 2010, a revista de variedades número 1 do Rio Grande do Sul.

Homens reais vivem um dia de modelo

A alma de um negócio é: A negociação

Os dois novos garotos-propaganda da Kildare viveram um dia de modelo profissional. O roteirista Roberto Luiz Munhoz Silva e o assistente comercial Euler Santos Victor, vencedores da promoção Histórias Reais de Homens Reais, foram fotografados em Porto Alegre com os produtos da coleção primavera-verão 2009-2010. Desde setembro, a nova campanha, promovida pela agência E21, de Porto Alegre, está em revistas nacionais, televisão, outdoor, diversos materiais de ponto de venda, catálogo e ação de assessoria de imprensa, junto a jornalistas e formadores de opinião. Os dois, que vivem em São Paulo, foram escolhidos entre os mais de 70 participantes que contaram suas trajetórias.

O ruim da publicidade é: Conversa fiada Minha cidade dos sonhos para morar é: Madrid Nunca me convide para jantar com: Gente burra Se não trabalhasse com publicidade, eu seria: Arquiteto Na minha mesa de trabalho preciso ter: Música, papel e lápis Nunca esqueço que extravasei quando: Cantei a plenos pulmões no primeiro voo solo Principais clientes: Pioneer Sementes, Biogene, One Card, Santa Cruz Country Club, Country Ville Condomínio, Treviplam, HSpode e Carolina Soil

| Revista Expansão

Marcelo Nunes/Divulgação

Eu queria ter criado o slogan: Faça xixi no banho

O melhor da publicidade é: Humor e inteligência

98

redacao@revistaexpansao.com.br

Grisè cria nova campanha para Di Cristalli A Grisè Comunicação é a responsável pela nova campanha da Di Cristalli, fábrica de calçados com sede em Três Coroas. As peças são para anunciar a coleção de verão 2010, que foi lançada na 41ª Francal, em São Paulo. A criação é do publicitário Fernando Zanatta, um dos diretores da Grisè e as fotos foram assinadas por Juliana de Jesus. A campanha segue as tendências calçadistas de verão aliadas sempre ao luxo e ao glamour. Outra novidade, foi a conquista da conta da ChocoFest 2010 de Gramado, que terá como tema Um chocoamor a Terra.

Outubro/2009


Outubro/2009

Revista Expans達o |

99


[ PRemiação ]

Clique agora! J á estão definidos os três mais indicados para cada uma das 20 subcategorias do Prêmio Distinção Expansão10 Anos. O nome de cada um está disponível no site da Revista Expansão, www.revistaexpansao.com.br, pelo link do prêmio. Basta entrar, abrir a página e votar. Entretanto, não pode-se esquecer que a votação deverá ocorrer da mesma maneira que a indicação, ou seja, todas de uma vez só. De acordo com a gerente-executiva da Expansão, Ana Conti, algumas indicações feitas durante o processo que começou em setembro foram excluídas porque não se encaixavam com o perfil exigido. “Pessoas colocaram o nome de entidades para as categorias onde tinham que indicar pessoas. Porém agora, é preciso apenas os cliques. Não precisa mais escrever nomes”, orienta Ana. Você pode registrar o seu voto na Internet a partir do dia 5 até as 17 horas do próximo dia 25. Depois disso, a direção reúne os nomes mais votados e os premiados serão oficialmente convidados para uma solenidade glamourosa no dia 16 de novembro em Novo Hamburgo. De acordo com o diretor comercial Sérgio Jost e da diretora-geral Ana Maribel Pacheco, a proposta da revista com a instituição do prêmio é comemorar a primeira década do veículo, valorizando

100

| Revista Expansão

Está aberta a votação ao Prêmio Distinção Expansão 10 Anos Por Graziela Dannenhauer

a comunidade, responsável pelo desenvolvimento dos municípios de sua abrangência. “O prêmio em si é uma surpresa. Os ganhadores só saberão no dia da entrega, durante o nosso jantar, e vai ser algo espetacular”, destaca Jost. O resultado será divulgado apenas no site no dia seguinte à festa. Depois de dez anos de circulação ininterrupta, a Expansão tem hoje uma tiragem mensal de mais de 5 mil exemplares, com um universo de 50 mil leitores, e circulação nas cidades dos Vales do Sinos, Caí, Paranhana e Rio Pardo, além da Região das Hortênsias e Grande Porto Alegre.

Orientação Na página principal do site, tem o link do prêmio que direcionará o internauta para a votação. O Distinção Expansão está dividido em duas categorias – Empresarial e Persona -, que totalizam 20 subcategorias. Cada uma delas tem três sugestões para você votar, reunindo 60 nomes indicados pela comunidade. Os indicados que não residem ou trabalhem nas cidades de abrangência da revista também foram descartados. Entretanto, para votar, a iniciativa pode ser feita de qualquer parte do mundo. “Você pode ter amigos, conhecidos ou familiares, morando em outro Estado ou país, e eles podem participar. Por isso, o momento é de mobilização para que os votos computados beneficiem os seus escolhidos, mas não esqueça que deves votar tudo de uma vez só”, orienta a gerente-executiva.

Outubro/2009


Outubro/2009

Revista Expans達o |

101


[ Teatro ]

Tangos & Tragédias:

Hique Gomez e Nico Nicolaiewsky voltam a Novo Hamburgo comemorando marca histórica em cartaz com espetáculo musical consagrado no Brasil e no exterior Por Felipe de Oliveira/Versão Final

102

| Revista Expansão

Paulo Rodrigo/Divulgação

25 anos

H

á 25 anos eram apenas dois amigos estudando música. O violino, objeto de desejo. Os primeiros arranjos deram certo e eles começaram a fazer shows em bares de Porto Alegre. Sem muita pretensão, no entanto. O violino virou companheiro de Hique Gomez e Nico Nicolaiewsky. Agora, aliado a um acordeom em Tangos & Tragédias. Consagrados no Brasil e no exterior, os artistas voltaram a Novo Hamburgo em setembro, onde fizeram show na Sociedade Ginástica e concederam entrevista exclusiva à Revista Expansão. Quem assiste nem imagina como tudo começou e tanto sucesso parece até planejado. Nico era da banda Saracura. Queria aprender violino. Hique, também do meio musical, fazia dupla com Sá Brito no acordeom. “Começamos a nos encontrar para estudar música e imediatamente pintou a sintonia. A alquimia dos artistas, com muita vontade de fazer algo original.” Em 1984, Nico e Hique começam a tocar em bares da capital, com shows de meia hora ao ritmo de tango.

Outubro/2009


Teatro Um ano depois da estreia, o ator Dilmar Messias interpretava um fã que interagia com a plateia e com os artistas. Em 1986, a chegada ao teatro, sem Messias. E a porta de entrada foi logo o Rio de Janeiro. Uma produtora viu o vídeo do show e decidiu apostar. Bastou uma temporada de dois meses no palco da Faculdade Cândido Mendes, em Ipanema, em horário alternativo (meia-noite), para virar um dos espetáculos recomendados pelo Jornal do Brasil. A volta ao Rio Grande do Sul foi direto para o Teatro São Pedro, de onde Tangos & Tragédias não sairia mais. “A passagem pelo Rio nos deu confiança para montar o projeto no São Pedro”, conta Nico. Nada mal para quem só pretendia aprender música. “Eu queria ser maestro arranjador de MPB. Mas também fazer algo original. Aí veio a questão dos personagens, que encaro até hoje como um grande mistério”, confessa Hique.

O espetáculo Hique interpreta o violinista Kraunus Sang e Nico o maestro Plestkaya, com seu acordeom. Uma dupla natural da Sbørnia do Sul que executa obras de compositores brasileiros esquecidos ou ignorados como Vicente Celestino, Alvarenga & Ranchinho e Cláudio Levitan. Ele mistura ficção com a cultura do leste europeu. A família Nicolaiewsky é natural de lá. Especificamente, de onde fica um país chamado Moldávia. Nico fala sobre a influência. “Tem uma coisa meio familiar. Uma tradição. Eu já gostava das canções da terra de onde vieram os meus avós”, explica, desvendando a originalidade da montagem.

Gosto de pensar no trabalho como um ritual, uma espécie de missa em que nós somos os sacerdotes humoristas.

Segredo do sucesso Melhor espetáculo no Festival Internacional de Teatro de Almada, em Portugal, em 2003. Citando apenas o reconhecimento internacional é possível dimensionar o sucesso. Prêmios não faltam. Em 2009, a dupla fez a música Loucura e Luxúria, tema da minissérie Som e Fúria, da Rede Globo. Também interpretou os personagens Irmãos Delfino durante a trama. “Gosto de pensar no trabalho como um ritual, uma espécie de missa em que somos os sacerdotes humoristas”, responde Hique. O público seria os “fiéis”. Nico não faz analogias, mas pensa parecido. “As pessoas ainda querem ver. Tem gente que não viu. Tem gente que quer ver de novo”, comemora. “Com a repetição, o artista experimenta e aprofunda questões que de outra forma não poderia.” Para o futuro, Nico projeta novas temporadas na Europa. Portugal, novamente, e a inclusão da Inglaterra no roteiro. No final da conversa, Hique admite que a dupla já pensou em parar, mais de uma vez, nesses 25 longos anos. “Pensei e penso seguidamente. O que faz voltar atrás é a profundidade do trabalho, o público que vai, religiosamente, ao espetáculo e o prazer de voltar a encená-lo.”

Outubro/2009

Revista Expansão |

103


[ Sounds ]

O violão clássico de

Emmanuel Rossfelder Aline de Melo Pires/Especial

A

s músicas clássicas ou eruditas, normalmente, são relacionadas a profissionais mais experientes que tiveram formação em uma época mais distante. Pode ser esta a primeira impressão quando se recebe um convite para um recital de violão clássico. Entretanto, diante da apresentação de Emannuel Rossfelder, 35 anos, essa teoria, docemente, cai por terra. Considerado um dos três violonistas mais importantes da Europa, o francês encantou o público em 19 de setembro, em Novo Hamburgo, na Fundação Scheffel, e mostrou que esse tipo de música pode, facilmente, conquistar todas as faixas etárias. O jovem músico executou um programa com obras de grandes compositores como Giuseppe Verdi (Itália), Enrique Granados (Espanha), além de Villa Lobos, entre outros. A emoção tomou conta da plateia lotada na casa de cultura hamburguense ao transformar o ambiente em um clima de devoção total à música clássica. A apresentação do músico foi resultado de uma parceria do Serviço Social do Comércio (Sesc) pelo programa Arte Sesc – Cultura Por Toda Parte e da Aliança Francesa. As duas instituições desenvolvem, neste ano, ações que integram as comemorações do Ano da França no Brasil.

O dedilhar

Simpático, bem humorado e despojado, Emmanuel conversou, com exclusividade, à Revista Expansão antes de começar sua apresentação e falou de sua trajetória de sucesso. Seu primeiro contato com a música foi bem cedo. Aos 3 anos começou a dedilhar e aos 5 já começava a dominar o instrumento. “Sempre me senti atraído pela forma do violão”, comenta.

104

| Revista Expansão

Um dos três melhores violonistas do mundo encantou o público em apresentação emocionante Por Aline de Melo Pires

Apesar de sua mãe tocar um pouco de piano, não houve nenhuma pressão familiar para seguir esta carreira. Ele foi para o Conservatório Nacional de Aix, em Provence, onde obteve Medalha de Ouro por unanimidade, aos 14 anos. Em seguida, foi aprovado no renomado curso de Alexandre Lagoya no Conservatório de Música de Paris.

A carreira O reconhecimento no Conservatório de Aix foi um marco na sua vida. Foi a primeira vez que um músico obteve esta distinção com o violão. Isso o impulsionou a seguir. Emmanuel também foi agraciado com outros prêmios importantes como: o Pierre Salvi, o Revelação Clássica da França do ano de 2001, Victories de la Musique em 2004, o Masters de la Guitare de Paris, também obteve prêmios na Espanha, Bélgica e Chile. Tem se apresentado em importantes festivais e recitais, tanto como solista quanto acompanhando grandes orquestras. Esta foi a primeira vez que Emmanuel Rossfelder esteve no Brasil para cumprir agenda profissional, mas já conhecia o País por ter vindo a passeio. “O que mais me encanta aqui é o sorriso das pessoas e a forma calorosa como somos recebidos. Sempre quero voltar”, afirma.

Outubro/2009


Os Oitavos em lançamento pela região Francis Haeuser/Divulgação

Ricardo Dini, Johnny Haeuser, Lucas Daneluz e Ismael Daneluz

P

autada pelo indie rock, a banda caxiense Os Oitavos já movimentou o público em duas festas para o lançamento de seu CD “promo”. O primeiro evento foi em 13 de setembro, no Centro Municipal de Cultura de Sapiranga, e o segundo foi uma apresentação acústica no Leeds Pub, em sua terra natal, na noite de 24 de setembro. Para novembro, os rapazes preparam um momento especial, quando dividirão o palco com os porto-alegrenses da Tanlan, em 27 de novembro, no Vagão Bar, também em Caxias. O CD foi gravado nos estúdios Alta Voz, por “Vento” Tiago Breda, em agosto deste ano. Os instrumentos foram captados de uma só vez e as vozes foram gravadas, posteriormente. As quatro músicas que integram o CD são: Frases Feitas, Papel, Lázaro e Insônia. A banda é formada por Johnny Haeuser (vocal, piano, guitarra base); Ricardo Dini (bateria, backing vocal); Ismael Daneluz (contra-baixo, backing vocal), Lucas Daneluz (guitarra solo, backing vocal). O vocalista Johnny Haeuser é formando em Publicidade e Propaganda. Cresceu no Canadá e cantou junto com a banda norte-americana Ember Days. Também cantou em corais de igrejas, no Coral de Gramado e no Coral da Universidade de Caxias do Sul, estudou piano em Gramado e técnica vocal com o professor Pedro Spohr. Durante este mês, Haeuser estará no Canadá e Ismael estará no Rio de Janeiro, distribuindo CDs em gravadoras, rádios e para produtores culturais.

Informações:

Banda de indie rock agita público para apresentar trabalho que já pode ser conferido pela Internet Currículos Dini também trabalha com jornalismo, é titular de música no Conselho Municipal da Cultura de Caxias e apresentador do programa Musicaxias, na Rádio Cidade Universitária 87.5 FM. É instrutor, junto com o baixista Fábio Alves, do curso de extensão Teoria e Cultura Musical, na Faculdade Anglo-Americano, além de coordenador de jornalismo na comissão permanente de comunicação da Cooperativa dos Artistas da Serra Gaúcha. Dini já cantou no Coral da PUCRS e estudou música com diversos professores, como os bateristas Fábio Schneider e Roberto Ceccato, o guitarrista André Viegas e o baixista Fábio Alves. Ismael é formado em comércio exterior e já estudou música com os professores Fernando Zorzi e Tiago Breda. Lucas estuda comércio internacional e foi aluno dos guitarristas Paulo Schroeber e Kiko Fávero. Ambos já moraram em Londres. Além das composições autorais, Os Oitavos tem em seu repertório músicas do Muse, The Killers, Travis, Keane, ColdPlay, Radiohead, Snow Patrol, Jars of Clay, Death Cab For Cutie, Artic Monkeys, Franz Ferdinand, The Strokes, U2, entre outros.

(músicas, vídeos e fotos): www.oitavos.wordpress.com | www.myspace.com/oitavos | www.oitavos.palcomp3.com.br | www.twitter.com/osoitavos

Outubro/2009

Revista Expansão |

105


[ Personality ]

Ricardo de Moraes/Divulgação

Hebe Camargo foi a estrela maior do evento em Novo Hamburgo

106

| Revista Expansão

Outubro/2009


Hebe, jovem por definição D

izem que os nomes que os pais nos dão ao nascermos trazem a força e a energia que vão nos levar para o resto de nossas vidas. Alguns casos podem realmente fazer pensar sobre o assunto. Basta reparar em uma das mais carismáticas figuras contemporâneas dos brasileiros: Hebe Camargo. Na mitologia grega, Hebe é a deusa da juventude, presenteada com o privilégio de se manter jovem para sempre. Pois, a “nossa” Hebe parece ter esta prerrogativa em toda a sua trajetória de vida, com uma energia de causar inveja a muitas mocinhas e jovens senhoras. A estrela da televisão brasileira, como a apresentadora é conhecida, deu o ar de sua graça em Novo

Outubro/2009

A carismática apresentadora esteve em Novo Hamburgo durante a Festa Nacional do Sapato e reafirmou sua profunda identificação com o público Por Aline de Melo Pires

Hamburgo, no Rio Grande do Sul, durante a Festa Nacional do Calçado, em setembro. Conhecida também por sua paixão incondicional por sapatos, ela foi convidada pela direção da Fenac para abrilhantar o evento que marcou a primeira quinzena do mês. Hebe Camargo atendeu a imprensa e passeou pelos pavilhões da festa, presenteando o público ao cantar e conversar animadamente. A última vez que Hebe visitou a cidade foi em 1969, também na Fenac. “Estou aqui de coração aberto para receber e retribuir todo este carinho que vocês sempre me deram. O que o Rio Grande do Sul fez e faz por mim não tem preço. E olha que estou mais molequinha do que há 40 anos”, brincou.

Revista Expansão |

107


[ Personality ] Fotos: Ricardo de Moraes/Divulgação

A apresentadora atravessou a passarela para delírio do público que lotou o espaço para prestigiá-la

Hebe também elogiou a qualidade do calçado brasileiro e afirmou acompanhar a evolução da indústria no País. “Sou mesmo fissurada em calçados. E tenho acompanhado a evolução da nossa indústria, que hoje vende para o mundo inteiro. O Brasil cresceu muito neste setor.” Segundo a apresentadora, sua paixão por calçados se justifica porque, na infância, quando era pobre, sempre ganhava os calçados das primas ricas. Logo, não podia se dar ao luxo de escolher, usava o que tinha, se fosse grande colocava algodão nas pontas, se fosse pequeno, sofria com os dedos apertados. “Acho que isso é um pouco de trauma, por isso hoje compro e uso muitos sapatos”, disse, entre risos, sua marca registrada. Ela procura sempre estar em sintonia com quem a consagrou e a acompanha. Isso demonstra sua imensa capacidade de conquistar as pessoas por entender o que seu público quer ver e ouvir. E para quem se surpreende diante de tanta energia e fôlego – no auge de seus 80 anos – a apresentadora afirma que não é difícil conquistar tudo isso. Basta ter a percepção das maravilhas da vida, diz ela, ao ressaltar que não encontra tempo para remoer mágoas ou pensar em coisas tristes. No seu dia a dia, dificilmente o pessimismo entra e para quem se mostra desta forma diante dela, a fórmula para combater é o bom humor. “A tristeza envelhece. É muito importante você estar de bem com a vida. Sempre tive a alegria de viver”, afirmou Hebe Camargo, que vive rodeada dos pássaros e de seus cães, no jardim de sua casa.

108

| Revista Expansão

O diretor-presidente da Fenac, Ricardo Michaelsen, presenteou Hebe, ao lado da primeira-dama de Novo Hamburgo, Silvia Zimmermann

Carreira Natural de Taubaté, interior de São Paulo, Hebe Camargo iniciou sua trajetória em 1944 com apresentações em programas de calouros de rádios paulistanas imitando Carmen Miranda. Formou grupos com primas e irmãs, mas em 1945 já iniciava sua carreira solo. Logo a figura de cantora deu lugar à de apresentadora. Ela substituiu Ary Barroso num famoso programa de calouros. Mas se destacou mesmo foi apresentando o programa O Mundo é das Mulheres. Em julho de 1964, Hebe se casou com o empresário Décio Capuano e interrompeu a carreira artística. No ano seguinte, nasceu seu único filho, Marcello Camargo. A volta à televisão foi em abril de 1966, no canal 7, Teatro Record, onde comandava o Hebe aos Domingos, que teve o “rei” Roberto Carlos como convidado. Na ocasião, a atração bateu recordes de audiência. Hoje, ela está à frente de Hebe, que vai ao ar todas as segundas-feiras, às 23h, pelo SBT.

Outubro/2009


Outubro/2009

Revista Expans達o |

109


[ Perfil ]

Ela diz que a figura de símbolo sexual é rótulo imposto pela mídia

110

| Revista Expansão

Outubro/2009


O voo de

Luana Luana Piovani marca passagem por Novo Hamburgo com o monólogo Pássaro da Noite

Por Felipe de Oliveira/Versão Final | Fotos Naná Moraes/Divulgação

E

la já foi considerada a mulher mais sexy do mundo, mas garante que “são rótulos que a mídia inventa para vender revista”. Luana Elídia Afonso Piovani, 33 anos, nasceu na capital de São Paulo, mas foi criada no interior. Idealista, ela é apaixonada pelo que faz. “Acredito que se a gente quer morar em um lugar melhor, temos que formar futuros cidadãos.” Luana esteve em Novo Hamburgo, em setembro, para participar do Cultura no Câmpus, promovido pela Feevale. Subiu ao palco do Campus 2, com Pássaro da Noite, e elogiou a iniciativa do centro universitário de proporcionar acesso ao teatro, com ingressos a 10 reais, sendo a metade do preço para estudantes. “Estão abrindo as portas para as pessoas que talvez não tivessem a oportunidade”, avalia. Com a assessoria da produtora Um Cultural, o programa é financiado pelo Ministério da Cultura e patrocinado pela Rede Sinoscar.

Outubro/2009

Revista Expansão |

111


[ Perfil ]

Acredito que se a gente quer morar em um lugar melhor, temos que formar futuros cidad達os.

112

| Revista Expans達o

Outubro/2009


Pássaro da Noite é um monólogo escrito por José Antônio de Souza. Luana interpreta uma mulher que questiona a ordem social, embriagada depois de uma noite de festa. Difícil de imaginar a musa de olhos claros e cabelos loiros, na perfeita expressão de rosto angelical, falando palavrões. Foi justamente o que viram cerca de 500 pessoas na Feevale. Depois do espetáculo, a atriz arrumou um tempinho na concorrida agenda para falar à Revista Expansão sobre a carreira.

Modelo Tudo começou com as passarelas e por acaso. Seu pai é engenheiro agrônomo e trabalhava em um escritório na cidade de Jabuticabal (SP). “Eu fui ao dentista e passei no trabalho do meu pai, quando uma mulher me viu e indicou a agência Ford”, lembra Luana. “Mandaram fazer umas fotos e deu certo.” Em resumo, como faz questão de destacar, surgia assim a modelo, aos 13 Mandaram anos. O primeiro papel na televisão foi com apenas 16 fazer umas anos, na Rede Globo. A produção da emissora fez uma fotos e deu seleção por book ­fotográfico para a minissérie Sex Appecerto. al. Ela ficou entre as quatro finalistas. Com os testes de vídeo e interpretação, ganhou o personagem e descobriu sua vocação. Fez algumas participações no Você Decide e aos 18 anos fez a sua primeira novela Quatro por Quatro. Fazia Eduarda, par romântico de Ralado, interpretado por Marcelo Faria. O cinema também desperta sua paixão, mas entra na história como coadjuvante. O trabalho mais recente, por exemplo, A Mulher Invisível, só foi possível porque O Pequeno Príncipe tinha recém saído de cartaz no teatro. A passagem pelo Rio Grande do Sul encerrou a temporada de Pássaro da Noite depois de um ano – esteve também em Porto Alegre, em setembro. Luana pensa em retomá-lo em São Paulo. Só que os paulistas terão que esperar um pouco. Agora, volta a dedicar-se ao teatro infantil. Trabalha em O Soldadinho e a Bailarina. Para os que estavam com saudades de vê-la na televisão, antecipa à Revista Expansão que será vista este mês na Globo, com o ator Lázaro Ramos, em um dos episódios da próxima temporada de Ó Pai, Ó. Nos próximos meses estará também no cinema em Insônia e Família Vende Tudo. Como foi encarar o trabalho de modelo no Japão e na Europa? Foi incrível, trouxe muita experiência e amadurecimento, mas também tem seu lado negativo. Me senti sozinha e triste algumas vezes. No fim, consegui fazer com que os momentos bons fossem maiores do que os ruins. Você já participou do Casseta e Planeta, como surgiu a vocação para o humor? Eles me procuraram. Fazia comédia anterior ao Casseta. Fui comediante, digamos assim, em O Homem que Copiava (filme), e em Quatro por Quatro. Eu acho que eles descobriram isso em mim. E Pássaro da Noite, por que o texto do monólogo é tão forte? O texto do José Antônio de Souza tem oito anos. Um dia nos encontramos em uma festa e ele comentou a respeito. Fui até a casa dele no dia seguinte e decidi fazê-lo imediatamente. O público teve uma reação bem legal. Ninguém imaginava a Luana fazendo uma personagem como essa. Por que decidiu fazer espetáculos infantis? Primeiro porque eu gosto muito de criança. Segundo, porque realmente acredito que se a gente quer morar num lugar melhor, temos que formar futuros cidadãos. É por um idealismo mesmo. Não quero só ficar fazendo televisão e enchendo meu bolso de dinheiro.

Outubro/2009

Revista Expansão |

113


[ VOLUNTARIADO ] Fábio Winter/Especial

Engajamento e dedicação fazem parte do lema da diretoria da LFCC

A celebração da

solidariedade H

á 25 anos um grupo de mulheres decidiu que poderia fazer muito mais pela sociedade hamburguense. Elas decidiram se unir para ajudar a doentes de câncer por meio de um trabalho que se funde a suas próprias vidas e que se transforma em uma grande missão. Em setembro de 1984, a Liga Feminina de Combate ao Câncer de Novo Hamburgo (LFCC) ganhava formas e começava sua trajetória. A chamada no Jornal NH no dia 27 daquele mês anunciava o laço que se firma até hoje entre a comunidade e um grupo de mulheres solidárias. Atualmente, este trabalho segue cada vez mais firme, baseado em um único propósito: cuidar do próximo. Hoje, a LFCC de Novo Hamburgo atende a 339 pacientes. De acordo a presidente Marie Traude Schneider, são homens e mulheres de baixa renda que contam com doações de medicamentos, atendimento médico e psicológico, entre outras ações. Atuam na Liga 35 voluntárias, além dos profissionais de várias áreas como direito, nutrição e medicina.

114

| Revista Expansão

Liga Feminina de Combate ao Câncer de Novo Hamburgo completa 25 anos de doação ao próximo Por Aline de Melo Pires

Finalidade A entidade, observa a presidente, tem duas finalidades: a assistência e a prevenção. A partir disso, divide-se em dois departamentos – o assistencial e o educacional. “O social dá estrutura para estes dois setores funcionarem, com seus eventos e promoções”, comenta Traude. A primeira presidente e fundadora da LFCC, a ginecologista Nora Lena Schneider, recorda que a motivação para a fundação de um núcleo da entidade na cidade foi poder dar assistência à população carente em prevenção ao câncer ginecológico. “Esta foi minha motivação particular, como ginecologista, além de, é claro, por meio da Liga, poder realizar inúmeros trabalhos de prevenção e auxílio aos doentes de câncer”, afirma, ao relembrar a aceitação da comunidade e o trabalho nos primeiros anos de estruturação da entidade. “Baseadas no funcionamento da Liga do Estado criamos aqui todos os departamentos, distribuímos as voluntárias nas suas  funções”, lembra Nora. Ela conta que as principais ações se voltavam para a prevenção, campanhas educativas em escolas e centros

Outubro/2009


Aline de Melo Pires/Especial

sociais da periferia. “Realizávamos atividades sociais para arrecadação de fundos para a entidade, destinados à compra de medicamentos aos doentes de câncer carentes que iam sendo encaminhados.” As diretorias que se seguiram foram ampliando o espaço físico da Liga, montando uma sede própria, e auxiliando na criação do serviço de quimioterapia.

A Glamour 2009 A meta da jovem Bruna Louzado Gasperin (foto), 17 anos, era unirse às voluntárias. Em menos de um ano depois de traçada esta meta, ela se viu diante de um corpo de jurados, eleita líder de um grupo de meninas que dedicam boa parte de sua vida a amenizar o sofrimento de quem sofre com câncer. Ela foi eleita a Glamour Girl 2009 e acredita estar diante de um dos maiores e mais gratificantes desafios de sua vida. Presidir a Liga Jovem vai muito além dos sonhos que até pouco tempo faziam parte de seu planejamento de vida, mas ela acolheu a responsabilidade de braços abertos. “Hoje quero trabalhar muito para que a união seja um dos principais elos em nossas ações, para que possamos chegar ao objetivo final: ajudar a quem precisa”, comenta a jovem. Filha de Jocelito e Mara Louzado Gasperin, Bruna é irmã de Betina e tem entre suas grandes paixões a música – cursa piano e violino. Estudante do terceiro ano do ensino médio, ela atua no escritório do pai, que é estilista. Bruna talvez esteja vivendo a mesma realidade de Tatiana Gerhardt, 43 anos, a primeira Glamour Girl. Eleita aos 18 anos, precisou construir a ideia da entidade. “Tivemos de convencer a todos sobre o trabalho que seria feito, pois estávamos começando”, recorda Tatiana. Ela ressalta que a essência de sua iniciativa visava a preocupação em ajudar a construir um mundo melhor e mais justo, onde todos tivessem as mesmas condições e oportunidades.

Outubro/2009

Revista Expansão |

115


[ FOTOGRAFIA ] A Avenida Mauricio Cardoso, em 1901, na antiga Hamburg Berg

Lunara,

amador da arte de fotografar

L

unara, pseudônimo derivado de luz e que mais parecia um verbo no passado mais-que-perfeito...” A frase define, com muita sensibilidade e poesia, um dos maiores nomes da fotografia no Rio Grande do Sul. Luiz do Nascimento Ramos, o Lunara, foi o que pode se chamar de primeiro fotógrafo de arte no Estado, registrando cenas do cotidiano no começo do século 20, com um olhar muito peculiar. Pois o trabalho dele foi resgatado pela jornalista Eneida Serrano – autora da frase que abre este texto – por meio de uma pesquisa detalhada e rica. A iniciativa resultou em um livro que reúne belas fotografias em preto e branco – lindas produções. Lunara tinha a capacidade de transformar as pessoas que encontrava pela frente em modelos que viravam verdadeiros personagens. Uma forma de fotografar que hoje é rotina na publicidade, por exemplo, já era a vida de Lunara em 1900.

116

| Revista Expansão

Ele foi o precursor da fotoarte, já no início do século 20 produzia e reproduzia cenas cotidianas Por Aline de Melo Pires

Eneida se deparou com a obra do fotógrafo quando pesquisava sobre as origens da fotografia gaúcha. Encontroua em jornais e revistas do final do século 19 e início do 20. “Lá estavam elas, em páginas inteiras e independentes de texto, defendendo, com qualidade, a autonomia da linguagem fotográfica”, diz a jornalista. Com o que ela mesma define de sorte aliada à determinação, localizou o filho de Lunara, Áureo. Foi na casa dele que Eneida encontrou “um pequeno e precioso acervo guardado com memória afetiva” – uma câmera fotográfica, alguns recortes de jornais, dois álbuns com 60 fotos e 15 chapas de vidro, 13 por 18. Ele nasceu em Porto Alegre, em 1864, e morreu em 1937. Atuante no ramo empresarial, era no fotografar que ele buscava externar sua essência. “Era um dedicado amador da fotografia”, comenta Eneida.

Outubro/2009


À esquerda, O Lago, foto premiada no Revue de Photographie, em Paris, em 1922. Acima Colhendo Flores, de 1901

Vale do Sinos A amizade com o pintor Pedro Weingartner o colocou em contato com a região do Vale do Sinos. Ele foi o responsável por retratar o nascimento de um dos mais tradicionais cenários atuais de Novo Hamburgo, hoje o bairro Hamburgo Velho, centro histórico da antiga Hamburg Berg. Eram cenas simples, do cotidiano, produzidas de forma que ficassem – e ficam – registradas na história, bem como toda a sua obra. Cada fotografia de Lunara recebia um título e, nesta preocupação, ele mexia com a imaginação de quem contemplava seu trabalho. Na capital, às margens do Guaíba ou dos arroios Cascatinha e Dilúvio, lembra Eneida, hoje soterrados por grandes avenidas, eram seus cenários preferidos, onde crianças pescavam e mulheres lavavam suas roupas. “Água encanada, energia elétrica, saneamento básiLunara foi, co e automóveis seriam conquistas de um fusimultaneamente, turo”, relembra a jornalista. testemunha e A foto que recebeu o título de O Lago criador. Suas fotos foi uma das mais importantes pelo reconhecisão uma referência mento internacional. Ela ficou em primeiro lugar no concurso promovido pelo Helio Photo do momento Clube, em 1903, além do prêmio da Revue de histórico em que Photographie, de Paris, em 1922. “Lunara foi, foram concebidas, simultaneamente, testemunha e criador. Suas e resistiram ao fotos são uma referência do momento históritempo, defendendo co em que foram concebidas, e resistiram ao valores humanos, tempo, defendendo valores humanos, universais, perenes”, conclui Eneida. universais, perenes.

Para adquirir o livro: Fones: (51) 3737-5737 3321-2602 | 9969-5373 skype: eneidaserrano www.eneidaserrano.com.br

Outubro/2009

Revista Expansão |

117


[ Lazer ] Fotos: Felipe de Oliveira/Especial

Quintas I

do Mandão

magine um lugar onde a classe social, raça ou religião é indiferente e as palavras de ordem são amizade e igualdade. Pensou que esse lugar não existe, enganou-se. Ele fica em Novo Hamburgo. Há poucos quilômetros do Centro. Rua Engenheiro Jorge Schury, 1560, bairro São José. Endereço do Açougue e Mercearia Querino. Olhando assim, pelo nome, não parece. É mais do que um açougue e mercearia. Há quatro décadas o ponto de encontro de médicos, advogados, empresários, operários... Enfim, a profissão não importa. Basta ter disposição para fazer novas amizades. Um “boteco” à moda antiga. Seu Querino Freiten tem 76 anos dos quais 42 são dedicados a oferecer o espaço para a amizade prosperar. Até o final dos anos 60, criava porcos no bairro São José e produzia frios. Vieram as novas regras da Receita Federal e o produtor natural de Dois Irmãos teve de se adaptar. Surgia o mercado e açougue.

118

| Revista Expansão

Informalidade é a marca dos encontros que não tem cor nem classe social

Ponto de encontro de empresários, médicos, advogados e operários, Açougue e Mercearia Querino semeia amizades há mais de 40 anos Por Felipe de Oliveira/Free-lancer

Sem cerimônia O churrasco no Querino não tem dia nem hora, mas “as quintas é no Mandão”. Calma. Não entendeu, tem explicação. Mandão é o apelido do filho do seu Querino que assumiu a administração: Paulo Roberto Freiten, 49. Um pouco mais velho do que o açougue. De segunda-feira a domingo, Mandão organiza encontros de amigos no local. E pergunte a ele se cansa. “É mais do que trabalho, é a nossa vida”, responderá. Disposição, aliás, é o que não falta também ao pai. “Enquanto conseguir ficar de pé, vou trabalhar. Se eu parar tenho que por dois no meu lugar”, avisa seu Querino, confiante. Para comer ou beber não tem cerimônia. A carne assada é picada e cada um serve seu prato. Ou melhor, sem prato mesmo. A cervejinha é só anotar e pagar no final. Opções de diversão não faltam. Seja na tradicional canastra ou assistindo

Outubro/2009


à dupla Gre-Nal. “Temos duas televisões para passar os jogos.” Quem tem mais torcida? “O Grêmio. São os mais doentes”, admite o colorado Mandão. A casa é ocupada diariamente por grupos de amigos. Os assadores são voluntários. É o caso do advogado Adroaldo Meyrer, 45. Morador do bairro Ideal, há 10 anos faz questão de ser o responsável pelo churrasco às quartas e aos domingos, pelo menos. Na quinta o assador é Fernando Kolling, 50, o Pelé, frequentador há três décadas.

Querino (E) e Mandão, o aprendizado do valor da amizade é ensinamento para várias gerações, pai e filho se unem para levar alegria e descontração a um grupo especial todas as semanas

Tradição Histórias não faltam. Tem quem perdeu a mulher no Querino e quem achou também. A que melhor define o estabelecimento é a do próprio Querino. Poderia ser, no entanto, a de tradicionais frequentadores. Arnoldo Sander Filho, por exemplo, tem 60 anos dos quais 40 são de presença garantida. É amigo de infância da família Freiten. O que é legal O comerciante Eduardo Franck, 51, é o assador oficial de uma turma oriunda dos jogos de tênis e padel aqui é que no OK Center. Depois do esporte, a confraternização é ninguém fica te com janta, conversa “fiada” e bom humor. São 15 intecuidando. Não grantes. Entre eles, o juiz de paz Clóvis Lockmann, 63, importa a tua que brinca. “Jogo tênis todos os dias. Quando não esclasse social. tou de sapato, chego em casa e jogo o tênis em um canto.” Capilé, como Franck é conhecido, reúne outros grupos de amigos nos demais dias da semana há 20 anos. “Aqui encontramos do passador de cola ao empresário.” Sérgio Valandro, 57, há 12 anos frequenta o Querino e tem histórias interessantes para contar. Uma delas é a do caderninho, pois não havia controle das despesas das jantas. “Propus que tivéssemos um caderno único de anotações para anotar as despesas durante a semana e nas quintas acertava toda a conta com o Mandão”, explica Valandro. O processo de cobrança deu tão certo que continua até hoje .

Outubro/2009

Cirurgia ambulatorial da hérnia de disco sem necessidade de internação

Cirugias por laser e radiofrequência, sem corte e com anestesia local

Cirurgias por vídeo

Bloqueios da dor no próprio consultório

Tratamento clínico e cirúrgico da escoliose

Cirurgia da artrose e desgaste discal

Tratamento das lesões traumáticas ligamentares

Fraturas da coluna

Deformidades torácicas residuais

Dor residual pós-cirurgia

O Dr. Evandro Porto possui ampla experiência em cirurgias da coluna, tendo formação e sendo membro titular da Academia Brasileira de Neurocirurgia e da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia. Atende em horário a ser marcado na Clínica e Ortopedia Marcilio Dias Novo Hamburgo – RS

- CIRURGIA E TRATAMENTO CLÍNICO DAS DEFORMIDADES DA COLUNA - CIRURGIA MINIMAMENTE INVASIVA DA COLUNA - TRATAMENTO DA DOR LOMBAR RECORRENTE PÓS CIRURGIA DA COLUNA - FISIOTERAPIA E REABILITAÇÃO Revista Expansão |

119


[ Lazer ] Churrasco “abençoado” Carne de qualidade, descontração, integração... Não para por aí. O churrasco do Mandão também é “abençoado”. Isso mesmo! Até padre participa de alguns encontros. Trata-se do responsável pela paróquia do bairro São José, padre Lúcio Foerster, 52 anos de idade e 25 dedicados ao sacerdócio. “É um ambiente de muita amizade, alegria. O papo é bom. Diversão sadia”, define. Um lugar difícil de encontrar hoje em dia, conforme padre Lúcio. E olha que só no último período já atuou em Canela e São Leopoldo. Há três anos sua casa é o São José. Três anos - quase quatro - é o tempo que o comerciante Felipe Poersch, 53, frequenta as quintas do Mandão. Questionado sobre uma figura carismática, não tem dúvida: padre Lúcio. “Cada vez que ele vem, tem uma campanha na Igreja. Seguidamente solicita um brinde para um bingo. Outro dia está arrecadando tijolos. Nunca sai de mão abanando”, brinca Poersch. Também é destaque do comerciante os encontros “esportivos”. “Assistimos os jogos juntos, gremistas e colorados, e nunca teve uma confusão. Nem em Gre-Nal.” O empresário Kleber Bernardes, 44, é outro frequentador de carteirinha. Há 10 anos. Amigo do padre Lúcio, comenta que o religioso é muito bem quisto pela comunidade. “Ele até paga uma cervejinha de vez em quando, mas é para os seminaristas”, ironiza Bernardes. O empresário chegou ao Querino pela fama da carne. “Disseram que era a melhor carne de Novo Hamburgo. Era um lugar que podia comprar carne e tomar uma cerveja, gelada. Confirmei e passei a frequentar.”

Kleber Bernardes e Felipe Poersch também frequentam o Querino: além da boa carne, cerveja bem gelada e papo descontraído

Disseram que era a melhor carne de Novo Hamburgo. Era um lugar que podia comprar carne e tomar uma cerveja, gelada. Confirmei e passei a frequentar.

O médico e o industriário

Grupo de amigos não deixa de frequentar o Mandão, pois é motivo de alegria, diversão e de relax ao corpo e à mente

120

| Revista Expansão

Airton Fritzen é industriário e frequenta o Querino há mais de 20 anos. Mora e trabalha no bairro São José. “O que é legal aqui é que ninguém fica te cuidando. Não importa a tua classe social.” Sandro Jacobsen da Fonseca é médico, coordenador da UTI da cardiologia no Hospital Municipal de Novo Hamburgo. Vai no Querino há cinco anos. “Depois do trabalho chego aqui, converso um pouco e vou embora.” Depoimentos a respeito do Querino não faltam. Cada frequentador tem o seu. Seja médico, seja industriário. Se você ficou curioso para saber mais não precisa esperar por um convite. As jantas diárias são públicas e as despesas divididas entre os participantes. O contato pode ser feito pelos telefones (51) 3595-9518 ou (51) 9989-3344. Importante lembrar: o Querino vende carne também!

Outubro/2009


[ CULTURA ]

Circo Fellini

faz um convite à magia

C “

irco-cinema” era como o diretor italiano Federico Fellini costumava referir-se com carinho ao universo das grandes telas. E é este o tom geral da mostra Circo Fellini: uma homenagem ao “maestro”, instalada em Porto Alegre desde o mês passado. Vinte e três obras e mais quatro documentários de outros diretores sobre a obra do italiano são exibidos gratuitamente. Além dos filmes, o público pode conferir desenhos, fotos, livros, cartazes e marionetes espalhados em um ambiente que remete ao clima circense, elemento marcante da trajetória do grande cineasta. A entrada é franca para assistir aos filmes. Já a exposição tem o custo de 5 reais por ingresso. A mostra pode ser visitada de terça-feira a domingo, das 14 às 20 horas, até 17 de novembro, no Instituto NT de Cinema e Cultura, instalado na Se quiserem bela Casa Boni, primeiro casasaber algo de rão construído na Rua Marquês mim, têm de do Pombal, 1.111, na capital. assistir aos meus A abertura do evento filmes, pois foi durante um coquetel para a eles saíram do imprensa, convidados, patrocinadores e apoiadores em 17 mais profundo de setembro. O diretor de teade mim, neles tro e dramaturgo Antonio Caeu me exponho va assina a curadoria do evenpor completo, to, que tem coordenação e proinclusive para dução local do Instituto NT e mim mesmo. patrocínio da Caixa Econômica Federal. (Federico Fellini)

Outubro/2009

Mostra reúne filmes e obras de um dos maiores cineastas da história da sétima arte Quem entrar na casa onde ocorre a exposição, verá as salas repletas de reproduções de desenhos do diretor italiano pertencentes à Fundação Fellini de Rimini, na Itália; reproduções de fotografias de Tazio Secchiarolli, que mostram os bastidores das filmagens de Oito e meio; fotografias originais do acervo do Instituto Italiano di Cultura, do Rio de Janeiro, com imagens de atores, diretores, amigos e colaboradores de Fellini, divulgadas pela imprensa italiana e recebidas pela instituição ao longo de 50 anos; além de cartazes do cineasta. A exposição tem marionetes de personagens, criadas pelo artista Bernardo Rhormann, da cidade de Tiradentes, em Minas Gerais.

Serviço: Mostra Circo Fellini

Data: até 17 de novembro de 2009 Horário: de terça a domingo, das 14 às 20 horas Local: Instituto NT de Cinema e Cultura Endereço: Marques do Pombal, 1.111 - Porto Alegre Telefone: (51) 3361-3111 Ingresso para visitação da mostra: 5 reais Classificação etária: livre Sessões de Cinema: entrada franca Classificação etária: 16 anos

Revista Expansão |

121


[ Sem Fronteiras ]

Suíça:

uma ilha no meio

da Europa

Montanhas na região de Berner Oberland

122

| Revista Expansão

Outubro/2009


Esquiar na neve foi uma das experiências mais incríveis na viagem de Vitória

Chocolates, relógios, diversidade cultural, são apenas alguns dos atrativos deste país que, apesar de pequeno em tamanho, oferece elementos que o tornam gigante em suas maravilhas Por Vitória Fischer Schilling Fotos Arquivo pessoal e divulgação

O

país dos relógios é também o país dos sonhos. Chocolates com sabores nunca antes degustados, montanhas cobertas de neve, ordem e limpeza por toda parte. Um país bonito demais, rico demais, especial demais. E, de certa forma, até pequeno demais para tantas maravilhas. Uma ilha no meio da Europa. Ou quase isso, como os suíços gostam de se referir à sua pátria. Mesmo com muitos elementos das culturas alemã, italiana e francesa, a Suíça é um país único e diferente. Seus apenas 7,5 milhões de habitantes esforçam-se para manter viva a cultura, o que pode parecer difícil em um lugar tão pequeno, mas com tantas diferenças. Você pode ficar impressionado ao saber que a Suíça tem apenas um sétimo do tamanho do Rio Grande do Sul, mas ainda assim tem quatro idiomas oficiais: alemão, francês, italiano e romanche. Durante um ano tive a oportunidade de vivenUma ilha ciar as maravilhas deste país em um intercâmbio estudantil. Viajei de trem, de ônibus e de bicicleta. Anno meio da dei de esqui, de trenó e de patins no gelo. Vi as árvoEuropa. Ou res em tons alaranjados no outono, a neve deixando quase isso, os telhados brancos no inverno, as flores renascendo como os suíços e a vida voltando à natureza na primavera e os suíços gostam de tomando banho no rio no centro da cidade no verão. se referir à Conheci pessoas do mundo inteiro, mas especialmente as peculiaridades da cultura e do povo suíço. sua pátria.

Outubro/2009

Revista Expansão |

123


[ Sem Fronteiras ] A mais bela capital

Acima, Berna e as cores do Rio Aar; ao lado, sinos gigantes para as vacas e, abaixo, construções típicas em Grindelwald

Saindo do trem na estação principal de Berna o cheiro de pão recém assado impregna o ar, enquanto o ritmo do caminhar das pessoas ao redor dá a energia necessária para o início do passeio. Berna é uma cidade que pode ser conhecida a pé. Os ‘trams’ – bondes vermelhos espalhados por toda a cidade – ajudam na conexão entre distâncias um pouco mais longas, mas não são muito necessários. Um pouco de disposição e sapatos confortáveis são suficientes para conhecer as maravilhas da pequena capital suíça. A poucos minutos da estação de trem chega-se à praça que abriga diariamente uma feira. São diversos estandes que vendem desde flores e legumes a artesanato peruano, velas aromáticas e souvenirs. Por lá não se pode deixar de experimentar os caramelos em cubinhos, uma das delícias locais. Pode-se pedir um cubinho para provar antes de comprar, os vendedores são muito atenciosos e falam também inglês. Da feira são alguns passos para o Bundeshaus, ou Palácio Federal da Suíça. No verão é possível encontrar crianças refrescando-se no chafariz dançante em frente ao prédio. Com a pequena ajuda de um mapa ou um senso de direção um pouco mais aguçado chega-se ao Zytglogge, um relógio astronômico com mais de 800 anos. Seguindo a sua rua está o Münster, a mais alta catedral do país. É possível subir na torre, mas isto exige superar os 254 degraus que levam até o topo. A vista compensa o esforço. As casinhas minúsculas com telhados vermelhos – ou brancos no caso de uma visita no inverno nevoso – são cercadas pelo rio Aar e propiciam uma dança de cores diante dos olhos. Em dias de sol pode-se enxergar os Alpes Suíços à distância. Ainda sobre as cores, um dos aspectos que mais impressiona na cidade é a cor do rio Aar. Sua mistura de verde e azul prende os olhos enquanto caminhamos ao seu lado ou atravessamos pontes da cidade. Uma destas pontes no centro leva ao museu de Einstein, físico alemão que se mudou para a Suíça para cursar faculdade. Aos 21 anos renunciou à sua cidadania alemã para evitar o serviço militar e tornou-se cidadão suíço. O museu aborda detalhes de sua vida enquanto os contextualiza com fatos sociais, políticos e religiosos. Berna ainda é uma cidade ótima para compras – isto é, se estiver disposto a pagar os preços bastante elevados da Suíça. O centro histórico tem suas ruas de compras cobertas por arcadas, que permitem compras tranquilas mesmo em dias de chuva.

Curiosidades: >> Na Suíça vo-

cê pode visitar a fábrica de chocolate da Cailler, no vilarejo de Broc. Lá se pode degustar chocolates à vontade.

124

| Revista Expansão

>>

A moeda nacional é o Franco Suíço. Poucos lugares aceitam euros ou dólares, mas cartões de crédito são aceitos em geral.

>>

O alemão falado em 64% do país é na realidade um dialeto – o Schweizerdeutsch. É uma variação quase indecifrável do idioma original, até mesmo para os alemães.

>>

Os suíços ficarão felizes se você tentar algumas palavras em Schweizerdeutsch, como ‘Grüezi’ (olá), ‘En Guete’ (bom apetite) ou ‘Uf Widerluege’ (até mais).

>>

A água é potável em todos os lugares do país, exceto se estiver sinalizada. Nas cidades existem fontes nas ruas que servem para, além da decoração, refrescar e matar a sede.

Outubro/2009


Ticino, na parte italiana da Suíça

Nas Alturas Seja de carro ou de trem, não muito longe de Berna chega-se à região de Interlaken, em português, “entre lagos”. É nesta região que se encontram parte dos Alpes suíços, atração que não se deve deixar de visitar. O pequeno vilarejo de Grindelwald é uma boa opção para começar o passeio. De lá se tem uma vista maravilhosa para os Alpes – em especial o trio de montanhas Eiger, Jungfrau e Mönch - e acesso a estações de esqui com teleféricos. O local oferece boas opções de restaurantes com comidas típicas suíças: fondue de queijo, rösti (espécie de batata ralada frita na manteiga) ou raclette (queijo derretido em um aparelho especial derramado sobre batatas). No verão, a região é pouco movimentada. O inverno compensa. Todos os hotéis ficam lotados, as lojas aproveitam para um aumento de preços e as estações de esqui fervilham com turistas. Afinal quem não teria vontade de conhecer o luxuoso invocê quer verno suíço?

Se conhecer uma Suíça diferente vale a pena ficar mais tempo, alugar uma bicicleta e passear pelos locais mais desconhecidos.

Mais além

A Suíça ainda oferece muitos outros lugares para conhecer. A famosa Zurique é uma opção para quem gosta de cidades grandes. Basel e Lucerna são cidades históricas que merecem uma visita. A região de Ticino é a parte italiana e tem uma natureza maravilhosa, praias e uma arquitetura diferente do resto do país. Genebra e seus arredores são a parte francesa, que também tem belas montanhas e lagos. De fora dos roteiros mais usuais ficam os vilarejos e pequenas cidades como Solothurn. Se você quer conhecer uma Suíça diferente vale a pena ficar mais tempo, alugar uma bicicleta e passear pelos locais mais desconhecidos.

>>

As vacas suíças costumam usar enormes e pesados sinos no pescoço

>> A pontualidade suíça não

é uma lenda! Fique atento aos horários dos trens e ônibus.

Outubro/2009

>> Muitas das edificações na Suíça são antigas: é muito fácil encontrar casas que foram construídas antes do descobrimento do Brasil, algo inimaginável para nós.

>> Típicos souve-

nirs da Suíça incluem os canivetes vermelhos, relógios, imãs de geladeira de vaquinhas e chocolate, muito chocolate.

Revista Expansão |

125


[ Semana Farroupilha ]

126

| Revista Expans達o

Outubro/2009


A evolução desde a revolução O desfile oficial da Semana Farroupilha, em Novo Hamburgo, lotou o trecho da Avenida Pedro Adams Filho, entre as Ruas Marcílio Dias e Júlio Castilhos, na manhã de 20 de setembro. E como a aurora precursora, alunos das escolas do Município acordaram cedo para o cortejo tradicionalista. Além deles, Centros de Tradições Gaúchas e representantes militares também participaram do desfile, que foi temático neste ano, trazendo para as ruas a evolução Farroupilha. O prefeito Tarcísio Zimmermann e a primeira-dama Silvia, além da secretária de Cultura Anita Lucas de Oliveira e o presidente da Associação Tradicionalista de Novo Hamburgo (ATNH), José Alfredo Tessmann, assistiram ao evento caracterizados. O desfile crioulo foi marcado, como sempre, pela presença de cavalos, cuias e bombas de chimarrão, cartazes e mensagens. E nesta edição contou com o prestígio de carretas que traziam personagens caracterizados com as lidas campeiras. Crianças e adultos se divertiram prestigiando à passagem dos hamburguenses que usavam vestimentas atuais e antigas, além de outras criadas para a data por prendas e peões de estância, que referenciam até hoje o tradicionalismo gaúcho. Fotos: Sérgio Jost/Especial / Marcos Quintana/Divulgação / José Carlos Gomes/Divulgação

Outubro/2009

Revista Expansão |

127


[ Práticas Empresariais ]

Bolsas

Nunca neguei a minha ojeriza às bolsas de valores, porque seus indicadores não representam necessariamente o desempenho da economia e são fortes instrumentos de especulação. Leiam o que disse a revista Veja, edição de 26 de agosto, pagina 131: “[Com a crise] também voltou com força a ideia de que as bolsas não são mais do que cassinos vulgares, nos quais espertalhões fazem fortuna à custa de inocentes.”

Gilberto Mosmann

Consultor de Negócios redacao@revistaexpansao.com.br

Energia elétrica

VAPT-VUPT

[Com a crise] também voltou com força a ideia de que as bolsas não são mais do que cassinos vulgares, nos quais espertalhões fazem fortuna à custa de inocentes.

128

A associação brasileira dos grandes consumidores industriais de energia elétrica (Abrace), representando 20% do total da demanda nacional desse insumo, realizou recente estudo que demonstra uma oneração gerada pela Medida Provisória 466. Nos próximos cinco anos, ela pode ferrar, dentre outros, todos os consumidores da Região Sul, à conta da manutenção e aumento do subsídio que pagamos para equalizar as contas de luz da Região Norte do País. Entre 2009 e 2013, esse subsídio, que estava calculado na faixa dos R$ 7,983 bilhões, passará a ter a grandeza de R$ 14,08 bilhões, isto é, 76,4% a mais na chamada Conta de Consumo de Combustível dos Sistemas Isolados, um entre nove encargos embutidos na tarifa elétrica. Caminho para as empresas: programas internos de eficiência elétrica, como o que a Fiergs está realizando, em parceria com a Eletrobrás, para as indústrias gaúchas.

Desde já, sem mencionar nomes, lembro a importância de elegermos, em 2010, deputados da região.

| Revista Expansão

Recomendo o primoroso livro A Ascensão do Dinheiro, do historiador escocês Niall Ferguson.

Intuição

A intuição nada tem a ver com poderes extrassensoriais, de videntes. Tem a ver, sim, com o discernimento de questões e ela aflora à mente espontaneamente, sem necessidade da aplicação de conceitos teóricos ou da necessidade de detalhada elaboração do raciocínio. A intuição é a percepção quanto a algo ou a alguém, com pressentimentos corretos, que se sobrepõem às formulações racionais. Não há treinamento para desenvolver ou aprimorar a intuição. O certo é que as empresas devem aproveitar, nos seus processos de decisão, quem tem a capacidade de discernir, de pressentir e de perceber com clareza caminhos a trilhar ou definições pelas quais optar. É algo parecido com o feeling, que é o sentir com clareza.

Será que o PAC prevê uma elevada ou um viaduto na BR-116, à entrada da movimentada Roselândia?

Outubro/2009


[ Economia & Negócios ]

Festa do Calçado

seráampliadapara2010

A

Tarcísio, Vanazzi e Molling na Festa do Calçado, em Novo Hamburgo

O diretor-executivo Elivir Desiam lembrou da importância dos detalhes. “Nos preocupamos com toda a estrutura para que a festa transcorresse sem problemas. E felizmente tudo deu certo”, avaliou Desiam. O prefeito de Novo Hamburgo, Tarcísio Zimmermann, também considerou positiva a festa para o município. “Foi um grande evento para todos nós, valorizando o nosso comércio, a nossa indústria e o nosso calçado”, disse o prefeito.

Outubro/2009

Direção se reuniu no mês passado para discutir as melhorias para a próxima edição que deve ter mais bancos pelos corredores Por Graziela Dannenhauer

Fotos: Divulgação

próxima edição da Festa Nacional do Calçado terá o seu espaço ampliado. De acordo com o diretorpresidente da Fenac, Ricardo Michaelsen, os estandes e os bancos serão alterados. “Com certeza iremos manter o layout atual, melhorando alguns aspectos e ampliando os estandes das lojas de calçados, pois todos querem renovar sua presença para 2010”, destaca Michaelsen. Além disso, haverá mais bancos para descanso. “Ofereceremos ainda algumas novidades na área de brinquedos para as crianças e ambientes mais apropriados para os homens que aguardam suas esposas em compras”, adianta. Estas são melhorias explícitas, mas muitos outros detalhes foram definidos em reunião de avaliação que ocorreu após a Courovisão. Para a edição que ocorreu no mês passado nos pavilhões climatizados da Fenac, em Novo Hamburgo, as avaliações foram diversas. “A festa deste ano pode ser resumida em uma única palavra: sucesso”, destacou Michaelsen. Na sua avaliação, a ampliação da feira, com a utilização de todos os pavilhões, corredores mais largos e uma grande variedade de produtos à venda, além dos desfiles diários e uma extensa programação cultural, formaram o cenário positivo. “Poderíamos citar também a presença da Hebe Camargo, do caça-talentos Dilson Stein, o Museu Nacional do Calçado, a fábrica temática do IBTeC, o processo artesanal de fabricação do sapato, a Cinderela do Calçado, a praça de alimentação, a Feira de Agricultura Familiar com produtos de Lomba Grande, enfim, uma diversidade de atrações que contribuíram para que o público saísse satisfeito da Fenac. Deu tudo certo”, comemorou Michaelsen.

Festa Nacional do Calçado encerrou com mais de 100 mil pares vendidos

Encerramento Tanto foi um sucesso que o último dia de feira estava com os corredores lotados, consumidores satisfeitos e lojistas comemorando bons resultados. A festa ocorreu de 5 a 13 de setembro e chegou ao seu final comercializando mais de 100 mil pares de calçados femininos, masculinos, infantis e esportivos, além de uma grande quantidade de bolsas, cintos, carteiras, acessórios, confecções, artigos de multifeira e até automóveis zero quilômetro. Somente a revenda Sinoscar vendeu 25 carros. O público total fechou em 80 mil pessoas e que aproveitaram descontos de até 80% nos produtos.

Proposta regional O prefeito de Novo Hamburgo, Tarcísio Zimmermann, recebeu no dia 11 de setembro, durante a Festa do Calçado, diversos prefeitos da região e lideranças políticas. A finalidade foi mostrar e divulgar o evento, um dos mais importantes do calendário de atividades de Novo Hamburgo. A proposta é regionalizar o evento e contar com o apoio dos demais municípios do Vale do Sinos para impulsionar ainda mais a festa. Os prefeitos de Dois Irmãos, Gerson Miguel Schwengber, de Estância Velha, Valdir Dilkin; de Esteio, Gilmar Rinaldi; de Lindolfo Collor, Alceu Heinle; de Nova Hartz, Antônio Elson Rosa de Souza; de Presidente Lucena, Baltazar Hansen, e de São Leopoldo, Ary Vanazzi, além do deputado federal Renato Molling (PP), estiveram no encontro.

Revista Expansão |

129


[ Cada vez melhor ]

Palestrante motivacional daniel@dalecarnegiers.com.br

E

Pare, respire,

conte até dez

ra meio dia de uma quarta-feira e eu necessitava buscar um bendito documento que havia esquecido em minha residência. Estava com pressa, muita pressa. Abri a porta do edifício e percebi que uma senhora chegava do mercado com suas compras. Suas mãos estavam carregadas de sacolas. Indiferente do quanto eu estava apressado, minha educação mandava que eu fosse gentil e esperasse por ela. “Muito obrigado, morar em edifícios tem dessas coisas”, disse a senhora. Ao chegar no andar da vizinha, naturalmente que tive que abrir a porta do elevador para ela poder chegar em casa com todas aquelas compras. Ao passar, uma das sacolas bateu na minha mão e a chave do meu carro caiu no fosso no elevador. “Ah! Me desculpe. Foi sem querer. E agora?”. E agora? Agora é você que vai cair pelo fosso do elevador! Eu morrendo de pressa e ainda me apronta uma dessas. Viu o que dá ajudar os outros...? Não! Não foi nada disso que aconteceu. Pois aprendi no livro “Como evitar preocupações e começar a viver”, de Dale Carnegie, que a melhor forma de controlar o estresse é: pare, respire, conte até dez. A partir daí, devemos enfrentar os problemas seguindo três passos: •

Pergunte-se o que de pior pode acontecer

Prepare-se para aceitar o pior

Tente melhorar a situação partindo do pior

Assim, lembrei que tinha uma cópia da chave do carro no apartamento. Peguei a chave reserva e o documento. Desci e pedi ao porteiro para que resgatasse a chave que havia caído no fosso e que a deixasse na minha caixa de correios. Continuei o dia, sem estresses desnecessários. A questão não é o que lhe acontece, mas, sim, como você reage ao que lhe acontece. Pare, respire, conte até dez. Certamente, você terá uma vida melhor.

130

| Revista Expansão

Vitória Fischer Schilling/Especial

Daniel Müller

[ Economia & Negócios ]

Márcia destaca o chá das sextas, servido na loja

Identidade Boutique comemora um ano

A Identidade Boutique, de Novo Hamburgo, comemorou seu primeiro aniversário no dia 21 de setembro, com um coquetel realizado na própria loja. A festa começou à tarde e seguiu até a noite com desfile e a presença do apresentador Alejandro Malo. O coquetel incluiu tortas feitas pela proprietária da loja, Márcia Hugendobler. “Todas as sextas-feiras temos na Identidade o chá das sextas. Os clientes que vierem podem tomar chá e comer torta feita por mim”, conta. A boutique deve apresentar novidades neste mês, como novas linhas de sapato e de roupas masculinas e femininas.

Mara junto de sua equipe, Joseane e Sâmia, na loja em Novo Hamburgo

Showroom renovado

A Armariu’s Design completa em novembro um ano de seu showroom em Novo Hamburgo e mudou sua cartela de cores. Já a matriz em São Leopoldo foi, recentemente, toda renovada, com novos móveis. E os planos são para que o espaço em Novo Hamburgo também apresente novidades em breve, com novas linhas de materiais e cores. Uma nova sede para a fábrica da Armariu’s, atualmente, localizada em São Leopoldo, está sendo transferida para um novo prédio, que está sendo construído em Portão. A sócia proprietária Mara Neukamp comanda a loja junto com a sua equipe, constituída por Joseane Schmitz e Sâmia Conceição.

Outubro/2009


Graziela Dannenhauer/Especial

Parceria para os clientes

Há mais de 35 anos, a Burgobrás conta com a parceria da Brastemp e da Consul para atender cada vez mais e melhor aos seus clientes. A linha de produtos está exposta no showroom da Burgobrás, situada na Rua General Daltro Filho, 800, em Hamburgo Velho. O proprietário Fábio Kley destaca que a empresa existe há 52 anos no mercado e, em 1998, começou as melhorias na sua estrutura. Em outubro do ano passado, inaugurou-se o showroom, que conta com uma linha variada de eletrodomésticos, entre ar-condicionados, geladeiras, fogões O proprietário Fábio Kley destaca melhorias e outros. “Também estamos sempre preocupados em disponibilizar as melhores opções de pagamento para nossos clientes. Por exemplo, no mês passado abrimos a opção de compra de ar-condicionados em dez vezes sem juros no cartão”, salienta Kley, que teve como exemplo o seu pai Guilherme, fundador do estebelecimento.

Associação Maurício Cardoso

Localizada em Hamburgo Velho, um dos bairros mais charmosos de Novo Hamburgo, a Avenida Maurício Cardoso, um dos pontos nobres do comércio na cidade, possui o metro quadrado mais caro do varejo local, o que resultou na criação da Associação Maurício Cardoso, a exemplo do que já ocorre em São Paulo. Como não poderia deixar de ser, a grande expectativa é com o evento que marcará o lançamento oficial da  associação, que ocorrerá no dia 5 de novembro, com um jantar beneficente no Swan Tower, com parte da renda revertida para o Lar da Menina Dom João Bosco. Entre as atrações, onde cada associado terá seu espaço de divulgação, o ponto alto da noite será o desfile de lançamento das griffes Antonielle, Alucinado, Conceito Giovanella, Raquel Gauer, e Rosa Maria Unique com a coleção verão 2010, e sorteio de uma viagem a Porto Seguro, patrocinado pela CVC, um dos integrantes do grupo. Informações e convites podem ser adquiridos pelos telefones 3527-2008 ou 3593-6949.

Outubro/2009

A iniciativa foi proposta para o comércio no mês passado

CDL lança campanha inédita

A Câmara de Dirigentes Lojistas de Novo Hamburgo (CDL) lançou, em setembro, a campanha Eu Compro em Novo Hamburgo. Conforme o presidente da entidade, Leonardo da Silveira, tratase de uma iniciativa permanente para alavancar vendas, porque o momento é de buscar novas possibilidades e parcerias. Serão sorteados dois automóveis, um luxo (Línea) e um popular (Palio), duas motos e vários outros prêmios, como TVs LCD, notebook, telefones celulares, máquina digital e uma viagem com acompanhante. Nesta promoção, todos ganham, consumidor, vendedor e lojista. A campanha começou em 24 de setembro e termina em 24 de dezembro. Cada estabelecimento associado à CDL deve estipular o valor mínimo de compras para cada cliente para que este receba o cupom e participe da promoção.

Revista Expansão |

131


[ Informe Tributário ]

[ Economia & Negócios ] Divulgação

ângelo Roberto Justen Contador e acadêmico de Direito justen@justen-heberle.com.br

E

Melhor forma de tributação para 2010

stamos nos aproximando de mais um final de exercício, momento que cada empresa deverá estudar e optar qual a forma de tributação que irá escolher: Lucro Real, Lucro Presumido ou Simples Nacional. A apuração do Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ) e da Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido (CSLL) pode ser feita de quatro formas:

Lucro Real anual

No Lucro Real anual por estimativa, a empresa pode recolher os tributos mensalmente calculados com base no faturamento, de acordo com percentuais sobre as atividades, aplicando-se a alíquota do IRPJ e da CSLL, de forma semelhante ao Lucro Presumido. Nesta opção, a vantagem é a possibilidade de levantar balanços ou balancetes mensais, reduzindo ou suspendendo-se o valor do recolhimento, caso o Lucro Real apurado for efetivamente menor que a base presumida. No final do ano, a empresa apura o Balanço anual e o lucro real no exercício, ajustando os tributos a este valor apurado.

 

Lucro Real trimestral

No Lucro Real trimestral, o IRPJ e a CSLL são calculados com base no balanço apurado no final de cada trimestre civil. Nesta modalidade, o Lucro Real do trimestre não se soma ao prejuízo fiscal de trimestres seguintes, ainda que dentro do mesmo ano-calendário. O prejuízo fiscal de um trimestre só poderá deduzir até o limite de 30% do Lucro Real.

Lucro Presumido

O IRPJ e CSLL pelo Lucro Presumido são apurados trimestralmente. A alíquota de cada tributo (15% ou 25% de IRPJ e 9% da CSLL) incide sobre receitas com base em percentual de presunção variável (1,6% a 32% do faturamento, dependendo da atividade). O limite da receita bruta para poder optar pelo lucro presumido é de até R$ 48 milhões da receita bruta total, no ano-calendário anterior. Esta modalidade de tributação pode ser vantajosa para empresas com margens de lucratividade superior a presumida.

Simples Nacional

O Simples Nacional e as alíquotas relativamente baixas são os grandes atrativos deste regime. Entretanto, há inúmeras restrições legais para opção (além do limite de receita bruta, que é de R$ 2,4 milhões no ano). Há questões que exigem análise detalhada, como a ausência de créditos do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e de Serviços (ICMS) e Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e sublimites estaduais para recolhimento do ICMS. Observe-se, também, que determinadas atividades, exigem o pagamento além do percentual sobre a receita, do INSS sobre a folha. Alertamos que cada forma de tributação tem a sua implicação na tributação do ICMS e das Contribuições do PIS/ COFINS e INSS sobre a folha de pagamento. Considerando que a opção é irreversível para todo o exercício, a escolha deverá fundamentar-se num estudo muito criterioso da situação de cada empresa.

132

| Revista Expansão

Sapato criado para profissionais da saúde

Starshoes cria uma nova marca

Identificando uma dificuldade dos profissionais de saúde e estética (médicos, enfermeiras, dentistas, auxiliares de enfermagem, veterinários, esteticistas, fisioterapeutas) em encontrar calçados adequados para sua atividade profissional, a Starshoes, de Igrejinha, lançou a marca Oxid. Por meio de parcerias, com marcas consagradas, como Picadilly e Divalesi,  foram criadas as  linhas Oxid White Comfort (by Piccadilly) e Oxid White Style (by Divalesi), desenvolvidas especialmente para estes profissionais e proporcionando muito conforto, segurança e estilo. A marca irá lançar em breve também a coleção masculina. Os modelos foram divulgados durante a Festa Nacional do Calçado. Mais informações no site www.oxid.com.br.

Calçados ecológicos

Consciente da necessidade de encontrar recursos para os problemas ambientais, a Divalesi Calçados, em parceria com o Senai-RS, apresenta a coleção Ecocalçado. Os produtos são 100% ecológicos e mostram a preocupação em aliar novas tecnologias ao desafio de produzir calçados com materiais renováveis. Esta coleção propõe aos designers que encontrem soluções estéticas e funcionais, ao mesmo tempo em que acrescentem na concepção do calçado a questão de sustentabilidade. O eco-design, mais que uma tendência, é um chamado para as empresas inovarem sua produção buscando reduzir os impactos ambientais e promover a qualidade de vida. Nesta coleção o couro é fabricado com o reaproveitamento da água do Centro Tecnológico do Couro Senai. Orceni Bernardi, diretor da Divalesi e presidente do Sindicato da Indústria de Calçados de Três Coroas, explica que o Ecocalçado ainda não está em uma escala de produção para vendas. “O projeto iniciou há um ano e meio e precisa ainda de alguns ajustes”, explicou o empresário. Informações no site www.divalesi.com.br.

Outubro/2009


Fotos: Divulgação

Saraiva, de azul, destaca o empenho da equipe na conquista

Visual Uniformes

Por meio de licitação pública, a empresa Visual Uniformes, de Novo Hamburgo, assinou em agosto deste ano contrato de fornecimento de uniformes sociais e executivos para as unidades do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) no Estado. Contando com mais de 50 colaboradores diretos e indiretos, a empresa hamburguense, além de ser vencedora na modalidade Melhor Preço Global, passou ainda pelas mais exigentes avaliações de qualidade do Senac até ter o contrato homologado e válido por um ano. Fundada em 2002, a empresa tem como gerente de vendas Rafael Saraiva e atua no ramo industrial, comercial e público, onde recentemente foi a vencedora de licitações para fornecimento à Polícia Militar de Novo Hamburgo, Garibaldi, Pelotas e governo do Estado.

Outubro/2009

Novos telefones no Sicredi

As estruturas de atendimento telefônico do Sicredi foi reformulada para proporcionar mais praticidade e conveniência aos associados. Agora existem o Sicredi Total Fone (0800-724-4770), o SAC Sicredi (0800-724-7220) e a Ouvidoria (0800-646-2519). O Total Fone é o principal canal de atendimento telefônico para os associados que necessitem de acesso rápido a informações de conta corrente, investimentos, consórcios, cobrança, entre outros. O SAC é direcionado a associados e não associados para a busca de informações gerais. E a Ouvidoria para reclamações e sugestões.

Franco abre duas filiais na Serra

A Planejamento e Consultoria Ambiental Franco, de Nova Petrópolis, está estruturando suas duas novas unidades, em Garibaldi e Bento Gonçalves. De acordo com o engenheiro agrônomo e auditor ambiental, Renato Braz Franco (foto), a empresa atende 42 municípios da Grande Porto Alegre e Serra Gaúcha, e tem escritórios ainda em Presidente Lucena e Caxias do Sul. “As filiais são escritórios que funcionam dentro das empresas que atendemos diretamente”, explica Franco. Responsáveis por licenciamentos, planejamento, elaboração de projetos, O proprietário Franco atende a questões ambientais há onze anos gestão e assessoria ambientais e estudos de impacto ambiental, a Franco ainda promove cursos de gestão de empresas. “Atendemos a estabelecimentos que promovam algum tipo de resíduo”, destaca o proprietário. Em novembro, ocorre mais um curso em Porto Alegre que vai tratar da nova lei ambiental – a ISSO 14001. Informações rbrazf@yahoo.com.br

Revista Expansão |

133


[ Sobre nós e outras coisas ]

[ Economia & Negócios ] Aline de Melo Pires/Especial

César A. Pessin

O Supermercado

Adm. de empresas cesar.pessin@hotmail.com

M

134

| Revista Expansão

Adin na Lei dos Mercados

O Diretório do PP de Novo Hamburgo comemora o deferimento da liminar da Adin contra a Lei dos Mercados no Município em 21 de setembro pelo TJE. A ação proposta pelo PP, por meio dos advogados da Almeida, Saraiva & Associados, teve parecer favorável do desembargador Luiz Difini, que já havia se posicionado contra a legislação - esta mesma lei é semelhante a de Rio Pardo. Líder da bancada do PP e vice-presidente do Legislativo hamburguense, Leonardo Hoff, ficou satisfeito com o resultado. “É importante para a cidade garantir que a lei não vigore. Suspendê-la significa a manutenção de emprego e de renda.” O vereador Alex Rönnau (PT) é o autor da proposta, aprovada e sancionada em 9 de setembro, no Município, e diz que é uma reivindicação dos donos de minimercados.

Camila Hugentobler/Divulgação

al o sol despontava no horizonte e eu já pulava da cama antes mesmo que a maioria dos mortais. Afinal, era sábado e eu tinha um compromisso inadiável: levar o meu pai para fazer compras no supermercado. O mesmo de sempre, nos fundos da Sociedade Ginástica. Entretanto, era preciso esperar para buscá-lo, pois ele tinha uma rotina matinal cuja equação de tempo só eu entendia. Em seguida, vinha o esmerado ritual para listar rigorosamente as mesmas coisas. Etapa cumprida, partíamos, não raramente sem a lista, esquecida sobre a mesa. Passados 15 anos, já éramos bem conhecidos e meu pai era tratado como avô por todos os funcionários, do operador de caixa ao açougueiro, passando pelo taciturno gerente. Fazer compras comigo era, talvez, seu maior prazer, pois eu o deixava livre para fazer suas próprias escolhas, apesar de serem sempre as mesmas. Cônscio disso, saía a passear pelos corredores, retornando vez ou outra para que percebesse a minha presença. Isso dava-me total e absoluto domínio sobre todos os produtos da loja, inclusive daqueles mais exóticos. Quanto ao meu pai, eu sabia exatamente o que compraria: a marca, a quantidade, o peso, o preço, o valor total, o tempo despendido para tal e até onde residiam as velhas dúvidas. Um dia, porém, no previsível carrinho, apareceu uma imponderável caixa de suco de pêssego, não obstante faltasse o leite. Discretamente desfiz o equívoco. Não demorou e percebi uma lata de leite Ninho e – incontinenti – dei pela falta do Nescau. A partir daquele dia e no restante daquele ano, os passeios descontraídos pelos corredores perderam a graça e passei a correr invisível por todos os lados substituindo latas, tabletes, pacotes, caixas, garrafas e afins por outros, de igual forma e tamanho, peso e marca que ele desejava e pensava ter escolhido. Vem daquele tempo meu assombro por produtos empilhados no início e final de corredores, pois ele não conseguia mais vencer as curvas. Certa vez, eu e uma dúzia de clientes e funcionários juntamos umas duzentas latas de milho, após um strike espetacular. Em meio ao oceano de latas, ele chorava baixinho, sob o olhar enternecido de todos. Naquele dia, um sopro de vento fez-me ver que a vela se apagava. Cuidadoso, o ar não mais se movia, tão tênue e frágil era a chama que ardia. Porém, tal como o sol que se põe ao anoitecer, serenamente ele também partiu. Alguns meses depois o supermercado fechou. Que bom que tenha esperado, pois meu pai não saberia comprar em outro lugar...

Advogados da Almeida, Saraiva & Associados e Hoff

O diretor-executivo da Movergs, Renato Hansen

5º Fórum de Gestores

A Redlar, com o apoio da Feevale e da Sedai, promoveu o 5º Fórum de Gestores, no dia 17 de setembro. O evento ocorreu na Feevale, em Novo Hamburgo, e contou com a presença do diretorexecutivo da Associação das Indústrias de Móveis (Movergs), Renato Hansen, do diretor de Gestão Organizacional e Integração da Federação Unimed, Jorge Antonio Martinez. Durante todo o dia, os associados puderam debater com os profissionais envolvidos sobre o rumo do varejo no País bem como os novos hábitos de consumo dos brasileiros – tudo isso aliado ao constante crescimento do poder aquisitivo da classe C, público alvo da Redlar. Organizado pelo consultor da Redlar, Adriano Arthur Dienstmann, o 5º Fórum de Gestores marca o início do planejamento estratégico da rede para 2010.

Outubro/2009


INFORME ESPECIAL

Petry Imóveis

comemora dez anos Graziela Dannenhauer/Especial

E

le leva a vida fazendo o que gosta. Assim define seu estilo. “O sucesso de toda profissão é fazer o que gostamos”, afirma o proprietário da Petry Imóveis, Rogério Flores Petry (foto). Há dez anos ele fundou a empresa, hoje já conceituada e consolidada no ramo imobiliário da região, comercializando empreendimentos de parcerias fortes no mercado. O consultor de Negócios destaca que neste ano começou atuar na locação devido solicitações de seus clientes que adquiriram imóveis para investir, ampliando, assim, seu leque de empreendimentos. A casa completou uma década de funcionamento em setembro deste ano. Em 1993, Rogério Petry começou a atuar no setor imobiliário. Depois de sair de uma imobiliária hamburguense passou a trabalhar sozinho. Devido ao volume de negócios resolveu estruturar uma equipe, pequena, com mais dois corretores. O empresário lembra que colocou o seu sobrenome no nome da empresa porque todos o conheciam por Petry, assim ele optou em colocar Petry Imóveis, um nome curto e fácil de gravar. “Essa relação seria essencial para manter-se no mercado”, esclarece.

Reconhecimento Petry garante que sua trajetória de sucesso deve-se ao fato de nunca ter se negado a trabalhar, tendo como premissa fazer o que gosta. “Sempre tento fazer o melhor, porque tenho orgulho e paixão nos negócios que faço e isso reflete direta e positivamenta em tudo ao meu redor”. Hoje, a credibilidade que a Petry conquistou está vinculada à confiança de seus clientes e a sua profissão.

Rogério Flores Petry mostra para a região que faz o que gosta, com excelência no mercado imobiliário No ano que completa 10 anos, a empresa foi presenteada com a concessão da Mosmann Incorporações e está comercializando cinco empreendimentos em Novo Hamburgo – Authentic, Torre do Sol, Alta Vista, Privilege e Prime. “Ter uma empresa do calibre da Mosmann em seu portfólio, líder no seu seguimento, além da credibilidade e qualidade de seus produtos, é a materialização do profissionalismo que a Petry vem desenvolvendo no mercado imobiliário.” A Petry Imóveis já está negociando o mais novo empreendimento da Mosmann, o Celebrity.

História Em 1999, a Petry Imóveis se instalou no Edifício Lincoln Center, no Centro de Novo Hamburgo, onde ficou por sete anos e meio. Em 2007, mudou-se para a Rua Santos Pedroso, 241, onde ampliou seu espaço físico, permanecendo até hoje neste endereço. Atualmente, conta com o apoio de nove consultores, devidamente, treinados e qualificados, uma secretária de vendas, um office-boy e uma gerente-administrativa. “Além disso, também temos uma assessoria jurídica que avaliza nossos negócios, prestada pela doutora Denise Kiewel.”

135


[ Mix ]

Curso de logomarcas

Selo na Unimed VS

Pelo sétimo ano consecutivo, a Unimed Vale do Sinos recebe o Selo de Responsabilidade Social da Unimed do Brasil. O diretor de Educação e Qualidade da Cooperativa, Ademar Trein, explica que a certificação foi instituída em 2003, com metodologia de avaliação baseada nos critérios disseminados pelo Instituto Ethos – entre eles, valores e transparência, público interno, comunidade, meio ambiente, fornecedores, clientes.

O destino de Gilberto

Exposição

O projeto A criança e o Artista, realizado pelo Ateliê Infantil Fazendo Arte, está em sua 22ª edição. E neste ano, a artista Magna Sperb estará  presente, passando uma de suas técnicas para crianças de 2 a 12 anos. A exposição intitulada Alegria Alegria envolverá máscaras e bonecos confeccionados pelos alunos. A abertura da exposição ocorre no dia 6 de outubro, das 19 às 21 horas, na Galeria Modernidade, com o apoio da Agência SPR e Mais Pastel. Os trabalhos ficam expostos até o dia 10 de outubro.

136

| Revista Expansão

 A empresária Fatima Daudt foi reeleita, em 23 de setembro, presidente da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha (ACI). Ela fica no cargo durante a gestão 2010-2011. Esta é a segunda vez consecutiva que seu nome é escolhido, por eleição, após ter sido indicada presidente interina, no final de 2006 e durante o ano de 2007. Seu nome foi referendado pelo conselho de ex-presidentes da entidade. A homologação será em 20 de outubro e a posse em 2 de janeiro, juntamente com os demais integrantes da diretoria. “Temos muitas ações pela frente. Fazemos um trabalho muiFatima assume a presidência pela terceira vez to forte na ACI e o fato do Conselho de ex-presidentes atuar com a presidência para mim conta muito. Para todos é uma responsabilidade muito grande, pois representamos mais de 1,1 mil associados”, afirmou Fatima. A presidente reeleita atua na entidade há 11 anos, primeiro como conselheira, depois como vicepresidente de Serviços. A noite de 20 de outubro, além de marcar a comemoração dos 89 anos da ACI também vai celebrar a entrega do troféu Destaque Empresarial, que premiará seis empresas escolhidas entre os associados. Serão entregues prêmios nas categorias de comércio e serviços, subdivididas em revelação e micro e pequenas empresas.

Beauté Centro de Beleza completa um ano

Há quase um ano, o Vale do Sinos passou a contar com um espaço destinado aos cuidados com a beleza e o bem-estar. É o Beauté Centro de Beleza, localizado em Novo Hamburgo, na Avenida Maurício Cardoso, que estará de aniversário em 11 de novembro. O espaço oferece todos os cuidados para cabelos, pés e mãos, além de serviços de estética que visam ao combate de flacidez, gordura localizada e manchas da pele, entre outros. Tudo isso, com modernos equipamentos, como garante a proprietária do local, Catia Kupssinskü. Um dos diferenciais do espaço é o horário de funcionamento. A casa atende em horários que se ajustem ao tempo e à disponibilidade do cliente. É só ligar e marcar no (51) Diego e Márcia são apaixonados pelo que fazem 3035-6972. O Beauté também é parceiro da Revista Expansão, atuando na produção das personalidades que estampam as capas da publicação. Na edição de setembro, os profissionais Diego Ramirez e Márcia Langer foram os que cuidaram, respectivamente, dos cabelos e maquiagem da equipe do Duarte, Benetti & Associados.

Aline de Melo Pires/Especial

O escritor Gilberto Dorneles Ebert, de Novo Hamburgo, lançou, em setembro, o livro O Destino do Fruto Maduro. Trata-se de um romance no qual o autor acredita ter ido além do conceito de amor conhecido pela maioria das pessoas. É uma trama de sonhos e conquistas emocionantes. Um jovem que viaja para fora do País e na volta, após a descoberta do suicídio de uma pessoa próxima, redescobre-se e reinventa-se.

Fatima é reeleita presidente da ACI Divulgação

A Feevale realiza, entre 17 de outubro e 14 de novembro, o curso de extensão Assinaturas Visuais (logomarcas): o discurso da marca através da comunicação visual. Aberto para estudantes, profissionais da área e demais interessados, o aperfeiçoamento ocorre aos sábados, das 8 às 12 horas e é ministrado pela publicitária e professora do curso de Comunicação Visual do Instituto de Educação Ivoti, Tais Vieira.

Outubro/2009


Divulgação

Sociedade Gaúcha Lomba Grande recepcionou os gaiteiros

Gaitaço da JCI de Novo Hamburgo

A JCI de Novo Hamburgo promoveu no dia 12 de setembro seu sétimo baile tradicionalista gaúcho, o Gaitaço, a fim de comemorar a Semana Farroupilha e arrecadar fundos para a manutenção da entidade. O evento, que ocorre anualmente desde 2003, foi realizado na Sociedade Gaúcha Lomba Grande e reuniu cerca de 400 pessoas. “A arrecadação superou nossas expectativas”, comenta o diretor de comunicação da JCI de Novo Hamburgo, Luciano Lessa. A abertura da noite ficou por conta de música ao vivo com gaiteiros, seguidos pelo jantar e por um sorteio de brindes. O baile foi animado até a madrugada pelo grupo Chão Gaúcho.

Outubro/2009

Lei de esgoto

A padronização de uma lei entre os municípios do Vale do Paranhana para o correto tratamento de esgotos cloacais (aqueles formados pela água escoada de banheiros e descargas sanitárias) é uma das propostas que será implantada dentro da Agenda Paranhana 2020, que é coordenada pela Câmara da Indústria, Comércio, Serviços e Agropecuária do Vale do Paranhana (Cics-VP). A informação foi apresentada durante visita da equipe responsável pelo projeto ao prefeito de Três Coroas, Rogério Grade, no dia 10 de setembro. Os engenheiros civis Sublí Alexandro Dreher e Émerson Buchmann estiveram apresentando os primeiros resultados do plano de ação. Dentre as medidas apontadas no projeto, os municípios deverão exercer maior rigor na fiscalização do sistema de tratamento de esgotos cloacais em novas residências, que deverão obrigatoriamente estar providas com fossa séptica e filtro anaeróbio.

Revista Expansão |

137


[ Mix ]

O Esporte Clube Novo Hamburgo colocou no ar, no mês passado, o seu canal de vídeos no site You Tube. Depois do twitter e blog com fotos do dia a dia, o Noia cai na rede com informações em vídeo para os seus torcedores e apaixonados por futebol. O novo canal mostrará os bastidores do Noia, como por exemplo: o que os atletas fazem durante uma concentração para o jogo, o momento em que os jogadores fazem a oração antes de entrar no gramado, entrevistas com atletas, comissão técnica e funcionários e os melhores momentos de cada partida. O endereço é www.youtube.com/ ECNovoHamburgo.

Graziela Dannenhauer/Especial

Noia no You Tube

Colecionador já está com 5.380 exemplares em casa

A procura por canetas

Depois de ter matéria publicada na Revista Expansão, em abril de 2008, o representante comercial Rolf Schneider já superou o dobro de canetas de sua coleção particular. Em abril de 2008, o colecionador tinha 2.376 exemplares e veio à revista pedir uma publicação, onde pedia para a comunidade auxiliá-lo na sua procura. Hoje está com 5.380 itens e ainda quer mais. Schneider pede para quem tem canetas sem tinta em casa que entre em contato com ele. “Eu busco onde tiver que buscar. Eu quero é adquirir o maior número de canetas para ter a coleção maior do mundo”, destaca Schneider. Contatos rolfnelci@sinos. net, (51) 3595-4366 ou 9999-4366.

Graziela Dannenhauer/Especial

Universo Alegria

A Rádio Alegria promove, no próximo dia 18, a 2ª edição do Universo Alegria, evento de música realizado no Parque de Exposições Assis Brasil em Esteio. Em 2008, a promoção atraiu mais de 42 mil pessoas. Neste ano, muitas novidades estão planejadas. Uma delas é a área VIP, com 600 ingressos à venda, que terá lounge decorado, comida e bebida liberada e a presença de artistas. Entre as atrações estão Bruno&Marrone, Hugo Pena&Gabriel, César Menotti&Fabiano e Victor&Leo, além de locutores da Rádio Alegria e grupos tradicionais, como Tchê Barbaridade. Os ingressos variam de 25 a 500 reais para o primeiro lote e estão à venda nas Farmácias Mais Econômica e nos supermercados da rede Rissul/Unidão. Informações (51) 8401-0111 ou www.universoalegria.com.br.

138

| Revista Expansão

Ariadne, Tarcísio e Anita e os novos banners da campanha natalina

Natal dos Sinos foi lançado na Scheffel

O lançamento do Natal dos Sinos 2009 ocorreu no mês passado em uma solenidade na Fundação Ernesto Frederico Scheffel, em Novo Hamburgo. A proposta da Prefeitura hamburguense é assumir o evento, mas os empresários devem continuar a auxiliar na realização. De acordo com a secretária de Cultura Anita Lucas de Oliveira, a programação deste ano será diferente. “Teremos mais ações culturais que em outros anos”, coloca Anita. A diretora de Cultura Ariadne Decker ressaltou que a ideia é transformar, gradualmente, o Natal dos Sinos em um dos melhores natais da região. Além disso, há concursos e também banners para serem distribuídos pela cidade. O prefeito Tarcísio Zimmermann salientou que a Prefeitura dará o pontapé para as melhorias necessárias para começar a realizar o Natal deste ano. “Entretanto, as verbas são insuficientes para dar conta de sua promoção e é importante a participação das empresas”, afirma Tarcísio.

Outubro/2009


Temporada Premiada

Exatus realiza festa para crianças de escolas Fotos: Divulgação

Em 2008, a ação reuniu dezenas de alunos de escolas municipais

A Exatus Assessoria Empresarial promove, no dia 30 de outubro, ao lado de sua sede, uma festa para as crianças das escolas municipais de Estância Velha. Conforme o diretor da empresa, Gilberto Müller, o evento busca estimular a conscientização dos colaboradores da Exatus para ações sociais, além de proporcionar um dia de lazer para os participantes. São esperadas cerca de 1.300 crianças para esta edição.

A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Sapiranga promove a 12ª Temporada Premiada, campanha que estimula as vendas no comércio da cidade. O lançamento do evento ocorre no dia 23 de outubro, às 20 horas, no Clube 19 de Julho. Na ocasião, será realizado um jantar baile que terá a animação da Banda Miguel Show. A campanha publicitária da temporada já circula pelas ruas do município e região, além das peças estarem em algumas vitrines do comércio local.

Festival do Turismo

Representantes do Festival do Turismo de Gramado estiveram em São Paulo na Adventure Sports Fair, evento direcionado ao turismo de aventura. Em torno de 50 contatos com expositores foram feitos pensando no evento, que está já com as inscrições abertas e contará com mais de 2,6 mil marcas e 30 países. O evento acontece entre 19 e 22 de novembro, no Serra Park, em Gramado.

Associação do Paranhana Jahine Zucolotto (segunda da esquerda para a direita) entre as demais finalistas

Dois Irmãos elege sua Top Model

Dois Irmãos definiu suas tops models em um evento que ocorreu no dia 18 de setembro. A edição 2009 contou com a participação de 31 concorrentes, que desfilaram em passarelas estruturadas na Sociedade Atiradores. Houve ainda desfile de moda da Kinei Calçados e Confecções. Jahine Zucolotto foi eleita a top feminina e Rafael Vier, o top masculino; e Daiane Kuhn ganhou o título infanto-juvenil.

A ideia de levar seus alunos da 6ª série para estudar arte na antiga Igreja São Pedro Apóstolo, em Ivoti, trouxe destaque nacional para a professora Cecília Etzberger, professora da Escola Municipal 25 de Julho de Ivoti. Ela, que mora em Novo Hamburgo, foi a única educadora gaúcha a ganhar o prêmio da 10ª edição do Arte na Escola Cidadã. Cecília recebeu o reconhecimento pelo projeto Visitando os Mundos da Arte, que nasceu por meio do estudo na arte medieval. “Os alunos desenharam e fotografaram o que mais gostaram na igreja”, conta. Ela viaja neste mês para receber a premiação em Recife.

Outubro/2009

Divulgação

Gaúcha ganha prêmio

Cecília se inscreveu com projeto sobre antiga igreja de Ivoti

Prefeitos de Três Coroas, Igrejinha, Taquara, Rolante, Parobé e Riozinho estão em processo de criação de uma agregação regional, que deverá se desligar da Associação dos Municípios do Vale do Sinos (Amvrs), à qual pertenciam, e deverá ter a denominação Associação dos Municípios do Vale do Paranhana, mas o nome ainda está em discussão. Os prefeitos almejam o fortalecimento nas relações políticas como forma de facilitar a obtenção de recursos junto aos governos estadual e federal. O encontro ocorreu na Faccat, em Taquara. Além dos prefeitos das seis cidades, a composição da diretoria será formada também pelos vice-prefeitos e pelos procuradores dos municípios. O próximo passo será discutir o estatuto da entidade. Com esse propósito, um edital deverá ser lançado convocando para a realização de uma assembléia. Os prefeitos também agendarão uma reunião com a governadora Yeda Crusius para apresentar, oficialmente, a associação. 

Revista Expansão |

139


[ Departamento Jurídico ]

Eric Eduardo snel Tornquist

Assessor jurídico sneladv@pro.via-rs.com.br

Mototaxistas geram

preocupações sociais

E A questão é saber se uma atividade que coloca em risco a vida e a saúde das pessoas deve ser legalizada “só porque já existe”.

140

| Revista Expansão

stá em vigor a lei que regulamenta a profissão de mototaxista, após oito anos de tramitação no Congresso e diversos alertas de entidades e especialistas em segurança no trânsito. O próprio ministro da Saúde, José Gomes Temporão, qualificou a lei como preocupante pelo impacto que a disseminação dessa atividade pode provocar no sistema de saúde, informando que nos cinco primeiros meses deste ano, 20.622 motociclistas acidentados foram atendidos em unidades públicas de saúde. Em São Paulo, metade das vítimas atendidas no Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas é de motociclistas, embora esse veículo componha apenas 12% da frota paulistana. Os custos com a internação desses acidentados já ultrapassam os R$ 100 milhões por ano só naquele hospital. No Brasil, acidentes com motos matam 19 pessoas por dia e no ano passado deixaram 500 mil feridas, sendo que o gasto com atendimento foi de R$ 8 bilhões. Por estes motivos, o presidente da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego, Flávio Emir Adura, diz que a nova lei surgiu “na contramão da vida”. De outro lado, o ministro das Cidades, Márcio Fortes, acredita que “não podemos fechar os olhos à realidade. Essa atividade já existe e precisava ser regulamentada”. A questão é saber se uma atividade que coloca em risco a vida e a saúde das pessoas deve ser legalizada “só porque já existe”. Ainda que se analisasse a questão sob o olhar frio de alguém cuja única preocupação fosse garantir a fluidez do trânsito, a liberação da atividade de mototáxi seria desaconselhável. A

cada acidente de moto, como de outro veículo qualquer, há consequências para o trânsito da cidade: quilômetros de congestionamento até que se removam os veículos da pista e se socorram os feridos. Com a liberação da profissão, o número de motociclistas irá se multiplicar, agravando a situação. A lei estabelece requisitos de segurança, como o uso de capacete e colete, curso especializado para o motoqueiro, idade mínima de 21 anos e habilitação do motorista há pelo menos dois anos. Tais medidas não afastam o risco de lesões graves. Testes mostram que, numa queda, o ocupante de uma moto a 60 quilômetros por hora desliza entre 20 e 30 metros no asfalto, que age como uma lixa em seu corpo. A 72 quilômetros por hora, o impacto equivale a uma queda do sexto andar de um edifício. Nos mototáxis serão sempre duas pessoas. Outros estudos indicam que a falta de familiaridade com o veículo faz com que o passageiro tente compensar a inclinação do motorista nas curvas, o que provoca desequilíbrio e pode levar à queda. Ademais, há sempre o problema da falta de fiscalização e a pressa dos motoristas e passageiros. A lei teve o cuidado de estabelecer que caberá aos municípios decidir se permitem, ou não, a atividade de mototaxistas em seu território. São Paulo, a maior cidade do País, já deixou claro que não permitirá tal serviço. A série de acidentes é preocupante pelo aspecto médico e da saúde pública. Pessoas morrem diariamente e muitas ficam mutiladas. Estes graves efeitos tem repercussão também no Judiciário, onde são apuradas as responsabilidades penais e civis. Esta nova profissão, sob o ponto de vista social, é muito problemática.

Outubro/2009


[ Mix ]

RP Mais comemora aniversário

A RP Mais celebra cinco anos de atividades na área de relações públicas no dia 22 deste mês. As sócias Daniela Maciel, Fabiane Bondan e Letícia de Oliveira lançam como forma de comemoração bonequinhos de toy art, ou pequenos brinquedos para adultos, com mensagens do que desejam aos seus clientes e parceiros: sucesso, amor, sorte, diversão e divulgação. A empresa atua em Novo Hamburgo e tem seu foco no trabalho de assessoria de imprensa institucional e de moda.

Filme Soropositivo

A rede Blockbuster e a MBB Produções se uniram para divulgar o filme Soropositivo, do diretor Maciel Brum, com a participação do ex-BBB Fernando Fernandes. O ator sofreu um acidente em 4 de julho, em São Paulo, que o deixou sem os movimentos das pernas. Desde a sua aparição no Fantástico, no mês de setembro, Fernandes falou de sua recuperação. E destacou que a procura pelo filme aumentou nas locadoras. Segundo ele, o filme já atingiu mais de 500 cópias vendidas desde o acidente. Na trama, Fernando vive o personagem Hélio, pai de Léo interpretado por Gustavo Deon, personagem principal da trama. O filme já está disponível nas locadoras Imagem Vídeo, em Gramado, e na Star Vídeo, em Canela.

Letícia, Fabiane e Daniela comemoram os cinco anos de casa com os clientes

Outubro/2009

Revista Expansão |

141


[ Ponto de Vista ]

Regis da Silva Brito Comandante da Azul Linhas Aéreas

regis.brito@voeazul.com.br

A passeio ou a trabalho, seja lá qual for o motivo ou horário, atravessar a BR-116 em dias de semana, para a maioria das pessoas é um verdadeiro tormento. O trânsito não flui, as pessoas perdem a paciência e, invariavelmente, em algum momento, um acidente, de qualquer proporção, pode tornar tudo ainda mais demorado. Para quem se desloca para a capital ou volta dela no final do dia, trafegar por esta rodovia federal é um martírio. Ainda mais se existe horário marcado para um compromisso inadiável, como chegar ao aeroporto, por exemplo, e embarcar. Aí, sim, não pode haver atraso. A construção de um aeroporto regional poderia ser uma alternativa viável? Quais seriam as consequências e benefícios de uma construção deste porte na região?

Por que não temos um aeroporto no Vale do Sinos?

J Se um avião de linha aérea não pousar no Salgado Filho, absurdamente acaba tendo que retornar para São Paulo ou Florianópolis.

142

| Revista Expansão

á notaram que o Aeroporto Internacional Salgado Filho está cada dia mais distante? Para quem mora “para cá” do Rio dos Sinos, ter acesso a um transporte aéreo – como é moderno falar – está ficando bizarro. Se mesmo um pequeno acidente de carro acontecer na BR-116, o caos rodoviário se instala. Sendo piloto de aviões há 32 anos não consigo deixar de ter um olhar crítico sobre a infraestrutura aeroportuária do nosso estado. Para o Vale do Sinos, por exemplo, não dispor de um aeroporto regional, chega a ser incoerente com sua contribuição econômica histórica e atual ao País. E quando se buscam atividades econômicas diferenciadas e complementares à principal tendência couro-calçadista da região, deve-se lembrar a lei da economia mais infalível: criar facilidades para se abrir a porta de investimentos. Pode-se imaginar que o Parque Beto Carrero World estaria em Itajaí se lá não houvesse uma pista asfaltada com 1.700 metros, recebendo jatos de todo o Brasil? Ou a capacidade industrial de Joinville sem seu aeroporto há mais de 25 anos? Aeroporto é cartão de visita poderosíssimo para todas as cidades ao redor. Até existem empresários que só instalam seus negócios onde seu jato particular é bem recebido. Um aeroporto pode sediar oficinas especializadas, escolas de aviação, empresas de táxi aéreo, de logística e cargas. Poderia haver um destacamento do Batalhão Aéreo da Brigada Militar, mais hotéis, restaurantes, locadoras de carros e serviços de turismo. Há quem diga que a proximidade com a capital desfaz a pretensão de se almejar um

aeroporto no Vale do Sinos. Porém, o afunilamento da BR-116 virá a ser caótico em dois ou três anos, inevitavelmente. O aeroporto de Porto Alegre teria até uma otimização nas suas funções, porque muitas atividades e operações poderiam ser de lá deslocadas. O tráfego aéreo de aeronaves de pequeno porte deve sempre ser separado para aeroportos regionais próximos. É assim em todo mundo, significa segurança e economia. Se um avião de linha aérea não pousar no Salgado Filho, absurdamente, acaba tendo que retornar para São Paulo ou Florianópolis. Seria muito econômico para as empresas aéreas e confortável para o usuário se o nosso aeroporto fosse bem equipado, com no mínimo 2 mil metros de pista, aproximação por instrumentos, balizamento noturno e tudo mais, sendo, deste modo, a alternativa número um para os aviões com destino à capital. Também capacitaria a ter voos de jato regulares para todo o País, por que não? Desta forma iria compor com o aeroporto da capital um eixo integrado de infraestrutura aeronáutica e de atendimento aprimorado do modelo aéreo. Novo Hamburgo e os municípios vizinhos deveriam se unir em torno desta ideia, e entidades representativas da sociedade, principalmente, empresariais poderiam organizar um comitê para desenvolver um plano de ação e um projeto, e buscar o apoio político necessário. Mas o importante mesmo, por agora, é a comunidade se conscientizar de que não só precisa de um aeroporto regional de ótimo nível, mas, antes de mais nada, já faz por merecer faz tempo.

Outubro/2009


[ Mix ]

Município se mobiliza em prol de meninas Divulgação

A comunidade hamburguense se mobiliza para ajudar as meninas Olivinha, 3 anos, e Fernanda, 7, que caíram em piscinas e sofreram paralisia cerebral, tendo como consequencia deficiências motoras que as acompanham até hoje. O tratamento deve iniciar-se na primeira quinzena de novembro na China, país avançado em pesquisas com células-tronco que apresentaram resultados positivos em crianças com o mesmo problema das meninas. Para a viagem e tratamento são necessários R$ 160 mil. Até a metade de setembro, foi arrecadado quase 45% do valor, por meio de esforços da comunidade com eventos, vendas de rifas e camisetas. As próximas ações ocorrem dia 8 de outubro, com a peça Nós somos mesmo maravilhosas, no Centro de Cultura; dia 24 de outubro, bingo, no Salão de Esporte da Igreja Nossa Senhora Olivinha (direita) e Fernanda de Fátima; dia 6 de novembro, show com (esquerda) entre os familiares a banda Reação em Cadeia, na Sociedade Ginástica de Novo Hamburgo, e dia 12 de novembro, o espetáculo Primeiro as Damas, também na Sociedade Ginástica. As camisetas podem ser adquiridas nas lojas do Unidão e Rissul, e as rifas estão disponíveis em estabelecimentos da região e no QG da campanha, na Rua Felipe Camarão, 27, bairro Guarani. Mais informações www.olivinha.com.br ou pelo telefone (51) 9302-2125.

Embaixador de Portugal

O prefeito de Nova Petrópolis, Luiz Irineu Schenkel, recebeu o embaixador de Portugal no Brasil, João Salgueiro, e uma comitiva formada por representantes do governo estadual no mês passado. Na oportunidade, Schenkel falou sobre a cultura alemã. A secretária de Educação, Cultura e Desporto, Ladi Senger, aproveitou para entregar ao embaixador um convite oficial para que no próximo ano Portugal participe do 37º Festival Internacional de Folclore da cidade.

Concurso de redação

Sete alunos da região foram premiados no 5º Concurso Estadual de Redação em Língua Alemã do Instituto de Formação de Professores de Língua Alemã (IFPLA). Fabiana Bauer, Letícia Birk, Nícolas Sorgetz, Barbara Neumann e Martina Horlacher são de Nova Petrópolis, e Caroline Schäfer e Carla Andréia Kich, ambas de Ivoti, foram as premiadas.


[ Expediente ]

[ Mix ]

Senac tem nova diretora

A Revista Expansão é uma publicação mensal da

Execução Editorial Diretora Geral Diretor Comercial

Editora Pacheco Ltda. Ana Maribel Pacheco ana@revistaexpansao.com.br Sérgio Luiz Jost sergio@revistaexpansao.com.br

Gerente Executiva

Ana Conti gerenciaexecutiva@revistaexpansao.com.br

Gerente Comercial

Márcia Boniatti marcia@revistaexpansao.com.br

Gerente de Expansão Conselho Consultivo Redação Coordenadora de Redação Secretária de Redação

Laerte Santos laertesantos@revistaexpansao.com.br Ana Conti, Ana Maribel Pacheco, Angelo Reinheimer, Daniel Müller, Laerte Santos, Márcia Boniatti, Sérgio Luiz Jost e Zita Pereira redacao@revistaexpansao.com.br Aline de Melo Pires aline@revistaexpansao.com.br Graziela Dannenhauer graziela@revistaexpansao.com.br Adalberto Alexandre Snel, César A. Pessin, César Silva, Cleber Arnhold, Cris Manfro, Édio Trein, Estêvão Trentz, Fabiane Michaelsen, Four Comunicação, Gelaina Barbieri, Gilberto Mosmann, Jair Canalle, Jaqueline Zapelini, Juraci Reichert, Kassandra Dorneles, Letícia de Oliveira, Luis Carlos Baumgarten, Maggda Rammé Mombach, Osvino Toillier, Renata Martins, Roberta Pletsch, Sandra Hess, Silvana Homrich, Tela Tomazeli e Zita Pereira

Editora de Arte

Raquel Braz Ribeiro raquel@revistaexpansao.com.br

Atendimento ao Cliente Circulação Assinaturas Comercial Vendas Representante em Porto Alegre Impressão Cidades de Circulação

Ester Ellwanger - Estagiária contatosite@revistaexpansao.com.br Ana Cristina Pires atendimento@revistaexpansao.com.br circulacao@revistaexpansao.com.br assinaturas@revistaexpansao.com.br comercial@revistaexpansao.com.br vendas@revistaexpansao.com.br Karine Mór - Fábrika Comunicação karine@fabrikadeespacos.com.br (51) 3028-4090 / (51) 8108-5084 Gráfica Pallotti Grande Porto Alegre, Vale do Sinos, Vale do Paranhana, Região das Hortênsias, Vale do Caí e Vale do Rio Pardo

Filiado à

Os artigos assinados não representam, necessariamente, o pensamento da revista. Não é permitida a reprodução parcial ou total dos artigos publicados na revista sem prévia autorização do editor.

144

| Revista Expansão

Ester Ellwanger/Especial

Colaboradores

Site

Graziela Dannenhauer/Especial

Rua Quintino Bocaiuva, 99 - Centro Novo Hamburgo - RS - CEP 93510-270 Fones: (51) 3065-6380, 3036-6380 ou 3036-6381 revistaexpansao@revistaexpansao.com.br www.revistaexpansao.com.br

O Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) de Novo Hamburgo está com nova diretora, Carla Cassol. Segundo Carla, no biênio 2009/2010 a entidade terá novidades, como cursos e atividades diferenciadas. Entre elas estão workshops gratuitos, que acontecem a partir de outubro, nas áreas da saúde, informática, moda, beleza e idiomas. Haverá também, a partir de 19 de outubro, curso semi-intenCarla Cassol é a nova sivo de inglês, um diretora do Senac Novo Hamburgo pioneirismo nas unidades do Estado. Nele, o aluno conclui um nível do idioma até o final de dezembro. A entidade realiza, gratuitamente, ainda cursos de qualificação que formará neste ano cerca de 660 jovens, como explica a diretora do Senac. Carla esteve no mês passado na Expansão para falar sobre as novidades do Senac Novo Hamburgo.

Rosane e a filha Kéthlin lançam atendimento personalizado

Estilo Rô com novidade

Novo Hamburgo conta com um novo serviço de moda realizado pela relações públicas Rosane Santos e sua filha Kéthlin Fussiger. O Estilo Rô - moda íntima, fitness e acessórios - traz novidades e atendimento personalizado para a cidade. Conforme Rosane, a Estilo Rô atende em seu showroom ou visitas a domicílio. Os atendimentos são feitos com hora marcada e os horários são flexíveis. Além disso, Rosane também trabalha em outro segmento no mercado que é o de promotora de eventos como festas, aniversários, casamentos, convenções e seminários. Rosane e Kéthlin estiveram na Expansão para divulgar o trabalho.

Outubro/2009


O Centro Universitário Feevale lançou no final do mês passado a programação para 2010 em uma coletiva de imprensa. A proposta é trazer no mínimo cinco espetáculos nacionais para Novo Hamburgo no próximo ano, entre eles Programação para o final do ano foi apresentada em coletiva Os Difamantes e Ensina-me a Viver. Para o reitor Ramon Fernando da Cunha, a ideia é desenvolver, além da economia, pesquisa e tecnologia na região, a cultura. “Estivemos sempre de casa cheia e existe essa possibilidade de oferecermos esse estímulo cultural a nossa região com o apoio das empresas”, salienta o reitor. O produtor da Um Cultural, Ralfe Cardoso, é o responsável por adquirir patrocínios e trazer os eventos para a Feevale. “Os espétáculos agreram valor a outros grupos da região que ganham status para encarar palcos na capital. O teatro da Feevale é referência, sim”, salienta Ralfe. A Sinoscar é a patrocinadora do Cultura no Câmpus de 2009. E até o final do ano a comunidade poderá assistir O Rei da Escória (26/10), Pois é, vizinha (27/10), Garotos de Programa (11/11), A Mulher que Comeu o Mundo (12/11), Nós Somos Mesmo Maravilhosas Vão à Praia (13/12) e Homens de Perto (14/12), ao custo de dez reais. Estudantes pagam 5 reais e graduados pela Feevale pagam 7 reais.

Vitória Schilling/Especial

Rodembuch apresentou projetos para incrementar participação em cinema e TV

Fale conosco

Paranóia mais cultura

A Paranóia Produções Artísticas ofereceu um café da manhã, em setembro, a imprensa e empresas parceiras para divulgar seus projetos. “Estamos investindo cada vez mais em cinema e TV, e tudo o que fazemos continua sendo com humor”, conta o diretor Fernando Rodembuch. Até março de 2010 devem ser lançados seis curtas produzidos por seus alunos. Neste ano já foi lançado Todas as noites são longas. A Paranóia entrou para a televisão, pelo canal 20, com o programa Tá e para o rádio, na ABC 900, com o Sukinho de Pneu. Rodembuch busca apoio e parcerias na região para transformar Novo Hamburgo em um pólo de cultura.

Envie seu recado à seção Cartas. São duas opções: >> No site www.revistaexpansao.com. br, clique no link Atendimento, escolha o campo Redação e mande sua mensagem; >> Por e-mail, para o endereço redacao@ revistaexpansao.com.br. Coloque seu nome completo, telefone e cidade. A Revista Expansão reserva-se o direito de resumir as cartas e e-mails.

Outubro/2009

Graziela Dannenhauer/Especial

Cultura no Câmpus 2010

Newsletter

O cadastro requer apenas seu endereço de e-mail. Acesse o site www.revistaexpansao.com. br e insira seu endereço de e-mail no cabeçalho do site no campo Newsletter. Você receberá mensalmente a newsletter com as novidades da Revista Expansão. O serviço é gratuito e também disponível para não-assinantes.

Copa Erony Scherer de Tênis

Entre os dias 17 e 24 de outubro, a Sociedade Ginástica de Novo Hamburgo será sede da segunda edição da Copa Erony Scherer de Tênis. O nome do evento é homenagem ao falecido tenista gaúcho, que já foi presidente do clube. A organização do evento é feita pelo Departamento de Tênis da Sociedade Ginástica e pela MS Esportes. Conforme os organizadores, são esperados mais de 200 participantes para os jogos de simples masculina, dupla masculina e dupla feminina. Os esportistas receberão camisetas e os campeões e vice-campeões serão premiados. As inscrições podem ser feitas pelo telefone 3593-6811 até 10 de outubro. Apoiam o evento Fenac, Prefeitura de Novo Hamburgo, Smash Esportes, StarPark, Schwan Assessoria Empresarial, Marítima Seguros e Federhen Artigos Esportivos.

Quer assinar a Revista Expansão? São três opções: >> Visite o site www. revistaexpansao.com.br e envie a solicitação no link Assinaturas; >> Por e-mail assinaturas@ revistaexpansao.com.br; >> E pelo telefone: (51) 3065-6380.

Revista Expansão |

145


[ Em Cena ]

Foto: Joel Reichert

Menina linda eu te adoro Menina pura como a flor...

Daniela da Silveira, 2 anos. Uma homenagem da Revista Expansão a todas as crianças, pela passagem de seu dia.

Renato e Seus Blue Caps

146

| Revista Expansão

Outubro/2009


Outubro/2009

Revista Expans達o |

147


148

| Revista Expans達o

Outubro/2009


Revista Expansão - Edição 119