Issuu on Google+

Quarta-feira, 14 de Dezembro de 2011 - Informe Publicitário

HOSPITAL FEST BRASIL 2011 - 1

9ª Hospital Fest www.hospitalbest.com.br

Prêmio Hospital Best 2011 celebra hoje os destaques da saúde brasileira.

Pe. Niversindo Cherubin

Daniela Teles Rosso

Hospital Santa Catarina

Personalidade do Ano

Educadora do Ano

Maternidade do Ano

Plano de Saúde e Seguradora de Saúde

Hospital Pediátrico do Ano

Duberney Marco

Hospitais Camilianos de São Paulo

Pe. António Mendes

Feira Hospitalar

Consultor do Ano

Rede Hospitalar do Ano

Dirigente Hospitalar do Ano

Feira de Negócios do Ano

Grupo Tejofran

Empresa de Serviços do Ano

IBCC

Instituição Filantrópica do Ano

Pró-Saúde

Empresa de Responsabilidade Social

Troféu Design Brasilis de Exportação.

Hospital Sabará

Bradesco Saúde

Manoel Navarro Administrador Hospitalar do Ano

Bace Health Care

Albertino Coutinho

Empresa do Ano

Hall of Fame Hospitalar

Dra. Karin Schmidt, diretora científica da Fanem, na inauguração da fábrica de equipamentos para neonatologia em Bangalore, na Índia. A Fanem é a fabricante brasileira de equipamentos médicos mais conhecida mundialmente.

HOSPITAL DESIGN 2011

A excelência no Design Hospitalar é a nova fronteira da humanização hospitalar. O Troféu HospDesign é a láurea que distingue hospitais que se valem do Design e da melhor tecnologia para acolher com dignidade e conforto oferecendo o mais alto padrão de atendimento e de serviços em ambientes acolhedores e confortáveis

Instituições em Destaque

HOSPITAL SANTA CATARINA TROFÉU DE LUMINOTÉCNICA

DO ANO EMPRESA DE DESIGN

COMPLEXO HOSPITALAR EDMUNDO VASCONCELOS TROFÉU ECO SAÚDE

Iniciativa

Acompanhamento


Informe Publicitário - Quarta-feira, 14 de Dezembro de 2011

2 - HOSPITAL FEST BRASIL 2011

Prêmio Hospital Best 2011 - A marca dos líderes

www.bradescosaude.com.br

www.hospitaledmundovasconcelos.com.br

www.fiat.com.br

www.planitrade.com.br

www.prosaude.org.br

www.rdibender.com.br

www.hsc.org.br

www.saocamilo.com

www.unihealth.com.br

www.sabara.com.br

www.deltronix.com.br www.bace.com.br

www.grupobem.com.br

www.bomi.com.br

www.cecmi.com.br

www.designconnection.com.br

www.tarkett.com/brasil

www.fanem.com.br

www.fatorrh.com.br

www.fgfarma.com.br

www.fiorentini.com.br

www.bace.com.br

www.hospitalcenter.com.br

www.lifetex.com.br

www.lorenzetti.com.br

www.bace.com.br

www.mha.com.br

www.missner.com.br

www.presmed.ind.br

www.santarita.org.br

www.hospitalregional.org.br

www.sincron.com.br

www.gruposotreq.com.br

www.tejofran.com.br

www.thyssenkruppelevadores.com.br

www.hospitalregionalunimed.com.br

www.mbtextil.com.br www.luftexpress.com.br

www.newset-ar.com.br

êxtil MBTCirúrgica

www.soniclear.com.br

www.bace.com.br

www.bace.com.br

Conheça o ranking completo no site: www.hospitalbest.com.br


Quarta-feira, 14 de Dezembro de 2011 - Informe Publicitário

HOSPITAL FEST BRASIL 2011 - 3

Estimular a excelência, a inovação e a sustentabilidade são meios para fazer o futuro no setor hospitalar

O

Marketing é o sistema nervoso da empresa. Sua função, da mesma forma como o sistema nervoso dos organismos biológicos, é assegurar a sobrevivência da organização. Em uma instituição, ou empresa, o sistema de marketing deve ser capaz de entender seu ambiente de atuação e fazer a ponte entre seu espaço externo, o mercado, e seu ambiente interno, a empresa em si, onde se dá o atendimento das necessidades, desejos e expectativas dos clientes por meio de produtos e serviços. Para exercer sua missão, a empresa reúne os recursos humanos e econômicos com a finalidade de levar ao mercado os produtos e serviços que são sua razão de ser. Ainda segundo Peter Drucker, as duas tarefas mais essenciais de uma empresa, são o marketing e a inovação.

“Não temos como prever o futuro. Tudo o que podemos fazer é cria-lo”. Peter Drucker. A explicação oferecida pelo criador da primeira escola de administração de empresas para esta afirmação, que ainda soa insólita para muitos, é que o marketing deve entender tão bem e tão completamente as necessidades de seus clientes que o produto “se venda sozinho”. E a inovação vem a ser o meio pelo qual a empresa desenvolve novas e melhores maneiras de atender às necessidades e desejos dos clientes. Trazendo esta visão para o setor de saúde, o marketing especializado deve ser capaz de identificar as ne-

cessidades dos pacientes, de seus médicos, das operadoras de saúde e fontes pagadoras e, o que nem sempre é bem compreendido, dos adquirentes dos planos de saúde. Este último grupo reúne pessoas físicas, mas hoje é majoritariamente formado pelo mercado corporativo e pelo poder público. Os atendimentos feitos ao SUS e as parcerias Público Privadas estão nesse conjunto. O Brasil conta, felizmente, com instituições que oferecem medicina e tratamentos do melhor padrão mundial, mas está muito longe de oferecer um padrão minimamente adequado ao grande conjunto da sua população. Assim, o desafio que se apresenta ao setor privado da saúde é tornar-se mais competitivo, tanto no plano econômico como no plano da qualidade. A ABMS-Associação Brasileira

Celso Skrabe - Presidente da ABMS Associação Brasileira de Marketing em Saúde

de Marketing em Saúde, que existe com o propósito de promover o aperfeiçoamento das relações das instituições e organizações de saúde do setor privado com o mercado, entende que a sociedade deseja a melhoria do atendimen-

to à saúde e acredita que o setor privado tem um papel essencial a cumprir. Para responder a esse anseio da sociedade brasileira, o setor deve buscar incessantemente a melhoria da qualidade e orientar seus esforços para qualificar seus recursos humanos, abraçar novas tecnologias, a exemplo do hospital digital, e ter como norte a excelência, a inovação e a sustentabilidade hospitalar. Ao promover a Hospital Fest e reunir a comunidade para sua confraternização anual, a ABMS deseja contribuir para a construção do futuro do mercado hospitalar homenageando suas figuras gratas e reconhecendo as mais destacadas conquistas e contribuições de 2011. Boas Festas, Feliz 2012 e muita saúde para todos.


Informe Publicitário - Quarta-feira, 14 de Dezembro de 2011

4 - HOSPITAL FEST BRASIL 2011

Um prêmio à excelência para um mercado que preza a qualidade.

PRÊMIO ECOSAÚDE

O

Prêmio Hospital Best foi criado para estimular a excelência no âmbito do mercado hospitalar brasileiro. Um mercado é uma comunidade de negócios. No setor hospitalar privado a cadeia de atividades da comunidade é formada por um amplo leque de instituições e empresas que inclui prestadores de serviços de saúde, hospitais, clínicas, centros de diagnóstico e seus fornecedores. Em volta das atividades ligadas ao setor militam os profissionais de saúde de diferentes especialidades e, como clientes e usuários, além dos pacientes, estão as operadoras de saúde e as diversas fontes pagadoras, que incluem crescente participação do poder público por meio de Parcerias Público Privadas. A Comunidade de Saúde no Brasil é, tipicamente, uma comunidade setorial. Suas empresas reúnem-se para formar um modelo de cluster horizontal, competindo entre si, mas compartilhando valores, desenvolvendo relacionamentos e promovendo a convergência de interesses por meio de uma extensa rede de interdependências e de complementaridades. Uma boa medida do funcionamento harmônico da comuni-

O dade de negócios de saúde no Brasil é o crescente grau de evolução tecnológica de suas empresas líderes, a exemplo da FA-

NEM, que já exporta para todos os continentes e recentemente abriu na Índia sua primeira fábrica no exterior.

Ricardo Bender, em nome da ABMS, entrega troféu de Personalidade do Ano de 2010 ao Dr. Domingos Fiorentini

Prêmio EcoSaúde tem por fim reconhecer e estimular a excelência das práticas das instituições hospitalares em relação à sustentabilidade e, em particular, em relação ao meio ambiente. A sustentabilidade, sob seus ângulos econômico, sócio-cultural e ambiental, é uma das características que definem uma instituição cidadã. Para além da criteriosa observância da legislação ambiental, dos regulamentos e dos controles sanitários, o hospital deve assumir um papel proativo e adotar uma atitude de respeito ao meio ambiente que se expressa nos detalhes. Certamente, nessa observância se incluem as preocupações com o lixo hospitalar e com as práticas da lavanderia, mas é também importante a inserção urbana do hospital e da sua relação com a natureza em seu entorno e áreas em que exerce impacto.

Premio EcoSaúde 2011 O Prêmio EcoSaúde 2011 foi atribuído ao Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos a partir da constatação de que seus jardins e sua área verde, projetados originalmente pelo paisagista Burle Marx, estão entre os maiores e mais bem cuidados dentre todos os hospitais brasileiros e são excepcionalmente importantes para a cidade de São Paulo. Localizados de forma a representarem uma extensão do Parque do Ibirapuera, completam o mais importante pulmão verde do adensado urbano de São Paulo. Assim, no entendimento da Comissão Outorgante, o Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos estabelece um exemplo de hospital que, além de exercer com competência seu ofício de curar, promove a melhoria da saúde da comunidade que atende.


NA CAPITAL DA sAúDE, A EXCELÊNCIA HOsPITALAR TEM ENDEREÇO. um hospital completo, que está sempre pronto para atendê-lo. uma estrutura integrada, montada para que você se sinta seguro e confiante. com especialistas e equipamentos reunidos para tratar o seu caso com os mais modernos recursos da medicina. • Mais de 50 especialidades atendidas • Pronto-socorro 24 horas, adulto e infantil • Moderníssimo centro cirúrgico • Centro de diagnósticos de última geração • Laboratórios de análises clínicas e anatomia patológica • Hemodiálise e quimioterapia • Hospital Dia • Hotelaria hospitalar premium • UTI pediátrica • Hotelaria Kids • Inovação em gestão, sistemas e equipamentos • Restaurante, coffee shop, Banco Dia e Noite • Estacionamento e heliponto • Atendimento aos principais convênios

Complexo Hospitalar edmundo VasConCelos rua Borges lagoa, 1.450 - Vila Clementino - são paulo - sp Tel.: (11) 5080-4000 • www.hospitaledmundovasconcelos.com.br /ComplexoHospitalarEV

/Hospital_EV

/HospitalEV

Responsável técnico: Dr. Antoninho Sanfins Arnoni - CRM: 16.071

Todo cuidado que você precisa em um só lugar.


Informe Publicitário - Quarta-feira, 14 de Dezembro de 2011

6 - HOSPITAL FEST BRASIL 2011

O Hospital Digital por Design

O

mundo era analógico. Sossegado, burocrático, linear. Aí inventaram o processador eletrônico. Com ele, o futuro chegou. O passado virou pó. O mundo ganhou asas digitais e tudo mudou no planeta. Os modorrentos hospitais posto-cêntricos, e suas inseparáveis pranchetas, estão sendo arrastados no turbilhão. A velocidade da transformação é tal que um ano é suficiente para um salto geracional em muitas frentes. As edificações hospitalares tradicionais, por exemplo, ficaram obsoletas e anacrônicas. O mundo digital lida de maneira diferente com a alocação dos espaços. O mundo analógico era prisioneiro dos espaços loteados. No antigo paradigma sabíamos onde as coisas estavam porque elas tinham um lugar demarcado. Hoje sabemos onde as coisas estão porque a rastreabilidade permite que estejam em todos os lugares. E o hospital, que reúne um infinito número de coisas, recursos e eventos,

precisa sair do casulo analógico para aproveitar as imensas possibilidades que a era digital abre à sua frente. Segundo o médico, arquiteto e designer hospitalar Domingos Fiorentini, dirigente da Arquitetura Fiorentini, a inércia ainda é forte no setor hospitalar e o “raciocínio analógico“ continua resistindo em muitos bolsões, mas mesmo o setor público, tradicionalmente mais conservador, vem aceitando os novos tempos. No hospital tradicional prevalecia a crença de que organizar é fragmentar. Sua lógica acreditava na descentralização e na especialização dos espaços. Dada a limitação dos meios de comunicação e de mobilidade da era analógica, parecia ser de bom senso aproximar os recursos do ponto de utilização. Todavia a descentralização é um remédio com muitos efeitos colaterais. Exibe uma racionalidade aparente, mas, como tantas vezes acontece, as

aparências enganam. Como explica Fiorentini, no hospital posto-cêntrico tudo depende do papel. Os médicos e a enfermagem ficam muito mais tempo escrevendo do que cuidando dos doentes. Esse tipo de organização vive em tumulto. O centro cirúrgico não tem sossego e vive às turras com a farmácia satélite, com a patética figura do “circulante do corredor”, com o depósito de arsenal e com tudo o mais. Uma configuração analógica fica dependente da papelada e de um aparato burocrático insano. A prática mostra que é virtualmente impossível fazer funcionar, com um mínimo de eficiência, um comboio de unidades autônomas espalhadas pelo campus hospitalar. Cada uma ouve outro tambor e marcha em passo diferente. Como agravante, a descentralização, além de extremamente onerosa e disfuncional, tende a produzir mini-feudos, disputas de poder e constante atrito operacional.

Mas mesmo com os problemas inescapáveis, parecia preferível conviver com os problemas da descentralização do que enfrentar o caos ou a paralisia de um leviatã centralizado. Soluções digitais gerindo a complexidade. Pela natureza de sua atividade um hospital funciona com base em processos e em equipes multidisciplinares. Portanto, dados e informações são a seiva vital da atividade hospitalar. Para coordenar as múltiplas atividades de atendimento, dados e informações fluem em todas as direções, circulando tanto internamente como interagindo com o ambiente externo. A tecnologia digital permite organizar o mundo real criando um mundo virtual paralelo. O mundo virtual é mais fácil de entender e organizar. Mesmo integrado com o mundo real, permite simulações e análises. Facilita a gestão, a alocação dos recursos e o controle. E o computador não esquece. A comunicação fica mais simples e instantânea e os computadores conseguem comunicar-se entre si e com

outros equipamentos e sistemas. Em suma, ao estabelecer uma intima conexão com o mundo real, permite que este funcione melhor. Como se pode entender, adotar a tecnologia digital não é colocar um computador para fazer o que antes era feito manualmente ou na máquina de escrever. O Hospital Digital, como esclarece Fiorentini, é um modelo completamente novo de hospital. É uma instituição redesenhada e reconfigurada para o modelo de operação digital, o que implica em incorporar mudanças conceituais na arquitetura, no projeto das instalações e na lógica operacional do hospital. A conclusão é a de que o Hospital Digital, na medida que vê a operação pela ótica da virtualização dos espaços, mobilidade dos recursos materiais e humanos e sua alocação inteligente, monitorando as operações e gerenciando informações em tempo real, só será efetivamente digital se for desenhado para ser digital e puder contar com os sistemas correspondentes. O que significa dizer que o Hospital Digital só será Digital por Design.

1º HospDesign encontro brasileiro de design hospitalar 5 Eixos Temáticos

Hospitais e estabelecimentos de atendimento à saúde

Materiais e soluções para a edificação hospitalar

Equipamentos e produtos

Hospital Digital

Empresas de design & designers

11 e 12 de Setembro de 2012 | São Paulo | SP Faça sua pré-inscrição no site w w w. h o s p d e s i g n . c o m . b r Anuncio HospDesign.indd 1

Iniciativa

Realização

10/12/11 21:15


Informe Publicitário - Quarta-feira, 14 de Dezembro de 2011

8 - HOSPITAL FEST BRASIL 2011

IX Hospital Fest faz homenagem aos 90 anos dos Camilianos no Brasil

Taking Care… ou design care

N

ão se pode falar em saúde no Brasil sem destacar a contribuição dos Camilianos. Com atuação marcada por excepcional dinamismo, os Camilianos estão presentes em todo o espectro de atividades ligadas à saúde. Na área hospitalar, em São Paulo, o Hospital São Camilo atua com três unidades, Pompéia, Santana e Ipiranga. No Brasil todo os Camilianos mantém cerca de 50 hospitais. Ainda em São Paulo, os camilianos mantém o IBCC – Instituto Brasileiro de Controle do Câncer, referência em Oncologia no estado de São Paulo e conhecido pela popular campanha “O Câncer da Mama no Alvo da Moda”. Essa campanha, originalmente criada por Ralph Lauren, em 1994, é uma das mais bem sucedidas campanhas da filantropia brasileira. Em 15 anos, a campanha já arrecadou cerca de R$ 57,5 milhões, custeando parte dos tratamentos dos pacientes do IBCC e contribuindo com as obras de ampliação do hospital. De 1995 até agora o complexo hospitalar do IBCC cresceu 15 mil m². Apenas em 2011 as vendas das camisetas já estão na casa de 1 milhão de unidades. Na pesquisa e ensino, a União Social Camiliana atua desde o ensino fundamental, passando por cursos técnicos, cursos de graduação, inclusive enfermagem, farmácia, psicologia, nutrição e medicina, extensão universitária e pós-graduação com mestrado, doutorado e pós-doutorado em bioética, mestrado profissional em enfermagem e outros. A área de ensino dos Camilianos está presente, além de São Paulo, em mais sete unidades da federação: Espírito Santo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia, Distrito Federal, Rio Grande do Sul e Paraná. Atualmente, ao se aproximarem os 90 anos de presença no Brasil, os camilianos contam com 15 comunidades religiosas, dezenas de padres, religiosos e irmãos. Os Camilianos também exercem seu ministério em sete paróquias e em muitas capelanias hospitalares e atuam na pastoral da saúde através do “ICAPS - Instituto Camiliano de Pastoral da Saúde”, em conjunto com a CNBB - Conferência Nacional dos Bispos do Brasil e da CRB

Recepção do Hospital São Camilo, unidade Pompéia

– Conferência dos Religiosos do Brasil. A história dos Camilianos em nosso país, é o exemplo de como o esforço e a perseverança, animados pela dedicação a uma causa, a um carisma e a um sonho, pode superar obstáculos e transformar uma pequena semente em uma organização exemplar que está entre as maiores com atuação no campo da saúde brasileira. O primeiro passo para a chegada dos Camilianos no Brasil foi dado em Roma, na Itália, no fim de junho de 1922, quando os padres Inocente Radrizzani e Eugênio Dallagiacoma foram designados para fundar uma colônia dos filhos de São Camilo em Mariana, Minas Gerais, Brasil. Padre Inocente e Padre Eugênio partiram da Itália em 29 de agosto de 1922. Depois de atravessarem o Atlântico, desembarcaram em Niterói, no Rio de Janeiro, em 15 de setembro. No mesmo dia da chegada partiram para Mariana. Foram mais três dias de viagem. Ao chegarem na cidade foram recebidos pelo bispo auxiliar, Vigário Capitular, que os acolheu com fraternidade, mas as condições da cidade à época logo se mostraram inadequadas para uma comunidade como a desejada pelos pioneiros. Passados cinco dias o Padre Inocente embarcava de volta ao Rio de Janeiro e logo vinha para São Paulo. Na capital paulista, com a ajuda do secretário do Arcebispo de São Paulo, Padre Alfredo Mecca, o Padre Inocente apresentou ao então Arcebispo, D. Duarte Leopoldo, um memorial sobre a Ordem e suas atividades. Em São Paulo, acolhido pelo Liceu Coração de Jesus, Padre Inocente percebeu que a cidade era promissora e podia transformar-se num imen-

so campo de atividades camilianas. Logo veio juntar-se a ele o Padre Dallagiacoma, que havia permanecido em Mariana. Inicialmente ambos foram hóspedes dos salesianos, mas logo passaram a ser hóspedes dos capuchinhos, no convento da Imaculada Conceição, na Av. Brigadeiro Luís Antônio, onde permaneceram até 10 de fevereiro de 1923, época em que os frades cederam a capelania do Hospital Humberto I, que atendia a colônia italiana. O capelão foi o Padre Eugênio Dallagiacoma, que assumiu o encargo no dia 15 de novembro daquele mesmo ano. Assim começaram as atividades camilianas no Brasil. Em 1944, foi lançada a pedra fundamental do Hospital São Camilo, na Pompéia, um projeto liderado, mais uma vez, pelo Padre Inocente. A construção exigiu um grande esforço de toda a comunidade e a inauguração aconteceu 16 anos depois, em 23 de janeiro de 1960. Esses são alguns pontos marcantes da persistente trajetória dos camilianos desde quando partiram de Roma até chegarem e se instalarem no Brasil. Hoje, passados 90 anos, as entidades camilianas atuam em todo território nacional e além de realizarem a vontade de seu Fundador, São Camilo de Lellis, colocando-se à serviço dos enfermos e atuando junto à sociedade na promoção da bioética, emprestam sua colaboração para a Igreja Católica no Brasil, com atividades paroquiais, formação de religiosos e atividades missionárias, comunitárias e educacionais. Para celebrar os 90 anos de Brasil os Camilianos serão homenageados na IX Hospital Fest com uma placa comemorativa.

Marcos Rocha Diretor de Design da Design Connection.

D

esde os tempos mais remotos, o ser humano preza pelo conforto e bem estar, havendo uma busca incessante por obter estes aspectos na forma de uma melhor solução. É neste ambiente que o designer busca a utopia do melhor, desenvolvendo novos produtos, novos ambientes, novas integrações, seja entre todos os equipamentos em um ambiente clínico, ou na combinação dos dados do paciente e de seu histórico, de modo a transparecer a menor impessoalidade e transtorno quanto possível, já que neste período delicado o paciente se encontra fora do conforto do seu lar - às vezes lutando pela vida. Das várias metodologias, a que vem se mostrando vencedora para tentar gerir este emaranhado de relações é o Design Thinking. Este modelo define que, para se iniciar qualquer atividade de desenvolvi-

Mauricio Finotti Diretor de Engenharia da Design Connection.

mento, três alicerces precisam estar muito bem construídos: Pessoa, Tecnologia e Negócio. O ponto comum entre estas três entidades define o resultado do processo: a Experiência Positiva, que pode ser expressa por um produto, ambiente ou conjunto de produtos + ambientes, que atendem por completo os requisitos das três entidades envolvidas no processo. O Design Thinking, fornece resultados muito eficazes na geração de soluções adequadas, como por exemplo na humanização de equipamentos e ambientes. Estes são breves exemplos da contribuição do Design no ambiente hospitalar e no trato com o paciente e médico, dois atores na história de inovação contínua do ser humano, que englobam além do cuidado com paciente (take care), o cuidado com todos os envolvidos e o ambiente a sua volta (design care).


A área da saúde é uma das mais afetadas pelo desperdício Estudos demonstram que em média 30% dos medicamentos e materiais médico-hospitalares são perdidos A falta de conhecimento específico, equipamentos e estruturas adequados, softwares especializados e mão de obra capacitada são responsáveis por grande parte desse expressivo desperdício

A logística UniHealth compreende a decisão e o controle sobre:

O que comprar,

segundo critérios técnicos e de qualidade

Quanto comprar, a

partir de um controle dos níveis de consumo e de estoque

Quando comprar,

levando em conta os níveis de consumo e, também, os prazos de validade dos produtos

Como estocar,

segundo as melhores práticas de armazenagem, para garantir a integridade e a qualidade dos produtos

Como distribuir, para assegurar a sua disponibilidade, na hora e nos locais certos, na quantidade exata, sem falhas ou desvios

30 anos de experiência em logística

5 5 1 1 3 5 5 5 - 5 8 0 0 | w w w. u n i h e a l t h . c o m . b r Unihealth.indd 1

12/12/11 11:48


Informe Publicitário - Quarta-feira, 14 de Dezembro de 2011

10 - HOSPITAL FEST BRASIL 2011

A Hospital Fest 2011 celebra a excelência, o design e a sustentabilidade hospitalar.

A

Hospital Fest reúne o mercado e a comunidade hospitalar brasileira para sua confraternização anual e para celebrar os avanços e conquistas de toda a cadeia produtiva e de prestação de serviços dos Estabelecimentos Assistenciais de Saúde. O evento é uma iniciativa da ABMS – Associação Brasileira de Marketing em Saúde e o tema para 2011 é a celebração da presença italiana na saúde brasileira. Durante o evento, instituições e empresas que atuam no Brasil e são “oriundi”, ou tem laços com a Itália, receberão uma homenagem especial e uma placa comemorativa.

A Hospital Fest, que realiza hoje sua nona edição, em São Paulo, no Salão Nobre do Esporte Clube Sírio, consta de uma programação que inicia as 19h com um coquetel de boas vindas, às 20h estão marcadas as cerimônias de premiação, com a entrega dos troféus Hospital Best, EcoSaúde e HospDesign, às 21h30 tem início o serviço de jantar e o encerramento se dará com o sorteio de iPads e brindes aos presentes e prossegue com um show de homenagem à Itália.

HOSPITAL FEST 2010 - Evento contou com a presença de mais de 800 profissionais da saúde

Ranking Hospital Best 2011 - Destaques Especiais INSTITUIÇÕES HORS CONCOURS Hospital Israelita Albert Einstein / Hospital Sírio-Libanês

INSTITUIÇÃO FINANCEIRA DO ANO 2011 Bradesco

PERSONALIDADE DO ANO 2011 Pe Niversindo Cherubin

SEGURADORA DE SAÚDE DO ANO 2011 Bradesco Saúde

LIDERANÇA INSTITUCIONAL 2011 Dr. Arnaldo Alves Nunes - Secretário de Saúde do Estado do Tocantins HOSPITAL DO ANO 2011 Hospital Alemão Oswaldo Cruz - São Paulo

SERVIÇO DE AMBULÂNCIAS 2011 Bem - Bandeirantes Emergências Médicas INSTITUIÇÃO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL Pró Saúde - Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar

MATERNIDADE DO ANO 2011 Hospital e Maternidade Santa Catarina - São Paulo

ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR TERCEIRIZADA Pró Saúde - Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar

REDE HOSPITALAR DO ANO 2011 Hospitais São Camilo de São Paulo

ARQUITETURA HOSPITALAR Arquitetura Fiorentini

EMPRESA DO ANO 2011 Bace Health Care

CONSULTORIA HOSPITALAR Pró Saúde - Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar

EMPRESAS DE SERVIÇO DO ANO Grupo Tejofran

FEIRA DE NEGÓCIOS DO ANO 2011 Hospitalar Feira e Fórum

EMPRESA EXPORTADORA DO ANO 2011 Fanem

DIRIGENTE HOSPITALAR DO ANO 2011 Padre Antonio Mendes de Freitas

HOSPITAL PEDIÁTRICO DO ANO 2011 Hospital Sabará - São Paulo

ADMINISTRADOR HOSPITALAR DO ANO 2011 Manoel Ricardo Navarro Borges

HOSPITAL DA MULHER 2011 Hospital Santa Catarina

EDUCADORA EM SAÚDE 2011 Professora Daniela Teles Rosso

INSTITUIÇÃO FILANTRÓPICA DO ANO 2011 IBCC

CONSULTOR DO ANO 2011 Duberney Marco

CENTRO DE DIAGNOSTICOS DO ANO 2011 Fleury Medicina e Saúde CENTRO DE DIAGNÓSTICOS DA MULHER (GINECOLOGIA Femme Laboratório da Mulher E OBSTETRÍCIA) 2011

DESTAQUES REGIONAIS DE 2011 CEARÁ Hospital Regional Unimed Fortaleza 

LABORATÓRIO DE IMAGEM Digimagem Medicina Diagnóstica

ESPIRITO SANTO Hospital Santa Rita De Cássia - ES

LABORATÓRIO DE ANATOMIA PATOLÓGICA 2011 SalomãoZoppi Medicina Diagnóstica

SÃO PAULO - VALE DO PARAÍBA Hospital Regional Vale Do Paraíba - SP

LABORATÓRIO DE APOIO Hermes Pardini

Hospital CECMI - Centro Especializado em Cirurgias Minimamente Invasivas DISTRIBUIDORA DE MEDICAMENTOS DO ANO 2011 FG Farma Goiás DAY HOSPITAL 2011

HOMENAGENS 2011 Província Camiliana Brasileira Homenagem pelos 90 anos dos Camilianos no Brasil

CONSULTORIA DE ACREDITAÇÃO DO ANO 2011 CBA - Consórcio Brasileiro de Acreditação (Joint Comission)

Fator RH Celebrando 15 anos

LABORATÓRIO FARMACÊUTICO DO ANO 2011 Cristália

Pe. Niversindo Antonio Cherubin Hall of Fame Hospitalar Brasileiro

EDUCAÇÃO CONTINUADA 2011 Fator RH

Albertino Coutinho Hall of Fame Hospitalar Brasileiro

Editor Celso Skrabe

Projeto Gráfico Flavio Della Torre

Pesquisa Maria Lúcia Skrabe

Representantes Carlos Lescovar Claudio Pallombo

Administração e Finanças Neide Fernandes

Conteúdo Luiz Eduardo Fernandes Renato Rodrigues

Web Site Victor Skrabe

Exímia Comunicação Ltda.

Rua Cardoso de Almeida, 60 - cj. 41 05013-000 - São Paulo-SP T: (11) 3872-2190 - F: (11) 3872-2523


Gestao Biocentrica

A Administração Hospitalar do século 21

Hospitais são unidades organizacionais extremamente complexas.

São unidades operacionais interligadas e com obrigações do perfeito funcionamento de serviços de alta tecnologia, sem falar da crescente demanda pelos cuidados ambientais, uma exigência não apenas normativa mas de Responsabilidade Social. Por isso, a Pró-Saúde, atenta aos mais modernos conceitos de Administração Hospitalar, remodelou seus serviços de Gestão para torná-los totalmente “biocêntricos”, dentro dos novos conceitos deste século.

O que é a Gestão Biocêntrica

É a gestão atenta a desenvolver ações que promovam a inserção do conceito e da prática da Sustentabilidade em todos os serviços e atividades das unidades de Saúde, respeitando os critérios da política ambiental, promovendo o reconhecimento pela sociedade como instituição engajada nos preceitos da gestão sustentável. Conheça algumas ações:

Educação Ambiental

n Promover ações de educação ambiental, possibilitando à equipe de colaboradores (própria e de terceiros) a conscientização de sua responsabilidade individual perante a política ambiental do hospital.

Aspectos e Impactos

n Mapear aspectos ambientais, seus possíveis impactos e análise de controles.

Água

n Identificar e verificar a compatibilidade do uso dos recursos hídricos por fonte, conscientizando e sensibilizando os colaboradores para a racionalização do consumo, buscando a diminuição e/ou fim do desperdício dos recursos hídricos. n Rastrear o descarte de efluentes líquidos impróprios, identificando possíveis contaminações ao meio ambiente. n Verificar a necessidade e viabilidade de sistema de tratamento.

Energia

n Identificar as fontes de energia, conscientizado os colaboradores para a racionalização do uso de cada uma delas.

Resíduos

n Identificar e mensurar as fontes de produção de resíduos de acordo com suas características. n Conscientizar e sensibilizar os colaboradores para reduzir, reutilizar e reciclar a produção de resíduos, evitando lançamentos desnecessários nos aterros sanitários.

Veja o que a Pró-Saúde tem a oferecer à você para que sua unidade de Saúde entre no século 21

www.prosaude.org.br

Prosaude.indd 1

12/12/11 11:35


Quando você opta por um hospital com Certificado de Acreditação, você está É SEMPRE BOM SABER escolhendo um serviço com padrões de qualidade e segurança reconhecidos nacional e internacionalmente. O Hospital São Camilo sabe. E está certificado.

A Rede de Hospitais São Camilo conta com o Certificado de Acreditação, ou seja, suas práticas assistenciais e seu controle de qualidade têm padrões de excelência comparáveis aos dos mais renomados hospitais do mundo. Tudo para garantir a segurança do seu atendimento. Agora você já sabe: o Hospital São Camilo é certificado. Para saber mais sobre Acreditação, acesse www.saocamilo.com, Área de Clientes.

Resp. téc.: Dr. Fábio Luís Peterlini,

CRM-SP 54.289 Sempre pronto. Sempre per to.

Pompeia – Av. Pompeia, 1.178 – (11) 3677-4444 | Santana – R. Voluntários da Pátria, 3.693 – (11) 2972-8000 | Ipiranga – R. Pouso Alegre, 1 – (11) 2066-7000

HSC12427105-An_Acreditacao_Folha_SP_280x315mm.indd 1

11/29/11 2:33 PM


Encarte Hospital Best 2011