Page 1

Ed i çã o B ra si l e i ra excl u si va / 2ª ED I Ç ÃO

Tecnologia e o futuro da educação Os desafios e soluções de tecnologia para o crescimento do e-learning no Brasil e no mundo.


Exceda Insights / Edição exclusiva / PRIMEIRA EDIÇÃO

EDITORIAL

Como superar os desafios e aproveitar as oportunidades do crescimento do EAD, usando a tecnologia

Quando pensamos que educação a distância teve seu início com cursos de correspondência a partir do século XIX, é difícil não se impressionar com o quanto esta modalidade de ensino evoluiu, especialmente nas últimas duas décadas, quando a internet passou a ser seu principal meio de transmissão. No ambiente digital, a EaD passou a ser chamada e-learning e expandiu seu alcance, levando conteúdo para pessoas em qualquer lugar do mundo. Com a maior facilidade de acesso, não é surpresa que esse mercado tenha apresentado crescimentos vertiginosos: em 2010, o mercado mundial de produtos de e-learning atingiu 32,1 bilhões dólares; em 2015, já eram mais de 50 bilhões, segundo o relatório The Worldwide Market for Self-paced

e-learning Products and Services. O Brasil segue a tendência de crescimento: dados divulgados pela ESAB (Escola Superior Aberta do Brasil) mostram que em 2013 já havia 1,2 milhão de alunos matriculados em EaD, representando 17% de um total de 7 milhões de alunos no ensino superior. Hoje, esse número se aproxima de 25% e a expectativa é de que atinja entre 40 e 45% nos próximos anos. E não foi só o tamanho do mercado da EaD que mudou, mas a sua lógica de estruturação de negócios. Agora, as instituições precisam pensar nos desafios e vantagens próprios do meio digital e entender que, neste contexto, a experiência do aluno passa a ter um papel central. Para que esta experiência seja boa, é fundamental que toda instituição de e-learning utilize ao máximo as capacidades da internet e seja capaz de fornecer conteúdo com rapidez e qualidade para qualquer região, independente da distância ou qualidade de internet.

2


O aluno que tiver dificuldade em acessar os materiais de seu curso pode se sentir desmotivado e a tecnologia, ao invés de ser uma facilitadora na entrega do conteúdo, pode se tornar um empecilho na relação dele com a instituição. Nesse contexto, um dos maiores obstáculos é a velocidade de conexão, que no Brasil figura entre as piores do mundo: atualmente está na 95ª posição no ranking global, segundo o relatório Akamai State of the Internet Q1 2016 –

Conectividade.

Vinicius Agostini é o Diretor de Marketing da Exceda. Na empresa desde 2012, ajudou no crescimento dos negócios com o lançamento de produtos e na expansão para novos países.

Pensando nestas e em outras dificuldades e oportunidades do setor, do ponto de vista tecnológico, a Exceda publicou uma edição especial de sua revista Insights para falar sobre o relacionamento entre tecnologia e educação e mostrar as melhores formas de garantir que ela seja uma grande aliada do ensino. Nesta edição, reunimos artigos da Exceda e de pessoas influentes do mercado para falar sobre segurança, como otimizar o uso de vídeos e de games como recursos de ensino e outros temas relativos ao relacionamento entre educação e tecnologia. Tudo para ajudar as empresas do setor a disseminar conhecimento e entregar o melhor produto possível a partir do conhecimento das tecnologias disponíveis e tendências para melhorar a experiência do aluno na internet.

vagostini@exceda.com


Exceda Insights / Edição exclusiva / PRIMEIRA EDIÇÃO

A experiência do usuário e os novos desafios do E-learning no Brasil No Brasil, a EaD é a modalidade de ensino que mais

Como pode ser observado no gráfico abaixo,

cresceu na última década: de menos de 50.000

segundo a Associação Brasileira de Educação

matriculados em 2003, saltou para mais de um

a Distância (ABED), todas as regiões do país

milhão, segundo dados divulgados pelo Ministério

são significativas na composição do público

da Educação (MEC) em 2014.

consumidor de EaD. À primeira vista, pode parecer que a entrega de conteúdo com qualidade para

Apesar de ser um cenário bastante positivo,

todas elas não é um desafio.

é importante ter em mente que, conforme aumenta o número de adeptos ao e-learning, torna-se mais urgente que as instituições superem uma série de desafios.

Número de matrículas nos cursos de Graduação a Distância por regiões

Por exemplo, certamente qualquer instituição passará por um momento – a transmissão ao vivo

Sul 11,8%

de uma vídeo-aula, por exemplo - em que uma quantidade muito grande de alunos tentará acessar simultaneamente sua página ou aplicação web, o que pode causar sobrecarga nos servidores e, por consequência, lentidão ou até mesmo queda do site.

Centro-Oeste 10,4%

Sudeste 37,9%

Norte 11,8%

Além da grande quantidade de alunos, outra questão importante para o futuro das instituições de e-learning é sua capacidade de atender a estudantes de todas as localidades, sem perder o desempenho do site .

4

Nordesde 20,0% Fonte: ABED, 2014


Exceda Insights / Edição exclusiva / PRIMEIRA EDIÇÃO

No entanto, há muitas variáveis envolvidas na

Em medições realizadas pela Exceda usando a

entrega de conteúdo online. A primeira delas é

ferramenta de análise Exceda Internet Monitor,

a velocidade média de conexão no Brasil que,

identificamos um aumento de até 350% no

segundo o relatório Akamai State of the Internet

tempo de carregamento de aplicações web nas

Q1 2016 - Conectividade, atualmente é de apenas

regiões Norte e Nordeste, quando comparadas

4.5 Mbps, ainda muito abaixo da média mundial,

a São Paulo. Assim, a experiência dos alunos

de 6.3 Mbps.

fica disforme e gera ainda mais desafios de crescimento fora dos grandes centros. Pesquisas

A baixa velocidade de conexão, por si só, já é uma

da Akamai Technologies comprovam que cada

enorme desvantagem na hora de fazer com que

segundo a mais no carregamento de conteúdo

o conteúdo de uma instituição de ensino alcance

online reduz em 16% a satisfação do visitante com

os alunos. Agora, somamos a isso a distância

uma página web.

geográfica de um aluno, por exemplo, no extremo Norte do Brasil, que queira acessar conteúdo

Algo que pode ajudar as empresas nesse desafio

de uma escola cujos data centers ficam em São

é o uso de redes distribuídas de conteúdo, ou

Paulo. O caminho percorrido do data center até o

seja, adotar servidores interligados e distribuídos

aluno será longo e o carregamento dos conteúdos

em locais geográficos diferentes fazendo com

irá demorar mais ainda.

que seja mais rápido e fácil levar o conteúdo para usuários finais distantes.

6


Para ficar mais simples de entender, vamos dar

Imagine que é como um sistema GPS: a CDN

um exemplo de um tipo de rede de servidores

identifica os pontos de maior congestionamento

distribuídos, a CDN (sigla para Content Delivery

e, estando presente em todas as intersecções,

Network ou Rede de Distribuição de Conteúdo,

pode direcionar a rota dos pacotes de dados, da

em português). Uma CDN global é composta de

mesma forma que o GPS orienta rotas de carros,

milhares de servidores, globalmente distribuídos e

por caminhos menos utilizados e mais rápidos. Em

colocados juntos aos provedores de acesso para

casos recentes no Brasil, instituições de ensino

criar uma visão dos diversos congestionamentos

como o CERS e Estácio de Sá se beneficiaram da

no trânsito de dados entre as diferentes redes e

adoção destas redes para melhorar a experiência

otimizar a entrega pela melhor rota possível.

dos seus usuários na internet.


Exceda Insights / Edição exclusiva / PRIMEIRA EDIÇÃO

Educação Moderna Já dizia minha mãe que o bem mais precioso do ser humano é o estudo. O Brasil, atualmente, possui cerca de 50 milhões de alunos matriculados em instituições públicas e particulares no Ensino Básico e um dos principais desafios desses jovens na educação do século XXI é incorporar habilidades, no ambiente digital, que os tornem protagonistas de suas próprias histórias. Por maior que seja o papel da escola e da família, a forma como nos comunicamos e consumimos as informações mudou. A comunicação se tornou multimodal, mudando a forma como nós aprendemos e produzimos, tanto no âmbito pessoal quanto no profissional. Nesse cenário, a tecnologia tem um importante e fundamental Artigo de Fernanda Toyomoto,

impacto sobre o aprendizado, intensificando a acessibilidade e a

Coordenadora de Conteúdo

mobilidade, onde há uma reconfiguração do espaço, que geralmente

do Canal do Ensino | São Paulo

ultrapassa as barreiras físicas. O desafio que se impõe é encontrar alternativas que estejam aliadas a responsabilidade de formação moral e cidadã desses alunos, que ao mesmo tempo atendam aos mais diversos anseios e valores. Para isso é necessário expandir horizontes e a tecnologia permite facilitar a aprendizagem desses alunos e educadores, seja ela por meio das redes sociais, realidade aumentada, holografia ou até mesmo impressão 3D. Ajudar essas pessoas nesse processo é parte do nosso objetivo, visto que cada indivíduo possui estilos diferentes de assimilar o conhecimento.

8


Com isso a educação moderna se torna: • Divertida • Tecnológica • Colaborativa • Multimodal

Isso faz com que muitos estudantes optem por cursos a distância, seja pela dificuldade de deslocamento, preços mais amenos ou comodidade, fazendo com que novas formas de avaliação sejam necessárias, como por exemplo, as avaliações que se utilizam de ferramentas para captar emoções e expressões dos alunos enquanto eles participam de trabalhos em grupo

Isso faz com que a educação seja cada vez mais

no ambiente virtual.

personalizada, onde o estudante é o foco central do processo educacional, o que lhe permite

Esses novos desafios exigem que os educadores

decidir o que, como e quando aprender, visto

e alunos gerenciem os diferentes espaços de

que a automotivação proporciona verdadeiro

forma equilibrada, pois há muita informação

engajamento com o processo de aprendizagem.

proveniente de múltiplas fontes. É necessário que esse conteúdo seja cada vez mais organizado,

O educador se torna, então, peça chave para a

ágil e flexível, onde é importante prever a

construção do conhecimento, ele deixa de ser o

experimentação e a inserção em ambientes

único detentor do conhecimento e passa a ser

virtuais que possam ser acessados a qualquer

um mentor, em busca de um único objetivo: a

momento, 24 horas por dia, e de qualquer lugar

construção conjunta do saber.

que tenha uma conexão de dados.

Dessa forma, a personalização propõe que os

Os desafios da educação moderna são enormes,

próprios alunos criem, vivenciem e modifiquem

contudo a tecnologia auxilia e conecta os alunos

o processo educacional e a internet proporciona

com o mundo por meio de novas possibilidades.

esse processo de criação e distribuição online de

A colaboração é o ponto chave nesse cenário,

recursos multimídias para diferentes grupos.

onde há a necessidade de buscar soluções não convencionais de aprendizagem para preparar os estudantes para os desafios da vida.


Exceda Insights / Edição exclusiva / PRIMEIRA EDIÇÃO

Os grandes desafios da EAD no Brasil e no mundo Segurança: a importância de proteger as transmissões de vídeo

Para empresas cujo conteúdo é altamente baseado em vídeo e streaming, como é o caso de muitas instituições de e-learning, rapidez e bom desempenho são apenas um lado da moeda. É igualmente essencial garantir a segurança. Quando o assunto é segurança online, muitas vezes a primeira coisa em que se pensa é em deter invasões de cibercriminosos. No entanto, medidas de segurança online servem também para resolver outros problemas bastante frequentes para empresas que desenvolvem conteúdo: controlar a utilização indevida e distribuição ilegal da propriedade intelectual. Alguns dos problemas mais comuns que uma empresa de e-learning pode enfrentar no quesito segurança estão ligados a isso.

10


Compartilhamento de links – assinantes compartilhando o conteúdo através do link do vídeo Player hijacking (roubo de player) – utilização das credenciais do player de um usuário através de um vírus Stream ripping (cópia de vídeos online) – reprodução e venda do conteúdo online ou até mesmo em cópias físicas como DVDs e pendrives. Roubo do cache – apropriação do conteúdo através dos arquivos de cache gerados na reprodução do mesmo

O combate a ameaças pode ser extremamente

Outras ferramentas que podem ajudar na segurança

custoso, envolvendo soluções complexas de

de conteúdo em vídeo são a criptografia de mídia,

segurança web. Assim, muitas vezes, a melhor

que protege o conteúdo online dos servidores até

solução não é mitigar, mas prevenir.

que cheguem ao player, ou de Content Targeting, que faz com que o conteúdo seja entregue somente

Existem soluções que são pensadas justamente

para regiões geográficas específicas.

para proteger o conteúdo online de pirataria, permitindo ainda que os proprietários compartilhem

Todas estas soluções, entretanto, dependem de

esses conteúdos com um grupo seleto de pessoas.

uma boa implementação para dar os resultados esperados. Em pesquisa realizada pela Exceda em

Um tipo de solução tecnológica que interessa a esse

2015, mais de 60% dos nossos clientes apontaram

objetivo, por exemplo, é a utilização de tokens, que

a dificuldade em configurar serviços em cloud

permitem que somente os usuários autorizados

através apenas de informações nos sites dos

assistam aos vídeos e previnem o compartilhamento

provedores e a falta de atendimento em idioma

de links e roubo do player. Outro tipo de ferramenta

local como os maiores problemas na adoção de

útil é a de verificação de player, que permite que

soluções de segurança.

a instituição verifique se o player reproduzindo o conteúdo está autorizado.


Exceda Insights / Edição exclusiva / PRIMEIRA EDIÇÃO

Performance: como entregar seu conteúdo sem interrupções, para qualquer lugar

Assim, interrupções e atrasos nas vídeo-aulas podem ser prejudiciais tanto porque reduzem o engajamento do aluno com o conteúdo reproduzido, quanto porque reduzem a satisfação dos estudantes com a instituição de modo geral.

Um dos pontos mais importantes para qualquer

Um dos principais empecilhos, nesse caso, é que a

instituição de e-learning é o streaming ao vivo de

entrega de conteúdo de vídeo ao vivo é dificultada

aulas, já que instituições de grande porte no Brasil

pela variedade de equipamentos que são utilizados

podem chegar a milhares de acessos simultâneos.

pelos alunos (tablets, smartphones, computadores,

Foi o caso, por exemplo, do Centro de Ensino Renato

etc) e redes de acesso (3G, cabo, etc).Outro

Saraiva (CERS), cliente nosso na Exceda e um dos

problema é a quantidade de acessos, que pode

maiores cursos preparatórios no país: a instituição

exceder a capacidade dos sistemas da instituição

chega a receber em torno de 10.000 acessos

impedindo que uma parcela dos visitantes participe

simultâneos em suas vídeo-aulas ao vivo.

de um evento de aula ao vivo, por exemplo. E, mesmo quando os servidores são capazes de

É de vital importância, em casos como esse, que

atender à demanda, o vídeo pode apresentar

a transmissão se inicie rapidamente e transcorra

problemas para o aluno, por características comuns

sem interrupções: estudos realizados pela Akamai

da internet, piorando a experiência do usuário.

Technologies revelam que se um vídeo leva mais de 8 segundos para começar, o site será abandonado

No mercado de tecnologia é possível encontrar

em mais de 50% das vezes.

soluções que ajudem a contornar problemas com qualidade, provendo a confiabilidade e

Outro exemplo, levantado em pesquisas da Akamai:

escalabilidade necessárias para uma entrega de

mesmo pequenas interrupções no meio do vídeo

vídeo que não irá desapontar os alunos.

– que durem menos de 1% do tempo total da transmissão – fazem com que os usuários assistam em média 5% a menos do vídeo do que os usuários que não encontram nenhuma interrupção.

12


Soluções de video transcoding, por exemplo, podem aumentar a quantidade de equipamentos que os vídeos podem atender a partir de um único vídeo. Também é possível entregar diferentes qualidades de vídeo atendendo todos os tipos de acesso (cabo, 3G, etc) que os alunos estão utilizando. Desta forma, os usuários ficam mais satisfeitos com o vídeo que está sendo transmitido. Outra solução importante para a entrega de conteúdo em diversas localizações é a rede CDN, que com seus servidores distribuídos mundialmente garante que o conteúdo chegue com mais rapidez ao usuário final e assegura que as transmissões não fiquem fora do ar. Isso porque, o conteúdo será replicado nesses diversos servidores garantindo com que os serviços não fiquem sobrecarregados.


Performance

Exceda Insights / Edição exclusiva / PRIMEIRA EDIÇÃO

Como está a velocidade da sua internet?

12% 6,3 Mbps

6,8% 34,7 Mbps

88a Posição no mundo

Brasil

14


Segurança Um dos mais comuns tipos de ataques cibernéticos, o ataque DDoS, distribuído por negação de serviço, acontece quando o hacker sobrecarrega o servidor e o torna indisponível através de programas maliciosos instalados em diversos computadores.

Os ataques DDoS aumentaram mais que o dobro em relação a 2015.

Este aumento aconteceu principalmente por ataques repetidos sobre os mesmos servidores, em vez de uma ampliação do número de alvos.

Ataques DDoS 2015 x 2016

125%

142%

de crescimento na camada de infraestrutura (camadas 3 e 4)

de crescimento dos ataques

16:14 horas

A maioria dos ataques DDoS continuam

Os jogos continuam sendo o principal alvo

Em cerca de 60% dos ataques DDoS do

baseados em ataques por reflexão

dos hackers em ataques DDoS, seguido

primeiro trimestre de 2016 foram usados

usando ferramentas de Stresser/Booter.

pelo setor de Software e Tecnologia.

pelo menos dois vetores de uma vez.


Exceda Insights / Edição exclusiva / PRIMEIRA EDIÇÃO

GAMES: de inimigo a aliado na educação Gamificação é um termo que vem ganhando força

Lançado em 2013 no Brasil, o app incentiva o aluno

no segmento de e-learning. O conceito vem do uso

a aprender outras línguas a partir de jogos, subindo

de elementos da estrutura de “jogos” para envolver

de nível e avançado no aprendizado de acordo com

os alunos e aumentar seu interesse pelo conteúdo.

sua vontade e desempenho.

Nesse método de aprendizado, recursos como

O sucesso foi tamanho que, em 2014 o app já tinha

mudança de níveis, pontuações e prêmios são

mais de 60 milhões de usuários cadastrados, 20

usados como forma de motivar o estudante a evoluir

milhões deles ativos. E para quem acha que isso

e aprofundar seus conhecimentos, tornando o

só funciona como jogo casual, foi lançado em 2015

processo de aprendizado mais interativo e dinâmico.

o “Duolingo para Escolas”, plataforma de controle para professores utilizarem dentro de salas de aulas

No Brasil, a gamificação surgiu como uma forma de

com seus alunos.

combater a falta de interesse e o grau de dispersão dos estudantes durante as aulas, mas pode ser

Com ela, os professores passaram a poder dar

interessante para alunos de todas as idades,

atenção personalizada para cada aluno e analisar

inclusive em treinamentos corporativos.

padrões de desempenho e comportamento de cada um, identificados pela ferramenta. A partir dos

Mais e mais escolas começam a perceber as

dados gerados, é possível customizar a experiência

vantagens deste recurso: segundo o Censo EAD.

de cada estudante e pensar em exercícios e lições

BR 2013 da Associação Brasileira de Educação

para reforçar os tópicos nos quais o cada um

a Distância (ABED), dentre as 309 instituições

possui dificuldade.

respondentes, mais de 24 % utilizam games nos projetos de educação a distância e 49% ainda não

O exemplo da Duolingo, uma empresa montada

empregam jogos, mas pretendem.

completamente na tecnologia digital, suscita uma dúvida comum a respeito da mecânica de

Um exemplo de uso bem-sucedido desta

gamificação: ela é necessariamente vinculada à

metodologia, que muitos devem ter no celular: o

tecnologia digital?

Duolingo, um aplicativo e site web de ensino de idiomas gratuito.

16


A resposta curta é: “apesar de existirem diversas

No entanto, ao adotar essa ferramenta de

formas de usar gamificação no ensino sem ela,

ensino mais dinâmica no meio digital, a

não há como negar que é um dos maiores

capacidade de interação aluno/conteúdo

facilitadores da entrega”.

torna-se mais importante do que nunca. O “aluno-gamer” terá altas expectativas

Além disso, uma das maiores vantagens da

em relação à performance da plataforma e

gamificação é atrelada ao uso de tecnologia.

responderá, através do engajamento, de acordo

Ao juntar as duas coisas, as escolas encontram

com a qualidade do produto final oferecido.

um modo de falar a linguagem do aluno contemporâneo, que vivencia o mundo a partir de uma mentalidade digital e de interação e de co-criação de conteúdo.


Exceda Insights / Edição exclusiva / PRIMEIRA EDIÇÃO

A Era da Informação em tempo real Em uma pesquisa recente da Exceda, perguntamos aos nossos clientes sobre quais tipos de ferramentas eles investiriam em 2016 e quase 70% responderam “Analytics”. Ferramentas de informação gerencial, tradicionalmente conhecidas como Business Intelligence, evoluíram com os negócios online e abandonaram o mito de serem complexas e acessíveis a poucos. Hoje em dia, executivos de quase todos os setores se baseiam em relatórios cada vez mais avançados e muitas vezes em tempo real para suportar a tomada de decisão. Para setores que utilizam muitos recursos de vídeo online, como por exemplo e-learning, estar informado sobre comportamento e experiência do usuário com esse tipo de conteúdo é fundamental, Artigo de Flávio Mizukawa,

visto que sua criação e gerenciamento costumam ser trabalhosos

especialista em streaming

e demandar recursos. É preciso conhecer e mensurar os retornos

e media analytics na Exceda

desse investimento.

fmizukawa@exceda.com

É importante ressaltar que não estamos falando apenas do levantamento de informações básicas como vídeos mais assistidos, volume trafegado, formatos acessados, entre outros dados primários. Uma ferramenta de Analytics, além de todos estes dados, oferece insights sobre o negócio, relacionando diferentes variáveis e possibilitando uma análise mais precisa de todo ecossistema. Tratam-se de insights que ajudam a melhorar a experiência do usuário, permitindo que a instituição entenda melhor a interação deles com o conteúdo e saiba o que está funcionando e o que não está. No caso específico de conteúdo de mídia para e-learning, é possível descobrir, por exemplo, que porcentagem de uma vídeo-aula os alunos estão assistindo e identificar momentos de

18

abandono ou problemas a investigar.


Uma possível causa de abandono é a qualidade de serviço (QoS), que também pode ser estudada via analytics. A ferramenta mostra informações personalizadas de cada interação do aluno com o vídeo, como tempo de início, rebuffer, erros e histórico de vídeos assistidos. Assim, a escola pode ver que qualidade de experiência os estudantes estão tendo com o conteúdo em vídeo e, se for o caso, pensar em como melhorá-la. Outro uso interessante para os dados de um analytics é como ferramenta de marketing, verificando quais cursos estão dando maior audiência ou quais aparelhos estão sendo mais utilizados nos acessos. São todas funções que, em essência, ajudam a escola a entender como se dá a relação do consumidor (aluno) com o seu produto. Assim, para um e-learning, ter acesso a uma boa ferramenta de análise representa a diferença entre ter um monte de informações soltas sobre o desempenho de conteúdos em vídeo e ter inteligência de negócios para executar a estratégia, que pode ser um grande diferencial em um mercado tão concorrido.

Taxa de abandono por tipo de interrupção 91% Delay de início Rebuffer

70%

48% 31%

35% 28%

1% <2 seg.

2-5 seg.

5-10 seg.

>10 seg.

Fonte: Estudo The Power of Media Analytics, da Akamai Technologies para vídeos de notícias, com anúncios no final do vídeo


Exceda Insights / Edição exclusiva / PRIMEIRA EDIÇÃO

Cursos Mobile Friendly Mesmo com as dificuldades na economia e preços

Esse crescimento da aplicação de tecnologias

nem sempre acessíveis, o brasileiro não deixa

móveis, junto com a disponibilização de recursos

de investir em smartphones: são 168 milhões de

cada vez mais avançados, faz com que seja uma

dispositivo em uso, um crescimento de 9% em

excelente oportunidade para as instituições de

relação a 2015, segundo estudos da Fundação

ensino expandir seus cursos para plataformas

Getulio Vargas SP.

como tablets e smartphones. O conceito tem até nome: mobile-learning, ou m-learning, um método

Para se ter uma noção da importância dos

em que os alunos de instituições de ensino podem

dispositivos móveis no Brasil, basta saber

realizar atividades de capacitação, utilizando seus

que somos o país que mais utiliza tablets e

dispositivos para acessar materiais didáticos e para

smartphones no mundo, de acordo com uma

se comunicar, a qualquer hora e em qualquer lugar.

pesquisa realizada pela Worldwide Independent Network of Market Research.

A tendência, aliás, não é nova e tem o poder de revolucionar métodos de ensino online. Um relatório de 2015 da GSMA e McKinsey & Company

168 milhões de dispositivos em uso no Brasil

Crescimento de 50% a 55% no mercado de mobile learning da América Latina, Ásia, Oriente Médio e África

Melhora de 60%

nas notas dos estudantes com o programa de ensino em m-learning

mostra que professores do Novo México, nos Estados Unidos, já utilizam dispositivos móveis para avaliar o progresso em leitura dos alunos do jardim de infância e desenvolver suas habilidades de comunicação. Nos primeiros três anos desta iniciativa, o percentual de crianças com nível de leitura esperado para sua faixa etária subiu de 29% para 93%. Segundo o mesmo relatório, na Índia, professores locais introduziram no programa de ensino um jogo para celular que tinha como objetivo ajudar os alunos das escolas primárias das zonas rurais e de famílias de baixa renda a desenvolver

20


seu inglês, em múltiplos aspectos – linguagem

em integrar novos métodos de ensino em suas

compreensão, construção de frases e ortografia.

salas de aula e algumas percepções negativas, é

Como resultado, as notas dos estudantes nas

preciso pensar também das dificuldades do ponto

avaliações melhoraram em 60% – o uso do celular

de vista da tecnologia.

como segunda tela fez com que ficasse mais fácil para os alunos fixar a matéria.

Por exemplo, entregar um conteúdo e uma plataforma de ensino de qualidade para mobile

Ainda de acordo com a GSMA, este novo

pode não ser a mesma coisa que desktop, mas os

tipo de ensino pode gerar uma receita de

anseios dos usuários por uma experiência online

aproximadamente U$70 bilhões até 2020. No

rápida e de qualidade continuam iguais.

total, o mercado de mobile learning deve ter um crescimento acumulado de 50% a 55% até 2020 na

Independente da conexão, browser e localização

América Latina, Ásia, Oriente Médio e África. Esse

de quem acessa, a instituição deve ser capaz de

número cai para 30% na Europa e Estados Unidos,

entregar conteúdo rapidamente. Por cada segundo

mas continua bastante significativo.

de atraso, uma página mobile pode ter 56% de aumento na taxa de abandono, afirmam pesquisas

Um ponto a se destacar é que as aplicações de

da Akamai Technologies.

m-learning não são uma “versão miniatura” dos recursos tradicionais de e-learning: ou seja, não

Para as empresas de ensino, soluções que ajudam

basta adaptar o conteúdo desktop para telas

a distribuir o conteúdo em diversas plataformas e

menores. O m-learning vem para complementar a

adaptando-o aos milhares dispositivos existentes

educação através da mobilidade, proporcionando

facilitam no crescimento no mercado móvel.

aos usuários novas formas de colaboração e

Especialmente no Brasil, onde a qualidade das

percepção no ambiente educacional.

redes móveis é um desafio especialmente nas regiões Norte e Nordeste, a importância em adaptar

Outro ponto importante é que ainda existem

a qualidade do streaming à velocidade da conexão

diversas barreiras a superar para que o m-learning

passa a se tornar ponto-chave em qualquer

atinja seu potencial como ferramenta de ensino.

estratégia de EAD.

Além da resistência cultural de alguns professores


Exceda Insights / Edição exclusiva / PRIMEIRA EDIÇÃO

Estácio de Sá Case de sucesso Fundada em 1970 no Rio de Janeiro, a

e Web Application Firewall (WAF). Juntas, as tecnologias

Estácio de Sá é uma instituição educacional

permitem o acesso seguro e a transmissão regular e

e tecnológica que hoje está presente em

contínua de conteúdo online.

20 estados e conta com 470 mil alunos matriculados, uma estrutura de cinco mil

Além disso, a CDN oferecida pela Exceda é a da

colaboradores e nove mil professores.

Akamai, composta por mais de 210 mil servidores conectados em rede. Assim, ela é capaz de impedir

Em 2014, a escola adotou uma iniciativa para

que ataques Distributed Denial of Service (DDoS)

otimizar sua plataforma e manter o suporte

atinjam a infraestrutura do cliente, além de entregar a

adequado à crescente demanda e aumento

informação ao usuário e reduzir em 90% as solicitações à

de acessos simultâneos – afinal, eram

infraestrutura da instituição.

centenas de milhares de alunos em todo o Brasil utilizando o sistema e, muitas vezes,

Como resultado, a Estácio registrou, em apenas 20 dias,

acessando conteúdos ao mesmo tempo.

o bloqueio de 35 mil ataques e, ainda, uma economia

Como a Estácio também tinha planos para

de R$ 850 mil referente à entrega de 9,6TB por meio

expandir sua base de alunos, era necessário

dos servidores da Exceda. “A otimização de nossos

adotar tecnologias que proporcionassem

serviços por meio das soluções adotadas alavancaram

tanto disponibilidade quanto segurança.

o crescimento da Estácio de Sá e, principalmente, beneficiaram milhares de alunos que acessam nossa

Em busca de uma estrutura apropriada de

plataforma de ensino diariamente”, concluiu Jorge Santos,

CDN para melhorar a distribuição de seu

diretor de TI da empresa.

conteúdo online, a empresa encontrou a Exceda e outras soluções que ajudaram com a segurança e web performance de sua plataforma de ensino. Para atender aos objetivos de negócio da instituição, o projeto tecnológico da Exceda - além da CDN -, contou com a implementação das soluções DSA Secure

22

Conheça mais sobre os casos de sucesso do EAD Nacional em adoção de serviços de streaming e web performance no canal Exceda no Youtube: www.youtube.com/exceda


Muito além do streaming_

Com 15 anos de experiência no mercado, ajudamos alguns dos maiores e-learnings do mundo a otimizar e proteger a entrega de seu conteúdo. Nossos consultores agora contam com ferramentas avançadas de Analytics integradas à maior plataforma de distribuição de conteúdo e streaming ao vivo no mundo.

exceda.com


Exceda Insights Magazine - Brasil  

Nesta edição, analisamos o relacionamento entre tecnologia e educação e mostramos como as instituições de e-learning podem usar soluções de...

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you