Page 1

Hard Adventure Indústria e Comercio de Roupas e Equipamentos LTDA Avenida Anhanguera, 586 Vila Real Continuação – Hortolândia –SP (19) 3819-9170 www.hardadventure.com.br contato@hardadventure.com.br

Este plano de negócios foi elaborado em março de 2010 Cópia 1 de 6


Conceitos necessários para o entendimento do projeto Hard Adventure®. TURISMO DE AVENTURA é o segmento do mercado turístico que promove a prática de atividades de aventura e esporte recreacional em ambientes naturais e espaços urbanos ao ar livre, que envolvam emoções e riscos controlados, exigindo o uso de técnicas e equipamentos específicos, a adoção de procedimentos para garantir a segurança pessoal e de terceiros e o respeito ao patrimônio ambiental e sociocultural. Embratur-(2001) ESPORTES DE AVENTURA, radicais ou também chamados eco-esportes. Segundo o Ministério dos Esportes (2005), o esporte de aventura é todo aquele relacionado à natureza e ao ecoturismo, praticado sob condições de risco calculado. Já os esportes radicais incluem manobras arrojadas e controladas em ambientes naturais ou artificiais em meio urbano. Esses esportes propiciam fortes emoções aos praticantes. Por serem praticados, muitas vezes, na natureza, são também agrupados em eco-esportes ROUPAS PARA AVENTURA são roupas especialmente desenvolvidas para pessoas que se expõe às mais diversas condições climáticas em ambientes naturais que podem sofrer desconforto e até mesmo correr risco de morte durante a atividade, caso não utilizem vestimentas adequadas para tal . As roupas de aventura se diferenciam dos demais segmentos têxteis por possuírem modelagem funcional, tecidos tecnológicos, resistência a abrasão, entre outros atributos que garantem às roupas de aventura proteção, conforto e desempenho.

2


Sumário 1.

Sumário Executivo ............................................................................................................................................ 4 Resumo dos principais pontos do plano de negócio: .................................................................. 4 Descrição da empresa ..................................................................................................................................... 5 O conceito do negócio ................................................................................................................................... 6 3.1. O negócio Hard Adventure ..................................................................................................................... 6 3.2. Os produtos. ................................................................................................................................................. 8 Equipe de gestão .............................................................................................................................................. 8 Mercado e competidores ............................................................................................................................ 10 5.1. Análise Setorial ......................................................................................................................................... 11 5.2. Mercado-Alvo ........................................................................................................................................... 12 5.3. Projeção de vendas e Market share .................................................................................................. 14 5.4. Necessidade do cliente ......................................................................................................................... 14 5.5. Benefícios da Hard Adventure ............................................................................................................ 14 5.6. Competidores ........................................................................................................................................... 15 5.7. Vantagem competitiva. ......................................................................................................................... 16 Marketing e vendas....................................................................................................................................... 16 6.1. Produto ....................................................................................................................................................... 16 6.2. Preço ............................................................................................................................................................ 17 6.3. Praça ............................................................................................................................................................. 17 6.4. Promoção ................................................................................................................................................... 18 Estrutura e operação..................................................................................................................................... 22 7.1. Organograma Funcional ....................................................................................................................... 22 7.2. Processo de negócio .............................................................................................................................. 22 7.3. Política de recursos Humanos. ........................................................................................................... 23 7.4. Fornecedores............................................................................................................................................. 23 7.5. Infraestrutura e localização .................................................................................................................. 24 Estratégia de crescimento........................................................................................................................... 25 8.1. Analise Swot e Pest. ................................................................................................................................ 25 8.2. Cronograma............................................................................................................................................... 26 Previsões dos resultados financeiros e investimentos ..................................................................... 27 9.1. Investimento total ................................................................................................................................... 27 9.2. Estimativa dos investimentos fixos ................................................................................................... 27 9.3. Capital de giro .......................................................................................................................................... 27 9.4. Investimentos pré-operacionais ......................................................................................................... 27 9.5. Investimento total (resumo) ................................................................................................................ 27 9.6. Estimativa do faturamento mensal da empresa ........................................................................... 27 9.7. Estimativa do custo unitário de MP. M. diretos e terceirizações ........................................... 27 9.8. Estimativa dos custos de comercialização...................................................................................... 27 9.9. Apuração dos custos dos materiais diretos e/ou mercadorias vendidas ........................... 27 9.10. Estimativa dos custos com mão de obra .................................................................................. 27 9.11. Estimativa do custo com depreciação ....................................................................................... 27 9.12. Estimativa dos custos fixos operacionais mensais ................................................................ 27 9.13. Demonstrativo de resultados ....................................................................................................... 27 9.14. Indicadores de viabilidade ............................................................................................................. 27 9.15. Ponto de equilíbrio ........................................................................................................................... 27 9.16. Lucratividade....................................................................................................................................... 27 9.17. Rentabilidade ...................................................................................................................................... 27 9.18. Prazo de retorno do investimento .............................................................................................. 27 1.1.

2. 3.

4. 5.

6.

7.

8.

9.

3


1. Sumário Executivo A Hard Adventure® é uma empresa fabricante de roupas e equipamentos para aventura. Através de marca e fabrica própria localizada em Hortolândia/SP, a Hard Adventure Ind. e Com. de roupas e equipamentos Ltda. Desenvolve, fabrica e vende seus produtos através de lojistas de artigos esportivos em todo território nacional para praticantes e adeptos de esportes e turismo de aventura. Tendo como princípio a missão da empresa de fabricar “Autênticos Equipamentos e roupas para Aventura”; A equipe de gestão da Hard® é formada por experientes esportistas de aventura e gestores de empresas que juntos desenvolveram uma coleção inicial composta por diversos modelos de roupas e acessórios. Todos são confeccionados com tecidos planos de fibras artificiais e sintéticas de alta tecnologia proporcionando às peças da Hard® características exclusivas como secagem em 12 minutos, pouco peso, alta resistência a abrasão e equilíbrio térmico que são exigências inquestionáveis para qualquer legitimo Outdoor Wear. Atualmente, os consumidores de produtos destinados a aventura no Brasil estão insatisfeitos com a falta e a redução de produtos, marcas e pontos de venda no Brasil que simplesmente estão desaparecendo do mercado nacional devido ao aumento do arrojo fiscal para produtos importados e a falta de fabricantes nacionais de produtos técnicos para aventura. Ao contrario dos atuais fabricantes como Quéchua, Kailash, Curtlo, Solo, By e Columbia, nós da Hard®, apresentaremos ao mercado produtos desenvolvidos com uma modelagem mais técnica e novas tecnologias, diferenciando e posicionando os produtos da Hard® como autênticos equipamentos e roupas para aventura. Segundo estatísticas, o mercado de aventura é um dos segmentos esportivos que apresentam maior potencial de crescimento no Brasil, graças ao crescente interesse dos Brasileiros por atitudes ambientalmente corretas e atividades de aventura e turismo ligados à natureza. E esse interesse faz com que as pessoas passem a utilizar roupas para aventura em suas atividades diárias, como modo de posicionar seu estilo de vida. A divulgação dos esportes de aventura nas mídias de massa e o crescimento da economia Brasileira, cada vez mais, possibilitam que pessoas das classes B e C tenham acesso aos esportes de aventura. Segundo, dados da ABETA, órgão responsável pelo segmento Outdoor no Brasil, o mercado Brasileiro de produtos de aventura deve crescer 15%, em média nos próximos anos e atender a um número superior a 5 milhões de turistas de aventura em 2011.

1.1. Resumo dos principais pontos do plano de negócio: Indicadores de viabilidade: Investimento Inicial: R$ 600.000,00 Prazo de retorno do investimento: 2 anos e 7 meses. Ponto de equilíbrio (PE): 800 produtos/mês. TIR: 21% a.a.

4


2. Descrição da empresa Sobre a Hard Adventure® A Hard Adventure Indústria e Comércio de Roupas e Equipamentos Ltda. É uma empresa fabricante de roupas e equipamentos para aventura. Com fábrica e marca próprias, seus produtos são comercializados através de lojistas especializados em artigos para práticas de esportes e turismos de aventura. Seus principais produtos são roupas e acessórios técnicos para aventura confeccionados com tecidos planos de fibras artificiais e sintéticas (poliamida/náilon). Nossa Missão Autênticos Equipamentos e roupas para Aventura. O que buscamos: Buscamos inspirar mais pessoas a conhecer atividades ao ar livre, a levar um estilo de vida saudável e, acima de tudo, a preservar os recursos naturais e culturais de nosso planeta. Visão de Futuro Tornar a marca Hard Adventure® e seus produtos referência nacional e internacional em roupas e equipamentos de alta performance para esportes de aventura e atividades Outdoor. Valores Integridade e honestidade para: Assegurar que os interesses sociais e ambientais sejam as diretrizes para nossas ações; Desenvolver produtos com tecnologia, qualidade e ecologicamente corretos; Ser uma empresa ética, que vise sempre à sustentabilidade financeira, social e ambiental; Garantir a melhor solução em roupas e equipamentos para qualquer aventura. Coragem e paixão para: Garantir a qualidade e a funcionalidade de nossos produtos; Desafiar o pensamento convencional; Assumir riscos; Ultrapassar as nossas expectativas e a dos outros; Empenharmo-nos na realização de nossos trabalhos. Dados da empresa: Nome de fantasia: Hard Adventure® (Marca registrada - processo número 829734066) Nome empresarial: Hard Adventure Indústria e Comercio de Roupas e Equipamentos Ltda. CNPJ – Número de inscrição: (Omitido por questões de confidencialidade) Inscrição Estadual: (Omitida por questões de confidencialidade) DECA Municipal: (Omitido por questões de confidencialidade) Setores de atividade: Indústria e comércio de confeccionados em tecidos sintéticos, voltado a atender o segmento de vestuários para esportes de aventura. Tipo de atividade: Indústria e comércio Forma Jurídica: Sociedade Limitada. Produtos: Roupas e equipamentos para esportes de aventura (Outdoor). Enquadramento Tributário: (Omitido por questões de confidencialidade) Endereço: Avenida Anhanguera Número: 586 Bairro: Vila Real Continuação Complemento: Salão Comercial/Sobrado Cidade: Hortolândia Estado: São Paulo 5


CEP: 13183-140 Site: www.hardadventure.com.br / www.hardpro.com.br / www.hardrace.com.br. Diretor Geral: Thiago Fernandes Celular: (Omitido por questões de confidencialidade) Nextel: (Omitido por questões de confidencialidade) Fone: (019) 3819-9170 FAX: (019) 3897-2955 Skype: hard.adventure E-mail: contato@hardadventure.com.br Dados dos Sócios: (Omitidos por questões de confidencialidade) Manutenção dos registros: (Omitido por questões de confidencialidade) Seguro: (Omitido por questões de confidencialidade) Terceiros: (Omitidos por questões de confidencialidade)

3. O conceito do negócio O conceito do negócio Hard® é fabricar roupas e equipamentos para aventura. Com marca própria (Hard Adventure®) desenvolvemos, produzimos e comercializamos, por meio de lojistas, roupas e equipamentos para práticas de esportes e turismo de aventura.

3.1. O negócio Hard Adventure Para definir o conceito do negócio, precisamos fazer algumas análises, partindo da atual situação do mercado de produtos para aventura no Brasil. O mercado de aventura brasileiro em todos os seus segmentos, seja indústria, comércio ou prestação de serviços, apresenta enorme potencial de crescimento e altas margens de lucratividade aos investidores. Entretanto é um mercado muito novo, conturbado e bastante inseguro que vem sofrendo perdas consideráveis devido à falta de profissionalismo das empresas, de incentivos e políticas governamentais e principalmente pela pouca campanha e importância institucional dada ao segmento. E devido a esse alto risco, poucas empresas conseguiram sobreviver nos últimos anos e poucos arriscaram investir no segmento, principalmente na área da indústria devido à baixa competitividade dos produtos Brasileiros se comparados com produtos importados. Nossa proposta de negócio é investir na Indústria para produzir nacionalmente produtos técnicos com qualidade internacional, já que cada vez mais aumenta o arrojo fiscal e políticas para proteger a indústria nacional, inviabilizando a importação de roupas e equipamentos. Isso gera uma crescente demanda por produtos nacionais de alto desempenho, já que através dessas medidas fiscais e burocráticas a competitividade de nossos produtos aumenta.

6


O atual cenário do mercado de aventura sem a Hard®. O mercado Brasileiro de fabricantes de equipamentos para aventura é muito pequeno, porém potencialmente grande. Nos últimos anos esse mercado cresceu impulsionado pela moda aventura e pelo estilo de vida outdoor e ambientalmente correto. Porém, continua sendo um mercado pequeno. E isso fez com que muitos empreendedores importassem marcas, abrissem lojas e investissem nesse segmento acreditando em seu constante crescimento. Porém, devido ao baixo profissionalismo, importações independentes, além da entrada de grandes grupos varejistas que comercializam produtos asiáticos, a saúde do mercado de aventura no Brasil foi abalada. Em consequência disso, inúmeros empreendimentos faliram. E as lojas e empreendimentos que sobrevivem ainda lutam para concorrer com produtos importados que em sua maioria são comercializados no Brasil através de importações ilegais. Dessa forma, quem trabalha legalmente não tem condições de competir com produtos que entram no Brasil sem serem tributados, ou adquiridos por grandes varejistas de fornecedores asiáticos. O mercado de aventura com a Hard®. Confiantes nos dados sobre a retomada do crescimento gradual do consumo de produtos de aventura em 2010 e contando com o aumento do arrojo fiscal que aumenta a competitividades de produtos fabricados no Brasil. A Hard Adventure®, através da indústria, profissionais e alto conhecimento sobre o mercado de aventura, apresenta vantagens competitivas e características únicas como: -Fábrica própria e especializada em aventura, o que nos posiciona como umas das poucas empresas do segmento outdoor Brasileiro a possuir fábrica própria e especializada em vestuários técnicos Com produção internalizada que nos garante uma flexibilidade em todos os aspectos, seja no desenvolvimento de produtos, entrega de pedidos, tempo de produção entre outras características que só são possíveis com produção interna. As atuais marcas em sua grande maioria trabalham com facções, ou seja, terceirizando sua produção o que acarreta na falta de produtos nos pontos de venda e baixa variedade devido principalmente ao alto custo gerado pela produção terceirizada, acarretando em falta de flexibilidade e baixas margens de lucratividade. -Equipe de gestão formada por profissionais do segmento de aventura e de gestão de empresas. A equipe da Hard é formada por aventureiros de diversos segmentos de aventura com anos de experiência no segmento outdoor e de gestão de empresas. - Produtos diferenciados, desenvolvidos com modelagem funcional e técnica, sem esquecer do design. Buscamos nos posicionar com produtos tecnicamente superiores que unem modelagem funcional e as melhores matérias primas disponíveis nacionalmente. As atuais marcas brasileiras buscam aumentar suas margens simplificando seus produtos e os deixando mais fashion e menos funcionais. - Aplicação de estratégias de marketing que visam incentivar novos consumidores a experimentarem atividades outdoor através do apoio agências afiliadas à ABETA. Essa estratégia busca posicionar o segmento de aventura como opção de lazer para todas as idades e pessoas, conseqüentemente, acarretando em vendas de nossos produtos, já que qualquer atividade de aventura demanda roupas e equipamentos apropriados que proporcionem conforto e segurança ao praticante.

7


- Variedade de pontos de vendas, distribuição. O mercado de aventura nacional conta com aproximadamente 53 lojas especializadas em aventura de pequeno e médio porte. Contudo, é um número muito baixo diante de nossa extensão territorial. Dessa forma, temos como estratégia principal a diversificação de pontos de vendas. Ou seja, nossos produtos devem ser de fácil aquisição em qualquer lugar que nosso consumidor esteja e sempre que ele desejar. Por isso, nas cidades que não houver lojas de aventura, nem grandes redes de artigos esportivos, trabalharemos pontos de vendas diferenciados como bike shops, casa de pesca, operadoras e agência de turismos de aventura.

3.2. Os produtos. A coleção inicial da Hard® é composta por roupas desenvolvida com tecidos planos de fibras artificiais e sintéticas (poliamida/náilon). Essa matéria prima garante às peças secagem rápida, resistência à abrasão, pouco peso e alta tecnologia, características essenciais para roupas de aventura destinadas ao clima tropical brasileiro. A Hard vem para suprir uma lacuna de mercado que é a demanda por roupas leves e funcionais para aventura, destinadas a climas tropicais. Tabela de Produtos (Coleção Inicial/Verão 2011): (Omitida por questões de confidencialidade)

4. Equipe de gestão Organograma Funcional: Para o início das atividades e o pleno funcionamento da indústria e da empresa como um todo, são necessários 22 profissionais (17 operacionais/fábrica e 5 administrativos/comercial). CEO Conselho consultivo

Coordenadora da Industria

Costureiras

Cortador

Auxiliar Costura

Auxiliar Corte

Administrativo

Expedição (PPCP)

Revisador

Estilista (Freelancer)

Diretor Comercial (Demais estados)

Representante (São Paulo)

Modelista (Freelancer)

Representante (Rio de Janeiro) Representante (Paraná e sul)

Equipe de gestão Administrativo e comercial:   

CEO - Administrativo: Diretor Comercial: Representante Comercial: 8


 

Administrativo: Coordenadora Indústria:

Operacional: 12 Costureiras 1 Revisador 1 Auxiliar Costura 1 cortadeira 1 Auxiliar de corte 1 Expedição (especializado em PPCP) Liderança, valores e cultura organizacional A liderança da Hard Adventure será exercida pelo gerente geral da empresa que poderá influenciar as pessoas, segundo Lacombe, graças ao seu poder legítimo (já que este, em um cargo superior, poderá estabelecer tarefas aos seus subordinados), poder de referência (como o carisma) e poder do saber (já que o líder detém conhecimento sobre todo o processo produtivo, sobre fornecedores e compradores e sobre o consumidor final), sendo este último de grande importância para o exercício da liderança na empresa. A empresa terá como valores principais a dedicação de todos os funcionários em todo o processo produtivo com o objetivo de criar e produzir produtos de qualidade elevada e a preços competitivos. Por isso, o trabalho de todos os colaboradores, diretos e indiretos, é de fundamental importância para a empresa. Assim, a Hard Adventure pretende criar uma cultura de dedicação à empresa como forma de aumentar sua competitividade no mercado, buscando assim, maior satisfação do consumidor final. Gestão estratégica de pessoas com base em competências A gestão de pessoas baseada em competências pretende estabelecer como linking o líder da equipe que será o gerente geral. Este, por sua vez, receberá a incumbência de gerenciar a equipe de maneira que ela trabalhe eficientemente em conjunto. Alinhando competências ao negócio Através da gestão de pessoas, buscaremos o desenvolvimento de uma equipe equilibrada como forma de evitar o pensamento grupal que induz ao erro. Assim, a empresa apresentará pessoas criativas, produtivas, inspetoras e aconselhadoras com o objetivo de equilibrar a roda. Como o líder da empresa é uma pessoa mais inovadora, acreditamos que a Hard Adventure tenderá a assumir uma cultura mais voltada para a inovação, assimilando a cultura do líder. Design do perfil de competências O gestor geral assumirá um perfil de aconselhamento, disseminando informações e inovação, encontrando novas maneiras de lidar com velhos problemas e criando novas idéias. O gestor comercial será mais voltado para a organização, estabelecendo recursos materiais e pessoais para a realização das vendas e o bom desenvolvimento de relacionamentos com clientes e representantes. O setor de pesquisa e desenvolvimento contará com pessoas voltadas para a inovação e desenvolvimento, fazendo uso da criatividade para inovar os produtos da Hard Adventure e fazendo uso da tecnologia disponível. Cortadores e operários apresentarão perfil de produção, inspeção e manutenção sendo, portanto, fundamentais para a produção regular da empresa.

9


5. Mercado e competidores Mercado: Mercado de Esporte Público- alvo: Praticantes de esporte de aventura que praticam com freqüência sua modalidade e procuram performance e funcionalidade em seus equipamentos. Público potencial: Qualquer pessoa que procura conforto e segurança quando exposta a ambientes naturais no qual ficam sujeitas a condições climáticas adversas como sol, chuva e frio entre outros fatores ambientais ou apenas entusiastas do estilo de “vida Adventure”. Posicionamento Competitivo: Desafiador de Mercado. Posicionamento de Mercado: Marca de vestuário e equipamentos de alta qualidade, tecnologia e funcionalidade. Segmentação do mercado: Esportes de aventura (outdoor): São esportes praticados junto à natureza, que exigem instrução e treinamento prévio, uso de equipamentos especializados e envolvem emoções e riscos controlados além do respeito ao patrimônio ambiental. Geralmente são divididos pelo meio em que são praticados: Água, terra ou ar. Esse segmento tem relação direta com o mercado de ecoturismo, que promove a prática de atividades de aventura e esporte recreacional, em ambientes naturais e espaços urbanos ao ar livre, que envolvam emoções e riscos controlados, exigindo o uso de técnicas e equipamentos específicos, a adoção de procedimentos para garantir a segurança pessoal e de terceiros e o respeito ao patrimônio ambiental e sociocultural. Principais modalidades de aventura. Ar Asa-delta Parapente Balonismo Ultraleve Vôo Livre Terra Espeleologia Trekking Excursionismo, caminhadas e orientação Cavalgada Canionismo Camping Corrida de Aventura Montanhismo Mountain bike Off - Road (moto e carro) 10


Água Pesca esportiva Caiaque Mergulho Vela Rafting Canoa Windsurfe Análise Setorial Indústria de roupas e equipamentos para atividades outdoor Número de concorrentes: O número de fabricantes de roupas e equipamentos outdoor no Brasil se manteve inalterado durante o ano de 2009 e inicio de 2010. Os fabricantes nacionais que atuam no segmento específico de aventura como a Solo, Kailash, Curtlo, By, Trilhas e rumos, Conquista, Equinox e Terran não apresentaram nenhuma novidade nos últimos meses e mantiveram seus preços e coleções inalteradas com pequenas modificações. A exceção foi a marca Quechua, que pertence ao grupo Decathlon e não é fabricada no Brasil, que apresentou nos últimos meses uma variedade de produtos novos e com preços bastante atrativos para o publico entusiasta. Entretanto, a grande novidade foi que o mercado de aventura brasileiro ganhou novos concorrentes de peso, através da chegada de novas marcas estrangeiras de olho no enorme potencial do mercado outdoor no Brasil. A marca The North Face chegou ao Brasil utilizando a estratégia de lojas próprias e pouca variedade de produtos se especializando em mochilas e malas e poucos pontos de venda. Como todos esperavam há bastante tempo a marca Columbia que detém outras marcas como a Mountain Hardwear, Sorel, Montrail e Pacific Trail, chegaram ao Brasil e apresentou ao mercado produtos modernos que serão distribuídos através de lojistas e grandes redes de artigos esportivos em todo território nacional. A chegada das marcas estrangeiras foi uma grande conquista para todos os concorrentes do mercado, pois a presença dessas marcas no Brasil representa uma campanha institucional para o segmento de aventura muito forte, gerando um interesse maior dos entusiastas a conhecerem roupas e equipamentos para aventura, como também serve de alerta para incentivar a indústria nacional a se atualizar e se preparar para concorrer com essa nova realidade concorrencial do mercado outdoor. Taxa de crescimento da indústria: Não há pesquisas que revelem dados conclusivos sobre a indústria de equipamentos no Brasil. Entretanto, é possível acompanhar o crescimento do mercado de aventura como um todo através da Abeta (Associação Brasileira de esportes e turismo de Aventura) e do Adventure Sport Fair (maior feira de esportes de aventura da America Latina). Essas instituições apresentam dados positivos, que se mantiveram equilibrados durante o ano de 2009 com um crescimento médio de 15% a.a., mesmo durante a crise econômica. Os dados disponíveis sobre o mercado de turismo de aventura apresentam uma movimentação de R$ 450 milhões de reais e a atração de cinco milhões de turistas anualmente em busca de aventura em todo território nacional que são potencias consumidores de roupas e equipamentos para atividades junto à natureza. Diversidade de concorrentes: O mercado de atividades outdoor brasileiro, também conhecido como mercado de esportes de aventura e atividades ao ar livre está passando por um momento bastante peculiar e de 11


crescimento constante. A chegada de novas marcas internacionais e novos produtos no mercado nacional levou um incremento na quantidade de propaganda para o mercado chamando a atenção de entusiastas para a existência de roupas específicas para atividades outdoor, conseqüentemente gerando um aumento no mercado consumidor como um todo, beneficiando todas as empresas concorrentes de mercado. Os preços dos produtos similares de marcas estrangeiras estão cerca de 30% a 50% acima dos praticados pelas marcas nacionais, permitindo um aumento das margens de contribuição nos produtos das marcas brasileiras que atualmente se encontram aproximadamente mais baratos que os produtos similares importados de outras marcas. A rivalidade entre os concorrentes se mantém fraca, já que o mercado consumidor está crescendo mais do que a oferta de produtos. Mesmo com a entrada de empresas no ultimo ano, a variedade de marcas e a diversidade de produtos ainda são bastante baixa se comparadas com as de outros mercados. 5.1. Mercado-alvo Com base nos conceitos de esportes e turismo de aventura, podemos classificar nosso públicoalvo, sem perder o foco como praticantes de esportes e turismo de aventura. Sem a necessidade de especificar a modalidade praticada, já que nosso produto (roupas e acessórios para aventura confeccionados com tecidos planos de fibras artificiais e sintéticas) é apropriado para qualquer atividade ao ar livre. Estratégia de posicionamento: A estratégia adotada é a de marketing de nicho, dado que o segmento de turismo e esportes de aventura é dividido em dois subsegmentos (nichos). O primeiro é conhecido como SOFT, no qual as experiências se baseiam na pratica de atividades ao ar livre de baixa intensidade (passeios, excursões, percursos monitorados, observação da fauna, etc.) e que representa cerca de 80% do total. O outro é conhecido como HARD, no qual as experiências relacionam-se com a prática de atividades de alta intensidade (Rafting, caiaque, escalada, trekking etc.) que requerem um elevado grau de concentração ou de conhecimento e representa cerca de 20% do total. (fonte: AEP) A empresa optou pelo nicho classificado como HARD pelas seguintes justificativas: - São clientes que aceitam pagar um preço maior pela diferenciação e funcionalidade de nossos produtos (reconhecem as características do produto, pois conhecem suas necessidades) - São formadores de opinião. Suas escolhas, bem como os produtos que consomem são desejo de consumo dos praticantes SOFT. - Após a primeira experiência com atividades de aventura de baixa intensidade (Soft), aproximadamente 65% dos praticantes migram para atividades de alta intensidade (Hard) que necessariamente exigem o uso de roupas adequadas. Isso apresenta um cenário de potencial crescimento e geração de lucros. - Esse nicho é de baixo interesse para novos concorrentes. - Os consumidores utilizam produtos de aventura como estilo de vida e evitam utilizar produtos substitutos.

12


Características do público-alvo da Hard®:

Segmentação Demográfica:

Qual a faixa etária? 90% têm mais de 25 anos, sendo que 60% estão entre os 25 e 35 anos. Gênero? 70% são homens e 30% são mulheres. Hábitos? São formadores de opinião e viajam no mínimo duas vezes por mês. Possuem atitudes e hábitos ambientalmente corretos. Quanto ganha? 90% são das classes A e B. 60% ganham entre 2.000 e 6.000 reais. Qual é a sua escolaridade? 60% concluíram ou estão cursando o ensino superior. Onde moram? A maioria do público mora em grandes centros urbanos. 70% estão na região Sudeste e 15% na região Sul.

Segmentação Comportamental: A maior parte do público (78%) pratica atividades outdoor mais de uma vez por semana e viaja, em média, duas vezes por ano. Cerca de 80% dos entrevistados durante acessam a internet diariamente, sendo que a internet é o canal mais utilizado para planejar a viagem e compras. 49% dos usuários indicaram esse meio para a pesquisa dos preços, destinos e roteiros. Em contrapartida, 23% dos entrevistados indicaram as revistas como canal de pesquisa. Só que 65% dos entrevistados indicaram que na hora de fechar negócio fazem diretamente com os 13


prestadores de serviço como pousadas, companhias de ônibus e operadoras. Metade dos que praticam esportes de aventura o fazem há três anos ou mais. Segmentação Psicográfica: O que motiva os consumidores: A busca pela liberdade, principalmente relacionando vivências na natureza com práticas esportivas é uma característica marcante que ganha adeptos numa proporção acelerada no contexto atual. Nessas práticas esportivas, a liberdade reside na possibilidade de criar o trajeto a ser percorrido, escolher a velocidade e o tempo de duração e, principalmente, não estar condicionado a regras pré-definidas. O sentido de liberdade aqui expresso está relacionado com o rompimento da forma como são praticados os esportes tradicionais modernos, com regras pré-determinadas, espaço restrito para sua prática (quadras, campos ou ginásios) e tempo cronometrado Identificando os interesses e comportamentos dos clientes. Que quantidade e com qual freqüência compram esse tipo de produto ou serviço? Os consumidores compram produtos outdoor normalmente para substituição ou quando existe a necessidade para uma viagem ou aventura. Onde costumam comprar? A maioria dos consumidores busca seus produtos em lojas especializadas ou através de lojas virtuais. Porém, com a falta de opção de pontos de venda, alguns consumidores buscam em lojas de artigos esportivos em geral. Que preço pagam atualmente por esse produto ou serviço similar? Os consumidores de produtos de aventura não são sensíveis a preço, já que o fator motivacional que gera a compra é a qualidade e funcionalidade dos produtos (Necessidade).

5.2. Projeção de vendas e Market share (Omitido por confidencialidade) 5.3. Necessidade do cliente O fator motivacional que resulta na compra de produtos da Hard® é a necessidade de vestimentas adequadas para a região a qual o consumidor vai viajar. Observando o perfil do turista de aventura brasileiro é possível determinar as regiões mais visitadas pelos consumidores em diversas partes do ano e a partir dessas regiões estudar suas características climatológicas e desenvolver nossos produtos com as características necessárias para suprir a demanda desses consumidores. A coleção inicial é composta por produtos que atendem a necessidade básica de 80% das regiões que recebem turistas de aventura no Brasil. Suas características principais são o clima quente e úmido demandando produtos leves, respiráveis e de secagem rápida. 5.4. Benefícios da Hard Adventure Como a vida do cliente poderá ficar mais fácil, melhor ou mais prazerosa com os produtos da Hard Adventure? Os produtos da Hard Adventure® são desenvolvidos para gerar o maior conforto em ambientes outdoor. Dessa forma combinamos tecidos leves e tecnológicos, modelagem anatômica que permite total liberdade de movimentos e o verdadeiro design adventure. Isso sensação de conforto, segurança e prazer em qualquer modalidade de aventura. Como ele vai se referir em relação à empresa com seus amigos e familiares? 14


Com base na sua própria experiência e no relato de outros usuários que testaram os produtos Hard Adventure® em condições Outdoor. Sem a utilização de um produto Hard Adventure para práticas outdoor o que o praticante estará perdendo? A pratica de atividades Outdoor sem vestimentas e equipamentos apropriados pode gerar desconforto e até mesmo risco de morte ao praticante. Como os consumidores vão justificar está compra a si mesmo, a sua família ou aos seus superiores? Com base nos atributos do próprio produto, que oferece o que há de mais moderno em tecnologia para o segmento de produtos outdoor. A marca Hard Adventure® tem o poder de trazer à mente certos atributos e benefícios como: Atributos: • Funcionalidade • Desempenho • Tecnologia • Resistência/Durabilidade • Conforto Benefícios: • Usar um legítimo Outdoor Equipment. • Estar preparado para qualquer aventura. • Segurança. • Liberdade A marca Hard Adventure tem o poder de transmitir os valores, cultura e personalidade da empresa como: Valores: Usar um produto da Marca Hard significa que os interesses sociais e ambientais do usuário são similares aos da empresa que tem como diretriz o foco ambiental e social em suas ações e estratégias. Cultura: A Hard Adventure representa os praticantes assíduos, profissionalizados e mais comprometidos com o segmento outdoor. Personalidade: Usar um produto da marca Hard Adventure é expressar o verdadeiro estilo de vida adventure. Usuário: Ecologicamente correto, saudável, ousado, viajado e amante da natureza, preza a funcionalidade de seus equipamentos e é completamente apaixonado por novas aventuras.

5.5. Competidores (Dados omitidos por questões de confidencialidade)

15


5.6. Vantagem competitiva. A Hard Adventure é umas das poucas empresas nacionais especializadas em roupas de aventura que possui toda a estrutura produtiva interna o que nos garante flexibilidade e competitividade, além de nossa excelente localização próxima ao principal fornecedor de tecidos artificiais e sintéticos.

6. Marketing e vendas 6.1. Produto Produtos: A coleção inicial de produtos da marca é composta por roupas e acessórios para aventura confeccionados com tecidos planos de fibras artificiais e sintéticas (poliamida/náilon). Etapas do desenvolvimento de produtos: Produtos Concorrêntes Principais Fontes de Informação Todas as características analisadas são repassadas para o Briefing

Informações de esportistas e praticantes

Briefing do novo produto

Desenhista técnica

A Piloteira transforma os moldes em produtos, através da união das partes.

Modelistas

Piloteira

Peça Piloto

Opiniões de profissionais de moda e estilismo

Estudos Geográficos e Demográficos

O Briefing é repassado para uma desenhista técnica, que une todas as características em um só produto

Os modelistas transformam o desenho técnico em moldes que servirão de base para a confecção dos produtos

Surge a primeira peça que passará por uma série de teste e homologações antes de ser comercializada..

Coleção: (Anexo) Essa coleção é destinada e posicionada para a linha Trekking. Design e diferenciais Diferenciando dos concorrentes nacionais, a modelagem utilizada nos produtos da marca é uma modelagem técnica para evitar qualquer peso desnecessário e atrito com a pele e com o ambiente, garantindo maior mobilidade, funcionalidade e liberdade de circulação sanguínea. Características Todos os modelos que compõem a coleção são confeccionados com tecidos de poliamida que garantem às peças as seguintes características; leveza, compactação e praticidade, secagem rápida, resistência a abrasão, durabilidade, transpirabilidade para evitar a retenção da umidade que é a responsável pela proliferação de bactérias e fungos. Marca A marca utilizada nos produtos é a marca própria da empresa Hard Adventure®

16


Especificações Todos os produtos da marca são destinados à prática de turismo e esportes de aventura. Dessa forma, cada produto da marca possui materiais comunicativos de suas indicações e restrições técnicas. Política de Garantia Os produtos Hard Adventure® se beneficiam de uma garantia vitalícia, assegurando a reparação ou substituição dos produtos em caso de defeito de materiais, costura ou de fabricação por toda sua vida útil. É importante saber que essa garantia não cobre estragos causados por acidentes, uso impróprio do equipamento ou pelo desgaste natural dos materiais, gerado pelo uso mais intenso do produto. Embalagem Os produtos da marca seguem fortemente a política de gestão ambiental. Dessa forma, todos os materiais utilizados na comunicação e transporte dos produtos são reutilizáveis e recicláveis.

6.2. Preço Os preços dos produtos da marca são maiores do que os praticados pelos concorrentes nacionais, devido à complexidade e custos de das matérias-primas. Contudo, são equivalentes aos preços praticados pelas marcas estrangeiras. (Mais detalhes foram omitidos por confidencialidade) Condições comerciais (Omitidas por questões de confidencialidade) Formas de pagamento: (Omitidas por questões de confidencialidade) Entrega de produtos: (Dados omitidos por questões de confidencialidade) Prazo de entrega: (Omitido por questões de confidencialidade) Pedido: (Omitido por questões de confidencialidade) Pedidos sob encomenda: (Omitido por questões de confidencialidade) Trocas: (Informação omitida por questões de confidencialidade)

6.3. Praça Nossa estratégia de distribuição é atingir o maior numero possível de PDVs sem perder o foco no posicionamento da marca. Dividimos os distribuidores em duas categorias.

17


1. Primários: Distribuidores com forte marca no mercado, foco dos consumidores, trabalham com diversas marcas e possuem alta qualidade e alto valor. São especializados em aventura. 2. Secundários: Distribuidor cujo público-alvo e potencial seja constante. A estratégia é facilitar o acesso aos produtos da marca Hard. Pontos de vendas – Estratégicos ( Grandes Lojistas) : •

(Anexo)

Pontos de vendas Externo • •

Preparar material/mostruário e propostas de exportação para enviar para REI – Maior rede de lojas dos EUA. Preparar material/mostruário e propostas de exportação para enviara para Barrabas – Maior rede de lojas da Europa.

Pontos de vendas e Potenciais:

• • • •

Lojas de aventura Lojas de aventura virtuais Lojas de caça e pesca Lojas de artigos esportivos “apenas com departamento outdoor ou disponibilidade de espaço especifico para aventura (posicionamento da marca)”. Lojas de surfwear “apenas com departamento outdoor ou disponibilidade de espaço especifico para aventura (posicionamento da marca)”. Lojas de triátlon “apenas com departamento outdoor ou disponibilidade de espaço especifico para aventura (posicionamento da marca)”. Operadoras de ecoturismo. Hotéis fazenda. Distribuidores patrocinados. Lojas náuticas. Operadoras de mergulho. Escolas de esportes de aventura. Lojas de acessórios off-road. Bike shops Pontos de paradas (postos e lanchonetes) nas imediações de cidades de turismo de aventura.

• • • • • • • • • • •

Logística e Armazenamento Os produtos são feitos e armazenados na fábrica, localizada em Hortolândia/SP Distribuição Nossos produtos são entregues por via transportadora, sedex ou encomenda de correio normal, de acordo com a solicitação. O custo de entrega é de responsabilidade do cliente.

6.4. Promoção Considerações iniciais Para o início dos trabalhos de comunicação a empresa tem como foco destinar todos os recursos de marketing para ações que gerem contrapartida financeira. Ou seja, estudando os 18


aspectos dos consumidores de produtos de aventura a empresa identificou que 80% dos consumidores buscam informação de produtos de aventura e viagens pela internet, acessando redes sociais, lojas ou diretamente os sites dos fabricantes. E cerca de 65% dos consumidores decidem o produto que compram no ponto de venda, por gostarem de outro modelo ou por indicação de vendedores. Com base nessas informações, a empresa buscará focar os recursos em mídias eletrônicas e diretamente no ponto de venda. Objetivos das ações O principal objetivo da ação é o lançamento da marca e a venda dos produtos. Conquistar os principais pontos de venda e desenvolver novos canais. Aumentar as margens de lucro e aumentar o valor percebido pelo cliente. Gerar credibilidade da marca. Gerar mídias espontâneas. Divulgar a marca para o público-alvo com o menor custo possível. Ideias básicas Mail Marketing (consumidor e lojista) Trabalhar mídias eletrônicas, redes sociais, sites, hot sites. Materiais de comunicação para o PDV. Materiais de comunicação sobre o produto. Princípios Básicos: Agregar algum tipo de valor. Causar Impacto ao observador. Conquistar a confiança do consumidor. E por fim saciar o desejo de vendas do cliente. Análise Situacional A Hard Adventure é uma empresa nova no mercado. O mercado de aventura está em expansão. Há poucos concorrentes, contudo três marcas dominam o mercado. Ingresso constante de marcas estrangeiras no mercado nacional Falta comunicação institucional das marcas de aventura. Falta variedade de produtos, opções de cores e modelos. Dificuldades de se encontrar pontos de vendas.

Diretrizes da Comunicação Toda forma de comunicação deve surgir do planejamento estratégico da empresa. Toda comunicação no início da atividade deve gerar contrapartida financeira, receita. Todas as mensagens serão distribuídas através de canais pré-definidos Toda comunicação feita deve ser acompanhada e monitorada constantemente pela direção da Hard. Público-alvo Lojistas e pontos de vendas potenciais. Consumidores e entusiastas. Necessidades das partes interessadas Lojista tem a necessidade de obter produtos que gerem margens altas e boa liquidez. Consumidor tem a necessidade de consumir um produto eficiente e que seja equivalente a suas expectativas e aos seus valores. 19


A Hard Adventure deve desenvolver a melhor parceria comercial com os lojistas e desenvolver a imagem e a memória da marca nos usuários e consumidores. Principais mensagens que a marca Hard® deve passar. O conceito central, a mensagem que queremos transmitir. Produtos de qualidade e desempenho superior. Marca de legítimos equipamentos de aventura. Equipamentos usados por profissionais de aventura. Hard Adventure te deixa preparado para qualquer aventura. Roupas de aventura de verdade. Estilo de vida aventureiro e ecologicamente correto. Equipamento feito por quem mais entende de aventura. Produtos simples, apropriados, funcionais e seguros. Produtos inspirados nas verdadeiras necessidades daqueles que enfrentam as mais expostas, difíceis e incríveis aventuras em ambientes naturais Confiança, seriedade e agressividade. Trabalhos a serem desenvolvidos: Mídias eletrônicas Como todos sabem, as mídias eletrônicas são para quase todos os mercados o principal canal com o consumidor final. E principalmente para o publico Outdoor a internet é o principal canal usado para buscar informação sobre destinos, aventura e equipamentos. Dessa, forma manteremos atualizações constantes em todas as redes sociais disponíveis. A fim de manter uma ligação direta com nosso consumidor com a contratação de um profissional para acompanhar e atualizar diariamente essas mídias http://www.hardadventure.com.br/ http://www.hardapro.com.br/ http://www.hardrace.com.br/ http://twitter.com/hardadventure http://hardadventure.blogspot.com/ http://www.flickr.com/hardadventure/ http://www.dailymotion.com/Hard_Adventure http://www.youtube.com/hardadventure http://www.facebook.com/pages/Hard-Adventure/ http://vimeo.com/hardadventure Aparência para comunidades no Orkut. Mail Marketing para lojistas Mail Marketing para consumidores cadastrados. Mail Marketing para os lojistas enviarem para seus bancos de dados. Banners virtuais para blogs e sites patrocinados. Identidade Visual Corporativa - Papelaria (impressos): Folder Institucional com todos os dados da empresa, missão, valores e áreas de atuação. Cartões de visita e crachá para cada um dos colaboradores, representantes, atletas patrocinados e distribuidores lojistas. Envelopes de carta e oficio para a empresa toda. Pastas para propostas comerciais A4 com bolso. Papel timbrado.

20


Aplicação Word/ E-mail/Fax para cada um dos colaboradores, representantes, atletas patrocinados e distribuidores lojistas. Materiais de comunicação no ponto de venda (expositores e displays). Prateleira personalizada para roupas e acessórios. Totem Porta take-one. Pôster Banners Adesivos Embalagens Sacolas Ecológicas (PET) Embalagem reciclável ou funcional para os produtos. Áudio e Vídeo. Vídeo Institucional Vídeos Promocionais Trilha sonora Catálogos de produtos (Custom Publishing). Toda empresa tem um catálogo de produtos. Uma opção é misturar seu catálogo de produtos com um editorial e transformá-lo em uma revista que organiza a exposição de seus produtos de forma contextualizada. Materiais de informação produto (TAG’s) TAG para cada produto. TAG Institucional. - Treinamento de vendedores e uniformização. - Adesivos - Estampas para camisetas. - Patrocínio através de Banners virtuais para blogs e sites patrocinados. - Google AddWords - Camisetas promocionais para aventureiros profissionais.

21


7. Estrutura e operação 7.1. Organograma Funcional

7.2. Processo de negócio 1. Planejamento da coleção: O planejamento da coleção é fundamental e é ele que vai dar a direção da maximização de uso dos tecidos e cores. Cabe à direção da empresa e ao departamento comercial repassar as informações para a estilista (freelancer) que desenvolve as fichas técnicas. 2. Planejamento do processo produtivo: O planejamento deve considerar os pedidos que chegam dos clientes em relação à capacidade de produção e estoque de materiais. Esse trabalho é realizado pelo responsável pelo almoxarifado e pela coordenadora da fabrica. Estoque de materiais O estoque de materiais é dimensionado pelo responsável pelo almoxarifado que deve considerar o tempo de entrega dos fornecedores e o grau de importância na entrega das mercadorias. 3. Risco A etapa de risco é feita por terceirização. Nessa etapa o encaixe da modelagem é definindo aproveitamento o tecido, do forro e das entretelas. O risco dará origem à matriz.

22


4. Enfesto Após a conclusão da matriz, inicia-se o enfesto dos tecidos conforme o planejado. Essa etapa é feita pelo cortador e por seu auxiliar. 5. Corte A precisão do corte, seguindo as linhas do risco, é importante para garantir qualidade ao produto final e deve ser realizada pelo responsável pelo corte. 6. Preparação para costura Esta etapa é imprescindível para a produtividade e qualidade da costura. O auxiliar de costura que prepara as peças deve estar munido de ficha técnica que auxiliará na identificação de todas as partes que compõem a peça, bem como de seus aviamentos. 7. Costura Montagem da peça, com as partes, entretelas e aviamentos. No início essa etapa será feita por 12 costureiras. 8. Limpeza da peça Essa etapa é feita pelos revisadores 9. Passadoria Essa etapa é feita pelos revisadores 10. Embalagem Essa etapa é feita pelos revisadores e pelo responsável da expedição 11. Estoque de produtos Essa etapa é responsabilidade do profissional da expedição 12. Expedição Essa etapa é responsabilidade do profissional da expedição e de administração.

7.3. Política de recursos humanos O recrutamento e seleção serão por meio do programa do governo de São Paulo chamado emprega São Paulo.

7.4. Fornecedores Tecidos: (Informação omitida por questões Zíper: (Informação omitida por questões Botão Pressão personalizado. (Informação omitida por questões Botão Camisa (Informação omitida por questões Etiquetas (Informação omitida por questões Elásticos: (Informação omitida por questões

de confidencialidade) de confidencialidade) de confidencialidade) de confidencialidade) de confidencialidade) de confidencialidade) 23


Fivelas: (Informação omitida por Fitas para cós: (Informação omitida por Velcro: (Informação omitida por Aviamentos em Geral (Informação omitida por Bonés (Informação omitida por Meias (Informação omitida por Tag’s (Informação omitida por Embalagens (Informação omitida por

questões de confidencialidade) questões de confidencialidade) questões de confidencialidade) questões de confidencialidade) questões de confidencialidade) questões de confidencialidade) questões de confidencialidade) questões de confidencialidade)

7.5. Infraestrutura e localização Infraestrutura Toda infraestrutura e maquinários foram definidos através da contratação de uma consultoria técnica.

800,00

1200,00

1200,00

1700,00

600,00

600,00

1200,00

Layout do Chão de Fabrica

600,00

Mesa Corte

1200,00

Mesa Revisão e Arremate

Escritório e Expedicao

Almoxarifado 21 m2

2750,00

21 m2

24


Localização A empresa será localizada na cidade de Hortolândia, São Paulo, que está estrategicamente localizada entre as principais rodovias do estado, Anhanguera, Dom Pedro e Bandeirantes, para facilitar a distribuição de seus produtos para todo o Brasil. Contudo, a principal vantagem é a localização próxima ao pólo têxtil paulista, a região de Americana, Nova Odessa, Santa Bárbara D’Oeste e Sumaré, que são responsáveis por cerca de 85% da produção nacional de tecidos planos de fibras artificiais e sintéticas (principal matéria-prima dos produtos da Hard Adventure). Por esta razão a região é considerada o maior pólo têxtil desse segmento na América Latina de acordo com estimativas do sindicato das empresas locais, o SINDITEC Sindicato das Indústrias Têxteis de Americana, Nova Odessa, Santa Bárbara D’Oeste e Sumaré.

Legenda: A) Hard Adventure B) Rodovia Anhanguera ( 4,7 km) C) Rodovia Dom Pedro (10,2 km) D) Rodovia dos Bandeirantes (8,4 km)

8. Estratégia de crescimento 8.1. Analise Swot e Pest. Pontos Fortes Cada etapa do processo de produção e comercialização dos vestuários contará com profissionais especializados, todos com vasta experiência e afinidade com o mercado de aventura. São praticantes assíduos com anos de experiência em atividades outdoor em território nacional e internacional em diversas modalidades de aventuras. Na produção, todos os 25


profissionais envolvidos são técnicos na sua especialidade, como corte, costura, serigrafia, entre outras etapas do processo de confecção. Capacidade de criação de produtos inovadores através de profissionais da moda altamente qualificados, que são assessorados pelos esportistas para o desenvolvimento de roupas funcionais e com design diferenciado. A parceria com escolas de moda e seus principais talento faz a união perfeita quando são assessorados por esportista de ponta. Custo de produção moderado, com baixo risco e maior flexibilidade, graças ao processo de confecção internalizado e baixo custo com logística, já que os fornecedores e as confecções parceiras da empresa estão situados na região de Campinas. Foco na qualidade, através de uma produção inicial de baixa escala. A orientação será para o produto, o que garantirá qualidade diferenciada e exclusividade aos consumidores.

Pontos Fracos Baixo poder de barganha com fornecedores. Restrições financeiras Marca desconhecida pelo mercado. Outro risco é a dificuldade de competir com empresas de marca forte durante o início das atividades da empresa, período em que esta não é conhecida pelo mercado. Quanto a risco do investimento, a empresa apresenta baixo nível de alavancagem operacional com pouco capital imobilizado bruto.

Oportunidades Participação em um mercado em expansão, que cresce em sintonia com o Ecoturismo e se acentua com a divulgação de esportes e atividades outdoor pelos canais de comunicação de massa. Segundo estimativas do setor, o mercado outdoor movimenta anualmente R$ 250 milhões no Brasil só com a venda de roupas, calçados e acessórios, o correspondente a apenas 2,5% do total acumulado nos Estados Unidos que está consolidado há duas décadas e movimenta cerca de U$8 bilhões anuais. Poucos concorrentes diretos. Atualmente há poucas empresas nacionais que competem no mercado de aventura. Poucas são especializadas em vestuário, as demais se especializaram em diversos artigos como mochilas, barracas, equipamentos, calçados entre outros. deixando uma lacuna no mercado de vestuário tecnicamente projetado para práticas de atividades outdoor. Desenvolver uma marca associada à tecnologia têxtil gera uma oportunidade imensa de atingir novos mercados no futuro, pois cada vez mais as pessoas buscam e criam uma tendência de substituição de vestuários oriundos de fibras naturais e cortes convencionais por vestuários de alta tecnologia.

26


Ameaças As poucas empresas que atuam no segmento de vestuário se fortaleceram com pouco tempo de atuação no mercado, graças ao crescimento vertiginoso do mercado de aventura. Dessa forma, podem utilizar esses recursos para criar barreiras à entrada de novos concorrentes. A ameaça de novos entrantes (concorrência internacional) aumenta com a queda do dólar (valorização do real), pois o mercado nacional se torna atraente para empresas internacionais. Existe também a ameaça de substitutos que são vestuários de diversas modalidades esportivas que podem fornecer ao praticante desempenho similar ao desempenho dos vestuários de aventura. Isso se deve ao fato de utilizarem a mesma matéria prima, “tecido sintético”.

9. Previsões dos resultados financeiros e investimentos (Informações omitidas por questões de confidencialidade) 9.1. Investimento total 9.2. Estimativa dos investimentos fixos 9.3. Capital de giro 9.4. Investimentos pré-operacionais 9.5. Investimento total (resumo) 9.6. Estimativa do faturamento mensal da empresa 9.7. Estimativa do custo unitário de MP. M. diretos e terceirizações 9.8. Estimativa dos custos de comercialização 9.9. Apuração dos custos dos materiais diretos e/ou mercadorias vendidas 9.10.

Estimativa dos custos com mão-de-obra

9.11.

Estimativa do custo com depreciação

9.12.

Estimativa dos custos fixos operacionais mensais

9.13.

Demonstrativo de resultados

9.14.

Indicadores de viabilidade

9.15.

Ponto de equilíbrio

9.16.

Lucratividade

9.17.

Rentabilidade

9.18.

Prazo de retorno do investimento

27

Para fazer do zero  

Complemento Revista EXAME PME