Page 1

Diocese de Franca(SP) - n° 65 - agosto e setembro de 2010

A festa da integração entrou na história. Um evento já gravado em nossos corações. Dentro da história que vem sendo construída no alto da Estação, há quinze anos, começou a Festa da Integração, quinze edições já se passaram, estamos agora aguardando a 16° Festa da Integração. Festa que também marcou a história da Paróquia de São Sebastião, a vida de cada membro da grande família São Sebastião. Diante das diversas dificuldades vividas pela comunidade, surgiu a “Luz”, a “ Ideia” da festa na Nova Estação em 1995, em seguida tornou-se a Festa da Integração. Afirmo que marcou a história, porque marcou gerações; adultos, jovens e crianças. Continua a marcar, pois, cada ano novas pessoas, membros da grande Família São Sebastião são envolvidos. Marcou também porque todos que ajudaram, participaram,trabalharam, viram os resultados aplicados na paróquia, a começar pelos recursos financeiros investidos para a manutenção dos trabalhos pastorais da Comunidade; reforma e pintura da Igreja para a solenidade dos 50 anos da paróquia em 1998. A compra do primeiro, depois o segundo terreno para a construção do novo centro catequético, pois, as necessidades pastorais exigiam mais salas, mais espaços físicos para acolher a todos. “Depois começou o grande desafio, continuar a manutenção dos trabalhos pastorais, a própria vida da paróquia e junto a tudo isto começar a “Construção” do novo tão sonhado “ Centro Catequético.” Tão logo já começaram a aparecer as salas,ainda inacabadas,sem reboco,sem contra piso, sem luz, já eram usadas para atender as necessidades pastorais, acolhendo do jeito que podia. Agora só falta o ultimo andar do prédio o 4° andar. O que nele nós faremos? uma quadra para atender as atividades recreativas e esportivas? Ou um grande anfiteatro; para palestras, shows, teatros? O que faremos? Temos que bem pensar, para não cair num investimento errado e no futuro tornar-se um espaço perdido ou mal aproveitado. Deus e São Sebastião irão nos ajudar, para melhor servir nossa comunidade,lembrando também que hoje não só servimos às

necessidades da Paróquia São Sebastião, nossos espaços físicos estão hoje servindo à toda a diocese, com encontros, reuniões diversas a nível de diocese, bem como acolhendo Encontros a nível de SubRegionais, sem contar o quanto nossa paróquia tem acolhido e servido a diversos encontros,reuniões para a comunidade local, ou seja, para secretarias municipais, associações e empresas privadas. Nossa paróquia se encontra geograficamente localizada numa região que atende à todas as necessidades,sejam elas de cunho religioso,social,político e até comercial. Que bom, juntos construímos um grande espaço que “acolhe a todos”, marcando assim nossa vida, em saber que aqui tem as mãos de muitos, mas saber que estamos deixando um grande espaço físico construindo para muitas gerações que ainda virão. Para este ano de 2010, nossa meta com o resultado da 16° Festa da Integração, será a reforma da cozinha do nosso salão de festa e melhorias no próprio salão, sem falar que todos os anos, sempre tivemos também que contar com o resultado de cada festa da integração para a manutenção dos trabalhos pastorais de nossa paróquia. Só com o nosso dizimo, nunca conseguimos mantê-los, sempre foi necessário o complemento vindo parte dos resultados financeiros de cada festa da integração. Está lançado o nosso novo desafio para a 16ª Festa da Integração, sem contar que ainda teremos que concluir ainda este ano de 2010, a restauração das pinturas do teto de nossa igreja, o que tem sido feito com muito amor pela colaboração de cada paroquiano, com sua pequena oferta mensal, mas que todos poderão amanha olhar para cima e dizer: “Eu também ajudei a restaurar estas pinturas”, um orgulho pessoal que poderá passar de geração para geração. Uma verdade que também vem acontecendo ao longo dos anos da historia da paróquia que já completou 60 anos de vida paroquial, mas, que começou sua historia quando foi construída a 1ª capela dedicada ao Mártir São Sebastião, no alto da Estação, onde hoje é o nosso salão de festa, em 09 de fevereiro de 1919. Logo, completaremos 100 anos de historia na Estação, na cidade de Franca e na nossa diocese de Franca. Pe.Ovídio

Símbolos da igreja O pelicano Vimos que no teto da nossa igreja temos a figura da âncora que representa a nossa segurança de fé em Jesus Cristo. A âncora alcança grandes profundezas e mantém o barco seguro. Hoje, falaremos da ave pelicano. Na Europa medieval, considerava-se o pelicano um animal especialmente zeloso com seu filhote, a ponto de, não havendo com que o alimentar, dar-lhe de seu próprio sangue. Seguiu-se,

então, que o pelicano tornou-se um símbolo da Paixão de Cristo e da Eucaristia. Explica-se que o pelicano costumava matar seus filhotes e, depois,” ressuscitá-los” com seu sangue, o que seria análogo ao sacrifício de Jesus.Nas fotos, vemos o pelicano no círio pascal de 2006 e na estola de nossos padres. Fonte: Wikipédia - Sérgio Isáfer


n° 65

Informativo de São Sebastião

agosto e setembro de 2010

Padre: Uma profissão de fé Homem, abandona tudo para cuidar dos problemas dos outros. Abandona família para viver com os irmãos que a vida lhe der. Deixa sua mãe saudosa, porque agora consolará outras mães pelos caminhos que trilhar. Despede-se dos irmãos de sangue, junta-se a outros irmãos na fé. Não terá mais residência fixa. Onde for preciso habitará por algum tempo, trabalhando para coordenar o serviço dos muitos irmãos de fé que lhe confiarão. Por uns serás perseguido, por outros protegido. Uns o acolherão outros o rejeitarão. De alguns receberá gratidão, de muitos, críticas. Seguirá sem desânimo, pois sua recompensa será a vida eterna. Dormirá pouco, porque a messe que escolheu é muito grande e é preciso ir em busca dos trabalhadores. Estará em constante formação e jamais deixará

Agenda da Paróquia

PERMANENTE Missas: Segunda, Quarta, Quinta, Sexta e Sábado - 19:00h Terça - 19:00h nos setores c/Unção dos Enfermos (desde que não haja novenas na Paróquia) Domingo - 07:00h/09:00h/19:00h 1ª Terça - 19:00h terço e após missa de Louvor 1ª Quarta - 19:00h missa e adoração ao Santíssimo Sacramento e ao Sagrado Coração de Jesus 1ª Sexta - 19:00h missa ao Sagrado Coração de Jesus 1° Sábado - 12:00h reza das 1000 Ave-Marias 2° Domingo - 18:00h - Hora Santa Vocacional Dia 14 - 19:00h missa e adoração a relíquia da Santa Cruz. Dia 22 - 19:00h missa em louvor a Santa Rita e bênção das Rosas. Último domingo - 19:00h missa com benção das gestantes. Toda quinta - das 15:00h às 19:00h exposição e adoração ao Santíssimo Sacramento. - 20h00 - Formação permanente - documento de Aparecida(exceto a primeira - reunião CPP) AGOSTO dia 01 – Almoço pastoral familiar dia 04 - Dia do Padre dia 05 – CPP-Formação geral; 57º cursilho jovens feminino dia 06 – Curso de Batismo dia 07 – Reunião PAR; 1000 ave Maria; – 19,00 hs missa homenagem aos pais – catequese dia 08 – Batizados dia 10 – Dia dos diáconos (São Lourenço-patrono dos diáconos)

de proclamar a Palavra Sagrado do Pai. Esse homem disponível para a propagação do Evangelho de Jesus entre os homens é o padre de nossa comunidade, de nossa paróquia. Tão perto de nós e tão desconhecido. Alguém já se interessou em saber como está o dia do seu pároco? De seu vigário? Já parou para ouvir suas confissões e desabafos? Conhece seus gostos, seus desejos? Compartiha de suas alegrias e tristezas? Procura saber de suas necessidades? Com Jesus Cristo, a grandeza do sacerdote atingiu o seu ponto máximo, pois foi de Cristo que recebeu o poder sacerdotal.O sinal desse poder é a imposição das mãos, que constitui a matéria do sacramento da ordem. No dia do Padre, comemorado no dia 4 de agosto, elevamos nossa ação de graças a Deus e expressamos nossa gratidão, carinho e afeto para com nossos amigos sacerdotes. Escolhidos por Deus, chamados por Jesus e enviados pelo Espírito Santo. ( CSerra.RN) Sérgio Isáfer “Vede o poder do sacerdote? A língua do sacerdote faz, de um pedaço de pão, Deus! É infinitamente mais do que criar o mundo”. Cura D´Ars dia 15 – Dia de São Tarcísio (padroeiro dos coroinhas) de 19 a 22 – 16ª Festa da integração. de 21 e 22 – Trazer alimentos domingo fraterno dia 28 – Dia nacional do catequista. SETEMBRO(mês da bíblia) dia 02 – CPP formação geral dia 04 – Reunião do PAR; 1000 ave Maria dia 12 – Trazer alimentos domingo fraterno dia 25 – Promoção da pizza – pastoral do menor; Retiro coroinhas

EXPEDIENTE Informativo de circulação bimestral dirigido a comunidade de nossa Paróquia de São Sebastião, Diocese de Franca – SP. As matérias aqui publicadas são para orientação geral aos paroquianos, podendo ser reproduzidas desde que citada as fontes. Os artigos publicados são de responsabilidade de seus autores. Diretores: Padres Ovídio José Alves de Andrade – Pároco Pe.Evaristo de Oliveira – Vigário Paroquial Diáconos: Amauri Junqueira Aparecido Tomazinho

Jornalista Responsável: Garcia Netto

Equipe da Pascom: Diácono Amauri - amauri@jrti.com.br Paulo Assis - paulo.s.assis@hotmail.com Gabriel Assis - gsassis@uol.com.br Martha Gouveia - prismasolucoes@hotmail.com Colaboradores: Sérgio Isafer, Lilia Rocha Taveira, Diac.Aparecido e Gabriela Cintra Paróquia de São Sebastião - fone (16)3702-7914 Sitio: http://paroquiasaosebastiaofranca.com.br email: pascom.pssaosebastiao@gmail.com Tiragem - 2000 exemplares

página 02


n° 65

Informativo de São Sebastião

Festa Diocesana da Família

A festa diocesana da família da diocese de Franca desse ano será realizada no dia 28 de agosto (sábado) a partir das 15,30 hs , no ginásio Pedro Murila Fuentes, o Pedrocão com o show do padre Sérgio. Após celebraremos a Santa Missa. O tema será dos casados os consagrados e com o lema: Família, formadora de valores humanos e cristãos. Esta festa terá início com a semana nacional da família. O saudoso papa João Paulo II foi o grande incentivador das famílias. Já dizia, o futuro da humanidade passa pelas famílias. Assim, tem-se incentivado a pastoral familiar, como diz o documento de Aparecida: em toda diocese se requer uma pastoral familiar forte e vigorosa. A família é que salvará a família. Que todos nós possamos ser missionários da família. Este ano em nossa diocese adotamos o subsidio hora da família que trata temas como: valores familiares, virtudes sociais, sexualidade, aspectos econômicos, meios de comunicações sociais e escola. Todos ligados à família. Participe com sua família. Vamos lotar de famílias o Pedrocão. Sérgio Bedin

Mês vocacional

Agosto é o mês vocacional. Vale a pena recordarmos o que se celebra em agosto: no primeiro domingo destacamos o dia do padre, motivado pela festa de São João Maria Vianney, no segundo domingo celebramos o dia dos Pais, recordamos, então o chamado a gerar a vida e continuar com a obra criadora de Deus. Ser Pai e ser Mãe, constituir família, assumir um estado de vida na Igreja motivados pela festa da Assunção de Maria, modelo de todos aqueles que dizem SIM, celebramos no terceiro domingo a vocação religiosa, masculina e feminina. e no quarto domingo recordamos todos os ministérios leigos e no quinto domingo a vocação dos catequistas. Por isso convidamos a todos para que rezem pelas vocações e pedir para que hajam mais sacerdotes, religiosos e mais leigos comprometidos com nossa Igreja Povo de Deus. ORAÇÃO VOCACIONAL Senhor da Messe e Pastor do rebanho, faze ressoar em nossos ouvidos teu forte e suave convite: “Vem e Segue-me”! Derrama sobre nós o teu Espírito, que Ele nos dê sabedoria para ver o caminho e generosidade para seguir tua voz. Senhor, que a Messe não se perca por falta de operários. Desperta nossas comunidades para a Missão. Ensina nossa vida a ser serviço. Fortalece os que desejam dedicar-se ao Reino na diversidade dos ministérios e carismas. Senhor, que o Rebanho não pereça por falta de Pastores. Sustenta a fidelidade de nossos bispos, padres, diáconos, religiosos, religiosas e ministros leigos e leigas. Dá perseverança a todos os vocacionados. Desperta o coração de nossos jovens para o ministério pastoral em tua Igreja. Senhor da Messe e Pastor do Rebanho, chama-nos para o serviço de teu povo. Maria, Mãe da Igreja, modelo dos servidores do Evangelho, ajuda-nos a responder SIM. Amém. Equipe Pastoral da Comunicação

agosto e setembro de 2010

Mês da bíblia

A palavra Bíblia vem do grego “biblos”, que significa “Livro”. Daí o diminutivo “biblion” = livrinho, que no plural fica Bíblia. O próprio nome da Bíblia nos diz que ela é o livro por excelência composto por muitos livros. Quem escreveu a Bíblia? A Bíblia não caiu pronta do céu, ela surgiu da terra, da vida do Povo de Deus; surgiu como fruto da inspiração divina e do esforço humano. Não foi uma única pessoa quem escreveu a Bíblia; muita gente deu sua contribuição: homens e mulheres, jovens e velhos, agricultores, pescadores, gente instruída e gente simples. Quando foi escrita a Bíblia? A Bíblia não foi escrita de uma só vez; levou muito tempo, a saber, mais ou menos mil anos. Começou a ser escrita em 1250 A.C até 100 D.C. Não foi escrita num só lugar, mas em vários . A maior parte foi escrita na Palestina, em hebraico, aramaico e grego. A Bíblia está dividida em 2 grandes partes: Antigo Testamento (AT) e Novo Testamento (NT). que correspondem a duas etapas da historia do Povo de Deus, a antiga Aliança (antes de Jesus Cristo) e a nova Aliança (a partir de Jesus Cristo) Antigo Testamento - 46 livros Novo Testamento - 27 livros Total - 73 livros A Bíblia cristã conserva, além do Novo Testamento de Jesus Cristo, os escritos de Israel antigo (ou o primeiro Testamento), a tradição religiosa de Israel, na qual a experiência está por assim dizer “enxertada”, cf. Rm. 11,17-24). Os escritos referentes à primeira Aliança “o Antigo Testamento” nos ensinam a linguagem da Nova Aliança. O Novo Testamento nos ensina em que sentido se cumpre em Jesus Cristo, em sua comunidade a esperança do Antigo Testamento. Por essas razões, a Igreja cristã sempre manteve, com maior firmeza, a Escritura de Israel na primeira leitura da liturgia dominical, na oração dos Salmos, etc. Graças a este cuidado, somos capazes de orar com as mesmas palavras de Jesus, judeu criado na linguagem do Primeiro Testamento. Diácono Aparecido Tomazinho

Aos nossos colaboradores A Pastoral da comunicação da Paróquia de São Sebastião agradece o apoio de todos os colaboradores que têm nos ajudado na elaboração deste informativo: financeiro, matérias e mão de obra Queremos agradecer também o empenho da Gráfica Mauá que não mede esforços para que o nosso informativo tenha a sua tiragem e circulação dentro dos prazos e qualidades estabelecidos, mesmo tendo que às vezes se desdobrarem de um dia para outro no trabalho gráfico. O nosso muito obrigado e Deus, na figura da Santíssima Trindade Pai, Filho e Espirito Santo, continue abençoando cada um de vocês Pastoral da Comunicação

página 03


n° 65

Informativo de São Sebastião

Enjoc Em nossa paróquia foi realizado o 6º ENJOC-encontro de jovens cristãos, O ENJOC é um encontro de formação, sendo: Formação humana: personalidade, amizade, drogas, namoro sadio, família. Formação religiosa: sacramentos, Maria e Jesus, fé, Igreja, graça e plano de Deus, pecado, confissões. Formação tripé: formação-oração-ação O encontro tem a duração de 04 dias, começando às 12,00hs na quinta feira, encerrando-se no domingo com a missa das 19,00 hs com toda a comunidade. A partir do ENJOC, os jovens reunem-se como grupo de jovens unidos em cristo (JUC). Suas reuniões são todos os sábados das 17,00 h até às 19,30 h. Nessas reuniões, os jovens aprofundam as formações do ENJOC.Possuem momentos de oração e dinâmicas sobre temas variados. O ponto forte das reuniões são as adorações ao santíssimo sacramento que ocorrem uma vez por mês. Fazem dois retiros de oração e espiritualidade por ano. Exercem atividades na comunidade como: -promovem missas para a juventude. -JUC em casa (visitam casas de jovens afastados da igreja para resgatá-los, ) -JUC no natal (distribuem cestas básicas para as famílias carentes dos jovens, da pastoral do menor, fundação casa. Para isso fazem um mutirão na cidade, arrecadando alimentos de casa em casa e pedágios) -JUC na fundação casa (trabalham a evangelização dos jovens infratores) Sérgio Isáfer

agosto e setembro de 2010

Saúde - questão de prioridade A pastoral da saúde diocesana e Paróquia São Sebastião agradecem à todas pessoas que contribuíram pelo sucesso do abaixo assinado, referente a proposta do tema da campanha da fraternidade abordando a saúde publica, que foi aprovada pela CNBB e acontecerá no ano de 2012. O Abaixo assinado, com mais de 140 mil assinaturas, foi entregue à CNBB durante o encontro nacional da saúde ocorrido em 2009 em Aparecida(SP).

Mensagem aos coroinhas Parabéns pelo seu dia No dia 15 de Agosto comemoramos o dia de São Tarcisio e o dia dos(as) coroinhas e Acólitos. Coroinhas são crianças e jovens engajados no serviço do altar. Disse João Paulo II: “Cristo, Jesus de Nazaré, nos ensina como superar o mal no bem. Ele nos ensina e nos convida com tom amigável, de amigo que não falha, que oferece uma experiência de amizade tão necessitada pela juventude de hoje, ansiosa por amizades sinceras e fieis. Façam a experiência desta amizade com Jesus!” Vocês coroinhas têm uma grande honra, pois “trabalham” tão próximos de Jesus, que se faz presente no altar, por isso, renovem essa amizade com Ele, não tenham vergonha, sejam perseverantes na caminhada e no serviço, não ouçam o que os “amigos” falam, mas abracem e sigam o exemplo do verdadeiro amigo, Jesus Cristo. Isi e Elaine

Seguro de vida Hoje existe seguro para tudo: seguro de carro, seguro de casa, seguro de loja, seguro do pé do atleta, seguro de vida... Tudo isso é bom. Mas seu valor é relativo. Nenhuma seguradora deste mundo me garante a vida. Ela restitui o dinheiro, mas não a vida. A vida é uma só. Passamos pela Terra uma única vez. O Bom mesmo é o seguro da vida eterna. Não se esqueça de estar

“em dia” com ele. Jesus nos alertou: “Ficai preparado, porque não sabeis em que dia vem o vosso Senhor”(Mt 24,42). Disse-nos ainda: “Que vantagem terá o homem se ganhar o mundo inteiro mas vier a perder a si próprio? Que poderá dar em troca de sua vida?”(Mt 16,26) Lilia Rocha Taveira

página 04


n° 65

Informativo de São Sebastião

agosto e setembro de 2010

Entrevista com uma pastoral Silvio/Desiree, Somos Ministros Extraordinários da Distribuição da Eucaristia e pertencemos à equipe de coordenação do grupo Juc/ Enjoc. Nós Ministros estamos servindo há oito anos e na coordenação do Juc/Enjoc cinco anos. Existem na coordenação do Juc dezenove jovens e participam semanalmente uma média de 60 jovens. Passamos durante os dezessete anos de paróquia por várias pastorais como: Catequese, Crisma, Pastoral Familiar, Pastoral da Criança, Movimento ECC. Hoje, estamos mais diretamente ligados aos ministros, aos jovens e também participamos da Pastoral da Aids que tem como coordenadores Pe. Mauro e Dra. Dulce. Esperamos com este trabalho poder ajudar jovens a descobrirem o verdadeiro sentido de suas vidas através de amizades sinceras, e uma convivência sadia e Deus. Nós, como ministros, nos reunimos toda 1ª sexta-feira de cada mês. E com os Jovens todos os sábados a partir das 17:oo horas, no salão do centro catequético e às quartas-feiras, somente a equipe se reúne para preparar a reunião do grupo dos sábados. Para fazer parte dos ministros a pessoa tem que ter participação já algum

tempo na Igreja e é escolhida pelo padre. No grupo pode participar jovens a partir dos 12 anos de idade e no Enjoc jovens a partir de 15 anos. Para nós, participarmos desta pastoral é uma benção, pois poder ver tantos jovens unidos em um só ideal que é Cristo, é muito gratificante. Ver a alegria estampada no rosto de cada um quando se envolvem nas atividades do grupo ou do Enjoc, dentro ou fora, mostra que jovem também se importa e é capaz de realizar ações que ajudem a outros jovens a se encontrarem com Deus. Jovens são alegres, decididos. Estão sempre buscando crescimento. Muitas vezes eles são vistos com olhos negativos, mas nós nos esquecemos que já fomos jovens e que tivemos os mesmos anseios. È por isso que nós estamos aqui com todos os nossos esforços, para dar a estes jovens, e àqueles que desejarem vir para o nosso meio, todo nosso apoio, crescimento espiritual e nunca deixar de amar Cristo que é o centro de tudo e de todos.

Pe.Aparecido

Seja bem vindo Pe.Evaristo

Nossa gratidão e reconhecimento Querido Pe. Aparecido. Em nome da comunidade São Sebastião queremos primeiramente agradecer e bendizer a Deus a oportunidade que Ele nos concedeu de conviver com senhor durante 5 anos e depois desejarlhe muitas felicidades na nova função que assumirá em Nuporanga. Esta não é uma despedida, mas ponto de partida para uma nova caminhada na sua vida sacerdotal. É tão fácil amar o senhor, Pe. Aparecido, pelas alegrias e angustias que compartilhamos, por sua companhia e amizade, pela sua franqueza e sensibilidade, pelo seu amor, pela sua severidade, pela sua espiritualidade, pelo seu testemunho e pelo seu carinho e também pelos seus ensinamentos. Realmente, com o seu jeitinho, o senhor nos conquistou e hoje esta comunidade lhe quer muito bem e o admira muito. O senhor nos mostrou e ensinou que o segredo da felicidade está na alegria de fazer o bem e partilhar com os outros os dons recebidos. Caminhamos juntos. Cada um de nós foi parte. A soma das partes formam o todo. Isto é exemplo de amor. Amor que o senhor nos ensinou através de seu modo de pensar e agir. Lembre-se sempre: “Tu te tornas eternamente responsável por aqueles que cativas”. O senhor nos cativou! Receba o nosso carinho, gratidão e orações. Seja muito feliz, o senhor merece! Lilia Rocha Taveira

Silvio/Desiree

Empossado dia 18 de Julho de 2010, em cerimônia presidida pelo nosso Bispo Dom Pedro Luís, está conosco um filho de nossa paróquia. Pe Evaristo iniciou seus estudos no seminário, logo após a chegada do Pe Ovídio na São Sebastião. Somos felizes por estarmos juntos, caminhando sob a tutela destes dois grandes sacerdotes e pedimos a Deus que nos dê sabedoria para compreendê-los, amá-los e ajudá-los em suas missões. Que recebam de nossa comunidade sempre muito amor e carinho, pois na realidade somos a família São Sebastião, enriquecida sobremaneira com a direção de nossos sacerdotes. Mais uma vez, seja bem vindo Pe Evaristo e que Deus o abençoe para que seja sempre um santo e feliz sacerdote. Equipe Pastoral da Comunicação

página 05


n° 65

Informativo de São Sebastião

agosto e setembro de 2010

Nossa comunidade sente muita saudade Querido Jairo Há 13 anos você partia para junto do Pai, pois tinha feito sua parte junto de nós. Ah! Quanta saudade. Mas sabemos que para um lindo jardim são necessárias belas flores. E é assim que nos consolamos, lembrando de seus princípios sobre a morte, onde dizia que para se chegar à vida eterna é preciso passar por ela. Suas ações sempre trouxeram alguns frutos, que sempre são lembrados por parentes e amigos. Sua seriedade era marcante quando assumia alguma tarefa junto à igreja, e sua espontaneidade deixava o ambiente mais alegre e produtivo. Sempre soube dar valor à humildade e ao ser humano, participando por vários anos do domingo fraterno, onde se colocava de

prontidão, dizendo que aprendia cada vez mais com os mais necessitados. No E.C.C, sempre buscou enriquecer os valores da família e dar testemunho dentro e fora da igreja do quanto é bom ser um casal cristão, mas faltava mais, e a liturgia lhe trouxe mais aprendizado e o quanto é importante a Eucaristia. Se sentia muito à vontade ao lado dos jovens, e assim, fez vários amigos. Agradecia todos os dias pela vida e se colocava à vontade de Deus quanto ao dia do amanhã. A saudade é consequência de quantas coisas boas vivenciamos juntos. De sua esposa Laide.

Nunca, Ninguém

Dízimo - testemunho

O modo de Jesus relacionar-se

Partilha sinal de caridade

Nunca homem algum respeitou os outros como este Homem. Para ele, o outro é sempre melhor do que aparenta ser. Vê sempre, naquele que encontra, uma esperança, uma promessa viva, uma possibilidade maior, apesar de seus limites, de seus pecados e até de seus crimes. Enfim, alguém chamado a um novo porvir. Ele não diz: “Esta mulher é leviana, imoral”. A ela, pede um copo d’água e dá início a um maravilhoso diálogo! Tampouco diz à outra: “Eis aí uma pecadora pública, uma prostituta”, mas declara: “Ela tem maiores possibilidades de entrar no Reino de Deus do que os apegados às riquezas ou os que se vangloriam de seu saber e virtudes”. A uma terceira mulher ele não diz: “Esta mulher é uma adúltera”, e sim: “Nem eu te condeno. Vai e não peques mais”. Ele não diz: “Este funcionário é corrupto, se enriquece às custas do povo”, mas se convida à mesa de Zaqueu e assegura que sua casa conheceu a salvação. Ele não diz: “Este centurião é dominador”, mas exclama: “Jamais encontrei tamanha fé em Israel”. Ele não diz: “Este sábio não passa de um intelectual”, mas abre a Nicodemos o caminho para o renascimento espiritual. Ele não diz: “Este homem me renegou”, mas pergunta: “Pedro, tu me amas?” Ele não diz que Judas nunca passará de um traidor, mas ele o beija e o chama de “amigo”. Ele não diz: “Este homem é malfeitor”, mas declara: “Hoje mesmo estarás comigo no paraíso”. Jesus nunca disse: “Não há nada de bom nesta ou naquela pessoa”. Para ele, os outros não importa como fossem, eram sempre seres amados por Deus, apesar de seus atos ou reputação. Homem. Ele é único. Ele é o Filho único daquele que faz brilhar o sol sobre bons e maus. Senhor Jesus, Filho de Deus, tem piedade de nós, pecadores!

Seria muito bom se pudéssemos anunciar que a nossa comunidade de São Sebastião têm como único meio de sustentação o dízimo, mas infelizmente ainda não é assim. Por isso, a pastoral do dízimo busca junto a cada cristão cumprir com a missão prioritária da igreja: a evangelização de todas as pessoas, apresentando a elas Jesus e seu evangelho. Neste aspecto, a contribuição do dízimo é essencial para que nossa comunidade seja capaz de evangelizar e se sustentar com dignidade. Hoje, com alegria, queremos dizer obrigado a todo aquele que através do dízimo tem se mostrado fiel em colaborar com a igreja e suas necessidades. Obrigado pela partilha. Obrigado pela gratidão. Obrigado por estar presente na vida de nossa paróquia. Obrigado por você entender o significado do que é ser corresponsável. Porque ao ser responsável junto aos demais batizados pela sua comunidade de fé e vida, você está testemunhando que é na unidade e em comunhão que se evangeliza. Obrigado pelo seu senso de justiça, num mundo onde impera a injustiça. Você partilha o que têm, tornando a sociedade menos desigual. Obrigado porque seu dízimo é oferecido com alegria, identificado no sorriso que marca o seu rosto, sempre que você faz a sua contribuição. Não há coação, obrigatoriedade ou pressão e sim espontaneidade, leveza e gratuidade ao devolver a Deus uma parte do que é seu, consciente que tudo pertence a ele. Obrigado pela sua presença nas várias atividades desenvolvidas pela comunidade. Obrigado enfim pela sua fidelidade a Deus e à Igreja.

Dom Albert Decoutrai - Bispo de Dijon

Pastoral do dízimo

página 06


n° 65

Informativo de São Sebastião

agosto e setembro de 2010

Catequese permanente matrimônio

Os noivos que buscam o Sacramento do Matrimonio, participam do curso de preparação para o matrimônio, conhecido como: ”curso para noivos”. Nessa oportunidade ouvem falar em Sacramento do Matrimônio. Interessam-se por esse assunto e conversam com casais e com sacerdotes a respeito. Ficam sabendo que o casamento é um sacramento, assim como o Batismo, a Eucaristia, o Crisma, a Confissão, A Uncão dos Enfermos e a Ordem . O Sacramento do Matrimônio é o único que não é ministrado pelo sacerdote mas pelos noivos: homem e mulher. Nesse sacramento esposos cristãos significam e participam do mistério da unidade e do amor fecundo entre Cristo e a Igreja. Os presentes são testemunhas desse sacramento e são os noivos que ministram mutuamente. Pastoralmente falando, não se pode em nada minimizar a doutrina da igreja, mas isto estará aliado a caridade, paciência e compreensão de que o próprio Cristo, autor da vida nos dá o mais sublime exemplo ao tratar com os homens. É preciso ser intransigente com o mal, mas misericordioso e compassivo para com todos. No matrimônio é preciso criar terreno fértil, cultivar a ”ora-

ção Igreja”. Deus criando o Homem e a Mulher a sua imagem e semelhança” (GN. 1,26), colocou neles algo de sua própria essência que é o amor” mais amplo e englobante possível. Este amor é uma realidade de vida, de difusão de si mesmo, de doação e de enriquecimento recíproco que se manifesta sob a forma de vida familiar de amor. Deus participa essa sua riqueza interna ao homem e mulher de maneira livre e pensada. Em todo convívio é necessário e imprescindível partilhar com o outro os momentos alegres, os difíceis e os tristes. Uma arte que os esposos precisam aprender e desenvolver desde cedo é a de sofrer com o outro. Manifestará um devotamento total ao outro, procurará um aperfeiçoamento mútuo e constante, cuidando para que nada comprometa essa união, propiciando uma abertura crescente do casal para o mundo e para Deus, levando à transfiguração gradativa do amor, no sentido da eternidade. Washington e Reivane - coordenadores do Curso Preparação para o Matrimonio.

Seu cavalo pode voar

“Não temas, crê somente” (Marcos 5:36). Um poderoso rei condenou um humilde súdito à morte. O homem, prestes a ser executado, propôs e teve a concordância do rei, permiti-lo ensinar o cavalo real a voar. Caso não conseguisse, no prazo de um ano, então sua sentença seria cumprida. “Por que adiar o inevitável?” perguntou-lhe um amigo. “Não é inevitável,” ele respondeu, “as chances são quatro a um a meu favor. Dentro de um ano: 1. O rei pode perder o trono. 2. Eu posso Fugir. 3. O Cavalo pode fugir. 4. Eu posso ensinar o cavalo a voar. Frequentemente nos vemos diante de obstáculos difíceis e aparentemente impossíveis de transpor. Por mais que busquemos

soluções, elas parecem não existir. O primeiro impulso nos convida a desistir, mas é preciso que jamais esqueçamos que para o nosso amado Deus todas as coisas são possíveis. Há alguns séculos atrás, costumava-se dizer que o homem jamais poderia voar. “Se Deus quisesse que o homem voasse, teria lhe dado asas.” Porém, hoje, em poucas horas o homem atravessa um oceano e vai para outro continente! Assim como o súdito de nossa história, aprendamos a olhar a situação com otimismo. Para cada possibilidade adversa, muitas favoráveis poderão ser encontradas, e, com muita fé e determinação, o que parecia impossível logo será realidade. Não esmoreça nunca. Mesmo que tudo indique o contrário, creia: o seu cavalo pode voar!

Cantinho da criança

Hoje, o cantinho da criança quer que cada criança reze o terço com Nossa Senhora, mas antes vamos falar um pouquinho como surgiu o terço. Chama-se Terço (5 dezenas) porque é a terça parte do rosário (15 dezenas). Vejamos um pouco da história do rosário. Segundo consta, o rosário teve suas origens na Irlanda, no século IX. Naquela época, os 150 salmos de Davi eram uma das formas mais usadas de oração entre os monges. Os leigos, não sabendo ler, contentavam-se em ouvir a recitação dos Salmos. Por volta do ano 800, entre os leigos, começou a surgir o costume de recitar 150 “Pai-nossos” (texto bíblico). No início, os devotos usavam uma bolsa de couro com 150 pedrinhas para contar as vezes que repetiam a oração. Mais tarde, começou a ser usado um cordão com 50 pedacinhos de madeira. É a origem do instrumento que chamamos de Terço. O Terço retrata toda a história de Jesus e também os 4 evangelhos e foi dividido em quatro partes, cada

qual com 5 meditações: nascimento e infância de Jesus (mistérios da alegria), paixão e morte (mistérios dolorosos), ressurreição e ascensão (mistérios gloriosos) e João Paulo II instituiu em 2002 os cinco Mistérios da Luz, inspirados na vida pública de Jesus. O Terço nos coloca diante da Santíssima Trindade e de Maria. E também uma oração inspirada na Bíblia, como podemos observar: reza-se 5 vezes o Pai-nosso (ensinado por Jesus) e 50 vezes a Ave-Maria (que contém a saudação do anjo e de Izabel a Maria). A oração central do Terço é Jesus. As 10 primeiras crianças que rezarem o Terço e deixarem o seu nome e endereço no escritório da paróquia vão ganhar um Terço.

página 07


informativo de são sebastião agosto/setembro 2010  

Notícias e recados sobre as atividades das pastorais e grupos de serviços da Paróquia de São Sebastião - Franca(SP) - Diocese de Franca(SP)

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you