Issuu on Google+

Publicação trimestral - 3º Trimestre 2011 - nº169 - Ano 42 - 1€

Aldeia de Crianças

SOS

De volta à escola!


Amor e um lar para cada criança

acarinhadas, apoiadas e protegidas, dando-lhes a oportunidade de construir laços familiares duradouros, obter uma formação sólida e desenvolver-se de forma saudável até à sua plena autonomia e integração na sociedade. A nossa visão

Nas Aldeias de Crianças SOS acolhemos crianças órfãs, abandonadas ou pertencentes a famílias que não podem cuidar delas. Oferecemos-lhes amor e um lar, numa família, para que se sintam

Cada criança cresce integrada numa família, onde é protegida e ajudada a fortalecer o sentido de pertença. Com amor, atenuando feridas emocionais e construindo a confiança. Com respeito e dignidade, como verdadeiros membros de uma família e da sociedade. Em segurança, com os requisitos básicos para um são desenvolvimento.

O nosso Modelo Familiar assenta em quatro princípios: A MÃE Cria uma relação afetiva com as crianças que lhe são confiadas, providenciandolhes a segurança, o amor, a ternura e a estabilidade de que necessitam. Como uma profissional em cuidados infantis, a mãe vive com as crianças, orienta-as no seu desenvolvimento e gere o lar com independência. IRMÃOS E IRMÃS Os irmãos biológicos são sempre integrados na mesma família SOS. Estas crianças e a sua mãe SOS desenvolvem laços afetivos que duram uma vida inteira. A CASA É o lar familiar, com a sua própria rotina e ritmo, onde as crianças estão em segurança e sentem que pertencem a uma verdadeira família, crescendo, aprendem e partilham responsabilidades.

A ALDEIA É o grupo de famílias SOS que vive em conjunto, num ambiente de convívio e ajuda mútua, partilhando experiências. Através da sua família, aldeia e da sua comunidade, cada criança aprende a participar ativamente na sociedade. Na aldeia existe uma equipa que apoia e complementa o trabalho das mães SOS. É constituída pelo Diretor, assistentes sociais, psicólogos, educadores, outros colaboradores e voluntários.

Pode ajudar as crianças das Aldeias SOS a ter uma infância feliz! Ao tornar-se Amigo SOS, está a envolver-se numa obra notável, que ajudará muitas crianças desprotegidas a ter um novo lar e uma família. www.aldeias-sos.org

2

portugal@aldeias-sos.org

tel.213 616 950


Notícias das Aldeias Fundação Bechgaard, uma história de apoio às Aldeias de Crianças SOS Foi em 1930 que Hans Christian Bechgaard, conhecido por H.C., chegou a Portugal para trabalhar na Secil. Tudo aconteceu quando a empresa dinamarquesa em que trabalhava, F.L.Smidth, adquiriu parte da empresa portuguesa de cimento. Em 1940 casa com a sua companheira de vida, Ella, e já a viver na zona da linha, ficam a conhecer a Aldeia de Crianças SOS de Bicesse e o trabalho realizado em prol das crianças mais desprotegidas.

Sem descendência, o casal deixa em testamento a vontade criar uma Fundação, desejo que se concretiza em 1997 com a denominada “Bechgaard Foundation”. Esta entidade ficou com a missão de apoiar doentes, pessoas com deficiência e crianças necessitadas, além de fazer desenvolvimento científico. Desde a sua constituição, a fundação tem apoiado diversos projectos sociais não só na Dinamarca, mas também em Portugal e nas ex-colónias, dirigido às Aldeias de Crianças SOS. A Fundação Bechgaard sempre contribuiu de forma muito significativa para a Aldeia de Bicesse e em 2011 volta a apoiar-nos com o patrocínio das obras de renovação de uma casa, que receberá o nome da Fundação em reconhecimento da relação próxima estabelecida entre as entidades ao longo dos anos.

Fischer Scientific melhorou casa H. Gmeiner Tudo começou em Abril, quando a Fischer Scientific, empresa líder na distribuição especializada de equipamento científico, consumíveis, química, microbiologia e bio-reagentes para a indústria e laboratório, nos contatou e se mostrou disponível para apoiar as Aldeias de Crianças SOS com o trabalho de uma equipa de voluntários. Depois da data agendada e do trabalho planeado, uma equipa de 11 pessoas rumou à Guarda, no dia 21 de Junho, com o objectivo de melhorar o dia-a-dia das nossas crianças. Com uma organização irrepreensível e uma vontade enorme de ajudar, a equipa chegou de manhã cedo e trabalhou arduamente durante todo o dia, com uma pausa para um piquenique nos nossos jardins.

E porque melhor que ninguém, as pessoas que vivem na Aldeia sabem o que significou este apoio, deixamos um testemunho:“Foi uma actividade de sucesso, o grupo era muito simpático, organizado e trabalhador, a casa parece outra… foi realmente um bom trabalho!” Já para a Fischer Scientific foi “um dia muito especial para todos nós e uma lição de gestão de recursos humanos e de vida! Obrigada pela oportunidade.”

3


Troque os pontos TMN e apoie as Aldeias de Crianças SOS A TMN dá a possibilidade aos seus clientes de serem solidários, para isso basta que troque os seus pontos t acumulados em prol de quem mais precisa, sem gastar nada! As Aldeias de Crianças SOS fazem parte do catálogo de pontos t da tmn, o que quer dizer que a Associação pode usufruir da generosidade dos clientes tmn que tenham pontos t para trocar sem que estes tenham que gastar nada. Agora já pode trocar os seus pontos t acumulados por donativos para a Associação das Aldeias de Crianças SOS.

200 pontos = 5€ 450 pontos = 12€ 750 pontos = 20€ Não deixe os seus pontos expirar e ajude as crianças das Aldeias SOS! Não tem custos para si e ainda pode usufruir de benefícios fiscais no IRS basta pedir um recibo. Para mais informações aceda a www.tmn.pt ou contacte as Aldeias de Crianças SOS (21 361 69 50).

Nokia organiza leilão solidário No âmbito do projecto “Nokia Arts” no qual a Nokia desafiou artistas para fotografarem o seu dia-a-dia com o Nokia N8, a empresa e os artistas decidiram doar as fotografias às Aldeias de Crianças SOS, a iniciativa culminou com um leilão solidário em Bicesse. Os “fotógrafos por um dia” Chef Chakall, o músico Nuno Gonçalves, dos the Gift e a dupla de estilistas “Os Burgueses” mostraram-se logo disponíveis para apoiar e entusiasmados por poderem participar. Chakall afirmou que era uma honra poder contribuir para uma causa social como a das Aldeias SOS. Nuno Gonçalves participou com grande prazer, ainda mais quando está em causa

4

uma associação que acolhe crianças, ele que foi pai recentemente. A Nokia foi incansável em toda a organização e implementação do Leilão Solidário. Foi uma tarde muito bem passada em Bicesse com presença de fotógrafos especiais, amigos e benfeitores, as crianças e jovens que puderam participar e ajudar durante o evento.


Férias de Verão Dias de Sol 2011 Este ano, todas as crianças e jovens das três Aldeias SOS, tiveram um verão cheio de aventuras. Nas colónias de férias onde estiveram, experimentaram algumas actividades radicais: slide, trapézio, caminhadas aquáticas, rapel, escalada, canoagem, ratfing e muito mais. Mas o melhor mesmo foi o convívio com outras crianças, jovens e monitores de quem ficaram amigos. As crianças e jovens da Aldeia SOS de Gulpilhares tiveram a oportunidade de experimentar várias atividades na colónia de férias da Torreira, onde p u d e r a m usufruir de uma bela praia e piscina. Já na colónia da Diverlanhoso, viveram dias cheios de animação e aventura com especial destaque para o paintball e o karaoke que revelou bons cantores. A colónia da Quinta do Crestelo, na Serra da Estrela, segundo os jovens das três Aldeias SOS, foi a que teve mais emoção e diversão. Aqui, foram duas semanas de pura aventura. As instalações eram excelentes e o espaço fabuloso, onde criaram muitas amizades. As atividades foram diversas e radicais, com destaque para o slide, escalada, rapel e paintball, que tem muitos adeptos. Organizaram-se também, jogos de índole mais pedagógica tais como futebol sem bola, o jogo do stop, cabracega, monopólio, pictionary, entre outros.

A Aldeia de Crianças SOS de Bicesse rumou para a nossa colónia de férias na Aldeia do Meco em Sesimbra, viagem esta que contou com a preciosa ajuda da Junta de Freguesia de Alcabideche que mais uma vez nos facultou o transporte. Apesar do tempo inconstante, não faltaram momentos de diversão e convívio. A convite do Sporting Clube de Portugal, as crianças da Aldeia SOS de Bicesse puderam assistir ao jogo de apresentação do plantel leonino para a época 2011/12, no Estádio José Alvalade.

Todos vibraram e ficaram encantados por estar num estádio tão bonito, mesmo aqueles que não eram simpatizantes do “clube do leão”. Além de várias sessões de cinema, piqueniques na praia (Serra da Arrábida e no Portinho da Arrábida), caminhadas desportivas e jogos tradicionais pelo belo pinhal que rodeia a colónia, tiveram ainda a oportunidade de fazer uma visita medieval ao Castelo de Sesimbra que

5


transportou todos para a época medieval. As crianças e jovens também estiveram na colónia de férias da Quinta do Crestelo, onde andaram a cavalo e canoa, fizeram raids de orientação e jogos variados onde a diversão e a aprendizagem estiveram sempre de mãos dadas com as novas amizades.

Tal como as crianças e jovens de Bicesse e Gulpilhares, as crianças da Aldeia da Guarda também estiveram na colónia de férias da Quinta do Crestelo em Seia, local muito familiar e com dinâmicas muito divertidas que todos prezam e querem repetir. As crianças e jovens da Aldeia SOS da Guarda foram convidadas a passear por vários pontos do país. Começaram por explorar o concelho da Guarda através de caminhadas, piqueniques e mergulhos que deram pelas praias fluviais da cidade. Tiveram ainda a oportunidade de participar na visita guiada e encenada à Sé Catedral da Guarda, visita que muito agradou a todos pela dinâmica teatral que esta envolveu. Mais tarde o grupo dividiu-se e rumou ao distrito de Aveiro para integrar a Colónia de Férias da Torreira, enquanto a outra parte do grupo acampou na costa vicentina. Durante este período puderam conhecer praias maravilhosas e também o temático Badoka Parque.

O Verão terminou e deixa saudades. É sempre uma época muito especial para as nossas crianças e jovens que querem aproveitar ao máximo. Acreditamos que conseguimos proporcionar momentos inesquecíveis e todos nos divertimos. Agora... de volta à escola!

Campanha Dias de Sol

Os nossos agradecimentos a todos os associados, amigos e benfeitores que com o vosso contributo, tornaram possível, estas atividades para as crianças e jovens das Aldeias SOS. 6


Destaque Programa de Fortalecimento Familiar SOS

O que necessita uma criança para crescer feliz e saudável? Alimento, roupa, uma casa, cuidados de saúde e higiene, um meio estimulante mas protector, com regras mas que respeite a sua individualidade, a presença de adultos e de outras crianças em quem possa confiar e que estejam disponíveis para a amar… Num mundo ideal tudo o que uma família pode providenciar. As Aldeias de Crianças SOS foram criadas com o objectivo de se substituir às familia de origem. Com o Programa de Fortalecimento Familiar, propomo-nos ir mais além: evitar que as crianças sejam obrigadas a perder a sua família de origem. Esta mudança de paradigma surge associada à noção que uma família de acolhimento é, e será sempre, uma solução de recurso. Que nada substitui o carinho e o ambiente integrador que a família de origem pode proporcionar.

um capital de experiência em acolhimento familiar, que lhes permite lançar no apoio a estas famílias e suas crianças. Mais do que atuar em momentos de crise, que em situações extremas obrigam à retirada das criança do seu meio familiar, o Programa de Fortalecimento Familiar visa prevenir situações de perigo para as crianças de famílias de risco. Para o conseguir, há que apelar aos recursos da comunidade local, estabelecer uma rede de parcerias e integrar desde do início as famílias classificadas de risco. Só assim será possível dotar os pais e os restantes familiares das competências básicas, pessoais e sociais, necessários a uma parentalidade plena. Naturalmente, haverá sempre a necessidade de recursos na comunidade para acolher aquelas crianças para quem a família biológica constitui um perigo, mas graças a este programa poder-se-á pensar na prevenção precoce dessas situações. Para breve, prevê-se o início da actividade da primeira equipa de Fortalecimento Familiar no concelho de Rio Maior. Será dado assim o mote para se cumprir o objetivo estratégico, traçado pela SOS Kinderdorf International, para 2016, integrar 1 milhão de crianças em meio familiar: 100.000 em Aldeias de Crianças SOS e 900.000 nas famílias de origem, via o Programa de Fortalecimento Familiar.

Como é óbvio, nem todas as famílias possuem o conhecimento, a capacidade e a vontade que lhes permita providenciar, às crianças a seu cargo, um desenvolvimento pleno e saudável. Mas, com mais de 40 anos de experiência, as Aldeias de Crianças SOS possuem hoje

7


Em Portugal, implicará integrar em Fortalecimento Familiar cerca de 1200 crianças. Mil e duzentas crianças a quem será possível proporcionar um desenvolvimento saudável no ambiente familiar de origem.

Princípios 1. O melhor lugar para as crianças crescerem é dentro de sua família biológica. A família está no coração da sociedade e é o ambiente natural para o desenvolvimento saudável e bem-estar das crianças. 2. Prestadores de cuidados são responsáveis pelo desenvolvimento das crianças. O cuidador é a pessoa que cumpre o papel dos pais na vida da criança, com a responsabilidade principal pela criação do ambiente familiar exigida para o desenvolvimento saudável da criança. Este papel pode ser compartilhado, de acordo com a composição familiar e práticas culturalmente apropriadas.

Dados: SOS Kinderdorf International

Instalações e Programas SOS Creches, apoio comunitário, 566 aconselhamento e apoio psico-social, ajuda material, entre outros. Beneficiários

299,900

3. Comunidades são uma fonte direta de apoio a crianças e suas famílias. Membros da comunidade têm a responsabilidade de proteger os direitos das crianças e podem mobilizar recursos para lidar com o problema das crianças em risco. Uma comunidade forte e solidária é capaz de efetivamente, apoiar estas crianças e suas famílias, e contribuir para o seu desenvolvimento. 4. O objetivo do desenvolvimento é a realização dos direitos humanos. Crianças e prestadores de cuidados, têm direitos conforme expresso nos tratados internacionais de direitos humanos. Governos e outros responsáveis ​têm a obrigação de reconhecer, respeitar, proteger, promover e cumprir esses direitos.

"Uma rede social global como as Aldeias de Crianças SOS só pode permanecer viva e dinâmica se um esforço contínuo for feito para responder às condições de mudança na sociedade envolvente e aceitar novos desafios, no interesse do bemestar das crianças. Com este processo contínuo de adaptação às várias realidades sociais do mundo, o trabalho das Aldeias de Crianças SOS continuará a levar a desenvolvimentos direcionados nas instalações e serviços oferecidos.» Hermann Gmeiner, fundador da SOS Kinderdorf International

8


Apoios e Parcerias Dica Kids reverte 0,50€ por cada exemplar vendido O Lidl decidiu apoiar as Aldeias de Crianças SOS e realizou uma campanha que estipulava que a venda de cada exemplar do primeiro volume do “Livro das Atividades Infantis Dica Kids” reverteria 0,50€ para a Associação. No final da campanha o Lidl entregou às Aldeias de Crianças SOS um generoso donativo. Este dinheiro contribuiu de

Campanha Bisolvon foi um sucesso A campanha de angariação de donativos nas farmácias portuguesas, organizada pelo medicamento Bisolvon e definida no protocolo assinado entre as Aldeias e o laboratório farmacêutico Boehringer Ingelheim, chegou ao fim com imenso sucesso. Para além do dinheiro recolhido junto dos clientes das farmácias aderentes, a Boehringer fez um donativo às Aldeias de Crianças SOS. As crianças e Mães das Aldeias de Crianças SOS agradecem ao Bisolvon,

Grundfos ajuda a manter espaços verdes A Bombas Grundfos, Portugal S.A., empresa líder mundial no fabrico de bombas, fez um generoso donativo de uma electrobomba à Aldeia de Bicesse. O apoio foi pedido quando a bomba que

forma significativa para podermos proporcionar às nossas crianças e jovens as merecidas férias de verão, tão importantes na vida das crianças e uma forma de poderem recarregar baterias para um novo e exigente ano lectivo.

por ter tornado possível esta campanha, às farmácias que solidariamente aderiram a esta campanha e a todas as pessoas que participaram com toda a sua generosidade. Não podemos esquecer o apoio de um grupo muito especial de voluntários que apoiou a equipa SOS a fazer a contagem de todos os donativos recebidos.

estava instalada avariou, no início do Verão, sem possibilidade de arranjo deixando os espaços verdes e pomares em risco de seca. A Grundfos, ao abrigo da política de Responsabilidade Social, cedeu-nos este equipamento de forma gratuita o que tornou possível a utilização do furo existente na Aldeia de Bicesse e, consequentemente, uma manutenção da fatura da água em valores aceitáveis.

9


Fundação Galp Energia fez doação à Aldeia de Bicesse As Aldeias de Crianças SOS candidataramse à campanha “Energia Solidária” da Fundação Galp Energia e foram seleccionadas para receber dois esquentadores e um aquecedor hotspot para a Aldeia de Bicesse. A Fundação tem como parceiros a Galp Energia – Serviços Galp Comfort; a Lisboa Gás, a MJM e a Gás Fomento, indispensáveis para que a campanha vá para a frente e os equipamentos sejam doados às IPSS selecionadas. As crianças e as Mães SOS das casas

MJM apoia casa Mardel Correia Em visita à Aldeia de Bicesse os representantes da empresa Manuel J. Monteiro aperceberam-se de que uma das Mães SOS tinha a máquina de lavar roupa avariada. A rotina do dia-a-dia desta casa e de uma outra casa da Aldeia, que cedeu a sua máquina à família que tinha a máquina avariada, foi altamente perturbada, se as dinâmicas

Carrinho de Compras Solidário Um grupo de pessoas preocupadas com o bem-estar dos outros lançou a iniciativa “Carrinho de Compras Solidário” (CS) que funciona através do Facebook, em http://www.facebook.com/groups/carrinh ocompras/, e desafia as pessoas a encher carrinhos de compras para famílias que mais precisam. Apesar da zona da Aldeia SOS da Guarda não estar abrangida pelas entregas do Continente Online, o Carrinho de

10

Mardel Correia e Cascais têm agora equipamentos de excelência que asseguram renovadas condições.

de uma casa com 8 crianças são complicadas, ainda se tornam mais complexas quando há uma avaria de um equipamento indispensável. A MJM, atenta a esta dificuldade e sendo uma referência no mercado português em Electrodomésticos, Equipamentos de Climatização e Hotelaria & Restauração, deu força ao seu princípio de responsabilidade social e instalou, logo no dia seguinte à visita, uma máquina de lavar na casa Mardel Correia.

Compras Solidário arranjou forma de poder ajudar as famílias residentes. Assim sendo, sentimo-nos muito gratos ao informar que fomos contemplados com 4 carrinhos de compras repletos de bens de primeira necessidade, uma ajuda valiosa que certamente agradou bastante às mães SOS.


Internacional Destaque Escolas abertas para alimentar as crianças de Marsabit, Quénia As Aldeias de Crianças SOS do Quénia em cooperação com a comunidade local e as escolas, estão a distribuir refeições quentes e água potável para 3100 alunos de cinco escolas, todos os dias. Apesar das férias de verão, os professores locais estão a dar aulas para que as crianças possam usufruir da distribuição regular de alimentos. As Aldeias SOS estão a apoiar 2.000 famílias, cerca de 16.000 crianças e adultos, através de um sistema de vouchers. Estão a ser disponibilizados alimentos especiais e medicamentos para crianças gravemente desnutridas em cooperação com centros médicos locais. As Aldeias de Crianças SOS

Somália, ajudar no meio da luta

Na Somália mais de 250 colaboradores SOS e locais estão a ajudar as pessoas severamente afetadas pela seca. No campo de refugiados de Badbado perto de Mogadíscio, as Aldeias SOS criaram um centro médico, onde cerca de 250 pessoas vêm procurar ajuda todos os dias, 100 são crianças. Crianças e mães com doenças graves são levados para a Clínica SOS, a maior e melhor equipada em Mogadíscio, que também tem uma ala de nutrição especializada para crianças gravemente desnutridas. No entanto, os médicos às vezes não têm

pretendem expandir a ajuda a escolas secundárias e mais comunidades. Muito antes da ameaça de fome se tornar evidente, já as Aldeias SOS planeavam lançar novos programas de apoio à família em Marsabit. Assim, o pessoal SOS já estava no terreno e havia inclusive parcerias, que possibilitaram uma ajuda de emergência muito eficaz.

escolha a não ser desistir da luta pela vida de uma criança. A obtenção de ajuda à população ameaçada é dificultada pelos conflitos. A 16 de Agosto a maioria dos funcionários e pacientes tiveram que evacuar o hospital para sua própria segurança, quando as tropas do governo somali e membros Al-Shabaab lutaram nos arredores da clínica. As 90 crianças que vivem na Aldeia SOS em Mogadíscio também tiveram que ser evacuadas para abrigos temporários no corredor Afgoye. Proprietário e Editor: Aldeias de Crianças SOS Gabinete de Marketing e Comunicação R. José Dias Coelho nº40 R/c Dto. 1300-329 LISBOA Tlf: 213 616 950 www.aldeias-sos.org portugal@aldeias-sos.org

11


Últimas Notícias Heliflex apoia Aldeias de Crianças SOS com donativo em espécie.

Laboratório EDOL ajuda a proteger as crianças do sol.

A Heliflex, líder no mercado e referência no fabrico e comercialização de tubos, mangueiras e sistemas de rega, acedeu ao nosso pedido de apoio e fez um donativo em espécie que vai contribuir significativamente para a manutenção dos espaços verdes das Aldeias de Crianças SOS, mantendo-os limpos e arrumados.

O Laboratório EDOL - Produtos Farmacêuticos, S.A, ofereceu às Aldeias de Crianças SOS, embalagens de protector solar 50+ Criança, ajudando desta forma a mantêlas protegidas do sol. As embalagens foram distribuídas pelas três Aldeias de Crianças SOS em Portugal para que pudessem ser utilizadas durante as férias de verão, quando há uma maior exposição ao sol e maior risco de queimaduras.

De volta à escola! Já começou o novo ano letivo. As crianças das Aldeias SOS já estavam ansiosas por voltar à escola, para rever colegas e professores, preparar a mochila com os novos livros e cadernos, continuar com os seus estudos e acreditar nos seus sonhos. É essencial motivar as crianças para o sucesso, falando positivamente da escola como o local onde vão aprender e fazer novos amigos. Cabe-nos também fornecer-lhes o material escolar indispensável para enfrentar os novos desafios e assim facilitar-lhes a aprendizagem. Desejamos a todas as crianças, um ano lectivo de grande sucesso. E contamos consigo para nos ajudar em mais esta importante missão.

Quero ajudar na aquisição do material escolar para as crianças das Aldeias SOS... 5€

10 €

20 €

Outra quantia:

Transf. bancária: Nome:

Sócio nº

NIB: 003300005003849595205

Morada:

C. Postal:

Local:

Contribuinte:

Tlf/Tlm:

email:

Por favor preencha para que nos seja possível enviar o recibo.


Boletim 3º trimestre 2011