Issuu on Google+

VIH/Sida | Música | Desporto | Sexualidade | Entrevista | Juventude |Tecnologia Edição Nº11

Setembro/Outubro 2009

CILZA MASCARENHAS, Manequim Santomense

“A MODA PODE JOGAR UM PAPEL IMPORTANTE NA SENSIBILIZAÇÃO DOS JOVENS SOBRE VIH/SIDA”

Apoio financeiro:

Apoio técnico:


DESTAQUE NOTA DO EDITOR DESTAQUES

Caixa Bué Fixe

pag.3

Sexualidade

pag.4

Fale com a Malta

pag.6

Voz dos Jovens

pag.7

Entrevista

pag.8

Info-jovem

pag.9

Quem são eles

pag.10

Tecnologia

pag.11

Caros Jovens, Bem-vindos à 11ª edição da revista Bué Fixe. Nesta edição damos destaque à entrevista com a manequim santomense, que fala sobre o seu percurso na área da moda e também deixa mensagem à malta jovem sobre a pandemia do VIH/sida. Recordo-vos que a revista Bué Fixe está inserida no projecto Média e Comunicação entre os Jovens Imigrantes e LusoAfricanos no quadro do programa Juventude em Acção, financiado pela Comissão Europeia. Este projecto, para além de pretender melhorar o conteúdo e o aspecto gráfico, permitiu criar o blogue do projecto, Folhas Informativas para jovens, entre outras iniciativas.

Bué Fixe: é uma revista do grupo informal com o mesmo nome- de jovens-migrantes africanos com origens nos PALOP e residentes em Portugal- que pretende sensibilizar os jovens para se protegerem da infecção pelo VIH que causa a SIDA.

FICHA TÉCNICA: Director: Dynka Amorim Director Adjunto: Nelson Rosa Subdirector: Maria Manuel Editor: Nazya dos Santos Colaboradores: Yasmine Gonçalves, Yaquison Zacarias Proprietário: Ana Maria Oliveira Soares Filgueiras Periodicidade: Mensal Inscrição na ERC:125727 Projecto Gráfico: Ismael Sequeira e Dely Amorim Apoio financeiro: Programa Juventude em Acção Apoio técnico: Cidadãos do Mundo/REDEsida Apoio na divulgação: GAT-Pedro Santos, Projecto Nas Ondas da Rádio no Brasil,Canal Santola, Projecto Viração no Brasil, IPJ,

Sabias que:

ISU/GAE, Revista Viração no Brasil

“Não podes saber se alguém tem o VIH/sida só pela aparencia”

CONTACTOS:

2

Supervisão: Ana Maria Oliveira Soares Filgueiras Blogue: http://grupobuefixe.blogspot.com Email: grupobuefixe@gmail.com Tel: 21382937 Tlm: 968551077 Sede de Redação: Rua de Macau nº9, 3ºfrt 2700-538, Amadora, Portugal


CAIXA BUÉ FIXE

Perguntas e Respostas sobre o VIH/sida enviadas para a Caixa Bué Fixe através da Internet. Se quiseres participar basta enviares um e-mail para: grupobuefixe@yahoo.com

“Como é que eu posso fazer sexo oral a uma rapariga de forma segura, ou seja sem correr qualquer risco de infecção?” Sexo oral a uma rapariga tem pouco risco se a pessoa que fizer não tiver feridas na boca e a mulher a quem está a fazer não estiver menstruada. Mas se quiser mesmo seguro, tem que cortar um preservativo de forma a ter um plástico para colocar por cima da vagina ( entre a boca de quem faz e a vagina). Qual é o tempo de vida em média de uma pessoa contaminada com o vírus VIH? Agora se a pessoa fizer logo o teste para o VIH (deve fazer 1 mes depois do dia que acha que pode ter apanhado o VIH) e começar a tomar os remédios (antiretrovirais) quando o médico disser, pode viver o mesmo tempo que uma pessoa com doença crónica (doença que não tem cura como diabetes e outras).

3

Qual é o primeiro sintoma que uma pessoa portadora do VIH/Sida demostra no início da doença? Não há só um sinal de doença, mas muitos sinais diferentes, porque depende do que essa pessoa apanhar.O que acontece é que o corpo da pessoa infectada com VIH, que não faz tratamento, não consegue defender-se das doenças e apanha infeções de modo mais fácil. Mas acontece muito sentir cansaço e ficar magro sem entender a razão.

Se o meu namorado tivesse o VIH/sida e ele não me contasse, mas viria saber por outras meios, qual seria a melhor maneira de lidar com este problema? O melhor seria procurar um Centro de Aconselhamento perto de ti porque tem especialistas que são obrigados a guardar segredo de tudo o que ouvem e que podem ajudar a lidar melhor com o problema. Também seria muito importante falares com o teu namorado, sem acusações, porque se a pessoa que infecta tem responsabilidade a outra se não exigiu o preservativo também é responsável pelo que acontecer.


SEXUALIDADE

A GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA

A adolescência é uma fase em que os jovens não se sentem mais crianças e ainda não adultos. O corpo está passando por muitas transformações. Fisicamente já são capazes de engravidar, mas emocionalmente não estão maduros para serem pais e mães. Muitos nem sabem o que querem da vida, ou seja ainda estudam nas Escolas, Colégios e ainda são muitos dependentes dos pais. Por outro lado, os adolescentes têm muita curiosidade a respeito de tudo, inclusive do sexo. Estão em contacto com toda as informações sobre sexo, tais como, televisão, cinema, revistas, internet e nas conversas com os amigos.

Sabias que:

Isso os deixa confusos e com vontade de colocar em prática o que vêem e escutam. Tudo isso, ligado à dificuldade que os pais têm em conversar sobre estas questões com os filhos, leva os adolescentes a fazerem sexo cada vez mais cedo. E por não conhecerem direito o funcionamento do próprio corpo, acabam engravidando sem quererem. A GRAVIDEZ NA ADOLESCENCIA tem sido motivo de grande preocupação para todos os países desde os desenvolvidos como Portugal ou Inglaterra, aos paises em desenvolvimento pois traz sérias consequências para o nosso futuro pois esses jovens têm muita dificuldade em continuar os seus estudos e os bébés ficam nas mãos de pessoas muito jovens que ainda não estão preparadas para as educar. Isto já sem falar nas dificuldades económicas porque criar uma criança exige muito......

Os homens que usam preservativo aguentam mais tempo a relação sexual? 4


6º ANIVERSÁRIO DA REVISTA BUÉ FIXE! A revista «Bué Fixe» completou, no passado dia 13 de Setembro do corrente ano, mais um ano de vida, ou seja o seu sexto aniversário desde o seu lançamento em S.Tomé e Príncipe no Centro Cultural Português no dia 13 de Setembro de 2003. Foi precisamente há 6 anos quea este magazine juvenil foi criado por um grupo de jovens de S.Tomé preocupado com o aumento de número de casos de VIH/sida e também com questões ligada a juventude. Este projecto tornou-se assim uma realidade sensibilizando e envolvendo muitos jovens na discussão sobre o risco do VIH/ sida e alertando para a sua grande importância no seio dos jovens. Durante estes 6 anos, a revista conheceu altos e baixos dado ao pouco apoio de que ainda sofre...No entanto NÃO DESISTIMOS e a cada edição tentamos melhorar os conteúdos de cada edição da revista para que vá ao encontro dos jovens a todos os níveis, desde a apresentação gráfica, aos temas, assim como chegar aos jovens em locais mais longínquos,

A revista participou, durante os últimos anos em vários actividades do ponto de vista juvenil quer no país quer no estrangeiro. Podemos realçar alguns intercâmbios, conferencias, seminários, workshop, palestras, entre outros. Não queríamos terminar sem agradecer às pessoas que durante estes anos sempre apoiaram o nosso projecto como Ana Filgueiras, ONG Cidadão do Mundo, GAT, Programa Juventude em Acção, ASPF, UNICEF, OMS, Linha Africana, Aliança Francesa, Médicos do Mundo em S.Tomé, Ministério da Saúde, RDP-África, entre outros. Mas também a vocês que colaboraram connosco ou enviaram críticas que nos ajudam a melhorar Um bem-haja a todos! Equipa da Revista Bué Fixe

5


VOZ DOS JOVENS

A

equipa da revista Bué Fixe continua a escutar a malta jovem a propósito da eficácia do preservativo na prevenção do VIH/sida em África,ainda em alusão às declarações do Papa Bento XVI, que referiu que o preservativo não era solução no combate ao VIH no continente africano. Nicolas Nadeu, Cadana, 25 anos “Acho que apesar da declaração infeliz do Papa Bento XVI, em relação ao preservativo, acredito que este é o método concepção extremamente importante e essencial na prevenção do VIH no continente africano”. Diessongo Ignace, Burquina Faso, 26 anos, “Percebo a posição do Papa Bento XVI que quis demonstrar e enfatizar a questão do valor e da moral para a sociedade católica.Sendo assim, acredito que prevenção pode passar por várias maneiras quer através da fidelidade, abstinência e também pelo uso do preservativo”. Nicola Jego, França, 29 anos, “Por mim, o melhor para prevenir contra infecção do VIH em África, seria apostar na abstinência e na fidelidade e também pelo uso do preservativo para aqueles que trocam de vários parceiros”. Helda Onanga, Gabão, 27 anos “Não estou de acordo com o Papa Bento XVI, acho que o preservativo é extremamente importante em África, devido à elevada taxa de prevalência do VIH”.

Remata Culibaly, Mali, 30 anos “No meu ponto de vista, o preservativo é um meio indispensável na luta contra o VIH/sida, mas acho que a despistagem é o mais ideal principalmente para o nosso continente”. Kony Fatma, Burquina Faso, 25 anos, “Acho que o preservativo é realmente importante, mas não a 100 %, porque quando é usado de forma não correcta corre-se o risco de romper durante o sexo, mas continuo a achar que a abstinência e fidelidade são mais importantes”. Foe Bertrand, Cameron, 24 anos “Para os jovens que já têm uma vida sexual activa, acho que o preservativo é fundamental, mas para aqueles que ainda não começaram a sua vida sexual, abstinência seria o ideal. Devemos por outro lado também apostar na sensibilização e na educação sexual nas Escolas”. Ivana Dimitrovsca, Macedonia 25 anos, “Estou totalmente de acordo que o uso do preservativo é extremamente importante para aliviar não só a questão do VIH, mas também de outras doenças sexuais em África e no mundo”. Fabrice Banno, Benin, 22 anos, “Para os jovens, acho que os devemos mentalizar que o VIH é uma grande ameaça para o desenvolvimento de Africa, e por isso apostar na prevenção, seja com preservativo ou outro método qualquer é extremamente relevante”.

6


FALE COM A MALTA

Corre io env iado p Jovem ela ma para a lta Bué F ixe, Olá tud o bem c onvosco Vi o vos ? so blog e, desd Acho m e uit já, douvos os p existên o interessante ara cia des o facto t e vírus de sens béns pela gran sugestã que con ibilizar de inicia o: o que tinua a em os j tiva que acham em outr d o iz v d ens imi imar po tomara e fazer os camp g m. p e r o u a m contex lações ntes so também to gera s que também e b m r e p Á a a f le r l) ic s a tras so fectam a. Aqui com a d alcoolic bre o a fica a m a nossa elinquê as, o ab s s ncia, o inha s u andono o n c t ie o d e a c s d o escolar e espan nsumo p e PALO direm precoce P (afric recoce ana no . Beijos e exces , Florin da Brav sivo de bebida o s

ha a trabal e u q l a bém ci eto so ho tam l j a o r b p a r o, u m sso t da/o Viraçã ial. No é a questão c a o t s s i o v ã amos eto/Re ransformaç ais lut o Proj t u d q a r s a e a r l t epór ta pa as pe Olá! buir. ira e r ramen ma das caus e r l i e s f contri a o a r r b m com u a o u p e c o r s S en ção iza vendo l i v a er i v o c b i j i s n n a n u o r e em sab ov isp j d d o e e p d educom om jovens pa /aids. m s o ê e grup . Voc c IV balho asil RNHA asil um r é feito endo com H -los pelo tra a B É o rais.Br ! n a e i n G u v a i á q s c v z a i a a ito b e Min jovem araben cem mas há nal. Mu po Vhiver, d a de p e o i i h r c n a a o t n c s Go Gru ede cês i se vo ruindo uma r lera do a g a Não se t s om ids con m contato c e HIV/a o ntrand mais e

Caros membros do Grupo Bue Fixe, recebi há uns dias a infor mação sobre a vossa existência e fiquei bastante sat isfeita com os objectivos a que se propôem! Sou enfermeira e interesso-me por projectos desta natureza, no â mb ito da migração, pelo que gostaría de poder colabor ar convosco neste projecto, n a á r ea da saúde. Se eventualmente considerarem oportuno e interessante, encon tro-me disponível para conversarmos. Cumprimentos, Lídia Correia Lopes.

7


ENTREVISTA

 CILZA

MASCARENHAS-MANEQUIM

“A MODA PODE JOGAR UM PAPEL IMPORTANTE NA SENSIBILIZAÇÃO DOS JOVENS SOBRE VIH/SIDA”

Nesta 11ª edição da nossa revista, fomos ao encontro da manequim santomense, Cilza Mascarenhas, de 23 anos de idade, que possui uma imensa beleza humana e que desperta os corações de todos. Durante esta entrevista vamos conhecer um pouco melhor a vida no mundo da passerelle desta modelo africana, que já realizou vários desfiles quer em Portugal como no seu país natal, e quer também sensibilizar os jovens sobre VIH/sida. Bué Fixe: Quando é que entraste no mundo da moda? Cilza Mascarenhas: “Entrei no mundo da moda em 2002, através de Agencia Mega-Moda”. Bué Fixe: O que te levou a entrar na moda? Cilza Mascarenhas: “Foi algo que já nasceu comigo, porque sempre gostei da moda, e logo resolvi experimentar e as pessoas gostaram deram-me força e continuei”. Bué Fixe: Como é que sentiste no teu primeiro desfile? Cilza Mascarenhas: “Estive nervosa no inicio, mas depois foi tudo normal” Bué Fixe: O que tentas mostrar aos outros quando estás na passarela? Cilza Mascarenhas: “Tento mostra a beleza e sensualidade feminina” Bué Fixe: Acreditas que a moda também pode jogar um papel importante na prevenção do VIH? Cilza Mascarenhas: “Sim, Acredito que a Moda pode jogar um papel importante na sensibilização dos jovens sobre VIH, através da realização de desfiles com esse objectivo,por exemplo” Bué Fixe: Par além da moda, quais sãoas tuas outras actividades? Cilza Mascarenhas: “Trabalho e estudo; aliás estou no primeiro ano do curso de turismo e também canto (risos) ”

8

Bué Fixe: Planos para o futuro? Cilza Mascarenhas: “As coisas acontecem a cada dia.Eu não gosto de fazer planos” Bué Fixe: O que fazes no teu tempo livre? Cilza Mascarenhas: “No meu tempo livre costumo ir ao cinema e estar com os amigos” Bué Fixe: Qual é o desfile que mais te marcou? Cilza Mascarenhas: “O desfile que mais me marcou foi em 2007, em S.Tomé e Príncipe, minha terra natal, em alusão à festividade do dia 21 de Dezembro,dia de S.Tomé Poderoso” Bué Fixe: Qual é o balanço que fazes da tua carreira? Cilza Mascarenhas: “Em termos pessoais é bastante positivo, porque em cada desfile aprendo sempre algo novo” Bué Fixe: Estando no mundo da moda, isto cria muito apaixonados? Cilza Mascarenhas: “ (Risos) Nem por isso, mas é extremamente natural que desperte muitos corações” Bué Fixe: Qual é o segredo para ser uma boa manequim? Cilza Mascarenhas: “Acho que os aspectos físicos e altura contam imenso para ser uma boa manequim”


INFO-JOVEM

 ESCOLA DE VERÃO DA FRANCOFONIA DOS JOVENS LIDERES Teve lugar no mês de Agosto em Ougadougoug, em Burquina Faso, a segunda edição da Escola de Verão da Francofonia para os jovens Lideres. O evento teve como objectivo contribuir para formação da futura sociedade civil mais sólida e eficaz nos espaços francófono. Por outro lado o certame visou reforçar a dinâmica a favor dos jovens através dos valores universais para incitar a reconhecimento de futuros projecto planetária. A Escola esteve dividida em 4 ateliê, nomeadamente, Ambiente, Empreendedorismo social, Tecnologia de infomação e comunicação e direitos humanos. Recorde-se que da parte da lusofonia esteve presente Dynka Amorim natural de S.Tomé e Príncipe

 PROGRAMA

JUVENTUDE EM ACÇÃO NOS PAÍSES DA CPLP O programa juventude em Acção estará também presente nos países da CPLP, o ponto alto, foi celebração de protocolo entre os responsáveis pela Juventude e pelo Desporto da CPLP, no qual os Países da CPLP incentivam à celebração de um protocolo entre o Governo Português e a ANPJA Agência Nacional para a Gestão do Programa Juventude em Acção. Neste âmbito vai permitir divulgação das iniciativas de cooperação entre os jovens oriundos da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) e dos países europeus, assim como das organizações e instituições que desenvolvam actividades no sector da juventude nesses países, para mis informação viste o site www.juventude.pt.

 REVISTA

BUÉ FIXE E REVISTA VIRAÇÃO NO BRASIL TROCAM PARCERIA A revista Bué Fixe irá estabelecer uma parceria com a revista brasileira Viração, uma revista para os Jovens do Brasil. O objectivo dessa parceria é fazer a intercambio de e troca de conhecimento ambas em varios dominios ligado aos jovens.

 GRUPO BUÉ FIXE ORGANIZOU ENCONTRO COM JOVENS AFRICANOS SOBRE VIH/SIDA Decorreu no passado mês de Junho, no Instituto de Higiene e Medicina Tropical, em Lisboa, um Encontro de jovens sobre a pandemia do VIH/sida. O objectivo visou capacitar e reforçar o papel dos jovens sobre a questão do VIH/sida em Portugal. Este encontro está ensirido no quadro do projecto Média e Comunicação entre Jovens Imigrante e luso-africanos financiado pelo programa Juventude em Acção.  TOP-JOVEM DA VOZ AOS JOVENS SANTOMENSE ATRAVÉS DA TV Chama-se TOP-JOVEM, o programa juvenil da televisão santomense que passa na antena da Televisão Santomense. Este programa visa dar oportunidade aos jovens em varias áreas, como musica, moda, entre outros. A apresentação é feita pelo Edson Carvalho, e pode ser visito quinzenalmente na televisão santomense.

 ENCONTRO JUVENIL DA DIÁSPORA AFRICANA EM PORTUGAL COM A JUVENTUDE SÃO TOMENSE Decorreu em S.Tomé e Príncipe no mês de Agosto o Encontro Juvenil da Diáspora Africana em Portugal com a Juventude São Tomense. O objectivo do encontro foi a formação de formadores em várias áreas da juventude. O evento visa criar a cooperação e parceria entre as associações africanas em Portugal e em São Tomé e Príncipe, para futuros projectos de iniciativa juvenis. O evento foi organizado pela JURE (Jovens Unidos Rumos a Esperança) em parceria com Associações em S.Tomé e Príncipe.

9


QUEM SÃO ELES?

PROGRAMA JUVENTUDE EM ACÇÃO

Juventude em Acção é um programa da União Europeia para os jovens. Tem como objectivo estimular o sentido activo de cidadania europeia, a solidariedade e a troca de experiencias entre os jovens europeus,assim como o seu envolvimento na construção do futuro da União Europeia. O programa promove a mobilidade dentro e fora das fronteiras europeias, a educação não formal, o diálogo intercultural assim como a inclusão de todos os jovens. As Acções do programa Juventude em Acção são: Acção 1 - Juventude para a Europa Acção 2 - Serviço Voluntário Europeu Acção 3 - Juventude no Mundo Acção 4 - Formação e Ligação em Rede Acção 5 - Encontros de jovens e de responsáveis pelas políticas de juventude

O Intercâmbio de Jovens bilateral justifica-se especialmente quando os promotores promovem pela primeira vez um projecto Europeu ou quando se trata de pequenos grupos de jovens ou grupos locais sem experiência a nível Europeu. Um Intercâmbio de jovens pode ser itinerante, implicando a mobilidade de todos os participantes ao mesmo tempo, através de um ou de mais países participantes no intercâmbio. Um projecto de Intercâmbio de Jovens tem 3 fases: 

Planeamento e preparação

Implementação da actividade

Avaliação (incluindo reflexão sobre um possível seguimento)

Princípios e práticas de Educação não formal devem estar presentes em todas as fases de desenvolvimento do projecto. O que não é um Intercâmbio de Jovens? As actividades descritas em baixo não são elegíveis para serem apoiadas como Intercâmbios de Jovens: 

Viagens de estudo

Intercâmbio de actividades que tem como objectivos fins lucrativos em termos financeiros

Intercâmbio de actividades que podem ser classificadas como turísticas

Festivais

Viagens de férias ou de final de curso

Cursos de línguas

Intercâmbios escolares

Competições desportivas

Campos de trabalho

ACÇÃO 1 - JUVENTUDE PARA A EUROPA Um intercâmbio de jovens é um projecto que junta grupos de jovens de dois ou mais países, proporcionando-lhes a oportunidade para discutir e confrontar vários temas, permitindo também o conhecimento dos seus países e culturas. Este intercâmbio de jovens é baseado numa parceria transnacional entre dois ou mais promotores de diferentes países. Dependendo do número de países envolvidos, um Intercâmbio de Jovens pode ser bilateral, trilateral ou multilateral.

Nota: falaremos das outras Acções nas próximas edições Fonte: www.juventude.pt

10


TECNOLOGIA

VANTAGENS

FACEBOOK É QUE ESTÁ DAR!

Privacidade (só os teus amigos podem ver o teu perfil ou quem tu permitires) Aplicativos interessantes para os perfis; Downloads disponíveis; Para utilizadores de qualquer país; Permite que o usuário pesquise procure novos e velhos É uma rede social lançada em 4 de Fevereiro de 2004 por

amigos;

Mark Zuckerberg, Dustin Moskovitz e Chris Hughes, no

Torna mais fácil participar nos grupos de discussão;

campus universitário de Harvard (EUA), cujo objectivo era

Permite interagir com estudantes do mesmo nível

colocar os estudantes em contacto uns com os outros, através

académico de uma determinada região;

de criação de perfil, ou seja, de dados pessoais, com fotos,

Desvantagens

vídeos, links, notas, tendo já mais de 49 milhões de usuários,

Sobrelotação

250 mil novos registos por dia.

Enfraquecimento da amizade ao longo do tempo;

Os membros desta rede social interagem entre si visitando perfis, fazendo amizades, estabelecendo contactos, deixando

www.facebook.com

comentários, enviando mensagens, etc. O Facebook é usado por vezes, por empresas para recrutamento de empregados.

O SEU FUNCIONAMENTO Começa-se por criar uma conta gratuita de acordo com os termos de utilização, que confere o direito de uso aos estudantes entre 13 aos 18 anos de idade mínima, fornecendo o endereço electrónico válido. Pode-se navegar e se filiar às redes organizadas em 4 categorias: - regiões (redes ligadas a cidades ou países específicos); - universidades; - locais de trabalho e; - colégios. Quando se filia a uma rede, pode-se navegar através da lista de membros e procurar amigos, podendo classificá-los por idade, sexo, estado civil, opiniões políticas e outros. O facebook permite extrair contactos de uma conta de correio electrónico da web (por exemplo do hotmail). Para isso, precisarás fornecer o seu endereço e a sua senha.

11



BF011