Page 1

Recursos minerais


O que são? Recursos minerais são concentrações de rochas e minerais na crosta terrestre que podem ser explorados. Ao longo do tempo, por vários processos de dinâmica da Terra têm se vindo a produzir diversos recursos que, como demoram muito tempo a ser produzidos denominam-se Recursos não renováveis .


Classificação de Recursos Minerais Os recursos minerais dividem-se em: Recursos minerais metálicos Recursos Minerais não metálicos


Metálico s  Definição: Recursos Minerais Metálicos são aqueles que são explorados para a obtenção de um metal.  Exemplos: Existem vários exemplos de recursos minerais metálicos: uns mais comuns como o zinco, o cobre, o alumínio, o ferro e o chumbo, e outros mais escassos como o ouro, a prata e a platina, daí o seu maior valor.


Não Metálicos  Exemplos: Dos minerais não metálicos destacam-se alguns feldspatos, o quartzo e ainda associações de minerais como areias, argilas, cascalhos, entre outros.  Definição: Recursos são os minerais dos qualquer substância

Minerais Não Metálicos quais não se extrai metálica.


Utilidade dos Recursos Minerais Os recursos minerais têm as mais diversas utilidades. O cascalho e a areia são úteis no fabrico de tijolos; os calcários são empregues na construção civil e na agricultura; nas canalizações e instalações eléctricas utiliza-se o cobre; no fabrico de jóias o ouro e a prata e ainda existem minerais que são aplicados na produção de chips e de automóveis…


Consequências da sua utilização

 

 

A extracção geológica de minerais envolve diferentes técnicas, que por vezes acabam por provocar danos ao ambiente e, consequentemente, aos seres vivos. Por exemplo: A separação dos minerais envolve vulgarmente, um processo de trituração que implica a libertação de poeiras que poluem a atmosfera; O facto de serem necessárias escavações, por vezes muito profundas, leva à movimentação de terras, que geralmente provocam um enorme impacto na paisagem envolvente; Quando os minerais são refinados, as substâncias voam e poluem a atmosfera e as águas próximas; Por vezes, são destruídos ecossistemas para a construção de estradas para o seu transporte.


Recursos energĂŠticos


O que são? Os recursos energéticos são recursos de onde se pode obter energia, sendo que esta é definida como uma grandeza física capaz de produzir trabalho.


Um pouco de história… Consoante o avanço da Indústria, os recursos energéticos também evoluíram. Até aos finais do século XVIII, altura em que ocorreu a Revolução Industrial, os recursos energéticos das populações humanas eram, essencialmente , os animais domésticos, a água, a madeira, o vento, entre outros. Contudo, a partir da data referida as necessidades energéticas das sociedades industrializadas foram aumentando progressivamente, sendo necessário novas fontes de energia, como foi o caso do carvão.


Recursos energéticos não renováveis Combustíveis fósseis Substâncias formadas, em tempos geológicos recuados, pela fossilização de matéria orgânica e que se podem combinar com o oxigénio, libertando energia com a elevação da temperatura. Na sua formação intervêm factores como a pressão, o calor, o tempo e a acção de organismos em decomposição. Os combustíveis fósseis ocorrem na crosta terrestre sob a forma sólida (carvão), líquida (petróleo bruto) e gasosa (gás natural).


Quais as consequências da utilização dos combustíveis fósseis? A utilização desagregada dos recursos energéticos não renováveis tem como consequência a diminuição das reservas de combustíveis fósseis. O transporte dos hidrocarbonetos pode provocar a poluição dos ecossistemas marinhos (em caso de acidente com os navios petroleiros. A combustão dos hidrocarbonetos provoca a poluição atmosférica pelo aumento das emissões de gases com efeito de estufa e outros causadores de chuva ácida, com a consequente poluição dos solos. As centrais termoeléctricas, ao usarem a água para condensar o vapor produzido podem provocar poluição térmica no meio aquático (seja de água doce ou marinho).


O que deve ser feito? É necessário evitar as deslocações em transporte privativo motorizado, preferindo andar a pé ou de bicicleta e utilizar mais os transportes públicos.


Carvão O carvão é uma rocha, constituída por detritos vegetais mais ou menos alterados, que resulta da decomposição em ambientes sem oxigénio. Este origina-se pela cobertura dos restos vegetais com outros sedimentos , conjugada com a acção da temperatura e da pressão em profundidade. Existem vários tipos de carvões, como, por exemplo, lignite, carvão betuminoso e antracite cuja classificação depende, principalmente, do teor em carbono e da consequente energia libertada durante a combustão. Quanto menos água o carvão tiver, menos fumo irá libertar durante a combustão.


Ciclo do Carbono


Petróleo e Gás Natural O petróleo, um líquido viscoso e de cor negra, e o gás natural, um gás queimado, são, principalmente, formados por compostos de hidrogénio e carbono (chamados hidrocarbonetos) e formam-se em ambientes com bastantes matéria orgânica e pouco oxigénio . Depois de muitos anos de acumulação de matéria orgânica, acontecem, sob a acção de temperaturas e pressões elevadas, reacções químicas que transformam, lentamente, a matéria orgânica em hidrocarbonetos líquidos, no caso do petróleo, ou gasosos, no caso do gás natural.


Energia Nuclear A energia nuclear é um recurso energético não renovável pois é obtida a partir de um recurso mineral. É usada como alternativa aos combustíveis fósseis. A partir de minerais radioactivos, como o urânio e o tório, que se extraem da crosta terrestre, produz-se uma grande quantidade de calor destinado à produção de energia eléctrica. Embora esta energia seja barata e permita uma menor dependência aos combustíveis fósseis, a construção de uma central nuclear é encarada com grande preocupação devido aos riscos ambientais e de segurança.


Consequências da utilização destes recursos Para além do previsível esgotamento das reservas de combustíveis fósseis, o impacto provocado pela sua utilização no ambiente e na saúde pública poderá gerar situações preocupantes, como:  O derrame de hidrocarbonetos no mar, que provoca a morte de muitas espécies de animais;  O impacto ambiental resultante da exploração de jazidas fósseis, que pode provocar a contaminação do solo, da água e do ar;  As alterações climáticas , pois estes fenómenos libertam gases de efeito de estufa (GEE), como o dióxido de carbono, que amplia o efeito de estufa natural.


Importância das energias renováveis Os problemas ambientais provocados pelo uso dos combustíveis fósseis e a constante subida do seu preço têm aumentado a procura de energias renováveis. As energias renováveis incluem todas as formas de energia que não se esgotam, como a solar, a eólica, a hídrica, a geotérmica, das ondas e marés da biomassa. O aumento da utilização das energias renováveis contribui para diminuição das emissões de gases com efeito de estufa e da poluição atmosférica, aquática e dos solos.


Energia eólica A energia eólica é a energia obtida pela acção do vento. As montanhas são barreiras naturais que canalizam o ar e que produzem ventos fortes. Este move as pás dos aerogeradores gerando energia que é transmitida a um gerador de energia eléctrica que produz electricidade. A energia eólica tem algumas desvantagens como o impacto ambiental provocado pelas dimensões dos aerogeradores, a poluição sonora que estes causam, a morte de espécies migradoras que atravessam parques eólicos…


Energia solar A energia solar é a energia proveniente do Sol. Poderá ser classificada em activa e passiva:  Passiva quando é usada para o aquecimento de edifícios, através de adaptações da construção;  Activa quando é captada através de colectores ou painéis solares. Esta energia, também tem algumas desvantagens, entre elas o impacte ambiental provocado pela dimensão dos painéis solares.


Energia geotérmica A energia geotérmica é a energia proveniente do interior da Terra. A geotermia baseia-se no aproveitamento de águas quentes e vapores para a produção de electricidade e calor. A energia geotérmica, como os outros recursos energéticos renováveis, também tem algumas desvantagens, como a libertação de vapor de água que possui um odor desagradável.


Energia da biomassa A energia da biomassa é a energia que se obtém durante a transformação de produtos de origem animal e vegetal (como óleos vegetais, lixos orgânicos, produtos agrícolas e florestais, entre outros) para a produção de energia calorífica e eléctrica. Nesta transformação também é possível obter-se biocombustíveis, como o biogás (gás metano), bioálcool e o biodiesel. Esta energia apresenta como desvantagem a libertação de vapor de água, metano e outros gases do efeito de estufa (GEE).


Energia dos mares A energia dos mares é a energia que se obtém a partir do movimento das ondas, das marés ou da diferença de temperatura entre os níveis da água do mar. Duas das desvantagens desta energia são: poder alterar o fluxo migratório de certas espécies e poder interferir com a navegação e com a pesca.


Energia do hidrogénio A energia do hidrogénio é a energia que se obtém pela combinação do hidrogénio com o oxigénio, em pilhas de combustível, produzindo vapor de água e libertando energia que é convertida em electricidade. Esta energia apresenta algumas desvantagens como a libertação de vapor de água; a dificuldade de armazenamento de hidrogénio liquido; a falta de hidrogénio isolado na Natureza, pois apesar de ser muito abundante encontra-se misturado com outros elementos químicos…


A recordar: ENERGIAS RENOVÁVEIS: Principais

solar

Eólica

Hídrica

Utilização

Painéis Aerogerado- Barragens solares ou res fotovoltaicos

Geotérmica

Da biomassa

Centrais geotérmicas

Centrais eléctricas de biomassa

CONSEQUÊNCIAS POSITIVAS: menos poluição e esgotamento de energias não renováveis CONSEQUÊNCIAS NEGATIVAS: impacto paisagístico e destruição de habitats.


FIM Trabalho realizado por: Beatriz Ramos nº4 Eunice Gonçalves nº8 Filipa Torres nº9

Projecto CN  

Este trabalho fala sobre os recursos minerais e energeticos