Issuu on Google+

A14

O Jornal l Maceió, 29 de fevereiro de 2012 l Quarta-feira

Esportes

www.j2012.com.br esportes@ojornal-al.com.br

BatePronto Victor Mélo jornalistavictor@gmail.com

CRB e ASA apostam na defesa

O

s técnicos Paulo Comelli e Heriberto da Cunha têm uma preocupação especial com o sistema defensivo. Não é à toa, por exemplo, que o CRB tem a defesa menos vazada da competição. O treinador montou seu time de trás para frente e os resultados apresentados pelo sistema defensivo são melhores que os do ataque. Quando o Galo atravessou o pior momento no Estadual, Comelli voltou a se valer da segurança de sua defesa, colocando mais um zagueiro na equipe e liberando um pouco mais os laterais. No meio-campo, o treinador também investiu numa dupla de jogadores de marcação, Everton Luiz e Diego Aragão, e deixou a criação a cargo de apenas um meia. Com boas opções para marcação, Comelli segura mais a equipe, que não costuma se expor ao adversário. Hoje, contra o ASA, esses cuidades devem ser redobrados, se lembrarmos que o ASA goleou o Corinthians-AL no primeiro jogo da semifinal, em Arapiraca, por 5 x 0. No Alvinegro, o técnico Leocir Dall´Astra mudou a estutura do time ao escalar dois atacantes. Por três anos, Vica trabalhou na maioria de suas escalações com apenas um homem fixo. Heriberto da Cunha assumiu o time e voltou às suas origens. Com Didira e Valdivia flutuando ao redor do centroavante Lúcio Maranhão e o lateral Chiquinho Alagoano tendo mais liberdade para atacar, a equipe manteve a qualidade ofensiva e estancou a sangria de gols que sofria. No primeiro duelo com o Corinthians, o sistema 3-6-1 funcionou muito bem. Lúcio marcou três gols na partida e, inclusive, assumiu a artilharia do Estadual. Na segunda partida, achei o centroavante muito isolado e pouco participativo. Heriberto pode argumentar que jogava pelo empate e montou o time para contra-atacar. Essa resposta é correta, mas hoje a forma da equipe atuar precisa mudar. Jogando em casa, o ASA precisa fazer o valor de seu alçapão se quiser abrir vantagem na decisão e jogar a pressão no adversário. Se arrancar o empate em Arapiraca, o Galo será favorito no duelo do fim de semana, em Maceió.

Marco Antônio

Faltam dois

Contestado no CRB, Rodrigo Barros é o artilheiro regatiano no Estadual, com cinco gols. Depois de passar em branco em algumas rodadas, o atacante voltou a marcar no último domingo, contra o Murici.

Moral

O árbitro Wilson Luiz Seneme (Fifa/SP) é hoje um dos melhores do País. Por isso, considero que a decisão do Primeiro Turno está muito bem entregue nesta noite. Considero que o pedido do ASA vai fazer nossos árbitros trabalharem para melhorar o nível. Neste ano, considero o trabalho deles pior que o do ano passado.

Ddddd

Gerente executivo do CSA, Sérgio Vertello segue negociando com o centroavante Anderson, do Botafogo-SP. Esse é o nome para reforçar o ataque do time. “É um jogador que estamos realmente negociando. Também queremos mais um meia e um lateral-direito. Amanhã (hoje), posso anunciar reforços e apresentá-los na quinta”, declarou Vertello.

Edson Ferreira no Murici

O técnico Edson Ferreira trocou o CEO pelo Murici. O treinador já trabalhou no Alviverde e volta para tentar reorganizar o time, que caiu muito de produção na reta final do Primeiro Turno.

De já vu

Num lado aposto, Marcelo lembrou com o seu gol de ontem, contra a Bósnia, Carlos Alberto Torres na decisão do Mundial de 1970. Os adversários são bem diferentes, mas o chute foi parecido.

Em baixa

O goleiro Julio Cesar, que papou mais um frango com a camisa da seleção na tarde de ontem. O gol da Bósnia nasceu de uma falha clamorosa do goleiro da Inter, que tende a perder a camisa número 1 da seleção.

Curto-Circuito O Corinthians-AL não muda muito a sua rota de treinadores. Saiu Ubirjara Veiga e foi contratado Gilmar Batista, figura carimbadíssima no clube. O Campeonato Carioca só tem graça nos clássicos. Até as semifinais, os jogos entre grandes e pequenos não atraem o público e dão prejuízo.


testetestes