Issuu on Google+

3

capa_GUIA DO COLÉGIO_2014_21-04-2014.indd 3

30/04/2014 00:28:34


Grupo Educacional Missão Acreditando que a Educação desempenha um papel essencial para o desenvolvimento humano, o Grupo Educacional Etapa tem como missão:

Pesquisar métodos mais eficazes e eficientes para aquisição, desenvolvimento e propagação de valores e conhecimentos. Ser referência em Educação. Estimular o pensamento próprio de cada aluno e cada profissional envolvido no processo educacional.

Propiciar condições para que cada estudante e cada profissional do Grupo realize seus sonhos ou ideais, a fim de contribuir para a criação de um mundo melhor, mais democrático e mais justo. Oferecer apoio a instituições parceiras para que se integrem nessa missão.

Valores

A escola deve manter visão ampla e afastar princípios absolutos que prejudiquem a disseminação do conhecimento e possam promover discriminação ou preconceitos.

A gestão deve buscar eficiência e ser voltada ao aluno – tendo sempre como princípio que a instituição existe para promover o conhecimento e os valores entre seus alunos e colaboradores. Conquistas e superações devem vir por mérito, fruto do esforço e dedicação. Transparência e equilíbrio nas regras. Cumprir compromissos assumidos.

Respeito, solidariedade e cooperação – valores essenciais na relação entre todos os participantes da vida escolar.

capa_GUIA DO COLÉGIO_2014_21-04-2014.indd 4

30/04/2014 00:28:45


Guia do aluno - veja o que sua escola pode fazer por você Este guia orien­ta alunos a avançar e su­ perar obstáculos, contri­ buindo para a construção da base de excelência dos futuros empreendedores, pesquisadores, professores, médicos, dentistas, adminis­ tradores, jornalistas, músicos, arquitetos, juízes, advogados, engenheiros, executivos, eco­ nomistas, financistas... Busca ajudar na realização de so­ nhos, mostrando que essa realização será resultado de méritos e esforços. Um fato conhecido é que o Colégio Etapa apresenta impor­ tantes diferenças em relação a outras escolas e que essas diferenças podem ter grande impac­ to positivo no presente e no futuro dos alunos. A integração dos esforços do aluno com os da escola poderá realizar esse impacto positivo de forma plena, respeitando características e inte­ resses de cada um.

Para apreciar e transformar O aluno passará muito tempo no Colé­ gio Etapa. Nesse tempo ele irá aprimorar sua formação com professores selecionados entre os melhores do país, preparados para fazer o máximo pelos alunos. As aulas são programadas para serem claras e atraentes, oferecendo conteúdo correto, atual e rele­ vante. O horário, a combinação de matérias e até a posição das provas, tudo é pensado no interesse maior da formação do aluno. Quanto melhor for a participação do alu­ no, maior o benefício que essa estrutura de ensino dará a ele. Por isso o colégio insiste na importância de estar na aula de forma ativa. Não apenas presente fisicamente, mas aten­ to, focado, anotando, pensando, exercitando. Participar bem faz toda a diferença. Um bom aproveitamento de aulas excelentes

GUIA DO COLÉGIO_2014_29-04-2014.indd 1

produz enorme diferen­ ça ao longo do tempo. As transformações que ocor­ rem internamente, dia após dia, lá adiante exte­ riorizam-se com força na personalidade do aluno. Uma enorme mudança, sem nenhuma mágica.

Manter aberta a mente Além das aulas, os alunos são convidados a assistir a palestras e cursos opcionais, so­ bre temas gerais ou temas específicos, em arte, ciência, histó­ ria ou literatura. O propósito é fortalecer a base cultural de cada um, permitindo am­ pliar a visão de mundo, em todas as suas dimensões. Aqui também a diferença para o aluno está na sua participação, na forma de incor­ porar essas oportunidades em seu próprio benefício.

Consolidar conhecimentos Para apoiar o estudo dos alunos, o Co­ légio Etapa desenvolveu material exclusivo totalmente integrado às aulas. Ele acompa­ nha a programação, traz a teoria e contém exercícios e problemas decisivos na verifi­ cação da aprendizagem e fixação dos con­ ceitos e conhecimentos ensinados. Com esses recursos, o aluno pode orga­ nizar seus estudos, o que o ajudará não só agora, mas também no ensino superior e durante toda a vida. Preparar um ambiente adequado, usar material de anotações, fazer uma agenda, traçar um plano de estudos e aproveitar todo o apoio oferecido pela escola são al­ gumas das “dicas” que o Colégio Etapa dá ao aluno para orientá-lo.

30/04/2014 00:00:19


Cursos do Colégio ETAPA

Em São Paulo Educação Infantil Ensino Fundamental I Ensino Fundamental II Ensino Médio

Colégio Etapa São Paulo Rua Vergueiro, 1951 Vila Mariana – São Paulo – SP Tel. (11) 2187-1000 e-mail: colegio@etapa.com.br www.colegioetapa.com.br 2

GUIA DO COLÉGIO_2014_29-04-2014.indd 2

30/04/2014 00:00:32


Cursos do Colégio ETAPA

Em Valinhos Ensino Fundamental I Ensino Fundamental II Ensino Médio

Colégio Etapa Valinhos Av. Dr. Antônio Bento Ferraz, 95 Valinhos – SP Tel. (19) 3881-8181 e-mail: valinhos@etapa.com.br www.colegioetapa.com.br 3

GUIA DO COLÉGIO_2014_29-04-2014.indd 3

30/04/2014 00:00:40


Infraestrutura com foco no apoio total ao aluno

Uma escola que estimula o aluno a realizar seus sonhos No Colégio Etapa o aluno conta com modernos laboratórios equipados, salas de informática, biblioteca, salas de estudos, auditórios, quadras poliesportivas, piscinas, lanchonetes e, na unidade de Valinhos, também com refeitório.

Ensino forte, aulas atraentes

Biblioteca

Laboratórios

Auditórios 4

GUIA DO COLÉGIO_2014_29-04-2014.indd 4

30/04/2014 00:01:04


São Paulo/Valinhos

Salas de Informática

Quadras poliesportivas

Piscinas

5

GUIA DO COLÉGIO_2014_29-04-2014.indd 5

30/04/2014 00:01:26


Infraestrutura com foco no apoio total ao aluno

O Colégio Etapa, desde o processo de alfabetização, tem como meta o aprendizado da língua de forma ampla e completa. Às competên­ cias linguísticas gradativamente adquiridas associam-se os códigos que perfazem os conceitos das Ciências e da Matemática. Incluise o cuidado com a forma física, por meio da prática esportiva em Entrada exclusiva para o Fundamental I, em Valinhos quadra e na água.

Culinária - atividade complementar

Laboratório de Biologia

Música

Aula de Inglês

Educação Física 6

GUIA DO COLÉGIO_2014_29-04-2014.indd 6

30/04/2014 00:01:43


São Paulo/Valinhos

Sala de aula multiuso

Laboratório de Ciências Educação Infantil - aula de Informática

Educação Infantil - aula de Artes

Ensino Médio

Atividades esportivas 7

GUIA DO COLÉGIO_2014_29-04-2014.indd 7

30/04/2014 00:02:03


Infraestrutura com foco no apoio total ao aluno

Xadrez

Aula de Matemática

Horta

Futsal

Orientação Profissional

Sala de Estudos

Ensino Fundamental - 10 ano - aula de Português

8

GUIA DO COLÉGIO_2014_29-04-2014.indd 8

30/04/2014 00:02:21


São Paulo/Valinhos

Robótica

Natação

Atividades ao ar livre

Música - 6º ano

Alunos e professoras 9

GUIA DO COLÉGIO_2014_29-04-2014.indd 9

30/04/2014 00:02:36


Educação Infantil e Ensino Fundamental

Conhecimento crescente Depois da pré-alfabetização na Educação In­ fantil, começa a alfabetização propriamente dita no 1º ano do Ensino Fundamental I. O Colégio Etapa aplica um processo de aprendizado da lín­ gua que se desenvolve a partir de poesias musi­ cadas, convergindo sons e a lógica da língua. Essa fase, de formação, amplia-se nos anos seguintes e caminha junto aos conceitos de Matemática, divididos entre o aprendizado de noções que abrem para o abstrato – geometria – e os passos iniciais na aritmética. Simultaneamente, os alu­ Informática nos têm aulas de Ciências (incluindo laboratórios de Física, Química e Biologia), História, Geografia e Inglês. Todas as atividades visam ao fortaleci­ mento da linguagem científica. Em paralelo, são dadas aulas de robótica, informática e artes. Na Educação Infantil e no Ensino Fundamen­ tal os alunos têm aulas semanais de música. Além disso, fora do horário podem participar de outras atividades, como coral e aulas de flauta doce. En­ tre as atividades extras há visitas monitoradas a museus, parques e instituições científicas, sem­ Estudo de Biologia em laboratório pre orientadas por temas específicos. O cuidado com o corpo envolve natação e educação física em quadra, com ginástica rítmica e jogos. Enfim, procurando desenvolver o enorme potencial que as crianças possuem, o Colégio Etapa as prepara para ter firmeza nos próximos passos de sua vida.

Música

Artes

Leitura

10

GUIA DO COLÉGIO_2014_29-04-2014.indd 10

30/04/2014 00:02:50


Ensino Fundamental e Ensino Médio

Material didático do Ensino Fundamental e do Ensino Médio

Jogos de raciocínio e estratégia

Os alunos participam de jogos intelectuais nos quais aprimoram seu raciocínio e desenvolvem a capacidade de pensar estrategicamente, além de partilhar horas agradáveis com os amigos. No Ensino Fundamental I há o Mês do Desafio, durante o qual os alunos são estimulados a resolver o maior número de problemas.

Manhã Interativa

Para fortalecer a relação interpessoal no Ensino Fundamental I o Colégio Etapa realiza as suas Manhãs Interativas. Uma no primeiro semestre e outra no segundo. Essas atividades, além de seu conteúdo educativo, estimulam a convivência entre alunos, famílias e professores.

ACME

ACME é o Acampamento Científico e Multidisciplinar do Etapa. Nele, o convívio social transcende o ambiente escolar interno, colocando o aluno em contato com a natureza. No ACME, para alunos do Ensino Médio, são desen­ volvidas oficinas em torno de temas da Astronomia, Física, Química e Mate­ mática. Os alunos aplicam os conhecimentos adquiridos em sala de aula. Jo­ gos e competições promovem a integração e a confraternização do grupo. 11

GUIA DO COLÉGIO_2014_29-04-2014.indd 11

30/04/2014 00:03:04


Passeios e excursões

Fundamental: lazer e educação Alunos do Ensino Fundamental do Colégio Etapa, em São Paulo e Valinhos, participam de visitas culturais planejadas pela escola, todas com monitores. Além do lazer, do divertimento e do convívio com amigos, os passeios têm caráter educativo.

Museu da Língua Portuguesa - 5º ano

Zooparque - Itatiba - 1º ano

Cidade do Livro - 2º ano

Aquário de São Paulo - 3º ano

Fazenda do Café - 6º ano

Show de Física - 7º ano

Campos do Jordão - 8º ano

Toca da Raposa - Aldeia Xingu - 4º ano 12 12

GUIA DO COLÉGIO_2014_29-04-2014.indd 12

30/04/2014 00:03:34


O melhor de você

Sistema de provas para fortalecer o hábito de estudar

É importante falar das provas que, no Colégio Etapa, vão muito além de instrumentos de ava­ liação. Elas são produzidas para ajudar nos estudos. São provas que não se concentram em um período, mas se distribuem ao longo de cada semana. Assim, elas fortalecem no aluno o hábito do estudo regular, criando uma meta diária. Os benefícios desse sistema único, que integra aulas, material, estudo e provas, são percebidos não só na aprendizagem imediata, mas se revelam decisivos nos estudos posteriores, na faculda­ de, na pós-graduação, no doutoramento e em atividades profissionais.

Conhecer para escolher No final do Ensino Médio traçam-se alguns caminhos que serão percorridos pelo estudante que termina a Educação Básica. Para isso, o Colégio Etapa define prioridades: a) oferece condições ao aluno de efetivamente poder realizar seus interesses; b) mostra quais caminhos podem ser percorridos – quais são as opções dos alunos. Para a primeira prioridade o Colégio Etapa possui uma estrutura de preparação sem igual, que dá condição aos alunos de enfrentarem com sucesso qualquer vestibular – Fuvest, Unicamp, Unesp, Unifesp, Enem e todas as principais opções existentes no país e as melhores opções inter­ nacionais. Para a segunda prioridade o Colégio Etapa oferece aos alunos muitas situações e oportunida­ des de conhecer as carreiras e as especialidades profissionais.

Atitude certa faz toda a diferença O modo de assistir às aulas, de estudar e de fazer provas altera profundamente o impacto da escola no futuro de cada aluno.

13

GUIA DO COLÉGIO_2014_29-04-2014.indd 13

30/04/2014 00:03:42


Apoio nos estudos

Orientação individual nos estudos e nas escolhas O Colégio Etapa possui orientadores educacionais que conversam com os estudantes, individualmente, orientando sobre caminhos e como percorrê-los. No Colégio Etapa o aluno nunca está sozinho. Estamos sempre prontos a apoiá-lo em seus estudos e suas escolhas. Oferecemos orientação dirigida por matéria, orientação educacional por série, orientação profissional, Plantão de Dúvidas diário.

Orientação dirigida por matéria Quando há alguma insuficiência específica no aproveitamento do aluno que mereça atenção ime­ diata é agendado um apoio individualizado para que ele possa superá-la.

Orientação por série A integração da visão de professores, orientadores e coordenação permite aprimorar o acompanhamento individualizado.

Plantão de Dúvidas diário Às vezes o aluno tem aquela dúvida que surge quando está estudando, especialmen­ te em exercícios de maior grau de dificulda­ de. Para que ele sempre tenha apoio, o Etapa mantém um sistema de plantonistas de cada uma das disciplinas. Esse suporte, aliado ao sistema de provas, permite ao jovem desen­ volver o hábito do estudo diário e uma postu­ ra proativa perante suas dificuldades.

AS TONIST N A L P OS LTADO ÁRIO D o HOR E SER CONSU PA POD ITE DO ETA OS NO S LICATIV P A S E nO

14

GUIA DO COLÉGIO_2014_29-04-2014.indd 14

30/04/2014 00:03:58


Fazendo escolhas

Orientação profissional tem a participação de ex-alunos Uma das preocupações do Colégio Etapa é orientar seus alu­ nos quanto à escolha da carreira. Muito importante nesse sen­ tido é o Ciclo de Orientação Profissional. Ex-alunos do colégio, que estão na graduação universitária ou já se formaram, fazem palestras no auditório e apresentam os cursos que escolheram, com detalhes sobre a grade curricular, especialidades das carrei­ ras, estágios, campo de atuação, ambiente de trabalho.

Painel de Profissões

Mais de 100 ex-alunos do Etapa, representando cerca de 70 cursos das melhores universidades, par­ ticipam de cada edição do Painel de Profissões, no qual dão informações e tiram as dúvidas sobre os seus cursos de graduação. Os alunos do colégio podem ex­ plorar as possibilidades de carreira e confirmar suas expectativas sobre a faculdade em que pretendem estudar. Estágios, currículo, mercado de trabalho, ambiente da escola, tudo isso é apresentado, formando um importante panorama das diferentes opções que existem. z ado

ali õ es , re Profiss Orientação e d l e O Pain do Ciclo de onível para dentro al, está disp ersão online ion av Profiss lunos em su m.br) a s .co o todos (w w w.etapa

15

GUIA DO COLÉGIO_2014_29-04-2014.indd 15

30/04/2014 00:04:09


Fazendo escolhas

Profissionais mostram caminhos que se abrem O Departamento de Orientação Profissional organiza palestras com convidados espe­ cialistas nas mais diversas áreas. Eles fornecem uma rica visão sobre as atividades que se abrem com o ensino superior e ajudam o aluno a confirmar sua escolha profissional. São transmitidas informações sobre a entrada no mercado de trabalho, o dia a dia, as dificuldades e as perspectivas das profissões, permitindo que o jovem conheça as diferenças e semelhanças entre as carreiras e que sua decisão seja mais sólida.

Workshops de Profissões

Com o apoio de universitários e profissionais atuantes no mercado de trabalho, o aluno pode experimentar e conhecer a prática de diversas pro­ fissões. A atividade permite a atuação direta com os monitores das carreiras, como um verdadeiro profis­ sional da área.

EDIÇÕES ESPECIAIS ORIENTAÇÃO SOBRE CARREIRAS

O Etapa publica edições especiais dos eventos que orga­ niza para orientar os alunos sobre carreiras, a exemplo do encontro “Acesso ao Mundo Corporativo”, que em sua última edição teve a participação de professores e coordena­ dores da Poli/USP, USP Leste, ESEG, Insper, FEI e Macken­ zie, os quais informaram sobre carreiras na área de gestão.

Empreendedorismo e Finanças ersidade, já Muitos jovens, antes do ingresso na univ reender emp de os plan ais, fazem projetos profission desses ação realiz à o apoi Para cios. negó e de criar e, o ridad matu e a sonhos, que precisam ganhar form io, Méd o Ensin do os alun seus a ce Colégio Etapa ofere nais de opcio s curso nais, sema ntros enco de a na form Empreendedorismo e Finanças. ideias e da No curso há a convergência das

mercado, prática: economia, trabalho, dinheiro, investia, panç demanda e oferta, valor, pou es de noçõ stas robu s vida mento. São desenvol es taçõ orien as ecid ofer e ceira finan matemática orça oal, pess sobre a organização financeira o fim, por E, s. ento stim inve e mento, poupança ois de forlado prático de abrir um negócio dep des. alida form as mados – o plano de negócios,

16

GUIA DO COLÉGIO_2014_29-04-2014.indd 16

30/04/2014 00:04:20


Aprendendo a fazer escolhas

Visitas a empresas O Colégio Etapa organiza visitas a empresas para que o alu­ no possa ter contato com o ambiente de trabalho em diversas áreas. Esse contato direto traz informações valiosas para a elabo­ ração e consolidação de seus projetos.

Atendimento para orientação profissional Ao receber informações sobre as carreiras, o aluno precisa analisá-las e verificar se, de fato, determinado curso tem ou não a ver com ele. Para isso, a orientação profissional trabalhará a questão do autoconhecimento, por meio de atividades descontraídas e dinâmicas que têm o intuito de contri­ buir para o processo de construção de seu projeto de vida.

Suporte nas informações sobre carreiras

Os alunos contam com um rico material de apoio na área reservada do nosso site. Os materiais, produzidos pela equipe de Orientação Profissional do Etapa, in­ cluem: melhores momentos das palestras sobre profissões; informações referentes ao processo de escolha de um curso universitário, sobre o mundo do trabalho, ad­ missão em estágios e remuneração em cada área; FAQs (frequently asked questions) escritas por alunos que ingressaram em cursos das principais faculdades.

Linhas de apoio Entre as atividades de apoio para a formação cultural, o Colégio Etapa realiza atividades como o Tema Apoio, Aulas de Atualidades e Estudos Humanísticos. Tema Apoio: palestras em que alguns temas nodais das várias áreas do conhecimento po­ dem ser tratados com maior riqueza de detalhes. É também um momento em que a interdisci­ plinaridade é bastante explorada. Aulas de Atualidades: por meio de atividades de pesquisa e de semi­ nários, os participantes ampliam suas perspectivas e debatem assuntos como Meio Ambiente, Política e Economia. Estudos Humanísticos: encontros para discussão e aprofundamento de temas fundamentais, por meio de análise, interpretação e discussão de textos e fontes históricas clássicas.

17

GUIA DO COLÉGIO_2014_29-04-2014.indd 17

30/04/2014 00:04:27


Material didático

Material didático avançado O material didático do Colégio Etapa é produzido de modo a acompanhar seu pa­ drão de ensino único. Permanentemente reavaliado e aprimorado, traz enormes van­ tagens sobre os compêndios didáticos tradi­ cionais que são formulados sem articulação direta com o sistema de ensino.

O material é composto de textos, exercícios, simulados, análises, jornais, resumos e revisões. A programação se­ gue uma linha coerente dentro de cada matéria e evolui de uma série a outra, mas sempre são retomados e revistos os pontos mais importantes.

O material didático é impresso na Gráfica Guteplan, do Grupo Educacional Etapa. 18

GUIA DO COLÉGIO_2014_29-04-2014.indd 18

30/04/2014 00:04:47


Literatura e Redação

Livros da Fuvest e da Unicamp 2015 Memórias de um sargento de milícias – Manuel Antônio de Almeida Memórias póstumas de Brás Cubas – Machado de Assis Sentimento do mundo – Carlos Drummond de Andrade Viagens na minha terra – Almeida Garrett A cidade e as serras – Eça de Queirós Capitães da areia – Jorge Amado Vidas secas – Graciliano Ramos O cortiço – Aluísio Azevedo Til – José de Alencar

Os livros de literatura brasileira e por­ tuguesa indicados pela Fuvest e pela Uni­ camp como leitura obrigatória são apre­ sentados, analisados e comentados por professores do Etapa em palestras

que são de grande importância para a compreensão das obras e bom desem­ penho dos alunos nos vestibulares. As palestras também são apresentadas no Ciclo de Literatura Online.

Oficina de Textos

A Oficina de Textos é uma atividade que reforça leituras interdisciplinares por meio de discus­ sões de temas atuais, visando desenvolver a capacidade argumentativa e criativa do alunos, tanto oral quanto escrita. Na Prática Redacional os alunos do Ensino Médio têm como atividade especial prova com várias redações exigentes, que passam por uma correção acurada.

Clube de Leitura

O Clube de Leitura oferece mais uma oportunidade para o debate entre estu­ dantes com o apoio dos mestres. Aqui são analisados clássicos da literatura brasileira e mundial.

Línguas O Colégio Etapa oferece cursos (opcio­ nais) de Alemão, Espanhol e Francês. Além de desenvolver a habilidade de comunica­ ção e leitura no idioma, os cursos ampliam o acesso à cultura por meio de discussão de livros e filmes. 19

GUIA DO COLÉGIO_2014_29-04-2014.indd 19

30/04/2014 00:04:56


www.colegioetapa.com.br

Internet

Tecnologia e infraestrutura apoiam os estudos O Colégio Etapa conta com o que há de mais moderno em infraestrutura para apoiar o estudo dos alunos. O site www.colegioetapa.com.br é o caminho para o aluno e a família acompanharem as ativi­ dades do Colégio Etapa. Nele estão os calendários de atividades e de provas, os boletins com as notas, os enunciados das provas e os gráficos de desempenho comparativo. Pode-se também saber os pontos mais fortes e fracos nas provas, com as fichas de acompanhamento pedagógico. O portal Etapa estende-se aos vestibulares. Em www.etapa.com.br os estudantes preocupados com os cursos superiores, carreiras e vestibulares encontram o que o Guia da Folha de S.Paulo classi­ ficou como “um verdadeiro paraíso para os vestibulandos”.

CA t

C

C

C

R

Ca

H

C

At

Ensino a Distância - Videoaulas da ta ivi d on to s

ovas Pr

orário

s

l

Pla

EA D

es

ão virt nt

ua

GUIA DO COLÉGIO_2014_29-04-2014.indd 20

io

Material de lApoio endar - Arquivos para g e n da download (listas de exercícios, slides de aulas dos professores), calendário de provas, atividades culturais e científicas A

R

C

At

At

Pla

R

ta on to

s

o

Mat

ed a ç ã

s

ta on to Links

Atividades ta - Divulgação de passeios on to culturais e atividades complementares (cursos de línguas, olimpíadas, Projeto Medicina)

s

p o io

20

o

da ivi d ntato

es s

o

o

ial de A

s

l

er

ed a ç ã

ta on to ovas Pr a d e çã

s

ua

p o io

Links

es

es

ão virt nt

Links

H

A

Ca

io

l

rial de A

da ivi d

s

lendar ovas Pr

ovas Pr

H

H

EA D

ua

ão virt nt

orário

Agenda - Permite a visualização e inscrição nos eventos internos do colégio (palestras, orário aulas especiais, tema Apoio etc.) EA D g e n da orário a a d t t i d n o iv o

C

A

g e n da

EA D

s

A

g e n da

s

io

lendar

30/04/2014 00:05:07


Internet

H

A

EA D g e n da orário Calendário anual do colégio - Calendário de Provas, Atividades Culturais e Científicas, Educação Física - Atividades Extras – Ensino Médio

s

lendar

io

Ca

www.colegioetapa.com.br

2º�ao�5º�an

o�(Ensino�F

undament

Semana

HISTÓRIA GEOGRAFIA

H

C

H

At

l

Pla

TEXTO

3

CIÊNCIAS

10

29

4 5

9

15

INGLÊS

11 12

16 17

MATEMÁT

ICA

22 23

GRAMÁTICA

28 29

18

Feriado

19

24 25

30

05/05�a�10/05

Sábado

28

2

21

Feriado

28/04�a�03/05

Sexta

COMPL.�D 27 E MATEMÁT ICA

8

14

1

Feriado

5 6

2

MANHÃ 26 INTERATIVA 3

7 8

12/05�a�17/05

12

9 13

DITADO

s

H

A

A

Ca

A

21/04�a�26/04

1

Quinta

7

s

ua

es

t

s

ã nt

o orário EA D EA D oráriid ad ta orPárroiovas v i on to Horários - Horário das aulas e do Plantão de Dúvidas

s

io

io

gEeAnoDdva genda ir

26

31

07/04�a�12/04

14

Quarta

25

DITADO

14/04�a�19/04

d nednad rlea n ar leg

mestre�20

Terça 24

31/03�a�05/04

-�Alteração

al)�-�1º�Se

Segunda

24/03�a�29/03

19/05�a�24/05

10 14

19

HISTÓRIA

26/05�a�31/05

20

GEOGRAFIA

23 24

28 29

CIÊNCIAS

30 31

3

INGLÊS

4

GRAMÁTICA

5

MATEMÁT

9

16/06�a�21/06

17

22

TEXTO

27

2

09/06�a�14/06

16

21

26

02/06�a�07/06

COMPL.�D 15 E MATEMÁT ICA

ICA

10

6 7

11 12 13

16

14

17 18

23/06�a�28/06

19 23

20 24

21 25 26

C

C

C

R

At

R

C

H

C

At

o

s

es

Mat

03) As regiões em destaque do mapa indicam governo do impera a máxima extensã dor Trajano (século II d.C.): o do Impéri o Romano, sob o

C

At

Pla

H

C A

C

Ca R

ta on to

Elabore um texto explica ndo como funcion povos. [2,0 pontos ava a estraté ] gia romana de dominação

de outros

C

s

o

R

A

CAt CR

H A

C

02) O Impéri o Romano atingiu sua imperador Trajan máxima extensã o. No século o no século III, passou por II, durante várias crises O que causou o governo que o abalara do e o que foram m profundamen as Crises do te. Século III? [2,0 pontos]

ta on to ta Links ed a ç ã on to Redação: Temas de Redação; Prática Redacional (download das redações entregues e corrigidas)

C

Mat t

R

Pla

Ca

At

01) O Impéri o Romano tomou uma importante momento de decadência pelo decisão no século qual passava. IV para tentar Qual foi essa administrar decisão? [2,0 o pontos]

s

ta on to ovas idad ntato ial de A iv Pr Links o edaçã de er Provas: Datas; Detalhes de Provas; Gráficos Desempenho; Notas; Provas e Gabaritos (down­ loads dos gabaritos e provas já aplicadas) p o io

R

Plantão Virtual - Resoluções dos exercícios da apostila

ta on to

s

da ivi d

es

l

Pla

s

ua

ovas orário Pr

s

Mat

s

orário

Links - Acesso ao acervo da bibliotéca e ao Jornal do Colégio

orário genda tão virt EAD n

EA D

s

Mat

s

o

tat ta on toongenoda s

o io

A

s

s

Manhã�Interativa�e

Festa�Junina: . Posterior�divulgação�de�horário

s

ial de A

o

ed a ç ã p o io

er

aç edtaaçã ed dã on to len ar

s

l

Links

25/03�-�Início�do�1º�Conjunto 13/05�-�Início�do�2º�Conjunto

Contatos - Formulário de contato com a Coordenação e o Setor de Apoio ao Aluno os

es

ua

ão virt nt

ta on to

FESTA JUNIN 27 A FESTA (BARRACA JUNINA 28 S) (DANÇAS)

rço�e�recu peração�d o�1º�conju Reforço�e nto�de�25 �recuperaç /04�a�12/0 ão�do�2º�c 5 onjunto�d e�11/06�a �27/06

o

io

da ivi d

es

p o io

EA D lendar

tat ta on dtoaoçnã o e

Obs.:�Refo

Links Links ed a ç ã

p o io

ovas Pr

da vid taad ivi d oi n Litnoks

ess

l

g e n da

es

ovaasProvas Pivrird de A ial d e

l de A

p o io

rialid nekAesria

L

ua

l

P

ua

ão virtntão virt nt rova s

Aplicativo ETAPA Com o aplicativo Etapa, alunos e pais têm acesso, de forma dinâmica e intuitiva, a informações e conteúdos importantes para o bom andamento dos estudos. As principais funções da área reservada podem ser acessadas a qualquer momento, em qualquer lugar. O aplicativo tem diversas funcionalidades, como: visualização de notas e gráficos de desempenho, consulta ao horário das aulas, inscrição para eventos, download de materiais de apoio, tema da redação semanal. Novas funcionalidades estão sendo desenvolvidas e em breve estarão disponíveis. 21

GUIA DO COLÉGIO_2014_29-04-2014.indd 21

30/04/2014 00:05:18


Apoio ao aluno

Ex-alunos contam experiências de vida

Jornal do Colégio – Nas páginas iniciais sempre publicamos o depoimen­ to de ex-alunos, falando da escolha que fizeram, do que estudam, dos estágios, da formação profissional. Enfim, uma aula de vida para quem está na fase de definir sua escolha e também para quem quer confirmar a escolha feita. A cada 14 dias publica-se uma entrevista nova. As anteriores encontram-se no site www.colegioetapa.com.br. Tendências do Vestibular – Tabloide com entrevistas, comentários e análises. Considerado a principal fonte sobre o que ocorre no mundo dos vestibulares e das carreiras. Uma leitura que nenhum aluno do Ensino Médio pode perder (as edições do Tendências do Vestibular podem ser consultadas no site www.etapa.com.br).

Edições especiais – Colégio Etapa Informa, outra públicação, é editada em ocasiões especiais, a exemplo da comemoração dos 40 anos do Grupo Educacional Etapa. 22

GUIA DO COLÉGIO_2014_29-04-2014.indd 22

30/04/2014 00:05:29


Oportunidade Internacional

Etapa presente nas melhores universidades do mundo Alunos do ETAPA são aprovados para ingresso nas melhores universidades da América, Europa e Ásia. Entre elas: Caltech – Instituto de Tecnologia da Califórnia, Chicago, Columbia, Cornell, Duke, Georgia Tech, Harvard, Illinois (Urbana-Champaign), Michigan, MIT – Massa­ chusetts Institute of Technology, Amherst (Massachusetts), NYU – New York University, Uni­ versity of British Columbia (Canadá), Princeton, Purdue, Stanford, UCLA – Universidade da Califórnia-Los Angeles, Universidade da Califórnia-Berkeley, Yale, Alberta (Canadá), École Polytechnique de Paris, Universidade de Tóquio, Yonsei University (Seul).

MIT - Massachusetts Institute of Technology

Harvard University

Caltech - California Institute of Technology

Duke University

Stanford University

Todai - Universidade de Tóquio

Convênios internacionais O Colégio Etapa tem convênios com universidades no ex­ terior, entre os quais o INSA (Institut National des Sciences Appliquées de Lyon) e a Federação Gay-Lussac, na França. O acordo com o INSA oferece a nossos alunos a oportunida­ de de cursar Engenharia em uma das escolas mais respeitadas da Europa. A tradição da engenharia francesa proporciona ainda condições sem paralelo, como a inigualável gama de opções de especialidades e a conclusão do curso já com o título de mestre. Este ano, do Etapa, foram aprovados para estudar no INSA os estudantes Caio Reis Jocronis, Cristiano Dall’Agnol Júnior e Isabella Preziosi Furtado (que já está na Federação Gay-Lussac). O acordo com a Federação Gay-Lussac traz a oportunidade de excelente qualificação em uma das áreas mais dinâmicas da economia mundial, a indústria química. As empresas farmacêuticas, petrolífe­ ras e de cosméticos necessitam de profissionais altamente capazes e conhecem a qualidade dessa insti­ tuição. Em 2014, entraram na Federação Gay-Lussac cinco alunos do Colégio Etapa: Emy Kurita, Isabella Preziosi Furtado, Leonardo Yuji Miakawa, Paula Takahashi Benitez e Vinícius Hideyuki Shinya. 23

GUIA DO COLÉGIO_2014_29-04-2014.indd 23

30/04/2014 00:05:57


Oportunidade internacional

Aprovações mais recentes

ETAPA é o maior destaque internacional Todos os anos, os alunos do Colégio Etapa obtêm resultados expressivos em aprovação em universidades internacionais, destaque que nenhuma outra escola brasileira consegue alcançar de maneira tão sólida. A realização desses sonhos é o reflexo de muita dedicação e comprometimento, além da possibilidade de explorar suas habilidades e expandir seus interesses e conhecimentos em um ambiente inspirador. Alexandre Perozim de Faveri Aprovado na Caltech, Columbia, Princeton, Yale, Cornell e Stanford Computação/Matemática

Henrique Vieira Gonçalves Vaz Aprovado em Harvard e Cornell Economia/Ciências Políticas

Fábio Kenji Arai Aprovado na Caltech, Columbia, UC Berkeley e Duke Engenharia/Física

Aline de Souza Machado Aprovada em Georgetown e Tufts Ciências Políticas/Diplomacia

Ianê Kamoi Schiphorst Aprovada na New York University, University of California-San Diego e Boston University Economia Júlia Costa Lourenço Aprovada na UC Berkeley, Sci-Arc e Temple Arquitetura

Michel Rozenberg Zelazny Aprovado em Columbia Computação/Economia

Rodrigo Sanches Angelo Aprovado no MIT e Princeton Matemática/Computação

Letícia Rossi dos Santos Aprovada na Amherst, School of Visual Arts, Ringling College of Art and Design e Savannah College of Art and Design Computação/Artes Isabela Bongers Mesquita Aprovada na UC Berkeley, Sci-Arc e Virginia tech Arquitetura

Outras aprovações internacionais O Etapa cumprimenta também os alunos abaixo relacionados, aprovados em sistemas de seleção de excelentes universidades dos Estados Unidos e da República da Irlanda. André Navarro Barros (USA); Juliana Nicolau Nigro (Irlanda); Laila Walid Silva El Mouallem (USA); Marielle Camargo dos Santos (USA); Vítor Cumino Recchia (USA); Yang Lan Hon (USA); André Luiz Ajjar Felipeti (USA); Andréia Ribeiro de Noronha Sales (USA) 24

GUIA DO COLÉGIO_2014_29-04-2014.indd 24

30/04/2014 00:06:12


Oportunidade internacional

Nossos alunos avançam pelo mundo Ex-alunos do Colégio Etapa que estudam ou já se formaram nas melhores universidades do exterior participaram do evento “Parceiros nos Sonhos”. Via Internet, eles falaram aos alunos atuais, pais e professores sobre suas experiên­ cias e realizações nos Estados Unidos, Europa e

Japão. Ponto em comum, os ex-alunos apresen­ tados nesta página e na seguinte ressaltaram a importância de sua formação no colégio, que lhes proporcionou a admissão em instituições de ensino superior do mais alto nível. (As fotos são das imagens por Skype).

Henry Wei Cheng Hsu, no Etapa desde o Ensino Fundamental, entrou no ITA e depois foi para a École Polytechnique de Paris, onde se formou. Trabalha no Brasil.

Tomoyuki Abe ganhou a bolsa MEXT, do Ministério da Educação da Japão, e cursou Relações Internacionais na Universidade de Tóquio. Elder Yoshida está na Duke University, onde faz Engenharia Biomédica. Deborah Barbosa Alves entrou em Harvard: “O colégio me ajudou a realizar o sonho de vir para cá”.

Gustavo Lisbôa Empinotti e Pedro Henrique Chamelette Sanzovo: entusiasmo com os estudos e as atividades em Stanford. Ariel Setton: estudos no Caltech, que passou a liderar o ranking mundial das universidades.

Isabel Pesce Brito de Mattos é uma lenda viva no MIT, onde conseguiu quatro diplomas: Engenharia da Computação, Matemática, Economia e Administração. Hoje é empreendedora de sucesso. Illan Feiman Halpern está terminando a graduação em Física e Matemática no MIT e vai fazer doutorado em Física na UC Berkeley. Giuliano Pezzolo Giacaglia cursou Engenharia Elétrica e Computação no MIT, fez mestrado e abriu empresa nos EUA. Marco Antônio Lopes Pedroso cursa Engenharia Elétrica e Computação no MIT.

Karine Yuki graduou-se em Ciência Política e Fisica no MIT e hoje faz pós-graduação em Comércio Internacional e Desenvolvimento na University of Oxford, no Reino Unido.

25

GUIA DO COLÉGIO_2014_29-04-2014.indd 25

30/04/2014 00:06:48


Oportunidade internacional

Experiências fora do Brasil Cauê Sciascia Borlina cursa Engenharia Aeroespacial na Universidade de Michigan, nos Estados Unidos. Um de seus interesses é o projeto de busca de vida em Marte, que tem como um de seus líderes o também brasileiro Nilton Rennó, cientista da NASA.

Os irmãos Felipe e Guilherme Rodrigues Nogueira de Souza cursaram o ITA e hoje trabalham na Microsoft, em Seattle.

Carlos Augusto Ornelas Buchalla cursa Medicina na USP e participou de intercâmbio na Harvard Medical School, em Boston, Estados Unidos.

Tábata Cláudia Amaral de Pontes (à direita na foto) entrou em Harvard. Aqui, ela está com Deborah Barbosa Alves e Gabriel Tavares Bujokas, medalha de ouro na IMO, graduado em Matemática no MIT e que faz doutorado em Harvard.

Bruno De Martino entrou em Stanford, onde deve seguir Engenharia Biomédica.

Vítor Margato entrou na Poli e vai participar de programa de intercâmbio da USP com instituições da França. Ele e Henrique Vieira Gonçalves Vaz integram o projeto VOA (Vontade Olímpica de Aprender)

Augusto e Henrique Martins Labella Costa, irmãos gêmeos, estudam desde agosto de 2013 na Universidade de Michigan, e Marcus Vinícius Martins de Almeida está na Universidade de Colúmbia.

Leonardo Ferreira fez o curso Etapa e iniciou em 2013 sua graduação em Engenharia Elétrica na Universidade Nacional de Seul (College of Engineering Seoul National University), na Coreia do Sul.

26 26

GUIA DO COLÉGIO_2014_29-04-2014.indd 26

30/04/2014 00:07:00


Oportunidade internacional

Universidade de Princeton: “Alunos do Etapa são especiais” “Adoramos nossa visita. Obrigada por tanta cordialidade na recepção e por nos mostrar o quanto são especiais os alunos do Etapa”, escreveu a presidente da Univer­ sidade de Princeton, Shirley Marie Tilgh­ man, em seu retorno a Nova Jersey, Esta­ dos Unidos, após vir ao Brasil e fazer uma palestra no auditório do Colégio Etapa, acompanhada de outros dirigentes de uma das principais universidades do mundo. Em apresentação exclusiva aos alunos do Etapa, ela conversou com eles sobre projetos de vida e abordou as possibili­ dades de estudar em Princeton, que tem Shirley Marie Tilghman, presidente da Universidade de Princeton, cerca de 22 mil alunos de graduação, dos em sua palestra aos alunos do Etapa. quais 38% são de fora dos Estados Unidos. “Realmente, exigimos que os alunos explo­ Na pós-graduação há mais de 5000 alu­ rem e experimentem um pouco de tudo. Defi­ nos, 11% de outros países. nitivamente, somos empenhados em preparar “A interação entre graduandos e pós-gra­ para todas as áreas. Nós pedimos aos calouros, duandos é muito importante para nós, a fim quando chegam ao campus, que explorem de criar uma comunidade intelectual”, disse, todo o currículo da universidade. Aqui no Eta­ ressaltando a seguir que Princeton estimula pa vocês tiveram contato com várias áreas. cada aluno a explorar “desde as áreas clássicas Vimos algumas no vídeo (de apresentação do de Humanas, como Filosofia, até as áreas mais colégio), mas existem muitos outros campos técnicas, como Ciência da Computação ou En­ que vocês vão conhecer somente quando en­ genharia Mecânica, e literalmente tudo que trarem na universidade”. está entre elas”.

“Old Nassau” No evento, um ex-aluno do Etapa, Leonardo Stedile, falou via Skype sobre seus estudos em Princeton. E os dirigentes da universidade emocionaram-se com a apresentação do Coral Etapa, que para sua grande surpresa entoou o hino de Princeton, “Old Nassau”.

Participaram da palestra Jeremy Adelman

Diretor do Conselho de Ensino e Pesquisa Internacional e Presidente do Departamento de História da Universidade de Princeton.

João Biehl

Bob Durkee

Margaret Miller

Vice-Presidente e Secretário da Universidade de Princeton, da qual também é Vice-Presidente de Relações Públicas.

Codiretor do Programa de Saúde Global e Política de Saúde, desde 2009. Professor de Antropologia.

Vice-Presidente Adjunta da Alumni Affairs, associação criada há quase 190 anos para promover as relações entre Princeton e seus alunos e ex-alunos. 27

GUIA DO COLÉGIO_2014_29-04-2014.indd 27

30/04/2014 00:07:14


Oportunidade internacional

No Etapa, representantes de instituições dos Estados Unidos Representantes das universidades dos Estados Unidos que participaram no Etapa do Exploring College Options: Jodi Robinson - Pennsylvania Anne Sjostrom - Duke Jaime Briseno - Georgetow Lucerito Ortiz - Harvard Theresa Bruketta - Stanford Cinco das principais universidades dos Estados Unidos – Duke, Georgetown, Harvard, Pennsylvania e Stanford – realizaram um evento exclusivo no Colégio Etapa, denominado Exploring College Options. A ideia era que o público presente conhecesse mais de cada uma delas – cursos oferecidos, campus, atividades extracurriculares, o dia a dia na escola, além do seu processo de seleção. Para isso, representantes das universidades deram palestras e tiraram dúvidas. Segundo Lucerito Ortiz, representante de Harvard, são três as principais condições para admissão: preparação acadêmica, atividades extracurriculares e qualidades pessoais. “Nós estamos interessados não apenas no que você quer fazer ou estudar, mas em quem você será na nossa escola”, disse. Os elementos considerados são vários e cada um diz um pouco sobre o estudante: notas, redações, cartas de recomendação, entrevistas.

Como entrar nas principais universidades do mundo Periodicamente, representantes das principais universidades do mundo e de órgãos que fornecem bolsas de estudo visitam o Colégio Etapa. Além disso, os alunos podem contar com o apoio de professores e orientadores com conhecimento dos complexos processos de ingresso nas instituições internacionais e dos antigos alunos que já passaram com sucesso por eles.

SAT e TOEFL Professores com larga experiência em exames internacionais fornecem todo o apoio e preparação para os exames SAT e TOEFL, que são parte fundamental do processo de ingresso nas universidades dos Estados Unidos.

Cálculo e Álgebra Linear Aulas das matérias que são pilares da Matemática do Ensino Superior são oferecidas como apoio ao ingresso em universidades internacionais e participação em competições culturais. 28 GUIA DO COLÉGIO_2014_29-04-2014.indd 28

30/04/2014 00:07:30


Viagens culturais

Viagem à Europa e América: aprendizado, integração e lazer O Colégio Etapa organiza todo ano viagens culturais de alunos do Ensino Médio. Além de propiciar momentos de integração inesquecí­ veis, o aprendizado de História, de Geografia e de Línguas é enriquecido. Destacam-se como mais procurados os cursos de Inglês em Cam­ bridge, Inglaterra (viagem que prossegue com um roteiro histórico-cultural por cidades da Eu­ ropa) e em San Diego, Estados Unidos, onde os alunos visitam importantes instituições de en­ sino superior, como Caltech e Universidade da Califórnia. Programa-se também, na formatura do Ensino Fundamental, viagem para países de língua espanhola. Outro evento que teve a participação de alu­ nos do Etapa foi a 30ª Ivy League Model United Nations Conference (ILMUNC), uma espécie de simulação das atividades da ONU. Com 3000 es­ tudantes de todo o mundo, essa conferência foi realizada na Universidade da Pensilvânia.

Em Londres, Inglaterra

Em Roma, Itália

Em San Diego, Estados Unidos

Na 30ª Ivy League Model United Nations Conference

Em Cancún, México 29

GUIA DO COLÉGIO_2014_29-04-2014.indd 29

30/04/2014 00:07:46


Departamento Cultural

égio Etapa para seus Os eventos especiais exclusivos do Col , médicos, alunos incluem palestras com cientistas tas, economistas, pesquisadores, historiadores, jornalis ntistas, dois músicos e muitos outros. Entre os cie ganhadores do Prêmio Nobel de Física.

Nobel de Física 1997 faz palestra-show no Etapa Ele já foi treinador da equipe ameri­ cana que participa de olimpíadas inter­ nacionais de Física, usa uma gravata com tema dos filmes Star Wars, autografada pelo diretor da série, George Lucas, e transforma sua palestra sobre o tema que lhe rendeu o Prêmio Nobel de Física de 1997 em um espetáculo que provoca muitos aplausos e risadas – uma aula bri­ lhante dada aos estudantes do Etapa so­ bre o desenvolvimento do método para resfriar e aprisionar átomos com luz de la­ ser, trabalho que, entre outros empregos científicos, permite a incrível precisão dos relógios atômicos (diferença de 30 segundos em 1 milhão de anos). Esses re­ lógios, colocados em satélites, viabilizam o GPS – Global Positioning System, siste­ ma de posicionamento global, através do qual qualquer pessoa determina sua posição em qualquer ponto da Terra. Em sua palestra, realizada no Auditó­ rio do Etapa, em São Paulo, William Da­ niel Phillips usou grande quantidade de nitrogênio – “a coisa mais fria que temos ao nosso alcance, 77 graus acima do zero absoluto” – para demonstrar como se dá o resfriamento dos átomos com luz de laser, de forma a reduzir sua velocidade e aumentar a precisão dos relógios. Demonstrações encerradas,William Daniel Phillips disse aos alunos do Eta­ pa: “Espero que a palestra tenha sido um incentivo para que pessoas jovens como vocês se motivem a dar uma con­ tribuição significativa para a ciência, em muitas áreas, inclusive esta, porque mui­ ta coisa boa está ainda por vir na área de matéria ultrafria”.

LEVITAÇÃO – Demonstração do uso de um campo magnético. NitrogÊnio – Usando nitrogênio, William Daniel Phillips animou sua palestra e divertiu os alunos.

CONFRATERNIZAÇÃO – O Nobel com alunos do Etapa.

Após sua palestra, William Daniel Phillips dirigiu a seguinte mensagem aos alunos do Etapa:

“Mantenham sempre a paixão por aprender”

30

GUIA DO COLÉGIO_2014_29-04-2014.indd 30

30/04/2014 00:08:03


Departamento Cultural

Nobel de Física 2007 com alunos do Colégio Etapa “Os desafios da Ciência” foi o tema da palestra que o vencedor do Prêmio Nobel de Física de 2007, o alemão Peter Grünberg, fez para os alunos do Etapa. Uma das preocupações por ele mani­ festadas foi sobre a preservação do meio ambiente. Citou espe­ cificamente o grande consumo de combustível pelos aviões, que pode ser reduzido pelo uso de tecnologias como a videoconfe­ rência e o Skype – que, afirmou, ele usa muito. Encerrada a palestra, Peter Grünberg foi bastante aplaudido pelos alunos do Etapa. Demonstrando grande simplicidade, o físico premiado com o Nobel demorou-se em conversas com os estudantes, com os quais também posou para várias fotos. Peter Grünberg veio ao Brasil para partici­ par, em São Carlos, do programa “Escola São

Paulo de Ciência Avançada”, da Fapesp, evento organizado em parceria entre o Instituto de Fí­ sica de São Carlos (USP) e o Departamento de Física da UFSCar. Além do encontro em São Car­ los, ele compareceu a apenas dois eventos: um jogo Corinthians x São Paulo, no Morumbi, e à palestra para os alunos do Etapa.

Peter Grünberg em sua palestra no Etapa e depois confraternizando com os alunos, que o aplaudiram muito.

31

GUIA DO COLÉGIO_2014_29-04-2014.indd 31

30/04/2014 00:08:15


Olimpíadas culturais

Todos os alunos são vencedores

Em dezembro de 2013, pelo 9º ano consecutivo, houve a Confraternização das Equipes Olímpicas do Etapa. Nossos alunos participam com entusiasmo de competições culturais no estado, no país e internacionais. O apoio dado pelo Etapa aos participantes nas olimpíadas culturais é parte do ciclo virtuoso em que o currículo do aluno e o currículo da escola se enriquecem mutuamente. Além da grande alegria de toda a escola ao compartilhar o sucesso dos premiados, há outros efeitos positivos que merecem destaque:

A grande gama de disciplinas contempladas permite que cada um encontre a competição que considere mais interessante e possa se envolver na preparação; A imersão em um ambiente em que a dedicação é claramente ligada ao bom desempenho modela uma postura que será importante para toda a vida; As medalhas em competições do mais alto nível, que tornam o nome da escola respeitado nacional e internacionalmente, têm colaborado para ampliar as oportunidades acadêmicas e profissionais de nossos alunos; A valorização desses eventos cria um ambiente

em que a busca pelo aprimoramento contínuo é ca­ racterística presente em professores e estudantes; A troca de informações bastante característica das competições internacionais traz para o Etapa o que existe de melhor mundialmente em termos de didá­ tica e conteúdo; A participação nas olimpíadas cria um vínculo ainda mais forte entre alunos atuais e antigos. São ex-alunos, profissionais bem-sucedidos – médicos, advogados, engenheiros, jornalistas, designers, cientistas, executivos, publicitários –, que compar­ tilham suas experiências e servem de modelo e ins­ piração para os nossos jovens.

Familiares dos alunos e convidados no Teatro Bradesco, na Confraternização das Equipes Olímpicas do Etapa. 32

GUIA DO COLÉGIO_2014_29-04-2014.indd 32

30/04/2014 00:08:33


Olimpíadas culturais

Etapa à frente de 80 países Em 17 anos, de 1997 a 2013, o Brasil teve 102 estudantes participando da Olim­ píada Internacional de Matemática – IMO. Dos 102 participantes, 40 foram do Estado de São Paulo, sendo 37 do Colégio Etapa. Em conjunto, os estudantes brasileiros conquistaram 4 medalhas de ouro (todas por alunos do Colégio Etapa), 28 de prata e 47 de bronze. Se o Colégio Etapa fosse considerado uma equipe à parte, teriamos nossa escola com 4 medalhas de ouro, 10 de prata e 14 de bronze, o que nos colo­ caria à frente de mais de 80 países parti­ cipantes, entre os quais Suíça, Noruega, Lituânia, Nova Zelândia, Grécia, Áustria, Estônia, Bélgica, Suécia, Finlândia, Holan­ da, Espanha, Irlanda, Dinamarca e Portugal (veja quadro ao lado).

Presidência do Brasil reconhece nossa primeira medalha de ouro na IMO Rui Lopes Viana Filho, do Colégio Etapa, ga­ nhador de Medalha de Ouro na 39ª Olimpíada In­ ternacional de Matemática, realizada em 1998 em Taiwan, foi recebido em Brasília pelo então presi­ dente da República, Fernando Henrique Cardoso. Participaram do encontro os professores Élio Mega e Edmilson Motta, do Etapa, e os pais de Rui Lopes

Viana Filho. O Brasil voltaria a conquistar três me­ dalhas de ouro na IMO, todas por estudantes do Colégio Etapa: Gabriel Tavares Bujokas, em 2005, na 46ª IMO, em Mérida, México; Henrique Pondé de Oliveira Pinto, em 2009, em Bremen, Alemanha; e Rodrigo Sanches Angelo, em 2012, em Buenos Aires, Argentina.

33

GUIA DO COLÉGIO_2014_29-04-2014.indd 33

30/04/2014 00:08:41


Professores Olímpicos

“Há algo impressionante aqui” “Não há muitas escolas com tal qualidade” Svetoslav Savchev (Bulgária)

O búlgaro Svetoslav Savchev é um profes­ sor que muitas vezes seleciona os problemas da Olimpíada Internacional de Matemática – IMO –, a mais importante competição cultural para alunos do Ensino Médio, que anualmente reúne estudantes de mais de 100 países, incluin­ do o Brasil. A convite do Colégio Etapa, o Prof. Svetos­ lav Savchev (na foto, com alunos e professores do Etapa) esteve no Brasil e ministrou aulas e pro­ feriu palestras aos estudantes do Ensino Médio. Segundo ele, “os alunos do Etapa têm condições

raras, condições que não se encontram em mui­ tas escolas pelo mundo todo. Certamente são de se orgulhar”. “Fui apresentado a estudantes do Etapa em diversas competições, incluindo as olimpíadas in­ ternacionais. Há algo aqui por demais impressio­ nante. Não há no mundo muitas escolas com tal recorde de medalhas obtidas ao longo do tempo. O Brasil é um grande país de fato, mas a minha impressão é de que não há muitas outras escolas com tal qualidade”.

“O Colégio Etapa está no topo do ensino” Zuming Feng (Estados Unidos)

Coordenador acadêmico do treinamento da equipe americana que disputa a Olimpíada Internacional de Matemática, Zuming Feng veio pela primeira vez ao Brasil a convite do Colégio Etapa e durante duas semanas participou da preparação de nossos alunos que competem em olimpíadas nacionais e internacionais. Em sua avaliação, “o Colégio Etapa está no topo do ensino, com estudantes que têm interesse em aprender. Isso é muito importante”.

Líder canadense dá aula no Etapa Líder da equipe canadense em três olimpíadas internacionais de Matemática (IMO) e diretor do site mais importante de competi­ ções de Matemática, o professor Naoki Sato deu aulas a alunos do Etapa durante duas semanas.

34

GUIA DO COLÉGIO_2014_29-04-2014.indd 34

30/04/2014 00:09:02


O som do ETAPA

A Música de Arte no Etapa COLÉGIO

ETAPA IN FORMA

RETROSPECTIVA 2009

ura - Ciências

Música - Arte - Cult

Badi Assad no 3º FEMA

A de Música de Arte s, o 3º Festival ETAP

Em Valinho

A festa dos premiados em olimpíadas culturais Arte e Ciência no Palco

Encontro Musical ETAPA

s Excursões Pedagógica ETAPA

O Festival Etapa de Música de Arte – FEMA – já realizou sete edições. Criado em 2007 com o objetivo de oferecer apresentações de alta qualidade musical, leva ao Teatro do Colégio Etapa em Valinhos o que há de melhor na música instrumental brasileira. O festival já se tornou uma tradi­ ção, oferecendo na Região Metropolitana de Campinas a beleza da música de qualidade.

Hermeto Pascoal e João Carlos Martins no 7º Festival Etapa de Música de Arte, em Valinhos.

J

Camerata Fukuda: 23 anos com o Etapa Considerada pela imprensa e crítica especializada uma das mais importantes orquestras de câmara do Brasil, a Camerata Fukuda foi fundada há 25 anos e praticamente desde o início conta com o apoio do Etapa.

Elisa Fukuda, a fundadora Camerata Fukuda no auditório do Colégio Etapa, em São Paulo. 35

GUIA DO COLÉGIO_2014_29-04-2014.indd 35

30/04/2014 00:09:28


O som do ETAPA

Encontro Musical e Etapa Jam O Encontro Musical ETAPA é um evento realizado para divertir e inte­ grar alunos e professores às vésperas dos grandes vestibulares. Eles formam bandas e apresentam toda sua energia e seu talento musical em um ambiente descontraído e animado. No Etapa Jam os alunos mostram suas habilidades artísticas e participam de gincanas.

Coral ETAPA

Formado por alunos (atuais e antigos) e comandado pelo renomado maestro Mário Zaccaro, o Coral ETAPA surpreende a cada apresentação com a qualidade vocal e o repertório que envolve o melhor da música brasileira e internacional.

Grupo Vocal e Flauta A música faz parte da vida escolar dos alunos do Colégio Etapa desde cedo. Sua iniciação no Ensino Fundamental I é com aulas de flauta, uma atividade opcional. Uma opção para os alunos das séries mais avançadas é o Grupo Vocal, em que os estudantes desenvolvem suas habilidades no canto, em encontros semanais nos quais se vivencia a experiência nos mais diversos gêneros musicais.

36

GUIA DO COLÉGIO_2014_29-04-2014.indd 36

30/04/2014 00:09:46


Teatro

Grandes peças para alunos O ETAPA tem parceria com o renomado Núcleo Arte Ci­ ência no Palco, abrindo a estudantes, familiares e colabora­ dores a oportunidade de assistir a peças que são sucesso de público e de crítica.

Linguagem teatral e Grupo de Teatro Etapa A linguagem teatral é utilizada no processo de aprendiza­ do das crianças. Os professores desenvolvem projetos com os alunos do Ensino Fundamental I, nos quais eles ensaiam peças vinculadas ao que está sendo discutido em aula. E, com o intuito de oferecer o estudo da drama­ turgia e também contribuir no desenvolvimento da expressão corporal e da oratória, surgiu o nosso Grupo de Teatro, que iniciou suas apresentações no segundo semestre de 2013.

O Grupo de Teatro Etapa é dirigido pelo ator e dramaturgo Carlos Palma, do Grupo Arte Ciência no Palco.

Clube de Cinema, Clube de Debate, Estudos Narrativos No Clube de Cinema, alunos e profes­ sores debatem obras relevantes pela temática ou que foram marcantes no de­ senvolvimento da Sétima Arte. O Clube de Debate organiza encontros mensais sobre temas relevantes. Exemplos: “Pa­ pel do Estado: intervencionismo e libe­ ralismo”; “Ação afirmativa e cotas”. Em Estudos Narrativos são analisadas e dis­ cutidas obras, quer sejam um texto, um filme ou uma animação.

Gincana Cultural Esperada ansiosamente pelos alunos, na Gincana Cultural as três séries do Ensino Médio participam de competições envolvendo várias formas de expressão artística.

Gincana Interativa com os pais A integração com os pais também é explo­ rada. Na Gincana Interativa, os pais dos alu­ nos do Ensino Fundamental I são convidados a participar de jogos e atividades junto com seus filhos. O evento acontece normalmente perto de datas como o Dia dos Pais ou o Dia das Mães. Assim como na Manhã Interativa, as atividades mudam de ano para ano. 37

GUIA DO COLÉGIO_2014_29-04-2014.indd 37

30/04/2014 00:09:56


Vencendo no vestibular

O melhor preparo para os exames

Projetos para o sucesso

e Os projetos Medicina, Engenharia ito JADE (Jornalismo, Administração, Dire as e Economia), com aulas especiais, prov vi­ específicas e acompanhamento indi o dualizado, criam as condições para que En­ aluno evolua durante os três anos do o sino Médio e chegue aos exames com os melhor preparo. Também são oferecid que cursos especiais para os vestibulares Ar­ o possuem exames específicos, com n­ quitetura/Design e FGV, ou cobram assu do a tos que não fazem parte do program em Ensino Médio. Na foto, aula de Linguag Arquitetônica.

Apoio para ingressar nas grandes faculdades Para enfrentar os grandes vestibulares, o aluno do Colégio Etapa conta, além dos Projetos, com acom­ panhamento psicopedagógico individual, dirigido por matéria, atividades monitoradas por área e por carreira, aulas de preparo específico para os vestibu­ lares da Fuvest, Unicamp, Vunesp, Unifesp e outros, programação especial para o vestibular, Linguagem Arquitetônica, Reforço para o Vestibular da FGV, ciclo de literatura, Cine Apoio e orientação para ingresso em universidades no exterior.

Atividade monitorada por área e por carreira A análise de provas e de simulados permite a rápida detecção das necessi­ dades de cada estudante. Consideran­ do os resultados a serem alcançados para o ingresso nas diversas carreiras, são organizadas atividades de reforço.

Programa de estudos e motivação O desempenho do aluno nas aulas, provas/ simulados e nas demais atividades do Colégio Etapa fornece dados importantes relacionados às variáveis decisivas para um bom resultado nos exames, tanto acadêmicas quanto motivacionais. A consolidação dessas informações é feita pelo trabalho integrado dos orientadores, dos profes­ sores e da direção, permitindo que se estabeleça para cada estudante um programa de estudos e motivação, o qual é revisto periodicamente. 38

GUIA DO COLÉGIO_2014_29-04-2014.indd 38

30/04/2014 00:10:07


Ensino superior

Parceria de sucesso com os pais Os exames para as melhores uni­ versidades têm sofrido mudanças significativas nos últimos anos e os pais necessitam de informações para poderem acompanhar os filhos den­ tro de uma orientação segura. Além disso, vários outros componentes são de extrema relevância para um bom preparo e necessitam de todo o res­ paldo no lar, como saúde e equilíbrio emocional. As palestras fornecem os elementos para que escola e pais for­ mem uma parceria de sucesso.

a anhar a vid res, p m o c a m de podere avés dos orientado m lé a , is a p atr Os Internet e os de atualização e ia v o lh fi o escolar d mbém com encontr légio Etapa. contam ta , promovidos pelo Co orientação

Etapa Resolve As provas dos principais vesti­ bulares de São Paulo são resolvidas pelos professores do Etapa, no dia de sua aplicação, e imediatamente publicadas na Internet e impressas em cadernos que são entregues aos alunos. Este é mais um serviço de extre­ ma valia, no qual se baseiam nossos alunos para conferir seu desempe­ nho nas provas e também para estu­ dos durante o ano, familiarizando-se com o estilo de cada vestibular.

39

GUIA DO COLÉGIO_2014_29-04-2014.indd 39

30/04/2014 00:10:13


Ensino Superior

Os cursos no Ensino Superior Os cursos do Ensino Superior organizam-se de diversos mo­ dos: em escolas isoladas, em grupos de cursos ou em universi­ dades. Há também os cursos para formação de tecnólogos de nível superior, isolados ou junto a outros cursos. • Exemplos de cursos de tecnologia Fatec, Tecnologia do Mackenzie, Tecnologia da Unicamp. • Exemplos de cursos isolados ITA (Engenharia), Santa Casa (Medicina) • Exemplos de grupos de cursos FAAP (Engenharia, Administração, Publicidade) ESEG (Engenharia de Produção, Administração) ESPM (Publicidade, Administração) • Exemplos de universidades Públicas: USP, Unicamp, Unesp, UFSCar, Unifesp, UFRJ, UnB Particulares: PUC, Mackenzie, PUC-Campinas

Graduação • Bacharel

Qualificação genérica do formado que pode exercer uma determinada profissão.

• Licenciado

Qualificação do formado com habilitação para ser professor de curso secundário (os cursos de licen­ ciatura incluem matérias didáticas). Exemplos: Licenciado em História, Licenciado em Biologia etc.

Pós-graduação

A pós-graduação exige que se tenha diploma de curso superior. Os cursos podem ser stricto sensu ou lato sensu. A pós-graduação do tipo stricto sensu engloba os cursos de Mestrado, Doutorado e Mestrado Profissional e possui forte ênfase na pesquisa científica e tecnológica. • Mestrado O aluno cursa disciplinas e faz a Dissertação de Mestrado, na qual registra a revisão da bibliografia que estudou e relata a pesquisa realizada, bem como seus resultados e conclusões. A pesquisa tem foco mais científico do que aplicativo. O Mestrado é feito sob orientação de uma pessoa com título de doutor. A duração é de 2 a 3 anos. • Mestrado Profissional Equivalente ao Mestrado, sendo diferente no foco da pesquisa, que é totalmente voltada à aplicação. • Doutorado O aluno cursa disciplinas e faz a Tese de Doutorado. A diferença entre a Tese e a Dissertação está no ineditismo exigido para o Doutorado, gerando uma contribuição nova à área do conhecimen­ to abordada. A duração do Doutorado é de 4 a 5 anos. A pós-graduação do tipo lato sensu engloba os cursos de Especialização, nos quais se incluem os cursos designados como MBA (Master of Business Administration). Está voltada para profissionais que atuam no mercado de trabalho e possuem foco em temas ou assuntos bem específicos. Os alunos cursam disciplinas (mínimo de 360 horas) e fazem uma monografia sob orientação, que é o trabalho de final de curso obrigatório para sua conclusão. A duração é de 12 a 18 meses. 40

GUIA DO COLÉGIO_2014_29-04-2014.indd 40

30/04/2014 00:10:19


Ensino Superior

A inscrição para o vestibular Quando ocorre?

Os vestibulares têm sua inscrição no Estado de São Paulo concentrada nos meses de setembro a outubro. USP (Fuvest), Unicamp (Comvest) e Unesp (Vunesp), por exemplo, fazem as inscrições exclusivamente pela Internet. Alguns vestibulares realizam a inscrição mais tarde (chegando até janeiro). Há também alguns exames no meio do ano.

Requisitos

Não é costume exigir na inscrição comprovante de término do Ensino Médio (porém, o ITA exige esse comprovante ou o de que o interessado está terminando o Ensino Médio).

Taxas

As taxas são definidas no edital de inscrição.

Orientação

O Etapa informa seus alunos sobre as inscrições nos principais vestibulares de São Paulo e de outros estados.

TABELAS DE CANDIDATOS/VAGA Interesse e engano Ao fim dos períodos de inscrição para os vestibulares é comum ocorrer uma forte procura pelas tabelas que indicam o número de candidatos por vaga em cada curso. O interesse dos candidatos é saber qual a dificuldade para entrar em dado curso. Supostamente, cursos com maior relação de candidatos por vaga seriam mais difíceis. Mas aí há um engano. O engano está em que a dificuldade de entrar num curso superior depende de diversos fatores e a simples observação do número de “candidatos/vaga” é muito superficial. 41

GUIA DO COLÉGIO_2014_29-04-2014.indd 41

30/04/2014 00:10:26


Ensino Superior

As provas dos vestibulares

Longa duração Os exames vestibulares são provas mais longas, que costumam durar de 3 a 5 horas.

Provas múltiplas Muitos vestibulares fazem, num único dia de exame, prova com todas as matérias do programa do Ensino Médio.

Testes ou questões escritas? Os vestibulares, há algum tempo, mostravam predomínio de testes de múltiplas opções (5 alter­ nativas, sendo uma delas a correta). Desde os exames da Fuvest, a tendência se alterou, sendo frequentes as provas de respostas escri­ tas. Há também exames que combinam testes e questões escritas, às vezes numa mesma prova.

As notas mínimas O vestibular, quando exige nota mínima, geralmente o faz só em uma ou duas matérias (raramen­ te exige-se mais do que 3,0).

Bônus Prática recente, justificada com a necessidade de inclusão social, é a concessão de bônus aos can­ didatos que cursaram o Ensino Médio exclusivamente em escolas públicas. Não se trata de co­ tas, mas de programas denominados “ação afirmativa”, a exemplo da Unicamp, que criou o PAAIS (Programa de Ação Afirmativa e Inclusão Social), que atualmente adiciona 60 pontos à nota final dos estudantes da rede pública de ensino. A USP instituiu o Inclusp, que também beneficia esses candidatos com um adicional percentual nas notas obtidas nas provas. 42

GUIA DO COLÉGIO_2014_29-04-2014.indd 42

30/04/2014 00:10:31


Ensino Superior

ENEM – Exame Nacional do Ensino Médio O Enem – Exame Nacional do Ensino Médio – exis­ te há 17 anos e desdobra-se em dois períodos bem distintos. No primeiro período, de 1998 a 2008, era ano inscritos uma prova basicamente de leitura e atenção, total­ mente diferente dos vestibulares. Com 63 testes 1998 157 221 e Redação, era usada para avaliar a qualidade da educação nacional. Conforme seus idealizadores, 346 953 1999 procurava medir competências e habilidades dos 2000 390 180 estudantes. Em 2009, o Enem foi transformado em vestibular 1 624 131 2001 nacional. Tornou-se uma prova de conteúdo, com 1 829 170 2002 180 questões e Redação, formato que ano a ano vem se aproximando dos grandes vestibulares de 2003 1 882 393 São Paulo (a preparação para a USP, Unicamp e 1 552 316 2004 Unesp fornece excelente base para o Enem). Nos últimos cinco anos, em sua nova feição, o 2005 3 004 491 Enem assumiu o papel de selecionador de grande 3 742 827 2006 parte dos alunos das instituições federais de ensino superior e chegou, no último ano, a 7 173 574 ins­ 3 568 592 2007 critos (veja tabela ao lado). 4 018 070 2008 De 1998, quando começou com 160 mil candida­ tos, até 2008, quando atingiu 4 milhões de candi­ 4 576 126 2009 datos, a nota do Enem ajudava no resultado dos 4 611 441 2010 vestibulares oficiais do Estado de São Paulo, com uma participação de até 20% na média da 1ª fase 6 221 697 2011 desses exames. Depois, oficialmente por razões de 6 497 466 2012 calendário, a USP excluiu o Enem da composição de suas notas, enquanto Unicamp e Unesp usam a 7 173 574 2013 nota do exame nacional para formar a média final de seus candidatos – mas, na prática, não a utili­ zam para definir quem é chamado para a 2ª fase, o que ocorria anteriormente. Outros usos do Enem, além de seu papel como grande vestibular nacional, com candidatos selecionados pelo SiSU – Sistema de Seleção Unificada, são apresentados na página seguinte: Prouni – Programa Univer­ sidade Para Todos; FIES – Fundo de Financimento ao Estudante do Ensino Superior.

Candidatos no ENEM

2º dia Duração 5h30m

1º dia Duração 4h30m

ENEM - AS PROVAS Área do conhecimento

Componentes curriculares

Questões

Ciências da Natureza e suas Tecnologias

Biologia, Física e Química

45

Ciências Humanas e suas Tecnologias

História, Geografia, Filosofia e Sociologia

45

Linguagens, Códigos e suas Tecnologias

Língua Portuguesa, Literatura, língua estrangeira – Espanhol ou Inglês, Artes, Educação Física e Tecnologias da Informação e Comunicação

45

Redação

Redação

1

Matemática e suas Tecnologias

Matemática

45

Só a China tem mais candidatos que o Enem O Enem é o segundo maior vestibu­ lar do mundo. O primeiro é o da Chi­ na, com 10 milhões de candidatos, disputando 2,5 milhões de vagas em 100 universidades. Há 20 anos, a China registrou menos candida­ tos do que hoje tem o Enem, que em 2013 recebeu mais de 7 milhões de inscrições, oferecendo 172 mil vagas em universidades federais, estaduais e institutos federais.

43

GUIA DO COLÉGIO_2014_29-04-2014.indd 43

30/04/2014 00:10:39


Ensino Superior

SiSU - Sistema de Seleção Unificada O Enem é o caminho dos estudantes brasileiros para acesso às vagas das universidades federais, institutos federais de educação, ciência e tecnologia e centros federais de educação tecnológi­ ca participantes do SiSU – Sistema de Seleção Unificada –, criado pelo Ministério da Educação e que em 2014 ofereceu 172 mil vagas em instituições de todo o país. Para participar do SiSU o candidato precisa apenas de seu número de inscrição e senha cadastrados no último Enem. A única exigência para a inscrição é que não tenha zerado na prova de Redação do Enem. Não há cobrança de taxas. Ao se inscrever, o estudante deve indicar até duas opções entre as vagas dos cursos ofertados, mas enquanto as inscrições estão abertas ele pode alterar suas escolhas quantas vezes julgar con­ veniente. O candidato também deve definir se quer concorrer às vagas de ampla concorrência, às vagas reservadas por cotas (Lei nº 12.711/2012) ou às vagas incluídas em políticas afirmativas das insti­ tuições. O sistema do MEC seleciona automaticamente os candidatos mais bem classificados em cada curso, de acordo com suas notas no Enem e eventuais ponderações (algumas instituições participantes do SiSU adotam pesos diferenciados para as provas do Enem).

Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior O FIES – Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior – é outro programa do Minis­ tério da Educação acessível aos estudantes que concluíram o Ensino Médio até 2010 e fizeram Enem nos últimos quatro anos. Os estudantes que concluíram o Ensino Médio antes de 2010 precisam comprovar essa condição perante a CPSA (cada instituição de ensino com oferta de cursos deve constituir uma Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento do FIES), apresentando diploma, certificado ou documento equivalente de conclusão do Ensino Médio expedido pela instituição de ensino competente. O FIES financia a graduação na educação superior de estudantes matriculados em instituições não gratuitas. Podem ser financiados os cursos de graduação com conceito maior ou igual a 3 no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES), das instituições de ensino superior participantes do FIES. 44

GUIA DO COLÉGIO_2014_29-04-2014.indd 44

30/04/2014 00:10:42


Compare os vestibulares oficiais de São Paulo Com base nos critérios adotados para 2014, compare os vestibulares das universidades públicas de São Paulo – FUVEST, UNICAMP, VUNESP E UNIFESP.

Candidatos em 2014

Vagas em 2014

Provas da 1ª fase

FUVEST

UNICAMP

147 634 + 24 403 treineiros Total: 172 037

67 516 (Unicamp) + 6 302 (Famerp) Total: 73 818

13,2 c/v (sem treineiros)

21,3 c/v

USP: 11057 Santa Casa: 100

Unicamp: 3 320 Famerp: 140

Conhecimentos Gerais 90 testes

1º dia: Português (10 questões) e Redação

Provas da 2ª fase

2º dia: História, Geografia, Matemática, Física, Química, Biologia e Inglês (16 questões)

VUNESP

UNIFESP

99 400

18 267 candidatos inscritos no Sistema Misto, que tem prova de 2ª fase, além do Enem como 1ª fase

13,7 c/v

Conhecimentos Gerais 48 questões testes + Redação, com 2 textos

1º dia: 12 questões de Língua Portuguesa e Literatura + 12 de Matemática

2º dia: 24 questões, sendo 18 na área de Ciências Humanas e Artes e 6 de Língua Inglesa

42,7 c/v no Sistema Misto 7 259

2 909, das quais 428 no Sistema Misto (7 cursos)

Conhecimentos Gerais 90 testes

Prova do ENEM (prova única para 46 cursos, com classificação pelo SISU – Sistema de Seleção Unificada, do MEC, e 1ª fase para 7 cursos)

Prova de Conhecimentos Específicos e Redação, aplicada em dois dias.

(Para 7 cursos)

1º dia: 12 questões relativas à área de Ciências Humanas e suas tecnologias (elementos de História, Geografia e Filosofia) e 12 questões relativas à área de Ciências da Natureza, Matemática e suas tecnologias (elementos de Biologia, Química, Física e Matemática)

1º dia: prova de Língua Portuguesa (30 questões), Língua Inglesa (15 questões) e Redação. Todas as questões são em forma de testes. 2º dia: prova de Conhecimentos Específicos, com 20 questões dissertativas de Biologia (5 questões), Química (5 questões), Física (5 questões) e Matemática (5 questões).

3º dia: Duas ou três matérias prioritárias para cada carreira (12 questões)

3º dia: 24 questões na área de Ciências da Natureza

2º dia: Redação e 12 questões de Linguagens, Códigos e suas tecnologias (elementos de Língua Portuguesa e Literatura, Língua Inglesa, Educação Física e Arte)

Total de questões

128

120

126

65 (sem o Enem)

Tempo total das provas

17 horas

17 horas

13h30min

8 horas (2ª fase)

1ª fase 100 pontos

Prova do Enem: 100 pontos

2a fase 100 pontos

Provas da Unifesp: 1º dia, 100 pontos 2º dia, 100 pontos

1ª fase 100 pontos Peso das provas

2a fase Prova 1: 100 pontos Prova 2: 100 pontos Prova 3: 100 pontos Em média, 2,7 candidatos por vaga

Cada curso tem até duas provas consideradas prioritárias, com pesos 2 ou 3

Mínimo de 3, máximo de 8 candidatos por vaga em cada curso

Convocados para a 2ª fase

Em 2014, 30345 candidatos foram chamados para a 2ª fase, além de 2224 treineiros

Em 2014 foram convocados para a 2ª fase 15761 candidatos (mínimo de 3 e máximo de 6 candidatos por vaga, conforme o curso)

Peso da Redação

Até 12,5% do total máximo de pontos

Até 12,5% do total máximo de pontos

capa_GUIA DO COLÉGIO_2014_21-04-2014.indd 5

Até 10 candidatos por vaga Em 2014 foram convocados para a 2ª fase 41147 candidatos

Até 14% do total máximo de pontos

Todos os candidatos de Medicina, Ciências Biológicas (São Paulo e Diadema), Enfermagem, Fonoaudiologia, Engenharia Química (Diadema, integral e noturno). Até 17,5% do total máximo de pontos

30/04/2014 00:28:49


2

capa_GUIA DO COLÉGIO_2014_21-04-2014.indd 2

30/04/2014 00:28:28


Guia do Colégio ETAPA 2014