Issuu on Google+

E se as árvores falassem… Íris Carvalho 5º B


Havia uma รกrvore chamada Oliveira, tinha muitos anos, jรก estava a ficar velhinha, jรก tinha visto muita coisa.


Certo dia, ouviu um senhor a dizer que o bosque onde ela vivia iria ser destruído e as árvores seriam cortadas, a Oliveira ficou aflita ao ouvir aquilo e foi logo contar à sua irmã.


A sua irmã, que se chamava Carvalho, disse-lhe que isso era um perfeito disparate, que ela poderia ter ouvido mal, porque já estavam ali há muito tempo e nunca ninguém deu conta daquele bosque.


Mas no dia seguinte, avistavam um trator prestes a cortรก-las ao meio, estas comeรงaram a dizer que jรก tinham mais de dois mil anos e que nรฃo poderiam morrer assim.


Desabafaram uma com a outra sobre tudo o que tinham visto, os Romanos, os Muรงulmanos ... tinham visto tantas coisas maravilhosas, que nem sabiam por onde comeรงar ...


Os homens do trator ouviram as vozes das รกrvores e ficaram espantados ao ouvi-las a falar sobre os Romanos e Muรงulmanos.


Perguntaram-lhes se elas já estavam ali há muitos anos e a Oliveira com lágrimas nos olhos respondeu-lhes, que sim, há muitos, muitos anos e disse-lhes ainda que já tinham passado por muitas tempestades, muita chuva e frio e também por muito calor e seca, mas ultrapassaram sempre tudo.


E o Carvalho, muito triste disse que nรฃo sรณ podiam lutar contra a maldade dos homens e das mรกquinas.


Entรฃo os homens desistiram de as cortar, pois descobriram que em cada รกrvore existe uma histรณria.


E se as árvores falassem