Page 1

Moderno Estaleiro desenvolve região do Recôncavo 2 Maricele Silva, Soldadora da Enseada na Unidade São Roque

Ano 2 • Edição n.º 11 • julho/2014

Boletim informativo da Enseada Indústria Naval S.A. e do Consórcio Estaleiro Paraguaçu (CEP) Plano Básico Ambiental (PBA) – Programa de Comunicação Social

Enseada inicia em São Roque montagem de megabloco 3

Foto JULIUS SÁ

Foto ROQUE PEIXOTO

Juntos Navegando

Governo começa construção de ponte sobre o Rio Baetantã 4

Cultura de Enseada do Paraguaçu é materializada pela Enseada Indústria Naval E

Fotos JULIUS SÁ

nseada do Paraguaçu, localizada no município de Maragojipe, é um lugar cheio de histórias para contar. É a casa de um povo de fé que valoriza, como ninguém, a cultura do lugar onde vive. A Enseada Indústria Naval, como forma de homenagear essa comunidade, realizou ações para eternizar alguns dos bens mais

importantes para ela: a Barquinha e o Boi Janeiro. Em julho de 2014, na Associação de Moradores de Enseada do Paraguaçu, vários olhares estavam voltados para a mesma direção: o telão que exibia, em primeira mão, o vídeo sobre a Barquinha. Dona Ditinha, responsável pela montagem da Barquinha há mais de 50 anos, é quem narra a trajetória desse patrimônio da cultura local. “Enquanto vida Deus me der, estarei participando. Já fui convidada para fazer a desse ano”, revelou. Sobre o vídeo, ela foi

enfática: “É uma alegria muito grande ver isso tudo acontecer. Agora todo mundo pode conhecer um pouco da história do povo de Enseada.” Valdete dos Santos, de 80 anos, que esteve presente no lançamento do vídeo, foi puro entusiasmo ao falar sobre o momento. “A comunidade e nós, sambadeiras, nos sentimos muito felizes. Eu sou raiz desse chão. Participo e aprovo tudo o que for para o bem de nossa tradição”, afirmou. Valdete e os moradores das 350 casas de Enseada receberam um DVD com o curta-metragem da Barquinha. Se a Barquinha faz parte da história da comunidade, o Boi

Janeiro não é diferente. Ele está presente em Enseada desde quando Dona Ditinha era menina e ainda brincava com ele pela Rua do Alto. “Não imaginávamos que o bumba meu boi estivesse também presente na cultura de Enseada. Durante o levantamento das lendas e tradições locais que realizamos, tivemos essa informação que foi confirmada pelos mais idosos. Resolvemos então reativar tal tradição, presenteando a comunidade de Enseada com o Boi Janeiro. A alegria estava estampada no rosto de todos ali presentes!”, afirmou Caroline Azevedo, gerente de Sustentabilidade do empreendimento.

A tradição da Barquinha chegou ao quilombo de Enseada do Paraguaçu há mais de 100 anos. Através da Barquinha, cortada por Dona Ditinha há 50 anos, a comunidade renova seus pedidos, oferecendo a pequena embarcação feita de papelão para Iemanjá. Essa oferenda reforça também o compromisso de cuidar das águas, local responsável pelo sustento da maioria da comunidade.

www.navegandojuntos.com.br

O Boi Janeiro foi confeccionado pelo designer e artista plástico Rodrigo Siqueira, que utilizou talisca de dendê, espuma, laicra, aviamentos, fita de cetim, isopor e fibra de vidro para dar forma ao boi.

Navegando Juntos 11 (julho)  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you